Felipe Chinaglia Montefeltro

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/9313332827151714
  • Última atualização do currículo em 10/12/2018


Possui graduação em BIOLOGIA pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (2005) e mestrado e doutorado em BIOLOGIA COMPARADA pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (2008/2013). Desenvolveu seu projeto de pós-doutorado no Departamento de Zoologia do Instituto de Biociências da UNESP Rio Claro (2013-2015). Atualmente é profosseor do departamento de Biologia e Zootecnia (FEIS-UNESP) Tem experiência na área de Zoologia e Paleozoologia, atuando principalmente nos seguintes temas: sistemática filogenética de Rhynchosauria e Crocodyliformes; e evolução da região ótica de Crocodyliformes. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Felipe Chinaglia Montefeltro
Nome em citações bibliográficas
MONTEFELTRO, F. C.;Montefeltro, Felipe Chinaglia;Felipe C. Montefeltro;Felipe Chinaglia Montefeltro;Montefeltro, Felipe C.;MONTEFELTRO, FELIPE

Endereço


Endereço Profissional
UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA, FEIS-Departamento de Biologia e Zootecnia.
Passeio Monção, 226
Zona Norte
15385000 - Ilha Solteira, SP - Brasil
Telefone: (18) 37431152
Ramal: 1982


Formação acadêmica/titulação


2009 - 2013
Doutorado em Biologia Comparada.
Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Ribeirão Preto, FFCLRP, Brasil.
com período sanduíche em McGill University (Orientador: Hans C. E. Larsson).
Título: Revisão Filogenética de Mesoeucrocodylia: Irradiação Basal e Principais Controvérsias, Ano de obtenção: 2013.
Orientador: Max Cardoso Langer.
Coorientador: Hans C. E. Larsson.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.
2006 - 2008
Mestrado em BIOLOGIA COMPARADA.
Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto, USP/R PRETO, Brasil.
Título: Interelações Filogenéticas dos Rincossauros (Diapsidas, Archosauromorpha),Ano de Obtenção: 2008.
Orientador: Max Cardoso Langer.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
2002 - 2005
Graduação em BIOLOGIA.
Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto, USP/R PRETO, Brasil.
Título: Mesoeucrodilos do Cretáceo do Brasil aspéctos Filogenéticos e estratigráficos.
Orientador: Max Cardoso Langer.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.


Pós-doutorado


2013 - 2015
Pós-Doutorado.
Instituto de Biociências, UNESP, Rio Claro, IB-UNESP RC, Brasil.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.
Grande área: Ciências Biológicas


Formação Complementar


2016 - 2016
Workshop Researcher Connect. (Carga horária: 24h).
Conselho Britânico, CB, Brasil.
2009 - 2009
TNT como Ferramenta Cladística. (Carga horária: 24h).
Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Ribeirão Preto, FFCLRP, Brasil.
2008 - 2008
Molecular Phylogenetics and Evolution. (Carga horária: 15h).
Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto-USP, FMRP-USP, Brasil.
2008 - 2008
Workshop em Comportamento e Sistemática Filogenéti. (Carga horária: 40h).
Unesp São José do Rio Preto, UNESP-SJRP, Brasil.
2004 - 2004
Curso de Verão em Entomologia. (Carga horária: 90h).
Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Ribeirão Preto, FFCLRP, Brasil.


Atuação Profissional



FEIS-Departamento de Biologia e Zootecnia, FEIS-DZ, Brasil.
Vínculo institucional

2015 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professor Assistente Doutor, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

07/2016 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, Comissão de Estágio do Curso de Ciências Biológicas, .

Cargo ou função
Vice Presidente.
03/2018 - 12/2018
Ensino, Biologia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Evolução da diversidade biológica (30 horas)
Paleontologia Geral (30 horas)
Princípios básicos de análises cladísticas (30 horas)
Paleontologia: Tafonomia e Paleoecologia (60 horas)
Projetos especiais em Biologia (60 horas)
03/2018 - 08/2018
Ensino, Zootecnia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Zoologia Geral (6 horas)
01/2017 - 12/2017
Ensino, Biologia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Evolução da diversidade biológica - 30 horas
Evolução da diversidade biológica - 30 horas (segundo semestre)
Paleontologia geral - 30 horas
Paleontologia: tafonomia e paleoecologia - 30 horas
Princípios básicos de análise cladística - 30 horas
Projetos especiais em biologia - 60 horas
03/2016 - 12/2016
Ensino, Biologia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Evolução da diversidade biológica (teórica 1) ?30 hs
Evolução da diversidade biológica (teórica 2) ?30 hs
Projetos especiais em Biologia (teórica 1) - 60 hs
Projetos especiais em Biologia (teórica 2) - 60 hs
Paleontologia Geral (Teórica 1) - 30 hs
Paleontologia: Tafonomia e Paleoecologia (teórica 1) - 30hs
Paleontologia: Tafonomia e Paleoecologia (Teórica 2) - 30 hs
03/2015 - 03/2016
Ensino, Biologia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Evolução da Diversidade Biológica (teórica 1)-30 hs
Evolução da Diversidade Biológica (teórica 2)-30 hs
Paleontologia Geral (Teórica 1) - 30 hs
Paleontologia Geral (Teórica 2) - 30 hs
Princípios básicos de análises cladística- 30hs

Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Brasil.
Vínculo institucional

2017 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Docente do PPG em Biologia Animal

Vínculo institucional

2009 - 2009
Vínculo: Professor bolsista, Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 8

Atividades

11/2018 - 11/2018
Ensino, Biologia Animal, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Sistemática e macro evolução de Tetrapoda (30 horas)
11/2017 - 11/2017
Ensino, Biologia Animal, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Sistemática e macro evolução de Tetrapoda

Instituto de Biociências, UNESP, Rio Claro, IB-UNESP RC, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - 2015
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista de Pós-Doutorado, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.


Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Ribeirão Preto, FFCLRP, Brasil.
Vínculo institucional

2009 - 2013
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista de Doutorado, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2009 - 2009
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Estagiário, PAE, Paleontologia, Carga horária: 6

Vínculo institucional

2006 - 2008
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista Mestrado, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2006 - 2006
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Estagiário, PAE, Geologia, Carga horária: 6


McGill University, MCGILL, Canadá.
Vínculo institucional

2010 - 2011
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Estagiário PDEE, Carga horária: 40


University of Birmingham, BIRMINGHAM, Inglaterra.
Vínculo institucional

2014 - Atual
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Visitante de Pós-Doutorado


Laboratório Nacional de Luz Síncrotron, LNLS, Brasil.
Vínculo institucional

2014 - Atual
Vínculo: Usuário, Enquadramento Funcional: Usuário


ETEC de Ilha Solteira, CEETEPS, Brasil.
Vínculo institucional

2017 - Atual
Vínculo: Outro, Enquadramento Funcional: Membro do Conselho

Atividades

03/2017 - Atual
Direção e administração, Conselho, .

Cargo ou função
Membro do Conselho.


