Guilherme Rabelo Coelho

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/5439199034475182
  • Última atualização do currículo em 12/11/2018


Possui graduação em Farmácia Generalista pela Universidade Norte do Paraná (2011) e mestrado em Toxinologia pelo Instituto Butantan, onde avaliou o potencial antiviral de geopropolis contra rubéola e herpes. Atuou na área de alimentos probióticos em 2008. Na área de Análises Clínicas, de 2009 a 2010 participou do projeto de pesquisa do Estudo do Envelhecimento em Idosos da cidade de Londrina-PR (E.E.L.O.). Ainda na área clínica desenvolveu um projeto sobre indução resistência à penicilina em cepas de Staphylococcus aureus com enfoque em epidemiologia no Instituto Adolfo Lutz/ Santos-SP. Atualmente desenvolve sua tese de doutorado pesquisa na área de venenos marinhos com potencial farmacológico, com enfoque atividade antiviral, anti-inflamatória e antitumoral. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Guilherme Rabelo Coelho
Nome em citações bibliográficas
COELHO, G. R.;COELHO, GUILHERME RABELO;COELHO, GUILHERME


Formação acadêmica/titulação


2015
Doutorado em andamento em TOXINOLOGIA.
Instituto Butantan, IBU, Brasil.
Título: Bioprospecção do muco e do veneno da raia marinha Dasyatis Americana,
Orientador: Daniel Carvalho Pimenta.
Coorientador: Juliana Mozer Sciani.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.
Palavras-chave: Raias; Muco; Veneno; Peptídeos; Atividade Farmacológica.
Grande área: Ciências Biológicas
2012 - 2014
Mestrado em TOXINOLOGIA.
Instituto Butantan, IBU, Brasil.
Título: Caracterização química e avaliação da atividade antiviral da fase aquosa da própolis de Scaptotrigona postica,Ano de Obtenção: 2014.
Orientador: Ronaldo Zucatelli Mendonça.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Grande área: Ciências da Saúde
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Atividade Antiviral.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Farmácia / Subárea: Própolis.
2011 - 2012
Aperfeiçoamento em Laboratório de Vigilância Epidemiológica. (Carga Horária: 1920h).
Instituto Adolfo Lutz, IAL, Brasil.
Título: Perfil de sensibilidade a antimicrobianos e indução de resistência a penicilina em cepas de Staphylococcus aureus. Ano de finalização: 2012.
Orientador: Maria Cecilia Bianchi Soares.
Bolsista do(a): Fundação do Desenvolvimento Administrativo, FUNDAP, Brasil.
2007 - 2011
Graduação em Farmácia Generalista.
Universidade Norte do Paraná, UNOPAR, Brasil.
Título: USO DA LIPOPROTEÍNA DE BAIXA DENSIDADE E DO NÃO-HDL COLESTEROL COMO INDICADORES DE DISLIPIDEMIAS.
Orientador: Francis Fregonesi Brinholi.




