Luana Leandro Gois

Bolsista de Pós-doutorado Júnior do CNPq

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/4929550925767587
  • Última atualização do currículo em 21/01/2019


Professora assistente do curso de Medicina da Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública ministrando a disciplina Biointeração, componete curricular composto pelas disciplinas Imunologia, Microbiologia, Patologia e Parasitologia. Professora assistente da Universidade Católica de Salvador dos cursos de Biomedicina e Nutrição ministrando as disciplinas Imunologia e Bacteriologia Clínica. Possui graduação em Biomedicina pela Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública (2009) e mestrado e doutorado em Biotecnologia em Saúde e Medicina Investigativa pelo CPqGM/FIOCRUZ, BA (2011). Atualmente desenvolve projeto de pós-doutorado sobre a resposta imune a infecção pelo Zika vírus (ZIKV) no IGM/FIOCRUZ. Tem experiência na área de Imunologia, com ênfase em imunologia celular, atuando principalmente nos seguintes temas: resposta imune contra infecção por retrovírus e doenças associadas e contra ZIKV. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Luana Leandro Gois
Nome em citações bibliográficas
GOIS, Luana Leandro;GOIS, L. L.;GOIS, LUANA;GOES, LUANA LEANDRO

Endereço


Endereço Profissional
Fundação Oswaldo Cruz, CPQGM, Laboratório Avançado de Saúde Pública.
Rua Waldemar Falcão, 121
Candeal
40296-710 - Salvador, BA - Brasil
Telefone: (71) 31762246
Ramal: 247


Formação acadêmica/titulação


2011 - 2015
Doutorado em Biotecnologia aplicada a saúde e medicina investig.
Fundação Oswaldo Cruz, FIOCRUZ, Brasil.
Título: Dinâmica da restauração imune ao Mycobacterium tuberculosis em pacientes com AIDS, Ano de obtenção: 2015.
Orientador: Maria Fernanda Rios Grassi.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: ADIS; Mycobacterium tuberculosis; resturação da resposta imune.
Grande área: Ciências Biológicas
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana.
2009 - 2011
Mestrado em Biotecnologia em Saúde E Medicina Investigativa.
Fundação Oswaldo Cruz, FIOCRUZ, Brasil.
Título: Avaliação da resposta imune celular dos pacientes coinfectados por HIV/Leishmania,Ano de Obtenção: 2011.
Orientador: Maria Fernanda Rios Grassi.
Bolsista do(a): Fundação Oswaldo Cruz, FIOCRUZ, Brasil.
Palavras-chave: Co-infecção HIV/Leishmania; Linfócitos T CD4; Linfoproliferação.
Grande área: Ciências Biológicas
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana.
2005 - 2009
Graduação em Biomedicina.
Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública, EBMSP, Brasil.
Título: Produção de citocinas do tipo Th1 e Th2 em indivíduos coinfectados por HIV/Leishmania.
Orientador: Maria Fernanda Rios Grassi.


Pós-doutorado


2018
Pós-Doutorado.
Fundação Oswaldo Cruz, FIOCRUZ, Brasil.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Grande área: Ciências Biológicas


Atuação Profissional



Universidade Católica do Salvador, UCSAL, Brasil.
Vínculo institucional

2015 - Atual
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor assistente, Carga horária: 30

Atividades

08/2015 - Atual
Direção e administração, Curso de Biomedicina, .

Cargo ou função
Núcleo Docente Estruturante (NDE).
08/2015 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Curso de Biomedicina, .

08/2015 - Atual
Ensino, Biomedicina, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Imunologia
Bacteriologia Clínica
Micologia
Banco de Sangue
Trabalho de Conclusão de Curso
08/2015 - Atual
Extensão universitária , Curso de Biomedicina, .

Atividade de extensão realizada
Grupo de Estudo Interdisciplinar.

Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública, EBMSP, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professor assistente, Carga horária: 12
Outras informações
Professor e tutor curso de Medicina, atuando na disciplina Biointeração que compreende os componentes curriculares: imunologia, microbiologia, parasitologia e patologia.


Fundação Oswaldo Cruz, FIOCRUZ, Brasil.
Vínculo institucional

2017 - Atual
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Pesquisador Colaborador, Carga horária: 20
Outras informações
Pesquisador colaborador do LASP desde julho/2017. Desenvolvimento do projeto de pesquisa intitulado Avaliação da resposta imune celular na infecção humana pelo vírus Zika.

Vínculo institucional

2011 - 2015
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Estudante de Doutorado, Carga horária: 40
Outras informações
Bolsista de doutorado no período de agosto/2011 a outubro/2015. Elaboração do projeto de tese Estudo das Alterações Imunológicas na Síndrome Inflamatória de Reconstituição Imune (IRIS) associada à coinfecção HIV e Tuberculose sobre orientação da Dra. Maria Fernanda Rios Grassi.

Vínculo institucional

2009 - 2011
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Estudante de Mestrado, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Bolsista de mestrado no período de agosto/2009 a julho/2011. Elaboração do projeto de dissertação Avaliação da resposta imune na coinfecção por HIV e Leishmania, sobre orientação da Dra. Maria Fernanda Rios Grassi.

