Enara Echart Muñoz

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/6006436900849498
  • Última atualização do currículo em 07/12/2018


Doutora em Direito Internacional Público e Relações Internacionais pela Universidad Complutense de Madri (UCM), possui graduação em Ciência Política, especialização em Cooperação para o Desenvolvimento e em Promoção e Gestão de ONG pela UCM. Foi pesquisadora visitante na Universidade Federal da Bahia e na Universidade de Lisboa, e ministrou cursos e disciplinas de pós-graduação em várias universidades espanholas e da América Latina (Universidad de Puebla e de Guadalajara no México; Universidad de la Plata na Argentina; Cartagena de Índias na Colômbia). Atualmente é Professora da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO), onde coordena o GRISUL (Grupo de Relações Internacionais e Sul Global). Também é Pesquisadora do LABMUNDO (IESP-UERJ), do Latitude Sul e do Instituto Universitario de Desarrollo y Cooperación da Universidad Complutense de Madri, onde coordenou o Mestrado em Cooperação Internacional e a Área de Publicações. É co-diretora da Série Desarrollo y Cooperación da Editora Los Libros de La Catarata e foi editora da Revista Española de Desarrollo y Cooperación. Participa e coordena vários projetos de pesquisa, de extensão e é membro de redes nacionais e internacionais relacionadas ao estudo das Relações Internacionais e da Cooperação Internacional para o Desenvolvimento (como o GT CLACSO sobre Cooperação Sul-Sul e Políticas de Desenvolvimento na América Latina). Seus principais âmbitos de atuação são Relações Internacionais; Cooperação para o Desenvolvimento; Direitos Humanos; Movimentos Sociais e Sociedade Civil, Migrações e Desenvolvimento, África, América Latina. Sobre esses temas é autora de vários livros, tais como: Migraciones en tránsito y derechos humanos (2011); Movimientos Sociales y Relaciones Internacionales (2008); África en el horizonte. Introducción a la realidad socioeconómica del África subsahariana (2006, com A.Santamaría); Origen, protestas y propuestas del movimiento antiglobalización (2005, com S.López e K.Orozco); Globalización, pobreza y desarrollo (2005, com Puerto e Sotillo). Jovem Cientista do Nosso Estado (FAPERJ) e bolsista de Produtividade em Pesquisa da UNIRIO desde 2016. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Enara Echart Muñoz
Nome em citações bibliográficas
ECHART MUÑOZ, E.

Endereço


Endereço Profissional
Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, Centro de Ciências Jurídicas e Políticas.
Rua Voluntários da Pátria, 107
Botafogo
CEP22270000 - Rio de Janeiro, - Espanha
Telefone: (21) 22866742
URL da Homepage: http://www.unirio.br/ccjp/cienciapolitica


Formação acadêmica/titulação


2002 - 2006
Doutorado em Direito Internacional Público e Relações Internac..
Universidad Complutense de Madrid, UCM, Espanha.
Título: Los movimientos sociales como un nuevo actor internacional. Su participación en la acción exterior de la Unión Europea, Ano de obtenção: 2006.
Orientador: José Ángel Sotillo Lorenzo.
Palavras-chave: movimentos sociais; ator internacional; União Européia; associação euro-latinoamericana; associação euro-mediterrânea.
Grande área: Ciências Humanas
2002 - 2002
Especialização em Pomoción y Gestión de ONG. (Carga Horária: 270h).
Instituto Universitario de Desarrollo y Cooperación Universidad Complutense, IUDC-UCM, Espanha.
Título: UCM.
2001 - 2002
Especialização em Política de Cooperação ao Desenvolvimento da UE. (Carga Horária: 60h).
Instituto Universitario de Desarrollo y Cooperación Universidad Complutense, IUDC-UCM, Espanha.
Título: UCM.
1996 - 2002
Graduação em Ciência Politica e Administração.
Universidad Complutense de Madrid, UCM, Espanha.




Formação Complementar


2001 - 2001
II Curso de Estudios Africanos. (Carga horária: 20h).
Universidad Complutense de Madrid, UCM, Espanha.
2000 - 2000
I Curso de Estudios Africanos. (Carga horária: 20h).
Universidad Complutense de Madrid, UCM, Espanha.


Atuação Profissional



Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, UNIRIO, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professora Adjunta, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Desde 2013 Professora Adjunta com Dedicação Exclusiva na Escola de Ciência Política do Centro de Ciências Jurídicas e Políticas da UNIRIO, aprovada em Concurso Público. Participo da graduação em Ciência Política e no Programa de Pós-Graduação em Direito e Políticas Públicas, e lidero o Grupo de Pesquisa em Relações Internacionais e Sul Global (GRISUL).

Vínculo institucional

2012 - 2012
Vínculo: Professora Temporária, Enquadramento Funcional: Professora Temporária, Carga horária: 40
Outras informações
Durante 2012 fui Professora Temporária, com dedicação de 40 horas, na área de Relações Internacionais da Escola de Ciência Política do Centro de Ciências Jurídicas e Políticas da UNIRIO, aprovada em Concurso Público.

Atividades

02/2017 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, UNIRIO, .

Cargo ou função
Membro do Comitê Científico da UNIRIO.
05/2016 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , UNIRIO, .

05/2016 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, UNIRIO, .

Cargo ou função
Membro da Cámara de Pesquisa e Bolsas. Diretoria de Pesquisa. Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa..
06/2015 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, UNIRIO, .

Cargo ou função
Representante da Escola de Ciência Política na Câmara de Pesquisa e Bolsa da UNIRIO.
11/2014 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Centro de Ciências Jurídicas e Políticas, .

11/2014 - Atual
Ensino, Programa de Pós-Graduação em Direito e Políticas Públicas, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Regimes Internacionais e Políticas Públicas
05/2014 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Centro de Ciências Jurídicas e Políticas, .

2014 - Atual
Extensão universitária , Ecola de Ciência Política - CCJP, .

Atividade de extensão realizada
Ubuntu: conhecendo Africa.
09/2013 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, Escola de Ciência Política - UNIRIO, .

Cargo ou função
Membro do Núcleo Docente Estruturante da Escola de Ciência Política da UNIRIO.
02/2012 - Atual
Ensino, Ciência Política, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Seminário sobre Conjuntura Internacional
Teoria das relações internacionais
06/2016 - 06/2016
Conselhos, Comissões e Consultoria, Ecola de Ciência Política - CCJP, .

Cargo ou função
Membro da comissão de avaliação dos relatórios de progressão horizontal de professores.
07/2015 - 07/2015
Conselhos, Comissões e Consultoria, Escola de Ciência Política - UNIRIO, .

Cargo ou função
Membro da comissão de avaliação de pedidos de progressão do Departamento de Estudos Políticos do CCJP/UNIRIO.
11/2013 - 11/2014
Direção e administração, Centro de Ciências Jurídicas e Políticas, .

Cargo ou função
Substituta legal e eventual da Diretora da Escola de Ciência Política.

Instituto de Estudos Sociais e Políticos, IESP, Brasil.
Vínculo institucional

2017 - Atual
Vínculo: Professora Colaboradora, Enquadramento Funcional: Professora colaboradora, Carga horária: 10
Outras informações
Professora colaboradora na área de Ciência Política do Instituto de Estudos Sociais e Políticos (IESP-UERJ).


Universidade de Brasília, UnB, Brasil.
Vínculo institucional

2015 - Atual
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Participante de PROCAD


Instituto Universitario de Desarrollo y Cooperación Universidad Complutense, IUDC-UCM, Espanha.
Vínculo institucional

2002 - Atual
Vínculo: Colaboradora, Enquadramento Funcional: Pesquisadora e professora
Outras informações
Pesquisadora do IUDC-UCM, continuo colaborando em várias pesquisa na área da Cooperação Internacional para o Desenvolvimento. Fui Coordenadora académica de vários cursos de pós-graduação, entre eles o Master em Cooperação Internacional, nos quais continuo colaborando como docente eventual e orientadora de dissertações.Fui Responsável da área de Publicações do IUDC-UCM: Editora, Coordenadora da Revista Española de Desarrollo y Cooperación e continúo sendo Co-diretora da Serie ?Desarrollo y Cooperación?, da Editora Los Libros de La Catarata.

Atividades

09/2003 - Atual
Ensino, Magíster de Cooperación Internacional, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
El sistema de Naciones Unidas: agencias y programas.
Globalización y Pobreza
La investigación en cooperación para el desarrollo. Cuestiones metodológicas
La participación de los actores sociales en la Unión Europea
Los movimientos sociales globales y la agenda de desarrollo
Los Objetivos de Desarrollo del Milenio: la nueva guía de actuación de la política de cooperación para el desarrollo
Metodología de investigación en cooperación para el desarrollo
Migraciones y Desarrollo: una mirada al África Subsahariana
Modelos de desarrollo y la nueva agenda del desarrollo
Recursos para el estudio de temas africanos
07/2002 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , IUDC-UCM, .

11/2008 - 10/2011
Ensino, Especialista em Promoção e Gestão de ONG, Nível: Especialização

Disciplinas ministradas
Cooperación internacional: conceptos básicos e instrumentos
La evolución de la agenda de cooperación para el desarrollo
Los actores sociales en las relaciones internacionales
Objetivos de desarrollo del milenio
Política Europea de Cooperación para el Desarrollo
09/2005 - 07/2011
Direção e administração, IUDC-UCM, .

Cargo ou função
Coordenadora do Mestrado em Cooperação Internacional para o Desenvolvimento.
06/2002 - 07/2011
Direção e administração, IUDC-UCM, .

Cargo ou função
Coordenadora da área de Publicações do IUDC-UCM (http://www.ucm.es/info/IUDC/publicaciones).

Centro Superior de Estudios de Gestión - Universidad Complutense de Madrid, CSEG - UCM, Espanha.
Vínculo institucional

2017 - 2018
Vínculo: Pesquisadora visitante, Enquadramento Funcional: Pesquisadora Visitante
Outras informações
Pesquisadora visitante no Centro Superior de Estudios de Gestión da Universidade Complutense de Madrid (UCM), Espanha, de dezembro de 2017 a fevereiro de 2018.


European Union Agency for Fundamental Rights, FRA, Austria.
Vínculo institucional

2014 - Atual
Vínculo: Pesquisadora, Enquadramento Funcional: Pesquisadora
Outras informações
Membro da equipe do Estado Espanhol da FRANET da Agência da União Europeia para os Direitos Fundamentais (FRA). A FRANET é a rede de investigação multidisciplinar da Agência, que está em operação desde 2011. Ela é composta por equipes de pesquisa em cada Estado-Membro da UE que fornecem dados relevantes para a FRA em matéria de direitos fundamentais, a fim de facilitar as análises comparativas da Agência.

Atividades

2014 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , FRANET, .

Linhas de pesquisa
Direitos Fundamentais

Universitat Jaume I de Castellón, UJI, Espanha.
Vínculo institucional

2012 - Atual
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Ensino
Outras informações
Professora da Disciplina Governança e Direitos Humanos no Mestrado Universitário em Cooperação ao Desenvolvimento, desde 2012

Atividades

02/2012 - Atual
Ensino, Máster Interuniversitario Cooperación Desarrollo, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Gobernanza, derechos humanos y desarrollo económico (2 créditos ECTS). Especialidad: Módulo 1.- Cooperación y políticas de desarrollo.

Instituto Universitario de Investigación Ortega y Gasset, IUIOG, Espanha.
Vínculo institucional

2016 - 2016
Vínculo: Porfessora convidada, Enquadramento Funcional: Não

Atividades

06/2016 - 06/2016
Ensino, Master on-line en Cooperacion Internacional, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Areas Geograficas: Africa Subsahariana

Centro de Estudos Internacionais - Instituto Universitário de Lisboa, CEI-IUL, Portugal.
Vínculo institucional

2015 - 2015
Vínculo: Pesquisadora Visitante, Enquadramento Funcional: Pesquisadora visitante
Outras informações
Pesquisadora visitante no Centro de Estudos Internacionais do Instituto Universitário de Lisboa (CEI-IUL) durante os meses de janeiro e fevereiro de 2015.


Universidade Federal da Bahia, UFBA, Brasil.
Vínculo institucional

2010 - 2012
Vínculo: Pesquisadora, Enquadramento Funcional: Pesquisadora da rede PRO-ADM
Outras informações
Membro da Rede de Cooperação Acadêmica para a Formação em Gestão Internacional ? PRO-ADM, coordenada pelo LABMUNDO (UFBA), com financiamento da CAPES, e com participação de de diversas universidades brasileiras (UFBA, UFAL, UDESC, UNIRIO, UFRGS), mexicanas (Universidade de Colima), argentinas (Universidad Nacional de Córdoba) e espanholas (IUDC-UCM).

Vínculo institucional

2007 - 2008
Vínculo: Professora Visitante, Enquadramento Funcional: Professora e pesquisadora
Outras informações
Membro do Grupo de Pesquisa Labmundo (Laboratório de Análise Política Mundial) da UFBA.

Atividades

10/2008 - 10/2008
Ensino, Relaçoes Internacionais, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Política Européia de Cooperação para o Desenvolvimento. Curso de Relações Internacionais da Escola de Administração. Departamento de Estudos Organizacionais.
06/2008 - 06/2008
Ensino, Relações internacionais, Nível: Especialização

Disciplinas ministradas
Organizações Internacionais e Gestão do desenvolvimento. Curso de Especialização en Relações Internacionais. Laboratório de Análise Política Mundial (LABMUNDO).
05/2008 - 05/2008
Ensino, Tópicos especiais em desenvolvimento e sociedade, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Movimentos sociais como um novo ator internacional. Disciplina de ?Tópicos especiais em desenvolvimento e sociedade". Escola de Administração

Universidad Complutense de Madrid, UCM, Espanha.
Vínculo institucional

2004 - 2012
Vínculo: Professora/Pesquisadora, Enquadramento Funcional: Pesquisadora e Professora Colaboradora

Atividades

05/2006 - 02/2011
Ensino, Master Estudios Contemporáneos de América Latina, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
El sistema de cooperación para el desarrollo latinoamericano
Metodología de la investigación en Migraciones y desarrollo
Los movimientos sociales como un actor del sistema internacional
2004 - 2011
Ensino, Curso de Experto en Salud y Cooperación, Nível: Especialização

Disciplinas ministradas
Introducción a la cooperación para el desarrollo
Los Objetivos de Desarrollo del Milenio
05/2010 - 05/2010
Ensino, Magister en Desarrollo y Ayuda Internacional. ICEI, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Migraciones y Desarrollo. Una mirada al África subsahariana. El caso de Senegal
2005 - 2009
Ensino, Mestrado em Relações Internacionais e Comunicação, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
La participación de la sociedad civil en la agenda internacional de desarrollo
Las Organizaciones No Gubernamentales y los Movimientos Sociales Globales
Los Objetivos de Desarrollo del Milenio
06/2008 - 08/2008
Ensino, Paz, gobernabilidad y desarrollo. Laboratorios, Nível: Especialização

Disciplinas ministradas
Módulo de Planificación y Desarrollo

Universidad Nacional de La Plata, UNLP, Argentina.
Vínculo institucional

2010 - 2010
Vínculo: Professora, Enquadramento Funcional: Professora Colaboradora
Outras informações
Professora no Doutorado do Instituto de Relaciones Internacionales (IRI) da Universidad Nacional de La Plata (Argentina), com o curso ?Migración, género y desarrollo?, impartido no marco do Proyecto conjunto de fortalecimiento de la docencia en cooperación internacional para el desarrollo UCM (España) y el IRI - UNLP (Argentina) en materias prioritarias para la cooperación hispano-argentina (B/025311/09), financiado pelo Programa de Cooperación Interuniversitaria e Investigación Científica da Secretaría de Estado de Cooperación Internacional espanhola.

Atividades

11/2010 - 11/2010
Ensino, Doctorado Instituto de Relaciones Internacionales, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Migración, género y desarrollo

Fundación General de la Universidad Complutense, FGUCM, Espanha.
Vínculo institucional

2004 - 2012
Vínculo: Professora, Enquadramento Funcional: Professora da Escuela Complutense de Verano
Outras informações
Docente e Coordenadora do Curso de Verão de Cooperación Internacional para el Desarrollo, na Escuela Complutense de Verano (FGUCM)

Atividades

07/2004 - 07/2012
Direção e administração, Escuela Complutense de Verano, .

