Isadora Tavares Maleval

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/5004479701596418
  • Última atualização do currículo em 10/11/2018


Doutora em História (2015) pelo Programa de Pós-Graduação em História Política da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (PPGH - UERJ), onde também obteve o título de Mestre (2010). Cumpriu estágio doutoral na Université Paris-Sorbonne (2014) e pós-doutoral no Departamento de História da UERJ, através de financiamento CAPES/FAPERJ (2015-2016). Atualmente é professora adjunta da área de Teoria e Metodologia da História no Departamento de História de Campos (CHT) da Universidade Federal Fluminense (UFF). É especialista em temas relacionados à teoria da história, historiografia, história do Brasil Império, história da Primeira República, cultura letrada e história do livro e dos impressos. Lidera o Laboratório de História Regional e Patrimônio (LAHIRP), que conta com pesquisadores brasileiros e estrangeiros interessados em discutir a História Regional em sua interseção com a questão patrimonial. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Isadora Tavares Maleval
Nome em citações bibliográficas
MALEVAL, I. T.;MALEVAL, ISADORA TAVARES

Endereço


Endereço Profissional
Universidade Federal Fluminense, Departamento de História de Campos (CHT).
Rua José do Patrocínio, 71
Centro
28010385 - Campos dos Goytacazes, RJ - Brasil
Telefone: (22) 27330310


Formação acadêmica/titulação


2011 - 2015
Doutorado em História.
Universidade do Estado do Rio de Janeiro, UERJ, Brasil.
com período sanduíche em Université Paris-Sorbonne (Orientador: Armelle Jeanne Enders).
Título: Entre a arca do sigilo e o tribunal da posteridade: o (não) lugar do presente nas produções do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro (1838-1889), Ano de obtenção: 2015.
Orientador: Lúcia Maria Bastos Pereira das Neves.
Bolsista do(a): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ, FAPERJ, Brasil.
2008 - 2010
Mestrado em História.
Universidade do Estado do Rio de Janeiro, UERJ, Brasil.
Título: Histórias do Brasil para a mocidade: os epítomes de José Pedro Xavier Pinheiro e Caetano Lopes de Moura (1850-1870),Ano de Obtenção: 2010.
Orientador: Lúcia Maria Bastos Pereira das Neves.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: Compêndios; História do Brasil; Segundo Reinado; historiografia; Ensino de História; Nação.
Grande área: Ciências Humanas
2006 - 2008
Graduação em História (Licenciatura).
Universidade do Estado do Rio de Janeiro, UERJ, Brasil.
2004 - 2007
Graduação em História (Bacharelado).
Universidade do Estado do Rio de Janeiro, UERJ, Brasil.
Título: Uma história para a mocidade: Caetano Lopes de Moura e a escrita de compêndios escolares no século XIX.
Orientador: Tânia Maria Bessone da Cruz Ferreira.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.


Pós-doutorado


2015 - 2016
Pós-Doutorado.
Universidade do Estado do Rio de Janeiro, UERJ, Brasil.
Bolsista do(a): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ, FAPERJ, Brasil.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História do Brasil / Especialidade: História do Brasil República.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História do Livro / Especialidade: Historiografia.


Formação Complementar


2014 - 2014
Revisão e copidesque. (Carga horária: 16h).
Estação das Letras, EL, Brasil.
2011 - 2011
Escrita da História em Tempos Republicanos. (Carga horária: 4h).
Universidade Federal de Ouro Preto, UFOP, Brasil.
2010 - 2010
Curso Fundamental de Fotografia. (Carga horária: 32h).
Sociedade Fluminense de Fotografia, SFF, Brasil.
2009 - 2009
Cultura escrita e 'literaturas' na Europa.... (Carga horária: 12h).
Programa de Pós-Graduação em História UERJ, PPGH, Brasil.
2009 - 2009
Cronótopos: alguns casos reais e extremos. (Carga horária: 4h).
Universidade Federal de Ouro Preto, UFOP, Brasil.
2008 - 2009
Estágio docente. (Carga horária: 90h).
Colégio de Aplicação da Universidade do Estado do Rio de Janeiro., CAP UERJ, Brasil.
2008 - 2008
Usos da mídia no ensino de história. (Carga horária: 4h).
Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, UNIRIO, Brasil.
2008 - 2008
Análise do discurso político. (Carga horária: 6h).
Programa de Pós-Graduação em História UERJ, PPGH, Brasil.
2007 - 2007
Guerra Civil Española: Revolución y Contrarevoluci. (Carga horária: 4h).
Universidade do Estado do Rio de Janeiro, UERJ, Brasil.
2007 - 2007
1808: A transformação do Brasil de colônia a Reino. (Carga horária: 17h).
Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro, IHGB, Brasil.
2006 - 2006
O ciclo do Rei Arthur. (Carga horária: 3h).
Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.
2006 - 2006
A Gália pré-rmana e os celtas. (Carga horária: 6h).
Universidade Federal Fluminense, UFF, Brasil.


Atuação Profissional



Universidade Federal Fluminense, UFF, Brasil.
Vínculo institucional

2016 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Adjunto, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Professora Adjunta de Teoria e Metodologia da História do Departamento de História de Campos (CHT) - Instituto de Ciências da Sociedade e Desenvolvimento Regional (ESR).

Atividades

08/2018 - Atual
Ensino, História, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Construção do Pensamento Histórico
Introdução aos Estudos Históricos
05/2018 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Departamento de História de Campos (CHT), .

05/2018 - Atual
Outras atividades técnico-científicas , Departamento de História de Campos (CHT), Departamento de História de Campos (CHT).

Atividade realizada
Liderança do Laboratório de História Regional e Patrimônio.
07/2016 - Atual
Extensão universitária , Departamento de História de Campos (CHT), .

Atividade de extensão realizada
Revista Multidisciplinar Discente Mundo Livre.
09/2016 - 09/2018
Direção e administração, Departamento de História de Campos (CHT), .

Cargo ou função
Coordenadora de pesquisa do Departamento de História de Campos (CHT).
08/2017 - 07/2018
Ensino, História, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Construção do Pensamento Histórico
Tópicos Especiais em História da Cultura
04/2016 - 07/2017
Ensino, História, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Construção do pensamento histórico
Métodos e técnicas de pesquisa em história

Universidade do Estado do Rio de Janeiro, UERJ, Brasil.
Vínculo institucional

2015 - 2016
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Professora e pesquisadora de Pós-doutorado, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Bolsista do edital FAPERJ/CAPES PAPDRJ 2014, desenvolvendo o projeto intitulado "Militar, político e antirrepublicano: os usos da experiência na escrita não-ficcional do Visconde de Taunay (1864-1899)" sob a supervisão da Prof. Dra. Lúcia Maria Bastos Pereira das Neves.

Vínculo institucional

2008 - 2016
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Integrante, Carga horária: 0

Vínculo institucional

2012 - 2013
Vínculo: Contrato, Enquadramento Funcional: Professor Substituto, Carga horária: 11

Vínculo institucional

2011 - 2011
Vínculo: Doutorando, Enquadramento Funcional: Estágio Docente, Carga horária: 4
Outras informações
Estágio docente de 40 horas realizado na cadeira de Tópicos Especiais em Metodologia VI - O Auxílio da Ciência e da História para a formação do Império Brasileiro sob supervisão da Prof. Drª. Lucia Maria Paschoal Guimarães. As aulas e a correção dos trabalhos dos alunos foram efetuadas pela estagiária.

