Nelson Ferreira Marques Júnior

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/8480751886376403
  • Última atualização do currículo em 11/07/2018


Doutor em História (2018) pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro - UFRRJ, sendo bolsista de doutorado pela CAPES, orientado pelo professor-doutor Marcello Otávio Neri de Campos Basile. Aprovado e classificado em três processos seletivos para o doutorado (UFRRJ, UERJ e UFRJ). Cursou o Mestrado em História (2011-2013) na Universidade do Estado do Rio de Janeiro - PPGH UERJ, sendo bolsista de mestrado da FAPERJ, orientado pela professora-doutora Lucia Maria Bastos Pereira das Neves. Possui graduação em História (Licenciatura plena, 2010), pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro do Instituto Multidisciplinar. Foi bolsista da FAPERJ por dois anos (2008 a 2010) orientado pelo professor-doutor Marcello Basile. Foi professor substituto do Colégio Pedro II (2015-2017), considerado um dos melhores Institutos Federais do Brasil. Lecionou diversos cursos em Universidades particulares e preparatórios para o ensino superior. Atualmente é docente II de História da Secretaria Municipal de Educação de Piraí-RJ. Tem experiência na área de História do Brasil, com ênfase em História do Brasil no Império, atuando principalmente nos seguintes temas: Corte fluminense, política, Estado, imprensa, política, poder, sociabilidades, culturas políticas, vocabulário político, ideias, nação, elite, identidade, elite política e homens de letras. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Nelson Ferreira Marques Júnior
Nome em citações bibliográficas
MARQUES JÚNIOR, N. F.


Formação acadêmica/titulação


2014 - 2018
Doutorado em Programa de Pós-graduação em História (PPHR).
Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, UFRRJ, Brasil.
Título: ?O despertar do novo império independente?: áulicos e a formação de um projeto de Brasil na Corte fluminense (1822-1831)., Ano de obtenção: 2018.
Orientador: Marcello Otávio Neri de Campos Basile.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: Áulicos; Projeto político; Imprensa; Elite política.
Grande área: Ciências Humanas
2011 - 2013
Mestrado em História.
Universidade do Estado do Rio de Janeiro, UERJ, Brasil.
Título: Os verdadeiros Constitucionais, amigos do rei e da nação: áulicos, ideias e soberania na Corte fluminense (1824-1826).,Ano de Obtenção: 2013.
Orientador: Lucia Maria Bastos Pereira das Neves.
Coorientador: Marcello Otávio Neri de Campos Basile.
Bolsista do(a): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ, FAPERJ, Brasil.
Palavras-chave: Imprensa; Cultura política; Áulicos.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História do Brasil / Especialidade: História do Brasil Império.
2006 - 2010
Graduação em História.
Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, UFRRJ, Brasil.
Título: "Os Defensores da Honra do Brasil": áulicos, idéias e política na Corte fluminense (1822-1830).
Orientador: Marcello Otávio Neri de Campos Basile.
Bolsista do(a): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ, FAPERJ, Brasil.




Formação Complementar


2007 - 2007
Extensão universitária em Formação continuada (EJA). (Carga horária: 120h).
UFRRJ, FAPUH, Brasil.


Atuação Profissional



Colégio Pedro II, CP II, Brasil.
Vínculo institucional

2018 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Docente I - História, Carga horária: 16
Outras informações
Professor Efetivo do Município de Barra do Piraí-RJ

Vínculo institucional

2018 - Atual
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professor Externo da Universidade UGB, Carga horária: 4
Outras informações
Professor externo de História da Pós-Graduação em História Contemporânea da UGB

Vínculo institucional

2015 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Docente II de História, Carga horária: 18
Outras informações
Professor Docente II de História da Rede Municipal de Piraí-RJ

Vínculo institucional

2015 - 2017
Vínculo: Professor Substituto, Enquadramento Funcional: Substituto, Carga horária: 18
Outras informações
Professor substituto de História do Colégio Pedro II, Unidade: Tijuca II e São Cristóvão III.