Cargo ou função
2004-2012: Coordenadora do curso de "Cooperación Internacional" da Escuela Complutense de Verano.
07/2004 - 07/2012
Ensino, Cooperación Internacional para el Desarrollo, Nível: Especialização

Disciplinas ministradas
Actores del Sistema Internacional de Cooperación para el Desarrollo
Los Objetivos de Desarrollo del Milenio
ONG y movimientos sociales
Política Europea de Cooperación para el Desarrollo
07/2009 - 07/2009
Ensino, Relaciones de Género y Desarrollo. ECV, Nível: Especialização

Disciplinas ministradas
Movimientos sociales globales y género
07/2006 - 07/2006
Ensino, Derecho Internacional Público y Relaciones Interna, Nível: Especialização

Disciplinas ministradas
Cooperación internacional y desarrollo
07/2004 - 07/2006
Ensino, Migraciones y desarrollo. Esc Complutense Verano, Nível: Especialização

Disciplinas ministradas
Los Objetivos de Desarrollo del Milenio
Migraciones y Objetivos de Desarrollo del Milenio
07/2005 - 07/2005
Ensino, Relaciones internacionales,diplomacia y medios com, Nível: Especialização

Disciplinas ministradas
Los Objetivos de Desarrollo del Milenio
07/2005 - 07/2005
Ensino, Formación política en la sociedad civil global, Nível: Especialização

Disciplinas ministradas
El papel de los actores sociales en la democratización de la sociedad internacional y de la Unión Europea
03/2005 - 03/2005
Ensino, Escuela Complutense de Invierno, Nível: Especialização

Disciplinas ministradas
La cooperación para el desarrollo en el sistema internacional actual
07/2002 - 07/2002
Direção e administração, Escuela Complutense de Verano, .

Cargo ou função
2002: Coordenadora do curso "Gestión del Ciclo del Proyecto" da Escuela Complutense de Verano.

Universidad Pontificia Comillas, U.P.C., Espanha.
Vínculo institucional

2007 - 2011
Vínculo: Professora Colaboradora, Enquadramento Funcional: Professora

Atividades

01/2010 - 01/2011
Ensino, Doctorado Migraciones Internacionales y Cooperació, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
África en el horizonte: introducción a la realidad socioeconómica del África Subsahariana
Metodología de la investigación en Migraciones y Desarrollo. El caso del África Subsahariana
05/2007 - 05/2010
Ensino, Master de Cooperación al Desarrollo, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Comunidades transnacionales: el caso de Senegal
Migraciones y Desarrollo. Una mirada al África subsahariana. El caso de Senegal

Universidad de Cartagena - Colombia, UC, Colômbia.
Vínculo institucional

2009 - 2009
Vínculo: Professor vistante, Enquadramento Funcional: Professora
Outras informações
Professora no Curso "Nuevos Escenarios de la Cooperación para el desarrollo", da Escuela Complutense Latinoamericana, Cartagena de Indias, Colômbia.

Atividades

06/2009 - 06/2009
Ensino, Nuevos Escenarios de la Cooperación para el Desarr, Nível: Especialização

Disciplinas ministradas
Sistema internacional de cooperación para el desarrollo
Los actores del sistema internacional de cooperación para el desarrollo
Objetivos de Desarrollo del Milenio
La política europea de cooperación para el desarrollo

Universidad de Guadalajara - México, UDG, México.
Vínculo institucional

2008 - 2008
Vínculo: Professora vistante, Enquadramento Funcional: Professora da Escuela Complutense Latinoameri
Outras informações
Professora no Curso de Cooperación para el Desarrollo da Escuela Complutense Latinoamericana na Universidad de Guadalajara - México

Atividades

09/2008 - 09/2008
Ensino, Cooperación para el desarrollo - ECL, Nível: Especialização

Disciplinas ministradas
Sistema internacional de cooperación para el desarrollo
Los actores del sistema internacional de cooperación para el desarrollo
Objetivos de Desarrollo del Milenio
La política europea de cooperación para el desarrollo

Benemérita Universidad Autónoma de Puebla, México, BUAP, México.
Vínculo institucional

2006 - 2006
Vínculo: Professor vistante, Enquadramento Funcional: Professora da ECL
Outras informações
Coordenadora do Curso de Cooperación Internacional (Curso conjunto Universidad de Puebla e Universidad Complutense de Madri) na Escuela Complutense Latinoamericana (ECL) e Professora do mesmo curso durante setembro de 2006.

Atividades

09/2006 - 09/2006
Ensino, Curso de Cooperación Internacional, Nível: Especialização

Disciplinas ministradas
La política europea de cooperación para el desarrollo
Los actores del sistema internacional de cooperación para el desarrollo
Objetivos de Desarrollo del Milenio
Sistema internacional de cooperación para el desarrollo


Linhas de pesquisa


1.
União Européia, América Latina, África
2.
Cooperação para o Desenvolvimento
3.
Movimentos sociais globais e sociedade civil
4.
Objetivos de Desenvolvimento do Milênio
5.
Migrações e desenvolvimento
6.
Direitos Humanos, Democracia e Desenvolvimento
7.
Relações Internacionais e Sul Global
8.
Cooperação Sul-Sul para o Desenvolvimento
9.
Política Externa Brasileira
10.
Pesquisa UNIRIO de Produtividade em Pesquisa. Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa
11.
Direito, Políticas Públicas e Sustentabilidade

Objetivo: A linha de pesquisa tem por objetivo estudar as políticas públicas definidas em lei e em fóruns internacionais dentro do contexto da sustentabilidade social, econômica, dos direitos humanos e dos recursos ambientais, assim como a repartição de competências entre esferas de governo para a provisão de políticas. A necessidade de desenvolvimento econômico é fundamental para a geração de renda para a população, criação de empregos, vagas em escolas e hospitais, ampliação da oferta de serviços de transporte público, água, saneamento, segurança pública e tantos outros. A linha de pesquisa parte do pressuposto que a sustentabilidade é componente fundamental das políticas públicas voltadas para o desenvolvimento e para sua efetividade..
12.
Direitos Fundamentais