Vínculo institucional

2009 - 2009
Vínculo: Mestrando, Enquadramento Funcional: Estágio Docente, Carga horária: 8
Outras informações
Estágio docente realizado na cadeira de Tópico Especial de Idade Média (As narrativas sobre a cavalaria medieval: mitos e leituras) sob supervisão da Prof. Drª. Tânia Maria Bessone da Cruz Ferreira

Atividades

08/2015 - 01/2016
Ensino, História, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Laboratório III
11/2012 - 03/2013
Ensino, História, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Estágio Supervisionado I
Prática de Ensino Específica I
09/2011 - 12/2011
Ensino, História, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Tópicos Especiais em Metodologia VI
06/2009 - 07/2009
Ensino, História, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Tópico Especial de Idade Média

Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, UNIRIO, Brasil.
Vínculo institucional

2010 - 2011
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Professor-tutor à distância, Carga horária: 10
Outras informações
Professora-tutora da disciplina Historiografia Contemporânea (coordenada pelo prof. Dr. Pedro Spínola Pereira Caldas) do curso de Licenciatura em História, modalidade à distância, da Universidade Federal do Estado do Rio de Janerio. Bolsa concedida pela Universidade Aberta do Brasil (UAB).

Atividades

08/2010 - 04/2011
Ensino, História, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Historiografia Contemporânea

Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Vínculo institucional

2007 - 2008
Vínculo: Bolsa de Iniciação Científica, Enquadramento Funcional: Bolsista, Carga horária: 20, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Projeto de Iniciação Científica financiado pela bolsa CNPQ/UERJ intitulado LIVROS E IMPRESSOS: CIRCULAÇÃO E RECEPÇÃO DE IDÉIAS NO RIO DE JANEIRO (1861-1917) e orientado pela professora Drª Tânia Maria Bessone da Cruz Ferreira.


Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Vínculo institucional

2008 - 2010
Vínculo: Bolsa de Mestrado, Enquadramento Funcional: Bolsista, Regime: Dedicação exclusiva.


Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ, FAPERJ, Brasil.
Vínculo institucional

2015 - 2016
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista de Pós-Doutorado, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2011 - 2015
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista de doutorado, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2005 - 2007
Vínculo: Bolsista (iniciação), Enquadramento Funcional: Bolsista, Carga horária: 12, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Projeto de Iniciação Científica financiado pela bolsa PIBIC/UERJ intitulado ?Livros e impressos: poder, cultura e idéias no Brasil dos Oitocentos? e orientado pela professora Drª Tânia Maria Bessone da Cruz Ferreira.


Fundação Getúlio Vargas, FGV, Brasil.
Vínculo institucional

2009 - 2011
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Produção de verbetes biográficos, Carga horária: 0
Outras informações
Participação no projeto de elaboração de verbetes para a terceira edição do Dicionário Histórico-Biográfico Brasileiro (DHBB) pós-1930, do Centro de Pesquisa e Documentação de História da Fundação Getúlio Vargas e de verbetes biográficos de deputados eleitos pelo estado do Rio de Janeiro para a confecção do Dicionário da Política Republicana Fluminense (1889-2009), em fase de elaboração pelo Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil - CPDOC.


Pré-Vestibular Comunitário São Vicente Palotti, PVCSVP, Brasil.
Vínculo institucional

2010 - 2011
Vínculo: Professor voluntário, Enquadramento Funcional: Professor de História Geral, Carga horária: 2



Linhas de pesquisa


1.
História, memória e patrimônio


Projetos de pesquisa


2017 - Atual
A Santa Casa de Misericórdia de Campos: filantropia, justiça e relações políticas (1792-1850)
Descrição: A cidade de Campos dos Goytacazes era a mais bem estruturada de toda a provincia do Rio de Janeiro, isso no que tange à assistência social. A Irmandade da Misericósdia fundou seu Hospital já em 1792 desde daí alguns homens importantes da região envolveram-se na prática da filantropia, fortalecendo ainda mais os laços políticos que os ligavam entre si. Atendiam, da mesma forma, a uma razão com raízes ibéricas e católicas, de assistência humanitária. Contudo, as novas diretrizes ditadas pelo Setecentos transformaram tais práticas em um discurso moral e social agrupados sobre os valores da razão e da justiça. Toda essa dinâmica possuía como eixo norteador a França revolucionária. E Campos dos Goytacazes estava inserida nesse contexto.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2017 - Atual
Cultura letrada finissecular: jornalismo e literatura na passagem do Oitocentos brasileiro
Descrição: Este projeto é decorrente de um anterior, desenvolvido igualmente no Departamento de História de Campos da Universidade Federal Fluminense (CHT-UFF), entre 2016 e 2017, denominado ?Cultura letrada, historiografia e memória em fins do século XIX?. O foco agora é investigar a produção intelectual da passagem entre os séculos XIX e XX no Brasil, sobretudo tendo como foco o impacto da Proclamação da República (1889) entre os homens de letras, além de outros eventos importantes da vida política do período, como a repercussão da abolição da escravatura. Para tanto, a análise centrar-se-á sobretudo em escritos jornalísticos e literários, podendo contemplar também outros tipos, como historiográficos e memorialísticos, de publicistas como o Visconde de Taunay (1843-1899), Joaquim Maria Machado de Assis (1839-1908), João Paulo Emílio Cristóvão dos Santos Coelho Barreto ? o João do Rio (1881-1921) e Afonso Henriques de Lima Barreto (1881-1922), cuja produção escrita foi de grande monta durante o período indicado. A partir dessa premissa, intentar-se-á analisar as distintas perspectivas de nação brasileira ? incluindo o debate de configuração desta em termos populacionais e raciais ?, bem como questões relativas ao republicanismo recém-instaurado como governo.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2016 - Atual
Cultura letrada, historiografia e memória em fins do século XIX
Descrição: Este projeto visa compreender a produção intelectual de fins do Oitocentos no Brasil, sobretudo tendo como foco o impacto da Guerra do Paraguai (1864-1870) e da Proclamação da República (1889) entre os homens de letras. Para tanto, a análise centrar-se-á em escritos políticos, historiográficos e memorialísticos de autores como o Visconde de Taunay (1843-1899), Manoel Duarte Moreira de Azevedo (1832-1903) e Tristão de Alencar Araripe (1821-1908), cuja produção foi de grande monta durante o período indicado. A partir dessa premissa, intentar-se-á analisar as distintas perspectivas de história e de Estado brasileiro que se afiguravam com o impacto daqueles turbulentos eventos..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (6) .
Integrantes: Isadora Tavares Maleval - Coordenador / Paulo Victor Crespo Soares - Integrante / Luana Manhaes Pereira - Integrante / José Marcos Paula Pessoa Freitas - Integrante / Gabriel Ferreira Azevedo - Integrante / Thiago Viana - Integrante / Fernando Cesar Pereira da Cunha - Integrante.Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Bolsa.
2012 - 2016
Entre a Politica e as Letras: o lugar dos impressos no Brasil, 1ª metade do Oitocentos
Descrição: Este projeto integra o Laboratório Redes de Poder e Relações Culturais, ligado ao Departamento de História e ao Programa de Pós-graduação/UERJ, inserido no GRPesq (1997) Idéias, Cultura e Política na Formação da Nacionalidade Brasileira, liderado por Lúcia Guimarães e por Lucia Bastos Pereira das Neves. Dialoga ainda com o Pronex FAPERJ/CNPq Dimensões e fronteiras do Estado Brasileiro do século XIX (2009-2012), do qual sou proponente, sob a coordenação acadêmica de José Murilo de Carvalho. Apresenta como objetivo principal o estudo dos impressos que circularam no Brasil, na primeira metade do século XIX, voltando-se especificamente para os escritos tanto de caráter político quanto para aqueles que, na época, se consideravam como de cunho literário. Nesse sentido, propõe um novo olhar sobre a história dos impressos a partir da análise de folhetos, panfletos, jornais de opinião e imprensa periódica voltados para as letras, entendidas, naquele momento, como erudição, ciências e humanidades. Pretende, portanto, contribuir para uma história dos impressos, demonstrando que, se a grande maioria dos jornais existentes na primeira metade do oitocentos dedicava-se principalmente a discutir questões políticas, outros tipos de periódicos foram criados, inseridos em diversos campos das idéias e representações. Estes, ainda que não se voltassem para a discussão da política, em suas entrelinhas, refletiam as posturas de seus autores, que muitas vezes exerciam um duplo papel: o de letrados e o de políticos. Consideram-se pois que tais textos eram instrumentos de poder daqueles que detinham o privilégio do saber e da escrita, embora ainda dependessem do Estado para a sua sobrevivência. Afinal, esses indivíduos até então não se constituíam propriamente enquanto intelectuais. O trabalho articula a pesquisa empírica com reflexão teórica, consistindo sua originalidade não só no estudo da cultura impressa nessas múltiplas dimensões, como também dos conceitos e das linguagens utilizadas no período...
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (2) Doutorado: (1) .
Integrantes: Isadora Tavares Maleval - Integrante / Lucia Maria Bastos Pereira das Neves - Coordenador.Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro.
2009 - 2016
Impressores, Livreiros, Livros e Conceitos: circuito de circulação de idéias: Brasil, Portugal e França, 1ª metade do oitocentos
Descrição: Esse projeto apresenta como objetivo principal o estudo das idéias que circularam no Brasil da primeira metade do oitocentos, advindas também de Portugal e França, através de escritos dos principais homens de letras daquele período, levando-se ainda em consideração os impressores e livreiros que os produziram. Há uma preocupação em analisar a difusão da literatura francesa e portuguesa aqui veiculada tanto em uma versão original, por meio da publicação na língua, na qual o texto foi escrito, quanto por meio da tradução, cujo conceito no início do século XIX era bastante distinto daquele que hoje se possui. Considera-se que tais textos eram um instrumento de poder daqueles que detinham o privilégio do saber e da escrita, mas que ainda dependiam do poder da Coroa. Afinal, esses indivíduos, regra geral, ainda não se constituíam, propriamente, enquanto intelectuais, pelo menos, até os anos setenta do século XIX. Para se cobrir essa proposta, pretende-se ainda discutir o escrever e os seus escritores, identificando os principais autores do período a fim de se traçar uma trajetória de sua vida profissional, examinando ainda como eles constituíram redes de sociabilidades. Objetiva-se, portanto a análise do circuito da impressão até o produto final o livro, em seus conceitos e suas linguagens e até a recepção que despertou. Desse modo, é possível afirmar que aquele foi um dos principais instrumentos da criação de novas culturas políticas, permitindo, nesse caso, a análise dos conceitos e linguagens fundamentais que caracterizaram a cultura política do mundo luso-brasileiro, na primeira metade do oitocentos. Ressalte-se que esse projeto pretende dar continuidade aos estudos de História do Livro, da Imprensa e dos Conceitos, por mim desenvolvidos no Laboratório Redes de Poder e Relações Culturais, ligado ao Departamento de História e ao Programa de Pós-graduação/UERJ, reunindo ainda professores de outras instituições e inserido no GRPesq/CNPq (1997) Idéias, Cultura e Po..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Isadora Tavares Maleval - Integrante / Lucia Maria Bastos Pereira das Neves - Coordenador.Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro.


