Barbara Salatiel Borges

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/8288914076501427
  • Última atualização do currículo em 25/01/2018


Doutoranda em Ciência Política pela Universidade Federal de Minas Gerais (2017). Possui graduação em Ciência Política pela Universidade de Brasília (2013) e mestrado em Ciência Política pela Universidade Federal de Goiás (2016). Foi bolsista de Mestrado FAPEG. Integra o Centro de Estudos Legislativos da UFMG. Estuda questões relativas a Estado e Instituições Políticas, comportamento parlamentar, relação Executivo-Legislativo, e políticas públicas de saúde. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Barbara Salatiel Borges
Nome em citações bibliográficas
SALATIEL, B. B.


Formação acadêmica/titulação


2017
Doutorado em andamento em Ciência Política.
Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Brasil.
Título: As implicações da atuação das frentes parlamentares no Congresso Nacional: fragilidade dos partidos políticos ou novas formas de interação?,
Orientador: ...
2014 - 2016
Mestrado em Ciência Política.
Universidade Federal de Goiás, UFG, Brasil.
Título: Entre líderes partidários e trajetórias individuais: as implicações do background em saúde sobre o comportamento parlamentar,Ano de Obtenção: 2016.
Orientador: Fabiana da Cunha Saddi.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo a Pesquisa do Estado de Goiás, FAPEG/GO, Brasil.
Palavras-chave: poder legislativo; comportamento parlamentar; background social; setor da saúde; influência.
Grande área: Ciências Humanas
2009 - 2013
Graduação em Ciências Políticas.
Universidade de Brasília, UnB, Brasil.
Título: CAPITAL SOCIAL E CORRUPÇÃO NOS MUNICÍPIOS BRASILEIROS.
Orientador: Ricardo Wahrendorff Caldas.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.




Formação Complementar


2017 - 2017
Regressão linear. (Carga horária: 30h).
Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Brasil.
2017 - 2017
Introdução à estatística. (Carga horária: 30h).
Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Brasil.
2017 - 2017
Avaliação de Impacto de Programas e Políticas Sociais. (Carga horária: 30h).
Escola Nacional de Administração Pública, ENAP, Brasil.
2014 - 2014
Captura, Análise e Sistematização de Big Data. (Carga horária: 15h).
Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Brasil.
2014 - 2014
Qualitative Comparative Analisys. (Carga horária: 20h).
Universidade Federal de Goiás, UFG, Brasil.
2014 - 2014
Estatística com STATA. (Carga horária: 15h).
Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Brasil.


Atuação Profissional



Universidade Federal de Goiás, UFG, Brasil.
Vínculo institucional

2014 - 2016
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Aluna de mestrado, bolsista FAPEG

Atividades

03/2014 - 06/2016
Pesquisa e desenvolvimento , Faculdade de Ciências Sociais, .


Câmara Municipal de Goiânia, CMG, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - 2017
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Assessora Parlamentar, Carga horária: 30


Universidade de Brasília, UnB, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - 2011
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista CNPq


Agência de Notícias dos Direitos da Infância, ANDI, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - 2013
Vínculo: Estagiária, Enquadramento Funcional: Estagiária, Carga horária: 30



