Luana Lise Carmo da Solidade

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/3689003025298904
  • Última atualização do currículo em 11/01/2019


Doutoranda em Literatura e Cultura - Estudos de Tradução Cultural e Intersemiótica na Universidade Federal da Bahia. Mestra em Literatura e Cultura - Estudos de Tradução Cultural e Intersemiótica pela Universidade Federal da Bahia. Bacharela em Letras - Língua Estrangeira Moderna (Inglês) pela Universidade Federal da Bahia. Atuou como professora substituta de Teoria da Literatura na mesma instituição. Como pesquisadora, investiga as relações entre tradução e performance, através do estudo da canção enquanto gênero literário. Na graduação, foi professora em formação do Núcleo Permanente de Extensão em Letras (NUPEL) e do Sindicato dos trabalhadores técnico-administrativos da UFBA (ASSUFBA), bem como monitora especial no Programa de Proficiência em Língua Estrangeira para Estudantes e Servidores da UFBA (PROFICI). Ainda na graduação, atuou como pesquisadora no grupo "Tradução, Processo de Criação e Mídias Sonoras" (PRO.SOM), de 2011 a 2012, como bolsista CNPq. No ano de 2012, ingressou no grupo de pesquisa "Literatura como Performance: Escritas de Si e Políticas de Si". Em 2013, participou do projeto de extensão "Mentes Livres & Corpos Indóceis", que faz uso da arte literária para produção de políticas de si, voltadas a sujeitos em situação de encarceramento. No ano de 2016, ingressou no grupo de pesquisa "Traduzindo no Atlântico Negro". No PRO.SOM, se concentrou na análise de traduções de literatura afro-americana e teve a oportunidade de trabalhar na tradução do inglês para o português de produções pós-coloniais. Por exemplo, as peças teatrais escritas por Jackie Kay ("The Lamplighter") e Athol Fugard ("Statements After An Arrest Under the Immorality Act"), registrando as escolhas do processo tradutório através da metodologia da Crítica Genética. Esse material traduzido foi posteriormente roteirizado e utilizado para produção de áudio-livros destinados a pessoas com deficiência visual. Nos dois grupos posteriores, iniciou estudos acerca de teorias da performance e da tradução de textos afrodiaspóricos. Através dessas discussões, desenvolveu trabalhos direcionados à análise e à tradução de poemas-canções da afrodiáspora. Atualmente, estuda as relações entre tradução e performance através da análise de canções provenientes do cenário da contracultura nos Estados Unidos e no Brasil. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Luana Lise Carmo da Solidade
Nome em citações bibliográficas
SOLIDADE, L.

Endereço


Endereço Profissional
Universidade Federal da Bahia.
Rua Barão de Jeremoabo
Ondina
40170155 - Salvador, BA - Brasil
Telefone: (71) 32837689


Formação acadêmica/titulação


2018
Doutorado em andamento em Estudos de Tradução Cultural e Intersemiótica.
Universidade Federal da Bahia, UFBA, Brasil.
Orientador: Elizabeth Ramos.
2015 - 2017
Mestrado em Estudos de Tradução Cultural e Intersemiótica.
Universidade Federal da Bahia, UFBA, Brasil.
Título: Blues e samba traduzindo corpos de mulheres negras em performances de Billie Holiday e Elza Soares,Ano de Obtenção: 2017.
Orientador: Denise Carrascosa França.
Palavras-chave: Tradução performática; Poemas-canção; Música diaspórica.
Grande área: Lingüística, Letras e Artes
2009 - 2014
Graduação em Letras - Língua Estrangeira.
Universidade Federal da Bahia, UFBA, Brasil.
Título: Poesia em forma de blues: a construção da identidade afro-americana em narrativas musicais na primeira metade do século XX.
Orientador: Denise Carrascosa França.
2004 - 2006
Ensino Médio (2º grau).
Colégio Antônio Vieira, CAV, Brasil.
2001 - 2003
Ensino Fundamental (1º grau).
Colégio Antônio Vieira, CAV, Brasil.
1996 - 2000
Ensino Fundamental (1º grau).
Colégio Nossa Senhora da Soledade, CNSS, Brasil.




