Thiago Pereira Mendes

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/2164873699580204
  • Última atualização do currículo em 30/10/2018


Biólogo, graduado pela Universidade do Estado de Mato Grosso - UNEMAT. Mestre em Ecologia Aquática e Pesca pela Universidade Federal do Pará. Programa de Pós-graduação em Ecologia Aquática e Pesca (UFPA-PPGEAP). Atualmente doutorando em Zoologia pelo Programa de Pós-Graduação em Zoologia (PPGZOOL), da Universidade Federal do Pará em convênio com o Museu Paraense Emílio Goeldi (UFPA-MPEG). Atuo precisamente em ecologia de ambientes aquáticos de água doce, utilizo imaturos da ordem Odonata como ferramenta modelo em estudos ecossistêmicos aquáticos em regiões com diferentes tipos de uso da terra. Possuo conhecimento em análises estatísticas Univariadas e Multivariadas. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Thiago Pereira Mendes
Nome em citações bibliográficas
MENDES, T. P.;MENDES, THIAGO PEREIRA;MENDES, THIAGO P.;MENDES, T P


Formação acadêmica/titulação


2015
Doutorado em andamento em Zoologia.
Universidade Federal do Pará, UFPA, Brasil.
Título: Efeitos do uso da terra na Amazônia Oriental sobre a estrutura do habitat e baixos níveis de organização biológica: Odonata (Insecta) como organismos biomonitores,
Orientador: Leandro Juen.
Coorientador: Lilian Lund Amado.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
2013 - 2015
Mestrado em Ecologia Aquática e Pesca.
Universidade Federal do Pará, UFPA, Brasil.
Título: Influência do manejo florestal de impacto reduzido em assembleias de larvas de Odonata (Insecta) na Amazônia Oriental,Ano de Obtenção: 2015.
Orientador: Leandro Juen.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
2007 - 2010
Graduação em Licenciatura Plena em Ciências Biológicas.
Universidade do Estado de Mato Grosso, UNEMAT, Brasil.
Título: A DISTRIBUIÇÃO DAS LARVAS DE ODONATA (INSECTA) É AFETADA PELAS DISTÂNCIAS GEOGRÁFICAS OU PELO AMBIENTE? UM ESTUDO SOB A LUZ DAS TEORIAS DO NICHO E NEUTRA.
Orientador: Helena Soares Ramos Cabette.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa ao Desenvolv. Científico e Tecnológico - MA, FAPEMA, Brasil.




Atuação Profissional



Universidade Federal de Goiás, UFG, Brasil.
Vínculo institucional

2018 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional:


Universidade Federal do Pará, UFPA, Brasil.
Vínculo institucional

2016 - Atual
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Discente

Vínculo institucional

2016 - 2016
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Monitor, Carga horária: 40
Outras informações
Monitoria da Disciplina de Estatística Univariada, Programa de Pós-Graduação em Zoologia, UFPA / MPEG.

Vínculo institucional

2015 - 2015
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Monitor, Carga horária: 40
Outras informações
Monitoria da Disciplina de Estatística Multivariada, Programa de Pós-Graduação em Zoologia, UFPA / MPEG.

Vínculo institucional

2014 - 2014
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Colaborador, Carga horária: 68
Outras informações
Ministrei a Disciplina de Fundamentos de Ecologia da Amazônia.



