Alexandre Andrade Loch

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/6040755127024896
  • Última atualização do currículo em 28/05/2018


Graduação em medicina pela Universidade de São Paulo (2002) e residência médica em Psiquiatria pelo Instituto de Psiquiatria da Faculdade de Medicina da USP. Atualmente é pesquisador e médico assistente do Instituto de Psiquiatria da FMUSP, onde desempenha as atividades: 1) coordenador de ensino e pesquisa do Ambulatório de Psicoses do LIM-27, 2) médico assistente/supervisor da Enfermaria de Ansiedade e Depressão, 3) médico supervisor do serviço de Interconsulta Psiquiátrica (Instituto Central). Possui projetos de pesquisa relacionados à esquizofrenia nas áreas de: 1) estigma, 2) genética e cognição, 3) novas intervenções para os sintomas da esquizofrenia. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Alexandre Andrade Loch
Nome em citações bibliográficas
LOCH, A. A.;Loch, Alexandre Andrade;LOCH, ALEXANDRE;LOCH, ALEXANDRE ANDRADE;LOCH, ALEXANDRE ANDRADADE;LOCH, ALEXANDRE A.;LOCH, A.A.;LOCH, ALEXANDRE A

Endereço


Endereço Profissional
Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo.
Rua Ovidio Pires de Campos 785
Cerqueira Cezar
01060-970 - Sao Paulo, SP - Brasil


Formação acadêmica/titulação


2010 - 2013
Doutorado em Doutorado.
Instituto de Psiquiatria da Faculdade de Medicina da USP, IPQ-FMUSP, Brasil.
Título: Estereótipos e Crenças Relacionadas à Esquizofrenia: um levantamento comparativo entre profissionais de saúde mental e a população geral do Brasil, Ano de obtenção: 2013.
Orientador: Yuan Pang Wang.
2004 - 2006
Especialização - Residência médica.
Instituto de Psiquiatria da Faculdade de Medicina da USP, IPQ-FMUSP, Brasil. Residência médica em: Psiquiatria
Número do registro: .
2004 - 2006
Especialização em Psicopatologia.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Título: Esboço para a Compreensão da Mente como um Todo.
Orientador: David Calderoni.
2009 - 2014
Graduação em Filosofia.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
1996 - 2002
Graduação em medicina.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.




Formação Complementar


2010 - 2010
Treinamento e Pesquisa em Diagnóstico Psiquiátrico. (Carga horária: 27h).
Instituto de Psiquiatria da Faculdade de Medicina da USP, IPQ-FMUSP, Brasil.
2004 - 2008
Curso de Formação em Psicodrama. (Carga horária: 500h).
Sociedade Paulistana de Psicodrama, SOVAP, Brasil.


Atuação Profissional



Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Médico Assistente, Carga horária: 20
Outras informações
Enfermaria de Ansiedade e Depressão - Médico Assistente Ambulatório de Psicoses do LIM-17 - Coordenador de Atendimento

Vínculo institucional

2007 - Atual
Vínculo: Colaborador pesquisador, Enquadramento Funcional: Pesquisador, Carga horária: 20
Outras informações
Pesquisador junto ao Núcleo de Epidemiologia do Instituto de Psiquiatria da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo com o Projeto "Psicose: o continuum sintomático na população geral"

Vínculo institucional

2008 - 2011
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Comissionado, Carga horária: 18
Outras informações
Médico Assistente / Plantonista do serviço de Interconsulta Psiquiátrica

Atividades

2011 - Atual
Outras atividades técnico-científicas , Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo.

Atividade realizada
Coordenador de Ensino e Pesquisa do Ambulatório de Psicoses do LIM-27.

Hospital Psiquiátrico Felipe Pinel, HPP, Brasil.
Vínculo institucional

2007 - 2011
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Diretor Técnico de Serviço de Saúde, Carga horária: 30
Outras informações
Diretor do Núcleo de Plantão Médico e Retaguarda do Hospital.

Atividades

2010 - 2010
Conselhos, Comissões e Consultoria, CAISM Philippe Pinel, .

Cargo ou função
Presidente da Comissão de Ensino e Pesquisa.