Formação Complementar


2018 - 2018
Laboratório Escritas da Cena.
Universidade Livre do Teatro Vila Velha, ULTV, Brasil.
2005 - 2005
ALS I - Advanced Listening and Speaking I. (Carga horária: 48h).
Associação Cultural Brasil-Estados Unidos, ACBEU, Brasil.
2003 - 2005
Programa Intermediário-avançado. (Carga horária: 84h).
Associação Cultural Brasil-Estados Unidos, ACBEU, Brasil.
2003 - 2003
AG II - Advanced Grammar II. (Carga horária: 48h).
Associação Cultural Brasil-Estados Unidos, ACBEU, Brasil.
2003 - 2003
ALS II - Advanced Listening & Speaking II. (Carga horária: 48h).
Associação Cultural Brasil-Estados Unidos, ACBEU, Brasil.
2000 - 2002
Basic/Intermediate Course. (Carga horária: 252h).
Escola Baiana de Expansão Cultural, EBEC, Brasil.


Atuação Profissional



Universidade Federal da Bahia, UFBA, Brasil.
Vínculo institucional

2016 - 2017
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professora Substituta, Carga horária: 40
Outras informações
Ministrou as seguintes disciplinas: 2015.2 - LETB87 -Teoria da Lírica; LETB92- Questões Teóricas da Contemporaneidade; LETA10 - Introdução aos Estudos Literários e LETA16 - Estudos de Teorias e Representações da Literatura e da Cultura. Curso de férias - LETA16 - Estudos de Teorias e Representações da Literatura e da Cultura. 2016.1 - LETA10 - Introdução aos Estudos Literários e LETA16- Estudos de Teorias e Representações da Literatura e da Cultura. 2016.2 - LETA10 - Introdução aos Estudos Literários.


Universidade Federal da Bahia - Pibic, UFBA - PIBIC, Brasil.
Vínculo institucional

2014 - 2014
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Pesquisadora Voluntária
Outras informações
Trabalho voluntário no grupo de pesquisa "Literatura como Performance: Escritas de Si e Políticas de Si".

Vínculo institucional

2011 - 2012
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Pesquisadora, Carga horária: 20
Outras informações
Tradução, Processo de Criação e Mídias Sonoras (PRO.SOM) A criação de um audiolivro em português baseado na peça Statements After an Arrest Under the Immorality Act, de Athol Fugard. Da tradução à gravação, com enfoque no processo de tradução interlingual e na escrita pós-colonial. Orientação: Professora Dra. Sílvia Maria Guerra Anastácio

Vínculo institucional

2010 - 2011
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Pesquisadora, Carga horária: 20
Outras informações
Grupo de Tradução, Processo de Criação e Mídias Sonoras (PRO.SOM) A criação de um audiolivro em português baseado na peça radiofônica The Lamplighter da autora Jackie Kay. Da tradução à gravação. Releitura do épico em uma peça radiofônica. Orientação: Professora Dra. Sílvia Maria Guerra Anastácio


Sindicato dos trabalhadores técnico-administrativos da Ufba, ASSUFBA, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - 2012
Vínculo: Estágio remunerado, Enquadramento Funcional: Professora de inglês


Núcleo Permanente de Extensão em Letras, NUPEL, Brasil.
Vínculo institucional

2018 - 2018
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Professor em Formação

Vínculo institucional

2015 - 2016
Vínculo: Professor em formação, Enquadramento Funcional: Professor em formação


Escola Baiana de Expansão Cultural, EBEC, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - 2012
Vínculo: Prestação de serviços, Enquadramento Funcional: Professora de inglês


Programa de Proficiência em Língua Estrangeira para Estudantes e Servidores, PROFICI, Brasil.
Vínculo institucional

2014 - 2015
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Monitor especial, Carga horária: 16



