Kayron Campos Beviláqua

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/3400547503078725
  • Última atualização do currículo em 06/12/2018


Bacharel e licenciado em Letras Língua Portuguesa e Literaturas de Língua Portuguesa pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Mestre e doutorando em Letras (Estudos Linguísticos) pelo Programa de Pós-graduação em Letras da Universidade Federal do Paraná (UFPR). Atua na área de Semântica Formal, com utilização de métodos experimentais e psicolinguísticos, investigando os seguintes objetos de pesquisa: nominais nus, a distinção contável-massivo, comparação e quantificação. No ensino, atua como professor da área de Português do Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC - SJe), ministrando disciplinas em cursos superiores, técnicos e PROEJA, tendo como princípios a formação leitora e a educação linguística. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Kayron Campos Beviláqua
Nome em citações bibliográficas
BEVILAQUA, K. C.;BEVILÁQUA, KAYRON;BEVILAQUA, KAYRON

Endereço


Endereço Profissional
Instituto Federal de Santa Catarina, Instituto Federal de Santa Catarina - Câmpus São José.
Rua José Lino Kretzer
Centro
88103310 - São José, SC - Brasil
Telefone: (48) 33812854
URL da Homepage: www.sj.ifsc.edu.br


Formação acadêmica/titulação


2016
Doutorado em andamento em Letras.
Universidade Federal do Paraná, UFPR, Brasil.
Título: A distinção contável-massivo no sintagma nominal: um estudo experimental e translinguístico,
Orientador: Roberta Pires de Oliveira.
Palavras-chave: Bare nouns. Mass-count. Experimental Semantics..
Grande área: Lingüística, Letras e Artes
2013 - 2015
Mestrado em Letras.
Universidade Federal do Paraná, UFPR, Brasil.
Título: Sintagmas nominais nus: um experimento sobre a distinção contável-massivo no PB,Ano de Obtenção: 2015.
Orientador: Roberta Pires de Oliveira.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: Massa; Quantificadores; Comparação..
Grande área: Lingüística, Letras e Artes
2015 - 2016
Graduação em Licenciatura em língua portuguesa e Literaturas.
Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.
2008 - 2012
Graduação em Letras - Língua Portuguesa.
Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.
Título: Uma investigação sobre o comportamento quantificacional do muito no PB.
Orientador: Roberta Pires de Oliveira.




Formação Complementar


2016 - 2016
Plurality and Mass across languages - Jenny Doetjes. (Carga horária: 10h).
Universidade Federal do Paraná, UFPR, Brasil.
2016 - 2016
Counting and Measuring - Susan Rothstein. (Carga horária: 10h).
Universidade Federal do Paraná, UFPR, Brasil.
2014 - 2014
The roots of verb meaning - John Beavers. (Carga horária: 15h).
Universidade Federal do Rio Grande do Sul, UFRGS, Brasil.
2014 - 2014
Reference to kinds - Gennaro Chiercha. (Carga horária: 15h).
Universidade Federal do Rio Grande do Sul, UFRGS, Brasil.
2014 - 2014
Experimental Design and Linguistic Analysis. (Carga horária: 8h).
Universidade Federal do Paraná, UFPR, Brasil.
2014 - 2014
The semantics of Bare NPs. (Carga horária: 15h).
Universidade Federal do Rio Grande do Sul, UFRGS, Brasil.
2012 - 2012
Tópicos em Semântica I. (Carga horária: 20h).
Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
2012 - 2012
Topics in the semantics of degree. (Carga horária: 9h).
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
2012 - 2012
Pressuposition of noun phrases. (Carga horária: 12h).
Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.
2012 - 2012
Obligatory pressuposition and discourse management. (Carga horária: 12h).
Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.


Atuação Profissional



Universidade Federal do Paraná, UFPR, Brasil.
Vínculo institucional

2016 - 2017
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Estudante
Outras informações
Bolsista em nível de Doutorado- Capes

Vínculo institucional

2013 - 2015
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Estudante, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Bolsista em nível de Mestrado - Capes

Atividades

04/2013 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Setor Ciências Humanas, .