Hospital Samaritano, SAM, Brasil.
Vínculo institucional

2006 - Atual
Vínculo: Plantonista, Enquadramento Funcional: Plantonista, Carga horária: 12


Hospital Municipal de São Bernardo, HMU, Brasil.
Vínculo institucional

2006 - 2007
Vínculo: Celetista formal, Enquadramento Funcional: Médico Psiquiatra Plantonista, Carga horária: 12


Casa de Saúde Nossa Senhora de Fátima, CSNSF, Brasil.
Vínculo institucional

2006 - 2007
Vínculo: Celetista formal, Enquadramento Funcional: Médico Psiquiatra Assistente, Carga horária: 20


Exército Brasileiro, EB, Brasil.
Vínculo institucional

2003 - 2004
Vínculo: 2o-tenente médico, Enquadramento Funcional: Oficial Médico do 2o B.P.E., Carga horária: 40



Projetos de pesquisa


2018 - Atual
Mental Health First Aid in Brazil
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2016 - Atual
SSAPP ? Subclinical Symptoms and Prodromal Psychosis Project
Descrição: A esquizofrenia afeta cerca de 1% da população, e é um distúrbio que tende a ser crônico e incapacitante. Por isso a ciência nos últimos anos tem direcionado seus esforços para a pesquisa de indivíduos em risco (?ultra-high risk?, UHR) para a psicose. No entanto, o corpo de pesquisas presentes até o momento demonstra que as taxas de conversão de indivíduos em UHR para psicose franca variam amplamente, e um grande esforço tem sido realizado para tornar tais critérios mais específicos. Fatores ambientais/individuais (desempenho neuropsicológico, trauma na infância, eventos perinatais, história pessoal ou familiar de migração, urbanicidade) e biológicos (alterações genéticas) estão implicados a um maior risco de conversão. Para tanto, selecionaremos uma amostra populacional de 1500 indivíduos entre 18 e 30 anos de idade para a realização da pesquisa. Será aplicado um questionário de screening para estados subclínicos de psicose, e os 10% que pontuarem mais (probandos) e os 5% que pontuarem menos (controles) serão chamados para uma investigação mais ampla, com coleta de sangue e avaliação clínica psiquiátrica e psicológica. Tais indivíduos serão seguidos por quatro anos, com consultas anuais, ou quando apresentarem algum tipo de sintoma psiquiátrico no intervalo entre os agendamentos. Os dados serão avaliados por curvas de sobrevida de Kaplan-Meier e regressões de Cox para se averiguar qual fator é mais importante na conversão. Os resultados poderão fazer com que se desenvolvam algoritmos para a prevenção de desenvolvimento de quadros clínicos de psicose..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2011 - Atual
Análise de um antagonista de receptor de histamina H3 como ?add-on? para a melhora de sintomas cognitivos na esquizofrenia; um ensaio clínico randomizado, duplo-cego, placebo-controlado
Descrição: A esquizofrenia é um distúrbio que em geral apresenta curso crônico, com deterioração social crescente. Acredita-se que esta deterioração se deva principalmente a sintomas cognitivos que surgem até mesmo antes do primeiro episódio de psicose, e permanecem de maneira contínua durante toda a vida do indivíduo afetado. Diante disso um alvo importante para o tratamento de pessoas com tal transtorno é a melhora da cognição. Uma das ferramentas mais clássicas neste sentido são as terapias de remediação cognitiva. O atual momento da pesquisa sobre estas terapias tenta entender por quais mecanismos elas melhoram o funcionamento do indivíduo. Outra tentativa de melhorar estes sintomas tem sido o uso de terapia farmacológica. A literatura mostra que os receptores de NMDA e os receptores de dopamina DRD1 são os principais candidatos para intervenção. No entanto, o sistema histaminérgico, apesar de sua ação no sistema nervoso central já ter sido descrita há mais de duas décadas, nunca foi testado como potencial alvo para melhora cognitiva. Sabe-se que o sistema histaminérgico tem importante papel na modulação de outros sistemas de mono-aminas como o de serotonina, dopamina e nor-adrenalina, mas foi apenas muito recentemente que a pesquisa voltou seus esforços para a avaliação possíveis agentes deste sistema como remediadores cognitivos. O presente estudo visa testar um agente farmacológico já consagrado no mercado brasileiro, a betahistina (Labirin®), como terapia de ?add on? para a melhora de sintomas cognitivos em indivíduos com diagnóstico de esquizofrenia. Tal agente caracteriza-se por forte efeito de antagonismo em receptores de histamina H3, e certo efeito de agonismo em receptores H1 e H2. O estudo será randomizado, duplo-cego, placebo-controlado, e terá duração de oito semanas. Cada grupo, intervenção e controle, terá 30 pacientes. As avaliações neuropsicológicas serão realizadas imediatamente antes e após estas 12 semanas. Análises estatísticas testarão se houve mudanç.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2011 - Atual