Projetos de pesquisa


2018 - Atual
Testing the roles of hypercarnivores in the unique ecosystems of Cretaceous Brazil
Descrição: This project will use the unique and rich fossil record of reptiles from the Late Cretaceous of Brazil (c. 84?65 million years ago) to understand the evolution and functional constraints of hypercarnivores: animals that have diets with >70% meat and that typically fulfil the role of top or ?apex? predators within ecosystems. In nearly all known Cretaceous ecosystems worldwide, the dominant hypercarnivores and apex predators were theropod dinosaurs such as Tyrannosaurusand abelisaurids. However, in the LateCretaceous ecosystemsof Brazil,theropods were exceptionally scarce. Instead, the apex predators appear to have been a group oflarge,land-based,powerful,fossil crocodyliforms (relatives of modern crocodiles), the baurusuchids(Fig. 1).Baurusuchidsresemble theropod dinosaurs in many key features, and have been referred to as ?theropod mimics?.Thesecrocodyliform-dominatedecosystems are highly unusual, and lack analogues elsewhere in the Mesozoic world. To understand the roles of baurusuchids in these unique ecosystems we will use a cutting-edge, interdisciplinary approach that combines,on the Brazilian side, this remarkable fossil recordandexpertise in fossil crocodyliforms, withtheBirmingham?sexpertise in an integrated suite of computational analysis techniques drawn from engineering, including Finite Element Analysis (FEA).We will create digital models of the skulls of baurusuchids, theropod dinosaurs, and other fossil apex predators,restore their cranial musculature,and use FEA and other approaches to test and compare relative functional performance and bite forces. Our work will not only increase the understanding of Cretaceous ecosystems in Brazil and beyond, but also shed broader light on the evolution of hypercarnivory among vertebrates..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2017 - Atual
Observação direta do comportamento de predação de Lobo-Guará (Chrysocyon brachyurus Illiger 1815) no município de Ilha Solteira-SP
Descrição: O lobo-guará, Chrysocyon brachyurus (ILLIGER, 1815) é o maior representante dos canídeos na América do Sul. O status da espécie varia de Quase Ameaçada à Criticamente em Perigo. Apesar de ser um dos animais emblemáticos da fauna brasileira, a observação direta do comportamento desta espécie é rara, pois o C. brachyurus desempenha a maior parte de suas atividades durante a noite com picos de atividade crepusculares. A região de Ilha Solteira-SP é contida na área de ocorrência da espécie e este trabalho trata de um registro em vídeo de C. brachyurus em Ilha Solteira que acompanhou uma sequência de comportamentos.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Felipe Chinaglia Montefeltro - Coordenador / Marcos Vinicius Queiroz - Integrante.
2016 - 2017
OS CROCODYLIFORMES FÓSSEIS BRASILEIROS DO JURÁSSICO AO PLEISTOCENO (DIVERSIDADE E FILOGENIA)
Descrição: O projeto submetido pretende analisar dois aspectos centrais sobre os Crocodyliformes fósseis brasileiros (diversidade e filogenia) durante o período do Jurássico Superior ao Pleistoceno Superior. Para atingir o objetivo proposto, este será dividido em subprojetos que demarcam questões mais especificas sobre os Crocodyliformes fósseis brasileiros, e seu contexto global. Os subprojetos foram elaborados em dois níveis sucessivos de complexidade, que também refletem resultados esperados mais complexos e relevantes. O primeiro nível dos subprojetos é ligado à diversidade dos Crocodyliformes fósseis brasileiros, e envolve a descrição de novos táxons e a redescrição de táxons já publicados preliminarmente. O segundo nível de subprojetos visa o desenvolvimento de uma nova análise filogenética dos Crocodyliformes incorporando os resultados obtidos no nível anterior. Paralelamente à estas atividades, haverá o desenvolvimento de trabalhos de campo visando a coleta de novos fósseis do grupo..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Felipe Chinaglia Montefeltro - Coordenador.Financiador(es): Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - Auxílio financeiro.Número de orientações: 1
2016 - Atual
Investigação de atropelamentos intencionais em Ilha Solteira-SP
Descrição: Milhares de animais são atropelados nas estradas do país todos os anos, levando em consideração que alguns animais, como os répteis, em especial os ofídios, são vítimas de uma menor empatia pelo homem, sofrendo ataques e sendo mortos indiscriminadamente mesmo quando não oferecem risco algum. Não é impensável que uma parte destes animais encontrados atropelados fossem vítimas de atos intencionais e não acidentais. Este trabalho tem como tem como objetivo averiguar a existência de casos de atropelamentos intencionais na região de Ilha Solteira - SP à partir do uso de moldes de animais nas vias do município com intuito de julgar se são atingidos deliberadamente.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Felipe Chinaglia Montefeltro - Coordenador / Marcos Vinicius Queiroz - Integrante.
2016 - Atual
Mamíferos de médio e grande porte na região de Ilha Solteira: inventário e comparação
Descrição: Mamíferos desempenham funções importantes para a manutenção do ambiente, seja através da polinização, herbivoria, dispersão de sementes ou predação . Consequentemente, a ausência desses animais em dada localidade pode provocar grandes impactos, interferindo severamente sobre o ecossistema local. A perda de habitat é uma das maiores ameaças aos mamíferos, gerando uma série de eventos que podem reduzir o tamanho de populações e mesmo levá-las à extinção. Portanto, é de suma importância reconhecer a diversidade de mamíferos de médio e grande porte em áreas já transformadas. O presente trabalho tem como objetivo avaliar a riqueza e diversidade da mastofauna de médio e grande porte em dois remanescentes vegetais na região de Ilha Solteira, área caracterizada pela transformação antrópica da paisagem. Para o levantamento, serão realizados transectos para o registro de vestígios (pegadas, fezes e tocas), considerado um método eficiente para o inventário de mamíferos de médio e grande porte, dada a natureza discreta e baixa densidade relativa desses animais. Os transectos serão percorridos mensalmente, perfazendo duas campanhas, a primeira datando de fevereiro a julho de 2017 e a segunda, de agosto de 2017 a janeiro de 2018, totalizando 12 meses. Como objetivo secundário, serão realizados moldes tridimensionais digitais das pegadas dos animais registrados e de outros mamíferos de médio de grande porte presentes no Zoológico de Ilha Solteira. Para a geração dos modelos, será utilizada a técnica de fotogrametria, utilizada em outras áreas, como anatomia e paleontologia, e nunca antes testada em vestígios de animais não extinto..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .
Integrantes: Felipe Chinaglia Montefeltro - Coordenador / Juan Vitor Ruiz - Integrante / Marcos Vinicius Queiroz - Integrante.
2016 - Atual
Investigação de atropelamentos intencionais em Ilha Solteira-SP
Descrição: Milhares de animais são atropelados nas estradas do país todos os anos, levando em consideração que alguns animais, como os répteis, em especial os ofídios, são vítimas de uma menor empatia pelo homem, sofrendo ataques e sendo mortos indiscriminadamente mesmo quando não oferecem risco algum. Não é impensável que uma parte destes animais encontrados atropelados fossem vítimas de atos intencionais e não acidentais. Este trabalho tem como tem como objetivo averiguar a existência de casos de atropelamentos intencionais na região de Ilha Solteira - SP à partir do uso de moldes de animais nas vias do município com intuito de julgar se são atingidos deliberadamente.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Felipe Chinaglia Montefeltro - Coordenador / Marcos Vinicius Queiroz - Integrante.
2014 - 2015
Análise das facetas de desgastes de dentes de Crocodyliformes fósseis.
Descrição: As 23 espécies de Crocodyliformes atuais representam uma ínfima diversidade deste grupo que foi muito mais ampla no passado. Alguns grupos fósseis claramente representam extremos do gradiente de ocupação de nicho, destacando-se as formas terrestres, continentais e de pequeno a médio porte atribuídas a Notosuchia. Os representantes de Notosuchia possuem uma vasta gama de morfologias dentárias que sugerem hábitos alimentares variados (carnívoro, onívoro, e herbívoro). Os padrões das estrias microscópicas encontradas nas facetas de desgaste dos dentes representam uma das mais confiáveis evidencia para inferir tais hábitos alimentares. Todavia, poucos táxons de Notosuchia tiveram tais facetas analisadas. A utilização do Microscópio Eletrônico de Varredura (MEV) será crucial para caracterizar estas estrias microscópicas das facetas de desgaste de 5 dentes de Notosuchia provenientes da Formação São José do Rio Preto. Estes dentes apresentam morfologia única com uma cúspide central e duas cúspides acessória, das quais a central e uma acessória sempre apresentam facetas de desgaste. Os dados obtidos serão importantes para inferir o hábito de um Notosuchia com morfologia dentária convergente com mamíferos e que poderia indicar também hábitos de vida similares nesta irradiação peculiar de Crocodyliformes cretácicos..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2014 - 2014
New insights into the anatomy of Hylaeochampsidae based on computed tomography of Hylaeochampsa vectiana
Descrição: The fossil crocodylomorph Hylaeochampsa vectiana from the Early Cretaceous of the Isle of Wight is the geologically oldest and one of the most primitive known members of Eusuchia (?true crocodiles?), the reptile group that includes all living crocodilians as well as a range of fossil species that share their distinctive anatomical features. As such, the unique fossil specimen of Hylaeochampsa has outstanding potential to yield insights into the evolution of the modern crocodilian body plan. This project will provide new insights into the ear anatomy (otic region) of Hylaeochampsa, and examine the palaeoecological and evolutionary implications. Two main data collection approaches will be taken. First, the outer ear and peripheral structures will be studied by direct anatomical observation of the bones surrounding the ear, and data collected using digital macrophotography, callipers, and computed tomographic (CT) scanning. This work will be facilitated by the loan of the type and only specimen (NHMUK R177) to Dr Butler from the Natural History Museum (NHM) in London, and CT scanning will be conducted at the NHM. Second, CT scan data will be used to study the inner structures of the otic region. This specimen has never previously been CT scanned and the inner ear morphology is currently unknown. The middle and inner ear morphology will be segmented out and reconstructed using specialized software (e.g. Avizo). The morphology of the ear is strongly linked to habitat occupation across Eusuchia and close relatives (Crocodyliformes), with distinct morphologies present in crocodyliform groups that occupy distinct environments (e.g. terrestrial versus aquatic environments). The morphology of the key taxon Hylaeochampsa will provide exciting new insights into the primitive morphology of the ear region at the origin of eusuchian crocodyliforms. In addition, osteological correlates within the crocodylifom otic region that allow the inference of soft-tissue systems such as upper and lower ear lids, the tympanic membrane, the cranio-quadrate passage, and pneumatic systems, will be compared for Hylaeochampsa and other fossil crocodyliforms that occupied a broad range of habitats (e.g. fully aquatic and fully terrestrial taxa). This comparison will provide a new understanding of the ecology of Hylaeochampsa and its close fossil relatives (Hylaeochampsidae), which is at present poorly understood. This project will use cutting edge approaches to provide key new data in a research area (origin of Crocodylia) that is of keen interest to a range of vertebrate palaeontologists and zoologists. The results of the project will be published in leading international peer-reviewed journals within the field of palaeontology..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2014 - Atual
A origem e irradiação dos dinossauros no Gondwana (Neotriássico - Eojurássico)
Descrição: O primeiro terço da história evolutiva dos dinossauros, durante o Neotriássico e Eojurássico, concentra a maior parte dos eventos de irradiação do grupo, definindo as partições filogenéticas básicas nas quais se inserem as principais linhagens dinossaurianas. Em terrenos gondwânicos, a origem do grupo é bem representada por depósitos neotriássicos do noroeste Argentino e sul do Brasil, que congregam os mais importantes registros globais dos primeiros dinossauros. Já depósitos eojurássicos com dinossauros (em particular na América do Sul) são muito mais raros, correspondendo a importante lacuna no conhecimento sobre a evolução dos mesmos. Neste projeto, propõe-se prospectar depósitos neotriássicos e jurássicos do Gondwana em busca de fósseis de dinossauros, bem como desenvolver estudos revisionais de cunho anatômico e sistemático de táxons-chave do grupo. Os esforços de coleta se concentrarão em depósitos triássicos do sul do Brasil (Fms. Santa Maria e C aturrita) e Tanzânia ("Tunduru beds"), e jurássicos do NE Brasileiro (Fm. Pastos Bons) e da Venezuela (Fm. La Quinta). Materiais já coletados, que serão o foco inicial dos estudos anatômicos e de posicionamento filogenético, incluem um novo terópode stem-Averostra do Jurássico da Venezuela, além de vários dinossauros basais do Triássico do Rio Grande do Sul. Adicionalmente, será avaliada a possibilidade de datação radioisotópica (U-Pb) dos depósitos supracitados, no intuito de congregar informações geocronológicas às de cunho filogenético, possibilitando um melhor entendimento do "tempo e modo" da irradiação dos dinossauros no Gondwana..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2013 - 2015
A Região Ótica dos Crocodyliformes, implicações Evolutivas e Paleobiológicas
Descrição: Este projeto é dedicado ao estudo da região ótica dos Crocodyliformes visando compreender as implicações paleoecológicas e evolutivas das variações reconhecidas na região. Para atingir este objetivo, cinco principais frentes serão exploradas: o estudo da morfologia da região ótica dos Crocodyliformes recentes, o estudo da morfologia desta região nos Crocodyliformes fósseis, a paleoecologia dos Crocodyliformes, o enfoque no estudo de três táxons fósseis principais, e a filogenia de Crocodyliformes. A morfologia da região ótica dos Crocodyliformes recentes não é completamente conhecida; existem grandes lacunas no conhecimento tanto das partes de tecido mole quanto das contrapartes ósseas. No entanto, a estrutura básica desta região é encontrada em todos os grupos fósseis, mesmo que extremamente modificada em alguns grupos. As modificações são mais proeminentes nos grupos Metriorhynchidae e Baurusuchidae, que ocuparam nichos aquáticos e terrestres, respectivamente. Isto sugere que modificações da região ótica dos Crocodyliformes estejam associadas a aspectos (paleo)ecológicos dos diferentes táxons. Neste contexto, com base em um novo táxon de Metriorhynchidae da Colômbia, o Baurusuchidae Pissarrachampsa sera, um novo Caiman do Pleistoceno do Brasil, além dos táxons recentes, será possível comparar a morfologia da região ótica de táxons aquáticos, terrestres, semiaquáticos sob o espectro evolutivo. Esta abordagem fomentará uma área carente de informações, gerando uma grande quantidade de resultados, que serão obtidos com uma combinação de técnicas, incluindo CT scan, que serão disseminados em publicações especializadas..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2011 - 2016
Os Squamata (Reptilia, Lepidosauria) do Cretáceo e Terciário (Paleogeno/Neogeno) das bacias Bauru, Aiuruoca e Acre: sistemática, evolução e paleoambientes
Descrição: Os Squamata fósseis do Cretáceo e "Terciário" (Paleógeno e Neógeno) do Brasil são encontrados principalmente nas regiões sudeste e norte do país. Esses registros incluem lagartos e serpentes, os quais representam uma pequena parcela da diversidade conhecida para o Mesozóico e Cenozóico sul-americano. Os mais significativos registros estão concentrados nas bacias Bauru (Meso/NeoCretáceo) e Acre (Mioceno superior), especialmente no oeste de São Paulo e Triângulo Mineiro, e na Amazônia ocidental. Adicionalmente, a recentemente descoberta da Bacia de Aiuruoca (Oligoceno/Eoceno), no sul de Minas Gerais, tem revelado muitos fósseis de tetrápodos. Assim, esforços de prospecção e coleta nessa bacia podem resultar em novas ocorrências de escamados para o "Terciário" Brasil. Neste projeto, propõe-se prospectar as áreas mencionadas em busca de escamados fósseis, bem como desenvolver estudos revisionais de cunho anatômico e sistemático de táxons-chave do Cretáceo e "Terciário" brasileiro. Os esforços investigativos se concentrarão nas relações filogenéticas e evolução dos escamados continentais, tais como lagartos e serpentes, bem como de outros pequenos tetrápodos porventura coletados (e.g. anfíbios e mamíferos), e também nas implicações bioestratigráficas e paleoambientais do registro dos mesmos. De forma mais geral, mas mantendo os tetrápodos como foco das investigações, pretende-se aperfeiçoar as correlações estratigráficas dos depósitos oligo-eocênicos e miocênicos no âmbito das bacias brasileiras (Acre e Aiuruoca) e destas com outras partes da América do Sul, tentando buscar estratos de idade correlacionáveis as SALMA's (South American Land Mammal Ages). Além disso, buscar-se-á uma mais detalhada contextualização bioestratigráfica da Bacia Bauru, em conjunto com os recentes trabalhos geológicos relacionados à mesma, ressaltando que este tipo de arcabouço bioestratigráfico segue indisponível para a bacia..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2010 - 2011
Estudo anatômico complementar de um novo Baurusuchidae (Archosauria, Crocodyliformes) do Cretáceo Superior de Minas Gerais, através de análises de ultra-estrutura (tomografia computadorizada e histologia)
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.


