André Arruda Rodrigues de Morais

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/0951939142232138
  • Última atualização do currículo em 18/07/2018


Possui graduação em Física pela Universidade Federal de Minas Gerais (2010), mestrado em Geofísica Espacial pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (2013) e doutorado em Geofísica Espacial pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (2018). Tem experiência na área de Geociências, com ênfase em Eletricidade Atmosférica, atuando principalmente nos seguintes temas: modelagem atmosférica, relâmpago, microfísica, eletrificação, física da nuvem, física do raio (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
André Arruda Rodrigues de Morais
Nome em citações bibliográficas
MORAIS, A. A. R.;DE MORAIS, ANDRÉ ARRUDA RODRIGUES

Endereço


Endereço Profissional
Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, Conselho de Pós-Graduação, Divisão de Aeronomia.
Avenida dos Astronautas - 1758
Jardim da Granja
12227010 - São José dos Campos, SP - Brasil
Telefone: (12) 97104593
Ramal: 6801


Formação acadêmica/titulação


2013 - 2018
Doutorado em Geofísica Espacial.
Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, INPE, Brasil.
Título: Simulação da eletrificação e geração de relâmpagos em tempestades severas no sudeste do Brasil utilizando o modelo numérico Meso-NH, Ano de obtenção: 2018.
Orientador: Kleber Pinheiro Naccarato.
Coorientador: Osmar Pinto Junior.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Palavras-chave: electrification; lightning; modeling.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra
Grande Área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Geociências / Subárea: Eletricidade Atmosférica.
Grande Área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Geociências / Subárea: Meteorologia / Especialidade: Meteorologia Física.
2011 - 2013
Mestrado em Geofísica Espacial.
Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, INPE, Brasil.
Título: Estudo de Sprites através Triangulação,Ano de Obtenção: 2013.
Orientador: Fernanda de São Sabbas Tavares.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra
2006 - 2010
Graduação em Física.
Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Brasil.




Formação Complementar


2016 - 2016
Meteorologia Sinótica. (Carga horária: 60h).
Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, INPE, Brasil.
2016 - 2016
Tutorial Meso-NH. (Carga horária: 40h).
Météo-France, MÉTÉO-FRANCE, França.
2014 - 2014
Curso Básico e Avançado sobre Microfísica de Nuven.
Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, INPE, Brasil.


Atuação Profissional



Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, INPE, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - 2018
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Doutor, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2011 - 2013
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Mestre em Geofísica Espacial


Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Brasil.
Vínculo institucional

2010 - 2011
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista de iniciação científica, Carga horária: 20
Outras informações
Atuação com placa de aquisição de dados, análise de dados de campo e corrente elétrica de descargas atmosféricas assim como sua filmagem

Vínculo institucional

2007 - 2008
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista de iniciação científica, Carga horária: 20
Outras informações
Atuação no crescimento de nanotubo de carbono em larga escala utilizando a técnica de Chemical Vapour Deposition (CVD). Atuação na purificação e funcionalização de nanotubos de carbono.


Météo-France, MÉTÉO-FRANCE, França.
Vínculo institucional

2017 - 2017
Vínculo: Pesquisador Visitante, Enquadramento Funcional: Pesquisador visitante, Carga horária: 40
Outras informações
Trabalho em modelagem atmosférica em conjunto com a Universidade de La Reunion e o Méteo-France utilizando o modelo de meso escala MESO-NH.



