Filipe Herkenhoff Carijó

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/1772217409782797
  • Última atualização do currículo em 02/11/2018


Filipe Herkenhoff Carijó é Professor Adjunto do Instituto de Psicologia da UFRJ, onde se graduou. É doutor e mestre pelo Programa de Pós-Graduação em Psicologia da UFRJ e doutorando no Programa de Pós-Graduação em Lógica e Metafísica da UFRJ. Realizou estágio doutoral com bolsa PDSE da CAPES no Departamento de Filosofia do King's College London. Atua principalmente nas áreas de psicologia cognitiva, psicologia da percepção, epistemologia e filosofia da mente. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Filipe Herkenhoff Carijó
Nome em citações bibliográficas
CARIJÓ, F. H.;Carijó, Filipe Herkenhoff


Formação acadêmica/titulação


2016
Doutorado em andamento em Lógica e Metafísica.
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
Orientador: Célia Teixeira.
Bolsista do(a): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ, FAPERJ, Brasil.
2012 - 2016
Doutorado em Programa de Pós-Graduação em Psicologia.
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
com período sanduíche em King's College London (Orientador: Bill Brewer).
Título: Ilusão perceptiva e sistemas de referências, Ano de obtenção: 2016.
Orientador: Virgínia Kastrup.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
2010 - 2012
Mestrado em Programa de Pós-Graduação em Psicologia.
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
Título: Mediação perceptiva e as vicissitudes da experiência possível,Ano de Obtenção: 2012.
Orientador: Virgínia Kastrup.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
2008 - 2009
Graduação em Formação de Psicólogo.
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
Título: Três Questões em Percepção Tátil e Deficiência Visual: Redirecionamento da Atenção, Experiência Estética Tátil e Percepção do Próprio Corpo.
Orientador: Virgínia Kastrup.
2004 - 2009
Graduação em Bacharelado em Psicologia.
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.




Atuação Profissional



Universidade Federal Fluminense, UFF, Brasil.
Vínculo institucional

2016 - 2017
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor substituto, Carga horária: 40
Outras informações
Professor substituto do Departamento de Psicologia da Universidade Federal Fluminense, Polo Universitário Campos dos Goytacazes (UFF/PUCG). Disciplinas ministradas: Introdução à Metodologia de Pesquisa em Psicologia (2016.1, 2016.2 e 2017.1); Ética Profissional (2016.1, 2016.2 e 2017.1); Psicologia Social (2016.2 e 2017.1).


Universidade do Estado do Rio de Janeiro, UERJ, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - 2014
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professor substituto, Carga horária: 9
Outras informações
Professor substituto do Departamento de Psicologia da UERJ. Disciplinas ministradas: Novas Abordagens Psicopedagógicas (2013.2 e 2014.1); Psicologia e Bases do Pensamento Gestáltico (Teorias e Sistemas Psicológicos I no currículo antigo) (2014.1).


Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
Vínculo institucional

2018 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Adjunto, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Professor Adjunto do Instituto de Psicologia.

Vínculo institucional

2018 - 2018
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista de Doutorado Nota 10 pela FAPERJ

Vínculo institucional

2017 - 2017
Vínculo: Doutorando, Enquadramento Funcional: Tutor de disciplina de graduação, Carga horária: 4
Outras informações
2017.1: Tutor da disciplina Lógica Clássica (para Biblioteconomia).

Vínculo institucional

2017 - 2017
Vínculo: Doutorando, Enquadramento Funcional: Tutor de disciplina de graduação, Carga horária: 4
Outras informações
2017.2: Tutor da disciplina Lógica I (para Filosofia).

Vínculo institucional

2012 - 2016
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista de Doutorado pelo CNPq

Vínculo institucional

2010 - 2012
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista de Mestrado pela CAPES

Vínculo institucional

2010 - 2011
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Tutor de Disciplina de Graduação
Outras informações
Tutor da disciplina Prática de Pesquisa em Percepção.

Vínculo institucional

2009 - 2009
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista de Mestrado pelo CNPq

Vínculo institucional

2007 - 2008
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Monitor de Graduação, Carga horária: 20
Outras informações
Monitor da disciplina Gestaltismo (código IPG 202)

Vínculo institucional

2006 - 2008
Vínculo: Iniciação Científica, Enquadramento Funcional: Bolsista de Iniciação Científica, Carga horária: 20

Atividades

03/2006 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Instituto de Psicologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro, .

