Fernando de Mendonça

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/6327779350964022
  • Última atualização do currículo em 15/12/2018


Professor de Teoria Literária e Literatura na Universidade Federal de Sergipe, onde atua no Departamento Letras LIBRAS (DELI) e no Programa de Pós-Graduação em Letras (PPGL). Doutor em Teoria da Literatura pela Universidade Federal de Pernambuco (2014); onde também se formou Mestre em Letras (2009) e Bacharel em Biblioteconomia (2007) - curso pelo qual recebeu a Láurea Universitária. Licenciado em Letras - Língua Portuguesa pela Universidade Estácio de Sá (2014). Escritor, em 2012, publicou seu primeiro romance ("Um Detalhe em H" - Ed. Grupo Paés) e sua pesquisa vencedora do Prêmio Melhor Dissertação do Ano - PGLetras/UFPE ("A Modernidade em Diálogo: o fluir das artes em Água Viva" - Ed. Universitária); em 2014, publicou mais uma obra de ficção ("23 de Novembro" - Ed. Grupo Paés). Pesquisador especializado na obra de Clarice Lispector, também se concentra no diálogo entre a literatura e outras artes, especialmente na relação com a linguagem cinematográfica, já que atua como crítico e redator de duas revistas eletrônicas sobre cinema (Filmologia e Multiplot). Concentra suas áreas de interesse em Intersemiose e Literatura Comparada, acumulando experiência na área de Ciência da Informação e atuando também nos seguintes temas: LIBRAS, Literatura em Língua de Sinais, Teopoética, Criação Literária. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Fernando de Mendonça
Nome em citações bibliográficas
MENDONÇA, F.

Endereço


Endereço Profissional
Universidade Federal de Sergipe, Centro de Educação de Ciências Humanas, Departamento de Letras.
Av. Marechal Rondon, s\n
Rosa Elze
49100000 - São Cristóvão, SE - Brasil
Telefone: (79) 21056734


Formação acadêmica/titulação


2010 - 2014
Doutorado em Letras.
Universidade Federal de Pernambuco, UFPE, Brasil.
Título: O DESAMPARO DO VERBO: Clarice Lispector e Hilda Hilst ? Salmódicas, Ano de obtenção: 2014.
Orientador: Maria do Carmo de Siqueira Nino.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Palavras-chave: Teoria Literária; Literatura Comparada; Teologia e Literatura (Teopoética).
Grande área: Lingüística, Letras e Artes
2008 - 2009
Mestrado em Letras.
Universidade Federal de Pernambuco, UFPE, Brasil.
Título: A Modernidade em Diálogo: o fluir das artes em 'Água Viva',Ano de Obtenção: 2009.
Orientador: Maria do Carmo de Siqueira Nino.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: Teoria Literária; Intersemiose; Arte Moderna.
Grande área: Lingüística, Letras e Artes
2011 - 2015
Graduação em Letras - Língua Portuguesa.
Universidade Estácio de Sá, UNESA, Brasil.
Título: O Deserto e O Verbo em 'A Paixão Segundo G.H.?: notas sobre literatura, espaço e paisagem.
Orientador: José Arnaldo Guimarães Filho.
2003 - 2007
Graduação em Biblioteconomia.
Universidade Federal de Pernambuco, UFPE, Brasil.
Título: A INFORMAÇÃO CINEMATOGRÁFICA E SEUS INSTRUMENTOS DE RECUPERAÇÃO: A Elaboração de um Tesauro em Cinema.
Orientador: Maria Auxiliadora de Carvalho.




Atuação Profissional



Universidade Federal de Sergipe, UFS, Brasil.
Vínculo institucional

2016 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Assistente A, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2015 - 2016
Vínculo: Professor Substituto, Enquadramento Funcional: Professor Auxiliar, Carga horária: 20

Atividades

05/2018 - Atual
Ensino, Letras - Libras, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Experiência de Criação Literária
Língua Brasileira de SInais - LIBRAS
Teoria Literária I
Prática de Pesquisa em Ensino de Ciências e Biologia II
01/2018 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Centro de Educação de Ciências Humanas, .

Linhas de pesquisa
Literatura e Filosofia
07/2017 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, Centro de Educação de Ciências Humanas, .

Cargo ou função
Presidente da Comissão de Estágio Supervisionado de LIBRAS.
03/2017 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, Centro de Educação de Ciências Humanas, .

Cargo ou função
Membro do NDE - Núcleo Docente Estruturante do Departamento de Letras LIBRAS.
01/2017 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, Centro de Educação de Ciências Humanas, .

Cargo ou função
Membro da Comissão para acompanhamento e definição de uso dos recursos do curso Letras LIBRAS.
01/2017 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, Centro de Educação de Ciências Humanas, .

Cargo ou função
Membro da Comissão para finalização do PPC do Departamento de LIBRAS.
12/2016 - Atual
Direção e administração, Centro de Educação de Ciências Humanas, .

Cargo ou função
Sub-Chefe do Departamento de Libras - DELI/CECH.
09/2016 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, Centro de Educação de Ciências Humanas, .

Cargo ou função
Membro do Colegiado do Curso de Letras LIBRAS.
07/2016 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, Centro de Educação de Ciências Humanas, .

