Roberto dos Santos Lacerda

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/9107392052803216
  • Última atualização do currículo em 02/10/2018


Professor Adjunto do Departamento de Educação em Saúde da Universidade Federal de Sergipe (UFS). Professor Permanente do Programa de Pós-Gradução Interdisciplinar em Culturas Populares (PPGCULT/UFS). Doutor em Desenvolvimento e Meio Ambiente (PRODEMA-UFS). Mestre em Saúde Coletiva pela Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS/BA) com estágio na Gillings School of Global Public Health, University of North Carolina/USA. Graduação em Biomedicina pela Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC/BA). Áreas de interesse: Saúde Coletiva, Saúde da População Negra, Disparidades em Saúde, Sustentabilidade e Saúde, Comunidades Quilombolas Práticas Tradicionais de Saúde, Educação Popular em Saúde. Membro do Movimento Popular de Saúde de Sergipe. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Roberto dos Santos Lacerda
Nome em citações bibliográficas
LACERDA, R. S.

Endereço


Endereço Profissional
Universidade Federal de Sergipe, Núcleo de Educação em Saúde.
Campus Universitário Prof. Antônio Garcia Filho. Rua Padre Álvares Pitangueira, 248. Centro.
Centro.
49400-000 - Lagarto, SE - Brasil
Telefone: (79) 21056550
URL da Homepage: www.ufs.br


Formação acadêmica/titulação


2014 - 2017
Doutorado em PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO E MEIO AMBIENTE.
Universidade Federal de Sergipe, UFS, Brasil.
Título: Territorialidade, Saúde e Meio Ambiente: Conexões, saberes e práticas em comunidades quilombolas de Sergipe., Ano de obtenção: 2017.
Orientador: Gicélia Mendes da Silva.
Palavras-chave: Quilombos; Saúde; Territorialidade; meio ambiente.
Grande área: Ciências da Saúde
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Geografia / Subárea: Geografia.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Antropologia / Subárea: Antropologia das Populações Afro-Brasileiras.
2009 - 2011
Mestrado em Saúde Coletiva.
Universidade Estadual de Feira de Santana, UEFS, Brasil.
Título: Morbidade por causas externas no município de Feira de Santana- BA,Ano de Obtenção: 2011.
Orientador: Edna Maria de Araújo.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Palavras-chave: causas externas; morbidade; violência.
Grande área: Ciências da Saúde
Setores de atividade: Saúde e Serviços Sociais.
2017
Especialização em andamento em Estado e Direito de Povos e Comunidades Tradicionais.
Universidade Federal da Bahia, UFBA, Brasil.
2004 - 2005
Especialização em Hematologia Clínica. (Carga Horária: 360h).
Universidade de Guarulhos, UNG, Brasil.
Título: Vírus Transmitidos por transfusão: Um estudo biobliográfico.
Orientador: Fernando Reis.
2017
Graduação em andamento em Ciências Sociais.
Universidade Federal de Sergipe, UFS, Brasil.
2000 - 2003
Graduação em Biomedicina.
Universidade Estadual de Santa Cruz, UESC, Brasil.
Título: Estudo da solicitações d transfusão de plasma fresco congelado no municipio de Ilhéus-Ba.
Orientador: Naide Silveira de Souza.




Formação Complementar


2013
Espaço, Território e Poder. (Carga horária: 45h).
Universidade Federal de Sergipe, UFS, Brasil.
2008
Saúde do Trabalhador - Mestrado em Saúde Coletiva. (Carga horária: 30h).
Universidade Estadual de Feira de Santana, UEFS, Brasil.
2012 - 2012
Extensão universitária em Conhec. Educ. e Organização do Trab. Pedagógico. (Carga horária: 180h).
Universidade Federal de Sergipe, UFS, Brasil.
2011 - 2011
Pedagogia Griô. (Carga horária: 16h).
Núcleo Interdisciplinar de Estudos Sobre Desigualdades em Saúde, NUDES, Brasil.
2011 - 2011
Pedagogia Griô. (Carga horária: 16h).
Núcleo Interdisciplinar de Estudos Sobre Desigualdades em Saúde, NUDES, Brasil.
2010 - 2011
Extensão universitária em Understandig and Addresing Health Inequalities i. (Carga horária: 60h).
University of North Carolina System, UNC, Estados Unidos.
2010 - 2011
Estágio na Gillings School of Global Public Health. (Carga horária: 400h).
University of North Carolina at Chapel Hill., UNC-CH, Estados Unidos.
2010 - 2010
Extensão universitária em African American Studies. (Carga horária: 45h).
University of North Carolina System, UNC, Estados Unidos.
2010 - 2010
Extensão universitária em Research Methods in Maternal Child Health. (Carga horária: 45h).
University of North Carolina System, UNC, Estados Unidos.
2010 - 2010
Racismo como Determinante das Condições de Saúde. (Carga horária: 16h).
Secretaria Municipal de Saúde de Salvador, SMS, Brasil.
2008 - 2008
CURSO INTENSIVO DE SUS E PSF. (Carga horária: 40h).
CENTRO DE ATUALIZAÇÃO EM SAÚDE, CATES, Brasil.
2008 - 2008
INTRODUÇÃO À ANÁLISE DE DADOS ESPACIAIS EM EPIDEMI. (Carga horária: 24h).
Universidade Estadual de Feira de Santana, UEFS, Brasil.
2008 - 2008
SISTEMAS DE INF. EM SAÚDE: SIM, SIH E SINAN. (Carga horária: 20h).
SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DE FEIRA DE SANTANA, SMS, Brasil.
2007 - 2007
NR 32- Básico de Implantação. (Carga horária: 20h).
Instituto Brasileiro de Educação e Tecnologia de Formação a Distância, IBTF, Brasil.
2007 - 2007
ORATÓRIA. (Carga horária: 20h).
B2 Brazil Desenvolvimento Empresarial LTDA, B2 BRAZIL, Brasil.
2001 - 2001
Extensão universitária em Gestão Empresarial na Área de Saúde. (Carga horária: 112h).
Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas da Bahia, SEBRAE/BA, Brasil.


Atuação Profissional



Universidade Federal de Sergipe, UFS, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professor Adunto, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Professor Efetivo do Núcleo de Educação em Saúde do Campus Prof. Antonio Garcia Filho, atuando no componente curricular Práticas de ensino na Comunidade.

Vínculo institucional

2014 - 2016
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Coordenador Acadêmico
Outras informações
Coordenador Acadêmico da Divisão Acadêmica do Campus Universitário Prof. Antônio Garcia Filho ? DIAC/CAMPUSLAG.

Vínculo institucional

2014 - 2015
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Tutor à distância, Carga horária: 8
Outras informações
Tutor `distância da Pós-Graduação em Gestão em Saúde (CESAD/UAB).

Atividades

07/2017 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, Campus Lagarto, .

Cargo ou função
Membro Titular Representante docente do Campus Antonio Garcia Filho de Lagarto.
07/2015 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, CONEPE, .

Cargo ou função
Conselheiro Titular representante docente do Campus Lagarto.
10/2014 - Atual
Direção e administração, Campus Lagarto, .

Cargo ou função
Coordenador Acadêmico da Divisão Acadêmica do Campus Universitário Prof. Antônio Garcia Filho ? DIAC/CAMPUSLAG..
10/2012 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, Núcleo de Educação em Saúde, .

Cargo ou função
Presidente da Comissão de Extensão do Núcleo de Educação em Saúde - Campus Lagarto.
03/2012 - Atual
Ensino, Ciclo Comum, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Práticas de Ensino na Comunidade para alunos dos cursos: Medicina, Enfermagem, Odontologia, Fisioterapia, Fármacia, Fonoaudiologia, Terapia Ocupacional e Nutrição

University of North Carolina System, UNC, Estados Unidos.
Vínculo institucional

2010 - 2011
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Research Colaborator, Carga horária: 40
Outras informações
Atuação com Colaborado de Pesquisas na Gillings Global Public Health, desenvolvendo pesquisas sobre Disparidades em Saúde. Revisão de Literatura, Participação em Evntos Científicos, Apresentações em Universidades, etc.

Atividades

08/2010 - 02/2011
Pesquisa e desenvolvimento , University of North Carolina at Chapel Hill, .


Universidade Federal da Bahia, UFBA, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - 2013
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Coordenador


Universidade Estadual de Feira de Santana, UEFS, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - 2012
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Colaborador, Carga horária: 8

Atividades

10/2009 - Atual
Extensão universitária , Departamento de Saúde, .

