Igor Patrik Ramos Negrão

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/7018824885097966
  • Última atualização do currículo em 26/06/2014


Mestre em Neurociências e Biologia Celular pela Universidade Federal do Pará.Tem experiência na área de Ciências Morfológicas e Fisiológicas, com ênfase em Neurofisiologia, atuando principalmente nos seguintes temas: Analise investigativa do padrão de eficiência comportamental, através da terapia celular com células tronco extraídas da medula óssea no tratamento do Acidente Vascular encefálico (AVENC), análise alométrica do córtex somestésico de roedores da amazônia, verificação da Neurogênese endógena cortical após isquemia focal e morfofisiologia do sistema somatosensorial, desenvolvimento e plasticidade do córtex somestésico, regeneração do sistema nervoso, utilização de biomarcadores citogenéticos na doença de Alzheimer. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Igor Patrik Ramos Negrão
Nome em citações bibliográficas
NEGRÃO, I. P. R.

Endereço


Endereço Profissional
Universidade Federal do Pará.
Rua Augusto Corrêa, No. 1
Guamá
66075-110 - Belem, PA - Brasil - Caixa-postal: 479
Telefone: (91) 32017741
URL da Homepage: www.ufpa.br


Formação acadêmica/titulação


2010 - 2013
Mestrado em Neurociências e Biologia Celular.
Universidade Federal do Pará, UFPA, Brasil.
Título: ANÁLISE CITOGENÉTICA COMO BIOINDICADOR PARA PACIENTES COM DIAGNÓSTICO TENTATIVO DE ALZHEIMER,Ano de Obtenção: 2013.
Orientador: Antonio Pereira Junior.
Coorientador: Carlomagno Pacheco Bahia.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Fisiologia / Subárea: Neurofisiologia.
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Fisiologia / Subárea: Neuropatologia.
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Genética / Subárea: Citogenética.
2006 - 2009
Graduação em Ciências Biológicas.
Centro Universitário do Estado do Pará, CESUPA, Brasil.




Formação Complementar


2010
INGLÊS. (Carga horária: 200h).
ASLAN´S COURSE S/C LTDA.
2010 - 2010
ECOLOGIA SENSORIAL E CITOGENÉTICA DE PEIXES ELÉ.. (Carga horária: 90h).
Universidade Federal do Pará, UFPA, Brasil.
2006 - 2006
CURSO DE CIRURGIA EXPERIMENTAL. (Carga horária: 30h).
Universidade do Estado do Pará.


Atuação Profissional



FACULDADES INTEGRADAS DE CASTANHAL LTDA, FIC_PPROV, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professor de Fisiologia Humana, Carga horária: 8

Vínculo institucional

2012 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professor de Prática Docente, Carga horária: 3


Centro de Serviços Educacionais do Pará, CESEP, Brasil.
Vínculo institucional

2010 - 2011
Vínculo: Professor vistante, Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 80
Outras informações
Ministra a disciplina de Fisiologia Humana para o Curso Técnico em radiologia médica e diagnóstico por imagem.


Universidade Federal do Pará, UFPA, Brasil.
Vínculo institucional

2007 - 2009
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Bolsista PIBIC/CNPQ, Carga horária: 20, Regime: Dedicação exclusiva.