Cargo ou função
Membro da Comissão de Elaboração das Provas de Interpretação de Texto e Redação para o Vestibular Letras LIBRAS.
11/2017 - 03/2018
Ensino, Letras - Libras, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Estágio Supervisionado da LIBRAS IV
Experiência de Criação Literária
Língua Brasileira de Sinais - LIBRAS
Tópicos Especiais em Práticas de Poesia Surda
12/2017 - 12/2017
Serviços técnicos especializados , Centro de Educação de Ciências Humanas, .

Serviço realizado
Correção das redações do Vestibular / 2018 do Curso de Letras LIBRAS da UFS..
06/2017 - 09/2017
Ensino, Letras - Libras, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Estágio Supervisionado da LIBRAS III
Experiência de Criação Literária
Teoria Literária I
Prática de Pesquisa em Ensino de Ciências e Biologia I
12/2016 - 04/2017
Ensino, Letras - Libras, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Arte Educação / Pessoa Surda
Estágio Supervisionado da LIBRAS II
Experiência de Criação Literária
12/2016 - 12/2016
Serviços técnicos especializados , Centro de Educação de Ciências Humanas, .

Serviço realizado
Correção das redações do Vestibular / 2017 do Curso de Letras LIBRAS da UFS..
07/2016 - 11/2016
Ensino, Letras - Libras, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Língua Brasileira de Sinais - LIBRAS
Literatura em Língua de Sinais
Teoria Literária I
Tópicos de Literatura em Língua dos Sinais I
Experiência de Criação Literária
01/2016 - 05/2016
Ensino, Letras, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Produção e Recepção de Texto I
Produção e Recepção de Texto II
Experiência de Criação Literária
01/2016 - 01/2016
Ensino, Letras, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Teoria da Literatura I
11/2015 - 12/2015
Ensino, Letras, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Teoria da Literatura I
Literatura Portuguesa I
Literatura Portuguesa III
Fundamentos da Literatura Portuguesa

Universidade Federal de Pernambuco, UFPE, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - 2015
Vínculo: Tutoria - EAD Letras/Português, Enquadramento Funcional: Tutoria - EAD Letras/Português
Outras informações
Tutor nas disciplinas: 2014.2 Teoria da Literatura 2 (Carga Horária: 45h) 2014.1 Teoria da Literatura 1 (Carga Horária: 60h) 2013.2 Teoria da Literatura 2 (Carga Horária: 60h) 2013.1 Teoria da Literatura 1 (Carga Horária: 60h) 2011.2 Informática Educativa (Carga Horária: 30h) 2011.1 Literatura Infanto-Juvenil (Carga Horária: 60h)

Vínculo institucional

2012 - 2012
Vínculo: Estágio Docência, Enquadramento Funcional: Estágio Docência, Carga horária: 4
Outras informações
Responsável pelo planejamento e docência da disciplina eletiva CINEMA E LITERATURA: TRANSCRIAÇÕES, ofertada junto ao corso de Cinema (UFPE), sob orientação do Prof. Rodrigo Carreiro. Carga horária do curso: 60 horas (4h / semana)

Vínculo institucional

2006 - 2007
Vínculo: Monitor, Enquadramento Funcional: Monitoria, Carga horária: 12
Outras informações
Auxiliar no planejamento e docência da disciplina LINGUAGENS DOCUMENTÁRIAS, ofertada junto ao corso de Biblioteconomia (UFPE), sob orientação da Prof. Maria Auxiliadora de Carvalho. Carga horária do curso: 60 horas (4h / semana)

Atividades

01/2009 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Centro de Artes e Comunicação, .

Linhas de pesquisa
Literatura e Outras Artes
10/2006 - 03/2007
Extensão universitária , Centro de Artes e Comunicação, .

Atividade de extensão realizada
Monitoria da disciplina "Linguagens Documentárias", orientada pela professora Maria Auxiliadora de Carvalho.

Serviço Social do Comercio, SESC, Brasil.
Vínculo institucional

2005 - 2006
Vínculo: Estagiário, Enquadramento Funcional: Estágio, Carga horária: 20

Atividades

08/2005 - 12/2006
Estágios , Serviço Social do Comércio, .

Estágio realizado
Estágio realizado na Biblioteca José Mindlin.


