Thiago de Araujo Pinho

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/7424876850612688
  • Última atualização do currículo em 09/12/2018


Thiago de Araújo Pinho é atualmente doutorando do curso de Ciências Sociais na UFBA. Trabalha com temas envolvendo as áreas de teoria social, literatura, Comunicação e linguagem. Foi professor substituto da UFBA em 2017. No momento, é professor de cursos de extensão na UFBA, UNEB e UCSAL. Além disso, é palestrante, tradutor e membro da revista da pós-graduação Prelúdios. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Thiago de Araujo Pinho
Nome em citações bibliográficas
PINHO, T. A.;PINHO, THIAGO DE ARAUJO


Formação acadêmica/titulação


2017
Doutorado em andamento em Ciências Sociais.
Universidade Federal da Bahia, UFBA, Brasil.
Título: A METAMORFOSE SOCIOLÓGICA: Latour, Kafka e a terceira revolução copernicana,
Orientador: Antonio da Silva Câmara.
Coorientador: Antônio da Silva Câmara.
Palavras-chave: SOCIOLOGIA; Deleuze; Bruno Latour; Psicanálise.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Sociologia / Subárea: Teoria social.
2015 - 2017
Mestrado em Ciencias Sociais.
Universidade Federal da Bahia, UFBA, Brasil.
Título: Rumo a uma terceira Revolução Copernicana: Bruno Latour e as condições de possibilidade de uma nova sociologia,Ano de Obtenção: 2017.
Orientador: Paulo Cesar Borges Alves.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia, FAPESB, Brasil.
Palavras-chave: Corpo; Linguagem.
2011 - 2014
Graduação em Ciências Sociais.
Universidade Federal da Bahia, UFBA, Brasil.
2008 - 2010
Ensino Médio (2º grau).
Fundação José Carvalho, CTFJC, Brasil.




Formação Complementar


2018
Curso profissionalizante de Teatro. (Carga horária: 200h).
Ensaio: Centro de Teatro, ENSAIO, Brasil.
2012
Extensão universitária em Curso de Inglês.
Universidade Federal da Bahia, UFBA, Brasil.
2011 - 2011
Conhecimento, abstração e retorno ao fantasma. (Carga horária: 8h).
Universidade Federal da Bahia, UFBA, Brasil.


Atuação Profissional



Universidade Federal da Bahia, UFBA, Brasil.
Vínculo institucional

2017 - Atual
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Professor de Curso de Extensão, Carga horária: 3

Vínculo institucional

2017 - 2017
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Substituto, Carga horária: 40

Vínculo institucional

2016 - 2016
Vínculo: Tirocinante, Enquadramento Funcional: Aulas na graduação, Carga horária: 4


Colégio Técnico da Fundação José Carvalho, CTFJC, Brasil.
Vínculo institucional

2010 - 2011
Vínculo: Professor particular, Enquadramento Funcional: Aulas particulares, Carga horária: 20
Outras informações
Durante 1 ano desenvolvi um curso de reforço para alunos do 1o ano do CTFJC.As disciplinas desse curso foram basicamente história


FACULDADE DE CIÊNCIAS DA BAHIA, FACIBA, Brasil.
Vínculo institucional

2015 - 2015
Vínculo: Professor, Enquadramento Funcional: Aulas na pós graduação, Carga horária: 30


Faculdade da Cidade do Salvador, FCS, Brasil.
Vínculo institucional

2016 - 2016
Vínculo: Palestrante, Enquadramento Funcional: Palestras, Carga horária: 4


Universidade do Estado da Bahia, UNEB, Brasil.
Vínculo institucional

2016 - 2016
Vínculo: Palestrante, Enquadramento Funcional: Palestras, Carga horária: 2


Faculdade Dom Pedro II, FDPII, Brasil.
Vínculo institucional

2017 - Atual
Vínculo: Professor, Enquadramento Funcional: Aulas na pós graduação de Gerontologia, Carga horária: 2


Universidade Católica do Salvador, UCSAL, Brasil.
Vínculo institucional

2018 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Processor de Curso de Extensão, Carga horária: 4



