Regla de la Caridad Duthit Somoza

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/1010059005093122
  • Última atualização do currículo em 28/02/2018


Possui graduação de Engenharia em Hidrografia e Oceanografia pela Universidade "Academia Naval Granma", Havana, Cuba (1999). Especialização em Sensoriamento Remoto e Sistemas de Informação Geográfica (2006), Mestrado em Meteorologia (2010) e Doutorado em Sensoriamento Remoto (2015) pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), Brasil . Desde Outubro de 2014 é funcionaria publica federal atuando como Tecnologista de Extremos Hidrológicos na sala de situação do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais-CEMADEN. Experiencia nas áreas de Cartografia Nautica, Oceanografia Pesqueira, Hidrologia e Geociências, com ênfase em sensoriamento remoto, modelos dinâmicos de extremos hidrológicos e gerenciamento integrado dos recursos hídricos na zona costeira. Doutrina: Dubium sapientiae initium. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Regla de la Caridad Duthit Somoza
Nome em citações bibliográficas
SOMOZA, R. D.;Somoza, Regla Duthit

Endereço


Endereço Profissional
Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais, MCTIC.
Estrada Doutor Altino Bondensan, 500
Eugênio de Mello
12247016 - São José dos Campos, SP - Brasil
Telefone: (12) 32080131
Ramal: 0131
Fax: (12) 32086460
URL da Homepage: www.cemaden.gov.br


Formação acadêmica/titulação


2011 - 2015
Doutorado em Sensoriamento Remoto.
Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, INPE, Brasil.
Título: Modelo de propagação de água em região abrangida por floresta de várzea do rio Amazonas (Amazonas /Solimões), Ano de obtenção: 2015.
Orientador: Camilo Daleles Rennó.
Coorientador: Evlyn Márcia Leão de Moraes Novo.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.
Palavras-chave: Sensoriamento remoto; florestas de várzea; moledo de inundação.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra
2008 - 2010
Mestrado em Meteorologia.
Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, INPE, Brasil.
Título: UM ESTUDO DE MODELAGEM CLIMÁTICA ACOPLADA OCEANO-ATMOSFERA PARA SIMULAÇÕES DA PRECIPITAÇÃO E UMIDADE DO SOLO NA BACIA DO RIO SÃO FRANCISCO.,Ano de Obtenção: 2010.
Orientador: Paulo Nobre.
Coorientador: Javier Tomasella.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Palavras-chave: hidroclima; Modelo Acoplado Oceano-Atmosfera; Precipitações; umidade do solo; balanço hidrico.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra
Grande Área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Geociências / Subárea: HIDROLOGIA.
Grande Área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Geociências / Subárea: Meteorologia / Especialidade: Modelagem de atmosfera e oceanos.
2006 - 2006
Especialização em Sensoriamento Remoto e SIG.. (Carga Horária: 400h).
Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, INPE, Brasil.
Título: Variables ambientales obtenidas a partir de los sensores orbitales SeaWiFS y AVHRR para aguas cubanas: su relación con las capturas de langostas Panulirus argus..
Orientador: Milton Kampel.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
1994 - 1999
Graduação em Engenhiero Hidrógrafo Oceanógrafo.
Academia Naval Granma, ANG, Cuba.
Título: Cartas electrónicas en formato Raster, una nueva visión para la navegación en Cuba..
Orientador: Marivel Pérez Pérez.




