Paulo Henrique de Almeida Soares Pimenta

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/2122008846451890
  • Última atualização do currículo em 11/08/2016


Iniciou o curso de graduação em Estatística na UERJ (2009-2010) e transferiu-se posteriormente para a graduação em Meteorologia no IAG-USP (2011). Foi bolsista do IO/USP e IRI/USP. Atualmente é colaborador do laboratório MASTER - Meteorologia Aplicada a Sistemas de Tempos Regionais atuando nos segmentos de computação e colaboração. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Paulo Henrique de Almeida Soares Pimenta
Nome em citações bibliográficas
PIMENTA, P. H. A. S.


Formação acadêmica/titulação


2011
Graduação em andamento em Meteorologia.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
2009 interrompida
Graduação interrompida em 2010 em Estatística.
Universidade do Estado do Rio de Janeiro, UERJ, Brasil.
Ano de interrupção: 2010
2002 - 2004
Ensino Médio (2º grau).
Curso Riachuelo, C.R., Brasil.




Atuação Profissional



Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - 2012
Vínculo: Monitor de disciplina, Enquadramento Funcional: Monitor, Carga horária: 8
Outras informações
Monitor da disciplina introdução as ciências atmosféricas - ACA0115 coordenada pelo professor Ricardo de Camargo.


Laboratório MASTER - Meteorologia Aplicada a Sistemas de Tempos Regionais, MASTER, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - Atual
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Bolsista, Carga horária: 12



Projetos de pesquisa


2012 - 2013
Casos extremos de ciclones no Atlântico Sul: Identificação e análise da evolução sinótica.
Descrição: A atuação de intensos ciclones sobre o Atlântico Sul possui diversos impactos, tais como a geração de energéticas perturbações nos campos de ondas e correntes e também alterações nos padrões de temperatura da superfície do mar. Estudos sobre a formação destes sistemas sobre a América do Sul e Sudoeste do Oceano Atlântico Sul vêm sendo conduzidos há muito tempo (Gan & Rao, 1991), além de recentes determinações sobre seus processos de evolução (Bittencourt et al., 2011; Piva et al., 2011). Do ponto de vista da navegação, da exploração de petróleo off-shore bem como de construções e edificações junto à orla marítima, o conhecimento dos padrões de atuação dos ciclones sobre o oceano é de fundamental importância tanto para o planejamento quanto para a execução de atividades rotineiras. Neste sentido, o presente projeto de pesquisa busca explorar situações caracterizadas por intensos ciclones evoluindo sobre o oceano, visando identificar de suas características principais como frequência de ocorrência, extensão e tempo de desenvolvimento dos centros ciclônicos, dentre outras..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Paulo Henrique de Almeida Soares Pimenta - Integrante / Ricardo de Camargo - Coordenador.