Projetos de pesquisa


2014 - Atual
Poética Pragmática
Descrição: Poética Pragmática, antes GEFiM (Grupo de Estudos de Filosofia e Modernidade), é um grupo de estudos de filosofia contemporânea, entendida esta como a elaboração filosófica em curso nos nossos dias, e entendidos esses estudos como orientados para uma participação nela. Seu trabalho está voltado para autores posteriores a Hegel e para textos e artigos mais recentes, representativos daquela elaboração, podendo incluir outros filósofos, históricos, desde que explorados não simplesmente por exegese de texto e como história da filosofia. Ou seja, os autores sendo sempre enfrentados com disposição crítica, tentativamente como interlocutores, pelo menos uns dos outros, e enquanto voltados para temas e problemas de uma discussão filosófica viva. Em termos de correntes filosóficas, em desenvolvimento, são referências centrais para o trabalho do grupo o pós-hegelianismo e o pragmatismo, representantes seus como Stirner, Feuerbach e Marx, Dewey e James, Habermas e Rorty, e eventualmente outros autores postos em diálogo com essa dupla referência..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.

Integrantes: Thiago de Araujo Pinho - Coordenador / Tiago Medeiros Araújo - Integrante.
2013 - Atual
NÚCLEO DE ESTUDOS EM CIÊNCIAS SOCIAIS, AMBIENTE E SAÚDE (ECSAS)
Descrição: O Núcleo de Estudos em Ciências Sociais, Ambiente e Saúde (ECSAS) foi criado em 1993. Logo após participarem da coordenação do I Encontro Nacional de Antropologia Médica em Salvador (novembro de 1993), professores da Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas, atuantes na área, constituíram o núcleo hoje vinculado ao programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais da UFBA e ao Programa Interdisciplinar de Pós-Graduação em Cultura e Sociedade. O objetivo é agregar pesquisadores interessados em explorar as conexões entre saúde e cultura na configuração da experiência de distintos grupos sociais. O ECSAS tem como uma de suas principais preocupações a formação de pessoal para trabalho em pesquisa e ensino no campo das ciências sociais e saúde. Esta política de capacitção está refletida no estímulo dado a pesquisadores associados para que desenvolvam projetos de investigação nas áreas de trabalho implementadas pelo núcleo. Estudantes e bolsistas são incentivados a investir em sua formação através da realização de cursos de pós-graduação sob a orientação de professores do ECSAS. Os membros do ECSAS tem desenvolvido pesquisa com apoio de diversas instituições nacionais e internacionais como o CNPq, Fundação Carlos Chagas, OPAS, Banco Mundial, IDRC. Entre suas publicações estão coletâneas, livros e artigos que ressaltam a importância do olhar sócio-antropológico sobre a saúde Também tem sido parte importante da política do ECSAS manter um diálogo com cientistas sociais atuantes no campo de pesquisa sobre fenômenos relativos a saúde e doença. Este diálogo iniciado com o I Encontro Nacional de Antropologia Médica continua hoje no âmbito de instituições nacionais como ANPOCS, ABA e ABRASCO em cujos encontros o ECSAS tem mostrado participação ativa em termos de apresentação de trabalhos, cursos e coordenações de mesa/grupos de discussão..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Mestrado acadêmico: (4) / Doutorado: (4) .

Integrantes: Thiago de Araujo Pinho - Coordenador / Miriam Rabelo - Integrante / Paulo Cesar - Integrante / Iara Maria de Almeida - Integrante.
2012 - Atual
Representações sociais: Arte,ciencia e ideologia
Descrição: Este grupo objetiva o estudo da sociologia da arte, com tema especifico das representações sociais na arte. No momento a pesquisa principal desenvolvida tem tema as representações sociais no neo-realismo italiano. Ao lado desta, estão sendo desenvolvidas por pesquisas em Sociologia das Artes Plásticas, Sociologia da Literatura, Sociologia do cinema de Glauber Rocha e Sociologia da performance, dentre outras.A principal repercussão da atividade do grupo é a de estimular no âmbito das Ciências Sociais o estudo da arte e de suas representações sociais, atentando para o cinema, e as demais formas artísticas..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (1) .

Integrantes: Thiago de Araujo Pinho - Integrante / Antonio da Silva Câmara - Coordenador.
Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia - Bolsa.