Projetos de pesquisa


2016 - Atual
Cooperacioon Sur-Sur y Politicas de Desarrollo (GT CLACSO 2016-2019)
Descrição: A rede, composta atualmente por 21 pesquisadores de 11 países, visa a analisar como as estratégias de Cooperação Sul-Sul (CSS) se integram nas agendas de política externa dos países latino-americanos e, concomitantemente, a compreender como se relacionam com o debate sobre modelos e políticas de desenvolvimento na região. O objetivo de pesquisa do Grupo de Trabalho é analisar, em perspectiva comparada, a política de CSS dos países selecionados (discurso oficial, orientações estratégicas, principais áreas de atividade, modalidades de cooperação, práticas e projetos, atores envolvidos, impactos e resultados), e sua relação com os processos de integração na região. A partir desse mapeamento se estudará a relação entre os atores envolvidos nas políticas e modelos de desenvolvimento, os conflitos e as tensões existentes entre eles, e os mecanismos de negociação e de resolução dos mesmos..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2016 - Atual
Cooperação Sul-Sul e Modelos de Desenvolvimento na América Latina
Descrição: A pesquisa recebeu apoio do Programa Jovem Cientista do Nosso Estado (Edital FAPERJ No 10/2016) e do Programa Pesquisador UNIRIO de Produtividade em pesquisa (Edital PQ-UNIRIO no 01/2016). Nos últimos 15 anos, os processos de integração e cooperação Sul-Sul na América Latina se revitalizaram, com a criação de espaços de cooperação política regional (UNASUL, ALBA-TCP, CELAC) e a renovação estratégica daqueles surgidos na fase de "regionalismo aberto" (MERCOSUL ou CAN). Cada espaço apresenta agendas e estratégias para abordar os principais problemas de desenvolvimento que afetam a região. No entanto, há uma série de tensões e conflitos diretamente relacionados com os modelos de desenvolvimento promovidos nesses espaços pelos diferentes atores envolvidos, o que evidencia uma realidade muito mais complexa do que a colocada em agendas governamentais de integração. Isto expõe a diferença entre a construção de um projeto regional institucionalizado (a integração formal) e a realidade de uma rede social-comunitária transnacional de escala regional (a integração real). O objetivo da pesquisa é analisar os modelos de desenvolvimento impulsionados pelos principais esquemas de integração regional na América Latina, e os conflitos e tensões que estes processos estão gerando, para identificar, a partir de uma perspectiva de coerência de políticas com o desenvolvimento, as respostas que as agendas, instituições e espaços de negociação regional oferecem. Qual é a experiência acumulada no campo do desenvolvimento nos principais espaços regionais da América Latina? Qual é o grau de coerência das práticas e modelos de desenvolvimento impulsionados? Quais os impactos econômicos, sociais e ambientais desses modelos? Quais são as principais demandas dos atores sociais na região? Quais são os espaços de articulação regional? Com base em que desenhos institucionais os espaços regionais concebem e implementam essa agenda de desenvolvimento? Que atores participam desses desenhos e a traves de que mecanismos? Existem espaços de participação e deliberação que incluam os atores sociais? Estas são algumas das perguntas que guiam a pesquisa que se pretende realizar..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Enara Echart Muñoz - Coordenador.Financiador(es): Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro - Bolsa / Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Bolsa.
2015 - Atual
Tendências contemporâneas da teoria política: as controvérsias sobre justiça e democracia
Descrição: O projeto ?Tendências contemporâneas da teoria política: as controvérsias sobre justiça e democracia? reúne programas de pós-graduação de três regiões do país. A pesquisa conjunta sobre a teoria política contemporânea, a partir de seus dois eixos temáticos centrais ? a justiça e a democracia ? e de uma pluralidade de abordagens teórico-metodológicas, permitirá uma interlocução produtiva e sistemática entre as três equipes pertencentes aos Programas de Pós-Graduação em Ciência Política da Universidade de Brasília, da Universidade Federal de Pelotas e da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro. E contribuirá também, de maneira decisiva, para o fortalecimento dos programas e de linhas de pesquisa dentro deles. Projeto financiado pelo Programa Nacional de Cooperação Acadêmica (PROCAD) da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal da Nível Superior ? CAPES (Edital nº 071/2013).
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2014 - 2016
A cooperação sul-sul brasileira com Moçambique, Guiné-Bissau e Senegal: discursos, práticas e percepções no campo da alimentação
Descrição: O projeto visa a analisar as práticas de cooperação sul-sul do Brasil no campo da alimentação com três países africanos: Moçambique, Guiné-Bissau e Senegal. O Brasil começa a tornar qualitativamente mais densa a sua participação no sistema de cooperação internacional para o desenvolvimento, em áreas das mais diversas, mas com maior destaque para o desenvolvimento agrícola e a alimentação, que está se convertendo em uma referência internacional devido ao relativo êxito de programas internos (como o Bolsa Família e o Fome Zero) e à possibilidade de transferência externa dessas experiências. O governo brasileiro atua em parceria com países em desenvolvimento de diferentes regiões do mundo, sobretudo na região latino-americana e no continente africano. Daí resulta a necessidade de se conhecer mais detalhadamente essa realidade, com um trabalho de campo empírico que permita entender a perspectiva dos diversos atores envolvidos, inclusive a dos atores não governamentais, redes e movimentos sociais, com o intuito de desenvolver eixos estratégicos de pesquisa e de ação política para melhorar o impacto e a coerência das práticas de cooperação sul-sul no desenvolvimento dos países parceiros..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (2) .
Integrantes: Enara Echart Muñoz - Coordenador / Carlos R.S. Milani - Integrante / Elsa Kraychete - Integrante / Tassia Camila de Oliveira Carvalho - Integrante / Timóteo Saba Mbunde - Integrante / Rafael Carneiro Fidalgo - Integrante / Niury Novacek Gonçalves de Faria - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.
2014 - 2016
Reasearch on Fundamental Rights for the European Union Agency for Fundamental Rigths
Descrição: Pesquisa sobre Direitos Fundamentais para a Agência da União Europeia para os Direitos Fundamentais (FRA), como membro da equipe do Estado Espanhol da FRANET. A FRANET é a rede de pesquisa multidisciplinar da Agência, composta por equipes de todos os Estados membro da UE, que coletam dados de relevância no campo dos direitos fundamentais para facilitar análises comparativas. Para mais informações ver: http://fra.europa.eu/en/research/franet.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2014 - 2014
El género en las relaciones entre la UE y América Latina y el Caribe: estado de situación y oportunidades para la cooperación birregional
Descrição: O estudo consiste em analisar a situação do tema Gênero na UE e em América Latina e o Caribe, identificando onde encontram-se ambas regiões em relação a cada um dos três temas de interesse definidos no Plano de Ação de Santiago. A partir do estudo, foram identificadas as oportunidades potenciais para a cooperação bi regional nessa área, assinalando algumas propostas preliminares, para contribuir e acompanhar à Fundação UE-ALC no seu trabalho em vistas à Cúpula UE-CELAC que se realizará em 2015.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2013 - 2016
Cooperação Sul-Sul e Politicas de Desenvolvimento na América Latina (GT CLACSO 2013-2016)
Descrição: A rede visa a analisar como as estratégias de Cooperação Sul-Sul (CSS) se integram nas agendas de política externa dos países latino-americanos e, concomitantemente, a compreender como se relacionam com o debate sobre modelos e políticas de desenvolvimento na região. Os países da América Latina selecionados para a pesquisa (Argentina, Brasil, Colômbia, Cuba, México e Venezuela) não são apenas beneficiários, mas também fornecedores de cooperação. Financiam projetos e prestam cooperação técnica em áreas das mais diversas, incluindo saúde pública, educação fundamental, intercâmbio universitário, educação não formal, meio ambiente, projetos de assistência técnica, desenvolvimento agrícola, cooperação tecnológica e desenvolvimento científico, gestão pública, bem como desenvolvimento de infraestruturas. Atuam em parceria com países em desenvolvimento de diferentes regiões (África, América Latina, Oriente Médio e Ásia), podendo também atuar por meio de programas de cooperação triangular (Norte-Sul-Sul ou Sul-Sul-Sul). A integração de estratégias de CSS em suas políticas externas é concomitante à importância que passam a desempenhar na agenda política e econômica internacional, mormente nos processos de reforma da governança global (Banco Mundial, FMI, OMC, G-20 financeiro) e de reconfiguração de alianças regionais e coalizões inter-regionais (UNASUL/União das nações sul-americanas, Aliança do Pacífico, Trans Pacific Partnership, Fórum IBAS, grupo BRICS, Cúpulas África-América do Sul e América do Sul-Países Árabes). A certeza de que, entre os países latino-americanos, existem diferenças em termos de desenho institucional de suas políticas de CSS, de comportamento multilateral, tamanho de suas respectivas economias, inserção regional, modelo produtivo e de desenvolvimento, assim como de política doméstica só que enriquece o método comparativo na análise, com base no princípio das semelhanças e diferenças existentes e dos desafios lançados por autores como Badie e Hermet (2001), Beasley et al. (2002), Breuning (2007), Caporaso (1997), Meny & Surel (2009) e Scmitter (2009)..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Especialização: (4) / Mestrado acadêmico: (5) / Doutorado: (5) .
Integrantes: Enara Echart Muñoz - Integrante / Elsa Kraychete - Integrante / Leticia Pinheiro - Integrante / Juan Pablo Prado Lallande - Integrante / Carlos Roberto Sanchez Milani - Coordenador / Maria Regina Soares de Lima - Integrante / Bruno Ayllon Pino - Integrante / Paulo Luiz Moreaux Lavigne ESTEVES - Integrante / Adriana Erthal ABDENUR - Integrante / Karin Costa Vazquez - Integrante / Rita Giacalone - Integrante / Denisse Amara Grandas Estepa - Integrante / Carolina Mera - Integrante / Camilo MOLINA Bolívar - Integrante / Dayanuvis Tahina Ojeda Medina - Integrante / Jaime Preciado Coronado - Integrante / Javier Leonardo Surasky - Integrante.Financiador(es): Consejo Latino-Americano de Ciencias Sociales - Argentina - Cooperação.
Número de produções C, T & A: 1
2012 - 2015
A Inserção do Rio de Janeiro nas Agendas da Cooperação Sul-Sul Descentralizada (Edital FAPERJ 19/2011 Programa Pensa Rio)
Descrição: A presente pesquisa visa a produzir elementos de análise que contribuam para a definição de estratégias locais e regionais de inserção do Rio de Janeiro nas agendas da política externa brasileira de cooperação sul-sul. O momento é particularmente propício para o desenvolvimento da pesquisa: o Brasil começa a tornar qualitativamente mais densa a sua participação não mais apenas enquanto beneficiário, mas também como doador no campo da cooperação internacional, em áreas das mais diversas (saúde pública, educação formal, cooperação universitária, educação não formal, meio ambiente, projetos de assistência técnica, desenvolvimento agrícola, cooperação tecnológica e desenvolvimento científico, gestão pública, etc.) e em parceria com países em desenvolvimento de diferentes regiões do mundo, sobretudo no continente africano e na região latino-americana. Isso ocorre no mesmo momento em que outros grandes países periféricos e potências emergentes (África do Sul, China, Índia, México, Turquia, por exemplo) passam a desempenhar papéis relevantes nessa agenda política e estratégica. Daí resulta a necessidade de se conhecer mais detalhadamente essa realidade, inclusive na perspectiva de atores não governamentais, redes e movimentos, com o intuito de desenvolver eixos estratégicos de pesquisa e de ação política para o estado do Rio de Janeiro, no que tange à cooperação sul-sul descentralizada..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (4) / Doutorado: (6) .
Integrantes: Enara Echart Muñoz - Integrante / Breno Bringel - Integrante / Carlos R.S. Milani - Integrante / AYLLON, Bruno - Integrante / SARAIVA, Miriam Gomes - Integrante / Maria Regina Soares Lima - Coordenador / Elsa Kraychete - Integrante / Leticia Pinheiro - Integrante / Mónica Salomón - Integrante / Daniel Aragão - Integrante / Maria Priscilla Kreitlon - Integrante / Camila Carneiro Dias Rigolin - Integrante / Alfa Oumar Dialo - Integrante / Juan Pablo Prado Lallande - Integrante / Henrique Sartori de Almeida Prado - Integrante.Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro.
2011 - 2013
El papel de los nuevos donantes y los mecanismos de cooperación triangular en el marco de las prioridades de la cooperación española con los países de renta media de América Latina (AECID)
Descrição: A emergência da CSS e a aparição de novas dinâmicas de cooperação apresentam enormes desafios para a Cooperação Espanhola, que é preciso conhecer para poder desenhar metodologías de articulação entre as diferentes modalidades de cooperação. O objetivo desta pesquisa é oferecer novos conhecimentos científicos e técnicos para alimentar a reflexão e a discussão sobre o papel dos novos doadores e os mecanismos de cooperação triangular no marco das prioridades da cooperação espanhola com os Paises de Renda Media da America Latina. A pesquisa se desenvolve em quatro linhas: a CSS e a triangulação com a Cooperação Espanhola; as migrações sul-sul; as propostas de União Européia sobre CSS; e a incorporação de um enfoque de direitos humanos na CSS (linha que coordeno). A pesquisa é desenvolvida pelo IUDC-UCM, com colaborações de pesquisadores do Instituto de Relaciones internacionales da Universidad de La Plata, Argentina (IRI), o Instituto de Estudos Sociais e Políticos da Universidade do Estado do Río de Janeiro, Brasil (IESP-UERJ) e o Centro de Estudios de Desarrollo da Benemérita Universidad de Puebla, México (CEDES). É financiada pela Convocatoria Abierta y Permanente da AECID (11-CAP2-1496).
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2011 - 2012
Elaboración de un documento-guía para una efectiva incorporación del Enfoque Basado en los Derechos Humanos en las políticas públicas de la Cooperación Española (Plataforma 2015 y más)
Descrição: Da vinculação entre direitos humanos, desenvolvimento e democracia nasceu o Enfoque Baseado nos Direitos Humanos, uma análise inovadora das ações de cooperação para o desenvolvimento desde uma nova perspectiva. Esta pesquisa visa o desenvolvimento de um documento de orientação para as pessoas envolvidas na concepção e implementação de políticas públicas de cooperação para o desenvolvimento. Para isso, além de um sólido quadro teórico, oferecem-se instrumentos práticos para trabalhar a incorporação dos princípios, valores e normas do Enfoque nas práticas de cooperação para o desenvolvimento..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2010 - 2010
Aumentar el conocimiento y el apoyo social entre la comunidad universitaria, de las políticas relacionadas con el medio ambiente y la lucha contra la pobreza (Fundación IPADE)
Descrição: O projeto, solicitado pela Fundación IPADE, visa promover a mudança de atitudes e comportamentos na população estudantil, com o objetivo de aumentar a conscientização sobre as implicações da conservação ambiental na luta contra a pobreza. Para isso, o projeto pretende (i) permitir a integração de conhecimentos, habilidades e valores relacionados com a conservação ambiental e a redução da pobreza em disciplinas universitárias e (ii) promover a educação e sensibilização dos atores envolvidos na educação (professores e alunos) sobre a conservação do meio ambiente e a luta contra a pobreza. O projeto estabelece uma primeira fase de identificação e formulação de cada uma de suas ações, que foi a realizada com esta pesquisa. Uma vez identificados os objetivos e as ações, o projeto terá uma segunda fase de implementação e uma terceira fase de avaliação final. A pesquisa fez parte do convenio da Fundación IPADE com a AECID (10-CO1-120)..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2010 - 2010
Migraciones en Tránsito y Derechos Humanos (Ayuntamiento de Madrid).
Descrição: Apesar da importância incontestável dos direitos humanos, como paradigma no atual sistema internacional, isto nem sempre se traduz em sua real integração como eixo central das políticas públicas, neste caso migratórias. Nesta pesquisa, o objetivo foi examinar a situação dos direitos humanos dos migrantes em trânsito em três países africanos: Senegal, Mauritânia e Marrocos, detectando e analisando as rotas migratórias, e identificando os atores mais importantes (Estados, organizações internacionais, UE, ONGs e redes de migração transnacional, etc), procurando oferecer recomendações para uma maior coerência política em matéria de migração e direitos humanos. A pesquisa foi desenvolvida por pesuisadoras do IUDC-UCM, o Instituto Universitario de Estudios sobre Migraciones (Universidad Pontificia de Comillas) e o Instituto de Estudios Jurídicos Internacionales (Universidad Rey Juan Carlos), e financiada pelo Ayuntamiento de Madrid..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2009 - 2010
África Cuenta. Investigación sobre el vínculo entre medio ambiente y pobreza (Fundación CEAR, Solidaridad Internacional, Fundación IPADE)
Descrição: Esta pesquisa faz parte de um projeto da Fundación CEAR, Solidaridad Internacional e Fundación IPADE, financiado pela AECI para a elaboração de folhetos informativos sobre a influência do declínio dos ecossistemas africanos na geração da pobreza em suas comunidades. A pesquisa analisa a relação entre pobreza e meio ambiente no contexto africano, através do estudo das causas da degradação ambiental e suas conseqüências sociais, tendo em conta a perspectiva de gênero..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2009 - 2010
Estudios de caso sobre el Código de Conducta sobre División del Trabajo de Cooperación de la Unión Europea (Coordinadora de ONG para el Desarrollo-España).
Descrição: Desde os anos 1990 a ajuda internacional para o desenvolvimento tem experimentado uma rápida proliferação de doadores com ações isoladas em uma série de áreas geográficas e setores, o que exige uma maior coordenação e harmonização entre eles. Diante desta realidade, e no quadro da presidência espanhola da UE no primeiro semestre de 2010, esta pesquisa pretende melhorar o impacto da cooperação espanhola e européia, analisando se a divisão do trabalho é importante, como poderia melhorar o seu impacto e explorando o papel das organizações sociais neste processo. A pesquisa publicada se encontra no site da Coordenadora Española de ONGD: http://www.coordinadoraongd.org/.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2009 - 2009
Migraciones en Senegal (UCM).
Descrição: O projeto tem como objetivo estudar as causas das migrações internacionais (pobreza, fatores ambientais, etc.), com especial atenção aos contextos locais de origem, no Senegal. A intenção é educar o público universitário sobre as diferentes causas da migração interna e internacional no Senegal, através de trabalhos teórico-práticos. A pesquisa foi desenvolvida por pesquisadoras do IUDC-UCM e a Fundación IPADE y el IUDC-UCM, e financiada pela convocatória de projetos de cooperação ao desenvolvimento da Universidad Complutense de Madrid (UCM)..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2008 - 2009
Un Viaje hacia los Objetivos de Desarrollo del Milenio (ODM)II (UCM).
Descrição: O projeto, realizado junto à Fundação IPADE, visa acompanhar e aprofundar o conhecimento da Agenda Internacional de Desenvolvimento, com especial ênfase na erradicação da pobreza e na gestão ambiental adequada. Através do monitoramento dos ODM, se procura envolver diferentes atores públicos e privados de Madrid, Senegal, Marrocos, Mauritânia, Colômbia, Equador e Bolívia na cooperação internacional para o desenvolvimento, incentivando-os a participar de um diálogo construtivo e crítico. O objetivo geral do projeto é que mais pessoas, instituições e atores da cooperação participem com suas ações, individualmente e coletivamente, para aliviar os problemas dos países mais pobres. A pesquisa foi financiada pela convocatória de projetos de cooperação ao desenvolvimento da Universidad Complutense de Madrid (UCM)..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2008 - 2009
El Espacio Iberoamericano de Educación Superior: diagnóstico y propuestas institucionales (CeALCI - Fundación Carolina).
Descrição: A educação é importante para indicar o grau de progresso, e o ensino superior tornou-se central para os países em desenvolvimento, já que contribui para o reforço das estruturas democráticas e a promoção do desenvolvimento econômico. Esta pesquisa examina o estado atual da cooperação universitária na America Latina no campo do ensino superior, identificando as deficiências e oferecendo recomendações para melhorar essa cooperação. O estudo resultou em um documento de trabalho, disponível em: http://www.ucm.es/info/IUDC/img/articulos/EIBES.pdf.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2007 - 2009
Integración de la democracia y los derechos humanos en las políticas de cooperación para el desarrollo (MAEC)
Descrição: Esta pesquisa é o resultado de um Acordo de Colaboração entre o Ministerio de Asuntos Exteriores y Cooperación e a Universidad Complutense de Madrid, de 2007, para o desenvolvimento das diferentes linhas de pesquisa sobre a Cooperação Internacional para o Desenvolvimento. Os objetivos do estudo foram: 1) Analisar os referenciais teóricos da democracia e dos direitos humanos na cooperação para compreender o estado da questão, 2 ) Analisar práticas dos diversos atores da cooperação (Nações Unidas, União Européia, organizações da sociedade civil, cooperação espanhola, etc) e 3) Desenvolver conclusões e recomendações para melhorar a doutrina e as práticas sobre os temas estudados para garantir a inclusão da democracia e os direitos humanos na agenda do desenvolvimento..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2007 - 2009
Migraciones, género y desarrollo (MAEC)
Descrição: A pesquisa é o resultado do Acordo de Colaboração entre o Ministerio de Asuntos Exteriores y Cooperación e a Universidad Complutense de Madrid para o desenvolvimento de diferentes estudos sobre Cooperação Internacional para o Desenvolvimento. A pesquisa procurou: 1) Explorar a relação entre a migração e o desenvolvimento dos países de origem, trânsito e destino, com perspectiva de gênero. 2) Identificar e propor ações de cooperação para o desenvolvimento dos países de origem e trânsito dos fluxos migratórios. 3) Analisar a capacidade das Associações de Imigrantes para a promoção de projetos de desenvolvimento local que melhorem as condições de vida destas comunidades..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2007 - 2008
La construcción del codesarrollo: elementos para un modelo transnacional (Ayuntamiento de Madrid).
Descrição: O objetivo do estudo era conhecer os processos de co-desenvolvimento das comunidades de migrantes de Marrocos, Equador e Senegal que moram na cidade de Madrid, com seus lugares de origem. Para isso, foi preciso: 1) Analisar as ações de co-desenvolvimento dessas comunidades transnacionais de migrantes. 2) Compreender e analisar o papel dos lugares de origem das migrações para Madrid na configuração do co-desenvolvimento. 3) Identificar e analisar os novos espaços transnacionais de intervenção dos grupos de migrantes. 4) Propor novas linhas de ação para o desenho de políticas públicas em matéria de co-desenvolvimento em Madrid..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2006 - 2006
Democracy in Europe and the Mobilization of Society (DEMOS) (European University Institute)
Descrição: Pesquisa coordenada por Donatella della Porta do European University Institute, com financiamento do 7º Framework Project (FP/) da Comissão Europeia. Colaboração na realização de entrevistas no Fórum Social Europeu de Atenas..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2005 - 2006
Desarrollo y gestión de flujos migratorios provenientes de África (FIIAPP)
Descrição: Este estudo analisa as relações entre migração e desenvolvimento em países africanos com migração crescente para a Espanha, com recomendações para orientar políticas públicas. A pesquisa resultou em um documento de trabalho, disponível em: http://www.ucm.es/info/IUDC/img/articulos/publicaciones/Migraciones_y_Desarrollo_1.pdf.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2005 - 2006
Base de Datos de Recursos Universitarios en Cooperación para el Desarrollo (Ayuntamiento de Madrid)
Descrição: A cooperação para o desenvolvimento das universidades desempenha um papel importante nas políticas de cooperação para o desenvolvimento da Espanha, com novos modos de ação e um caráter específico que têm alimentado o debate e a reflexão sobre os processos de desenvolvimento. Este estudo descreve e analisa o trabalho realizado por cinco universidades em Madrid, em diferentes áreas: ensino, pesquisa, advocacia, consultoria, assessoria técnica, projetos, etc. A pesquisa foi publicada no livro: Arias, Silvia y Molina, Estefanía: Universidad y cooperación al desarrollo. La experiencia de las universidades de la ciudad de Madrid. Los Libros de La Catarata, Madrid, 2008..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2005 - 2006
Informe sobre la Sociedad Civil en América Latina y el Caribe (Comité Económico y Social Europeo).
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2004 - 2004
El Compromiso con la Infancia: Un reto para la Cooperación Española (UNICEF ? Comité Español).
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2004 - 2004
Estudios específicos sobre Empresas II (Fundación Ayuda en Acción)
Descrição: Colaboração na recolhida de dados.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.


Projetos de extensão


2015 - Atual
Ciência Política nas Escolas
Descrição: Comprometidos com a formação de uma cidadania plena, informada e engajada, para uma participação ativa e responsável nos processos políticos democráticos brasileiros, o objetivo é contribuir para o aperfeiçoamento da formação política dos jovens, a partir de dinâmicas de ensino, pesquisa e extensão, apresentando de forma didática e acessível as principais temáticas e atores envolvidos na realidade política nacional. Para isso, a proposta é desenvolver pesquisas conceituais e metodológicas, com a participação de professores e demais estudantes da Escola de Ciência Política, nas diferentes áreas da Ciência Política relacionadas à formação político-cidadã. A partir dessas pesquisas, será elaborada uma serie de materiais didáticos, que servirão de apoio ao desenvolvimento das atividades de formação política nas escolas da Rede Pública do Rio de Janeiro. Essas atividades incluirão a realização de jornadas e palestras ministradas por estudantes da nossa Escola com o apoio dos materiais elaborados. O intuito é, ainda, disponibilizar esses materiais no site da Escola de Ciência Política, onde não só o público alvo, mas qualquer pessoa interessada possa ter acesso a esse conhecimento, com indicações de uso e leituras e recursos didáticos adicionais..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (5) .
Integrantes: Enara Echart Muñoz - Integrante / André Luiz Coelho Farias de Souza - Integrante / Cristiane Batista Corrêa Santos - Coordenador / Guilherme Simões Reis - Integrante.
2014 - Atual
Ubuntu: conhecendo a África
Descrição: A pesar do crescente interesse pelo continente africano nas áreas de relações internacionais e nos estudos de política externa brasileira, trata-se ainda de um continente bastante desconhecido, apresentado habitualmente como pobre e excluído, parado no tempo, sem ter em conta as diversas e verdadeiras nuances de uma África composta por uma multiplicidade de países e realidades. No entanto, o conhecimento do ?outro? e essencial para o estabelecimento de relações de parceria, baseadas na horizontalidade, na solidariedade e no interesse mutuo. O objetivo deste trabalho é mostrar a complexidade da realidade africana atual (em áreas tão diversas como a política, a economia, a sociedade, a cooperação, os direitos humanos ou a cultura, entre outros), visando desconstruir noções pré-concebidas e estereótipos que a opinião pública costuma ter do continente africano. Resultado de um processo de pesquisa do GRISUL (Grupo de Relações Internacionais e Sul Global da Escola de Ciência Política da UNIRIO), que incluiu técnicas quantitativas levantamento bibliográfico (com foco em autores africanos e relatórios de organizações internações), e qualitativas (principalmente entrevistas a africanos residentes no Brasil), este material pretende difundir a voz e o conhecimento sobre a África. A linguagem accessível e a apresentação visual dos dados, a través da cartografia temática, facilitam essa aproximação, tanto para alunos do ensino médio e de graduação, como para um público mais amplo, servindo de material didático que será utilizado e divulgado pelos estudantes da Escola de Ciência Política da UNIRIO na realização de palestras e atividades de difusão..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (12) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Enara Echart Muñoz - Coordenador / Rubens Duarte - Integrante / Rafael Carneiro Fidalgo - Integrante / Alana Camoça Gonçalves de Oliveira - Integrante / Bruna Soares de Aguiar - Integrante / Christian Mutoka Mutombo - Integrante / Joana Serafim da Silva - Integrante / Joyce Caroline Santos de Andrade - Integrante / Juliana Pinto Lemos da Silva - Integrante / Lorena Lira - Integrante / Luma Done Miranda - Integrante / Mariana Santana do Carmo - Integrante / Niury Novacek - Integrante / Renée Couto Lara Ferreira - Integrante.
Número de produções C, T & A: 1


Projetos de desenvolvimento


2009 - 2011
PROADM Rede de Cooperação Acadêmica para a Formação em Gestão Internacional (CAPES, Coordenação Geral)
Descrição: A importância do estudo, pesquisa e formação em gestão internacional tem crescido significativamente no Brasil. Entretanto, estudos recentes realizados por consultores da CAPES/MEC revelam a pouca atenção dada nos programas e currículos brasileiros à gestão internacional e às organizações internacionais pelas Escolas de Administração. Diante deste cenário, busca-se, por meio deste projeto, formar uma rede interdisciplinar de formação e pesquisa em gestão internacional. A formação desta rede prevê o desenvolvimento das seguintes ações: desenvolver a disciplina de Relações Internacionais nas graduações em administração das universidades parceiras; dar continuidade ao Curso de Especialização em Relações Internacionais ofertado pelo NPGA-UFBA, envolvendo os parceiros da rede; promover, bienalmente, a Semana de Relações Internacionais ; desenvolver seminários temáticos e pontuais de pesquisa graças à participação dos membros desta rede, tanto em Salvador (UFBA) quanto em Maceió (UFAL), assegurando a difusão dos conhecimentos no Nordeste do Brasil; integrar os resultados das pesquisas desenvolvidas no âmbito das disciplinas de pós-graduação do NPGA/UFBA, da FFCH/UFBA e da UFRGS/Mestrado em Relações Internacionais; dar manutenção ao Portal LABMUNDO (www.labmundo.org), visando a disponibilizar as informações disponíveis sobre esta área do conhecimento e a capacitar e qualificar profissionais oriundos de organizações do setor público, das empresas e das organizações da sociedade civil; orientar, ao longo de quatro anos, doze mestres e seis doutores nas linhas de pesquisa apresentadas neste projeto. Vale ressaltar que esta rede trabalhará com duas principais linhas de pesquisa e ensino: Linha 1: Globalização e novos atores do sistema-mundo contemporâneo; Linha 2: Organizações internacionais e governança mundial. Universidades da Rede: UFBA, UFAL, UFRGS, UniRio, Unigranrio, Colima, UCM, UNC..
Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Enara Echart Muñoz - Integrante / Elsa Kraychete - Integrante / Carlos Roberto Sanchez Milani - Coordenador / Carlos Arturi - Integrante / José Célio Silveira Andrade - Integrante / João Martins Tude - Integrante / Cristina Almeida de Freitas - Integrante / Mateus Santos Silva - Integrante.Financiador(es): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Auxílio financeiro.