Formação Complementar


2015 - 2015
Conceitos Básicos para o Estudo de Toxinologia. (Carga horária: 30h).
Instituto Butantan, IBU, Brasil.
2015 - 2015
Operação e aplicação em MAALDI/TOF Axima Performance. (Carga horária: 30h).
Shimadzu do Brasil Comércio, SBC, Brasil.
2014 - 2014
1º Escola Brasileira de Espectrometria de Massas. (Carga horária: 40h).
Sociedade Brasileira de Espectrometria de Massas, BRMASS, Brasil.
2012 - 2012
Extensão universitária em Toxinas Proteicas. (Carga horária: 20h).
Instituto Butantan, IBU, Brasil.
2012 - 2012
Extensão universitária em Animais de laboratório: Uma especialidade. (Carga horária: 40h).
Instituto Butantan, IBU, Brasil.
2011 - 2011
I Treinamento em baciloscopia/ GVE 25. (Carga horária: 16h).
Instituto Adolfo Lutz, IAL, Brasil.
2011 - 2011
Elaboração e implantação de POP. (Carga horária: 16h).
Instituto Adolfo Lutz, IAL, Brasil.
2011 - 2011
III Curso de Políticas Públicas. (Carga horária: 35h).
Instituto Adolfo Lutz, IAL, Brasil.
2011 - 2011
Análise Térmica e Espectroscopia de Infravermelho. (Carga horária: 6h).
Instituto Adolfo Lutz, IAL, Brasil.
2009 - 2009
Tratamento de Efluentes e Resíduos Industriais. (Carga horária: 8h).
Universidade Estadual de Londrina, UEL, Brasil.
2009 - 2009
Farmacoterapia em portadores de Diabetes tipo 2. (Carga horária: 6h).
Universidade Norte do Paraná, UNOPAR, Brasil.
2008 - 2008
Seguimento Farmacoterapêutico. (Carga horária: 12h).
Universidade Norte do Paraná, UNOPAR, Brasil.
2008 - 2008
Dengue e Febre Amarela. (Carga horária: 4h).
Universidade Estadual de Londrina, UEL, Brasil.
2008 - 2008
DNA Forense. (Carga horária: 4h).
Universidade Estadual de Londrina, UEL, Brasil.
2007 - 2007
Extensão universitária em 2 ° Curso de cuidados Farmaceuticos: Dermofarmácia. (Carga horária: 8h).
Universidade Norte do Paraná, UNOPAR, Brasil.


Atuação Profissional



Instituto Butantan, IBU, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - 2014
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Mestrado, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.


Instituto Adolfo Lutz, IAL, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - 2011
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Aprimorando, Carga horária: 40


Universidade Norte do Paraná, UNOPAR, Brasil.
Vínculo institucional

2008 - 2010
Vínculo: Iniciação científica, Enquadramento Funcional: Iniciação Científica


Centro Nacional Integrado de Cursos, CENAIC, Brasil.
Vínculo institucional

2010 - 2011
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 3
Outras informações
Professor responsável pelo curso profissionalizante de Atendente de Farmácia e Auxiliar de Manipulação. Disciplinas ministradas: Farmacologia Bioquímica Toxicologia