Projetos de pesquisa


2018 - Atual
Bob Dylan e Raul Seixas: tradução performática como poética da liberdade
Descrição: Projeto de tese de doutorado..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2016 - 2016
Traduzindo no Atlântico Negro
Descrição: Projeto de pesquisa que se destina, em sua primeira etapa, à tradução de textos literários afro-americanos para o afro-português, através do estudo de teorias político-críticas e discussões contemporâneas do campo de estudos de tradução intercultural e do feminismo negro, bem como das teorias literárias afro-americana e negro-brasileira...
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2015 - 2017
Blues e samba traduzindo corpos de mulheres negras em performances de Billie Holiday e Elza Soares
Descrição: Projeto de dissertação de mestrado. Por meio de um breve histórico do blues e do samba, bem como de uma análise crítica da formação do discurso nacional dos Estados Unidos e do Brasil, vemos o poder da música negra nas Américas através da agência performativa dos corpos. O diálogo entre as discussões de raça e gênero acontecem por meio da problematização das figuras do malandro e do bluesman, respectivamente presentes no samba e no blues. As trajetórias de duas mulheres negras, Billie Holiday e Elza Soares, nos mostram rasuras das narrativas hegemônicas atribuídas a corpos negros femininos. Com base na análise das canções Fine and mellow, My man, Maria da Vila Matilde e Pra fuder, proponho uma tradução cultural entre Billie Holiday e Elza Soares a partir da intempestividade e da predominância dos afetos da alegria e da tristeza em suas performances. A noção de sujeito como agência possibilita pensar a performance como um mecanismo de escrita e de tradução de si através do agora. O tempo do performático instaura rasuras em discursos oficiais e em estruturas de ordenamento cronológico que possibilitam a entrada do ?novo? no mundo com políticas de tradução de si. A teoria da performance então entrecruza-se com o campo da tradução através do diálogo entre Agamben (2013), Bhabha (2013), Derrida (2006), Deleuze (2002), Nietzsche (2003) e Spinoza (2009). Além de analisar a performance como uma tradução intempestiva, defendo que, como gesto tradutório, ela é um dispositivo atravessado pelos afetos..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2014 - 2014
Poesia em forma de blues: a construção da identidade afro-americana em narrativas musicais na primeira metade do século XX
Descrição: Projeto de Trabalho de Conclusão de Curso. Este trabalho consiste na análise de canções clássicas de blues norte-americanas produzidas na primeira metade do século XX (até a década de 1950) através do ;estudo da teoria da lírica afro-americana e do mapeamento da genealogia do blues como ritmo musical importante na construção identitária afro-americana. São analisados aqui o conceito de nação e a formação do discurso nacional estadunidense a partir de seu duplo elo (através da identidade e da diferença) com a construção do contra-discurso de um grupo subalterno. O documentário de Scorsese, The Blues(2003), é utilizado como ferramenta em busca de rastros para uma possível genealogia. A discussão é atravessada pelos estudos culturais e pela problematização pós-estruturalista acerca do conceito de representação: entender como as práticas culturais são construções que estão articuladas através de relações de poder. O corpus é constituído por oito canções, que foram escolhidas a partir de afinidades temáticas e estéticas entre as letras, em busca de registros de construção identitária e de uma narrativa nacional que foi invisibilizada pela perspectiva historicista. O recorte temporal da pesquisa busca estudar o fluxo cultural que posteriormente possibilitou o acontecimento e eclosão do Movimento dos Direitos Civis nos Estados Unidos..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2012 - 2015
Literatura como Performance: Escritas de Si, Políticas de Si
Descrição: Integram este grupo pesquisadores da área de estudos literários e culturais, entre professores e alunos do Instituto de Letras da Universidade Federal da Bahia, cujos interesses de pesquisa convergem, em sua diversidade, para o mapeamento de procedimentos narrativos que, em seu funcionamento geo-político operacionalizam movimentos de resistência na produção de subjetividades subalternas. Interessa-nos pesquisar e sistematizar teoricamente aspectos estéticos e condições de emergência de discursos narrativos marginalizados sócio-historicamente, na medida de sua potência de construção de lugares de sujeito capazes de resistir a formas várias de violência simbólica, a exemplo das subalternizações e apagamentos identitários, na forma daquilo que entendemos como uma espécie de "política de si". Nossas pesquisas, portanto, têm operado no cruzamento entre os seguintes problemas: narrativa como performance, procedimentos de subjetivação, subalternidade, ética e política na contemporaneidade..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (5) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Luana Lise Carmo da Solidade - Integrante / Denise Carrascosa - Coordenador / Saulo Moreira - Integrante / Ana Farani - Integrante / Patrícia Freitas - Integrante / Paula Campos - Integrante / Luciana Reis - Integrante / Juliana Bastos - Integrante.
2011 - 2012
TRADUÇÃO, PROCESSO DE CRIAÇÃO E MÍDIAS SONORAS - A criação de um audiolivro em português baseado na peça Statements After an Arrest Under the Immorality Act, de Athol Fugard. Da tradução à gravação.
Descrição: Esta pesquisa tem como objetivo estudar o processo de tradução do inglês para o português da peça Statements After an Arrest Under the Immorality Act (1972), do autor sul-africano Athol Fugard. A peça conta a história de um envolvimento amoroso entre uma bibliotecária branca e um professor negro na década de cinquenta, quando a Lei da Imoralidade proibia relações sexuais inter-raciais no contexto do Apartheid sul-africano. Essa peça tem um caráter crítico e político, assim como a maioria das obras de Fugard, podendo-se observar marcas de pós-colonialismo na narrativa do autor. Por isso foram utilizados, sobretudo, os conceitos de pós-colonialismo e de literatura pós-colonial para análise da obra. A fim de documentar o processo de tradução interlingual, registrando todas as suas etapas, foi utilizada a metodologia da crítica genética. O audiolivro baseado na peça irá possibilitar o acesso a pessoas que se interessem pela literatura sul-africana, bem como aqueles portadores de deficiência visual, um público privilegiado desta pesquisa. O texto de Fugard em discussão é revelador de questões relevantes a serem debatidas, que incitam o seu leitor a uma postura crítica diante de um regime segregacionista..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2010 - 2011
TRADUÇÃO, PROCESSO DE CRIAÇÃO E MÍDIAS SONORAS - A criação de um audiolivro em português baseado na peça radiofônica The Lamplighter da autora Jackie Kay. Da tradução à gravação.
Descrição: Esta pesquisa propõe-se a estudar o processo de tradução para o português e da gravação em audiolivro da peça radiofônica "The Lamplighter" (2008), da autora escocesa Jackie Kay (1961-). O tema da peça é a época da escravidão, contada sob a ótica de quatro mulheres e um homem, que retratam as viagens, a vida nas plantações, o crescimento da cidade britânica e a revolução industrial. A história expõe partes da história raramente divulgadas, revelando o custo devastador da escravidão humana..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.