Membro de corpo editorial


2017 - Atual
Periódico: Conjuntura Latitude Sul
2005 - Atual
Periódico: Serie ?Desarrollo y Cooperación?. Editorial Los Libros de La Catarata
2002 - Atual
Periódico: Revista Española de Desarrollo y Cooperación


Revisor de periódico


2011 - Atual
Periódico: Dados (Rio de Janeiro. Impresso)
2009 - Atual
Periódico: Caderno CRH (UFBA. Impresso)
2012 - 2012
Periódico: Revista Electrónica de Estudios Internacionales (REDRI) - España
2009 - 2009
Periódico: Revista Relaciones Internacionales. UNAM. México
2009 - Atual
Periódico: Revista Migraciones. Universidad Pontificia Comillas. España
2002 - Atual
Periódico: Revista Española de Desarrollo y Cooperación
2016 - 2016
Periódico: Journal of Ethnic and Migration Studies
2016 - Atual
Periódico: Mural Internacional (Online)
2016 - 2016
Periódico: Revista estudios politicos
2014 - 2014
Periódico: Revista Iberoamericana de Estudios de Desarrollo
2012 - 2012
Periódico: Revista CIDOB d'Afers Internacionals (1985)


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Relações Internacionais.
2.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política.
3.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Estudos sobre Desenvolvimento.


Idiomas


Espanhol
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Francês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Português
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.


Prêmios e títulos


2016
Pesquisadora do Programa de Produtividade em Pesquisa da UNIRIO, UNIRIO.
2016
Jovem Cientista do Nosso Estado, FAPERJ - Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
ECHART MUÑOZ, E.2018 ECHART MUÑOZ, E.; Villarreal, M.C. . Resistencias y alternativas al desarrollo en América Latina y Caribe: luchas sociales contra el extractivismo. RELACIONES INTERNACIONALES (MADRID), v. 39, p. 141-163, 2018.

2.
BRINGEL, B.2017 BRINGEL, B. ; ECHART MUÑOZ, E. . Imaginarios sobre el desarrollo en América Latina: entre la emancipación y la adaptación al capitalismo. Revista Española de Desarrollo y Cooperación, v. 39, p. 9-24, 2017.

3.
ECHART MUÑOZ, E.2017ECHART MUÑOZ, E.. Uma visão crítica da Cooperação Sul-Sul: práticas, atores e narrativas. CADERNOS DO CEAS, v. 241, p. 392-417, 2017.

4.
ECHART MUÑOZ, E.2016ECHART MUÑOZ, E.. A Cooperacão Sul-Sul do Brasil com a África. Caderno CRH (UFBA. Impresso), v. 29, p. 9-12, 2016.

5.
ECHART MUÑOZ, E.2016ECHART MUÑOZ, E.; Tassia Camila de Oliveira Carvalho . A cooperação sul-sul brasileira com a África no campo da alimentação: uma política coerente com o desenvolvimento?. Caderno CRH (UFBA. Impresso), v. 29, p. 33-52, 2016.

6.
ECHART MUÑOZ, E.2016ECHART MUÑOZ, E.. Derechos humanos y cooperación Sur-Sur.. Línea Sur - Revista de Política Exterior, v. 11, p. 94-107, 2016.

7.
MILANI, C. R.2013MILANI, C. R. ; ECHART MUÑOZ, E. . Does the South challenge the Geopolitics of International Development Cooperation?. Geopolitica(s): revista de estudios sobre espacio y poder, v. 4-1, p. 35-41, 2013.

8.
BRINGEL, Breno2013BRINGEL, Breno ; ECHART MUÑOZ, E. ; GILSANZ, Juncal ; SURASKY, Javier . Cooperación Sur-Sur y Derechos Humanos: el derecho a la alimentación en la cooperación brasileña y argentina. Revista Española de Desarrollo y Cooperación, v. 32, p. 98-117, 2013.

9.
BRINGEL, B.2010BRINGEL, B. ; ECHART MUÑOZ, E. . Dez anos de Seattle, o movimento antiglobalização e a ação coletiva transnacional. Ciências Sociais Unisinos, v. 46, p. 28-35, 2010.

10.
ECHART MUÑOZ, E.2008ECHART MUÑOZ, E.. La democratización del diálogo eurolatinoamericano: la necesaria participación de la ciudadanía. Revista Española de Desarrollo y Cooperación, v. NºExtr, p. 147-162, 2008.

11.
SOTILLO, J. A.2008SOTILLO, J. A. ; ECHART MUÑOZ, E. . ODM: objetivos y obstáculos para el desarrollo. Revista Tiempo de Paz, v. 91, p. 6-14, 2008.

12.
BRINGEL, B.2008 BRINGEL, B. ; ECHART MUÑOZ, E. . Movimentos sociais e democracia: os dois lados das ?fronteiras'. Caderno CRH (UFBA. Impresso), v. 21, p. 457-475, 2008.

13.
BRINGEL, Breno2008BRINGEL, Breno ; ECHART MUÑOZ, E. . Movimentos sociais e democracia: os dois lados das fronteiras. Caderno CRH (UFBA), v. 21, p. 457-475, 2008.

14.
CARBALLO DE LA RIVA, M.2007CARBALLO DE LA RIVA, M. ; ECHART MUÑOZ, E. . Migraciones y Desarrollo: Hacia un marco teórico común y coherente. Revista Española de Desarrollo y Cooperación, v. 19, p. 53-68, 2007.

15.
ECHART MUÑOZ, E.2006ECHART MUÑOZ, E.; LOPEZ, S. . Desarrollo, democracia y ciudadanía en la sociedad internacional. Revista Española de Desarrollo y Cooperación, v. 18, p. 77-91, 2006.

16.
ECHART MUÑOZ, E.2006ECHART MUÑOZ, E.; PUERTO, L. M. . Los Objetivos de Desarrollo del Milenio: Una nueva agenda de desarrollo?. Revista Española de Desarrollo y Cooperación, v. 17, p. 9-27, 2006.

17.
ECHART MUÑOZ, E.2006ECHART MUÑOZ, E.. Recursos bibliográficos y fuentes de Internet sobre los Objetivos del Milenio. Revista Española de Desarrollo y Cooperación, v. 17, p. 149-160, 2006.

18.
ECHART MUÑOZ, E.2005ECHART MUÑOZ, E.. Recursos en Internet y bibliografía básica sobre el desarrollo en África. Revista Española de Desarrollo y Cooperación, v. 16, p. 143-150, 2005.

19.
ECHART MUÑOZ, E.2005ECHART MUÑOZ, E.; DENIZ, P. . Apuntes sobre la política de cooperación para el desarrollo. Revista Española de Desarrollo y Cooperación, v. 16, p. 211-220, 2005.

20.
ECHART MUÑOZ, E.2005ECHART MUÑOZ, E.; PUERTO, L. M. . Los Objetivos de Desarrollo del Milenio. Algunos apuntes críticos. Revista Española de Desarrollo y Cooperación, v. 15, p. 143-153, 2005.

21.
ECHART MUÑOZ, E.2005ECHART MUÑOZ, E.; SOTILLO, J. A. . Interrogantes sobre el futuro de la política europea de cooperación para el desarrollo. Luces y sombras en el Tratado por el que se establece una constitución para Europa. Revista Española de Desarrollo y Cooperación, v. 15, p. 157-172, 2005.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
Batista, Cristiane (Org.) ; ECHART MUÑOZ, E. (Org.) . Teoria e Prática da Política. 1. ed. Curitiba: Appris, 2017. v. 1. 384p .

2.
MILANI, C. R. ; ECHART MUÑOZ, E. ; Rubens Duarte ; Magno Klein . Atlas of Brazilian foreign policy. 1. ed. Buenos Aires/Rio de Janeiro: CLACSO/EdUERJ, 2016. v. 1. 148p .

3.
ECHART MUÑOZ, E.; SOTILLO, J. A. ; CABEZAS, R. . Manual para la elaboración de investigaciones en cooperación para el desarrollo. 2. ed. Madrid: IUDC/La Catarata, 2016. v. 1. 176p .

4.
ECHART MUÑOZ, E.; MILANI, C. R. ; LIMA, Maria Regina Soares . Cooperación Sur-Sur, política exterior y modelos de desarrollo en América Latina. 1. ed. Buenos Aires: CLACSO, 2016. v. 1.

5.
MILANI, C. R. ; ECHART MUÑOZ, E. ; Rubens Duarte ; Magno Klein . Atlas de la Política Exterior Brasileña. 1. ed. Buenos Aires: CLACSO, 2015. 149p .

6.
MILANI, C. R. ; ECHART MUÑOZ, E. ; Rubens Duarte ; Magno Klein . Atlas da Política Externa Brasileira. 1. ed. Rio de Janeiro / Buenos Aires: EdUERJ / CLACSO, 2014.

7.
ECHART MUÑOZ, E.. Migraciones en tránsito y derechos humanos. Madrid: Editorial Los Libros de la Catarata, 2011.

8.
SOTILLO, J. A. ; RODRÍGUEZ, I. ; ECHART MUÑOZ, E. ; OJEDA, T. . El Espacio Iberoamericano de Educación Superior. Diagnóstico y propuestas institucionales. Madrid: Fundación Carolina, 2010. 161p .

9.
ECHART MUÑOZ, E.; CABEZAS, R. (Org.) ; SOTILLO, J. A. (Org.) . Metodología de investigación en cooperación para el desarrollo. Madrid: Los Libros de La Catarata, 2010. 171p .

10.
ECHART MUÑOZ, E.. Movimientos sociales y Relaciones Internacionales. La irrupción de un nuevo actor.. Madrid: Los Libros de La Catarata, 2008. 317p .

11.
CARBALLO DE LA RIVA, M. ; ECHART MUÑOZ, E. . Migraciones y Desarrollo. Estrategias de acción en el Sahel Occidental. 1. ed. Madrid: IUDC-UCM / FIIAPP, 2007. v. 1. 226p .

12.
ECHART MUÑOZ, E.; SANTAMARIA, A. (Org.) ; VV.AA., (Org.) . África en el horizonte. Introducción a la realidad socioeconómica del África subsahariana. 1. ed. Madrid: IUDC-UCM / Los Libros de la Catarata, 2006. v. 1. 253p .

13.
ECHART MUÑOZ, E.; PUERTO, L. M. (coord) (Org.) ; SOTILLO, J. A. (Coord) (Org.) . Globalización, Pobreza y Desarrollo. Los retos de la Cooperación Internacional. Madrid: IUDC-UCM/Libros de la Catarata, 2005. v. 1. 332p .

14.
ECHART MUÑOZ, E.; LOPEZ, S. ; OROZCO, K. . Origen, protestas y propuestas del movimiento antiglobalización. 1. ed. Madrid: IUDC-UCM / Los Libros de la Catarata, 2005. v. 1. 231p .

Capítulos de livros publicados
1.
Batista, Cristiane ; ECHART MUÑOZ, E. . Introdução. In: Batista, C.; Echart, E.. (Org.). Teoria e Prática da Política. 1ed.Curitiba: Appris, 2017, v. 1, p. 13-19.

2.
ECHART MUÑOZ, E.; GURGEL, C. ; PINTO., J. R. L. . Movimentos sociais e ação coletiva. In: Batista, C.; Echart, E.. (Org.). Teoria e Prática da Política. 1ed.Curitiba: Appris, 2017, v. 1, p. 265-292.

3.
ECHART MUÑOZ, E.. Relações Internacionais. In: Batista, C.; Echart, E.. (Org.). Teoria e Prática da Política. 1ed.Curitiba: Appris, 2017, v. 1, p. 317-339.

4.
ECHART MUÑOZ, E.. Movimientos de mujeres y desarrollo. In: Marta Carballo de la Riva (coord.). (Org.). Género y desarrollo: cuestiones clave desde una perspectiva feminista. 1ed.Madrid: IUDC-Los Libros de La Catarata, 2017, v. , p. 131-159.

5.
ECHART MUÑOZ, E.. Movimientos sociales, desarrollo y cooperación Sur-Sur. In: Breno Bringel; Geoffrey Pleyers. (Org.). Protesta e indignación global. Los movimientos sociales en el nuevo orden mundial. 1ed.Buenos Aires / Rio de Janeiro: CLACSO / FAPERJ, 2017, v. 1, p. 191-200.

6.
ECHART MUÑOZ, E.. Derechos humanos y cooperación Sur-Sur. In: Ayllón, Bruno. (Org.). Latinoamérica dividida? Procesos de integración y cooperación Sur-Sur. 1ed.Quito: Editorial IAEN, 2016, v. 1, p. 221-238.

7.
ECHART MUÑOZ, E.; CABEZAS, R. ; Sotillo, J. A. . Introducción. In: Echart Muñoz, E.; Cabezas, R.; Sotillo, J.A. (Org.). Manual para la elaboración de investigaciones en cooperación para el desarrollo. 1ed.Madrid: IUDC/La Catarata, 2016, v. 1, p. 7-11.

8.
ECHART MUÑOZ, E.; CABEZAS, R. ; FERNANDEZ, M. . Estructura del proceso de investigación. In: Echart Muñoz, E.; Cabezas, R.; Sotillo, J.A. (Org.). Manual para la elaboración de investigaciones en cooperación para el desarrollo. 1ed.Madrid: IUDC/La Catarata, 2016, v. 1, p. 86-134.

9.
LIMA, Maria Regina Soares ; MILANI, C. R. ; ECHART MUÑOZ, E. . Introdução. In: Maria Regina Soares de Lima; Carlos R. S. Milani; Enara Echart Muñoz. (Org.). Cooperación Sur-Sur, política exterior y modelos de desarrollo en América Latina. 1ed.Buenos Aires: CLACSO, 2016, v. 1, p. 9-14.

10.
LIMA, Maria Regina Soares ; MILANI, C. R. ; ECHART MUÑOZ, E. . Introducción. In: Maria Regina Soares de Lima; Carlos R. S. Milani; Enara Echart Muñoz. (Org.). http://biblioteca.clacso.edu.ar/clacso/gt/20160908024538/CooperacionSurSur.pdf. 1ed.Buenos Aires: CLACSO, 2016, v. 1, p. 15-20.

11.
ECHART MUÑOZ, E.. Una visión crítica de la Cooperación Sur-Sur. Prácticas, actores y narrativas. In: Maria Regina Soares de Lima; Carlos R. S. Milani; Enara Echart Muñoz. (Org.). Cooperación Sur-Sur, política exterior y modelos de desarrollo en América Latina. 1ed.Buenos Aires: CLACSO, 2016, v. 1, p. 229-255.

12.
BRINGEL, B. ; ECHART MUÑOZ, E. . Movimientos sociales, desarrollo y emancipación. In: José Ángel Sotillo (dir.); Tahina Ojeda (coord.). (Org.). Antología del Desarrollo. 1ed.Madrid: IUDC-UCM/Catarata, 2015, v. 1, p. 573-670.

13.
AYLLON, Bruno ; ECHART MUÑOZ, E. . Transformações no Sistema Internacional de Cooperação para o Desenvolvimento na primeira década do século XXI. In: Carlos R. S. Milani; Joao Martins Tude. (Org.). Globalização e Relações Internacionais: casos de ensino. 1ed.Rio de Janeiro: FGV / Capes, 2014, v. , p. 14-28.

14.
ECHART MUÑOZ, E.. Direitos Humanos e Cooperação Sul-Sul. In: Ivo, Anete Brito Leal (Coord.). (Org.). Dicionário temático desenvolvimento e questão social: 81 problemáticas contemporâneas.. 1ed.São Paulo: Annablume, 2013, v. , p. 182-190.

