Isis Sousa Longo

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/0786821207192526
  • Última atualização do currículo em 13/08/2018


Professora da Educação Básica e do Ensino Superior. Atualmente ministra aulas no curso de Pedagogia da Universidade Municipal de São Caetano do Sul - USCS. É professora de história na rede municipal de ensino de São Paulo, no exercício da função de Professora de Atendimento Educacional Especializado - PAEE. Exerceu atividades de gestão educacional como Supervisora Educacional da Rede Municipal de Ensino de Campinas/SP, coordenadora pedagógica e diretora de escola na Rede Municipal de São Paulo. Foi Professora Adjunta do Instituto de Educação da Universidade Federal de Mato Grosso - UFMT. Ministrou aulas no curso de Pós-Graduação Latu Sensu - "Formação Docente em Saúde", no Centro Universitário São Camilo (2009/2013). Doutora em Educação pela FEUSP (2008), Tese defendida na área de Sociologia da Educação, sob orientação da Professora Doutora Maria Victoria Benevides. Mestre em Educação pela FEUSP - Universidade de São Paulo (2003), possui Licenciatura em HISTÓRIA pela FACULDADE DE EDUCAÇÃO USP (1996) e graduação em HISTÓRIA pela Universidade de São Paulo - FFLCH/USP (1996). Experiência em políticas públicas para infância e juventude, direitos humanos, democracia participativa, educação inclusiva, educação para as relações étnico-raciais e conselhos gestores. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Isis Sousa Longo
Nome em citações bibliográficas
LONGO, I. S.;LONGO, I.S.

Endereço


Endereço Profissional
Prefeitura Municipal de São Paulo, EMEF CELSO LEITE RIBEIRO FILHO.
Rua Humaitá
Bela Vista
01321010 - São Paulo, SP - Brasil
Telefone: (11) 32415519


Formação acadêmica/titulação


2004 - 2008
Doutorado em Educação.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Título: CONSELHOS TUTELARES E ESCOLAS PÚBLICAS DE SÃO PAULO: O DIÁLOGO PRECISO, Ano de obtenção: 2008.
Orientador: MARIA VICTORIA DE MESQUITA BENEVIDES SOARES.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Palavras-chave: estatuto da criança e do adolescente - ECA; escolas públicas; direitos humanos; conselhos tutelares; história dos direitos da criança no Brasil.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Educação.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: História.
Setores de atividade: Educação.
2000 - 2003
Mestrado em Educação.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Título: O aprendizado da participação política: o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente - CMDCA/SP,Ano de Obtenção: 2003.
Orientador: Maria Victoria de Mesquita Benevides Soares.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.
2018
Especialização em andamento em TRANSTORNOS DO ESPECTRO AUTISTA - TEA. (Carga Horária: 495h).
Universidade Candido Mendes, UCAM, Brasil.
2017 - 2017
Especialização em ESPECIALIZAÇÃO PSICOMOTRICIDADE CLÍNICA E RELACIONAL. (Carga Horária: 495h).
Universidade Candido Mendes, UCAM, Brasil.
Título: A Reeducação Psicomotora como parte integrante do AEE - Atendimento Educacional Especializado.
Orientador: Polyana Aparecida Roberta da Silva.
2016 - 2017
Especialização em ESPECIALIZAÇÃO DOCÊNCIA DO ENSINO SUPERIOR DE LIBRAS. (Carga Horária: 720h).
Universidade Candido Mendes, UCAM, Brasil.
Título: Iniciação ao aprendizado de LIBRAS nas escolas regulares: possibilidades para uma Educação Inclusiva de qualidade.
Orientador: Patrícia Benvenuti Camargo da Fonseca.
2016 - 2016
Especialização em ESPECIALIZAÇÃO ATENDIMENTO EDUCACIONAL ESPECIALIZADO. (Carga Horária: 600h).
Universidade Candido Mendes, UCAM, Brasil.
Título: Em defesa de uma Educação Inclusiva de qualidade: o Atendimento Educacional Especializado (AEE) e a docência compartilhada..
Orientador: Paulo Roberto Oliveira Dias.
2015 - 2016
Especialização em PSICOPEDAGOGIA CLÍNICA E RELACIONAL. (Carga Horária: 600h).
Universidade Candido Mendes, UCAM, Brasil.
Título: A Aprendizagem significativa e a produção do fracasso escolar: desafios à Psicopedagogia nas escolas públicas.
Orientador: Polyana Aparecida Roberta da Silva.
2012 - 2013
Especialização em HISTÓRIA DA ÁFRICA E DO NEGRO NO BRASIL. (Carga Horária: 360h).
Universidade Candido Mendes, UCAM, Brasil.
Título: Contribuições dos Documentos Oficiais e das publicações didáticas para a formação docente sobre o ensino de História e das relações étnico-raciais.
1998 - 1999
Especialização em EDUCAÇÃO ESPECIAL.
Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
Título: Ser mulher: a constituição socio-histórica do papel feminino de jovens mulheres institucionalizadas..
Orientador: Marysia de Carlo.
1994 - 1996
Graduação em LICENCIATURA EM HISTÓRIA.
FACULDADE DE EDUCAÇÃO USP, FEUSP, Brasil.
1992 - 1996
Graduação em HISTÓRIA.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.




Formação Complementar


2015 - 2015
África nas escolas: uma abordagem sem estereótipos. (Carga horária: 4h).
PROJETO AFREAKA, AFREAKA, Brasil.
2015 - 2015
TRANSTORNOS DE APRENDIZAGEM VERSUS DEFICIÊNCIA INTELECTUAL. (Carga horária: 21h).
APAE de São Paulo, APAE/SP, Brasil.


Atuação Profissional



Universidade Municipal de São Caetano do Sul, USCS, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: CLT, Carga horária: 8


Prefeitura Municipal de São Paulo, PMSP, Brasil.
Vínculo institucional

1993 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: PROFESSORA, DIRETORA, COORDENADORA PEDAGÓGICA, Carga horária: 40
Outras informações
Professora de Educação Infantil - 1993 - 2000 Professora de História - 2002 - 2016 Diretora concursada da EMEI Maria Helena Barbosa Martins - Parada XV de Novembro - Itaquera - 2005 - 2006 Coordenadora Pedagógica - EMEF Cecília Moraes de Vasconcelos - Jd Eliza Maria - 2008


Centro Universitário São Camilo, USC, Brasil.
Vínculo institucional

2009 - 2013
Vínculo: horista, Enquadramento Funcional: CONTRATADO, Carga horária: 4
Outras informações
Docente no curso de Especialização Lato Sensu - "Docência em Saúde"


CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO PAULO, CMSP, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - 2012
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: COMISSIONADO - ASSESSORIA PARLAMENTAR, Carga horária: 30
Outras informações
Assessoria Parlamentar, afastamento remunerado para exercício junto à CMSP, por período determinado (05/03/12 a 31/12/12 - DOM 03/03/12). Assessoria em Projetos de Lei para Educação, especificamente: - Conselhos Gestores do CEU - Centro de Educação Unificado; - EDUCOM - Educomunicação; - Plano Municipal de Educação;


FACULDADE ZUMBI DOS PALMARES, FAZP, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - 2014
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: CONTRATADO, Carga horária: 0
Outras informações
Participação como pesquisadora do Observatório do Negro;


Universidade Federal de Mato Grosso, UFMT, Brasil.
Vínculo institucional

2008 - 2009
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professora Adjunta, Regime: Dedicação exclusiva.


PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMPINAS/SP, PMC/SP, Brasil.
Vínculo institucional

2009 - 2010
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: ESTATUTÁRIA - SUPERVISORA EDUCACIONAL, Carga horária: 36


Secretaria Estadual de Educação de São Paulo, SEE-SP, Brasil.
Vínculo institucional

1993 - 2005
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professora de História, Carga horária: 20
Outras informações
EE Erasmo Braga; EE Congonhas do Campo; EE Mário Marques de Oliveira; EE José Marques da Cruz; EE Orville Derby; EE Ascendino Reis; EE Presidente Roosevelt.


faculdade morumbi-sul, FMS, Brasil.
Vínculo institucional

2006 - 2007
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: professora -clt, Carga horária: 6


SESI/SP, SESI, Brasil.
Vínculo institucional

2006 - 2007
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: PROFESSORA, Carga horária: 16



Projetos de pesquisa


2014 - 2015
A obrigatoriedade da inclusão curricular de conteúdos sobre os direitos das crianças e adolescentes pela Lei 11. 525/07 e o cotidiano escolar: materiais didáticos e práticas inovadoras
Descrição: Resumo: A pesquisa sobre a aplicabilidade da lei 11.525/07, que obriga a inclusão de conteúdos sobre direitos infanto-juvenis nos currículos da Educação Básica tem por objetivo analisar materiais didáticos e práticas pedagógicas que promovam a valorização e empoderamento do protagonismo infanto-juvenil. Introdução: O Estatuto da Criança e do Adolescente, aprovado em 1990, mesmo após mais de duas décadas de existência continua gerando polêmica quanto ao teor da lei, havendo críticas conservadoras sobre a possível ausência de rigor punitivo nos seus artigos, e argumentos favoráveis ao seu conteúdo pelos defensores da legislação protetiva que observa a criança e o adolescente enquanto sujeitos em condição peculiar de desenvolvimento, e, portanto, sujeitos que demandam da família, Estado e sociedade atenção especial. A escola pública é o lócus de vivência das diferenças etárias, étnicas, de classes, de gênero, desta forma, o discurso e a prática sobre ter direitos e deveres são elementos recorrentes na elaboração de projetos pedagógicos, sejam de caráter mais conservador ou mais progressista. Conhecer e analisar materiais e algumas práticas pedagógicas inovadoras representa a possibilidade de compreender o processo de materialização da letra da lei em prática social mediante a efetivação do exercício da cidadania ativa. O estreitamento da relação das Escolas públicas com a defesa dos direitos infanto-juvenis preconizados no ECA e na Lei 11.525/07 implica o fortalecimento do protagonismo infanto-juvenil, devendo, portanto, contribuir para mudança da mentalidade e de práticas educativas que violam os direitos infanto-juvenis. Justificativa: Aprofundar os assuntos relativos à magnitude das inovações do Estatuto da Criança e do Adolescente é fundamental, pois a resistência ao Estatuto precisa ser combatida em todas as esferas, inclusive nas Universidades Públicas e Privadas que estão formando educadores do século XXI, mediante a inclusão do ECA nos currículos. Precisamos de imediato, romper com a herança do modelo repressivo-correcional que ainda faz parte do imaginário e das práticas no atendimento ao segmento infanto-juvenil, precisamos de fato repensar a história da pedagogia, com o desafio da vivência da pedagogia social, conforme demonstram no seu fazer pedagógico cotidiano, as escolas públicas inovadoras da atualidade. Como a Doutrina da Proteção Integral não se coaduna com a Política da Situação Irregular é certo que as mudanças serão realizadas por um processo longo e dialético. Levará tempo para ser incorporada de fato a legislação do ECA no cotidiano de um sociedade autoritária como a brasileira. Desde a promulgação do ECA há informações equivocadas sobre direitos e deveres que foram ideologicamente inculcadas no imaginário coletivo como se fossem dogmas sobre a nova lei, por exemplo, com a nova lei não haveria mais limites para as crianças e adolescentes. O que as pessoas entendem por limites? Estes mitos confundiram e confundem a todos que ora atribuem as mazelas sociais ao ECA quando há casos de violência que envolvem adolescente, ora valorizam o ECA quando há apuração de denúncias quanto à exploração sexual infantil. Com mais de duas décadas de história, o ECA continua incompreendido por muitos; continua sendo alvo da mídia conservadora que rechaça os ditames da lei de proteção integral, como rechaça os direitos humanos, estes associados aos direitos de bandidos e o ECA identificado como direito de menores delinquentes. Ao ampliarmos o conhecimento sobre o ECA no interior das escolas públicas, através da apropriação da legislação pelos alunos e professores, pela participação no processo de escolha dos conselheiros de escola, pela formação e eleição de Grêmios Estudantis, poderemos avaliar as dimensões políticas e pedagógicas de projetos de escolas públicas inovadoras..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2013 - 2014
Visibilidade da História Africana, Afro-Brasileira e Indígena nos livros didáticos do Ensino Fundamental I: questões teóricas e práticas
Descrição: Esta pesquisa versa sobre a análise de conteúdo dos livros didáticos de história do Ensino Fundamental I, quanto à temática da diversidade étnico-racial. As Lei 10.639/03 e Lei 11.645/08 marcam positivamente a educação brasileira ao incluírem o ensino de História e Cultura Afro-Brasileira, Africana e Indígena no currículo da Educação Básica. A pertinência da legislação implica à realização efetiva de políticas públicas que favoreçam a formação docente para que as discussões e aprofundamento sobre a África, os afro-descendentes e os povos indígenas de fato ocorram nas escolas. Como política pública, o Programa Nacional do Livro Didático (PNLD) prioriza a melhoria da qualidade dos livros didáticos e a formação adequada do professor/a para avaliar e selecionar os livros utilizados em sala de aula. Conhecer e avaliar publicações validadas pelo PNLD que são utilizadas nas escolas públicas é relevante para a compreensão de como os conteúdos abordados pelas coleções didáticas, após quase uma década da Lei 10.639/03, têm contribuído ou não para a formação étnico-cultural dos alunos/as, para o respeito e soberania dos povos indígenas e, principalmente, para a identidade da população negra e indígena como protagonista da história, mediante a investigação das representações/papéis sobre os negros e índios, o pluriculturalismo brasileiro e a consciência crítica de combate ao racismo..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2008 - 2010
Escolas Públicas de Cuiabá e a relação com os Conselhos Tutelares da cidade.
Descrição: O projeto de pesquisa Escolas Públicas de Cuiabá e a relação com os Conselhos Tutelares da cidade pretende realizar uma avaliação da relação institucional entre órgãos distintos que trabalham com crianças e adolescentes. As escolas públicas têm sua atuação secular frente ao aprendizado das novas gerações, enquanto o Conselho Tutelar é um órgão da história recente, criado pela Lei Federal 8.069/90 ? o Estatuto da Criança e do Adolescente para zelar pelos direitos do segmento infanto-juvenil. A pesquisa irá por meio de entrevistas, questionários e levantamento de dados nos arquivos dos Conselhos Tutelares, conhecer as ?queixas? mais freqüentes que as escolas públicas demandam aos Conselhos de suas regiões, e a partir destas demandas, iremos analisar como as escolas incorporaram ou não os preceitos do ECA . O universo da pesquisa irá compreender os 5 Conselhos Tutelares da cidade e 10 Escolas Públicas..
Situação: Desativado; Natureza: Pesquisa.
2008 - 2009
Produções acadêmicas sobre o Ensino Colonial em Mato Grosso
Descrição: O projeto de pesquisa: ?Produções acadêmicas sobre o Ensino Colonial em Mato Grosso? tem por objetivo realizar um levantamento bibliográfico das produções científicas realizadas na Universidade Federal de Mato Grosso ?UFMT, nas diversas áreas do conhecimento como: Educação, História, Geografia, Ciências Sociais, Direitos, Economia, Letras, entre outras; sobre o período colonial na região, tecendo interfaces com a questão do ensino. Com o mapeamento da produção científica sobre o período colonial haverá possibilidade de cruzamento dos dados e fontes pesquisadas que servirão de subsídio para pesquisas posteriores no campo da história local e da educação do período colonial. A problemática sobre a ausência de fontes e documentos que explicitem e caracterizem o ensino no período colonial em Mato Grosso vem sendo objeto de discussão e pesquisa entre diversas áreas de conhecimento. Como nos esclarece Gilberto Luiz Alves, historiadores diletantes e historiadores acadêmicos desde o início do século XX traduzem os esforços de busca pela documentação esparsa e escassa sobre o ensino colonial na Villa de Cuyabá. Fontes documentais como, a Carta Régia de 19 de agosto de 1799, ao Capitão-General Caetano Pinto de Miranda Montenegro, governador de Mato Grosso, que solicita subsídio literário para formar contadores e medidores, profissionais imprescindíveis à marcação das sesmarias, evidenciam a preocupação com a qualificação de mão-de-obra na região, o que remete à necessidade de maior investimento no ensino. Outro exemplo de preocupação dos da época com a situação do ensino, seria a Carta Régia de 03 de setembro de 1799, que solicita ao governador a nomeação de um professor a cada ano letivo, para visitar e fiscalizar o andamento das escolas. A recuperação e localização das fontes históricas sobre o ensino no período colonial são necessárias para o aprofundamento da História da Educação na região do Mato-Grosso, haja vista, a elaboração de políticas públicas de educação, bem.
Situação: Desativado; Natureza: Pesquisa.


