Bruna Pires da Silva

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/4691847965300059
  • Última atualização do currículo em 24/04/2018


Possui Graduação em Agronomia (2009), Mestrado (2012) e Doutorado (2017) em Produção Vegetal pela UNESP - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias de Jaboticabal. Realizou Doutorado Sanduíche na Universidad de Cádiz (Espanha), junto ao Grupo de Alelopatia, trabalhando com isolamento biodirigido de aleloquímicos. Tem experiência na área de Agronomia, com ênfase em Bioprospecção de Produtos Naturais, Alelopatia, Biologia e Manejo de Plantas Daninhas e Competição entre Plantas. Atualmente é Coordenadora de Assuntos Regulatórios na Bayer CropScience. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Bruna Pires da Silva
Nome em citações bibliográficas
SILVA, B. P.;Silva, B.P.;Silva, Bruna Pires da;DA SILVA, BRUNA P.

Endereço


Endereço Profissional
Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias de Jaboticabal.
Via de acesso Prof. Paulo Donato Castellane s/n
Rural
14884900 - Jaboticabal, SP - Brasil
Telefone: (16) 32092600
URL da Homepage: www.fcav.unesp.br


Formação acadêmica/titulação


2013 - 2017
Doutorado em Agronomia.
UNESP - "Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias de Jaboticabal", UNESP/FCAV, Brasil.
Título: POTENCIAL ALELOPÁTICO DE Cosmos sulphureus CAV., Ano de obtenção: 2017.
Orientador: Pedro Luís da Costa Aguiar Alves.
Coorientador: Mariluce Pascoina Nepomuceno.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.
Palavras-chave: Bidens sulphurea; Bioprospecção de novos herbicidas naturais; alelopatia; aleloquímicos; allelochemicals; allelopathy.
Grande área: Ciências Agrárias
Grande Área: Ciências Agrárias / Área: Agronomia / Subárea: Alelopatia.
Grande Área: Ciências Agrárias / Área: Agronomia / Subárea: Biologia e Manejo de Plantas Daninhas.
2015 - 2015
Doutorado em Doutorado Sanduíche.
Universidad de Cádiz, UCA, Espanha.
com período sanduíche em Universidad de Cádiz (Orientador: Rosa María Varela Montoya).
Título: Avaliação do potencial alelopático de Bidens sulphurea (Cav.) Sch. Bip., Ano de obtenção: 2015.
Orientador: Pedro Luis da Costa Aguiar Alves.
Coorientador: Mariluce Pascoina Nepomuceno.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: allelopathy; natural herbicides; allelochemicals; Isolamento biodirigido; Bioprospecção.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra
Grande Área: Ciências Agrárias / Área: Agronomia / Subárea: Fitotecnia / Especialidade: Matologia.
2010 - 2012
Mestrado em Agronomia (Producao Vegetal).
Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Brasil.
Título: INTERFERÊNCIA RELATIVA ENTRE O TOMATEIRO INDUSTRIAL E Amaranthus viridis,Ano de Obtenção: 2012.
Orientador: Pedro Luís da Costa Aguiar Alves.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.
Palavras-chave: experimento substitutivo; Lycopersicon esculentum; caruru-de-mancha; Solanum lycopersicum; matocompetição.
Grande área: Ciências Agrárias
2005 - 2009
Graduação em Agronomia.
Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Brasil.
Título: Efeito da Adubação N-P-K nas relações de interferência intra e interespecífica entre tomateiro e maria-pretinha.
Orientador: Pedro Luís da Costa Aguiar Alves.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
2002 - 2004
Ensino Médio (2º grau).
Colégio Cecília Meireles, CCM, Brasil.
1998 - 2001
Ensino Fundamental (1º grau).
E.E.P.S.G." ALEXANDRE DE AVILA BORGES", AAB, Brasil.




Formação Complementar


2016 - 2016
BioAtivação de Lavouras. (Carga horária: 4h).
UNESP - "Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias de Jaboticabal", UNESP/FCAV, Brasil.
2016 - 2016
Educação Postural no Campo. (Carga horária: 20h).
Serviço Nacional de Aprendizagem Rural, SENAR, Brasil.
2016 - 2016
Planejamento estratégico da produção científica baseado em bibliometria. (Carga horária: 3h).
UNESP - "Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias de Jaboticabal", UNESP/FCAV, Brasil.
2016 - 2016
O Futuro do Agronegócio e a Inovação. (Carga horária: 2h).
UNESP - "Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias de Jaboticabal", UNESP/FCAV, Brasil.
2015 - 2015
Fall Training Course on SLs Biological effects Phenotyping. (Carga horária: 36h).
Palacky University Olomouc, UPOL, República Tcheca.
2013 - 2013
Curso Sobre Manejo Integrado de Pragas MIP. (Carga horária: 8h).
UNESP - "Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias de Jaboticabal", UNESP/FCAV, Brasil.
2012 - 2012
Abastecimento e Renda. (Carga horária: 6h).
Serviço Nacional de Aprendizagem Rural, SENAR, Brasil.
2012 - 2012
Meio Ambiente. (Carga horária: 10h).
Serviço Nacional de Aprendizagem Rural, SENAR, Brasil.
2011 - 2011
Treinamento BPL. (Carga horária: 8h).
Gravena - Manejo Ecológico e Controle de Praga Agrícolas, GRAVENA, Brasil.
2009 - 2009
Estágio. (Carga horária: 66h).
Cooperativa dos Plantadores de Cana da Zona de Guariba, COPLANA, Brasil.
2009 - 2009
Estágio. (Carga horária: 960h).
Oxiquímica Agrociência, OXIQUÍMICA, Brasil.
2008 - 2009
Iniciação Científica (CNPq/PIBIC).
Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Brasil.
2007 - 2009
Estágio.
Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Brasil.
2008 - 2008
Adubação de Culturas. (Carga horária: 31h).
UNESP - "Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias de Jaboticabal", UNESP/FCAV, Brasil.
2007 - 2008
Iniciação Científica (CNPq/PIBIC).
Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Brasil.
2007 - 2007
Crédito de Carbono - "Transformando um Problema Global em Oportunidades. (Carga horária: 15h).
UNESP - "Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias de Jaboticabal", UNESP/FCAV, Brasil.
2007 - 2007
Atualidades em Cana-de-açúcar. (Carga horária: 36h).
UNESP - "Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias de Jaboticabal", UNESP/FCAV, Brasil.
2007 - 2007
Irrigação por Aspersão em Pastagem. (Carga horária: 3h).
UNESP - "Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias de Jaboticabal", UNESP/FCAV, Brasil.
2006 - 2007
Estágio.
Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Brasil.
2006 - 2006
Tecnologia na Produção de Frutíferas. (Carga horária: 40h).
UNESP - "Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias de Jaboticabal", UNESP/FCAV, Brasil.
2006 - 2006
Atualidades em Manejo Integrado de Pragas. (Carga horária: 10h).
UNESP - "Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias de Jaboticabal", UNESP/FCAV, Brasil.
2006 - 2006
Processos Biotecnológicos: Bioconversão e Biorremediação. (Carga horária: 9h).
UNESP - "Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias de Jaboticabal", UNESP/FCAV, Brasil.
2005 - 2005
Agricultura Orgânica: Fudamentos e Experiência. (Carga horária: 33h).
UNESP - "Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias de Jaboticabal", UNESP/FCAV, Brasil.