Projetos de pesquisa


2013 - 2014
Caracterização química e avaliação da atividade antiviral da fase aquosa do extrato da própolis de Scaptotrigona postica
Descrição: Estudos acerca de infecções virais são de alto interesse na área de saúde pública e animal, principalmente quando comparadas a infecções de origem bacteriana, para as quais já se tem uma série de medicamentos eficazes. Por esse motivo, a identificação de agentes com ação antiviral é um importante foco para a pesquisa científica. Estudos sobre a atividade antiviral de própolis são realizados há muitos anos, e já se tem descrição de extratos de própolis com atividade contra, poliovírus, influenza, HIV, vírus da hepatite entre outros. Dentre as abelhas existentes no Brasil, destacam-se aquelas pertencentes à família Apidae e subfamília Meliponinae, mais conhecidas como abelhas indígenas sem ferrão, porém, as pesquisas com própolis têm se concentrado principalmente nas abelhas da espécie Apis mellifera, e poucos estudos tratam da própolis de abelhas indígenas sem ferrão. A própolis de Scaptotrigona postica tem sido utilizada popularmente na região de Barra do Corda, no estado do Maranhão, na forma de pomada, no tratamento de tumores e de cicatrização de feridas. Contudo, são escassos os estudos que comprovem suas atividades biológicas e a sua composição química. Em vista da observação etnofarmacológica deste extrato, o objetivo deste trabalho foi o de avaliar o potencial antiviral do extrato da própolis de Scaptotrigona postica e de caracteriza-lo quimicamente. Para tanto, incialmente a citotoxicidade foi avaliada pela técnica de MTT e a genotoxicidade pelo ensaio cometa. Uma vez estabelecidas as concentrações a serem utilizadas nos ensaios de atividade antiviral, foram realizados experimentos de quantificação de RNAm onde os extratos de própolis foram testados em 3 diferentes condições, 3 horas antes da infecção, 1 hora depois da infecção, e um preparo chamado virucida, em que o vírus é incubado com o própolis 1 hora antes da infecção. Paralelamente à estes experimentos foram realizados experimentos de microscopia eletrônica. Para a caracterização química foram utilizadas as técnicas de infravermelho, e cromatografia líquida acoplada a espectrometria de massas. As análises do RNAm viral dos vírus do herpes e da rubéola, demonstraram que o extrato de própolis tem atividade sobre os vírus em todas as condições testadas, com redução de 98% da carga viral utilizando baixas concentrações do extrato (1 ug/mL) nos dois vírus testados. Estes resultados corroboraram com as imagens obtidas na microscopia eletrônica, onde cultivos celulares que foram infectados com vírus que passaram por um processo de incubação prévia com própolis, não apresentaram nenhuma partícula ou complexo de replicação viral nas imagens analisadas. A caracterização química revelou a presença de moléculas como a apigenina, luteolina, crisina, catequina e o ácido dicafeoilquínico. Todas essas substâncias já possuem atividade antiviral descrita para uma grande variedade de vírus, e atuam em pontos distintos da replicação viral. Em suma, se conclui que o extrato possui atividade antiviral contra o vírus do herpes e da rubéola por mecanismos distintos ainda não bem elucidados, devido a variedade de compostos presentes no extrato com atividade antiviral previamente descritas..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Guilherme Rabelo Coelho - Coordenador / Ronaldo Zucatelli Mendonça - Integrante.
2011 - 2011
DETECÇÃO DA HETERORESISTÊNCIA À OXACILINA E INDUÇÃO DA EXPRESSÃO DA RESISTÊNCIA À PENICILINA EM AMOSTRAS DE STAPHYLOCOCCUS AUREUS ISOLADAS DE UNIVERSITÁRIOS DA ÁREA DE SAÚDE
Descrição: A heteroresistência à oxacilina em S. aureus, é um evento que deve ser investigado, uma vez que essas amostras podem mostrar-se sensíveis em testes de rotina, porém, devido a essa condição, pode ocorrer falha terapêutica. Uma amostra resistente à oxacilina, é considerada resistente a todos os betalactâmicos. O principal mecanismo que determina resistência à oxacilina é a presença de uma proteína de membrana alterada, a PBP2a, com baixa afinidade pelos betalactâmicos. O determinante gênico que codifica a PBP2a é o mecA. Os elementos reguladores que controlam a transcrição do mecA possuem alto grau de homologia com os genes que regulam a produção de betalactamases, principal mecanismo de resistência à penicilina. Em S. aureus, é reconhecido que a resistência é condicionada a múltiplos fatores físico-químicos, assim, cepas resistentes podem não ser detectadas pelos métodos convencionais. Na tentativa de aumentar a detecção da resistência à oxacilina, diversos métodos têm sido propostos e alguns baseiam-se em modificações do método clássico, e incluem variações na temperatura e tempo de incubação e adição de cloreto de sódio ao agar Muller Hinton (MH/NaCl). Assim, nosso objetivo foi detectar heteroresistência à oxacilina e induzir a expressão do gene bla em amostras de S. aureus sensíveis a penicilina em amostras coletadas de estudantes da área da saúde.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Especialização: (1) .
