Marcus Vinícius Reis

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/2930667406575103
  • Última atualização do currículo em 23/09/2018


Doutorando pelo Programa de Pós-Graduação em História pela Universidade Federal de Minas Gerais e bolsista pela CAPES. Possui Mestrado pelo Programa de Pós-Graduação em História Social da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ/FFP). Possui Graduação (Licenciatura e Bacharelado) em História pela Universidade Federal de Viçosa (2011). Pertenceu ao Conselho Editorial da Revista Temporalidades, vinculada ao Programa de Pós-Graduação em História da UFMG. Também foi bolsista do Programa de Doutorado Sanduíche no Exterior, através da Universidade de Lisboa. Por fim, atua como pesquisador nas seguintes áreas temáticas: Tribunal do Santo Ofício português na Época Moderna; Práticas mágico-religiosas no mundo português da Época Moderna; Gênero e religiosidade; História e Patrimônio. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Marcus Vinícius Reis
Nome em citações bibliográficas
REIS, M. V.


Formação acadêmica/titulação


2014
Doutorado em andamento em História.
Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Brasil.
com período sanduíche em Universidade de Lisboa (Orientador: Isabel Drumond Braga).
Título: "Mulheres de seus corpos e de suas crenças: relações de gênero, práticas mágico-religiosas e Inquisição no mundo português (séc. XVI)",
Orientador: Júnia Ferreira Furtado.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: Tribunal do Santo Ofício; Práticas mágico-religiosas; Século XVI; relações de gênero.
Grande área: Ciências Humanas
Setores de atividade: Pesquisa e desenvolvimento científico.
2012 - 2014
Mestrado em História Social.
Universidade do Estado do Rio de Janeiro, UERJ, Brasil.
Título: Descendentes de Eva: religiosidade colonial e condição feminina na Primeira Visitação do Santo Ofício à América portuguesa (1591-1595).,Ano de Obtenção: 2014.
Orientador: Daniela Buono Calainho.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: Inquisição; Brasil Colonia; Práticas mágico-religiosas.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História Moderna e Contemporânea.
2007 - 2011
Graduação em História.
Universidade Federal de Viçosa, UFV, Brasil.
Título: Mediações, heresias ou embustes? A religiosidade colonial entre práticas mágicas e de feitiçarias a partir da Primeira Visitação do Santo Ofício (1591-1595).
Orientador: Ângelo Adriano Faria de Assis.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais, FAPEMIG, Brasil.




Atuação Profissional



Universidade do Estado do Rio de Janeiro, UERJ, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - 2014
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Mestrado, Carga horária: 20, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Discente do Programa de Pós-graduação em História Social (PPGHS) da Faculdade de Formação de Professores da Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Bolsista da Coordenadoria de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES. março/12.jan/2014

Atividades

03/2012 - 03/2014
Pesquisa e desenvolvimento , CAPES - Coordenadoria de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, .


Universidade Federal de Viçosa, UFV, Brasil.
Vínculo institucional

2014 - 2015
Vínculo: Monitor, Enquadramento Funcional: Monitor do Ensino à Distância de História, Carga horária: 20, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2010 - 2011
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Graduação, Carga horária: 20, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Bolsista de Iniciação Científica da FUNARBIC - Programa de Apoio à Iniciação Científica da FUNARBE (Fundação Arthur Bernardes) - sob orientação do Prof. Dr. Ângelo Adriano Faria de Assis

Vínculo institucional

2009 - 2010
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Graduação, Carga horária: 20, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Bolsista de Iniciação Científica da FAPEMIG - Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - sob orientação do Prof. Dr. Ângelo Adriano Faria de Assis.

Atividades

09/2011 - 09/2011
Outras atividades técnico-científicas , Departamento de História, Departamento de História.

Atividade realizada
Monitor do II Seminário Nacional Práticas Sociais, Narrativas Visuais e Relações de Poder: visões contemporâneas.
03/2010 - 03/2011
Pesquisa e desenvolvimento , FUNARBIC ? Programa de Apoio a Iniciação Científica da FUNARBE, .

Linhas de pesquisa
História
05/2010 - 05/2010
Outras atividades técnico-científicas , Departamento de História, Departamento de História.

Atividade realizada
Monitor do I Seminário Nacional Práticas Sociais, Narrativas Visuais e Relações de Poder: visões contemporâneas.
03/2009 - 03/2010
Pesquisa e desenvolvimento , FAPEMIG - Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais., .

Linhas de pesquisa
História
03/2007 - 12/2007
Estágios , Departamento de História, Museu Histórico da Universidade Federal de Viçosa.

Estágio realizado
Estágio no Museu Histórico da Universidade Federal de Viçosa.

Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Brasil.
Vínculo institucional

2014 - Atual
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Doutorando, Carga horária: 20, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Discente do Programa de Pós-graduação em História da Universidade Federal de Minas Gerais. Bolsista da Coordenadoria de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES.

Vínculo institucional

2015 - 2015
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 4
Outras informações
Estágio Docência realizado no Departamento de História da Universidade Federal de Minas Gerais para os alunos de graduação. Disciplina: "Mundos conectados da Inquisição Portuguesa". Carga horária: 60h (4 créditos). Disciplina Optativa (HIS100). O Estágio Docência é item curricular obrigatório para os alunos bolsistas do PPGHIS-UFMG.