Formação Complementar


2012 - 2012
Environmental Fluid Mechanics. (Carga horária: 65h).
Lucerne School of Engineering and Architecture, LSEA, Suiça.
2009 - 2009
Linguagem de Programação Python, Básico. (Carga horária: 15h).
Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, INPE, Brasil.
2009 - 2009
Introducção ao Fortran. (Carga horária: 6h).
Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, INPE, Brasil.
2008 - 2008
Introdução a Previsão do Tempo.. (Carga horária: 6h).
Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, INPE, Brasil.
2005 - 2005
Sistema de Información Geográfica. (Carga horária: 75h).
Grupo de Desarrollo Integral de la Ciudad, GDIC, Cuba.
2005 - 2005
Gestion Ambiental. (Carga horária: 27h).
Centro de Investigaciones Pesqueras, CIP-CUBA, Cuba.
2004 - 2004
Técnicas de negociación. (Carga horária: 40h).
Centro de Investigaciones Marinas. Universidad de la Habana, CIM, Cuba.
2004 - 2004
Actualización sobre Ecosistemas Costeros. (Carga horária: 40h).
Centro de Investigaciones Marinas. Universidad de la Habana, CIM, Cuba.
2004 - 2004
Organización y Gestión. (Carga horária: 30h).
Centro de Investigaciones Pesqueras, CIP-CUBA, Cuba.
2003 - 2004
Extensão universitária em Manejo Integrado de Zonas Costeras. (Carga horária: 300h).
Centro de Investigaciones Marinas. Universidad de la Habana, CIM, Cuba.
2003 - 2003
Software MARXAN. (Carga horária: 24h).
Agencia de Medio Ambiente., CITMA, Cuba.
2002 - 2002
Técnicas de Dirección. (Carga horária: 40h).
Centro de Investigaciones Pesqueras, CIP-CUBA, Cuba.
2002 - 2002
Análisis de Poblaciones Pesqueras. (Carga horária: 80h).
Centro de Investigaciones Pesqueras, CIP-CUBA, Cuba.
2000 - 2002
Extensão universitária em Inglés nivel avanzado. (Carga horária: 200h).
Convento San Juan de Letran, CSJL, Cuba.
2000 - 2000
La Etica Empresarial y el Protocolo Comercial. (Carga horária: 30h).
Instituto del Comercio Exterior, ICE, Cuba.
1999 - 1999
Primeros Auxilios. (Carga horária: 20h).
Academia Naval Granma, ANG, Cuba.
1999 - 1999
MARPOL 73/78. Anexo I. (Carga horária: 20h).
Academia Naval Granma, ANG, Cuba.
1999 - 1999
MARPOL 73/78. Anexo II. (Carga horária: 20h).
Academia Naval Granma, ANG, Cuba.
1999 - 1999
Primeros Auxilios Básicos. (Carga horária: 20h).
Academia Naval Granma, ANG, Cuba.
1999 - 1999
Prevención de la Contaminación Marina. (Carga horária: 40h).
Academia Naval Granma, ANG, Cuba.
1999 - 1999
MARPOL 73/78. Anexo III, IV, V. (Carga horária: 20h).
Academia Naval Granma, ANG, Cuba.
1998 - 1998
Prevención y Lucha Contra Incendios. (Carga horária: 20h).
Academia Naval Granma, ANG, Cuba.
1998 - 1998
Técnicas Avanzadas de Lucha Contra Incendios. (Carga horária: 20h).
Academia Naval Granma, ANG, Cuba.
1998 - 1998
Seguridad Personal y Responsabilidades Sociales. (Carga horária: 20h).
Academia Naval Granma, ANG, Cuba.
1998 - 1998
Técnicas de Supervivencia Personal. (Carga horária: 40h).
Academia Naval Granma, ANG, Cuba.
1998 - 1998
Fases Normalizadoras de Comunicación Marítima. (Carga horária: 80h).
Academia Naval Granma, ANG, Cuba.


Atuação Profissional



Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais, CEMADEN, Brasil.
Vínculo institucional

2017 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional:


Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais, CEMADEN, Brasil.
Vínculo institucional

2014 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Tecnologista de Desastres Hidrológicos, Regime: Dedicação exclusiva.


Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, INPE, Brasil.
Vínculo institucional

2010 - 2014
Vínculo: Bolsista PCI, Enquadramento Funcional: Pesquisador, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2008 - 2010
Vínculo: Estudante de Pos_graduação, Enquadramento Funcional: Estudante de Pos_graduação em Meteorologia, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2007 - 2008
Vínculo: Bolsista PCI, Enquadramento Funcional: Pesquisa, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2007 - 2007
Vínculo: Trenamiento Científico, Enquadramento Funcional: Pesquisa, Carga horária: 20

Atividades

10/2007 - 02/2008
Pesquisa e desenvolvimento , Diretor, Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos.