Projetos de pesquisa


2016 - Atual
Previsão Imediata de Tempestades Intensas e Entendimento dos Processos Físicos no Interior das Nuvens O SOS- CHUVA (Sistema de Observação e Previsão de Tempo Severo
Descrição: Utiliza um radar de dupla polarização para desenvolver pesquisa em previsão imediata de tempestades com base no conhecimento adquirido sobre as propriedades físicas das nuvens no projeto temático CHUVA. A base desta pesquisa é o radar de dupla polarização operando em Campinas, por 24 meses (duas estações chuvosas) para capturar eventos intensos de precipitação que forneçam as bases para o estudo dos processos físicos no interior das nuvens visando aprimorar a previsibilidade em curto prazo, a detecção de severidade e a estimativa de precipitação com radar e satélite em alta resolução temporal e espacial. De forma inédita esse projeto irá instalar detectores de granizo para criar uma base de dados que forneça informações não somente sobre a ocorrência de granizo, mas também do seu tamanho. Além das diversas componentes de estudo, sejam elas ligadas a eletrificação, propagação, crescimento do volume de alguns hidrometeoros, como as taxas de crescimento do topo e dos processos microfísicos, este estudo visa desenvolver o SIGMA-SOS. O SIGMA SOS é um sistema de informações geográficas que integra os dados medidos bem como as previsões em curto prazo e os avisos meteorológicos. O Brasil comprou e está ainda ampliando a rede de radares de dupla polarização para monitorar eventos extremos de tempo. Contudo, o conhecimento sobre esse sistema é ainda incipiente e este projeto irá realizar pesquisa empregando esse tipo de instrumento, formar alunos nessa área e desenvolver ferramentas inéditas para uso deste instrumento. A interface com a componente agrícola abre uma nova perspectiva de uso destes sistemas em uma área de grande importância para o Brasil...
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2013 - 2013
LEONA
Descrição: Este projeto visa o estabelecimento da Rede Colaborativa LEONA para estudar o acoplamento eletrodinâmico das camadas atmosféricas sinalizado por Eventos Luminosos Transientes ELTs, e Emissões de Alta Energia de Tempestades HEETs. Nós iremos desenvolver e instalar uma rede de câmeras controladas remotamente para a observação de ELTs em diferentes lugares na América do Sul, e um detector de nêutrons no Brasil. As câmeras permitirão construir um conjunto de dados dos fenômenos estudados neste continente. Os dois primeiros protótipos da rede já estão instalados, no Brasil e no Peru. Nós esperamos determinar a distribuição geográfica dos ELTs, sua taxa de ocorrência, morfologia, e possível acoplamento com outros fenômenos geofísicos, como a Anomalia Magnética do Atlântico Sul SAMA. Também esperamos estudar HEETs numa região de intensa atividade elétrica, medindo as emissões de nêutrons pela primeira vez na América do Sul, e dessa forma abordar uma questão quente em Física, uma vez que seu mecanismo de geração é completamente desconhecido. Ademais, um detector de nêutrons tem muito mais aplicações, como o estudo da modulação solar e outros efeitos atmosféricos. Utilizando uma câmera de alta velocidade intensificada para observação de ELTs em 2 campanhas, nós esperamos ser capazes de determinar vários parâmetros do desenvolvimento espaço-temporal dos ELTs observados. A câmera foi adquirida via o projeto da FAPESP DEELUMINOS (ref. 2004/12350-7, 2005-2010), que também nucleou o nosso grupo de pesquisa ACATMOS, i.e. Acoplamento Eletrodinâmico Atmosférico e Espacial. A LEONA irá nuclear essa pesquisa em outras instituições do Brasil e países da América do Sul, dando continuidade a essa importante pesquisa em nossa região. A rede de câmeras será uma ferramenta única para realizar observações de ELTs consistentes de longo termo, e de fato é o único meio de acumular um conjunto de dados para estudos climatológicos na América do Sul, uma vez que a instrumentação de satélite é desligada nessa região de modo a evitar danos devido à precipitação de partículas energéticas na SAMA. Portanto, esse projeto não é apenas um potencial marco na pesquisa de ELTs criando a rede colaborativa na América Latina e nucleando essa pesquisa localmente, é também estratégico uma vez que a rede de câmeras da LEONA será capaz de prover informação extremamente valiosa para preencher essa lacuna deixada pelos satélites. Além disso, nós tentaremos fazer observações simultâneas de HEETs, ELTs e relâmpagos pela primeira vez na história...
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: André Arruda Rodrigues de Morais - Integrante / Fernanda de São Sabbas Tavares - Coordenador.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Auxílio financeiro.


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Geociências / Subárea: Eletricidade Atmosférica.
2.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Geociências / Subárea: Física de Nuvens.
3.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Geociências / Subárea: Física.
4.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Geociências / Subárea: Metrologia, Técnicas Gerais de Laboratório, Sistema de Instrumentação.


