Sillas de Oliveira Cezar

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/3363341279953312
  • Última atualização do currículo em 28/11/2018


Possui graduação em Engenharia Mecânica pela Universidade Estadual de Santa Cruz (2018) , com pesquisas nas áreas de analise de óleos e tribologia. Atualmente é Mestrando em Engenharia Mecânica pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP), com pesquisas na área de Projetos Mecânicos e analise de sinais. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Sillas de Oliveira Cezar
Nome em citações bibliográficas
CEZAR, S. O.;CEZAR, SILLAS DE OLIVEIRA


Formação acadêmica/titulação


2018
Mestrado em andamento em Engenharia Mecanica.
Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Brasil.
Título: INVESTIGAÇÃO DO USO DA INTERNET DAS COISAS PARA INSTRUMENTAR DISPOSITIVOS CLÁSSICOS UTILIZADOS NA DETECÇÃO DE VAZAMENTOS SILLAS DE OLIVEIRA CEZAR BAURU ? SÃO PAULO 2018,Orientador: Marcos Silveira.
Coorientador: Fabrício César Lobato de Almeida.
Palavras-chave: haste de escuta; geofone; IoT; vazamento; sensores.
Grande área: Engenharias
2011 - 2018
Graduação em Engenharia Mecânica.
Universidade Estadual de Santa Cruz, UESC, Brasil.
Título: ANÁLISE DE VIABILIDADE DA UTILIZAÇÃO DO ÓLEO DE DENDÊ NA LUBRIFICAÇÃO AUTOMOTIVA ATRAVÉS DO ENSAIO PIN-ON-DISK.
Orientador: Prof. M.e. Erickson Fabiano Moura Sousa Silva.
2007 - 2009
Ensino Médio (2º grau).
Intelectus, I, Brasil.




Formação Complementar


2016 - 2016
Gestão de projetos. (Carga horária: 45h).
Veduca, Veduca, Brasil.


Atuação Profissional



Universidade Estadual de Santa Cruz, UESC, Brasil.
Vínculo institucional

2017 - 2018
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Iniciação cientifica, Carga horária: 20

Vínculo institucional

2015 - 2016
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Iniciação cientifica, Carga horária: 20, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

2016 - 2018
Pesquisa e desenvolvimento , Reitoria, Departamento de Ciências Exatas e Tecnológicas.

Linhas de pesquisa
Análise de óleos
Tribologia


Linhas de pesquisa


1.
Análise de óleos
2.
Tribologia


Projetos de pesquisa


2017 - 2018
ANÁLISE TRIBOLÓGICA UTILIZANDO ÓLEOS VEGETAIS NATIVOS DA REGIÃO NORTE E NORDESTE
Descrição: Este projeto visa estudar a substituição de óleos minerais tradicionalmente utilizados como lubrificantes por óleos vegetais de frutos das regiões Norte e Nordeste do Brasil. Óleos vegetais são utilizados como lubrificantes desde os tempos antigos. A utilização de óleos minerais não é bem vista pelos ambientalistas, pois o índice de biodegradabilidade destes, são menores se comparados com óleos vegetais. A indústria de alimentos e cosmética tem sido o grande comprador de alguns óleos vegetais, como o óleo de dendê, mamona e buriti. A utilização de ensaios de desgaste como o PIN-ON-DISK junto com a análise de partículas será de grande importância para determinação qual óleo poderá ser utilizado como óleo lubrificante.. Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Sillas de Oliveira Cezar - Integrante / Erickson Fabiano Moura Sousa Silva - Coordenador / Paulo Roberto Rocha Matos Filho - Integrante / Victor Hugo Martins de Almeida - Integrante / Vaneide Gomes - Integrante.
2015 - 2016
Avaliação e comparação dos métodos de sommerfeld e ocvirk para mancais hidrodinâmicos radiais
Descrição: Este trabalho apresenta um estudo sobre mancais hidrodinâmicos, no qual foram abordados assuntos referentes a elemento de maquinas como lubrificação, teoria de lubrificação, bem como os modelos que podem ser adotados e seus respectivos funcionamentos. Foram apresentadas as resoluções dos problemas pelos métodos de Ocvirk e Sommerfeld, para mancais curtos e longos respectivamente, através da determinação da relação do mancal de entrada como sendo largura/diâmetro=1, na qual os dois métodos seriam eficientes. Foi feita a comparação dos resultados de ambos os métodos posteriormente, alterando a largura dos mancais, observando-se a convergência e divergência entre os valores de Sommerfeld e Ocvirk em determinados intervalos..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Sillas de Oliveira Cezar - Coordenador / Gabriel Alves Costa - Integrante / Leonardo Iusuti de Medeiros - Integrante.


