Maria Brandão Tavares

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/4598862451784445
  • Última atualização do currículo em 03/07/2018


Possui graduação em Medicina pela Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública (2003), mestre em Patologia Experimental pela Universidade Federal da Bahia, doutora em Patologia Experimental na Universidade Federal da Bahia atuando principalmente nos seguintes temas: insuficiência renal aguda, necrose tubular aguda, síndrome nefrótica, marcadores biológicos. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Maria Brandão Tavares
Nome em citações bibliográficas
TAVARES, M. B.;TAVARES, MARIA BRANDÃO


Formação acadêmica/titulação


2012 - 2017
Doutorado em Patologia Humana.
Universidade Federal da Bahia, UFBA, Brasil.
Título: MARCADORES BIOLÓGICOS PARA INSUFICIÊNCIA RENAL AGUDA EM PACIENTES COM DOENÇA GLOMERULAR, Ano de obtenção: 2017.
Orientador: Washington Luís Conrado dos Santos.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Palavras-chave: Insuficiência Renal Aguda; Necrose Tubular Aguda; Síndrome Nefrótica; Marcadores biológicos.
Grande área: Ciências da Saúde
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Anatomia Patológica e Patologia Clínica.
2009 - 2011
Mestrado em Patologia Humana.
Universidade Federal da Bahia, UFBA, Brasil.
Título: Insuficiência renal aguda em pacientes com doença glomerular: aspectos histológicos e papel da necrose tubular aguda,Ano de Obtenção: 2011.
Orientador: Washington Luís Conrado dos Santos.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Palavras-chave: Necrose Tubular Aguda; Doenças renais; Glomerulopatia; Insuficiência Renal Aguda.
Grande área: Ciências da Saúde
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Nefrologia / Especialidade: Patologia.
Setores de atividade: Saúde e Serviços Sociais.
2006 - 2008
Especialização - Residência médica.
Universidade Federal da Bahia, UFBA, Brasil. Residência médica em: Nefrologia
Número do registro: .
Bolsista do(a): Ministério de Educação, MEC, Brasil.
Palavras-chave: Doenças renais; Hemodiálise; Hipertensão arterial.
Grande área: Ciências da Saúde
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas; Cuidado À Saúde das Populações Humanas.
2004 - 2006
Especialização - Residência médica.
Hospital Universitário Professor Edgar Santos, HUPES, Brasil. Residência médica em:
Número do registro: .
Bolsista do(a): Secretaria de Saúde da Bahia, SESAB, Brasil.
1998 - 2003
Graduação em Medicina.
Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública, EBMSP, Brasil.




Formação Complementar


2002 - 2003
Unidade de Terapia Intensiva Cardiológica. (Carga horária: 538h).
Hospital São Rafael, HSR, Brasil.
2002 - 2002
Hipertensão Arterial. (Carga horária: 4h).
Liga Bahiana de Hipertensão e Aterosclerose, LIBHA, Brasil.
2002 - 2002
Estágio em Doenças Infecciosas e Parasitárias HCM.
Secretaria de Saúde da Bahia, SESAB, Brasil.
2001 - 2001
BLS- Suporte Básico de Vida.
Centro de Treinamento Em Suporte de Vida Hospital Aliança, CTSV-HA, Brasil.
2001 - 2001
II Curso Básico Pat.Trato Genit.Inf. Colposcopia. (Carga horária: 30h).
Sociedade Brasileira de Patologia Cervical Uterina e Colposcopia, SBPCUC, Brasil.


