Luíza Lena Bastos

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/5761465564418187
  • Última atualização do currículo em 10/12/2018


Pesquisadora doutoranda no Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva, Instituto de Estudos em Saúde Coletiva, Universidade Federal do Rio de Janeiro (PPGSC/IESC/UFRJ). Farmacêutica pela Universidade Federal de Santa Maria e Mestre em saúde pública pelo PPGSC/IESC/UFRJ. Durante o mestrado foi bolsista da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) e da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro (FAPERJ - Bolsa aluno nota 10). Vem desenvolvendo pesquisas nos seguintes temas: Profilaxia pré-exposição ao HIV/AIDS, acesso a medicamentos, prevenção em HIV/AIDS. Ainda, em 2018, participou do laboratório de soluções inovadoras para os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas, chamado UNLEASH, como Talento Unleash 2018. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Luíza Lena Bastos
Nome em citações bibliográficas
BASTOS, L. L.;Bastos, Luiza Lena;Bastos, Luíza L.;BASTOS, LUÍZA LENA

Endereço


Endereço Profissional
Universidade Federal do Rio de Janeiro, Núcleo de Estudos de Saúde Coletiva, Instituto de Estudos em Saúde Coletiva.
Avenida Horacio Macedo, S/N - Próxima à Prefeitura Universitária da UFRJ
Ilha do Fundão
21941598 - Rio de Janeiro, RJ - Brasil
Telefone: (21) 969970749


Formação acadêmica/titulação


2015
Doutorado em andamento em Saúde Coletiva.
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
com período sanduíche em University of California Berkeley (Orientador: Arthur Reingold).
Orientador: Miriam Ventura.
Coorientador: Richard Parker.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
2013 - 2015
Mestrado em Saúde Coletiva.
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
Título: O Consórcio Internacional sobre Contracepção de Emergência: Um estudo dos argumentos para difusão dos contraceptivos de emergência em países em desenvolvimento.,Ano de Obtenção: 2015.
Orientador: Miriam Ventura.
Coorientador: Elaine Reis Brandão.
Bolsista do(a): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ, FAPERJ, Brasil.
2013 - 2014
Especialização em Gênero e Sexualidade. (Carga Horária: 436h).
Universidade do Estado do Rio de Janeiro, UERJ, Brasil.
Título: Um estudo sobre a relação das indústrias farmacêuticas, o conceito de aprimoramento biomédico e a contracepção hormonal.
Orientador: Lucas Tramontano.
2006 - 2011
Graduação em Farmácia.
Universidade Federal de Santa Maria, UFSM, Brasil.
Título: Uma Abordagem sobre medicamentos antirretrovirais disponibilizados no Sistema Único de Saúde no Brasil.
Orientador: Gizele Scotti do Canto.




Formação Complementar


2018 - 2018
Biomedicalização da resposta à AIDS no século XXI: da saúde global à exp sc. (Carga horária: 20h).
Fundação Oswaldo Cruz, FIOCRUZ, Brasil.
2018 - 2018
Laboratório Global para os Objetivos para o Desenvolvimento Sustentável ONU. (Carga horária: 80h).
UNLEASH 2018, UNLEASH, Cingapura.
2017 - 2017
PrEParing: PrEP for Providers and Patients.
Johns Hopkins University, JHU, Estados Unidos.
2015 - 2015
Harvard-Brazil Public Health Collaborative Field. (Carga horária: 128h).
Harvard School of Public Health, HSPH, Estados Unidos.
2015 - 2015
Ética em Pesquisa e o Sistema CEP/CONEP. (Carga horária: 4h).
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
2014 - 2014
Prática didática em curso Educação em saúde. (Carga horária: 30h).
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
2014 - 2014
Prática didática em curso Direito Sanitário. (Carga horária: 30h).
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
2013 - 2013
Prática didática em curso Saúde e Sociedade. (Carga horária: 60h).
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
2012 - 2012
Prática didática em curso Educação em saúde. (Carga horária: 30h).
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
2009 - 2010
Extensão universitária em Farmácia. (Carga horária: 576h).
Universidade Federal de Santa Maria, UFSM, Brasil.
2009 - 2010
Estágio, Hospital Universitário de Santa Maria. (Carga horária: 1080h).
Universidade Federal de Santa Maria, UFSM, Brasil.
2009 - 2009
Monitoria em Farmacognosia.
Universidade Federal de Santa Maria, UFSM, Brasil.
2008 - 2008
Modelos experimentais de farmacologia e fitoquimca.
Universidade Federal de Santa Maria, UFSM, Brasil.
2008 - 2008
Modeos animais em neurociências.
Universidade Federal de Santa Maria, UFSM, Brasil.
2007 - 2007
Vamos falar sobre... Gestão?.
Universidade Federal de Santa Maria, UFSM, Brasil.
2007 - 2007
Práticas em Pesquisas Genético-Epidemiológicas. (Carga horária: 60h).
Universidade Federal de Santa Maria, UFSM, Brasil.


Atuação Profissional



Fundação Oswaldo Cruz, FIOCRUZ, Brasil.
Vínculo institucional

2016 - 2017
Vínculo: Livre, Enquadramento Funcional: Pesquisadora


Universidade do Estado do Rio de Janeiro, UERJ, Brasil.
Vínculo institucional

2015 - 2015
Vínculo: Livre, Enquadramento Funcional: Pesquisadora


Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - 2015
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista aluna de pós-graduação strictu sensu, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2012 - 2013
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista de Apoio técnico à pesquisa FAPERJ, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Bolsista TCT nível 4 pela Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro - FAPERJ. Bolsa vinculada ao projeto de pesquisa "Uma abordagem socioantropológica no âmbito das farmácias: posição dos farmacêuticos e balconistas sobre a contracepção de emergência".