Vínculo institucional

2007 - 2009
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Estudante de Iniciação Científica, Carga horária: 20
Outras informações
Bolsista de iniciação cientifica no período entra março/2008 e março/2009. Atuação no projeto intitulado: Avaliação da resposta imune na coinfecção por HIV e Leishmania, sobre orientação da Dra. Maria Fernanda Rios Grassi.

Atividades

08/2012 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , CPQGM, Laboratório Avançado de Saúde Pública.


Universidade Federal da Bahia, UFBA, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - 2012
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professor substituto, Carga horária: 20
Outras informações
Instituto de Ciências da Saúde, Departamento de Fonoaudiologia. Disciplinas: Metodologia Científica, Projeto de Pesquisa I, Projeto de Pesquisa II, Pesquisa Orientada, Seminários Interdisciplinar em Fonoaudiologia e Trabalho de Conclusão de Curso



Linhas de pesquisa


1.
Retrovírus e Doenças Infecciosas Associadas
2.
Epidemiologia de doenças infecciosas e não infecciosas
3.
Promoção de saúde no combate ao Aedes Aegypti


Projetos de pesquisa


2016 - Atual
AVALIAÇÃO DA RESPOSTA IMUNE EM PACIENTES COINFECTADOS POR HTLV E STRONGYLOIDES STERCORALIS
Descrição: O vírus Linfotrópico Humano de Células T (HTLV) foi o primeiro retrovírus humano isolado, no início da década de 1980, e foi classificado em dois grupos: HTLV-1 e HTLV-2. No mundo, entre 15 a 20 milhões de pessoas estão infectadas, sendo que no Brasil são 2,5 milhões. Salvador mostra a maior prevalência varia de 1,05 a 1,76%. O HTLV-1 infecta principalmente linfócitos T CD4+ do tipo 1 (Th1), essa infecção pode resultar na incidência de doenças e alteração da resposta imune contra várias doenças infecciosas, como a estrongiloidíase que é umas das principais helmintases intestinais causada pelo nematoide Strongyloides Stercoralis. Foi observado que a coinfecção por HTLV-1 e Strongyloides stercoralis resulta na forma grave de estrongiloidíase devido a modulação da resposta inume causada pelo vírus, uma vez que o HTLV-1 estimula predominantemente respostas do tipo Th1 e induz a produção de interleucina-2 (IL-2), interferons-gama (IFN- γ) que modulam negativamente a resposta protetora contra helmintos que é mediada pelas respostas do tipo 2 (Th2) que tem como função a induzir a sítense de interleucinas (IL-4, IL-5 e IL-10) que cooperam com os linfócitos B na produção de anticorpos, síntese de imunoglobulina E (IgE), eosinofilia, mastocitose. Este trabalho tem como objetivo avaliar uma família composta por 40 indivíduos moradores da cidade de Camum-BA infectados com o nematoide Strogyloides stercoralis, sendo que destes 15 estão infectados com HTLV-1. Serão realizadas avaliações dos marcadores fenotípicos, proliferação celular e avaliação da resposta imune regulatória através de citometria de fluxo a fim de verificar antes e após o tratamento de S. stercoralis as alterações imunológicas desses pacientes..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.

Integrantes: Luana Leandro Gois - Coordenador / GRASSI, M. F. R. - Integrante / Barbara Nascimento Rocha Ribeiro Soares - Integrante / Joelma Nascimento de Souza - Integrante / Neci Matos Soares - Integrante.
2015 - Atual
RESPOSTA DE CÉLULAS T REGULATÓRIAS EM INDIVÍDUOS INFECTADOS PELO HTLV-1
Descrição: A infecção pelo vírus linfotrópico de células T humanas tipo 1 (HTLV-1) é o agente etiológico da mielopatia associada ao HTLV-1/paraparesia espástica tropical (HAM/TSP), da leucemia linfoma de células T do adulto e de uveíte. O HTLV-1 infecta cerca de 5 a 10 milhões de pessoas no mundo. No Brasil, a cidade de Salvador apresenta uma elevada prevalência de infecção na população geral. O HTLV-1 induz uma intensa ativação no sistema imune, estimulando a proliferação espontânea e o aumento da secreção de citocinas inflamatórias, que parecem ser mais pronunciada nos indivíduos com doenças associadas, especialmente a HAM/TSP. Linfócitos T regulatórios (Treg) são um subpopulação de linfócitos que contribuim na manutenção da homeostasia do sistema imunológico ao controlar reações inflamatórias exacerbadas. Alterações quantitativas e funcionais nos linfócitos Treg podem estar envolvidas na imunopatogênese da infecção pelo HTLV-1. Um prejuízo na resposta regulatória pode contribuir para o desequilíbrio inflamatório levando ao desenvolvimento da HAM/TPS. Por outro lado, uma maior frequência de linfócitos Treg pode suprimir a ativação dos linfócitos T citotóxicos favorecendo a manutenção da carga proviral. Neste estudo, propomos avaliar a função dos linfócitos Treg em resposta aos antígenos virais do HTLV-1 (TAX e HBZ) de pacientes infectados por HTLV-1. Será avaliada a produção de citocinas regulatórias (IL-10 e TGF-) pelas células Treg em resposta aos antígenos virais (Tax e HBZ) por citometria de fluxo. Pacientes infectados pelo HTLV-1 com HAM/TPS e assintomáticos serão incluídos no estudo, bem como indiviudos controles saudáveis. A melhor caracterização das células Treg pode auxiliar na melhor compreensão dos mecanismos imunológicos envolvidos no desenvolvimento de HAM/TSP em indivíduos infectados pelo HTLV-1..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Doutorado: (1) .