Linhas de pesquisa
Psicolinguística

Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.
Vínculo institucional

2015 - 2015
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Tutor a distância do curso de Letras Espanhol, Carga horária: 20

Vínculo institucional

2011 - 2013
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Estudante, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Bolsista IC - CNPQ - Pesquisas sobre a semântica dos quantificadores e nominais nus no Português Brasileiro.

Atividades

2011 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Centro de Comunicação e Expressão, .


Lar Fabiano de Cristo, LAR FABIANO, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - 2013
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor de Português, Carga horária: 20


Instituto Federal de Santa Catarina, IFSC, Brasil.
Vínculo institucional

2018 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Docente, Regime: Dedicação exclusiva.



Linhas de pesquisa


1.
A Expressão da individuação e do número no Sintagma Nominal

Objetivo: Esta linha centra os projetos que estão pesquisando a questão da quantificação no sintagma nominal. Engloba também a hipótese mais recente de que são poucos os itens de quantificação no sintagma. A partir de Heim (1982) aventa-se a hipótese de quantificadores sentenciais. Por isso, essa linha inclui também as pesquisas sobre genericidade..
Palavras-chave: Predicação; Quantificação; Semântica de nominais.
2.
Psicolinguística


Projetos de pesquisa


2012 - Atual
Revista Versalete
Descrição: O projeto propõe a criação de uma revista acadêmica, ligada ao Curso de Letras da Universidade Federal do Paraná, que pretende criar um espaço de divulgação de trabalhos de alunos de Graduação e Pós-graduação do Curso de Letras da Universidade Federal do Paraná, mas aberta também a outros intercâmbios possíveis, entre Cursos e Universidades, e considerando as grandes ênfases de formação do Curso de Letras da UFPR: Linguística/Linguística aplicada, Literatura e Tradução. Apresentado ao Departamento de Linguística, Letras Clássicas e Vernáculas e ao Departamento de Letras Estrangeiras Modernas. Como uma forma de apresentar working papers, trabalhos completos, resenhas e ensaios, a revista cria um espaço de reconhecimento do processo de formação desses alunos e uma oportunidade para sua aprendizagem de pesquisa e dos processos de publicação..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (10) / Mestrado acadêmico: (33) / Doutorado: (65) .
Integrantes: Kayron Campos Beviláqua - Integrante / Sandra Mara Stroparo - Coordenador / Janice Ines Nodari - Integrante / Ruth Bohunovsky - Integrante.
2001 - Atual
A Expressão da Quantificação nas Línguas Naturais
Descrição: As pesquisas concentram-se na quantificacão nas línguas naturais. Como é conhecido na literatura recente sobre quantifificação, estuda-se a quantificação em duas grandes áreas: a quantificação no sintagma nominal e a quantificação chamada de quantificação-A que ocorre em outros lugares que não o sintagma nominal. Trata-se, por exemplo, da quantificação sentencial produzida por advérbios e também da quantificação aspectual. Além disso há ainda os adjetivos que muitas vezes funcionam como quantificadores. Em consonância com esse movimento, as pesquisas do grupo focam a quantificação tanto no SN quanto no SV e se abrem para várias áreas da semântica conectadas ao tema, em particular a denotação do SN, o plural, o aspecto, incluindo o aspecto lexical, a predicação, a estrutura de eventos, a pressuposição e a modalidade. O grupo se interessa por questões de aquisição e pesquisas psicolingüísticas. O grupo se identifica por adotar uma mesma metodologia de pesquisa, a abordagem formal, ainda pouco explorada no Brasil, embora de enorme reconhecimento internacional, e também pela construção de pontes tanto com a sintaxe quanto com a pragmática. Este projeto pode, portanto, contribuir para avançar no conhecimento da semântica, sintaxe e pragmática do português brasileiro e das línguas naturais em geral. Constituindo-se, assim, uma porta para a inserção do Brasil na pesquisa internacional..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.


Membro de corpo editorial


2013 - Atual
Periódico: Versalete


Revisor de periódico


2010 - 2011
Periódico: Encontros Bibli


Áreas de atuação


1.
Grande área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Letras / Subárea: Língua Portuguesa.
2.
Grande área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Lingüística.
3.
Grande área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Lingüística / Subárea: Semântica.