Universidade Federal de Santa Maria, UFSM, Brasil.
Vínculo institucional

2006 - 2011
Vínculo: Estudante, Enquadramento Funcional: Estudante, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.



Projetos de pesquisa


2017 - Atual
Judicialização, acesso à saúde e à justiça: um estudo sobre itinerários terapêuticos e litígios de saúde no município do Rio de Janeiro
Descrição: O fenômeno da judicialização da saúde expressa reivindicações legítimas na garantia e promoção de direitos. O fenômeno envolve aspectos políticos, sociais, éticos e sanitários, que vão muito além de seu componente jurídico e de gestão de serviços públicos. Visando promover o atendimento de partes assistidas pelas Defensorias Públicas do Rio de Janeiro, em 2013, foi criada a Câmara de Resolução de Litígios de Saúde do Rio de Janeiro (CRLS), iniciativa esta avaliada como experiência exitosa pelo Conselho Nacional de Justiça, tendo recebido o Prêmio Innovare. O estudo tem por objetivo analisar como o acesso à justiça pode ou não favorecer o acesso à saúde, a partir da apreensão dos itinerários terapêuticos de cidadãos que recorreram aos serviços da CRLS. Trata-se de pesquisa qualitativa, que recorrerá às técnicas de observação participante e de entrevistas em profundidade, a partir de roteiro semiestruturado. Os sujeitos da investigação serão os reivindicantes ou seus familiares. A abordagem do acesso à saúde e à justiça, a partir dos itinerários dos usuários, permitirá identificar diferentes contextos individuais, sociais e programáticos envolvidos em sua trajetória, desde a identificação do problema de saúde e os recursos e rede de informações acionados até o acolhimento de sua demanda pelo serviço jurídico. Além da importância empírica da pesquisa proposta, espera-se que a aproximação e o aprofundamento de referenciais teóricos e metodológicos de diferentes campos de conhecimento aplicados à análise do fenômeno da judicialização da saúde possam configurar-se como estudo interdisciplinar (direito e saúde coletiva), colaborando com novas análises sobre as interlocuções entre os sistemas de justiça e de saúde, na garantia do acesso aos cuidados de saúde..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2016 - 2017
Inventário de conhecimento, atitudes e práticas de risco e prevalência de HIV, Sífilis, Hepatite B e C entre travestis de 12 municípios brasileiros
Descrição: A presente pesquisa, mais conhecida como "Pesquisa Divas - Diversidade e Valorização da Saúde", tem o objetivo de sistematizar e analisar comportamentos, atitudes, práticas e prevalências de HIV, Sífilis, HCV e HBV entre travestis e mulheres transexuais de 12 municípios brasileiros, a saber: Belém/PA, Belo Horizonte/MG, Brasília/DF, Campo Grande/MS, Curitiba/PR, Fortaleza/CE, Manaus/AM, Porto Alegre/RS, Recife/PE, Rio de Janeiro/RJ, Salvador/BA e São Paulo/SP. A pesquisa visa à elaboração de fatores associados à sua vulnerabilidade frente à infecção pelo HIV, Sífilis, Hepatite B e Hepatite C. Pretende-se, igualmente, estabelecer parâmetros consistentes para identificar as vulnerabilidades sociais, demográficas e geográficas no contexto dos padrões de comportamento associados ao HIV/AIDS e demais infecções sob análise, bem como identificar especificidades e necessidades em saúde desta população..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2015 - 2015
Ética aplicada à saúde de populações: investigando as implicações da focalização de subgrupos populacionais socialmente definidos para promover saúde
Descrição: Este estudo examina as implicações éticas de intervenções de rastreamento de DST/HIV focalizadas em homens jovens. O estudo irá captar e monitorar as implicações éticas de intervenções de testagem para DST/HIV que focalizam homens jovens. Realizaremos entrevistas com homens jovens, profissionais de saúde e formuladores de políticas públicas para explorar seus relatos de suas experiências com intervenções de testagem para DST/HIV. Avaliaremos as formas pelas quais a equidade é percebida para identificar e monitorar as narrativas dominantes presentes em documentos de políticas públicas relacionados à testagem para DST/HIV em homens jovens..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2015 - Atual
Cidadania biológica e autoridade médica: um estudo sobre as controvérsias sobre Profilaxia Pré-exposição ao HIV/Aids.
Descrição: A profilaxia pré-exposição (PrEP) ao HIV é uma estratégia que envolve o uso de medicamentos para prevenção à infecção pelo vírus HIV. De acordo com o Centers for Disease Control and Prevention (CDC), a PrEP oral é um medicamento antirretroviral (Tenofovir/emtricitabina - Truvada®) de uso diário destinado a pessoas não infectadas pelo HIV (CDC, 2014). A entrada do tenofovir/ emtricitabina em ensaios clínicos ocorreu apenas em 2007 com o início do iPrEX e os resultados deste estudo foram divulgados no ano de 2010. Em julho de 2012 o FDA aprovou o uso do Truvada® como medicamento para prevenção do HIV nos EUA, no mês seguinte a uma reunião ocorrida na França e patrocinada pelo laboratório detentor da patente, a Gilead Sciences. É neste contexto que emergem controvérsias sobre a PrEP/Truvada®, principalmente entre dois atores do debate, os ativistas de movimentos sociais de luta contra a Aids e ativistas pelo Truvada® tem se posicionado a favor do seu uso, enquanto médicos infectologistas tem problematizado e resistido a receita-lo. Objetivo: Compreender as controvérsias em relação ao uso e à disponibilidade desta nova tecnologia para prevenção do HIV/Aids, a partir dos discursos dos participantes da pesquisa PrEPBrasil, que vêm fazendo uso da PrEP, e dos médicos prescritores, infectologistas, que assistem pessoas com HIV/Aids e prescrevem os antiretrovirais no Brasil. Métodos: Pretende-se conduzir entrevistas em profundidade com as pessoas que estão participando do estudo PrEP Brasil, utilizando atualmente o medicamento (Truvada®) no Brasil, conduzido no Instituto Nacional de Infectologia da Fundação Oswaldo Cruz, e médicos infectologistas, informantes-chave que podem revelar as controvérsias no percurso em andamento da introdução desta nova tecnologia de prevenção no Brasil. Discussão: Durante o mapeamento do campo de pesquisa foi possível identificar dois pontos do debate em relação ao Truvada®, os ativistas em prol do medicamento ou ativistas reconhecidos como organizações da sociedade civil, ou como movimentos