Projetos de pesquisa


2008 - 2010
PLASTICIDADE E REGENERAÇÃO NA ÁREA SOMESTÉSICA PRIMÁRIA: PAPEL DA MATRIZ EXTRACELULAR
Descrição: Descrição: Devido à falta de capacidade regenerativa, lesões no sistema nervoso central (SNC) adulto geralmente causam déficits cognitivos e/ou funcionais persistentes, cuja severidade depende da extensão e localização da lesão (Thuret et al., 2006). Um dos motivos desta incapacidade é que o meio extracelular do SNC adulto possui uma grande quantidade de moléculas inibitórias ao crescimento axonal, tais como proteínas da bainha de mielina (p. ex. Nogo-A), e proteoglicanos da matriz extracelular associados a glicosaminoglicanas sulfatadas, como o sulfato de condroitina (PGSC). Após lesão, a concentração destas substâncias aumenta, causando mais empecilhos à plasticidade regenerativa. Embora não exista nenhum tratamento restaurativo completo, várias terapias moleculares e celulares estão sendo testadas atualmente em modelos experimentais de regeneração do SNC. No presente projeto, propomos a remoção das PGSCs do meio extracelular do córtex cerebral como terapia com potencialidade para restaurar a capacidade plástica de áreas específicas do SNC e promover a regeneração morfofuncional.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2006 - 2009
BLOQUEIO DA ATIVAÇÃO MICROGLIAL PARA A MAXIMIZAÇÃO DOS EFEITOS NEUROPROTEORES DE CÉLULAS TRONCO MESENQUIMAIS DA MEDULA ÓSSEA TRANSPLANTADAS ENDOVENOSAMENTE APÓS ACIDENTE VASCULAR ENCEFÁLICO EXPERIMENTAL
Descrição: Uma das principais hipóteses postuladas para os efeitos benéficos do transplante de células-tronco da medula óssea é de que este procedimento amplificaria os mecanismos de reparo endógeno. Por outro lado, sabe-se que a ativação microglial durante a isquemia experimental prejudica a neurogênese em regiões do SNC, como o hipocampo. Além disso, estudos recentes sugerem que o ambiente inflamatório, incluindo a ativação microglial, influencia as propriedades terapêuticas das células tronco transplantadas. Uma questão importante é o momento certo de realizar o transplante após a ocorrência do acidente vascular encefálico. O mesmo deve-se ser realizado na fase aguda da doença, quando o processo inflamatório é mais intenso, ou na fase mais crônica, quando a resposta inflamatória é mais branda? É possível que as ações terapêuticas das células tronco transplantadas sejam influenciadas pelo processo inflamatório. Inexistem estudos que tenham investigado a influência da resposta inflamatória sobre as ações terapêuticas das células trasplantadas. O presente projeto pretende investigar se o bloqueio da resposta microglial em animais transplantados com células-tronco da medula óssea induz neuroproteção, neurogênese e recuperação motora mais eficazes, como avaliado por técnicas histológicas e análise comportamental. Com base no exposto acima, o presente projeto investigará a hipótese de que o tratamento de animais isquêmicos com células-tronco da medula óssea em concomitância com o bloqueio da ativação microglial pode induzir proteção tecidual, neurogênese e, recuperação funcional mais eficazes do que a simples terapia celular sem o bloqueio da resposta inflamatória. Nossos estudos preliminares sugerem que o bloqueio microglial favorece as ações terapêuticas de células tronco da medula óssea transplantadas endovenosamente no córtex motor isquêmico, criando um ambiente menos inflamatório que favorece a neuroproteção.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2006 - 2008
ESTUDO COMPARATIVO DO PADRÃO DE CONEXÕES CORTICAIS SOMESTÉSICAS DE ROEDORES AMAZÔNICOS
Descrição: Um dos desafios das neurociências é a comprerensão dos mecanismos neurais das representações corticais das modalidades sensoriais, cu operaçõa permite aos indivíduos perceber ativamente o ambiente e interagir com ele. O cérebro dos mamíferos é fisicamente separado em dois hemisférios que se conectam através do corpo caloso. Fessa forma, a informação sensorial captada do ambiente chega ao cérebro de forma lateralizada. O projeto abordará aquestão das bases neurais da percepção sensorial, mais especificamente a integração cortical das informações que permitem a representação coerente do corpo. Neste contexto, o objetivo geral é fazer uma comparação do padrão das conexões calosas ao nível da pata anterior e dos lábios na cutia e no rato.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Morfologia / Subárea: Neurobiologia Celular e Comportamental.


Idiomas


Inglês
Compreende RazoavelmenteLê Bem, Escreve Pouco.
Espanhol
Compreende RazoavelmenteLê Razoavelmente.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
TAVARES, P. N.2011TAVARES, P. N. ; NEGRÃO, I. P. R. ; LIMA, R. . Predisposição às doenças neurodegenerativas durante o envelhecimento. Revista Paraense de Medicina, v. 25, p. 45-49, 2011.

