Erbs Cintra de Souza Gomes

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/8045156481727611
  • Última atualização do currículo em 23/09/2018


Pós-Doutorando em Educação pela Faculdade de Educação - FACED da Universidade Federal da Bahia - UFBA (2018); Doutor em Agronomia pela Universidade Federal da Paraíba ? UFPB (2011); Mestre em Agronomia pela Universidade Federal da Paraíba ? UFPB (2009); Graduado em Gestão da Tecnologia em Fruticultura Irrigada pelo CEFET Petrolina (2007); Formação em Magistério para as séries iniciais (CCCSSé/1996). Professor do IF Sertão Pernambucano, Campus Petrolina Zona Rural. Tem experiência nas áreas de Educação, Agronomia, Gestão, Gestão Educacional, Educação Profissional e Tecnológica, Educação do Campo, Práticas Pedagógicas Contextualizadas, Educação e Desenvolvimento Territorial, Tecnologias Sociais, Currículo e Formação Profissional. Atualmente desenvolve projetos nas áreas de: Educação, com ênfase na construção de itinerários formativos para educação brasileira e no desenvolvimento de sistemas de avaliação integrado para a educação; Gestão da Educação Profissional e Tecnológica; Agronomia com ênfase no desenvolvimento de tecnologias sustentáveis; Tecnologias de Convivência com o Semiárido. É membro do Comitê Científico da Società Italiana di Viticultura ed Enologia - SIVE Awards Research for Development Year 2017. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Erbs Cintra de Souza Gomes
Nome em citações bibliográficas
GOMES, E. C. S.

Endereço


Endereço Profissional
Instituto Federal do Sertão Pernambucano, Campus Petrolina Zona Rural.
Rodovia BR 235 Km 22
Projeto Senador Nilo Coelho N4
56300-000 - Petrolina, PE - Brasil - Caixa-postal: 178
Telefone: (87) 21018050
URL da Homepage: http://www.ifsertao-pe.edu.br


Formação acadêmica/titulação


2009 - 2011
Doutorado em Agronomia.
Universidade Federal da Paraíba, UFPB, Brasil.
Título: Extrato de Allamanda blanchetti na indução de fitoalexinas em sorgo e de resitência em videira ?Superior Seedless? contra Uncinula necator, Ano de obtenção: 2011.
Orientador: Luciana Cordeiro do Nascimento.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Palavras-chave: Indução de resistência; Alamanda roxa; oídio.
Grande área: Ciências Agrárias
Grande Área: Ciências Agrárias / Área: Agronomia / Subárea: Fitossanidade / Especialidade: Fitopatologia.
Grande Área: Ciências Agrárias / Área: Agronomia / Subárea: Bioquímica fitopatológica.
Setores de atividade: Agricultura, Pecuária, Silvicultura e Exploração Florestal.
2008 - 2009
Mestrado em Agronomia.
Universidade Federal da Paraíba, UFPB, Brasil.
Título: Indução de Resistência em Videira (Vitis labrusca L.) no Município de Natuba, Paraíba: Produtividade e Perfil de Maturação,Ano de Obtenção: 2009.
Orientador: Luciana Cordeiro do Nascimento.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Palavras-chave: Vitis labrusca L.; Resistência induzida; Plasmopora viticola; Phakopsora euvitis; Produtividade; Qualidade pós-colheita.
Grande área: Ciências Agrárias
Grande Área: Ciências Agrárias / Área: Agronomia / Subárea: Fitotecnia.
Grande Área: Ciências Agrárias / Área: Agronomia.
Setores de atividade: Agricultura, Pecuária, Silvicultura e Exploração Florestal.
2017
Graduação em andamento em Direito.
Faculdade de Ciências Aplicadas e Sociais de Petrolina, FACAPE, Brasil.
2005 - 2007
Graduação em Tecnologia em Fruticultura Irrigada.
Instituto Federal do Sertão Pernambucano, IF-Sertão PE, Brasil.
Título: Utilização da Resistência induzida como componente do manejo de doenças da videira no Vale do São Francisco.
Orientador: Jane Oliveira Perez.
1994 - 1996
Ensino Médio (2º grau).
Colégio Cenecista Custódio Sento-Sé, CCCSSE, Brasil.


Pós-doutorado


2018
Pós-Doutorado.
Universidade Federal da Bahia, UFBA, Brasil.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Educação / Subárea: Educação Profissional e Tecnológica.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Educação / Subárea: Currículos Específicos para Níveis e Tipos de Educação.


Formação Complementar


2018 - 2018
Leitura Dinâmica e Memorização. (Carga horária: 16h).
Instituto Nacional de Excelência Humana, INEXH, Brasil.
2016 - 2016
Introdução à mudança do clima. (Carga horária: 20h).
Escola Nacional de Administração Pública, ENAP, Brasil.
2015 - 2015
Seminário Nordestino de Planej e Formação Sindical. (Carga horária: 24h).
SINASEFE, SINASEFE, Brasil.
2012 - 2012
Atualização em Hormônios e Biorreguladores Vegetai. (Carga horária: 24h).
Conplant, CONPLANT, Brasil.
2009 - 2009
Ciência e Tecnologia. (Carga horária: 15h).
Fundação Getúlio Vargas, FGV, Brasil.
2009 - 2009
AMBIENTAÇÃO. (Carga horária: 3h).
SEBRAE NACIONAL, SEBRAE, Brasil.
2008 - 2008
Produção Agroecológica de Fruteiras Tropicais. (Carga horária: 8h).
Escola Agrotécnica do Cajueiro / CCHA / UEPB - Campus IV, EAC/ CCHA/ UEPB, Brasil.
2007 - 2007
Programa Gestor do Comércio. (Carga horária: 24h).
SEBRAE NACIONAL, SEBRAE, Brasil.
2007 - 2007
Ciclo de Palestras. (Carga horária: 3h).
Feira Internacional da Agricultura Irrigada, FENAGRI, Brasil.
2007 - 2007
INSTRUÇÃO DE BOAS PRÁTICAS AGRÍCOLAS. (Carga horária: 20h).
CENTRO FEDERAL DE EDUC TECNOLOGICA DE PETROLINA, CEFET PETROLINA, Brasil.
2007 - 2007
Manejo da Cultura da Cebola. (Carga horária: 16h).
Feira Internacional da Agricultura Irrigada, FENAGRI, Brasil.
2006 - 2006
Pós-Colheita de frutos. (Carga horária: 8h).
EMBRAPA SEMI ARIDO, EMBRAPA, Brasil.
2006 - 2006
II Jornada Pedagógica. (Carga horária: 32h).
SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO E CULTURA, SEC, Brasil.
2005 - 2005
SEGURANÇA DO TRABALHO. (Carga horária: 8h).
CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLOGIA DE PETROLINA, CEFET PETROLINA, Brasil.
2005 - 2005
PIF E EUREPGAP. (Carga horária: 8h).
CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLOGIA DE PETROLINA, CEFET PETROLINA, Brasil.
2005 - 2005
SEGURANÇA DO TRABALHO E SAÚDE OCUPACIONAL. (Carga horária: 8h).
CENTRO FEDERAL DE EDUC TECNOLOGICA DE PETROLINA, CEFET PETROLINA, Brasil.
2005 - 2005
QUIMICA FUNDAMENTAL. (Carga horária: 20h).
CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLOGIA DE PETROLINA, CEFET PETROLINA, Brasil.
2004 - 2004
DESAFIO SEBRAE. (Carga horária: 40h).
SEBRAE NACIONAL, SEBRAE, Brasil.
2003 - 2003
Administração Financeira. (Carga horária: 16h).
ACS & Cunha Consultoria, ACS & CC, Brasil.
2001 - 2001
Excelência no Atendimento ao Cidadão. (Carga horária: 40h).
Consultoria Pedagógica Interativa, INTERATIVA, Brasil.


Atuação Profissional



Faculdade de Ciências Aplicadas e Sociais de Petrolina, FACAPE, Brasil.
Vínculo institucional

2017 - 2018
Vínculo: , Enquadramento Funcional:


Universidade Federal da Bahia, UFBA, Brasil.
Vínculo institucional

2018 - Atual
Vínculo: Estágio Pós-Doutoral, Enquadramento Funcional: DE, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Estágio Pós-Doutoral com o objetivo de propor a criação de uma teoria sobre a formação curricular para a educação profissional e tecnológica no Brasil a partir de um novo modelo de Gestão Educacional para a Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica.


Instituto Federal do Sertão Pernambucano, IF-Sertão PE, Brasil.
Vínculo institucional

2015 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor EBTT, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Professor das Diciplinas: Fisiologia Vegetal / Curso Eng. Agronômica 75h Agroecologia II / Curso Eng. Agronômica 45h Tecnologia de Convivência com Semiárido / Curso Eng. Agronômica 45h Controle Fitossanitário ? H1 2011 / Curso Técnico Agrícola 20h Controle Fitossanitário ? H2 2011 / Curso Técnico Agrícola 20h Controle Fitossanitário ? H3 2011 / Curso Técnico Agrícola 12h

Vínculo institucional

2013 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Membro da CPPS do IF SERTÃO-PE, Carga horária: 2
Outras informações
Membro da Comissão Permanente de Processos Seletivos do IF SERTÃO-PE. Portaria nº 514, de 08 de outubro de 2013.

Vínculo institucional

2013 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Integrante da Rede Nacional de IPFES, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Membro Integrante da Rede Nacional de Instituições Públicas Federais da Educação Superior. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas educacionais Anísio Texeira, Portaria nº 504, de 23 de agosto de 2013.

Vínculo institucional

2012 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Avaliador institucional, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Membro da Comissão de Avaliadores de instituições para o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e ao Emprego ? PRONATEC, que será coordenada pela Comissão de Habilitação deste Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sertão Pernambucano.

Vínculo institucional

2010 - Atual
Vínculo: Professor, Enquadramento Funcional: Prof. Credenciado de Pós-graduação Lato Sensu, Carga horária: 2
Outras informações
Professor Fisiologia Vegetal.

Vínculo institucional

2009 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Efetivo, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Professor de Agricultura com ênfase em Agricultura Orgânica e Familiar. Área de Fitopatologia, Fisiologia vegetal, Indução de resistência em plantas a patógenos, Controle de doenças de plantas.

Vínculo institucional

2015 - 2016
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor EBTT, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Professor do Curso de Engenharia Agronômica: Disciplinas: 1. Fisiologia Vegetal 2. Tecnologia de Convivência com o Semiárido 3. Agroecologia II Professor do Ensino Técnico Subsequente em Agricultura: Disciplinas: 1. Controle fitossanitário 2. Desenvolvimento vegetal

Vínculo institucional

2015 - 2015
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professor EBTT, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Membro titular do Conselho Superior, representante da Direção Geral do Câmpus Serra Talhada do IF Sertão-PE. Mandato de dois anos (03/2015 a 03/2017).

Vínculo institucional

2015 - 2015
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Dedicação Exclusiva, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Presidente da Comissão responsável pelo recredenciamento para oferta de cursos superiores do IF Sertão-PE junto ao Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira - INEP / Ministério da Educação - MEC. Portaria nº 134, de 06 de março de 2015. Membros: Erbs Cintra de Souza Gomes Adelmo Carvalho Santana Cicero Antonio de Sousa Araújo Eginaldo Bonfim Elza Maria de Carvalho Fábio Freire Ribeiro do Vale Giselda de Souza Moraes Ferraz Leite Gleide Isnaia Coimbra Silva Mello Maria Marli Melo Neto Rodolfo Rodrigo Santos Feitosa Rosilene Souza de Oliveira Viviane de Souza

Vínculo institucional

2014 - 2015
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Direção Geral, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Nomeado Diretor Geral do Campus Serra Talhada do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sertão Pernambucano - IF SERTÃO-PE, Portaria nº 162, de 27 de março de 2014, publicado no DOU de 28/03/2014. Exonerado por meio da Portaria nº 507, de 16 de setembro de 2015, publicada no DOU de 17/09/2015.

Vínculo institucional

2014 - 2014
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Diretor Institucional do Campus Serra Talhada, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Diretor Institucional do Campus Serra Talhada do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sertão Pernambucano.

Vínculo institucional

2014 - 2014
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor EBTT, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Coordenador Geral do Grupo de trabalho (GT) Responsável pelo recredenciamento institucional do IF Sertão-PE junto ao MEC.

Vínculo institucional

2012 - 2014
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Diretor de Ensino, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Diretor de Ensino do Campus Petrolina Zona Rural.

Vínculo institucional

2011 - 2013
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Presidente da C P de Processos Seletivos, Carga horária: 2
Outras informações
Presidente da Comissão Permanente de Processos Seletivos do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sertão Pernambucano - IF SERTÃO-PE.

Vínculo institucional

2012 - 2012
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Diretor de Ensino, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Substituto nos afastamentos eventuais e impedimentos legais da Direção de Ensino.

Vínculo institucional

2011 - 2012
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Coordenador de Ensino Superior, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Coordenador de Ensino Superior do Campus Petrolina Zona Rural do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sertão Pernambucano.

Vínculo institucional

2011 - 2011
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor EBTT, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Portaria n° 30, de 26 de Abril de 2011, que trata da Comissão responsável pela elaboração do Regimento de Normas e Procedimentos do NDE dos cursos superiores do Campus Petrolina Zona Rural, composto por: Flavia Cartaxo Ramalho Vilar, Erbs Cintra de Souza Gomes, Jackson Nunes e Vasconcelos, Patricia Pereira Alves e Andréa Nunes Moreira.

Vínculo institucional

2010 - 2011
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Coordenador de Ensino Técnico e Médio, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Coordenador de Ensino Técnico e Médio do Campus Petrolina Zona Rural do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sertão Pernambucano.

Vínculo institucional

2010 - 2011
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor EBTT, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Membro da Comissão de elaboração do projeto de pesquisa "Planejamento Estratégico da Bacia Leiteira de Afrânio e sua Sustentabilidade. Portaria nº 20, de 09 de abril de 2010.

Vínculo institucional

2010 - 2010
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor EBTT, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Membro da Comissão Responsável pelo exame de seleção 2011.1 do Campus Petrolina Zona Rural. Portaria nº 60, de 04 de outubro de 2010.

Vínculo institucional

2010 - 2010
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor EBTT, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Presidente da Comissão responsável pela análise da possibilidade de implantação do curso superior de tecnologia ou bacharelado em Agroecologia. Portaria nº. 25, de 09 de fevereiro de 2010.

Vínculo institucional

2010 - 2010
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor EBTT, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Membro da Comissão responsável pela realização da Eleição para Direção Geral dos Câmpus Petrolina e Petrolina Zona Rural do IF Sertão Pernambucano - IF Sertão-PE. Portaria nº 91, de 12 de abril de 2010.

Vínculo institucional

2010 - 2010
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor EBTT, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Membro da Comissão responsável pela adequação das normas internas deste Instituto Federal, referentes ao Estágio Curricular Supervisionado dos Cursos Técnicos e Superiores. Portaria nº 219, de 23 de junho de 2010.

Vínculo institucional

2010 - 2010
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor EBTT, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Presidente da Comissão Eleitoral, responsável pela emissão do edital, organização, execução e coordenação do processo eleitoral para escolha dos membros da CPPD, para o biênio 2010 a 2012. Portaria nº 241, de 08 de julho de 2010.

Vínculo institucional

2010 - 2010
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor EBTT, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Presidente da Comissão de constituição do processo, visando à adequação ao CNCST e a migração do CST em Fruticultura Irrigada em CST em Horticultura. Portaria nº 49, de 23 de agosto de 2010. Membros: Erbs Cintra de Souza Gomes Maria de Fátima de Souza Palitot Adelmo Carvalho Santana Selma Maria Rodrigues de Andrade Alves Flávia Cartaxo Ramalho Vilar Adriane Luciana da Silva Naly Lopes da Costa José Sebastião da Costa Rosângela da Silva Carvalho de Jesus Helder César Santos Pinto Cícer Antonio de Sousa Araújo


Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, INEP/MEC, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - 2013
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Membro da Rede Nacional de Instituições Públ
Outras informações
Membro da Rede Nacional de Instituições Públicas Federais de Educação Superior que atenderam aos critérios da chamada pública nº 09/2011/DGP/INEP/MEC. Portaria nº 504, de 23 de agosto de 2013. Publicada no D.O.U. nº 164, de 26 de agosto de 2013.


Ministério da Educação, MEC, Brasil.
Vínculo institucional

2018 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Avaliador - Membro do BASIs, Carga horária: 1
Outras informações
PORTARIA Nº 411, DE 22 DE MAIO DE 2018 - Inclusão de novos avaliadores no BASis. - A DIRETORA DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR, no uso de suas atribuições, tendo em vista o disposto no § 5º, do Art. 34, da Portaria Normativa nº 19 de 13 de dezembro de 2017, bem como considerando as recentes deliberações da Comissão Técnica de Acompanhamento da Avaliação, resolve: Art. 1º Divulgar, na forma do Anexo I a esta Portaria, a relação nominal dos avaliadores selecionados e capacitados no Instrumento de Avaliação Institucional Externa do SINAES, para o ato autorizativo de credenciamento, homologados pela Comissão Técnica de Acompanhamento da Avaliação - CTAA - em sua 127ª Reunião Ordinária, que passam a integrar o Banco de Avaliadores do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior - BASis.

Vínculo institucional

2014 - 2014
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Membro de GT para atualização do CNCST
Outras informações
Membro do GT para Atualização da Catálogo Nacional dos Cursos Superiores de Tecnologia.


Universidade Federal da Paraíba, UFPB, Brasil.
Vínculo institucional

2008 - 2009
Vínculo: Professor, Enquadramento Funcional: Professor convidado, Carga horária: 10
Outras informações
Professor da Disciplina Fitopatologia Geral do Curso de Agronomia. Departamento de Fitotecnia - DF, Centro de Ciências Agrárias - CCA, Universidade Federal da Paraíba - UFPB.


Anglo / UNOPAR - Universidade Norte do Paraná, ANGLO/ UNOPAR, Brasil.
Vínculo institucional

2005 - 2006
Vínculo: Professor Tutor, Enquadramento Funcional: Contrato Especial, Carga horária: 30
Outras informações
Professor do Curso Superior de Tecnologia em Adm. de Empresas.

Vínculo institucional

2005 - 2006
Vínculo: Professor, Enquadramento Funcional: Contrato Especial, Carga horária: 10
Outras informações
Professor do Curso Normal Superior.