Idiomas


Alemão
Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Razoavelmente, Escreve Razoavelmente.
Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Espanhol
Compreende Razoavelmente, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
BEVILÁQUA, KAYRON2017 BEVILÁQUA, KAYRON; PIRES DE OLIVEIRA, R. . Brazilian bare nouns in comparatives: experimental evidence for non-contextual dependency. REVISTA LETRAS, v. 96, p. 354-376, 2017.

2.
BEVILÁQUA, KAYRON2017BEVILÁQUA, KAYRON. EXPRESSÕES DE GENERICIDADE: UM OLHAR PARA AS TEORIAS SOBRE DEFINIDOS E NOMINAIS NUS NO PORTUGUÊS BRASILEIRO. CALETROSCÓPIO, v. 5, p. 237, 2017.

3.
BEVILAQUA, K. C.;BEVILÁQUA, KAYRON;BEVILAQUA, KAYRON2016BEVILAQUA, K. C.; PIRES DE OLIVEIRA, R. . Muito in Brazilian Portuguese and the mass-count grammar. Revista da ABRALIN, v. 1, p. 139-160, 2016.

4.
BEVILÁQUA, KAYRON2016BEVILÁQUA, KAYRON. Reflexões sobre as práticas linguísticas presentes no modelo de pesquisa como princípio educativo.. Revista Versalete, v. 4, p. 41-57, 2016.

5.
DEOSTI, A.2016DEOSTI, A. ; DIOGO, J. ; GISSKE, J. ; BEVILÁQUA, KAYRON ; NEGRI, L. ; BERNSDORF, S. . Análise do processo de mudança semântica dos advérbios literalmente e buchstäblich a partir do modelo semântico-cognitivo de Sweetser (1990). Signo (UNISC. Online), v. 42, p. 101-113, 2016.

6.
BEVILÁQUA, KAYRON2016BEVILÁQUA, KAYRON; LIMA, SUZI ; PIRES DE OLIVEIRA, ROBERTA . Bare Nouns in Brazilian Portuguese: An experimental study on grinding. Baltic International Yearbook of Cognition, Logic and Communication, v. 11, p. 1, 2016.

7.
BEVILAQUA, KAYRON2015 BEVILAQUA, KAYRON. Uma investigação sobre os sintagmas nominais nus e a distinção contável-massivo no Português Brasileiro. Estudos Linguísticos (São Paulo. 1978), v. 44, p. 321-333, 2015.

8.
3BEVILAQUA, K. C.2014BEVILAQUA, K. C.. Appendix Probi e a variação linguística no Português Brasileiro. Revista Versalete, v. 2, p. 30-45, 2014.

9.
1BEVILAQUA, K. C.2014 BEVILAQUA, K. C.; OLIVEIRA, R. P. . Brazilian Bare Phrases and Referentiality: Evidences from an Experiment. Revista Letras, v. 90, p. 254, 2014.

10.
2DESCHAMPS, THAIS2014DESCHAMPS, THAIS ; BEVILAQUA, KAYRON . Descrição fonético-acústica dos róticos em travamento de sílaba tônica na fala de curitibanos: um estudo comparativo de duas gerações. Working Papers em Linguística (Online), v. 15, p. 136, 2014.

11.
4BEVILÁQUA, KAYRON2013 BEVILÁQUA, KAYRON. Um olhar sobre o muito(a) no Português Brasileiro: o caso (ou não) da ambiguidade. Working Papers em Linguística (Impresso), v. 14, p. 51-64, 2013.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
BEVILAQUA, KAYRON. UMA INVESTIGAÇÃO SOBRE O COMPORTAMENTO QUANTIFICACIONAL DO MUITO(A) NO PORTUGUÊS BRASILEIRO. In: ABRALIN 2013, 2013, Natal. Anais da ABRALIN 2013, 2013. v. 1. p. 1.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
BEVILÁQUA, KAYRON; PIRES DE OLIVEIRA, ROBERTA . UM EXPERIMENTO SOBRE A DISTINÇÃO CONTÁVEL-MASSIVO E COERÇÃO NO PORTUGUÊS BRASILEIRO. In: SINPEL UFSC, 2015, FLORIANÓPOLIS. Anais do VII Simpósio de Pesquisas em Linguística, 2015. v. 1.