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Educação.
2.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História.
3.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Sociologia.


Prêmios e títulos


2012
Melhor docente na avaliação dos alunos, USCS.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
LONGO, I.S.2017LONGO, I.S.. Permanências de estereótipos étnico-raciais nos discursos e imagens de livros didáticos. Odeere, v. 3, p. 251-277, 2017.

2.
LONGO, I.S.2016LONGO, I.S.. Negro é a Raiz da Liberdade: As Leis 10.639/03 e 11.645/08 e a Práxis Libertadora na Desconstrução de Estereótipos dos Livros Didáticos. Revista de Educação do Cogeime, v. 25, p. 45-60, 2016.

3.
LONGO, I. S.;LONGO, I.S.2013 LONGO, I. S.. A PERTINÊNCIA DA LEGISLAÇÃO SOBRE O ENSINO DE HISTÓRIA E CULTURA AFRICANAS E AFRO-BRASILEIRAS: DESAFIOS PARA A FORMAÇÃO DOCENTE. Revista @mbienteeducação, v. 6, p. 259, 2013.

4.
LONGO, I. S.;LONGO, I.S.2012LONGO, I. S.. A participação nas Conferências dos Direitos da Criança e do Adolescentes e o fortalecimento do Protagonismo Infanto-juvenil. Revista Diálogos, v. 17, p. 74-83, 2012.

Capítulos de livros publicados
1.
CAMARGO, R.B. ; PERRELLA, C. S. S. ; LONGO, I. S. . Gestão Democrática como direito: questão de permanente disputa. In: CILEDA PERRELA; RUBENS BARBOSA DE CAMARGO. (Org.). A escola feita por várias mãos: dimensões críticas da formação de conselheiros. 1ed.SÃO PAULO: XAMÃ, 2015, v. , p. 151-160.

2.
CAMARGO, R.B. ; PERRELLA, C. S. S. ; LONGO, I. S. . Estatuto da Criança e do Adolescente: desafios para a atuação dos conselheiros de escola. In: CILEDA PERRELA; RUBENS BARBOSA DE CAMARGO. (Org.). A escola feita por várias mãos: dimensões críticas da formação de conselheiros. 1ed.SÃO PAULO: XAMÃ, 2015, v. , p. 205-220.

3.
LONGO, I.S.. Gestão Democrática como direito: questão de permanente disputa. In: PERRELLA, C.; CAMARGO, R.B.. (Org.). A escola feita por várias mãos: dimensões críticas da formação de conselheiros. 01ed.SÃO PAULO: XAMÃ, 2015, v. , p. 151-160.

4.
LONGO, I. S.. A participação no CMDCA/SP: trajetórias e aprendizado político de conselheiros(as) da sociedade civil (1992-2002). In: Benedito Rodrigues dos Santos; Rodrigo de Souza Filho; Maria Lúcia Duriguetto. (Org.). Conselhos dos Direitos: desafios teóricos e práticos das experiências de democratização no campo da criança e do adolescente. 1ªed.JUIZ DE FORA: ED. UFJF, 2012, v. , p. 139-153.

5.
LONGO, I. S.. O cotidiano escolar e a defesa de direitos: o papel dos educadores(as) e dos conselheiros(as) tutelares. In: Benedito Rodrigues dos Santos; Rodrigo de Souza Filho; Maria Lúcia Duriguetto. (Org.). Conselhos tutelares: desafios teóricos e práticos da garantia de direitos da criança e do adolescente. 1ªed.JUIZ DE FORA: ED. UFJF, 2011, v. 1, p. 189-203.

6.
LONGO, I. S.. As escolas de conduta em Cuba e as FEBEMs do Brasil: como incluir os diferentes?. In: Marcos Ferreira Silva. (Org.). Imagens de Cuba. 1ed.são paulo: zoulk, 2002, v. , p. 83-96.

7.
LONGO, I. S.; SARTORI, E. . O impacto do ECA nas políticas públicas de atendimento à criança e ao adolescente e no trabalho infantil.. In: ABET. (Org.). Anais do VI Encontro Nacional de Estudos do Trabalho. Belo Horizonte: , 1999, v. , p. -.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
LONGO, I.S.. Em defesa de uma educação inclusiva de qualidade: o Atendimento Educacional Especializado (AEE) e a docência compartilhada. In: I ConProEduc e II IncluiEduc, 2017, SÃO CAETANO DO SUL. CONGRESSO de pós-graduação stricto sensu profissional em educação, 1 e Seminário de educação inclusiva na região do ABCDMRR, 2., 2017, São Caetano do sul. Anais eletrônicos... São Caetano do Sul, USCS, 2017.. SÃO CAETANO DO SUL: HyperLab - Laboratório de Hipermídias-USCS, 2017.

2.
LONGO, I.S.. O protagonismo infanto-juvenil na participação política de estudantes de escolas democráticas e inovadoras. In: II Congresso Internacional Envolvimento dos Alunos na Escola: Perspectivas da Psicologia e Educação Motivação para o Desempenho Acadêmico, 2016, LISBOA/PORTUGAL. Atas do II Congresso Internacional Envolvimento dos Alunos na Escola: Perspectivas da Psicologia e Educação Motivação para o Desempenho Acadêmico. LISBOA: Instituto de Educação - Universidade de Lisboa, 2016. p. 1037.

3.
LONGO, I. S.. DIVERSIDADE ÉTNICO-RACIAL VERSUS DEMOCRACIA RACIAL: DISCURSOS E IMAGENS NOS LIVROS DIDÁTICOS DE HISTÓRIA. In: SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE COMUNICAÇÃO E CULTURA, 2015, SÃO CAETANO DO SUL. ANAIS DO SIMPÓSIO INTERNACIONAL COMUNICAÇÃO E CULTURA, 2015.

4.
LONGO, I. S.. Teoria e Prática da Gestão Democrática na escola pública: conquistas e desafios da EMEF Campos Salles (SP). In: IX Encontro da ANPAE SUDESTE e XIII Encontro Estadual da ANPAE-SP, 2014, SÃO PAULO. Anais do IX Encontro Regional da Anpae Sudeste e XIII Encontro Estadual da Anpae - SP. SÃO PAULO: Cruzeiro do Sul Educacional, 2014.

5.
LONGO, I. S.. O direito à educação multicultural e o papel das políticas públicas: a institucionalização do ensino da História e Cultura africana e afro-brasileira e indígena. In: 5 SEMINÁRIO BRASILEIRO E 2 SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE ESTUDOS CULTURAIS E EDUCAÇÃO, 2013, CANOAS/RS. ANAIS DO 5 SEMINÁRIO BRASILEIRO E 2 SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE ESTUDOS CULTURAIS E EDUCAÇÃO, 2013.

6.
LONGO, I. S.. O estigma dos três ps: pobre, preto, da periferia: a visão de adolescentes da Comunidade Heliópolis. In: Colóquio Internacional Culturas Jovens - Afro-Brasil América: encontros e desencontros, 2012, São Paulo. Anais do Colóquio Internacional Culturas Jovens - Afro-Brasil América: encontros e desencontros, 2012.