Colégio Anglo Juazeiro- Bahia, ANGLO JUAZEIRO, Brasil.
Vínculo institucional

2005 - 2006
Vínculo: Contratado, Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 20
Outras informações
Atuação no ensino médio - Supletivo com as disciplinas Geografia e Redação. Trabalho com Pré-Vestibular com Geografia do Brasil e Geografia Geral.

Atividades

02/2005 - 02/2006
Ensino,

Disciplinas ministradas
Geografia e Redação

SECRETARIA DA EDUCAÇÃO DE JUAZEIRO - BAHIA, SEC, Brasil.
Vínculo institucional

2007 - 2007
Vínculo: Professor, Enquadramento Funcional: Contrato Especial, Carga horária: 15
Outras informações
Professor convidado.

Vínculo institucional

2005 - 2006
Vínculo: Professor, Enquadramento Funcional: Contrato Especial, Carga horária: 15
Outras informações
Professor convidado.

Atividades

02/2006 - 11/2007
Ensino,

Disciplinas ministradas
Redação e Atualidades

SECRETARIA DE EDUCAÇÃO DO ESTADO DA BAHIA, SEC - BA, Brasil.
Vínculo institucional

2000 - 2003
Vínculo: Professor, Enquadramento Funcional: Contrato Especial, Carga horária: 20
Outras informações
Trabalho direcionado às disciplinas Língua Portuguesa e Literatura Brasileira, Biologia e Redação. Ensino Médio.

Atividades

02/2000 - 08/2003
Ensino,

Disciplinas ministradas
LINGUA PORT. LITERATURA BRASILEIRA E REDAÇÃO

SECRETARIA DE EDUCAÇÃO, CULTURA E DESPORTO DE SENTO-SÉ, SEC, Brasil.
Vínculo institucional

1997 - 1998
Vínculo: Professor, Enquadramento Funcional: Contrato Especial, Carga horária: 20
Outras informações
Professor da Disciplina Geografia.

Vínculo institucional

1997 - 1998
Vínculo: Supervisor Educacional, Enquadramento Funcional: Contrato Especial, Carga horária: 10
Outras informações
Supervisor Educacional da Secretaria de Educação, Cultura e Desporto do Município de Sento-Sé. Atuação profissional com ênfase no treinamento de profissionais das áreas: Geografia, História e Redação.

Vínculo institucional

1997 - 1997
Vínculo: Coordenador Pedagógico, Enquadramento Funcional: Contrato Especial, Carga horária: 10
Outras informações
Coordenador Pedagógico do Grupo Escolar Professora Aurélia.


Colégio OBJETIVO, OBJETIVO, Brasil.
Vínculo institucional

2006 - 2006
Vínculo: Professor, Enquadramento Funcional: Contrato Especial, Carga horária: 20
Outras informações
Professor convidado para atuar em Turma especial na Disciplina Geografia Progressão Parcial.


Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco, FACEPE, Brasil.
Vínculo institucional

2006 - 2007
Vínculo: Bolsista PIBIC/ CNPq/FACEPE, Enquadramento Funcional: Bolsista, Carga horária: 20
Outras informações
Desenvolvimento de pesquisa científica com uso de indutores de resistencia em plantas a patógenos na cultura da videira.


QUÍMICA NATURAL BRASILEIRA, QUINABRA, Brasil.
Vínculo institucional

2006 - 2007
Vínculo: Desenvolvimento de produtos, Enquadramento Funcional: Livre, Carga horária: 20
Outras informações
Coordenação do projeto Utilização do Bioestimulante Ecolife na indução de florada na cultura da mangueira no Submédio do Vale do São Francisco.

Atividades

10/2006 - 11/2007
Estágios , Química Natural Brasileira, .

Estágio realizado
Estágio desenvolvido com ênfase no desenvolvimento de metodologias aplicáveis à indução de florada na cultura da mangueira no Vale do São Francisco, utilizando Ecolife - um produto à base de bioflavonóides cítricos e fitoalexinas cítricas.

CENTRO FEDERAL DE EDUC TECNOLOGICA DE PETROLINA, CEFET PETROLINA, Brasil.
Vínculo institucional

2007 - 2007
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Livre, Carga horária: 20
Outras informações
Colaborador do projeto de iniciação científica PIBIC/CEFET, DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS DE AMOSTRAGENS PARA AVALIAÇÃO DE DOENÇAS NA CULTURA DA BANANA NA REGIÃO DO SUBMÉDIO DO VALE DO SÃO FRANCISCO, sob a orientação do Profª D.Sc. Jane Oliveira Perez.


AGRODANTAS, AGRODANTAS, Brasil.
Vínculo institucional

2005 - 2006
Vínculo: ESTAGIO EXTRA CURRICULAR, Enquadramento Funcional: ESTAGIARIO, Carga horária: 44, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Orientado por um profissional competente - Eng. agronômico Ms. Valter Alexandre V. Silva Crea - 34.645 -PE, foram desenvolvidas atividades voltadas a teoria e prática no acompanhamento de culturas - cucurbitáceas e fruteiras. (Foram desenvolvidas atividades de adubação e combate a ataque de fungos e pragas, além da indentificação de alguns patógenos)

Atividades

12/2005 - 01/2006
Estágios , AGRODANTAS, .

Estágio realizado
ESTÁGIO EXTRA CURRICULAR.

Cãmara de Dirigentes Lojista de Sento Sé, CDL SENTO-SÉ, Brasil.
Vínculo institucional

2000 - 2002
Vínculo: Diretor da CECOB e SPC, Enquadramento Funcional: Cargo eletivo
Outras informações
Atuação como Diretor de operacionalização da CECOB ? Central Executiva de Cobranças. Ênfase nos trabalhos relacionados ä implantação do Serviço de Proteção ao Crédito local filiando-o posteriormente ao SPC ? Brasil. Destaque para o desenvolvimento de práticas de orientação e coordenação dos trabalhos produzidos, além de treinamentos a membros associados

Atividades

05/2000 - 05/2002
Direção e administração, Câmara de Dirigentes Lojista de Sento-Sé, .

Cargo ou função
Diretor da cecob e spc.

Instituto Federal da Bahia, IFBA, Brasil.
Vínculo institucional

2016 - 2016
Vínculo: Membro do Comitê Científico, Enquadramento Funcional: Pesquisador, Carga horária: 20
Outras informações
Membro do Comitê Científico do I Seminário Interterritorial de Educação do Campo - SIECS 2016. http://www.siecs.com.br/pag.php?pag=comissoes&menu=5 A Articulação Interterritorial para fortalecimento da Educação do Campo no Semiárido - coletivo de organizações sociais não governamentais e Instituições públicas de Ensino Superior, promoveu a realização do I Seminário Interterritorial de Educação do Campo no Semiárido ? ?Terra, Trabalho e Educação? ? em Juazeiro, Bahia.


Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso do Sul, IFMS, Brasil.
Vínculo institucional

2017 - 2017
Vínculo: Avaliador Ad hoc, Enquadramento Funcional: Pesquisador, Carga horária: 2
Outras informações
Avaliador Ad hoc de projetos de pesquisa para Iniciação Científica e Tecnológica - 35/2017 - Propip/IFMS na área de Agronomia.


Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Tocantins, IFTO, Brasil.
Vínculo institucional

2017 - 2017
Vínculo: Avaliador Ad hoc, Enquadramento Funcional: Pesquisador, Carga horária: 2
Outras informações
Avaliador Ad hoc PIC-IFTO/CNPq Processo para seleção de discentes do ensino médio e dos cursos superiores para o Programa Institucional de Iniciação Científica do IFTO/CNPq (PIC/IFTO/CNPq ? 2017/2018) ? Bolsas Modalidades: PIBIC, PIBIC-AF, PIBITI E PIBIC-EM, por meio do Regulamento do Programa de Iniciação Científica do IFTO, aprovado pela Resolução n.º 31/2013/CONSUP/IFTO, de 20 de junho de 2013, a ser implementado no período de agosto de 2017 a julho de 2018, ou 12 (doze) meses.