Linhas de pesquisa


1.
Literatura e Outras Artes
2.
Literatura e Filosofia


Projetos de pesquisa


2018 - Atual
Literaturas em Abismo: por uma perspectiva intersemiótica
Descrição: Este projeto se organiza como um espaço para o debate de reflexões críticas voltadas à relação da literatura com as outras artes, baseando-se numa perspectiva de análise intersemiótica e tendo como propósito ampliar e aprofundar os estudos advindos deste ramo da literatura comparada. Adotar a Intersemiose como postura de observação, revela-se uma oportunidade para discutir as experiências literárias nas textualidades contemporâneas, notadamente marcadas pelo diálogo de linguagens e a hibridez de formas e mídias. Com o objetivo de melhor delimitar este complexo âmbito de pesquisa, multifacetado por natureza, propomos a aplicação do conceito de mise en abyme como uma âncora teórica, um denominador e ponto de interseção para as leituras que aqui possam emergir. Advinda de uma técnica romanesca explorada por André Gide, a partir dos últimos anos do séc. XIX, a expressão deriva de um termo que, na heráldica, vem se referir ao ponto em que diversas figuras e formas se relacionam, dentro de escudos e medalhões, compondo em abismo o fundo de uma imagem sem, necessariamente, se tocarem. Posteriormente teorizada por Lucien Dällenbach (1977; 1979), que aprofundou o caráter especular e destacou a presença desta ideia de composição narrativa como uma constante passível de identificação, da Antiguidade aos tempos modernos, esta consciência nos surge como um método de investigação para melhor uniformizar o heterogêneo cenário aberto pela relação das artes. Assim, importa não somente verificar a maneira como variadas obras podem se relacionar, mais do que isso, torna-se relevante perceber a influência destas relações no gesto criativo, em si mesmo. Uma obra que se constrói em abismo, segundo Dällenbach, vem também se desdobrar numa ?autotextualidade?, em outras palavras, numa ?intertextualidade autárquica?, passando a depender intrinsecamente do diálogo com outros textos e linguagens para subsistir como forma autônoma e original. Sobreposição de camadas que logo se percebe como um modus operandi muito expressivo e recorrente na literatura contemporânea, seja em obras que ultrapassem o verbo escrito para alcançar novos domínios de visualidade e, até mesmo, sonoridade; ou literaturas que vêm encontrar nas tecnologias eletrônicas, na cibernética e na rede virtual, novos horizontes de possibilidades textuais. O conceito de mise en abyme, desde os romances e apontamentos ensaísticos de André Gide, presta-se como instrumento de análise comparatista, pois instaura numa obra a reflexividade direta por outra(s) obra(s), seja através de semelhança ou de contraste. Jogo de reflexos a ser resgatado por Dällenbach, ao definir uma narrativa em abismo como obrigatoriamente estruturada por meio de um ?relato espelhado?, assim como determina Umberto Eco (1989) em sua teoria de espelhamentos, ampliando o caráter vertiginoso das artes que se alimentam ininterruptamente. Os benefícios de pesquisas em tal escopo, oportunizam aos alunos de graduação uma dinâmica de reflexão que aproxima as artes sobre um mesmo eixo de investigação, a partir de exegeses reconhecidas nos estudos da Teoria Literária e da Intersemiose. Aproveitamento que igualmente aliamos a uma conexão com os estudos filosóficos, essenciais para uma compreensão mais profunda sobre os problemas colocados pelo uso da especularidade nas artes, advindo de um imaginário que remonta a Antiguidade, desde o mito de Narciso. Além de uma perspectiva multidisciplinar, este projeto levanta na comunidade acadêmica um debate sobre o diálogo das linguagens e mídias, ascendente na contemporaneidade e necessário para uma conscientização estética nos dias atuais..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) .
Integrantes: Fernando de Mendonça - Coordenador.
2018 - Atual
Experiência de Criação Literária: entre o corpo e o ser
Descrição: A abordagem filosófica que norteia este projeto, já parte da palavra-chave que habita em seu nome: 'Experiência'. Compreendemos que, antes da prática criativa, antes da literatura feita, urge a necessidade de conscientização do que nos motiva à escrita, do que nos leva ao texto, do que nos une em torno de um desejo comum de verter em palavras aquilo que inquieta o espírito. O método fenomenológico vem ao nosso encontro, ?obrigando-nos a um retorno sistemático a nós mesmos, a um esforço de clareza na tomada de consciência a propósito de uma imagem dada por um poeta, o método fenomenológico leva-nos a tentar a comunicação com a consciência criante.? (BACHELARD, 2006, p.1) Conquistamos o terreno da Criação, após entendermos que o papel em branco começa muito antes de abrimos o caderno, ou ligarmos o monitor. Sem a devida reflexão das experiências, das vivências que acumulamos e que agonizam contra o risco do esquecimento, não há brecha suficiente para que a escrita flua. O branco começa em nós. A partir disso, debruçamos-nos sobre experiências de criação literária com foco definido: a subjetividade que emana do feminino, na composição de tipos, vozes e personagens que representem a mulher na literatura brasileira. Respondemos ao apelo de estudos que avançam ininterruptamente a respeito do empoderamento feminino pela manifestação literária. Escritos de mulheres, ou representações do feminino na literatura em geral formam o corpus de investigação deste projeto, interessado em refletir as múltiplas possibilidades de subsistência do corpo pela palavra. Os benefícios de pesquisas em tal escopo, oportunizam aos alunos de graduação (especialmente na área de Letras) uma prática específica do objeto literário, a partir de exegeses reconhecidas nos estudos da Teoria Literária: crítica feminista, estudos culturais, hermenêutica, entre diversas outras apropriações da reflexão literária surgidas a partir do séc. XX. Aproveitamento que igualmente aliamos a uma conexão com os estudos filosóficos, essenciais para uma compreensão mais profunda das representações do ser e do corpo na contemporaneidade. Além de uma perspectiva interdisciplinar, este projeto levanta na comunidade acadêmica um debate sobre o imaginário feminino, por meio da criação poético-ficcional, incentivando assim não apenas a reflexão de temas urgentes, mas a necessidade de se reposicionar a criação literária diante de seu histórico de produção a respeito da mulher..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) .
Integrantes: Fernando de Mendonça - Coordenador.