Atuação Profissional



UNESP - "Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias de Jaboticabal", UNESP/FCAV, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - 2017
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Doutoranda, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
O grupo do Laboratório de Plantas Daninhas (LAPDA) é composto pelos professores Maria do Carmo M. D. Pavani, Pedro Luís da C. A. Alves e Silvano Bianco. Vem há mais 20 anos desenvolvendo pesquisas na área de biologia e manejo de plantas daninhas. Dentro do Departamento de Biologia Aplicada à Agropecuária da FCAV, a parceria com professores de áreas afins sempre foi comum ao laboratório. De forma semelhante, estas parcerias ocorrem no âmbito da UNESP e com outras universidades, inclusive de outros países, assim como com empresas. Atualmente, o grupo é composto por mais de 30 pessoas, entre funcionários, alunos de graduação em Agronomia, Zootecnia e Biologia, alunos de mestrado e doutorado em Produção Vegetal. Além da pesquisa, o laboratório realiza programas de extensão, como a organização de cursos tais como o "Encontro sobre a cultura do amendoim" e o "Colóquio internacional sobre plantas daninhas resistentes a herbicidas" Maiores informações: http://www.lapda.org.br/


SGS Gravena, SGS GRAVENA, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - 2013
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Supervisora de Pesquisa, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Redação, interpretação e execução de projetos de pesquisa, relacionados a culturas geneticamente modificadas (soja, milho e algodão), pós-liberação comercial. Coordenação de equipe técnica de campo. Geração de relatórios. Atuação no sistema de Boas Práticas Laboratoriais (BPL). Supervisão de funcionários e atendimento a clientes e pesquisadores.


Oxiquímica Agrociência, OXIQUÍMICA, Brasil.
Vínculo institucional

2010 - 2010
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Assistente de Pesquisa e Desenvolvimento, Carga horária: 45

Vínculo institucional

2009 - 2010
Vínculo: Estagiária, Enquadramento Funcional: Pesquisa e Desenvolvimento de Produtos, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.


Faculdade de Ciências Agrária e Veterinárias/UNESP/Jaboticabal, FCAV/UNESP, Brasil.
Vínculo institucional

2010 - 2012
Vínculo: Mestrado, Enquadramento Funcional: Mestre, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2006 - 2009
Vínculo: Estagiária, Enquadramento Funcional: Estagiária, Carga horária: 20, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

01/2006 - 12/2006
Estágios , UNESP - Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias de Jaboticabal, .

Estágio realizado
Estatística Experimental.

Universidad de Cádiz, UCA, Espanha.
Vínculo institucional

2015 - 2015
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Doutorado Sanduíche, Carga horária: 45, Regime: Dedicação exclusiva.


Bayer CropScience, BCS, Brasil.
Vínculo institucional

2016 - 2017
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Analista de Assuntos Regulatórios, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Assegurar o cumprimento das normas de Biossegurança em conformidade com as recomendações da Comissão Técnica Nacional de Biossegurança (CTNBio) e da Comissão Interna de Biossegurança (CIBio/Bayer). Auditorias internas de Compliance nos ensaios a campo e nas atividades em contenção com plantas geneticamente modificadas (OGMs regulados). Liberação Planejada no Meio Ambiente - LPMA. Relatórios Conclusivos. Relatórios Anuais. Treinamentos em Biossegurança. Certificado de Qualidade em Biossegurança - CQB. Contato com CTNBio, MAPA, SFA, IBAMA. Suporte às equipes do Brasil que conduzem atividades com OGMs regulados.


Bayer Crop Science, BCS, Brasil.
Vínculo institucional

2017 - Atual
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Coordenadora de Assuntos Regulatórios, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Registro e proteção de cultivares, zoneamento agrícola e vazio sanitário. Auditorias internas de Compliance nos ensaios a campo e nas atividades em contenção com plantas geneticamente modificadas (OGMs regulados). Liberação Planejada no Meio Ambiente - LPMA. Relatórios Conclusivos. Relatórios Anuais. Treinamentos em Biossegurança. Certificado de Qualidade em Biossegurança - CQB. Contato com CTNBio, MAPA, SFA, IBAMA. Reuniões da CTNBio. Suporte às equipes do Brasil que conduzem atividades com OGMs regulados.