Secretaria Municipal de Piraí-RJ, SME, Brasil.
Vínculo institucional

2015 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Docente II de História, Carga horária: 16


Secretaria Municipal de Educação e Desporto de Barra do Piraí-RJ, SMED, Brasil.
Vínculo institucional

2018 - 2018
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Docente I de História, Carga horária: 16
Outras informações
Solicitei a exoneração para terminar a tese de doutorado.


Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ, FAPERJ, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - 2013
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Pesquisador, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Bolsista de Mestrado (FAPERJ) Trabalho intitulado: "Os verdadeiros Constitucionais, amigos do rei e da nação": áulicos, ideias e soberania na Corte fluminense (1824-1826)

Vínculo institucional

2008 - 2010
Vínculo: Bolsista- Iniciação científica, Enquadramento Funcional: Pesquisador, Carga horária: 20, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
A pesquisa proposta tem como objeto central o projeto político formulado e difundido na imprensa do Rio de Janeiro pelos chamados áulicos no Primeiro Reinado; ou seja, o grupo que apoiava o imperador Pedro I, procurando dar sustentação a seu governo perante a opinião pública, defendê-lo dos ataques perpetrados pelas facções rivais e justificar seus princípios e condutas em face dos projetos concorrentes. O recorte temporal circunscreve-se ao período de 1824 a 1831, tendo como balizas a conjuntura que se segue à dissolução da Assembléia Constituinte (a 12 de novembro de 1823) e que deságua na Abdicação (7 de abril de 1831). Trata-se de analisar a composição social e a trajetória política dos principais integrantes dessa elite intelectual (os publicistas) que apoiava Pedro I; e as concepções, as propostas e a linguagem política que configuravam o projeto de nação veiculado por este grupo na imprensa, confrontando com idéias defendidas por moderados e exaltados. Tais projetos ? em processo típico das nações americanas recém-independentes ? definiam-se e se movimentavam no interior de uma cultura política liberal híbrida ou multifacetada, cujo cariz moderno convivia com resíduos tradicionais absolutistas do Antigo Regime. Cumpre então precisar o lugar e o peso desses elementos heterogêneos na composição dos diferentes projetos, particularmente do sustentado pelos áulicos. Neste sentido, atenção especial será dada à definição de noções basilares do vocabulário político da época, como nação, pátria, soberania, pacto social, representação, povo, cidadão, direitos, liberdade, igualdade e revolução, buscando relacioná-las com suas matrizes intelectuais. Tais noções são cruciais para a compreensão da política seguida durante o Primeiro Reinado e da nação imaginada pelos grupos concorrentes, conformando também a visão que se tinha sobre as práticas de cidadania.


Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Vínculo institucional

2014 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional:


UNISUAM, UNISUAM, Brasil.
Vínculo institucional

2014 - 2016
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professor Externo
Outras informações
Professor externo. Cursos de extensão e de férias para a graduação de História.


Colégio Santa Rita - GPI, GPI, Brasil.
Vínculo institucional

2010 - 2012
Vínculo: Professor, Enquadramento Funcional: Contratado, Carga horária: 5
Outras informações
Professor de História do Brasil e Geral, nível: Ensino Médio.



Projetos de pesquisa


2014 - Atual
?O despertar do novo império independente?: áulicos e a formação de um projeto de Brasil na Corte fluminense (1822-1831).
Descrição: O objeto central do projeto de doutorado é a atuação política dos áulicos durante o Primeiro Reinado, com ênfase nos conselheiros de estado, ministros, alguns deputados e senadores, parte dos altos funcionários da Casa Imperial do Império do Brasil e os publicistas áulicos fluminenses, além do seu projeto político . Entende-se o grupo dos áulicos como aqueles indivíduos que apoiaram o governo de d. Pedro I, mais precisamente após a dissolução da Constituinte de 1823, contra as facções políticas rivais e optaram pelo posicionamento político favorável à monarquia constitucional centralizada, sob o reinado e a representação política-administrativa centralizada de d. Pedro I..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Doutorado: (1) .
Integrantes: Nelson Ferreira Marques Júnior - Integrante / Marcello Otávio Neri de Campos Basile - Coordenador.
2011 - 2013
?Os verdadeiros constitucionais, amigos do rei e da nação?: áulicos, ideias e soberania na Corte fluminense (1824-1826).
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Nelson Ferreira Marques Júnior - Coordenador / Marcello Otávio Neri de Campos Basile - Integrante / Lucia Maria Bastos Pereira das Neves - Integrante.