sociais de luta contra a Aids, e movimento LGBT têm percebido esta nova tecnologia nos termos da ?paz de espírito?, da ?esperança?, da ?proteção?, reivindicando-o como um direito por meio do poder judiciário, disseminando um movimento internacional chamado ?Truvada Whore? que pretende emitir uma mensagem positiva em relação ao medicamento, desconstruindo ideias conservadoras que possam emergir; enquanto médicos tem problematizado ? o no que se refere a sua eficácia e segurança, além de questionarem o uso de um medicamento por pessoas saudáveis e sua relevância para a saúde pública. Conclusões: Pretende-se demonstrar a importância em se pesquisar os artefatos científicos, no caso os medicamentos para prevenção do HIV/Aids, do ponto de vista dos significados partilhados entre usuários e prescritores, reconhecendo que contextos materiais e discursivos são instâncias indissociáveis do conhecimento e objetos de disputa política e de reivindicação de direitos..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Doutorado: (1) .
Integrantes: Luíza Lena Bastos - Coordenador / Luiza Lena Bastos - Integrante / miriam ventura - Integrante.
2012 - 2015
Uma investigação socioantropológica no âmbito das farmácias: posição de farmacêuticos e balconistas sobre a contracepção de emergência
Descrição: Embora o Ministério da Saúde venha fazendo esforços para aumentar a distribuição de contraceptivos de emergência (CE) aos municípios brasileiros, grande parte do acesso da população ao medicamento se dá pelas farmácias e não pelos serviços públicos de saúde. Inúmeros fatores concorrem para tal situação: resistência de gestores ou profissionais de saúde em distribuí-la; desconhecimento de profissionais de saúde e usuárias sobre seu mecanismo de ação; preconceito vigente nos serviços de saúde sobre o exercício da sexualidade na adolescência; interferência da Igreja Católica provocando vetos políticos locais à legislação federal. No Brasil, temos apenas um estudo, publicado como relato de experiência , que aborda as circunstâncias da compra da CE na farmácia. A maioria das pesquisas enfoca profissionais de saúde, gestores, usuárias de serviços públicos de saúde, estudantes. Considerando a facilidade de aquisição da CE nas farmácias do país, sem prescrição médica (contrariando exigência da ANVISA), o aumento do uso da CE entre mulheres unidas e não unidas sexualmente ativas e a lacuna na literatura nacional sobre as circunstâncias da dispensação deste medicamento nas farmácias, o presente estudo tem por objetivos: Conhecer a posição dos farmacêuticos que atuam em drogarias no estado do Rio de Janeiro sobre tal medicamento; Conhecer a posição dos balconistas que atuam em drogarias no município do Rio de Janeiro sobre tal medicamento. Trata-se de pesquisa socioantropológica com abordagem quantitativa junto aos farmacêuticos do estado do Rio de Janeiro, através de questionário enviado em parceria com órgão de classe da categoria profissional CRF-RJ ou Associação Brasileira de Farmácia. Para coleta de dados junto aos balconistas, adotar-se-á entrevistas semi-estruturadas, mediante a estratégia designada bola de neve , que acata a indicação de um entrevistado por outro, sucessivamente. Os entrevistados devem ser de estabelecimentos comerciais distintos..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2010 - 2011
Uma Abordagem sobre medicamentos antirretrovirais disponibilizados no Sistema Único de Saúde no Brasil
Descrição: Esta abordagem sobre os medicamentos antirretrovirais teve como objetivo esclarecer e trazer para debate diversos pontos importantes no âmbito da saúde pública brasileira como, por exemplo, o acesso aos medicamentos antirretrovirais e, também, a problemática da adesão ao tratamento para o profissional Farmacêutico. Além disso, este trabalho busca atualizar a comunidade sobre as interações medicamentosas mais importantes que envolvem a terapia antirretroviral, bem como os mecanismos de ação pelos quais tais medicamentos conseguem prolongar a vida de diversas pessoas que convivem com o vírus HIV. Para a realização deste trabalho foram revisados alguns textos científicos randomizados..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2008 - 2009
Associação de antioxidantes e moduladores do sistema glutamatérgico em situações de danos causados por hiperatividade glutamatérgica
Descrição: O glutamato é o principal neurotransmissor excitátorio do sistema nervoso central de mamíferos, estando envolvido em eventos fisiológicos e patológicos no cérebro. Após a sua liberação ele precisa ser removido, principalmente através da captação astrocitária. Uma superestimulação dos receptores glutamatérgicos leva a um processo conhecido como excitotoxicidade. Dessa forma os transportadores de glutamato desempenham um papel importante na terminação da transmissão sináptica glutamatérgica. Diversos trabalhos fazem uma conexão entre problemas referentes às deficiências na captação de glutamato, o aumento dos níveis extracelulares deste e o dano neuronal excitotóxico. Os antioxidantes são compostos que atuam de diversas maneiras incluindo a capacidade de inativar espécies reativas de oxigênio ou seus precursores. O termo estresse oxidativo é frequentemente utilizado para se referir a uma situação em que a geração de radicais livres é maior que a capacidade de defesa ou de reparo do organismo. Uma aplicação importante para os antioxidantes é a sua ação neuroprotetora uma vez que o nosso cérebro tem uma defesa antioxidante mais vulnerável. Em muitas patologias cerebrais que levam a neurodegeneração aguda ou crônica, as condições de estresse oxidativo e disfunções no sistema do glutamato têm sido descritas como eventos paralelos. Na busca pela cura para essas desordens tem sido utilizadas formas independentes de tratamento. Essas terapias têm revelado pouco sucesso. Dessa forma os efeitos da interação entre moduladores do sistema glutamatérgico e os antioxidantes na proteção do sistema nervoso central contra eventos ligados a excitotoxicidade glutamatérgica será o alvo deste trabalho. Este estudo será realizado através de experimentos que simulem eventos excitotoxicicos, onde serão testados os efeitos dos compostos antioxidantes e moduladores do sistema glutamatérgico sobre as defesas antioxidantes, em nos parâmetros do sistema glutamatérgico, na viabilidade celular.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.


