Gabriela Silva Ribeiro Gonçalves

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/7043675748152249
  • Última atualização do currículo em 20/06/2017


Tem experiência na área de Zoologia, com ênfase em conservação e biogeografia de aves e experiência na Caatinga e Cerrado. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Gabriela Silva Ribeiro Gonçalves
Nome em citações bibliográficas
GONÇALVES, G. S. R.;GONÇALVES, GABRIELA SILVA RIBEIRO;GONÇALVES, GABRIELA RIBEIRO


Formação acadêmica/titulação


2015
Doutorado em andamento em Zoologia.
Universidade Federal do Pará, UFPA, Brasil.
Título: DINÂMICA CLIMÁTICA E A CONSERVAÇÃO DAS AVES DA CAATINGA: PERSPECTIVAS DO QUATERNÁRIO AO FUTURO,
Orientador: Marcos Pérsio Dantas Santos.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
2013 - 2015
Mestrado em evolução e biodiversidade.
Museu Paraense Emílio Goeldi, MPEG, Brasil.
Título: Padrões de distribuição da avifauna em área de Ecótono Cerrado- Caatinga no Nordeste do Brasil,Ano de Obtenção: 2015.
Orientador: Marcos Pérsio Dantas Santos.
2007 - 2012
Graduação em Ciências Biológicas.
Universidade Federal do Piauí, UFPI, Brasil.
Título: Educação ambiental através da observação de fotografias de aves.
Orientador: Jeremias Pereira da Silva.




Formação Complementar


2010 - 2010
Introdução á Ornitologia. (Carga horária: 10h).
XXVII Congresso Brasileiro de Zoologia, CBZOO, Brasil.
2008 - 2008
Técnicas de Taxidermia. (Carga horária: 40h).
Instituto Federal do Piauí, IFPI, Brasil.


Atuação Profissional



Museu Paraense Emílio Goeldi, MPEG, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - 2015
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Equipe técnica, Regime: Dedicação exclusiva.


Universidade Federal do Pará, UFPA, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - 2013
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Equipe técnica, Regime: Dedicação exclusiva.


Universidade Federal do Piauí, UFPI, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - 2011
Vínculo: Monitoria, Enquadramento Funcional: Monitor, Carga horária: 12
Outras informações
Monitora da disciplina Sistemática Animal


Fundação José Elias Tajra, FUNDAÇÃO JET, Brasil.
Vínculo institucional

2009 - 2009
Vínculo: Professora Estagiária, Enquadramento Funcional: Professora, Carga horária: 20
Outras informações
Professora da Disciplina Ciências no Ensino Fundamental da Escola Municipal Parque Itararé.