Instituto Federal de Santa Catarina, IFSC, Brasil.
Vínculo institucional

2018 - Atual
Vínculo: Parecerista Ad Hoc, Enquadramento Funcional: Membro do Comitê Ad Hoc da PROEX do IFSC



Linhas de pesquisa


1.
Território, Identidades e Representações

Objetivo: A linha compreende investigações que partem do pressuposto de que o Território Social é uma comunidade imaginada em todas suas dimensões espaciais: a internacional, a nacional, a regional e a local. Do ponto de vista do recorte do objeto, a linha proporciona uma abertura para a micro-história e os microtemas, como, por exemplo, a história do cotidiano, de personagens, grupos e localidades sem aparente importância, e histórias de vida; para as constantes significações e re-significações do espaço por parte de atores e sujeitos diversos; para os processos movediços de caracterização de identidades políticas e culturais que informam a própria constituição das territorialidades sociais..
Grande área: Ciências Humanas
Setores de atividade: Pesquisa e desenvolvimento científico.
Palavras-chave: História Cultural; História Moderna e Contemporânea.
2.
História
3.
História


Membro de corpo editorial


2015 - 2016
Periódico: Temporalidades


Revisor de periódico


2016 - 2016
Periódico: Temporalidades


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História do Brasil/Especialidade: História do Brasil Colônia.
2.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História Moderna e Contemporânea.
3.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Políticas Públicas.
4.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História do Brasil/Especialidade: História Regional do Brasil.


Idiomas


Espanhol
Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.
Inglês
Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
REIS, M. V.2016REIS, M. V.; PEREIRA, J. T. R. . Agentes do Demônio no Arcebispado de Braga: as Mulheres Acusadas de ?Feitiçaria? e Suas Interações Com a Comunidade no Âmbito das Relações de Gênero. CANTAREIRA (UFF), v. 1, p. 47-66, 2016.

2.
REIS, M. V.2016REIS, M. V.; MARTINS, N. R. ; FREITAS, A. A. . Editorial: (In) Tolerâncias religiosas: práticas Modernas e problemáticas Contemporâneas. Temporalidades, v. 8, p. 5-16, 2016.

3.
REIS, M. V.2015REIS, M. V.; ASSIS, A. A. F. . Mulher, Judia, Feiticeira: cristãs-novas e práticas mágico-religiosas na documentação do Santo Ofício português. Cadernos de Estudos Sefarditas, v. 1, p. 1-294, 2015.

4.
REIS, M. V.2015REIS, M. V.. Os diversos mundos das práticas mágico-religiosas a partir das Visitações do Santo Ofício à América Portuguesa (1591-1595; 1763-1769). Revista Ultramares, v. 1, p. 1-224, 2015.

5.
REIS, M. V.2015REIS, M. V.. Mulheres que adivinham: presença feminina no âmbito das práticas mágico-religiosas a partir da primeira visitação do Santo Ofício à América portuguesa (1591-1595). HISTÓRIA, HISTÓRIAS, v. 3, p. 3-227, 2015.

6.
REIS, M. V.2014REIS, M. V.. Várias faces da religiosidade: Portugal e América entre práticas mágico-religiosas no século XVI. 7 Mares, v. 1, p. 9-197, 2014.

7.
REIS, M. V.2010REIS, M. V.. Entre a permissão divina e a danação mundana: a construção do Malleus Maleficarum sob a ótica do medo no Ocidente. Pergaminho: Revista discente de Estudos Históricos, v. 1, p. 73-88, 2010.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
REIS, M. V.; FARIA, A. L. L. ; ASSIS, A. A. F. ; SILVA, T. H. M. . O Vestibular da UFV: democratização e desenvolvimento das formas de acesso à Universidade.. 1. ed. Viçosa: E-book, 2016. v. 1. 159p .

2.
REIS, M. V.; ASSIS, A. A. F. ; FARIA, A. L. L. . História de Santa Cruz do Escalvado. 1. ed. Santa Cruz do Escalvado: Geographica Consultoria e Projetos Editora, 2009. 79p .

Capítulos de livros publicados
1.
REIS, M. V.. A primeira e a última Inquisição: práticas mágico-religiosas a partir das visitações do Santo Ofício nos séculos XVI e XVIII. In: Angelo Adriano Faria de Assis; André Luiz Lopes de Faria. (Org.). Tempo, Lugar, Conhecimento: Geografia e História. Entre aproximações e distanciamentos.. 1ed.Viçosa: Editora do CCH, 2016, v. 1, p. 1-223.

2.
REIS, M. V.. Práticas mágico-religiosas e ambiguidade feminina a partir da Primeira Visitação do Santo Ofício à América Portuguesa (1591-1595). In: Yllan de Mattos; Angelo Adriano Faria de Assis; Aldair Carlos Rodrigues; Pollyanna Gouveia Mendonça Muniz;. (Org.). Edificar e Transgredir: Clero, Religiosidade e Inquisição no espaço ibero-americano (séculos XVI-XIX). 1ed.Jundiaí: Paco Editorial, 2016, v. 1, p. 1-480.

3.
REIS, M. V.. A Inquisição nos primeiros momentos de Brasil - Colônia: possibilidades, análises e discussões a partir de uma iniciação científica. In: Ângelo Adriano Faria de Assis; André Luiz Lopes de Faria. (Org.). O onde e o quando : espaço e memória na construção da história e da geografia. 1ed.Viçosa: Geographica Editora, 2012, v. , p. 1-290.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
REIS, M. V.. Subversão e autonomia no mundo português: ?práticas mágico-religiosas? e condição feminina a partir dos processos do Tribunal do Santo Ofício (século XVI). In: XXVIII Simpósio Nacional de História, 2015, Florianópolis. Anais eletrônicos. Florianópolis: Anpuh, 2015. v. 1. p. 1-16.