Atividade de extensão realizada
Elaboração, Articulação do Projeto de Extensão: Prevenção à Violência e Promoção da Cultura da Paz em uma Escola da Rede Pública Estadual de Feira de Santana.

Pastoral da AIDS, PA, Brasil.
Vínculo institucional

2008 - 2009
Vínculo: Voluntário, Enquadramento Funcional: Coordenador, Carga horária: 4
Outras informações
Coordenador dessa ONG que atua na Prevenção às DSTs/HIV/AIDS e na assistência aos portadores do vírus. Atuação como educador e consultor desenvolvendo palestras, oficinas e capacitações, conscientizando a população para aa cultura da prevenção e a diminuição da discriminação aos portadores dos vírus.


Faculdade Nobre, FAN/BA, Brasil.
Vínculo institucional

2009 - 2012
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 7
Outras informações
Professor do Curso de Biomedicina das Disciplinas Bioética e Deontologia, Educação em Saúde e Saúde Pública.

Vínculo institucional

2011 - 2011
Vínculo: Professor vistante, Enquadramento Funcional: Professor titular, Carga horária: 30
Outras informações
Professor da Pós-Graduação Latu Sensu em Saúde Pública da Disciplina Vigilância Epidemiológica.

Atividades

03/2009 - Atual
Ensino, Biomedicina, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Bioética e Deontologia
Biossegurança
Educação em Saúde
Saúde Pública

Faculdade Anísio Teixeira, FAT, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - 2012
Vínculo: Celetista formal, Enquadramento Funcional: PROFESSOR, Carga horária: 6
Outras informações
PROFESSOR DE INTERPRETAÇÃO DE EXAMES LABORATORIAS DO CURSO DE ENFERMAGEM


Prefeitura Municipal de Feira de Santana, PMFS, Brasil.
Vínculo institucional

2008 - 2008
Vínculo: Prestação de Serviços, Enquadramento Funcional: Consultor, Carga horária: 20
Outras informações
Consultoria na Vigilância Epidemiológica DANT- Programa de Combate à violência e exploração sexual de crianças e adolescentes. Organização de Eventos, Ações de Educação em Saúde, Planejamento e Desenvolvimento de Campanhas.

Atividades

05/2008 - 08/2008
Conselhos, Comissões e Consultoria, Secretaria Municipal de Saúde, .

Cargo ou função
CONSULTOR.

Faculdade de Santo Antônio, FSA, Brasil.
Vínculo institucional

2009 - 2009
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 6
Outras informações
Professor do curso de biomedicina das disciplinas: Virologia e Ténicas de Coleta.

Atividades

03/2009 - 07/2009
Ensino, Biomedicina, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Técnicas de Coleta
Virologia

Escola de Auxiliar e Técnico de Enfermagem de Feira de Santana, EAEFS, Brasil.
Vínculo institucional

2008 - 2009
Vínculo: Professor vistante, Enquadramento Funcional: PROFESSOR, Carga horária: 4

Atividades

05/2008 - 07/2008
Ensino, ´TÉCNICO EM PATOLOGIA CLÍNICA, Nível: Aperfeiçoamento

Disciplinas ministradas
BIOLOGIA

Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de Ilhéus, ISCMI, Brasil.
Vínculo institucional

2003 - 2006
Vínculo: Celetista formal, Enquadramento Funcional: Biomédico, Carga horária: 36
Outras informações
Atividades Desenvolvidas no Serviço de Hemoterapia. Supervisão de Equipe, Educação continuada, Triagem clínica de Doadores de Sangue, Análises Laboratorias, Organização de Campanhas de Doação.

Atividades

09/2003 - 12/2006
Outras atividades técnico-científicas , Irmandade Santa Casa de Misericordia de, Irmandade Santa Casa de Misericordia de.

Atividade realizada
SUPERVISÃO, TREINAMENTO E TRIAGEM CLÍNICA.
03/2003 - 09/2003
Estágios , SERVIÇO DE HEMOTERAPIA, .

Estágio realizado
ESTÁGIO CURRICULAR EM HEMOTERAPIA.

B2 Brazil Desenvolvimento Empresarial LTDA, B2 BRAZIL, Brasil.
Vínculo institucional

2005 - 2008
Vínculo: Sócio- consultor, Enquadramento Funcional: Consultor, Carga horária: 10
Outras informações
Consultoria, treinamentos e organização de eventos.

Atividades

09/2005 - 01/2008
Direção e administração, B2 Brazil, .

Cargo ou função
Sócio- Consultor.

CENTRO DE EDUCAÇÃO TECNOLOGICA DO ESTADO DA BAHIA- AUREO DE OLIVEIRA FILHO, CETEB, Brasil.
Vínculo institucional

2008 - 2008
Vínculo: Professor vistante, Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 12
Outras informações
Professor do curso de Segurança do Trabalho das disciplinas: Toxicologia (32h) e Epidemiologia (40h).

Atividades

03/2008 - 06/2008
Ensino, TÉCNICO EM SAÚDE E SEGURANÇA DO TRABALHO, Nível: Aperfeiçoamento

Disciplinas ministradas
EPIDEMIOLOGIA (40H)
TOXICOLOGIA (32 H)

DOM EDUARDO MEDICINA LABORATORIAL, DOM EDUARDO, Brasil.
Vínculo institucional

2004 - 2004
Vínculo: ESTAGIÁRIO, Enquadramento Funcional: ESTAGIÁRIO VOLUNTÁRIO, Carga horária: 20

Atividades

03/2004 - 10/2004
Estágios , LABORATÓRIO, .

Estágio realizado
ESTAGIO EM ANÁLISES LABORATORIAIS.


Linhas de pesquisa


1.
Life Course Epidemiology
2.
Historical Trauma
3.
Racism and Health
4.
Health Disparities


Projetos de pesquisa


2015 - Atual
AVALIAÇÃO DA ATENÇÃO À SAÚDE DA POPULAÇÃO NEGRA E A INTERSECÇÃO DO RACISMO SOBRE AS PRÁTICAS DE CUIDADO EM ESTADOS DO NORDESTE E SUDESTE BRASILEIRO

Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Edna Maria de Araújo em 29/08/2017.
Descrição: O objetivo geral da pesquisa é avaliar a Atenção a Saúde da População Negra e a intersecção do racismo sobre as práticas de cuidado. Será operacionalizada através de três subprojetos. Para o Subprojeto 1: Avaliação da implantação da Política de Saúde da População Negra na Bahia, Sergipe e São Paulo, foram definidos os seguintes objetivos específicos: Analisar a influência da Política Nacional de Saúde Integral da População Negra na organização da rede de atenção à saúde (implantação dos Programas de Combate ao Racismo Institucional; Atenção às Pessoas com Doença Falciforme; Inserção do quesito cor nos sistemas de informação em saúde; Ações desenvolvidas com as Religiões de Matriz Africana e com comunidades Quilombolas); Identificar os determinantes contextuais no processo de implantação da Política Nacional de Saúde Integral da População Negra (apoio ou não dos trabalhadores da saúde e dos gestores no processo de implantação da Política; estratégias utilizadas pelos gestores e trabalhadores no processo de implantação; estrutura dos serviços de saúde). Para o subprojeto 2: Análise das Práticas de cuidado às pessoas com Doença Falciforme e suas Famílias: Analisar os sistemas de cuidar/cuidado à saúde percorrido pelas pessoas com doença falciforme e como é percebido o cuidado de enfermagem; Analisar as percepções e experiências em relação ao cuidado, às suas escolhas terapêuticas e à qualidade da atenção recebida; Avaliar rede de apoio e o suporte social das famílias no enfrentamento da Doença Falciforme. Para o Subprojeto 3: Elaboração de instrumento para mensuração de discriminação racial nos serviços de saúde brasileiros, definimos como objetivo especifico: Construir e validar um instrumento de aferição de discriminação racial nos serviços de saúde a partir da perspectiva das usuárias. Trata-se de uma pesquisa avaliativa, multicêntrica, que terá abordagem qualitativa e quantitativa, através de estratégias metodológicas múltiplas de modo a atender aos objetivos propostos. Três estados do Brasil serão cenários do estudo: na Região Nordeste, foi selecionado o estado da Bahia e Sergipe na Região Sudeste, o estado de São Paulo. Serão respeitados os princípios éticos que regem a pesquisa em seres humanos, conforme estabelece a Resolução 466/2012..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (3) .
Integrantes: Roberto dos Santos Lacerda - Integrante / edna maria de araujo - Coordenador / Evanilda Souza de Santana Carvalho - Integrante / Ionara Magalhães de Sousa - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.
2014 - 2017
Saúde e Territorialidade: Saberes e práticas de Educação Popular em Saúde em territórios de comunidades quilombolas de Sergipe
Descrição: A saúde é elemento chave da reprodução social, devendo ser considerada como fator determinante para a promoção do desenvolvimento humano, social e econômico. A compreensão da determinação social do processo saúde-doença, permite-nos analisar o perfil epidemiológico da população negra no Brasil, caracterizado por maiores taxas de morbimortalidade quando comparadas à população não negra no país, visto que afrodescendentes residem nas áreas mais inóspitas das regiões urbanas e em espaços rurais também carentes de políticas públicas essenciais para o exercício da cidadania, tais como saneamento básico, escolas e instituições de saúde, que quando existem são de baixa qualidade. Nesse cenário a Educação Popular em Saúde (EPS) apresenta-se como uma prática libertadora e transformadora que reafirma o compromisso com a universalidade, equidade, integralidade e participação popular no SUS com ações de promoção, proteção e recuperação do saúde valorizando o diálogo entre saberes e práticas populares e o SUS. Objetivo Geral: Diagnosticar e mapear as práticas de educação popular em saúde nas comunidades quilombolas do estado de Sergipe. Objetivos Específicos: Mapear e catalogar as experiências de Educação Popular em Saúde (EPS) feita pelos próprios atores de EPS nas comunidades quilombolas em Sergipe; Incentivar a organização de estruturas de gestão nas secretarias municipais envolvidas, que se responsabilizem pelo fomento e estruturação da PNEPS local; Constituir espaços de diálogo, expressão e articulação no nível local, regional para a implementação da PNEPS; Colaborar com os processos de gestão participativa do SUS; Desencadear processos formativos em educação popular e saúde, articulando movimentos e práticas populares, serviços e gestão do SUS e instituições acadêmicas, para apoiar processos de implementação da PNEPS em Sergipe. Metodologia: Trata-se de uma pesquisa qualitativa analítica e exploratória, que terá como cenário as 25 comunidades quilombolas certificadas no Estado de Sergipe. Os dados qualitativos serão coletados por observação participante, rodas de conversa e entrevistas através de questionário semiestruturado que serão analisados pela técnica de análise de conteúdo. Acredita-se que os resultados deste estudo tem relevância no sentido de diagnosticar e mapear as práticas de EPS em comunidades quilombolas, bem como subsidiar a implementação da Política Nacional de Educação Popular em Saúde nos municípios envolvidos..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2012 - Atual
Saneamento Básico e Mortalidade Infantil no município de Lagarto ? SE
Descrição: O nível de qualidade de vida de uma sociedade é difícil de ser mensurado em sua totalidade. Porém pode ser avaliado por meio de indicadores em determinadas áreas consideradas como componentes essenciais para delinear o quadro de bem-estar social de uma população. Dentre os indicadores, o mais tradicional é o coeficiente de mortalidade infantil. Por ser, reconhecidamente, aquele que expressa não só o nível de saúde de uma sociedade, mas também o seu padrão socioeconômico tem sido universalmente utilizado como um índice sintetizador de desenvolvimento. No ano de 2000, a Taxa de Mortalidade Infantil (TMI) para o Brasil foi estimada 28,3 por mil nascidos vivos (nv), mas observa-se uma expressiva desigualdade entre os seus estados. Esse fato tem provocado o interesse de diversos pesquisadores e instituições de saúde na busca dos determinantes dessas disparidades. Embora nenhum estado brasileiro tenha apresentado aumento da mortalidade infantil nos últimos dez anos, 11 encontram-se acima da média nacional, dentre os quais nove pertencem à região Nordeste e dois, à região Norte. No Estado do Sergipe, no período 2000-2005, o CMI diminui de 28,56 para 23,95 para menores de um ano, percebendo-se um decréscimo total de 16,15% nesse período. Em 2001 ocorreu uma oscilação considerada atípica, em relação ao padrão de decréscimo da evolução observados até 2005. Desta situação duas hipóteses podem ser trabalhadas: a primeira uma melhoria na notificação dos óbitos, campanha para diminuir a subnotificação dos óbitos infanis; e a segunda maior cobertura do território pelas Equipes de Saúde da Família o que produz um maior índice de informações. É válido ressaltar que em 2001 foi implantado o modelo Tecnoassistencial Saúde Todo Dia na capital, onde estava previsto a melhora na assistência de pré-natal de alto risco, o que também contribuiu com um maior registro de óbitos neonatal. Verificou-se, neste estudo, como principal causa dos óbitos infantis as afecções originadas no período,.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) .
Integrantes: Roberto dos Santos Lacerda - Integrante / Karine Vaccaro Tako - Coordenador / Ana Silvia Moccellin - Integrante / Tales Iuri Paz e Albuquerque - Integrante.
2011 - 2012
Diálogo Intergeracional e Promoçao da paz: Pedagogia Griô e Protagonismo Juvenil como Tecnologias Sociais para Prevenção da Violência em Feira de Santana- BA
Descrição: Trata-se de um projeto envolvendo pesquisa e extensão desenvolvido em duas comunidades da cidade de Feira de Santana, caracterizadas pela pobreza, altos índices de morbimortalidade violenta e presença do tráfico de drogas. O projeto tem como objetivo levantar os mecanismos e estratégias de enfrentamento e prevenção da violência estimulando o protagonismo juvenil através do desenvolvimento de tecnologias sociais entre jovens de bairros violentos de Feira de Santana..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2011 - Atual
DROGAS E HOMICÍDIO NO ESTADO DA BAHIA: O PAPEL DO DISQUE- DENÚNCIA
Descrição: EEste projeto se constitui em proposta interinstitucional e interdisciplinar de intervenção, envolvendo a Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS) através do Departamento de Saúde (Núcleo Interdisciplinar de Estudos sobre Desigualdades em saúde), Departamento de Ciências Exatas (Núcleo de Geociencias), Departamento de Ciências Sociais Aplicadas (Centro Tecnológico Gerencial) em parceria com a Superintendencia de Inteligência da Secretaria de Segurança Pública do Estado da Bahia. Objetivo: Analisar a importância do disque-denuncia como fonte de dados para anises criminais relacionadas ao tráfico de drogas na Região Metropolitana de Salvador e Feira de Santana.-Intervir em escolas da rede pûblica com vistas a prevenir a violência e utilização de drogas entre jovens estudantes na cidade de Feira de Santana..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2011 - Atual
Sustentabilidade e Saúde: promoção do desenvolvimento em comunidades quilombolas
Descrição: Em várias estados brasileiros, principalmente na região nordeste existe um número significativo de comunidades quilombolas cuja população vive excluída de políticas e ações sociais voltadas para o seu desenvolvimento sustentável. Desta forma suas potencialidades e recursos disponíveis não são aproveitados para promoverem a qualidade de vida. Neste contexto este trabalho visa estimular o fortalecimento comunitário na produção e implementação de tecnologias sociais para o desenvolvimento auto-sustentável das comunidades de Praia Grande (Ilha de Maré) e Moreré e Monte Alegre (Ilha de Boipeba), tendo como este norteador a promoção da saúde. O projeto será desenvolvido com base em concepções teóricas que estimulem e valorizem o protagonismo individual e coletivo, sendo estas o Interacionismo simbólico e a pedagogia da problematização. As ações serão desenvolvidas em três etapas: 1º- Mobilização comunitária, que buscará promover a integração e mobilização das comunidades na identificação dos problemas e soluções, bem como para elaboração dos planos de capacitação e produção; 2º- Capacitações, serão realizadas através de oficinas teóricas e práticas onde os temas relacionados à promoção da saúde, serão apresentados e debatidos como eixo norteador das ações de sustentabilidade. Os sujeitos serão capacitados em fabricação de doces caseiros, persianas e placas acústicas. E participarão de discussão de temáticas relacionadas ao desenvolvimento sustentável, associativismo, técnicas de vendas, higiene e saúde, entre outros; 3º- Produção comunitária, estímulo ao aproveitamento sustentável dos recursos naturais disponíveis nas comunidades como forma de geração de renda e desenvolvimento local. Espera-se com a realização desse trabalho contribuir para o desenvolvimento das comunidades em estudo, promovendo a melhoria das condições de vida de seus membros.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2009 - 2011
MORBIDADE POR CAUSAS EXTERNAS: Caracterização e Fatores Associados na maior cidade do interior da Bahia.
Descrição: Descrição: Em todo o mundo, atualmente, o crescimento da violência vem sendo objeto de estudo de pesquisadores da saúde coletiva, a fim de compreender seus determinantes em nível coletivo e subjetivo e identificar grupos e populações de risco, colaborando para o controle dos processos e dinâmicas geradores do fenômeno considerado por alguns como a epidemia da modernidade. Na área de saúde os estudos sobre causas externas utilizam dados de mortalidade, mas apesar das limitações, os dados de morbidade devem ser rotineiramente analisados para uma melhor compreensão do problema no país. O elevado número de óbitos e lesões em pessoas jovens tem produzido prejuízos econômicos e sociais para o país, evidenciando a necessidade de se conhecer as circunstâncias de ocorrência dos agravos, e dessa forma, estabelecer ações efetivas que possam reduzir as taxas de morbimortalidade por causas violentas. Este projeto tem como propósito analisar a morbidade por causas externas considerando variáveis sócio-demográficas e socioeconômicas, assim como, caracterizar esse tipo de causa no maior município do interior do estado da Bahia. A presente investigação incluirá o desenvolvimento de três subprojetos e cada um deles terá procedimento metodológico específico: Um subprojeto constitui-se em um estudo de caracterização da morbidade no município de Feira de Santana; o segundo subprojeto pretende distribuir espacialmente a ocorrência de morbidade violenta na população e o terceiro subprojeto se refere a uma experiência de intervenção de prevenção da violência e promoção da cultura da paz em uma escola da rede publica do referido município. Portanto, dois subprojetos adotarão metodologia epidemiológica para dar visibilidade ao evento de interesse: o impacto da morbidade por causas externas e um subprojeto pretende intervir na realidade de uma escola publica do município que tem um alto índice de violência utilizando metodologia que inclui a realização de atividades culturais, educativas, d.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Roberto dos Santos Lacerda - Integrante / edna maria de araujo - Coordenador / Tania Maria de Araujo - Integrante.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia - Auxílio financeiro.