Outros Projetos


2014 - Atual
PIBID
Descrição: O Programa Institucional de Bolsa Iniciação à Docência da área de Sociologia da Universidade Federal da Bahia foi criado como parte dos esforços de valorização da licenciatura. Iniciado no ano de 2010, tem produzido experiências de aproximação do Ensino Médio e Superior, melhorando a qualidade do profissional docente, conduzindo pesquisas sobre o ensino na cidade de Salvador, produzindo material didático e oferecendo vivências inovadoras para os estudantes..
Situação: Em andamento; Natureza: Outra.

Integrantes: Thiago de Araujo Pinho - Coordenador / rocca alencar - Integrante.
2012 - 2013
PET Filosofia
Descrição: O PET é um programa do curso de filosofia que desenvolve encontros com alunos de diversos cursos tendo varios temas em escopo.Nesse ano em que entrei estamos trabalhando as obras de Freud num plano de fundo filosofico,embora anualmente os temas variem.
Situação: Concluído; Natureza: Outra.

Integrantes: Thiago de Araujo Pinho - Coordenador / Genildo Ferreira da Silva - Integrante.


Membro de corpo editorial


2016 - Atual
Periódico: Préludios
2014 - Atual
Periódico: Préludios


Revisor de periódico


2017 - 2017
Periódico: REVISTA BRASILEIRA DE ESTUDOS SOBRE PRESENÇA


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Sociologia.


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Pouco.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
PINHO, T. A.;PINHO, THIAGO DE ARAUJO2018PINHO, T. A.. Rumo a uma nova ontologia: O vitalismo e as ciências sociais. PRELÚDIOS: REVISTA DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS SOCIAIS DA UFBA, v. 5, p. 75-88, 2018.

2.
PINHO, THIAGO DE ARAUJO2018PINHO, THIAGO DE ARAUJO. Nos bastidores do espetáculo: Bourdieu e os limites da arte. CADERNO ELETRÔNICO DE CIÊNCIAS SOCIAIS, v. 5, p. 59-69, 2018.

3.
PINHO, T. A.;PINHO, THIAGO DE ARAUJO2016PINHO, T. A.. A dominação justificada e a genealogia do feminino: um encontro entre Bourdieu E Beavouir. LUDERE, v. 2, p. http://www.ufrr, 2016.

4.
PINHO, T. A.;PINHO, THIAGO DE ARAUJO2015PINHO, T. A.. Deleuze e a estética marxista: O cinema em primeiro plano Contextura. Contextura (UFMG), v. 7, p. http://www.fafi, 2015.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
PINHO, THIAGO DE ARAUJO. Descentrando a linguagem: Deleuze, Latour e a terceira revolução copernicana. 1. ed. Feira de Santana: Zarte Editora, 2018. v. 50. 166p .

Capítulos de livros publicados
1.
PINHO, THIAGO DE ARAUJO; EVANGELISTA, B. ; CAMARA, A. S. . Abordagens sobre a sociologia da recepção artística. In: Antonio da Silva Câmara; Bruno Evangelista da Silva; Rodrigo Oliveira Lessa. (Org.). Ensaios de Sociologia da Arte. 1ed.Salvador: Edufba, 2018, v. 1, p. 1-257.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
PINHO, T. A.. ENSAIOS SEMANAIS. SOTEROPROSA, Internet, 08 nov. 2017.

2.
PINHO, T. A.. Pobre de Mim!. JaÉ, Facom.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
PINHO, T. A.. IMPLODINDO A LINGUAGEM: Querrele e os limites da narrativa. In: I Encontro Arte e Sociedade, 2016, Salvador. I ENCONTRO ARTE E SOCIEDADE. salvador: EDUFBA, 2016. v. 1. p. 1-206.

Apresentações de Trabalho
1.
PINHO, T. A.. FELLINI, OITO E MEIO E A LINGUAGEM CINEMATOGRÁFICA. 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

2.
EVANGELISTA, B. ; PINHO, T. A. . Humberto D e o neorealismo Italiano. 2012. (Apresentação de Trabalho/Outra).

Outras produções bibliográficas
1.
PINHO, THIAGO DE ARAUJO. Deleuze e o Social: Há uma função D?. Cambridge: Cambridge University Press, 2018. (Tradução/Artigo).


