Júlio Cesar de Almeida Marsola

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/3636206071622763
  • Última atualização do currículo em 17/09/2018


Licenciado em Ciências Biológicas pelo Centro Universitário Barão de Mauá, Ribeirão Preto - SP, é Mestre e Doutor em Ciências pelo Programa de Pós-Graduação em Biologia Comparada da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto-Universidade de São Paulo (FFCLRP-USP). Tem experiência em Paleozoologia, em temas como ovos fósseis, padrões anatômicos, sistemáticos e biogeográficos da origem dos dinossauros (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Júlio Cesar de Almeida Marsola
Nome em citações bibliográficas
Marsola, J. C. A.;MARSOLA, JÚLIO CESAR. DE A.;MARSOLA, JÚLIO C. DE A.;MARSOLA, JÚLIO CESAR DE ALMEIDA;MARSOLA, JÚLIO C. A.

Endereço


Endereço Profissional
Universidade de São Paulo, Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Ribeirão Preto, Departamento de Biologia.
Av. dos Bandeirantes, 3900 - Laboratório de Paleontologia
Monte Alegre
14040901 - Ribeirão Preto, SP - Brasil
Telefone: (16) 33153844
URL da Homepage: http://sites.ffclrp.usp.br/paleo/


Formação acadêmica/titulação


2014 - 2018
Doutorado em Biologia Comparada.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Título: Dinossauromorfos triássicos do Sul do Brasil e padrões biogeográficos da irradiação dos dinossauros, Ano de obtenção: 2018.
Orientador: Max Cardoso Langer.
Coorientador: Richard James Butler.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.
Palavras-chave: Dinosauromorpha; Dinosauriformes; Dinosauria; Triássico; Bioestratigrafia; Biogeografia.
Grande área: Ciências Biológicas
Setores de atividade: Outras atividades profissionais, científicas e técnicas.
2011 - 2013
Mestrado em Biologia Comparada.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Título: Novos registros de ovos fósseis de vertebrados do Cretáceo Superior do Grupo Bauru,Ano de Obtenção: 2013.
Orientador: Max Cardoso Langer.
Coorientador: Gerald Grellet-Tinner.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.
Palavras-chave: Ovos fósseis; Crocodyliformes; Aves; Chelonii; Grupo Bauru.
Grande área: Ciências Biológicas
Setores de atividade: Atividades profissionais, científicas e técnicas.
2007 - 2010
Graduação em Ciências Biológicas.
Centro Universitário Barão de Mauá - Jardim Paulista, CBM, Brasil.




Formação Complementar


2016 - 2016
Extensão universitária em Introduction to Learning and Teaching in Higher Education for Postgraduates. (Carga horária: 4h).
University of Birmingham, BIRMINGHAM, Inglaterra.
2012 - 2012
Curadoria Paleontológica. (Carga horária: 40h).
Universidade Federal de Santa Maria, UFSM, Brasil.
2012 - 2012
Estágio no Programa de Aperfeiçoamento de Ensino. (Carga horária: 96h).
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
2011 - 2011
Morfometria Geométrica. (Carga horária: 33h).
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
2010 - 2010
Aplicações da Paleoicnologia de Vertebrados. (Carga horária: 8h).
Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, UNIRIO, Brasil.
2010 - 2010
Anatomia Comparada. (Carga horária: 5h).
Centro Universitário Barão de Mauá, CBM, Brasil.
2009 - 2009
Extensão universitária em Geologia e paleontologia da Bacia do Paraná. (Carga horária: 16h).
Centro Universitário Barão de Mauá, CBM, Brasil.
2009 - 2009
A evolução através dos fósseis. (Carga horária: 5h).
Centro Universitário Barão de Mauá, CBM, Brasil.
2008 - 2008
O Cretáceo continental na região de Uberaba, MG. (Carga horária: 12h).
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
2008 - 2008
Paleobiologia de Vertebrados. (Carga horária: 8h).
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.


Atuação Profissional



University of Birmingham, BIRMINGHAM, Inglaterra.
Vínculo institucional

2016 - 2017
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Aluno de Doutorado visitante, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.


Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Vínculo institucional

2014 - 2018
Vínculo: Doutorando, Enquadramento Funcional: Aluno, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2013 - 2014
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Técnico, Carga horária: 20
Outras informações
Colaborador junto ao Laboratório de Paleontologia de Ribeirão Preto/FFCLRP-USP como técnico em preparação de vertebrados fósseis, também auxiliando na manutenção da coleção científica.

Vínculo institucional

2011 - 2013
Vínculo: Bolsista de Mestrado, Enquadramento Funcional: Aluno, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2008 - 2010
Vínculo: Aluno de Iniciação Científica, Enquadramento Funcional: Aluno, Carga horária: 25



Projetos de pesquisa


2016 - 2017
Novos materiais de Laquintasaura venezuelae (Ornithischia, Dinosauria), e seu significado filogenético para a irradiação dos dinossauros

Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Max Cardoso Langer em 04/07/2016.
Descrição: Os dinossauros aumentaram em diversidade após o evento de extinção em massa do Carniano-Noriano, sendo representados principalmente pela linhagem dos sauropodomorfos, enquanto terópodes e ornitísquios diversificaram principalmente após o limite Triássico-Jurássico, que é marcado por outro evento de extinção. Os dinossauros apareceram pela primeira vez no Carniano, na porção sudoeste do Pangeia, embora alguns registros fragmentários, bem como icnofósseis, como pegadas, sugerem que o clado possa ser mais antigo, ocorrendo em latitudes mais ao norte. Esses padrões são inferidos a partir de poucos estudos biogeográficos, todavia desatualizados, dado o número crescente de espécies de dinossauros basais recém-descritas. Um bom exemplo do impacto da descoberta de novos táxons de dinossauros basais seria o caso do ornitísquio basal Laquintasaura venezuelae, proveniente dos estratos mais antigos do Jurassic da Venezuela, e que tem uma posição filogenética incerta entre os principais grupos de Ornithischia. Essa é uma questão bastante importante a ser respondida, dadas as suas implicações biogeográficas, já que o surgimento dos principais clados de ornitísquios ocorreu onde hoje seria a África do Sul, e este novo táxon poderia alterar tais hipóteses. Os dois principais objetivos projeto são: (1) descrever novos restos de L. venezuelae para um melhor entendimento da sua posição filogenética; (2) e discutir os efeitos de um aumento da amostra taxonômico para a definição de padrões de distribuição biogeográficas dos primeiros dinossauros. O plano de trabalho será desenvolvido no prazo de 12 meses, a partir de 01 de julho de 2016, com término previsto em 30 de junho de 2017, na School of Geography, Earth and Environmental Sciences/Universidade de Birmingham, Reino Unido, sob a supervisão do Dr. Richard J. Butler..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2014 - 2018
Revisão dos Sauropodomorpha (Dinosauria) do Carniano (Neotriássico) com a descrição de novos materiais de Saturnalia tupiniquim
Descrição: O presente projeto tem como objetivos a descrição de novos elementos do esqueleto peitoral e pélvico de Saturnalia tupiniquim, e posterior inclusão dos dados obtidos em um estudo comparativo na finalidade de verificar possíveis variações morfológicas entre os síntipos deste sauropodomorfo. Ademais, será desenvolvido um estudo filogenético dos saurísquios basais, na tentativa de esclarecer incertezas quanto às relações de possíveis Sauropodomorpha do Neotriássico sul-americano..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Júlio Cesar de Almeida Marsola - Integrante / Max Cardoso Langer - Coordenador.
2014 - Atual
A origem e irradiação dos dinossauros no Gondwana (Neotriássico - Eojurássico)
Descrição: O primeiro terço da história evolutiva dos dinossauros, durante o Neotriássico e Eojurássico, concentra a maior parte dos eventos de irradiação do grupo, definindo as partições filogenéticas básicas nas quais se inserem as principais linhagens dinossaurianas. Em terrenos gondwânicos, a origem do grupo é bem representada por depósitos neotriássicos do noroeste Argentino e sul do Brasil, que congregam os mais importantes registros globais dos primeiros dinossauros. Já depósitos eojurássicos com dinossauros (em particular na América do Sul) são muito mais raros, correspondendo a importante lacuna no conhecimento sobre a evolução dos mesmos. Neste projeto, propõe-se