Linhas de pesquisa
Cognição e subjetividade

Instituto de Psiquiatria da Universidade Federal do Rio de Janeiro, IPUB, Brasil.
Vínculo institucional

2006 - 2006
Vínculo: Voluntário, Enquadramento Funcional: Estagiário, Carga horária: 12



Linhas de pesquisa


1.
Cognição e subjetividade

Objetivo: Investigação da cognição baseada nos modelos teóricos das ciências cognitivas, nas estratégias clínicas que vêm sendo desenvolvidas na atualidade e na dinâmica da produção de conhecimento. O tema da cognição é articulado com o da subjetividade, examinando questões contemporâneas como o acoplamento com as tecnologias, a experiência com a arte, as estratégias clínicas e os aspectos éticos, estéticos e políticos da cognição..
Grande área: Ciências Humanas


Projetos de pesquisa


2008 - 2014
Práticas Artísticas e Construção da Cidadania com Pessoas Deficientes Visuais
Descrição: A deficiência visual, longe de configurar um problema de natureza estritamente biológica, envolve vetores sociais, históricos e culturais que participam de sua produção. Além disto, o problema da cegueira deve ser enfrentado levando em consideração sua inserção num mundo hegemonicamente fundado em parâmetros visuais. O projeto se fundamenta na idéia de que a construção da cidadania da pessoa com deficiência visual depende de estratégias de intervenção e das narrativas dos próprios deficientes visuais a respeito da questão da deficiência e de seu modo singular de estar no mundo. Seguindo Boaventura de Souza Santos (2004), o projeto integra pesquisas cujos parâmetros estão longe da "monocultura do saber científico ocidental" que, por estar pautado na noção de norma e de normalidade, faz da deficiência apenas um déficit, uma falta. Através de práticas artísticas busca-se dar voz às pessoas com deficiência visual, lançando mão de metodologias construtivistas de pesquisa que façam proliferar os sentidos da experiência e que tornem positivas as singularidade e as diferenças (Varela e Shear, 2002; Varela, s.d.; Varela, Thompson e Rosch, 2003; Latour 2002, 2001, 1999, 1987; Mol 1999, 2002; Mol & Law, 2000, 2003). A pesquisa teórica será realizada tomando como base as contribuições de F. Varela, M. Merleau-Ponty, B. Latour, J. Law, A. Mol, I. Hatwell e E. Sampaio. Serão realizadas pesquisas de campo na oficina de cerâmica, na oficina de experimentação corporal e no trabalho clínico-psicológico com o dispositivo clínico transversal, todas no Instituto Benjamin Constant, no Rio de Janeiro. Com a investigação, espera-se avançar no entendimento do processo de conhecimento não como algo que se faz sobre o outro, mas sim com o outro e do processo de construção de cidadania como um processo que é necessariamente partilhado com o outro..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (12) / Especialização: (1) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (6) .
Integrantes: Filipe Herkenhoff Carijó - Integrante / Maria Clara de Almeida - Integrante / Virgínia Kastrup - Coordenador / Tatiana Gomes da Rocha - Integrante / CHRISTIAN SADE VASCONCELOS - Integrante / GUSTAVO CRUZ FERRAZ - Integrante / BEATRIZ SANCOVSCHI - Integrante / LÚCIA MARIA FILGUEIRAS - Integrante / Laura Pozzana - Integrante / Vera Regina Pereira Ferraz - Integrante / Paula Rego Monteiro Marques Vieira - Integrante / adriana tavares carrijo - Integrante / alexandra cleopatre tsallis - Integrante / Isabela Prince - Integrante / Juliana de Moura Quaresma Magalhães - Integrante / Josselem Conti - Integrante / Jéssica da Silva David - Integrante / Luciana Caliman - Integrante / Luciana Oliveira Franco - Integrante / Marcia Oliveira Moraes - Integrante / Maria do Carmo Cabral - Integrante / Maristela Dalmolin - Integrante / Mhyrna Boechat de Céspedes - Integrante / Marilia Cunha - Integrante / RAFAEL MARTINEZ AIETA AFFONSO - Integrante / Regina Chimenti - Integrante / Veronica Torres Gurgel - Integrante / Ximene Martins Antunes - Integrante / Carolina Cardoso Manso - Integrante.Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.
2007 - 2011
Aspectos objetivos e subjetivos da utilização da substituição sensória visuo-tátil por pessoas com deficiência visual

Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Virginia Kastrup em 07/08/2016.
Descrição: A substituição sensória é um conceito relativamente novo em ciências da cognição: a informação normalmente transmitida por uma modalidade sensória (p. ex. visão) vai ser transmitida por outra modalidade (p. ex. tato) em caso de deficiência sensorial (p.ex. cegueira). Em realidade, este fenômeno é conhecido há muito tempo, tendo dado origem a substituições sensórias notáveis como, por exemplo, a escrita em Braille e a bengala longa. A substituição sensória ganhou um novo impulso com o desenvolvimento de novos dispositivos tecnológicos. O mais famoso é o TVSS (Tactile Vision Substitution System), concebido por Paul Bach y Rita e sua equipe nos Estados Unidos no inicio dos anos 60 (Bach-y-Rita, Collins, Saunders, White, & Scadden, 1969). O BrainPort é o dispositivo que será utilizado na presente pesquisa, a qual tem como objetivo estudar não somente os aspectos objetivos, como também os subjetivos, da utilização deste dispositivo em pessoas cegas totais, congênitas e tardias, e em pessoas com degeneração macular ligada à idade. O estudo se dividirá em duas fases. Na primeira, será feito um estudo piloto com 4 pessoas cegas voluntárias, selecionadas entre aquelas atendidas no Instituto Benjamin Constant, que serão treinadas a perceber as sensações produzidas pelo BrainPort. Em seguida, será explorado o papel da atividade de desenhar na melhora da performance no reconhecimento de formas, bem como as possibilidades da percepção de rostos com diferentes expressões emocionais. O numero de participantes dependerá do resultado do estudo piloto e dos voluntários disponíveis que respondam aos critérios fixados. Idealmente, teremos 10 voluntários por grupo. Em ambas as fases, o estudo será realizado utilizando, de modo complementar, métodos de terceira e primeira pessoa. Neste sentido, o método experimental e a entrevista de explicitação (Vermersch, 2000) serão estratégias complementares para a reunião dos dados da pesquisa..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2006 - 2008
A diferença que nos une: um estudo sobre as condições de surgimento do campo psicológico (antigo projeto)
Descrição: O OBJETIVO DESTE PROJETO É INVESTIGAR AS CONDIÇÕES DE POSSIBILIDADE HISTÓRICAS NAS QUAIS SURGE A PSICOLOGIA, ENQUANTO UM SABER MARCADO POR UMA PLURALIDADE DE SISTEMAS, TEORIAS E PRÁTICAS. A HIPÓTESE AQUI AVENTADA É QUE AS PSICOLOGIAS REÚNEM PROBLEMAS ORIUNDOS DE PRÁTICAS SOCIAIS DIVERSAS (ESCOLA, FÁBRICA, ASILO, ETC), EXPERIÊNCIAS CONTEMPORÂNEAS (INDIVIDUALIZAÇÃO E SUBJETIVAÇÃO), MODELOS, MÉTODOS E CONCEITOS EXTRAÍDOS DE DIVERSOS SABERES CIENTÍFICOS (FÍSICA, FISIOLOGIA, BIOLOGIA, INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL) E FILOSÓFICOS. CADA SISTEMA, TEORIA OU PRÁTICA PSICOLÓGICA REPRESENTARIA UM MODO PECULIAR DE REUNIR ESTES FATORES..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (8) .
Integrantes: Filipe Herkenhoff Carijó - Integrante / Maria Clara de Almeida - Integrante / ANDRE SCHIMIDT DA SILVA - Integrante / KARINA LOPES PADILHA - Integrante / NIRA KAUFMAN SASSO - Integrante / Arthur Arruda Leal Ferreira - Coordenador / Míriam Starosky - Integrante / GABRIEL GOUVÊA MONTEIRO - Integrante / RENATA DE MORAIS MACHADO - Integrante / Carmem Zapata Cordeiro - Integrante / Felipe da Silva Hautequestt - Integrante / Fernando Mello Machado - Integrante / Flávio Vieira Curvello - Integrante.Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Bolsa / Fundação Universitária José Bonifácio - Auxílio financeiro.
2006 - 2008
Atenção e invenção na produção coletiva de imagens
Descrição: O principal objetivo da pesquisa é investigar o funcionamento da atenção em cegos e portadores de diferentes graus de deficiência visual. É também detectar possíveis especificidades do funcionamento atencional quando tais indivíduos não estão voltados para atividades cotidianas habituais, mas realizam uma atividade artística em situação grupal. O objetivo é ainda examinar de que modo a atenção a diferentes signos percebidos (auditivos, táteis, etc) se conjugam com a produção de imagens mnésicas durante o processo de criação. A pesquisa visa também identificar possíveis efeitos do trabalho da oficina de artes na inclusão social e na ampliação dos domínios cognitivos e territórios existenciais de seus participantes. A pesquisa possui um eixo teórico, que realizará uma revisão bibliográfica sobre o problema do funcionamento