Produção técnica
Redes sociais, websites e blogs
1.
PINHO, T. A.. Artigos, Ensaios e Dissertação. 2017; Tema: Materiais de carreira academica. (Site).


Demais tipos de produção técnica
1.
PINHO, T. A.. TEORIA SOCIAL ALTERNATIVA. 2017. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
ALAS 2017. Rumo a uma nova ontologia: O vitalismo e as ciências sociais. 2017. (Congresso).

2.
II SEMANA DE CIÊNCIAS SOCIAIS DA UNEB.Rumo a uma abordagem descentrada: Bruno Latour e as condições de possibilidade de uma nova sociologia. 2017. (Outra).

3.
II SEMANA DE CIÊNCIAS SOCIAIS DA UNEB.A dominação justificada e a genealogia do feminino: Um encontro entre Bourdieu e Beavouir. 2017. (Outra).

4.
Seminários Intermediários do Congresso Brasileiro de Sociologia e os Seminários Temáticos.NOS BASTIDORES DO ESPETÁCULO: BOURDIEU E OS LIMITES DA ARTE. 2017. (Seminário).

5.
CONGRESSO 70 ANOS UFBA. IMPLODINDO A LINGUAGEM: Querrele e os limites da narrativa. 2016. (Congresso).

6.
CONGRESSO 70 ANOS UFBA. O SUBSOLO DO INTELECTUAL: UMA CONVERSA COM MACHADO DE ASSIS E DOSTOIÉVSKI. 2016. (Congresso).

7.
I ENCONTRO ARTE E SOCIEDADE. 2016. (Encontro).

8.
I ENCONTRO ARTE E SOCIEDADE.IMPLODINDO A LINGUAGEM: Querrele e os limites da narrativa. 2016. (Encontro).

9.
UNEB: ARTE E SOCIEDADE. IMPLODINDO A LINGUAGEM: Querrele e os limites da narrativa. 2016. (Exposição).

10.
III SEMANA DE CIÊNCIAS SOCIAIS.RUMO A UMA NOVA ONTOLOGIA: O VITALISMO E AS CIÊNCIAS SOCIAIS. 2015. (Outra).

11.
Jornadas Antropológicas UFSC 2015. http://jornadasufsc2015.tumblr.com/post/125624608010/trabalhos-aprovados-ao-e-mav. 2015. (Congresso).

12.
XVIII SEMANA DE MOBILIZAÇÃO CIENTÍFICA DIREITOS HUMANOS, ÉTICA E DIGNIDADE.Para uma genealogia democrática: a democracia como farsa. 2015. (Encontro).

13.
XXX Congreso Latinoamericano de Sociología ALAS COSTA RICA. Para uma sociologia do subsolo- um dialogo com Machado de Assis e Dostoiévski. 2015. (Congresso).

14.
1ª Semana de Metodologia em ciências sociais da UFBA. 2014. (Seminário).

15.
CONGRESSO INTERNACIONAL INTERDISCIPLINAR EM CIÊNCIAS SOCIAIS. UMA CRÍTICA LITERÁRI A DA MODERNIDADE: REFLEXÕES A PARTIR D A ?INSUSTENTÁVEL LEVEZ A DO SER? DE MILAN K UNDERA. 2014. (Congresso).

16.
Semana de Arte, Cultura, Ciência e Tecnologia.A experiência desencantada: uma analise neorealista dos filmes Rocco e Senso. 2014. (Seminário).

17.
Seminário: 150 anos de Max Weber. 2014. (Seminário).

18.
Ciclos Neorealistas. 2013. (Encontro).

19.
CICLOS WEBERIANOS. 2013. (Seminário).

20.
III seminario da Pós Graduação em Ciencias Sociais-UFRB.A ESTÉTICA DO SUJEITO E OS PRESSUPOSTOS DA ALIENAÇÃO OU ?SOBRE A MANIPULAÇÃO DA IDENTIDADE AUTO DETERIORADA?. 2013. (Seminário).

21.
Seminário Estudantil de Pesquisa, Criação, Inovação.A TERRA TREME E O PENSAMENTO REVOLUCIONÁRIO: REFLEXÕES A PARTIR DE GILLES DELEUZE. 2013. (Seminário).