Projetos de pesquisa


2018 - Atual
Adaptação Climática e Conservação da Biodiversidade Brasileira Baseada em Modelos Climáticos Regionais
Descrição: Os efeitos das mudanças climáticas globais são inegáveis, causando diversos impactos sociais e ambientais, afetando desde espécies até ecossistemas inteiros. Por ser um dos fatores principais determinando a ocorrência das espécies, mudanças no clima podem alterar a adequabilidade ambiental dos locais onde as espécies ocorrem, causando mudanças em seus padrões de distribuição. Tais mudanças podem ser ainda mais comprometedoras se as espécies afetadas possuem baixa capacidade de dispersão, como é o caso de algumas espécies ameaçadas. A modelagem da distribuição de espécies levando em consideração as mudanças climáticas são de grande importância para conservar a biodiversidade no futuro. Apesar de ser uma abordagem comum, a inclusão de dados climáticos regionais representa uma inovação na modelagem de distribuição de espécies, sendo capaz de gerar modelos mais acurados para regiões específicas. A disponibilização de modelos regionais como o BESM para o Brasil representa um grande avanço para o planejamento da conservação de espécies em uma das regiões com maior biodiversidade do planeta. Neste projeto propomos modelar a distribuição de espécies de diferentes grupos (fauna ameaçada, palmeiras nativas, Odonata, e árvores economicamente importantes) e analisar a vulnerabilidade destes grupos frente às mudanças climáticas. Os grupos envolvidos possuem experiência em modelagem de diferentes grupos, e possuem projeto em colaboração com o ICMBIO. Desta forma, como produto final, geraremos mapas e informação técnica úteis para órgão públicos como o ICMBIO e o IBAMA, para orientar futuras ações conservacionistas..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (8) / Doutorado: (4) .
Integrantes: Thiago Pereira Mendes - Coordenador / karina dias da silva - Integrante / Lenize Batista Calvão - Integrante / Ana Luiza Andrade - Integrante / Ana Paula Justino de Faria - Integrante / Fernando Geraldo de Carvalho - Integrante / Mylena Neves Cardoso - Integrante / Leandro Schelemer Brasil - Integrante / JUEN, L - Integrante / Ingrid Koch - Integrante / Caroline Corrêa Nóbrega - Integrante / Livia Maria Orlandi Laureto - Integrante / Poliana Mendes - Integrante / Santiago José Elías Velazco - Integrante / PAULO DE MARCO JÚNIOR - Integrante.Financiador(es): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Auxílio financeiro.
2014 - Atual
Efeito da heterogeneidade de habitats sobre os padrões de diversidade de macroinvertebrados aquáticos em igarapés da Amazônia oriental
Descrição: O presente projeto de pesquisa busca avançar no entendimento da relação entre heterogeneidade da estrutura física fluvial e a diversidade de macroinvertebrados aquáticos (em seus componentes alfa e beta), em diferentes escalas espaciais (dentro dos igarapés e entre igarapés). O estudo de riachos amazônicos é muito propício nesse sentido uma vez que a região amazônica abriga uma grande diversidade de espécies de macroinvertebrados e muitos dos igarapés ainda se encontram em condição pristina (Nessimian et al., 2014), o que permite avaliar os padrões de diversidade na ausência de influências antrópicas.O objetivo geral desta proposta é analisar o efeito da heterogeneidade de habitats fluviais sobre os componentes alfa e beta da diversidade de macroinvertebrados aquáticos. Serão utilizados trechos de igarapés afogados (predominantemente lênticos) da FLONA de Caxiuanã como representantes de riachos homogêneos e trechos de igarapés de terra firme (predominantemente lóticos) na mesma UC como representantes de riachos possivelmente mais heterogêneos..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (5) / Doutorado: (8) .
Integrantes: Thiago Pereira Mendes - Integrante / karina dias da silva - Integrante / yulie shimano feitoza - Integrante / denis da silva nogueira - Integrante / Lenize Batista Calvão - Integrante / Luciano Fogaça de Assis Montag - Integrante / José Max Barbosa de Oliveira Júnior - Integrante / Erlane José Rodrigues da Cunha - Integrante / Cláudio da Silva Monteiro Júnior - Integrante / Raphael Ligeiro - Coordenador / Ana Luiza Andrade - Integrante / Ana Paula Justino de Faria - Integrante / Fernando Geraldo de Carvalho - Integrante / Mylena Neves Cardoso - Integrante / Joás Silva Brito - Integrante / Carina Kaory Sasahara de Paiva - Integrante / Gilberto Nicácio Batista - Integrante / Luiz Felipe Batista Ferreira - Integrante.
2013 - 2015
Variação espaço-temporal em comunidades aquáticas de igarapés afogados do sítio PPBio Caxiuanã, Amazônia Oriental
Descrição: Entender como fatores ambientais e a mudança no porte dos igarapés atuam sobre as assembleias de peixescomunidades é fundamental para a avaliação da dinâmica de ambientes aquáticos. Considerando as teorias sobre limitação à dispersão e explicações neutras e baseadas no nicho para explicar a similaridade entre comunidades, quantificaremos a importância relativa dos fatores espaciais e ambientais para explicar a variação na composição das comunidades de Heteroptera, Odonata e de Peixe no Flona de Caxiuanã. Concomitante a isso, será avaliado se existe concordância entre as assembléias estudadas, caso existe uma alta concordância entre os organismos pode-se padronizar apenas um ou dois grupos taxonômicos que melhor representam a exigência de toda a comunidade aquática para serem coletados, podendo reduzir o número de táxons, diminuir custos e tempo na identificação, facilitando assim, a implementação do monitoramento biológico da qualidade ambiental. Assim, diversas teorias procuram explicar padrões na variação longitudinal sobre a estrutura de comunidades aquáticas. Nesse sentido, uma das teorias mais importantes é o Conceito de Rio Contínuo, que prediz a substituição de espécies no sentido montante-jusante para obtenção do processamento máximo de energia. Esta substituição está relacionada a mudanças nas características físico-químicas do igarapé, que determinariam a distribuição das espécies. Entretanto, este conceito baseou-se na dinâmica de riachos temperados, devendo ser testado em áreas submetidas a diferentes condições para que sua aplicabilidade seja confirmada. Exemplo de uma área que apresenta um padrão ainda não testado pelo Conceito de Rio Contínuo é a região de Caxiuanã, localizada na Amazônia Oriental. Esta área se apresenta como uma formação de lago de ria, derivado do afogamento de vales durante o Holoceno. Este processo resultou no represamento do rio e levou ao ganho de características lacustres, tanto para a Baía como para seus afluentes menores..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (3) / Doutorado: (3) .