cognitivo e atencional de portadores de deficiência visual, no campo das ciências cognitivas nos últimos 10 anos. O segundo eixo é uma pesquisa de campo, que será realizada no Instituto Benjamin Constant, no setor de Reabilitação, onde se localiza uma oficina de cerâmica coordenada pela artista plástica Clara Fonseca. Aí serão utilizados dois métodos distintos e complementares, o método da cartografia e o método da entrevista de explicitação (Vermersch, 1994), que será aplicada aos 20 sujeitos da amostra. Com a pesquisa espera-se avançar no conhecimento do funcionamento da atenção em cegos e portadores de diferentes graus de deficiência visual durante o processo de criação. A expectativa é contribuir para um melhor entendimento da cognição inventiva, além de fornecer elementos para futuras comparações entre a atenção em cegos e em videntes (não portadores de deficiência visual). Os resultados alcançados serão apresentados em artigos publicados em revistas especializadas, capítulos de livros e congressos científicos..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (7) .
Integrantes: Filipe Herkenhoff Carijó - Integrante / Maria Clara de Almeida - Integrante / Virgínia Kastrup - Coordenador / MARIA DO CARMO CARVALHO CABRAL - Integrante / LUCIANA PEREIRA MANHÃES - Integrante / JERUSA MACHADO ROCHA - Integrante / ROSIMERI DE OLIVEIRA DIAS - Integrante / CHRISTIAN SADE VASCONCELOS - Integrante / GUSTAVO CRUZ FERRAZ - Integrante / BEATRIZ SANCOVSCHI - Integrante / LÚCIA MARIA FILGUEIRAS - Integrante / Paula Rego Monteiro Marques Vieira - Integrante / Maria Carolina Fadini Cardoso - Integrante / Felipe Lemos Josué - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.
2006 - Atual
Cognição Inventiva: experiências artísticas, processos coletivos e produção de subjetividade
Descrição: Pós-Graduação em Psicologia da UFRJ. Reúne pesquisas que se articulam em torno do tema da cognição inventiva, integrando pesquisadores, doutorandos, mestrandos e alunos de graduação. O objetivo é a investigação da experiência com a arte e dos processos coletivos de produção da subjetividade, incluindo a dimensão estética, ética e política da cognição. Partindo do entendimento da cognição como processo de invenção de si e do mundo (Kastrup, 1999), a experiência estética é examinada em sua potência de produção de subjetividades e de transformação social. Na composição do projeto, pesquisas teóricas tratam de temas como a experiência com a literatura, tecnologias de aprendizagem, aprendizagem inventiva, atenção, emoções e consciência. Pesquisas de campo abordam questões como aprendizado da capoeira, teatro como intervenção social, formação do professor e deficiência visual, utilizando o método da cartografia e outros métodos qualitativos. A fundamentação teórica das pesquisas é buscada nas ciências cognitivas contemporâneas, psicologia cognitiva, filosofia e educação. São autores de referência F. Varela, H. Maturana, W. James, J. Dewey, H. Bergson, L. Vygotski, G. Deleuze, F. Guattari, G. Simondon, N. Depraz, P. Vermersch, P. Freire e O. Sacks. O projeto possui três eixos: 1) Arte e produção de subjetividade; 2) Aprendizagem inventiva e atenção; 3) Cognição e subjetividade em portadores de deficiência visual..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (9) .
Integrantes: Filipe Herkenhoff Carijó - Integrante / Maria Clara de Almeida - Integrante / Virgínia Kastrup - Coordenador / Tatiana Gomes da Rocha - Integrante / MARIA DO CARMO CARVALHO CABRAL - Integrante / JOHNNY MENEZES ALVAREZ - Integrante / LUCIANA PEREIRA MANHÃES - Integrante / JERUSA MACHADO ROCHA - Integrante / JORGE R. M. FRÓES - Integrante / ROSIMERI DE OLIVEIRA DIAS - Integrante / CHRISTIAN SADE VASCONCELOS - Integrante / GUSTAVO CRUZ FERRAZ - Integrante / BEATRIZ SANCOVSCHI - Integrante / LÚCIA MARIA FILGUEIRAS - Integrante / Laura Pozzana - Integrante / Paula Rego Monteiro Marques Vieira - Integrante / Maria Carolina Fadini Cardoso - Integrante / Felipe Lemos Josué - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Psicologia / Subárea: Psicologia Cognitiva.
2.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Psicologia / Subárea: Psicologia da Percepção.
3.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Filosofia / Subárea: Filosofia da percepção.
4.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Filosofia / Subárea: Epistemologia.
5.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Psicologia / Subárea: Filosofia da mente.