15.
ECHART MUÑOZ, E.; CARBALLO DE LA RIVA, M. . Migrações e movimentos sociais: transnacionalismo, mobilidades e mobilizações. In: Breno Bringel e Maria da Glória Gohn. (Org.). Movimentos sociais na era global. 1ed.Rio de Janeiro / Petrópolis: Vozes, 2012, v. , p. 147-174.

16.
ECHART MUÑOZ, E.. Introducción. In: ECHART, E. (Coord.):. (Org.). Migraciones en tránsito y derechos humanos. Madrid: Los Libros de La Catarata, 2011, v. , p. 7-19.

17.
ECHART MUÑOZ, E.; VV.AA., . Conclusiones y recomendaciones. In: ECHART, E. (Coord.). (Org.). Migraciones en tránsito y derechos humanos. Madrid: Los Libros de La Catarata, 2011, v. , p. 199-214.

18.
SOTILLO, J. A. ; VV.AA., ; ECHART MUÑOZ, E. . Otras visiones del desarrollo. In: SOTILLO, J.A.. (Org.). El sistema de cooperación para el desarrollo. Actores, formas y procesos. Madrid: IUDC-UCM-Los Libros de La Catarata,, 2011, v. , p. 246-249.

19.
CARBALLO DE LA RIVA, M. ; ECHART MUÑOZ, E. ; GILSANZ, J. . Rutas migratorias de tránsito en Marruecos, Mauritania y Senegal. In: ECHART, E. (Coord.). (Org.). Migraciones en tránsito y derechos humanos. Madrid: Los Libros de La Catarata, 2011, v. , p. 20-83.

20.
ECHART MUÑOZ, E.; CABEZAS, R. ; SOTILLO, J. A. . Introducción. In: ECHART, E.; CABEZAS, R.; SOTILLO, J.A. (Coords.). (Org.). Metodología de investigación en cooperación para el desarrollo. Madrid: Los Libros de La Catarata, 2010, v. , p. 9-12.

21.
ECHART MUÑOZ, E.; CABEZAS, R. ; FERNANDEZ, M. . La estructura del proceso de investigación. In: ECHART, E.; CABEZAS, R.; SOTILLO, J.A. (Coords.). (Org.). Metodología de investigación en cooperación para el desarrollo. Madrid: Los Libros de La Catarata, 2010, v. , p. 75-122.

22.
ECHART MUÑOZ, E.. Um novo ator nas relações entre a Europa e a América Latina: a participação das forças sociais globais. In: MILANI, C.; GILDO, M. G. (Org.). (Org.). A política mundial contemporânea : atores e agendas na perspectiva do Brasil e do México. Salvador: EDUFBA, 2010, v. , p. 313-359.

23.
CARBALLO DE LA RIVA, M. ; ECHART MUÑOZ, E. . Codesarrollo y comunidades transnacionales en Senegal. In: LACOMBA, J.; FALOMIR, F. (Eds.). (Org.). De las migraciones como problema a las migraciones como oportunidad. Codesarrollo y movimientos migratorios. Madrid: Los Libros de La Catarata, 2010, v. , p. 333-349.

24.
BRINGEL, B. ; ECHART MUÑOZ, E. . De Seattle a Copenhague (con escala en la Amazonía): o del movimiento antiglobalización al nuevo activismo transnacional. In: Ibarra, P.; Grau, E.. (Org.). JOVENES EN LA RED: Anuario de movimientos sociales 2010. Barcelona: Icaria, 2010, v. , p. -.

25.
BRINGEL, B. ; ECHART MUÑOZ, E. ; LOPEZ, S. . Crisis globales y luchas transnacionales. In: Ibarra, P.; Grau, E.. (Org.). Crisis y respuestas en la red. Anuario de movimientos sociales 2009.. Barcelona: Icaria, 2009, v. , p. 210-220.

26.
ECHART MUÑOZ, E.. La agenda del desarrollo: potencialidades y límites de los Objetivos de Desarrollo del Milenio.. In: RODRÍGUEZ MANZANO, I.; TEIJO GARCÍA, C. (eds.). (Org.). Ayuda al desarrollo: piezas para un puzle. Madrid: Los Libros de La Catarata, 2009, v. , p. 83-99.

27.
CARBALLO DE LA RIVA, M. ; ECHART MUÑOZ, E. . Migraciones, Desarrollo y Codesarrollo. In: FERNÁNDEZ, M.; GIMÉNEZ, C.; PUERTO, L.M.. (Org.). La construcción del codesarrollo. Madrid: Los Libros de la Catarata, 2008, v. , p. 27-48.

28.
CARBALLO DE LA RIVA, M. ; ECHART MUÑOZ, E. . Senegal. In: FERNÁNDEZ, M.; GIMÉNEZ, C.; PUERTO, L.M.. (Org.). La construcción del codesarrollo. Madrid: Los Libros de la Catarata, 2008, v. , p. 217-292.

29.
CARBALLO DE LA RIVA, M. ; ECHART MUÑOZ, E. . Recomendaciones y Perspectivas de Futuro. In: FERNÁNDEZ, M.; GIMÉNEZ, C.; PUERTO, L.M.. (Org.). La construcción del codesarrollo. Madrid: Los Libros de la Catarata, 2008, v. , p. 339-354.

30.
BRINGEL, B. ; ECHART MUÑOZ, E. ; LOPEZ, S. . Del actor en movimiento a los movimientos en acción: la rearticulación de la lucha antiglobalización. In: Ibarra, P.; Grau, E.. (Org.). La red en la ciudad. Anuario de movimientos sociales 2008. Barcelona: Icaria, 2008, v. , p. 178-187.

31.
BRINGEL, B. ; ECHART MUÑOZ, E. ; LOPEZ, S. . Las ?venas abiertas? en el 2006. In: IBARRA, P.; GRAU, E.. (Org.). La Red en el conflicto. Anuario de movimientos sociales 2007. Barcelona: Icaria, 2007, v. , p. -.

32.
ECHART MUÑOZ, E.; SANTAMARIA, A. . Introducción. In: ECHART, E.; SANTAMARÍA, A.. (Org.). África en el horizonte. Introducción a la realidad socioeconómica del África subsahariana. Madrid: IUDC-UCM / Los Libros de la Catarata, 2006, v. , p. 11-19.

33.
ECHART MUÑOZ, E.. La participación de la sociedad civil en la política de cooperación para el desarrollo de la Unión Europea. In: SOTILLO, J. A.. (Org.). Un lugar en el mundo. La política de desarrollo de la Unión Europea. Madrid: IUDC-UCM / Los Libros de la Catarata, 2006, v. , p. -.

34.
ECHART MUÑOZ, E.; LOPEZ, S. ; OROZCO, K. ; CALLE, A. . Redes sociales en 2005. Tras la tempestad vendrá el repliegue?. In: IBARRA, P.; GRAU, E.. (Org.). Anuario de movimientos sociales 2005. Barcelona: Icaria, 2006, v. , p. 169-177.

35.
ECHART MUÑOZ, E.; PUERTO, L. M. ; SOTILLO, J. A. . Introducción. In: ECHART, E.; PUERTO, L. M.; SOTILLO, J. A.. (Org.). Globalización, Pobreza y Desarrollo. Los retos de la Cooperación Internacional. Madrid: IUDC-UCM /Los Libros de la Catarata, 2005, v. , p. 15-33.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
ECHART MUÑOZ, E.. Global South, beyond the State. Open Democracy / ISA RC-47: Open Movements, 15 fev. 2016.

2.
ECHART MUÑOZ, E.. El Sur Global, más allá del Estado. Open Democracy / ISA RC-47: Open Movements, 15 fev. 2016.

3.
MILANI, C. R. ; ECHART MUÑOZ, E. . Migrações Internacionais e as novas diretrizes da União Européia.. Jornal ATARDE, Salvador, p. 27 - 27, 29 jun. 2008.

4.
ECHART MUÑOZ, E.; PUERTO, L. M. . Una revisió crítica dels Objectius de Desenvolupament del Mil-lenni. La Magalla. Butlletí de la Federació Catalana d?ONGD, Federació Catalana d?ONGD, p. 14 - 16, 01 dez. 2005.

5.
ECHART MUÑOZ, E.; PUERTO, L. M. . Los Objetivos de Desarrollo del Milenio. Algunos apuntes críticos. Revista Pueblos, Revista Pueblos, 30 set. 2005.

6.
ECHART MUÑOZ, E.; PUERTO, L. M. . Una perspectiva crítica de los Objetivos del Milenio. Boletín informativo de la FONGDCAM, FONGDCAM, p. 10 - 11, 01 maio 2005.

7.
JEREZ, A. ; ECHART MUÑOZ, E. . ONGs y Comunicación. El Viejo Topo, p. 45 - 53, 01 set. 2002.

Apresentações de Trabalho
1.
ECHART MUÑOZ, E.; Maria Elvira Diaz Benitez ; Anna Marina Barbará ; Verônica Toste . Feminismo e Relações Internacionais. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
ECHART MUÑOZ, E.; Rubens Duarte ; Niury Novacek Gonçalves de Faria . Apresentação de trabalhos. 2015. (Apresentação de Trabalho/Outra).

3.
ECHART MUÑOZ, E.; LIMA, Maria Regina Soares ; SANTORO, Mauricio . O contexto internacional e os desafios para o desenvolvimento na periferia. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

Outras produções bibliográficas
1.
ECHART MUNOZ, E. (coord) ; ECHART MUÑOZ, E. ; Villarreal, M.C. ; Bruna Soares de Aguiar ; SANTOS, L. N. R. ; BAMBIRRA, L. F. ; Juliana Pinto Lemos da Silva ; CORREIA, H. F. ; BARROS, P. P. ; Duarte, P. ; MARTINS, R. L. C. ; SOUZA FILHO, S. P. ; PASETTI, N. ; FONSECA, G. T. ; COELHO, L. T. . Pacha: defendendo a terra. Extrativismo, conflitos e alternativas na América Latina e no Caribe. Rio de Janeiro: Périplos/GRISUL, 2018 (Material de divulgação).

2.
CARBALLO DE LA RIVA, M. ; ECHART MUÑOZ, E. . El género en las relaciones entre la Unión Europea y América Latina y el Caribe: estado de la situación y oportunidades para la cooperación birregional. Hamburgo: Fundación UE-LAC, 2015 (Documento de Trabajo).

3.
ECHART MUÑOZ, E.; Rubens Duarte ; Niury Novacek Gonçalves de Faria ; Juliana Pinto Lemos da Silva . Ubuntu: conhecendo a África. Rio de Janeiro: Grisul, 2015 (Material de divulgação).

4.
ECHART MUÑOZ, E.; GILSANZ, J. ; BRINGEL, B. ; Javier Leonardo Surasky . Cooperación Sur-Sur y Derechos Humanos. El Derecho a la Alimentación en la Cooperación argentina y brasileña desde un Enfoque Basado en los Derechos Humanos. Madrid: IUDC-UCM, 2013 (Documento de Trabalho).

5.
ECHART MUÑOZ, E.; GILSANZ, J. ; CARBALLO DE LA RIVA, M. ; Sotillo, J. A. ; Ramírez, C. . Incorporación del Enfoque Basado en los Derechos Humanos en las políticas públicas de Cooperación para el Desarrollo: implicaciones para el caso español. Madrid: Plataforma 2015 y más, 2012 (Documento de Trabajo).

6.
ECKERMANN, E. ; CARBALLO DE LA RIVA, M. ; ECHART MUÑOZ, E. ; GARCÍA BURGOS, J. . Pobreza, género y medio ambiente en África. Madrid: Fundación IPADE, 2011 (Material de divulgação).

7.
ECHART MUÑOZ, E.; GARCÍA BURGOS, J. ; Toledano, J.M. ; Nils-Sjard Schulz . Sumamos, restamos, multiplicamos o dividimos? Reflexiones sobre la División del Trabajo en Cooperación para el Desarrollo. Madrid: Coordinadora ONGD España, 2010 (Pesquisa).

8.
ECHART MUÑOZ, E.; CABEZAS, R. . Un viaje hacia los Objetivos del Milenio II. Madrid: Fundación IPADE, 2009 (Material de divulgação).

9.
REY, F. ; SOTILLO, J. A. ; ECHART MUÑOZ, E. . Informe sobre la Sociedad Civil en América Latina y el Caribe. Comité Económico y Social Europeo, 2006 (Informe).


Produção técnica
Trabalhos técnicos
1.
ECHART MUÑOZ, E.. Parecer Revista Dados. 2017.

2.
ECHART MUÑOZ, E.. Parecer Revista Ciências Sociais. 2017.

3.
MACHADO, E. ; ELIAS JUNIOR, A. ; ECHART MUÑOZ, E. . Relatório Final da Comissão de Processo Administrativo Disciplinar (CPAD). 2017.

4.
MACHADO, E. ; ELIAS JUNIOR, A. ; ECHART MUÑOZ, E. . Relatório Final da Comissão de Processo Administrativo Disciplinar (CPAD). 2017.

5.
ECHART MUÑOZ, E.. Parecer para a Revista Journal of Ethnic and Migration Studies.. 2016.

6.
ECHART MUÑOZ, E.. Parecer para a Revista Mural Internacional. 2016.

7.
ECHART MUÑOZ, E.. Parecer para a Revista Migraciones. 2016.

8.
ECHART MUÑOZ, E.. Parecer para a Revista DADOS. 2014.

9.
ECHART MUÑOZ, E.. Parecer para a Revista Iberoamericana de Estudios de Desarrollo. 2014.

10.
ECHART MUÑOZ, E.. Parecer para a Revista Dados. 2013.

11.
ECHART MUÑOZ, E.. Parecer para a Revista Caderno CRH, Centro de Recursos Humanos, UFBA. 2013.

12.
ECHART MUÑOZ, E.. Parecer para a Revista Electrónica de Estudios Internacionales. 2012.

13.
ECHART MUÑOZ, E.. Parecer para a Revista Dados. 2012.

14.
ECHART MUÑOZ, E.. Parecer para a Revista CIDOB d?Affers Insternacionals. 2012.

15.
ECHART MUÑOZ, E.. Parecer para a revista Dados. 2011.

16.
ECHART MUÑOZ, E.. Parecer para a Revista Migraciones - Universidad Pontificia Comillas. 2009.

17.
ECHART MUÑOZ, E.. Parecer para a Revista Relaciones Internacionales - UNAM/México. 2009.

18.
ECHART MUÑOZ, E.. Parecer para a Revista Caderno CRH. 2009.

Redes sociais, websites e blogs
1.

2.
ECHART MUÑOZ, E.. GRISUL - Grupo de Pesquisa em Relações Internacionais e Sul Global. 2016. (Site).

3.
ECHART MUÑOZ, E.. Academia.edu. 2014; Tema: Produção Acadêmica. (Rede social).

4.
MILANI, C. R. ; ECHART MUÑOZ, E. ; KRAYCHETE, E. . Labmundo.org. 2013; Tema: Relações Internacionais. (Site).


Demais tipos de produção técnica
1.
ECHART MUÑOZ, Enara (coord.) ; ECHART MUÑOZ, E. ; Villarreal, M.C. ; BAMBIRRA, L. F. ; CORREIA, H. F. ; Bruna Soares de Aguiar ; SANTOS, L. N. R. ; Juliana Pinto Lemos da Silva ; BARROS, P. P. ; Duarte, P. ; MARTINS, R. L. C. ; SOUZA FILHO, S. P. ; PASETTI, N. ; FONSECA, G. T. ; COELHO, L. T. . Pacha: defendendo a terra. Extrativismo, conflitos e alternativas na América Latina e no Caribe. 2018. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Material de divulgação).

2.
Coelho, A. C. F. ; Batista, Cristiane ; ECHART MUÑOZ, E. ; REIS, G. S. ; PINTO., J. R. L. ; MARTINS, J. P. ; VEIGA, L. F. . Ciência Política nas Escolas. 2017. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - material didático).

3.
MILANI, C. R. ; ECHART MUÑOZ, E. ; Rubens Duarte ; Magno Klein . Coleção de mapas para o Atlas da Política Externa Brasileira. 2014. (Cartas, mapas ou similares/Mapa).

4.
MILANI, C. R. ; ECHART MUÑOZ, E. ; Rubens Duarte ; Magno Klein . Tradução de Mapas sobre Temas de Política internacional (Atelier de Cartographie de Sciences Po). 2012. (Cartas, mapas ou similares/Mapa).

5.
ECHART MUÑOZ, E.. Escuela Complutense de Verano (Curso de Cooperación Internacional para el Desarrollo). 2012. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

6.
ECHART MUÑOZ, E.. O Brasil e a cooperação para o desenvolvimento. II Simpósio de Pós-Graduação em Relações Internacionais. 2012. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

7.
ECHART MUÑOZ, E.. Migraciones y globalización: retos para el siglo XXI. Curso (Con)vivir en diversidad. Por una ciudadanía intercultural.. 2011. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

8.
ECHART MUÑOZ, E.. Curso de Experto Universitario en Promoción y Gestión de ONG. 2011. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

9.
ECHART MUÑOZ, E.; MILANI, C. R. . Gobernanza y desarrollo (La gobernanza en el consenso para el desarrollo).. 2011. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Material didatico).