Projetos de pesquisa


2017 - 2018
DESAFIOS PARA IMPLANTAÇÃO DA AGENDA 21: UM ESTUDO DE CASO EM PETROLINA-PE E JUAZEIRO-BA
Descrição: O conceito de desenvolvimento sustentável tem ganhado espaço desde que foi mencionado no relatório de Brundtand em 1987. Nos anos seguintes, outras definições para o termo foram criadas e aperfeiçoadas. Segundo a Organização das Nações Unidas - ONU apud Nosso Futuro Comum, 1987, o desenvolvimento sustentável é o desenvolvimento que encontra as necessidades atuais sem comprometer a habilidade das futuras gerações de atender suas próprias necessidades. Assim, as preocupações devem existir tanto para essa geração como para as futuras, visto que os recursos naturais não são inesgotáveis. Essa comissão buscava alternativas para proteger a humanidade das degradações que advinham do consumo equivocado e demasiado do meio ambiente. Na construção do desenvolvimento sustentável os gestores precisam entender a sua função como agente de mudança para a criação de uma nova identidade brasileira, regional e local, pois como Serra (2015) destacou, uma gestão sustentável possui a capacidade de dirigir o curso de uma empresa, comunidade ou país, através de processos que valorizam e recuperam todas as formas de capital. Neste sentido, dizemos que a Agenda 21 é um método prático para tornar mais ecológica uma administração municipal, estadual ou nacional, em cada um de seus setores (SILVEIRA; FERREIRA, 2014 apud RIBEIRO, 1998). Diante disso, dizemos que a Agenda 21 Global é um conjunto de ações que visa contribuir para o desenvolvimento sustentável do planeta, sendo assinada na Conferência das Nações Unidas Rio 92 por 179 países, resultando na construção de um documento com 40 capítulos e 115 áreas prioritárias que deveriam receber atenção direta dos países envolvidos. O nome Agenda 21 surgiu do desejo de mudanças para o século XXI na perspectiva de construir um mundo mais sustentável nos aspectos ambientais, econômicos e sociais, estabelecendo metas a curto, médio e longo prazo (AMBIENTE, 2018). Assim, o objetivo deste trabalho é avaliar o nível de percepção dos gestores sobre a relevância da implantação da Agenda 21 local nos municípios de Petrolina (PE) e Juazeiro (BA), bem como identificar os principais desafios e as contribuições da Agenda 21 para o desenvolvimento econômico e social da região. A pesquisa caracteriza-se como um estudo de caso, de caráter descritivo, com abordagem quali-quantitativa com a realização de uma entrevista estruturada aplicada aos gestores da Secretaria de Meio Ambiente e Planejamento Urbano (SEMAURB) de Juazeiro-BA e da Agência Municipal de Meio Ambiente (AMMA) de Petrolina-PE..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Erbs Cintra de Souza Gomes - Coordenador / Cláudia Maria Lourenço da SIlva - Integrante / Lenice Dantas Santos Santiago - Integrante / Maria Danielle dos Santos Gois - Integrante.
2016 - 2017
Bioatividade de frações de extratos de Allamanda blanchetti A. DC. no manejo de fitopatógenos no vale do São Francisco.
Descrição: A agricultura moderna centra-se na correlação máxima da produção e do lucro, sem mesurar os riscos à saúde humana e a sobrevivência dos mais diversos agroecossistemas. Com o crescimento da população humana, houve a necessidade de se produzir mais alimentos e fibras, o que levou a intensificação da agricultura resultando em desequilíbrios biológicos, alicerçados pelo emprego de monocultivos de cultivares melhoradas, especialmente, para alta produtividade. Consequentemente, a perda das características naturais de rusticidade das plantas tem implicado em maior suscetibilidade a estresses nutricionais e hídricos e menor resistência em pragas e a doenças. Neste sentido, objetiva-se com este projeto avaliar a ação fitoquímica do extrato aquoso e etanólico de Allamanda blanchetti na indução de resistência em plantas de videira contra o míldio (Plasmopara vitícola).O experimento de campo será conduzido na área experimental de uva ?Itália? do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Sertão Pernambucano ? IFSERTÃO-PE, no Campus Petrolina Zona Rural, situado no perímetro Irrigado Senador Nilo Coelho, N-4, Petrolina, PE. A área é conduzida em sistema de latada, com espaçamento 2,5 x 1,5 m. As análises bioquímicas, preparo e extração dos extratos vegetais serão realizadas no Laboratório de Produção Vegetal do IF Sertão-PE e no Laboratório de Bioquímica da Universidade Federal do Vale do São Francisco ? UNIVASF..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Erbs Cintra de Souza Gomes - Coordenador / Jane Oliveira Perez - Integrante / Leonardo Sousa Cavalcanti - Integrante / Paulo Nogueira de Barros - Integrante / Maria Gilzete Guimarães da Silva - Integrante / Joerlandes de Sousa Rodrigues - Integrante.
2016 - 2017
DESENVOLVIMENTO DE TECNOLOGIAS SUSTENTÁVEIS PARA O CONTROLE DA ANTRACNOSE EM MANGUEIRA: MANEJO NUTRICIONAL, CONTROLE FITOSSANITÁRIO (Indução de resistência, Controle químico, Cultural e Biológico) E QUALIDADE PÓS-COLHEITA DOS FRUTOS
Descrição: Muitos são os problemas fitossanitários encontrados na cultura da mangueira (Mangifera indica L.), dentre eles destacam-se aqueles provocados por espécies fúngicas do gênero Colletotrichum, causadoras da antracnose em mangueira no Vale do São Francisco, Petrolina, Brasil. A antracnose é um dos fatores limitantes à produção, atingindo todas as partes da planta em todas as fases fenológicas e provocando perdas significativas de produtividade, principalmente em pós-colheita. Neste sentido, a partir da identificação das espécies fúngicas do gênero Colletotrichum causadoras da antracnose no Vale do São Francisco, o desenvolvimento deste projeto possibilitará a adoção de novas tecnologias e a associação entre manejo nutricional e o controle fitossanitário na produção, resultando em maior eficácia no controle da doença e a redução significativa das perdas em pós-colheita, além de minimizar os custos de produção e os riscos de contaminação do homem e do meio ambiente. Neste sentido, este projeto tem por objetivo desenvolver novas tecnologias de manejo para a cultura da mangueira, a partir da realização de experimentos in vitro e in vivo, divididos em etapas laboratoriais, casa de vegetação, área de produção experimental e comercial, além da pós-colheita de frutos, que possibilitem maior eficácia no controle da antracnose e a redução significativa das perdas em pós-colheita, aumentando a qualidade dos frutos e o tempo de prateleira, reduzindo os custos de produção e principalmente, promovendo a difusão de tecnologias sustentáveis entre pesquisadores, produtores e profissionais ligados à cadeia produtiva da manga, trazendo menos riscos de contaminação do homem e do meio ambiente..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) .
Integrantes: Erbs Cintra de Souza Gomes - Coordenador / Paulo Nogueira de Barros - Integrante / Rodolfo Rodrigo Santos Feitosa - Integrante / Maria Gilzete Guimarães da Silva - Integrante / Joerlandes de Sousa Rodrigues - Integrante / Aline Rocha - Integrante / Glauber Gonçalves Silva - Integrante.
2016 - 2017
Extratos de Allamanda blanchett no manejo do mildio da videira no vale do São Francisco
Descrição: A agricultura moderna centra-se na correlação máxima da produção e do lucro, sem mesurar os riscos à saúde humana e a sobrevivência dos mais diversos agroecossistemas. Com o crescimento da população humana, houve a necessidade de se produzir mais alimentos e fibras, o que levou a intensificação da agricultura resultando em desequilíbrios biológicos, alicerçados pelo emprego de monocultivos de cultivares melhoradas, especialmente, para alta produtividade. Consequentemente, a perda das características naturais de rusticidade das plantas tem implicado em maior suscetibilidade a estresses nutricionais e hídricos e menor resistência em pragas e a doenças. Não obstante à realidade das principais regiões produtoras de uvas do mundo, o Vale do São Francisco enfrenta sérios problemas de ordem fitossanitária que acometem diretamente a cultura da videira, destacando-se o Míldio (Plasmopara viticola) Berk & Curtis por apresentar grande expressão econômica sendo responsáveis por prejuízos significativos na cultura, afetando folhas, ramos, inflorescências e frutos com consequentes perdas e diminuição da produtividade. Objetiva-se com o presente projeto de pesquisa avaliar a ação fitoquímica do extrato aquoso e etanólico de Allamanda blanchetti na indução de resistência em plantas de videira contra o míldio (Plasmopara vitícola). Constituem-se objetivos específicos: Identificar o tipo de extrato de A. blanchetti e a melhor concentração na redução/controle do míldio da videira; Determinar os níveis de atividade enzimática eliciadas pelos tipos de extratos e suas respectivas concentrações, na promoção de repostas de defesa de plantas de videira contra patógenos através da ativação das enzimas peroxidase, PAL, proteínas totais e de compostos fenólicos. Entre as principais metas, destacam-se: Determinar ao menos um tipo de extrato de A. blanchetti que apresente eficiência no controle de Plasmopara viticola; Determinar ao menos uma concentração de extrato de A. blanchetti com eficiência significativa no controle de P. viticola; Reduzir em 10% a incidência de P. viticola com o uso de tecnologias alternativas oriundas do uso de extratos de A. blanchetti..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) .
Integrantes: Erbs Cintra de Souza Gomes - Coordenador / Paulo Nogueira de Barros - Integrante / Rodolfo Rodrigo Santos Feitosa - Integrante / Maria Gilzete Guimarães da Silva - Integrante / Joerlandes de Sousa Rodrigues - Integrante / Aline Rocha - Integrante.
2013 - 2014
TECNOLOGIAS PARA A AGRICULTURA FAMILIAR: DIFUSÃO DE CULTIVARES DE BATATA DOCE BIOFORTIFICADA
Descrição: O objetivo desse trabalho é estudar a adaptabilidade de cultivares de batata doce biofortificada no submédio do Vale do São Francisco, com vista á seleção das melhores variedades destinadas à comercialização in natura, processamento, aceitação final e difusão das tecnologias de produção entre os produtores das comunidades rurais..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Erbs Cintra de Souza Gomes - Coordenador / José Batista da Gama - Integrante / Maicon de Souza Cunha - Integrante / Rodolfo Rodrigo Santos Feitosa - Integrante.
2013 - 2014
INFLUÊNCIA DA ADUBAÇÃO NITROGENADA E SUA INTERAÇÃO COM O POTÁSSIO NA PRODUTIVIDADE E QUALIDADE DOS FRUTOS DE ACEROLA (Malpighia glabra L.)
Descrição: A acerola (Malpighia glabra L., Malpighia punicifolia L.), originária da América central, tem como seu principal atrativo o seu alto teor de vitamina C, além de outras vitaminas. O fato de ser uma planta de certa forma rústica, capaz de obter os nutrientes na maioria dos solos onde se desenvolve vem contribuindo para a falta de maiores informações com relação à sua adubação, um fator significativo que deve ser estudado, visto que influencia na produtividade e qualidade da acerola. O solo é que dá o suporte para fornecimento de nutrientes para a planta, e não é raro, o mesmo não os apresentar na quantidade de que a cultura precisa para o seu pleno desenvolvimento, destacando que nesta prática é interessante observar o comportamento de cada nutriente com relação à cultura. Com base nestes aspectos o objetivo do trabalho é avaliar a produtividade e a qualidade dos frutos da acerola (Malpighia glabra L.) em resposta a diferentes doses de nitrogênio na presença potássio. Os tratamentos serão compostos pelo o uso de cinco doses de N, (0; 60; 120; 180; 250) gramas na forma de sulfato de amônio com presença de adubação potássica (420) gramas aplicados a cerca de 30 cm do tronco das plantas. Avaliação dos teores de macronutrientes na planta será no final do experimento, onde serão utilizadas as plantas que constituíram a parcela de cada tratamento, para determinação dos teores de N, P, K, Ca e Mg. As análises serão realizadas no Laboratório de Solos do CPZR ? IF SERTÃO-PE. A metodologia empregada para análise química de tecido vegetal para avaliação da composição mineral foi à proposta pela Embrapa (1999), para análises dos frutos, serão feitas em laboratório, onde os frutos serão selecionados, descartando-se os danificados. Serão determinados o teor de vitamina C, os SST (°Brix) e o pH, além da produtividade de frutos por planta e peso médio dos frutos. Os resultados serão submetidos a análises de variância e regressão para as doses de nitrogênio..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Erbs Cintra de Souza Gomes - Coordenador / Elbson Carvalho Vieira da Silva - Integrante / Fábio Freire de Oliveira - Integrante / Cicero Antonio de Sousa Araújo - Integrante.
2013 - 2014
POTENCIAL ELICIADOR DE EXTRATOS VEGETAIS NA PROMOÇÃO DE RESPOSTAS DE DEFESA DE PLANTAS CONTRA FITOPATÓGENOS
Descrição: A utilização de substâncias extraídas de vegetais que podem atuar na inibição de fungos fitopatogênicos pode vir a ser uma opção no controle de doenças no campo, pois apresentam características de grande relevância para as plantas que o sintetizam, por se constituir numa das principais funções responsáveis pelo aporte metabólico contra o ataque de organismos patogênicos. Com isso, o presente estudo tem o objetivo de avaliar o potencial de extratos vegetais no controle de fitopatógenos no Submédio do Vale do São Francisco. O experimento foi disposto em esquema fatorial 3x5 (três tipos de extratos do bagaço da uva ? semente, casca e engaço) VS cinco concentrações: 0, 5, 50, 500, 5000 ppm), num delineamento experimental em blocos ao acaso com 4 repetições, (cinco plantas por repetição), e serão avaliadas as três plantas do interior de cada parcela útil. As pulverizações serão realizadas com auxílio de um pulverizador costal manual (Jacto modelo PJH) com capacidade máxima de 20 L, pressão variada com a máxima de 6 kgf/cm3 e bico de jato de cone. Os dados serão transformados para % de doença através do Índice de Doença (ID) de MacKinney, (1923), sendo as médias comparadas pelo teste de Tukey a 5% de probabilidade. Os resultados alcançados com o desenvolvimento do projeto possibilitarão a promoção de discussões técnico-científicas entre pesquisadores e produtores sobre a importância da utilização de tecnologias que buscam concretizar um plano de sustentabilidade regional à exploração agrícola a partir de tecnologias limpas no manejo de doenças..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Erbs Cintra de Souza Gomes - Coordenador / Jane Oliveira Perez - Integrante / Leonardo Sousa Cavalcanti - Integrante / Vitor Prates Lorenzo - Integrante / Samuel Victor Campos de Siqueira - Integrante.
2012 - 2014
Tolerância à salinidade de plantas do semiárido, com características forrageiras, madeireiras e frutícolas, visando repovoamento de áreas salinizadas
Descrição: O presente projeto visa gerar informações imprescindíveis para qualquer projeto de repovoamento de áreas degradadas por salinização, tendo em vista a carência de informações sobre a tolerância de plantas nativas, com potencial econômico, à salinidade. Esses dados evitarão que projetos de revitalização de áreas desertificadas precisem utilizar o empirismo em seu andamento..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .
Integrantes: Erbs Cintra de Souza Gomes - Coordenador / Fábio Freire de Oliveira - Integrante / José Sebastião Costa de Sousa - Integrante / Cicero Antonio de Sousa Araújo - Integrante / Marlon Garrido da Silva - Integrante / Jackson Nunes e Vasconcelos - Integrante / Antonio Wanderley dos Santos Neto - Integrante / Graciene de Sousa Silva - Integrante / Marcos José Ezequiel - Integrante.Financiador(es): Banco do Nordeste do Brasil - Outra.
2010 - 2014
PURIFICAÇÃO DE BIOMOLÉCULAS ELICIADORAS DE RESPOSTAS DE DEFESA DE PLANTAS DE VIDEIRA CONTRA Uncinula necator
Descrição: O submédio do Vale do São Francisco tem na cultura da videira uma das grandes responsáveis pelo desenvolvimento regional e consolidação do pólo frutícola em nível internacional. No entanto, a região vem enfrentando sérios problemas de ordem fitossanitária, com destaque para o alto nível de incidência de Uncinula necator. Dentre os principais métodos alternativos de controle, o uso de indutores de resistência apresenta-se como alternativa promissora no manejo de doenças. Neste sentido, objetivou-se com este trabalho iniciar os estudos sobre o desenvolvimento de tecnologias alternativas ao controle químico no manejo de oídio da videira a partir da utilização de extratos de Allamanda blanchetti..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) .
Integrantes: Erbs Cintra de Souza Gomes - Coordenador / Leonardo Sousa Cavalcanti - Integrante / Leonardo Dantas Marques Maia - Integrante / Elbson Carvalho Vieira da Silva - Integrante / Juliana de Sousa Granja - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.
2010 - 2013
CORRELAÇÃO ENTRE OS NÍVEIS DE INCIDÊNCIA E SEVERIDADE DE DOENÇAS DA VIDERIA ASSOCIADAS A VARIÁVEIS AGROMETEOROLÓGICAS
Descrição: O cultivo da videira representa uma atividade econômica difundida por todo o planeta, sendo sua origem bastante remota. Estudos arqueológicos relataram fósseis de folhas de videira anteriores à última era glacial. A videira difundiu-se e adaptou-se pouco a pouco por diversas regiões do globo terrestre. Sua difusão ocorreu em duas principais direções: uma américo-asiática, originando, respectivamente, as cultivares de uvas chamadas americanas e a outra chamada de européia ou Vitis vinifera. Não obstante à realidade das principais regiões produtoras de uvas do mundo, o Vale do São Francisco enfrenta sérios problemas de ordem fitossanitária que acometem diretamente a cultura da videira. A ausência de dados agrometeorológicos regionais tem contribuído para o insucesso da adoção de medidas de controle adequadas, pois diversos são os componentes do clima interagem com patógenos, hospedeiros e entre si, criando condições que podem afetar positiva ou negativamente as epidemias. Dessa forma, objetiva-se com este trabalho avaliar a influência das variáveis agrometeorológicas na máxima expressão da incidência e severidade de doenças da videira no Vale do São Francisco, determinando ao longo de 12 meses os níveis máximos de incidência e severidade dos fitopatógenos em estudo correlacionados diretamente às variações climáticas observadas. Sendo assim, a partir dos dados conclusos observados, poder-se-á contribuir para a adoção de medidas de controle mais eficientes, representando riscos menores de uma epidemia..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Erbs Cintra de Souza Gomes - Coordenador / Jane Oliveira Perez - Integrante / Leonardo Sousa Cavalcanti - Integrante / Leonardo Dantas Marques Maia - Integrante / Cicero Antonio de Sousa Araújo - Integrante.Financiador(es): Instituto Federal do Sertão Pernambucano - Bolsa.
Número de produções C, T & A: 1 / Número de orientações: 1
2010 - 2013
EFEITO DE DIFERENTES EXTRATOS DE Allamanda blanchetti NA PROMOÇÃO DE RESPOSTAS DE DEFESA DE VIDEIRA ?ITÁLIA? CONTRA Plasmopara viticola
Descrição: A agricultura moderna centra-se na correlação máxima da produção e do lucro, sem mesurar os riscos à saúde humana e a sobrevivência dos mais diversos agroecossistemas. Não obstante à realidade das principais regiões produtoras de uvas do mundo, o Vale do São Francisco enfrenta sérios problemas de ordem fitossanitária que acometem diretamente a cultura da videira, destacando-se o míldio (Plasmopara viticola) por apresentar grande expressão econômica sendo responsável por prejuízos significativos na cultura, afetando folhas, ramos, inflorescências e frutos com conseqüentes perdas e diminuição da produtividade. Na busca por tecnologias alternativas ao controle químico do míldio, este projeto tem por objetivo avaliar a ação fitoquímica dos extratos obtidos das folhas de Allamanda blanchetti na promoção de respostas de defesa das plantas. O experimento de campo será conduzido na área experimental de uva ?Itália? do IF SERTÃO-PE e as análises bioquímicas, preparo e extração dos extratos vegetais serão realizadas no Laboratório de Bioquímica da UNIVASF. O delineamento experimental será disposto em esquema fatorial 3x5 (três tipos de extratos de A. blanchetti: aquoso, etanólico e etílico vs cinco concentrações: 0, 5, 50, 500, 2000ppm), num delineamento em blocos ao acaso com 4 repetições, (cinco plantas por repetição), avaliando-se as três plantas do interior de cada parcela útil de acordo com o método de amostragem de doenças da videira definido pela Produção Integrada de Frutas. A determinação da atividade enzimática será através da análise de enzimas sabidamente envolvidas no processo de resistência induzida, PAL, Peroxidase e a determinação de compostos fenólicos. Dessa forma, a partir dos resultados esperados, pode-se contribuir com a redução da utilização de agrotóxicos atualmente comercializados no País, que apresentam alto impacto ao ambiente além de possibilitar um aumento na oferta de novas alternativas de manejo do míldio da videira..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Erbs Cintra de Souza Gomes - Coordenador / Leonardo Sousa Cavalcanti - Integrante / Leonardo Dantas Marques Maia - Integrante / Edigênia Cavalcante da Cruz Araújo - Integrante.Financiador(es): Instituto Federal do Sertão Pernambucano - Bolsa.Número de orientações: 1
2010 - 2013
IDENTIFICAÇÃO DE BIOMOLÉCULAS ELICIADORAS DE RESPOSTAS DE DEFESA EM PLANTAS CONTRA OIDIO DA VIDEIRA
Descrição: A utilização de substâncias extraídas de vegetais que podem atuar na inibição, controle e/ou minimização de fungos fitopatogênicos, pode vir a ser uma opção no controle de doenças no campo. No vale do São Francisco o prejuízo causado por Uncinula necator na cultura da videira (Vitis labrusca L.) é altamente significativo, potencializando o desenvolvimento de tecnologias alternativas ao controle químico que viabilizem a redução dos riscos de contaminação do homem e do meio ambiente. Assim, objetivou-se com este trabalho iniciar os estudos sobre o desenvolvimento de tecnologias alternativas ao controle químico, através da avaliação do potencial de indução de resistência de extratos de Allamanda blanchetti no manejo do oídio da videira..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) .
Integrantes: Erbs Cintra de Souza Gomes - Coordenador / Leonardo Sousa Cavalcanti - Integrante / Leonardo Dantas Marques Maia - Integrante / Elbson Carvalho Vieira da Silva - Integrante / Juliana de Sousa Granja - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.
2010 - 2011
FITOTOXICIDADE DE EXTRATOS DE Allamanda blanchetti CONTRA Uncinula necator EM DISOS DE FOLHAS DE VIDEIRA FESTIVAL
Descrição: A resistência de um hospedeiro, dentro do contexto da fisiologia do parasitismo, pode ser definida como a capacidade da planta em atrasar ou evitar a entrada e/ou a subsequente atividade de um patógeno em seus tecidos (BERGAMIN FILHO, 1995). Segundo COUTINHO (1999). A utilização de substâncias extraídas de vegetais que podem atuar na inibição de fungos fitopatogênicos podendo vim a ser uma opção no controle de doenças no campo, com isso, Allamanda (Apocynaceae) é um gênero de arbustos tropicais escalada, que é conhecida por produzir compostos com uma variedade de atividades biológicas muito extensas (SOUSA, 2009), inclusive antifúngicas (TIWARI et al., 2002). Sendo assim, objetivou-se com o presente estudo avaliar a ação fitotóxica de extratos obtidos de folhas de Allamanda blanchetti no controle do oídio (Uncinula necator) em condições controladas..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .
Integrantes: Erbs Cintra de Souza Gomes - Coordenador / Leonardo Dantas Marques Maia - Integrante / Elbson Carvalho Vieira da Silva - Integrante / Diego de Almeida Braga - Integrante.Financiador(es): Instituto Federal do Sertão Pernambucano - Bolsa.
2009 - 2013
CONTROLE BIOLÓGICO DE PATÓGENOS PÓS COLHEITA DE FRUTOS COMERCIALIZADOS NAS FEIRAS LIVRES DO ESTADO DA PARAÍBA
Descrição: O sistema agroalimentar de frutas é uma área relevante, onde o Brasil vem concentrando esforços para garantir a competitividade de frutas. Perdas consideráveis na produção de frutas economicamente importantes decorrem da susceptibilidade à infecção fúngica no campo, assim como posterior ataque na armazenagem. Entre as alternativas ao tradicional tratamento químico de doenças pós-colheita de frutos, destaque especial enfoca-se sobre biocontrole, em função da baixa possibilidade de resíduos tóxicos. No contexto, abre-se perspectiva para as leveduras, com ampla inocuidade demonstrada nos processos fermentavivos. Neste sentido, o objetivo deste projeto é identificar as principais doenças pós colheita de manga, laranja e mamão comercializados nas feiras livres do Estado da Paraíba, além de determinar a qualidade pós colheita destes frutos e avaliar alternativas de controle biológico na supressão de patógenos pós colheita..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Erbs Cintra de Souza Gomes - Coordenador / RODRIGO PEREIRA LEITE - Integrante / Kedma Maria da Silva Pinto - Integrante / Luciana Cordeiro do Nascimento - Integrante / Dylamarck Gomes de Almeida - Integrante.Financiador(es): Universidade Federal da Paraíba - Cooperação.
2009 - 2013
Mecanismos bioquímicos na resistência induzida no patossistema Plamopara viticola vs Videira
Descrição: Os vanços tecnológicos voltados para o estudo dos mecanismos bioquímicos envolvidos na ativação de rotas metabólicas diretamente relacionadas às defesas de plantas existem em multiplicidade e são verdadeiramente eficientes. Este estudo visa dentre outras coisas, elucidar os genes iniciais expressos na ativação de rotas de defesa de plantas contra fitopatógenos e a eficiência do uso de indutores de resistência no patossistema Plasmopara viticola vs Videira..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Doutorado: (1) .
Integrantes: Erbs Cintra de Souza Gomes - Integrante / Jane Oliveira Perez - Integrante / Leonardo Sousa Cavalcanti - Integrante / Luciana Cordeiro do Nascimento - Coordenador.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.
2009 - 2009
ALTERNATIVAS DE CONTROLE DE Fusarium gutiforme EM ABACAXIZEIRO ?GOLD? NO ESTADO DA PARAÍBA
Descrição: O abacaxi (Ananas comosus L. Merri) é uma espécie pertencente ao gênero Ananas da família Bromeliaceae, consumido em todo o mundo e considerado de grande importância nos pólos de fruticultura do Brasil. Alguns problemas pós corte de ordem fitossanitária tem contribuído para inviabilização da comercialização destes frutos fazendo com que haja uma significativa perda de qualidade do produto final e, conseqüentemente, contribuindo para a redução da vida pós corte destes frutos. Desta forma, o objetivo deste trabalho é avaliar a ocorrência natural e determinar a incidência de Fusariose (Fusarium gutiforme f.sp. ananas) em frutos de abacaxi ?Gold? colhidos em estádio de maturação comercial..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Erbs Cintra de Souza Gomes - Coordenador / RODRIGO PEREIRA LEITE - Integrante / FÁBIO JÚNIOR ARAÚJO DA SILVA - Integrante / Kedma Maria da Silva Pinto - Integrante / Janaína dos Reis Miranda - Integrante / Luciana Cordeiro do Nascimento - Integrante.Financiador(es): Universidade Federal da Paraíba - Cooperação.
2008 - 2013
DESENVOLVIMENTO DE TECNOLOGIAS PARA O CULTIVO DE VIDEIRAS COM A UTILIZAÇÃO DA RESISTÊNCIA INDUZIDA POR AGENTES BIÓTICOS E ABIÓTICOS NO MUNICÍPIO DE NATUBA, PARAÍBA: práticas de manejo e difusão de tecnologias
Descrição: Este projeto visa desenvolver tecnologias para o manejo sustentável de frutícolas no Vale do Sirigi e definir índices de sustentabilidade para o sistema de produção de videiras, de forma a suprir a falta alternativas de práticas agroecológicas para os fruticultores, favorecendo a continuidade da atividade da fruticultura no tempo e no espaço, primando pela segurança alimentar dos consumidores finais de frutas e de seus derivados..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Erbs Cintra de Souza Gomes - Coordenador / Jane Oliveira Perez - Integrante / NASCIMENTO, L. C. - Integrante / RODRIGO PEREIRA LEITE - Integrante / ROSANA SOUSA DA SILVA - Integrante / Silvanda de Melo Silva - Integrante / Sônia Maria Alves Oliveira - Integrante / Jacinto de Luna Batista - Integrante / Ivandro de França Silva - Integrante / Rejane Maria Nunes Mendonça - Integrante / Leonaldo Alves de Andrade - Integrante / Rildo Sartori Barbosa Coelho - Integrante / Janaína dos Reis Miranda - Integrante.Financiador(es): Banco do Nordeste do Brasil - Auxílio financeiro.
2008 - 2009
MANEJO AGROECOLÓGICO NA CULTURA DA VIDEIRA NO VALE DO SIRIJI, PARAÍBA
Descrição: O desenvolvimento de tecnologias alternativas ao controle químico de fitopatógenos tornou-se a máxima deste novo século. A crescente demanada por produtos isentos de resíduos químicos e que não ofereçam riscos à saúde humana é cada vez maior não apenas em regiões desenvolvidas, mas em países em desenvolvimento já se percebe a máxima desta discussão. Diante do quadro de alta pressão de seleção por fitopatógenos nos parreirais do Vale do Siriji, dos contantes prejuízos impostos pela resistência de fitopatógenos às práticas convencionais de controle e pelo intensivo uso de pesticidas, prática rotineira dos produtores da região, este projeto ter por objetivo avaliar a eficiência de indutores de resistência bióticos e abióticos como componente do manejo agroecológico para doenças da videira no Vale do Sirijí..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Erbs Cintra de Souza Gomes - Coordenador / RODRIGO PEREIRA LEITE - Integrante / FÁBIO JÚNIOR ARAÚJO DA SILVA - Integrante / Kedma Maria da Silva Pinto - Integrante / Janaína dos Reis Miranda - Integrante / Luciana Cordeiro do Nascimento - Integrante.Financiador(es): Universidade Federal da Paraíba - Cooperação.
2008 - 2009
INDUTORES DE RESISTÊNCIA E BIOFERTILIZANTES LÍQUIDOS: MANEJO ECOLÓGICO DA ANTRACNOSE DA VIDEIRA (Vitis labrusca L.) NO VALE DO SIRIJI, PARAÍBA
Descrição: No controle da antracnose da videira normalmente observa-se o uso intensivo de agrotóxicos, o que vem de encontro com as Boas Práticas Agrícolas preconizadas pelas normas do GLOBALGAP (Associação Global para uma Agricultura Segura e Sustentável) e PIF (Produção Integrada de Frutas) estabelecidas para exportação de frutas a países da Europa e Estados Unidos. O crescente aumento na utilização de defensivos agrícolas no controle de pragas e doenças, em todo o mundo, vem despertando a consciência para problemas como contaminação ambiental, acumulação de resíduos nos alimentos, contaminação do operador, além do aumento dos custos de produção. Neste contexto, a busca de formas alternativas de controle vem se intensificando, visando reduzir os gastos e os problemas causados pela utilização abusiva destes produtos. Neste sentido, objetivou-se com este projeto avaliar a eficiência de indutores de resistência bióticos e abióticos e o uso de biofertilizantes líquidos como componente do manejo ecológico da antracnose (E. ampelina S.) na cultura da videira (V. labrusca L.) visando a redução dos níveis de contaminação de todos os componentes da cadeia produtiva e uma melhor competitividade no agronegócio regional, possibilitando a conquista de novos mercados..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Erbs Cintra de Souza Gomes - Coordenador / RODRIGO PEREIRA LEITE - Integrante / FÁBIO JÚNIOR ARAÚJO DA SILVA - Integrante / ROSANA SOUSA DA SILVA - Integrante / Jacinto de Luna Batista - Integrante / Kedma Maria da Silva Pinto - Integrante / Luciana Cordeiro do Nascimento - Integrante.Financiador(es): Universidade Federal da Paraíba - Cooperação.
2008 - 2009
INDUÇÃO DE RESISTÊNCIA EM VIDEIRA (Vitis labrusca L.) NO MUNICÍPIO DE NATUBA, PARAÍBA: PRODUTIVIDADE E PERFIL DE MATURAÇÃO
Descrição: A cultura da videira (Vitis labrusca L.) reveste-se de grande importância no contexto social do Brasil. Isso ocorre graças ao grande volume de negócios voltados tanto para o mercado interno como também para o mercado de exportação. Não obstante à realidade das principais regiões produtoras de uvas no mundo, a região de Natuba, no Estado da Paraíba, também enfrenta sérios problemas fitossanitários que acometem diretamente a cultura, influenciando negativamente na produção e refletindo na posterior inviabilização da comercialização da fruta. Dentro os principais problemas fitossanitários acometem a cultura da videira em escala mundial, destacam-se o Oídio e o míldio que, por apresentarem grande expressão econômica causam prejuízos significativos na cultura afetando folhas, ramos, inflorescências e frutos com conseqüentes perdas e diminuição da produtividade em áreas produtoras. No controle desta doença normalmente observa-se o uso intensivo de agrotóxicos. Neste contexto, a busca de formas alternativas como a indução de resistência, vem sendo atualmente, alvo de diversos estudos envolvendo os mais variados tipos de patossistemas vegetais. Desta forma, o presente projeto pretende avaliar a eficiência de indutores de resistência bióticos e abióticos para a definição de estratégias de manejo integrado de doenças da cultura da videira visando o manejo integrado e melhor competitividade no agronegócio regional, possibilitando a conquista de novos mercados nacionais e internacionais da comercialização de frutas..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Erbs Cintra de Souza Gomes - Integrante / Jane Oliveira Perez - Integrante / NASCIMENTO, L. C. - Coordenador / RODRIGO PEREIRA LEITE - Integrante / FÁBIO JÚNIOR ARAÚJO DA SILVA - Integrante / ROSANA SOUSA DA SILVA - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.
2006 - 2008
MANEJO DA MELOIDOGINOSE DA GOIABEIRA UTILIZANDO ADUBOS VERDES NO VALE DO SÃO FRANCISCO
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) .
Integrantes: Erbs Cintra de Souza Gomes - Integrante / JUSCIÉLIO BARBOSA - Integrante / Eliel Ferreira do Nascimento - Integrante / José Mendes da Silva Cardoso - Integrante / Jane Oliveira Perez - Coordenador.Financiador(es): Centro de Pesquisa Agropecuária do Trópico Semi-Árido - Cooperação / Instituto Federal do Sertão Pernambucano - Bolsa.
2006 - 2008
DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS DE AMOSTRAGENS PARA AVALIAÇÃO DE DOENÇAS NA CULTURA DA BANANA NA REGIÃO DO SUBMÉDIO DO VALE DO SÃO FRANCISCO
Descrição: Projeto de pesquisa financiado pelo Banco do Nordeste do Brasil BNB, em parceria com o Centro Federal de Educação Tecnológica de Petrolina, sob a coordenação das profª M.Sc. Andrea Nunes Moreira e a profª D.Sc. Jane Oliveira Perez..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) .
Integrantes: Erbs Cintra de Souza Gomes - Integrante / Eliel Ferreira do Nascimento - Integrante / Jane Oliveira Perez - Coordenador / Andrea Nunes Moreira - Integrante / Carlos Alberto Tuão Gava - Integrante.Financiador(es): Instituto Federal do Sertão Pernambucano - Bolsa / Banco do Nordeste do Brasil S/A - Auxílio financeiro.
2006 - 2007
Utilização da resistência induzida como componente do manejo de doenças na cultura da videira no Vale do São Francisco
Descrição: Projeto de Pesquisa desenvolvido no Centro Federal de Educação Tecnológica de Petrolina, sob a orientação da Profª D.Sc. Jane Oliveira Perez, objetivando definir estratégias de manejo de doençs na cultura da videira no Vale do São Francisco utilizando como ferramenta a resistência induzida por elicitores abióticos..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) .
Integrantes: Erbs Cintra de Souza Gomes - Coordenador / JUSCIÉLIO BARBOSA - Integrante / Jane Oliveira Perez - Integrante / Leonardo Sousa Cavalcanti - Integrante / Andrea Nunes Moreira - Integrante.Financiador(es): Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco - Bolsa / JUAGRO Produtos e Máquinas Agrícolas Ltda - Auxílio financeiro.
Número de produções C, T & A: 5