Integrantes: Luana Leandro Gois - Integrante / GRASSI, M. F. R. - Coordenador / Barbara Nascimento Rocha Ribeiro Soares - Integrante.
2015 - Atual
Avaliação da resposta imune na infecção humana pelo vírus Zika
Descrição: O vírus Zika (ZIKV) foi isolado em 1947 a partir de um macaco Rhesus proveniente da floresta Zika em Uganda. Por décadas, a ocorrência de ZIKV em humanos permaneceu restrita a alguns países. Em outubro de 2015, foi identificada pela primeira vez a infecção por ZIKV, espalhando-se rapidamente pelo país. A epidemia de ZIKV no Brasil coincidiu com uma explosiva epidemia de microcefalia em recém-nascidos filhos de mães com infecção pelo ZIKV durante a gestação. Sugere-se que a maioria dos casos de infecção pelo ZIKV se apresenta de forma assintomática ou como uma síndrome dengue-símile. Nos casos sintomáticos, os sinais e sintomas mais frequentes da infecção pelo ZIKV são erupção maculopapular pruriginosa, febre variável, artralgias transitórias, mialgia, cefaléia e conjuntivite. A resposta imune no curso da infecção pelo ZIKV foi pouco avaliada ainda existindo importantes lacunas nesta área de conhecimento. Alguns autores estudando células ou explantes cutâneos demonstraram que queratinócitos, células dendríticas e fibroblastos são permissivos à infecção pelo ZIKV. Além disso, foi relatado que interferons (IFN) dos tipos I e II são capazes de impedir a infecção da célula. Um estudo sorológico realizado com indivíduos em fase de aguda, que retornaram de áreas endêmicas, revelou várias citocinas tais como IL-1beta, IL-2, IL-4, IL-6, IL-9, IL-10, IL-13, IL-17 e proteína 10 ativada por IFN-gama, sugerindo a ativação de linfócitos T polifuncionais. O projeto pretende caracterizar a resposta imune no contexto da infecção pelo ZIKV para subsidiar o desenvolvimento de vacinas e testes imunodiagnósticos. Para tal, um consórcio de pesquisadores brasileiros e franceses com expertise em pesquisa clínica, imunologia e biologia molecular está sendo estruturado. Neste projeto de pesquisa ocorrerá o intercâmbio entre os pesquisadores de instituições nacionais (Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública, Centro de Pesquisa Gonçalo Moniz/FIOCRUZ E Universidade Federal da Bahia) e internacionais (Département d´Immunologie Hôpitaux Universitaires Pitié-Salpêtrière, Université Pierre et Marie Curie, França, CIMI Paris, UPMC) e a possibilitará o desenvolvimento de metodologias inovadoras ainda não disponíveis no Brasil, como a Citometria de Massa (CyTOF). Esta metodologia permitirá a avaliação dos linfócitos T específicos para os peptídeos e proteínas recombinantes de ZIKV a partir da análise simultaneamente de 30 parâmetros em um único tubo..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) .

Integrantes: Luana Leandro Gois - Integrante / GRASSI, M. F. R. - Coordenador / Monique Lírio - Integrante / Antônio Carlos Bandeira - Integrante / Geraldo Gileno Sá Oliveira - Integrante / Sérgio Marcos Arruda - Integrante / Gúbio Soares Campos - Integrante / Silvia Ines Sardi - Integrante / Brigitte Autran - Integrante / Bernado Galvão de Castro Filho - Integrante.
2012 - 2016
ESTUDO DAS ALTERAÇÕES IMUNOLÓGICAS NA SÍNDROME DE RECONSTITUIÇÃO IMUNE ASSOCIADA À COINFECÇÃO HIV E TUBERCULOSE
Descrição: A terapia antirretroviral de alta eficácia (HAART) teve um grande impacto na mortalidade e na morbidade de pacientes com AIDS. Contudo, alguns pacientes vivenciam uma deterioração clínica como consequência da restauração da resposta imune após o HAART devido a doenças oportunistas. Este fenômeno é denominado Síndrome Inflamatória de Reconstituição Imune (IRIS). A tuberculose (TB) é classificada como uma condição definidora de AIDS em pacientes infectados por HIV e é a doença mais frequentemente associada a IRIS (TB-IRIS). Recentemente, tem sido sugerido que a IRIS ocorre em pacientes que iniciam HAART devido à desequilíbrio entre a restauração da resposta imune e a resposta regulatória. Entretanto, os mecanismos imunopatogênicos da IRIS não estão definidos. Este estudo tem como objetivo avaliar a dinâmica da restauração da resposta imune em pacientes infectados pelo HIV com TB, bem como da TB-IRIS. Nossa proposta é realizar um estudo piloto longitudinal avaliando 80 pacientes divididos nos seguintes subgrupos: 1) indivíduos infectados pelo HIV com evidência de TB associada a IRIS; 2) indivíduos infectados com HIV e com infecção latente por Mycobacterium tuberculosis (Mtb) virgens de HAART; 3) indivíduos infectados com HIV e com infecção latente por Mtb sob HAART a menos de seis meses; 4) indivíduos não infectados por HIV com TB sintomática. A resposta imune dos indivíduos será avaliada em cinco visitas. A avaliação clínica inclui CBD, contagem de linfócitos T CD4+, carga viral do HIV, raio X de tórax, cultura de escarro e marcação com Ziehl?Nielsen, teste intradérmico ao PPD. Em cada visita, serão realizados os ensaios imunológicos: quantificação de IL-1, IL-2, IFN-, TNF-, IL-4, IL-6, IL-8, IL-10 e IL-17 em resposta ao Mtb, HIV ou controle antigênico; avaliação da proliferação dos linfócitos T CD4+ e CD8+ em resposta aos antígenos do Mtb e do HIV-1; quantificação de linfócitos T regulatórios e avaliação do estágio de ativação através da marca.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Doutorado: (1) .