Projetos de extensão


2013 - 2015
FORTALECENDO LAÇOS PARA CONSOLIDAÇÃO DA INTEGRALIDADE NAS REDES DE ATENÇÃO EM SAÚDE DE LAGARTO-SE.
Descrição: Projeto da Universidade Federal de Sergipe de Integração Ensino-Serviço aprovado pelo Ministério da Saúde, Programa de Educação Pelo Trabalho - PET- Redes de Atenção em Saúde, Edital 14/2013..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (45) .
Integrantes: Roberto dos Santos Lacerda - Coordenador / Rosiane Dantas Pacheco - Integrante / Giulinao Di Pietro - Integrante / Cátia Maria Justo - Integrante.Financiador(es): Ministério da Saúde - Bolsa.
2013 - 2015
Fortalecimento das Ações de Vigilância, Prevenção das violências e acidentes de trânsito e promoção da vida em Lagarto-SE
Descrição: Projeto de Extensão e Pesquisa do Grupo Tutorial do Programa de Educação pelo Trabalho - PET Vigilância em Saúde. Edital do Ministério da Saúde 28/2012..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (10) .
Integrantes: Roberto dos Santos Lacerda - Coordenador.Financiador(es): Ministério da Saúde - Bolsa.
2012 - 2014
Sustentabilidade e Saúde: promoção do desenvolvimento em comunidades quilombolas
Descrição: As ações serão desenvolvidas em trê;s etapas: 1o- Mobilizacão Comunitaria, que buscara; promover a integração e mobilização das comunidades na identificação dos problemas e soluções, bem como para elaboração dos planos de capacitarão e produção; 2o- Capacitacões: serão realizadas por meio de oficinas teóricas e práticas em que os temas relacionados a promoção da saúde, serão debatidos como eixo norteador das ações de sustentabilidade. Os sujeitos serão capacitados em fabricação de doces caseiros, persianas e placas acústicas, a partir de resíduos gerados na comunidade; 3o- Produção Comunitária, estímulo ao aproveitamento sustentável dos recursos naturais disponíveis nas comunidades como forma de geração de renda e desenvolvimento local. Espera-se que realização desse projeto contribua para o desenvolvimento das comunidades em estudo, promovendo a melhoria das condições de vida de seus membros..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Roberto dos Santos Lacerda - Integrante / Climene Laura de Camargo - Coordenador / Eloina Santana Alves - Integrante / Ridalva Dias Martins Felzemburg - Integrante / Aisiane Cedraz Morais - Integrante / Célia Regina Granhen Tavares - Integrante.Financiador(es): Ministério da Educação - Auxílio financeiro.
2012 - 2013
Protagonismo Juvenil como tecnologia social de promoção da saúde e prevenção de doenças e agravos em Lagarto ? SE
Descrição: Este projeto constitui-se em proposta interinstitucional de extensão, envolvendo a Universidade Federal de Sergipe (UFS) e a Secretaria Municipal de Saúde de Lagarto-SE. A partir do conhecimento e análise do perfil epidemiológico da população brasileira e considerando que a literatura aponta os jovens como grupo populacional mais vulnerável à morbimortalidade por causas externas, uso de álcool e outras drogas, bem como às Infecções sexualmente transmissíveis (IST?s), etc., este estudo tem como propósito estimular a produção de tecnologias educativas por esse grupo populacional com vistas a promoção da saúde em uma escola da rede pública de Lagarto-SE para difusão dos resultados obtidos entre a população jovem do município. A parceria entre a UFS e Secretaria Municipal de Saúde, moveu-se pela perspectiva de estruturar uma rede de cooperação com foco na prevenção e redução da violência entre jovens, ampliação de pesquisas sobre a temática e criação de uma incubadora que produza tecnologias tais como filmes, documentários, cartilhas, jingle, DVD, jornais etc. Neste projeto pretende-se expandir essa rede de cooperação entre a universidade e a rede de ensino médio com a perspectiva de envidar esforços na promoção da saúde juvenil. Pretende-se, assim, através desse trabalho estimular o protagonismo juvenil na produção e difusão de tecnologias educativas que venham a intervir de forma efetiva na prevenção de doenças e agravos e na educação em saúde entre jovens..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (8) .
Integrantes: Roberto dos Santos Lacerda - Coordenador / Ana Silvia Moccellin - Integrante / Tales Iuri Paz e Albuquerque - Integrante / LAVINIA TEIXEIRA DE AGUIAR MACHADO - Integrante / FREDERICO LEAO PINHEIRO - Integrante.
2009 - 2010
Prevenção da Violência e Promoção da Cultura da Paz: Experiência em uma Escola da rede Pública Esatdual de Feira de Santana-BA
Descrição: Projeto de Extensão que visa reduzir os indicadores de violência juvenil através do desenvolvimento de atividades de promoção da saúde, esportivas, culturais e educativas com vista à promoção da cultura de paz..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Roberto dos Santos Lacerda - Integrante / edna maria de araujo - Coordenador.


Projetos de desenvolvimento


2011 - Atual
Sustentabilidade e Saúde: Promoção do Desenvolvimento Sustentável em comunidades Quilombolas
Descrição: Este projeto visa estimular o fortalecimento comunitario na producao e implementação de tecnologias sociais para o desenvolvimento auto-sustentável das comunidades de Praia Grande (Ilha de Maré;) e Moreré; e Monte Alegre (Ilha de Boipeba), tendo como este norteador a promoção da saúde. O projeto está sendo desenvolvido com base em concepções teóricas que estimulem e valorizem o protagonismo individual e coletivo, sendo estas o Interacionismo simbólico e a pedagogia da problematização..
Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento.
Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (2) .
Integrantes: Roberto dos Santos Lacerda - Integrante / Climene Laura de Camargo - Coordenador / Celiia Regina Granhen Tavares - Integrante / Denize de Almeida Ribeiro - Integrante / Eloina Santana Alves - Integrante / Marinalva Dias Quirino - Integrante.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia - Auxílio financeiro.