Projetos de extensão


2015 - Atual
NAS RAMAS DA ESPERANÇA: A difusão de espécies de batata doce biofortificada como estratégia de melhoria da qualidade da alimentação e renda dos agricultores familiares no Vale do São Francisco.
Descrição: O cultivo de hortaliças em pequena escala é geralmente uma atividade múltipla de produção agrícola, exercida com pouco uso de tecnologia e sem orientação profissional, obtendo-se baixos índices de produtividade e a baixa qualidade dos produtos. A cultura da batata-doce é um exemplo dessa situação, pois, ao longo do tempo, tem sido cultivada de forma empírica pelas famílias rurais, em conjunto com diversas outras culturas, visando a alimentação da família, principalmente na primeira refeição diária, utilizada na forma de raízes cozidas, assadas ou fritas. Com o crescente êxodo rural, grande parte do consumo de batata-doce foi substituída pelo pão e por hortaliças de mais fácil preparo e de maior atratividade, como batata, cenoura e tomate, que eram anteriormente pouco consumidas pela família rural, por serem de difícil cultivo em hortas domésticas. No entanto, houve um comprometimento da qualidade alimentar das populações residentes na zona rural, principalmente no que se refere à vitamina A. Neste cenário, a produção de alimentos biofortificados com potencial para reduzir deficiências nutricionais de populações rurais tem ocupado grande parte das pesquisas relacionadas à nutrição das comunidades rurais nordestinas. Assim, objetivando estudar a adaptabilidade de cultivares de batata doce biofortificada no submédio do Vale do São Francisco, com vistas à seleção das melhores variedades destinadas à comercialização in natura, processamento, aceitação final e difusão das tecnologias de produção entre os produtores das comunidades rurais a fim de melhorar suas rendas e contribuir para a diminuição das desigualdades sociais e regionais, respeitando os princípios e normas ético-ambientais, tendo em vista a promoção do desenvolvimento sustentável. Como culminância do projeto, serão realizadas atividades de extensão voltadas para difusão de tecnologias de cultivo da batata doce biofortificada, por meio da realização de um dia de campo para capacitar produtores rurais para o plantio de batata doce biofortificada..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Erbs Cintra de Souza Gomes - Coordenador / Paulo Nogueira de Barros - Integrante / Rodolfo Rodrigo Santos Feitosa - Integrante / Maria Gilzete Guimarães da Silva - Integrante / Joerlandes de Sousa Rodrigues - Integrante.Financiador(es): Instituto Federal do Sertão Pernambucano - Auxílio financeiro.
2011 - 2011
Micoteca de Fungos Fitopatogênicos: gerenciamento e identificação de patógenos como contribuição para o ensino, pesquisa e extensão

Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Luciana Cordeiro do Nascimento em 31/07/2014.
Descrição: A fitopatologia como ciência representa um grande avanço no conhecimento de fungo fitopatogênicos que atacam culturas de importância agrícola a nível mundial. Com esse desenvolvimento, tornou-se imprescindível a criação de coleções de culturas com a finalidade de preservar por longos períodos as características do patógeno, pesquisas e estudos de tais organismos quanto à taxonomia, patologia e, ainda, para fins industriais. O objetivo da Micoteca do CCA/UFPB é a prestação de serviços à comunidade científica envolvida com a fitopatologia, incluindo preservação, manutenção de culturas e identificação de fungos fitopatogênicos objetivando um maior conhecimento acerca dos principais patógenos fúngicos que acometem plantas cultivadas. A Micoteca de Fungos Fitopatogênicos encontra-se localizada no Laboratório de Fitopatologia, pertencente ao Departamento de Fitotecnia e Ciências Ambientais, do Centro de Ciências Agrárias/UFPB, onde atende aos pedidos de fornecimento de amostras, isolamento e identificação de fungos visando o público alvo que são os produtores rurais, pesquisadores, estudantes do nível médio e superior interessados na identificação de agentes causais de doenças em plantas e seu controle. As amostras de fungos que compõe a Micoteca/UFPB/CCA são provenientes dos mais diversos substratos e ambientes, tais como solo, folhedo, vegetais, frutos, semente e água. O método de preservação utilizado para armazenamento das amostras fúngicas é o método de Castellani (água destilada). Para a inclusão de isolados na coleção, juntamente com a cultura de interesse deverá ser anexado o formulário de depósito da cultura fúngicas devidamente preenchido..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Mestrado acadêmico: (2) .
Integrantes: Erbs Cintra de Souza Gomes - Integrante / Luciana Cordeiro do Nascimento - Coordenador.
2011 - 2011
Micoteca de fungos fitopatogênicos: gerenciamento e identificação de patógenos como contribuição para o ensino, pesquisa e extensão

Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Luciana Cordeiro do Nascimento em 20/04/2015.
Descrição: A fitopatologia como ciência representa um grande avanço no conhecimento de fungo fitopatogênicos que atacam culturas de importância agrícola a nível mundial. Com esse desenvolvimento, tornou-se imprescindível a criação de coleções de culturas com a finalidade de preservar por longos períodos as características do patógeno, pesquisas e estudos de tais organismos quanto à taxonomia, patologia e, ainda, para fins industriais. O objetivo da Micoteca do CCA/UFPB é a prestação de serviços à comunidade científica envolvida com a fitopatologia, incluindo preservação, manutenção de culturas e identificação de fungos fitopatogênicos objetivando um maior conhecimento acerca dos principais patógenos fúngicos que acometem plantas cultivadas. A Micoteca de Fungos Fitopatogênicos encontra-se localizada no Laboratório de Fitopatologia, pertencente ao Departamento de Fitotecnia e Ciências Ambientais, do Centro de Ciências Agrárias/UFPB, onde atende aos pedidos de fornecimento de amostras, isolamento e identificação de fungos visando o público alvo que são os produtores rurais, pesquisadores, estudantes do nível médio e superior interessados na identificação de agentes causais de doenças em plantas e seu controle. As amostras de fungos que compõe a Micoteca/UFPB/CCA são provenientes dos mais diversos substratos e ambientes, tais como solo, folhedo, vegetais, frutos, semente e água. O método de preservação utilizado para armazenamento das amostras fúngicas é o método de Castellani (água destilada). Para a inclusão de isolados na coleção, juntamente com a cultura de interesse deverá ser anexado o formulário de depósito da cultura fúngicas devidamente preenchido..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Erbs Cintra de Souza Gomes - Integrante / Luciana Cordeiro do Nascimento - Coordenador / Danilo Bruno Neri da Silva Wanderley - Integrante / Wendel Oliveira Maciel - Integrante / Rommel dos Santos Siqueira Gomes - Integrante / Wallace Jordane Silva de Souza - Integrante.
2010 - 2011
Formação de agentes de desenvolvimento sustentável
Descrição: O Projeto Formação de agentes de desenvolvimento sustentável tem no seu bojo de objetivos, a capacitação de comunidades. Conta com a parceria do IF Sertão-PE, Campus Petrolina Zona Rural e Uneb. A iniciativa prevê ações para a formação humanística e técnica dos agricultores, com aulas de sociologia rural, resolução de conflitos, agricultura industrial, entre outras. O projeto prevê ainda o acompanhamento de equipe multidisciplinar nas localidades atendidas: os assentamentos Força da Terra, em Juazeiro; Água Viva e Mansoeto de Lavor, em Petrolina, e o acampamento Divisa, também em Petrolina..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (5) .
Integrantes: Erbs Cintra de Souza Gomes - Integrante / Marcelo Henrique Pereira dos Santos - Integrante / Luciana Souza de Oliveira - Coordenador / BEZERRA, Mary Ann Saraiva - Integrante.
2009 - 2011
FORMAÇÃO DE AGENTES DE DESENVOLVIMENTO: a extensão rural como estratégia de educação sustentável no campo para agricultores familiares
Descrição: O objetivo deste projeto é formar Agentes de Desenvolvimento nas comunidades rurais selecionadas nos municípios de Juazeiro-Bahia e Petrolina-Pernambuco para, através da extensão rural como processo educativo, contribuir para a reflexão da população rural escolhida sobre os seus interesses, a cultura, a política e a convivência com o semi-árido, construindo com ela um espaço de troca de conhecimentos e tecnologias na direção do desenvolvimento sustentável, o que vai exigir dos atores envolvidos a desdogmatização de paradigmas e a construção de espaços de convívio que facilitem o enfrentamento das adversidades vividas pelas populações locais. A metodologia de ação proposta tem caráter educativo, baseado nas competências da alfabetização científica e com ênfase na pedagogia da prática, promovendo a geração e a apropriação coletiva de conhecimentos, a construção de processos de desenvolvimento sustentável e a adaptação e adoção de tecnologias voltadas para a formação de agricultores familiares sustentáveis, onde o ponto de partida será sempre a realidade e os saberes locais. A sua execução será feita por docentes e discentes dos cursos de ciências sociais, psicologia, ciência da computação, agronomia e direito das instituições públicas de ensino superior Universidade Federal do Vale do São Francisco, Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Sertão Pernambucano e Universidade do Estado da Bahia, cujo papel fundamental é promover uma relação dialética e dialógica com os Agentes de Desenvolvimento durante a sua formação, a partir da problematização de fatos concretos. Para tanto, será oferecida uma formação básica em humanidades aliada a práticas de campo como estratégias para a construção de uma visão clara da realidade e um instrumental tecnológico que possibilite às comunidades envolvidas responder ativamente às suas próprias demandas e melhorar a sua qualidade de vida..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (6) .
Integrantes: Erbs Cintra de Souza Gomes - Integrante / Flávia Cartaxo Ramalho Vilar - Integrante / Marcelo Henrique Pereira dos Santos - Coordenador / Luciana Souza de Oliveira - Integrante / Gleide Isnaia Coimbra Silva Mello - Integrante / Maria de Fátima de Souza Palitot - Integrante / Maria Claudia Soares Cruz Coelho - Integrante / Adriane Luciana da Silva - Integrante / Susan Edith Marcos Bernal - Integrante / Sandra Oliveira de Souza - Integrante / Rosemary Barbosa de Melo - Integrante / Marcelo Campos Pereira - Integrante / Arsênio Pessoa de Melo Junior - Integrante / Antonio Manoel Rodrigues dos Santos - Integrante / Lucia Marisy Souza Ribeiro de Oliveira - Integrante / Paulo Roberto Ramos - Integrante / Luciana Duccini - Integrante / Vanderlei Carvalho de Souza - Integrante / Jose Hermógenes de Moura - Integrante / Luzania Barreto Rodrigues - Integrante / Afonso Henrique Novaes Menezes - Integrante / Eliane Pozzebon - Integrante / Julio José Torres dos Santos - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro / Universidade Federal do Vale do São Francisco - Cooperação / Universidade do Estado da Bahia - Cooperação / Instituto Federal do Sertão Pernambucano - Cooperação.