Projetos de extensão


2017 - Atual
Educação para a Cidadania: paz além das diferenças
Descrição: O projeto visa trabalhar com questões ligadas a Gênero e Diversidade de maneira transversal nas escolas do município de Piraí-RJ. O trabalho conta com o apoio de movimentos sociais da região Sul Fluminense, do Ministério Público de Volta Redonda-RJ e outros órgãos ligados à prefeitura de Piraí: SME, CREAS, SMS..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História do Brasil/Especialidade: História do Brasil Império.
2.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História do Brasil/Especialidade: História do Brasil República.
3.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História do Brasil/Especialidade: História do Brasil Colônia.
4.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História do Pensamento Político.
5.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História Política Moderna.
6.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: Teoria e Metodologia da História.


Idiomas


Inglês
Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Francês
Compreende RazoavelmenteLê Razoavelmente.


Prêmios e títulos


2008
Prêmio e menção honrosa pela apresentação da pesquisa " A Facção Áulica no primeiro reinado: Imprensa, nação e política no Rio de Janeiro (1824 a 1831)", sob a orientação de Marcello Basile., Coordenação da Jornada de Iniciação Científica da UFRRJ e o CNPQ.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
MARQUES JÚNIOR, N. F.2015 MARQUES JÚNIOR, N. F.. Áulicos e a elite intelectual na Corte fluminense (1823-1831). VEREDAS DA HISTÓRIA, v. v.8, p. 24-40, 2015.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
MARQUES JÚNIOR, N. F.. As mudanças da imprensa e os jornais áulicos da Corte fluminense (1823-1831).. In: VI EPHIS, 2017, Belo Horizonte. As mudanças da imprensa e os jornais áulicos da Corte fluminense (1823-1831)., 2017. v. 6. p. 40-58.

2.
MARQUES JÚNIOR, N. F.. Os cordatos do império do Brasil: áulicos, ideias e as transformações na imprensa fluminense (1821-1831). In: IV Seminário Fluminense de Pós-Graduando em História, 2016, São Gonçalo. IV Seminário Fluminense de Pós-Graduando em História, 2016.

3.
MARQUES JÚNIOR, N. F.. A elite intelectual áulica: jornais, ideias e os seus redatores na Corte fluminense (1822-1831).. In: Sociedade de Estudo do Oitocentos, 2016, São João Del Rei - MG. Anais do Encontro de Pós-Graduandos da Sociedade Brasileira de Estudos do Oitocentos.. Niteroi: UFF, 2016. v. 1. p. 1-13.

4.
MARQUES JÚNIOR, N. F.. A Elite Intelectual Áulica:: jornais, ideias e os seus redatores na Corte fluminense (1822-1831). In: I Encontro de Pós-Graduandos da Sociedade Brasileira de Estudos do Oitocentos, 2016, São João Del Rei-MG. Anais do Encontro de Pós-Graduandos da Sociedade Brasileira de Estudos do Oitocentos. Niterói-RJ: SEO, 2016. v. 1. p. 1-15.