Integrantes: Guilherme Rabelo Coelho - Integrante / Maria Cecília Bianchi Soares - Coordenador / Sérgio Olavo Pinto Costa - Integrante / Sabrina Lira Silva - Integrante / Fabiana Oliveira Martins - Integrante.
2009 - 2010
Biomarcadores de inflamação e capacidade funcional em idosos fisicamente independentes da cidade de Londrina-PR
Descrição: O envelhecimento populacional que consistia primariamente em uma realidade de países desenvolvidos de primeiro mundo é hoje uma das principais preocupações da saúde pública também de países em desenvolvimento. O último censo do IBGE mostra que existem 14,5 milhões de idosos no nosso país, que correspondem a 8,6% do total da população brasileira. Estima-se que em 2025 haja cerca de 34 milhões de idosos no Brasil (13% da população), o que levará o país à 6ª posição entre os países mais envelhecidos do mundo. Uma das grandes preocupações em relação à população idosa é o aumento das doenças associadas com a idade, as quais quando não diagnosticadas precocemente e devidamente tratadas, podem ocasionar conseqüências graves e inclusive a morte, além de gerar um elevado custo assistencial aos programas de saúde pública. Nos últimos anos tem-se estudado extensivamente a relação e a origem de um estado pró-inflamatório de baixa intensidade em idosos com as diversas condições fisiopatológicas associadas à morbi-mortalidade nesta população. Este estado pró-inflamatório é caracterizado pelo aumento nos níveis séricos de determinadas citocinas e proteínas de fase aguda como a interleucina-1 (IL-1), IL-6, IL-8, fator de necrose tumoral (TNF) e proteína C reativa (PCR), substâncias solúveis que fazem parte da reposta imune e participam ativamente na resposta inflamatória e que promovem a lipólise, aceleram o catabolismo de proteínas, diminuem a sensibilidade à insulina e influenciam no remodelamento ósseo e muscular. Contudo, ainda não está bem esclarecido se a elevação dos níveis destes marcadores é resultado de um desequilíbrio primário da resposta inflamatória devido ao envelhecimento ou se é conseqüência da associação do aumento dos fatores de risco cardiovasculares com outras doenças relacionadas à idade. Alguns trabalhos têm sido desenvolvidos no sentido de avaliar com mais profundidade a ação anti-inflamatória do exercício físico, o que sugere uma proteção contra doenças crônicas usualmente desencadeadas com a idade e associadas ao estado pró-inflamatório de baixa intensidade no idoso. Desta maneira, o presente projeto visa inicialmente caracterizar os idosos em estudo nos diferentes níveis de capacidade funcional e atividade de vida diária e correlacionar nestes grupos os níveis séricos dos principais biomarcadores de inflamação relacionados ao estado pró-inflamatório de baixa intensidade e correlacionar seus resultados com a longevidade e com algumas das principais condições fisiopatológicas associadas à morbi-mortalidade do idoso: doenças arterioscleróticas, diabetes mellitus e disfunções tireoidianas.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2008 - 2008
Influência de diferentes Hidrocolóides nas características físico-químicas e sensoriais do queijo petit suisse, do queijo cremoso, do iogurte e da mousse
Descrição: A EXIGÊNCIA POR ALIMENTOS COM COMPOSIÇÃO NUTRICIONAL BALANCEADA E QUE POSSAM OFERECER BENEFÍCIOS ADICIONAIS À SAÚDE É MANIFESTADA PELOS CONSUMIDORES ATUAIS. A UTILIZAÇÃO DE CULTURAS PROBIÓTICAS PELA INDÚSTRIA DE LATICÍNIOS VEM GANHANDO DESTAQUE, COM O LANÇAMENTO, NO MERCADO, DE UMA SÉRIE DE PRODUTOS FUNCIONAIS. OS PROBIÓTICOS SÃO MICRORGANISMOS QUE INTERFEREM POSITIVAMENTE NO ORGANISMO DE QUEM OS INGERE, POR MEIO DO EQUILÍBRIO DA FLORA MICROBIANA INTESTINAL E DAS FUNÇÕES FISIOLÓGICAS DO TRATO INTESTINAL HUMANO. NESTE TRABALHO, OBJETIVOU-SE: A) ACOMPANHAR A VIABILIDADE DE LACTOBACILLUS PARACASEI, DURANTE A PRODUÇÃO E O ARMAZENAMENTO DE MOUSSE SABOR MANGA; B) AVALIAR A PREFERÊNCIA DO CONSUMIDOR QUANTO À SUA TEXTURA, UTILIZANDO TESTE DE PREFERÊNCIA SENSORIAL. FORAM PRODUZIDAS MOUSSES PROBIÓTICAS COM ADIÇÃO DE GOMA XANTANA, GOMA LOCUSTA OU COMBINANDO-SE OS DOIS HIDROCOLÓIDES.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Farmácia / Subárea: Bioprospecção.
2.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Bioquímica / Subárea: Bioquímica.
3.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Farmácia / Subárea: Microbiologia.