Revisor de periódico


2012 - Atual
Periódico: Gondwana Research
2013 - Atual
Periódico: Zoological Journal of the Linnean Society
2013 - Atual
Periódico: Spanish Journal of Palaeontology
2015 - Atual
Periódico: Ameghiniana
2015 - Atual
Periódico: PeerJ
2015 - Atual
Periódico: Revista Brasileira de Paleontologia
2015 - Atual
Periódico: Journal of Vertebrate Paleontology
2016 - Atual
Periódico: Journal of Anatomy (Print)
2016 - Atual
Periódico: Geological Magazine (Print)
2016 - Atual
Periódico: Cretaceous Research (Print)
2018 - Atual
Periódico: Historical Biology
2018 - Atual
Periódico: COMPTES RENDUS PALEVOL


Revisor de projeto de fomento


2016 - 2016
Agência de fomento: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Biologia Geral / Subárea: BIOLOGIA COMPARADA.
2.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Zoologia / Subárea: Paleozoologia.
3.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Zoologia / Subárea: Morfologia dos Grupos Recentes.


Idiomas


Português
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.
Francês
Compreende Pouco, Fala Pouco.


Prêmios e títulos


2012
Melhor apresentação da sessão, categoria estudante de Doutorado, apresentação oral, VIII Simpósio Brasileiro de Paleontologia de Vertebrados.


Produções



Produção bibliográfica
Citações

Web of Science
Total de trabalhos:14
Total de citações:110
Fator H:6
Montefeltro, Felipe  Data: 27/11/2017

SCOPUS
Total de trabalhos:19
Total de citações:87
Montefeltro, Felipe C., Montefeltro, Felipe C Montefeltro, Felipe Chinaglia  Data: 27/11/2017

Outras
Total de trabalhos:27
Total de citações:245
Montefeltro, Felipe  Data: 27/11/2017

Artigos completos publicados em periódicos

1.
GODOY, PEDRO L.2018GODOY, PEDRO L. ; FERREIRA, GABRIEL S. ; Montefeltro, Felipe C. ; VILA NOVA, BRUNO C. ; BUTLER, RICHARD J. ; Langer, Max C. . Evidence for heterochrony in the cranial evolution of fossil crocodyliforms. PALAEONTOLOGY, v. 2018, p. 1-16, 2018.

2.
BREVIGLIERI, CRASSO PAULO B.2018BREVIGLIERI, CRASSO PAULO B. ; CASTRO, MARIELA C. ; RIBEIRO, DOUGLAS C. ; DE OLIVEIRA E SOUZA, LÚCIO ; DIAS, JOÃO HENRIQUE PINHEIRO ; Montefeltro, Felipe Chinaglia . First confirmed records of the Pantanal Cat, Leopardus colocola braccatus (Cope, 1889), in the state of São Paulo, Brazil. CHECK LIST, JOURNAL OF SPECIES LIST AND DISTRIBUTION, v. 14, p. 699-703, 2018.

3.
Langer, Max C.2017Langer, Max C. ; DA ROSA, ÁTILA A.S. ; Montefeltro, Felipe C. . Supradapedon revisited: geological explorations in the Triassic of southern Tanzania. PeerJ, v. 5, p. e4038, 2017.

4.
EZCURRA, MARTÍN D.2016EZCURRA, MARTÍN D. ; MONTEFELTRO, FELIPE ; BUTLER, RICHARD J. . The Early Evolution of Rhynchosaurs. FRONTIERS IN ECOLOGY AND EVOLUTION, v. 3, p. 1-23, 2016.

5.
Montefeltro, Felipe C.2016 Montefeltro, Felipe C.; ANDRADE, DENIS V. ; LARSSON, HANS C. E. . The evolution of the meatal chamber in crocodyliforms. JOURNAL OF ANATOMY, v. 2016, p. n/a-n/a, 2016.

6.
SCHULTZ, CESAR LEANDRO2016SCHULTZ, CESAR LEANDRO ; Langer, Max Cardoso ; Montefeltro, Felipe Chinaglia . A new rhynchosaur from south Brazil (Santa Maria Formation) and rhynchosaur diversity patterns across the Middle-Late Triassic boundary. Palaeontologische Zeitschrift, v. 1, p. 1-17, 2016.

7.
GODOY, PEDRO L.2016GODOY, PEDRO L. ; Bronzati, Mario ; ELTINK, ESTEVAN ; MARSOLA, JÚLIO C. DE A. ; CIDADE, GIOVANNE M. ; Langer, Max C. ; Montefeltro, Felipe C. . Postcranial anatomy of Pissarrachampsa sera (Crocodyliformes, Baurusuchidae) from the Late Cretaceous of Brazil: insights on lifestyle and phylogenetic significance. PeerJ, v. 4, p. e2075, 2016.

8.
MARSOLA, JÚLIO C. DE A.2016MARSOLA, JÚLIO C. DE A. ; BATEZELLI, ALESSANDRO ; Montefeltro, Felipe C. ; GRELLET-TINNER, GERALD ; Langer, Max C. . Palaeoenvironmental characterization of a crocodilian nesting site from the Late Cretaceous of Brazil and the evolution of crocodyliform nesting strategies. PALAEOGEOGRAPHY PALAEOCLIMATOLOGY PALAEOECOLOGY, v. 457, p. 221-232, 2016.

9.
SCHULTZ, CESAR LEANDRO2016SCHULTZ, CESAR LEANDRO ; Langer, Max Cardoso ; Montefeltro, Felipe Chinaglia . Erratum to: A new rhynchosaur from south Brazil (Santa Maria Formation) and rhynchosaur diversity patterns across the Middle-Late Triassic boundary. Palaeontologische Zeitschrift, v. 90, p. 643-643, 2016.

10.
Bronzati, Mario2015Bronzati, Mario ; MONTEFELTRO, F. C. ; Langer, M. C. . Diversification events and the effects of mass extinctions on Crocodyliformes evolutionary history: Figure 1.. Royal Society Open Science, v. 2, p. 140385, 2015.

11.
BUTLER, R. J.2015BUTLER, R. J. ; EZCURRA, M. D. ; MONTEFELTRO, F. C. ; SAMATHI, A. ; SOBRAL, G. . A new species of basal rhynchosaur (Diapsida: Archosauromorpha) from the early Middle Triassic of South Africa, and the early evolution of Rhynchosauria. ZOOLOGICAL JOURNAL OF THE LINNEAN SOCIETY, v. 174, p. 571-588, 2015.

12.
GODOY, P. L.2014GODOY, P. L. ; Felipe Chinaglia Montefeltro ; NORELL, M. A. ; Langer, M. C. . An Additional Baurusuchid from the Cretaceous of Brazil with Evidence of Interspecific Predation among Crocodyliformes. PLoS One, v. 9, p. e97138, 2014.

13.
MARSOLA, J. C.2014MARSOLA, J. C. ; GRELLET-TINNER, G. ; Felipe C. Montefeltro ; SAYAO, J. ; HSIOU, A. ; Langer, Max Cardoso . The first fossil avian egg from Brazil. Alcheringa: An Australasian Journal of Palaeontology, p. 1-5, 2014.

14.
CASTRO, M. C.2014CASTRO, M. C. ; Montefeltro, Felipe Chinaglia ; Langer, Max Cardoso . The Quaternary vertebrate fauna of the limestone cave Gruta do Ioiô, northeastern Brazil. QUATERNARY INTERNATIONAL, v. 352, p. 164-175, 2014.