5.
MARQUES JÚNIOR, N. F.. Honra, glória e defesa do bem comum: áulicos, imprensa e soberania na Corte fluminense (1824-1830). In: V Congresso Internacional de História, 2012, Maringá - Paraná. defesa do bem comum, 2012.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
MARQUES JÚNIOR, N. F.. A FACÇÃO ÁULICA NO PRIMEIRO REINADO: IMPRENSA, NAÇÃO E POLÍTICA NO RIO DE JANEIRO (1824-1831). In: 61ª Reunião anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC - Manaus), 2009, Manaus - AM. Anais/Resumos da 62ª Reunião Anual da SBPC. Manaus - AM: SBPC2009 Webmaster, 2009. v. 1. p. ---.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
MARQUES JÚNIOR, N. F.. A FACÇÃO ÁULICA NO PRIMEIRO REINADO: IMPRENSA, NAÇÃO E CIDADANIA NO RIO DE JANEIRO (1824-1831). In: XIII Encontro de História Anpuh-Rio Identidades, 2008, Seropédica-RJ. A facção áulica no Primeiro Reinado: imprensa, nação e política no Rio de Janeiro (1824-1831). Rio de Janeiro: Armazem das Letras, 2008. v. 1. p. 206-216.

Artigos aceitos para publicação
1.
MARQUES JÚNIOR, N. F.. A formação dos áulicos na Corte fluminense (1823-1826).. Revista do Instituto Histórico e Geográfico do Rio de Janeiro, 2013.

2.
MARQUES JÚNIOR, N. F.. Áulicos e a Imprensa Fluminense (1824-1826). Revista de Ciências Humanas (UGF), 2012.

3.
MARQUES JÚNIOR, N. F.. "Os verdadeiros constitucionais, amigos do rei e da nação": áulicos, imprensa e soberania no Primeiro Reinado. Veredas da História, 2011.

Apresentações de Trabalho
1.
MARQUES JÚNIOR, N. F.. O Brasil no século XIX. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
MARQUES JÚNIOR, N. F.. 'Os verdadeiros Constitucionais, amigos do rei e da nação': áulicos, ideias e soberania na Corte fluminense (1824-1826). Debates sobre Brasil Imperial.. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

3.
MARQUES JÚNIOR, N. F.. Movimentos de contestação no Primeiro Reinado.. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

4.
MARQUES JÚNIOR, N. F.. Áulicos e a Imprensa Fluminense (1824-1826). 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

5.
MARQUES JÚNIOR, N. F.. A formação e a imprensa áulica no Primeiro Reinado (1823-1826). 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

6.
MARQUES JÚNIOR, N. F.. Os verdadeiros constitucionais, amigos do rei e da nação: áulicos, ideias, imprensa e cultura política no Primeiro Reinado. 2011. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

7.
MARQUES JÚNIOR, N. F.; BASILE, M. O. N. C. . A Facção Áulica no Primeiro Reinado: Imprensa e Política no Rio de Janeiro (1824-1831). 2009. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

8.
MARQUES JÚNIOR, N. F.; BASILE, M. O. N. C. . A Facção Áulica no Primeiro Reinado: Imprensa, Nação e Política no Rio de Janeiro (1824-1831). 2009. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

9.
MARQUES JÚNIOR, N. F.. A formação da facção áulica no primeiro reinado. Imprensa, nação e política no Rio de Janeiro -1824 à 1831. 2008. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

10.
MARQUES JÚNIOR, N. F.. Áulicos no Primeiro Reinado: Imprensa, nação e Política no Rio de Janeiro. 2008. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).



Bancas




Participação em bancas de comissões julgadoras
Outras participações
1.
MARQUES JÚNIOR, N. F.. I Semana de Arte, Cultura e Ciência. 2015. Colégio Militar do Corpo de Bombeiros - Fortaleza/CE.

2.
MARQUES JÚNIOR, N. F.; Gabriel do Nascimento Silva. VII Semana de História Política. 2012. Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

3.
MARQUES JÚNIOR, N. F.; HENRIQUES, P.; CAMPOS, P.; NICOLAU, G.; MULLER, B.; Rafaela Albuquerque. VI semana de História Política/ III seminário nacional de História: política, cultura e sociedade. 2011. Universidade do Estado do Rio de Janeiro.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
: VI EPHIS.: As mudanças da imprensa e os jornais áulicos da Corte fluminense (1823-1831).. 2017. (Encontro).