Linhas de pesquisa
Modelagem oceânica;
02/2007 - 09/2007
Pesquisa e desenvolvimento , Diretor, .


Centro de Investigaciones Pesqueras, CIP-CUBA, Cuba.
Vínculo institucional

2002 - 2006
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Pesquisadora, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

01/2002 - 03/2006
Pesquisa e desenvolvimento , Ministerio Cubano de Pesca, .


Grupo Empresarial GEOCUBA, GEOCUBA, Cuba.
Vínculo institucional

1999 - 2001
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Especialista em Geomática, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

09/1999 - 12/2001
Pesquisa e desenvolvimento , Fuerzas Armadas Revolucionarias, .


Escuela de Ensino Medio y Profissionalizante EDUCARE, EDUCARE, Brasil.
Vínculo institucional

2007 - 2007
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professora de Espanhol, Carga horária: 4

Atividades

05/2007 - 10/2007
Ensino,

Disciplinas ministradas
Espanhol


Linhas de pesquisa


1.
Avaliação das Áreas Marinas Protegidas de Cuba mediante o analise das brechas de representatividade

Objetivo: Realizar a analise ambiental da qualidade das costas cubanas e sua importância por critérios ecológicos de seleção, usando SIG e o software de analise estatístico espacial MARXAN..
Grande área: Outros
Setores de atividade: Produtos e Serviços Voltados Para A Defesa e Proteção do Meio Ambiente, Incluindo O Desenvolvimento Sustentado.
2.
Uso de GIS para Avaliação e manejo da pescaria de lagosta em Cuba

Objetivo: REalizar trabalhos de Geo- processamento de dados obtidos a partir de GPS da localização dos aparelhos de pesca de lagosta nas quatro zonas de pesca de Cuba. Amostragem de controle com GPS dos sítios monitorados como posição dos aparelhos de pesca para lagosta e utilizando os SIG como ferramenta de manejo das operações pesqueiras. Os resultados foram comparados com os principais tipos de hábitat presentes nas zonas de pescaria da lagosta.
Grande área: Outros
Setores de atividade: Pesca, Aqüicultura e Maricultura.
3.
Avaliação ambiental integral e estado do potencial alimentaria do recurso lagosta

Objetivo: Realizar os estúdios orientados ao comportamento das variáveis ambientais e oceanográficas nas águas da plataforma cubana, mesmo assim como as relações destas com a lagosta e a pesca sustentada do recurso, para as quatro zonas de pesca principais do Cuba. Realizando o monitoramento mensal da de variáveis ambientais e da oceanografia física (direção e velocidade do vento, temperatura do mar, ph, salinidade, nutrientes, corrente, condutividade, turbidez, etc.) e analise sistemático do comportamento destes..
Grande área: Outros
Setores de atividade: Pesca, Aqüicultura e Maricultura.
4.
Antares, (Ocean color remote sensing)

Objetivo: monitoramento mensal de variáveis bio-ópticas na estação fixa de Ubatuba. São coletadas amostras de água da coluna d?água para a determinação de concentração de clorofila e dos coeficientes de absorção de fitoplâncton, detritos e matéria orgânica dissolvida. Também são realizadas medições de radiância com os radiômetros FieldSpec, Simbad A e Satlantic. No processamento dos dados radiométricos são aplicados algoritmos para estimar as concentrações de clorofila. Os resultados são comparados com as medições in situ e com as estimativas das concentrações determinadas por sensores orbitais como SeaWiFS e MODIS. Resultados disponíveis on line: http://www.dsr.inpe.br/antares/.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra
5.
Modelagem oceânica;