Outros Projetos


2018 - Atual
Teoria da Multidimensionalidade Curricular na construção do itinerário formativo para a Educação Profissional e Tecnológica no Brasil
Descrição: Projeto de Pós-Doutoramento: A trajetória histórica da educação profissionalizante no Brasil tem sido em grande medida, a história da aplicação de modelos internacionais minimamente adaptados à complexidade emanada de nossa sociedade. Da mesma forma, a construção da educação profissional nacional foi permeada por recorrentes desafios que permitiram sucessos e insucessos, uma vez que tais modelos sempre se apresentaram insuficientes ou limitados para contemplar as características particulares de nossa sociedade. Notadamente, podem-se destacar fases variadas nas quais figuraram os modelos educacionais Francês, Inglês e mesmo o modelo Alemão, enquanto referências para a orientação da educação nacional. Descontextualizados, os modelos internacionais replicados no Brasil apresentaram falhas quando em contato com a nossa realidade, o que motivou, sobretudo ao longo do século XX, uma reflexão coletiva acerca das diretrizes e dos padrões que balizavam a educação nacional, tendo sido esta reflexão ampla, incluindo vários segmentos sociais e institucionais. A partir desse contexto reflexivo, presenciou-se uma notável melhoria da educação profissional e tecnológica, sobretudo do ponto de vista institucional com a regulamentação e implantação consolidada de Instituições Públicas voltadas exclusivamente para a formação em nível técnico e tecnológico. Assim sendo, embora se possam arrolar notórios avanços na estruturação do nível profissionalizante de ensino, findou-se o século XX e iniciou-se o seguinte sem que, contudo, fosse adotado um modelo genuíno para a gestão educacional profissionalizante do Brasil, que em sua autenticidade, fosse capaz de estruturar a complexidade da educação de modo a dar provimento aos caracteres que subjazem da heterogeneidade socioeconômica nacional, bem como da necessidade inconteste de formação dinâmica e interdisciplinar que consolidariam uma nova estrutura de currículo institucional, favorecendo a reconstrução e o reconhecimento de um ambiente coletivo, participativo, integrador, valorativo e que, por sua vez, funda-se na razão promotora para a Teoria da Emancipação. O projeto ora apresentado ?TEORIA DA MULTIDIMENSIONALIDADE...? propõe uma nova concepção curricular acerca do processo formativo profissional. Expõe-se aqui, portanto, os preceitos básicos pelos quais se indica uma estrutura conceptiva e organizacional através da qual a formação profissionalizante ocorrerá de forma não apenas interdisciplinar e complexa, mas, principalmente, ampliando o conceito inicial de interdisciplinaridade dentro da teoria da complexidade, de forma a fundamentar a teoria da Emancipação enquanto instrumento axiológico multidimensional dos seres e saberes. A partir dessa nova concepção de estruturação curricular, não apenas os conteúdos e as disciplinas, além dos conceitos e fenômenos teriam rompido as suas barreiras do diálogo que visa à construção do conhecimento. A nova concepção de currículo consolidaria a construção de um ambiente valorativo, cuja flexibilidade curricular representaria a construção de itinerários formativos dinâmicos, rompendo com o velho paradigma da formação unidirecionada e proporcionando uma ruptura com os modelos positivistas limitadores. Neste sentido, a valorização do itinerário e ampliação das possibilidades de formação, funda-se numa nova razão, aberta, dinâmica e que consolidará os ideais de emancipação do ser ao longo da sua trajetória de formação. Esta teoria de construção de um ambiente multidimensional do currículo escolar traz o arrojo em seu bojo de concepção, uma vez que rompe com as limitadas compreensões do currículo da educação profissionalizante no Brasil, as quais minimizam a necessidade de integrar o ensino técnico ao ensino superior..
Situação: Em andamento; Natureza: Outra.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) Doutorado: (1) .
Integrantes: Erbs Cintra de Souza Gomes - Coordenador / Maria Inez da Silva de Souza Carvalho - Integrante.


Membro de corpo editorial


2010 - Atual
Periódico: Revista Semiárido De Visu


Revisor de periódico


2009 - Atual
Periódico: Semiarido de Visu
2016 - Atual
Periódico: Journal of Bioenergy and Food Science
2016 - Atual
Periódico: Journal of Bioenergy and Food Science
2018 - Atual
Periódico: SCIENTIA AGRARIA PARANAENSIS


Revisor de projeto de fomento


2016 - Atual
Agência de fomento: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico
2015 - Atual
Agência de fomento: Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Agrárias / Área: Agronomia.
2.
Grande área: Ciências Agrárias / Área: Agronomia / Subárea: Fitossanidade/Especialidade: Fitopatologia.
3.
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Direito.
4.
Grande área: Ciências Agrárias / Área: Agronomia / Subárea: Agroecologia/Especialidade: Agroecologia.
5.
Grande área: Ciências Agrárias / Área: Agronomia / Subárea: Fitotecnia.
6.
Grande área: Ciências Agrárias / Área: Agronomia / Subárea: Fisiologia vegetal.


Idiomas


Português
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Espanhol
Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.
Inglês
Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Razoavelmente.


Prêmios e títulos


2013
Moção de aplausos ao Câmpus Petrolina Zona Rural do IF Sertão-PE, Câmara de Municipal de Petrolina, PE.
2009
Mérito e Distinção - Defesa do Projeto de Mestrado, Centro de Ciências Agrárias / Universidade Federal da Paraíba.
2007
Melhor trabalho científico de iniciação científica na área de Ciências Agrárias no Estado de Pernambuco na XI Jornada de Inciação Científica da Facepe-PE, FACEPE/CNPq.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
FEITOSA, R. R. S.2017FEITOSA, R. R. S. ; GOMES, E. C. S. . POLÍTICAS DE IRRIGAÇÃO E ESTRUTURAÇÃO DOS PERÍMETROS IRRIGADOS DO VALE DO SÃO FRANCISCO, NORDESTE DO BRASIL. SODEBRÁS, v. 12, p. 31-36, 2017.

2.
GRANJA, J. S.2015GRANJA, J. S. ; GOMES, E. C. S. ; CAVALCANTI, L. S. . EFEITO DE EXTRATOS DE Allamanda blanchetti NO CONTROLE DE Alternaria brassicicola EM MUDAS DE COUVE-MANTEIGA. Revista Caatinga (Online), v. 28, p. 36-46, 2015.

3.
PINTO, K. M. S.2012PINTO, K. M. S. ; NASCIMENTO, L. C. ; GOMES, E. C. S. ; SILVA, H.F. ; MIRANDA, J. R. . Efficiency of resistance elicitors in the management of grapevine downy mildew Plasmopara viticola: epidemiological, biochemical and economic aspects. European Journal of Plant Pathology, v. 134, p. 745-754, 2012.

4.
LEITE, R. P.2012LEITE, R. P. ; MEDEIROS, J. G. F. ; NASCIMENTO, L. C. ; ARAUJO NETO, A. C. ; GOMES, E. C. S. ; MALTA, A. O. . Qualidade fisiológica de sementes de sabiá (Mimosa caesalpiniaefolia Benth) tratadas com extratos vegetais. Scientia Plena, v. 8, p. 47327-5, 2012.

5.
GOMES, E. C. S.2011GOMES, E. C. S.; PINTO, K. M. S. ; LEITE, R. P. ; SILVA, F. J. A. ; MIRANDA, J. R. ; NASCIMENTO, L. C. . Ocorrência de Phakopsora euvitis Ono em folhas jovens de videira. Revista Semiárido De Visu, v. 1, p. 74-77, 2011.

6.
GOMES, E. C. S.2011GOMES, E. C. S.; LEITE, R. P. ; OLIVEIRA, F. F. ; CAVALCANTI, L. S. ; NASCIMENTO, L. C. ; SILVA, S. M . Manejo do míldio e ferrugem em videira com indutores de resistência: produtividade e qualidade pós-colheita. Tropical Plant Pathology (Impresso), v. 36, p. 332-335, 2011.

7.
ALMEIDA, M. B.2011ALMEIDA, M. B. ; SOUZA, W. C. O. ; GOMES, E. C. S. ; VILAR, F. C. R. . Descrição morfológica do fruto e semente do jatobá (Hymenaea courbaril L.). Revista Semiárido De Visu, v. 01, p. 106-115, 2011.

8.
GOMES, E. C. S.2010GOMES, E. C. S.; NASCIMENTO, L. C. ; PEREZ, J. O. ; LEITE, R. P. ; SILVA, F. J. A. . Métodos de inoculação de Phakopsora euvitis Ono em Vitis labrusca L.. Ciência Rural (UFSM. Impresso), v. 40, p. 983-985, 2010.

9.
GOMES, E. C. S.2010GOMES, E. C. S.; GONDIM, P. J. S. ; SANTOS, M. F. G. ; NASCIMENTO, L. C. ; BATISTA, J. L. ; SILVA, S. M . PODRIDÃO PEDUNCULAR E ASPECTOS DE QUALIDADE DE MANGA ?TOMMY ATKINS? DO MERCADO ATACADISTA DE CAMPINA GRANDE-PB. Revista Brasileira de Fruticultura (Impresso), v. 32, p. 1267-271, 2010.

10.
GOMES, E. C. S.2009GOMES, E. C. S.; PEREZ, J. O. ; BARBOSA, J. . Resistência Induzida como Componente do Manejo de Doenças da Videira. Engenharia Ambiental (UNIPINHAL. Impresso), v. 6, p. 114-120, 2009.

11.
GOMES, E. C. S.2009GOMES, E. C. S.; PINTO, K. M. S. ; SOUZA, A. E. F ; SOUZA, Eliziete Pereira ; LEITE, R. P. ; NASCIMENTO, L. C. ; MENDONÇA, R. M. N. . Incidencia de Fusariose em Frutos de Abacaxi 'Gold'. Engenharia Ambiental (Online), v. 6, p. 755-759, 2009.

12.
GOMES, E. C. S.2009GOMES, E. C. S.; MIRANDA, J. R. ; PINTO, K. M. S. ; LEITE, R. P. ; NASCIMENTO, L. C. . Infestacao de Psilideo em Goiabeira 'Paluma'. Engenharia Ambiental (Online), v. 6, p. 751-754, 2009.

13.
GOMES, E. C. S.2009GOMES, E. C. S.; GONDIM, P. J. S. ; SANTOS, M. F. G. ; BATISTA, J. L. ; NASCIMENTO, L. C. . Argila caulinítica no controle de Ceratitis capitata (Wied., 1824) (Diptera, Tephritidae). Boletín de Sanidad Vegetal. Plagas, v. 35, p. 645-648, 2009.

14.
GOMES, E. C. S.2008GOMES, E. C. S.; BARBOSA, J. ; RIBEIRO, W. S. ; MARQUES, M. A. D. ; PEREZ, J. O. ; FREIRE, J. L. O. ; LIMA, A. N. . Utilização do bioestimulante Ecolife na indução de florada em manga (Mangifera indica L.) ?Tommy Atkins? no Vale do São Francisco, em Petrolina ? PE. Engenharia Ambiental (UNIPINHAL), v. 5, p. 2, 2008.

15.
GOMES, E. C. S.2008GOMES, E. C. S.; BARBOSA, J. ; VILAR, F. C. R. ; PEREZ, J. O. ; RAMALHO, R. C. ; FREIRE, J. L. O. ; LIMA, A. N. ; DIAS, T. J. . Plantas da Caatinga de uso terapêutico: Levantamento Etnobotânico. Engenharia Ambiental (UNIPINHAL), v. 5, p. 2, 2008.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
GOMES, E. C. S.; GAMA, J. B. ; ARAÚJO, C.A.S. ; NASCIMENTO, L. C. ; MAIA, L.D.M. ; SILVA, E.C.V. ; ARAÚJO, W. B. C. . Boletim informativo 01/2010 - Batata-doce Biofortificada - ISBN: 9788560849307. 1. ed. Petrolina: Franciscana, 2010. v. 200. 21p .

Capítulos de livros publicados
1.
GOMES, E. C. S.; SILVA, F. A. ; COSTA, J. K. ; FERREIRA, A. C. M. ; RAMOS, Z. M. X. . ÉTICA E CORRUPÇÃO: PERCEPÇÃO DOS ACADÊMICOS DO CURSO DE DIREITO E SUAS IMPLICAÇÕES PARA A SOCIEDADE BRASILEIRA. In: Zélia Maria Xavier Ramos. (Org.). Chá Filosófico: 4º e 5º ciclos. 2ed.: , 2017, v. , p. 385-432.

2.
GOMES, E. C. S.; PINTO, K. M. S. ; MIRANDA, J. R. . Fotossíntese: da formação do conhecimento ao aparato fotossintético. In: Napoleão Esberar de Macêdo Beltrão; Erbs Cintra de Souza Gomes. (Org.). Manejo de Culturas. 1ed.Areia: , 2009, v. 1, p. 206-208.

3.
MIRANDA, J. R. ; GOMES, E. C. S. ; PINTO, K. M. S. . Plantas daninhas na cultura da videira. In: Napoleão Esberar de Macêdo Beltrão; Erbs Cintra de Souza Gomes. (Org.). Manejo de Culturas. 1ed.Areia: , 2009, v. 1, p. 205-208.

4.
PINTO, K. M. S. ; GOMES, E. C. S. ; MIRANDA, J. R. . Controle químico de plantas daninhas aplicado a cultura da cana-de-açúcar. In: Napoleão Esberar de Macêdo Beltrão; Erbs Cintra de Souza Gomes. (Org.). Manejo de Culturas. 1ed.Areia: , 2009, v. 1, p. 207-208.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
BARROS, P.N. ; SANTANA, C.V.S. ; MAIA, L.D.M. ; GOMES, E. C. S. ; NASCIMENTO, L. C. . MATURAÇÃO NA PLANTA E PÓS-COLHEITA DE UVAS ?ISABEL? TRATADAS COM ELICITORES. In: V CONGRESSO NORTE-NORDESTE DE PESQUISA E INOVAÇÃO, 2010, Maceió. Anais do V Congresso Norte-Nordeste de Pesquisa e Inovação, 2010. v. V.

2.
ALMEIDA, M. B. ; Wilza Carla Oliveira de Souza ; GOMES, E. C. S. ; VILAR, F. C. R. ; BARROSO, P.A. . MORFOLOGIA DE FRUTOS EXÓTICOS COM POTENCIAL ECONÔMICO PARA REGIÃO SEMIÁRIDA BRASILEIRA. In: V CONGRESSO NORTE-NORDESTE DE PESQUISA E INOVAÇÃO, 2010, Maceió. Anais do V Congresso Norte-Nordeste de Pesquisa e Inovação, 2010. v. V.

3.
COELHO, M.I.S. ; NASCIMENTO, C.R.P. ; COELHO, M.C.S.C. ; GOMES, E. C. S. ; LIMA, M.S. . AVALIAÇÃO SENSORIAL DE DOCES DE BATATAS-DOCES BIOFORTIFICADAS. In: V CONGRESSO NORTE-NORDESTE DE PESQUISA E INOVAÇÃO, 2010, Maceió. Anais do V Congresso Norte-Nordeste de Pesquisa e Inovação, 2010. v. V.

4.
BARROS, P.N. ; LIMA, J. S. ; Wilza Carla Oliveira de Souza ; GOMES, E. C. S. ; PEREZ, J. O. . ATIVIDADE ANTIMICROBIANA DE EXTRATOS DE PLANTAS DA CAATINGA SOBRE Fusicoccum sp.. In: V CONGRESSO NORTE-NORDESTE DE PESQUISA E INOVAÇÃO, 2010, Maceió. Anais do V Congresso Norte-Nordeste de Pesquisa e Inovação, 2010. v. V.

5.
BARROS, P.N. ; Wilza Carla Oliveira de Souza ; MAIA, L.D.M. ; SANTOS Jr., G.P. ; CAVALCANTI, L. S. ; GOMES, E. C. S. . ASPECTOS DE QUALIDADE DE MANGA 'TOMMY ATKINS' DO MERCADO ATACADISTA DE JUAZEIRO-BA. In: V CONGRESSO NORTE-NORDESTE DE PESQUISA E INOVAÇÃO, 2010, Maceió. Anais do V Congresso Norte-Nordeste de Pesquisa e Inovação, 2010. v. V.

6.
GOMES, E. C. S.; LEITE, R. P. ; SILVA, F. J. A. ; SANTANA, C.V.S. ; MAIA, L.D.M. ; NASCIMENTO, L. C. . RESPOSTAS DE DEFESA DE VIDEIRA ?ISABEL? (Vitis labrusca L.) NO MANEJO DE Plasmopara viticola. In: V CONGRESSO NORTE-NORDESTE DE PESQUISA E INOVAÇÃO, 2010, Maceió. Anais do V Congresso Norte-Nordeste de Pesquisa e Inovação, 2010. v. V.

7.
GOMES, E. C. S.; LEITE, R. P. ; SILVA, F. J. A. ; SANTANA, C.V.S. ; SILVA, E.C.V. ; NASCIMENTO, L. C. . INDUÇÃO DE RESISTÊNCIA EM VIDEIRA ?ISABEL? (Vitis labrusca L.) NO MANEJO DA FERRUGEM DA VIDEIRA. In: V CONGRESSO NORTE-NORDESTE DE PESQUISA E INOVAÇÃO, 2010, Maceió. Anais do V Congresso Norte-Nordeste de Pesquisa e Inovação, 2010. v. V.

8.
Wilza Carla Oliveira de Souza ; BARROS, P.N. ; SILVA, E.C.V. ; VILAR, F. C. R. ; PEREZ, J. O. ; GOMES, E. C. S. . CARACTERIZAÇÃO DAS PERDAS DE MANGA 'TOMMY ATKINS' NO MERCADO ATACADISTA DE JUAZEIRO-BA. In: V CONGRESSO NORTE-NORDESTE DE PESQUISA E INOVAÇÃO, 2010, Maceió. Anais do V Congresso Norte-Nordeste de Pesquisa e Inovação, 2010. v. V.