Áreas de atuação


1.
Grande área: Engenharias / Área: Engenharia Mecânica / Subárea: Projetos mecânicos.
2.
Grande área: Engenharias / Área: Engenharia Mecânica / Subárea: Tribologia.
3.
Grande área: Engenharias / Área: Engenharia Mecânica / Subárea: Análise de óleo.


Idiomas


Português
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Espanhol
Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Pouco.
Inglês
Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.


Produções



Produção bibliográfica
Capítulos de livros publicados
1.
COSTA, G. A. ; SILVA, E. F. M. S. ; CEZAR, S. O. ; ALMEIDA, V. H. M. ; GOMES, V. . AVALIAÇÃO E COMPARAÇÃO DOS MÉTODOS DE SOMMERFELD E OCVIRK PARA MANCAIS HIDRODINÂMICOS RADIAIS. In: Franciele Bonatto; Henrique Ajuz Holzamann; João Dallamuta. (Org.). AVALIAÇÃO E COMPARAÇÃO DOS MÉTODOS DE SOMMERFELD E OCVIRK PARA MANCAIS HIDRODINÂMICOS RADIAIS. 1ed.Ponta Grossa (PR): Atena Editora, 2018, v. 1, p. 49-62.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
CEZAR, SILLAS DE OLIVEIRA; FABIANO MOURA SOUSA SILVA, ERICKSON ; ROCHA MATOS FILHO, PAULO ROBERTO ; GONCALVES, APARECIDO . Análise de viabilidade da utilização do óleo de dendê na lubrificação automotiva através do ensaio pin-on-disk. In: X Congresso Nacional de Engenharia Mecânica, 2018, salvador. Anais do X Congresso Nacional de Engenharia Mecânica, 2018.

2.
COSTA, G. A. ; CEZAR, S. O. ; SILVA, E. F. M. S. . AVALIAÇÃO E COMPARAÇÃO DOS MÉTODOS DE SOMMERFELD E OCVIRK PARA MANCAIS HIDRODINÂMICOS RADIAIS. In: XXIII Congresso Nacional de Estudantes de Engenharia Mecânica, 2016, Teresina. XXIII Congresso Nacional de Estudantes de Engenharia Mecânica, 2016.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
CONEM 2018. ANÁLISE DE VIABILIDADE DA UTILIZAÇÃO DO ÓLEO DE DENDÊ NA LUBRIFICAÇÃO AUTOMOTIVA ATRAVÉS DO ENSAIO PIN-ON-DISK. 2018. (Congresso).

2.
II Semana de Engenharia Mecânica. 2017. (Simpósio).

3.
22º Seminário de Iniciação Científica.AVALIAÇÃO E COMPARAÇÃO DOS MÉTODOS DE SOMMERFELD E OCVIRK PARA MANCAIS HIDRODINÂMICOS RADIAIS. 2016. (Seminário).

4.
Mini-curso: Aerodinâmica. 2016. (Simpósio).

5.
Mini-curso: Controladores Lógicos Programáveis - CLP Aplicada a Automação Industrial. 2016. (Seminário).

6.
Mini-Curso: Engenharia Reversa. 2016. (Simpósio).

7.
Mini-curso: Manutenção Industrial. 2016. (Seminário).

8.
Palestra: Mitos e Verdades Sobre a Célula de Hidrogênio Veicular. 2016. (Outra).

9.
XXIII Congresso Nacional de Estudantes de Engenharia Mecânica. AVALIAÇÃO E COMPARAÇÃO DOS MÉTODOS DE SOMMERFELD E OCVIRK PARA MANCAIS HIDRODINÂMICOS RADIAIS. 2016. (Congresso).

10.
1º Simpósio de engenharia mecânica do Sul da Bahia. 2015. (Simpósio).

11.
Mini-Curso: Sistemas Propulsivos: Noções de Projeto de um Foguete. 2015. (Simpósio).

12.
XXXIV Congresso Brasileiro de Aplicações de Vácuo na Indústria e na Ciência. 2013. (Congresso).

13.
II Simpósio de Controle e Automação do Sul da Bahia. 2012. (Simpósio).

14.
Mini-curso de Motores de Combustão. 2012. (Oficina).




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 20/01/2019 às 6:02:40