Projetos de extensão


2018 - Atual
Entreato Entre Artes
Descrição: Visando a integração e a disseminação das artes, especialmente a partir do diálogo entre o eixo Cinema e Literatura dentro da comunidade acadêmica da UFS, e possibilitando um contato direto com a sua população externa, este projeto reúne uma série de ações que se comprovaram exitosas no último período letivo: Cineclube Entreato, Cine CALLES, Cine Vertigem, e Clube de Leitura Criadora. O agrupamento de ações, de caráter multidisciplinar e com programação continuada e prevista para todo o período 2018.1, concentra-se no incentivo à recepção e reflexão coletivas de obras de arte, a saber e principalmente, filmes e livros selecionados a partir de princípios curatoriais específicos. Os encontros programados em todas as propostas vinculam a experiência do fenômeno estético ao direcionamento mediado por leituras e referenciais teóricos, com o intuito de transformar a prática de um consumo irrefletido do que se poderia tomar por mero entretenimento, em uma consciente apropriação de mecanismos que aprofundem a vivência das artes..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (9) .
Integrantes: Fernando de Mendonça - Coordenador.Financiador(es): Universidade Federal de Sergipe - Bolsa.


Membro de corpo editorial


2011 - Atual
Periódico: Multiplot! - Revista Eletrônica de Cinema (ISSN. 2237-3705)
2010 - Atual
Periódico: Filmologia (2238-5290)


Revisor de periódico


2017 - 2017
Periódico: Travessias Interativas
2017 - 2017
Periódico: REVISTA IMAGOFAGIA


Áreas de atuação


1.
Grande área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Letras / Subárea: Teoria Literária.
2.
Grande área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Letras / Subárea: Teoria Literária/Especialidade: Intersemiose.
3.
Grande área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Artes / Subárea: Cinema.
4.
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Ciência da Informação / Subárea: Biblioteconomia.
5.
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Ciência da Informação.
6.
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Ciência da Informação / Subárea: Biblioteconomia/Especialidade: Técnicas de Recuperação de Informação.


Idiomas


Hebraico
Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Pouco.
Inglês
Compreende Bem, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Pouco.


Prêmios e títulos


2018
Prêmio Melhores Projetos de Extensão UFS 2017-2018: 1º lugar na área temática CULTURA, PROEX - UFS.
2009
Melhor Dissertação do Ano em Teoria da Literatura, PGLetras - UFPE.
2008
Menção Honrosa - Ficção/2008, Prefeitura do Recife.
2007
Láurea Universitária, Universidade Federal de Pernambuco.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
MENDONÇA, F.2017MENDONÇA, F.. A Letra e A Terra: Clarice e o devaneio poético em 'A Maçã no Escuro'. A PALO SECO: ESCRITOS DE FILOSOFIA E LITERATURA, v. 9, p. 43-52, 2017.

2.
MENDONÇA, F.2017MENDONÇA, F.. Releituras de Uma Obsessão Hitchcockiana: origem, imagem, vertigem. CARTEMA - REVISTA DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ARTES VISUAIS UFPE/UFPB, v. 6, p. 17-23, 2017.

3.
MENDONÇA, F.2014MENDONÇA, F.; IKEDA, M. . Observando o silêncio do mundo: a trilogia de Lisandro Alonso. Lumina (UFJF. Online), v. 8, p. 1-16, 2014.

4.
MENDONÇA, F.2012 MENDONÇA, F.; NINO, M. C. . Notas Sobre um Rato Morto: o grotesco e o divino em Clarice Lispector. Ipotesi (UFJF. Impresso), v. 16, p. 239-247, 2012.

5.
MENDONÇA, F.2012MENDONÇA, F.. Cinemas da Natureza, Naturezas do Cinema: Jeremiah Johnson e a reconciliação do homem com o mundo natural. Intersemiose - Revista Digital, v. 1, p. 86-95, 2012.

6.
MENDONÇA, F.2012MENDONÇA, F.. Medicina e Cinema: aproximações para uma filmografia. Intersemiose - Revista Digital, v. 1, p. 77-90, 2012.

7.
MENDONÇA, F.2008MENDONÇA, F.. O Sonho Surrealista no Cinema: recordando a parceria entre Dalí e Hitchcock. Millenium (Viseu), v. 34, p. 97-102, 2008.

8.
MENDONÇA, F.2008MENDONÇA, F.. A Estrada da Vida: a leitura e a biblioteca escolar no ensino. Revista ACB (Florianópolis), v. 13, p. 379-389, 2008.

9.
MENDONÇA, F.2008MENDONÇA, F.. Sobre Gênero Policial: a metafísica do conhecimento em "Zodíaco". Travessias (UNIOESTE. Online), v. 3, p. 1-9, 2008.

10.
MENDONÇA, F.2008MENDONÇA, F.. O Amor das Palavras às Imagens: tradução e semelhança intersemióticas entre "As Pontes de Madison County" e "Brokeback Mountain". Letras (Campinas), v. 27, p. 27-39, 2008.

11.
MENDONÇA, F.2007MENDONÇA, F.; CARVALHO, M. A. . A INFORMAÇÃO CINEMATOGRÁFICA E SEUS INSTRUMENTOS DE RECUPERAÇÃO: A Elaboração de um Tesauro em Cinema. Biblionline (João Pessoa), v. 3, p. 2, 2007.

12.
MENDONÇA, F.2005MENDONÇA, F.. Mímesis e Literatura: Jogo Perigoso. Letras (Campinas), v. 24, p. 51-60, 2005.

13.
MENDONÇA, F.2004MENDONÇA, F.. A Filosofia no Cinema. Millenium (Viseu), v. 29, p. 95-108, 2004.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
MENDONÇA, F.. 23 de Novembro. 1. ed. Recife: Grupo Paés, 2014. v. 1. 100p .