Idiomas


Alemão
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Português
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Francês
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.


Prêmios e títulos


2018
Bolsa de Doutorado Nota 10, FAPERJ.
2017
Aprovado em 2º lugar em seleção para professor substituto do Departamento de Filosofia da Universidade Federal do Rio de Janeiro, IFCS/UFRJ.
2017
Aprovado em 3° lugar em concurso público para Professor Adjunto (área de Fundamentos e História da Psicologia) do Departamento de Psicologia de Volta Redonda da UFF, UFF.
2016
Aprovado em 1º lugar em seleção para professor substituto (área de Epistemologia e Ética) do Departamento de Psicologia da Universidade Federal Fluminense, Polo Universitário Campos dos Goytacazes, UFF/PUCG.
2009
Menção Honrosa, XXXI Jornada Giulio Massarani de Iniciação Científica, Artística e Cultural da UFRJ.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
Carijó, Filipe Herkenhoff2013 Carijó, Filipe Herkenhoff; ALMEIDA, MARIA CLARA ; Kastrup, Virgínia . On haptic and motor incorporation of tools and other objects. PHENOMENOLOGY AND THE COGNITIVE SCIENCES (PRINT), v. 12, p. 685-701, 2013.

2.
KASTRUP, V.2012KASTRUP, V. ; CARIJÓ, F. H. ; ALMEIDA, M. C. . O ciclo inventivo da imagem. Informática na Educação (Online), v. 15, p. 59-74, 2012.

3.
ALMEIDA, M. C.2012ALMEIDA, M. C. ; CARIJÓ, F. H. ; KASTRUP, V. . Pour une esthétique tactile : de l?adaptation des oeuvres d?arts plastiques aux personnes déficients visuelles. Terra Haptica, v. 3, p. 65-82, 2012.

4.
ALMEIDA, M. C.2010 ALMEIDA, M. C. ; CARIJÓ, F. H. ; KASTRUP, V. . Por uma estética tátil: sobre a adaptação de obras de artes plásticas para deficientes visuais. Fractal: Revista de Psicologia, v. 22, p. 85-100, 2010.

5.
KASTRUP, V.2009 KASTRUP, V. ; Sampaio, Eliana ; ALMEIDA, M. C. ; CARIJÓ, F. H. . O aprendizado da utilização da substituição sensorial visuo-tátil por pessoas com deficiência visual: primeiras experiências e estratégias metodológicas. Psicologia e Sociedade (Impresso), v. 21, p. 256-265, 2009.

6.
KASTRUP, V.2009KASTRUP, V. ; CARIJÓ, F. H. ; ALMEIDA, M. C. . Abordagem da enação no campo da deficiência visual. Informática na Educação, v. 12, p. 114-122, 2009.

7.
CARIJÓ, F. H.;Carijó, Filipe Herkenhoff2008CARIJÓ, F. H.; ALMEIDA, M. C. ; KASTRUP, V. . Redirecionamento Visuo-Tátil da Atenção em Pessoas com Deficiência Visual Tardia. Benjamin Constant (Rio de Janeiro), v. 39, p. 3-9, 2008.

8.
FERREIRA, A. A. L.2006FERREIRA, A. A. L. ; SILVA, A. S. ; CARIJÓ, F. H. ; PADILHA, K. L. ; ALMEIDA, M. C. ; FURTADO, M. A. ; STAROSKY, M. ; SASSO, N. K. . Entre a Autonomia e o Controle: O Surgimento do Indivíduo como Condição de Possibilidade dos Saberes e Práticas Psicológicos. Mnemosine (Rio de Janeiro), v. 2, p. 67-74, 2006.

9.
MARTINS, C. M.2005MARTINS, C. M. ; CARIJÓ, F. H. ; ALMEIDA, M. C. ; SILVEIRA, M. ; MIRAILH, M. X. N. ; PEIXOTO, M. M. ; MARTINS, R. ; RAMALHO, T. M. ; SHOLL-FRANCO, A. . Efeitos psicológicos do abuso de anabolizantes. Ciências & Cognição (UFRJ), v. 05, p. 84-91, 2005.

Capítulos de livros publicados
1.
CARIJÓ, F. H.; MAGALHAES, J. M. Q. ; ALMEIDA, M. C. . Accès tactile: une introduction à la question de l'accessibilité esthétique du public handicapé visuel dans les musées. In: Márcia Moraes; Virgínia Kastrup. (Org.). Exercices de voir et de non-voir. 1ed.Talant-Dijon: Les Doigts Qui Rêvent, 2015, v. , p. 172-193.

2.
CARIJÓ, F. H.; MAGALHAES, J. M. Q. ; ALMEIDA, M. C. . Acesso tátil: uma introdução à questão da acessibilidade estética para o público deficiente visual nos museus. In: Márcia Moraes; Virgínia Kastrup. (Org.). Exercícios de Ver e Não Ver. Arte e pesquisa com pessoas com deficiência visual. Rio de Janeiro: Nau Editora, 2010, v. , p. 174-195.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
ALMEIDA, M. C. ; CARIJÓ, F. H. . Adaptação Para o Tato de Obras de Artes Plásticas: Uma Reflexão sobre Estratégias Inclusivas. In: V Encuentro Pensar(se) la Inclusión, 2008, Cidade do México. V Encuentro Pensar(se) la Inclusión, 2008.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
CARIJÓ, F. H.. A crise da evidência empírica na história da Psicologia. In: IX Encontro Clio-Psyché. Gênero, Psicologia, História, 2010, Rio de Janeiro. Anais do IX Encontro Clio-Psyché. Gênero, Psicologia, História. Rio de Janeiro: UERJ, 2010. p. 78-79.