Projetos de extensão


2015 - 2016
Historiando: Latino-americanos e Guerra Fria na América Latina (1° Fase: Chile)
Descrição: O projeto pretende colaborar para a construção de um conhecimento intersubjetivo sobre a experiência dos latino-americanos durante o período da Guerra Fria na América Latina (1945-1989). A temática da Guerra Fria no hemisfério vem sendo analisada por ângulos diversos e de modo crescente por estudiosos de Relações Internacionais. O projeto visa contribuir para um melhor entendimento desse importante tema por meio do diálogo entre conhecimento acadêmico e experiência pessoal dos latino-americanos que migraram para o Brasil, sobretudo por motivos de perseguição política, durante o contexto da Guerra Fria. Em cada ano do projeto será escolhido um país – e, portanto, um público-alvo de imigrantes – para ser analisado de forma sistemática. Neste primeiro ano, focaremos no Chile, que teve uma das ditaduras mais autoritárias, repressivas e sangrentas do continente. Algumas estimativas apontam para 30 mil chilenos assassinados durante o regime de Augusto Pinochet (1973-1990). Apenas nos primeiros seis meses após o golpe civil-militar de setembro de 1973, mais de 80 mil chilenos teriam sido presos, muitos dos quais submetidos a gravíssimas violações de direitos humanos, como tortura, estupro e precárias condições de cárcere. Outras centenas de milhares migraram para países do continente. O fato de o regime ditatorial brasileiro ter iniciado um processo de abertura política em 1974, mesmo que contraditório e insuficiente, colaborou para que chilenos também migrassem para o Brasil. Pesquisas recentes vem destacando o papel de colaboração entre militares brasileiros e chilenos em várias áreas, inclusive na perseguição de migrantes. Evidências apontam, inclusive, que o próprio golpe pinochetista de setembro de 1973 teria recebido apoio decisivo da administração Médici (1969-1974), para além do apoio da CIA e do governo Nixon (1969-1974). Esses aspectos tornam o Chile um caso fundamental para a compreensão da dinâmica da Guerra Fria na América Latina, justificando, a nosso ver, sua pertinência como o primeiro país a ser analisado pelo ‘Historiando’..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) .
Integrantes: Paulo Henrique de Almeida Soares Pimenta - Coordenador / Felipe Pereira Loureiro - Integrante / Thiago Ferreira Vieira - Integrante / Juliana Victor Lemos - Integrante.
2013 - 2014
Resgatando História e Ciência: Navio Oceanográfico Professor Wladimir Besnard a Navio Oceanográfico Alpha Crucis
Descrição: Navios oceanográficos (N/Oc.) são de suma relevância para o desenvolvimento de atividades e pesquisas relacionadas com as ciências do mar. A presente proposta de projeto visa compilar e relatar informações relacionadas com a história e ciência vinculadas as trajetórias, junto ao Instituto Oceanográfico da Universidade de São Paulo - IOUSP, do N/Oc. Professor Wladimir Besnard, ou simplesmente N/Oc. Prof. W. Besnard, ao N/Oc. Alpha Crucis passando pelo "Research Vessel" - R/V Moana Wave - EUA. Há uma série de informações e documentários sobre o tema na literatura e na mídia. Entretanto, aqui a proposta é tentar condensar essas informações em uma linguagem simples e acessível as comunidades acadêmica/científica/social. Basicamente, o produto a ser gerado consiste na elaboração de uma cartilha científica e ou documentário. Seguindo relatos disponíveis na literatura e meios de comunicação, o N/Oc. Prof. W. Besnard foi protagonista na história dos estudos marítimos brasileiros de 1967 a 2008. Acrescenta-se que esta foi a única embarcação civil a realizar expedições para a Antártida, sendo a primeira no verão de 1982 e a última no verão de 1988. Infelizmente, em 13 de novembro de 2008, quando fundeado na Baía de Guanabara - RJ, este navio sofreu um incêndio que o deixou sem condições de operação. A opção pelo investimento da reforma num navio que abrisse novas fronteiras tecnológicas para a pesquisa tornou-se inevitável. Dessa forma, a atual Direção do IOUSP partiu em busca da aquisição de um novo navio para pesquisas em plataforma continental externa e região oceânica. Após uma longa e exaustiva jornada, o R/V Moana Wave foi selecionado e adquirido com subsídios da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo ? FAPESP e da USP. Modernizado pelo estaleiro ?Stabbert Marine? em Seattle ? EUA, este foi rebatizado por N/Oc, Alpha Crucis : ? estrela mais brilhante da constelação do Cruzeiro do Sul, a qual representa São Paulo na bandeira do Brasil ?..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Paulo Henrique de Almeida Soares Pimenta - Coordenador / Sueli Susana de Godoi - Integrante.


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Geociências / Subárea: Meteorologia/Especialidade: Meteorologia Aplicada.


Idiomas


Português
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Alemão
Compreende Pouco, Fala Pouco, Lê Pouco, Escreve Pouco.
Espanhol
Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Razoavelmente.
Russo
Compreende Pouco, Fala Pouco, Lê Pouco, Escreve Pouco.


Produções



Produção bibliográfica


Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
Mudanças Climáticas: o que os Jogos Olímpicos têm a ver com isso?. 2016. (Seminário).

2.
100 Anos do Genocídio Armênio: Negacionismo, Silêncio e Direitos Humanos. 2015. (Seminário).

3.
4° Simpósio Aprender com Cultura e Extensão.Resgatando História e Ciência: Navio Oceanográfico Professor Wladimir Besnard a Navio Oceanográfico Alpha Crucis. 2014. (Simpósio).

4.
21° Simpósio Internacional de Iniciação Científica da USP.Casos extremos de ciclones no Atlântico Sul: Identificação e análise da evolução sinótica. 2013. (Simpósio).

5.
VXIII Simpósio de Iniciação Científica do IAG.Casos extremos de ciclones no Atlântico Sul: Identificação e análise da evolução sinótica. 2013. (Simpósio).

6.
Status e operações do supercomputador USP-Rice Blue Gene/P - IBM. 2012. (Oficina).




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 20/01/2019 às 18:39:05