7.
LONGO, I. S.. O fortalecimento da participação popular na defesa dos Direitos Humanos: a experiência do Projeto Voz Ativa. In: II Seminário Nacional sobre Educação Sociocomunitária, 2011, Campinas. II Seminário Nacional sobre Educação Sociocomunitária, 2011.

8.
LONGO, I. S.. Educação, um direito de todos(as): Desafios para a inclusão no Ensino Fundamental ? a experiência da EMEF Gonzaguinha. In: XXV Simpósio Brasileiro da Política e Administração da Educação ? ANPAE, 2011, São Paulo. XXV Simpósio Brasileiro da Política e Administração da Educação ? ANPAE, 2011.

9.
LONGO, I. S.. A relação do saber médico, jurídico e pedagógico no processo histórico da construção da infância e adolescência no Brasil. In: VIII Congresso Luso-Brasileiro de História da Educação, 2010, São Luiz do Maranhão. VIII Congresso Luso-Brasileiro de História da Educação, 2010.

10.
LONGO, I. S.. Ser criança e adolescente na sociedade brasileira: passado e presente da história dos direitos infanto juvenis. In: III Congresso Internacional de Pedagogia Social, 2010, São Paulo. III Congresso Internacional de Pedagogia Social, 2010.

11.
LONGO, I. S.. A sujeição da criança e do adolescente como menor carente ou delinquente e a Doutrina da Proteção Integral: as mudanças da legislação brasileira. In: XIII Jornada Científica do Centro Universitário São Camilo, 2009, São Paulo. XIII Jornada Científica do Centro Universitário São Camilo, 2009.

12.
LONGO, I. S.. O desafio das escolas públicas e dos Conselhos Tutelares na defesa do Estatuto da Criança e do Adolescente. In: II Congresso Internacional de Pedagogia Social, 2008, São Paulo. II Congresso Internacional de Pedagogia Social, 2008.

13.
LONGO, I. S.. Da legislação menorista ao ECA: mudanças e permanências nos discursos e imaginário sobre a conduta infanto-juvenil. In: 16º Seminário Educação ? 20 Anos de Pós-Graduação em Educação: Avaliação e Perspectivas, 2008, Cuiabá. 16º Seminário Educação ? 20 Anos de Pós-Graduação em Educação: Avaliação e Perspectivas, 2008.

14.
LONGO, I. S.; SARTORI, E. . O Impacto do ECA nas Políticas Públicas de Atendimento à Criança e ao Adolescente e no Trabalho Infantil. In: VI Encontro Nacional de Estudos do Trabalho, 1999, Belo Horizonte. VI Encontro Nacional de Estudos do Trabalho, 1999.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
LONGO, I. S.. Diversidade étnico-cultural e educação: a atualidade das ideias freireanas nos saberes e práticas escolares. In: VIII Congresso da Rede Latino-americana para transformação docente em linguagem, 2013, Rio Claro - SP. VII CONGRESSO DA REDE LATINO-AMERICANA PARA A TRANSFORMAÇÃO DA FORMAÇÃO DOCENTE E PRÁTICAS ESCOLARES, 2013.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
LONGO, I. S.. O LIVRO DIDÁTICO DE HISTÓRIA E O DIÁLOGO COM A DIVERSIDADE ÉTNICO-CULTURAL: LIMITES E POSSIBILIDADES. In: 3º CONGRESSO DE PESQUISA DO ENSINO DO SINPRO-SP, 2014, SÃO PAULO. 3º CONGRESSO DE PESQUISA DO ENSINO DO SINPRO-SP, 2014.

2.
LONGO, I. S.. A questão da diversidade étnico-racial: mudanças e permanências de discursos e imagens nos livros didáticos do Ensino Fundamental I. In: III Simpósio de Pesquisa do Grande ABC, 2013, SÃO BERNADO DO CAMPO. ANAIS DO III Simpósio de Pesquisa do Grande ABC, 2013.

3.
LONGO, I. S.. A participação nas conferências dos direitos da criança e do adolescente e o fortalecimento do protagonismo infanto-juvenil. In: IV CONGRESSO INTERNACIONAL DE PEDAGOGIA SOCIAL, 2012, São Paulo. IV CONGRESSO INTERNACIONAL DE PEDAGOGIA SOCIAL, 2012.

4.
LONGO, I. S.. A participação nas conferências dos direitos da criança e do adolescente e o fortalecimento do protagonismo infanto-juvenil. In: IV CONGRESSO INTERNACIONAL DE PEDAGOGIA SOCIAL, 2012, São Paulo. IV CONGRESSO INTERNACIONAL DE PEDAGOGIA SOCIAL, 2012.

5.
LONGO, I. S.. Desafios do Plano Nacional de Educação (PNE 2011-2020): Metas e estratégias para superar desigualdades históricas do Brasil. In: XV Jornada Científica do Centro Universitário São Camilo, 2011, São Paulo. XV Jornada Científica do Centro Universitário São Camilo, 2011.

6.
LONGO, I. S.. Educação formal e não-formal e o aprendizado da legislação em defesa dos Direitos Humanos. In: 17 COLE - Congresso de Leitura do Brasil, 2009, Campinas. 17 COLE - Crongresso de Leitura do Brasil. Campinas: UNICAMP, 2009.

7.
LONGO, I. S.. De menor delinquente a sujeito de direitos ? o percurso histórico da legislação brasileira sobre criança e adolescente. In: 60ª Reunião Anual da SBPC, 2008, Campinas. 60ª Reunião Anual da SBPC, 2008.

8.
LONGO, I. S.. Os direitos das crianças e dos adolescentes na visão dos conselhos tutelares e escolas públicas de São Paulo. In: 59ª Reunião Anual da SBPC, 2007, Belém. 59ª Reunião Anual da SBPC, 2007.

9.
LONGO, I. S.. Conselhos Tutelares e Escolas: como atuar na defesa de direitos?. In: IV Semana da Educação ? Ensinar e Aprender: Formação, Percurso e Projetos, 2006, São Paulo. IV Semana da Educação ? Ensinar e Aprender: Formação, Percurso e Projetos, 2006.

10.
LONGO, I. S.. O Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) e a sociedade brasileira: resistências e transformações ? o percurso histórico dos direitos da criança e do adolescente no Brasil. In: I Simpósio Internacional do Adolescente ? Adolescência hoje: desafios, práticas e políticas, 2005, São Paulo. I Simpósio Internacional do Adolescente ? Adolescência hoje: desafios, práticas e políticas, 2005.

11.
LONGO, I. S.. O movimento da infância e o aprendizado da participação no CMDCA/SP. In: VII ANPED SUDESTE, 2004, Rio de Janeiro. VII ANPED SUDESTE, 2004.

12.
LONGO, I. S.. A construção histórica dos direitos da criança e do adolescente e o protagonismo infanto-juvenil. In: Fórum Mundial de Educação de São Paulo, 2004, São Paulo. Fórum Mundial de Educação de São Paulo, 2004.

13.
LONGO, I. S.. O aprendizado da participação política dos segmentos sociais na gestão das políticas para infância e adolescência. In: 55 SBPC, 2003, Recife. 55 SBPC, 2003.

14.
LONGO, I. S.. Limites e Possibilidades da Participação Popular. In: VII Simpósio de Pesquisa da FEUSP, 2001, São Paulo. VII Simpósio de Pesquisa da FEUSP, 2001.

15.
LONGO, I. S.. Participação Popular & Conselhos dos Direitos da Criança e do Adolescente - Democracia e público na práxis educativa dos movimentos sociais e populares. In: I Seminário Nacional ?Democracia e Construção do Público no Pensamento Educacional Brasileiro, 2001, Niterói. I Seminário Nacional ?Democracia e Construção do Público no Pensamento Educacional Brasileiro, 2001.