Projetos de extensão


2008 - 2009
Programa Saúde de Ferro de Promoção de Saúde por equipe interdisciplinar na Escola Municipal de Ensino Fundamental Lívia Menna Barreto
Descrição: Os projetos de extensão na área da saúde visam a atuar e conhecer a realidade junto às comunidades, promovendo saúde. Assim, a promoção da saúde surge como alternativa à medida que educa a comunidade, capacitando-a a lidar com temas de sua vivência. Ao mesmo tempo, os acadêmicos de graduação adquirem, através do desenvolvimento de ações da mesma promoção em saúde, uma formação distinta ao ultrapassado conceito hospitalocêntrico de saúde-doença. Dessa forma, através da parceria entre os cursos de Medicina, Psicologia e Farmácia da UFSM, o curso de Nutrição do Centro Universitário Fransciscano os acadêmicos realizam promoção da saúde em equipes interdisciplinares, dentro do contexto da realidade comunitária...
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (12) .
Integrantes: Luíza Lena Bastos - Integrante / Einsfeld, L. - Integrante / CAMPOS, M. M. A - Coordenador / Oliveira, RM. - Integrante / GOULART, K. R. - Integrante / OLIVEIRA, D. V - Integrante / PUIATTI, C. Z. - Integrante / FONTOURA, A. M. - Integrante / SILVA, R. C. - Integrante / PEREIRA, D. B - Integrante / EINSFELD, C. - Integrante / MOZZAQUATRO, C. - Integrante / Mumbach, L.D. - Integrante.Financiador(es): FIEX - Bolsa.
2007 - 2008
Núcleo de Extensão do curso de Farmácia
Descrição: A criação do NEF, Núcleo de Extensão do Curso de Farmácia, já estava prevista quando da Reforma Curricular ocorrida em nosso curso no ano de 2003. sentido de aprofundar os vínculos entre o Curso de Farmácia e a Sociedade, incentivando iniciativas de extensão através de novos projetos multi e interdisciplinares, bem como o apoio àqueles já existentes. O profissional de visão global, ética, crítica e humanística, previsto no novo Projeto Político Pedagógico do Curso não pode ficar limitado ao conhecimento técnico-científico. Dever ser capaz de utilizar este conhecimento a fim de interagir com o meio que o cerca, em favor de uma sociedade mais justa; além de estar capacitado para tomada de ações rápidas e soluções criativas nesse mercado de trabalho em constante evolução. Este aprendizado é gradual e só acontece se devidamente estimulado. E esta é a missão a que o NEF se propõe. A equipe do Núcleo, formada por acadêmicos de diferentes períodos do Curso e sob orientação da professora coordenadora, tem desenvolvido atividades de extensão no sentido de: integrar os acadêmicos para com a sociedade, inseridos no meio como ferramenta de transformação social; fornecer as condições para que o próprio meio acadêmico interaja; e representar uma alternativa para os alunos que buscam uma formação acadêmica diferenciada, ao compor o seu grupo de trabalho e participar de suas atividades. Já participaram da equipe do NEF, entre os processos de renovação grupo, quinze acadêmicos do curso de Farmácia, e os eventos (seminários, jornadas, excursões e palestras) realizados atingiram a quase totalidade dos estudantes do Curso, além de pós-graduandos e profissionais já formados..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (5) .
Integrantes: Luíza Lena Bastos - Integrante / Einsfeld, L. - Integrante / CAMPOS, M. M. A. - Coordenador / BACIN, F. P. - Integrante / BUENO, L. M. - Integrante / SILVA, D. B. - Integrante.


Revisor de periódico


2015 - 2015
Periódico: Cadernos de Saúde Pública (Online)
2016 - 2016
Periódico: Physis. Revista de Saúde Coletiva (UERJ. Impresso)
2018 - 2018
Periódico: CADERNOS SAÚDE COLETIVA (UFRJ)
2018 - 2018
Periódico: GLOBAL PUBLIC HEALTH (ONLINE)


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Farmácia.
2.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Saúde Coletiva / Subárea: Saúde Coletiva.


Idiomas


Português
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Pouco.
Francês
Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
BASTOS, L. L.2018BASTOS, L. L.; VENTURA, VM. . ?Yep, I?m a Truvada Whore?: Ativismo e cidadania biológica na era das novas estratégias de prevenção do HIV/AIDS. Metaxy - Revista Brasileira de Cultura e Política em Direitos Humanos, v. 1, p. 1-21, 2018.

2.
BASTOS, L. L.2018BASTOS, L. L.; VENTURA, VM. ; BRANDAO, E. R. . Entre a biomedicina, a saúde pública e os direitos: um estudo sobre os argumentos do Consórcio Internacional sobre Contracepção de Emergência para promover o acesso aos contraceptivos de emergência em países em desenvolvimento.. Cadernos Pagu (UNICAMP), v. 53, p. 1-36, 2018.