2.
MENDONÇA, F.. A Modernidade em Diálogo: o fluir das artes em Água Viva. 1. ed. Recife: Editora Universitária da UFPE, 2012. 182p .

3.
MENDONÇA, F.. Um Detalhe em H. 1. ed. Recife: Grupo Paés, 2012. 122p .

Capítulos de livros publicados
1.
MENDONÇA, F.. A Poética da Repetição: casos e práticas de transcrição literária. In: TENÓRIO, Patricia Gonçalves. (Org.). Sobre a Escrita Criativa II. 1ed.Recife: Editora Raio de Sol, 2018, v. 1, p. 177-188.

2.
MENDONÇA, F.. Clarice Lispector e O Chamado da Noite. In: GOMES, Carlos Magno; CARDOSO, Ana Maria Leal; RAMALHO, Christina; SILVA, Fabio Mario da.. (Org.). Imaginários literários: memórias e estética pós-moderna. 1ed.São Cristóvão: Editora UFS, 2017, v. 1, p. 97-107.

3.
MENDONÇA, F.. Experiência de criação literária: da sala de aula ao clube de leitura criadora. In: TENÓRIO, Patricia Gonçalves. (Org.). Sobre a Escrita Criativa. 1ed.Recife: Editora Raio de Sol, 2017, v. 1, p. 118-126.

4.
MENDONÇA, F.; ALMEIDA, R. . O Cinema Pernambucano Entre Gerações. La Imagen en las Sociedades Mediáticas Latinoamericanas: actas del encuentro. 1ed.Santiago: Universidad de Chile, 2013, v. 1, p. 247-254.

5.
MENDONÇA, F.. Medicina e Cinema: aproximações para uma filmografia. In: Ferreira, Ermelinda Maria Araújo; Nino, Maria do Carmo. (Org.). Literatura e Medicina. 1ed.Recife: Editora Universitária da UFPE, 2012, v. , p. 173-199.

6.
MENDONÇA, F.; ALMEIDA, R. . O Cinema Pernambucano Entre Gerações. In: Ikeda, Marcelo; Lima, Dellani. (Org.). Cinema de Garagem: panorama da produção brasileira independente do novo século. 1ed.Rio de Janeiro: WSET Multimídia, 2012, v. , p. 129-152.

7.
MENDONÇA, F.. O Cinema-Parábola de Nacer Khemir e sua 'Trilogia do Deserto'. In: Souza, Gustavo; Cánepa, Laura; Bragança, Maurício de; Carreiro, Rodrigo. (Org.). XIII Estudos de Cinema e Audiovisual Socine. 1ed.São Paulo: Socine, 2012, v. 1, p. 328-340.

8.
MENDONÇA, F.. Nos Contornos do Vazio: Gerry e os cinemas de deserto. In: Cánepa, Laura; Müller, Adalberto; Souza, Gustavo; Silva, Marcel. (Org.). XII Estudos de Cinema e Audiovisual Socine. 1ed.São Paulo: Socine, 2011, v. 2, p. 170-179.

9.
MENDONÇA, F.. Cinemas da Natureza, Naturezas do Cinema: 'Jeremiah Johnson' e a reconciliação do homem com o mundo natural. In: Walter, Roland; Ferreira, Ermelinda. (Org.). Narrações da Violência Biótica. 1ed.Recife: Editora Universitária da UFPE, 2010, v. , p. 171-183.

10.
MENDONÇA, F.. O Corpo Como Tela: por uma semiótica da tatuagem no cinema de David Cronenberg e Peter Greenaway. In: Ferreira, Ermelinda Maria Araújo. (Org.). Intersecções: ciência e tecnologia, literatura e arte. 1ed.Recife: Editora Universitária da UFPE, 2009, v. , p. 117-133.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
MENDONÇA, F.. A Formosa do Olhar (crítica cinematográfica). Eita (Recife), Recife, p. 4 - 7, 27 ago. 2010.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
MENDONÇA, F.. O Diário em Abismo: notas sobre a composição romanesca de André Gide. In: XV Encontro da Associação Brasileira de Literatura Comparada, 2016, Rio de Janeiro. Anais eletrônicos do XV encontro ABRALIC ? 19 a 23 de setembro de 2016. Rio de Janeiro, 2016. v. 1. p. 5016-5022.

2.
MENDONÇA, F.. Escritas do Acaso (?), ou Quando os Straub Lançaram os Dados de Mallarmé. In: XII Congresso Internacional Abralic, 2011, Curitiba. XII Congresso Internacional Abralic, 2011.

3.
MENDONÇA, F.. Figurando o Inominável: da cor ao gesto, da letra ao corpo, um encontro entre Clarice e Pollock. In: I Colóquio Internacional de Estudos Linguísticos e Literários, 2010, Maringá. Anais - I Colóquio Internacional de Estudos Linguísticos e Literários, 2010.

4.
MENDONÇA, F.. A (Re)Significação do Corpo Tatuado de Kafka à Cronenberg. In: XV Ciclo de Estudos Sobre o Imaginário: Imaginário do Envolvimento/Desenvolvimento, 2008, Recife. Caderno de resumos do XV Ciclo de Estudos sobre o Imaginário. Recife: Massangana, 2008.

5.
MENDONÇA, F.. A Musicalidade em 'Água Viva'. In: XI Congresso Internacional da ABRALIC, 2008, São Paulo. Anais do XI Congresso Internacional da Associação Brasileira de Literatura Comparada, 2008.