Apresentações de Trabalho
1.
LONGO, I. S.. O protagonismo infanto-juvenil na participação política de estudantes de escolas democráticas e inovadoras. 2016. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

2.
LONGO, I. S.. SER CRIANÇA E ADOLESCENTE NO BRASIL E TER GARANTIA DE DIREITOS: LIMITES E POSSIBILIDADE PARA O ECA. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

3.
LONGO, I. S.. Feminização do magistério e questões de gênero: mudanças e permanências. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

4.
LONGO, I. S.. Diversidade étnico-racial versus Democracia racial: discursos e imagens nos livros didáticos de história. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

5.
LONGO, I. S.. FEMINIZAÇÃO DO MAGISTÉRIO E QUESTÕES DE GÊNERO: MUDANÇAS E PERMANÊNCIAS. 2015. (Apresentação de Trabalho/Outra).

6.
LONGO, I. S.. Diversidade étnico-racial versus Democracia racial: discursos e imagens nos livros didáticos de história. 2015. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

7.
LONGO, I. S.. Ser Criança e Adolescente no Brasil e ter garantia de direitos: limites e possibilidades para o ECA. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

8.
LONGO, I. S.. O livro didático de história e o diálogo com a diversidade étnico-cultural: limites e possibilidades. 2014. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

9.
LONGO, I. S.. Teoria e Prática da Gestão Democrática na escola pública: conquistas e desafios da EMEF Campos Salles (SP). 2014. (Apresentação de Trabalho/Outra).

10.
LONGO, I. S.. O Sistema de Garantia de Direitos para a Infância, Adolescência e Juventude: Mudanças e Permanências. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

11.
LONGO, I. S.. A questão da diversidade étnico-racial: mudanças e permanências de discursos e imagens nos livros didáticos do Ensino Fundamental I. 2013. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

12.
LONGO, I. S.. O estigma dos três ps: pobre, preto, da periferia: a visão de adolescentes da Comunidade Heliópolis. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

13.
LONGO, I. S.. Estatuto da Criança e Adolescente e a Educação Inclusiva. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

14.
LONGO, I. S.. O desafio das escolas públicas e dos conselhos tutelares na defesa do Estatuto da Criança e do Adolescente. 2008. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

15.
LONGO, I. S.. DA LEGISLAÇÃO MENORISTA AO ECA: MUDANÇAS E PERMANÊNCIAS NOS DISCURSOS E IMAGINÁRIO SOBRE A CONDUTA INFANTO-JUVENIL.. 2008. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

16.
LONGO, I. S.. Os direitos das crianças e adolescentes na visão dos conselhos tutelares de São Paulo. 2007. (Apresentação de Trabalho/Outra).

17.
LONGO, I. S.. conselhos tutelares e escolas: como atuar na defesa de direitos?. 2006. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

18.
LONGO, I. S.. o estatuto da criança e do adolescente e a sociedade brasileira - o percurso histórico dos direitos da criança e do adolescente no Brasil.. 2005. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

19.
LONGO, I. S.. O aprendizado da participação política - o conselho municipal dos direitos da criança e do adolescente. 2004. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

20.
LONGO, I. S.. O movimento da Infância e o aprendizado da participação no Conselho Municipal dos Direitos da criança e do Adolescente de São Paulo - CMDCA/SP. 2004. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

21.
LONGO, I. S.. Avaliação da participação política dos conselheiros municipais dos direitos da criança e do adolescente de São Paulo. 2004. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).


Demais tipos de produção técnica
1.
LONGO, I. S.. 2º Relatório Parcial de Pesquisa. 2015. (Relatório de pesquisa).

2.
LONGO, I. S.. RELATÓRIO FINAL DE PESQUISA. 2015. (Relatório de pesquisa).

3.
LONGO, I. S.; PERRELLA, C. S. S. . Formação Cidadã ? 2014. Módulo: Democracia Participativa e Representativa. 2014. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

4.
LONGO, I. S.. ROTEIROS DE ESTUDO DE HISTÓRIA - EMEF CAMPOS SALLES. 2014. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - DIDÁTICO PEDAGÓGICA).

5.
LONGO, I. S.. 1º RELATÓRIO PARCIAL D PESQUISA. 2014. (Relatório de pesquisa).

6.
LONGO, I. S.. ROTEIROS DE ESTUDO DE HISTÓRIA - EMEF CAMPOS SALLES. 2013. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - DIDÁTICO PEDAGÓGICA).

7.
LONGO, I. S.. 1º Relatório Parcial de Pesquisa. 2013. (Relatório de pesquisa).

8.
LONGO, I. S.. 2º Relatório Parcial de PESQUISA. 2013. (Relatório de pesquisa).

9.
LONGO, I. S.. RELATÓRIO FINAL DE PESQUISA. 2013. (Relatório de pesquisa).

10.
LONGO, I. S.. A GARANTIA DOS DIREITOS INFANTO-JUVENIS: O PERCURSO HISTÓRICO PARA A APROVAÇÃO DO ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE. 2008. (Curso de curta duração ministrado/Outra).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
SÁ, N.P.; SOUZA, R.F.; LONGO, I. S.; CA, L. O.. Participação em banca de Eduardo Ferreira da Cunha. EXAME DE QUALIFICAÇÃO - Grupo Escolar em Cuiabá: arquitetura e pedagogia (1910- 1930). 2009. Dissertação (Mestrado em MESTRADO EM EDUCAÇÃO) - UNIVERSIDADE FEDERAL DO MATO GROSSO.

2.
SÁ, N.P.; SCHUELER, A. F. M.; FERREIRA, M. S.; LONGO, I. S.. Participação em banca de Nailza Barbosa Gomes. EXAME DE QUALIFICAÇÃO - Uma professora negra em Cuiabá na Primeira República: limites e possibilidades. 2009. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduação em Educação) - Universidade Federal de Mato Grosso.

3.
SÁ, N.P.; FERREIRA, M. A. S.; LONGO, I. S.; FERREIRA, M. S.. Participação em banca de Paulo Divino Ribeiro da Cruz. EXAME DE QUALIFICAÇÃO - A influência do Racismo na educação mato-grossense na transição do século XIX ao XX. 2009. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduação em Educação) - Universidade Federal de Mato Grosso.

Teses de doutorado
1.
SOARES, M. V. M. B.; SCHILLING, F. I.; GHANEM, E. G. G.; AUAD, D.; COMPARATO, B. K.; LONGO, I. S.. Participação em banca de SARA MOITINHO DA SILVA. Educação, direitos humanos, igualdade e diferença: o que dizem os professores?. 2016. Tese (Doutorado em DOUTORADO EM EDUCAÇÃO) - FACULDADE DE EDUCAÇÃO USP.

2.
LONGO, I. S.; CAMARGO, R.B.; PARO, V.H.; ARELARO, L.R.G.; GOHN, M.G.M.. Participação em banca de Cileda dos Santos Sant´Anna Perrella. Formação política de conselheiros de escola do município de Suzano-SP (2005-2009): a questão da participação política. 2012. Tese (Doutorado em DOUTORADO EM EDUCAÇÃO) - FACULDADE DE EDUCAÇÃO USP.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
OLIVEIRA, M. M.; LONGO, I.S.. Participação em banca de Beatriz Fernandes Franco; Marilza Pereira; Thaila Peres.Gestão Democrática a frente da mudança social. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Pedagogia) - Universidade Municipal de São Caetano do Sul.

2.
LONGO, I.S.; OLIVEIRA, M. M.. Participação em banca de Elaine de Araújo Caetano; Natália Paiva Custódio.Inclusão de alunos com TEA na rede regular de educação infantil. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Pedagogia) - Universidade Municipal de São Caetano do Sul.

3.
LONGO, I.S.; OLIVEIRA, M. M.. Participação em banca de Bianca Serachiani; Ceres Hercília; Simone L.M. Morpanini.A formação docente para lecionar matemática. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Pedagogia) - Universidade Municipal de São Caetano do Sul.

4.
LONGO, I.S.; OLIVEIRA, M. M.. Participação em banca de Bruna Sousa Lourenço Daniel; Camila Cavalcante Ertner.Autismo na escola. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Pedagogia) - Universidade Municipal de São Caetano do Sul.