Atuação Profissional



Fundação Oswaldo Cruz, FIOCRUZ, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - 2017
Vínculo: Outro (especifique), Enquadramento Funcional: Doutorando, Carga horária: 40


Hospital Geral Roberto Santos, HGRS, Brasil.
Vínculo institucional

2007 - 2008
Vínculo: Prestação de Serviço, Enquadramento Funcional: Médico Nefrologista, Carga horária: 20

Vínculo institucional

2005 - 2006
Vínculo: Médico Plantonista, Enquadramento Funcional: Médico Plantonista Unidade Terapia Intensiva, Carga horária: 12


Universidade Federal da Bahia, UFBA, Brasil.
Vínculo institucional

2004 - 2008
Vínculo: Médico Residente, Enquadramento Funcional: Médico, Carga horária: 40
Outras informações
Médico Residente do COREME / HUPES / UFBA


Hospital Ana Nery, HAN, Brasil.
Vínculo institucional

2008 - 2010
Vínculo: Medico Assistente Nefrologia, Enquadramento Funcional: Nefrologista, Carga horária: 20


Hospital Espanhol, RSEB, Brasil.
Vínculo institucional

2009 - 2012
Vínculo: Prestação de Serviço, Enquadramento Funcional: Médico Nefrologista - Plantonista Hemodiálise, Carga horária: 12


Hospital Aeroporto, HA, Brasil.
Vínculo institucional

2005 - 2008
Vínculo: Prestação de Serviço, Enquadramento Funcional: Médico Plantonista Unidade de Terapia Intensi, Carga horária: 12


Hospital do Subúrbio, HS, Brasil.
Vínculo institucional

2010 - Atual
Vínculo: Médico Nefrologista, Enquadramento Funcional: Médico Nefrologista, Carga horária: 10


Hospital Geral do Estado, HGE, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Médico Nefrologista, Carga horária: 24


Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública, EBMSP, Brasil.
Vínculo institucional

2017 - Atual
Vínculo: Professor, Enquadramento Funcional: Professor Auxiliar, Carga horária: 20



Projetos de pesquisa


2013 - Atual
RIMFAL ? TRAÇO FALCIFORME COMO POTENCIAL DETERMINANTE DA PROGRESSÃO DE DOENÇAS RENAIS NA BAHIA
Descrição: Este estudo lida com duas condições que são muito frequentes e importantes no Brasil: traço falcêmico e disfunção renal. Essas condições afetam respectivamente cerca de 7% e 3% da população, em algumas regiões da Bahia. A presença de traço falcêmico (HbAS) é silenciosa na maior parte dos indivíduos. Há, porém, evidencias acumuladas de que sob condições de estresse como desidratação e hipóxia tecidual, a presença de traço falcêmico pode contribuir para a emergência ou agravamento de lesões teciduais. A disfunção renal também tem curso silencioso na maior parte dos indivíduos, sendo apenas identificada em seu estágio mais grave (estágio final de doença renal). Investigaremos se a presença de traço falcêmico agrava o curso de glomerulopatias. Utilizaremos para isso duas abordagens: uma através de um estudo de corte transversal, no qual compararemos a frequência de traço falcêmico (HbAS) em pacientes com insuficiência renal crônica, inseridos há no máximo 2 anos nos programas de diálise, com a prevalência estimada para a população em geral através de dados dos programas de triagem de recém-nascidos e de uma estimativa baseada em exames de sangue coletados de vizinhos desses pacientes de mesma faixa etária. A segunda abordagem será através do acompanhamento de pacientes submetidos a biópsia renal para fim de diagnóstico de glomerulopatias. Esse será um estudo de coorte dinâmica, no qual serão examinados parâmetros clinico-laboratoriais desses pacientes segregados em dois grupos, com e sem traço falcêmico, no período da biópsia, e a cada ano, nos 4 anos subsequentes..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) .

Integrantes: Maria Brandão Tavares - Coordenador / Marilia Bahiense Oliveira - Integrante / Washington Luis Conrado dos Santos - Integrante / Cacia Mendes Matos - Integrante.
2012 - Atual
MARCADORES DE LESÃO TUBULAR RENAL EM PACIENTES COM SÍNDROME NEFRÓTICA
Descrição: Este projeto visa a construção de um painel de moléculas urinárias com potencial uso na criação de um teste rápido para discriminação entre lesão inflamatória glomerular aguda e necrose tubular aguda como causa de insuficiência renal em pacientes com síndrome nefrótica..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Doutorado: (1) .