Farmacogenética como instrumento de auxílio à decisão clínica na esquizofrenia refratária
Descrição: Projeto de Pesquisa aprovado pela Comissão de Ética para Análise de Projetos de Pesquisa - CAPPesq, em 10/03/2010 sob o número 0095/10. Processo FAPESP 2009/17960-1, valor total concedido: R$ 101.694,00.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2011 - Atual
Conhecimento e estigma relacionado à esquizofrenia: avaliação de um curso online em psiquiatria como instrumento anti-estigma
Descrição: Nos últimos anos a literatura internacional em estigma relacionado às pessoas com transtornos mentais tem se voltado para a investigação de meios eficazes de combater o preconceito relacionado a esta população. O objetivo do presente estudo é o de avaliar o efeito de um curso online sobre saúde mental como instrumento anti-estigma direcionado a um transtorno específico, a esquizofrenia. Os sujeitos serão recrutados em todas as regiões do Brasil pela empresa que irá promover o curso, e tem-se como alvo uma amostra mínima de 500 participantes, todos médicos generalistas ou mesmo médicos psiquiatras. Após recrutamento o indivíduo terá de acessar o site do curso pela internet, e antes de realizar a primeira aula será obrigado a responder um questionário contendo 10 perguntas sobre estigma relacionado a uma pessoa com esquizofrenia. Cinco questões citam 5 qualidades (estereótipos) sobre as quais o respondente precisa marcar se a qualidade está mais presente, igualmente presente, ou menos presente na pessoa com esquizofrenia em comparação com alguém da população geral. Nas outras 5 questões, situações de interação social com uma pessoa com esquizofrenia são descritas e o indivíduo tem de responder o quanto estaria disposto a participar da situação social. Ao final do curso, para avaliar o efeito deste como instrumento anti-estigma, as mesmas 10 questões serão perguntadas novamente e análises estatísticas (medidas de tamanho de efeito) avaliarão se houve mudança nas crenças e atitudes relacionadas à uma pessoa com esquizofrenia. Tal estudo tem como implicação a avaliação de um instrumento rápido e de logística simples (curso online) como importante aliado na luta contra o estigma relacionado às doenças mentais, em especial à esquizofrenia..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2009 - 2011
Nos vemos lá fora - Avaliação de taxa de reinternação de pacientes egressos de internação psiquiátrica de curta permanência
Descrição: Avaliação da taxa de reinternação de pacientes egressos de internação psiquiatrica de curta permanência devido a quadro agudo. Investigação de fatores associados à taxa de reinternação de pacientes com diagnóstico de transtorno psicótico (F2x) e transtorno afetivo bipolar (F31)..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2009 - Atual
Estereótipos e Crenças Relacionadas à Esquizofrenia: um levantamento comparativo entre profissionais de saúde mental e a população geral do Brasil
Descrição: Avaliação de estigma e preconceito em relação à psicose na população de psiquiatras do Brasil em comparação com uma amostra representativa da população geral brasileira..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) Doutorado: (1) .
Integrantes: Alexandre Andrade Loch - Integrante / Yuan-Pang Wang - Integrante / Wagner Farid Gattaz - Coordenador / Francisco Guarniero - Integrante / Fabio Lawson - Integrante / wulf rössler - Integrante.Financiador(es): Janssen-Cilag Farmacêutica - Auxílio financeiro.
Número de produções C, T & A: 4
2004 - 2010
Sintomas psicóticos na população geral: o continuum sintomático e testagem de um modelo empírico de fatores de risco
Descrição: Nesse projeto iremos identificar as taxas de prevalência de transtornos psicóticos em amostra representativa da Região Metropolitana de São Paulo, avaliar o grau de incapacidade associada a eles, estudar a sua história natural e determinar possíveis fatores de risco. Este estudo irá fornecer subsídios ao estabelecimento de novas estratégias de prevenção e tratamento e na elaboração de políticas de saúde. Serão entrevistados todos os sujeitos entre 18 a 59 anos de idade, residentes na região metropolitana de São Paulo (n=1786). Uma parcela desta população será encaminhada para avaliação mais detalhada. Calcula-se obter ao redor de 400 sujeitos portadores de sintomas psicóticos para esta fase do estudo..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.