5.
CRUZ, S. P.; LONGO, I. S.. Participação em banca de CELINA FERREIRA DE SENA.MEMORIAL DE FORMAÇÃO. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Pedagogia) - Universidade Municipal de São Caetano do Sul.

6.
MARTINOFF, E. H. S.; LONGO, I. S.. Participação em banca de VANESSA OLIVEIRA LIMA.DISCURSOS E PRÁTICAS DOS DOCENTES DA EDUCAÇÃO INFANTIL QUANTO AO CUMPRIMENTO DA LEI 10.639/03 NO COTIDIANO ESCOLAR.. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Pedagogia) - Universidade Municipal de São Caetano do Sul.

7.
PATTARO, C. H. F.; LONGO, I. S.. Participação em banca de MICHELLY FLOR DOS SANTOS LOPES; TAMIRES DE LIMA.Reggio Emilia. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Pedagogia) - Universidade Municipal de São Caetano do Sul.

8.
LONGO, I. S.; CRUZ, S. P.. Participação em banca de Bruna Carvalho; Nancy Ribeiro e Stella Menezes.Contribuições da Pedagogia Histórico-Crítica. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Pedagogia) - Universidade Municipal de São Caetano do Sul.

9.
LONGO, I. S.; RINGIS, K. F. B.. Participação em banca de Ticiany Goes.MEMORIAL DE FORMAÇÃO. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Pedagogia) - Universidade Municipal de São Caetano do Sul.

10.
ANDRADE, M. F. R.; LONGO, I. S.. Participação em banca de Rachel Baesso D´Urbano.A produção do Programa PIBD na Região Nordeste: a iniciação à docência em destaque. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Pedagogia) - Universidade Municipal de São Caetano do Sul.

11.
APARICIO, A. S.; LONGO, I. S.. Participação em banca de Rafaella Nicolini de Camargo.A formação do professor para o ensino de língua materna do 1º ao 5º ano no âmbito do Projeto PIBID na Região Sudeste. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Pedagogia) - Universidade Municipal de São Caetano do Sul.

12.
LONGO, I. S.. Participação em banca de Sandra Regina Silva de Moraes.Educação para as relações étnico-raciais nas escolas públicas: limites e possibilidades. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Pedagogia) - Universidade Municipal de São Caetano do Sul.

13.
LONGO, I. S.. Participação em banca de LUCIANA VILLANI DAS NEVES.Educação Étnico-racial: viabilidade para a formação de um NEAB na USCS. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Pedagogia) - Universidade Municipal de São Caetano do Sul.

14.
FERREIRA, M. A. S.; LONGO, I. S.. Participação em banca de RACHEL BAESSO D´URBANO.A produção científica do Programa PIBID, na Região Nordeste: a iniciação à docência em destaque. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Pedagogia) - Universidade Municipal de São Caetano do Sul.

15.
APARICIO, A. S.; LONGO, I. S.. Participação em banca de PATRÍCIA FAZANI DA SILVA.UM ESTUDO SOBRE PRESSUPOSTOS TEÓRICOS E METODOLÓGICOS REFERENCIADOS PELOS PROGRAMAS BOLSA ALFABETIZAÇÃO E PIBID NO ESTADO DE SÃO PAULO. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Pedagogia) - Universidade Municipal de São Caetano do Sul.

16.
APARICIO, A. S.; LONGO, I. S.. Participação em banca de CRISTIANE APARECIDA TRONQUIN.O ENSINO DA LÍNGUA MATERNA NOS PROJETOS PIBID/PEDAGOGIA DO ESTADO DE SÃO PAULO. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Pedagogia) - Universidade Municipal de São Caetano do Sul.

17.
OLIVEIRA, M. M.; LONGO, I. S.. Participação em banca de IARA PAULA PESSOTA; CRISTINA VALERO; LAIS FERREIRA; SHEILA B.INCLUSÃO UMA HISTÓRIA REAL CONTEMPORÂNEA - DEFICIENTE FÍSICA EM DECORRÊNCIA DE UMA PARALISIA CEREBRAL. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Pedagogia) - Universidade Municipal de São Caetano do Sul.

18.
ANDRADE, M. F. R.; LONGO, I. S.. Participação em banca de 1) AMALIA CONCEIÇÃO NASCIMENTO OLIVEIRA.MEMORIAL DE FORMAÇÃO. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Pedagogia) - Universidade Municipal de São Caetano do Sul.

19.
ANDRADE, M. F. R.; LONGO, I. S.. Participação em banca de 2) ANDRESSA NOGUEIRA SANCHES.SONDAGEM NO PROCESSO DE ALFABETIZAÇÃO. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Pedagogia) - Universidade Municipal de São Caetano do Sul.

20.
ANDRADE, M. F. R.; LONGO, I. S.. Participação em banca de 3) BRUNA DRIELY CAMPOS SAMPAIO e ISABEL DAYANA MESQUITA CERQ.A CONSTRUÇÃO DE SEQUÊNCIAS DIDÁTICAS DE GÊNEROS TEXTUAIS NA LÍNGUA MATERNA: A experiência do PIBID na EMEB Dr. José Ferraz de Magalhães Castro. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Pedagogia) - Universidade Municipal de São Caetano do Sul.

21.
HAAS, C.; LONGO, I. S.. Participação em banca de 4) ELISÂNGELA FREGONEZI DINIZ RIBEIRO.ARTIGO CIENTÍFICO ? SER PEDAGOGO: O QUE DIZEM OS ALUNOS CONCLUINTES DO CURSO DE PEDAGOGIA-LICENCIATURA. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Pedagogia) - Universidade Municipal de São Caetano do Sul.

22.
PEREIRA, M. D.; LONGO, I. S.. Participação em banca de 5) GISELE CRISTINA MARQUIEZIN DE OLIVEIRA.MEMORIAL DE FORMAÇÃO. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Pedagogia) - Universidade Municipal de São Caetano do Sul.

23.
PEREIRA, M. D.; LONGO, I. S.. Participação em banca de 6) TAIS SOUTO DA SILVA.MEMORIAL DE FORMAÇÃO. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Pedagogia) - Universidade Municipal de São Caetano do Sul.

24.
LONGO, I. S.; ANDRADE, M. F. R.. Participação em banca de 1) CLARA MARIA DA CONCEIÇÃO DE MATOS PAIS CARVALHO.O DIREITO AO RESPEITO E À ADVERSIDADE: Conscientização e diálogo para o enfrentamento de preconceitos na escola. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Pedagogia) - Universidade Municipal de São Caetano do Sul.

25.
PERRELLA, C. S. S.; LONGO, I. S.. Participação em banca de JULIANA CRISTINA NUNES E KISSY JESSICA DE O. M. CAVALCANTE.Novas constituições familiares e a escola: elementos para o olhar do professor. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em PEDAGOGIA) - FACULDADE ZUMBI DOS PALMARES.

26.
PERRELLA, C. S. S.; LONGO, I. S.. Participação em banca de SUELI LOURENÇO; EDNEIA PEREIRA; VALDELÍCIA BORGES.O OLHAR DO PROFESSOR NO E.F.I SOBRE OS DESAFIOS DA INCLUSÃO: ALGUMAS PERCEPÇÕES DE ESTAGIÁRIAS DO CURSO DE PEDAGOGIA. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em PEDAGOGIA) - FACULDADE ZUMBI DOS PALMARES.

27.
PERRELLA, C. S. S.; LONGO, I. S.. Participação em banca de ADARA DANDARA; VERIDIANA LEDO DE SÁ.A EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS NO SISTEMA CARCERÁRIO: ALGUMAS CONSIDERAÇÕES SOBRE O ESTADO DE SÃO PAULO. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em PEDAGOGIA) - FACULDADE ZUMBI DOS PALMARES.

28.
LONGO, I. S.; APARICIO, A. S.. Participação em banca de Fabíola Facchini Bocchi.O estágio na formação docente. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Pedagogia) - Universidade Municipal de São Caetano do Sul.