15.
MARSOLA, JÚLIO C. DE A.2014MARSOLA, JÚLIO C. DE A. ; GRELLET-TINNER, GERALD ; Montefeltro, Felipe C. ; Langer, Max C. .

The first Pan-Podocnemididae turtle egg from the Presidente Prudente Formation (Late Cretaceous, Bauru Group), Brazil

. Zootaxa (Auckland. Print), v. 3872, p. 187, 2014.

16.
Montefeltro, Felipe Chinaglia2013 Montefeltro, Felipe Chinaglia; BITTENCOURT, J. S. ; Langer, Max Cardoso ; SCHULTZ, C. L. . Postcranial anatomy of the hyperodapedontine rhynchosaur (Azevedo and Schultz, 1987) from the Late Triassic of Southern Brazil. Journal of Vertebrate Paleontology, v. 33, p. 67-84, 2013.

17.
Montefeltro, Felipe C.2013Montefeltro, Felipe C.; LARSSON, HANS C. E. ; FRANÇA, MARCO A. G. ; Langer, Max C. . A new neosuchian with Asian affinities from the Jurassic of northeastern Brazil. Naturwissenschaften, v. 100, p. 835-841, 2013.

18.
Bronzati, Mario2012Bronzati, Mario ; Montefeltro, Felipe Chinaglia ; Langer, Max C. . A species-level supertree of Crocodyliformes. Historical Biology (Print), v. 1, p. 1-9, 2012.

19.
Montefeltro, Felipe Chinaglia2011 Montefeltro, Felipe Chinaglia; LARSSON, H. C. E. ; Langer, M. C. . A New Baurusuchid (Crocodyliformes, Mesoeucrocodylia) from the Late Cretaceous of Brazil and the Phylogeny of Baurusuchidae. PLoS One, v. 6, p. e21916, 2011.

20.
MONTEFELTRO, F. C.;Montefeltro, Felipe Chinaglia;Felipe C. Montefeltro;Felipe Chinaglia Montefeltro;Montefeltro, Felipe C.;MONTEFELTRO, FELIPE2010 MONTEFELTRO, F. C.; Langer, M. C. ; SCHULTZ, C. L. . Cranial anatomy of a new genus of hyperodapedontine rhynchosaur (Diapsida, Archosauromorpha) from the Upper Triassic of southern Brazil. Earth and Environmental Science Transactions of the Royal Society of Edinburgh, v. 101, p. 27-52, 2010.

21.
Langer, M. C.2010Langer, M. C. ; Montefeltro, Felipe Chinaglia ; HONE, D. ; Whatley, R. ; SCHULTZ, C. L. . On Fodonyx spenceri and a new rhynchosaur from the Middle Triassic of Devon. Journal of Vertebrate Paleontology, v. 30, p. 1884-1888, 2010.

22.
Montefeltro, Felipe Chinaglia2009 Montefeltro, Felipe Chinaglia; Laurini, Carolina Rettondini ; Langer, Max Cardoso . Multicusped crocodyliform teeth from the Upper Cretaceous (São José do Rio Preto Formation, Bauru Group) of São Paulo, Brazil. Cretaceous Research (Print), p. 1279-1286, 2009.

Capítulos de livros publicados
1.
Montefeltro, Felipe C.; Langer, Max Cardoso . Crocodyliformes. In: Candeiro, C. R. A. & Avilla, L. S.. (Org.). Fósseis de Vertebrados e Plantas do Período dos Dinossauros da Região do Triângulo Mineiro. 1ed.: Letra Capital, 2015, v. , p. 120-141.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
Montefeltro, Felipe Chinaglia. A história dos jacarés. Ciência Hoje das Crianças, p. 2 - 5, 01 mar. 2014.

2.
SOMERA, A. F. ; MONTEFELTRO, F. C. ; ELIAS-NETO, M. ; NUNES, T. ; MASSON, V. L. . Evolução: ciência viva. Fecunda, p. 3 - 6, 22 out. 2008.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
GODOY, P. L. ; Montefeltro, Felipe Chinaglia ; Eltink, E. N. ; VILA NOVA, B. ; MARSOLA, J. C. ; BRONZATI FILHO, M. ; VENANCIO, V. ; FACHINI, T. ; Langer, M. C. . Novo espécime de Baurusuchidae (Crocodyliformes, Mesoeucrocodylia) de General Salgado-SP (Grupo Bauru, Cretáceo Superior). In: XXII Congresso Brasileiro de Paleontologia, 2011, Natal. Paleontologia: caminhando pelo tempo, 2011. v. 1. p. 714-716.

2.
MARSOLA, J. C. ; Montefeltro, Felipe Chinaglia ; Langer, Max Cardoso ; Langer, M. C. . Novo registro oológico atribuído ã Crocodyliformes no Grupo Bauru (Formação Presidente Prudente, Cretáceo Superior). In: XXII Congresso Brasileiro de Paleontologia, 2011, Natal. Paleontologia: caminhando pelo tempo, 2011. v. 1. p. 717-720.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
Langer, Max C. ; DESOJO, J. ; DA ROSA, ÁTILA A.S. ; EZPELETA, M. ; EZCURRA, MARTÍN D. ; MARTINELLI, A. ; BACZO, B. V. ; FIORELLI, L. ; Montefeltro, Felipe C. ; RAMEZANI, J. . New tetrapod specimens and chronostratigraphy of the Late Triassic Ischigualasto Formation at Cerro Las Lajas (La Rioja Province), northwestern Argentina. In: 5th International Palaeontological Congress, 2018, Paris. Proceedings of the 5th International Palaeontological Congress, 2018.

2.
Eltink, E. N. ; FRANÇA, Marco Aurélio Gallo de ; Montefeltro, Felipe C. ; FACHINI, T. ; ONARY, S. ; SANTOS, I. S. ; ABREU, D. L. ; Langer, Max Cardoso . Novos fósseis de vertebrados da Formação Aliança (Jurássico Superior) na porção sul da Bacia Tucano e o primeiro registro de Priohybodus no Brasil. In: XI Simpósio Brasileiro de Paleontologia de Vertebrados, 2018, Teresina. Boletim de Resumos / Paleontologia em Destaque : Boletim Informativo da Sociedade Brasileira de Paleontologia, 2018. v. 1. p. 45-45.

3.
MONTEFELTRO, F. C.; RUIZ, J. V. . THE OLDEST SPHAGESAURID (NOTOSUCHIA, CROCODYLIFORMES) AND IMPLICATIONS FOR THE ORIGINS OF THE NOTOSUCHIAN-DOMINATED ECOSYSTEM IN THE LATE CRETACEOUS OF SOUTHEASTERN BRAZIL. In: Society of Vertebrate Paleontology 78th Meeting, 2018, Albuquerque. Society of Vertebrate Paleontology 78th Meeting, 2018. p. 184-184.

4.
DESOJO, J. ; Langer, Max C. ; DA ROSA, ÁTILA A.S. ; EZPELETA, M. ; EZCURRA, MARTÍN D. ; MARTINELLI, A. ; BACZO, B. V. ; FIORELLI, L. ; TABORDA, J. ; TROTTEYN, M. J. ; HECHENLEITNER, M. ; MONTEFELTRO, F. C. ; RAMEZANI, J. . NUEVOS HALLAZGOS Y DATACIONES EN LA FORMACIÓN ISCHIGUALASTO EN CERRO LAS LAJAS (CUENCA ISCHIGUALASTO-VILLA UNIÓN), PROVINCIA DE LA RIOJA, ARGENTINA. In: RCAPA, 2018, Puerto Madryn. Libro de Resúmenes, 2018. p. 57-57.

5.
HALABI, W. A. A. ; FACHINI, T. ; MONTEFELTRO, F. C. ; Langer, Max C. . A new possible record of Armadillosuchus arrudai arrudai (Crocodyliformes: Notosuchia) reveals the anatomy of sacral region of the species. In: Paleo-SP, 2018, Campinas. Resumos, 2018.

6.
Eltink, E. N. ; CASTRO, M. C. ; MONTEFELTRO, F. C. ; DANTAS, M. A. T. ; SCHERER, C. S. ; OLIVEIRA, P. V. ; Langer, Max Cardoso . Fauna quaternária de vertebrados da Gruta do Ioiô (Palmeiras, Bahia): datação por radiocarbono, paleoecologia e implicações biogeográficas. In: XXV Congresso Brasileiro de Paleontologia, 2017, Ribeirão Preto. Edição Especial XXV Congresso Brasileiro de Paleontologia, 2017. p. 94.

7.
FERREIRA, G. S. ; WERNEBURG, I. ; MONTEFELTRO, F. C. ; Langer, Max C. ; ANELLI, L. E. . A new way to retract the turtle head? Neck morphology and mobility in Araripemys barretoi. In: XXV Congresso Brasileiro de Paleontologia, 2017, Ribeirão Preto. Edição Especial XXV Congresso Brasileiro de Paleontologia, 2017. p. 107.

8.
FREIRE, A. B. ; MONTEFELTRO, F. C. ; Langer, Max C. . Variação na morfologia da fenestra supratemporal do Caiman da Gruta Ioiô (Pleistoceno, Bahia). In: XXV Congresso Brasileiro de Paleontologia, 2017, Ribeirão Preto. Edição Especial XXV Congresso Brasileiro de Paleontologia, 2017. p. 117.

9.
FREITAS, R. C. ; RIBEIRO, D. C. ; HALABI, W. A. A. ; Langer, Max C. ; MONTEFELTRO, F. C. . Novos registros revelam uma maior diversidade taxonômica para o Grupo Bauru na região de Araçatuba-SP. In: XXV Congresso Brasileiro de Paleontologia, 2017, Ribeirão Preto. Edição Especial XXV Congresso Brasileiro de Paleontologia, 2017. p. 118.

10.
RIBEIRO, D. C. ; ELTINK, ESTEVAN ; Langer, Max C. ; MONTEFELTRO, F. C. . Rhamdia do Pleistoceno da Bahia, novos registros e velhos problemas. In: XXV Congresso Brasileiro de Paleontologia, 2017, Ribeirão Preto. Edição Especial XXV Congresso Brasileiro de Paleontologia, 2017. p. 270.