22.
XVI Congresso Brasileiro de Sociologia. A estética do sujeito e as consequências da alienação. 2013. (Congresso).

23.
XXIX Congreso Latinoamericano de Sociología ALAS CHILE. A estética do sujeito. 2013. (Congresso).

24.
XXXII Encontros Nietzsche.Verdade e linguagem. 2012. (Encontro).

25.
II Encontro de São Lázaro. 2011. (Encontro).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
PINHO, T. A.; CAMARA, A. S. . I Colóquio Arte e Revolução: 100 anos da revolução Russa. 2017. (Outro).

2.
PINHO, T. A.. I Encontro Arte e Revolução. 2016. (Outro).

3.
PINHO, T. A.. II Seminário da Revista Prelúdios: ?A tessitura das palavras nas Ciências Sociais?. 2016. (Outro).



Orientações



Orientações e supervisões concluídas
Iniciação científica
1.
Thiago de Araujo Pinho. Deleuze e a estética do cinema: reflexões a partir do neorealismo italiano. 2013. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Sociais) - Universidade Federal da Bahia, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia. Orientador: Thiago de Araujo Pinho.

2.
Thiago Araujo Pinho. A estética do sujeito e os pressupostos da alienação. 2013. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Sociais) - Universidade Federal da Bahia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Thiago de Araujo Pinho.

Orientações de outra natureza
1.
Thiago de Araujo Pinho. Para além de um corpo fenomenal. 2014. Orientação de outra natureza. (Ciências Sociais) - Universidade Federal da Bahia. Orientador: Thiago de Araujo Pinho.

2.
Thiago de Araujo Pinho. Para uma genealogia democratica: a democracia como farsa. 2014. Orientação de outra natureza. (Ciências Sociais) - Universidade Federal da Bahia. Orientador: Thiago de Araujo Pinho.

3.
Thiago de Araujo Pinho. A dominação justificada e a genealogia do feminino. 2014. Orientação de outra natureza. (Ciências Sociais) - Universidade Federal da Bahia. Orientador: Thiago de Araujo Pinho.

4.
Thiago de Araujo Pinho. Breve reflexão de um garoto de recado. 2014. Orientação de outra natureza. (Ciências Sociais) - Universidade Federal da Bahia. Orientador: Thiago de Araujo Pinho.

5.
Thiago Araujo Pinho. Nietzsche e Ingold: Rumo a uma nova ontologia. 2013. Orientação de outra natureza. (Ciências Sociais) - Universidade Federal da Bahia. Orientador: Thiago de Araujo Pinho.

6.
Thiago de Araujo Pinho. Sociologia do subsolo: uma conversa com Machado e Dostoievski. 2013. Orientação de outra natureza. (Ciências Sociais) - Universidade Federal da Bahia. Orientador: Thiago de Araujo Pinho.

7.
Thiago de Araujo Pinho. Bourdieu,arte e a critica antimetafisica. 2013. Orientação de outra natureza. (Ciências Sociais) - Universidade Federal da Bahia. Orientador: Thiago de Araujo Pinho.

8.
Thiago de Araujo Pinho. Kant,Hegel,Nietzsche e a pós modernidade. 2012. Orientação de outra natureza. (Ciências Sociais) - Universidade Federal da Bahia. Orientador: Thiago de Araujo Pinho.



Inovação



Outros projetos


Educação e Popularização de C & T



Textos em jornais de notícias/revistas
1.
PINHO, T. A.. Pobre de Mim!. JaÉ, Facom.

2.
PINHO, T. A.. ENSAIOS SEMANAIS. SOTEROPROSA, Internet, 08 nov. 2017.


Apresentações de Trabalho
1.
PINHO, T. A.. FELLINI, OITO E MEIO E A LINGUAGEM CINEMATOGRÁFICA. 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).


Cursos de curta duração ministrados
1.
PINHO, T. A.. TEORIA SOCIAL ALTERNATIVA. 2017. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
PINHO, T. A.. I Encontro Arte e Revolução. 2016. (Outro).


Redes sociais, websites e blogs
1.
PINHO, T. A.. Artigos, Ensaios e Dissertação. 2017; Tema: Materiais de carreira academica. (Site).



Outras informações relevantes


TOELF ITP (PONTUAÇÃO): 567



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 18/02/2019 às 2:09:20