2.
REIS, M. V.. Reconhecimento e Heresia: a antinomia feminina nas práticas mágico-religiosas a partir da Primeira Visitação do Santo Ofício à América portuguesa (1591-1595). In: V Encontro Internacional de História Colonial: Cultura, Escravidão e Poder na Expansão Ultramarina, Séculos XVI ao XIX, 2014, Maceió. Anais do V Encontro de Internacional de História Colonial: Cultura, Escravidão e Poder na Expansão Ultramarina (Século XVI ao XIX). Maceió: EdUfal, 2014. v. 1. p. 1-1272.

3.
REIS, M. V.. Simbologias diabólicas nos Mundos Moderno e Contemporâneo: estudos sobre o Malleus Maleficarum e o Ritual de Exorcismos e outras Súplicas.. In: II Seminário Nacional Práticas Sociais, Narrativas Visuais, Relações de Poder: Visões Contemporâneas, 2012, Viçosa. Anais do II Seminário Nacional Práticas Sociais, Narrativas Visuais, Relações de Poder: Visões Contemporâneas. Viçosa: Editora UFV, 2012. v. 1. p. 1-634.

4.
REIS, M. V.. Práticas mágicas na alçada inquisitorial: o processo de Violante Carneira a partir da Primeira Visitação do Santo Ofício (1591-1595). In: II Seminário Nacional Práticas Sociais, Narrativas Visuais, Relações de Poder: Visões Contemporâneas, 2012, Viçosa. Anais do II Seminário Nacional Práticas Sociais, Narrativas Visuais, Relações de Poder: Visões Contemporâneas. Viçosa: Editora UFV, 2012. v. 1. p. 1-634.

5.
REIS, M. V.. Diabolus, Daemon, Diabo. A construção histórica da figura demoníaca pela Igreja Católica: percepções do mundo contemporâneo. In: I Seminário Nacional Práticas Sociais, Narrativas Visuais, Relações de Poder: visões contemporâneas, 2012, Viçosa. Anais do I Seminário Nacional Práticas Sociais, Narrativas Visuais, Relações de Poder: Visões Comteporâneas. Viçosa: Editora UFV, 2012. v. 1. p. 1-845.

6.
REIS, M. V.. Quando as mediações se tornam heresias: práticas mágico-religiosas a partir dos processos de Maria Gonçalves e Felícia Tourinho (1591-1595). In: I Seminário Fluminense de Pós-Graduandos em História, 2012, Rio de Janeiro. Anais do I Seminário Fluminense de Pós-Graduação em História, 2012. v. 1. p. 1-10.

7.
REIS, M. V.. SANTAS OU FEITICEIRAS? O DISCURSO MISÓGINO NA AMÉRICA PORTUGUESA A PARTIR DOS PROCESSOS INQUISITORIAIS DE MARIA GONÇALVES E FELÍCIA TOURINHO (1591-1595). In: 9º ENCONTRO DE HISTÓRIA ANPUH-ES ? HISTÓRIA, POLÍTICA E LIBERDADE, 2012, Vitória. ANAIS ELETRÔNICOS DO 9º ENCONTRO DE HISTÓRIA ANPUH-ES ? HISTÓRIA, POLÍTICA E LIBERDADE.. Vitória: GM Gráfica & Editora, 2012. v. 1. p. 1-14.

8.
REIS, M. V.. AS VISITAÇÕES DO SANTO OFÍCIO EM 1591 E 1763: O ESCRAVISMO COLONIAL A PARTIR DAS APROPRIAÇÕES NAS PRÁTICAS MÁGICO-RELIGIOSAS. In: I Encontro de História da Universidade Gama Filho, 2012, Rio de Janeiro. Atas do I Encontro de História da Universidade Gama Filho. Rio de Janeiro: Editora da Gama FIlho, 2012. v. 1. p. 1-631.

9.
REIS, M. V.. A arquitetura de idéias na constituição da ?religiosidade colonial?: estruturas simbólicas e instrumentalizações a partir da primeira visitação do Santo Ofício à América portuguesa (1591-1595). In: XII Simpósio Anual da ABHR, 2011, Juiz de Fora. Anais do XII Simpósio Nacional da Associação Brasileira de História das Religiões. Juiz de Fora: UFJF, 2011. v. 12. p. 1-17.

10.
REIS, M. V.. O processo inquisitorial de Felícia Tourinho: a religiosidade colonial no século XVI entre magias e feitiçarias. In: Simpósio Internacional de Estudos Inquisitoriais: História e Historiografia, 2011, Salvador. Anais Eletrônicos ? Simpósio Internacional de Estudos Inquisitoriais: História e Historiografia. Cachoeira-Bahia: UFRB, 2011. v. 1.

11.
REIS, M. V.. A religiosidade colonial na mesa do visitador: práticas mágico-religiosas e de feitiçaria a partir da Terceira Visitação do Santo Ofício ao Brasil (1763-1769)). In: III Encontro Internacional de História Colonial, 2010, Recife. Anais do 3º Encontro Internacional de História Colonial : cultura, poderes e sociabilidades no mundo atlântico (séc. XV-XVIII). Recife: UFPE, 2010. v. 1. p. 1-1364.