prospectar depósitos neotriássicos e jurássicos do Gondwana em busca de fósseis de dinossauros, bem como desenvolver estudos revisionais de cunho anatômico e sistemático de táxons-chave do grupo. Os esforços de coleta se concentrarão em depósitos triássicos do sul do Brasil (Fms. Santa Maria e C aturrita) e Tanzânia ("Tunduru beds"), e jurássicos do NE Brasileiro (Fm. Pastos Bons) e da Venezuela (Fm. La Quinta). Materiais já coletados, que serão o foco inicial dos estudos anatômicos e de posicionamento filogenético, incluem um novo terópode stem-Averostra do Jurássico da Venezuela, além de vários dinossauros basais do Triássico do Rio Grande do Sul. Adicionalmente, será avaliada a possibilidade de datação radioisotópica (U-Pb) dos depósitos supracitados, no intuito de congregar informações geocronológicas às de cunho filogenético, possibilitando um melhor entendimento do "tempo e modo" da irradiação dos dinossauros no Gondwana..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (2) Doutorado: (4) .
Integrantes: Júlio Cesar de Almeida Marsola - Integrante / Max Cardoso Langer - Coordenador.
2012 - 2015
OS SQUAMATA (REPTILIA, LEPIDOSAURIA) DO CRETÁCEO E TERCIÁRIO (PALEÓGENO/NEÓGENO) DAS BACIAS BAURU, AIURUOCA E ACRE: SISTEMÁTICA, EVOLUÇÃO E PALEOAMBIENTES
Descrição: Os Squamata fósseis do Cretáceo e Terciário (Paleógeno e Neógeno) do Brasil são encontrados principalmente nas regiões sudeste e norte do país. Esses registros incluem lagartos e serpentes, os quais representam uma pequena parcela da diversidade conhecida para o Mesozóico e Cenozóico sul-americano. Os mais significativos registros estão concentrados nas bacias Bauru (Meso/NeoCretáceo) e Acre (Mioceno superior), especialmente no oeste de São Paulo e Triângulo Mineiro, e na Amazônia ocidental. Adicionalmente, a recentemente descoberta da Bacia de Aiuruoca (Oligoceno/Eoceno), no sul de Minas Gerais, tem revelado muitos fósseis de tetrápodos. Assim, esforços de prospecção e coleta nessa bacia podem resultar em novas ocorrências de escamados para o Terciário Brasil. Neste projeto, propõe-se prospectar as áreas mencionadas em busca de escamados fósseis, bem como desenvolver estudos revisionais de cunho anatômico e sistemático de táxons-chave do Cretáceo e Terciário brasileiro. Os esforços investigativos se concentrarão nas relações filogenéticas e evolução dos escamados continentais, tais como lagartos e serpentes, bem como de outros pequenos tetrápodos porventura coletados (e.g. anfíbios e mamíferos), e também nas implicações bioestratigráficas e paleoambientais do registro dos mesmos. De forma mais geral, mas mantendo os tetrápodos como foco das investigações, pretende-se aperfeiçoar as correlações estratigráficas dos depósitos oligo-eocênicos e miocênicos no âmbito das bacias brasileiras (Acre e Aiuruoca) e destas com outras partes da América do Sul, tentando buscar estratos de idade correlacionáveis as SALMA s (South American Land Mammal Ages). Além disso, buscar-se-á uma mais detalhada contextualização bioestratigráfica da Bacia Bauru, em conjunto com os recentes trabalhos geológicos relacionados à mesma, ressaltando que este tipo de arcabouço bioestratigráfico segue indisponível para a bacia. Programas Especiais/Apoio a Jovens Pesquisadores/nº2011/14080-0..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (2) Doutorado: (1) .
Integrantes: Júlio Cesar de Almeida Marsola - Integrante / Max Cardoso Langer - Integrante / Mário Bronzati - Integrante / Bruno Vila Nova - Integrante / Annie Schmaltz Hsiou - Coordenador.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Auxílio financeiro.
2011 - 2013
Ovos Fósseis de Crocodyliformes do Cretáceo Superior do Grupo Bauru, Regiões de Campina Verde-MG e Presidente Prudente-SP
Descrição: O presente estudo visa a descrição e comparação de novos espécimes de ovos fósseis de vertebrados amniotas depositados na coleção científica do Laboratório de Paleontologia de Ribeirão Preto/FFCLRP-USP, coletados em sedimentos da Formação Vale do Rio do Peixe no município de Campina Verde-MG, junto a novos registros oológicos recém identificados para diferentes pontos do Grupo Bauru no estado de São Paulo..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) Doutorado: (1) .
Integrantes: Júlio Cesar de Almeida Marsola - Integrante / Felipe Chinaglia Montefeltro - Integrante / Max Cardoso Langer - Coordenador.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Bolsa.