Objetivo: Estudar os mecanismos de circulação geral dos oceanos utilizando modelos dinâmicos..
Palavras-chave: modelagem oceânica.
6.
Álbum das Zonas de Refugio nas águas cubanas para navios menores

Objetivo: Fazer a coleção in situ, manejo e processamento de dados hidrográficos, assim como a confecção de cartas náuticas das zonas de refugio para os navios menores nas águas da plataforma cubana. Foram feitas 25 cartas para a costa Norte e 33 para a costa Sul, assim como a descrição geográfica das zonas selecionadas..
Grande área: Engenharias
7.
Serie de Albume de Cartas Náuticas do Islã de Cuba

Objetivo: Fazer cartas náuticas das costas de Cuba e o Caribe, a partir das especificações Cartográficas da OHI (Organização Hidrográfica Internacional)..


Projetos de pesquisa


2017 - Atual
Risco hidrológico em regiões litorâneas.
Descrição: Objetivos: identificar e avaliar as ferramentas disponíveis para o monitoramento dos municípios litorâneos. Assim como, padronizar as atividades de monitoramento dos municípios prioritários localizados na zona costeira, para auxiliar na tomada de decisão e envio de alertas de risco hidrológico. Etapas: Identificação dos municípios litorâneos ou não em que os processos hidrológicos sejam influenciados pelo efeito da maré. Classificação da bacia de contribuição a estes municípios em relação ao tempo de concentração (Micro, pequena, média e Grande Bacia) Levantamento das ferramentas de infraestrutura disponível para o monitoramento operacional dos processos hidrológicos nos municípios litorâneos (pluviômetros, Fluviômetros no município ou a montante, cobertura de radar, marégrafos e outros). Disponibilização do banco de dados para todos os servidores da sala de situação. Elaboração de documento técnico contendo os principais conceitos oceânicos que influenciam os processos hidrológicos na zona costeira, assim como uma proposta de procedimentos operacionais padrão para o monitoramento e alerta dos municípios litorâneos monitorados pelo CEMADEN..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2011 - 2015
MODELO DE PROPAGAÇÃO DE ÁGUA EM REGIÃO ABRANGIDA POR FLORESTA DE VÁRZEA DO RIO AMAZONAS (AMAZONAS /SOLIMÕES)
Descrição: As áreas de florestas alagáveis são de grande relevância para população ribeirinha da Amazônia, assim como são objeto de interesse científico devido sua considerável participação no balanço global de carbono. Estudos recentes, entretanto, parecem sugerir que estão ocorrendo: i) aumento da frequência e duração de eventos extremos (secas e inundações); ii) remoção progressiva da floresta nas áreas de várzea de jusante para montante na bacia Amazônica, sendo que no Baixo Amazonas entre Almeirim e Parintins ela chega a 56 % de perda de cobertura florestal nos últimos 30 anos. Consequentemente, este último fato implicou na diminuição do coeficiente de rugosidade hidráulica nestas áreas. Foram comparadas par a par as relações entre as perturbações nas cotas de nível de água das estações fluviométricas à montante e à jusante de Manaus com métodos estatísticos de conhecença Wavelet e de forma preliminar sugere-se que a onda de inundação está se propagando mais rapidamente, ou seja ,pode-se supor a tendência de aumento na velocidade do escoamento nesta região desflorestada durante os últimos 30 anos. Com base nas tendências relatadas, formulou-se a hipótese de que a remoção da floresta e sua substituição por campos, lagos de água aberta e macrófitas emersas afetam o coeficiente de rugosidade dentro da várzea o que altera a velocidade de escoamento da água através dela, influindo portanto na velocidade de propagação da onda de inundação do Solimões/Amazonas. Para aceitar ou refutar a hipótese, foi projetado como objetivo de trabalho de tese simular a velocidade do escoamento da água na planície de inundação levando em conta as variações espaciais e temporais da cobertura do solo em áreas de várzea do baixo Amazonas/Solimões, nos últimos 30 anos. Para isso serão realizadas as atividdes a seguir: (I) Caracterização das feições hidrológicas a partir de dados de sensoriamento remoto e bibliografia;(II) Seleção e entendimento do modelo hidrológico a ser utilizado; (III) Geração de cenários representativos das mudanças no coeficiente de rugosidade hidráulica a partir da cobertura do solo.(IV) Automação do processo de entrada de dados ao modelo hidrológico mediante a geração de uma interface gráfica; e (V) Calibração do modelo hidrológico e simulação de cenários..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Doutorado: (1) .
Integrantes: Regla de la Caridad Duthit Somoza - Coordenador / Evlyn Novo - Integrante / Camilo D. Rennó - Integrante.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Bolsa.
Número de produções C, T & A: 1