6.
MENDONÇA, F.. Investigação do Acervo Fotográfico: estudo de caso no SESC Piedade. In: VI Seminário Produção de Conhecimentos, 2006, Recife. Anais do VI Seminário Produção de Conhecimentos SESC/PE, 2006.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
MENDONÇA, F.. O Cinema-Parábola de Nacer Khemir e Sua 'Trilogia do Deserto'. In: 15º Encontro SOCINE, 2011, Rio de Janeiro. Anais - 15º Encontro SOCINE, 2011.

2.
MENDONÇA, F.. Quando Clarice Visitou Marienbad: a escritura cinematográfica de Água Viva. In: 3º Simpósio Internacional de Estudos Linguísticos e Literários da UFTM, 2011, Uberaba. Anais - 3º SELL, 2011.

3.
MENDONÇA, F.. Quando Clarice Sonhou com Cinema: por uma escritura do movimento em "Água Viva". In: I Congresso Internacional Texto-Imagem, 2010, Guarulhos. Anais - I Congresso Internacional Texto-Imagem, 2010.

4.
MENDONÇA, F.. Nos Contornos do Vazio: o espaço em presença de Gerry e os cinemas de deserto. In: 14º Encontro SOCINE, 2010, Recife. Anais - 14º Encontro SOCINE, 2010.

5.
MENDONÇA, F.. Quem Está com a vez da Dança? Tradição X Tecnologia nos compassos de 'Moulin Rouge'. In: Interseções: Corpo e Olhar, 2009, Recife. Anais Interseções: Corpo e Olhar, 2009.

6.
MENDONÇA, F.. A Filosofia no Cinema. In: Congresso de Graduação da UFPE, 2004, Recife. IV CONGRAD, 2004.

7.
MENDONÇA, F.. A Velhice no Brasil: Último Estágio da Vida ou Primeiro da Morte. In: Congresso de Graduação da UFPE, 2004, Recife. IV CONGRAD, 2004.

Apresentações de Trabalho
1.
MENDONÇA, F.. Introdução aos Gêneros Literários. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
MENDONÇA, F.. O Romance/Filme Death in Venice (Morte em Veneza). 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

3.
MENDONÇA, F.. Hitchcock e a Construção do Gênero Suspense no Cinema. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

4.
MENDONÇA, F.. Predestinado Para o Deserto: o incálculável Teorema de Pasolini. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

5.
MENDONÇA, F.. Notas Sobre um Rato Morto: o grotesco e o divino em Clarice Lispector. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

6.
MENDONÇA, F.. Medicina e Cinema: aproximações para uma filmografia. 2012. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

7.
MENDONÇA, F.. Meu Filho, Olha o que Fizeste! (Werner Herzog, 2009). 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

8.
MENDONÇA, F.. Mesa Redonda: Diferentes formatos de consumo e distribuição do produto audiovisual. 2012. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

9.
MENDONÇA, F.. Cinemas da Natureza, Naturezas do Cinema: 'Jeremiah Johnson' e a reconciliação do homem com o mundo natural. 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

10.
MENDONÇA, F.. A Escritura do Movimento: quando Clarice sonhou com o cinema. 2010. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

Outras produções bibliográficas
1.
MENDONÇA, F.. (Não) Muito Tempo em Silêncio. São Paulo, 2014. (Prefácio, Pósfacio/Prefácio)>.

2.
MENDONÇA, F.. Vestígios de Vida na Alma Humana. São Paulo, 2012. (Prefácio, Pósfacio/Prefácio)>.

3.
MENDONÇA, F.. Súplica / Mar / Ventos de Júbilo. Recife: Comunigraf, 2009 (Poemas (Livro)).

4.
MENDONÇA, F.. Inconveniência. Recife: CEPE, 2008 (Conto Literário (jornal)).

5.
MENDONÇA, F.. Outdoor. Taquara: FACCAT, 2008 (Conto Literário (jornal)).

6.
MENDONÇA, F.; CARVALHO, M. A. . Tesauro em Cinema 2008 (Arquivo que apresenta o Tesauro resultante do Trabalho de Conclusão de Curso em Biblioteconomia).


Demais tipos de produção técnica
1.
MENDONÇA, F.. Literaturas em Abismo: a perspectiva intersemiótica em debate. 2018. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

2.
MENDONÇA, F.. Literatura e Outras Artes: introdução à intersemiose. 2016. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

3.
MENDONÇA, F.. Oficina de Cinema e Literatura. 2013. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

4.
MENDONÇA, F.. Minicurso de Cinema e Literatura. 2012. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

5.
MENDONÇA, F.; MONTE, R. . Cine Pasárgada (agosto/2012 até o presente). 2012. (Curadoria de Cineclube).

6.
MENDONÇA, F.. Seminário Humanidades Médicas. 2012. (Mediador de Mesa Redonda).

7.
MENDONÇA, F.. Cineclube Dissenso (julho/2008 até o presente). 2008. (Curadoria de Cineclube).

8.
MENDONÇA, F.; NINO, M. C. . Análise Cinematográfica. 2007. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
GOMES, C. M. S.; MENDONÇA, F.; GENS FILHO, A. F.. Participação em banca de Edna Caroline Alexandria da Cunha Oliveira. Os Impasses amorosos na crônica de Paulo Mendes Campos. 2018. Dissertação (Mestrado em Letras) - Universidade Federal de Sergipe.