Revisor de periódico


2014 - Atual
Periódico: PALAEONTOLOGIA ELECTRONICA


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Zoologia / Subárea: Paleozoologia.


Idiomas


Português
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Inglês
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Espanhol
Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Pouco.


Prêmios e títulos


2015
Collection Study Grant, American Museum of Natural History.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
CASTRO, MARIELA C.2018CASTRO, MARIELA C. ; GOIN, FRANCISCO J. ; ORTIZ-JAUREGUIZAR, EDGARDO ; VIEYTES, E. CAROLINA ; TSUKUI, KAORI ; RAMEZANI, JAHANDAR ; BATEZELLI, ALESSANDRO ; MARSOLA, JÚLIO C. A. ; LANGER, MAX C. . A Late Cretaceous mammal from Brazil and the first radioisotopic age for the Bauru Group. Royal Society Open Science, v. 5, p. 180482, 2018.

2.
GODOY, PEDRO L.2016GODOY, PEDRO L. ; BRONZATI, MARIO ; ELTINK, ESTEVAN ; MARSOLA, JÚLIO C. DE A. ; CIDADE, GIOVANNE M. ; LANGER, MAX C. ; MONTEFELTRO, FELIPE C. . Postcranial anatomy of (Crocodyliformes, Baurusuchidae) from the Late Cretaceous of Brazil: insights on lifestyle and phylogenetic significance. PEERJ, v. 4, p. e2075, 2016.

3.
FRANÇA, MARCO A.G.2016FRANÇA, MARCO A.G. ; MARSOLA, JÚLIO C. DE A. ; RIFF, DOUGLAS ; HSIOU, ANNIE S. ; LANGER, MAX C. . New lower jaw and teeth referred to (Titanosauria: Aeolosaurini) and their implications for the phylogeny of titanosaurid sauropods. PEERJ, v. 4, p. e2054, 2016.

4.
MARSOLA, JÚLIO C. DE A.2016 MARSOLA, JÚLIO C. DE A.; BATEZELLI, ALESSANDRO ; MONTEFELTRO, FELIPE C. ; GRELLET-TINNER, GERALD ; LANGER, MAX C. . Palaeoenvironmental characterization of a crocodilian nesting site from the Late Cretaceous of Brazil and the evolution of crocodyliform nesting strategies. Palaeogeography, Palaeoclimatology, Palaeoecology, v. 457, p. 221-232, 2016.

5.
CABREIRA, SERGIO FURTADO2016CABREIRA, SERGIO FURTADO ; KELLNER, ALEXANDER WILHELM ARMIN ; DIAS-DA-SILVA, SÉRGIO ; ROBERTO DA SILVA, LÚCIO ; BRONZATI, MARIO ; MARSOLA, JÚLIO CESAR DE ALMEIDA ; MÜLLER, RODRIGO TEMP ; BITTENCOURT, JONATHAS DE SOUZA ; BATISTA, BRUNNA JUL?ARMANDO ; RAUGUST, TIAGO ; CARRILHO, RODRIGO ; BRODT, ANDRÉ ; LANGER, MAX CARDOSO . A Unique Late Triassic Dinosauromorph Assemblage Reveals Dinosaur Ancestral Anatomy and Diet. Current Biology, v. 26, p. 1-6, 2016.

6.
MARSOLA, JÚLIO C. DE A.2014MARSOLA, JÚLIO C. DE A.; GRELLET-TINNER, GERALD ; MONTEFELTRO, FELIPE C. ; LANGER, MAX C. .

The first Pan-Podocnemididae turtle egg from the Presidente Prudente Formation (Late Cretaceous, Bauru Group), Brazil

. Zootaxa (Online), v. 3872, p. 187-194, 2014.