Projetos de desenvolvimento


2008 - 2010
UM ESTUDO DE MODELAGEM CLIMÁTICA ACOPLADA OCEANO-ATMOSFERA PARA SIMULAÇÕES DA PRECIPITAÇÃO E UMIDADE DO SOLO NA BACIA DO RIO SÃO FRANCISCO.
Descrição: No contexto em que a interação oceano-atmosfera se mostra relevante para a previsão da precipitação nos trópicos e que não existem experiências usando estas previsões obtidas com modelos acoplados para estudos hidrometeorológicos na bacia do Rio São Francisco. Este trabalho tem o objetivo de avaliar a destreza do Modelo Acoplado Oceano-Atmosfera (MCGOA) do CPTEC em prever a variabilidade interanual da pluviometria sobre a bacia do Rio São Francisco, durante os verões (dezembro - fevereiro) de 1997- 2007 e o impacto dessas e da evapotranspiração potencial na estimativa da umidade do solo na área de estudo usando o Modelo de Balanço Hídrico (MBH) operacional do CPTEC. As previsões do MCGOA foram comparadas com as do Modelo Atmosférico (MCGA), que já tinha sido usado para este tipo de estudo, também confrontaram-se com observações. Não obstante os erros sistemáticos de ambos modelos globais superestimando as precipitações na bacia, o MCGOA mostrou-se ligeiramente com melhor desempenho na previsão sazonal de precipitação, com coeficiente de correlação com as observações positivo, o que corrobora que o acoplamento do oceano-atmosfera é relevante para previsão da precipitação na região Sudeste do Brasil. Assim, foi necessário aplicar uma correção estatística dos erros sistemáticos da precipitação prevista pelos modelos globais para ser usada no MBH. Por outro lado, o MBH-MCGA mostrou-se ligeiramente com melhor desempenho na previsão sazonal da umidade do solo, sendo que as diferenças entre as estimativas do MBH-MCGA e o MBH-MCGOA não são relevantes, pois o coeficiente de correlação foi de 0,6 para ambos. Isto sugere que o aproveitamento de previsão de precipitação corrigida e a ETP resultante de modelagem climática dinâmica do MCGA e o MCGOA como dado de entrada em modelos de balanço hidrológicos na escala sazonal pode ser utilizado como metodologia de subsídio para uma melhor gestão no uso de água superficial na bacia do Rio São Francisco..
Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Regla de la Caridad Duthit Somoza - Coordenador / Paulo Nobre - Integrante / Javier Tomasella - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.


Membro de corpo editorial


2017 - Atual
Periódico: RBC. Revista Brasileira de Cartografia (Online)


Revisor de periódico


2010 - Atual
Periódico: Revista Ambiente & Água


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Oceanografia / Subárea: Oceanografia e Sensores Remotos.
2.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Oceanografia / Subárea: Oceanografía Pesqueira.
3.
Grande área: Outros / Área: Ciências Ambientais / Subárea: Cartografia e SIG.
4.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Geociências / Subárea: Meteorologia/Especialidade: Meteorologia Dinâmica.
5.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Geociências / Subárea: Meteorologia/Especialidade: Modelagem de atmosfera e oceanos.