9.
LIMA, J. S. ; COSTA, M. F. S. ; WALFREDO, L.S. ; NASCIMENTO, S.S. ; GAMA, J. B. ; GOMES, E. C. S. . QUALIDADE DE BETERRABA PRODUZIDAS EM SISTEMA ORGÂNICO E CONVENCIONAL NO VALE DO SÃO FRANCISCO. In: V CONGRESSO NORTE-NORDESTE DE PESQUISA E INOVAÇÃO, 2010, Maceió. Anais do V Congresso Norte-Nordeste de Pesquisa e Inovação, 2010. v. V.

10.
BARROS, P.N. ; SANTOS Jr., G.P. ; NASCIMENTO, R.O. ; ARAÚJO, W. B. C. ; ARAÚJO, C.A.S. ; GAMA, J. B. ; GOMES, E. C. S. . ASPECTOS DE QUALIDADE DE CENOURAS ?BRASÍLIA? CULTIVADAS. In: V CONGRESSO NORTE-NORDESTE DE PESQUISA E INOVAÇÃO, 2010, Maceió. Anais do V Congresso Norte-Nordeste de Pesquisa e Inovação, 2010. v. V.

11.
GOMES, E. C. S.; MARQUES, M. A. D. ; PEREZ, J. O. ; SANTOS, A. E. O ; NASCIMENTO, E. F. . ECOLIFE COMO COADJUVANTE NA INDUÇÃO DE FLORADA NA CULTURA DA MANGUEIRA cv KENT. In: III Congresso de Pesquisa e Inovação da Rede Norte Nordeste de Educação Tecnológica, 2008, Fortaleza - CE. III Congresso de Pesquisa e Inovação da Rede Norte Nordeste de Educação Tecnológica. Fortaleza: CEFET - CE, 2008. v. 3.

12.
GOMES, E. C. S.; BARBOSA, J. ; VILAR, F. C. R. ; PEREZ, J. O. ; RAMALHO, R. C. . Plantas da caatinga de uso terapêutico: Levantamento etnobotânico.. In: II Congresso de Pesquisa e Inovação da Rede Norte Nordeste de Educação Tecnológica, 2007, João Pessoa - PB. Anais do II Congresso de Pesquisa e Inovação da Rede Norte Nordeste de Educação Tecnológica. João Pessoa - PB: Redenet, 2007.

13.
GOMES, E. C. S.; BARBOSA, J. ; RIBEIRO, W. S. ; PEREZ, J. O. ; DANTAS, K. C. ; PISA, J. L. . Utilização do bioestimulante ecolife40 na indução de florada em manga ?Tommy Atkins? no Vale do São Francisco. In: II Congresso de Pesquisa e Inovação da Rede Norte Nordeste de Educação Tecnológica., 2007, João Pessoa - PB. Anais do II Congresso de Pesquisa e Inovação da Rede Norte Nordeste de Educação Tecnológica., 2007.

14.
GOMES, E. C. S.; PEREZ, J. O. ; BARBOSA, J. ; NASCIMENTO, E. F. ; AGUIAR, I. F. . Efeito de indutores de resistência na proteção de uva ?Itália? e uva de vinho ?Cabernet Sauvignon? contra o oídio e o míldio no Vale do São Francisco. In: II Congresso de Pesquisa e Inovação da Rede Norte Nordeste de Educação Tecnológica., 2007, João Pessoa - PB. Anais do II Congresso de Pesquisa e Inovação da Rede Norte Nordeste de Educação Tecnológica., 2007.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
FARFAN, S. A. J. ; ARAUJO, C. A. S. ; OLIVEIRA, F. F. ; GOMES, E. C. S. ; SANTOS, A. M. R. ; BARBOSA, C. A. . O ensino da agroecologia na formação técnica e superior no semiárido brasileiro. In: IX CONGRESSO BRASILEIRO DE AGROECOLOGIA, 2015, Belém, PA. RESUMOS DO IX CONGRESSO BRASILEIRO DE AGROECOLOGIA, 2015. v. 10.

2.
BARROS, P.N. ; Wilza Carla Oliveira de Souza ; PEREZ, J. O. ; LIMA, J. S. ; ALMEIDA, M. B. ; GOMES, E. C. S. . Atividade antimicrobiana de extratos de plantas da caatinga a Fusiccocum sp.. In: XXI Congresso Brasileiro de Fruticultura, 2010, Natal. XXI Congresso Brasileiro de Fruticultura, 2010.

3.
LEITE, R. P. ; NASCIMENTO, L. C. ; GOMES, E. C. S. ; PINTO, K. M. S. ; SILVA, F. J. A. ; SILVA, R. S. . Controle de doenças e produtividade de videiras 'Isabel' (Vitis labrusca L.) com a utilização de indutores de resistência. In: XXI Congresso Brasileiro de Fruticultura, 2010, Natal. XXI Congresso Brasileiro de Fruticultura, 2010.

4.
LEITE, R. P. ; NASCIMENTO, L. C. ; GOMES, E. C. S. ; PINTO, K. M. S. ; SILVA, F. J. A. . Manejo agroecológico de doenças da videira (Vitis labrusca L.) através da resistência induzida. In: XXI Congresso Brasileiro de Fruticultura, 2010, Natal. XXI Congresso Brasileiro de Fruticultura, 2010.

5.
Wilza Carla Oliveira de Souza ; BARROSO, P.A. ; GOMES, E. C. S. ; ALMEIDA, M. B. ; BARROS, P.N. . Caracterização das perdas de manga 'Tommy atkins' no mercado atacadista de Juazeiro-BA. In: XXI Congresso Brasileiro de Fruticultura, 2010, Natal. XXI Congresso Brasileiro de Fruticultura, 2010.

6.
LIMA, J. S. ; GOMES, E. C. S. ; PEREZ, J. O. ; NASCIMENTO, E. F. ; BARROS, P.N. ; FERREIRA, C.S . Qualidade pós-colheita de frutos de mamoeiro (Carica Papaya L.). In: XXI Congresso Brasileiro de Fruticultura, 2010, Natal. XXI Congresso Brasileiro de Fruticultura. Natal, 2010.

7.
SOUZA, Eliziete Pereira ; GOMES, E. C. S. ; SILVA, S. M ; MENDONÇA, R. M. N. ; NASCIMENTO, L. C. ; ALVES, Samara Sibele Vieira ; FERREIRA, Leonardo Elias . Caracterizacao quimica de abacaxi perola tratados com fosfito de potassio. In: XI Seminario Brasileiro de Producao Integrada de Frutas, 2009, Petrolina. XI Seminario Brasileiro de Producao Integrada de Frutas, 2009. v. XI.

8.
SOUZA, Eliziete Pereira ; GOMES, E. C. S. ; SILVA, S. M ; MENDONÇA, R. M. N. ; NASCIMENTO, L. C. ; FERREIRA, Leonardo Elias ; ALVES, Samara Sibele Vieira . Caracterizacao quimica de abacaxi perola tratados com silicatos. In: XI Seminario Brasileiro de Producao Integrada de Frutas, 2009, Petrolina. XI Seminario Brasileiro de Producao Integrada de Frutas, 2009. v. 11.

9.
LEITE, R. P. ; GOMES, E. C. S. ; NASCIMENTO, L. C. ; PEREZ, J. O. ; SILVA, F. J. A. ; SILVA, R. S. . QUALIDADE PÓS-COLHEITA DE MANGA ?Tommy atkins? SUBMETIDAS A APLICAÇÃO DE ECOLIFE. In: Simpósio de Agroecologia dos Sertões, 2008, Catolé do Rocha. Anais Simpósio de Agroecologia dos Sertões, 2008. v. II.

10.
LEITE, R. P. ; GOMES, E. C. S. ; PEREZ, J. O. ; NASCIMENTO, L. C. ; SILVA, F. J. A. ; SILVA, R. S. . PRODUTIVIDADE DE PLANTAS DE MANGUEIRA (Mangifera indica L.) SUBMETIDAS AO TRATAMENTO COM BIOESTIMULANTE ECOLIFE. In: Simpósio de Agroecologia dos Sertões, 2008, Catolé do Rocha. Anais Simpósio de Agroecologia dos Sertões, 2008.

11.
GOMES, E. C. S.; LEITE, R. P. ; NASCIMENTO, L. C. ; PEREZ, J. O. ; SILVA, F. J. A. ; RODRIGUES, E. A. . CONTROLE DO MILDIO DA VIDEIRA (Plasmopara viticola) ATRAVÉS DA RESISTÊNCIA INDUZIDA NO MUNICÍPIO DE NATUBA, PARAÍBA. In: Simpósio de Agroecologia dos Sertões, 2008, Catolé do Rocha. Anais Simpósio de Agroecologia dos Sertões, 2008. v. II.

12.
GOMES, E. C. S.; BARBOSA, J. ; PEREZ, J. O. ; LEITE, R. P. . RESISTÊNCIA INDUZIDA COMO COMPONENTE DO MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS DA VIDEIRA NO VALE DO SÃO FRANCISCO. In: Simpósio de Agroecologia dos Sertões, 2008, Catolé do Rocha. Anais Simpósio de Agroecologia dos Sertões, 2008.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
BARROS, P.N. ; Wilza Carla Oliveira de Souza ; Fonseca, C.L. ; MAIA, L.D.M. ; GOMES, E. C. S. . Podridão Peduncular em Manga "TOMMY ATKINS" Procedentes do Mercado Atacadista de Juazeiro - BA. In: XLIV Congresso Brasileiro de Fitopatologia, 2011, Bento Goncalves. Anais do XLIV Congresso Brasileiro de Fitopatologia, 2011. v. 36. p. 707-707.

2.
OLIVEIRA, F.J.M ; OLIVEIRA, I.G. ; LIMA, A.L.B. ; GOMES, E. C. S. ; CRUZ, C.A. ; MEDEIROS, D.C. . Influência de indutor de resistência natural sobre acidez titulável em manga (Mangifera indica). In: XII Congresso Brasileiro de Fisiologia Vegetal, 2009, Fortaleza, CE. Anais do XII Congresso Brasileiro de Fisiologia Vegetal, 2009. v. 12.

3.
SILVA, R. S. ; GOMES, E. C. S. ; SILVA, S. M ; NASCIMENTO, L. C. ; LEITE, R. P. . Qualidade pós-colheita de uvas ‘Isabel’ submetidas a diferentes tratamentos elicitores. In: XII Congresso Brasileiro de Fisiologia Vegetal, 2009, Fortaleza, CE. Anais do XII Congresso Brasileiro de Fisiologia Vegetal, 2009. v. 12.

4.
SILVA, R. S. ; GOMES, E. C. S. ; SILVA, S. M ; NASCIMENTO, L. C. ; LEITE, R. P. . Características de rendimento de uvas ‘Isabel’ submetidas a diferentes tratamentos elicitores. In: XII Congresso Brasileiro de Fisiologia Vegetal, 2009, Fortaleza, CE. Anais do XII Congresso Brasileiro de Fisiologia Vegetal, 2009. v. 12.

5.
LEITE, R. P. ; GOMES, E. C. S. ; PINTO, K. M. S. ; NASCIMENTO, L. C. ; SILVA, F. J. A. ; MIRANDA, J. R. . Indução de resistência a Plasmopara viticola em Vitis labrusca. In: XLII Congresso Brasileiro de Fitopatologia, 2009, Rio de Janeiro. Tropical Plant Pathology (Impresso). São Paulo: TecART, 2009. v. 34. p. S40-S40.

6.
LEITE, R. P. ; GOMES, E. C. S. ; PINTO, K. M. S. ; NASCIMENTO, L. C. ; SILVA, F. J. A. ; MIRANDA, J. R. . Ineficiência de Saccharomyces cereviseae e fosfito de potássio no controle de Phakopsora euvitis. In: XLII Congresso Brasileiro de Fitopatologia, 2009, Rio de Janeiro. Tropical Plant Pathology (Impresso). São Paulo: TecART, 2009. v. 34. p. S40-S40.

7.
SOUZA, A. E. F ; NASCIMENTO, L. C. ; SANTOS, L.A.L ; ARAUJO, E. ; SOUTO, F. M. ; GOMES, E. C. S. ; LOPES, E.B . Ocorrência de doenças em Palma forrageira (Opuntia ficus indica) no semi árido paraibano. In: XLII Congresso Brasileiro de Fitopatologia, 2009, Rio de Janeiro. Tropical Plant Pathology (Impresso). São Paulo: TecART, 2009. v. 34. p. S135-S135.

8.
GOMES, E. C. S.; NASCIMENTO, L. C. ; PEREZ, J. O. ; LEITE, R. P. ; SILVA, F. J. A. . Indutores de resistência no controle do mildio da videira e na qualidade pós-colheita de uvas 'Isabel'. In: XLII Congresso Brasileiro de Fitopatologia, 2009, Rio de Janeiro. Tropical Plant Pathology (Impresso). São Paulo: TecART, 2009. v. 34. p. S143-S143.

9.
GOMES, E. C. S.; NASCIMENTO, L. C. ; PEREZ, J. O. ; LEITE, R. P. ; SILVA, F. J. A. ; SOUZA, A. E. F . Ocorrência de ferrugem da videira no estado da Paraiba, Brasil. In: XLII Congresso Brasileiro de Fitopatologia, 2009, Rio de Janeiro. Tropical Plant Pathology (Impresso). São Paulo: TecART, 2009. v. 34. p. S152-S152.

10.
PINTO, K. M. S. ; GOMES, E. C. S. ; LEITE, R. P. ; MIRANDA, J. R. ; NASCIMENTO, L. C. . Incidência de fusariose (Fusarium subglutinas) em frutos de abacaxi MD2 em condições de pós-colheita. In: XLII Congresso Brasileiro de Fitopatologia, 2009, Rio de Janeiro. Tropical Plant Pathology (Impresso). São Paulo: TecART, 2009. v. 34. p. S221-S221.

11.
PINTO, K. M. S. ; GOMES, E. C. S. ; LEITE, R. P. ; MIRANDA, J. R. ; NASCIMENTO, L. C. . Ocorrência de ferrugem em folhas jovens de videira. In: XLII Congresso Brasileiro de Fitopatologia, 2009, Rio de Janeiro. Tropical Plant Pathology (Impresso). São Paulo: TecART, 2009. v. 34. p. S174-s174.

12.
SOUZA, A. E. F ; ARAUJO, E. ; NASCIMENTO, L. C. ; SOUTO, F. M. ; GOMES, E. C. S. . Atividade antifúngica de extratos vegetais sobre o crescimento micelial e germinação de espóros de Fusarium proliferatum. In: XLI Annual Meeting of the Brazilian Phytopatological Society, 2008, Belo Horizonte. XLI CONGRESSO BRASILEIRO DE FITOPATOLOGIA. Lavras: INDI Gráfica Editora Ltda., 2008. v. 33. p. S117-S117.

13.
COUTINHO, O. L. ; SILVA, V. ; NASCIMENTO, L. C. ; GOMES, E. C. S. . Efeito de produtos naturais sobre a qualidade sanitária de sementes de sucupira (Bowdichia virgilioides). In: XLI ANNUAL MEETING OF THE BRAZILIAN PHYTOPATHOLOGICAL SOCIETY, 2008, Belo Horizonte. XLI CONGRESSO BRASILEIRO DE FITOPATOLOGIA. Lavras: INDI Gráfica Editora Ltda., 2008. v. 33. p. S125-S125.

14.
LACERDA, R. O. R. ; BRITO, N. M. ; NASCIMENTO, L. C. ; ARAUJO, E. ; GOMES, E. C. S. ; SOUTO, F. M. . Fungos associados às sementes de barriguda (Chorisia speciosa) provenientes de Areia, PB. In: XLIANNUAL MEETING OF THE BRAZILIAN PHYTOPATOLOGICAL SOCIETY, 2008, Belo Horizionte. XLI CONGRESSO BRASILEIRO DE FITOPATOLOGIA. Lavras: INDI Gráfica Editora Ltda., 2008. v. 33. p. S280-S280.

15.
SILVA, F. J. A. ; NASCIMENTO, L. C. ; GOMES, E. C. S. ; LEITE, R. P. ; RODRIGUES, E. A. . Avaliação dos teores de massa fresca e seca em folhas de videira tratadas com indutores de resistência. In: Encontro de Iniciação Científica da UFPB, 2008, Bananeiras. XVI Encontro de Iniciação Científica da UFPB. João Pessoa: Editora Universitária/UFPB, 2008. v. 16.

16.
GOMES, E. C. S.; PEREZ, J. O. ; BARBOSA, J. ; CAVALCANTI, L. S. ; MOREIRA, A. N. ; AGUIAR, I. F. . Eficácia de indutores de resistência na proteção de uva Itália contra Uncinula necator no Vale do São Francisco. In: XL CONGRESSO BRASILEIRO DE FITOPATOLOGIA, 2007, Maringá - PR. Anais do XL Congresso Brasileiro de Fitopatologia. Lavras - MG, 2007. v. 32. p. 256-257.

17.
GOMES, E. C. S.; PEREZ, J. O. ; BARBOSA, J. ; NASCIMENTO, E. F. ; MOREIRA, A. N. ; CAVALCANTI, L. S. ; AGUIAR, I. F. . Avaliação de indutores de resistência no controle do oídio e míldio na uva de vinho Cabernet Sauvignon. In: XL CONGRESSO BRASILEIRO DE FITOPATOLOGIA, 2007, Maringá - PR. Anais do XL Congresso Brasileiro de Fitopatologia. Lavras - MG: Fitopatologia Brasileira, 2007. v. 32. p. 257-257.

18.
GOMES, E. C. S.; PEREZ, J. O. . Utilização da Resistência Induzida no manejo de doenças na cultura da videira no Vale do São Francisco. In: XI Jornada de Iniciação Científica PIBIC/FACEPE/CNPq, 2007, Recife. XI Jornada de Iniciação Científica. Recife: Editora Universitária UFPE, 2007. v. 11.