Projetos de extensão


2018 - Atual
Cineteoria: cinema e ensino de teoria da História
Descrição: A exibição dos filmes tem como objetivo acompanhar os conteúdos da disciplinas, complementar as aulas expositivas e instigar a participação dos alunos através do debate, proporcionando a oportunidade para os monitores de terem contato com os discentes e atuarem como facilitadores nas disciplinas..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
2017 - Atual
O ensino de História Regional em Campos dos Goytacazes
Descrição: O projeto pretende pensar o Ensino de História Regional em campos dos Goytacazes e em seu entorno a partir das leis do município que preveem tal obrigatoriedade nas escolas de ensino fundamental e, principalmente, das experiências dos professores que atuam nesse seguimento. A principal intenção é promover um diálogo entre esses profissionais e a universidade.
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
2016 - Atual
Revista Multidisciplinar Discente Mundo Livre
Descrição: A UFF-PUCG teve a implantação de diversos cursos nos últimos cinco anos, são esses: Ciências Sociais, Ciências Econômicas, Geografia e História e Psicologia. Tendo isso e o satisfatório número de pesquisas sendo realizadas por seus discentes surge a necessidade de que esses trabalhos sejam publicados. Buscando soluções para esta nova demanda o ProPet do curso de História, que tem grande preocupação com pesquisa e extensão, pensou a Revista Mundo Livre como forma de atender a priori as demandas internas. Esta ideia foi amplamente dialogada entre docentes dos cursos que compõe o pólo e a idealização de uma revista multidisciplinar de caráter estritamente discente se mostrou uma excelente solução para a divulgação dos trabalhos realizados no pólo. Dito isto o primeiro número da revista, de forma simbólica e inaugural, pretende receber apenas trabalhos dos discentes do supracitado pólo, e em seus próximos números a Revista Mundo Livre estará aberta para aceite de trabalhos de outras universidades desde que estes contemplem temas relativos às ciências humanas e ciências humanas aplicadas..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.


Outros Projetos


2017 - 2018
História e memória da Guerra do Paraguai (1864-1870)
Descrição: Neste Projeto de Desenvolvimento Acadêmico, o aluno deverá colaborar com a problemática proposta pelo projeto, qual seja a de compreender a produção intelectual de fins do Oitocentos no Brasil, sobretudo tendo como foco o impacto da Guerra do Paraguai (1864-1870) entre os homens de letras. Para tanto, a análise centrar-se-á em escritos jornalísticos, políticos, literários, historiográficos e memorialísticos de diversos autores daquele contexto. O cerne do projeto será, portanto, o exame dos livros e dos impressos (jornais e revistas) que circularam no Brasil, inclusive na cidade de Campos dos Goytacazes, a partir da década de 1860, pretendendo realizar uma história dos impressos que possibilite ? através da análise de suas linguagens, conceitos, representações, apropriações e repercussões, e da trajetória de seus autores ? a compreensão de práticas políticas e culturais, esclarecendo a construção de identidades nacionais e regionais/locais ao longo do recorte temporal proposto. Nesse sentido, o estudante deverá realizar atividades que coadunem com essas premissas, como: levantamento bibliográfico e de fontes em instituições pesquisa, como o Arquivo Público Municipal de Campos dos Goytacazes; leituras de textos de natureza teórica/contextual que dão embasamento ao projeto; leitura e análise das fontes levantadas; participação nas reuniões de orientação; elaboração de fichamentos; e produção de artigos e/ou apresentação de trabalhos em eventos científicos..
Situação: Concluído; Natureza: Outra.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .
Integrantes: Isadora Tavares Maleval - Coordenador / STHEFANY DE OLIVEIRA ISABEL CRUZ - Integrante / MATHEUS ALMEIDA DE OLIVEIRA - Integrante.


Membro de corpo editorial


2017 - 2017
Periódico: Maracanan
2016 - Atual
Periódico: Revista Multidisciplinar Discente de Ciências Humanas
2008 - 2010
Periódico: Dia-Logos


Revisor de periódico


2008 - 2009
Periódico: Revista Dia-logos - Revista dos Alunos de Pós-Graduação em História da UERJ


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História.
2.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História do Brasil.
3.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História Moderna e Contemporânea.
4.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História do Livro/Especialidade: Historiografia.


Idiomas


Espanhol
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Português
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Galego
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Francês
Compreende Bem, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Pouco.
Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
MALEVAL, I. T.;MALEVAL, ISADORA TAVARES2017 MALEVAL, I. T.. A GUERRA DO PARAGUAI SOB A ÓTICA DO VISCONDE DE TAUNAY. Outros Tempos (Online), v. 14, p. 44-62, 2017.