Integrantes: Luana Leandro Gois - Coordenador / Badaró - Integrante / Maria Fernanda Rios Grassi - Integrante.
Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia - Auxílio financeiro.
2011 - Atual
Avaliação da Associação entre HTLV-1 e Tuberculose em um Centro de Referência em Salvador-Ba

Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Maria Fernanda Rios Grassi em 23/04/2018.
Descrição: A infecção pelo HTLV-1 e a tuberculose têm elevada prevalência em Salvador-Bahia. A coinfecção pode elevar a morbimortalidade da tuberculose nestes indivíduos. Entretanto, não se conhece a correlação entre a resposta imune na coinfecção e o desfecho da infecção por tuberculose e vice-versa. O objetivo principal do presente estudo é avaliar a associação entre HTLV-1 e Tuberculose. Incialmente, será avaliada a prevalência de tuberculose em pacientes infectados pelo HTLV-1 de dois ambulatórios de Salvador: Centro de HTLV da Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública e Ambulatório de HTLV da Universidade Federal da Bahia (cerca de 2000 pacientes). Será realizada uma busca no banco de notificações de tuberculose do SINAM-SESAB. Esta prevalência será comparada à aquela de pacientes acompanhados no serviço de clínica médica da EBMSP (Etapa 1). Posteriormente, será avaliada a resposta imune dos indivíduos com história pregressa de Tuberculose (com e sem infecção por HTLV-1) identificados na etapa 1, comparado-os aos controles não infectados e pacientes com tuberculose pulmonar. Mais especificamente, será avaliada a resposta aos antígenos do M. tuberculosis, in vivo (PPD) e in vitro (resposta linfoproliferativa, resposta T citotóxica aos peptídeos do M. tuberculosis, Quantiferon® TB Gold) nos quatro grupos. A prevalência de TB latente entre indivíduos infectados pelo HTLV-1 será determinada através dos testes PPD e Quantiferon TB Gold. A resposta ao PPD e ao Quantiferon TB Gold será correlacionada à carga proviral do HTLV-1 e à proporção de linfócitos T CD4 e T CD8. Este estudo poderá contribuir para estabelecimento de protocolo de diagnóstico e manejo da tuberculose em pessoas infectadas pelo HTLV-1, através do conhecimento dos fatores de risco para morbi-mortalidade da tuberculose em infectados pelo HTLV-1, podendo modificar o prognóstico destes pacientes..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (2) .

Integrantes: Luana Leandro Gois - Integrante / Maria Fernanda Rios Grassi - Coordenador / Monique Lírio - Integrante / Bernado Galvão de Castro Filho - Integrante / Edgar Marcelino de Carvalho Filho - Integrante.
Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia - Auxílio financeiro.
2007 - 2016
Avaliação dos mecanismos imunológicos e celulares na co-infecçào HIV/ Leishmania
Descrição: A leishmaniose é endêmica em 88 países e estima-se em 15 milhões o número de indivíduos infectados, com 2 milhões de novos casos a cada ano. Cerca de 397 milhões de indivíduos estão em risco de adquirir a doença (1;2). Por outro lado, como existe a expansào da pandemia causada pelo HIV nas áreas rurais dos países tropicais, haverá mais indivíduos com imunossupressão causada pelo HIV nestas áreas endêmicas de leishmaniose. Diante desta condição, é provável que ocorra um aumento no número de casos da co-infecção HIV / leishmania. A infecção por leishmania potencializa a replicação do HIV através de ativação das células T. A leishmaniose e a infecção pelo HIV são associadas com a disfunção do sistema imune e alterações na produção de citocinas. O objetivo deste projeto é melhor compreender os mecanismos imunopatogênico pelos quais a leishmania e o HIV interagem. Desta forma, esperamos contribuir para desenvolver melhores estratégias de tratamento para reduzir a morbidade relacionada à leishmaniose em indivíduos co-infectados..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) .

Integrantes: Luana Leandro Gois - Integrante / Badaró - Integrante / Maria Zilma Rodrigues Andrade - Integrante / Roberto José da Silva Badaró - Integrante / Sanjay Mehta - Integrante / Robert T Shooley - Integrante / Maria Fernanda Rios Grassi - Coordenador.
Financiador(es): National Institute Of Health - Auxílio financeiro.


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Imunologia.
2.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Imunologia / Subárea: Imunologia Celular.