2.
I EPHP.As mudanças da imprensa e os jornais áulicos da Corte fluminense (1823-1831).. 2017. (Encontro).

3.
III Simpósio de Educação: cotidiano, história e políticas. Os novos desafios para o Ensino Médio..Movimentos Sociais e a construção da cidadania.. 2017. (Simpósio).

4.
XII Semana de História Política/ IX Seminário Nacional de História: Política, Cultura e Sociedade.Os novos ares da imprensa e o papel político dos jornais áulicos na Corte fluminense (1823-31).. 2017. (Simpósio).

5.
IV Seminário Fluminense de Pós-Graduando em História,.Os cordatos do império do Brasil: áulicos, ideias e as transformações na imprensa fluminense (1821-1831). 2016. (Seminário).

6.
V Encontro de Pesquisa em História da UFMG.A virada na imprensa e a elite intelectual áulica (1820-1831).. 2016. (Simpósio).

7.
XI Fórum de Pós Graduação da UFRRJ.A TRANSFORMAÇÃO DA IMPRENSA E A ELITE INTELECTUAL ÁULICA.. 2016. (Seminário).

8.
XI Semana de História Política: Relações de Poder, Crise, Democracia e possibilidades.OS NOVOS CAMINHOS DA IMPRENSA: JORNAIS POLÍTICOS E A ELITE INTELECTUAL ÁULICA NA CORTE FLUMINENSE (1823-1831).. 2016. (Seminário).

9.
I Encontro de Pós-Graduandos da Sociedade de Estudos do Oitocentos (SEO)..AS TRANSFORMAÇÕES DA IMPRENSA FLUMINENSE: PERIÓDICOS, MATERIALIDADE E ESPAÇOS PÚBLICOS NA CORTE DO RIO DE JANEIRO (1821-1831).. 2015. (Encontro).

10.
IX Fórum da Pós-Graduação na Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.A formação dos áulicos, imprensa e o Poder Moderador (1823-1826).. 2015. (Simpósio).

11.
X semana de História Política: Minorias étinicas, de Gênero e Religiosas. VII Seminário Nacional de HIstória.A imprensa em transição: impressos, ideias e sociabilidades na Corte fluminense (1821-1831).. 2015. (Encontro).

12.
EPHIS III. Áulicos e a imprensa doutrinária. 2014. (Congresso).

13.
Impressos, ideias e espaço público no Oitocentos: o Ceará e a C Corte fluminense..Impressos, ideias e espaço público na Corte fluminense.. 2014. (Encontro).

14.
IX Fórum da Pós-Graduação da UFRRJ.A formação dos áulicos, imprensa e o Poder Moderador (1823-1826).. 2014. (Encontro).

15.
IX Semana de História Política. A formação dos áulicos e o poder executivo (1823-1826).. 2014. (Congresso).

16.
Seminário CEO 10 anos - Associação Nacional. 2013. (Seminário).

17.
I encontro de História da UGF.Áulicos e imprensa fluminense (1824-1826). 2012. (Encontro).

18.
VII Semana de História Política.A formação e a imprensa áulica no Primeiro Reinado (1823-1826). 2012. (Seminário).

19.
I simpósio de pós-graduandos em História Social da USS.Áulicos e outros grupos políticos na imprensa fluminense (1824-1828). 2011. (Simpósio).

20.
Notícias do século XVIII: gazetas manuscritas, gazetas impressas e gazetas online.. 2011. (Seminário).

21.
Simpósio Nacional de História - ANPUH."Os verdadeiros Constitucionais, amigos do rei e da nação": áulicos, ideias, imprensa e cultura política no Primeiro Reinado.. 2011. (Simpósio).

22.
VI semana de História Política/ III seminário nacional de História: política, cultura e sociedade. Áulicos e o Primeiro Reinado na corte fluminense (1824-1826). 2011. (Congresso).

23.
61ª Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência - SBPC. A Facção Áulica no Primeiro Reinado: Imprensa, Nação e Política no Rio de Janeiro (1824-1831). 2009. (Congresso).