Membro de corpo editorial


2013 - Atual
Periódico: Frontiers in Public Mental Health


Revisor de periódico


2011 - Atual
Periódico: Schizophrenia Research (Print)
2012 - Atual
Periódico: Psychological Medicine (Print)
2012 - Atual
Periódico: Social Psychiatry and Psychiatric Epidemiology (Print)
2012 - Atual
Periódico: Revista de Psiquiatria Clínica (São Paulo. Impresso)
2013 - Atual
Periódico: Psychiatry Research (Print)


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina.
2.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Psiquiatria.


Idiomas


Alemão
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.


Prêmios e títulos


2017
Young Investigator Award, International Conference on Schizophrenia Research ? ICOSR.
2010
Young Investigator Award, Schizophrenia International Research Society.
2007
Título de Especialista em Psiquiatria, Associação Brasileira de Psiquiatria.


Produções



Produção bibliográfica
Citações

Web of Science
Total de trabalhos:24
Total de citações:92
Fator H:7
Loch, Alexandre A  Data: 28/05/2018

SCOPUS
Total de trabalhos:16
Total de citações:75
Loch, Alexandre  Data: 05/04/2017

Outras
Total de trabalhos:45
Total de citações:170
Loch A.A.  Data: 01/07/2016

Artigos completos publicados em periódicos

1.
LOCH, ALEXANDRE ANDRADE2017LOCH, ALEXANDRE ANDRADE; CHIANCA, CAMILLE ; ALVES, TANIA MARIA ; FREITAS, ELDER LANZANI ; HORTÊNCIO, LUCAS ; ANDRADE, JULIO CESAR ; VAN DE BILT, MARTINUS THEODORUS ; FONTONI, MARCOS ROBERTO ; SERPA, MAURICIO H. ; Gattaz, Wagner Farid ; Rössler, Wulf . Poverty, low education, and the expression of psychotic-like experiences in the general population of São Paulo, Brazil. PSYCHIATRY RESEARCH, v. 253, p. 182-188, 2017.

2.
LOCH, ALEXANDRE ANDRADE2016LOCH, ALEXANDRE ANDRADE; Gattaz, Wagner Farid ; Rössler, Wulf . Mental healthcare in South America with a focus on Brazil. Current Opinion in Psychiatry, v. 29, p. 1, 2016.

3.
HUNGERBUEHLER, INES2016HUNGERBUEHLER, INES ; VALIENGO, LEANDRO ; LOCH, ALEXANDRE A ; Rössler, Wulf ; GATTAZ, WAGNER F . Home-Based Psychiatric Outpatient Care Through Videoconferencing for Depression: A Randomized Controlled Follow-Up Trial. JMIR Mental Health, v. 3, p. e36, 2016.

4.
DE SOUSA, RAFAEL T2016DE SOUSA, RAFAEL T ; LOCH, ALEXANDRE A ; CARVALHO, ANDRÉ F ; BRUNONI, ANDRÉ R ; HADDAD, MARIE REINE ; HENTER, IOLINE D ; ZARATE, CARLOS A ; MACHADO-VIEIRA, RODRIGO . Genetic Studies on the Tripartite Glutamate Synapse in the Pathophysiology and Therapeutics of Mood Disorders. Neuropsychopharmacology (New York, N.Y.), v. 1, p. 1, 2016.

5.
VAN DE BILT, M.T.2015VAN DE BILT, M.T. ; PRADO, C.M. ; OJOPI, E.P.B. ; SOUSA, R.T. ; LOCH, A.A. ; ZANETTI, M.V. ; TALIB, L.L. ; GATTAZ, W.F. . Cytochrome P450 genotypes are not associated with refractoriness to antipsychotic treatment. Schizophrenia Research (Print), v. 168, p. 587, 2015.

6.
LOCH, ALEXANDRE A.2015LOCH, ALEXANDRE A.; VAN DE BILT, MARTINUS T. ; BIO, DANIELLE S. ; PRADO, CAROLINA M. DO ; SOUSA, RAFAEL T. DE ; VALIENGO, LEANDRO L. ; MORENO, RICARDO A. ; ZANETTI, MARCUS V. ; GATTAZ, WAGNER F. . Epistasis between COMT Val158Met and DRD3 Ser9Gly polymorphisms and cognitive function in schizophrenia: genetic influence on dopamine transmission. Revista Brasileira de Psiquiatria (Sao Paulo.1999.Impresso), v. 37, p. 235-241, 2015.