7.
MARSOLA, JÚLIO CESAR. DE A.2014MARSOLA, JÚLIO CESAR. DE A.; GRELLET-TINNER, GERALD ; MONTEFELTRO, FELIPE C. ; SAYÃO, JULIANA M. ; HSIOU, ANNIE SCHMALTZ ; LANGER, MAX C. . The first fossil avian egg from Brazil. Alcheringa (Sydney), v. 38, p. 1-5, 2014.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
Marsola, J. C. A.; Montefeltro, F. C. ; Langer, M. C. . Novo registro oológico atribuído à Crocodyliformes no Grupo Bauru (Formação Presidente Prudente, Cretáceo Superior). In: XXII Congresso Brasileiro de Paleontologia, 2011, Natal, RN. Atas, 2011. p. 717-720.

2.
GODOY, P. L. ; Montefeltro, F. C. ; ELTINK, E. ; NOVA, B. V. ; Marsola, J. C. A. ; BRONZATI, M. ; VENANCIO, V. ; FACHINI, T. S. ; Langer, M. C. . Novo espécime de Baurusuchidae (Crocodyliformes, Mesoeucrocodylia) de General Salgado-SP (Grupo Bauru, Cretáceo Superior). In: XXII Congresso Brasileiro de Paleontologia, 2011, Natal, RN. Atas, 2011.

3.
Langer, M. C. ; Montefeltro, F. C. ; Marsola, J. C. A. ; GODOY, P. L. . Fósseis de Crocodyliformes do Grupo Bauru (Cretáceo Superior) na Serra das Inhumas, Campina Verde-MG: histórico, prospecção e primeiros resultados. In: XXII Congresso Brasileiro de Paleontologia, 2011, Natal, RN. Atas, 2011.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
Marsola, J. C. A.; BITTENCOURT, JONATHAS DE SOUZA ; DA-ROSA, A. A. S. ; MARTINELLI, A. G. ; RIBEIRO, A. M. ; FERIGOLO, J. ; LANGER, MAX C. . Novo registro de sauropodomorfo e correlações da localidade-tipo de Sacisaurus agudoensis (Formação Caturrita, Triássico Superior). In: XI Simpósio Brasileiro de Paleontologia de Vertebrados, 2018, Teresina, PI. Boletim de Resumos XI Simpósio Brasileiro de Paleontologia de Vertebrados, 2018.

2.
MARSOLA, JÚLIO C. DE A.; BITTENCOURT, JONATHAS DE SOUZA ; BUTLER, R. J. ; DA-ROSA, A. A. S. ; SAYÃO, JULIANA M. ; LANGER, MAX C. . Um novo dinossauro de pequeno porte e afim aos terópodes do Triássico do Sul do Brasil. In: XXV Congresso Brasileiro de Paeontologia, 2017, Ribeirão Preto, SP. Boletim de Resumos, 2017. v. 32. p. 187-187.

3.
Langer, M. C. ; RAMEZANI, J. ; DIAS-DA-SILVA, S. ; CABREIRA, SERGIO FURTADO ; PRETTO, F. ; BRONZATI, MARIO ; Marsola, J. C. A. ; MÜLLER, RODRIGO TEMP ; PACHECO, C. ; ROBERTO-DA-SILVA, L. . New dinosauromorphs and radioisotopic ages from the Late Triassic Santa Maria and Caturrita formations, South Brazil. In: Society of Vertebrate Paleontology 77th Annual Meeting, 2017, Calgary. Meeting Program and Abstracts, 2017.

4.
Montefeltro, F. C. ; Marsola, J. C. A. ; BATEZELLI, ALESSANDRO ; GRELLET-TINNER, G. ; Langer, M. C. . Caracterização paleoambiental de um sítio de nidificação de Pissarrachampsa sera (Crocodyliformes, Baurusuchidae) e a evolução das estratégias reprodutivas dos Crocodyliformes. In: X Simpósio Brasileiro de Paleontologia de Vertebrados, 2016, Rio de Janeiro, RJ. Paleontologia em Destaque - Boletim de Resumos X Simpósio Brasileiro de Paleontologia de Vertebrados, 2016.

5.
Marsola, J. C. A.; LANGER, MAX C. . The pelvic anatomy of Saturnalia tupiniquim (Sauropodomorpha, Dinosauria): new evidence from the type‐series. In: V Congreso Latinoamericano de Paleontología de Vertebrados, 2015, Colonia del Sacramento. Libro de resúmenes, 2015.