Outros Projetos


2009 - 2011
Protagonismo Juvenil na Produção de Tecnologias Sociais para Prevenção da Violência e Promoção da Cultura da Paz em Feira de Santana-BA.
Descrição: Em todo o mundo, atualmente, o crescimento da violência vem sendo objeto de estudo de pesquisadores da saúde coletiva a fim de compreender seus determinantes em nível coletivo e subjetivo e identificar grupos e populações de risco, colaborando para o controle dos processos e dinâmicas geradores do fenômeno, considerado por alguns como a epidemia da modernidade. O elevado número de óbitos e lesões em pessoas jovens tem produzido prejuízos econômicos e sociais para o país, evidenciando a necessidade de se conhecer as circunstâncias de ocorrência dos agravos, e dessa forma, estabelecer ações efetivas que possam reduzir as taxas de morbimortalidade por causas violentas. Este projeto tem como propósito disseminar ações de enfrentamento da violência entre estudantes, educadores e outros profissionais envolvidos com a escola e a comunidade com vistas à formação de agentes multiplicadores da paz social e também estimular a produção de tecnologias sociais para a prevenção da violência e promoção da cultura da paz nas escolas da rede pública e privada de Feira de Santana. Tecnologia Social compreende produtos, técnicas ou metodologias reaplicáveis, desenvolvidas na interação com a comunidade e que representem efetivas soluções de transformação social. O presente trabalho incluirá a realização de oficinas, feiras e produção de material educativo e incentivo ao desenvolvimento de tecnologias sócio-educativas por jovens para difusão entre jovens. Trata-se, portanto, de uma experiência que pretende intervir no controle e prevenção da violência na rede publica e privada de ensino do município de Feira de Santana, assim como, na comunidade, resgatando jovens evadidos para o ambiente escolar, considerando-se o protagonismo juvenil como premissa básica na busca por alternativas que minimizem os problemas sociais e estimulem a cultura da paz entre os jovens. Palavras-chave: Protagonismo juvenil, violência, tecnologias sociais, cultura da paz..
Situação: Em andamento; Natureza: Outra.
Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Mestrado acadêmico: (3) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Roberto dos Santos Lacerda - Integrante / edna maria de araujo - Coordenador / Tania Maria de Araujo - Integrante / Judith Sena da Silva Santana - Integrante.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia - Auxílio financeiro.


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Saúde Coletiva.
2.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Saúde Coletiva / Subárea: Epidemiologia.
3.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Saúde Coletiva / Subárea: Causas externas de Morbidade e Mortalidade.


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Português
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Espanhol
Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Pouco.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
2LACERDA, R. S.2018LACERDA, R. S.; SILVA, G. M. . Desafios para a construção do conceito afrocentrado de desenvolvimento em comunidades quilombolas no Brasil. DESENVOLVIMENTO E MEIO AMBIENTE (UFPR), v. 45, p. 294-315, 2018.

2.
1LACERDA, R. S.2018 LACERDA, R. S.; SILVA, G. M. . Territorialidades, saúde e ambiente: conexões, saberes e práticas quilombolas em Sergipe, Brasil. SUSTENTABILIDADE EM DEBATE, v. 9, p. 107, 2018.

3.
5VOCI, S. M.2017VOCI, S. M. ; Andrade, D.A. ; LACERDA, R. S. ; SILVA, T. C. . Avaliação da situação de insegurança alimentar em uma comunidade quilombola de Sergipe. SEGURANÇA ALIMENTAR E NUTRICIONAL, v. 24, p. 125-140, 2017.

4.
3LACERDA, R. S.2016LACERDA, R. S.; SILVA, G. M. . Reterritorialização, Conflitos Ambientais e Saúde em Comunidades Quilombolas de Sergipe. Revista da Associação Brasileira de Pesquisadores(as) Negros(as) - ABPN, v. 8, p. 239-254, 2016.

5.
6LACERDA, R. S.2013LACERDA, R. S.; Araujo, E. M ; HOGAN, V. ; SOUSA, I. M. . Morbidade por causas externas: os casos não registrados pelo Sistema Único de Saúde (SUS).. BIS. Boletim do Instituto de Saúde (Impresso), v. 14, p. 312, 2013.

6.
9SILVA, C. S.2013SILVA, C. S. ; ARAÚ ; Araujo, E. M ; LACERDA, R. S. . VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA DA VIOLÊNCIA E DOS ACIDENTES: EXPERIÊNCIA DE UM MUNICÍPIO DO INTERIOR DA BAHIA. Revista Baiana de Enfermagem, v. 27, p. 52, 2013.

7.
4LACERDA, R. S.2012 LACERDA, R. S.; HOGAN, V. ; Araujo, E. M ; Camargo, C.L. . Fatores que interferem nas disparidades raciais em saúde: Impacto do trauma histórico, status socioeconômico e racismo sobre a saúde.. Revista da Associação Brasileira de Pesquisadores(as) Negros(as) - ABPN, v. 4, p. 97-113, 2012.

8.
7NERES, R.C.B2011NERES, R.C.B ; Araujo, E. M ; Rocha, W.J.S.F. ; LACERDA, R. S. . Caracterização epidemiológica dos casos de esquistossomose no município de Feira de Santana-Ba, (2003 a 2006). Revista Baiana de Saúde Publica, v. v.35, p. p-28-37, 2011.

9.
8Araujo, E. M2011Araujo, E. M ; CARVALHO, E.S.S. ; LACERDA, R. S. ; Reis, R.B ; FONSECA, L.A. ; SILVA, C. S. ; Oliveira, R.F. ; Pinto, D.M ; Portella, D.D.A. ; Pereira, L.A. ; Santa Barbara, U.C.R. . Protagonismo Juvenil na prevenção da violencia e promoção da cultura da paz em uma cidade do interior da Bahia. UDESC EM AÇÃO, v. 5, p. 1, 2011.

Capítulos de livros publicados
1.
LACERDA, R. S.; SOUZA, I. M. . Protagonismo Juvenial na promoção da saúde de adolescentes quilombolas. In: Climene Laura de Camargo; Denise Santana Silva Santos; Marcia Maria Carneiro Oliveira; Samylla Maira Costa Siqueira. (Org.). Promoção da saúde em Comunidades Quilombolas. 1ed.Rio de Janeiro: Bonecker, 2018, v. , p. 65-75.

2.
LACERDA, R. S.. Conexão Saúde e Ambiente em comunidades tradicionais. In: Marlos Suenney de Mendonça Noronha; Allan Dantas dos Santos; Rosiane Dantas Pacheco. (Org.). Olhares sobre a formação em saúde: Experiências de Integração entre universidade, serviço e comunidade. 1ed.Curitiba: Appris, 2018, v. , p. 79-97.

3.
LACERDA, R. S.; SILVA, G. M. . Interface Saúde e Ambiente: Contribuições das comunidades tradicionais afro-brasileiras. In: Soares, M.J. N; Almeida, R.N.; Mendes, G; Costa, J.J.. (Org.). Percursos em Ciências Ambientais. 1ed.Aracaju: Criação, 2017, v. 535, p. 223-248.

4.
SILVA, G. M. ; LACERDA, R. S. ; BRITO, G. F. R. . Territorialidade e Pedagogia Griô: Caminhos para Pesquisa em Comunidades Tradicionais. In: Rosemeri Melo e Souza Sindiany; Suelen Caduda dos Santos; Eline Almeida Santos. (Org.). VIVÊNCIAS E PRÁTICAS SOCIOAMBIENTAIS: Metodologias aplicadas em comunidades. 1ed.Salvador: Acadêmico Mundo, 2015, v. 1, p. 1-200.

5.
Camargo, C.L. ; SANTOS, L. ; LACERDA, R. S. ; TACSI, Y.C. . Reflexões sobre a violência vivenciada por crianças e adolescentes negros. In: Luis Eduardo Batista; Jurema Werneck; Fernanda Lopes. (Org.). Saúde da População Negra. São Paulo: Depetrus, 2012, v. , p. -.

6.
CARVALHO, E.S.S. ; LACERDA, R. S. . Compreendendo a Morte Celular e Reconhecendo as características da Necrose. In: Evanilda Sousa Santana de Carvalho. (Org.). Como cuidar de pessoas com feridas: Desafios para a prática multiprofissional. 1ed.Salvador: Atualiza, 2011, v. 1, p. 53-65.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
PACHECO, R. D. ; TAKO, K. V. ; ALBUQUERQUE, T. I. P. E. ; PINHEIRO, F. L. ; LACERDA, R. S. . A PRÁTICA DE ENSINO NA COMUNIDADE: ATIVIDADE CURRICULAR INTERDISCIPLINAR DOS CURSOS DA ÁREA DA SAÚDE DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE - CAMPUS DE LAGARTO. In: 11º Congresso Internacional da Rede Unida, 2014, Fortaleza. Anais do 11º Congresso Internacional da Rede Unida. Botucatu: Revista Interface.