7.
LOCH, ALEXANDRE2014LOCH, ALEXANDRE. Discharged from a mental health admission ward: is it safe to go home? A review on the negative outcomes of psychiatric hospitalization. Psychology Research and Behavior Management, v. 28, p. 137-145, 2014.

8.
CASELLA, CAIO BORBA2014CASELLA, CAIO BORBA ; LOCH, ALEXANDRE ANDRADADE . Religious Affiliation as a Predictor of Involuntary Psychiatric Admission: A Brazilian 1-Year Follow-Up Study. Frontiers in Public Health, v. 2, p. 1, 2014.

9.
LOCH, ALEXANDRE A.2014 LOCH, ALEXANDRE A.; ZANETTI, MARCUS V. ; DE SOUSA, RAFAEL T. ; CHAIM, TIFFANY M. ; SERPA, MAURICIO H. ; GATTAZ, WAGNER F. ; TEIXEIRA, ANTONIO L. ; MACHADO-VIEIRA, RODRIGO . Elevated neurotrophin-3 and neurotrophin 4/5 levels in unmedicated bipolar depression and the effects of lithium. Progress in Neuro-Psychopharmacology & Biological Psychiatry, p. 243-246, 2014.

10.
Loch, Alexandre Andrade2013 Loch, Alexandre Andrade; Guarniero, Francisco Bevilacqua ; Lawson, Fabio Lorea ; Hengartner, Michael Pascal ; Rössler, Wulf ; Gattaz, Wagner Farid ; Wang, Yuan-Pang . Stigma toward schizophrenia: do all psychiatrists behave the same? Latent profile analysis of a national sample of psychiatrists in Brazil. BMC Psychiatry (Online), v. 13, p. 92, 2013.

11.
LOCH, A. A.2013LOCH, A. A.; WANG, Y.-P. ; GUARNIERO, F. B. ; LAWSON, F. L. ; HENGARTNER, M. P. ; ROSSLER, W. ; GATTAZ, W. F. . Patterns of stigma toward schizophrenia among the general population: A latent profile analysis. International Journal of Social Psychiatry, v. 60, p. 595-605, 2013.

12.
Loch, Alexandre Andrade2012 Loch, Alexandre Andrade. Stigma and higher rates of psychiatric re-hospitalization: São Paulo public mental health system. Revista Brasileira de Psiquiatria (São Paulo. 1999. Impresso), v. 34, p. 185-192, 2012.

13.
Hengartner, Michael Pascal2012Hengartner, Michael Pascal ; Loch, Alexandre Andrade ; Lawson, Fabio Lorea ; Guarniero, Francisco Bevilacqua ; Wang, Yuan-Pang ; Rössler, Wulf ; Gattaz, Wagner Farid . Atitudes de profissionais de saúde mental em relação a indivíduos com esquizofrenia: uma comparação transcultural entre Suíça e Brasil. Revista de Psiquiatria Clínica (São Paulo. Impresso), v. 39, p. 115-121, 2012.

14.
HENGARTNER, M. P.2012HENGARTNER, M. P. ; LOCH, A. A. ; LAWSON, F. L. ; GUARNIERO, F. B. ; WANG, Y.-P. ; RÖSSLER, W. ; GATTAZ, W. F. . Public stigmatization of different mental disorders: a comprehensive attitude survey. EPIDEMIOL PSYCH SCI, v. 22, p. 269-274, 2012.

15.
Loch, Alexandre Andrade2012Loch, Alexandre Andrade; Hengartner, Michael Pascal ; Guarniero, Francisco Bevilacqua ; Lawson, Fabio Lorea ; Wang, Yuan-Pang ; Gattaz, Wagner Farid ; Rössler, Wulf . The more information, the more negative stigma towards schizophrenia: Brazilian general population and psychiatrists compared. Psychiatry Research (Print), v. 205, p. 185-191, 2012.

16.
LOCH, A. A.;Loch, Alexandre Andrade;LOCH, ALEXANDRE;LOCH, ALEXANDRE ANDRADE;LOCH, ALEXANDRE ANDRADADE;LOCH, ALEXANDRE A.;LOCH, A.A.;LOCH, ALEXANDRE A2011 LOCH, A. A.; Wang, Yuan-Pang ; Rössler, Wulf ; Tófoli, Luis Fernando ; Silveira, Camila Magalhães ; Andrade, Laura Helena . The psychosis continuum in the general population: findings from the São Paulo Epidemiologic Catchment Area Study. European Archives of Psychiatry and Clinical Neuroscience, p. -, 2011.