11.
FREITAS, R. C. ; RUIZ, J. V. ; BARBOSA, G. G. ; SOUZA, L. N. F. ; MONTEFELTRO, F. C. . Um novo espécime do clado Itasuchus/Pepesuchus estende geograficamente e estratigraficamente a ocorrência deste grupo no Cretáceo do Grupo Bauru. In: Congresso de Iniciação Científica, 2017, Ilha Solteira. CIC Unesp, 2017.

12.
FREITAS, R. C. ; MONTEFELTRO, F. C. . Novos registros na região de Auriflama revelam uma maior diversidade para a Formação Araçatuba (Bacia Bauru, Cretáceo Superior). In: XI Encontro de Ciências da Vida, 2017, Ilha Solteira. XI ENCIVI, 2017.

13.
FREIRE, A. B. ; MONTEFELTRO, F. C. . Morfologia da fenestra supratemporal dos Caiman da Gruta Ioiô (Pleistoceno, Bahia): Qual a origem da variação?. In: XI Encontro de Ciências da Vida, 2017, Ilha Solteira. XI ENCIVI, 2017.

14.
MONTEFELTRO, F. C.; Bronzati, Mario ; Langer, Max C. ; ANELLI, L. E. . Novo espécime revela a anatomia do palato de Susisuchus anatoceps (Crocodyliformes) e as implicações para a evolução do palato em Neosuchia. In: XXV Congresso Brasileiro de Paleontologia, 2017. Edição Especial XXV Congresso Brasileiro de Paleontologia, 2017. p. 200.

15.
RUIZ, J. V. ; QUEIROZ, M. V. ; SETZ, E. Z. ; MONTEFELTRO, FELIPE . Uso de fotogrametria digital em pegadas de mamíferos de médio e grande porte do Cerrado. In: X Encontro de Ciências da Vida, 2016, Ilha Solteira. Resumos do X ENCIVI, 2016.

16.
QUEIROZ, M. V. ; RUIZ, J. V. ; MONTEFELTRO, FELIPE ; SETZ, E. Z. . Levantamento parcial da mastofauna de médio e grande porte em dois fragmentos relacionados à UHE de Ilha Solteira. In: X Encontro de Ciências da Vida, 2016, Ilha Solteira. Resumos do X ENCIVI, 2016.

17.
GODOY, PEDRO L. ; FERREIRA, G. S. ; VILA NOVA, B. ; MONTEFELTRO, FELIPE ; Langer, Max C. . Heterochrony in Notosuchia (Crocodyliformes, Mesoeucrocodylia): are baurusuchids peramorphic?. In: II Iberian Symposium on Geometric Morphometrics, 2016, Madrid. Conference proceedings of the II Iberian Symposium on Geometric Morphometrics, 2016. v. 1. p. 22-22.

18.
VILA NOVA, B. ; FERREIRA, G. S. ; GODOY, PEDRO L. ; MONTEFELTRO, FELIPE ; Langer, Max C. ; BITTENCOURT, JONATHAS SOUZA . A study case of heterochrony in Notosuchia (Crocodyliformes, Mesoeucrocodylia): are baurusuchids peramorphic?. In: X Simpósio Brasileiro de Paleontologia de Vertebrados, 2016, Rio de Janeiro. Boletim de Resumos X Simpósio Brasileiro de Paleontologia de Vertebrados, 2016. v. 1. p. 174-174.

19.
MONTEFELTRO, FELIPE; MARSOLA, JÚLIO C. DE A. ; BATEZELLI, ALESSANDRO ; GRELLET-TINNER, GERALD ; Langer, Max C. . Caracterização paleoambiental de um sítio de nidificação de Pissarrachampsa sera (Crocodyliformes, Baurusuchidae) e a evolução das estratégias reprodutivas dos Crocodyliformes. In: X Simpósio Brasileiro de Paleontologia de Vertebrados, 2016, Rio de Janeiro. Boletim de Resumos X Simpósio Brasileiro de Paleontologia de Vertebrados, 2016. p. 113-113.

20.
ANDRADE, R. C. L. ; ARAUJO, E. V. ; MONTEFELTRO, FELIPE ; Langer, Max C. ; SAYAO, J. . A microstructural look on crocodylians growth divergence after preliminary Notosuchia paleohistology. In: X Simpósio Brasileiro de Paleontologia de Vertebrados, 2016, Rio de Janeiro. Boletim de Resumos X Simpósio Brasileiro de Paleontologia de Vertebrados, 2016. v. 1. p. 31-31.

21.
Montefeltro, Felipe C.. The tympanic membrane in crocodylians and its implication for crocodyliform Paleobiology. In: V Congresso Latinoamericano de Paleontologia de Vertebrados, 2015, Colonia del Sacramento. Anais do VCLAPV, 2015. p. 95-95.

22.
GODOY, P. L. ; Montefeltro, Felipe C. ; BUTLER, RICHARD J. ; Langer, Max C. . The feeding behavior of Aplestosuchus sordidus (Crocodyliformes, Mesoeucrocodylia). In: V Congresso Latinoamericano de Paleontologia de Vertebrados, 2015, Colonia del Sacramento. Anais do VCLAPV, 2015. p. 82-82.

23.
GODOY, P. L. ; Bronzati, Mario ; Langer, Max C. ; Eltink, E. N. ; MARSOLA, JÚLIO C. DE A. ; CIDADE, G. ; Montefeltro, Felipe C. . THE POSTCRANIAL ANATOMY OF PISSARRACHAMPSA SERA (MESOEUCROCODYLIA, BAURUSUCHIDAE), FROM THE LATE CRETACEOUS OF BRAZIL. In: SVP 75th Anual Meeting, 2015, Dallas. ABSTRACTS OF PAPERS 75th ANNUAL MEETING, 2015. p. 133-133.

24.
Montefeltro, Felipe C.. HOMOLOGIA E INEFERÊNCIAS PALEOBIOLÓGICAS SOBRE AS FENESTRAS DO QUADRADO DOS CROCODYLIFORMES FÓSSEIS. In: XXIV Congresso Brasileiro de Paleontologia, 2015, Crato. Anais do XXIV Congresso Brasileiro de Paleontologia, 2015.

25.
GODOY, P. L. ; Montefeltro, Felipe Chinaglia ; CIDADE, G. ; NORELL, M. A. ; Langer, M. C. . New insights on the morphology of Eocaiman cavernensis (Crocodylia, Caimaninae). In: 74th Meeting of the Society of Vertebrate Paleontology, 2014, Berlin. Supplement to the online Journal of Vertebrate Paleontology, 2014. p. 139-139.

26.
Montefeltro, Felipe Chinaglia; LARSSON, HANS C. E. ; Langer, Max Cardoso . An advanced neosuchian from the Jurassic of Brazil. In: Society of Vertebrate Paleontology Society 73rd Meeting, 2013, Los Angeles. Suplent to the online Journal of Vertebrate Paleontology, 2013. p. 180-180.

27.
CIDADE, G. ; RIFF, D. ; SOUZA-FILHO, J. P. ; HSIOU, A. ; Montefeltro, Felipe Chinaglia . Description of nine new specimens of Mourasuchus nativus (Alligatoroidea, Caimaninae) and comments of ontogenetic development and intraspecific variation of skull table. In: Society of Vertebrate Paleontology Society 73rd Meeting, 2013, Los Angeles. Suplent to the online Journal of Vertebrate Paleontology, 2013. p. 108-108.

28.
GODOY, P. L. ; Montefeltro, Felipe Chinaglia ; Langer, M. C. . First record of abdominal contents in fossil Crocodyliformes. In: Society of Vertebrate Paleontology Society 73rd Meeting, 2013, Los Angeles. Suplent to the online Journal of Vertebrate Paleontology, 2013. p. 136-136.

29.
GODOY, P. L. ; Montefeltro, Felipe Chinaglia ; Langer, Max Cardoso . Primeira evidência direta de predação interespecífica entre Crocodyliformes. In: XXIII Congresso Brasileiro de PAleontologia, 2013, Gramado. Paleontologia em Destaque, 2013. p. 233-233.

30.
Langer, Max Cardoso ; Montefeltro, Felipe Chinaglia ; CASTRO, M. C. ; MARSOLA, J. C. ; FRANÇA, MARCO A. G. ; VILA NOVA, B. ; KERBER, L. ; RABELO, F. . Fósseis de Caiman da Gruta Ioiô, Bahia, Brasil. In: XXIII Congresso Brasileiro de Paleontologia, 2013, Gramado. Paleontologia em Destaque, 2013. p. 239-239.

31.
MARSOLA, J. C. ; GRELLET-TINNER, G. ; MONTEFELTRO, F. C. ; Langer, Max Cardoso . Ocorrência de um ovo de quelônio Podocnemidae no Neocretáceo do Grupo Bauru. In: XXIII Congresso Brasileiro de Paleontologia, 2013, Gramado. Paleontologia em Destaque, 2013. p. 247-247.

32.
MONTEFELTRO, F. C.; GOES, A. M. ; Langer, Max Cardoso . Um neosúquio com afinidades asiáticas da Formação Pastos Bons (Juro-Cretáceo da Provincia Parnaíba), do Maranhão. In: XXIII Congresso Brasileiro de Paleontologia, 2013, Gramado. Paleontologia em Destaque, 2013. p. 249-249.

33.
Montefeltro, Felipe Chinaglia; LARSSON, H. C. E. . O ouvido externo dos Crocodyliformes fósseis. In: VIII Simpósio Brasileiro de Paleontologia de Vertebrados, 2012, Recife. Anais do VIII Simpósio Brasileiro de Paleontologia de Vertebrados, 2012.

34.
Bronzati, Mario ; Montefeltro, Felipe Chinaglia ; Langer, Max Cardoso . Pulsos de diversificação em Crocodyliformes: padrões cladogenéticos utilizando super-árvores. In: VIII Simpósio Brasileiro de Paleontologia de Vertebrados, 2012, Recife. Anais do VIII Simpósio Brasileiro de Paleontologia de Vertebrados, 2012.

35.
MARSOLA, J. C. ; HSIOU, A. ; Montefeltro, Felipe Chinaglia ; Langer, Max Cardoso ; GRELLET-TINNER, G. ; SAYAO, J. ; GHILARDI, R. P. . Ocorrência de um ovo de Aves no Cretáceo Superior do Grupo Bauru. In: VIII Simpósio Brasileiro de Paleontologia de Vertebrados, 2012, Recife. Anais do VIII Simpósio Brasileiro de Paleontologia de Vertebrados, 2012.

36.
Bronzati, Mario ; Montefeltro, Felipe Chinaglia ; Langer, Max Cardoso . Padrões Morfológicos em Crocodyliformes. In: Paleo, SP, 2012, Ribeirão Preto. Boletim de Resumos, 2012. p. 4-4.