10.
CARBALLO DE LA RIVA, M. ; ECHART MUÑOZ, E. ; GARCÍA BURGOS, J. . Revisión de las principales teorías migratorias y su interconexión con las teorías de desarrollo. 2011. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Material didatico).

11.
CARBALLO DE LA RIVA, M. ; ECHART MUÑOZ, E. . Migraciones y desarrollo en África Subsahariana. 2011. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Material didatico).

12.
CARBALLO DE LA RIVA, M. ; ECHART MUÑOZ, E. ; TERESI, V. . Migraciones y Derechos Humanos. 2011. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Material didatico).

13.
ECHART MUÑOZ, E.. Cooperación para el desarrollo española y europea. Programa de Jóvenes Cooperantes. 2010. .

14.
ECHART MUÑOZ, E.. Video-fórum ?14 Kilómetros: las migraciones, tragedia y esperanza?. Curso ?ÁFRICA. Pasado, presente y futuro de un continente maltratado?.. 2010. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

15.
ECHART MUÑOZ, E.. La globalización y sus alternativas. Curso El Desarrollo del Sur, responsabilidad de todos. 2010. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

16.
ECHART MUÑOZ, E.. Curso de Experto Universitario en Promoción y Gestión de ONG. 2010. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

17.
ECHART MUÑOZ, E.. Migraciones y Desarrollo. Una mirada al África subsahariana: el caso de Senegal (Mestrado em Desenvolvimento e Ajuda Internacional). 2010. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

18.
ECHART MUÑOZ, E.. Cooperación para el desarrollo española y europea. Programa de Jóvenes Cooperantes.. 2009. .

19.
ECHART MUÑOZ, E.. La globalización y sus alternativas. Curso El Desarrollo del Sur, responsabilidad de todos. 2009. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

20.
ECHART MUÑOZ, E.. Curso de Experto Universitario en Promoción y Gestión de ONG. 2009. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

21.
ECHART MUÑOZ, E.. Escuela Complutense de Verano (Curso de Relaciones de Género y Desarrollo). 2009. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

22.
ECHART MUÑOZ, E.. Curso de Experto Universitario en Promoción y Gestión de ONG. 2008. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

23.
ECHART MUÑOZ, E.. Los Objetivos de Desarrollo del Milenio. Curso de ?Cooperación para el Desarrollo?. 2007. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

24.
ECHART MUÑOZ, E.. Los Objetivos de Desarrollo del Milenio - Mestrado de Estudos Latino-americanos (Instituto Ortega y Gasset). 2007. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

25.
ECHART MUÑOZ, E.; MILANI, C. R. . Democracia y gobernanza en la cooperación para el desarrollo.. 2007. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Material didatico).

26.
ECHART MUÑOZ, E.. Los Objetivos de Desarrollo del Milenio: la nueva guía de actuación de la política de cooperación para el desarrollo. El caso de América Latina. Curso de Especialización.. 2006. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

27.
ECHART MUÑOZ, E.. Actores del sistema internacional de cooperación para el desarrollo: La Unión Europea y la sociedad civil. Curso de formación Instituciones de la cooperación. 2006. .

28.
ECHART MUÑOZ, E.. La perspectiva histórica de la cooperación al desarrollo. Curso de Introducción a la Cooperación al Desarrollo. 2006. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

29.
ECHART MUÑOZ, E.. Escuela Complutense de Verano (Curso de Derecho Internacional Público y Relaciones Internacionales). 2006. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

30.
ECHART MUÑOZ, E.. Escuela Complutense de Verano (Curso de Migraciones y Desarrollo). 2006. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

31.
ECHART MUÑOZ, E.. Los actores del sistema internacional de cooperación para el desarrollo. Acuerdo de Formación Continua. 2006. .

32.
ECHART MUÑOZ, E.. Los Objetivos de Desarrollo del Milenio: la nueva guía de actuación de la política de cooperación para el desarrollo.. 2005. .

33.
ECHART MUÑOZ, E.. "Política Europea de Cooperación para el Desarrollo? e ?Objetivos de Desarrollo del Milenio?. Curso ?Cooperación internacional: proyectos de cooperación descentralizada?. 2005. .

34.
ECHART MUÑOZ, E.. Escuela Complutense de Verano (Curso Relaciones internacionales, diplomacia y medios de comunicación). 2005. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

35.
ECHART MUÑOZ, E.. Curso Formación política en la sociedad civil global (Escuela Complutense de Verano). 2005. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

36.
ECHART MUÑOZ, E.. Alianzas contra la pobreza. La acción de las ONGD para alcanzar los Objetivos del Milenio. 2005. (Editoração/Livro).

37.
ECHART MUÑOZ, E.. Globalización, Pobreza y Desarrollo. Los retos de la Cooperación Internacional. 2005. (Editoração/Livro).

38.
ECHART MUÑOZ, E.. CD-ROM Propuestas sobre los Objetivos de Desarrollo del Milenio. 2004. (Editoração/Outra).

39.
ECHART MUÑOZ, E.. CD-ROM: Ya es hora de cumplir. Propuestas para erradicar la pobreza en el mundo antes del 2015. 2003. (Editoração/Outra).

40.
ECHART MUÑOZ, E.. Escuela Complutense de Verano (Diploma en Gestión del Ciclo del Proyecto). 2002. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

41.
ECHART MUÑOZ, E.. Revista Española de Desarrollo y Cooperación. 2002. (Editoração/Periódico).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
BRITO, J. A.; BERNER, V. B.; ECHART MUÑOZ, E.. Participação em banca de Leilane Nascimento dos Reis Santos. Refugiados ambientais: considerações sobre a importância do reconhecimento jurídico. 2017. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduação em Direito e Políticas Públicas) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro.

2.
LIMA, Maria Regina Soares; ECHART MUÑOZ, E.; MILANI, C. R.. Participação em banca de Leandro Carlos Dias Conde. A cooperação para o desenvolvimento como agenda de política externa: assimetria, humilhação e condicionalidade. 2016. Dissertação (Mestrado em Mestrado) - Instituto de Estudos Sociais e Políticos (UERJ).

3.
Coelho, A. C. F.; ECHART MUÑOZ, E.; COELHO, C.F.. Participação em banca de Alice Gravelle Vieira. O programa ciência sem fronteiras sob a perspectiva do ciclo de políticas públicas: uma avaliação ex post do processo de implementação. 2016. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduação em Direito e Políticas Públicas) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro.

4.
ECHART MUÑOZ, E.; MILANI, C. R.; Maria Regina Soares de Lima. Participação em banca de Timóteo Saba Mbunde. A Política Externa de Cooperação para o Desenvolvimento da China e do Brasil na Guiné-Bissau. 2015. Dissertação (Mestrado em Mestrado) - Instituto de Estudos Sociais e Políticos (UERJ).

5.
ECHART MUÑOZ, E.; TOSTES, A. P.; SUPPO, H. R.. Participação em banca de Thiago Aragão Souza Alves. A (des)continuidade dos movimentos sociais globais: de Seattle aos casos "Occupy Wall Street" e "15-M". 2015. Dissertação (Mestrado em Programa Pós-graduação em Relações Internacionais) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

6.
TOSTES, A. P.; ECHART MUÑOZ, E.; MILANI, C. R.. Participação em banca de Katarzyna Baran. O Brasil como agente de Cooperação Sul-Sul: o caso do Haiti. 2014. Dissertação (Mestrado em Programa Pós-graduação em Relações Internacionais) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

7.
TOSTES, A. P.; GONCALVES, W. S.; ECHART MUÑOZ, E.. Participação em banca de Camila De' Carli Cardoso de Oliveira. O Itamaraty e os novos atores na ação externa brasileira: o caso do Viva Rio no Haiti. 2013. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

8.
ECHART MUÑOZ, E.. Participação em banca de Júlio Cesar de Souza Loureiro. Atuação de Organizações Internacionais na Promoção do Desenvolvimento Local: Um Estudo de Caso sobre Duque de Caxias.. 2012. Dissertação (Mestrado em Administração) - Universidade do Grande Rio.

9.
ECHART MUÑOZ, E.. Participação em banca de Érika Medina.. O Impacto da Política Externa Venezuelana na conformação da coesão social na América Latina: O Caso ALBA.. 2012. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

10.
ECHART MUÑOZ, E.. Participação em banca de Ivan Tiago Machado Oliveira. Atores estatais e não estatais e a formulação da política comercial externa brasielira. 1995-2010.. 2012. Dissertação (Mestrado em Master Estudios Contemporáneos de América Latina) - Facultad de Ciencias Políticas y Sociología. UCM.

11.
ECHART MUÑOZ, E.. Participação em banca de João Martins Tude. A política do governo Lula em relação ao FMI. 2011. Dissertação (Mestrado em Estudios Contemporáneos de América Latina) - Universidad Complutense de Madrid.

12.
ECHART MUÑOZ, E.. Participação em banca de Purificación Guerrero Fernández. Aprender Juntos: Identificación de Proyectos de Emigración-Codesarrollo en África Subsahariana: Senegal. 2010. Dissertação (Mestrado em Máster Integración, cooperación y codesarrollo) - Comunidad de Madrid.

Teses de doutorado
1.
ECHART MUÑOZ, E.; NEILA, J.L.; COLOM, A.; CABALLERO, S.; SANCHEZ, A.. Participação em banca de Aloia Álvarez Feáns. Conexiones transnacionales y extracción petrolera: lenguajes y dinámicas de contestación en torno al Delta del Níger (1958-2015). 2016. Tese (Doutorado em Doctorado en Estudios Internacionales y Africanos) - Universidad Autónoma de Madrid.

2.
ECHART MUÑOZ, E.; LIMA, Maria Regina Soares; SANTORO, Mauricio; BERNER, V. B.. Participação em banca de Danielle Costa da Silva. A atuação das organizações não governamentais na agenda de direitos humanos da política externa brasileira. 2016. Tese (Doutorado em Programa de Ciência Política) - Instituto de Estudos Sociais e Políticos (UERJ).

3.
MACHADO, L. O.; LIMA, Maria Regina Soares; ECHART MUÑOZ, E.; MILANI, C. R.. Participação em banca de HENRIQUE SARTORI DE ALMEIDA PRADO. A cooperação descentralizada e a política para a fronteira no Brasil: o caso das cidades-gêmeas de Ponta Porã e Pedro Juan Caballero. 2016. Tese (Doutorado em Programa de Ciência Política) - Instituto de Estudos Sociais e Políticos (UERJ).

4.
LIMA, Maria Regina Soares; ECHART MUÑOZ, E.; MILANI, C. R.; GUIMARAES, C. A. C.; PEREIRA, A. C. A.. Participação em banca de Walace Ferreira. Política externa para a África dos governos FHC e Lula: uma analise comparada. 2015. Tese (Doutorado em Sociologia) - Instituto de Estudos Sociais e Políticos (UERJ).

5.
ECHART MUÑOZ, E.; KRAYCHETE, E.; MILANI, C. R.; VITALE, D.; Daniel Aragão. Participação em banca de Tacilla Da Costa E Sá Siquiera Santos. Entre o Norte e o Sul: um estudo sobre o papel das organizações da sociedade civil brasileira na cooperação internacional para o desenvolvimento. 2014. Tese (Doutorado em Núcleo de Pós-Graduação da Escola de Administração) - Universidade Federal da Bahia.

6.
ECHART MUÑOZ, E.; MILANI, C. R.; KRAYCHETE, E.; VITALE, D.. Participação em banca de André Luis Nascimento dos Santos. Ensaio sobre a União Européia dos direitos humanos e sua diplomacia cooperante para a América Latina.. 2012. Tese (Doutorado em Núcleo de Pós-Graduação da Escola de Administração) - Universidade Federal da Bahia.

Qualificações de Doutorado
1.
MILANI, C. R.; Maria Regina Soares de Lima; ECHART MUÑOZ, E.. Participação em banca de Leandro Carlos Dias Conde. Humilhação e Políticas de Reconhecimento: Brasil e China e a busca por status no Sistema Internacional. 2017. Exame de qualificação (Doutorando em Programa de Ciência Política) - Instituto de Estudos Sociais e Políticos (UERJ).

2.
Maria Regina Soares de Lima; ECHART MUÑOZ, E.; MILANI, C. R.. Participação em banca de Timóteo Saba M'Bunde. A cooperação internacional para o desenvolvimento de Brasil, China e Portugal e seus efeitos políticos e institucionais em Cabo Verde e Guiné-Bissau. 2016. Exame de qualificação (Doutorando em Programa de Ciência Política) - Instituto de Estudos Sociais e Políticos (UERJ).

3.
ECHART MUÑOZ, E.. Participação em banca de Tacilla da Costa e Sá Siquiera Santos.. O lugar do Não Governamental na Cooperação Sul-Sul Brasileira: estudo de três casos latino-americanos. 2012. Exame de qualificação (Doutorando em Núcleo de Pós-Graduação da Escola de Administração) - Universidade Federal da Bahia.

4.
ECHART MUÑOZ, E.. Participação em banca de Francisco Da Conceição. As implicações políticas do auxílio internacional a Moçambique: Cooperação com Norte versus Cooperação com Sul (1999-2009).. 2012. Exame de qualificação (Doutorando em Programa de Ciência Política) - Instituto de Estudos Sociais e Políticos (UERJ).

Qualificações de Mestrado
1.
Coelho, A. C. F.; ECHART MUÑOZ, E.; Jeancezar Ditzz de Souza Ribeiro. Participação em banca de Eduarda Lattanzi Menezes. As Conferências Mundiais da Mulher das Nações Unidas e as políticas públicas brasileiras no combate à violência contra a mulher: Um estudo de caso sobre a Lei Maria da Penha e a Lei do Feminicídio. 2017. Exame de qualificação (Mestrando em Programa de Pós-Graduação em Direito e Políticas Públicas) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro.

2.
ECHART MUÑOZ, E.; Batista, Cristiane; BRITO, J. A.. Participação em banca de Mônica Sirieiro Abreu Müller. Políticas públicas de gênero e transversalidade nas políticas públicas: um projeto emancipador para mulheres mães no ambiente universitário brasileiro. 2017. Exame de qualificação (Mestrando em Programa de Pós-Graduação em Direito e Políticas Públicas) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro.

3.
Coelho, A. C. F.; BRITO, J. A.; ECHART MUÑOZ, E.. Participação em banca de Leilane Nascimento dos Reis Santos. Os refugiados ambientais no Rio de Janeiro: a importância do reconhecimento para a concretização dos seus direitos. 2016. Exame de qualificação (Mestrando em Programa de Pós-Graduação em Direito e Políticas Públicas) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro.

4.
Coelho, A. C. F.; ECHART MUÑOZ, E.; COELHO, C.F.. Participação em banca de Alice Gravelle Vieira. O controle deficitário do Programa Ciência sem Fronteiras: uma avaliação de processo da política pública. 2016. Exame de qualificação (Mestrando em Programa de Pós-Graduação em Direito e Políticas Públicas) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro.

5.
ECHART MUÑOZ, E.; LIMA, Maria Regina Soares; MILANI, C. R.. Participação em banca de Timóteo Saba Mbunde. A Política Externa de Cooperação para o Desenvolvimento da China e do Brasil na Guiné-Bissau. 2014. Exame de qualificação (Mestrando em Mestrado) - Instituto de Estudos Sociais e Políticos (UERJ).

6.
SARTI, I.; ECHART MUÑOZ, E.. Participação em banca de Alana Camoça Gonçalves de Oliveira. A Africa no horizonte do Brasil. 2014.

7.
ECHART MUÑOZ, E.. Participação em banca de Danielle Costa da Silva. A atuação das organizações não governamentais na política externa brasileira de direitos humanos. 2013. Exame de qualificação (Mestrando em Mestrado) - Instituto de Estudos Sociais e Políticos (UERJ).

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
Coelho, A. C. F.; ECHART MUÑOZ, E.; GINDIN, J.. Participação em banca de Beatriz Bandeira de Mello..Menem e os sindicatos: respostas do movimento sindical ao projeto neoliberal argentino (1989-1999).. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciência Política) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro.

2.
ECHART MUÑOZ, E.; Coelho, A. C. F.; PEREIRA, F.. Participação em banca de Renato Barreira.O poder em movimento: as Mães da Praça de Maio e o Comitê brasileiro pela Anistia na redemocratização argentina e brasileira. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciência Política) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro.

3.
Coelho, A. C. F.; ECHART MUÑOZ, E.; CARPES, M.. Participação em banca de Marina Ramos de Sá Lima.Crise Humanitária e Estado Falido: a presença de Organizações Não Governamentais na Síria. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciência Política) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro.

4.
ECHART MUÑOZ, E.; BORBA, F.; COELHO, A.. Participação em banca de Lorena Miguel.A quebra do paradigma? A cobertura da Primavera Árabe e a possível mudança do discurso orientalista midiático brasileiro. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciência Política) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro.

5.
ECHART MUÑOZ, E.; COELHO, A.; VIEIRA, A. L. C.. Participação em banca de Luma Doné Miranda.Wei Qi chinês. A presença hegemônica da China. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciência Política) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro.