Integrantes: Thiago Pereira Mendes - Integrante / Leandro Juen - Integrante / Nelson Silva Pinto - Integrante / Paulo De Marco Júnior - Integrante / karina dias da silva - Integrante / bruno da silva prudente - Integrante / Valéria de Almeida Oliveira - Integrante / Naraiane Loureiro Benone - Integrante / Tiago Magalhães da Silva Freitas - Integrante / Wolmar Benjamin Wosiack - Integrante / Luciano Fogaça de Assis Montag - Coordenador.
2013 - Atual
INFLUÊNCIA DOS DIFERENTES TIPOS DE USO DO SOLO SOBRE A BIODIVERSIDADE NA AMAZÔNIA ORIENTAL
Descrição: Nos últimos anos a pressão antrópica sobre os ecossistemas tem sido intensificada, devido ao crescente aumento da demanda por matéria prima, energética e alimentos, principalmente em florestas tropicais. O intenso desmatamento na Amazônia tem sido causado principalmente por mudanças na cobertura do solo e uso da terra para agricultura, pecuária, construção de barragens e exploração madeireira. Tais atividades são as maiores responsáveis pela degradação de ambientes naturais. O maior foco de tal pressão se encontra na área conhecida como Arco do Desmatamento , localizado em sua maior parte dentro da área da Amazônia Oriental. Em ambientes aquáticos, a perda de ecossistemas naturais aliada ao manejo ineficiente dessas áreas ameaçam a integridade dos hábitats e a permanência das espécies em seus habitat naturais. Assim, estudos que visam avaliar como as alterações afetam os sistemas naturais, testando quais parâmetros bióticos e abióticos respondem às alterações, são de grande relevância biológica e política. O objetivo deste projeto é mensurar o efeito dos diferentes tipos de usos de solo sobre as comunidades aquáticas e sobre a complexidade ambiental desses ecossistemas, principalmente através do uso de índices multimétricos. Para isso, serão amostrados aproximadamente 100 igarapés distribuídos em regiões de plantação de dendê; pecuária; exploração madeireira manejada e não manejada e áreas de remanescentes florestais. Ao todo serão amostradas 20 áreas em cada tipo de uso (divididos entre tratamento e controle). Os grupos biológicos a serem avaliados incluem insetos aquáticos (Diptera, Ephemeroptera, Heteroptera, Odonata, Trichoptera) e a assembleia de peixes..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Mestrado acadêmico: (7) / Doutorado: (10) .
Integrantes: Thiago Pereira Mendes - Integrante / Leandro Juen - Coordenador / Nelson Silva Pinto - Integrante / Paulo De Marco Júnior - Integrante / yulie shimano feitoza - Integrante / bruno da silva prudente - Integrante / denis da silva nogueira - Integrante / Naraiane Loureiro Benone - Integrante / Lenize Batista Calvão - Integrante / Luciano Fogaça de Assis Montag - Integrante / José Max Barbosa de Oliveira Júnior - Integrante / Erlane José Rodrigues da Cunha - Integrante / Cláudio da Silva Monteiro Júnior - Integrante / Ana Luiza Andrade - Integrante / Ana Paula Justino de Faria - Integrante / Fernando Geraldo de Carvalho - Integrante / Mylena Neves Cardoso - Integrante / Joás Silva Brito - Integrante / Carina Kaory Sasahara de Paiva - Integrante / Gilberto Nicácio Batista - Integrante / Luiz Felipe Batista Ferreira - Integrante / Leandro Schelemer Brasil - Integrante / Cristiane de Paula Ferreira - Integrante / Híngara Leão - Integrante / João Lucas da Silva Gonçalves - Integrante / Lais Lobato Jacob - Integrante / Bruno Spacek Godoy - Integrante.
2012 - 2014
Tempo de resiliência das comunidades aquáticas após o corte seletivo de madeira na Amazônia Oriental
Descrição: A diversidade biológica é extremamente dependente das atividades humanas, uma vez que áreas utilizadas economicamente pelo homem podem sobrepor aquelas de grande valor para conservação biológica. Com a recente intensificação das atividades humanas, observou-se uma maior destruição dos ecossistemas naturais, que juntamente com a grande escassez de conhecimento biológico básico das espécies e dos sistemas, ameaçam a integridade biológica dos hábitats e a permanência das espécies em seus ambientes naturais, juntamente coma falta e/ou ineficiência de políticas públicas adequadas a conservação. Sendo assim, os estudos que visam levantar informações de como as alterações afetam os sistemas, testando se as comunidades conseguem se recuperar naturalmente após sofrem impactos, e qual o tempo necessário para acontecer essa resiliência, são extremamente importantes. O presente projeto tem como objetivo principal fornecer informações sobre qual o efeito da retirada seletiva de madeira sobre a comunidade aquática, avaliando a capacidade de auto-depuração da comunidade em retornar ao seu estado original após passar por alterações, bem como o tempo necessário para o fenômeno de resiliência acontecer. Adicional a isso, testaremos se a complexidade ambiental também é afetada, através de índices multimétricos que mensuraram a integridade das comunidades aquáticas. Para isso serão amostrados aproximadamente 50 cursos d água (igarapés) distribuídos em um gradiente de tempo de regeneração, onde será incluída áreas que estão há aproximadamente 40 anos em regeneração até áreas que passaram por alteração ambiental à menos de um ano. A biodiversidade aquática amostrada será representada pelas ordens de insetos aquáticos (Ephemeroptera, Heteroptera, Odonata e Trichoptera) e de Peixe..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (4) .
Integrantes: Thiago Pereira Mendes - Integrante / Leandro Juen - Coordenador / Nelson Silva Pinto - Integrante / Paulo De Marco Júnior - Integrante / karina dias da silva - Integrante / yulie shimano feitoza - Integrante / bruno da silva prudente - Integrante / denis da silva nogueira - Integrante / Valéria de Almeida Oliveira - Integrante / Naraiane Loureiro Benone - Integrante / Tiago Magalhães da Silva Freitas - Integrante / Lenize Batista Calvão - Integrante / Wolmar Benjamin Wosiack - Integrante / Luciano Fogaça de Assis Montag - Integrante / José Max Barbosa de Oliveira Júnior - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Ecologia / Subárea: Conhecimento em Análises Univariadas e Multivariadas.
2.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Ecologia / Subárea: Taxonomia de Insetos Aquáticos.
3.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Biologia Geral / Subárea: Biologia Geral.
4.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Ecologia / Subárea: Ecologia.