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.


Prêmios e títulos


2017
Outstanding Student Oral Presentation Award, International Society of Toxinology.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
COELHO, GUILHERME RABELO2018COELHO, GUILHERME RABELO; FIGUEIREDO, CRISTINA ADELAIDE ; NEGRI, GIUSEPPINA ; FERNANDES-SILVA, CAROLINE C. ; VILLAR, KARINA DE SENNA ; BADARI, JULIANA CUOCO ; OLIVEIRA, MARIA ISABEL DE ; BARBOSA, TAMYRIS FERNANDA ; TANIWAKI, NOEMI NOSOMI ; NAMIYAMA, GISLENE MITSUE ; MENDONCA, RONALDO ZUCATELLI . Antiviral Activity of Geopropolis Extract from Scaptotrigona Aff. Postica against Rubella Virus. JOURNAL OF FOOD RESEARCH, v. 7, p. 91, 2018.

2.
COELHO, GUILHERME RABELO2015 COELHO, GUILHERME RABELO; MENDONÇA, RONALDO ZUCATELLI ; VILAR, KARINA DE SENNA ; FIGUEIREDO, CRISTINA ADELAIDE ; BADARI, JULIANA CUOCO ; TANIWAKI, NOEMI ; NAMIYAMA, GISLEINE ; OLIVEIRA, MARIA ISABEL DE ; CURTI, SUELY PIRES ; EVELYN SILVA, PATRICIA ; NEGRI, GIUSEPPINA . Antiviral Action of Hydromethanolic Extract of Geopropolis from Scaptotrigona postica against Antiherpes Simplex Virus (HSV-1). Evidence-Based Complementary and Alternative Medicine (Print), v. 2015, p. 1-10, 2015.

3.
COELHO, GUILHERME2014 COELHO, GUILHERME; SENNA VILLAR, KARINA ; FIGUEIREDO, CRISTINA ; BADARI, JULIANA ; ZUCATELLI MENDONÇA, RITA ; OLIVEIRA, MARIA ; CURTI, SUELY ; SILVA SILVA, PATRÍCIA ; DO NASCIMENTO, ROBERTO ; MENDONÇA, RONALDO . Antiviral effects of Scaptotrigona postica propolis and their fractions. BMC Proceedings, v. 8, p. P63, 2014.

4.
LEAL, C. L.2009LEAL, C. L. ; ARAGON, D. C. ; COELHO, G. R. ; DONATO, J. M. ; SANTANA, E. H. W. ; ARAGON-ALEGRO, L. C. . Potencial Probiótico de mousse de manga elaborada com diferentes hidrocolóides. Revista do Instituto de Laticínios Cândido Tostes, v. 64, p. 40-47, 2009.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
FERREIRA, R. T. ; TANIDA, A. E. ; COELHO, G. R. ; SILVA, T. D. ; BRINHOLI, F. F. ; GIROTTO, E. ; MARQUEZ, A. S. . Diabetes Mellitus e Estado pré-diabético em idosos da cidade de Londrina-PR. In: 3º Congresso Nacional de Extensão Universitária / 12º Encontro de Atividades Científicas, 2009, Londrina. 3º Congresso Nacional de Extensão Universitária / 12º Encontro de Atividades Científicas da Unopar. Londrina: UNOPAR Editora, 2009. v. 1.

2.
COELHO, G. R.; SILVA, T. D. ; FERREIRA, R. T. ; TANIDA, A. E. ; BRINHOLI, F. F. ; GIROTTO, E. ; MARQUEZ, A. S. . Dislipidemia associada à avaliação de colesterol não-HDL e escore de risco de Framingham em idosos. In: 3º Congresso Nacional de Extensão Universitária / 12º Encontro de Atividades Científicas da UNOPAR, 2009, Londrina. 3º Congresso Nacional de Extensão Universitária / 12º Encontro de Atividades Científicas da Unopar. Londrina: UNOPAR Editora, 2009. v. 1.

3.
HARA, E. T. ; COELHO, G. R. ; SATO, R. T. ; ARAGON-ALEGRO, L. C. ; DE RENSIS, C. M. V. B. . Maturação de Queijo Minas Padrão - Acompanhamento e Proteólise. In: 2° Congresso Nacional de Extensão Universitária/ 11° Encontro de Atividades Científicas da UNOPAR, 2008, Londrina. Congresso Nacional de Extensão Universitária, 2; Encontro de Atividades Científicas da UNOPAR, 11. Londrina: UNOPAR Editora, 2008.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
MARQUEZ, A. S. ; TANIDA, A. E. ; FERREIRA, R. T. ; MOREIRA, A. A. ; COELHO, G. R. ; FREDERICO, C. ; BIGNARDI, P. R. ; BRINHOLI, F. F. . Hipotireoidismo e Dislipidemia em indivíduos idosos. In: XVII Congresso Brasileiro de Geriatria e Gerontologia, 2010, Belo Horizonte. CD Anais - CBGG 2010. Belo Horizonte, 2010. v. 1.