2.
FERREIRA, A. A. L. ; STAROSKY, M. ; PADILHA, K. L. ; CARIJÓ, F. H. ; ALMEIDA, M. C. ; MACHADO, R. M. ; SASSO, N. K. ; SILVA, A. S. ; MONTEIRO, G. G. . Entre a Autonomia e o Controle: o Surgimento do Indivíduo como Condição de Possiblidades dos Saberes e Práticas Psicológicas. In: XIV ENCONTRO NACIONAL DA ABRAPSO, 2007, Rio de Janeiro. Anais de resumos e de trabalhos completos do XIV ENCONTRO NACIONAL DA ABRAPSO. Rio de Janeiro: ABRAPSO & UERJ, 2007. v. 1. p. 1-3.

3.
FERREIRA, A. A. L. ; STAROSKY, M. ; PADILHA, K. L. ; CARIJÓ, F. H. ; ALMEIDA, M. C. ; MACHADO, R. M. ; SASSO, N. K. ; SILVA, A. S. ; MONTEIRO, G. G. . A Pluralidade da Psicologia Social nos Ditos e Escritos de Michel Foucault. In: XIV Encontro Nacional da ABRAPSO, 2007, Rio de Janeiro. Anais de resumos e trabalhos completos do XIV Encontro Nacional da ABRAPSO. Rio de Janeiro: ABRAPSO & UERJ, 2007. v. 1. p. 1-3.

4.
FERREIRA, A. A. L. ; SILVA, A. S. ; STAROSK, M. ; CARIJÓ, F. H. ; ALMEIDA, M. C. ; PADILHA, K. L. ; SASSO, N. K. . Entre a autonomia e o controle: o surgimento do indivíduo como condição de possibilidade dos saberes psicológicos. In: Clio Psyché, 2006, Rio de Janeiro. Clio Psyché, 2006.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
CARIJÓ, F. H.. Sobre o conceito de percepção indireta. In: 7º Congresso Norte Nordeste de Psicologia, 2011, Salvador. 7º Congresso Norte Nordeste de Psicologia, 2011.

2.
FERREIRA, A. A. L. ; SILVA, A. S. ; STAROSK, M. ; CARIJÓ, F. H. ; ALMEIDA, M. C. ; PADILHA, K. L. ; SASSO, N. K. . Entre a autonomia e o controle: o surgimento do indivíduo como condição de possibilidade dos saberes e práticas psicológicos. In: V Congresso Norte Nordeste de Psicologia, 2007, Maceió. Resumos do V Conpsi, 2007. p. 848-849.

3.
FERREIRA, A. A. L. ; SILVA, A. S. ; CARIJÓ, F. H. ; PADILHA, K. L. ; ALMEIDA, M. C. ; STAROSKY, M. ; SASSO, N. K. . Entre a Autonomia e o Controle: o Surgimento do Indivíduo como Condição de Possiblidades dos Saberes e Práticas Psicológicas. In: VI Encontro Interinstitucional de Pesquisadores em História da Psicologia, 2007, Maceió. Anais do VI Encontro Interinstitucional de Pesquisadores em História da Psicologia, 2007. p. 24.

4.
STAROSK, M. ; FERREIRA, A. A. L. ; SILVA, A. S. ; PADILHA, K. L. ; ALMEIDA, M. C. ; SASSO, N. K. ; CARIJÓ, F. H. . A constituição histórica da Psicologia em sua dispersão. In: II Congresso Brasileiro Psicologia: CIência & Profissão, 2006, São Paulo. Anais, 2006.

5.
ROCHA, T. G. ; CABRAL, M. C. C. ; ALVAREZ, J. M. ; KASTRUP, V. ; MANHAES, L. P. ; CARIJÓ, F. H. ; ROCHA, J. M. ; FROES, J. R. M. ; DIAS, R. O. ; VASCONCELOS, C. S. ; FERRAZ, G. C. ; SANCOVSCHI, B. ; FILGUEIRAS, L. M. ; ARAUJO, D. . Cognição Inventiva: Experiênicas Artísticas, Processos Coletivos e Produção de Subjetividade. In: II Congresso Brasileiro Psicologia: CIência & Profissão, 2006. Anais, 2006.

Apresentações de Trabalho
1.
CARIJÓ, F. H.. Micro illusion, arbitrariness and naïve realism. 2018. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

2.
CARIJÓ, F. H.. As condições da percepção direta. 2018. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

3.
CARIJÓ, F. H.. Micro ilusão, arbitrariedade e realismo ingênuo. 2018. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

4.
CARIJÓ, F. H.. How to talk about looks. 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

5.
CARIJÓ, F. H.. How to talk about looks. 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

6.
Carijó, Filipe Herkenhoff. A psicologia e o debate entre dualismo e monismo na filosofia da mente. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

7.
CARIJÓ, F. H.. Naïve realism and appearances. 2015. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

8.
CARIJÓ, F. H.. Ilusão perceptiva e sistemas de referências. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

9.
CARIJÓ, F. H.. There is a noncomparative sense of 'looks'. 2015. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

10.
CARIJÓ, F. H.. Sobre o conceito de percepção indireta. 2011. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

11.
CARIJÓ, F. H.. Percepção e mediação. 2011. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

12.
CARIJÓ, F. H.. A crise da evidência empírica na história da Psicologia. 2010. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