2.
MALEVAL, I. T.;MALEVAL, ISADORA TAVARES2017 MALEVAL, I. T.. A atuação de Joaquim Manuel de Macedo no Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro. REVISTA DO INSTITUTO HISTÓRICO E GEOGRÁFICO DE SERGIPE, v. 1, p. 52/47-65, 2017.

3.
DELMAS, ANA CAROLINA2017DELMAS, ANA CAROLINA ; MACHADO, MARINA MONTEIRO ; MALEVAL, ISADORA TAVARES . Apresentação. REVISTA MARACANAN, v. 1, p. 7-11, 2017.

4.
MALEVAL, I. T.;MALEVAL, ISADORA TAVARES2016 MALEVAL, I. T.. A Independência na Revista do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro oitocentista. REVISTA DO INSTITUTO HISTÓRICO E GEOGRAPHICO BRAZILEIRO, v. 177, p. 73-100, 2016.

5.
MALEVAL, I. T.;MALEVAL, ISADORA TAVARES2011MALEVAL, I. T.. O Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro e o (não) lugar da história do presente. Revista Ars Histórica, v. 1, p. 49-59, 2011.

6.
MALEVAL, I. T.;MALEVAL, ISADORA TAVARES2011MALEVAL, I. T.. Bento Mure e a querela médica nas páginas da Revista do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro de 1847. REVISTA DE TEORIA DA HISTÓRIA, v. Ano 3, p. 150/6-177, 2011.

7.
MALEVAL, I. T.;MALEVAL, ISADORA TAVARES2011MALEVAL, I. T.. Os segredos da nação: o IHGB e a criação da 'arca do sigilo'. DIA-LOGOS (RIO DE JANEIRO), v. 1, p. 125/5-136, 2011.

8.
MALEVAL, I. T.;MALEVAL, ISADORA TAVARES2010MALEVAL, I. T.. O Brasil em manuais escolares: escrita e ensino da história em meados do oitocentos. Revista Ars Histórica, v. 1, p. 80/1-88, 2010.

Capítulos de livros publicados
1.
MALEVAL, I. T.. Escrita (auto)biográfica e pudor historiográfico: Caetano Lopes de Moura e os limites para uma história do presente a partir do IHGB. In: ARAUJO, V. L. (Org.) ; Oliveira, Maria da Glória de (Org.). (Org.). Disputas pelo passado: história e historiadores no império do Brasil. 1ed.Ouro Preto: Edufop/PPGHIS, 2012, v. , p. 188-203.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
MALEVAL, I. T.. A 'arca do sigilo' do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro oitocentista. In: XXVII Simpósio Nacional de História, 2013, Natal. Anais do XXVII Simpósio Nacional de História, 2013.

2.
MALEVAL, I. T.. Leituras da Sabinada no Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro (IHGB) da década de 1880. In: VII Semana de História Política / IV Seminário Nacional de História: Cultura & Sociedade, 2012, Rio de Janeiro. Anais / VII Semana de História Política / IV Seminário Nacional de História: Cultura & Sociedade. Rio de Janeiro: UERJ PPGH, 2012. p. 777-789.

3.
MALEVAL, I. T.. Polêmica médica, censura e fortalecimento institucional na passagem do Dr. Bento Mure pelo Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro (1845-1847). In: 2º Seminário de Pós-Graduandos do PRONEX: Dimensões e fronteiras do Estado brasileiro no século XIX, 2012, Rio de Janeiro. Anais do 2º Seminário de Pós-Graduandos do PRONEX: Dimensões e fronteiras do Estado brasileiro no século XIX. Rio de Janeiro, 2012.

4.
MALEVAL, I. T.. Os limites para o lugar do presente nas produções do IHGB: breves apontamentos. In: XXVI Simpósio Nacional de História, 2011, São Paulo. Anais do XXVI Simpósio Nacional de História, 2011.

5.
MALEVAL, I. T.. Escrita (auto) biográfica e pudor historiográfico: o relato de Caetano Lopes de Moura sobre sua própria vida e os limites para uma história do presente a partir do IHGB. In: 5o. Seminário Nacional de História da Historiografia: biografia e história intelectual, 2011, Mariana. Anais do 5º Seminário Nacional de História da Historiografia: biografia e história intelectual. Ouro Preto: UFOP, 2011.

6.
MALEVAL, I. T.. O sigilo no presente e o juízo para a posteridade: censura nas páginas da Revista do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro (1839-1845). In: VI Semana de História Política / III Seminário Nacional de História: Política e Cultura & Política e Sociedade, 2011, Rio de Janeiro. Anais da VI Semana de História Política / III Seminário Nacional de História: Política e Cultura & Política e Sociedade, 2011.

7.
MALEVAL, I. T.. A história contada através dos livros: o Brasil em manuais escolares oitocentistas. In: XIV Encontro Regional da ANPUH-Rio - Memória e Patrimônio, 2010, Rio de Janeiro. XIV Encontro Regional da ANPUH-Rio - Memória e Patrimônio, 2010.

8.
MALEVAL, I. T.. O IHGB e o (não) lugar da história do presente. In: 4o Seminário Nacional de História da Historiografia, 2010, Mariana. Caderno de resumos & Anais do 4º. Seminário Nacional de História da Historiografia: tempo presente & usos do passado. Ouro Preto: EdUFOP, 2010.

9.
MALEVAL, I. T.. Os segredos da nação: o IHGB e a criação da "arca do sigilo". In: V Semana de História Política da UERJ, 2010, Rio de Janeiro. Anais eletrônicos da V Semana de História Política/ II Seminário Nacional de História: Política e Cultura & Política e Sociedade. Rio de Janerio: UERJ, PPGH, 2010.

10.
MALEVAL, I. T.. O (não) lugar da história do presente no parecer de Joaquim Manuel de Macedo sobre o Epítome da História do Brasil de José Pedro Xavier Pinheiro. In: 3o. Seminário Nacional de História da Historiografia: aprender com a história?, 2009, Mariana MG. Anais do 3o. Seminário Nacional de História da Historiografia: aprender com a história?. Ouro Preto: Edufop, 2009.

11.
MALEVAL, I. T.. "Escrevendo ou ensinando a História Pátria": os limites para uma escrita da história voltada à mocidade brasileira. In: IV Semana de História Política/I Seminário Nacional de História, 2009, Rio de Janeiro. IV Semana de História Política/I Seminário Nacional de História, 2009.

12.
MALEVAL, I. T.. A entrada de um manual de História do Brasil no ensino do Município da Corte em meados do oitocentos: o caso do Epítome de História do Brasil de José Pedro Xavier Pinheiro. In: II Congresso Internacional UFES/Université de Paris-Est, 2009, Vitória. II Congresso Internacional UFES/ Université de Paris-Est. Vitória: GM, 2009. v. 1.

13.
MALEVAL, I. T.. A escrita de uma história para a mocidade brasileira no oitocentos: o Epítome de história do Brasil de Caetano Lopes de Moura. In: 2o. Seminário Nacional de História da Historiografia, 2008, Mariana. Caderno de resumos & Anais do 2o. Seminário Nacional de História da Historiografia. A dinâmica do historicismo: tradições historiográficas modernas.. Ouro Preto: Edufop, 2008.

14.
MALEVAL, I. T.. Caetano Lopes de Moura e uma história para a mocidade brasileira no Século XIX. In: III Semana de História Política, 2008, Rio de Janeiro. III Semana de História Política, 2008.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
MALEVAL, I. T.. 'O Visconde de Taunay e o elogio do Império na República. In: Encontro Internacional e XVIII Encontro de História da Anpuh-Rio: História e Parcerias, 2018, Niterói. Caderno de Resumos do Encontro Internacional e XVIII Encontro de História da Anpuh-Rio: História e Parcerias. Niterói: Anpuh-Rio, 2018. p. 493-493.