Idiomas


Inglês
Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Razoavelmente, Escreve Razoavelmente.
Espanhol
Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Razoavelmente, Escreve Razoavelmente.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
DE SOUZA, JOELMA NASCIMENTO2018DE SOUZA, JOELMA NASCIMENTO ; GONÇALVES, NOILSON ; TEIXEIRA, MARCIA CRISTINA AQUINO ; BARRETO, NILO MANOEL PEREIRA VIEIRA ; JACOBINA, BEATRIZ SOARES ; SOARES, BARBARA NASCIMENTO ROCHA RIBEIRO ; GRASSI, MARIA FERNANDA RIOS ; GOES, LUANA LEANDRO ; SOARES, NECI MATOS ; GALVÃO-CASTRO, BERNARDO ; LIMA, CINTIA DE SOUZA . Case Report: Strongyloides stercoralis Hyperinfection in a Patient with HTLV-1: An Infection with Filariform and Rhabditiform Larvae, Eggs, and Free-Living Adult Females Output. AMERICAN JOURNAL OF TROPICAL MEDICINE AND HYGIENE, v. 99, p. 1583-1586, 2018.

2.
AC Bandeira2017AC Bandeira ; GS Campos ; RIBEIRO, G. ; CARDOSO, C. ; BASTOS, C. ; PESSOA, T. ; ARAUJO, K. ; GRASSI, M. ; CASTRO, A. ; CARVALHO, R. ; PRATES, A. ; GOIS, L. L. ; ROCHA, V. ; SARDI, S. . Clinical and laboratory evidence of Haff disease ? case series from an outbreak in Salvador, Brazil, December 2016 to April 2017. Eurosurveillance, v. 22, p. 1, 2017.

3.
Grassi, Maria Fernanda Rios2016Grassi, Maria Fernanda Rios ; ALBUQUERQUE BANDEIRA, ANTÔNIO CARLOS ; GOIS, Luana Leandro ; GILENO DE SÁ OLIVEIRA, GERALDO . A BRIEF REVIEW ON ZIKA VIRUS INFECTION. Brazilian Journal of Medicine and Human Health, v. 4, p. 57-62, 2016.

4.
GOIS, LUANA2015 GOIS, LUANA; BADARÓ, Roberto ; SCHOOLEY, ROBERT ; GRASSI, MARIA FERNANDA RIOS . Immune response to Leishmania antigens in an AIDS patient with mucocutaneous leishmaniasis as a manifestation of immune reconstitution inflammatory syndrome (IRIS): a case report. BMC Infectious Diseases (Online), v. 15, p. 1-7, 2015.

5.
GOIS, L. L.2015 GOIS, L. L.; CASAL, Yuri Reis ; PEDREIRA, I. L. A. ; BANDEIRA, Antônio Carlos ; BADARÓ, Roberto ; GRASSI, MARIA FERNANDA RIOS . Immunological profile of HIV-infected patients with tuberculosis associated-immune reconstitution inflammatory syndrome: a systematic review. Journal of Clinical & Cellular Immunology, v. 6, p. 337, 2015.

6.
GOIS, Luana Leandro;GOIS, L. L.;GOIS, LUANA;GOES, LUANA LEANDRO2014 GOIS, Luana Leandro; MEHTA, S ; ANDRADE, M. Z. R. ; SHOOLEY, R T ; BADARÓ, R J S ; GRASSI, M F R . Decreased memory T-cell response and function in human immunodeficiency virus-infected patients with tegumentary leishmaniasis. Memórias do Instituto Oswaldo Cruz (Impresso), v. 109, p. 9-14, 2014.

7.
BADARO, R.2014BADARO, R. ; GONCALVES, L. O. ; GOIS, L. L. ; MAIA, Z. P. G. ; BENSON, C. ; GRASSI, M. F. R. . Leishmaniasis as a Manifestation of Immune Reconstitution Inflammatory Syndrome (IRIS) in HIV-Infected Patients: A Literature Review. Journal of the International Association of Providers of AIDS Care (JIAPAC), v. 1, p. 1/6, 2014.

8.
ANDRADE, M. Z. R.2011 ANDRADE, M. Z. R. ; GRASSI, M F R ; MEHTA, S ; ZHANG ; GOIS, Luana Leandro ; SHOOLEY, R T ; BADARÓ, R J S . Th1/Th2 Cytokine Profile in Patients Coinfected with HIV and Leishmania in Brazil. Clinical and Vaccine Immunology, v. 18, p. 1765-1769, 2011.

Apresentações de Trabalho
1.
SOUZA, J. N. ; Barreto, N. M. ; GOIS, Luana Leandro ; SOARES, B. N. R. R. ; GONCALVES, N. L. ; CASTRO FILHO, B. G. ; TEIXEIRA, M. C. A. ; GRASSI, MARIA FERNANDA RIOS ; SOARES, N. M. . Plasmatic cytokine levels of co-infected patients with Strongyloides stercoralis and HTLV-1. 2017. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

2.
FIRMINO, A. A. ; MARTINS, A. L. L. ; GOIS, Luana Leandro ; PAIXAO, T. S. ; BATISTA, E. S. ; CASTRO FILHO, B. G. ; Grassi, Maria Fernanda Rios . Evaluation of the cervical-vaginal environment in htlv-1-infected women. 2017. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

3.
NASCIMENTO, R. S. ; LIMA, M. V. A. ; MASCARENHAS, R. E. M. ; GOIS, Luana Leandro ; VARGENS, C. C. ; CASTRO FILHO, B. G. ; GRASSI, MARIA FERNANDA RIOS . Evaluation CD4+FOXP3+ T cell IL-10 and TGF-β producers in keratoconjunctivitis sicca associated with HTLV-1. 2017. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