6.
Marsola, J. C. A.; BITTENCOURT, J. S. ; DA-ROSA, A. A. S. ; LANGER, MAX C. . A small-sized saurischian dinosaur from the Late Triassic Santa Maria Formation, Southern Brazil. In: Society of Vertebrate Paleontology 75th Annual Meeting, 2015, Dallas, TX. Abstract of papers, 2015.

7.
GODOY, P. L. ; BRONZATI, M. ; Langer, M. C. ; ELTINK, E. ; Marsola, J. C. A. ; CIDADE, G. M. ; Montefeltro, F. C. . The postcranial anatomy of Pissarrachampsa sera (Mesoeucrocodylia, Baurusuchidae), from the Late Cretaceous of Brazil. In: Society of Vertebrate Paleontology 75th Annual Meeting, 2015, Dallas, TX. Abstract of papers, 2015.

8.
Marsola, J. C. A.; GRELLET-TINNER, G. ; Montefeltro, F. C. ; Langer, M. C. . Ocorrência de um ovo de quelônio Podocnemidae no Neocretáceo do Grupo Bauru. In: XXIII Congresso Brasileiro de Paleontologia de Vertebrados, 2013, Gramado, Rio Grande do Sul. Paleontologia em Destaque, 2013. p. 247-247.

9.
Marsola, J. C. A.; DA-ROSA, A. A. S. ; FRANCA, M. A. G. ; VARGAS-PEIXOTO, D. ; NUNES, J. F. ; BRUST, A. C. B. ; Langer, M. C. . Novo registro de Dinosauromorpha no sítio 'Cerro da Alemoa' (Formação Santa Maria, Neotriássico). In: XXIII Congresso Brasileiro de Paleontologia de Vertebrados, 2013, Gramado, Rio Grande do Sul. Paleontologia em Destaque, 2013. p. 246-247.

10.
Langer, M. C. ; Montefeltro, F. C. ; CASTRO, M. C. ; Marsola, J. C. A. ; FRANCA, M. A. G. ; NOVA, B. V. ; KERBER, L. ; RABELLO, F. . Fósseis de Caiman da gruta Ioiô, Bahia,Brasil. In: XXIII Congresso Brasileiro de Paleontologia de Vertebrados, 2013, Gramado, Rio Grande do Sul. Paleontologia em Destaque, 2013. p. 239-239.

11.
DA-ROSA, A. A. S. ; Langer, M. C. ; FRANCA, M. A. G. ; SCHULTZ, C. L. ; HSIOU, A. S. ; Marsola, J. C. A. ; RODRIGUES, C. N. ; VARGAS-PEIXOTO, D. ; BRUST, A. C. B. . Lateral correlation of vertebrate-bearing outcrops of the Dinodontosaurus assemblage zone, Middle Triassic of southern Brazil.. In: XXVI Jornadas Argentinas de Paleontología de Vertebrados, 2012, Buenos Aires. XXVI Jornadas Argentinas de Paleontología de Vertebrados, 2012.

12.
Marsola, J. C. A.; GRELLET-TINNER, G. ; Montefeltro, F. C. ; SAYAO, J. M. ; HSIOU, A. S. ; GHILARDI, R. P. ; Langer, M. C. . Ocorrência de um ovo de Aves no Cretáceo Superior do Grupo Bauru. In: VIII Simpósio Brasileiro de Paleontologia de Vertebrados, 2012, Recife. Boletim de Resumos, 2012. v. 1. p. 49-49.

13.
Marsola, J. C. A.; Montefeltro, F. C. ; Langer, M. C. . Baurusuchid eggs from the Vale do Rio do Peixe Formation (Bauru Group), Late Cretaceous of Minas Gerais, Brazil.. In: IV Congreso Latinoamericano de Paleontologia de Vertebrados, 2011, San Juan. Resumenes, 2011. p. 53-53.

14.
Marsola, J. C. A.; Montefeltro, F. C. ; Langer, M. C. . Ovos de Crocodyliformes da Formação Vale do Rio do Peixe (Grupo Bauru, Cretáceo Superior) no município de Campina Verde, MG. In: VII Simpósio Brasileiro de Paleontologia de Vertebrados, 2010, Rio de Janeiro. Boletim de Resumos, 2010.