13.
Carijó, Filipe Herkenhoff. A psicologia clássica e o gestaltismo. 2010. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

14.
CARIJÓ, F. H.; ALMEIDA, M. C. ; MAGALHAES, J. M. Q. . A Experiência Estética do Deficiente Visual. 2009. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

15.
CARIJÓ, F. H.. Introdução ao gestaltismo. 2009. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

16.
Carijó, Filipe Herkenhoff; VELASCO, L. B. ; GUERREIRO, R. O. . A psicologia da forma no encontro com as diversas formas de arte. 2009. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

17.
ALMEIDA, M. C. ; CARIJÓ, F. H. ; MAGALHAES, J. M. Q. . Adaptação para o tato de obras de artes plásticas? Uma discussão sobre a acessibilidade à experiência estética em museus para deficientes visuais. 2008. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

18.
ALMEIDA, M. C. ; CARIJÓ, F. H. . Adaptação Para o Tato de Obras de Artes Plásticas: Uma Reflexão sobre Estratégias Inclusivas. 2008. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

19.
Carijó, Filipe Herkenhoff; Almeida, Maria Clara de . Percepção tátil e a co-emergência dos corpos estranhos e do corpo próprio. 2008. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

20.
FERREIRA, A. A. L. ; SILVA, A. S. ; CARIJÓ, F. H. ; PADILHA, K. L. ; ALMEIDA, M. C. ; STAROSKY, M. ; SASSO, N. K. . Entre a Autonomia e o Controle: o Surgimento do Indivíduo como Condição de Possiblidades dos Saberes e Práticas Psicológicas. 2007. (Apresentação de Trabalho/Outra).

21.
CARIJÓ, F. H.; ALMEIDA, M. C. . Percepção tátil e experiência estética em portadores de deficiência visual. 2007. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

22.
CARIJÓ, F. H.; ALMEIDA, M. C. . Percepção tátil e experiência estética em portadores de deficiência visual. 2007. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

23.
SILVA, A. S. ; STAROSK, M. ; CARIJÓ, F. H. ; ALMEIDA, M. C. ; PADILHA, K. L. ; SASSO, N. K. . Entre a autonomia e o controle: o indivíduo como condição de possibilidade dos saberes psicológicos. 2006. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

24.
CARIJÓ, F. H.; ALMEIDA, M. C. . Redirecionamento Visuo-Tátil da Atenção em Portadores de Deficiência Visual Adquirida em uma Oficina de Cerâmica. 2006. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

25.
MARTINS, C. M. ; SILVEIRA, M. ; ALMEIDA, M. C. ; CARIJÓ, F. H. ; LEITAO, A. N. . O Uso de Câmeras de Vídeo em Sala de Aula para Acompanhamento pelos Pais. 2006. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

26.
SILVA, A. S. ; CARIJÓ, F. H. ; PADILHA, K. L. ; ALMEIDA, M. C. ; STAROSK, M. ; SASSO, N. K. . Entre a autonomia e o controle: o indivíduo como condição de possibilidade dos saberes psicológicos. 2006. (Apresentação de Trabalho/Outra).

27.
SILVA, A. S. ; CARIJÓ, F. H. ; PADILHA, K. L. ; STAROSK, M. ; ALMEIDA, M. C. ; SASSO, N. K. ; FERREIRA, A. A. L. . A diferença que nos une: um estudo sobre as condições de surgimento da Psicologia em sua dispersão. 2006. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

28.
ALMEIDA, M. C. ; CARIJÓ, F. H. . Redirecionamento Visuo-Tátil da Atenção em Portadores de Deficiência Visual Adquirida. 2006. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

Outras produções bibliográficas
1.
FERREIRA, A. A. L. ; PEREIRA, C. S. ; ARANHA, F. ; CARIJÓ, F. H. ; FERRAZ, G. C. ; STROUGO, K. ; RODRIGUES, L. ; ALMEIDA, M. C. ; BARBOSA, M. T. ; MONTEIRO, M. C. ; SOUZA, R. . Inventando nossos selfs: psicologia, poder e subjetividade. Petrópolis: Editora Vozes, 2011. (Tradução/Livro).


Produção técnica
Trabalhos técnicos
1.
Carijó, Filipe Herkenhoff. Parecer ad hoc de artigo científico submetido ao periódico Periferia - Educação, Cultura & Comunicação (UERJ). 2017.

2.
CARIJÓ, F. H.. Parecer ad hoc de artigo científico submetido ao periódico Estudos e Pesquisas em Psicologia (Online) - UERJ.. 2013.


Demais tipos de produção técnica
1.
CARIJÓ, F. H.. Relatório de atividades de bolsista IC (Abril de 2006 a Julho de 2007). 2007. (Relatório de pesquisa).