29.
LONGO, I. S.; APARICIO, A. S.. Participação em banca de Daniela de M. Hage Vasconcelos.Alfabetização de crianças de seis anos a partir da reforma curricular do ensino fundamental de nove anos. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Pedagogia) - Universidade Municipal de São Caetano do Sul.

30.
LONGO, I. S.; APARICIO, A. S.. Participação em banca de Célio Benedito Gonçalves.Gestão Democrática na educação infantil e a melhoria do relacionamento entre escola e família. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Pedagogia) - Universidade Municipal de São Caetano do Sul.

31.
LONGO, I. S.; APARICIO, A. S.. Participação em banca de Jacqueline Fliguel Szmusszkowicz.Educação a distância: características e especificidades. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Pedagogia) - Universidade Municipal de São Caetano do Sul.

32.
LONGO, I. S.; APARICIO, A. S.. Participação em banca de Fernanda Isis Prada Ferreira e Mayara Hernandes de Freitas.A importância da atividade da leitura feita pelo professor no processo de alfabetização. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Pedagogia) - Universidade Municipal de São Caetano do Sul.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Outras participações
1.
LONGO, I. S.. I Seminário de Educação da USCS ? O PARFOR e a Formação Continuada de professores na Região do Grande ABC: desafios e perspectivas. 2012. Universidade Municipal de São Caetano do Sul.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
II Congresso Internacional Envolvimento dos Alunos na Escola: Perspectivas da Psicologia e Educação. O protagonismo infanto-juvenil na participação política de estudantes de escolas democráticas e inovadoras. 2016. (Congresso).

2.
SIMPÓSIO INTERNACIONAL COMUNICAÇÃO E CULTURA.Diversidade étnico-racial versus Democracia racial: discursos e imagens nos livros didáticos de história. 2015. (Simpósio).

3.
3° Congresso de Pesquisa do Ensino - O Ensino na Educação Infantil e Fundamental I, reflexões e desafios. O livro didático de história e o diálogo com a diversidade étnico-cultural: limites e possibilidades. 2014. (Congresso).

4.
IX Encontro da ANPAE SUDESTE e XIII Encontro Estadual da ANPAE-SP..Teoria e Prática da Gestão Democrática na escola pública: conquistas e desafios da EMEF Campos Salles (SP). 2014. (Encontro).

5.
1. III Simpósio de Pesquisa do Grande ABC.A questão da diversidade étnico-racial: mudanças e permanências de discursos e imagens nos livros didáticos do Ensino Fundamental I. 2013. (Simpósio).

6.
5 SEMINÁRIO BRASILEIRO E 2 SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE ESTUDOS CULTURAIS E EDUCAÇÃO.O direito à educação multucultural e o papel das políticas públicas: a institucionalização do ensino da História e Cultura africana e afro-brasileira e indígena. 2013. (Seminário).

7.
VII CONGRESSO DA REDE LATINO-AMERICANA PARA TRANSFORMAÇÃO DA FORMAÇÃO DOCENTE EM LINGUAGEM. Diversidade étnico-cultural e educação: a atualidade das ideias freireanas nos saberes e práticas escolares. 2013. (Congresso).

8.
Colóquio Internacional Culturas Jovens - Afro-Brasil América: encontros e desencontros.O estigma dos três ps: pobre, preto, da periferia: a visão de adolescentes da Comunidade Heliópolis. 2012. (Outra).

9.
IV CONGRESSO INTERNACIONAL DE PEDAGOGIA SOCIAL. A participação nas conferências dos direitos da criança e do adolescente e o fortalecimento do protagonismo infanto-juvenil. 2012. (Congresso).

10.
II Seminário Nacional sobre Educação Sociocomunitária.O fortalecimento da participação popular na defesa dos Direitos Humanos: a experiência do Projeto Voz Ativa. 2011. (Seminário).

11.
XV Jornada Científica do Centro Universitário São Camilo.Desafios do Plano Nacional de Educação (PNE 2011-2020): Metas e estratégias para superar desigualdades históricas do Brasil. 2011. (Outra).

12.
XXV Simpósio Brasileiro da Política e Administração da Educação ? ANPAE.Educação, um direito de todos(as): Desafios para a inclusão no Ensino Fundamental ? a experiência da EMEF Gonzaguinha. 2011. (Simpósio).

13.
III Congresso Internacional de Pedagogia Social. Ser criança e adolescente na sociedade brasileira: passado e presente da história dos direitos infanto juvenis. 2010. (Congresso).

14.
VIII Congresso Luso-Brasileiro de História da Educação. A relação do saber médico, jurídico e pedagógico no processo histórico da construção da infância e adolescência no Brasil. 2010. (Congresso).

15.
17 COLE - Congresso de Leitura do Brasil. Educação formal e não-formal e o aprendizado da legislação em Direitos Humanos. 2009. (Congresso).

16.
XIII Jornada Científica do Centro Universitário São Camilo.A sujeição da criança e do adolescente como menor carente ou delinquente e a Doutrina da Proteção Integral: as mudanças da legislação brasileira. 2009. (Outra).

17.
16 Seminário Educação 2008 - 20 anos de pós-graduação em educação: avaliação e perspectivas.DA LEGISLAÇÃO MENORISTA AO ECA: MUDANÇAS E PERMANÊNCIAS NOS DISCURSOS E IMAGINÁRIO SOBRE A CONDUTA INFANTO-JUVENIL.. 2008. (Seminário).

18.
60 REUNIÃO ANUAL SBPC. De menor delinquente a sujeito de direitos - o percurso histórico da legislação brasileira sobre criança e adolescente. 2008. (Congresso).

19.
II Congresso Internacional de Pedagogia Social. O desafio das escolas públicas e dos conselhos tutelares na defesa do Estatuto da Criança e do Adolescente. 2008. (Congresso).

20.
59 REUNIÃO ANUAL SBPC.Os direitos das crianças e dos adolescentes na visão dos conselhos tutelares e das escolas públicas de São Paulo. 2007. (Outra).

21.
IV Seminário Estadual Pró-conselho - conselhos de Minas. 2004. (Seminário).

22.
VII ANPED SUDESTE.O Movimento da infância e o aprendizado da participação no CMDCA/SP. 2004. (Encontro).

23.
55 SBPC.O aprendizado da participação política dos segmentos sociais na gestão das políticas para infância e adolescência. 2003. (Outra).

24.
Seminário Nacional Democracia e Construção do Público no Pensamento Educacional Brasileiro.Participação popular e Conselhos dos Direitos da Criança e do Adolescente - democracia e público na práxis educativa dos movimentos sociais e populares. 2001. (Seminário).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
LONGO, I.S.; CRUZ, S. P. ; PATTARO, C. H. F. . XI Jornada de Pedagogia - A Pedagogia Libertadora em tempos de incertezas. 2017. (Outro).

2.
LONGO, I. S.; CRUZ, S. P. ; PATTARO, C. H. F. ; VERRONE, R. . X Jornada de Pedagogia - Educação Infantil: Práticas e saberes. 2016. (Outro).

3.
LONGO, I. S.. VIII Jornada de Pedagogia. 2014. (Outro).

4.
SANTOS, M.F. ; TELLES, E.O. ; ALMEIDA, A. A. ; DIAS, M. ; PARREIRA, J. ; LONGO, I. S. . Imagens de Cuba. 2003. (Outro).

5.
LONGO, I. S.; SANTOS, J.O.B. ; TEIXEIRA, D.C.S. ; SOUZA, M.P.R. ; ARELARO, L.R.G. . Seminário Multidisciplinar: dez anos do Estatuto da Criança e do Adolescente - conquistas e limites. 2000. (Outro).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Iniciação científica
1.
VANESSA OLIVEIRA LIMA. Discursos e práticas de docentes da educação infantil quanto ao cumprimento das leis 10.639/03 e 11.645/08 no cotidiano escolar. Início: 2015. Iniciação científica (Graduando em Pedagogia) - Universidade Municipal de São Caetano do Sul, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. (Orientador).