2.
MALEVAL, I. T.. 'Ierecê a guaná' e a etnografia romanesca do Visconde de Taunay. In: X Semana de História Política / VII Seminário Nacional de História: Política, Cultura & Sociedade, 2015, Rio de Janeiro. Caderno de Resumos/ X Semana de História Política: Minorias étnicas, de gênero e religiosas / VII Seminário Nacional de História: Política, Cultura e Sociedade, 2015. p. 258-258.

3.
MALEVAL, I. T.. A 'arca do sigilo' do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro oitocentista. In: XXVII SIMPÓSIO NACIONAL DE HISTÓRIA, 2013, Natal. XXVII SIMPÓSIO NACIONAL DE HISTÓRIA, 2013. p. 270-270.

4.
MALEVAL, I. T.. Polêmica médica, censura e fortalecimento institucional na passagem do Dr. Bento Mure pelo Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro (1845-1847). In: 2o. Seminário de Pós-Graduandos do PRONEX, 2012, Rio de Janeiro. Caderno de resumos do 2o. Seminário de Pós-Graduandos do PRONEX. Rio de Janeiro: NUMEM/UNIRIO, 2012. p. 47-47.

5.
MALEVAL, I. T.. A história contada através dos livros: o Brasil em manuais escolares oitocentistas. In: XIV ENCONTRO REGIONAL DE HISTÓRIA DA ANPUH-RIO: MEMÓRIA E PATRIMÔNIO, 2010, Rio de Janeiro. RESUMOS DO XIV ENCONTRO REGIONAL DE HISTÓRIA DA ANPUH-RIO: MEMÓRIA E PATRIMÔNIO, 2010. p. 374-375.

6.
MALEVAL, I. T.. A entrada de um manual de história do Brasil no ensino do Município da Corte em meados do Oitocentos: o caso do 'Epítome de História do Brasil' de José Pedro Xavier Pinheiro. In: II CONGRESSO INTERNACIONAL UFES/UNIVERSITÉ DE PARIS-EST/XVII SIMPÓSIO DE HISTÓRIA DA UFES, 2009, Vitória. Programa e resumo do II CONGRESSO INTERNACIONAL UFES/UNIVERSITÉ DE PARIS-EST/XVII SIMPÓSIO DE HISTÓRIA DA UFES, 2009. p. 116-116.

7.
MALEVAL, I. T.. O (não) lugar da história do presente no parecer de Joaquim Manuel de Macedo sobre o Epítome de História do Brasil de José Pedro Xavier Pinheiro. In: 3º. Seminário Nacional de História da Historiografia: aprender com a história?, 2009, Mariana. Anais do 3º. Seminário Nacional de História da Historiografia: aprender com a história?. Ouro Preto: EdUFOP, 2009.

8.
MALEVAL, I. T.. A escrita de uma história para a mocidade brasileira no oitocentos: o Epítome de História do Brasil de Caetano Lopes de Moura. In: Seminário Nacional de História da Historiografia. A dinâmica do historicismo: tradições historiográficas modernas., 2008, Ouro Preto. Caderno de resumos & Anais do 2º. Seminário Nacional de História da Historiografia. Ouro Preto: EdUFOP, 2008.

Apresentações de Trabalho
1.
MALEVAL, I. T.. O Visconde de Taunay e o elogio do Império na República. 2018. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

2.
MALEVAL, I. T.. O Corredor Cultural Histórico de Campos dos Goytacazes (2016): identidade regional, memória e patrimônio. 2018. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

3.
MALEVAL, ISADORA TAVARES; HUE, S. M. . Caetano Lopes de Moura, editor de Os Lusíadas. 2017. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

4.
MALEVAL, I. T.. 'Ierecê a guaná' e a etnografia romanesca do Visconde de Taunay. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

5.
MALEVAL, I. T.. A 'arca do sigilo' do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro oitocentista. 2013. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

6.
MALEVAL, I. T.. A ?arca do sigilo? (1847-1889). 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

7.
MALEVAL, I. T.. Leituras da Sabinada no Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro (IHGB) da década de 1880. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

8.
MALEVAL, I. T.. Polêmica médica, censura e fortalecimento institucional na passagem do Dr. Bento Mure pelo Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro (1845-1847). 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

9.
MALEVAL, I. T.. Escrita (auto) biográfica e pudor historiográfico: o relato de Caetano Lopes de Moura sobre sua própria vida e os limites para uma história do presente a partir do IHGB. 2011. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

10.
MALEVAL, I. T.. O sigilo no presente e o juízo para a posteridade: censura nas páginas da Revista do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro (1839-1845). 2011. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

11.
MALEVAL, I. T.. O sigilo no presente e o juízo para a posteridade: censura nas páginas da Revista do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro (1839-1845). 2011. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

12.
MALEVAL, I. T.. Os limites para o lugar do presente nas produções do IHGB: breves apontamentos. 2011. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

13.
MALEVAL, I. T.. O IHGB e o (não) lugar da história do presente. 2010. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

14.
MALEVAL, I. T.. Os segredos da nação: o IHGB e a criação da 'arca do sigilo'. 2010. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

15.
MALEVAL, I. T.. A história contada através dos livros: o Brasil em manuais escolares oitocentistas. 2010. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

16.
MALEVAL, I. T.. O (não) lugar de uma história do presente no parecer de Joaquim Manuel de Macedo sobre o Epítome da História do Brasil de José Pedro Xavier Pinheiro. 2009. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

17.
MALEVAL, I. T.. A entrada de um manual de História do Brasil no ensino do Município da Corte em meados do oitocentos: o caso do Epítome de História do Brasil de José Pedro Xavier Pinheiro. 2009. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

18.
MALEVAL, I. T.. 'Escrevendo ou ensinando a história pátria: os limites para uma escrita da história voltada à mocidade brasileira. 2009. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

19.
MALEVAL, I. T.. Caetano Lopes de Moura e uma história para a mocidade no século XIX. 2008. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

20.
MALEVAL, I. T.. A escrita de uma história para a mocidade brasileira no oitocentos: o Epítome de história do Brasil de Caetano Lopes de Moura. 2008. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

21.
MALEVAL, I. T.. Sobre a escrita de manuais escolares de história no oitocentos: a idéia de nação e a historiografia. 2008. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

22.
MALEVAL, I. T.. A análise do discurso de um "polemista de marca maior" no século XIX: o caso Sena Freitas. 2007. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

23.
MALEVAL, I. T.. Caetano Lopes de Moura e a escrita de manuais de história no oitocentos. 2007. (Apresentação de Trabalho/Outra).

24.
MALEVAL, I. T.. Definindo o Brasil: a escrita da história para uso da mocidade brasileira no oitocentos. 2007. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

25.
MALEVAL, I. T.. Idéias em conflito: a visão polêmica de Sena Freitas. 2006. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

26.
MALEVAL, I. T.. Sena Freitas: um polemista português no Brasil. 2006. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

27.
MALEVAL, I. T.. ?Aspectos da Arquitetura tradicional galega. 2005. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

Outras produções bibliográficas
1.
MALEVAL, I. T.. GUIMARÃES, Natalino. Rio de Janeiro: FGV, 2011 (Verbete).