4.
SOUZA, J. N. ; Barreto, N. M. ; GOIS, Luana Leandro ; SOARES, B. N. R. R. ; GONCALVES, N. L. ; CASTRO FILHO, B. G. ; GRASSI, MARIA FERNANDA RIOS ; TEIXEIRA, M. C. A. ; SOARES, N. M. . Strongyloides stercoralis hyperinfection in htlv-1 infected patients: a case report. 2017. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

5.
SOUZA, J. N. ; GOIS, L. L. ; Barreto, N. M. ; SOARES, B. N. R. R. ; GONCALVES, N. L. ; CASTRO FILHO, B. G. ; TEIXEIRA, M. C. A. ; GRASSI, MARIA FERNANDA RIOS ; SOARES, N. M. . Evaluation of cytokine levels in sera of patients co-infected with Strongyloides stercoralis and HTLV-1. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

6.
SOUZA, J. N. ; GOIS, L. L. ; Barreto, N. M. ; SOARES, B. N. R. R. ; GONCALVES, N. L. ; OLIVEIRA, C. L. ; CASTRO FILHO, B. G. ; GRASSI, MARIA FERNANDA RIOS ; TEIXEIRA, M. A. ; SOARES, N. M. . Strongyloides stercoralis hyperinfection in HTLV-1 patients: A case series with eggs, rhabditiform and filariform larvae and free-living adult female elimination in feces. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

7.
GOIS, Luana Leandro; CASAL, Yuri Reis ; LIRIO, Monique ; BANDEIRA, Antônio Carlos ; BADARÓ, Roberto ; GRASSI, M F R . PHENOTYPIC PROFILE OF LYMPHOCYTE SUBSETS ISOLATED FROM HIV-INFECTED PATIENTS WITH IMMUNE RECONSTITUTION INFLAMMATORY SYNDROME ASSOCIATED WITH TUBERCULOSIS. 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

8.
GOIS, Luana Leandro; ANDRADE, M. Z. R. ; MEHTA, S ; SHOOLEY, R T ; BADARÓ, R J S ; GRASSI, M F R . Decrease of Leishmania-specific memory CD4+ T-cells in active tegumentary leishmaniasis in AIDS patients. 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

9.
GOIS, Luana Leandro; MEHTA, S ; ANDRADE, M. Z. R. ; SHOOLEY, R T ; BADARÓ, R J S ; GRASSI, M F R . Decreased of Leishmania-specific memory CD4+ T-cells in active tegumentary leishmaniasis in AIDS patients. 2011. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

10.
GOIS, Luana Leandro; MEHTA, S ; SHOOLEY, R T ; Roberto Badaró ; GRASSI, M F R . Cellular immune response to Leishmania antigens in an HIV1-1-infected patient with mucocutaneous leishmaniasis as a manifestation os IRIS: a case report. 2011. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

11.
GOIS, Luana Leandro; BADARÓ, R J S ; GRASSI, M F R . Cellular immune response to Leishmania antigens inn an HIV-1-infected patient with mucocutaneus leishmaniasis as a manifestation of IRIS: a case report. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).


Demais tipos de produção técnica
1.
GOIS, Luana Leandro. Metodologia Científica II. 2013. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

2.
GOIS, Luana Leandro. Metodologia da pesquisa cientifica. 2013. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

3.
GOIS, Luana Leandro. Pesquisa em Saúde. 2012. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

4.
GOIS, Luana Leandro. Metodologia Científica I. 2012. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Teses de doutorado
1.
ALMEIDA, A. R. P.; MENDES, C. M. C.; SANTOS, P. M.; ANDRADE, A. C. O.; GOIS, Luana Leandro. Participação em banca de Sostenes Mistro. Farmacoeconomia da anfotericina B lipossomal da terapia antifungica à leishmaniose. 2016. Tese (Doutorado em Curso de Pós-graduação em Medicina e Saúde) - Universidade Federal da Bahia.

2.
GRASSI, MARIA FERNANDA RIOS; SILVA, M. F. C. R.; GOIS, Luana Leandro; FIGUEIREDO, M. A. A.; RIBEIRO, H. C.; BADARÓ, Roberto. Participação em banca de Zuinara Pereira Gusmão Maia. Infecção por Leishmania sp. em humanos: fatores de risco e ferramentas diagnósticas. 2016. Tese (Doutorado em Curso de Pós-graduação em Medicina e Saúde) - Universidade Federal da Bahia.

Monografias de cursos de aperfeiçoamento/especialização
1.
GOIS, LUANA. Participação em banca de MIla Ferreira Santos. Exposição ao ruído e perda auditiva por ruído: revisão de literatura. 2015. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Audiologia) - Faculdade Redentor.

2.
GOIS, LUANA. Participação em banca de Janayna de Aguiar Trench. Características miofuncionais orofaciais em indivíduos com deformidade dentofacial classe III esquelética. 2015. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Motricidade Orofacial) - Faculdade Redentor.

3.
GOIS, LUANA. Participação em banca de Emília Lucas Ribeiro Rôla. Deficiência auditiva, inclusão escolar e possíveis contribuições do fonoaudiológo. 2015. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Audiologia) - Faculdade Redentor.