15.
Montefeltro, F. C. ; Langer, M. C. ; ELTINK, E. ; FRANCA, M. A. G. ; MASSARANI, M. C. ; Marsola, J. C. A. ; BRONZATI, M. ; GODOY, P. L. . Novos Crocodyliformes da Formação Vale do Rio do Peixe (Grupo Bauru, Cretáceo Superior) do município de Campina Verde-MG.. In: VII Simpósio Brasileiro de Paleontologia de Vertebrados, 2010, Rio de Janeiro, RJ. Boletim de Resumos, 2010.

Apresentações de Trabalho
1.
MARSOLA, JÚLIO C. DE A.; BITTENCOURT, JONATHAS DE SOUZA ; BUTLER, R. J. ; DA-ROSA, A. A. S. ; SAYÃO, JULIANA M. ; LANGER, MAX C. . Um novo dinossauro de pequeno porte e afim aos terópodes do Triássico do Sul do Brasil. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

2.
Marsola, J. C. A.. A Paleontologia na pós-graduação. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

3.
Marsola, J. C. A.. A paleontologia de vertebrados no Brasil e no Grupo Bauru. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

4.
Marsola, J. C. A.. Extinções no Tempo Profundo. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

5.
Marsola, J. C. A.; BITTENCOURT, J. S. ; DA-ROSA, A. A. S. ; LANGER, MAX C. . A small-sized saurischian dinosaur from the Late Triassic Santa Maria Formation, Southern Brazil. 2015. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

6.
Marsola, J. C. A.; LANGER, MAX C. . The pelvic anatomy of Saturnalia tupiniquim (Sauropodomorpha, Dinosauria): new evidence from the type‐series. 2015. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

7.
Marsola, J. C. A.. Origem dos dinossauros: das evidências às teorias. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

8.
Marsola, J. C. A.; GRELLET-TINNER, G. ; Montefeltro, F. C. ; Langer, M. C. . Ocorrência de um ovo de quelônio Podocnemidae no Neocretáceo do Grupo Bauru. 2013. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

9.
Marsola, J. C. A.; DA-ROSA, A. A. S. ; FRANCA, M. A. G. ; VARGAS-PEIXOTO, D. ; NUNES, J. F. ; BRUST, A. C. B. ; Langer, M. C. . Novo registro de Dinosauromorpha no sítio 'Cerro da Alemoa' (Formação Santa Maria, Neotriássico). 2013. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

10.
Marsola, J. C. A.; GRELLET-TINNER, G. ; Montefeltro, F. C. ; SAYAO, J. M. ; HSIOU, A. S. ; GHILARDI, R. P. ; Langer, M. C. . Ocorrência de um ovo de Aves no Cretáceo Superior do Grupo Bauru. 2012. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

11.
Marsola, J. C. A.; Montefeltro, F. C. ; Langer, M. C. . Baurusuchid eggs from the Vale do rio do Peixe Formation (Bauru Group), Late Cretaceous of Minas Gerais, Brazil.. 2011. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

12.
Marsola, J. C. A.; Montefeltro, F. C. ; Langer, M. C. . Novo registro oológico atribuído à Crocodyliformes no Grupo Bauru (Formação Presidente Prudente, Cretáceo superior). 2011. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

13.
Marsola, J. C. A.; Montefeltro, F. C. ; Langer, M. C. . Ovos de Crocodyliformes da Formação Vale do Rio do Peixe (Grupo Bauru, Cretáceo Superior) no município de Campina Verde - MG. 2010. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

Outras produções bibliográficas
1.
MARSOLA, JÚLIO CESAR. DE A.. Tafonomia de ovos fósseis: uma visão geral dos efeitos ambientais na fossilização. Bauru, SP: Faculdade de Ciências, 2015 (Capítulo - ebook).


Demais tipos de produção técnica
1.
MARSOLA, JÚLIO C. A.. Aspectos macroevolutivos da evolução humana. 2018. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

2.
Marsola, J. C. A.; GODOY, P. L. . A Paleontologia como ferramenta para entender Evolução. 2012. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

3.
Marsola, J. C. A.. A irradiação dos Synapsida e a evolução dos mamíferos'. 2012. (Aula).

4.
Marsola, J. C. A.. Monitoria voluntária/Paleontologia. 2009. (Monitoria voluntária).



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
XXV Congresso Brasileiro de Paleontologia. Um novo dinossauro de pequeno porte e afim aos terópodes do Triássico do Sul do Brasil. 2017. (Congresso).