Projetos de pesquisa


2013 - 2017
Avaliação do potencial alelopático de Bidens sulphurea (Cav.) Sch. Bip.
Descrição: Bidens sulphurea (Cav.) Sch. Bip. é uma espécie que foi introduzida no Brasil como ornamental e hoje se comporta como uma planta daninha, apresentando elevado poder invasivo de culturas de interesse agrícola devido, provavelmente, ao seu potencial alelopático, suprimindo inclusive o crescimento de outras plantas daninhas. Essa característica da planta a torna uma potencial candidata para obtenção de herbicidas naturais, os aleloquímicos, que uma vez isolados e caracterizados poderão ser utilizados diretamente como tal ou então para a semi-síntese de novos compostos. Em vista disso, o presente estudo objetiva avaliar e caracterizar o potencial alelopático da espécie B. sulphurea e, também, extrair, fracionar e isolar o fitoquímico promotor do efeito alelopático. Será caracterizado o potencial alelopático de B. sulphurea pelo método de liberação por decomposição e por exsudação radicular (planta ?in vivo?). Os extratos serão feitos com água e solventes orgânicos, separadamente, e serão aplicados em diferentes concentrações em plantas-teste (alface, tomate, rabanete, alpiste, cebola e trigo) e em plantas-alvo (capim-braquiária e capim-colonião), conduzidas em câmara de germinação, para verificação do potencial alelopático. Os extratos mais ativos serão fracionados conforme técnicas apropriadas de cromatografia e as frações obtidas serão testadas por meio dos mesmos bioensaios. As frações bioativas serão analisadas para identificação das substâncias presentes através de HPLC-UV-MS e ressonância magnética nuclear. Será realizado teste de comparação de médias e análise de regressão com os dados obtidos..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2010 - 2012
INTERFERÊNCIA RELATIVA ENTRE O TOMATEIRO INDUSTRIAL E Amaranthus viridis
Descrição: Objetivou-se com este trabalho determinar a interferência relativa entre tomateiro industrial e caruru-de-mancha (Amaranthus viridis). A metodologia utilizada foi a de um experimento aditivo para as duas monoculturas (tomateiro e caruru-de-mancha), que variou de 20 a 100 plantas m-2, para determinar o valor a partir do qual a produção se torna independente do aumento da densidade para cada espécie, e um experimento substitutivo, com a população total de 60 plantas m-2, com cinco proporções de tomateiro:caruru-de-mancha (100:0; 75:25; 50:50; 25:75; 0:100). No experimento aditivo para as monoculturas foram avaliados aos 60 DAP: altura, número de folhas, flores e frutos, biomassa fresca de frutos e biomassa seca de folhas, caule, frutos e total, para as plantas de tomate, e altura, número de folhas, biomassa seca de folhas, caule, inflorescência e total para o caruru-de-mancha. Para o ensaio substitutivo, realizou-se uma avaliação aproximadamente aos 60 DAP (mesmas características avaliadas no aditivo) e outra ao final do término do período experimental (aos 120 DAP), quando foram avaliados também os teores de macronutrientes nas folhas das duas espécies e a produção total dos frutos do tomateiro (número, biomassa fresca e biomassa seca de frutos). Os experimentos foram conduzidos em delineamento experimental de blocos casualizados, com 4 repetições, para cada época de avaliação. A análise da competitividade foi efetuada por meio de diagramas aplicados a experimentos substitutivos e índices de competitividade, sendo os dados médios de produção de frutos (tomateiro) e os teores de macronutrientes das folhas (tomateiro e caruru-de-mancha) submetidos à análise de variância pelo teste F, com as médias comparadas pelo teste de Tukey, a 5% de probabilidade. O tomateiro apresentou maior habilidade competitiva pelos recursos do meio que o caruru-de-mancha, sendo, para a planta cultivada, a interferência intraespecífica mais importante que a interespecífica..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2010 - 2011
RESPOSTA DIFERENCIAL DE DUAS POPULAÇÕES DE DIGITARIA INSULARIS AO GLYPHOSATE
Descrição: O uso repetido de glyphosate pode resultar na maior resistência do capim-amargoso através dos mecanismos da seleção natural. O presente trabalho teve por objetivo verificar a resposta de duas populações de capim-amargoso (uma de área não agrícola e outra com suspeita de resistência) a doses de glyphosate. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado, com quatro repetições. Para as duas populações de capim-amargoso, foram utilizadas 10 doses de glyphosate (0D; D/16; D/8; D/4; D/2; D; 2D; 4D; 8D; e 16D), em que D é a dose recomendada (1,08 Kg e.a. glyphosate ha-1). Na ocasião em que as plantas apresentavam, em média, de 3 a 5 perfilhos, realizou-se a aplicação dos tratamentos. A população coletada em área não agrícola apresentou maior sensibilidade ao herbicida glyphosate quando comparada à população presente em área na qual a aplicação do herbicida é freqüente. Também se concluiu que a aplicação de glyphosate em capim-amargoso, como ocorre freqüentemente em condições de campo, apresentando três a cinco perfilhos, não é adequada para o controle satisfatório dessa planta daninha..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2008 - 2009
EFEITO DA ESPÉCIE NAS RELAÇÕES DE INTERFERÊNCIA ENTRE AS PLANTAS DANINHAS E O TOMATEIRO
Descrição: O objetivo foi estudar o efeito da interferência de Amaranthus viridis, Bidens pilosa, Cyperus rotundus e Solanum americanum sobre a altura de plantas, a área foliar, o teor de clorofila, o acúmulo de massa seca e macronutrientes na cultura e a massa fresca de frutos do tomateiro industrial. Os tratamentos foram (i) duas plantas de tomateiro + duas de A. viridis; (ii) duas plantas de tomateiro + duas de B. pilosa; (iii) duas plantas de tomateiro + duas de C. rotundus; e (iv) duas plantas de tomateiro + duas de S. americanum. Esses tratamentos foram estabelecidos para o espaçamento de cinco e dez centímetros em que as plantas daninhas foram mantidas distanciadas da linha de plantio do tomateiro. Além disso, manteve-se uma testemunha com duas plantas de tomateiro sem associação com planta daninha. Dentro de cada espécie de planta daninha, o efeito da interferência foi o mesmo para todas as características avaliadas, independentemente da distância. A. viridis e S. americanum foram mais agressivas que B. pilosa e C. rotundus, mantidas em convivência com a cultura. A produção do tomateiro não foi reduzida pela convivência com as quatro espécies de plantas daninhas..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2007 - 2008
EFEITO DA ADUBAÇÃO N-P-K NAS RELAÇÕES DE INTERFERENCIA INTRA E INTERESPECÍFICA DE TOMATEIRO E MARIA-PRETINHA.
Descrição: Com este projeto, objetivou-se determinar os efeitos da adubação do solo sobre o grau de interferência intra e interespecífica de tomateiro e maria-pretinha, uma das principais plantas daninhas desta cultura. Foi conduzido um ensaio sob condições semicontroladas, utilizando vasos de cimento amianto de capacidade para 7 litros (área de 0,05 m²), preenchidos com solo coletado da camada arável de um Latossolo Vermelho eutrófico típico. O solo coletado foi submetido às análises físico-químicas de rotina. Baseando-se nos resultados da análise, fez-se a correção do pH e a adubação do substrato de todos os vasos. Foi adicionada, em um terço dos vasos, a dose de adubo N-P-K recomendada para a cultura; em outro terço foi adicionado 70% da dose e no terço restante, 130%; na seqüência, foram plantadas as mudas de maria-pretinha (Solanum americanum L.) e de tomate (Lycopersicon esculentum Mill.), duas mudas por vaso, nas seguintes combinações: duas mudas de tomateiro, uma de tomateiro com uma de maria-pretinha e duas de maria-pretinha, constituindo assim três condições de convivência, sendo uma interespecífica e duas intraespecíficas. O delineamento experimental foi o de blocos casualizados, com os tratamentos dispostos, para cada espécie, em esquema fatorial 3x2, em quatro repetições, com uma testemunha específica. Cerca de 120 dias após o plantio, foi realizada a colheita de frutos, do tomate e da maria-pretinha, e determinada a altura das plantas, a produção de massa seca das diferentes partes e a área foliar das duas espécies. Todos os dados foram submetidos à análise de variância pelo teste F, com as médias comparadas pelo teste de Tukey a 5% de probabilidade. Pode-se concluir que, para o tomate, houve interação significativa entre adubação e situação de convivência apenas para as características altura e biomassa foliar, enquanto para a maria-pretinha não foi possível constatar interação significativa..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2006 - 2007
TAMANHO DE AMOSTRA PARA A ESTIMATIVA DAS MÉDIAS DECENDIAIS DE RADIAÇÃO SOLAR GLOBAL NO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL
Descrição: Com o objetivo de verificar a variabilidade temporal e espacial do tamanho de amostra da radiação solar global média decendial, de 22 locais do Estado do Rio Grande do Sul, utilizaram-se séries de dados de radiação solar global do período de 1956 a 2003. Determinou-se o tamanho de amostra da radiação solar global média decendial em cada decêndio e local e agruparam-se os decêndios e os locais pelo método hierárquico 'vizinho mais distante'. Há variabilidade do tamanho de amostra (número de anos) para a estimativa da radiação solar global média decendial no Estado do Rio Grande do Sul no tempo e no espaço. Maior tamanho é necessário nos decêndios dos meses de junho, julho, agosto e setembro em relação aos outros meses. Para os locais e decêndios estudados, 30 anos de observações são suficientes para estimar a média (µ) de radiação solar global média decendial, para um erro de estimação igual a 12.3%, com coeficiente de confiança de 95%..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.