2.
MENDONÇA, F.; FERREIRA, E. M. A.; SANCHEZ, D. J. G.. Participação em banca de Joabe Nunes dos Santos. A Representação das Identidades Femininas em A Via Crucis do Corpo de Clarice Lispector. 2018. Dissertação (Mestrado em Letras) - Universidade Federal de Pernambuco.

3.
GOMES, C. M. S.; MENDONÇA, F.; ALCANTARA, S. S.. Participação em banca de Maria da Piedade Silva Santana. Leitura de rap no contexto escolar: uma proposta de multiletramentos. 2018. Dissertação (Mestrado em Letras) - Universidade Federal de Sergipe.

4.
NINO, M. C.; FERREIRA, E. M. A.; MENDONÇA, F.. Participação em banca de Victor Vitório de Barros Correia. História em Quadrinhos, Memória em Quadrinhos: a representação do trauma em Maus - A História de um sobrevivente. 2017. Dissertação (Mestrado em Letras) - Universidade Federal de Pernambuco.

5.
KUNZ, M. S.; BYLAARDT, C. O.; MENDONÇA, F.. Participação em banca de Sara Síntique Cândido da Silva. Amar: Partir - Corpo e encontro amoroso na obra de Marguerite Duras. 2017. Dissertação (Mestrado em Letras) - Universidade Federal do Ceará.

Teses de doutorado
1.
AQUINO, J. P. D.; FREITAS, E. T. M.; MENDONÇA, F.; CARVALHO, A. M. P.; DIOGENES, G. M. S.. Participação em banca de Daniel Costa Valentim. "Semear é Preciso, Viver Não é Preciso": economia do compartilhamento e dispersão de sementes digitais através de redes P2P. 2017. Tese (Doutorado em Sociologia) - Universidade Federal do Ceará.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
AQUINO, A. L. V.; MENDONÇA, F.. Participação em banca de Izabella Karen Rodrigues de Souza.Água Viva e a festa das palavras: a prosa musical de Clarice Lispector. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Letras - Língua Portuguesa) - Universidade Federal do Pará.

2.
MENDONÇA, F.; CARREIRO, R.; TEIXEIRA, C.. Participação em banca de Rebecca Mazzini Rodrigues Pereira.Estratégias narrativas em Doctor Who. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Comunicação Social - Jornalismo) - Universidade Federal de Pernambuco.




Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
Congresso do Núcleo de Estudos de Literatura e Intersemiose. O Filme Por Vir, Ou Quando Mallarmé e Godard Cumprimentaram o Futuro. 2018. (Congresso).

2.
Encontro Literaturas Contemporâneas.Literaturas em Abismo: a perspectiva intersemiótica em debate. 2018. (Encontro).

3.
IX ENPOLE (Encontro de Pós-Graduação em Letras).Mallarmé, Godard e O Dilema do Branco. 2018. (Encontro).

4.
III ELSA - Encontro de Estudos Literários do Sertão Alagoano.Na Solidão do Branco: poéticas do devaneio clariceano. 2017. (Encontro).

5.
I Seminário Interdisciplinar de Cinema.Do Filme ao Verso, Da Letra à Imagem: Alejandro Jodorowsky e a invenção da vida. 2017. (Seminário).

6.
I Seminário Nacional em Escrita Criativa de Pernambuco.Experiência de Criação Literária: da sala de aula ao Clube de Leitura criadora. 2017. (Seminário).

7.
I Seminário Nacional em Escrita Criativa de Pernambuco.Devaneios Fílmicos, Cósmicos e Poéticos. 2017. (Seminário).

8.
IV Colóquio Filosofia e Literatura.A Letra e A Terra: Clarice e o devaneio poético em "A Maçã no Escuro". 2017. (Outra).

9.
XV Congresso Internacional ABRALIC. O Abismo de Títiro: notas sobre a composição especular de "Paludes". 2017. (Congresso).

10.
5º Congresso Nacional de Pesquisas em Tradução e Interpretação de LIBRAS e Língua Portuguesa. 2016. (Congresso).

11.
III SEPLEV - Seminário de Estudos em Práticas de Linguagem e Espaço Virtual.André Gide e o Escrever da Escrita. 2016. (Seminário).

12.
VII SENALIC - Seminário Nacional de Literatura e Cultura.Devaneios da Escrita Clariceana: o onirismo do conto 'Onde Estivestes de Noite'. 2016. (Seminário).

13.
XV Encontro da Associação Brasileira de Literatura Comparada - ABRALIC.O Diário em Abismo: uma análise da composição romanesca de André Gide. 2016. (Encontro).

14.
XIII Congresso Internacional ABRALIC. Medicina e Cinema: aproximações para uma filmografia. 2013. (Congresso).

15.
16º Encontro SOCINE. Predestinado Para o Deserto: o incálculável Teorema de Pasolini. 2012. (Congresso).

16.
2º Seminário de Arranjo Produtivo Local na Mata Norte.Mesa Redonda: Diferentes formatos de consumo e distribuição do produto audiovisual. 2012. (Seminário).

17.
I Congresso Internacional de Literatura e Ecocrítica. Cinemas da Natureza, Naturezas do Cinema: 'Jeremiah Johnson' e a reconciliação do homem com o mundo natural. 2012. (Congresso).