Idiomas


Inglês
Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Razoavelmente, Escreve Razoavelmente.
Português
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
MENDES, T P2017 MENDES, T P; LUIZA-ANDRADE, A ; CABETTE, H S R ; JUEN, L . How Does Environmental Variation Affect the Distribution of Dragonfly Larvae (Odonata) in the Amazon-Cerrado Transition Zone in Central Brazil?. NEOTROPICAL ENTOMOLOGY, v. 47, p. 37-45, 2017.

2.
MENDES, T P2017MENDES, T P; OLIVEIRA-JUNIOR, J M B ; CABETTE, H S R ; BATISTA, J D ; JUEN, L . Congruence and the Biomonitoring of Aquatic Ecosystems: Are Odonate Larvae or Adults the Most Effective for the Evaluation of Impacts. NEOTROPICAL ENTOMOLOGY, v. 46, p. 631-641, 2017.

3.
MENDES, THIAGO P.2015MENDES, THIAGO P.; CABETTE, HELENA S. R. ; JUEN, LEANDRO . Setting boundaries: Environmental and spatial effects on Odonata larvae distribution (Insecta). Anais da Academia Brasileira de Ciências (Impresso), v. 87, p. 239-248, 2015.

4.
JUEN, LEANDRO2014JUEN, LEANDRO ; OLIVEIRA-JUNIOR, JOSÉ MAX BARBOSA DE ; SHIMANO, YULIE ; MENDES, THIAGO PEREIRA ; CABETTE, HELENA SOARES RAMOS . Composição e riqueza de Odonata (Insecta) em riachos com diferentes níveis de conservação em um ecótone Cerrado-Floresta Amazônica. Acta Amazonica (Impresso), v. 44, p. 223-233, 2014.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
MENDES, T. P.; CABETTE, H. S. R. . EFEITO DAS VARIÁVEIS FÍSICO-QUÍMICAS DA ÁGUA NA COMUNIDADE DE IMATUROS DE ANISOPTERA (ODONATA) NA BACIA DO RIO SUIÁ-MIÇÚ, MT. In: 3ª Jornada Científica da UNEMAT, 2010, Cáceres. 3ª Jornada Científica da Unemat, 2010.