12.
REIS, M. V.. A religiosidade na Colônia e a apropriação de signos aleatórios nas práticas de feitiçaria a partir do processo inquisitorial de Maria Gonçalves (1591-1593). In: Semana Acadêmica de História - ?História: Definições, métodos e ensino?., 2010, Viçosa. Anais da SEMANA ACADÊMICA DE HISTÓRIA: ?História: Definições, métodos e ensino?.. Viçosa: Arka, 2010. v. 1. p. 1-301.

13.
REIS, M. V.. Medo de bruxa: A feitiçaria no Brasil a partir da Visitação do Santo Ofício no século XVI. In: III Simpósio Nacional de História da historiografi, 2009, Mariana. Anais do 3 Simpósio Nacional de História da historiografia: aprender com a história?. Ouro Preto: Edufop, 2009. v. 1. p. 1-11.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
REIS, M. V.. Práticas de subversão e construção de autonomia entre as mulheres no âmbito das práticas mágico-religiosas do mundo português (século XVI). In: II Seminário Internacional Desfazendo o Gênero, 2015, Salvador. Anais do II Seminário Internacional Desfazendo o Gênero. Salvador: EdUFBA, 2015. v. 1. p. 1-1.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
REIS, M. V.; HELFENSTEIN, J. . O Diabo em perspetiva: visões de Lutero e da Igreja Católica acerca da figura do Demônio. In: Colóquio Internacional Martinho Lutero e o novo rosto político-religioso da Europa, 2017, Lisboa. Livro de resumos. Colóquio Internacional Martinho Lutero e o novo rosto político-religioso da Europa. Lisboa: Universidade Nova de Lisboa. Faculdade de Ciências Sociais e Humanas. Centro de História d? Aquém e, 2017. v. 1. p. 1-62.

2.
REIS, M. V.. Trajetórias dissonantes da ortodoxia inquisitorial: práticas 'mágico-religiosas' e relações de gênero no mundo português (séc. XVI). In: VI Encontro Internacional de História Colonial. Mundos comparados: poder, fronteiras e identidades., 2016, Salvador. Caderno de Resumos do VI Encontro Internacional de História Colonial. Mundos comparados: poder, fronteiras e identidades.. Salvador: UNIVERSALIS EDIÇÕES, 2016. v. 1. p. 1-350.

3.
REIS, M. V.. Reconhecimento e Heresia: a antinomia feminina nas práticas mágico-religiosas a partir da Primeira Visitação do Santo Ofício à América portuguesa (1591-1595). In: 5º Encontro Internacional de História Colonial: Cultura, escravidão e poder na expansão ultramarina, século XVI ao XIX, 2014, Maceió. Caderno de resumos do 5º Encontro Internacional de História Colonial: Cultura, escravidão e poder na expansão ultramarina, século XVI ao XIX. Maceió: EDUFAL, 2014. v. 1. p. 1-173.

4.
REIS, M. V.. A construção de um 'complô': práticas mágico-religiosas e trajetórias femininas na América portuguesa (1591-1595). In: II Simpósio Internacional de Estudos Inquisitoriais, 2013, Salvador. Livro de resumos do Simpósio Internacional de Estudos Inquisitoriais. Feira de Santana: Editora da Universidade Estadual de Feira de Santana, 2013. v. 1. p. 1-157.

5.
REIS, M. V.. Mulheres de Eva e Diana: reconhecimento social e heresia nas práticas mágico-religiosas da Primeira Visitação do Santo Ofício (1591-1595). In: Semana de História da UFV. Como se faz a História: arquivos, discursos, práticas, temas e teorias, 2013, Viçosa. Anais da Semana de História da UFV. Viçosa: CCH, 2013. v. 1. p. 1-252.

6.
REIS, M. V.. As visitações do Santo Ofício em 1591 e 1763: o escravismo colonial a partir das apropriações nas práticas mágico-religiosas. In: I Encontro de História da UGF, 2012, Rio de Janeiro. Cadernos de Resumos do I Encontro de História da Universidade Gama Filho. Rio de Janeiro: Editora Gama Filho, 2012. v. 1. p. 1-99.

7.
REIS, M. V.. Santas ou feiticeiras? O discurso misógino na América portuguesa a partir dos processos inquisitoriais de Maria Gonçalves e Felícia Tourinho (1591-1595). In: IX Encontro Regional de História / Associação Nacional de História ? Seção Espírito Santo (ANPUH-ES)., 2012, Vitória. IX Encontro Regional de História / Associação Nacional de História ? Seção Espírito Santo (ANPUH-ES).. Vitória: GM Gráfica & Editora, 2012. v. 1. p. 1-77.

8.
REIS, M. V.. O processo inquisitorial de Felícia Tourinho: a religiosidade colonial no século XVI entre magias e feitiçarias. In: Simpósio Internacional de Estudos Inquisitoriais:História e Historiografia, 2011, Salvador. Livro de Resumos Simpósio Internacional de Estudos Inquisitoriais. Feira de Santana: Editora da Universidade Estadual de Feira de Santana, 2011. v. 1. p. 1-146.

9.
REIS, M. V.. A religiosidade colonial na mesa do visitador: práticas mágico-religiosas e de feitiçaria a partir da Terceira Visitação do Santo Ofício ao Brasil (1763-1769). In: III Encontro Internacional de História Colonial, 2010, Recife. III Encontro Internacional de História Colonial. Recife: Editora Universitária UFPE, 2010. v. 1. p. 1-200.

10.
REIS, M. V.. Medo de bruxa: A feitiçaria no Brasil a partir da Visitação do Santo Ofício no século XVI. In: III Seminário Nacional de História da Historiografia, 2009, Mariana. Anais do 3º. Seminário Nacional de História da Historiografia: aprender com a história?. Ouro Preto: Edufop, 2009. v. 1. p. 1-11.