6.
ECHART MUÑOZ, E.; COELHO, A.; REIS, G. S.. Participação em banca de Felipe Bellido Quarti Cruz.A estratégia de soft balancing nos BRICS e a construção de um bloco contrahegemônico no cenário mundial. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciência Política) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro.

7.
ECHART MUÑOZ, E.; COELHO, A.; MARTINS, J. P.. Participação em banca de Priscila Leal de Araujo..O papel vanguardita do Brasil na recepção de migrantes e o desenvolvimento de sua legislação refreando o seu sucesso: o caso do visto humanitário para haitianos.. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciência Política) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro.

8.
ECHART MUÑOZ, E.; QUINTANA, F.; BORBA, F.. Participação em banca de Luisa Ferreira de Souza.Mídia, governo e terrorismo. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciência Política) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro.

9.
ECHART MUÑOZ, E.; BORBA, F.; VEIGA, L. F.. Participação em banca de Nathalia Pereira Condé.Dos limites do patriarcado ao empoderamento feminino. As amarras sociais, comportamento eleitoral e as perspectivas de inserção política das mulheres.. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciência Política) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro.

10.
CAMPOS, Luiz Augusto; ECHART MUÑOZ, E.; QUINTANA, Fernando. Participação em banca de Victor Ramos dos Santos.A influencia da ONU nas políticas de ação afirmativa colocadas em prática no Brasil.. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciência Política) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro.

11.
ECHART MUÑOZ, E.; MARTINS, J. P.; LEITE, L. O. F. B.. Participação em banca de Alana Camoça Gonçalves de Oliveira.Uma nova esfera pública de mobilização política. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciência Política) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro.

12.
ECHART MUÑOZ, E.; MARTINS, J. P.; LEITE, L. O. F. B.. Participação em banca de Juliana Pinto Lemos da Silva.No centro da periferia. Brasil e a Reforma do Conselho de Segurança das Nações Unidas. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciência Política) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro.

13.
ECHART MUÑOZ, E.; COELHO, A.; CAMPOS, Luiz Augusto. Participação em banca de Bruna Soares de Aguiar.Violência de gênero. A influência da religião. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciência Política) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro.

14.
ECHART MUÑOZ, E.; COELHO, A.; PINTO., J. R. L.. Participação em banca de Renée Couto Lara Ferreira.As relações econômicas entre Brasil e Oriente Médio. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciência Política) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro.

15.
ECHART MUÑOZ, E.; Batista, Cristiane; LEITE, L. O. F. B.. Participação em banca de Kassio Vinicius Fontes de Azevedo.A máscara inacabada: a projeção internacional do Brasil Império (1980-2010).. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciência Política) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro.

16.
ECHART MUÑOZ, E.; MARTINS, J. P.; LEITE, L. O. F. B.. Participação em banca de Laura Escudeiro de Vasconcelos.A cooperação cubana para o desenvolvimento: a historia versus o modismo.. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciência Política) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro.

17.
ECHART MUÑOZ, E.; Coelho, A. C. F.; LEITE, L. O. F. B.. Participação em banca de Jéssica Maria de Oliveira Baptista Pereira.Brasil, o que te move? Uma analise sobre a política energética brasileira e a construção do gasoduto Brasil-Bolivia. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciência Política) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro.




Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
42 Encontro Anual ANPOCS (Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais). O desenvolvimento extrativista na América Latina e no Caribe: impactos, disputas e alternativas. 2018. (Congresso).

2.
8ª Conferência Latino-americana e Caribenha de Ciências Sociais (CLACSO). Resistencias y alternativas al desarrollo en América Latina: las luchas sociales contra el extractivismo. 2018. (Congresso).

3.
Gênero em ação. Primeiro Encontro Fluminense de Núcleos de Pesquisa de Gênero e Feminismos em Ciências Sociais.Núcleo Interdisciplinar Mulheres, Movimentos, Instituições e Normatividades. 2018. (Encontro).

4.
9o Congreso Latinoamericano de Ciencia Política Democracias en Recesión?. Modelos de desarrollo en América Latina: cooperación y conflicto. 2017. (Congresso).

5.
Conferência Acadêmica da Subsecretaria de Relações Internacionais do Estado do Rio de Janeiro.A Cooperação Sul-Sul brasileira. 2017. (Encontro).

6.
Seminário Discente Políticas Públicas - Uma abordagem multidisciplinar - UNIRIO.Políticas Públicas e Relações Internacionais. 2016. (Seminário).

7.
ALACIP- VIII Congreso Latinoamericano de Ciencia Política. Cooperación Sur-Sur y Coherencia de Políticas con el Desarrollo: disputas en torno a la alimentación en el caso brasileño. 2015. (Congresso).

8.
Eficacia de la cooperación sindical en América del Sur.La cooperación Sur-Sur y Triangular en América del Sur. 2015. (Seminário).

9.
I Seminário de Feminismo.Feminismo e Relações Internacionais. 2015. (Simpósio).

10.
IV Fórum Brasileiro de Pós-Graduação em Ciência Política.Comunicação Estrangeira e Política Externa. 2015. (Encontro).

11.
VII Conferencia Latinoamericana y Caribeña de Ciencias Socialesles. Una visión crítica de la cooperación sur-sur: prácticas, actores y narrativas. 2015. (Congresso).

12.
9º Encontro da Associação Brasileira de Ciência Política. Migrações transnacionais: transgredindo fronteiras (nacionais e conceituais).. 2014. (Congresso).

13.
International Studies Association/FLACSO Joint International Conference. Sa.. Possibilidades de aplicação do enfoque baseado nos direitos humanos na cooperação sul-sul do Brasil. 2014. (Congresso).

14.
Latinoamérica dividida? Procesos de Integración y Cooperación Sur ? Sur.El Enfoque Basado en los Derechos Humanos y la Cooperación Sur ? Sur. 2014. (Seminário).

15.
Seminario Hispano-brasileiro "Reconfigurações Geopolíticas e Transformações Regionais: diálogos Europa-América Latina.Cambios en las prácticas transnacionales de los actores sociales: migrantes, ONG y movimientos sociales. 2014. (Seminário).

16.
Seminário Internacional Universidades e Movimentos Sociais na América Latina: pesquisa militante, produção de conhecimentos e bens comuns.Universidades/Movimentos Sociais: pesquisa militante e extensão. 2014. (Seminário).

17.
Os BRICS e a Cooperação Sul-Sul. BRICS Policy Center. 2012. (Oficina).

18.
Primeiro Congresso de Desenvolvimento ?A crise e os desafios para um novo ciclo de desenvolvimento". Centro Celso Furtado. 2012. (Congresso).

19.
XXII Congresso Mundial de Ciência Política - IPSA. South-South Cooperation and Foreign Policy Agendas. 2012. (Congresso).

20.
Conferencia no Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais de la Universidade do Estado do Rio de Janeiro.A cooperação internacional no contexto atual. 2011. (Outra).

21.
Cooperação Internacional em Tempos de Crise. O Norte e o Sul entre Impasses e Desafios, organizado pelo Observatório Político Sul-Americano (OPSA) / IESP-UERJ.Impactos e respostas das ONG à crise. 2011. (Seminário).

22.
II Semana Baiana de Relações Internacionais (SEBARI), ?Cooperação e conflito nas Relações Internacionais?, organizada pelo Labmundo na Universidad Federal de Bahia (UFBA)..Os novos rumos da cooperação internacional para o desenvolvimento da União Européia. 2011. (Encontro).

23.
Seminario Relações Sul-Sul: Coalizões políticas e cooperação para o desenvolvimento, organizado pelo Programa de Cooperação Sul-Sul/IESP/UERJ.. 2011. (Seminário).

24.
VII Ciclo de Conferencias ?Grandes cuestiones del mundo actual?. Cátedra de Estudios Internacionales. Universidad del País Vasco.Movimientos antiglobalización: crisis globales y luchas transnacionales. 2011. (Encontro).

25.
7º Congreso Ibérico de Estudios Africanos (CIEA7). Migraciones y diáspora. 2010. (Congresso).

26.
Ágora América Latina. 100 voces diferentes, un compromiso común (org.: FIIAPP).La voz social. 2010. (Encontro).

27.
Cooperação internacional para o desenvolvimento: atores, gestão e desafios atuais (LABMUNDO).Os objetivos de desenvolvimento do milênio. 2010. (Encontro).

28.
IV Congreso Internacional ?Historia a debate?. Universidad de Santiago de Compostela. Diez años de los movimientos antiglobalización. Mesa ?Movimiento social global; pasado y futuro?.. 2010. (Congresso).

29.
V Congreso de Relaciones Internacionales de la Universidad de La Plata. A 10 años de los objetivos de Desarrollo del Milenio. 2010. (Congresso).

30.
?Movimentos sociais: entre as experiências e a construção de pensamento crítico?. Comité de Clases Sociales y Movimientos Sociales (RC-47), Asociación Internacional de Sociología. Dez anos do movimiento antiglobalização. 2009. (Congresso).

31.
VIII Foro Social Mundial de Belém. 2009. (Encontro).

32.
V Jornadas de Cooperación al desarrollo de la UCM..Presentación de la investigación ?Un viaje hacia los Objetivos de Desarrollo del Milenio (ODM) II?.. 2009. (Encontro).

33.
II Encuentro Internacional de Universidades con África.Centros de Estudios Africanos. Grupo de trabalho 6.. 2008. (Encontro).

34.
Maio de 68. Dos 40 anos do levante juvenil às leituras do mundo contemporâneo (Labmundo / UFBA).Nuevas formas de contestación en el escenario político internacional. 2008. (Encontro).

35.
Seminario Nacional ?Movimentos sociais e os novos sentidos da política?. Seminário organizado pelo Programa de postgraduação em Ciencias Sociales da UFBA..Lo global en cuestión: redes y movimientos sociales transnacionales. 2008. (Seminário).

36.
II Jornadas Medio Ambiente y Lucha Contra la Pobreza. IPADE.Los Objetivos de Desarrollo del Milenio. 2007. (Outra).

37.
IV Foro Social Europeo de Atenas. 2006. (Encontro).

38.
Congreso Internacional sobre Explotación sexual y tráfico de mujeres. Asociación Somaly Mam-AFESIP. 2005. (Congresso).

39.
IX Jornadas de Cooperación al Desarrollo. Coordinadora de ONGD de Castilla-La Mancha.Los Objetivos de Desarrollo del Milenio: Algunos apuntes críticos. 2005. (Outra).

40.
V Foro Social Mundial. 2005. (Encontro).

41.
III Foro Social Europeo de Londres. 2004. (Encontro).

42.
II Seminario Internacional Complutense: ?Globalización, Pobreza y Desarrollo. Los retos de la Cooperación Internacional?. IUDC-UCM.. 2004. (Seminário).

43.
II Foro Social Europeo de París. 2003. (Encontro).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
DOMENECH, Eduardo ; ECHART MUÑOZ, E. . Una migración segura, ordenada y regular? La configuración securitaria de las políticas de control de las migraciones y las fronteras en Sudamérica. 2018. (Outro).

2.
ECHART MUÑOZ, E.; Villarreal, M.C. . Lançamento: Pacha: defendendo a terra. Extrativismo, conflitos e alternativas na América Latina e no Caribe. 2018. (Outro).

3.
ECHART MUÑOZ, E.; Miguel, L.F. ; PEREIRA, F. ; MACHADO, Carlos ; BARRETO, Alvaro . Consenso e Conflito na Democracia. 2017. (Outro).

4.
ECHART MUÑOZ, E.. Dia da África. Jornada de Ciência Política na UNIRIO. 2015. (Outro).

5.
ECHART MUÑOZ, E.. South-South Cooperation, Solidarity and Asymmetry (Chair - Panel IPSA). 2012. (Congresso).

6.
SOTILLO, J. A. ; ECHART MUÑOZ, E. ; OJEDA, T. . Seminario ?La cooperación internacional para el desarrollo en el marco de la política exterior española: Visiones, actores y propuestas?. 2011. (Outro).

7.
ECHART MUÑOZ, E.; SOTILLO, J. A. . Jornada de debate sobre ?Las actividades de la sociedad civil en torno a las principales temáticas de la agenda Unión Europea ? América Latina y el Caribe: cohesión social y desarrollo sostenible. 2010. (Outro).

8.
SOTILLO, J. A. ; ECHART MUÑOZ, E. . Seminario sobre ?Las relaciones eurolatinoamericanas en la perspectiva de la presidencia española de la Unión Europea?. 2009. (Outro).

9.
ECHART MUÑOZ, E.; SOTILLO, J. A. ; CORNAGO, N. . Seminario sobre ?Bienes Públicos Globales: seguridad sostenible?. 2009. (Outro).

10.
CORNAGO, N. ; SOTILLO, J. A. ; ECHART MUÑOZ, E. . El multilateralismo como respuesta a los grandes problemas: Un acercamiento crítico a los Bienes Públicos Globales. 2007. (Congresso).

11.
SOTILLO, J. A. ; PUERTO, L. M. ; ECHART MUÑOZ, E. . Globalización, Pobreza y Desarrollo. Los retos de la Cooperación Internacional. 2004. (Congresso).



Orientações



Orientações e supervisões concluídas
Dissertação de mestrado
1.
Mônica Sirieiro Abreu Müller. O IMPACTO DA MATERNIDADE NA ACADEMIA. Uma análise multidisciplinar nos campos do Direito e das Políticas Públicas sobre as mães em universidades públicas do Estado do Rio de Janeiro. 2018. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduação em Direito e Políticas Públicas) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, . Orientador: Enara Echart Muñoz.

2.
Leilane Nascimento Dos Reis Santos. Refugiados ambientais: considerações sobre a importância do reconhecimento jurídico. 2017. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduação em Direito e Políticas Públicas) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, . Orientador: Enara Echart Muñoz.

3.
Eduarda Lattanzi Menezes. As Conferências Mundiais da Mulher das Nações Unidas e as políticas públicas brasileiras no combate à violência contra a mulher: Um estudo de caso sobre a Lei Maria da Penha e a Lei do Feminicídio. 2017. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduação em Direito e Políticas Públicas) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, . Coorientador: Enara Echart Muñoz.

4.
Elisa López del Castillo. El Derecho a la Alimentación en Ecuador y Nicaragua. Relación de estrategias nacionales y estrategias de Cooperación Sur-Sur en la lucha contra el hambre.. 2016. Dissertação (Mestrado em Magíster de Cooperación Internacional) - Instituto Universitario de Desarrollo y Cooperación Universidad Complutense, . Orientador: Enara Echart Muñoz.

5.
Martinez Pavon, Victor. Movimientos sociales y cooperación: Análisis en el contexto del Corredor de Nacala, Mozambique. 2014. Dissertação (Mestrado em Magíster de Cooperación Internacional) - Instituto Universitario de Desarrollo y Cooperación Universidad Complutense, . Orientador: Enara Echart Muñoz.

6.
Fernández Sánchez, Laura. Diplomacia cultural y cooperación internacional: emergencia de nuevos actores de desarrollo. 2013. Dissertação (Mestrado em Magíster de Cooperación Internacional) - Instituto Universitario de Desarrollo y Cooperación Universidad Complutense, . Orientador: Enara Echart Muñoz.

7.
Escudero Martínez, Ignacio.. La eficacia de la ayuda y la coherencia de políticas para el desarrollo de la UE.. 2013. Dissertação (Mestrado em Magíster de Cooperación Internacional) - Instituto Universitario de Desarrollo y Cooperación Universidad Complutense, . Orientador: Enara Echart Muñoz.

8.
Gallardo Sánchez, Noelia. Movimiento maya, organizaciones indígenas y cooperación internacional española en Guatemala. 2012. Dissertação (Mestrado em Magíster de Cooperación Internacional) - Instituto Universitario de Desarrollo y Cooperación Universidad Complutense, . Orientador: Enara Echart Muñoz.

9.
Rufail Andrés, Sara Silvana. Postdesarrollo y cooperación internacional: Es posible una cooperación alternativa?. 2012. Dissertação (Mestrado em Magíster de Cooperación Internacional) - Instituto Universitario de Desarrollo y Cooperación Universidad Complutense, . Orientador: Enara Echart Muñoz.

10.
Capamba Joao, Delfina Lidia. Gobernanza Democrática. El apoyo de de la cooperación española en el sector de gobernanza en Angola.. 2011. Dissertação (Mestrado em Magíster de Cooperación Internacional) - Instituto Universitario de Desarrollo y Cooperación Universidad Complutense, . Orientador: Enara Echart Muñoz.

11.
Giddings Vilaseca, Daniel. La mutilación genital femenina. Enfoques para su erradicación. Estudio de caso: Gambia.. 2011. Dissertação (Mestrado em Magíster de Cooperación Internacional) - Instituto Universitario de Desarrollo y Cooperación Universidad Complutense, . Orientador: Enara Echart Muñoz.

12.
Laiglesia Ortiz De Viñaspre, María. Democracia en Femenino. La contribución de las mujeres mozambiqueñas a la consolidación de la democracia.. 2011. Dissertação (Mestrado em Magíster de Cooperación Internacional) - Instituto Universitario de Desarrollo y Cooperación Universidad Complutense, . Orientador: Enara Echart Muñoz.