Capítulos de livros publicados
1.
NEGRÃO, I. P. R.; SOUZA, J. R. ; MACEDO, L. P. C. ; MENDONÇA, M. B. ; SANCHES, M. R. ; BITAR, P. D. R. ; COSTA, P. F. . DIVERSIDADE DE FUNGOS NO ESTIPE DO AÇAIZEIRO (Euterpe oleracea Mart.). In: Mario Augusto Gonçalves Jardim. (Org.). DIVERSIDADE BIOLÓGICA DAS ÁREAS DE PROTEÇÃO AMBIENTAL: ILHA DO COMBU E ALGODOAL - MAIANADEUA - PARÁ, BRASIL. 1ed.Belém: MPEG/MCT/CNPQ, 2009, v. 1, p. 1-457.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
SOARES, S. C. S. ; SOUZA, C. C. ; LOPES, R. T. S. ; Walther Augusto Carvalho ; CARDOSO, M. M. ; NEGRÃO, I. P. R. ; DIAS, I. A. ; GOMES-LEAL, W. ; BAHIA, C. P. ; PEREIRA, A. . Functional assessment of brain plasticity with chondroitinase ABC in wistar rats after ischemical injury in sensory-motor cortex. In: I Congresso da FALAN, 2012, México. I Congresso da FALAN, 2012.

2.
CARVALHO, W. A. ; NEGRÃO, I. P. R. ; JARDIM, N. ; DA COSTA, T. F. D. ; GOMES-LEAL, W. ; BAHIA, C. P. ; PEREIRA, A. . ENDOTHELIN - 1 MICROINJECTION AS MODEL FOR ACUTE SPINAL CORD INJURY. In: XXVI Annual Meeting of the Brazilian Federation of Experimental Biology Societies, 2011, Rio de Janeiro, RJ. XXVI Annual Meeting of the Brazilian Federation of Experimental Biology Societies, 2011.

Apresentações de Trabalho
1.
NEGRÃO, I. P. R.. Análise da organização de proteoglicanos da matrix extracelular em lesão da área somestésica primária do rato. 2009. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

2.
FRANCO, E. C. S. ; NEGRÃO, I. P. R. ; PEREIRA, A. ; GOUVEIA Jr, A. ; GOMES-LEAL, W. . Desempenho motor de ratos isquêmicos tratados com células-tronco da medula óssea e bloqueio microglial com minociclina. 2008. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

3.
NEGRÃO, I. P. R.. Análise morfométrica dos terminais axonais na área somestésica secundárias da cutia (Dasyproiteca primnolopha). 2008. (Apresentação de Trabalho/Seminário).



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
V Mostra de Síndrome e Malformações Congênitas do Sistema Neurosensorial. Mutações Genéticas com Acometimento so Sistema Nervoso: Síndrome de Prieur, Ataxia de Friedreich e Síndrome de Dravet. 2014. (Exposição).

2.
V Mostra de Síndrome e Malformações Congênitas do Sistema Neurosensorial. Síndrome de Cornélia de Lange, Síndrome de Wolf-Hirschhon e Síndrome de Cohen. 2014. (Exposição).

3.
V Mostra de Síndrome e Malformações Congênitas do Sistema Neurosensorial. Crânio Bífido e Suas Variações: Meningocele Craniana, Meningoencefalocele e Meningoidroencefalocele. 2014. (Exposição).

4.
V Mostra de Síndrome e Malformações Congênitas do Sistema Neurosensorial. Lisencefalia, Agiria, Paquigiria e Microgiria. 2014. (Exposição).

5.
V Mostra de Síndrome e Malformações Congênitas do Sistema Neurosensorial. Sindrome de Dandy-Walker, Hidranencefalia e Síndrome de Kanavam (Doença de Canavan). 2014. (Exposição).