Revisor de periódico


2016 - Atual
Periódico: African Journal of Agricultural Research


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Agrárias / Área: Agronomia / Subárea: BIOLOGIA APLICADA À AGROPECUÁRIA/Especialidade: Biologia e Manejo de Plantas Daninhas.
2.
Grande área: Ciências Agrárias / Área: Agronomia / Subárea: Pesquisa e Desenvolvimento de Produtos.
3.
Grande área: Ciências Agrárias / Área: Agronomia / Subárea: Biotecnologia.


Idiomas


Português
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Inglês
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Bem.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.


Prêmios e títulos


2004
" Honra ao Mérito", conclusão do Ensino Médio, Colégio Cecília Meireles.


Produções



Produção bibliográfica
Citações

SciELO
Total de trabalhos:1
Total de citações:2
Bruna Pires da Silva  Data: 16/10/2007

Artigos completos publicados em periódicos

1.
DA SILVA, BRUNA P.2017 DA SILVA, BRUNA P.; NEPOMUCENO, MARILUCE P. ; VARELA, ROSA M. ; TORRES, ASCENSIÓN ; MOLINILLO, JOSÉ M. G. ; ALVES, PEDRO L. C. A. ; MACÍAS, FRANCISCO A. . Phytotoxicity Study on Sch. Bip. as a Preliminary Approach for Weed Control. JOURNAL OF AGRICULTURAL AND FOOD CHEMISTRY, v. 65, p. 5161-5172, 2017.

2.
SILVA, B. P.2014SILVA, B. P.; MACHADO, A. A. ; FONSECA, E. D. ; FERREIRA, M. C. . Distribuição, diâmetro de gotas e fitoxicidade de herbicidas aplicados em mudas de eucalipto com pontas de indução de ar. Revista Brasileira de Herbicidas, v. 13, p. 225-234, 2014.

3.
SILVA, B. P.2014SILVA, B. P.; ALMEIDA, R. O. ; SALGADO, T. P. ; ALVES, P. L. C. A. . Efficacy of imazapic, halosulfuron and sulfentrazone for Cyperus rotundus L. control in response to weed tuber density. African Journal of Agricultural Research, v. 9, p. 3458-3464, 2014.

4.
SILVA, B. P.2013 SILVA, B. P.; ALVES, P. L. C. A. ; NEPOMUCENO, M. P. . Relative Competitiveness between Industrial Tomato and Slender Amaranth. Journal of Agricultural Science, v. 5, p. 103-111, 2013.

5.
GIANCOTTI, P. R. F.2013GIANCOTTI, P. R. F. ; SILVA, B. P. ; CORREIA, N. M. ; CARVALHO, L. B. ; ALVES, P. L. C. A. . Differential response of two sourgrass populations to glyphosate. Communications in Plant Sciences, v. 3, p. 1-3, 2013.

6.
Silva, Bruna Pires da2010 Silva, Bruna Pires da; Carvalho, Leonardo Bianco de ; Alves, Pedro Luis da Costa Aguiar ; Souza, Marcelo Claro de ; Magário, Fernando Benini . Interferência de caruru-de-mancha, Maria-pretinha, picão-preto e tiririca em tomateiro industrial. Bragantia (São Paulo, SP. Impresso), v. 69, p. 313-318, 2010.

7.
SILVA, B. P.;Silva, B.P.;Silva, Bruna Pires da;DA SILVA, BRUNA P.2010 SILVA, B. P.; Carvalho, L.B. ; Alves, P.L.C.A. . Efeito de doses de adubo 4-14-8 na competição entre tomateiro e Solanum americanum em convivência intra e interespecífica. Planta Daninha (Impresso), v. 28, p. 47-52, 2010.