13.
Paniagua Oliver, Rocío.. La gobernanza y la descentralización como instrumentos para el desarrollo en África. Especial referencia a la descentralización y al papel de la autoridad tradicional en Mozambique.. 2011. Dissertação (Mestrado em Magíster de Cooperación Internacional) - Instituto Universitario de Desarrollo y Cooperación Universidad Complutense, . Orientador: Enara Echart Muñoz.

14.
Fernández Moya, Ana. El desarrollo amenazado por el cambio climático. Migraciones medioambientales. Estudio de caso: Senegal. 2. 2010. Dissertação (Mestrado em Magíster de Cooperación Internacional) - Instituto Universitario de Desarrollo y Cooperación Universidad Complutense, . Orientador: Enara Echart Muñoz.

15.
González Enciso, José Ramón. La gestión de personas en las ONLD españolas. La gran paradoja de las ONLD.. 2010. Dissertação (Mestrado em Magíster de Cooperación Internacional) - Instituto Universitario de Desarrollo y Cooperación Universidad Complutense, . Orientador: Enara Echart Muñoz.

16.
Pinucci, Mario Emanuel. La cooperación de la UE en el sector de la gobernanza en África subsahariana. Estudio de caso: la estrategia de cooperación de la UE con la República Unida de Tanzania. 2010. Dissertação (Mestrado em Magíster de Cooperación Internacional) - Instituto Universitario de Desarrollo y Cooperación Universidad Complutense, . Orientador: Enara Echart Muñoz.

17.
Douieb Díaz, Khadija. La cooperación cultural bilateral en Yaoundé, Camerún. 2010. Dissertação (Mestrado em Magíster de Cooperación Internacional) - Instituto Universitario de Desarrollo y Cooperación Universidad Complutense, . Orientador: Enara Echart Muñoz.

18.
De la Fuente López, Aroa. El Análisis Presupuestario: una herramienta para incidir en las políticas públicas. 2009. Dissertação (Mestrado em Magíster de Cooperación Internacional) - Instituto Universitario de Desarrollo y Cooperación Universidad Complutense, . Orientador: Enara Echart Muñoz.

19.
De Madrid Robleño, Clara. Las Tierras no heredadas. Reformas agrarias y tierras comunales en Sudáfrica y Namibia. 2009. Dissertação (Mestrado em Magíster de Cooperación Internacional) - Instituto Universitario de Desarrollo y Cooperación Universidad Complutense, . Orientador: Enara Echart Muñoz.

20.
López Conlon, Mónica. Medio Ambiente y Desarrollo Humano. Cómo alcanzar ambos objetivos? Estudios de caso de proyectos de cooperación en África Subsahariana. 2009. Dissertação (Mestrado em Magíster de Cooperación Internacional) - Instituto Universitario de Desarrollo y Cooperación Universidad Complutense, . Orientador: Enara Echart Muñoz.

21.
Mezang Akamba, Serge. Contribución de España en la consecución de los Objetivos de Desarrollo del Milenio (ODM) en Malí y Senegal. Entre compromiso moral e interés geoestratégico. 2009. Dissertação (Mestrado em Magíster de Cooperación Internacional) - Instituto Universitario de Desarrollo y Cooperación Universidad Complutense, . Orientador: Enara Echart Muñoz.

22.
Stoyanova Matrakova, Marta. La sociedad civil como agente en la gobernancia democrática. 2009. Dissertação (Mestrado em Magíster de Cooperación Internacional) - Instituto Universitario de Desarrollo y Cooperación Universidad Complutense, . Orientador: Enara Echart Muñoz.

23.
HERNÁNDEZ BOURLON-BUON, Gaël. Estudio de condicionantes en una intervención basada en Tecnologías de la Información y Comunicación en África Occidental. 2008. Dissertação (Mestrado em Magíster de Cooperación Internacional) - Instituto Universitario de Desarrollo y Cooperación Universidad Complutense, . Orientador: Enara Echart Muñoz.

24.
SOSA LLOPIS, Rocío. Derechos culturales y derecho a la salud. Cómo afronta el factor de la cultura la cooperación a la salud en Kenia. 2008. Dissertação (Mestrado em Magíster de Cooperación Internacional) - Instituto Universitario de Desarrollo y Cooperación Universidad Complutense, . Orientador: Enara Echart Muñoz.

25.
Chinea Zapata, Yandra. La democracia y la participación ciudadana en la Venezuela de Chávez. 2008. Dissertação (Mestrado em Magíster de Cooperación Internacional) - Instituto Universitario de Desarrollo y Cooperación Universidad Complutense, . Orientador: Enara Echart Muñoz.

26.
Otero Errejón, Vanesa. Modelos de integración en latinoamérica: mecanismos para el desarrollo o estrategias de control? Plan Puebla-Panamá. El caso Chiapaneco. 2008. Dissertação (Mestrado em Magíster de Cooperación Internacional) - Instituto Universitario de Desarrollo y Cooperación Universidad Complutense, . Orientador: Enara Echart Muñoz.

27.
Velasco Montero, Ana. Papel de la educación en la prevención del SIDA en África Subsahariana: caso Uganda. 2008. Dissertação (Mestrado em Magíster de Cooperación Internacional) - Instituto Universitario de Desarrollo y Cooperación Universidad Complutense, . Orientador: Enara Echart Muñoz.

28.
García Oliveri, José Miguel. Cooperación Sur-Norte: presupuestos participativos. 2008. Dissertação (Mestrado em Magíster de Cooperación Internacional) - Instituto Universitario de Desarrollo y Cooperación Universidad Complutense, . Orientador: Enara Echart Muñoz.

29.
BISCEVIC, Ozana. Combatir la corrupción en Croacia. 2006. Dissertação (Mestrado em Magíster de Cooperación Internacional) - Instituto Universitario de Desarrollo y Cooperación Universidad Complutense, . Orientador: Enara Echart Muñoz.

30.
DE LA PEÑA, Isabel. Otro comercio es posible?. 2006. Dissertação (Mestrado em Magíster de Cooperación Internacional) - Instituto Universitario de Desarrollo y Cooperación Universidad Complutense, . Orientador: Enara Echart Muñoz.

31.
DE TENA PÉREZ, Caterina. La infancia en la Cooperación Española. 2006. Dissertação (Mestrado em Magíster de Cooperación Internacional) - Instituto Universitario de Desarrollo y Cooperación Universidad Complutense, . Orientador: Enara Echart Muñoz.

32.
SCHALLER, Fiona. Dinámica existente entre la cooperación internacional y la lucha contre el VIH/SIDA. 2006. Dissertação (Mestrado em Magíster de Cooperación Internacional) - Instituto Universitario de Desarrollo y Cooperación Universidad Complutense, . Orientador: Enara Echart Muñoz.

33.
DELGADO CÁNOVAS, Laura. Análisis de la situación del Enfoque de Género en la Cooperación al Desarrollo. 2005. Dissertação (Mestrado em Magíster de Cooperación Internacional) - Instituto Universitario de Desarrollo y Cooperación Universidad Complutense, . Orientador: Enara Echart Muñoz.

34.
Ernest Ehui. Los retos de la cooperación internacional en África Subsahariana en el nuevo milenio. 2004. Dissertação (Mestrado em Magíster de Cooperación Internacional) - Instituto Universitario de Desarrollo y Cooperación Universidad Complutense, . Orientador: Enara Echart Muñoz.

35.
Paola Lorenzo Tato. La neutralidad de la acción humanitaria en la Guerra de Iraq. 2004. Dissertação (Mestrado em Magíster de Cooperación Internacional) - Instituto Universitario de Desarrollo y Cooperación Universidad Complutense, . Orientador: Enara Echart Muñoz.

36.
Marta Martín Esteba. Estrategias para la conservación de la diversidad biológica. 2004. Dissertação (Mestrado em Magíster de Cooperación Internacional) - Instituto Universitario de Desarrollo y Cooperación Universidad Complutense, . Orientador: Enara Echart Muñoz.

37.
Bruno Pereira Duarte. El agua y la construcción de la paz en Angola. 2004. Dissertação (Mestrado em Magíster de Cooperación Internacional) - Instituto Universitario de Desarrollo y Cooperación Universidad Complutense, . Orientador: Enara Echart Muñoz.

38.
Elisa Rubio Lucas. La prevención de conflictos: el desafío de la cooperación Unión Europea-África en el Tercer Milenio. 2004. Dissertação (Mestrado em Magíster de Cooperación Internacional) - Instituto Universitario de Desarrollo y Cooperación Universidad Complutense, . Orientador: Enara Echart Muñoz.

Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Roger Lucas Correa Martins. Cidadania Política de Estrangeiros: Análise Comparativa entre Brasil e Equador. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciência Política) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro. Orientador: Enara Echart Muñoz.

2.
Lorena Lira. A morada do saber popular: conhecimentos produzidos na ação coletiva do MPS. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciência Política) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro. Orientador: Enara Echart Muñoz.

3.
Henrique Fonseca Correia. A Relação de Conflito entre Estado e Atores Sociais: O reflexo do caráter essencial da mineração para o desenvolvimento. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciência Política) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro. Orientador: Enara Echart Muñoz.

4.
Patricia Barros. Cooperação Sul-Sul entre o Brasil e a Turquia. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciência Política) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro. Orientador: Enara Echart Muñoz.

5.
Christian Mutoka Mutombo. Análise sobre o desenvolvimento econômico da República Democrática do Congo à luz do sistema mundo. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciência Política) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro. Orientador: Enara Echart Muñoz.

6.
Luma Done Miranda. Wei Qi chinês. A presença hegemônica da China. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciência Política) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro. Orientador: Enara Echart Muñoz.

7.
Lorena Miguel. A quebra do paradigma? A cobertura da Primavera Árabe e a possível mudança do discurso orientalista midiático brasileiro. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciência Política) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro. Orientador: Enara Echart Muñoz.

8.
Niury Novacek Gonçalves de Faria. A educação como instrumento de hegemonia cultural. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciência Política) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro. Orientador: Enara Echart Muñoz.

9.
Rafael Carneiro Fidalgo. A importância das observações eleitorais para o desenvolvimento da democracia e garantia de direitos políticos.. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciência Política) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro. Orientador: Enara Echart Muñoz.

10.
Juliana Pinto Lemos da Silva. No centro da periferia. Brasil e a Reforma do Conselho de Segurança das Nações Unidas. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciência Política) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro. Orientador: Enara Echart Muñoz.

11.
Alana Camoça Gonçalves de Oliveira. Uma nova esfera pública de mobilização política.. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciência Política) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro. Orientador: Enara Echart Muñoz.

12.
Bruna Soares de Aguiar. Violência de Gênero. A influência da Religião. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciência Política) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro. Orientador: Enara Echart Muñoz.

13.
Renée Couto Lara Ferreira. As relações econômicas entre Brasil e Oriente Médio.. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciência Política) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro. Orientador: Enara Echart Muñoz.

14.
Kassio Vinicius Fontes de Azevedo. A máscara inacabada: a projeção internacional do Brasil Império (1960-2010). 2013. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciência Política) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro. Orientador: Enara Echart Muñoz.

15.
Laura Escudeiro de Vasconcelos. A cooperação cubana para o desenvolvimento: a história versus o modismo.. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciência Política) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro. Orientador: Enara Echart Muñoz.

16.
Jessica Maria de Oliveira Baptista Pereira. Brasil, o que te move? Uma analise sobre a política energética brasileira e a construção do gasoduto Brasil-Bolivia. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciência Política) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro. Orientador: Enara Echart Muñoz.

Iniciação científica
1.
Seimour Pereira de Souza Filho. A questão racial na América Latina e seus conflitos regionais em uma perspectiva do pensamento decolonial. 2017. Iniciação Científica. (Graduando em Ciência Política) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro. Orientador: Enara Echart Muñoz.

2.
Lucas Matheus Pereira. A cooperação sul-sul brasileira com Moçambique, Guiné-Bissau e Senegal: discursos, práticas e percepções no campo da alimentação. 2016. Iniciação Científica. (Graduando em Ciência Política) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro. Orientador: Enara Echart Muñoz.

3.
Natália Pasetti. Cooperação sul-sul e Modelos de Desenvolvimento. Participação dos movimentos sociais na cooperação sul-sul latino-americana. 2016. Iniciação Científica. (Graduando em Ciência Política) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro. Orientador: Enara Echart Muñoz.

4.
Gabriela Fonseca. Cooperação sul-sul e Modelos de Desenvolvimento. Integração regional: arquitetura e modelos de desenvolvimento. 2016. Iniciação Científica. (Graduando em Ciência Política) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro. Orientador: Enara Echart Muñoz.

5.
Natália Pasetti. A cooperação sul-sul brasileira com Moçambique, Guiné-Bissau e Senegal: discursos, práticas e percepções no campo da alimentação. 2015. Iniciação Científica. (Graduando em Ciência Política) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro. Orientador: Enara Echart Muñoz.

6.
Lucas Gomes. A cooperação sul-sul brasileira com Moçambique, Guiné-Bissau e Senegal: discursos, práticas e percepções no campo da alimentação. 2015. Iniciação Científica. (Graduando em Ciência Política) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro. Orientador: Enara Echart Muñoz.

7.
Henrique Fonseca Correia. Bolsa do Programa Nacional de Cooperação Acadêmica (PROCAD). 2015. Iniciação Científica. (Graduando em Ciência Política) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Enara Echart Muñoz.

Orientações de outra natureza
1.
Liara Farias Bambirra. Monitoria da Disciplina de Relações Internacionais. 2017. Orientação de outra natureza. (Ciência Política) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro. Orientador: Enara Echart Muñoz.

2.
Diane de Almeida Cruz Gustavo. Bolsista BIA. 2016. Orientação de outra natureza. (Ciência Política) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro. Orientador: Enara Echart Muñoz.

3.
Liara Farias Bambirra. Monitoria da Disciplina Teoria das Relações Internacionais. 2016. Orientação de outra natureza. (Ciência Política) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro. Orientador: Enara Echart Muñoz.

4.
Lorena Lira Vieira Correa. Monitoria Disciplina Teoria das Relações Internacionais. 2015. Orientação de outra natureza. (Ciência Política) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro. Orientador: Enara Echart Muñoz.

5.
Christian Mutoka Mutombo. Monitoria Disciplina Teoria das Relações Internacionais. 2015. Orientação de outra natureza. (Ciência Política) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro. Orientador: Enara Echart Muñoz.

6.
Rafael Carneiro Fidalgo. Monitoria Disciplina Teoria das Relações Internacionais. 2014. Orientação de outra natureza. (Ciência Política) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro. Orientador: Enara Echart Muñoz.

7.
Lorena Lira Vieira Correa. Programa Jovens Talentos para a Ciência UNIRIO. 2014. Orientação de outra natureza. (Ciência Política) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro. Orientador: Enara Echart Muñoz.

8.
Joyce Caroline Santos de Andrade. Programa Jovens Talentos para a Ciência UNIRIO. 2014. Orientação de outra natureza. (Ciência Política) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro. Orientador: Enara Echart Muñoz.

9.
Nathália Dias Lopes. Programa Jovens Talentos para a Ciência UNIRIO. 2014. Orientação de outra natureza. (Ciência Política) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro. Orientador: Enara Echart Muñoz.

10.
Amanda Poton Cavati de Siqueira. Programa Jovens Talentos para a Ciência UNIRIO. 2014. Orientação de outra natureza. (Ciência Política) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro. Orientador: Enara Echart Muñoz.

11.
Beatriz Bandeira de Mello Souza Silva. Programa Jovens Talentos para a Ciência UNIRIO. 2014. Orientação de outra natureza. (Ciência Política) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro. Orientador: Enara Echart Muñoz.

12.
Niury Novacek Gonçalves de Faria. Programa Jovens Talentos para a Ciência. 2013. Orientação de outra natureza. (Ciência Política) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro. Orientador: Enara Echart Muñoz.

13.
Rafael Carneiro Fidalgo. Programa Jovens Talentos para a Ciência UNIRIO. 2013. Orientação de outra natureza. (Ciência Política) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro. Orientador: Enara Echart Muñoz.

14.
Victor Pimenta Bueno. Monitor voluntário da disciplina de Teoria das Relações Internacionais. 2013. Orientação de outra natureza. (Ciência Política) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro. Orientador: Enara Echart Muñoz.



Educação e Popularização de C & T



Apresentações de Trabalho
1.
ECHART MUÑOZ, E.; Rubens Duarte ; Niury Novacek Gonçalves de Faria . Apresentação de trabalhos. 2015. (Apresentação de Trabalho/Outra).


Cursos de curta duração ministrados
1.
ECHART MUÑOZ, E.. O Brasil e a cooperação para o desenvolvimento. II Simpósio de Pós-Graduação em Relações Internacionais. 2012. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).


Redes sociais, websites e blogs
1.
MILANI, C. R. ; ECHART MUÑOZ, E. ; KRAYCHETE, E. . Labmundo.org. 2013; Tema: Relações Internacionais. (Site).




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 12/12/2018 às 15:26:59