Idiomas


Espanhol
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Português
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
SORIANO, E.2016SORIANO, E. ; HOFFMANN, W. A. M. ; LONDE, L. R. ; SANTOS, L. B. L. ; SOMOZA, R. D. . Rompimento de barragens em Mariana (MG): o processo de comunicação de risco de acordo com dados da mídia. Communicare (São Paulo), v. 16, p. 52-62, 2016.

2.
Gómez, Lisset Susana Cobas2011Gómez, Lisset Susana Cobas ; Perigó, Eusebio ; Somoza, Regla Duthit . Pollution in the estuary of the Baracoa river, La Habana, Cuba. Revista Ambiente & Água, v. 6, p. 54-64, 2011.

3.
Somoza, Regla Duthit2011 Somoza, Regla Duthit. A coupling ocean-atmosphere climatic modelling study for rainfall and soil moisture simulations on the São Francisco River basin (Portuguese). Revista Ambiente & Água, v. 6, p. 291-302, 2011.

4.
COBAS, S.2010COBAS, S. ; PINEIRO, R. ; SOMOZA, R. D. . Variabilidad de las lluvias en la zona suroccidental de Cuba y su relación con los ciclones tropicales. Revista Cubana de Investigaciones Pesqueras, v. 27, p. 26-32, 2010.

5.
SOMOZA, R. D.;Somoza, Regla Duthit2008 SOMOZA, R. D.; Kampel, Milton ; Rudorff, Frederico de Moraes ; Sousa, Ronald B. ; Cobas, Susana . Lobster (Panulirus argus) captures and their relation with environmental variables obtained by orbital sensors for Cuban waters (1997-2005). Brazilian Journal of Oceanography, v. 56, p. 225, 2008.

6.
SOMOZA, R. D.;Somoza, Regla Duthit2006 SOMOZA, R. D.; KAMPEL, M. ; SOUZA, R. B. ; COBAS, S. . Variabilidad de la temperatura superficial del mar obtenida a partir de imagenes AVHRR y su relación con las pesquerías de langosta (Panulirus argus) en las aguas Cubanas(1997-2004). Revista Ambiente & Água, v. 1, p. 6-20, 2006.

Capítulos de livros publicados
1.
VALLE, S. ; SOSA, M. ; PUGA, R. ; FONT, L. ; SOMOZA, R. D. . Coastal fisheries of Cuba.. In: S. Salas; R. Chuenpagdee; A. Charles; J.C. Seijo. (Org.). Coastal fisheries of Latin America and the Caribbean. FAO Fisheries and Aquaculture Technical Paper. 1ed.Roma: FAO, 2011, v. 544, p. 1-444.

2.
Pérez-Cao H. ; SOMOZA, R. D. ; Morales O. ; Beltrán A. ; Acosta I. . Capitulo 1 . Estado del medio ambiente: Zonas costeras y marinas. In: Olga Yipsi González Fernández; Edel González Mendinueta; Luis Betanzos de Mauleón. (Org.). GEO Juvenil Cuba. 1ed.Ciudad Habana: Casa Editora Abril, 2006, v. 1, p. 22-100.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
SOMOZA, R. D.; Pereira, E. S. ; NOVO, E. M. L. ; RENNÓ, C. D. . A water level relationship between consecutive gauge stations along Solimões/Amazonas main channel: a wavelet approach. In: WATER AND SOCIETY 2013, 2013, New Forest, 2013. v. 178. p. 53-65.

2.
SOMOZA, R. D.; KAMPEL, M. ; SOUZA, R. B. . Variabilidad de la concentración de clorofila a en las aguas adyacentes a la plataforma cubana y su relación con las pesquerías de langosta (Panulirus argus).. In: XIII Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto, 2007, Forianópolis. Anais XIII Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto, 2007. p. 4699-4706.

3.
SOMOZA, R. D.; SOUZA, R. B. ; KAMPEL, M. . Variabilidad de la temperatura superficial del mar en las aguas adyacentes a la plataforma cubana y su relación con las pesquerías de langosta (Panulirus argus).. In: XIII Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto, 2007, Florianópolis. Anais XIII Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto, 2007. p. 4707-4714.