2.
SILVA, T. D. ; FERREIRA, R. T. ; COELHO, G. R. ; TANIDA, A. E. ; GIROTTO, E. ; BRINHOLI, F. F. ; MARQUEZ, A. S. . Alterações tireoidianas em idosos fisicamente independentes. In: 8º Congresso Londrinense de Biologia aplicada à Saúde / 4º Congresso Paranaense de Patologia Experimental / 1º Encontro Nacional da rede de cooperação das pós-graduações em Patologia, 2009, Londrina. Biosaúde. Londrina, 2009. v. 11.

3.
SILVA, T. D. ; COELHO, G. R. ; BASSO, J. ; TANIDA, A. E. ; FERREIRA, R. T. ; GIROTTO, E. ; BRINHOLI, F. F. ; RASO, V. ; MARQUEZ, A. S. . Prevalência de fatores de risco para Síndrome Metabólica em idosos residentes no município de Londrina - PR. In: 8º Congresso Londrinense de Biologia aplicada à Saúde / 4º Congresso Paranaense de Patologia Experimental / 1º Encontro Nacional da rede de cooperação das pós-graduações em Patologia, 2009, Londrina. Biosaúde (Londrina). Londrina, 2009. v. 11. p. 69-69.

Artigos aceitos para publicação
1.
COELHO, G. R.; FIGUEIREDO, CRISTINA ADELAIDE ; NEGRI, GIUSEPPINA ; FERNANDES-SILVA, C. C. ; VILLAR, K. S. ; BADARI, JULIANA CUOCO ; OLIVEIRA, MARIA ISABEL DE ; BARBOSA, T. F. ; TANIWAKI, NOEMI ; NAMIYAMA, GISLEINE ; MENDONÇA, RONALDO ZUCATELLI . ANTIVIRAL ACTIVITY OF GEOPROPOLIS EXTRACT FROM SCAPTOTRIGONA AFF. POSTICA AGAINST RUBELLA VIRUS. Journal of Food Research, 2018.

Apresentações de Trabalho
1.
COELHO, G. R.. Produção de possíveis Fármacos a partir de Venenos animais. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
COELHO, G. R.; PIMENTA, D. C. ; SANTOS, R. S. ; FIGUEIREDO, C. A. ; SCIANI, J. M. . The mucus of Dasyatis americana as source of bioactives molecules. 2015. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

3.
COELHO, G. R.; PIMENTA, D. C. ; SANTOS, R. S. ; SCIANI, J. M. . IDENTIFICATION OF PEPTIDES PRESENT ON THE MUCUS OF THE BRAZILIAN STINGRAY DASYATIS AMERICANA. 2015. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

4.
COELHO, G. R.. Secreção de Polifosfatos de plaquetas induzidas pelo veneno de Bothrops jararaca e Crotalus durissus terrificus. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).


Demais tipos de produção técnica
1.
COELHO, G. R.. Capacitação de alunos para as Olimpíadas Internacionais de Biologia. 2016. .

2.
COELHO, G. R.. Atividades Práticas em Bioquímica - Colégio Shunji Nishimura. 2015. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

3.
COELHO, G. R.. Animais Aquáticos Venenosos. 2015. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

4.
COELHO, G. R.. Mini Curso - Animais Peçonhentos. 2013. (Curso de curta duração ministrado/Outra).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
SOUZA, A. C.; FONSECA, G. D. M. M.; COELHO, G. R.. Participação em banca de Vitor Rodrigues Marcondes do Amaral.Proposta de geração de um híbrido tuberculostático de conjugados lábeis com Isoniazida, Cicloserina e Piridoxina para o tratamento de tuberculose resistente. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Farmácia e Bioquímica) - Universidade Católica de Santos.