2.
Society of Vertebrate Paleontology 75th Annual Meeting. A small-sized saurischian dinosaur from the Late Triassic Santa Maria Formation, Southern Brazil. 2015. (Congresso).

3.
V Congreso Latinoamericano de Paleontología de Vertebrados. The pelvic anatomy of Saturnalia tupiniquim (Sauropodomorpha, Dinosauria): new evidence from the type‐series. 2015. (Congresso).

4.
I Darwin Day Ribeirão Preto. 2013. (Encontro).

5.
Paleo SP - Reunião Regional da Sociedade Brasileira de Paleontologia. 2013. (Encontro).

6.
XXIII Congresso Brasileiro de Paleontologia. Ocorrência de um ovo de quelônio Podocnemidae no Neocretáceo do Grupo Bauru. 2013. (Congresso).

7.
Paleo SP - Reunião Regional da Sociedade Brasileira de Paleontologia. 2012. (Encontro).

8.
VIII Simpósio Brasileiro de Paleontologia de Vertebrados.Ocorrência de um ovo de Aves no Cretáceo Superior do Grupo Bauru. 2012. (Simpósio).

9.
IV Congreso Latinoamericano de Paleontologia de Vertebrados. Baurusuchid eggs from the Vale do Rio do Peixe Formation (Bauru Group), Late Cretaceous of Minas Gerais, Brazil. 2011. (Congresso).

10.
XXII Congresso Brasileiro de Paleontologia. Novo registro oológico atribuído a Crocodyliformes no Grupo Bauru (Formação Presidente Prudente, Cretáceo Superior). 2011. (Congresso).

11.
10º Simpósio sobre Avanços em Biologia. 2010. (Simpósio).

12.
Paleo SP - Reunião Regional da Sociedade Brasileira de Paleontologia. 2010. (Encontro).

13.
VII Simpósio Brasileiro de Paleontologia de Vertebrados.Ovos de Crocodyliformes da Formação Vale do Rio do Peixe (Grupo Bauru, Cretáceo Superior) no município de Campina Verde - MG. 2010. (Simpósio).

14.
9º Simpósio sobre Avanços em Biologia. 2009. (Simpósio).

15.
8º Simpósio sobre Avanços em Biologia. 2008. (Simpósio).

16.
lll Congreso Latinoamericano de Paleontología de Vertebrados. 2008. (Congresso).

17.
Paleobiologia de vertebrados. VI Simpósio Brasileiro de Paleontologia de Vertebrados. 2008. (Simpósio).

18.
VI Simpósio Brasileiro de Paleontologia de Vertebrados. 2008. (Simpósio).

19.
7º Simpósio sobre Avanços em Biologia. 2007. (Simpósio).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
Marsola, J. C. A.. Darwin Day Ribeirão Preto 2018. 2018. (Outro).

2.
Marsola, J. C. A.. Estudando o cérebro de dinossauros e outros animais extintos - S.O.S.: O Cérebro na Praça. 2018. (Exposição).

3.
LANGER, MAX C. ; HSIOU, ANNIE S. ; MARSOLA, JÚLIO C. DE A. . XXV Congresso Brasileiro de Paleontologia. 2017. (Congresso).

4.
FERREIRA, G. ; SOUZA, C. R. N. ; GRIZANTE, M. B. ; DASSIE, E. G. ; Marsola, J. C. A. ; GODOY, P. L. . VI Encontro de Biologia Comparada. 2013. (Congresso).

5.
HSIOU, A. S. ; NOVA, B. V. ; Marsola, J. C. A. ; GODOY, P. L. ; FERREIRA, G. . Paleo SP - Reunião Regional da Sociedade Brasileira de Paleontologia. 2012. (Congresso).



Outras informações relevantes


Aprovação em concursos públicos: Professor Substituto no Instituto de Geociências (IGC) da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) (Edital 260, de 05 de junho de 2018).



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 17/10/2018 às 18:20:59