4.
GOIS, LUANA. Participação em banca de Jemima Santos Silva. Contribuição da motricidade orofacil para a atuação com pacientes comatosos. 2015. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Motricidade Orofacial) - Faculdade Redentor.

5.
GOIS, LUANA. Participação em banca de Riane Silva. Fonoaudiologia estética facial e sua intervenção: revisão de literatura. 2015. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Motricidade Orofacial) - Faculdade Redentor.

6.
GOIS, LUANA. Participação em banca de Karla Rodrigues dos Santos. Tratamento da paralisia facial periférica e a importância da intervenção fonoaudiológica. 2015. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Motricidade Orofacial) - Faculdade Redentor.

7.
GOIS, LUANA. Participação em banca de Mayara Pinheiro de Souza. Bandagem elástica adesiva nas desordens miogênicas mastigatórias. 2015. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Motricidade Orofacial) - Faculdade Redentor.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
GOIS, L. L.. Participação em banca de Evelin Moura Nascimento.Incidência da leishmaniose tegumentar americana nas macrorregiões da Bahia no período de 2007 a 2016. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina) - Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública.

2.
GOIS, L. L.; COSTA, G. C. S.. Participação em banca de Carroline Garcez da Rocha.Avaliação da proteína HBZ no desenvolvimento de Leucemia/Linfoma de Células T no Adulto: uma revisão sistemática. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Biomedicina) - Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública.

3.
GOIS, L. L.; COSTA, G. C. S.. Participação em banca de Raphaela Lisboa Andrade.Produção da proteína recombinante TAX do vírus linfotrópico de células T humanas tipo 1 (HTLV-1). 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Biomedicina) - Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública.

4.
GOIS, L. L.; RAMOS, P. I. P.. Participação em banca de Cibele Tereza Deolinda Machado Orge.Immune transcriptome profiling reveals an early- and late-phase mechanism of extracellular matrix degradation in human cutaneous leishmaniasis. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Biomedicina) - Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública.

5.
GOIS, Luana Leandro; TAKENAMI, I. O.; PETRILLI, J. D.. Participação em banca de Jéssica Aline de Lima Soares.Diinâmiica do attendiimentto dos paciienttes com ttuberrcullose pullmonarr em um centtrro de saúde no muniicíípiio de Sallvadorr,, Bahiia. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Biomedicina) - Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública.

6.
GOIS, LUANA. Participação em banca de Juliana Laís Souza Barbosa,.Influência da idade nas manifestações clínicas e resposta imune da leishmaniose cutânea. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina) - Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública.

7.
GOIS, Luana Leandro. Participação em banca de Jéssica Dias Petrilli.Avaliação de potenciais biomarcadores no diagnóstico da tuberculose pulmonar. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Biomedicina) - Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública.

8.
SILVA, Luzia Poliana; FILGUEIRA, Ana Karla; GOIS, Luana Leandro. Participação em banca de Lucineide Souza Almeida.Caracterização dos distúrbios da comunicação e, escolares de Boquira-Bahia. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fonoaudiologia) - Universidade Federal da Bahia.

9.
Masson, Maria Lúcia Vaz; GOIS, Luana Leandro; SOARES, Maria Francisca de Paula. Participação em banca de Uiliam Freitas de Santana.Qualidade de vida e voz dos trabalhadores do serviço de atendimento ao cidadão (SAC) no municipio de Salvador-Ba. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fonoaudiologia) - Universidade Federal da Bahia.

10.
SILVA, Luzia Poliana; GOIS, Luana Leandro; MELO, Antonio Jorge Ferreira Melo. Participação em banca de Ludmilla Santos Cardoso.Fonoaudiologia Forense: Conhecimento dos estudantes e professores de fonoaudiologia da UFBA. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fonoaudiologia) - Universidade Federal da Bahia.

11.
SILVA, Luzia Poliana; FILGUEIRA, Ana Karla; GOIS, Luana Leandro. Participação em banca de Leanne Gonzaga Gonçalves.Fonoaudiologia e bullying: caracterização da demanda fonoaudiologica em escolares do último ano do ensino fundamental I. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fonoaudiologia) - Universidade Federal da Bahia.

12.
SILVA, Luzia Poliana; FILGUEIRA, Ana Karla; GOIS, Luana Leandro. Participação em banca de Rayana Kelly da Silva.Deficiência, acessibilidade, inclusão e fonoaudiologia: o que a literatura tem a dizer?. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fonoaudiologia) - Universidade Federal da Bahia.

13.
FERNANDES, Luciene; NOGUEIRA, Jacyara; GOIS, Luana Leandro. Participação em banca de Abimael José Guedes Neponoceno.Reabilitação vestibular em pacientes com Síndrome de Menière: revisão sistemática. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fonoaudiologia) - Universidade Federal da Bahia.

14.
BEGROW, Desirée de Vit; DANTAS, Adriana; GOIS, Luana Leandro. Participação em banca de Alice Machado Lôbo.A construção do saber fonoaudiologico sobre surdez dos estudantes da UFBA. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fonoaudiologia) - Universidade Federal da Bahia.

15.
ARCE, Vladimir Andrei; OLIVEIRA, Elaine Cristina; GOIS, Luana Leandro. Participação em banca de Ênia dos Santos Costa.Promoção da saúde e fonoaudiologia: caracterização e análise das práticas de saúde. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fonoaudiologia) - Universidade Federal da Bahia.