2.
MALEVAL, I. T.. LINS, Álvaro. Rio de Janeiro: FGV, 2011 (Verbete).

3.
MALEVAL, I. T.. ROLIM, Alcides. Rio de Janeiro: FGV, 2011 (Verbete).

4.
MALEVAL, I. T.. CASTRO, Aluízio. Rio de Janeiro: FGV, 2010 (Verbete).

5.
MALEVAL, I. T.. LAZARONI, André. Rio de Janeiro: FGV, 2010 (Verbete).

6.
MALEVAL, I. T.. MOLON, Alessandro Lucciola. Rio de Janeiro: FGV, 2010 (Verbete).

7.
MALEVAL, I. T.. OLIVEIRA, Aloísio. Rio de Janeiro: FGV, 2010 (Verbete).

8.
MALEVAL, I. T.. CALAZANS, Alessandro Alves. Rio de Janeiro: FGV, 2010 (Verbete).

9.
MALEVAL, I. T.. FAYAL, Carlos. Rio de Janeiro: FGV, 2010 (Verbete).

10.
MALEVAL, I. T.. LÚCIDI, Daisy. Rio de Janeiro: FGV, 2010 (Verbete).

11.
MALEVAL, I. T.. NETO, Antonio Francisco. Rio de Janeiro: FGV, 2010 (Verbete).

12.
MALEVAL, I. T.. ANTÔNIO, Luiz. Rio de Janeiro: FGV, 2010 (Verbete).

13.
MALEVAL, I. T.. ANTUNES, Paulo. Rio de Janeiro: FGV, 2010 (Verbete).

14.
MALEVAL, I. T.. BRÁULIO, Mesquita. Rio de Janeiro: FGV, 2010 (Verbete).

15.
MALEVAL, I. T.. CORDEIRO, Paulo. Rio de Janeiro: FGV, 2010 (Verbete).

16.
MALEVAL, I. T.. LIMA, Luiz Henrique. Rio de Janeiro: FGV, 2010 (Verbete).

17.
MALEVAL, I. T.. MARTINS, Noé. Rio de Janeiro: FGV, 2010 (Verbete).

18.
MALEVAL, I. T.. SÃO PAIO, Othon. Rio de Janeiro: FGV, 2010 (Verbete).

19.
MALEVAL, I. T.. AZEVEDO, D'Janir. Rio de Janeiro: FGV, 2010 (Verbete).

20.
MALEVAL, I. T.. ADUAN, Vanda Engel. Rio de Janeiro: FGV, 2009 (Verbete).

21.
MALEVAL, I. T.. ALBUQUERQUE, Francisco Roberto de. Rio de Janeiro: FGV, 2009 (Verbete).

22.
MALEVAL, I. T.. BARBOSA, Iran. Rio de Janeiro: FGV, 2009 (Verbete).

23.
MALEVAL, I. T.. CHAGASTELES, Sérgio Gitirana F.. Rio de Janeiro: FGV, 2009 (Verbete).

24.
MALEVAL, I. T.. COSTA, Bosco. Rio de Janeiro: FGV, 2009 (Verbete).

25.
MALEVAL, I. T.. FONTES, João. Rio de Janeiro: FGV, 2009 (Verbete).

26.
MALEVAL, I. T.. KOTSCHO, Ricardo. Rio de Janeiro: FGV, 2009 (Verbete).

27.
MALEVAL, I. T.. REIS, Vieira. Rio de Janeiro: FGV, 2009 (Verbete).

28.
MALEVAL, I. T.. RIBEIRO, Luís. Rio de Janeiro: FGV, 2009 (Verbete).

29.
MALEVAL, I. T.. RIBEIRO, Matilde. Rio de Janeiro: FGV, 2009 (Verbete).

30.
MALEVAL, I. T.. ROGÉRIO, Luís. Rio de Janeiro: FGV, 2009 (Verbete).


Demais tipos de produção técnica
1.
MALEVAL, I. T.; CESCO, S. . Revista Mundo Livre. 2018. (Editoração/Periódico).

2.
MALEVAL, I. T.; ANDRADE, D. ; CESCO, S. . Revista Mundo Livre. 2017. (Editoração/Periódico).

3.
MALEVAL, I. T.. Parecer sobre artigo para a Revista Maracanan. 2017. (Parecer).

4.
MALEVAL, I. T.. Parecer sobre artigo para a Revista Maracanan. 2017. (Parecer).

5.
MALEVAL, I. T.. Parecer sobre artigo para a Revista Maracanan. 2017. (Parecer).

6.
MALEVAL, ISADORA TAVARES. Parecer sobre artigo para a Revista Multidisciplinar Discente Mundo Livre. 2017. (Parecer).

7.
MALEVAL, ISADORA TAVARES. Parecer sobre artigo para a Revista Multidisciplinar Discente Mundo Livre. 2017. (Parecer).

8.
MALEVAL, I. T.. Avaliação de projeto de pesquisa submetido à institucionalização na Universidade Federal da Fronteira Sul. 2017. (Parecer).

9.
MALEVAL, ISADORA TAVARES; ANDRADE, D. ; CESCO, S. . Revista Mundo Livre. 2016. (Editoração/Periódico).

10.
MALEVAL, I. T.. Relatório Técnico Final de Bolsa de Pós-Doutorado. 2016. (Relatório de pesquisa).

11.
MALEVAL, I. T.. Parecer sobre artigo para a Revista Mundo Livre. 2016. (Parecer).

12.
MALEVAL, I. T.. Relatório Técnico Final de Bolsa de Doutorado FAPERJ. 2015. (Relatório de pesquisa).

13.
MALEVAL, I. T.. Relatório Técnico Parcial de Bolsa de Doutorado entregue à FAPERJ. 2014. (Relatório de pesquisa).

14.
MALEVAL, I. T.. Relatório Técnico Parcial de Bolsa de Doutorado - FAPERJ/UERJ. 2014. (Relatório de pesquisa).

15.
MALEVAL, I. T.. Relatório Técnico Final de Bolsa de Doutorado Sanduíche FAPERJ. 2014. (Relatório de pesquisa).

16.
MALEVAL, I. T.. Relatório Técnico Parcial de Bolsa de Doutorado - FAPERJ/UERJ. 2014. (Relatório de pesquisa).

17.
MALEVAL, I. T.. Relatório Técnico Parcial de Bolsa de Doutorado - FAPERJ/UERJ. 2013. (Relatório de pesquisa).

18.
MALEVAL, I. T.. Relatório Técnico Parcial de Bolsa de Doutorado entregue à FAPERJ. 2013. (Relatório de pesquisa).

19.
MALEVAL, I. T.. Bela Cruz: rastros de uma memória (1810-2010). 2012. (Editoração/Livro).

20.
MALEVAL, I. T.. Relatório Técnico Parcial de Bolsa de Doutorado entregue à FAPERJ. 2012. (Relatório de pesquisa).

21.
MALEVAL, I. T.. Relatório Técnico Parcial de Bolsa de Doutorado - FAPERJ/UERJ. 2012. (Relatório de pesquisa).

22.
MALEVAL, I. T.. Relatório Técnico Parcial de Bolsa de Doutorado - FAPERJ/UERJ. 2012. (Relatório de pesquisa).

23.
MALEVAL, I. T.. Relatório Técnico Parcial de Bolsa de Doutorado FAPERJ/UERJ. 2011. (Relatório de pesquisa).

24.
MALEVAL, I. T.. Parecer sobre artigo para a Revista Temporalidades. 2011. (Parecer sobre artigo para a Revista Temporalidades).

25.
MALEVAL, I. T.. Fernão Lopes e a retórica medieval. 2010. (Editoração/Livro).

26.
JUNQUEIRA, J. R. ; SOUSA, G. P. ; GONÇALVES, R. F. ; LIMA, S. C. S. ; MACHADO, V. C. ; MALEVAL, I. T. . Revista Dia-logos. 2010. (Editoração/Periódico).

27.
MALEVAL, I. T.. Relatório Técnico Final de Bolsa de Mestrado CAPES/UERJ. 2010. (Relatório de pesquisa).

28.
MALEVAL, I. T.; JUNQUEIRA, J. R. ; LABANCA, G. C. ; THOMAZ, D. M. ; FONSECA, P. M. . Revista Dia-logos. 2009. (Editoração/Periódico).