2.
SOUZA, A. J. C.; FONSECA, G. D. M. M.; COELHO, G. R.. Participação em banca de Henrique Rodrigues Martinez.Proposta de geração de um híbrido tuberculostático de conjugados lábeis com Isoniazida, Cicloserina e Piridoxina para o tratamento de tuberculose resistente. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Farmácia e Bioquímica) - Universidade Católica de Santos.

3.
VILEGAS, W.; VALENTI, W. C.; COELHO, G. R.. Participação em banca de Júlia Pizarro Cesário.Caracterização química da lula eurialina Lolliguncula brevis. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Biologia Marinha) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.




Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
19th World Congress of the International Society on Toxinology (IST). Biochemical composition and inflammatory activity of mucus from Hypanus americanus (Dasyatis americana) marine stingray. 2017. (Congresso).

2.
15° International Symposium on Marine Natural Products.The mucus of Dasyatis americana as source of bioactives molecules. 2016. (Simpósio).

3.
XIII Congress of the Brazilian Society of Toxinology. IDENTIFICATION OF PEPTIDES PRESENT ON THE MUCUS OF THE BRAZILIAN STINGRAY DASYATIS AMERICANA. 2015. (Congresso).

4.
XXVI Congresso de Iniciação Científica da Unesp. Biometria de macroalgas do Bostrychietum para redução do erro amostral em avaliações do estado de conservação dos manguezais / Morfologia da cavidade oral do cação-frango Rhizoprionodon lalandii. 2014. (Congresso).

5.
16º Simpósio de Biologia da UNISANTA.Minicurso - "Animais Peçonhentos". 2013. (Simpósio).

6.
Congresso Nacional de Biotecnologia. Antiviral effects of Scaptotrigona propolis and their fractions. 2013. (Congresso).

7.
Congresso Latinoamericano de Microbiologia (XXI ALAM). DETECÇÃO DA HETERORESISTÊNCIA À OXACILINA E INDUÇÃO DA EXPRESSÃO DA RESISTÊNCIA À PENICILINA EM AMOSTRAS DE STAPHYLOCOCCUS AUREUS ISOLADAS DE UNIVERSITÁRIOS DA ÁREA DE SAÚDE. 2012. (Congresso).

8.
XIV Reunião Científica Anual do Instituto Butantan. 2012. (Encontro).

9.
V Encontro dos Aprimorandos do Estado de São Paulo. 2011. (Encontro).

10.
44º Congresso Brasileiro de Patologia Clínica / Medicina Laboratorial. Não-HDL-colesterol em idosos fisicamente independentes. 2010. (Congresso).

11.
XVII Congresso Brasileiro de Geriatria e Gerontologia. Hipotireoidismo e Dislipidemia em indivíduos idosos. 2010. (Congresso).

12.
3º Congresso Nacional de Extensão Universitária / 12º Encontro de Atividades Científicas. Diabetes Mellitus e Estado pré-diabético em idosos da cidade de Londrina-PR. 2009. (Congresso).

13.
3º Congresso Nacional de Extensão Universitária / 12º Encontro de Atividades Científicas da UNOPAR. Dislipidemia associada à avaliação de colesterol não-HDL e escore de risco de Farmingham em idosos. 2009. (Congresso).

14.
8º Congresso Londrinense de Biologia aplicada à Saúde / 4º Congresso Paranaense de Patologia Experimental / 1º Encontro Nacional da rede de cooperação das pós-graduações em Patologia. Alterações tireoidianas em idosos fisicamente independentes. 2009. (Congresso).

15.
8º Congresso Londrinense de Biologia aplicada à Saúde / 4º Congresso Paranaense de Patologia Experimental / 1º Encontro Nacional da rede de cooperação das pós-graduações em Patologia. Prevalência de fatores de risco para síndrome metabólica em idosos residentes no município de Londrina - PR. 2009. (Congresso).

16.
II Jornada UNOPAR de Farmácia - JUNOFAR. 2009. (Seminário).

17.
V Semana de Biotecnologia. 2009. (Outra).

18.
2° Congresso Nacional de Extensão Universitária/ 11° Encontro de Atividades Científicas da UNOPAR. Maturação de queijo Minas padrão - Acompanhamento da proteólise. 2008. (Congresso).