2.
BEVILAQUA, K. C.. Quantifying over bare nouns: evidences from an experiment. In: I colóquio de Semantica Referencial, 2014, São Carlos. I colóquio de Semantica Referencial, 2014.

3.
BEVILAQUA, K. C.. ?Fake mass? nouns, quantification and ontology: Bare Singulars in Brazilian Portuguese. In: Conference on Referentiality, 2013, Curitiba. Conference on Referentiality, 2013.

4.
BEVILAQUA, K. C.. Is muito(a) a mass quantifier in Brazilian Portuguese?. In: IX Workshop On Formal Linguistics, 2012, Rio de Janeiro. IX Workshop On Formal Linguistics, 2012.

5.
BEVILAQUA, K. C.. Is muito(a) a mass quantifier in Brazilian Portuguese?. In: Weak Referentiality and Definitude, 2012, Florianópolis. Weak Referentiality and Definitude, 2012.

6.
BEVILAQUA, K. C.. Da quantificação massiva do muito(a) no Português Brasileiro. In: 22º Seminário de Iniciação Científica/ UFSC, 2012, FLORIANOPOLIS. Anais do 22º SIC, 2012.

Apresentações de Trabalho
1.
BEVILÁQUA, KAYRON. Quantity judgments and (no)number specification: the case of Bare Singulars. 2018. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

2.
BEVILÁQUA, KAYRON; PIRES DE OLIVEIRA, R. . What do Bare Nouns mean cross-linguistically? Preliminary results. 2018. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

3.
COUTINHO, I. ; BEVILÁQUA, KAYRON . Plural and Bare Nouns in Ye?kwana: an experimental study. 2018. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

4.
BEVILÁQUA, KAYRON. Quantity judgments and (no)number specification: the case of Bare Singulars. 2018. (Apresentação de Trabalho/Outra).

5.
BEVILÁQUA, KAYRON. Bare Nouns and the Role of Volume Context: a Pilot Experiment. 2017. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

6.
BEVILÁQUA, KAYRON; PIRES DE OLIVEIRA, R. . English and Brazilian Portuguese mass-count distinction: preliminary results. 2017. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

7.
BEVILÁQUA, KAYRON. Muito e a distinção contável-massivo: o caso do singular nu. 2017. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

8.
BEVILÁQUA, KAYRON. Tem muito aluno na sala! Comparação e medida no Português Brasileiro. 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

9.
BEVILAQUA, K. C.; BENASSI, R. . Bare nouns and the role of volume context: an experimental study. 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

10.
BEVILÁQUA, KAYRON; PIRES DE OLIVEIRA, R. ; LIMA, S. . Bare singulars can be ground? Some pieces of experimental evidences. 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

11.
BEVILÁQUA, KAYRON. ALGUMAS REFLEXÕES SOBRE MINIMIZADORES NO PORTUGUÊS BRASILEIRO. 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

12.
BEVILÁQUA, KAYRON; PIRES DE OLIVEIRA, R. . Um Experimento Sobre a Distinção Contável-Massivo e Coerção no Português Brasileiro. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

13.
BEVILÁQUA, KAYRON; PIRES DE OLIVEIRA, R. ; LIMA, S. ; BENASSI, R. . Coercion and Bare Singulars in Brazilian Portuguese: an Experimental Study on the Universal Grinder. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

14.
BEVILAQUA, K. C.. A distinção contável-massivo em estruturas comparativas: singular nu no português brasileiro. 2014. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

15.
BEVILAQUA, K. C.. Nomes nus e plurais: um experimento sobre a distinção contável-massivo. 2014. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

16.
BEVILAQUA, K. C.. Bare nouns in Brazilian Portuguese: new evidence about the mass-count distinction. 2014. (Apresentação de Trabalho/Outra).

17.
BEVILÁQUA, KAYRON. Quantifying over bare nouns: evidences from an experiment. 2014. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

18.
BEVILAQUA, K. C.. Uma investigação sobre o comportamento quantificacional do muito no PB.. 2013. (Apresentação de Trabalho/Outra).