3.
BRANDÃO, ELAINE REIS2017BRANDÃO, ELAINE REIS ; CABRAL, CRISTIANE DA SILVA ; VENTURA, MIRIAM ; PAIVA, SABRINA PEREIRA ; Bastos, Luiza Lena ; OLIVEIRA, NAIRA V. B. VIDAL ; SZABO, IOLANDA . Os perigos subsumidos na contracepção de emergência: moralidades e saberes em jogo. Horizontes Antropológicos (Online), v. 23, p. 131-161, 2017.

4.
BASTOS, L. L.2017BASTOS, L. L.; VENTURA, M. ; BRANDÃO, ELAINE REIS . Saúde sexual e reprodutiva, conservadorismo religioso e acesso a medicamentos: uma discussão sobre a estratégia global de advocacy do Consórcio Internacional sobre Contracepção de Emergência. SEXUALIDAD, SALUD Y SOCIEDAD (RIO DE JANEIRO), p. 306-327, 2017.

5.
OLIVEIRA, NAIRA VILLAS BOAS VIDAL DE2017OLIVEIRA, NAIRA VILLAS BOAS VIDAL DE ; SZABO, IOLANDA ; Bastos, Luiza Lena ; PAIVA, SABRINA PEREIRA . Atuação profissional dos farmacêuticos no Brasil: perfil sociodemográfico e dinâmica de trabalho em farmácias e drogarias privadas. SAÚDE E SOCIEDADE (ONLINE), v. 26, p. 1105-1121, 2017.

6.
BRANDÃO, ELAINE REIS2016BRANDÃO, ELAINE REIS ; CABRAL, C. S. ; VENTURA, M. ; PAIVA, S. P. ; BASTOS, L. L. ; OLIVEIRA, N. V. B. ; SZABO, I. . 'Bomba hormonal': os riscos da contracepção de emergência na perspectiva dos balconistas de farmácias no Rio de Janeiro, Brasil. CADERNOS DE SAÚDE PÚBLICA, v. 32, p. 1-11, 2016.

7.
FERREIRA, J.2015FERREIRA, J. ; CUNHA, C. L. ; Bastos, Luiza Lena . O campo científico da saúde coletiva: apontamentos para o debate para a formação da pós-graduação stricto sensu. Revista Eletrônica Gestão & Saúde, v. 6, p. 1254-1266, 2015.

8.
BASTOS, LUÍZA LENA2014 BASTOS, LUÍZA LENA; VENTURA, MIRIAM ; BRANDÃO, ELAINE REIS . O acesso à contracepção de emergência como um direito? Os argumentos do Consórcio Internacional sobre Contracepção de Emergência. Interface (Botucatu. Online), v. 18, p. 37-46, 2014.

9.
Dalla Corte, Cristiane L.2012Dalla Corte, Cristiane L. ; Bastos, Luíza L. ; Dobrachinski, Fernando ; Rocha, João B.T. ; Soares, Félix A.A. . The combination of organoselenium compounds and guanosine prevents glutamate-induced oxidative stress in different regions of rat brains. Brain Research, v. 1430, p. 101-111, 2012.

10.
Amaral, Guilherme Pires2012Amaral, Guilherme Pires ; Puntel, Gustavo Orione ; Dalla Corte, Cristiane Lenz ; Dobrachinski, Fernando ; BARCELOS, RÔMULO PILLON ; Bastos, Luiza Lena ; ÁVILA, DAIANA SILVA ; ROCHA, JOÃO BATISTA TEIXEIRA ; da Silva, Edegar Ozorio ; Puntel, Robson Luiz ; SOARES, FÉLIX ALEXANDRE ANTUNES . The antioxidant properties of different phthalocyanines. Toxicology in Vitro, v. 26, p. 125-132, 2012.

11.
Fernando Dobrachinski2012Fernando Dobrachinski ; BASTOS, L. L. ; Bridi, J.C. ; Dalla Corte, C L ; Ávila, DS. ; Rocha, JBT. ; Félix Antunes . Cooperation of Non-Effective Concentration of Glutamatergic System Modulators and Antioxidant Against Oxidative Stress Induced by Quinolinic Acid. Neurochemical Research, v. 37, p. na-na, 2012.

12.
Einsfeld, L.2009Einsfeld, L. ; SILVA, D. B. ; BACIN, F. P. ; BUENO, L. M. ; PEREIRA, D. B ; OLIVEIRA, D. V ; BASTOS, L. L. ; CAMPOS, M. M. A . A extensão universitária enquanto ferramenta para formação de um novo perfil de profissional farmacêutico.. Revista em Extensão (Online), v. 2, p. 23-32, 2009.

Capítulos de livros publicados
1.
BRANDAO, E. R. ; CABRAL, C. S. ; VENTURA, VM. ; BASTOS, L. L. ; PAIVA, S. P. ; OLIVEIRA, N. V. B. ; SZABO, I. . O olhar do farmacêutico sobre a contracepção de emergência. In: Regina Figueiredo; Ana Luiza Vilela Borges; Silvia Helena Bastos de Paula. (Org.). Panorama da contracepção de emergência no Brasil. 1ed.São Paulo: Instituto de Saúde, 2016, v. , p. 167-191.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
Einsfeld, L. ; SILVA, D. B. ; BACIN, F. P. ; FONTOURA, A. M. ; BUENO, L. M. ; PEREIRA, D. B ; OLIVEIRA, D. V ; BASTOS, L. L. ; CAMPOS, M. M. A . Em busca do Farmacêutico Sete estrelas: a Caminhada do Núcleo de Extensão do Curso de Farmácia. In: CBEU - 4º Congresso Brasileiro de Extensão Universitária, 2009, Dourados. Em busca do Farmacêutico Sete estrelas: a Caminhada do Núcleo de Extensão do Curso de Farmácia, 2009.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
BASTOS, LUÍZA LENA; VENTURA, VM. ; SIMAS, L. . Identidades de gênero, sexualidades e Truvada: uma reflexão sobre a acessibilidade à profilaxia pré-exposição ao HIV/Aids e a reivindicação de mulheres cisgênero para utilizá-lo. In: 13º Congresso Mundos de Mulheres e Seminário Internacional Fazendo Gênero, 2017, Florianópolis. 13º Congresso Mundos de Mulheres e Seminário Internacional Fazendo Gênero 11 ? ?Transformações, Conexões, Deslocamentos, 2017.