Apresentações de Trabalho
1.
REIS, M. V.. O lugar do gênero e da sexualidade na historiografia do mundo português. 2018. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

2.
REIS, M. V.; ASSIS, A. A. F. . Palestra na 12a Primavera dos Museus. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

3.
REIS, M. V.. Não tão distantes da lei mosaica, mas próximas do sobrenatural: práticas mágico-religiosas nas trajetórias de Beatriz Borges, Clara de Oliveira e Simoa de São Nicolau (século XVI). 2017. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

4.
REIS, M. V.; HELFENSTEIN, J. . O Diabo em perspectiva: visões de Lutero e da Igreja Católica acerca da figura do Demônio. 2017. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

5.
REIS, M. V.. 'Porque tudo as pessoas folgavam saber': relações de gênero, práticas mágico-religiosas no processo de Brites Marques. 2017. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

6.
REIS, M. V.. Cristãs-novas e Tribunal do Santo Ofício português no universo 'mágico-religioso' quinhentista. 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

7.
REIS, M. V.; PEREIRA, J. T. R. . Coordenador do Simpósio Temático 'Justiça, Fé e Relações de poder na Época Moderna (séculos XVI-XVIII)'. 2016. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

8.
REIS, M. V.. Debatedor no Seminário 'O Queijo e os Vermes': 40 anos. 2016. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

9.
REIS, M. V.. Coordenador da Mesa-Redonda ?Os vários mundos da Inquisição no período Moderno?. 2015. (Apresentação de Trabalho/Outra).

10.
REIS, M. V.. Subversões e 'práticas mágico-religiosas' no mundo português: trajetórias femininas no universo da Inquisição (século XVI). 2015. (Apresentação de Trabalho/Outra).

11.
REIS, M. V.. Várias faces da religiosidade no mundo português: a historiografia Brasil/Portugal na relação entre práticas mágico-religiosas e condição feminina. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

12.
REIS, M. V.. Práticas de subversão e construção de autonomia entre as mulheres no âmbito das práticas mágico-religiosas no mundo português (século XVI). 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

13.
REIS, M. V.; PEREIRA, J. T. R. . Coordenação do Simpósio Temático 'Nas teias do poder: religião e política na Época Moderna?. 2014. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

14.
REIS, M. V.. Práticas mágico-religiosas na alçada do Santo Ofício: a busca feminina por reconhecimento social (1591-1595). 2013. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

15.
REIS, M. V.. Coordenação do Simpósio Temático 'Religião e religiosidade: estruturas, intolerâncias e seus desdobramentos'. 2013. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

16.
REIS, M. V.. Heresias ou apropriações do sobrenatural? A primeira visitação do Santo Ofício à América portuguesa a partir das práticas mágicas e de feitiçaria.. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

17.
REIS, M. V.. As Visitações do Santo Oficio em 1591 e 1763: o escravismo colonial a partir das apropriações nas práticas mágico-religiosas. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

18.
REIS, M. V.. Santas ou Feiticeiras? O discurso misógino na América portuguesa a partir dos processos inquisitoriais de Maria Gonçalves e Felícia Tourinho (1591-1595). 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

19.
REIS, M. V.. Várias faces da religiosidade: Portugal e América entre práticas mágicas e de feitiçarias no século XVI. 2012. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

20.
REIS, M. V.. Circularidades e apropriações entre 'cultura erudita' e 'cultura popular': os processos inquisitoriais de Maria Gonçalves, Violante Carneira e Felícia Tourinho (1591-1595). 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

21.
REIS, M. V.. O processo inquisitorial de Felícia Tourinho: a religiosidade colonial no século XVI entre magias e feitiçarias. 2011. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

22.
REIS, M. V.. A arquitetura de idéias na constituição da ?religiosidade colonial?: estruturas simbólicas e instrumentalizações a partir da primeira visitação do Santo Ofício à América portuguesa (1591-1595). 2011. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

23.
REIS, M. V.. Práticas mágicas na alçada inquisitorial: o processo de Violante Carneira a partir da Primeira Visitação do Santo Ofício (1591-1595). 2011. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

24.
REIS, M. V.. 'Simbologias diabólicas nos Mundos Moderno e Contemporâneo: estudos sobre o Malleus Maleficarum e o Ritual de Exorcismos e outras Súplicas.'. 2011. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

25.
REIS, M. V.. Diabolus, Daemon, Diabo. A construção histórica da figura demoníaca pela Igreja Católica: percepções do mundo contemporâneo.. 2010. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

26.
REIS, M. V.. A religiosidade colonial na mesa do visitador: práticas mágico-religiosas e de feitiçaria a partir da terceira visitação do Santo Ofício ao Brasil (1763-1769). 2010. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

27.
REIS, M. V.. Estruturas simbólicas a partir das práticas de feitiçaria nas visitações do Santo Ofício ao Brasil (1591-1595;1763-1769): os casos de Maria Gonçalves e Isabel Maria da Sylva. 2010. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

28.
REIS, M. V.. Nem Sabbat, Nem Calundú. Práticas de feitiçaria a partir da visitação do Santo Ofício ao Brasil (1591-1595). 2009. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

29.
REIS, M. V.. Medo de Bruxa: A feitiçaria no Brasil a partir da Visitação do Santo Ofício no século XVI. 2009. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

30.
REIS, M. V.. Medo de Bruxa. Práticas Mágicas e de Feitiçaria na Documentação da Primeira Visitação do Santo Ofício Ao Brasil 1591-1595. 2009. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

Outras produções bibliográficas
1.
REIS, M. V.. A sociedade colonial a partir de um processado pelo Tribunal do Santo Ofício. Viçosa: CCH/UFV, 2013 (Resenha).