17.
Loch, Alexandre Andrade2011Loch, Alexandre Andrade; Hengartner, Michael Pascal ; Guarniero, Francisco Bevilacqua ; Lawson, Fabio Lorea ; Wang, Yuan-Pang ; Gattaz, Wagner Farid ; Rössler, Wulf . O estigma atribuído pelos psiquiatras aos indivíduos com esquizofrenia. Revista de Psiquiatria Clínica (USP. Impresso), v. 38, p. 173-177, 2011.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
LOCH, ALEXANDRE A.. Laplatia?Or, The City That Could Not Dream. 1. ed. , 2016.

2.
LOCH, ALEXANDRE A.. Bile Negra. 1. ed. , 2014.

3.
GATTAZ, W.F. ; WANG, Y. ; LOCH, A. A. ; Guarniero, F. ; LAWSON, F. . Atualização em Esquizofrenia - O Estigma da Esquizofrenia. , 2009.

Capítulos de livros publicados
1.
ZANETTI, M. V. ; LOCH, A. A. ; Machado-Vieira, R. . Translating Biomarkers and Biomolecular treatments to clinical practice: assessment of hypothesis-driven clinical trial data. In: Aysegül Yildiz; Pedro Ruiz; Charles B. Nemeroff. (Org.). The Bipolar Book. 1ed.New York, NY: Oxford University Press, 2015, v. 1, p. 149-170.

2.
LOCH, A. A.; WANG, Y.-P. . Epidemiologia e custos da esquizofrenia. In: Antonio Egidio Nardi; João Quevedo; Antônio Geraldo da Silva. (Org.). Esquizofrenia ? Teoria e clínica. 1ed.Porto Alegre: Artmed, 2015, v. 1, p. 25-36.

3.
Wang, Yuan-Pang ; BIONDO, M. ; Machado, Bruno ; LOCH, A. A. . Alterações do Pensamento (Forma e Conteúdo) e Linguagem. In: Valentim Gentil; Wagner Farid Gattaz; Euripedes Constantino Miguel. (Org.). Clínica Psiquiátrica - A visão do Departamento e do Instituto de Psiquiatria do HCFMUSP. São Paulo: Manole, 2011, v. 01, p. -.

4.
Wang, Yuan-Pang ; Loch, Alexandre Andrade ; Andrade, Laura Helena . A Evolução dos Conceitos em Psiquiatria. In: Valentim Gentil; Wagner Farid Gattaz; Euripedes Constantino Miguel. (Org.). Clínica Psiquiátrica - A visão do Departamento e do Instituto de Psiquiatria do HCFMUSP. São Paulo: Manole, 2011, v. 01, p. -.

5.
LOCH, A. A.. Transtorno Somatoforme. Emergências: Condutas do Pronto-Socorro do HC-FMUSP. São Paulo: Editora Manole, 2008, v. , p. -.

6.
LOCH, A. A.. Transtorno Conversivo. Emergências: Condutas do Pronto-Socorro do HC-FMUSP. São Paulo: Manole, 2008, v. , p. -.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
van de Bilt, M. ; PRADO, C. ; Ojopi, EPB ; LOCH, A. A. ; ZANETTI, ; SOUZA, R. ; RODRIGO, ; GATTAZ, W.F. . Clinical use of genetic polymorphisms as markers of refractoriness in schizophremia. In: 67th Annual Scientific Convention and Meeting of the Society-of-Biological-Psychiatry, 2012, Philadelphia. Biological Psychiatry, 2012. v. 71. p. 158S-158S.

2.
van de Bilt, M. ; PRADO, C. ; Ojopi, EPB ; ZANETTI, ; LOCH, A. A. ; SOUZA, R. ; Machado-Vieira, R. ; GATTAZ, W.F. . Refractoriness in Schizophrenia is not associated with Cyp@d6 and Cyp2C19 genotypes. In: 67th Annual Scientific Convention and Meeting of the Society-of-Biological-Psychiatry, 2012, Philadelphia. Biological Psychiatry, 2012. v. 71. p. 158S-158S.