2.
BASTOS, LUÍZA LENA; VENTURA, VM. . Controvérsias morais sobre profilaxia pré exposição ao HIV/Aids: A possibilidade emancipatória dos direitos humanos frente a uma tecnologia biomédica. In: 7° Congresso Brasileiro de Ciências Sociais e Humanas em Saúde, 2016, Cuiabá. 7° Congresso Brasileiro de Ciências Sociais e Humanas em Saúde, 2016.

3.
PARO, C. A. ; SILVA, N. E. K. E. ; FREITAS, G. C. ; BASTOS, L. L. ; TEOFILO, M. M. A. . Incorporação das inovações do protagonismo comunitário no cotidiano da atenção básica: o caso da tuberculose. In: 7 Congresso Brasileiro de Ciências Sociais e Humanas em Saúde, 2016, Cuiabá. 7 Congresso Brasileiro de Ciências Sociais e Humanas em Saúde, 2016.

4.
BASTOS, LUÍZA LENA; VENTURA, M. ; BRANDAO, E. R. . Os argumentos do Consórcio Internacional sobre Contracepção de Emergência para promover o acesso aos contraceptivos de emergência em países em desenvolvimento.. In: XIX Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva, 2015, Goiânia. Anais do XIX Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva, 2015.

5.
BASTOS, LUÍZA LENA; VENTURA, M. . Cidadania Biológica e autoridade médica: um estudo sobre as controvérsias sobre profilaxia pré-exposição ao HIV/Aids.. In: IV Semana de Saúde Coletiva da UFRJ, 2015, Rio de Janeiro. Anais da IV Semana de Saúde Coletiva da UFRJ, 2015.

6.
CUNHA, C. L. ; FERREIRA, J. ; BASTOS, L. L. ; Bastos, Luíza L. . A Construção do Campo Científico da Saúde Coletiva: Relato de uma experiência de ensino na Pós-Graduação. In: Rede Unida, 11º Congresso Internacional da Rede Unida., 2014, Fortaleza. Rede Unida, 11º Congresso Internacional da Rede Unida., 2014.

7.
BASTOS, L. L.; VENTURA, M. ; BRANDAO, E. R. . Uma análise socioantropológica sobre a regulamentação da anticoncepção de emergência no Brasil. In: http://www.cienciassociaisesaude2013.com.br/programacao/index.php, 2013, Rio de Janeiro. VI Congresso Brasileiro de Ciências Sociais e Humanas em Saúde, 2013.

8.
BRANDAO, E. R. ; CABRAL, C. S. ; VENTURA, M. ; PAIVA, S. P. ; OLIVEIRA, N. V. B. ; SZABO, I. ; BASTOS, L. L. . Uma investigação socioantropológica no âmbito das farmácias: perspectivas de farmacêuticos e balconistas sobre a contracepção de emergência. In: VI Congresso Brasileiro de Ciências Sociais e Humanas em Saúde, 2013, Rio de Janeiro. VI Congresso Brasileiro de Ciências Sociais e Humanas em Saúde, 2013.

9.
Amaral, GP. ; Dalla Corte, C L ; Fernando Dobrachinski ; BASTOS, L. L. ; Rômulo Pilon Barcellos ; Edgar Ozório da Silva ; Félix Antunes . Antioxidant Properties of Phthalocyanines Against SNP-induced Oxidative Stress in Mice Tissues in vitro. In: XXXVIII Reunião Anual da SBBq, 2009, Águas de Lindóia. Antioxidant Properties of Phthalocyanines Against SNP-induced Oxidative Stress in Mice Tissues in vitro, 2009.

10.
Gubert, P. ; Thiago Henrique Lugokenski ; BASTOS, L. L. ; Fernando Dobrachinski ; Colle, D. ; Maria Ester Pereira ; Rocha, JBT. ; Soares, FAA . Effect of Newly Synthesized Oximes on Rat and Human Cholinesterases, a Comparative Study with Usual Oximes. In: XXXVIII Reunião Anual da SBBq, 2009, Águas de Lindóia. Effect of Newly Synthesized Oximes on Rat and Human Cholinesterases, a Comparative Study with Usual Oximes, 2009.

11.
Fernando Dobrachinski ; BASTOS, L. L. ; Gubert, P. ; Colle, D. ; Rafael de Lima Portella ; Ávila, DS. ; Félix Antunes ; Rocha, JBT. . Protective effect of diphenyl diselenide against quinolinic acid-induced excitotoxicity in hippocampus slices of rats. In: XXXVIII Reunião Anual da SBBq, 2009, Águas de Lindóia. Protective effect of diphenyl diselenide against quinolinic acid-induced excitotoxicity in hippocampus slices of rats, 2009.

12.
GOULART, K. R. ; Oliveira, RM. ; WENDT, J. R. ; Einsfeld, L. ; PUIATTI, C. Z. ; BASTOS, L. L. ; FONTOURA, A. M. ; SILVA, D. B. ; SILVA, R. C. ; PEREIRA, D. B ; EINSFELD, C. ; CAMPOS, M. M. A. . Promovendo saúde através do incentivo a práticas de exercícios físicos para escolares do ensino fundamental entre 4 e 8 anos de idade. In: CBEU - 4º Congresso Brasileiro de Extensão Universitária, 2009, Dourados. Promovendo saúde através do incentivo a práticas de exercícios físicos para escolares do ensino fundamental entre 4 e 8 anos de idade, 2009.