Projetos de pesquisa


2014 - Atual
Zoneamento bioenergético do plantio de palma e os impactos a biodiversidade no Estado do Pará
Descrição: O objetivo deste estudo é avaliar os impactos da expansão das plantações de palma na Amazônia Oriental sobre a biodiversidade aquática e de aves. Com isso, pretendemos gerar recomendações para o planejamento ecológico-econômico de uso do solo e apresentar estratégias de manejo, que possam permitir investimentos mais efetivos tanto para a conservação ambiental como para o desenvolvimento econômico da região. O estudo de caso será focado no Estado do Pará. Usaremos métodos mistos de pesquisa em ciências naturais (qualitativa e quantitativa) para coletar dados, e perticularmente avaliar como as políticas para a expansão da cultura de palma de óleo afeta áreas protegidas e a biodiversidade, hoje e no futuro.... Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (4) Doutorado: (6) .
Integrantes: Gabriela Silva Ribeiro Gonçalves - Integrante / Marcos Pérsio Dantas Santos - Integrante / Leandro Juen - Integrante / CERQUEIRA, PABLO VIEIRA - Integrante / Luciano Fogaça de Assis Montag - Coordenador / Jessie Knowlton - Integrante / Julian Andrés Licata - Integrante.Financiador(es): Fundação Amazônia Paraense de Amparo à Pesquisa - Auxílio financeiro.
2014 - Atual
Determinantes da distribuição da diversidade na Amazônia Paraense
Descrição: Florestas de Terra-Firme são componentes importantes dos sistemas amazônicos, sendo um dos mais biodiversos do planeta. Apresentando uma grande diferenciação regional, com uma alta diversidade local (diversidade alfa) e baixa similaridade de composição entre as diferentes regiões (diversidade beta). As causas para a grande variedade de espécies e os processo envolvidos na distribuição das mesmas ainda são pouco compreendidos, mas sabe-se que envolve diversos fatores, entre os quais recebem destaque a variação ambiental e a distância geográfica. Já que é esperado que quanto menor a similaridade ambiental entre áreas maior será sua diversidade beta, em virtude de cada espécie possuir exigências ambientais distintas (teoria do nicho). Predição similar é esperado para ambientes separados por grandes distâncias geográficas, devido a dificuldade de dispersão entre as áreas (teoria neutra). Com base nesse arcabolso o projeto tem três objetivos principais: 1) Descrever o padrão de distribuição da diversidade da fauna em ambientes aquáticos e terrestres da Amazônia paraense; 2) Determinar o efeito da integridade do hábitat sobre o padrão de distribuição da riqueza, composição de espécies e diversidade genética. 3) Determinar a importância relativa de fatores espaciais e das regras de assembleia 2 (efeito do ambiente) sobre a distribuição da riqueza, composição de espécies e diversidade genética. Para isso serão amostrado quatro sítios, cada um localizado dentro de uma Floresta Nacional (Flona) (Caxiuanã, Tapajós, Tapirapé Aquiri e Saracá Taquera), estabelecendo 15 pontos amostrais. Em cada ponto serão amostrados 13 táxons (Abelha, Aranha, Formiga, Aves, Borboleta, Crustáceo, Drosophila, Ephemeroptera, Heteroptera, Odonata, Peixe, Plecoptera, Trichoptera). As comparações serão realizadas dentro de cada sítio e entre sítios, utilizando análises multivariadas e genéticas....
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2013 - 2015
Aves do Estado do Piauí: Diversidade e Conservação
Descrição: elaboração da lista de espécies de aves para o Estado do Piauí, para uma diagnose da diversidade.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) Doutorado: (1) .
Integrantes: Gabriela Silva Ribeiro Gonçalves - Coordenador / Pablo Vieira Cerqueira - Integrante / Marcos Pérsio Dantas Santos - Integrante.
2013 - Atual
Efeitos filogenéticos e funcionais nos padrões de distribuição de aves na Amazônia Brasileira
Descrição: Os ecólogos têm reconhecido que a organização das comunidades é determinada não apenas pelo ambiente atual e por interações biológicas, mas também pela história evolutiva dos clados que compõem as comunidades e pelo histórico biogeográfico da região. As medidas mais tradicionais de diversidade são a diversidade alfa e a diversidade beta, porém essas medidas consistem em estimativas pouco preditivas da estrutura e do funcionamento da comunidade. No entanto, sabe-se que as diversidades funcional e filogenética são mais sensíveis para detectar respostas das assembleias às mudanças ambientais do que as medidas tradicionais, pois incorporam informações sobre as espécies ou sobre os indivíduos. A Amazônia vem sofrendo com o desmatamento causado pela expansão agrícola, rodoviária e pecuária. Essa devastação é acompanhada de uma expansão de florestas secundárias (capoeiras) que se estabelecem nas áreas abandonadas. Neste trabalho consideramos floresta secundária a vegetação resultante dos processos naturais de sucessão, após supressão total ou parcial da vegetação primária por ações antrópicas ou por causas naturais. Muitas espécies de aves características de florestas primárias podem ocorrer em florestas em regeneração e algumas podem se locomover através delas, mas não utilizá-las como hábitat, pois grupos de espécies possuem respostas diferentes à substituição de floresta primária por floresta secundária. Nesse contexto, o objetivo do presente trabalho é verificar o efeito de variáveis ambientais e espaciais em escala local e regional sobre a riqueza, diversidade funcional e diversidade filogenética das comunidades de aves de sub-bosque na Amazônia. Para tal, testaremos i) se a diversidade funcional e filogenética em floresta secundária é menor do que em floresta primária na Amazônia Oriental; ii) se a riqueza, a diversidade funcional e a diversidade filogenética das comunidades de aves de sub-bosque na Amazônia Oriental se relacionam com fatores ambientais e abióticos; e iii) através dos cálculo de diversidade beta e filodiversidade beta avaliaremos se a estrutura filogenética de comunidades primariamente reflete especiação de aves entre nove regiões de endemismo da Amazônia ou se há dispersão de linhagens entre essas regiões.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Gabriela Silva Ribeiro Gonçalves - Integrante / Pablo Vieira Cerqueira - Integrante / Marcos Pérsio Dantas Santos - Coordenador / Dorinny Lisboa Carvalho - Integrante / Maira Rodrigues Cardoso - Integrante / Leandro Juen - Integrante / Sara Miranda Almeida - Integrante.
2013 - Atual
Padrões macroecológicos e biogeografia de aves na Amazônia
Descrição: A macroecologia tem por objetivo compreender a relação entre variáveis ecológicas em grandes escalas de tempo e espaço e os padrões de distribuição de organismos. No intuito de compreender o padrão de distribuição espacial da diversidade ou os graus de diferença de semelhança entre áreas, a diversidade beta, vários estudos tem sido realizados com foco em comunidade de aves, onde os padrões têm sido explicados principalmente por determinantes ambientais, e/ou por processos históricos e limite de dispersão. Os mecanismos relacionados aos fatores ambientais referem-se a tradicional teoria de assembléias de nichos, a qual assume que as espécies diferem entre si exibindo certa diferenciação de nicho, de forma que os recursos são utilizados diferencialmente por cada espécie, dessa forma, o padrão de composição das espécies deve ser determinado por características ambientais que relacionam as espécies capazes de se estabelecer em certo local. Por outro lado, mecanismos relacionados com processos históricos e limite de dispersão presumem que espécies têm a mesma chance de recrutamento, independente da superioridade competitiva de um indivíduo. É o que diz a Teoria Neutra da Biodiversidade e Biogeografia, proposta por Hubbell (2001), o qual acredita que processos probabilísticos na colonização e extinção dos indivíduos nos habitats podem explicar as diferenças de composição e abundância relativa das espécies. Para isso, a teoria neutra assume que não há nenhuma diferença entre indivíduos em termos de taxa de vida per capita ou em suas respostas as forças básicas agindo na comunidade.Com base nessas premissas esse projeto tem como objetivo testar o efeito de fatores espaciais e ambientais sobre os padrões de distribuição de aves na Amazônia.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (2) .
Integrantes: Gabriela Silva Ribeiro Gonçalves - Integrante / Pablo Vieira Cerqueira - Integrante / Marcos Pérsio Dantas Santos - Coordenador / Dorinny Lisboa Carvalho - Integrante / Maira Rodrigues Cardoso - Integrante / Leandro Juen - Integrante / Sara Miranda Almeida - Integrante.
2012 - Atual
Inventário de aves na Amazônia: Ampliando o conhecimento e diminuindo as lacunas da biodiversidade amazônica