29.
MALEVAL, I. T.. Relatório Técnico Parcial de Bolsa de Mestrado CAPES/UERJ. 2009. (Relatório de pesquisa).

30.
MALEVAL, I. T.. Monarquia e Igreja na Galiza na segunda metade do século VI. 2008. (Editoração/Livro).

31.
MALEVAL, I. T.. Reflexões sobre a hagiografia ibérica medieval. 2008. (Editoração/Livro).

32.
MALEVAL, I. T.. Maravilhas de São Tiago. 2005. (Editoração/Livro).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
CESCO, S.; ATALLAH, C. C. A.; MALEVAL, I. T.. Participação em banca de Janaína da Conceição Soares.No ritmo do Passinho: uma reflexão sobre memória, patrimônio e tempo presente. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Universidade Federal Fluminense.

2.
ATALLAH, C. C. A.; ARANTES, E. B.; MALEVAL, ISADORA TAVARES. Participação em banca de Jéssica Viana Gonçalves.Memória, ensino de história e poder: Benta Pereira e a cristalização da memória através da lei 8214 em Campos dos Goytacazes. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Universidade Federal Fluminense.

3.
MALEVAL, I. T.; ATALLAH, C. C. A.; SOARES, M.. Participação em banca de MARIANA SALVADOR DA SILVA.O ASILO DA LAPA E SUAS EXPOSTAS: Assistência, casamento e sociabilidade em Campos dos Goytacazes (1864-1874). 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Universidade Federal Fluminense.

4.
MALEVAL, I. T.; ANDRADE, D.; DUARTE, L. C.. Participação em banca de PHILIPE PAIXÃO BARBOSA.Modernização Brasileira e o Cinema Novo Brasileiro (1950-1964). 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Universidade Federal Fluminense.

5.
SOARES, M.; ATALLAH, C. C. A.; MALEVAL, I. T.. Participação em banca de Fernanda Pereira dos Santos.Benta Pereira: história, memória e usos do passado. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Universidade Federal Fluminense.

6.
CARNEIRO, M.; REIS, N.; MALEVAL, I. T.. Participação em banca de Vicente Cardoso Neto.A narrativa soviética sobre a Segunda Guerra Mundial no filme "A queda de Berlim". 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Universidade Federal Fluminense.

7.
ATALLAH, C. C. A.; MAGELLA, T.; MALEVAL, I. T.. Participação em banca de Gelciana Pereira Abraham.A independência do Brasil nos livros didáticos de História. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Universidade Federal Fluminense.

8.
MALEVAL, ISADORA TAVARES; CARNEIRO, M.. Participação em banca de Thales Bastos de Carvalho.O estigma das drogas como política na história contemporânea. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Universidade Federal Fluminense.

9.
MALEVAL, ISADORA TAVARES; ATALLAH, C. C. A.; ARANTES, E. B.. Participação em banca de Fernanda Paravidino França.A representação feminina em livros didáticos atuais: o caso da Revolução Francesa. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Universidade Federal Fluminense.

10.
MALEVAL, ISADORA TAVARES; ARANTES, E. B.; ATALLAH, C. C. A.. Participação em banca de Fernanda Pereira dos Santos.Brasileiras "distintas": biografia e história das mulheres no Brasil oitocentista. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Universidade Federal Fluminense.

11.
MALEVAL, I. T.; SOFFIATTI NETTO, A. A.; ANDRADE, D.. Participação em banca de Amanda Gomes Ramos.Educação ambiental e ensino de história: a emergência de um campo. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Universidade Federal Fluminense.

12.
LIMA, S. C. S.; MALEVAL, I. T.; PACHECO, P. H. S.. Participação em banca de Rafael Ferreira Candido da Silva.A participação feminina no movimento abolicionista no Rio de Janeiro (1831-1889). 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Licenciatura em História) - Universidade Candido Mendes.

13.
LIMA, S. C. S.; MALEVAL, I. T.; CRISPIN, A. C. T.. Participação em banca de Tamiris dos Santos de Oliveira Bomfim.Candomblé: identidade e resistência na Bahia oitocentista. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Licenciatura em História) - Universidade Candido Mendes.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Outras participações
1.
MALEVAL, I. T.. Banca de Correção da prova de História do Exame Discursivo do Vestibular Estadual 2015. 2014. Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

2.
MALEVAL, I. T.. Banca de Correção da prova de História do Exame Discursivo do Vestibular Estadual 2012. 2011. Universidade do Estado do Rio de Janeiro.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
Encontro Internacional e XVIII Encontro de História da Anpuh-Rio: História e Parcerias.O Visconde de Taunay e o elogio do Império na República. 2018. (Encontro).

2.
III Jornada de História da UFF Campos dos Goytacazes.História, música e ficção. 2018. (Outra).

3.
X Seminário Brasileiro de Teoria da História e História da Historiografia.O Corredor Cultural Histórico de Campos dos Goytacazes (2016): identidade regional, memória e patrimônio. 2018. (Seminário).

4.
X Seminário Brasileiro de Teoria da História e História da Historiografia.História Regional, Memória e Patrimônio. 2018. (Seminário).

5.
II Jornada de História UFF Campos dos Goytacazes.Cultura letrada e cultura visual: debatendo teoria(s) e fontes da história. 2017. (Outra).

6.
II Jornada de História UFF Campos dos Goytacazes.Políticas públicas e cortes na educação: da expansão universitária à crise na UERJ/UENF. 2017. (Outra).

7.
V Encontro de Oitocentistas.Caetano Lopes de Moura, editor de Os Lusíadas. 2017. (Encontro).

8.
XII Semana de História Política / IX Seminário Nacional de História: Conflitos e Resistências: entre práticas, expectativas e rupturas.Oitocentos revisitado: sociedade, política e cultura. 2017. (Seminário).

9.
I Jornada de História da UFF Campos dos Goytacazes.História do Tempo Presente. 2016. (Outra).

10.
I Jornada de História da UFF Campos dos Goytacazes.Brasil do XIX ao XX: rupturas e continuidades. 2016. (Outra).

11.
XI Semana de História Política / VII Seminário Nacional de História: Relações de poder: crise, democracia e possibilidades.A escrita da história no oitocentos: Estado, nação, nacionalismos. 2016. (Seminário).

12.
X Semana de História Política / VII Seminário Nacional de História: Política, Cultura & & Sociedade."Ierecê a guaná" e a etnografia romanesca do Visconde de Taunay. 2015. (Seminário).

13.
X Semana de História Política / VII Seminário Nacional de História: Política, Cultura & & Sociedade.A escrita da história no oitocentos: Estado, nação, nacionalismos. 2015. (Seminário).

14.
Sessão Temática: Visões recentes do IHGB na pesquisa universitária (CEPHAS - IHGB).A "arca do sigilo" (1847-1889). 2013. (Outra).

15.
VIII Semana de História Política / V Seminário Nacional de História.A escrita da história no oitocentos: Estado, nação e nacionalismos. 2013. (Seminário).

16.
XXVII Simpósio Nacional de História.A "arca do sigilo" do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro oitocentista. 2013. (Simpósio).

17.
2º Seminário de Pós-graduandos do PRONEX: Dimensões e fronteiras do Estado brasileiro no século XIX.Polêmica médica, censura e fortalecimento institucional na passagem do Dr. Bento Mure pelo Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro (1845-1847). 2012. (Seminário).

18.
VII Semana de História Política / IV Seminário Nacional de Históra: Política e Cultura & Política e Sociedade.Partidos políticos, movimentos sociais e mundos do trabalho - I. 2012. (Seminário).

19.
VII Semana de História Política / IV Seminário Nacional de Históra: Política e Cultura & Política e Sociedade.Leituras da Sabinada no Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro (IHGB) da década de 1880. 2012. (Seminário).

20.
5o. Seminário Nacional de História da Historiografia: biografia e história intelectual.Escrita (auto) biográfica e pudor historiográfico: o relato de Caetano Lopes de Moura sobre sua própria vida e os limites para uma história do presente a partir do IHGB. 2011. (Seminário).