2.
Camargo, C.L. ; LACERDA, R. S. . SUSTENTABILIDADE E SAÚDE: PROMOÇÃO DO DESENVOLVIMENTO EM COMUNIDADES QUILOMBOLAS. In: 11º Congresso Internacional da Rede Unida, 2014, Fortaleza. Anais do 11º Congresso Internacional da Rede Unida. Botucatu: Revista Interface, 2014.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
LACERDA, R. S.; SILVA, G. M. . Territorialidade, saúde e meio ambiente: afroperspectivas, saberes e práticas em comunidades quilombolas de Sergipe. In: 8 Encontro de Pós Graduação, 2016, São Cristovão. Livro de resumos [recurso eletrônico] : VIII Encontro de Pós-Graduação. São Cristovão: Editora UFS, 2016.

2.
GOIS, M. M. ; COSTA, A. K. C. ; FONTES, O. M. S. ; SANTOS, M. T. ; SILVA, L. O. ; LACERDA, R. S. ; MOREIRA, R. S. ; KAROLYNE, S. ; ANDRADE, L. M. . CAUSAS EXTERNAS EM LAGARTO/SE SEGUNDO DADOS DO SINAN DO ANO DE 2011. In: 11 Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva, 2015, Goiania. Anais do 11º Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva, 2015.

3.
LACERDA, R. S.; BATISTA, S. L. ; PACHECO, R. D. ; BEZERRA, K. E. F. ; SANTOS, R. B. ; RAMOS, M. F. ; PACHECO, J. L. S. . PRÁTICAS INTEGRATIVAS E COMPLEMENTARES NA FORMAÇÃO EM SAÚDE: DIÁLOGOS E VIVÊNCIAS. In: 11 Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva, 2015, Goiania. Anais do 11º Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva, 2015.

4.
LACERDA, R. S.; Camargo, C.L. ; LACERDA, G. E. S. . PRODUÇÃO DE TECNOLOGIAS SOCIAIS PARA DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL E PROMOÇÃO DAS SAÚDE EM COMUNIDADES QUILOMBOLAS. In: 11 Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva, 2015, Goiania. Anais do 11º Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva, 2015.

5.
LACERDA, R. S.; Araujo, E. M ; Silva, M.A.S. ; ANDRADE, M. S. . VIOLÊNCIA CONTRA MULHER PRATICADA POR PARCEIRO ÍNTIMO EM FEIRA DE SANTANA (BA). In: II Encontro Sobre Violência Intrafamiliar: Uma Violação de Direitos, 2011, Jequié. Anais do ENCONTRO DE VIOLÊNCIA INTRAFAMILIAR ? ISSN 2237-1877. Jequié: Laboratório de Saúde Coletiva, 2011. v. 1.

6.
LACERDA, R. S.; Araujo, E. M ; SALES, A.S. ; Silva, M.A.S. ; ANDRADE, M. S. . VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER: UM PROBLEMA QUE COMEÇA NA INFÂNCIA E ADOLESCÊNCIA. In: II Encontro Sobre Violência Intrafamiliar: Uma Violação de Direitos, 2011, Jequié. Anais do ENCONTRO DE VIOLÊNCIA INTRAFAMILIAR ? ISSN 2237-1877. Jequié: Laboratório de Saúde Coletiva, 2011. v. 1.

7.
Oliveira, I.M. ; Silva, J.F. ; Coelho, L.B.F. ; Martins, C. K.C. ; Santos, F.P. ; LACERDA, R. S. . VIOLÊNCIA CONTRA CRIANÇAS: VIOLAÇÃO DOS PRINCÍPIOS DA AUTONOMIA E JUSTIÇA. In: II Encontro Sobre Violência Intrafamiliar: Uma Violação de Direitos, 2011, Jequié. Anais do ENCONTRO DE VIOLÊNCIA INTRAFAMILIAR ? ISSN 2237-1877. Jequié: Laboratório de Saúde Coletiva, 2011. v. 1.

8.
LACERDA, R. S.; Araujo, E. M ; SILVA, C. S. . Caracterização da violência não fatal em Feira de Santana -BA. In: VIII Congresso Brasileiro de Epidemiologia, 2011, São Paulo. CD Anais EPI 2011 - VIII Congresso Brasileiro de Epidemiologia. São Paulo: ABRASCO, 2011.

9.
LACERDA, R. S.; Araujo, E. M ; CARVALHO, E.S.S. ; Moura, C.L.O. . Morbidade por violência/agressão física contra mulheres na cidade de Feira de Santana- BA. In: VIII Congresso Brasileiro de Epidemiologia, 2011, São Paulo. CD Anais EPI 2011 - VIII Congresso Brasileiro de Epidemiologia. São Paulo: ABRASCO, 2011.

10.
ANDRADE, M. S. ; LACERDA, R. S. ; Araujo, E. M . Vínculo entre vítima e agressor nos casos de violência contra a mulher no município de Feira de Santana-BA. In: IX Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva, 2009, Recife. Ciência e Saúde Coletiva (Impresso). p. 1413-8123.

11.
SILVA, C. S. ; Araujo, E. M ; CARDOSO, M. M. ; BITTENCOURT, D. C. ; Santana, A.S. ; LACERDA, R. S. . Mortes por causas externas em Feira de Santana - BA no período de 1998-2005: Análise bayesiana empírica das taxas. In: IX Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva, 2009, Recife. Ciência e Saúde Coletiva (Impresso), 2009. p. 1413-8123.

12.
LACERDA, R. S.. Morbidade por causas externas:Caracterização por raça/cor no maior municipio do interior da Bahia.. In: II Congresso Baiano de Pesquisadores Negros, 2009, Feira de Santana. Caderno de Resumos, 2009. v. 1.

Artigos aceitos para publicação
1.
SILVA, C. S. ; Araújo, P. S. ; Araujo, E. M ; LACERDA, R. S. . VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA DA VIOLÊNCIA E DOS ACIDENTES: experiência de um município do interior da Bahia. Revista Baiana de Enfermagem, 2013.

Apresentações de Trabalho
1.
LACERDA, R. S.; SILVA, G. M. . Territorialidade, saúde e meio ambiente: afroperspectivas, saberes e práticas em comunidades quilombolas de Sergipe. 2016. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

2.
Camargo, C.L. ; LACERDA, R. S. ; LACERDA, G. E. S. . PRODUÇÃO DE TECNOLOGIAS SOCIAIS PARA DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL E PROMOÇÃO DAS SAÚDE EM COMUNIDADES QUILOMBOLAS. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

3.
LACERDA, R. S.. III Seminário Internacional sobre Saúde da População Negra: diálogos entre academia e sociedade. 2014. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

4.
LACERDA, R. S.. Território e Poder: Debates e Conflitos Atuais. 2013. (Apresentação de Trabalho/Outra).

5.
LACERDA, R. S.. Disparidades em Saúde: Novos Conceitos e Racismo. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

6.
LACERDA, R. S.. Aspectos Éticos e Bioéticos que norteiam a pesquisa em Saúde. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

7.
LACERDA, R. S.; Camargo, C.L. ; PASSOS, V. S. ; SANTOS, A. T. . Raça e Saúde: Promovendo a Educação em Saúde de Adolescentes Escolares. 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

8.
BITTENCOURT, D. C. ; Araujo, E. M ; LACERDA, R. S. . Distribuição Espacial da Morbidade por agressões em Feira de Santana(BA) 2006-2008. 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

9.
Silva, M.A.S. ; LACERDA, R. S. ; Araujo, E. M . Vulnerabilidade e Violência Intrafamiliar: uma violação dos direitos humanos. 2012. (Apresentação de Trabalho/Outra).