Integrantes: Maria Brandão Tavares - Coordenador / dos-Santos, W.L.C. - Integrante / Reinaldo Pessôa Martinelli - Integrante / Maria da Conceição Chagas de Almeida - Integrante / Marilia Bahiense Oliveira - Integrante / Nathanael de Freitas Pinheiro Junior - Integrante / Ricardo David Couto - Integrante / Juliana Perrone Bezerra de Menezes - Integrante.
Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia - Outra.


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Nefrologia.
2.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Bem.


Prêmios e títulos


2011
Mestre em Patologia Humana e Experimental, Universidade Federal da Bahia.
2008
Título Especialista em Nefrologia, Sociedade Brasileira de Nefrologia.


Produções



Produção bibliográfica
Citações

SCOPUS
Total de trabalhos:1
Total de citações:5
Tavares M.B.  Data: 23/05/2016

Artigos completos publicados em periódicos

1.
SOUZA, BRENDA NAVARRO DE2018SOUZA, BRENDA NAVARRO DE ; TAVARES, MARIA BRANDÃO ; SOARES, MARIA FERNANDA SANCHES ; SANTOS, WASHINGTON LUIS CONRADO DOS . IgA Nephropathy in Salvador, Brazil. Clinical and laboratory presentation at diagnosis. JORNAL BRASILEIRO DE NEFROLOGIA, v. 1, p. 1/0101-2800-6, 2018.

2.
DOS-SANTOS, WASHINGTON LUIS CONRADO2017DOS-SANTOS, WASHINGTON LUIS CONRADO ; SWEET, GLÓRIA MARIA MARANHÃO ; AZEVÊDO, LABENE GONDIM ; TAVARES, MARIA BRANDÃO ; SOARES, MARIA FERNANDA SANCHES ; MELO, CAROLINE VILAS BOAS DE ; CARNEIRO, MÁRCIA FERNANDA MELO ; SANTOS, RILMA FERREIRA DE SOUZA ; CONRADO, MÁRCIA CRISTINA ; BRAGA, DANIELA TEIXEIRA LEAL ; BESSA, MARCIA CARVALHO ; PINHEIRO JUNIOR, NATHANAEL DE FREITAS ; BAHIENSE-OLIVEIRA, MARÍLIA . Current distribution pattern of biopsy-proven glomerular disease in Salvador, Brazil, 40 years after an initial assessment. JORNAL BRASILEIRO DE NEFROLOGIA, v. 39, p. 376/29319763, 2017.

3.
TAVARES, MARIA BRANDÃO2012 TAVARES, MARIA BRANDÃO; ALMEIDA, MARIA DA CONCEIÇÃO CHAGAS DE ; MARTINS, REYLA TARITA CRUZ ; DE SOUSA, ANA CAROLINA GIL PINHO ; MARTINELLI, REINALDO ; DOS-SANTOS, WASHINGTON LUIS CONRADO . Acute Tubular Necrosis and Renal Failure in Patients with Glomerular Disease. Renal Failure, v. 34, p. 1252-1257, 2012.

Apresentações de Trabalho
1.
TAVARES, M. B.; FN, Paula ; Melo, CVB ; Carneiro, MF ; Santos, RFS ; Bahiense-Oliveira M ; MARTINELLI, R. ; SANTOS, W. L. C. . LESÃO PROLIFERATIVA GLOMERULAR OU NECROSE TUBULAR ESTÃO ASSOCIADAS AO DESAPARECIMENTO DE UMA FRAÇÃO PROTEICA NA URINA DE PACIENTES COM SÍNDROME NEFRÓTICA ANALISADA EM GEL DE POLIACRILAMIDA. 2016. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

2.
TAVARES, M. B.; FN, Paula ; Almeida M C C ; MARTINELLI, R. ; Bahiense-Oliveira M ; SANTOS, W. L. C. . Marcadores para Lesão Renal Aguda na Sínrome Nefrótica. 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