8.
CARGNELUTTI FILHO, A.2007CARGNELUTTI FILHO, A. ; MATZENAUER, R. ; MALUF, J. R. T. ; SILVA, B. P. . Tamanho de amostra para a estimativa das médias decendiais de radiação solar global no estado do Rio Grande do Sul. CIÊNCIA E AGROTECNOLOGIA (ONLINE), v. 31, p. 1402-1410, 2007.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
SILVA, B. P.; NEPOMUCENO, M. P. ; ALVES, P. L. C. A. ; BRAGA, I. M. R. F. ; AMARAL, C. L. . FITOTOXICIDADE DE EXTRATOS AQUOSO, HEXÂNICO E DICLOROMETÂNICO DE Bidens sulphurea SOBRE A GERMINAÇÃO E O DESENVOLVIMENTO DE Lactuca sativa. In: XXIX Congresso Brasileiro da Ciência das Plantas Daninhas, 2014, Gramado - RS. Anais do XXIX Congresso Brasileiro da Ciência das Plantas Daninhas, 2014.

2.
SILVA, B. P.; FONSECA, E. D. ; MACHADO, A. A. ; FERREIRA, M. C. ; ALVES, P. L. C. A. . FITOTOXICIDADE DE HERBICIDAS APLICADOS EM MUDAS DE EUCALIPTO COM PONTAS DE INDUÇÃO DE AR. In: XXIX Congresso Brasileiro da Ciência das Plantas Daninhas, 2014, Gramado - RS. Anais do XXIX Congresso Brasileiro da Ciência das Plantas Daninhas, 2014.

3.
AMARAL, C. L. ; SOUZA, M. C. ; SANTOS, J. I. ; MARTINS, P. F. R. B. ; SILVA, B. P. ; ALVES, P. L. C. A. . POTENCIAL ALELOPÁTICO DE Vernonia ferruginea SOBRE A GERMINAÇÃO DE Lactuca sativa. In: XXIX Congresso Brasileiro da Ciência das Plantas Daninhas, 2014, Gramado - RS. Anais do XXIX Congresso Brasileiro da Ciência das Plantas Daninhas, 2014.

4.
BRAGA, I. M. R. F. ; AMARAL, C. L. ; SILVA, B. P. ; BARROSO, A. A. M. ; OLIVEIRA, T. S. ; ALVES, P. L. C. A. . POTENCIAL ALELOPÁTICO DO EXTRATO AQUOSO DE CAPIM CARRAPICHO. In: XXIX Congresso Brasileiro da Ciência das Plantas Daninhas, 2014, Gramado - RS. Anais do XXIX Congresso Brasileiro da Ciência das Plantas Daninhas, 2014.

5.
SILVA, B. P.; SILVA, D. G. ; ALVES, P. L. C. A. ; CACERES, N. T. . EFICIÊNCIA E SELETIVIDADE DOS HERBICIDAS TRUPER E GF-2141 NO CONTROLE DE Annona coriacea E BROTAÇÕES DE EUCALIPTO NA ENTRE-LINHA DA CULTURA. In: XXVIII Congresso Brasileiro da Ciência das Plantas Daninhas, 2012, Campo Grande. XVIII CONGRESSO BRASILEIRO DA CIÊNCIA DAS PLANTAS DANINHAS, 2012.

6.
SILVA, B. P.; KUVA, M. A. ; ALVES, P. L. C. A. ; MENDES, J. E. P. . EFICIÊNCIA E SELETIVIDADE DOS HERBICIDAS TRUPER, GARLON 480 BR E GF-1979 APLICADOS NO TOCO DE Qualea parviflora EM EUCALIPTO. In: XXVIII Congresso Brasileiro da Ciência das Plantas Daninhas, 2012, Campo Grande/MS. XVIII Congresso Brasileiro da Ciência das Plantas Daninhas, 2012.

7.
LOPES, M. V. ; NORONHA, R. H. F. ; SILVA, B. P. . AVALIAÇÃO DA RETENÇÃO DE CALDA DE DIFERENTES FORMULAÇÕES DE FUNGICIDAS CÚPRICOS. In: III Simpósio de Fitossanidade em Citros, 2012, Jaboticabal. AVALIAÇÃO DA RETENÇÃO DE CALDA DE DIFERENTES FORMULAÇÕES DE FUNGICIDAS CÚPRICOS, 2012.

8.
Silva, B.P.; ALVES, P. L. C. A. ; NEPOMUCENO, M. P. ; GRAAT, Y. ; CESARIN, A. E. . COMPETITIVIDADE RELATIVA ENTRE TOMATEIRO INDUSTRIAL E CARURU-DE-MANCHA. In: XXVIII Congresso Brasileiro da Ciência das Plantas Daninhas, 2012, Campo Grande - MS. XXVIII CONGRESSO BRASILEIRO DA CIÊNCIA DAS PLANTAS DANINHAS, 2012.

9.
GIANCOTTI, P. R. F. ; SILVA, B. P. ; CORREIA, N. M. ; CARVALHO, L. B. ; ALVES, P. L. da C. A. . RESPOSTA DIFERENCIAL DE DUAS POPULAÇÕES DE Digitaria insularis AO GLYPHOSATE. In: 3º Simpósio Internacional sobre Glifosato, 2011, Botucatu. 3º Simpósio Internacional sobre Glifosato, 2011.

10.
SILVA, B. P.; ALVES, P. L. da C. A. . EFEITO DE DOSES DE ADUBO 4-14-8 NA COMPETIÇÃO ENTRE TOMATEIRO E Solanum americanum EM CONVIVÊNCIA INTRA E INTERESPECÍFICA. In: XXVII Congresso Brasileiro da Ciência das Plantas Daninhas, 2010, Ribeirão Preto. XXVII Congresso Brasileiro da Ciência das Plantas Daninhas, 2010.

11.
SILVA, B. P.; CARVALHO, L. B. ; ALVES, P. L. da C. A. ; SOUZA, M. C. . ?EFEITO DA ESPÉCIE NAS RELAÇÕES DE INTERFERÊNCIA ENTRE AS PLANTAS DANINHAS E O TOMATEIRO?. In: XXVII Congresso Brasileiro da Ciência das Plantas Daninhas, 2010, Ribeirão Preto. XXVII Congresso Brasileiro da Ciência das Plantas Daninhas, 2010.