21.
XXVI Simpósio Nacional de História.Os limites para o lugar do presente nas produções do IHGB: breves apontamentos. 2011. (Simpósio).

22.
4o Seminário Nacional de História da Historiografia.O IHGB e o (não) lugar da história do presente. 2010. (Seminário).

23.
V Semana de História Política da UERJ.Os segredos da nação: o IHGB e a criação da "arca do sigilo". 2010. (Seminário).

24.
XIV Encontro Regional de História da ANPUH-Rio: Memóra e Patrimônio.A história contada através dos livros: o Brasil em manuais escolares oitocentistas. 2010. (Encontro).

25.
3o. Seminário Nacional de História da Historiografia.O (não) lugar da história do presente no parecer de Joaquim Manuel de Macedo sobre o Epítome da História do Brasil de José Pedro Xavier Pinheiro. 2009. (Seminário).

26.
II Congresso Internacional UFES/Paris-Est Cidade, Cotidiano e Poder. 2009. (Congresso).

27.
IV Semana de História Política/I Seminário Nacional de História."Escrevendo ou ensinando a História Pátria": os limites para uma escrita da história voltada à mocidade brasileira. 2009. (Seminário).

28.
1808: A CORTE NO BRASIL. 2008. (Congresso).

29.
2o. Seminário Nacional de História da Historiografia.A escrita de uma história para a mocidade brasileira no oitocentos: o Epítome de história do Brasil de Caetano Lopes de Moura. 2008. (Seminário).

30.
Culturas política, memória e historiografia. 2008. (Seminário).

31.
III Semana de História Política. 2008. (Outra).

32.
I Seminario Nacional de Historia da Historiografia Brasileira. 2008. (Seminário).

33.
Seminário de Ensino de História. 2008. (Seminário).

34.
V Simpósio de História - Nação, identidade e território.Sobre a escrita de manuais escolares de história no oitocentos: a idéia de nação e a historiografia. 2008. (Simpósio).

35.
16a. Semana de Iniciação Científica da UERJ.Definindo o Brasil: a escrita da história para uso da mocidade brasileira no oiocentos. 2007. (Outra).

36.
I Seminário de Pós-Graduandos do CEO/PRONEX.Uma História para a mocidade: Caetano Lopes de Moura e a escrita de manuais escolares. 2007. (Seminário).

37.
14o. Simpósio Internacional de Iniciação Científica da USP - SIICUSP.Idéias em conflito: a visão polêmica de Sena Freitas. 2006. (Simpósio).

38.
15a. Semana de Iniciação Científica da UERJ.Sena Freitas: um polemista português no Brasil. 2006. (Outra).

39.
Dia das Letras Galegas 2006. 2006. (Encontro).

40.
História Antiga em Vídeo. 2006. (Outra).

41.
II Simpósio Nacional e I Internacional de Estudos Celtas e Germânicos. 2006. (Simpósio).

42.
Nação e Cidadania no Oitocentos. 2006. (Seminário).

43.
?III Colóquio de Estudos Medievais e Ibéricos A latinidade medieval de Jacques Le Goff?. 2005. (Congresso).

44.
?VI Encontro Internacional de Estudos Medievais ? EIEM. Medievalismo: leituras contemporâneas?. 2005. (Congresso).

45.
Simpósio de Letras Galegas.Simpósio de Letras Galegas. 2005. (Simpósio).

46.
X Mostra UERJ de Cultura Galega. 2005. (Encontro).

47.
?A Idade Média na Literatura e no Cinema?. 2004. (Seminário).

48.
IV Encontro Nacional do GT de História Antiga ? ANPUH. 2004. (Congresso).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
MALEVAL, ISADORA TAVARES. II Jornada de História UFF Campos dos Goytacazes. 2017. (Outro).

2.
MALEVAL, I. T.. I Jornada de História da UFF Campos dos Goytacazes. 2016. (Outro).

3.
MALEVAL, I. T.. Homenagem aos 200 anos da Imprensa no Brasil. 2009. (Congresso).

4.
MALEVAL, I. T.. X Mostra UERJ de Cultura Galega. 2005. (Congresso).

5.
MALEVAL, I. T.. IV Encontro Nacional do GT de História Antiga ? ANPUH. 2004. (Congresso).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Fernando Cesar Pereira da Cunha. O mangá como fonte histórica: Gen, pés descalços e a crítica à sociedade japonesa no decorrer da Segunda Guerra Mundial (1973-1985). Início: 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Universidade Federal Fluminense. (Orientador).

2.
Paulo Victor Crespo Soares. Cultura letrada, historiografia e memória em fins do século XIX: a República na ótica do Visconde de Taunay. Início: 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Universidade Federal Fluminense. (Orientador).

3.
José Marcos Paula Pessoa Freitas. O medo da cientificidade representado em obras de horror na Inglaterra vitoriana: diálogos entre o gótico e a razão. Início: 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Universidade Federal Fluminense, Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ. (Orientador).

Iniciação científica
1.
Rhuanna do Espirito Santo Silva. Cultura letrada finissecular: jornalismo e literatura na passagem do Oitocentos brasileiro. Início: 2018. Iniciação científica (Graduando em História) - Universidade Federal Fluminense, Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ. (Orientador).

2.
José Marcos Paula Pessoa Freitas. Cultura letrada, historiografia e memória em fins do século XIX. Início: 2017. Iniciação científica (Graduando em História) - Universidade Federal Fluminense, Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Gabriel Ferreira Azevedo. Futuro nostálgico: temporalidade, realidade e imaginário social em Androides sonham com ovelhas elétricas? (1968). 2018. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em História) - Universidade Federal Fluminense. Orientador: Isadora Tavares Maleval.

2.
Janaína da Conceição Soares. No ritmo do Passinho: uma reflexão sobre memória, patrimônio e tempo presente. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em História) - Universidade Federal Fluminense. Orientador: Isadora Tavares Maleval.

3.
Fernanda Pereira dos Santos. Brasileiras "distintas": biografia e história das mulheres no Brasil oitocentista. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em História) - Universidade Federal Fluminense. Orientador: Isadora Tavares Maleval.

4.
Fernanda Paravidino França. A representação feminina em livros didáticos atuais: o caso da Revolução Francesa. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em História) - Universidade Federal Fluminense. Orientador: Isadora Tavares Maleval.

Orientações de outra natureza
1.
Matheus Almeida de Oliveira. História e memória da Guerra do Paraguai (1864-1870). 2017. Orientação de outra natureza. (História) - Universidade Federal Fluminense, Programa Bolsa de Desenvolvimento Acadêmico. Orientador: Isadora Tavares Maleval.

2.
Sthéfany de Oliveira Isabel Cruz. História e memória da Guerra do Paraguai (1864-1870). 2017. Orientação de outra natureza. (História) - Universidade Federal Fluminense, Programa Bolsa de Desenvolvimento Acadêmico. Orientador: Isadora Tavares Maleval.

3.
Rhuanna do Espirito Santo Silva. Monitoria da disciplina Construção do Pensamento Histórico. 2017. Orientação de outra natureza. (História) - Universidade Federal Fluminense, Programa de Monitoria UFF. Orientador: Isadora Tavares Maleval.

4.
Fernando Cesar Pereira da Cunha. Monitoria da disciplina Métodos e Técnicas de Pesquisa em História. 2016. Orientação de outra natureza. (História) - Universidade Federal Fluminense. Orientador: Isadora Tavares Maleval.



Outras informações relevantes


Aprovada em primeiro lugar no concurso para Professor Adjunto A- 40h de Teoria e Metodologia da História do Departamento de História de Campos da Universidade Federal Fluminense (UFF) em novembro de 2015 (Edital 171/2015).



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 14/11/2018 às 5:36:57