Linhas de pesquisa


1.
Estado e Instituições Políticas


Projetos de pesquisa


2015 - Atual
Observatório Goiano de Direitos Humanos - OGDH
Descrição: O Observatório Goiano de Direitos Humanos (OGDH) é um Núcleo de Pesquisa de caráter interdisciplinar, voltado à pesquisa, formação, produção, sistematização e divulgação de conhecimento técnico-científico no campo dos Direitos Humanos no Estado de Goiás. Espaço democrático aberto à participação social e das instituições públicas, o OGDH tem como objetivos específicos organizar e sistemar dados, gerar evidências, diagnosticar, prevenir e denunciar a violência institucional. O Observatório tem sede e foro na cidade de Goiânia, estando vinculado à Faculdade de Ciências Sociais da Universidade Federal de Goiás (FCS/UFG), sendo indeterminado o seu prazo de duração. Para os objetivos a que se propõe o Observatório, são pessoas expostas à violência institucional: I ? o preso; II ? o adolescente em conflito com a lei; III ? a vítima de violência policial; IV ? a pessoa com transtorno mental e dependente químico submetido à violência institucional V ? o idoso submetidos a formas de violência institucional VI - outros grupos vulneráveis à violência institucional. Coordenadora Geral Fabiana da Cunha Saddi - FCS/UFG Coordenadores Adjuntos Haroldo Caetano da Silva (MP-GO) José Luiz Solazzi (DHCS/UFG ? Catalão) Juliano Vieira (Pastoral do Migrante) Larissa Urbes (Fórum Goiano de Saúde Mental) https://www.facebook.com/observatoriogoianodedireitoshumanos..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2014 - Atual
Política e Política Pública de Saúde
Descrição: O grupo desenvolve atualmente um projeto guarda-chuva principal e doze sub-projetos correlacionados. O objetivo do projeto principal é avaliar a magnitude da lacuna (gap) existente entre elaboração e implementação da Estratégia Saúde da Família (ESF), a fim de propiciar uma melhor compreensão dos desafios enfrentados pelo implementador municipal, e fomentar sua capacidade de resposta (entendimento e feedback/resposta) na execução da ESF. Ademais, as pesquisas do grupo abordam as seguintes áreas e sub-áreas respectivamente: i) Políticas Públicas e Sociedade Civil; ii) Estado, Governo e Instituições Políticas; iii) Avaliação de Políticas e Programas de Saúde; iv) Atenção Primária em Saúde.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2013 - Atual
Acompanhamento e análise de decisões e das normas relacionadas com a saúde no congresso nacional, dentro da Rede Nacional de Pesquisa sobre Política de Saúde: Conhecimento para Efetivação do Direito Universal à Saúde/CNPq/ OBSERVATÓRIO DE ANÁLISE POLÍTICA
Descrição: Trata-se do sub-projeto 11 do Projeto Analise de Políticas de Saúde no Brasil (2013-2017) Projeto submetido à Chamada MCTI/CNPq/CT-Saúde/MS/SCTIE/Decit Nº 41/2013 Rede Nacional de Pesquisas sobre Política de Saúde: Conhecimento para Efetivação do Direito Universal à Saúde. -Observatório de Análise Política em Saúde (OAPS): vinculado ao Projeto Análise de Políticas de Saúde no Brasil (2013-2017) apoiado pelo CNPq e Ministério da Saúde (Chamada MCTI / CNPq / CT-Saúde / MS / SCTIE / Decit N º 41/2013) http://www.analisepoliticaemsaude.org/oaps/quem-somos/1/..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2011 - 2013
Reformas trabalhistas e tecnologia: flexibilização e nova questão social
Descrição: A pesquisa visa identificar, discutir, problematizar comparativamente os discursos de parlamentares, sindicalistas e empresários diante das reformas trabalhistas apresentadas na Câmara Federal, período que corresponde aos dois governos do Presidente Fernando Henrique Cardoso. A proposição é saber se o desenvolvimento tecnológico é associado às necessidades de reformas nas leis trabalhistas para parlamentares, sindicalistas e empresariais. Comparando os três segmentos ? parlamentares, sindicalistas e empresários ? espera-se destacar as diferenças de discursos, mas igualmente identificar semelhanças. Tais semelhanças de entendimento sinaliza a complexidade das mudanças em curso, considerando que, historicamente, os discursos seriam diferentes..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2011 - Atual
Núcleo de Estudos em Democracia, Ética e Governança Pública
Descrição: São atividades desenvolvidas pelo grupo: a) a condução de pesquisas e a divulgação de seus resultados em livros e periódicos científicos; b) a orientação de estudantes de graduação e pós-graduação (monografias, dissertações e teses); c) a realização de atividades de extensão (seminários, grupos de estudo, congressos, cursos); d) o oferecimento de cursos de graduação e pós-graduação em temas relacionados as suas pesquisa..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.