Projetos de extensão


2012 - 2014
Mentes Livres & Corpos Indóceis
Descrição: Projeto de desenvolvimento de oficinas de escrita criativa na Penitenciária Lemos de Brito (Salvador/BA), iniciado com reativação da Biblioteca Mentes Livres (setembro/2012), propõe-se a usar a escrita literária em sentido expandido como tecnologia de produção subjetiva política de sujeitos em situação de encarceramento...
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado profissional: (2) / Doutorado: (2) .
Integrantes: Luana Lise Carmo da Solidade - Integrante / Denise Carrascosa - Coordenador / Saulo Moreira - Integrante / Ana Farani - Integrante / Patrícia Freitas - Integrante / Luciany Aparecida - Integrante.


Áreas de atuação


1.
Grande área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Letras / Subárea: Tradução Cultural.
2.
Grande área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Letras / Subárea: Teoria Literária.
3.
Grande área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Letras / Subárea: Literaturas Estrangeiras Modernas.
4.
Grande área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Letras / Subárea: Línguas Estrangeiras Modernas.


Idiomas


Espanhol
Compreende Bem, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Pouco.
Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Português
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.


Produções



Produção bibliográfica
Livros publicados/organizados ou edições
1.
KAY, J. ; ANASTACIO, S. M. G. ; SOLIDADE, L. ; DIAS, R. B. ; SOUZA, C. C. C. . A Acendedora de Lampiões. 1. ed. Salvador: EDUFBA, 2015. v. 1. 78p .

2.
ROCHINSKI, F. C. S. ; GOMES, R. B. ; GILMAN, C. P. ; ATWOOD, M. ; ANASTACIO, S. M. G. ; SOUZA, C. C. C. ; SANTOS, S. ; DIAS, R. B. ; TAYROVITCH, L. M. ; SOLIDADE, L. . Sensações de um teatro da mente. 1. ed. Salvador: EDUFBA, 2015. 67p .

3.
ROCHINSKI, F. C. S. ; ANASTACIO, S. M. G. ; SOLIDADE, L. ; TAYROVITCH, L. M. ; ATWOOD, M. ; GILMAN, C. P. ; DIAS, R. B. ; SOUZA, C. C. C. ; SANTOS, S. . Sensações de um teatro da mente. CD: Versão em Audiolivro e MECDaisy. 1. ed. Salvador: EDUFBA, 2015. 1p .

4.
KAY, J. ; SOLIDADE, L. ; SOUZA, C. C. C. ; DIAS, R. B. ; ANASTACIO, S. M. G. . A Acendedora de Lampiões. CD: Versão em Audiolivro e MECDaisy. 1. ed. Salvador: EDUFBA, 2015. v. 1. 1p .

Apresentações de Trabalho
1.
SOLIDADE, L.. Elza Soares: crossroads and performance on Brazilian samba. 2015. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

2.
SOLIDADE, L.. Depoimentos após o flagrante de uma infração à Lei da Imoralidade: O processo de tradução de um texto pós-colonial. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

3.
SOLIDADE, L.. Releitura do épico na obra The Lamplighter : O processo de uma tradução comentada. 2011. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

Outras produções bibliográficas
1.
SOLIDADE, L.; ANASTACIO, S. M. G. ; GOMES, R. B. ; TAYROVITCH, L. M. ; ROCHINSKI, F. C. S. ; SOUZA, C. C. C. ; SANTOS, S. ; DIAS, R. B. . Revisão final dos contos A Página, Crime na Escuridão, Finais Felizes e Instruções para o Uso do Terceiro Olho, de Margaret Atwood, para publicação no audiolivro Sensações de um Teatro da Mente 2014 (Revisão final de textos para audiolivro).