37.
LOPES, P. R. M. ; HSIOU, A. ; Montefeltro, Felipe Chinaglia . Novos Dentes de Crocodyliformes das Formações Presidente Prudente e Vale do Rio do Peixe, Cretáceo Superior do Grupo Bauru, Brasil. In: Paleo, SP, 2012, Ribeirão Preto. Boletim de Resumos, 2012. p. 22-22.

38.
BRONZATI FILHO, M. ; Montefeltro, Felipe Chinaglia ; Langer, M. C. . Using Iterpcr in the supertree context: an example using fossil Crocodyliformes. In: IV Congresso Latinoamericano de Paleontologia de Vertebrados, 2011, San Juan, Argentina. Abstracts, 2011.

39.
Dececchi, A. T. ; Montefeltro, Felipe Chinaglia ; LARSSON, H. C. E. . The morphology diversity of Crocodyliformes. In: IV Congresso Latinoamericano de Paleontologia de Vertebrados, 2011, San Juan, Argentina. Abstracts, 2011.

40.
GODOY, P. L. ; Montefeltro, Felipe Chinaglia ; Langer, M. C. . A possibly juvenile baurusuchid lower jaw from the Late Cretaceous of Minas Gerais (Brazil). In: IV Congresso Latinoamericano de Paleontologia de Vertebrados, 2011, San Juan, Argentina. Abstracts, 2011.

41.
MARSOLA, J. C. ; Montefeltro, Felipe Chinaglia ; Langer, M. C. . New Baurusuchidae eggs from the Bauru Group (Vale do Rio do Peixe Formation, Late Cretaceous, Minas Gerais, Brazil). In: IV Congresso Latinoamericano de Paleontologia de Vertebrados, 2011, San Juan, Argentina. Abstracts, 2011.

42.
Montefeltro, Felipe Chinaglia; LARSSON, H. C. E. ; Langer, M. C. . The phylogeny of Baurusuchidae. In: IV Congresso Latinoamericano de Paleontologia de Vertebrados, 2011, San Juan, Argentina. Abstracts, 2011.

43.
Montefeltro, Felipe Chinaglia; LARSSON, H. C. E. . Evolution of the otic region of fossil Crocodyliformes. In: 71st Meeting of the Society of Vertebrate Paleontology, 2011, Las Vegas, EUA. Journal of Vertebrate Paleontology, 2011. v. 1. p. 161-161.

44.
BRONZATI FILHO, M. ; Montefeltro, Felipe Chinaglia ; Langer, M. C. . What are independent phylogenetic analyses? A dicussion based on the construction of the Crcodyliformes SuperTree. In: Hennig XXX, 2011, São José do Rio Preto. Abstracts, 2011. p. 180-181.

45.
LARSSON, H. C. E. ; Dececchi, A. T. ; MONTEFELTRO, F. C. . A new metriorhynchid (Crocodyliformes, Thalattosuchia) from the Early Cretaceous of Colombia (Rosablanco Formation, Late Valanginian). In: IV Congresso Latino-Americano de Paleontologia de Vertebrados, 2011. Abstracts, 2011.

46.
BRONZATI FILHO, M. ; Montefeltro, Felipe Chinaglia ; Langer, M. C. . Estudo filogenético dos Crocodyliformes com a construção de uma Super-Árvore pelo método RMP. In: VII Simpósio Brasileiro de Paleontologia de Vertebrados, 2010, Rio de Janeiro. Boletim de Resumos do VII SBPV, 2010. p. 31.

47.
MARSOLA, J. C. ; Montefeltro, Felipe Chinaglia ; Langer, M. C. . Ovos de Crocodyliformes da Formação Vale do Rio do Peixe (Grupo Bauru, Cretáceo Superior) no município de Campina Verde, MG. In: VII Simpósio Brasileiro de Paleontologia de Vertebrados, 2010, Rio de Janeiro. Boletim de Resumos do VII SBPV, 2010. p. 48.

48.
Montefeltro, Felipe Chinaglia; Eltink, E. N. ; FRANÇA, Marco Aurélio Gallo de ; MARSOLA, J. C. ; BRONZATI FILHO, M. ; GODOY, P. L. ; Langer, M. C. . Novos Crocodyliformes da Formação Vale do Rio do Peixe (Grupo Bauru, Cretáceo Superior) do município de Campina Verde, MG. In: VII Simpósio Brasileiro de Paleontologia de Vertebrados, 2010, Rio de Janeiro. Boletim de Resumos do VII SBPV, 2010. p. 51.

49.
MONTEFELTRO, F. C.; Langer, M. C. . A new baurusuchid (Crocodyliformes, Sebecosuchia) from the Bauru Group, Late Cretaceous of Minas Gerais, Brazil. In: 70th Anniversary Meeting Society of Vertebrate Paleontology, 2010, Pittisburgh. Journal of Vertebrate Paleontology, 2010. p. 136.

50.
Montefeltro, Felipe Chinaglia; Langer, M. C. . A new phylogeny of Rhynchosauria (Diapsida, Archosauromorpha). In: Society of Vertebrate Paleontology meeting, 2009, Bristol, UK. Journal of Vertebrate Paleontology, Program and Abstracts, 2009. v. 29. p. 150-150.

51.
MONTEFELTRO, F. C.; Langer, M. C. . Inter-relações filogenéticas dos rincossauros (Diapsida, Archosauromorpha). In: VI Simpósio de Paleontologia de Vertebrados, 2008, Ribeirão Preto. Anais do VI Simpósio Brasileiro de Paleontologia de Vertebrados, 2008.

52.
MONTEFELTRO, F. C.; LAURINI, C. R. ; Langer, M. C. . Dentes associados à Candidodon/Malawisuchus da Formação São José do Rio Preto (Bacia Bauru, Cretáceo Superior). In: VI Simpósio de Paleontologia de Vertebrados, 2008, Ribeirão Preto. Anais do VI Simpósio Brasileiro de Paleontologia de Vertebrados, 2008. p. 135-136.

53.
Langer, M. C. ; Eltink, E. N. ; BITTENCOURT, J. S. ; MONTEFELTRO, F. C. ; FRANÇA, Marco Aurélio Gallo de . De volta à Serra do Cadeado: vertebrados fósseis do Permiano Superior (Formação Rio do Rasto) do Paraná. In: XX Congresso Brasileiro de Paleontologia, 2007, Buzius. Anais do XX Congresso Brasileiro de PAleontologia, 2007. p. 91-91.

54.
Langer, M. C. ; MONTEFELTRO, F. C. . Condição Ancestral em estudos filogenéticos: uma visão paleontológica. In: V Simpósio Brasileiro de Paleontologia de Vertebrados, 2006, Santa Maria. Revista Ciência e Natura. p. 46.

55.
MONTEFELTRO, F. C.; Langer, M. C. . Relevância Filogenética dos Crocodyliformes do Cretáceo Brasileiro. In: V Simpósio Brasileiro de Paleontologia de Vertebrados, 2006, Santa Maria. Ciência e Natura, 2006. p. 49.

56.
LAURINI, C. R. ; MONTEFELTRO, F. C. ; CARVALHO, A. B. ; Langer, M. C. . Novos 'Micro-Remains' de vertebrados da região de Ibirá, Noroeste do Estado de São Paulo. In: V Simpósio Brasileiro de Paleontologia de Vertebrados, 2006, Santa Maria. Ciência e Natura. p. 64.

57.
MONTEFELTRO, F. C.; Langer, M. C. . Filogenia dos Crocodyliformes do Cretáceo do Brasil. In: XIII Simpósio Internacional de Iniciação Científica da USP, 2005, Ribeirão Preto. Resumos do XIII SIICUSP, 2005.

Apresentações de Trabalho
1.
MONTEFELTRO, F. C.. Uma introdução sobre a Evolução dos Crocodyliformes. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
MONTEFELTRO, F. C.. Da Matriz às MPTs. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

3.
MONTEFELTRO, F. C.. Algumas dificuldades na compreensão pública sobre evolucao. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

4.
Felipe Chinaglia Montefeltro. Da Matriz às MPTs. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

5.
Montefeltro, Felipe Chinaglia. A região Ótica dos Crocodyliformes Fósseis. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

6.
Montefeltro, Felipe Chinaglia; LARSSON, H. C. E. ; Langer, Max Cardoso . An advanced neosuchian from the Jurassic of Brazil. 2013. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

7.
MONTEFELTRO, F. C.; LARSSON, H. C. E. ; Langer, Max Cardoso . The phylogeny of Baurusuchidae. 2011. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

8.
MONTEFELTRO, F. C.; LARSSON, H. C. E. . Evolution of the otic region of fossil Crocodyliformes. 2011. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

9.
Montefeltro, Felipe C.; Langer, Max Cardoso ; Eltink, E. N. ; FRANÇA, Marco Aurélio Gallo de ; MASSARANI, M. ; MARSOLA, J. C. ; Bronzati, Mario ; GODOY, P. L. . Novos Crocodyliformes da Formação Vale do Rio do Peixe (Grupo Bauru, Cretáceo Superior) do município de Campina Verde, MG. 2010. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

10.
Montefeltro, Felipe C.; Langer, Max Cardoso . A new phylogeny of Rhynchosauria (Diapsida, Archosauromorpha). 2009. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

11.
Montefeltro, Felipe C.; Langer, Max Cardoso . Inter-relações filogenéticas dos rincossauros (Diapsida, Archosauromorpha). 2008. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

12.
Montefeltro, Felipe C.; Langer, Max Cardoso . Relevância Filogenética dos Crocodyliformes do Cretáceo Brasileiro. 2006. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

Outras produções bibliográficas
1.
Langer, M. C. ; FRANÇA, Marco Aurélio Gallo de ; MONTEFELTRO, F. C. ; SOLER, Mariana Galera . Paleontologia de Vertebrados. São Paulo: Atheneu, 2007. (Tradução/Livro).


Produção técnica
Assessoria e consultoria
1.
Felipe Chinaglia Montefeltro. Parecerista Programa em Pós-Graduação em Biologia Comaprada (FFCLRP-USP). 2014.