2.
MENDES, T. P.; CABETTE, H. S. R. ; JUEN, L. . OS PARÂMETROS AMBIENTAIS PODEM INTERFERIR NA ABUNDÂNCIA DE INSETOS AQUÁTICOS?. In: 2ª Jornada Científica UNEMAT, 2009, Cáceres. 2ª Jornada Científica UNEMAT, 2009.

3.
MENDES, T. P.; CABETTE, H. S. R. ; JUEN, L. ; Pinto, N. S. . EFEITO DA INTEGRIDADE DO HABITAT E QUALIDADE ÁGUA NA DISTRIBUIÇÃO DE LARVAS DE ODONATA NA BACIA DO RIO SUIÁ-MIÇÚ-MT. In: XX Semana do ICB, 2009, Goiânia. XX Semana do ICB. Goiânia: ICB/UFG, 2009.

Apresentações de Trabalho
1.
MENDES, T. P.; JUEN, L. . O efeito do uso do solo sobre a biodiversidade aquática na Amazônia oriental. 2014. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).


Demais tipos de produção técnica
1.
JUEN, L. ; SILVA, K. D. ; MENDES, T. P. . Curso de Estatística Multivariada. 2015. (Curso de curta duração ministrado/Outra).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
MENDES, T. P.; PRUDENTE, B. S.. Participação em banca de Evelyn Martha de Barros Nunes.Influência da plantação de Palma na dieta de Hyphessobrycon heterorhabdus (Characiformes: Characidae) em igarapés Amazônicos. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade da Amazônia.




Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
Disciplina Fundamentos de Ecologia da Amazônia.Fundamentos de Ecologia da Amazônia. 2014. (Outra).

2.
XXX Congresso Brasileiro de Zoologia. Efeito do espaço e do ambiente na distribuição de larvas de Odonata em riachos tropicais. 2014. (Congresso).

3.
Curso de Análise Multivariada. 2010. (Outra).

4.
Morcegos: Aspectos Gerais Citogenéticos e Reprodutivos.Morcegos: Aspectos Gerais Citogenéticos e Reprodutivos. 2010. (Outra).

5.
Mutagênese: teste SMART em asas de Drosophila melanogaster.Mutagênese: teste SMART em asas de Drosophila melanogaster. 2010. (Outra).

6.
VI Congresso Interno de Iniciação Científica da Universidade do Estado de Mato Grosso - UNEMAT. 2010. (Congresso).

7.
VI Congresso Interno de Iniciação Científica da Universidade do Estado de Mato Grosso - UNEMAT. Efeito das variáveis físico-químicas da água na comunidade de imaturos de Anisoptera (Odonata) na Bacia do Rio Suiá-miçú, MT. 2010. (Congresso).

8.
Iº Simpósio Produção e Conservação - Desafio da Sustentabilidade no Vale do Araguaia..Os fatores físico-químicos podem responder pelas variações observadas na riqueza de espécies de Odonata em riachos?. 2009. (Simpósio).

9.
Iº Simpósio Produção e Conservação - Desafio da Sustentabilidade no Vale do Araguaia.. 2009. (Simpósio).

10.
XX Semana do ICB / UFG..EFEITO DA INTEGRIDADE DO HABITAT E QUALIDADE ÁGUA NA DISTRIBUIÇÃO DE LARVAS DE ODONATA NA BACIA DO RIO SUIÁ-MIÇÚ-MT. 2009. (Outra).

11.
II Encontro Nascentes Do Xingu I Feira de Iniciativas Socioambientais.Utilização de insetos aquáticos como bioindicadores de qualidade de água na Bacia do Suiá-Missú.. 2008. (Encontro).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
MENDES, T. P.. Ameaças a Biodiversidade. 2009. (Outro).



Orientações



Orientações e supervisões concluídas
Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Luiz Felipe Batista Ferreira. EFEITO DA VARIAÇÃO AMBIENTAL EM ÁREAS DE MONOCULTURA DE DENDÊ SOBRE A DIVERSIDADE DE LARVAS DE ODONATA (INSECTA). 2016. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Federal do Pará, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Thiago Pereira Mendes.




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 18/01/2019 às 6:32:53