6.
V Mostra de Síndrome e Malformações Congênitas do Sistema Neurosensorial. Análise dos Processos Anômalos na formação do Prosencéfalo: Esquizenfalia, Porencefalia e Holoprosencefalia. 2014. (Exposição).

7.
VI Jornada Acadêmica de Biologia do CESUPA.A Doença de Alzheimer: Seu Aspecto Multifatorial. 2013. (Seminário).

8.
ECOLOGIA SENSORIAL E CITOGENÉICA DE PEIXES NEOTROPICAIS. 2010. (Oficina).

9.
XX SEMINÁRIO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA UFPA.Análise da organização de proteoglicanos da matrix extracelular em lesão da área somestésica primária do rato. 2009. (Seminário).

10.
ENCONTRO DE BIOLOGIA. 2008. (Encontro).

11.
I CONGRESSO IBRO/LARC DE NEUROCIÊNCIAS DA AMÉRICA LATINA, CARIBE E PENÍSULA IBÉRICA. 2008. (Congresso).

12.
I CONGRESSO IBRO/LARC DE NEUROCIÊNCIAS DA AMÉRICA LATINA, CARIBE E PENÍSULA IBÉRICA. Desempenho motor de ratos isquêmicos tratados com células-tronco da medula óssea e bloqueio microglial com minociclina. 2008. (Congresso).

13.
XIX SEMINÁRIO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA UFPA.Análise morfométrica dos terminais axonais na área somestésica secundárias da cutia (Dasyproiteca primnolopha).. 2008. (Seminário).

14.
59 REUNIÃO ANUAL DA SBPC. 2007. (Encontro).

15.
SEMANA DO BIÓLOGO DO CESUPA. 2007. (Seminário).

16.
SIMPÓSIO INTRODUÇÃO À BIOTECNOLOGIA MICROBIANA. 2007. (Simpósio).

17.
12 CONGRESSO DE LA ASSOCIACIÓN LATINOAMERICANA DE GENÉTICA. 2006. (Congresso).

18.
52 CONGRESSO BRASILEIRO DE GENÉTICA. 2006. (Congresso).

19.
CURSO BÁSICO TEÓRICO E PRÁTICO DE CIRURGIA EXPERIMENTAL. 2006. (Outra).

20.
DIA DA ÁGUA E DA FLORESTA. 2006. (Seminário).

21.
II SEMANA DO MEIO AMBIENTE DO CESUPA. 2006. (Seminário).

22.
I JORNADA ACADEMICA DE BIOLOGIA. 2006. (Seminário).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Iniciação científica
1.
Edwardo Luiz de Oliveira Gonçalves. Investigação dos possíveis efeitos neuroprotetores e reabilitatórios do tratamento com beta-cariofileno em modelos de isquemia transitória no córtex motor por endotelina-1.. Início: 2014. Iniciação científica (Graduando em Ciências Biológicas) - Universidade da Amazônia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. (Orientador).

2.
Bianca Laina Moraes Marinho. Ativação Microglial, Perda Neuronal e Astrocitose no Modelo Experimental de Epilepsia do Lobo Temporal de Ratos Adultos.. Início: 2014. Iniciação científica (Graduando em Farmácia) - FACULDADES INTEGRADAS BRASIL AMAZONIA S/S LTDA. (Orientador).

3.
Jhéssica Sabrina Sousa Campos. Epidemiologia do Acidente Vascular Encefálico relacionando subtipos e fatores de risco em Belém Pará, no período de 2012 a 2013.. Início: 2014. Iniciação científica (Graduando em Biomedicina) - FACULDADES INTEGRADAS BRASIL AMAZONIA S/S LTDA. (Orientador).

4.
Jéssica Rodrigues de Araújo. Epidemiologia do Acidente Vascular Encefálico relacionando subtipos e fatores de risco em Belém Pará, no período de 2012 a 2013.. Início: 2014. Iniciação científica (Graduando em Biomedicina) - FACULDADES INTEGRADAS BRASIL AMAZONIA S/S LTDA. (Orientador).




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 17/11/2018 às 13:50:34