19.
BEVILAQUA, K. C.. Fake mass nouns, quantification and ontology: Bare Singulars in Brazilian Portuguese. 2013. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

20.
BEVILAQUA, K. C.. Is muito(a) a mass quantifier in Brazilian Portuguese?. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

21.
BEVILAQUA, K. C.. Is muito a mass quantifier in Brazilian Portuguese?. 2012. (Apresentação de Trabalho/Outra).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Monografias de cursos de aperfeiçoamento/especialização
1.
BEVILÁQUA, KAYRON. Participação em banca de Mauricio Rodrigues do Nascimento. A importância do uso de laboratório de ciências para aulas práticas no PROEJA. 2018 - Instituto Federal de Santa Catarina.

2.
BEVILÁQUA, KAYRON. Participação em banca de Suzana Aparecida Souza. Causas da evasão na EJA e no PROEJA. 2018.

3.
BEVILÁQUA, KAYRON. Participação em banca de Marcelo Altevir dos Passos. Dificuldades no processo de ensino-aprendizagem de alunos reingressantes. 2018.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
BEVILÁQUA, KAYRON; OLIVEIRA, R. P.. Participação em banca de NADINE RODRIGUES DE SOUZA.A ACIONALIDADE E OS MEDIDORES DE TEMPO NO PORTUGUÊS BRASILEIRO: EXPERIMENTOS DE ACEITABILIDADE E DE INTERPRETAÇÃO. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Abi - Letras Língua Portuguesa) - Universidade Federal de Santa Catarina.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Outras participações
1.
BEVILÁQUA, KAYRON. 13º ENAF / ENEC. 2014. Universidade Federal do Paraná.

2.
BEVILAQUA, K. C.. 12º ENAF/12ºENEC. 2013. Universidade Federal do Paraná.

3.
BEVILAQUA, K. C.. 12º ENAF/12ºENEC. 2013. Universidade Federal do Paraná.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
62º. Seminário do GEL. Nomes nus e plurais: um experimento sobre a distinção contável-massivo. 2014. (Congresso).

2.
X Workshop on Formal Linguistics. Bare nouns in Brazilian Portuguese: new evidence about the mass-count distinction. 2014. (Congresso).

3.
ABRALIN. Uma investigação sobre o comportamento quantificacional do muito no PB.. 2013. (Congresso).

4.
Conference on Referentiality. ?Fake mass? nouns, quantification and ontology: Bare Singulars in Brazilian Portuguese. 2013. (Congresso).

5.
I Escola de Inverno de Linguística Formal - EILIN. 2013. (Encontro).

6.
(In)Definites and Weak Referentiality. Is muito(a) a mass quantifier in Brazilian Portuguese?. 2012. (Congresso).

7.
Escola de Verão de Linguística Formal. 2012. (Encontro).

8.
IX Workshop On Formal Linguistics. Is muito(a) a mass quantifier in Brazilian Portuguese?. 2012. (Congresso).

9.
10 SEPEX UFSC. Vem cagente!. 2011. (Exposição).

10.
SIMPÓSIO INTERNACIONAL LINGUAGENS E CULTURAS:. 2011. (Simpósio).

11.
I Encontro Catarinense dos Estudantes de Letras.. 2010. (Encontro).

12.
V Encontro Regional dos Estudantes de Letras.. 2010. (Encontro).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
BEVILÁQUA, KAYRON; MAZOCCO, D. M. . II SEMINÁRIO DE TESES E DISSERTAÇÕES EM ANDAMENTO UFPR. 2017. (Congresso).

2.
PIRES DE OLIVEIRA, R. ; FOLTRAN, M. J. ; GOMES, A. P. Q. ; BEVILÁQUA, KAYRON . XI Workshop On Formal Linguistics. 2016. (Congresso).

3.
FOLTRAN, M. J. ; BEVILAQUA, K. C. ; DESCHAMPS, T. . V Fórum de Produção Discente UFPR. 2014. (Congresso).




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 16/12/2018 às 20:50:24