18.
IV Colóquio Latino Americano de Literatura e Teologia. Notas Sobre um Rato Morto: o grotesco e o divino em Clarice Lispector. 2012. (Congresso).

19.
Seminário Humanidades Médicas.Medicina e Cinema: aproximações para uma filmografia. 2012. (Seminário).

20.
15º Encontro SOCINE. O Cinema-Parábola de Nacer Khemir e Sua 'Trilogia do Deserto'. 2011. (Congresso).

21.
3º Simpósio Internacional de Estudos Linguísticos e Literários da UFTM.Quando Clarice Visitou Marienbad: a escritura cinematográfica de Água Viva. 2011. (Simpósio).

22.
Paisagens Transculturais do Cinema Contemporâneo (Mini-curso). 2011. (Outra).

23.
Princípios de Interpretação Bíblica (Mini-curso). 2011. (Outra).

24.
XII Congresso Internacional ABRALIC. Escritas do Acaso (?), ou Quando os Straub Lançaram os Dados de Mallarmé. 2011. (Congresso).

25.
14º Encontro SOCINE. Nos Contornos do Vazio: o espaço em presença de "Gerry". 2010. (Congresso).

26.
I Colóquio Internacional de Estudos Linguísticos e Literários. Figurando o Inominável: da cor ao gesto, da letra ao corpo, um encontro entre Clarice e Pollock. 2010. (Congresso).

27.
I Congresso Internacional Texto-Imagem. Quando Clarice Sonhou com Cinema: por uma escritura do movimento em. 2010. (Congresso).

28.
Intersecções: ciência e tecnologia, literatura e arte.O Corpo Como Tela: por uma semiótica da tatuagem no cinema de David Cronenberg e Peter Greenaway. 2009. (Seminário).

29.
Interseções: Corpo e Olhar.Quem Está com a vez da Dança? Tradição X Tecnologia nos compassos de 'Moulin Rouge'. 2009. (Seminário).

30.
XI Congresso Internacional da ABRALIC. A Musicalidade em 'Água Viva'. 2008. (Congresso).

31.
XV Ciclo de Estudos Sobre o Imaginário: Imaginário do Envolvimento/Desenvolvimento. A (Re)Significação do Corpo Tatuado de Kafka à Cronenberg. 2008. (Congresso).

32.
Introdução à Fenomenologia. 2007. (Outra).

33.
Literatura, Valor e Crítica. 2007. (Seminário).

34.
Começar um Programa de Conservação Preventiva para Documentos Gráficos. 2006. (Seminário).

35.
IV Congresso Internacional de Tecnologia na educação. 2006. (Congresso).

36.
Literatura em Revista: a importância das revistas literárias para a produção contemporânea. 2006. (Seminário).

37.
V Fórum de Biblioteconomia sobre "Biblioteca Digital". 2006. (Congresso).

38.
Avaliação de Documentos a Serviço da Administração: informação arquivística. 2005. (Seminário).

39.
Oficina de Criação Literária com Raimundo Carrero. 2005. (Oficina).

40.
Reunião Regional da SBPC - PE. 2004. (Congresso).

41.
XXVII ENEBD - Encontro Nacional de Estudante de Biblioteconomia. 2004. (Congresso).

42.
III Fórum de Discussão em Biblioteconomia. 2003. (Seminário).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
FERREIRA, E. M. A. ; MENDONÇA, F. . Seminário Intersecções: Ciência e tecnologia, literatura e arte. 2009. (Outro).

2.
MENDONÇA, F.; Santos, Ismênia . Curso de Digitaliazação. 2005. (Outro).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Iniciação científica
1.
Luana Santana Leite. A Construção do Feminino na Literatura Brasileira. Início: 2018. Iniciação científica (Graduando em Letras - Língua Portuguesa) - Universidade Federal de Sergipe. (Orientador).

2.
Ana Paula Rocha de Souza. Uma Leitura Sinuosa do Feminino em "Corpo Presente", de J. P. Cuenca. Início: 2018. Iniciação científica (Graduando em Letras - Português e Inglês) - Universidade Federal de Sergipe. (Orientador).

3.
Geyvson Cardoso Varjão. A Construção Narrativa Em abismo, Em "O Lobo da Estepe". Início: 2018. Iniciação científica (Graduando em Letras - Português e Inglês) - Universidade Federal de Sergipe, Fundação de Apoio à Pesquisa e à Inovação Tecnológica do Estado de Sergipe. (Orientador).

4.
Gabryelle Gois Lopes. "Loving Vicent": um olhar intersemiotico sobre a vida e a morte de Vincent Van Gogh. Início: 2018. Iniciação científica (Graduando em Letras - Língua Portuguesa) - Universidade Federal de Sergipe. (Orientador).

5.
Thais Santos Medeiros. A Ontologia Segundo GH: um estudo do ser em Clarice Lispector. Início: 2018. Iniciação científica (Graduando em Letras - Português e Inglês) - Universidade Federal de Sergipe. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Antonio Gomes da Silva Neto. Glossário de LIBRAS Para a Biologia: unindo sinais e facilitando o processo de ensino-aprendizagem no ensino médio. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de Sergipe. Orientador: Fernando de Mendonça.

2.
Guilherme Oliveira Patterson. O Ídolo e O Asno: autoridade e servência em Nietzsche e Guimarães Rosa. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Letras - Português e Inglês) - Universidade Federal de Sergipe. Orientador: Fernando de Mendonça.




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 23/01/2019 às 2:17:25