3.
LOCH, A. A.; BIO, D. S. ; van de Bilt, M. ; PRADO, C. M. ; ZANETTI, M. V. ; GATTAZ, W.F. . Genetic Polymorphisms Related To Dopamine, Serotonine And BDNF Might Be Specific To Particular Symptom Dimensions In Schizophrenia. In: 67th Annual Scientific Convention and Meeting of the Society-of-Biological-Psychiatry, 2012, Philadelphia. Biological Psychiatry, 2012. v. 71. p. 159s-160s.

4.
LOCH, A. A.. Abstracts for the 13th International Congress on Schizophrenia Research (ICOSR). In: 13th International Congress on Schizophrenia Research, 2011, Colorado Springs. Abstracts for the 13th International Congress on Schizophrenia Research, 2011. v. 37S. p. 99-100.

5.
LOCH, A. A.; Hengartner, M.P. ; LAWSON, F. ; Guarniero, F. ; WANG, Y. ; GATTAZ, W.F. ; Rössler, Wulf . Psychiatrists' stigma towards individuals with schizophrenia. In: Schizophrenia International Research Society South America Meeting, 2011, Sao Paulo, Brazil. Revista de Psiquiatria Clínica. São Paulo, 2011. v. 38. p. 50.

6.
Loch, Alexandre A. ; LOCH, A. A. . EARLY-REHOSPITALIZATION RATES OF INDIVIDUALS WITH PSYCHOTIC DISORDER AND BIPOLAR DISORDER IN SãO PAULO, BRAZIL, 2010. v. 117. p. 525-526.

7.
LOCH, A. A.. Re-hospitalização de pacientes com psicose e transtorno afetivo bipolar dois meses após alta em São Paulo, Brasil. In: XXVIII Congresso Brasileiro de Psiquiatria, 2010, Fortaleza. Revista Brasileira de Psiquiatria, 2010. v. 32S. p. S27.

8.
LOCH, A. A.; ANDRADE, L.H. ; TOFOLI, L.F.F. ; WANG, Y. ; COELHO, B. M. . The Continuum of Psychotic Symptoms in a Population Based Study in Brazil. In: 63rd Annual Meeting of the Society of Biological Psychiatry, 2008, Washington D.C.. Biological Psychiatry, 2008. v. 63. p. 1S-301S.

9.
ANDRADE, L.H. ; LOCH, A. A. ; COELHO, B. M. ; TOFOLI, L.F.F. ; WANG, Y. . The Continuum of Psychotic Symptoms in a Population Based Study in Brazil. In: Fourteenth Biennal Winter Workshop on Schizophrenia & Bipolar Disorders, 2007, Montreux. Schizophrenia Research, 2007. v. 98. p. 3-199.

Apresentações de Trabalho
1.
LOCH, A. A.. Sintomas psicóticos na população geral: como pensar as psicoses frente aos atuais estudos epidemiológicos. 2010. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).


Demais tipos de produção técnica
1.
LOCH, A. A.; Cocciufo, T. ; SANTORO, R. ; Vieira, M.E.B. . Curso de Educação Continuada. 2009. (Curso de curta duração ministrado/Outra).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Qualificações de Doutorado
1.
LOCH, A. A.; ELKIS, H.; CAETANO, S. C.. Participação em banca de Maurício Henriques Serpa. Avaliação longitudinal de alterações microestruturais cerebrais estado-dependentes em indivíduos com primeiro episódio psicótico, associadas à atividade da enzima fosfolipase A2. 2015. Exame de qualificação (Doutorando em Medicina - Psiquiatria) - Universidade de São Paulo.

2.
LOCH, A. A.; Tavares H.; Corchs F.D.F.. Participação em banca de Geilson Lima Santana Junior. A Influência da Afetividade sobre a Associação entre Adversidades na Infância e Patologia da Personalidade na Vida Adulta. 2015. Exame de qualificação (Doutorando em Doutorado em Ciências) - Universidade de São Paulo.




Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
Simpósio Internacional ? A clínica das psicoses.Aderência e recaída: o que fazer?. 2015. (Simpósio).

2.
67th Annual Meeting of the Society of Biological Psychiatry. Genetic Polymorphisms Related To Dopamine, Serotonine And BDNF Might Be Specific To Particular Symptom Dimensions In Schizophrenia. 2012. (Congresso).

3.
13th International Congress on Schizophrenia Research. Early-rehospitalization rates for individuals with psychotic disorder and bipolar disorder in Sao Paulo, Brazil. 2011. (Congresso).