Trabalhos técnicos
Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
MONTEFELTRO, F. C.; SCHULTZ, C. L. ; SANTUCCI, R. . Comércio de fósseis no Brasil: liberar ou não liberar?. 2017. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

2.
MONTEFELTRO, FELIPE. Por dentro dos Fósseis. 2016. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

3.
MONTEFELTRO, FELIPE. Crocodilo com orelhas. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

4.
MONTEFELTRO, FELIPE. Imagens inéditas Planeta Extremo. 2016.

5.
Langer, Max Cardoso ; SCHULTZ, CESAR LEANDRO ; MONTEFELTRO, F. C. . Rincossauro 'torto' é descrito após 40 anos. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

6.
KELLNER, A. W. A. ; CISNEROS, J. C. ; Montefeltro, Felipe C. . Evidências Paleontológicas da Realidade da Evolução. 2015. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

7.
Felipe C. Montefeltro; Langer, Max Cardoso . Fossil de jacare do Jurassico é descoberto no Maranhao.. 2013. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

8.
Montefeltro, Felipe Chinaglia. Novas Faces da Paleontologia do Estado de São Paulo. 2013. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

9.
Montefeltro, Felipe Chinaglia; LARSSON, H. C. E. . New Crocodyliformes from Brazil. 2011.

10.
Montefeltro, Felipe Chinaglia. Em Montréal, brasileiro estuda fóssil de jacaré que aterrorizou o Triângulo Mineiro. 2011. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

11.
Montefeltro, Felipe Chinaglia; LARSSON, H. C. E. . Don?t Mess With Pissarrachampsa. 2011. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

12.
Montefeltro, Felipe Chinaglia; LARSSON, H. C. E. . Don?t Mess With Pissarrachampsa. 2011. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

13.
Montefeltro, Felipe Chinaglia; LARSSON, H. C. E. . Ancient dino-eating croc had huge teeth and a dog's face. 2011. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

14.
HONE, D. ; Langer, Max Cardoso ; Montefeltro, Felipe Chinaglia . Introducing Bentonyx. 2011. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

15.
Montefeltro, Felipe Chinaglia; LARSSON, H. C. E. . Ancient Dino-Eating Croc Had Huge Teeth, Dog Face. 2011. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

16.
Montefeltro, Felipe Chinaglia. Dentadas do Passado. 2010. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

17.
Montefeltro, Felipe Chinaglia. Grupo acha crocodilo de 90 milhões de anos. 2010. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).


Demais tipos de produção técnica
1.
MONTEFELTRO, F. C.. Princípios de Sistemática Filogenética. 2017. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

2.
MONTEFELTRO, F. C.. Da Matriz às MPTs. 2016. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

3.
MONTEFELTRO, F. C.. Da Matriz às MPTs. 2015. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

4.
Montefeltro, Felipe Chinaglia. A idade da erra e os seres vivos. 2013. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

5.
Montefeltro, Felipe Chinaglia. Revisor de Resumos Paleo Minas 2012. 2012. (Comissão Técnica).

6.
Montefeltro, Felipe Chinaglia. Avaliador do 20o SIICUSP- Simpósio Internacioanal de Iniiação Científica da Universidade de São Paulo. 2012. (Avaliador).

7.
MONTEFELTRO, F. C.. Incorporação de dados paleontológicos em análises filogenéticas. 2009. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

8.
MONTEFELTRO, F. C.; NUNES, T. . Princípios básicos da construção e manutenção de terrários. 2008. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

9.
Montefeltro, Felipe Chinaglia; BITTENCOURT, J. S. ; Langer, Max Cardoso . Curso de Especialização em Ciências. 2008. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

10.
BEVILAQUA, M. ; SANCHEZ, D. R. ; Montefeltro, Felipe Chinaglia . Smart kids no mundo dos dinossauros. 2008. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Livro para olorir).

11.
Montefeltro, Felipe Chinaglia. A Universidade e as Profissões. 2008. (Monitor).

12.
MONTEFELTRO, F. C.. Crocodylomorpha fósseis: visão geral e representantes brasileiros. 2007. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

13.
Montefeltro, Felipe Chinaglia. Evolução de hominídeos. 2007. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

14.
MONTEFELTRO, F. C.; NUNES, T. . Terrários. 2006. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

15.
Montefeltro, Felipe Chinaglia. Debatedor do 14o SIICUSP- Simpósio Internacioanal de Iniiação Científica da Universidade de São Paulo. 2006. (Debatedor).

16.
Montefeltro, Felipe Chinaglia. A Universidade e as Profissões. 2006. (Avaliador).

17.
Montefeltro, Felipe Chinaglia. VI Feira de Profissões. 2006. (Monitor).

18.
MONTEFELTRO, F. C.; NUNES, T. . Princípios Básicos da Manutenção de Terrários. 2005. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

19.
Montefeltro, Felipe Chinaglia. II Mostra da Biologia. 2005. (Monitor).

20.
Montefeltro, Felipe Chinaglia. I Mostra da Biologia. 2003. (Monitor).


Produção artística/cultural
Artes Visuais
1.
Montefeltro, Felipe Chinaglia; BITTENCOURT, J. S. . Folder da III Mostra da Biologia, FFCLRP-USP. 2006. Outra.



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
BRONZATI FILHO, M.; SANTUCCI, R.; MONTEFELTRO, F. C.. Participação em banca de Julian C. G. da Silva Junior. Osteology and systematics of Uberabatitan ribeiroi (Dinosauria: Sauropoda): A Late Cretaceous Titanosaur from Minas Gerais, Brazil. 2018. Dissertação (Mestrado em Biologia Comparada) - Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Ribeirão Preto.

2.
Langer, M. C.; OLIVEIRA, G. R.; Montefeltro, Felipe Chinaglia. Participação em banca de Gabriel Ferreira. Evolução de Pleurodira (Testudines) com a descrição de uma nova espécie de Bairdemys (Podocnemidae) do Mioceno Médio da Venezuela. 2015. Dissertação (Mestrado em Biologia Comparada) - Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Ribeirão Preto.

Teses de doutorado
1.
EZCURRA, MARTÍN D.; DA ROSA, ÁTILA A.S.; BITTENCOURT, J. S.; MONTEFELTRO, F. C.; Langer, M. C.. Participação em banca de Julio Cesar de Almeida Marsola. Revisão dos Sauropodomorpha (Dinosauria) do Carniano (Neotriássico) com a descrição de novos materiais de Saturnalia tupiniquim. 2018. Tese (Doutorado em Biologia Comparada) - Universidade de São Paulo.

Qualificações de Doutorado
1.
RAMOS, I. P.; FILARDI, R. S.; MONTEFELTRO, F. C.. Participação em banca de Hugo Marques. Estrutura trófica em ecossistemas terrestres. 2016 - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

Qualificações de Mestrado
1.
Felipe Chinaglia Montefeltro; KLEIN, W.; Langer, M. C.. Participação em banca de Giovanne Mendes Cidade. Revisão sistemática do gênero Mourasuchus (Alligatoroidea, Caimaninae), um dos crocodilos mais peculiares do mundo. 2014. Exame de qualificação (Mestrando em Biologia Comparada) - Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Ribeirão Preto.

2.
Montefeltro, Felipe Chinaglia; HSIOU, A.; KOHLSDORF, T.. Participação em banca de Gabriel de Souza Ferreira. Evolução do pós-crânio e variações intra e interespecíficas em Pleurodiromorpha (Chelonii). 2013. Exame de qualificação (Mestrando em Biologia Comparada) - Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Ribeirão Preto.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
RAMOS, I. P.; MONTEFELTRO, F. C.; RIBEIRO, C. S.. Participação em banca de José Daniel Soler Garves.Piscicultura em tanques-rede podem influenciar a ecologia trófica de peixes silvestres no reservatório de Ilha Solteira. 2018.

2.
MARTINS, A. R.; CAMARGO, L. S.; MONTEFELTRO, F. C.. Participação em banca de Maycon A. de Araújo.Análise morfofisiológicas em Gonçalo-Alves (Astronium fraxinifolium Schott.) em condições de estresse. 2018 - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

3.
MONTEFELTRO, F. C.. Participação em banca de Juan Vitor Ruiz.Cmparacao de duas comunidades de mamíferos de ´médio e grande porte na região de Ilha Solteira. 2016.

4.
MARTINS, A. R.; CAMARGO, L. S.; MONTEFELTRO, F. C.. Participação em banca de Isabela Alonso Buzetti.Anatomia foliar de espécies de Rubiaceae ocorrentes em ambiente impactado e não impactado pela ação da mineração de calcário. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Biologia) - FEIS-Departamento de Biologia e Zootecnia.

5.
Montefeltro, Felipe Chinaglia. Participação em banca de Gabriel de Souza Ferreira.Estudo da osteologia e redescrição de Bauruemys elegans (Suárez, 1969) do Cretáceo Superior da Bacia Bauru, com base em novos espécimes. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Biologia) - Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Ribeirão Preto.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Concurso público
1.
MONTEFELTRO, F. C.; REZENDE, A. A.; VIEIRA, E. G.. Professor Substituto "Protistas e Fungos" e "Sistemática Biológica". 2017. Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

2.
MONTEFELTRO, F. C.. Concurso para professor efetivo no componente curricular Biologia para a ETEC Ilha Solteira. 2017.

3.
ANJOS, L. A.; REZENDE, A. A.; MONTEFELTRO, F. C.. Concurso para Professor Substituto "Protistas e Fungos" e "Sistemática Biológica". 2016. Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
XXV Congresso Brasileiro de Paleontologia. Novo espécime revela a anatomia do palato de Susisuchus anatoceps (Crocodyliformes) e as implicações para a evolução do palato em Neosuchia. 2017. (Congresso).

2.
XXV Congresso Brasileiro de Paleontologia. Comércio de fósseis no Brasil: liberar ou não liberar?. 2017. (Congresso).

3.
Society of Vertebrate Paleontology 73rd Meeting. An advanced neosuchian from the Jurassic of Brazil. 2013. (Congresso).

4.
IV Congresso Latino-Americano de Paleontologia de Vertebrados. The phylogeny of Baurusuchidae. 2011. (Congresso).

5.
Meeting of the Society of Vertebrate Paleontology. Evolution of the otic region of fossil Crocodyliformes. 2011. (Congresso).

6.
VII Simpósio Brasileiro de Paleontologia de Vertebrados.Novos Crocodyliformes da Formação Vale do Rio do Peixe (Grupo Bauru, Cretáceo Superior) do município de Campina Verde, MG. 2010. (Simpósio).

7.
Society of Vertebrate Paleontology Meeting. A new phylogeny of Rhynchosauria (Diapsida, Archosauromorpha). 2009. (Congresso).