2.
REIS, M. V.. A sociedade colonial a partir de um processado pelo Tribunal do Santo Ofício. Viçosa: Editora da UFV, 2013 (Resenha).


Produção técnica
Trabalhos técnicos
1.
REIS, M. V.. Parecer na ação de extensão: 'LABORATÓRIOS DE INICIAÇÃO TEATRAL' promovida pelo(a) ASSESSORIA DE ARTES (CAMPUS FLORIANÓPOLIS). 2018.

2.
REIS, M. V.. Parecer na ação de extensão: ''PROJETO DE DANÇA DO IFSC - CÂMPUS JOINVILLE'. 2018.

3.
REIS, M. V.. Parecer na Ação de Extensão: 'Atelier Livre: orientando processos de criação artísticos'. 2018.

4.
REIS, M. V.. Parecer na Ação de Extensão: II Festival de Música do IFSC - Região Oeste (FEMIFSC-OESTE). 2018.

5.
REIS, M. V.. Avaliador Ad Hoc para a Revista Brasileira de História das Religiões. 2018.

6.
REIS, M. V.. Parecer na ação de extensão: 'PROMOÇÃO DA LEITURA A PARTIR DA ARTE DE CONTAR HISTÓRIAS' promovida pelo(a) DEPARTAMENTO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO (CAMPUS TUBARÃO). 2018.

7.
REIS, M. V.. Visita técnica à Cátedra de Estudos Sefarditas 'Alberto Benveniste'. 2013.

8.
REIS, M. V.; ASSIS, A. A. F. ; FARIA, A. L. L. . Inventariação do patrimônio histórico e cultural do município de Santa Cruz do Escalvado. 2011.

9.
REIS, M. V.; ASSIS, A. A. F. ; FARIA, A. L. L. . Inventariação do patrimônio histórico e cultural do município de Santa Cruz do Escalvado. 2010.

10.
REIS, M. V.; ASSIS, A. A. F. ; FARIA, A. L. L. . Inventariação do patrimônio histórico e cultural do município de Santa Cruz do Escalvado. 2009.

Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
REIS, M. V.. A subversão do sexo: relações de gênero e práticas mágico-religiosas na América Portuguesa (séc. XVI). 2018. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

2.
REIS, M. V.; OLIVEIRA, Y. M. ; ASSIS, A. A. F. . As muitas versões de Eva no 'mundo português' quinhentista: práticas mágico-religiosas e relações de gênero no âmbito da Inquisição. 2017. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

3.
REIS, M. V.. A Companhia de Jesus no contexto de reafirmação do catolicismo: problemáticas Modernas e Contemporâneas - Entrevista com a Profa. Dra. Maria de Deus Beites Manso (Universidade de Évora, Portugal). 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

4.
REIS, M. V.; ROCHA, I. T. ; ROCHA, C. B. A. ; GONCALVES, G. . Santidade idealizada no Oriente português: a trajetória de Joana de Jesus e os usos da misoginia no âmbito do Tribunal do Santo Ofício de Goa (séc. XVI). 2015. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).


Demais tipos de produção técnica
1.
REIS, M. V.. O lugar das teorias de gênero nos estudos sobre o Tribunal do Santo Ofício: problemáticas, historiografia e possibilidades de pesquisa.. 2018. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

2.
REIS, M. V.; PEREIRA, J. T. R. . O Tribunal do Santo Ofício e o Poder Episcopal: estruturas, relações e personagens no Império português. 2016. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

3.
REIS, M. V.; ROCHA, C. B. A. . Relações de Gênero e Sexualidade no universo do Tribunal do Santo Ofício português (séculos XVI-XVIII). 2016. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

4.
REIS, M. V.; MARTINS, N. R. . Possibilidades de estudos sobre o Tribunal do Santo Ofício na Época Moderna. 2015. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

5.
REIS, M. V.; ASSIS, A. A. F. ; OLIVEIRA, Y. M. . As muitas facetas da Inquisição portuguesa: contextos, personagens e possibilidades de pesquisa. 2015. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

6.
REIS, M. V.; ROCHA, C. B. A. ; SOUTO, B. F. . Refletindo sobre os espaços de autonomia feminina entre os séculos XVI e XIX, através do uso do gênero como categoria de análise. 2015. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

7.
REIS, M. V.; OLIVEIRA, Y. M. ; ASSIS, A. A. F. . O espaço ibero-americano sob vigilância inquisitorial: religiosidade na América portuguesa (XVI-XIX). 2015. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

8.
REIS, M. V.; MARTINS, N. R. . O Tribunal do Santo Ofício na Época Moderna: fontes, historiografia e perspectivas de análise. 2015. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

9.
MANSO, M. D. B. ; LEVI, J. A. ; ASSIS, A. A. F. ; REIS, M. V. . A Expansão: quando o mundo foi português. Da conquista de Ceuta (1415) à atribuição da soberania de Timor-Leste (2002). 2015. (Editoração/Livro).