10.
LACERDA, R. S.. Violence Prevention: Research into action and the promotion of a Peace Culture in a city in northeast of Brazil. 2011. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

11.
LACERDA, R. S.; Araujo, E. M ; Silva, M.A.S. ; ANDRADE, M. S. . VIolência contra mulher praticada por parceiro íntimo em Feira de Santana (BA). 2011. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

12.
Oliveira, I.M. ; Silva, J.F. ; Santos, F.P. ; Coelho, L.B.F. ; Martins, C. K.C. ; LACERDA, R. S. . Violência contra Crianças: Violação dos principios da autonomia e justiça. 2011. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

13.
Figueredo, A.C.P. ; Oliveira, R.F. ; Araujo, E. M ; LACERDA, R. S. ; Portella, D.D.A. . Tuberculose: Ações de Agentes Comunitários de Saúde no interior da Bahia. 2011. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

14.
Araujo, E. M ; LACERDA, R. S. ; Oliveira, R.F. ; Portella, D.D.A. ; Pinto, D.M . Prevenção da Violência e Promoção da Cultura da Paz na Comunidade Escolar. 2011. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

15.
LACERDA, R. S.. Violência Física na População Negra de Feira de Santana(BA). 2011. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

16.
LACERDA, R. S.; Araujo, E. M ; SALES, A.S. ; Silva, M.A.S. ; ANDRADE, M. S. . Violência contra a mulher: um problema que começa na infância e adolescIencia. 2011. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

17.
LACERDA, R. S.; Araujo, E. M ; ANDRADE, M. S. . Caracterização da violência contra meninas no município de Feira de Santana-BA.. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

18.
FONSECA, L.A. ; SILVA, C. S. ; NASCIMENT.O, D.C ; Araujo, E. M ; LACERDA, R. S. . Prevenindo violência e promovendo a Cultura da Paz através de parceria com professors numa escola pública de Feira de Santana-BA.. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

19.
ANDRADE, M. S. ; LACERDA, R. S. ; Araujo, E. M . ANDRADE, Magna S. ; Lacerda, R.S. ; ARAÚJO, E. M. . Vínculo entre vítima e agressor nos casos de violência contra a mulher município de Feira de Santana-Bahia.. 2009. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

20.
SILVA, C. S. ; Araujo, E. M ; CARDOSO, M. M. ; BITTENCOURT, D. C. ; Santana, A.S. ; LACERDA, R. S. . Mortes por causas externas em Feira de Santana-BA no período de 1998-2005: análise bayesiana empírica das taxas.. 2009. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

21.
LACERDA, R. S.. Morbidade por causas externas: Caracterização por raça/cor no maior município do interior da Bahia. 2009. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

Outras produções bibliográficas
1.
LACERDA, R. S.. VÍRUS TRANSMITIDO POR TRANSFUSÃO DE HEMOCOMPONENTES: UM ESTUDO BIBLIOGRÁFICO 2006 (MONOGRAFIA).

2.
LACERDA, R. S.. ESTUDO DAS SOLICITAÇÕES DE TRANSFUSÃO DE PLASMA FRESCO CONGELADO NO MUNICÍPIO DE ILHÉUS-BA 2004 (MONOGRAFIA).


Produção técnica
Assessoria e consultoria
1.
LACERDA, R. S.. Consultor na Área de Violência e Abuso Sexual referente ao projeto: Prevenção contra Abusos Sexuais em Crianças e Adolescentes. 2008.

Trabalhos técnicos
1.
LACERDA, R. S.. Projeto de Prevenção à Violência e Promoção da Cultura da Paz no Municipio de Feira de Santana-BA. 2008.

2.
LACERDA, R. S.. Prevenção à Violência e Promoção da Cultura da Paz no município de Feira de Santana. 2008.


Demais tipos de produção técnica
1.
LACERDA, R. S.. SAÚDE COLETIVA: UM DEBATE TRANSDISCIPLINAR. 2016. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

2.
LACERDA, R. S.. MOVIMENTO NEGRO E A SAÚDE DA POPULAÇÃO NEGRA. 2016. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

3.
LACERDA, R. S.. Protagonismo Juvenil: Estratégias para a Valorização Cultural. 2012. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

4.
Araujo, E. M ; LACERDA, R. S. . Relatório Final do Projeto de Pesquisa Edital Fapesb 04/2009. 2012. (Relatório de pesquisa).

5.
Araujo, E. M ; LACERDA, R. S. . Relatório Final do Projeto de Inovação Tecnológica Edital Fapesb 15/2009. 2012. (Relatório de pesquisa).

6.
LACERDA, R. S.. Violence Prevention: Research into action and the promotion of a Peace Culture in a northeast of Brazil.. 2011. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

7.
LACERDA, R. S.. Experiência Internacional de Pesquisa em Saúde Pública. 2011. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

8.
LACERDA, R. S.. RELATÓRIO DE INTERCÂMBIO ACADÊMICO UNIVERSITY OF NORTH CAROLINA. 2011. (Relatório).

9.
LACERDA, R. S.. Capacitação em Incidência Política na Saúde. 2009. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

10.
LACERDA, R. S.. Seminário NR-32: Segurança e Saúde no Trabalho em Serviços de Saúde. 2009. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

11.
LACERDA, R. S.. 1º Seminário HIV/AIDS, Prevenção e Família- Família: Espaço sagrado para valorização da vida. 2009. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

12.
LACERDA, R. S.. RISCO BIOLÓGICOS E SEGURANÇA DO PROFISSIONAL DE SAÚDE. 2008. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

13.
LACERDA, R. S.. Epidemia: Conhecendo e Desmistificando os perigos. 2008. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

14.
LACERDA, R. S.. OFICINA DE PREVENÇÃO DA PASTORAL DA AIDS. 2008. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

15.
LACERDA, R. S.. IMPACTO DA VIOLÊNCIA NA JUVENTUDE. 2008. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

16.
LACERDA, R. S.. CURSO DE CAPTAÇÃO DE DOADORES. 2008. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

17.
LACERDA, R. S.. RISCOS BIOLÓGICOS. 2007. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

18.
LACERDA, R. S.. Oficina para professores de Ciencias de 5ª à 8ª série.. 2007. (Curso de curta duração ministrado/Outra).


Produção artística/cultural
Artes Visuais
1.
LACERDA, R. S.. Dança de Roda. 2017. Fotografia.



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Teses de doutorado
1.
SILVA, G. M.; SOUZA, R. M. E.; SOARES, M. J. N.; LACERDA, R. S.; SOUZA, H. T. R.; ALMEIDA, R. N.; SILVA, L. C. S.. Participação em banca de GIane Florentino Rodrigues de Brito. Royaltes do petróleo e Educação: Empoderamento Docente, Reversão compensatória e Comunidades Petrolíferas. 2018. Tese (Doutorado em PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO E MEIO AMBIENTE) - Universidade Federal de Sergipe.

2.
SOARES, M. J. N.; PEDROTTI, A.; SOUZA, R. R.; SOBRAL, M. N.; LACERDA, R. S.; ALMEIDA, R. N.; SILVA, L. C. S.. Participação em banca de CLAÚDIA FERNANDA TEIXEIRA DE MELO. MEMÓRIAS E SENTIDOS DE NATUREZA NAS PRÁTICAS DA COMUNIDADE QUILOMBOLA CASTAINHO/PE. 2018. Tese (Doutorado em PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO E MEIO AMBIENTE) - Universidade Federal de Sergipe.

Qualificações de Doutorado
1.
RIBEIRO, A. S.; LACERDA, R. S.; LIMA, R. G.; VIANA, V. C.; LEITE, D. T. B. S.. Participação em banca de Lorena Xavier Conceição Santos. Agravos ocupacionais como fator de Insustentabilidade na atividade de mariscagem: Um estudo de caso em Sergipe. 2018. Exame de qualificação (Doutorando em PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO E MEIO AMBIENTE) - Universidade Federal de Sergipe.

Qualificações de Mestrado
1.
RODRIGUES, C.; SOARES, M. J. N.; LACERDA, R. S.; SILVA, N. L.. Participação em banca de LEIDJANE FLORENTINO RODRIGUES. EXERCICIO VERDE E ENVELHECIMENTO: RELAÇÕES DO ADULTO ACIMA DE 60 ANOS EM EXPERIÊNCIAS LUDICAS NA NATUREZA. 2018. Exame de qualificação (Mestrando em Desenvolvimento e Meio Ambiente) - Universidade Federal de Sergipe.

Monografias de cursos de aperfeiçoamento/especialização
1.
SANTOS, A. D.; LACERDA, R. S.; MENEZES, I.S.. Participação em banca de Jonhatas Souza da Silva. Efetividade das ações de controle de esquistossomose mansônica em área periurbana de um município endêmico do estado de Sergipe, Brasil. 2016. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Pós-Graduação Lato Sensu em Gestão em Saúde) - Universidade Federal de Sergipe.

2.
BRITO, M. L. M.; LACERDA, R. S.; PEDROSO, J. P. P.. Participação em banca de Érica Mendonça Mota. A judicialização da saúde e os novos desafios da gestão da assistência farmacêutica no município de Aracaju-SE. 2016. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Pós-Graduação Lato Sensu em Gestão em Saúde) - Universidade Federal de Sergipe.