13.
Oliveira, RM. ; PUIATTI, C. Z. ; EINSFELD, C. ; Einsfeld, L. ; BASTOS, L. L. ; FONTOURA, A. M. ; MOZZAQUATRO, C. ; OLIVEIRA, D. V ; PEREIRA, D. B ; CAMPOS, M. M. A . Promovendo saúde através da Educação Alimentar, uma experiência interdisciplinar em Escola Municipal de Ensino Fundamental. In: CBEU - 4º Congresso Brasileiro de Extensão Universitária, 2009. Promovendo saúde através da Educação Alimentar, uma experiência interdisciplinar em Escola Municipal de Ensino Fundamental.

14.
BASTOS, L. L.; WENDT, J. R. ; Oliveira, RM. ; PUIATTI, C. Z. ; EINSFELD, C. ; Einsfeld, L. ; FONTOURA, A. M. ; SILVA, D. B. ; SILVA, R. C. ; PEREIRA, D. B ; MOZZAQUATRO, C. ; OLIVEIRA, D. V ; GOULART, K. R. ; CAMPOS, M. M. A. . Promovendo saúde através de abordagens do tema higiene pessoal e saúde bucal, uma experiência interdisciplinar em Escola Municipal de Ensino Fundamental. In: CBEU - 4º Congresso Brasileiro de Extensão Universitária, 2009, Dourados. Promovendo saúde através de abordagens do tema higiene pessoal e saúde bucal, uma experiência interdisciplinar em Escola Municipal de Ensino Fundamental, 2009.

15.
PUIATTI, C. Z. ; EINSFELD, C. ; Oliveira, RM. ; Einsfeld, L. ; BASTOS, L. L. ; FONTOURA, A. M. ; SILVA, R. C. ; PEREIRA, D. B ; GOULART, K. R. ; CAMPOS, M. M. A. . Dificuldade encontradas na abordagem no tema Alimentação saudável na Educação em saúde com escolares entre 12 e 14 anos. In: CBEU - 4º Congresso Brasileiro de Extensão Universitária, 2009, Dourados. Dificuldade encontradas na abordagem no tema Alimentação saudável na Educação em saúde com escolares entre 12 e 14 anos, 2009.

16.
Einsfeld, L. ; Silva, DB. ; WENDT, J. R. ; SILVA, R. C. ; PEREIRA, D. B ; MOZZAQUATRO, C. ; OLIVEIRA, D. V ; Oliveira, RM. ; PUIATTI, C. Z. ; EINSFELD, C. ; BASTOS, L. L. ; FONTOURA, A. M. ; GOULART, K. R. ; CAMPOS, M. M. A. . A inserção acadêmica na comunidade: A Experiência da tenda da saúde. In: CBEU - 4º Congresso Brasileiro de Extensão Universitária, 2009. A inserção acadêmica na comunidade: A Experiência da tenda da saúde.

17.
OLIVEIRA, D. V ; Oliveira, RM. ; EINSFELD, C. ; PUIATTI, C. Z. ; BASTOS, L. L. ; FONTOURA, A. M. ; SILVA, R. C. ; GOULART, K. R. ; WENDT, J. R. ; CAMPOS, M. M. A. . Desafios da abordagem do tema higiene em educação em saúde com escolares entre 4 e 8 anos. In: CBEU - 4º Congresso Brasileiro de Extensão Universitária, 2009, Dourados. Desafios da abordagem do tema higiene em educação em saúde com escolares entre 4 e 8 anos, 2009.

18.
DOBRACHINSKI, F. ; Gubert, P. ; COLLE, D. ; SOARES, F. A. A. ; ROCHA, J. B. ; Bastos, Luíza L. . Diphenyl Diselenide prevents the damage caused by Quinolinic Acid in hippocampus and Striatum of adult rats.. In: XXXVIII Reunião Anual da SBBq, 2009, Águas de Lindóia. XXXVIII Reunião Anual da SBBq, 2009.

19.
Colle, D. ; Ávila, DS. ; Gubert, P. ; Palma, AS ; BASTOS, L. L. ; Fernando Dobrachinski ; Rocha, JBT. ; Félix Antunes . Neuroprotector Effect of DPTVP Against Mn-Induced Neurotoxicity. In: XXXVIII Reunião Anual da SBBq, 2009, Águas de Lindóia. Neuroprotector Effect of DPTVP Against Mn-Induced Neurotoxicity, 2009.

20.
BASTOS, L. L.; PEREIRA, R. ; Dalla Corte, C L ; Rocha, JBT. ; Soares, FAA ; Caroline Wagner ; Alessandro Prestes . Antioxidant effects of phenolic compounds against different prooxidant agents in brain of rats. In: I congresso IBRO/LARC de Neurocoências da América Latina, Caribe e Península Ibérica, 2008, Búzios. Antioxidant effects of phenolic compounds against different prooxidant agents in brain of rats, 2008.

21.
Dalla Corte, C L ; BASTOS, L. L. ; Rocha, JBT. ; Fernando Dobrachinski ; Félix Antunes . Selenium compounds and guanosine prevent the production of reactive species induced by glutamate. In: I congresso IBRO/LARC de Neurocoências da América Latina, Caribe e Península Ibérica, 2008, Búzios. Selenium compounds and guanosine prevent the production of reactive species induced by glutamate, 2008.

22.
BASTOS, L. L.; Fernando Dobrachinsky ; Soares, FAA ; Dalla Corte, C L ; Edgar Ozório da Silva ; Amaral, GP. . Análise das propriedades antioxidantes da ftalocianina de cobre. In: 22° jornada acadêmica integrada da Universidade Federal de Santa Maria, 2007, Santa Maria. análise das propriedades antioxidantes da ftalocianina de cobre, 2007.