24.
As Marias no Cangaço: Faces Femininas no Banditismo Social. 2009. (Outra).

25.
Palestra Internacional sobre Movimentos Sociais no México. 2009. (Outra).

26.
V Encontro de Pesquisa de Graduação em História (UFRJ - IFCS).A FACÇÃO ÁULICA NO PRIMEIRO REINADO: IMPRENSA, NAÇÃO E POLÍTICA NO RIO DE JANEIRO (1824-1831). 2009. (Encontro).

27.
XIX Jornada de Iniciação Científica da UFRRJ " A pesquisa como fator de Inclusão Social".Os áulicos no Primeiro Reinado. 2009. (Simpósio).

28.
XXIX Encontro Nacional dos Estudantes de História - ENEH. 2009. (Congresso).

29.
XXIX Encontro Nacional dos Estudantes de História - ENEH.As Marias no Cangaço: Faces Femininas no Banditismo Social. 2009. (Outra).

30.
"7 de setembro: Festas oficiais e Festejos populares na corte Imperial (1823 a 1889)". 2008. (Seminário).

31.
" A História do trabalho na América Latina: Tendências e perspectivas".. 2008. (Seminário).

32.
"Medindo maiôs e correndo atrás de homens sem camisa: a policia e as praias cariocas (1920 a 1950). 2008. (Seminário).

33.
"Santos pretos, hagiografia e conversão no Brasil colonial". 2008. (Seminário).

34.
Encontro Nacional dos Estudantes de História (ENEH). 2008. (Seminário).

35.
Encontro Nacional dos Estudantes de História - UFSJ.A formação da facção áulica no primeiro reinado. Imprensa, nação e política no Rio de Janeiro- 1824 a 1831. 2008. (Encontro).

36.
II Cine-café e História. 2008. (Oficina).

37.
Jornada de Iniciação Científica da UFRRJ.A Facção Áulica no primeiro reinado: Imprensa, nação e política no Rio de Janeiro (1824 a 1831). 2008. (Simpósio).

38.
Uma Família de cor e sua tradição nas artes mecânicas (Recife,século XIX). 2008. (Seminário).

39.
Visita à comunidade quilombola São José na cidade de Valença, RJ. 2008. (Encontro).

40.
XIII Encontro de História ANPUH Rio-Identidades.A Facção Áulica no Primeiro Reinado: Imprensa, nação e Política no Rio de Janeiro (1824-1831). 2008. (Simpósio).

41.
XVIII Ciclo de Debates em História Antiga: Dialogando com Clio - 15 anos do LHIA. 2008. (Simpósio).

42.
100 anos de Caio Prado Jr. 2007. (Outra).

43.
A História do Brasil através dos movimentos e lutas socias. 2007. (Seminário).

44.
CONEHI ( Conselho Nacional de Entidades de HIstória). CONEHI ( Conselho Nacional de Entidades de HIstória). 2007. (Congresso).

45.
Conselho Regional de Entidades de História (COREHI).Conselho Regional de Entidades de História (COREHI). 2007. (Encontro).

46.
Encontro Regional dos Estudantes de História (EREH).A Influência do Neo-realismo Italiano no cinema novo brasileiro. 2007. (Encontro).

47.
I Seminário interno de pesquisa. 2007. (Seminário).

48.
I Seminário Interno do Instituto Multidisciplinar. 2007. (Seminário).

49.
IV Encontro do GT de formação de professores: Ensino de História e Cinema.As Classes populares no cinema brasileiro dos anos de 1950. 2007. (Encontro).

50.
Encontro Nacional dos Estudantes de História (ENEH).Encontro Nacional dos Estudantes de História (ENEH) e Membro dos grupos de discussões G.Ds. 2006. (Encontro).

51.
poesia e leitura:paradigmas classicos da educaçao.poesia e leitura:paradigmas classicos da educaçao..poesia e leitura:paradigmas classicos da educaçao.poesia e leitura:paradigmas classicos da educaçao.. 2006. (Outra).