Descrição: Infelizmente, o esforço de amostragem da avifauna Amazônica é extremamente desigual, com algumas poucas localidades apenas podendo ser consideradas bem amostradas. Além disso, a distribuição das localidades para as quais se dispõe de informação ornitológica está preponderantemente localizada ao longo dos principais rios Amazônicos, situação explicada pela facilidade de deslocamento através dos mesmos e pelo fato de que até as décadas de 1960 e 1970 o acesso a regiões interfluviais era extremamente difícil. Não é surpreendente, portanto, que até os dias de hoje novas espécies de aves continuem a ser descritas da Amazônia e que o conhecimento sobre a distribuição geográfica de várias espécies na região sofra grandes alterações. Assim como localidades, também existem ambientes ainda sub-amostrados ornitológicamente na Amazônia. Em função de sua maior representatividade e facilidade de acesso, a maior parte dos inventários de avifauna se realizou em florestas de terra-firme e várzea / igapó. Estudos mais recentes na Amazônia têm apontado para a importância de ambientes como bambuzais, florestas em solos arenosos e enclaves de vegetações abertas, como o cerrado, que embora menos representativos em termos de área, são detentores de uma avifauna única e com afinidades biogeográficas completamente distintas em relação àquelas da avifauna florestal de terra-firme e várzea / igapó. Existe, portanto, uma enorme necessidade de inventários adicionais de avifauna na Amazônia utilizando metodologias modernas de amostragem, direcionados a regiões ainda sub-amostradas, que compreendem a maior parte da bacia.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2011 - 2013
Diagnóstico e análise de viabilidade populacional das aves endêmicas e ameaçadas da Caatinga presentes nos Parques Nacionais da Serra da Capivara, Serra das Confusões e Sete Cidades no estado do Piauí.
Descrição: A ausência de conhecimento básico sobre a biologia das espécies típicas da Caatinga tem interferido nas estratégias de conservação de sua biota. Em recente avaliação da lista de aves ameaçadas de extinção do Bioma, várias das espécies endêmicas da Caatinga foram classificadas como deficientes de dados pela ausência de conhecimento básico dessas aves, como por exemplo: Estimativas populacionais, uso do hábitat, biologia reprodutiva, etc. Desta forma, a produção de conhecimento básico sobre essas espécies é urgente e deve ser tratada de forma prioritária nos planos de ação que venham a ser desenvolvidos para essas aves. A inexistência dessas informações é preocupante, pois impossibilita a avaliação sobre o real status de conservação dessas aves endêmicas da Caatinga, Bioma que vem experimentado taxas crescentes de desmatamento e pressões antrópicas. O uso da terra para atividades agrícolas aceleram a fragmentação e a perda de hábitats e podem levar ao declínio das populações naturais, causando um aumento do risco de extinção. A vulnerabilidade à extinção em decorrência da perda de habitat é variável e depende de características da história de vida de cada espécie, como por exemplo, tamanho do corpo, distribuição geográfica, taxa de sobrevivência e de fecundidade e tempo de geração. Para uma estimativa adequada do risco de extinção é fundamental que os dados sobre a biologia da espécie sejam de qualidade e confiáveis e que se tenha boas estimativas das variâncias dos parâmetros demográficos e ambientais incluídos no modelo. Assim, selecionamos um conjunto de espécies presentes em três Unidades de Conservação que representam a maior parte da diversidade de ambientes encontrados na Caatinga, como os Parques Nacionais da Serra da Capivara e Serra das Confusões, além do Parque Nacional de Sete Cidades que está inserido em área de transição ecológica entre a Caatinga e o Cerrado, o que implica em adaptações adicionais da biota local para viver em áreas de tensão ecológica a.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Mestrado acadêmico: (2) .
Integrantes: Gabriela Silva Ribeiro Gonçalves - Integrante / Pablo Vieira Cerqueira - Integrante / Marcos Pérsio Dantas Santos - Coordenador / Leonardo Moura dos Santos Soares - Integrante / Marcelo Silva - Integrante / Leonardo de Sousa Carvalho - Integrante / Alexandre Aleixo - Integrante.
2010 - 2011
Educação Ambiental através da Observação de Fotografias de Aves
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2010 - 2011
Levantamento da Avifauna da Floresta Nacional de Palmares, Município de Altos, Piauí.
Descrição: Este projeto visa a realizar um inventário avifaunístico da Floresta Nacional de Palmares, município de Altos, PI, com a consequente produção de uma lista de espécies constantes na área estudada, avaliando-se a riqueza, abundância, guildas tróficas e uso do habitat. Destacando a importância deste tipo de vegetação florestal para as comunidades de aves e destas para a floresta...
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Zoologia / Subárea: Zoologia Aplicada/Especialidade: Conservação das Espécies Animais.
2.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Zoologia.
3.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Zoologia / Subárea: Zoologia Aplicada.
4.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Zoologia / Subárea: Ornitologia.
5.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Zoologia / Subárea: Educação Ambiental.