Projetos de extensão


2015 - Atual
Oficinas de Políticas Públicas (FCS/UFG)
Descrição: O projeto OFICINAS DE POLÍTICAS PÚBLICAS visa à criação de oficinas/espaços de aprendizagem prática e aprimoramento no uso de métodos e técnicas de análises em políticas públicas, bem como à promoção de uma reflexão sócio-política crítica em políticas públicas, visando ressaltar, dentre outras áreas, a contribuição ímpar das Ciências Sociais em Políticas Públicas. Serão desenvolvidas OFICINAS DE IMPLEMENTAÇÃO E DE ELABORAÇÃO DE POLÍTICAS PÚBLICAS com alunos e servidores envolvidos no Grupo de Pesquisa: facilitando aprendizado e prática no uso de técnicas de análises e avaliação em políticas públicas. Também será promovida a disseminação do conhecimento e discussão em Políticas Públicas aplicadas às Ciências Sociais por meio do II/III FÓRUM DE POLÍTICAS PÚBLICAS e OFICINAS DE POLÍTICAS PÚBLICAS & CIÊNCIAS POLÍTICAS (OPPCP) no Espaço das Profissões/2015-16. Estes terão a participação de mestrandos e bacharelandos da FCS, e dos presentes no evento..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política.


Idiomas


Inglês
Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Razoavelmente, Escreve Razoavelmente.
Espanhol
Compreende Pouco, Fala Pouco, Lê Pouco, Escreve Pouco.


Produções



Produção bibliográfica
Apresentações de Trabalho
1.
SALATIEL, B. B.; VELOSO, E. R. . Legislativo em perspectiva comparada: o transfugismo parlamentar na América Latina. 2015. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

2.
SALATIEL, B. B.. A Saúde e o Legislativo: como se comportam os parlamentares?. 2015. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

3.
SALATIEL, B. B.; SADDI, F. C. . A Saúde e o Legislativo: como se comportam os parlamentares?. 2015. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

4.
SALATIEL, B. B.; MELO, U. . Volatilidade Eleitoral e Migração Partidária na América Latina. 2015. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

5.
SALATIEL, B. B.; VELOSO, E. R. . Como fazer perguntas com questionários: uma introdução à técnica de entrevista com profundidade e à metodologia survey. 2015. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

6.
SALATIEL, B. B.; VIEIRA, J. B. . Capital Social e Corrupção nos Municípios Brasileiros. 2015. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

7.
SALATIEL, B. B.. O que pensam as lideranças do sindicato UGT sobre as leis trabalhistas. 2011. (Apresentação de Trabalho/Congresso).



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
Como conciliar prisões e direitos humanos: Seminário lnternacional e Encontro de Pesquisa da Rede Nacional de Observatórios de Direitos Humanos e Justiça Criminal (REDE ODH). 2016. (Seminário).

2.
Partidos Políticos e Democracia na América Latina. 2015. (Seminário).

3.
2ª Reunião do Grupo de Estudos Legislativos da Associação Latino Americana de Ciência Políticanan. 2014. (Encontro).

4.
Democracia Virtual. 2014. (Outra).

5.
Programa de Treinamento Intensivo em Metodologia Quantitativa da Universidade Federal de Minas Gerais Uni. 2014. (Outra).

6.
8º Congresso de Iniciação Científica do DF e XVII Congresso de Iniciação Científica da UnB. O que pensam as lideranças do sindicato UGT sobre as leis trabalhistas. 2011. (Congresso).

7.
Segundo Seminário Projeto História Bolívia - Brasil.Segundo Seminário Projeto História Bolívia - Brasil. 2009. (Encontro).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
SALATIEL, B. B.; SADDI, F. C. . COMO CONCILIAR PRISÕES E DIREITOS HUMANOS: Seminário Internacional e Encontro de Pesquisa da Rede Nacional de Observatórios de Direitos Humanos e Justiça Criminal (REDE ODH). 2016. (Outro).

2.
SALATIEL, B. B.; SADDI, F. C. . Seminário de Lançamento do Observatório Goiano de Direitos Humanos. 2015. (Outro).




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 23/01/2019 às 4:26:14