23.
Fernando Dobrachinsky ; BASTOS, L. L. ; Dalla Corte, C L ; Soares, FAA . Compostos de selênio e guanosina previnem as espécies reativas induzida por glutamato. In: 22° jornada acadêmica integrada da Universidade Federal de Santa Maria, 2007, Santa Maria. Compostos de selênio e guanosina previnem as espécies reativas induzida por glutamato, 2007.

24.
BASTOS, L. L.; Dalla Corte, C L ; Colle, D. ; Soares, FAA ; Rocha, JBT. . Interações adversas entre haloperidol e valeriana officinalis. In: 22° jornada acadêmica integrada da Universidade Federal de Santa Maria, 2007, Santa Maria. Interações adversas entre haloperidol e valeriana officinalis, 2007.

25.
BASTOS, L. L.; Colle, D. ; Ávila, DS. ; Palma, AS ; Rocha, JBT. ; Soares, FAA . SCAVENGER ACTIVITY OF THE ANTIOXIDANT ORGANOTELLURIUM COMPOUND DIETHYL-2-PHENYL-2-T. In: V meeting of SFRBM - South American Group, Free Radicals, 2007, Montevideo. SCAVENGER ACTIVITY OF THE ANTIOXIDANT ORGANOTELLURIUM COMPOUND DIETHYL-2-PHENYL-2-T, 2007.

Apresentações de Trabalho
1.
Bastos, Luiza Lena. O estado da arte dos contraceptivos: riscos, benefícios e questões éticas para o acesso. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).


Produção técnica
Assessoria e consultoria
1.
BASTOS, L. L.. Os 10 anos do Licenciamento Compulsório do medicamento Efavirenz no Brasil.. 2018.

Trabalhos técnicos


Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
11 Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva. Os argumentos do Consórcio Internacional sobre Contracepção de Emergência para promover o acesso aos contraceptivos de emergência em países em desenvolvimento.. 2015. (Congresso).

2.
Aborto clandestino e outras violências contra a saúde das mulheres. 2015. (Encontro).

3.
A prevenção nossa de cada dia: dilemas e desafios para a saúde. 2015. (Encontro).

4.
Curso Pré-Congresso: AIDS - Estratégias emergentes para prevenção e e cuidado. 2015. (Outra).

5.
IV Semana de Saúde Coletiva - Saúde Coletiva e o Desafio da Formação.Cidadania Biológica e autoridade médica: um estudo sobre as controvérsias sobre profilaxia pré-exposição ao HIV/Aids.. 2015. (Outra).

6.
Jornada de Debates sobre Aborto, Saúde e direitos reprodutivos. 2015. (Seminário).

7.
Revisão da lei das patentes e as implicações para o acesso a medicamentos. 2015. (Encontro).

8.
The HIV/Aids epidemics and the invention of Global Health. 2015. (Encontro).

9.
XIX Congresso Brasileiro de Infectologia. 2015. (Congresso).

10.
Simpósio sobre Pesquisa Qualitativa em Saúde. 2014. (Simpósio).

11.
VI Congresso Brasileiro de Ciências Sociais e Humanas em Saúde. Uma análise socioantropológica sobre a regulamentação da anticoncepção de emergência no Brasil. 2013. (Congresso).

12.
Encontro Nacional de Estudantes de Farmácia. 2010. (Encontro).

13.
4º Congresso Brasileiro de Extensão Universitária - CBEU.. 2009. (Congresso).

14.
I Seminário "O Farmacêutico no SUS" - construindo pontes entre os diferentes saberes do hoje para o amanhã. 2009. (Seminário).

15.
Semana Acadêmica da Farmácia - Professor Antônio Roberto Fontoura Pereira. 2009. (Congresso).

16.
XXXV Reunião Anual da Sociedade Brasileira de Bioquímica e Biologia Molecular - SBBq. 2009. (Congresso).

17.
I Congresso IBRO/LARC de Neurociências da América Latina, Caribe e Península Ibérica. 2008. (Congresso).

18.
I Congresso Sul de Toxicologia Clínico laboratorial. 2008. (Congresso).

19.
Semana Acadêmica do curso de Farmácia da Universidade Federal de Santa Maria. 2008. (Congresso).

20.
VII Jornada Farmacêutica - "A arte de fazer ciência". 2007. (Congresso).

21.
V meeting of SFRBM - south American Group V international conference on peroxynitrite and reactive nitrogen species. 2007. (Congresso).

22.
21° Jornada Acadêmica Integrada. 2006. (Congresso).

23.
I Ciclo de Estudos Farmacêuticos DAFarm - "Atualização Interdisciplinar do Farmacêutico. 2006. (Congresso).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
BASTOS, L. L.; MAGNI, J. A. ; Einsfeld, L. ; ANDRADE, D. F ; Palma, AS ; CAMPOS, M. M. A. . I Seminário O Farmacêutico no SUS. 2009. (Outro).

2.
BASTOS, L. L.; ANDRADE, D. F ; Gindri, M.I ; Barth, A. ; Mello, M. ; Romero, S.C ; Tier, Z.A. . Semana Acadêmica da Farmácia - Professor Antônio Roberto Fontoura Pereira. 2009. (Congresso).

3.
BASTOS, L. L.; Bacin, F. ; Einsfeld, L. ; BUENO, L. M. ; SILVA, D. B. ; CAMPOS, M. M. A . Mini-Curso Vamos Falar Sobre... Gestão?. 2008. (Outro).

4.
BASTOS, L. L.; Einsfeld, L. ; BACIN, F. P. ; BUENO, L. M. ; FREITAS, R. B. ; ANDRADE, D. F. ; NEMITZ, M. ; CAMPOS, M. M. A. . Jornada Farmacêutica. 2007. (Outro).




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 13/12/2018 às 21:26:40