10.
REIS, M. V.; GOMIDE, A. P. S. . Inquisição e Jesuítas: relações e trajetórias na América e Índia portuguesas. 2014. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

11.
REIS, M. V.; LOPES, L. F. R. ; GOMIDE, A. P. S. . A Inquisição aqui e do outro lado: estrutura e cotidiano do Tribunal do Santo Ofício na América Portuguesa e no Oriente. 2013. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

12.
REIS, M. V.; ASSIS, A. A. F. ; OLIVEIRA, Y. M. . A Inquisição no mundo colonial: o como, o quando e o porquê. 2012. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

13.
REIS, M. V.; ASSIS, A. A. F. ; SANTOS, J. H. . Inquisição e Intolerância: estrutura, práticas e espaços. 2012. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

14.
REIS, M. V.; ASSIS, A. A. F. ; FARIA, A. L. L. . Formando multiplicadores culturais. 2010. .



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
ASSIS, R. G. F. F.; REIS, M. V.; BARBOSA, R. G.. Participação em banca de Sílvio Geraldo Ferreira da Silva.A figuração da Rainha Ginga na literatura e a desconstrução do feminino no romance de José Eduardo Agualusa. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Letras - Língua Portuguesa) - Universidade Federal de Lavras.

2.
REIS, M. V.; ASSIS, A. A. F.; LANA, V.. Participação em banca de Josiane de Fátima Vilela.Entre a Cruz e o Terreiro: o sincretismo entre São Jorge e Ogum e suas manifestações de adoração nas festas do Brasil Contemporâneo.. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Abi - História) - Universidade Federal de Viçosa.




Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
Colóquio Internacional «Martinho Lutero e o novo rosto político-religioso da Europa»,.O Diabo em perspectiva: visões de Lutero e da Igreja Católica acerca da figura do Demônio. 2017. (Outra).

2.
Critérios de entrada e permanência no SciELO. 2016. (Oficina).

3.
Critérios para indexação em bases de dados. 2016. (Encontro).

4.
Seminário "O Queijo e os Vermes": 40 anos.Debatedor do Seminário "O Queijo e os Vermes": 40 anos. 2016. (Seminário).

5.
VI Encontro Internacional de História Colonial: Mundos coloniais comparados: poder, fronteiras e identidades.. Trajetórias dissonantes da ortodoxia inquisitorial: práticas "mágico-religiosas" e relações de gênero no mundo português (século XVI). 2016. (Congresso).

6.
Colóquio Internacional ?A Inquisição, lá e aqui: fontes e pesquisas sobre o Medo na Modernidade?..Coordenador da Mesa-Redonda "Os vários mundos da Inquisição no período Moderno". 2015. (Outra).

7.
Colóquio Internacional Justiças, Governo e Bem Comum. 2015. (Encontro).

8.
II Seminário Internacional Desfazendo Gênero.Práticas de subversão e construção de autonomia entre as mulheres no âmbito das práticas mágico-religiosas no mundo português (século XVI). 2015. (Seminário).

9.
XX Semana de História - escravidão e os novos mundos.Minicurso "O espaço ibero-americano sob vigilância inquisitorial: religiosidade na América portuguesa (XVI-XIX). 2015. (Outra).

10.
XXVIII Simpósio Nacional de História.Subversão e autonomia no mundo português: ?práticas mágico-religiosas? e condição feminina a partir dos processos do Tribunal do Santo Ofício (século XVI). 2015. (Simpósio).

11.
5º Encontro Internacional de História Colonial: Cultura, escravidão e poder na expansão ultramarina, século XVI ao XIX.Reconhecimento e Heresia: a antinomia feminina nas práticas mágico-religiosas a partir da Primeira Visitação do Santo Ofício à América portuguesa (1591-1595). 2014. (Encontro).

12.
III Seminário de História Social: Relações de Poder e Identidades.Práticas mágico-religiosas na alçada do Santo Ofício: a busca feminina por reconhecimento social (1591-1595). 2013. (Seminário).

13.
II Simpósio Internacional de Estudos Inquisitoriais: religião e poder.A construção de um "complô": práticas mágico-religiosas e trajetórias femininas na América portuguesa (1591-1595). 2013. (Simpósio).

14.
Semana de História - Como se faz a História: Arquivos, Discursos, Práticas, Temas e Teorias.Mulheres de Eva e Diana: reconhecimento social e heresia nas práticas mágico-religiosas da Primeira Visitação do Santo Ofício (1591-1595). 2013. (Outra).

15.
Biblioteca Fazendo História. 2012. (Oficina).

16.
Historia de la alimentación. 2012. (Outra).

17.
I Encontro da UGF.As Visitações do Santo Ofício em 1591 e 1763: o escravismo colonial a partir das apropriações nas práticas mágico-religiosas. 2012. (Encontro).

18.
II Encontro Nacional de História e Teoria da Arquitetura. 2012. (Encontro).

19.
I Seminário Fluminense de Pós-Graduandos em História.Quando as mediações se tornam heresias: práticas mágico-religiosas a partir dos processos de Maria Gonçalves e Felícia Tourinho (1591-1595). 2012. (Seminário).

20.
IV Encontro Internacional de História Colonial.Circularidades e apropriações entre "cultura erudita" e "cultura popular": os processos inquisitoriais de Maria Gonçalves, Violante Carneira e Felícia Tourinho (1591-1595). 2012. (Encontro).

21.
IV Seminário de Pós-Graduandos em História Moderna.Várias faces da religiosidade: Portugal e América entre práticas mágico-religiosas no século XVI. 2012. (Seminário).

