Leonardo Fernando dos Santos Moura

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/3495887322246706
  • Última atualização do currículo em 05/03/2015


É graduado em Ciência da Computação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul e em "ingénierie des systèmes informatiques" pelo Institut National Polytechnique de Grenoble (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Leonardo Fernando dos Santos Moura
Nome em citações bibliográficas
MOURA, L. F. S.;Leonardo F.S. Moura


Formação acadêmica/titulação


2013 - 2015
Mestrado em Computação.
Universidade Federal do Rio Grande do Sul, UFRGS, Brasil.
Título: Branch & Price for the Virtual Network Embedding Problem,Ano de Obtenção: 2015.
Orientador: Luciana Salete Buriol.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Ciência da Computação / Subárea: Teoria da Computação / Especialidade: Algoritmos.
Grande Área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Ciência da Computação / Subárea: Teoria da Computação / Especialidade: Análise de Algoritmos e Complexidade de Computação.
2010 - 2012
Graduação em Ingéniérie des systèmes informatiques.
institut national polytechnique de grenoble.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior.
2007 - 2012
Graduação em bacharelado em ciência da computação.
Universidade Federal do Rio Grande do Sul, UFRGS, Brasil.




Atuação Profissional



Universidade Federal do Rio Grande do Sul, UFRGS, Brasil.
Vínculo institucional

2008 - 2009
Vínculo: Outro (bolsista), Enquadramento Funcional: bolsa de iniciação científica, Carga horária: 20, Regime: Dedicação exclusiva.



Projetos de pesquisa


2009 - 2010
MOBIL -- MOdelagem de controle e roteamento de demanda em sistemas inteligentes de transporte: utilizando amBIentes de simulação muLtiagente
Descrição: Nos últimos anos foram propostas diversas plataformas baseadas em agentes que abordam tópicos ligados ao problema da crescente demanda por mobilidade, como por exemplo as crescentes extensões de congestionamentos em espaço urbano. Entretanto, a maioria destas plataformas sofrem de um ou mais dentre os seguintes problemas: não são de fato baseadas em agentes na medida em que o processamento de informação é centralizado; fazem hipóteses simplificadoras que tornam os métodos dificilmente empregáveis em nível de engenharia de tráfego e/ou efetivente implementáveis num cenário do mundo real; não consideram mais de um ator do sistema de tráfego como um todo. Desta forma, continua existindo a necessidade de uma plataforma integrada que seja: efetivamente baseada em paradigmas da área de agentes autônomos e sistemas multiagente; aborde de fato o nível fino de abstração, o que, em controle semafórico e em se tratando de simulação do comportamento do motorista humano, são fatores primordiais para se garantir a empregabilidade e a eficácia do método; considere os efeitos causados pelos diversos atores tentando se adaptar as mudanças percebidas (tipicamente mudança no estado do ambiente onde estes atores interagem). Este projeto tem portanto o objetivo de propor uma plataforma que endereçe os problemas acima mencionados. Esta plataforma tem um objetivo estratégico na medida em que permite se caminhar em direção a um método eficaz e eficiente para lidar com o problema de mobilidade, um dos problemas de maior impacto social, econômico e ambiental no Brasil. Além desta integração de métodos, o projeto também visa melhorar os algoritmos de roteamento abordando duas questões até o momento em aberto: a atualização dinâmica do grafo de caminhos mínimos: esta questão é fundamental no ambiente de roteamento de veículos uma vez que os pesos considerados em algoritmos de caminho mínimo são normalmente assumidos como fixos o que é uma hipótese muito forte no cenário de t...
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2008 - 2009
Aprendizado Autônomo de Linguagem Facilitando a Interação Homem-Máquina
Descrição: O objetivo principal deste projeto é a investigação do aprendizado autônomo da linguagem natural num contexto de robótica móvel, visando a obtenção de meios diretos de comunicação entre robôs e entre robôs e humanos. Para isto, esperamos que o robô explore gradualmente seu ambiente e aprenda a decifrar e lidar com a semântica das relações espaciais ali presentes. Isto significa que, dada uma sentença e o estado atual no ambiente, o robô deve ser capaz de realizar a ação apropriada indicada pela seqüência de palavras, deve aprender associações entre palavras, ações, objetos e posições. Assim, não consideramos que este conhecimento esteja disponível (diferentemente de [SKU 2002, SOF 2003]), mas ao invés objetivamos investigar técnicas que propiciem seu aprendizado de forma autônoma pelo robô..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Ciência da Computação.
2.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Ciência da Computação / Subárea: Teoria da Computação/Especialidade: Algoritmos.


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Francês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Português
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Pouco.


Prêmios e títulos


2013
Aluno Destaque, Sociedade Brasileira de Computação.


Produções



Produção bibliográfica
Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
Leonardo F.S. Moura; Luciana S. Buriol . A Column Generation Approach for the Virtual Network Embedding Problem. In: ALIO/EURO, 2014, Montevideo. VIII ALIO/EURO Workshop on Applied Combinatorial Optimization, 2014.

2.
Ana L. C. Bazzan ; Maicon de B. do Amarante ; Guilherme G. Azzi ; Alexander J. Benavides ; Luciana S. Buriol ; MOURA, L. F. S. ; Marcus Ritt ; Tiago Sommer . Extending traffic simulation based on cellular automata: from particles to autonomous agents. In: Proceedings of the European Conference on Modelling and Simulation, 2011, Cracóvia. Proceedings of the European Conference on Modelling and Simulation (ECMS 2011), 2011.

3.
MOURA, L. F. S.; Marcus Ritt ; Luciana S. Buriol . Estudo experimental de algoritmos em tempo real de caminho mínimo ponto a ponto em grafos dinâmicos. In: SOBRAPO, 2010, Bento Gonçalves. Anais do Anais do XLII Simpósio Brasileiro de Pesquisa Operacional, 2010. v. 42.

4.
RAMISCH, Carlos ; VILLAVICENCIO, A. ; MOURA, L. F. S. ; IDIART, M. A. P. . Picking them up and Figuring them out: Verb-Particle Constructions, Noise and Idiomaticity. In: Twelfth Conference on Computational Natural Language Learning (CoNLL 2008), 2008, Manchester. Proceedings of the Twelfth Conference on Computational Natural Language Learning. p. 49-56.




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 12/12/2018 às 10:51:30