2.
Sandra Regina Silva de Moraes. Educação para as relações étnico-raciais nas escolas públicas: discursos e práticas de educadores(as) e estudantes de São Caetano do Sul - SP. Início: 2014. Iniciação científica (Graduando em Pedagogia) - Universidade Municipal de São Caetano do Sul, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Monografia de conclusão de curso de aperfeiçoamento/especialização
1.
2) Isaurina Bonfim Fenerich. COMO A AVALIAÇÃO PODE FAVORECER A APRENDIZAGEM DOS ALUNOS EM CAMPO DE ESTÁGIO. 2013. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Docência em Saúde) - Centro Universitário São Camilo. Orientador: Isis Sousa Longo.

2.
Marilda Aparecida Camazano Silva. PRÁTICAS EDUCATIVAS UTILIZADAS NA ATENÇÃO BÁSICA À SAÚDE A PORTADORES DE HIPERTENSÃO ARTERIAL E DIABETES MELLITUS TIPO 2. 2012. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Docência em Saúde) - Centro Universitário São Camilo. Orientador: Isis Sousa Longo.

3.
REJANE KATIA CORREIA. AS CONTRIBUIÇÕES DA FIOCRUZ PARA A EDUCAÇÃO PERMANENTE EM SAÚDE: REVISÃO INTEGRATIVA DA LITERATURA. 2012. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Docência em Saúde) - Centro Universitário São Camilo. Orientador: Isis Sousa Longo.

4.
1) Alexandre, Noemi de Melo. Aplicabilidade do instrumento de avaliação prática do curso técnico em enfermagem em uma instituição educacional privada / Noemi de Melo Alexandre. 2011. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Docência em Saúde) - Centro Universitário São Camilo. Orientador: Isis Sousa Longo.

5.
2) Souza, Lilian Lemos. O tecnicismo na formação dos profissionais de enfermagem: passado e presente. 2010. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Docência em Saúde) - Centro Universitário São Camilo. Orientador: Isis Sousa Longo.

6.
3) Débora Lúcia. Enfermeiro(a)-professor(a): a formação pedagógica do(a) docente em enfermagem. 2010. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Docência em Saúde) - Centro Universitário São Camilo. Orientador: Isis Sousa Longo.

Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Bruna Gomes Andrade e Luiza Telles Parolin. Refletindo a Teoria e a Prática: questões de gênero, mídia e educação. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Pedagogia) - Universidade Municipal de São Caetano do Sul. Orientador: Isis Sousa Longo.

2.
Dayana da Silva Barros e Amanda Mendes dos Santos. O ensino e a aprendizagem na Educação de Jovens e Adultos: o que está previsto na legislação atual?. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Pedagogia) - Universidade Municipal de São Caetano do Sul. Orientador: Isis Sousa Longo.

3.
Elizangela Fernandes dos Santos, Mayara de Oliveira Rodri. Materiais didáticos da EJA: análise da coleção ?Trabalhando com a Educação de Jovens e Adultos.. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Pedagogia) - Universidade Municipal de São Caetano do Sul. Orientador: Isis Sousa Longo.

4.
JÉSSICA PEREIRA DE MELO; FLÁVIA DOS REIS BICUDO; LENISE CAMP. EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS: HABILIDADE PARA EDUCAR OU LETRAR.. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Pedagogia) - Universidade Municipal de São Caetano do Sul. Orientador: Isis Sousa Longo.

5.
LUCIANA VILLANI DAS NEVES. Educação Étnico-racial: viabilidade para a formação de um NEAB na USCS. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Pedagogia) - Universidade Municipal de São Caetano do Sul. Orientador: Isis Sousa Longo.

6.
Sandra Regina Silva de Moraes. Educação para as relações étnico-raciais nas escolas públicas: limites e possibilidades. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Pedagogia) - Universidade Municipal de São Caetano do Sul. Orientador: Isis Sousa Longo.

7.
1) CLARA MARIA DA CONCEIÇÃO DE MATOS PAIS CARVALHO. O DIREITO AO RESPEITO E À ADVERSIDADE: Conscientização e diálogo para o enfrentamento de preconceitos na escola. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Pedagogia) - Universidade Municipal de São Caetano do Sul. Orientador: Isis Sousa Longo.

Iniciação científica
1.
Vanessa Oliveira Lima. Discursos e práticas dos docentes da educação infantil quanto ao cumprimento da lei 10.639/03 no cotidiano escolar. 2016. Iniciação Científica. (Graduando em Pedagogia) - Universidade Municipal de São Caetano do Sul, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Isis Sousa Longo.

2.
Sandra Regina Silva de Moraes. EDUCAÇÃO PARA AS RELAÇÕES ÉTNICO-RACIAIS NAS ESCOLAS PÚBLICAS: DISCURSOS E PRÁTICAS DE EDUCADORES (AS) E ESTUDANTES DE SÃO CAETANO DO SUL- SP. 2015. Iniciação Científica. (Graduando em Pedagogia) - Universidade Municipal de São Caetano do Sul, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Isis Sousa Longo.



Educação e Popularização de C & T



Artigos
Artigos completos publicados em periódicos
1.
LONGO, I.S.2016LONGO, I.S.. Negro é a Raiz da Liberdade: As Leis 10.639/03 e 11.645/08 e a Práxis Libertadora na Desconstrução de Estereótipos dos Livros Didáticos. Revista de Educação do Cogeime, v. 25, p. 45-60, 2016.

2.
LONGO, I.S.2017LONGO, I.S.. Permanências de estereótipos étnico-raciais nos discursos e imagens de livros didáticos. Odeere, v. 3, p. 251-277, 2017.

3.
LONGO, I. S.;LONGO, I.S.2013 LONGO, I. S.. A PERTINÊNCIA DA LEGISLAÇÃO SOBRE O ENSINO DE HISTÓRIA E CULTURA AFRICANAS E AFRO-BRASILEIRAS: DESAFIOS PARA A FORMAÇÃO DOCENTE. Revista @mbienteeducação, v. 6, p. 259, 2013.


Apresentações de Trabalho
1.
LONGO, I. S.. Estatuto da Criança e Adolescente e a Educação Inclusiva. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
LONGO, I. S.. O Sistema de Garantia de Direitos para a Infância, Adolescência e Juventude: Mudanças e Permanências. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

3.
LONGO, I. S.. A questão da diversidade étnico-racial: mudanças e permanências de discursos e imagens nos livros didáticos do Ensino Fundamental I. 2013. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

4.
LONGO, I. S.. O livro didático de história e o diálogo com a diversidade étnico-cultural: limites e possibilidades. 2014. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

5.
LONGO, I. S.. Teoria e Prática da Gestão Democrática na escola pública: conquistas e desafios da EMEF Campos Salles (SP). 2014. (Apresentação de Trabalho/Outra).

6.
LONGO, I. S.. FEMINIZAÇÃO DO MAGISTÉRIO E QUESTÕES DE GÊNERO: MUDANÇAS E PERMANÊNCIAS. 2015. (Apresentação de Trabalho/Outra).

7.
LONGO, I. S.. Diversidade étnico-racial versus Democracia racial: discursos e imagens nos livros didáticos de história. 2015. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

8.
LONGO, I. S.. Ser Criança e Adolescente no Brasil e ter garantia de direitos: limites e possibilidades para o ECA. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

9.
LONGO, I. S.. O protagonismo infanto-juvenil na participação política de estudantes de escolas democráticas e inovadoras. 2016. (Apresentação de Trabalho/Congresso).


Desenvolvimento de material didático ou instrucional
1.
LONGO, I. S.. ROTEIROS DE ESTUDO DE HISTÓRIA - EMEF CAMPOS SALLES. 2013. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - DIDÁTICO PEDAGÓGICA).

2.
LONGO, I. S.. ROTEIROS DE ESTUDO DE HISTÓRIA - EMEF CAMPOS SALLES. 2014. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - DIDÁTICO PEDAGÓGICA).




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 15/11/2018 às 11:19:48