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
V Conferência da Sociedade Brasileira de Filosofia Analítica. Micro illusion, arbitrariness and naïve realism. 2018. (Congresso).

2.
XII Seminário dos Alunos do Programa de Pós-Graduação em Lógica e Metafísica da UFRJ.As condições da percepção direta. 2018. (Seminário).

3.
XVIII Encontro Nacional da ANPOF. Micro ilusão, arbitrariedade e realismo ingênuo. 2018. (Congresso).

4.
XI Seminário dos alunos do Programa de Pós-graduação Lógica e Metafísica da UFRJ. 2017. (Seminário).

5.
IV Conference of the Brazilian Society for Analytic Philosophy. How to talk about looks. 2016. (Congresso).

6.
MiLAct 16 - Newton Fund Conference on the Philosophies of Mind, Language & Action. How to talk about looks. 2016. (Congresso).

7.
III Encontro dos Estudantes do Programa de Pós-graduação em Psicologia da UFRJ.Ilusão perceptiva e sistemas de referências. 2015. (Seminário).

8.
MindGrad '15 - Warwick Graduate Conference in the Philosophy of Mind.There is a noncomparative sense of "looks". 2015. (Seminário).

9.
7º Congresso Norte Nordeste de Psicologia. Sobre o conceito de percepção indireta. 2011. (Congresso).

10.
II Encontro dos Estudantes do Programa de Pós-Graduação em Psicologia da UFRJ.Percepção e mediação. 2011. (Encontro).

11.
IX Encontro Clio-Psyché. Gênero, Psicologia, História.A crise da evidência empírica na história da Psicologia. 2010. (Encontro).

12.
V Encuentro Internacional Pensar(se) la Inclusión. Adaptação Para o Tato de Obras de Artes Plásticas: Uma Reflexão sobre Estratégias Inclusivas. 2008. (Congresso).

13.
I Colóquio Ver e Não Ver: Cognição e Produção de Subjetividade com Portadores de Deficiência Visual.Percepção tátil e experiência estética em portadores de deficiência visual. 2007. (Outra).

14.
V Congresso Norte Nordeste de Psicologia. Entre a autonomia e o controle: o surgimento do indivíduo como condição de possibilidade dos saberes e práticas psicológicos. 2007. (Congresso).

15.
VI Encontro Interinstitucional de Pesquisadores em História da Psicologia.Entre a Autonomia e o Controle: o Surgimento do Indivíduo como Condição de Possiblidades dos Saberes e Práticas Psicológicas. 2007. (Encontro).

16.
Clio Psyché. Entre a autonomia e o controle: o surgimento do indivíduo como condição de possibilidade dos saberes psicológicos. 2006. (Congresso).

17.
II Congresso Brasileiro Psicologia: CIência & Profissão. Cognição Inventiva: Experiênicas Artísticvas, Processos Coletivos e Produção de Subjetividade. 2006. (Congresso).

18.
II Congresso Brasileiro Psicologia: CIência & Profissão. A constituição histórica da Psicologia em sua dispersão. 2006. (Congresso).

19.
III Congresso de Psicologia - Psicologia para Todos. A diferença que nos une: um estudo sobre as condições de surgimento da Psicologia em sua dispersão. 2006. (Congresso).

20.
III Congresso de Psicologia - Psicologia para Todos. Redirecionamento Visuo-Tátil da Atenção em Portadores de Deficiência Visual Adquirida. 2006. (Congresso).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
PACHECO, D. ; CARIJÓ, F. H. ; ALVES, J. ; VALESCA, L. ; TITO, M. ; RIBEIRO, M. ; ARAUJO, R. ; MOROKAWA, R. ; AUGUSTO, T. ; MONTOYA, M. C. . XII Seminário dos Alunos do Programa de Pós-Graduação em Lógica e Metafísica da UFRJ. 2018. (Outro).

2.
MORAES, M. O. ; Kastrup, Virgínia ; Carijó, Filipe Herkenhoff ; ALMEIDA, MARIA CLARA ; POZZANA, L. ; MAGALHAES, J. M. Q. ; David, J. S. ; GURGEL, V. T. . Seminário Arte e Cidadania. 2009. (Outro).

3.
KASTRUP, V. ; CABRAL, M. C. C. ; POZZANA, L. ; FILGUEIRAS, L. M. ; FERRAZ, V. R. P. ; LAZARO, R. ; NICOLAIEWSKY, C. A. ; REGO-MONTEIRO, P. M. V. ; CARIJÓ, F. H. ; ALMEIDA, M. C. ; CARDOSO, M. C. F. ; JOSUE, F. L. . I Colóquio Ver e Não Ver: Cognição e Produção de Subjetividade com Portadores de Deficiência Visual. 2007. (Congresso).




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 16/11/2018 às 16:46:00