3.
BRITO, M. L. M.; LACERDA, R. S.; PEDROSO, J. P. P.. Participação em banca de Ariane de Carvalho Viana. A judicialização da saúde e os novos desafios da gestão da assistência farmacêutica no município de Aracaju-SE. 2016. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Pós-Graduação Lato Sensu em Gestão em Saúde) - Universidade Federal de Sergipe.

4.
BRITO, M. L. M.; LACERDA, R. S.; REBOUCAS, G. M.. Participação em banca de Jaiane Vieira de Lima. Análise do atendimento ao idoso na atenção básica na sede do município de Arauá/SE. 2016. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Pós-Graduação Lato Sensu em Gestão em Saúde) - Universidade Federal de Sergipe.

5.
BRITO, M. L. M.; LACERDA, R. S.; PEDROSO, J. P. P.. Participação em banca de Givanildes Sales dos Santos. Desafios da Gestão na Saúde Pública. 2016. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Pós-Graduação Lato Sensu em Gestão em Saúde) - Universidade Federal de Sergipe.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
VOCI, S. M.; SILVA, T. C.; LACERDA, R. S.. Participação em banca de Dhenef Alves Andrade.Avaliação de situação de Insegurança Alimentar em um comunidade quilombola. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Nutrição) - Universidade Federal de Sergipe.

2.
SOTTERO, S. C. B.; LACERDA, R. S.; QUEIROZ, V. M.. Participação em banca de Erik Michel Rodrigues de Souza.Perfil socioeconômico e nutricional de crianças beneficiárias do Programa Bolsa Família no município de Lagarto-SE. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Nutrição) - Universidade Federal de Sergipe.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Concurso público
1.
MACHADO, R. F. O.; PACHECO, R. D.; LACERDA, R. S.. Concurso Práticas de Ensino na Comunidade. 2014. Universidade Federal de Sergipe.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
XI CONGRESSO BRASILEIRO DE SAÚDE COLETIVA. PRODUÇÃO DE TECNOLOGIAS SOCIAIS PARA DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL E PROMOÇÃO DAS SAÚDE EM COMUNIDADES QUILOMBOLAS. 2015. (Congresso).

2.
Oficina de Educação Popular em Saúde. 2013. (Oficina).

3.
10 Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva. Raça e Saúde: Promovendo a Educação em Saúde de Adolescentes Escolares. 2012. (Congresso).

4.
138th Annual Meeting & Expo - American Public Health Association ? APHA. 2010. (Congresso).

5.
Seminário Internacional de Saúde da População Negra e Indígena. 2010. (Seminário).

6.
Capacitação de MUltiplicadores para Incidência Política. 2009. (Outra).

7.
I Capacitação Intermunicipal em Abordagem Sindromica das DST/HIV/AIDS.Conhecendo as ONGs parceira do PM DST/HIV/AIDS. 2009. (Encontro).

8.
II Curso de Capacitação em DST/HIV/AIDS para Agentes da Pastoral da AIds.Conhecendo as ONGs que trabalham com DST/HIV/AIDS em Feira de Santana. 2009. (Oficina).

9.
IX Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva. 2009. (Congresso).

10.
VII Seminário Nacional de Prevenção HIV/AIDS. 2009. (Seminário).

11.
1º SEMINÁRIO INTERSETORIAL MUNICIPAL DA VIGILANCIA EPIDEMIOLOGICA DANT. 2008. (Seminário).

12.
4° ´FÓRUM MUNICIPAL SOBRE ALCOOL E OUTRAS DROGAS. 2008. (Outra).

13.
I SEMINÁRIO DEBATENDO O ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE. 2008. (Seminário).

14.
I SEMINARIO INTERMUNICIPAL SOBRE VIOLÊNCIA SEXUAL. 2008. (Seminário).

15.
VII SEMINÁRIO NACIONAL DE PREVENÇÃO AO HIV/AIDS. 2008. (Seminário).

16.
" A Valorização do potencial humano nas empresas: uma Responsabilidade Social". 2007. (Outra).

17.
5º ENCONTRO NACIONAL - TSPV- TRABALHADOR SAUDÁVEL PACIENTE VIVO. 2007. (Encontro).

18.
I SEMNINÁRIO DE MARKETING E PROPAGANDA. 2007. (Seminário).

19.
CONGRESSO BRASILEIRO DE HEMATOLOGIA E HEMOTERAPIA. 2004. (Congresso).

20.
CONGRESSO BRASILEIRO DE HEMATOLOGIA E HEMOTERAPIA- MINI-CURSO: EFEITOS ADVERSOS IMUNES ASSOCIADOS À TRANSFUSÃO. 2004. (Oficina).

21.
CONGRESSO BRASILEIRO DE HEMATOLOGIA E HEMOTERAPIA - MINI-CURSO: IMUNOHEMATOLOGIA. 2004. (Oficina).

22.
I CONGRESSO BAIANO DE ONCOLOGIA INFANTO JUVENIL. 2004. (Congresso).

23.
Seminário: Educação e Sexualidade. 2003. (Seminário).

24.
VI SIMPOSIO DE BIOLOGIA DO SUL DA BAHIA. 2003. (Simpósio).

25.
XXX CONGRESSO BRASILEIRO DE ANÁLISES CLÍNICAS. 2003. (Congresso).

26.
8ª JORNADA BAIANA DE PATOLOGIA CLÍNICA. 2002. (Simpósio).

27.
I JORNADA DE DIABETES DO SUL DA BAHIA. 2002. (Simpósio).

28.
OFICINA DE INSULINOTERAPIA. 2002. (Oficina).

29.
VIII CONGRESSO BRASILEIRO DE BIOMEDICINA. 2002. (Congresso).

30.
VIII CONGRESSO BRASILEIRO DE BIOMEDICINA- MINI-CURSO: BIOSSEGURANÇA LABORATORIAL. 2002. (Oficina).

31.
VIII CONGRESSO BRASILEIRO DE BIOMEDICINA - MINI-CURSO: METROLOGIA E CONTROLE DE QUALIDADE EM LABORATORIO CLINICO. 2002. (Oficina).

32.
XXVII MEETING OF THE BRAZILIAN SOCIETY OF IMMUNOLOGY. 2002. (Encontro).

33.
IV SIMPÓSIO DE BIOLOGIA DO SUL DA BAHIA. 2001. (Simpósio).

34.
III SIMPÓSIO DE BIOLOGIA DO SUL DA BAHIA E I WORKHOP DE BIOMEDICINA. 2000. (Simpósio).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
LACERDA, R. S.. II SEMINÁRIO INTERNACIONAL SOBRE SAÚDE DA NEGRA. 2011. (Outro).

2.
LACERDA, R. S.; Araujo, E. M . I Seminário Municipal de Protagonismo Juvenil e I Festival de Arte e Cultura da Paz. 2011. (Festival).

3.
LACERDA, R. S.. II Capacitação em DST/HIV/AIDS para agentes da Pastoral da Aids. 2009. (Outro).

4.
LACERDA, R. S.. II Curso de Capacitação para agentes da Pastoral da Aids. 2009. (Outro).

5.
LACERDA, R. S.. 1º SEMINÁRIO INTERSETORIAL MUNICIPAL DA VIGILANCIA EPIDEMIOLOGICA DANT. 2008. (Outro).

6.
LACERDA, R. S.. Capacitação e Treinamento em Sistemas de Informatização em Saúde no uso do SIM, SIH e SINAN. 2008. (Outro).

7.
LACERDA, R. S.. I CURSO DE CAPACITAÇÃO EM DST/HIV/AIDS para agentes da Pastoral da Aids. 2008. (Outro).



Orientações



Orientações e supervisões concluídas
Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Marko Aurelio Santos e Silva. Violência na população negra de Feira de Santana(BA). 2012. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Enfermagem) - Faculdade Anísio Teixeira. Orientador: Roberto dos Santos Lacerda.

Orientações de outra natureza
1.
Ingrid Medeiros de Oliveira. Vulnerabilidade Infantil e Bioética. 2011. Orientação de outra natureza - Faculdade Nobre. Orientador: Roberto dos Santos Lacerda.



Inovação



Projetos de pesquisa

Projeto de extensão


Outras informações relevantes


Membro titular do Comitê de Extensão da Universidade Federal de Sergipe.
Aprovado em 2º lugar em concurso para professor efetivo de Saúde Pública/Saúde Coletiva da Universidade Federal de Sergipe. Edital 026/2011.
Representante discente do Colegiado do Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva (UEFS) agosto de 2009 a julho de 2010.



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 19/11/2018 às 21:56:44