16.
BORJA, Ana Lúcia V. Ferreira; GOIS, Luana Leandro; NOGUEIRA, Marcela. Participação em banca de Elis Passos Santana.Queixas vestibulares em pacientes atendidos em uma clínica-escola de fonoaudiologia em Salvador-Ba. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fonoaudiologia) - Universidade Federal da Bahia.




Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
I Oficina de Produção Científica: Escrevendo e Publicando Artigos Eficientemente. 2013. (Oficina).

2.
Curso de Metodologia em Pesquisa. 2012. (Outra).

3.
III Encontro sobre Tuberculose na Bahia. 2012. (Encontro).

4.
Curso de Bioestatística. 2011. (Outra).

5.
Immunogenicity study of veccine induced immune T cell responses. 2011. (Outra).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
Grassi, Maria Fernanda Rios ; GARCIA, C. P. C. ; GOIS, L. L. . XIII Simpósio Internacional de HTLV-1 no Brasil. 2017. (Congresso).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Jaqueline Gomes Lima. AÇÃO DAS FISALINAS NA INIBIÇÃO DA PROLIFERAÇÃO DE LINFÓCITOS DE INDIVIDUOS INFECTADOS PELO HTLV-1. Início: 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Biomedicina) - Universidade Católica do Salvador. (Orientador).

2.
CAMILLE DE OLIVEIRA CARVALHO. FREQUÊNCIA DE LESÕES INTRAEPITELIAIS ASSOCIADAS AO HPV NA ERA PÓS-VACINAL. Início: 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Biomedicina) - Universidade Católica do Salvador. (Orientador).

3.
FERNANDA MARIA LESSA CARVALHO. AVALIAÇÃO DE ANTICORPOS NEUTRALIZANTES CONTRA A PROTEÍNA DO ENVELOPE DO VÍRUS DA ZIKA EM SERES HUMANOS. Início: 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Biomedicina) - Universidade Católica do Salvador. (Orientador).

4.
AISLA MÉRCIA LÁZARO DE OLIVEIRA. RESPOSTA IMUNE À PROTEÍNA NS3 DO ZIKA VÍRUS EM PACIENTES INFECTADOS. Início: 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Biomedicina) - Universidade Católica do Salvador. (Orientador).

Iniciação científica
1.
Ana Suelen Gonzaga. DIAGNÓSTICO CLÍNICO LABORATORIAL DAS ARBOVIROSES. Início: 2017. Iniciação científica (Graduando em Biomedicina) - Universidade Católica do Salvador. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
MARÍLIA REI SILVA SANTOS. RESPOSTA DE CÉLULAS T REGULATÓRIAS EM INDIVÍDUOS INFECTADOS POR HTLV-1. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Biomedicina) - Universidade Católica do Salvador. Orientador: Luana Leandro Gois.

2.
SARA DE SOUZA SANTOS. MODULAÇÃO DA RESPOSTA IMUNE APÓS O TRATAMENTO PARA STRONGYLOIDES STERCORALIS EM PACIENTES INFECTADOS POR HTLV-1: estudo de casos de hiperinfecção. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Biomedicina) - Universidade Católica do Salvador. Orientador: Luana Leandro Gois.

3.
LORENE DA SILVA DE ASSIS. SO DE ACUPUNTURA EM CUIDADOS PALIATIVOS PARA PACIENTES TERMINAIS ONCOLOGICOS. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Biomedicina) - Universidade Católica do Salvador. Orientador: Luana Leandro Gois.

4.
BEATRIZ KAWASAKI MENESES. ATIVIDADE FUNCIONAL DE LINFÓCITOS T CD8 E CÉLULAS NK DE PACIENTES COINFECTADOS POR HIV E MYCOBACTERIUM TUBERCULOSIS. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Medicina) - Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública. Orientador: Luana Leandro Gois.

5.
MARIANA ARAÚJO CÔRTES SILVA. PERFIL DE CITOCINAS DE PACIENTES COINFECTADOS PELO VÍRUS DA IMUNODEFICIÊNCIA HUMANA E MYCOBACTERIUM TUBERCULOSIS SOB TERAPIA ANTIRRETROVIRAL. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Medicina) - Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública. Orientador: Luana Leandro Gois.



Educação e Popularização de C & T



Artigos
Artigos completos publicados em periódicos
1.
GOIS, Luana Leandro;GOIS, L. L.;GOIS, LUANA;GOES, LUANA LEANDRO2014 GOIS, Luana Leandro; MEHTA, S ; ANDRADE, M. Z. R. ; SHOOLEY, R T ; BADARÓ, R J S ; GRASSI, M F R . Decreased memory T-cell response and function in human immunodeficiency virus-infected patients with tegumentary leishmaniasis. Memórias do Instituto Oswaldo Cruz (Impresso), v. 109, p. 9-14, 2014.


Cursos de curta duração ministrados
1.
GOIS, Luana Leandro. Pesquisa em Saúde. 2012. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

2.
GOIS, Luana Leandro. Metodologia Científica II. 2013. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

3.
GOIS, Luana Leandro. Metodologia da pesquisa cientifica. 2013. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

4.
GOIS, Luana Leandro. Metodologia Científica I. 2012. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 23/01/2019 às 21:28:46