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Francês
Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
DOS SANTOS, ANA PAULA PAES2017DOS SANTOS, ANA PAULA PAES ; JÚNIOR, OSMAR PINTO ; DOS SANTOS, SÉRGIO RODRIGO QUADROS ; DE LIMA, FRANCISCO JOSÉ LOPES ; DE SOUZA, EVERALDO BARREIROS ; DE MORAIS, ANDRÉ ARRUDA RODRIGUES ; ÁVILA, ELDO E. ; PEDERNERA, ANALÍA . Climatic Projections of Lightning in Southeastern Brazil Using CMIP5 Models in RCP?s Scenarios 4.5 and 8.5. American Journal of Climate Change, v. 06, p. 539-553, 2017.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
SANTOS, A. P. P. ; PINTO JUNIOR, O. ; MORAIS, A. A. R. ; SANTOS, S. R. Q. . Tempestades severas no Sudeste do Brasil: análises dos perfis de descargas nuvem-solo e intra-nuvem. In: XVIII CBMET, 2014, Recife. XVIII CBMET, 2014.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
SABBAS, F. T. S. ; AZAMBUJA, R. R. ; ANCHAYHUA, R. ; MORAIS, A. A. R. . Space-time Evolution of Sprite Producing Thunderstorms During CHUVA Sul Campaign in 2012. In: CHUVA International Workshop, 2013, São Paulo. CHUVA International Workshop, 2013.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
MORAIS, A. A. R.; NACCARATO, K. P. ; BARTHE, C. ; AZAMBUJA, R. R. . Simulation of electrification and lightning on a thunderstorm over Brazil using the Meso-NH model with observational data comparison.. In: 16th International Conference on Atmospheric Electricity, 2018, Nara. International Conference on Atmospheric Electricity, 2018.

2.
MORAIS, A. A. R.; NACCARATO, K. P. ; BARTHE, C. . Resultados modelo MesoNH para a tempestade 03/01/2017. In: 2ª Reunião Científica do Projeto SOS-CHUVA, 2017, Piracicaba-SP. 2ª Reunião Científica do Projeto SOS-CHUVA, 2017.

3.
MORAIS, A. A. R.; NACCARATO, K. P. ; BARTHE, C. . Etapas para simulação com o modelo Meso- NH. In: 1ª Reunião Científica do Projeto SOS-CHUVA, 2016, São Paulo. 1ª Reunião Científica do Projeto SOS-CHUVA, 2016.

4.
MORAIS, A. A. R.; NACCARATO, K. P. ; PINTO JUNIOR, O. . 3D Cloud electrification model: convection and dynamics description. In: 26th General Assembly 2015, International Union of Geodesy and Geophysics, 2015, Praga. International Union of Geodesy and Geophysics, 2015.

5.
ANCHAYHUA, R. ; AZAMBUJA, R. R. ; TAVARES, F. S. S. ; MORAIS, A. A. R. . Synoptic and thermodynamic characterization of sprite producing convective systems observed during 2012 during Chuva Sul Campaign. In: CHUVA International Workshop, 2013, São Paulo. CHUVA International Workshop, 2013.

6.
MORAIS, A. A. R.; TAVARES, F. S. S. . Triangulação de ELTs na América do Sul 2012. In: IV Simpósio Brasileiro de Geofísica Espacial e Aeronomia, 2012, São Paulo. IV Simpósio Brasileiro de Geofísica Espacial e Aeronomia, 2012.

7.
MORAIS, A. A. R.; TAVARES, F. S. S. . TLE study in South America using triangulation technique. In: Thunderstorm Effects on the Atmosphere-Ionosphere System, 2012, Málaga. Thunderstorm Effects on the Atmosphere-Ionosphere System, 2012.

Apresentações de Trabalho
1.
MORAIS, A. A. R.; NACCARATO, K. P. ; BARTHE, C. ; AZAMBUJA, R. R. . Simulation of electrification and lightning on a thunderstorm over Brazil using the Meso-NH model with observational data comparison. 2018. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

2.
MORAIS, A. A. R.; NACCARATO, K. P. ; BARTHE, C. . Resultados modelo MesoNH para a tempestade 03/01/2017. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

3.
MORAIS, A. A. R.; NACCARATO, K. P. ; BARTHE, C. . Etapas para simulação com o modelo Meso-NH. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

4.
MORAIS, A. A. R.; SABBAS, F. T. S. . TLE study in South America using triangulation technique. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
16th International Conference on Atmospheric Electricity. Simulation of electrification and lightning on a thunderstorm over Brazil using the Meso-NH model with observational data comparison.. 2018. (Congresso).

2.
2ª Reunião Científica do Projeto SOS-CHUVA.Resultados do modelo MesoNH para tempestade de 03/01/2017. 2017. (Oficina).

3.
1ª Reunião Científica do Projeto SOS-CHUVA.Etapas para simulação com o modelo Meso-NH. 2016. (Oficina).

4.
26th General Assembly 2015, International Union of Geodesy and Geophysics. 3D Cloud electrification model: convection and dynamics description. 2015. (Congresso).

5.
IV Simpósio Brasileiro de Geofísica Espacial e Aeronomia. Triangulação de ELTs na América do Sul. 2012. (Congresso).

6.
Thunderstorm Effects on the Atmosphere-Ionosphere System. TLE study in South America using triangulation technique. 2012. (Congresso).



Inovação



Projetos de pesquisa



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 20/11/2018 às 14:34:06