22.
IX Encontro de História Anpuh-ES.Santas ou feiticeiras? O discurso misógino na América portuguesa a partir dos processos inquisitoriais de Maria Gonçalves e Felícia Tourinho (1591-1595). 2012. (Encontro).

23.
IX Encontro de História Anpuh-ES. 2012. (Encontro).

24.
Semana de História da UFF.Heresias ou apropriações do sobrenatural: a primeira visitação do Santo Ofício à América portuguesa a partir das práticas mágicas e de feitiçaria. 2012. (Outra).

25.
Uma releitura da literatura de viagens: imagens do Brasil na Europa do século XVIII. 2012. (Outra).

26.
II Seminário Nacional Práticas Sociais, Narrativas Visuais e Relações de poder: visões contemporâneas.Simbologias diabólicas nos mundos moderno e contemporâneo: estudos sobre o Malleus Maleficarum e o Ritual de Exorcismos e outras súplicas.. 2011. (Seminário).

27.
II Seminário Nacional Práticas Sociais, Narrativas Visuais e Relações de Poder: visões contemporâneas..Práticas mágicas na alçada inquisitorial: o processo de Violante Carneira a partir da primeira visitação do Santo Ofício (1591-1595). 2011. (Seminário).

28.
Simpósio Internacional de Estudos Inquisitoriais: história e historiografia.O processo inquisitorial de Felícia Tourinho: a religiosidade colonial no século XVI entre magias e feitiçarias. 2011. (Simpósio).

29.
XII Simpósio Anual da ABHR.A arquitetura de idéias na constituição da ?religiosidade colonial?: estruturas simbólicas e instrumentalizações a partir da primeira visitação do Santo Ofício à América portuguesa (1591-1595). 2011. (Simpósio).

30.
"Encontros com a História"- Palestra com a Profa. Dra. Cláudia Maria Ribeiro Viscardi - A produção historiográfica brasileira e a formação do jovem pesquisador. 2010. (Outra).

31.
III Encontro Internacional de História Colonial.A religiosidade colonial na mesa do visitador: práticas mágico-religiosas e de feitiçaria a partir da terceira visitação do santo ofício ao Brasil (1763-1769). 2010. (Encontro).

32.
I Seminário Nacional Práticas Sociais, Narrativas Visuais e Relações de Poder: visões contemporâneas. 2010. (Seminário).

33.
Jornada mineira do patrimônio cultural..Formando multiplicadores culturais.. 2010. (Encontro).

34.
Semana Acadêmica de História - História: definições, métodos e ensino..A religiosidade na Colônia e a apropriação de signos aleatórios a partir do processo inquisitorial de Maria Gonçalves (1591-1593). 2010. (Outra).

35.
A literatura de viagens no século XVIII: A história trágico-marítima. 2009. (Oficina).

36.
Cultura e educação no mundo português - da modernidade aos dias atuais. 2009. (Oficina).

37.
I Encontro Interinstitucional Universidade de Évora e Universidade Federal de Viçosa: Do outro lado do Atlântico: (RE)pensar a Hist. 2009. (Encontro).

38.
I Encontro Interinstitucional Universidade Federal de Viçosa/ Universidade de Tóquio/ European University Institute of Florence: Elites comerciais portuguesas no Oriente.. 2009. (Encontro).

39.
III Seminário Nacional de História da Historiografia.Medo de bruxa: A feitiçaria no Brasil a partir da Visitação do Santo Ofício no século XVI. 2009. (Seminário).

40.
II Seminário de Graduandos em História Moderna.Nem Sabbat, Nem Calundú. Práticas de feitiçaria a partir da visitação do Santo Ofício ao Brasil (1591-1595). 2009. (Seminário).

41.
Introdução aos aquivos históricos de Minas Gerais: tipos documentais, possibilidades de pesquisa e treinamento paleográfico. 2009. (Oficina).

42.
I Seminário Nacional Práticas Sociais, Narrativas Visuais e Relações de Poder: visões contemporâneas.Diabolus, Daemon, Diabo. A construção histórica da figura demoníaca pela Igreja Católica: percepções do mundo contemporâneo.. 2009. (Seminário).

43.
Os mercadores cristãos-novos na Ásia: da China ao Brasil (século XVI). 2009. (Oficina).

44.
IX Simpósio Anual da ABHR: "Religiões e religiosidades: entre a tradição e a modernidade". 2007. (Simpósio).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
ASSIS, A. A. F. ; OLIVEIRA, Y. M. ; MUNIZ, P. G. M. ; REIS, M. V. . Colóquio Um historiador por seus pares: trajetórias de Ronaldo Vainfas. 2016. (Outro).

2.
REIS, M. V.; ASSIS, A. A. F. . Colóquio Internacional ?A Inquisição, lá e aqui: fontes e pesquisas sobre o Medo na Modernidade?.. 2015. (Outro).

3.
REIS, M. V.; ASSIS, A. A. F. ; OLIVEIRA, Y. M. . Colóquio "O Tribunal do Santo Ofício e as sociedades no Ultramar: perspectivas de análise na Época Moderna". 2015. (Outro).

4.
REIS, M. V.. De que estamos falando?Antigos conceitos e modernos anacronismos. 2015. (Congresso).

5.
REIS, M. V.; ASSIS, A. A. F. ; GOMIDE, A. P. S. ; LADEIRA, C. G. ; SILVA, T. H. M. . O Brasil quinhentista em cena: Releituras Cinematográficasda HIstória. Mostra e debates de filmes sobre o século XVI no Brasil. 2010. (Exposição).




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 23/10/2018 às 19:23:00