4.
Clínica Psiquiátrica. A Evolução dos Conceitos em Psiquiatria. 2011. (Congresso).

5.
Schizophrenia International Research Society South America Meeting. Psychiatrists' stigma towards individuals with schizophrenia. 2011. (Congresso).

6.
XIX Congresso Brasileiro de Psiquiatria. 2011. (Congresso).

7.
2nd Biennial Schizophrenia International Research Conference. Early-Rehospitalization rates of individuals with psychotic disorder and bipolar disorder in São Paulo, Brazil. 2010. (Congresso).

8.
XVIII Congresso Brasileiro de Psiquiatria. Sintomas psicóticos na população geral: como pensar as psicoses frente aos atuais estudos epidemiológicos. 2010. (Congresso).

9.
80 anos de Pinel: Saúde Pública e a Reforma Psiquiátrica.Estigma e Psicose. 2009. (Simpósio).

10.
XXVII Congresso Brasileiro de Psiquiatria. 2009. (Congresso).

11.
63rd Annual Meeting of the Society of Biological Psychiatry. The Continuum of Psychotic Symptoms in a Population Based Study in Brazil. 2008. (Congresso).

12.
6th search for the causes of schizophrenia. 2008. (Simpósio).

13.
XVI Congresso Brasileiro de Psiquiatria. 2008. (Congresso).

14.
Simpósio de Atualização em Emergências Psiquiátricas.Diretrizes Diagnósticas. 2007. (Simpósio).

15.
XXV Congresso Brasileiro de Psiquiatria. 2007. (Congresso).

16.
XXIV Congresso Brasileiro de Psiquiatria. Psicose: um continuum entre o normal e o patológico?. 2006. (Congresso).

17.
I Congresso Brasileiro de Psicoterapia. Crise de identidade ? Do Policial à criança. 2005. (Congresso).

18.
XXIII Congresso Brasileiro de Psiquiatria. Alteração comportamental após ressecção de cavernoma em um paciente com epilepsia de lobo temporal. 2005. (Congresso).

19.
Psicanálise e Neurociência. 2004. (Seminário).

20.
XXII Congresso Brasileiro de Psiquiatria. 2004. (Congresso).

21.
Avanços na Avaliação e Tratamento da Esquizofrenia de Difícil Manejo. 2003. (Simpósio).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
LOCH, A. A.. Pinel: 80 anos em saúde mental - Saúde Pública e a Reforma Psiquiátrica. 2009. (Congresso).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Dissertação de mestrado
1.
Viviane Piagentini Candal Setti. Avaliação de uma intervenção em grupo para facilitar a revelação do próprio diagnóstico e diminuir o autoestigma de pessoas com esquizofrenia, baseada no programa internacional Coming Out Proud. Início: 2016. Dissertação (Mestrado profissional em Medicina - Psiquiatria) - Universidade de São Paulo. (Coorientador).

Tese de doutorado
1.
Arlete Modelli. Avaliação de uma intervenção em grupo para facilitar a revelação do próprio diagnóstico e diminuir o autoestigma de pessoas com transtorno de humor, baseada no programa internacional Coming Out Proud. Início: 2017. Tese (Doutorado em Medicina - Psiquiatria) - Universidade de São Paulo. (Coorientador).



Educação e Popularização de C & T



Artigos
Artigos completos publicados em periódicos
1.
HUNGERBUEHLER, INES2016HUNGERBUEHLER, INES ; VALIENGO, LEANDRO ; LOCH, ALEXANDRE A ; Rössler, Wulf ; GATTAZ, WAGNER F . Home-Based Psychiatric Outpatient Care Through Videoconferencing for Depression: A Randomized Controlled Follow-Up Trial. JMIR Mental Health, v. 3, p. e36, 2016.

2.
DE SOUSA, RAFAEL T2016DE SOUSA, RAFAEL T ; LOCH, ALEXANDRE A ; CARVALHO, ANDRÉ F ; BRUNONI, ANDRÉ R ; HADDAD, MARIE REINE ; HENTER, IOLINE D ; ZARATE, CARLOS A ; MACHADO-VIEIRA, RODRIGO . Genetic Studies on the Tripartite Glutamate Synapse in the Pathophysiology and Therapeutics of Mood Disorders. Neuropsychopharmacology (New York, N.Y.), v. 1, p. 1, 2016.




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 14/11/2018 às 1:42:34