4.
SOMOZA, R. D.; PUGA, R. ; PINEIRO, R. ; COBAS, S. . Relación de los huracanes con las capturas de langosta espinosa, P. argus. en el Golfo de Batabanó. In: Simpósio Internacional ?PESCA 2005, 2005, Ciudad Habana. Resumenes del Simpósio Internacional ?PESCA 2005. Ciudad Habana: CIP, 2005. p. 23-35.

5.
ARECES, J. ; GERHARTZ, J. ; ALIDINA, H. ; SOMOZA, R. D. ; MARTINEZ, C. . Validación del Sistema Nacional de Áreas Marinas Protegidas. In: Workshop internacional de Ecosistemas Costeros, 2003, Cidad Habana. Anais da II Edição do Workshop de Representatividade do Sistema Nacional de Áreas Marinas Protegidas. Ciudad Habana: Flora y Fauna, 2003. p. 31-47.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
ALIDINA, H. ; GERHARTZ, J. ; ARECES, J. ; SOMOZA, R. D. . Using Systematic Planning to Assess the Existing Coverage MPAs on the Insular Shelf of Cuba. In: Inaugural International Marine Protected Areas Congress (IMPAC 1), 2005, Geelong, Victoria. IMPAC 1. Geelong, Australia: Environment Australia, 2005. v. 1. p. 22-25.

2.
SOMOZA, R. D.; PINEIRO, R. . Diagnóstico de los ecosistemas que interactúan en la zona central del Archipiélago de los Canarreos para el Manejo Integrado de Costas. In: III Workshop Internacional de Contaminación e Medio Ambiente. CONIMA, 2004, Ciudad de la Habana. Resumenes de CONIMA 2004. Ciudad Habana: CIP, 2004. p. 4-4.

3.
SOMOZA, R. D.; BAISRE, J. ; PINEIRO, R. ; COBAS, S. . Utilización de Sistemas de Información Geográfica (SIG) en el manejo de las pesquerías de la langosta espinosa, P. argus. In: VI Congreso de Ciencias do Mar. ?MARCUBA 2003, 2003, Ciudad Habana. Anais do Congresso de ciências do mar MARCUBA 2003. Ciudad Habana: CITMA, 2003. p. 251-251.

4.
PINEIRO, R. ; SOMOZA, R. D. ; COBAS, S. ; PEREZ-SANTOS, I. ; CAPETILLO, N. . Metodología para la ubicación de Centros de Acopio de langosta espinosa en Cuba.. In: VI Congreso de Ciencias do Mar. ?MARCUBA 2003, 2003, Ciudad de la Habana. Anais do Congresso de ciências do mar MARCUBA 2003. Ciudad Habana: CITMA, 2003. p. 253-253.

Outras produções bibliográficas
1.
SOMOZA, R. D.; ALONSO, C. . Álbum de las Zonas de Refugio en las aguas cubanas para embarcaciones menores, Costa Norte.. Ciudad Habana: Fuerzas Armadas Revolucionarias, 2002 (Album).

2.
SOMOZA, R. D.; ALONSO, C. . Álbum de las Zonas de Refugio en las aguas cubanas para embarcaciones menores, Costa Sur. Ciudad Habana: Fuerzas Armadas Revolucionarias, 2001 (Album).


Demais tipos de produção técnica
1.
SOMOZA, R. D.; Pereira, E. S. . Fundamentos de Sensoriamento Remoto. 2010. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

2.
PUGA, R. ; CAPETILLO, N. ; SOMOZA, R. D. ; LEON, M. E. ; PINEIRO, R. ; CRUZ, L. ; AKIM, A. . ?Ciclo de Vida e amostragem Biológico-Pesquero da lagosta P.argus?. 2005. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
Riber Basin Management 2013. A WATER LEVEL RELATIONSHIP BETWEEN CONSECUTIVE GAUGE STATIONS ALONG SOLIMÕES/AMAZONAS MAIN CHANNEL: A WAVELET APPROACH. 2013. (Congresso).