12.
SILVA, B. P.; ALVES, P. L. C. A. ; CARVALHO, L. B. ; SOUZA, M. C. ; MAGÁRIO, F. B. . EFEITO DA ESPÉCIE NAS RELAÇÕES DE INTERFERÊNCIA ENTRE AS PLANTAS DANINHAS E O TOMATEIRO. In: XXI Congresso de Iniciação Científica - UNESP, 2009, São José do Rio Preto. XXI Congresso de Iniciação Científica - UNESP, 2009.

13.
SILVA, B. P.; ALVES, P. L. da C. A. . EFEITO DA ADUBAÇÃO N-P-K NAS RELAÇÕES DE INTERFERÊNCIA INTRA E INTERESPECÍFICA ENTRE TOMATEIRO E MARIA-PRETINHA. In: XX CONGRESSO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA, 2008, SÃO JOSÉ DOS CAMPOS. XX CONGRESSO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA, 2008.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
GONCALEZ, A. R. ; NEPOMUCENO, M. P. ; SILVA, B. P. ; Pereira, F. C. M. ; ALVES, P. L. C. A. . MORNING GLORY INTERFERENCE IN CORN. In: 7th International Weed Science Congress, 2016, Praga. ?Weed Science and Management to Feed the Planet? - Proceedings. Praga: Czech University of Life Sciences Prague, 2016. p. 387-387.

2.
BRAGA, I. M. R. F. ; BARROSO, A. A. M. ; SILVA, B. P. ; SANTOS, J. I. ; ORZARI, I. ; ALVES, P. L. C. A. . EFFICACY OF HERBICIDES FOR Paspalum plicatum CONTROL AT DIFFERENT APPLICATION TIMES. In: 7th International Weed Science Congress, 2016, Praga. ?Weed Science and Management to Feed the Planet? - Proceedings. Praga: Czech University of Life Sciences Prague, 2016. p. 426-426.

3.
SILVA, B. P.; NEPOMUCENO, M. P. ; VARELA, R. M. ; MOLINILLO, J. M. G. ; ALVES, P. L. C. A. ; MACIAS, F. A. . PHYTOTOXIC ACTIVITY OF LEAF EXTRACTS OF Bidens sulphurea ON GERMINATION AND SEEDLING GROWTH AND COMPOSITION. In: 7th International Weed Science Congress, 2016, Praga. ?Weed Science and Management to Feed the Planet? - Proceedings. Praga: Czech University of Life Sciences Prague, 2016. p. 457-457.

4.
NEPOMUCENO, M. P. ; SILVA, B. P. ; VARELA, R. M. ; MOLINILLO, J. M. G. ; ALVES, P. L. C. A. ; MACIAS, F. A. . PHYTOTOXIC ACTIVITY OF SESQUITERPENE LACTONES OF Bidens sulphurea. In: 7th International Weed Science Congress, 2016, Praga. ?Weed Science and Management to Feed the Planet? - Proceedings, 2016. p. 465-465.

5.
OLIVEIRA, T. S. ; SILVA, B. P. ; NEPOMUCENO, M. P. ; CARREGA, W. C. ; ALVES, P. L. C. A. . INTERFERÊNCIA DO CARURU-ROXO NO CRESCIMENTO E NA PRODUTIVIDADE DA PIMENTA DEDO-DE-MOÇA. In: XXX Congresso Brasileiro da Ciência das Plantas Daninhas, 2016, Curitiba. Anais do XXX Congresso Brasileiro da Ciência das Plantas Daninhas Conhecimento e Tecnologia a Serviço do Agricultor. Curitiba, 2016. p. 128-128.

6.
SILVA, B. P.; NEPOMUCENO, M. P. ; GONCALEZ, A. R. ; CHICONI, L. A. ; BRAGA, I. M. R. F. ; ALVES, P. L. C. A. . POTENCIAL ALELOPÁTICO DE Bidens sulphurea SOBRE A GERMINAÇÃO E O CRESCIMENTO INICIAL DE Amaranthus viridis. In: XXX Congresso Brasileiro da Ciência das Plantas Daninhas, 2016, Curitiba. Anais do XXX Congresso Brasileiro da Ciência das Plantas Daninhas Conhecimento e Tecnologia a Serviço do Agricultor. Curitiba, 2016. p. 156-156.

7.
OLIVEIRA, S. C. ; HIJANO, N. ; SILVA, B. P. ; NEPOMUCENO, M. P. ; MARTINS, J. V. F. ; ALVES, P. L. C. A. . EFEITOS DA ADUBAÇÃO NITROGENADA SOBRE O PERÍODO ANTERIOR À INTERFERÊNCIA DE PLANTAS DANINHAS EM FEIJOEIRO ?CARIOCA?. In: XXX Congresso Brasileiro da Ciência das Plantas Daninhas, 2016, Curitiba. Anais do XXX Congresso Brasileiro da Ciência das Plantas Daninhas Conhecimento e Tecnologia a Serviço do Agricultor. Curitiba, 2016. p. 615-615.

8.
SILVA, B. P.; NEPOMUCENO, M. P. ; ALVES, P. L. C. A. ; GIANCOTTI, P. R. F. . ALLELOPATHIC POTENTIAL OF Bidens sulphurea (Cav.) Sch. Bip. ROOT EXUDATE AT THREE PHENOLOGICAL STAGES ON TWO LETTUCE CULTIVARS. In: 7th World Congress on Allelopathy, 2014, Vigo - Espanha. Book of Proceedings/ 7th World Congress on Allelopathy/ Complex Interactions in a Changing Climate, 2014. p. 57-57.

9.
CABREIRA, J. P. F. ; NEPOMUCENO, M. P. ; MARTINS, P. F. R. B. ; SILVA, B. P. ; ALVES, P. L. C. A. . ALLELOPATHIC POTENTIAL OF Bidens sulphurea (Cav.) Sch. Bip.. In: 7th World Congress on Allelopathy, 2014, Vigo - Espanha. Book of Proceedings 7th World Congress on Allelopathy Complex Interactions in a Changing Climate. Vigo: Manuel Reigosa Roger e Adela Sánchez-­‐Moreiras, 2014. p. 179-179.