8.
VI Simpósio Brasileiro de Paleontologia de Vertebrados.Inter-relações filogenéticas dos rincossauros (Diapsida, Archosauromorpha). 2008. (Simpósio).

9.
Reunión Argentina de Cladística y Biogeografía. 2007. (Encontro).

10.
V Simpósio Brasileiro de Paleontologia de Vertebrados.Oral. 2006. (Simpósio).

11.
II Congresso Latino Americano de Paleontologia de Vertebrados. 2005. (Congresso).

12.
XIII SIICUSP. Painel. 2005. (Congresso).

13.
IV Simpósio Brasileiro de Paleontologis de Vertebrados. 2004. (Simpósio).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
Langer, Max C. ; HSIOU, A. ; GHILARDI, R. P. ; PACHECO, M. L. F. ; MONTEFELTRO, F. C. . XXV Congresso Brasileiro de Paleontologia. 2017. (Congresso).

2.
MONTEFELTRO, F. C.; EZCURRA, MARTÍN D. . Fósseis e Filogenias. 2017. (Outro).

3.
MONTEFELTRO, F. C.. Congresso de Iniciação Científica. 2017. (Congresso).

4.
FALASCHI, R. ; Montefeltro, Felipe Chinaglia . Curso 'TNT como ferramenta cladística'. 2009. (Outro).

5.
Montefeltro, Felipe C.. VI Simpósio Brasileiro de Paleontologia de Vertebrados. 2008. (Congresso).

6.
Montefeltro, Felipe Chinaglia. XXXI Semana de Bio-Estudos. 2003. (Outro).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Dissertação de mestrado
1.
Juan Vitor Ruiz. Primeiro registro identificável de Crocodyliformes do Grupo Caiuá (Cretáceo Inferior). Início: 2018. Dissertação (Mestrado em Biologia Animal) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Orientador).

Iniciação científica
1.
Alice Barra Freire. Descrição dos Caiman fósseis da Gruta Ioiô (Pleistoceno, Bahia). Início: 2018. Iniciação científica (Graduando em Ciências Biológicas) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. (Orientador).

2.
Marcos Vinicius Lopes Queiroz. Investigação de atropelamentos intencionais em Ilha Solteira-SP. Início: 2018. Iniciação científica (Graduando em Biologia) - FEIS-Departamento de Biologia e Zootecnia. (Orientador).

3.
Aryane Mendes Magnani. Fotogrametria do crânio de Paleosuchus palpebrosus. Início: 2018. Iniciação científica (Graduando em Biologia) - FEIS-Departamento de Biologia e Zootecnia. (Orientador).

4.
Gabriel Gonzales Barbosa. É POSSÍVEL IDENTIFICAR DENTES ISOLADOS DE NOTOSUCHIA DO GRUPO BAURU (BACIA BAURU, CRETÁCEO SUPERIOR)? A BUSCA DE UM PROTOCOLO QUE PERMITA DISCRIMINAR OS PRINCIPAIS GRUPOS. Início: 2018. Iniciação científica (Graduando em Ciências Biológicas) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Pró-Reitoria de Pesquisa UNESP. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Dissertação de mestrado
1.
Max C. Langer. Descrição do Pós-Crânio de Batrachomimus pastosbonensis e Complementação da Filogenia de Paralligatoridae. 2017. Dissertação (Mestrado em Biologia Comparada) - Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Ribeirão Preto, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Coorientador: Felipe Chinaglia Montefeltro.

Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Juan Vitor Ruiz. DUAS COMUNIDADES DE MAMÍFEROS DE MÉDIO E GRANDE PORTE NA REGIÃO DE ILHA SOLTEIRA, SP: INVENTÁRIO E COMPARAÇÃO. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Biologia) - FEIS-Departamento de Biologia e Zootecnia. Orientador: Felipe Chinaglia Montefeltro.

2.
Pedro Lorena Godoy. Descrição de uma mandíbula fóssil de Crocodylomorpha do Grupo Bauru (Cretáceo), Brasil. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Biologia) - Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Ribeirão Preto, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Orientador: Felipe Chinaglia Montefeltro.

3.
Mario Bronzati Filho. Super-árvore dos Crocodyliformes não Crocodylia. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Biologia) - Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Ribeirão Preto, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Orientador: Felipe Chinaglia Montefeltro.

Iniciação científica
1.
Alice Barra Freire. Preparação e descrição preliminar de espécimes do Caiman da Gruta Ioiô. 2017. Iniciação Científica. (Graduando em Abi - Ciências Biológicas) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Pró-Reitoria de Pesquisa UNESP. Orientador: Felipe Chinaglia Montefeltro.

Orientações de outra natureza
1.
Elaine Aline da Silva. Organização do Laboratório de Paleontologia e preparação de fósseis do Cretáceo Superior do Grupo Bauru. 2017. Orientação de outra natureza. (Biologia) - FEIS-Departamento de Biologia e Zootecnia. Orientador: Felipe Chinaglia Montefeltro.

2.
Beatriz Brochieri Ribeiro dos Santos. Organização do Laboratório de Paleontologia e preparação de fósseis do Cretáceo Superior do Grupo Bauru. 2016. Orientação de outra natureza. (Biologia) - FEIS-Departamento de Biologia e Zootecnia. Orientador: Felipe Chinaglia Montefeltro.

3.
Aude Leroux-Chartré. Preparation of a Crocodyliformes juvenile skull. 2011. Orientação de outra natureza. (Antropology) - Redpath Museum, McGill University. Orientador: Felipe Chinaglia Montefeltro.

4.
Alison Casazza. Preparation of a Crocodyliformes juvenile skull. 2011. Orientação de outra natureza. (Biology) - Redpath Museum, McGill University. Orientador: Felipe Chinaglia Montefeltro.



Educação e Popularização de C & T



Textos em jornais de notícias/revistas
1.
SOMERA, A. F. ; MONTEFELTRO, F. C. ; ELIAS-NETO, M. ; NUNES, T. ; MASSON, V. L. . Evolução: ciência viva. Fecunda, p. 3 - 6, 22 out. 2008.

2.
Montefeltro, Felipe Chinaglia. A história dos jacarés. Ciência Hoje das Crianças, p. 2 - 5, 01 mar. 2014.


Cursos de curta duração ministrados
1.
Montefeltro, Felipe Chinaglia; BITTENCOURT, J. S. ; Langer, Max Cardoso . Curso de Especialização em Ciências. 2008. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

2.
Montefeltro, Felipe Chinaglia. A idade da erra e os seres vivos. 2013. (Curso de curta duração ministrado/Outra).


Desenvolvimento de material didático ou instrucional
1.
BEVILAQUA, M. ; SANCHEZ, D. R. ; Montefeltro, Felipe Chinaglia . Smart kids no mundo dos dinossauros. 2008. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Livro para olorir).


Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
Montefeltro, Felipe Chinaglia. Dentadas do Passado. 2010. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

2.
Felipe C. Montefeltro; Langer, Max Cardoso . Fossil de jacare do Jurassico é descoberto no Maranhao.. 2013. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

3.
Montefeltro, Felipe Chinaglia; LARSSON, H. C. E. . New Crocodyliformes from Brazil. 2011.

4.
Montefeltro, Felipe Chinaglia. Em Montréal, brasileiro estuda fóssil de jacaré que aterrorizou o Triângulo Mineiro. 2011. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

5.
Montefeltro, Felipe Chinaglia; LARSSON, H. C. E. . Don?t Mess With Pissarrachampsa. 2011. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

6.
Montefeltro, Felipe Chinaglia; LARSSON, H. C. E. . Don?t Mess With Pissarrachampsa. 2011. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

7.
Montefeltro, Felipe Chinaglia; LARSSON, H. C. E. . Ancient dino-eating croc had huge teeth and a dog's face. 2011. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

8.
Montefeltro, Felipe Chinaglia. Grupo acha crocodilo de 90 milhões de anos. 2010. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

9.
HONE, D. ; Langer, Max Cardoso ; Montefeltro, Felipe Chinaglia . Introducing Bentonyx. 2011. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

10.
Montefeltro, Felipe Chinaglia; LARSSON, H. C. E. . Ancient Dino-Eating Croc Had Huge Teeth, Dog Face. 2011. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).


Artes Visuais
1.
Montefeltro, Felipe Chinaglia; BITTENCOURT, J. S. . Folder da III Mostra da Biologia, FFCLRP-USP. 2006. Outra.



Outras informações relevantes


Coleções científicas visitadas durante o Mestrado: IML, San Muguel, Universidad Nacional de Tucumán, San Miguel de Tucumán; MACN, Buenos Aires, Argentina; MCNSJ, San Juan, Argentina.

Coleções científicas visitadas durante o Doutorado: AMNH, Nova York, EUA; BPI, Johanesburgo, Africa do Sul; DG-CTG-UFPE, Recife, Brasil; DGM, Rio de Janeiro, Brasil; HLMD, Darmstadt, Alemanha; IPUW, Viena, Áustria; MACN, Buenos Aires, Argentina; MAU, Rincón de lós Sauces, Argentina; MHCN, Cochabamba, Bolívia; MLP, La Plata, Argentina; MN, Rio de Janeiro, Brasil; MOZ, Zapala, Argentina; MPMA, Monte Alto, Brasil; MUCP, Neuquén, Argentina; MZSP, São Paulo, Brasil; RM, Montreal, Canadá; ROM, Toronto, Canadá; SAM, Iziko, Cidade do Cabo, Africa do Sul; SGP, Lisboa, Portugal; UCRC, Chicago, EUA; UFRJ, Rio de Janeiro, Brasil.

Coleções científicas visitadas durante o pós-Doutorado:LACM, Los Angeles, EUA; NHMUK, Londres, Inglaterra; BSP, Munique, Alemanha; RBNS, Bruxelas, Bélgica.

Coleções internacionais visitadas em 2016: Museo Municipal Paleontologico de Galve (Galve, Provincia de Teruel, Espanha) no dia 22/08/2016; visitei as coleções da Universidad Autonoma de Madrid, Espanha, durante os dias 23-24/08/2016; visitei as coleções da Universidad Nacional de Educación a Distancia, Madrid, Espanha nos dias 25-26/08/2016

Coleções internacionais visitadas em 2017: ?Sección Paleontología de Vertebrados do Museo Argentino de Ciencias Naturales Bernardino Rivadavia? em Buenos Aires, Argentina (8-15/12 de 2017)

Aprovação em concurso público: Fundação Parque Zoológico de São Paulo concurso público no CC-0027/05-05



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 10/12/2018 às 20:38:26