Apresentações de Trabalho
1.
Wilza Carla Oliveira de Souza ; BARROSO, P.A. ; GOMES, E. C. S. ; ALMEIDA, M. B. ; BARROS, P.N. . Caracterização das perdas de manga 'Tommy atkins' no mercado atacadista de Juazeiro-BA. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

2.
BARROS, P.N. ; Wilza Carla Oliveira de Souza ; PEREZ, J. O. ; LIMA, J. S. ; ALMEIDA, M. B. ; GOMES, E. C. S. . Atividade antimicrobiana de extratos de plantas da caatinga a Fusiccocum sp.. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

3.
LEITE, R. P. ; NASCIMENTO, L. C. ; GOMES, E. C. S. ; PINTO, K. M. S. ; SILVA, F. J. A. ; SILVA, R. S. . Controle de doenças e produtividade de videiras 'Isabel' (Vitis labrusca L.) com a utilização de indutores de resistência. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

4.
LEITE, R. P. ; NASCIMENTO, L. C. ; GOMES, E. C. S. ; PINTO, K. M. S. ; SILVA, F. J. A. . Manejo agroecológico de doenças da videira (Vitis labrusca L.) através da resistência induzida. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

5.
LEITE, R. P. ; GOMES, E. C. S. ; PEREZ, J. O. ; NASCIMENTO, L. C. ; SILVA, F. J. A. ; SILVA, R. S. . Qualidade Pós-Colheita de Manga. 2008. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

6.
GOMES, E. C. S.; LEITE, R. P. ; NASCIMENTO, L. C. ; PEREZ, J. O. ; SILVA, F. J. A. ; RODRIGUES, E. A. . Controle do Mildio da Videira (Plasmopara viticola) Através da Resistência Induzida no município de Natuba, Paraíba. 2008. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

7.
LEITE, R. P. ; GOMES, E. C. S. ; PEREZ, J. O. ; NASCIMENTO, L. C. ; SILVA, F. J. A. ; SILVA, R. S. . Produtividade de Plantas de Mangueira (mangifera indica L.) Submetidas ao Tratamento com Bioestimulante Ecolife. 2008. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

8.
GOMES, E. C. S.; BARBOSA, J. ; PEREZ, J. O. ; LEITE, R. P. . Resistência Induzida como Componente do Manejo de Doenças da Videira no Vale do São Francisco. 2008. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

9.
CARDOSO, J. M. S. ; PEREZ, J. O. ; NASCIMENTO, E. F. ; GOMES, E. C. S. ; MARQUES, M. A. D. . Levantamento de Fitopatógenos em BAnaneiras no Vale do São Francisco. 2008. (Apresentação de Trabalho/Outra).

10.
GOMES, E. C. S.; PEREZ, J. O. . Utilização da resistência induzida como componente do manejo de doenças na cultura da videira no Vale do São Francisco. 2007. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

11.
GOMES, E. C. S.; PEREZ, J. O. . Principais doenças da videira no Vale do São Francisco. 2007. (Apresentação de Trabalho/Outra).

12.
GOMES, E. C. S.; MOREIRA, A. N. . Principais pragas da cultura do cajú. 2007. (Apresentação de Trabalho/Outra).

13.
GOMES, E. C. S.; PEREZ, J. O. . Utilização da Resistência Induzida no Manejo de Doenças na Cultura da Videira no Vale do São Francisco. 2007. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

14.
GOMES, E. C. S.; PEREZ, J. O. ; BARBOSA, J. ; NASCIMENTO, E. F. ; AGUIAR, I. F. . Efeito de indutores de resistência na proteção de uvas Itália e Cabernet sauvignon contra o oídio e míldio no Vale do São Francisco. 2007. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

15.
GOMES, E. C. S.; BARBOSA, J. ; RIBEIRO, W. S. ; PEREZ, J. O. ; DANTAS, K. C. . Utilização do bioestimulante Ecolife40 na indução de florada em manga "Tommy Atkins" no Vale do São Francisco. 2007. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

16.
GOMES, E. C. S.; BARBOSA, J. ; VILAR, F. C. R. ; PEREZ, J. O. ; RAMALHO, R. C. . Plantas da caatinga de uso terapêutico: Levantamento etnobotânico.. 2007. (Apresentação de Trabalho/Congresso).


Produção técnica
Assessoria e consultoria
1.
GOMES, E. C. S.. Consultoria - Administração Financeira. 2009.

2.
GOMES, E. C. S.. Plano de Negócio da Empresa Agrodantas Produtos Agropecuários. 2008.

3.
GOMES, E. C. S.. Consultoria Financeira e Administrativa. 2008.

Trabalhos técnicos
Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
GOMES, E. C. S.; RODRIGUES, R. ; RIBEIRO, A. ; LINS, C. ; GUALTER, K. . A Educação Profissional e a Emancipação Humana: O que indicam as experiências. 2016. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

2.
GOMES, E. C. S.. PRODUÇÃO DE BEBIDAS com bolsa de estudo. 2011. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).


Demais tipos de produção técnica
1.
GOMES, E. C. S.; FEITOSA, R. R. S. ; Noronha Júnior, M. P. C. . Curso Preparatório para a seleção de estágio na empresa Amazon Produce Network. 2015. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

2.
GOMES, E. C. S.. Administração Financeira. 2009. .

3.
GOMES, E. C. S.; NASCIMENTO, L. C. ; LEITE, R. P. . Técnicas de cutivo orgânico. 2008. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

4.
GOMES, E. C. S.; NASCIMENTO, L. C. ; LEITE, R. P. ; SILVA, F. J. A. . Uso de indutores de resistência no manejo de doenças da videira. 2008. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

5.
GOMES, E. C. S.; NASCIMENTO, L. C. ; LEITE, R. P. . Agricultura Biológica. 2008. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

6.
GOMES, E. C. S.; NASCIMENTO, L. C. ; LEITE, R. P. . Manejo de podas da videira. 2008. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

7.
GOMES, E. C. S.; LEITE, R. P. ; SILVA, F. J. A. . Técnicas de manejo integrado da cultura da videira. 2008. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

8.
GOMES, E. C. S.; NASCIMENTO, L. C. ; LEITE, R. P. . IMplantação do pomar. 2008. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

9.
GOMES, E. C. S.; LEITE, R. P. ; SILVA, F. J. A. . MANEJO AGROECOLÓGICO NA CULTURA DA VIDEIRA. 2008. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

10.
GOMES, E. C. S.; LEITE, R. P. ; NASCIMENTO, L. C. . Iniciação à agroecologia. 2008. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

11.
GOMES, E. C. S.; LEITE, R. P. ; SILVA, F. J. A. . Uso de biofertilizantes no controle de enfermidades de plantas. 2008. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

12.
GOMES, E. C. S.; SILVA, F. J. A. ; LEITE, R. P. . Alternativas de controle de doenças da videira. 2008. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

13.
GOMES, E. C. S.. Planejamento Estratégico: Conceitos, Metodologias e Práticas. 2007. .

14.
GOMES, E. C. S.. Profissionalismo e Ética no Ambiente de Trabalho. 2007. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

15.
GOMES, E. C. S.; VILAR, F. C. R. . Cultura do coqueiro. 2007. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

16.
GOMES, E. C. S.. O Valor das relações Humanas. 2007. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

17.
GOMES, E. C. S.; PEREZ, J. O. . UTILIZAÇÃO DA RESISTENCIA INDUZIDA COMO COMPONENTE DO MANEJO DE DOENÇAS NA CULTURA DA VIDEIRA NO VALE DO SÃO FRANCISCO. 2007. (Relatório de pesquisa).

18.
GOMES, E. C. S.; BARBOSA, J. ; RIBEIRO, W. S. ; PEREZ, J. O. ; SANTOS, A. E. O ; VILAR, F. C. R. . COMPORTAMENTO FISIOLÓGICO DE MANGUEIRA cv ?TOMMY ATKINS? SUBMETIDA APLICAÇÃO DE ECOLIFE NA FASE DE FLORAÇÃO. 2007. (Relatório de pesquisa).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
OLIVEIRA, M. A.; GOMES, E. C. S.; HOLANDA FILHO, R. S. F.. Participação em banca de Ana Sélia Rodrigues Novaes. Trabalho Feminino nas Hortas Urbanes de Petrolina, PE. 2014. Dissertação (Mestrado em Mestrado Profissional em Tecnologia Ambiental) - Instituto de Tecnologia de Pernambuco.

2.
GOMES, E. C. S.; ALBUQUERQUE JUNIOR, E. C.; GONCALVES, E. A. P.. Participação em banca de Márcio simon Viana Costa. Agricultura Orgânica no Perímetro Irrigado Nilo Coelho e Área Maria Tereza em Petrolina-PE e a sua Sustentabilidade Ambiental. 2014. Dissertação (Mestrado em Mestrado Profissional em Tecnologia Ambiental) - Instituto de Tecnologia de Pernambuco.

3.
GOMES, E. C. S.. Participação em banca de Emanuel Almeida Martinez. Monitoramento do Nitrogênio e Produção de videira Thompson Seedless enxertada sobre diferentes porta-enxertos no submédio do Vale do São Francisco. 2014. Dissertação (Mestrado em Horticultura Irrigada) - Universidade do Estado da Bahia.

4.
GOMES, E. C. S.; RIBEIRO, V. G.; BASTOS, D. C.. Participação em banca de Flávio Bastos Ferreira Lima. Avaliações agronômicas de uma seleção de videira apirênica (Seleção 8) da Embrapa uva e vinhosobre diferentes porta-enxertos. 2013. Dissertação (Mestrado em Horticultura Irrigada) - Universidade do Estado da Bahia.

5.
NASCIMENTO, L. C.; GOMES, E. C. S.; GUIMARÃES, L.M.P.. Participação em banca de Rodrigo Pereira Leite. Extrato de melão-de-são-caetano no controle da queima das folhas e métodos de inoculação em plantas de inhame. 2012. Dissertação (Mestrado em Agronomia) - Universidade Federal da Paraíba.

6.
GOMES, E. C. S.; PEIXOTO, A. R.; PAZ, C. D.. Participação em banca de Meridiana Araújo Gonçalves Lima. Indução de resistência em videira contra Xanthomonas campestris pv. viticola, no submédio do Vale do São Francisco. 2012. Dissertação (Mestrado em Horticultura Irrigada) - Universidade do Estado da Bahia.

Qualificações de Mestrado
1.
GOMES, E. C. S.; ALMEIDA, S. M. L.; GATINHO, A. A.; SILVA FILHO, P.. Participação em banca de Eliene Silva. EDUCAÇÃO PROFISSIONAL INTEGRADA AO ENSINO MÉDIO: A PERSPECTIVA INTEGRADORA DO CURRÍCULO. 2018. Exame de qualificação (Mestrando em Educação) - Universidade Federal da Bahia.

2.
CARVALHO, M. I. S. S.; GOMES, E. C. S.; MONTEIRO, E. A. C.. Participação em banca de EMANUEL GOMES CORREIA. CURRICULO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL: Passos e descompassos entre as cenas do cotidiano formativo e as políticas públicas. 2018. Exame de qualificação (Mestrando em Educação) - Universidade Federal da Paraíba.

3.
GOMES, E. C. S.; CARVALHO, M. I. S. S.; MARENGO, S. N.. Participação em banca de BRUNO GUIVARES FILHO. COMO A PRÁTICA DOCENTE ESCOLAR E/OU A PRÁTICA INTERDISCIPLINAR PODE SER TRABALHADA NO CAMPUS PETROLINA ZONA RURAL DO IF SERTÃO-PE. 2017. Exame de qualificação (Mestrando em Programa de Pós-Graduação em Educação) - Universidade Federal da Bahia.

4.
OLIVEIRA, M. A.; GOMES, E. C. S.; HOLANDA FILHO, R. S. F.. Participação em banca de Ana Selia Rodrigues Novaes. Trabalho feminino nas hortas urbanas de Petrolina, PE. 2013. Exame de qualificação (Mestrando em Mestrado Profissional em Tecnologia Ambiental) - Instituto de Tecnologia de Pernambuco.

5.
GOMES, E. C. S.; VILAR, F. C. R.; PEREIRA, M.C.. Participação em banca de Rubem Silvio Santos de Souza. Composição florística de plantas daninhas em sistemas de manejo na cultura da goiabeira (psidium guajava L.). 2012. Exame de qualificação (Mestrando em Especialização em Fruticultura Irrigada) - Instituto Federal do Sertão Pernambucano.

6.
BORGES, I. V.; GOMES, E. C. S.; SILVA, G. C.. Participação em banca de Ivanildo Viana Borges. Ação fungistática e avaliação do potencial indutor de resistência de extratos de Mimosa tenuiflora (Willd. poir.) no manejo de mancha de alternaria em melancia no Submédio do Vale do São Francisco. 2011. Exame de qualificação (Mestrando em Horticultura Irrigada) - Universidade do Estado da Bahia.

7.
GOMES, E. C. S.; PEREZ, J. O.; BARBOSA, M.A.G.; SILVA, G. C.. Participação em banca de Meridiana Araújo Gonçalves Lima. Avaliação de indutores de resistência no manejo do Cancro bacteriano da videira no submédio do São Francisco. 2011. Exame de qualificação (Mestrando em Horticultura Irrigada) - Universidade do Estado da Bahia.

Monografias de cursos de aperfeiçoamento/especialização
1.
GOMES, E. C. S.; PEREZ, J. O.; OLIVEIRA, M. S.. Participação em banca de José Carlos Marques dos Santos. Diagnóstico do Cancro Bacteriano em diferentes cultivares de uva no Submédio Vale do São Francisco. 2012. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Pós-graduação LS em Fruticultura no Semiárido) - IF Sertão Pernambucano.

2.
SANTOS, A. E. O; GOMES, E. C. S.; PEREIRA, M.C.. Participação em banca de Mauro Janilson Alves Martins. Tecnologias Pós-colheita empregadas na fruticultura. 2012. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Pós-graduação em Fruticultura no Semiárido) - Instituto Federal do Sertão Pernambucano.

3.
BEZERRA, Mary Ann Saraiva; GOMES, E. C. S.; MOURA, Rosimary de Carvalho Gomes. Participação em banca de Maria de Lourdes Leal de Lima. Educação ambiental na EJA: da escola ao campo. 2011. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Educação Profissional Integrada à Educação Básica) - Instituto Federal do Sertão Pernambucano.

4.
ALVES, P. P.; GOMES, E. C. S.; OLIVEIRA, R. S.. Participação em banca de Maria Sandra de Souza. Uma discussão sobre as expecttivas e necessidade dos alunos do Proeja no IF SERTÃO-PE, Campus Petrolina. 2011. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Educação Profissional Integrada à Educação Básica) - Instituto Federal do Sertão Pernambucano.

5.
ALVES, P. P.; GOMES, E. C. S.; OLIVEIRA, F. F.. Participação em banca de Wilson Nunes da Silva. O ensino da matemática nos anos iniciais da EJA em Sobradinho, BA. 2011. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Educação Profissional Integrada à Educação Básica) - Instituto Federal do Sertão Pernambucano.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
GOMES, E. C. S.; SANTOS, A. E. O; PEREZ, J. O.. Participação em banca de Ivaneide Silva Rodrigues.Avaliação de produtos alternativos no manejo do mildio e oídio em videira (Vitis vinifera) e seus efeitos sobre a qualidade pós-colheita. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Agronômica) - IF Sertão Pernambucano.

2.
GOMES, E. C. S.; GAMA, J. B.; TAVARES, M. R. S.. Participação em banca de Murilo Santana de Miranda.Avaliação da influência de diferentes tipos de solo no crescimento e produtividade da cultura do feijão. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Agronômica) - IF Sertão Pernambucano.

3.
GOMES, E. C. S.; PEREZ, J. O.; MOREIRA, A. N.. Participação em banca de Leonardo Dantas Marques Maia.ATIVAÇÃO DE RESPOSTAS DE DEFESA EM VIDEIRA ?SUPERIOR SEEDLESS? CONTRA Uncinula necator. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em C S Tecnologia em Horticultura) - IF Sertão Pernambucano.

4.
CAVALCANTI, L. S.; GOMES, E. C. S.; DONZELI, V. P.. Participação em banca de Juliana de Souza Granja.Estudos de extratos de Allamanda blanchetti no controle de Alternaria brassicicola em couve-manteiga. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Agrícola e Ambiental) - Universidade Federal do Vale do São Francisco.

5.
GOMES, E. C. S.; VILAR, F. C. R.; OLIVEIRA, F. F.. Participação em banca de Geanderson Nascimento da Silva.Decomposição de Restos Culturais de Videira. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Tecnologia em Horticultura) - Instituto Federal do Sertão Pernambucano.

6.
NASCIMENTO, L. C.; FARIAS, M.A.A.; GOMES, E. C. S.. Participação em banca de Rummenigge de Macêdo Rodrigues.Análise morfofisiológica e indução de resistência de Curvulária eragrostidis na cultura do inhame (Discorea sp.). 2009. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Agronomia) - Universidade Federal da Paraíba.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Concurso público
1.
SILVA, M. G.; PIMENTEL, M. S.; YURI, J. E.; GOMES, E. C. S.. Concurso Público de Provas e Títulos para Professor Efetivo UNIVASF. 2013. Universidade Federal do Vale do São Francisco.

2.
GOMES, E. C. S.; NASCIMENTO, M. N.; CARVALHO, J. S. B.; SILVA, D. C.. Concurso Público para Professor Efetivo de Fisiologia Vegetal, Edital nº 42, de 08 de novembro de 2012. 2012. Universidade Federal do Vale do São Francisco.

3.
GOMES, E. C. S.; SANTANA, A. C.; OLIVEIRA, F. F.. Banca Examinadora do Processo Seletivo Simplificado para Contratação de Professores Substitutos, Edital Nº 14/2011 na área de Mecanização Agrícola. 2011. Instituto Federal do Sertão Pernambucano.

Outras participações
1.
GOMES, E. C. S.. Comissão Avaliadora do Processo Seletivo Discente - Mestrado Profissional PPGExR. 2018. Universidade Federal do Vale do São Francisco.

2.
VIEIRA, D. D.; REIS, E. M.; MELO JUNIOR, A.P.; OLIVEIRA, F. F.; BARROS, E.; OLIVEIRA, L.S.; GOMES, E. C. S.; SILVA, A. F.; SILVA, E. M. S.; FREITAS, H. R.; NASCIMENTO JUNIOR, J. A.; OLIVEIRA, L.M.S.R.; SALVIANO, L. M. C.; MOREIRA, M. B.; MARQUES, D.; GONDIM, J. P.. Comissão responsável pelo Processo Seletivo Discente 2017 do Programa de Pós-Graduação em Extensão Rural de que trata o Edital n°. 08/2017.. 2017. Universidade Federal do Vale do São Francisco.