Idiomas


Inglês
Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.
Espanhol
Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Razoavelmente, Escreve Razoavelmente.
Português
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
GONÇALVES, GABRIELA SILVA RIBEIRO2017 GONÇALVES, GABRIELA SILVA RIBEIRO; CERQUEIRA, PABLO VIEIRA ; BRASIL, LEANDRO SCHLEMMER ; SANTOS, MARCOS PÉRSIO DANTAS . The role of climate and environmental variables in structuring bird assemblages in the Seasonally Dry Tropical Forests (SDTFs). PLoS One, v. 12, p. e0176066, 2017.

2.
GONÇALVES, GABRIELA RIBEIRO2017 GONÇALVES, GABRIELA RIBEIRO; SANTOS, MARCOS PÉRSIO DANTAS ; CERQUEIRA, PABLO VIEIRA ; JUEN, LEANDRO ; BISPO, ARTHUR ÂNGELO . The relationship between bird distribution patterns and environmental factors in an ecotone area of northeast Brazil. Journal of Arid Environments, v. 140, p. 6-13, 2017.

3.
CERQUEIRA, PABLO VIEIRA2015CERQUEIRA, PABLO VIEIRA ; GONÇALVES, GABRIELA SILVA RIBEIRO ; DE ARAÚJO SOUSA, SHIRLIANE ; PAZ, RODRIGO LIMA ; LANDIM, ANDRÉ SANTOS ; SANTOS, MARCOS PÉRSIO DANTAS . First Record of the Ornate Hawk-Eagle ( Spizaetus ornatus ) from the Brazilian Caatinga. The Wilson Journal of Ornithology, v. 127, p. 153-156, 2015.

Capítulos de livros publicados
1.
SANTOS, M.P.D. ; JUEN, L. ; CERQUEIRA, P. V. ; GONÇALVES, G. S. R. ; SOARES, L.M.S. . Diagnóstico e Análise de Viabilidade Populacional das Aves Endêmicas e Ameçadas da Caatinga presentes nos Parques Nacionais da Serra da Capivara e da Serra das Confusões. In: Waldir Mantovani; Ricardo Ferreira Monteiro; Luiz dos Anjos; Mariana Otero Cariello. (Org.). Pesquisas em Unidades de Conservação no Domínio da Caatinga-Subsídios à Gestão. 1ed.Fortaleza: Edições UFC, 2017, v. 1, p. 263-286.

2.
CERQUEIRA, PABLO VIEIRA ; GONÇALVES, G. S. R. ; SOARES, L.M.S. . MÉTODOS E TÉCNICAS PARA O ESTUDO DE AVES?,. In: Mauro Sérgio Cruz Souza Lima; Fábio Prezoto; Leonardo Sousa Carvalho. (Org.). MÉTODOS EM ECOLOGIA E COMPORTAMENTO ANIMAL?. 1ed.: EDUFPI, 2015, v. , p. 153-.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
CERQUEIRA, P. V. ; SOARES, L.M.S. ; SILVA, M. ; GONÇALVES, G. S. R. ; LOPES, F.M. ; SANTOS, M.P.D. . AVIFAUNA EM ÁREA DE FLORESTA SEMIDECIDUAL NO ENTORNO DA CIDADE DE TERESINA - PI.. In: XXVIII Congresso Brasileiro de Zoologia, 2010, Belém. XXVIII Congresso Brasileiro de Zoologia - Biodiversidade e Sustentabilidade, 2010.

Apresentações de Trabalho
1.
CERQUEIRA, P. V. ; SOARES, L.M.S. ; SILVA, M. ; GONÇALVES, G. S. R. ; LOPES, F.M. ; SANTOS, M.P.D. . AVIFAUNA EM ÁREA DE FLORESTA SEMIDECIDUAL NO ENTORNO DA CIDADE DE TERESINA - PI.. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
XXVIII Congresso Brasileiro de Zoologia. AVIFAUNA EM ÁREA DE FLORESTA SEMIDECIDUAL NO ENTORNO DA CIDADE DE TERESINA - PI. 2010. (Congresso).

2.
II Simpósio de Biologia - Vida e Ambiente: Equilíbrio e Proteção. 2008. (Simpósio).




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 20/01/2019 às 16:09:02