52.
Semana Brecht.Semana Brecht. 2006. (Seminário).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
MARQUES JÚNIOR, N. F.; FERREIRA, H. ; PEIXOTO, A. M. . I Ciclo de Debates sobre necessidades específicas. 2016. (Outro).

2.
MARQUES JÚNIOR, N. F.; Beatriz Piva Momesso ; HENRIQUES, P. ; Rafaela Albuquerque ; BRETAS, M. ; MULLER, B. ; CAMPOS, P. ; NICOLAU, G. . VI semana de História Política/ III seminário nacional de História: política, cultura e sociedade. 2011. (Congresso).

3.
MARQUES JÚNIOR, N. F.. I Semana Acadêmica de História " 1888- 380 Anos de escravidão- Cadê a abolição?". 2008. (Congresso).

4.
MARQUES JÚNIOR, N. F.; Allofs Daniel Batista ; Gabriel do Nascimento Silva . "1888-380 Anos de escravidão - Cadê a abolição ?". 2008. (Congresso).

5.
MARQUES JÚNIOR, N. F.. Palestra sobre Movimento Estudantil. 2007. (Outro).

6.
MARQUES JÚNIOR, N. F.. Palestra sobre a pertinência da abertura dos arquivos da ditadura militar. 2007. (Outro).

7.
MARQUES JÚNIOR, N. F.. Palestra sobre Reforma Universitária. 2007. (Outro).

8.
MARQUES JÚNIOR, N. F.. Sarau, Música, Poesia e Debate Político. 2007. (Festival).

9.
MARQUES JÚNIOR, N. F.. Conselho Regional dos Estudantes de História (COREHI). 2007. (Congresso).

10.
MARQUES JÚNIOR, N. F.. Semana de Calouros da UFRRJ-IM. 2006. (Outro).



Outras informações relevantes


Foi professor de História do 2º e 3º ano do ensino médio do Colégio Santa Rita - GPI, desde 2010. Lecionou como voluntário as disciplinas de História e Geografia numa ONG chamada Perfeita Alegria, filiada a Juventude Franciscana (JUFRA) para alunos de nível fundamental e médio. Período dois anos.Ministrou um minicurso sobre a influência do neo realismo italiano no cinema novo brasileiro na década de 50 na semana acadêmica da UFRRJ-IM e no Encontro Regional dos Estudantes de História (EREH-Campinas) na UNICAMP.Fez parte durante um ano no projeto de Cinema e História da UFRRJ-IM orientada pela doutora Roberta Lobo ( Voluntário). Foi bolsista de extensão no projeto de capacitação dos professores da rede pública, formação continuada (EJA).Foi voluntário durante 4 meses no projeto do Professor - Doutor Marcelo da Rocha Wanderley sobre História da América e o mundo ibérico. Foi bolsista de 2008 a 2010 da Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro ( FAPERJ) na pesquisa do Professor - Doutor Marcello Otávio Neri de Campos Basile, sobre a facção áulica no primeiro reinado: imprensa, nação e política no Rio de Janeiro (1824 a 1831). Dedicação exclusiva.

A monografia " Os defensores da Honra do Brasil": áulicos, política e ideias na Corte fluminense (1822-1830) foi defendida em agosto de 2010, ganhou nota 10 e indicação para o mestrado. A banca foi formada pelos professores: Álvaro Pereira do Nascimento, Marcello Basile (orientador) e Roberto Guedes.

A dissertação de mestrado, intitulada: "Os verdadeiros Constitucionais, amigos do rei e da nação": áulicos, ideias e soberania na Corte fluminense (1824-1826), foi aprovada sem restrições e recomendada para publicação. A banca foi formada pelas professoras: Lucia Maria Bastos Pereira das Neves (orientadora), Lucia P. Guimarães, Adriana Barreto e o professor Marcello O. Neri de Campos Basile (co-orientador).



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 14/11/2018 às 5:38:44