3.
TAVARES, M. B.; SOUSA, A. C. G. P. ; MARTINS, R. T. C. ; MARTINELLI, R. ; Washington Luiz Conrado dos Santos . Necrose Tubular Aguda em Pacientes com Glomerulopatia. 2011. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

4.
TAVARES, M. B.; Gloria M.M. Sweet ; Joseli S. Silva ; Washington Luiz Conrado dos Santos . Acute Renal Failure in Glomerular Disease: Histological Aspects and Role of Acute Tubular Necrosis. 2007. (Apresentação de Trabalho/Outra).



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
Congresso Brasileiro de Nefrologia. Marcadores para Lesão Renal Aguda na Sínrome Nefrótica. 2014. (Congresso).

2.
VIII Congresso Latino Americano de Injuria Renal Aguda. 2012. (Congresso).

3.
XXVI Congresso Brasileiro de Nefrologia. Necrose Tubular Aguda e Insuficiência Renal em Pacientes com Glomerulopatias Não Exsudativas ou Proliferativas. 2012. (Congresso).

4.
Congresso Brasileiro de Patologia. Necrose Tubular Aguda em Pacientes com Glomerulopatia. 2011. (Congresso).

5.
XXV Congresso Brasileiro de Nefrologia. 2010. (Congresso).

6.
Acute Kidney Injury: Emerging Concepts.Acute Renal Failure in Glomerular Disease: Histological Aspects and Role of Acute Tubular Necrosis. 2007. (Simpósio).

7.
Peritoneal Dialysis Course. 2007. (Outra).

8.
World Congress of Nephrology. 2007. (Congresso).

9.
Curso Internacional de Nefrologia. 2006. (Outra).

10.
XV Congresso de Cardiologia do Estado da Bahia. Participante do XV Congresso de Cardiologia do Estado da Bahia. 2003. (Congresso).

11.
1º Encontro Bahiano Multiprofissional em Diabetes e Hipertensão.Participante do 1º Encontro Bahiano Multiprofissional em Diabetes e Hipertensão. 2002. (Encontro).

12.
IV Simpósio Multidisciplinar de Cardiologia.Participante do IV Simpósio Multidisciplinar de Cardiologia. 2002. (Simpósio).

13.
VI Congresso Internacional de Cardiologia. Participante do VI Congresso Internacional de Cardiologia. 2002. (Congresso).

14.
XIV Congresso de Cardiologia do Estado da Bahia. Participante do XIV Congresso de Cardiologia do Estado da Bahia. 2002. (Congresso).

15.
XIII Congresso de Cardiologia do Estado da Bahia. Participante do XIII Congresso de Cardiologia do Estado da Bahia. 2001. (Congresso).



Orientações



Orientações e supervisões concluídas
Dissertação de mestrado
1.
DONA JEANNE ALLADAGBIN. TRAÇO FALCIFORME COMO POTENCIAL DETERMINANTE DA PROGRESSÃO DE DOENÇAS RENAIS EM SALVADOR/BAHIA. 2015. Dissertação (Mestrado em Pós Grauação em Patologia) - Fundação Oswaldo Cruz, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia. Coorientador: Maria Brandão Tavares.

2.
Caroline Vilas Boas de Melo. Marcadores de Necrose Tubular Aguda e Glomerulonefrite no Sedimento Urinário de Pacientes com Síndrome Nefrótica. 2015. Dissertação (Mestrado em Pós Grauação em Patologia) - Fundação Oswaldo Cruz, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Coorientador: Maria Brandão Tavares.

Monografia de conclusão de curso de aperfeiçoamento/especialização
1.
Ana Carolina Gil Pinho de Sousa. Insuficiência Renal Aguda em Pacientes com Síndrome Nefrótica. 2011. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Medicina) - Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública. Orientador: Maria Brandão Tavares.




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 18/02/2019 às 18:55:17