10.
SILVA, B. P.; ALVES, P. L. da C. A. . EFEITO DA ADUBAÇÃO NPK NAS RELAÇÕES DE INTERFERÊNCIA INTRA E INTERESPECÍFICA ENTRE TOMATEIRO E MARIA-PRETINHA. In: V Jornada de Iniciação Científica da Unesp - Câmpus Jaboticabal, 2008, Jaboticabal. EFEITO DA ADUBAÇÃO NPK NAS RELAÇÕES DE INTERFERÊNCIA INTRA E INTERESPECÍFICA ENTRE TOMATEIRO E MARIA-PRETINHA, 2008.

Apresentações de Trabalho
1.
SILVA, B. P.; NEPOMUCENO, M. P. ; ALVES, P. L. C. A. ; GIANCOTTI, P. R. F. . Allelopathic Potential of Bidens sulphurea (Cav.) Sch. Bip root exudate at three phenological stages on two lettuce cultivars. 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

2.
SILVA, B. P.; NEPOMUCENO, M. P. ; ALVES, P. L. C. A. ; BRAGA, I. M. R. F. ; AMARAL, C. L. . FITOTOXICIDADE DE EXTRATOS AQUOSO, HEXÂNICO E DICLOROMETÂNICO DE Bidens sulphurea SOBRE A GERMINAÇÃO E O DESENVOLVIIMENTO DE Lactuca sativa. 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

3.
SILVA, B. P.; FONSECA, E. D. ; MACHADO, A. A. ; FERREIRA, M. C. ; ALVES, P. L. C. A. . FITOTOXICIDADE DE HERBICIDAS APLICADOS EM MUDAS DE EUCALIPTO COM PONTAS DE INDUÇÃO DE AR. 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

4.
SILVA, B. P.; KUVA, M. A. ; ALVES, P. L. C. A. ; MENDES, J. E. P. . EFICIÊNCIA E SELETIVIDADE DOS HERBICIDAS TRUPER, GARLON 480 BR E GF-1979 APLICADOS NO TOCO DE Qualea parviflora EM EUCALIPTO. 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

5.
SILVA, B. P.; SILVA, D. G. ; ALVES, P. L. da C. A. ; CACERES, N. T. . EFICIÊNCIA E SELETIVIDADE DOS HERBICIDAS TRUPER E GF-2141 NO CONTROLE DE Annona coriacea E BROTAÇÕES DE EUCALIPTO NA ENTRE-LINHA DA CULTURA. 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

6.
SILVA, B. P.; ALVES, P. L. C. A. ; NEPOMUCENO, M. P. ; GRAAT, Y. ; CESARIN, A. E. . COMPETITIVIDADE RELATIVA ENTRE TOMATEIRO INDUSTRIAL E CARURU-DE-MANCHA. 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

7.
SILVA, B. P.; ALVES, P. L. da C. A. . " EFEITO DE DOSES DE ADUBO 4-14-8 NA COMPETIÇÃO ENTRE TOMATEIRO E Solanum americanum EM CONVIVÊNCIA INTRA E INTERESPECÍFICA". 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

8.
SILVA, B. P.; CARVALHO, L. B. ; ALVES, P. L. da C. A. ; SOUZA, M. C. . ?EFEITO DA ESPÉCIE NAS RELAÇÕES DE INTERFERÊNCIA ENTRE AS PLANTAS DANINHAS E O TOMATEIRO?. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

9.
SILVA, B. P.; CARVALHO, L. B. ; ALVES, P. L. da C. A. ; SOUZA, M. C. ; MAGÁRIO, F. B. . Efeito da espécie nas relações de interferência entre as plantas daninhas e o tomateiro. 2009. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

10.
SILVA, B. P.; ALVES, P. L. C. A. ; CARVALHO, L. B. ; SOUZA, M. C. ; MAGÁRIO, F. B. . Efeito da espécie nas relações de interferência entre as plantas daninhas e o tomateiro. 2009. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

11.
SILVA, B. P.; ALVES, P. L. da C. A. . Efeito da adubação N-P-K nas relações de interferência intra e interespecífica entre tomateiro e maria-pretinha. 2008. (Apresentação de Trabalho/Outra).

12.
SILVA, B. P.; ALVES, P. L. da C. A. . Efeito da adubação NPK nas relações de interferência intra e interespecífica entre tomateiro e maria-pretinha. 2008. (Apresentação de Trabalho/Congresso).


Produção técnica
Assessoria e consultoria
1.
SILVA, B. P.. XI Encontro sobre a Cultura do Amendoim. 2014.

Trabalhos técnicos


Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
SILVA, B. P.; PITELLI, R. L. C. M.; SANTOS, J. I.. Participação em banca de Amanda Rodrigues Gonçalez.Interferência de Ipomoea hederifolia no crescimento e produtividade do milho. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Agronomia) - UNESP - "Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias de Jaboticabal".

2.
NEPOMUCENO, M. P.; MARTINS, C. C.; SILVA, B. P.. Participação em banca de João Paulo Ferreira Cabreira.Potencial alelopático do extrato aquoso de Bidens sulphurea (Cav) Sch. Bip.. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

3.
AMARAL, C. L.; Alves, P.L.C.A.; SILVA, B. P.. Participação em banca de Cárita Liberato do Amaral.Efeito da espécie nas relações de interferência entre plantas daninhas e o grão-de-bico. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Agronomia) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.




Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
7th International Weed Science Congress. PHYTOTOXIC ACTIVITY OF LEAF EXTRACTS OF Bidens sulphurea ON GERMINATION AND SEEDLING GROWTH AND COMPOSITION. 2016. (Congresso).

2.
XXX Congresso Brasileiro da Ciência das Plantas Daninhas. Potencial alelopático de Bidens sulphurea sobre a germinação e o crescimento inicial de Amaranthus viridis. 2016. (Congresso).

3.
XXX Congresso Brasileiro da Ciência das Plantas Daninhas. Efeitos da adubação nitrogenada sobre o período anterior à interferência de plantas daninhas em feijoeiro Carioca. 2016. (Congresso).

4.
XXXV Bienal RSEQ 2015. 2015. (Congresso).

5.
7th World Congress on Allelopathy. Allelopathic Potential of Bidens sulphurea (Cav.) Sch. Bip root exudate at three phenological stages on two lettuce cultivars. 2014. (Congresso).