3.
GOMES, E. C. S.. Feira de Ciências e Tecnologia do Pantanal em Corumbá - MS. 2017. Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso do Sul.

4.
GOMES, E. C. S.; MOREIRA, M. B.. Seleção de Mestrado da UNIVASF - Edital nº 07/2016. 2016. Universidade Federal do Vale do São Francisco.

5.
GOMES, E. C. S.; Aline Rocha; Marcelo de Campos Pereira. V jornada de Iniciação Científica e III Mostra de Dissertações e Teses. 2010. Instituto Federal do Sertão Pernambucano.

6.
GOMES, E. C. S.. IV JORNADA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA DO IF SERTÃO-PE. 2009. Instituto Federal do Sertão Pernambucano.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
Jornada Pedagógica Municipal de Sento-Sé, Bahia.A Escola e o Educador Construindo Conhecimentos na Contemporaneidade. 2018. (Outra).

2.
Jornada Pedagógica Municipal de Sento-Sé, Bahia.As relações interpessoais na gestão escolar. 2018. (Outra).

3.
Jornada Acadêmica 2017.1 Campus Petrolina Zona Rural - IF SERTÃO-PE.Jornada Acadêmica 2017.1 Campus Petrolina Zona Rural - IF SERTÃO-PE. 2017. (Outra).

4.
Fórum Permanente para o Desenvolvimento Regional. 2015. (Outra).

5.
II Curso de Atualização em Hormônios e Biorreguladores Vegetais na Agricultura. 2012. (Outra).

6.
I Encontro de Agronomia da UNIVASF.Fruticultura no Vale do São Francisco. 2011. (Encontro).

7.
XXI Congresso Nacional de Irrigação e Drenagem. Pesquisas aplicadas e difusão dos conhecimentos. 2011. (Congresso).

8.
6º Treinamento Oficina Mão-na-Massa da rede NIT:NE; Elaboração e redação de patentes, registro de software, cultivares, indicações geográficas e desenho industrial. 2010. (Oficina).

9.
Dia de campo biofortificação de batata-doce.Biofortificação de batata-doce. 2010. (Outra).

10.
XXI Congresso Brasileiro de Fruticultura. Caracterização das perdas de manga 'Tommy atkins' no mercado atacadista de Juazeiro-BA. 2010. (Congresso).

11.
XXI Congresso Brasileiro de Fruticultura. Qualidade pós-colheita de frutos de mamoeiro (Carica Papaya L.). 2010. (Congresso).

12.
I Encontro de Citricultores do Estado da Paraíba.I Encontro de Citricultores do Estado da Paraíba. 2008. (Encontro).

13.
IV Seminário de Floricultura e Plantas Ornamentais. 2008. (Seminário).

14.
Simpósio de Agroecologia dos Sertões.Resistência Induzida como Componente do Manejo de Doenças da Videira no Vale do São Francisco. 2008. (Simpósio).

15.
XX Congresso Brasileiro de Fruticultura e 54 Annual Meeting of the Interamerican Society for Tropical Horticulture. 2008. (Congresso).

16.
I Fórum de Ciência & Sociedade - Alimentação: Ambiente, Saúde e Cultura. 2007. (Outra).

17.
II Congresso de Pesquisa e Inovação da Rede Norte Nordeste de Educação Tecnológica. Efeito de indutores de resistência na proteção de uva ?Itália? e uva de vinho ?Cabernet Sauvignon? contra o oídio e o míldio no Vale do São Francisco. 2007. (Congresso).

18.
II Congresso de Pesquisa e Inovação da Rede Norte Nordeste de Educação Tecnológica. Utilização do bioestimulante ecolife40 na indução de florada em manga ?Tommy Atkins? no Vale do São Francisco. 2007. (Congresso).

19.
II Congresso de Pesquisa e Inovação da Rede Norte Nordeste de Educação Tecnológica.. Plantas da caatinga de uso terapêutico: Levantamento etnobotânico.. 2007. (Congresso).

20.
I SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE RESERVAS DA BIOSFERA DE REGIÕES ÁRIDAS E SEMI-ÁRIDAS. 2007. (Seminário).

21.
I Seminário sobre a sustentabilidade em agrossistemas "Futuro com respeito à vida". 2007. (Seminário).

22.
XI Jornada de Iniciação Científica da Facepe.Utilização da resistência induzida no manejo de doenças na cultura da videira no Vale do São Francisco. 2007. (Encontro).

23.
XL CONGRESSO BRASILEIRO DE FITOPATOLOGIA. Avaliação de indutores de resistência no controle do oídio e míldio na uva de vinho Cabernet Sauvignon. 2007. (Congresso).

24.
XL CONGRESSO BRASILEIRO DE FITOPATOLOGIA. Eficácia de indutores de resistência na proteção de uva Itália contra Uncinula necator no Vale do São Francisco. 2007. (Congresso).

25.
III SEMANA DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA - II JORNADA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DO CEFET PETROLINA.Utilização de resistência induzida como componente do manejo de doenças na cultura da videira no Vale do São Francisco. 2006. (Seminário).

26.
Semana de Integração Aluno - Escola - Sociedade."África" As duas Faces da Moeda. 2006. (Outra).

27.
I SEMINARIO SOBRE MAMONA E BIODIESEL DO VALE DO SAO FRANCISCO. 2005. (Seminário).

28.
TECNOLOGIAS APROPRIADAS. 2005. (Seminário).

29.
TRANSPOSIÇÃO DO RIO SAO FRANCISCO. 2005. (Seminário).

30.
CONGRESSO DE DIRIGENTES LOJISTAS DA BAHIA. 2003. (Congresso).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
GOMES, E. C. S.; UCHOA, A. M. C. ; SANTOS, A. N. ; LIMA, A. M. ; OLIVEIRA, A. C. N. ; OLIVEIRA, A. D. ; SILVA, A. V. ; MIRANDA, C. S. S. ; SILVA, C. L. O. ; ANUNCIACAO, E. M. ; SILVA, F. S. E. ; FERNANDES, H. S. R. ; FONTES, Y. L. ; SOUZA, J. S. J. ; JERICO, L. L. O. ; MAIA, M. C. C. ; MOREIRA, M. B. ; VARELA, M. S. ; GONCALVES, M. E. S. ; JESUS, M. O. ; CARMO, M. S. ; MALAVSKI, P. D. ; SILVA, R. P. ; SILVA, R. C. ; FRANCA, W. . Seminário Interterritorial de Educação do Campo no Semiárido. 2016. (Outro).

2.
SOUTO, V. S. ; GUIVARES, A. L. N. ; BARROS, A. P. A. ; GUIVARES FILHO, B. ; NASCIMENTO, E. G. ; GOMES, E. C. S. ; RAMOS, M. E. C. ; OLIVEIRA, S. . Feira Nacional da Agricultura Irrigada - FENAGRI. 2011. .

3.
GOMES, E. C. S.; GAMA, J. B. ; VILAR, F. C. R. . Dia de campo "Biofortificação de Batata-doce". 2010. (Outro).

4.
GOMES, E. C. S.; OLIVEIRA, P. T. L. ; SILVA, L. J. E. ; PINTO, H. C. S. ; GAMA, J. B. ; VASCONCELOS, J. N. E. ; VILAR, F. C. R. ; MATOS, C. W. ; SOUZA, E. P. ; MEDINA, F. T. ; SILVA, A.L. ; NASCIMENTO, W. L. S. ; DANTAS, G. S. . Semana Nacional de Ciência e Tecnologia 2010: Ciência para o Desenvolvimento Sustentável. 2010. (Outro).

5.
GOMES, E. C. S.. Congresso de Pesquisa e Inovação da Rede Norte e Nordeste de Educação e Tencologia. 2010. (Congresso).

6.
GOMES, E. C. S.; BARBOSA, J. . TRANSPOSIÇÃO DO RIA SÃO FRANCISCO - UM PROJETO ECONOMICAMENTE VIÁVEL? SOCIALMENTE JUSTO? AMBIENTALMENTE SUSTENTÁVEL?. 2005. (Outro).



Orientações



Orientações e supervisões concluídas
Dissertação de mestrado
1.
Wilza Carla Oliveira de Souza. Atividade eliciada de extratos vegetais em pré e pós-colheita de mangueira ?Tommy atkins? a Lasiodiploidia theobromae em cultivos convencionais no Vale do Submédio São Francisco. 2011. Dissertação (Mestrado em Agronomia) - Universidade Federal da Paraíba, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Coorientador: Erbs Cintra de Souza Gomes.

Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Lenice Dantas Santos Santiago. DESAFIOS PARA IMPLANTAÇÃO DA AGENDA 21: UM ESTUDO DE CASO EM PETROLINA-PE E JUAZEIRO-BA. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Administração de Empresas) - Faculdade de Ciências Aplicadas e Sociais de Petrolina. Orientador: Erbs Cintra de Souza Gomes.

2.
Maria Danielle dos Santos Gois. DESAFIOS PARA IMPLANTAÇÃO DA AGENDA 21: UM ESTUDO DE CASO EM PETROLINA-PE E JUAZEIRO-BA. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Administração de Empresas) - Faculdade de Ciências Aplicadas e Sociais de Petrolina. Orientador: Erbs Cintra de Souza Gomes.

3.
Juliano Athayde Silva. APLICAÇÃO DE DIFERENTES DOSES DE NITROGÊNIO E POTÁSSIO VIA FERTIRRIGAÇÃO PARA AVALIAÇÃO DOS ASPECTOS QUANTITATIVOS E QUALITATIVOS DA CV. SYRAH. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Agronomia) - Instituto Federal do Sertão Pernambucano. Orientador: Erbs Cintra de Souza Gomes.

4.
Lucilene Nogueira de Oliveira. AQUISIÇÃO, QUALIDADE E CONSCIÊNCIA DE USO DOS DEFENSIVOS AGRÍCOLAS NO PÓLO DE PRODUÇÃO PETROLINA- PE, JUAZEIRO, BA. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Agronomia) - Instituto Federal do Sertão Pernambucano. Orientador: Erbs Cintra de Souza Gomes.

Iniciação científica
1.
Sinara Santos do Nascimento. EFEITO DE DIFERENTES EXTRATOS DE Allamanda blanchetti NA PROMOÇÃO DE RESPOSTAS DE DEFESA DE VIDEIRA ?ITÁLIA? CONTRA Uncinula necator. 2010. Iniciação Científica. (Graduando em Tecnologia em Horticultura) - Instituto Federal do Sertão Pernambucano, IF Sertão Pernambucano. Orientador: Erbs Cintra de Souza Gomes.

2.
Bruna Nascimento Ferreira. CORRELAÇÃO ENTRE OS NÍVEIS DE INCIDÊNCIA E SEVERIDADE DE DOENÇAS DA VIDERIA ASSOCIADAS A VARIÁVEIS AGROMETEOROLÓGICAS. 2010. Iniciação Científica. (Graduando em Tecnologia em Horticultura) - Instituto Federal do Sertão Pernambucano, IF Sertão Pernambucano. Orientador: Erbs Cintra de Souza Gomes.

3.
Elbson Carvalho Vieira da Silva. PURIFICAÇÃO DE BIOMOLÉCULAS ELICIADORAS DE RESPOSTAS DE DEFESA DE PLANTAS DE VIDEIRA CONTRA Uncinula necator. 2010. Iniciação Científica. (Graduando em Tecnologia em Horticultura) - Instituto Federal do Sertão Pernambucano, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Erbs Cintra de Souza Gomes.

4.
Leonardo Dantas Marques Maia. IDENTIFICAÇÃO DE BIOMOLÉCULAS ELICIADORAS DE RESPOSTAS DE DEFESA EM PLANTAS CONTRA OIDIO DA VIDEIRA. 2010. Iniciação Científica. (Graduando em Tecnologia em Horticultura) - Instituto Federal do Sertão Pernambucano, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Erbs Cintra de Souza Gomes.

5.
Diego de Almeida Braga. FITOTOXICIDADE DE EXTRATOS DE Allamanda blanchetti CONTRA Uncinula necator EM DISOS DE FOLHAS DE VIDEIRA FESTIVAL. 2010. Iniciação Científica. (Graduando em Técnico Agrícola) - Instituto Federal do Sertão Pernambucano, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sertão Pernambucano. Orientador: Erbs Cintra de Souza Gomes.

Orientações de outra natureza
1.
Rafael Rodrigues Almeida. RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO NA EMPRESA AGRO INDUSTRIAS DO VALE DO SÃO FRANCISCO S/A - AGROVALE. 2016. Orientação de outra natureza. (Engenharia Agronômica) - IF Sertão Pernambucano. Orientador: Erbs Cintra de Souza Gomes.

2.
Inácio Gomes Sobrinho. Agricultura geral - Relatório de estágio. 2016. Orientação de outra natureza. (Engenharia Agronômica) - IF Sertão Pernambucano. Orientador: Erbs Cintra de Souza Gomes.

3.
Lucilene Nogueira de Oliveira. Relatório de Estágio Supervisionado. 2016. Orientação de outra natureza. (Engenharia Agronômica) - IF Sertão Pernambucano. Orientador: Erbs Cintra de Souza Gomes.

4.
Kedma Maria Silva Pinto. DESENVOLVIMENTO DE TECNOLOGIAS PARA O CULTIVO DE VIDEIRAS COM A UTILIZAÇÃO DA RESISTÊNCIA INDUZIDA POR AGENTES BIÓTICOS E ABIÓTICOS NO MUNICÍPIO DE NATUBA, PARAÍBA: PRÁTICAS DE MANEJO E DIFUSÃO DE TECNOLOGIAS. 2009. Orientação de outra natureza. (Agronomia) - Universidade Federal da Paraíba. Orientador: Erbs Cintra de Souza Gomes.

5.
Fábio Júnior Araújo da Silva. DESENVOLVIMENTO DE TECNOLOGIAS PARA O CULTIVO DE VIDEIRAS COM A UTILIZAÇÃO DA RESISTÊNCIA INDUZIDA POR AGENTES BIÓTICOS E ABIÓTICOS NO MUNICÍPIO DE NATUBA, PARAÍBA: PRÁTICAS DE MANEJO E DIFUSÃO DE TECNOLOGIAS. 2009. Orientação de outra natureza. (Agronomia) - Universidade Federal da Paraíba. Orientador: Erbs Cintra de Souza Gomes.

6.
Rodrigo Pereira Leite. DESENVOLVIMENTO DE TECNOLOGIAS PARA O CULTIVO DE VIDEIRAS COM A UTILIZAÇÃO DA RESISTÊNCIA INDUZIDA POR AGENTES BIÓTICOS E ABIÓTICOS NO MUNICÍPIO DE NATUBA, PARAÍBA: PRÁTICAS DE MANEJO E DIFUSÃO DE TECNOLOGIAS. 2009. Orientação de outra natureza. (Agronomia) - Universidade Federal da Paraíba. Orientador: Erbs Cintra de Souza Gomes.

7.
Dylamarck Gomes de Almeida. CONTROLE BIOLÓGICO DE PATÓGENOS PÓS COLHEITA DE FRUTOS COMERCIALIZADOS NAS FEIRAS LIVRES DO ESTADO DA PARAÍBA. 2009. Orientação de outra natureza. (Agronomia) - Universidade Federal da Paraíba. Orientador: Erbs Cintra de Souza Gomes.

8.
José Mendes da Silva Cardoso. DESENVOLVIMENTO DE TECNOLOGIAS PARA O CULTIVO DE VIDEIRAS COM A UTILIZAÇÃO DA RESISTÊNCIA INDUZIDA POR AGENTES BIÓTICOS E ABIÓTICOS NO MUNICÍPIO DE NATUBA, PARAÍBA: PRÁTICAS DE MANEJO E DIFUSÃO DE TECNOLOGIAS. 2008. Orientação de outra natureza. (Tecnologia em Fruticultura Irrigada) - Instituto Federal de Ed., Ciência e Tecnologia do Sertão Pernambucano. Orientador: Erbs Cintra de Souza Gomes.

9.
Jéssica de Souza Lima. DESENVOLVIMENTO DE TECNOLOGIAS PARA O CULTIVO DE VIDEIRAS COM A UTILIZAÇÃO DA RESISTÊNCIA INDUZIDA POR AGENTES BIÓTICOS E ABIÓTICOS NO MUNICÍPIO DE NATUBA, PARAÍBA: PRÁTICAS DE MANEJO E DIFUSÃO DE TECNOLOGIAS. 2008. Orientação de outra natureza. (Tecnologia em Fruticultura Irrigada) - Instituto Federal de Ed. Ciência e Tecnologia do Sertão Pernambucano. Orientador: Erbs Cintra de Souza Gomes.

10.
Marcos Alexandre Dantas Marques. DESENVOLVIMENTO DE TECNOLOGIAS PARA O CULTIVO DE VIDEIRAS COM A UTILIZAÇÃO DA RESISTÊNCIA INDUZIDA POR AGENTES BIÓTICOS E ABIÓTICOS NO MUNICÍPIO DE NATUBA, PARAÍBA: PRÁTICAS DE MANEJO E DIFUSÃO DE TECNOLOGIAS. 2008. Orientação de outra natureza. (Tecnologia em Fruticultura Irrigada) - Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sertão Pernambucano. Orientador: Erbs Cintra de Souza Gomes.



Inovação



Projetos de pesquisa

Projeto de extensão


Educação e Popularização de C & T



Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
GOMES, E. C. S.; OLIVEIRA, P. T. L. ; SILVA, L. J. E. ; PINTO, H. C. S. ; GAMA, J. B. ; VASCONCELOS, J. N. E. ; VILAR, F. C. R. ; MATOS, C. W. ; SOUZA, E. P. ; MEDINA, F. T. ; SILVA, A.L. ; NASCIMENTO, W. L. S. ; DANTAS, G. S. . Semana Nacional de Ciência e Tecnologia 2010: Ciência para o Desenvolvimento Sustentável. 2010. (Outro).



Outras informações relevantes


1. Membro do Scientific Committee for the SIVE (Società Italiana di Viticoltura ed Enologia) awards is open to all scientis, ITALY.
2. Consultor Ad hoc PIBIC e PIBIC Jr do IFSertão Pernambucano.
3. Aprovado em Concurso Público para professor da Rede Estadual de Ensino do Estado da Bahia.
  Convocação: D.O. 25/07/2008 - Área: Química
4. O item formação de 2º Grau refere-se ao curso de Magistério para as séries iniciais.



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 18/01/2019 às 23:12:53