2.
SOLIDADE, L.; ANASTACIO, S. M. G. ; GOMES, R. ; AQUINO, S. ; CHAVES, W. . Depoimentos após o flagrante de uma infração à Lei da Imoralidade 2012 (Tradução/ livro).

3.
SOLIDADE, L.; ANASTACIO, S. M. G. ; GOMES, R. B. ; SOUZA, C. C. C. ; TAYROVITCH, L. M. ; ROCHINSKI, F. C. S. . Contos do livro Murder in the Dark: A Página, Autobiografia, Crime na Escuridão, Ele, Finais Felizes, Instruções para o uso do terceiro olho, Morangos e Romances de Mulheres, 2011. (Tradução/Livro). 2011 (Tradução/ livro).

4.
SOLIDADE, L.; ANASTACIO, S. M. G. ; DIAS, R. B. ; SOUZA, C. C. C. ; SANTOS, S. . A Acendedora de Lampiões 2011 (Tradução/ livro).


Produção técnica
Produtos tecnológicos
1.
SOLIDADE, L.; CARRASCOSA, D. ; MOREIRA, S. ; FARANI, A. ; FREITAS, P. ; APARECIDA, L. . Biblioteca Mentes Livre - Conjunto Penal Feminino. 2013.

2.
SOLIDADE, L.; CARRASCOSA, D. ; FARANI, A. ; APARECIDA, L. ; MOREIRA, S. . Mentes Livres & Corpos Indóceis: Livro de Autor. 2013.


Demais tipos de produção técnica
1.
SOLIDADE, L.; CARRASCOSA, D. ; FARANI, A. ; MOREIRA, S. . Escrita Criativa para Mentes Livres & Corpos Indóceis. 2013. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Material Didático).

2.
SOLIDADE, L.; MOREIRA, S. ; FREITAS, P. ; APARECIDA, L. ; CARRASCOSA, D. . Curso de Escrita Criativa Mentes Livres & Corpos Indóceis. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).. 2013. (Curso de curta duração ministrado).

3.
SOLIDADE, L.. Depoimentos após o flagrante de uma infração à Lei da Imoralidade : o processo de tradução de uma literatura pós-colonial. 2012. (Relatório de pesquisa).

4.
SOLIDADE, L.. Releitura do épico na obra The Lamplighter : O processo de uma tradução comentada. 2011. (Relatório de pesquisa).



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
Deitar-se-no-santo da palavra: o Ocidente na gira e o pensar na Encruzilhada. 2016. (Outra).

2.
Eu Mereço Ser Amada: Mulher, Raça e Afetividades. 2016. (Outra).

3.
I Encontro de Formação 2015.2 - Nupel. 2015. (Encontro).

4.
Reler os anos 60-70: entre estruturalismo e pós-estruturalismo - uma reviravolta na cultura e na arte?. 2014. (Seminário).

5.
XXXIV Semana do Tradutor e do I Simpósio Internacional de Tradução,. 2014. (Simpósio).

6.
Como ensinar a escrita criativa na prisão ?. 2013. (Oficina).

7.
Mesa Pesquisa, Ensino e Extensão.Pesquisa e Extensão em Letras. 2012. (Outra).

8.
XXXI SEMEP - Seminário Estudantil de Pesquisa / XIII SEMPPG - Seminário de Pesquisa e Pós-Graduação..DEPOIMENTOS APÓS O FLAGRANTE DE UMA INFRAÇÃO À LEI DA IMORALIDADE: O PROCESSO DE TRADUÇÃO DE UM TEXTO DA LITERATURA PÓS-COLONIAL. 2012. (Seminário).

9.
Tradução, Processo de Criação e Mídia Sonora. 2011. (Congresso).

10.
VII SEPESQ - Seminário de Pesquisa Estudantil.RELEITURA DO ÉPICO NA OBRA THE LAMPLIGHTER - O PROCESSO DE UMA TRADUÇÃO COMENTADA. 2011. (Seminário).

11.
Vivendo nos fluxos pós-modernos - tem uma outra lógica? A semiótica do Professor Floyd Merrell. 2010. (Outra).




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 17/01/2019 às 7:52:43