2.
First inernational Workshop on Global Climate System Modelling..Modelo oceánico brasileiro.. 2009. (Oficina).

3.
Impactos, Adaptação e Vulnerabilidade às Mudanças Globais.Mesa redonda de Impactos. 2009. (Oficina).

4.
IX EPGMET.MODELAGEM CLIMÁTICA ACOPLADA OCEANO-ATMOSFERA: SEUS IMPACTOS NA PREVISÃO INTERANUAL PLUVIOMÉTRICA NA BACIA DO RIO SÃO FRANCISCO. 2009. (Encontro).

5.
VIII Encontro dos Alunos de Pós-Graduação em Meteorologia- EPGMET. 2008. (Encontro).

6.
XIII Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto.Variabilidad de la temperatura superficial del mar en las aguas adyacentes a la plataforma cubana y su relación con las pesquerías de langosta (Panulirus argus).. 2007. (Simpósio).

7.
XIII Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto.Variabilidad de la concentración de clorofila a en las aguas adyacentes a la plataforma cubana y su relación con las pesquerías de langosta (Panulirus argus).. 2007. (Simpósio).

8.
Primer Seminario de Sensoriamento Remoto Aplicado a Pesca. 2006. (Seminário).

9.
Simpósio Internacional ?PESCA 2005.?Relación de los huracanes con las capturas de langosta espinosa, P. argus. en el Golfo de Batabanó.?. 2005. (Simpósio).

10.
Workshop sobre o Golfo de Batabanó.Mapas temáticos de las especies de interés comercial pescadas en el Golfo de Batabanó. 2005. (Oficina).

11.
II Edição do Workshop de Representatividade do Sistema Nacional de Áreas Marinas Protegidas.El MARXAN como herramienta de selección automática para las Áreas Marinas Protegidas. 2004. (Simpósio).

12.
III Workshop Internacional de Contaminación e Medio Ambiente. CONIMA.?Diagnóstico de los ecosistemas que interactúan en la zona central del Archipiélago de los Canarreos para el Manejo Integrado de Costas?. 2004. (Simpósio).

13.
VI Congreso de Ciencias do Mar. ?MARCUBA 2003. ?Utilización de Sistemas de Información Geográfica (SIG) en el manejo de las pesquerías de la langosta espinosa, P. argus?.. 2003. (Congresso).

14.
Workshop internacional de Ecosistemas Costeros.Validación del Sistema Nacional de Áreas Marinas Protegidas. 2003. (Oficina).

15.
Workshop nacional dos Buroes de Captura.Estado de GEO-procesamiento de las artes de Pesca de langosta espinosa, P. argus., por empresas a nivel nacional. 2003. (Encontro).

16.
V Workshop bilateral Cuba-México ?Langosta 2002?,.Algunas consideraciones sobre el hidroclima en el Golfo de Batabanó.. 2002. (Oficina).



Educação e Popularização de C & T



Artigos
Artigos completos publicados em periódicos
1.
SORIANO, E.2016SORIANO, E. ; HOFFMANN, W. A. M. ; LONDE, L. R. ; SANTOS, L. B. L. ; SOMOZA, R. D. . Rompimento de barragens em Mariana (MG): o processo de comunicação de risco de acordo com dados da mídia. Communicare (São Paulo), v. 16, p. 52-62, 2016.


Livros e capítulos
1.
VALLE, S. ; SOSA, M. ; PUGA, R. ; FONT, L. ; SOMOZA, R. D. . Coastal fisheries of Cuba.. In: S. Salas; R. Chuenpagdee; A. Charles; J.C. Seijo. (Org.). Coastal fisheries of Latin America and the Caribbean. FAO Fisheries and Aquaculture Technical Paper. 1ed.Roma: FAO, 2011, v. 544, p. 1-444.




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 16/12/2018 às 5:58:12