19.
I Jornada UNOPAR de Farmácia- JUNOFAR. 2008. (Outra).

20.
XI Jornada de Farmácia e Análises Clínicas de Londrina. 2008. (Outra).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
COELHO, G. R.; BARROS, H. V. ; NASCIMENTO, A. M. ; ALVES, P. L. . VIII Simpósio da Pós-graduação em Ciências-Toxinologia do Instituto Butantan. 2017. (Outro).

2.
COELHO, G. R.; NASCIMENTO, A. M. ; BARROS, H. V. ; CAVALVCANTE, I. D. ; FREITAS, L. A. ; ALVES, P. L. ; CALABRIA, P. A. L. . Simpósio da Pós-Graduação em Toxinologia do Insituto Butantan. 2016. (Outro).



Orientações



Orientações e supervisões concluídas
Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Julia Pizarro Cesário. Caracterização química da lula eurialina Lolliguncula brevis. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Biologia Marinha) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Guilherme Rabelo Coelho.

Iniciação científica
1.
Ilari Rautalin. Atividade Analgésica e Anti-inflamatória do muco de raia marinha Dasyatis americana. 2017. Iniciação Científica. (Graduando em Medicina) - International Federation of Medical Students´Associations. Orientador: Guilherme Rabelo Coelho.

Orientações de outra natureza
1.
Evelyn Caroline Vicente Mendes. Identificação e caracterização inicial de compostos com potencial analgésico presentes na casca de Amburana cearensis. 2017. Orientação de outra natureza. (Técnico em Química) - Instituto Tecnológico de Barueri. Orientador: Guilherme Rabelo Coelho.



Educação e Popularização de C & T



Artigos
Artigos aceitos para publicação
1.
COELHO, G. R.; FIGUEIREDO, CRISTINA ADELAIDE ; NEGRI, GIUSEPPINA ; FERNANDES-SILVA, C. C. ; VILLAR, K. S. ; BADARI, JULIANA CUOCO ; OLIVEIRA, MARIA ISABEL DE ; BARBOSA, T. F. ; TANIWAKI, NOEMI ; NAMIYAMA, GISLEINE ; MENDONÇA, RONALDO ZUCATELLI . ANTIVIRAL ACTIVITY OF GEOPROPOLIS EXTRACT FROM SCAPTOTRIGONA AFF. POSTICA AGAINST RUBELLA VIRUS. Journal of Food Research, 2018.


Apresentações de Trabalho
1.
COELHO, G. R.; PIMENTA, D. C. ; SANTOS, R. S. ; FIGUEIREDO, C. A. ; SCIANI, J. M. . The mucus of Dasyatis americana as source of bioactives molecules. 2015. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

2.
COELHO, G. R.; PIMENTA, D. C. ; SANTOS, R. S. ; SCIANI, J. M. . IDENTIFICATION OF PEPTIDES PRESENT ON THE MUCUS OF THE BRAZILIAN STINGRAY DASYATIS AMERICANA. 2015. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

3.
COELHO, G. R.. Produção de possíveis Fármacos a partir de Venenos animais. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).


Cursos de curta duração ministrados
1.
COELHO, G. R.. Atividades Práticas em Bioquímica - Colégio Shunji Nishimura. 2015. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

2.
COELHO, G. R.. Capacitação de alunos para as Olimpíadas Internacionais de Biologia. 2016. .

3.
COELHO, G. R.. Animais Aquáticos Venenosos. 2015. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
COELHO, G. R.; NASCIMENTO, A. M. ; BARROS, H. V. ; CAVALVCANTE, I. D. ; FREITAS, L. A. ; ALVES, P. L. ; CALABRIA, P. A. L. . Simpósio da Pós-Graduação em Toxinologia do Insituto Butantan. 2016. (Outro).

2.
COELHO, G. R.; BARROS, H. V. ; NASCIMENTO, A. M. ; ALVES, P. L. . VIII Simpósio da Pós-graduação em Ciências-Toxinologia do Instituto Butantan. 2017. (Outro).




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 16/11/2018 às 21:06:43