6.
Inova Jab - 1° Feira de Inovação em Ciências Agrárias. 2014. (Outra).

7.
Simpósio Técnico da Cultura do Eucalipto. 2014. (Simpósio).

8.
XI Encontro sobre a Cultura do Amendoim. 2014. (Encontro).

9.
XXIX Congresso Brasileiro da Ciência das Plantas Daninhas. FITOTOXICIDADE DE HERBICIDAS APLICADOS EM MUDAS DE EUCALIPTO COM PONTAS DE INDUÇÃO DE AR. 2014. (Congresso).

10.
XXIX Congresso Brasileiro da Ciência das Plantas Daninhas. FITOTOXICIDADE DE EXTRATOS AQUOSO, HEXÂNICO E DICLOROMETÂNICO DE Bidens sulphurea SOBRE A GERMINAÇÃO E O DESENVOLVIIMENTO DE Lactuca sativa. 2014. (Congresso).

11.
IV Simpósio: Manejo de Plantas Daninhas na Cultura da Cana-de-açúcar. 2013. (Simpósio).

12.
X Encontro Sobre a Cultura do Amendoim. 2013. (Outra).

13.
XXVIII Congresso Brasileiro da Ciência das Plantas Daninhas. EFICIÊNCIA E SELETIVIDADE DOS HERBICIDAS TRUPER, GARLON 480 BR E GF-1979 APLICADOS NO TOCO DE Qualea parviflora EM EUCALIPTO. 2012. (Congresso).

14.
XXVIII Congresso Brasileiro da Ciência das Plantas Daninhas. EFICIÊNCIA E SELETIVIDADE DOS HERBICIDAS TRUPER E GF-2141 NO CONTROLE DE Annona coriacea E BROTAÇÕES DE EUCALIPTO NA ENTRE-LINHA DA CULTURA. 2012. (Congresso).

15.
XXVIII Congresso Brasileiro da Ciência das Plantas Daninhas. COMPETITIVIDADE RELATIVA ENTRE O TOMATEIRO INDUSTRIAL E CARURU-DE-MANCHA. 2012. (Congresso).

16.
3º Simpósio Internacional sobre Glifosato.Resposta diferencial de duas populações de Digitaria insularis ao glyphosate. 2011. (Simpósio).

17.
"II Simpósio: Manejo de Plantas Daninhas na cultura da Cana-de-açúcar". 2010. (Simpósio).

18.
" VII Encontro Sobre a Cultura do Amendoim". 2010. (Encontro).

19.
Workshop : "Possíveis Impactos da ferrugem alaranjada sobre a produção canavieira. 2010. (Outra).

20.
XXVII Congresso Brasileiro da Ciência das Plantas Daninhas. "EFEITO DE DOSES DE ADUBO 4-14-8 NA COMPETIÇÃO ENTRE TOMATEIRO E Solanum americanum EM CONVIVÊNCIA INTRA E INTERESPECÍFICA".. 2010. (Congresso).

21.
XXVII Congresso Brasileiro da Ciência das Plantas Daninhas. ?EFEITO DA ESPÉCIE NAS RELAÇÕES DE INTERFERÊNCIA ENTRE AS PLANTAS DANINHAS E O TOMATEIRO?. 2010. (Congresso).

22.
Simpósio: " Manejo de Plantas Daninhas na Cultura da Cana-de-açúcar". 2009. (Simpósio).

23.
XXI - Congresso de Iniciação Científica. Efeito da espécie nas relações de interferência entre as plantas daninhas e o tomateiro. 2009. (Congresso).

24.
" XI Dia de Campo de Soja, Milho e Amendoim". 2008. (Outra).

25.
V Encontro sobre Amendoim. 2008. (Outra).

26.
V Jornada de Iniciação Científica da Unesp - Câmpus Jaboticabal.EFEITO DA ADUBAÇÃO NPK NAS RELAÇÕES DE INTERFERÊNCIA INTRA E INTERESPECÍFICA ENTRE TOMATEIRO E MARIA-PRETINHA. 2008. (Outra).

27.
XX CONGRESSO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA. EFEITO DA ADUBAÇÃO N-P-K NAS RELAÇÕES DE INTERFERÊNCIA INTRA E INTERESPECÍFICA ENTRE TOMATEIRO E MARIA-PRETINHA. 2008. (Congresso).

28.
" I Semana da Agronomia" - Perspectivas no mercado de trabalho para engenheiro agrônomo. 2006. (Outra).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
ALVES, P. L. C. A. ; SILVA, B. P. ; CARREGA, W. C. ; BACHA, A. L. ; CESARIN, A. E. ; BRAGA, I. M. R. F. ; GODOY, I. J. ; SANTOS, J. I. ; BRAGA, A. F. ; CHAVES, A. R. C. S. ; MICHELOTTO, M. D. . XIII Encontro sobre a cultura do amendoim. 2016. (Outro).

2.
Alves, Pedro Luis da Costa Aguiar ; SILVA, B. P. ; YAMAUTI, M. S. ; Pereira, F. C. M. ; Guzzo, C. D. . " VII Encontro Sobre a Cultura do Amendoim". 2010. (Outro).



Outras informações relevantes


Doutorado Sanduíche na Universidad de Cádiz (Espanha) - bolsista PDSE Capes (abril a dezembro de 2015).

Doutoranda em Produção Vegetal (UNESP/FCAV) - bolsista FAPESP.

Mestre em Produção Vegetal (UNESP/FCAV) - bolsista FAPESP.

Supervisora de Pesquisa na empresa SGS Gravena, de agosto de 2012 a julho de 2013. 

Participação do grupo de pesquisa NEPEAM - Núcleo de Pesquisas Ambientais em Matologia, credenciado junto ao CNPq;

Bolsista por dois anos consecutivos (2007/2008-2008/2009) de iniciação científica, PIBIC/CNPq;

Estágio extracurricular no Departamento de Ciências Exatas - UNESP/FCAV, durante todo o ano de 2006;

Estágio extracurricular no Departamento de Biologia Aplicada à Agropecuária- UNESP/FCAV, na área de biologia e manejo de plantas daninhas, de 2007 até 2009;

Estágio Curricular Obrigatório de Conclusão para Curso De Engenharia Agronomica - Oxiquímica Agrociência, setor agrícola (defensivos e fertilizantes);

Assistente de P&D na empresa Oxiquímica Agrociência, de janeiro a julho de 2010.



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 16/12/2018 às 20:54:42