Amaro de Oliveira Fleck

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/3711507246901721
  • Última atualização do currículo em 12/12/2018


Professor de Filosofia na Universidade Federal de Lavras (UFLA) desde 2015. Concluiu a graduação (2009), o mestrado (2011) e o doutorado (2015) em Filosofia pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), e o pós-doutorado (2018) pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Pesquisa teoria social e filosofia política, sobretudo no âmbito da teoria crítica da sociedade. É membro do GT de Teoria Crítica da ANPOF. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Amaro de Oliveira Fleck
Nome em citações bibliográficas
FLECK, Amaro

Endereço


Endereço Profissional
Universidade Federal de Lavras, Departamento de Ciências Humanas.
Caixa Postal 3037
Cidade Universitária
37200000 - Lavras, MG - Brasil
Telefone: (35) 38291049


Formação acadêmica/titulação


2011 - 2015
Doutorado em Filosofia.
Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.
Título: Theodor W. Adorno: Um crítico na era dourada do capitalismo, Ano de obtenção: 2015.
Orientador: Alessandro Pinzani.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: Theodor Adorno; Crítica ao capitalismo; Dialética Negativa; Teoria Crítica.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Filosofia / Subárea: Filosofia Política / Especialidade: Teoria Crítica.
Setores de atividade: Educação.
2009 - 2011
Mestrado em Filosofia.
Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.
Título: A Crítica da Economia Política em O Capital de Karl Marx,Ano de Obtenção: 2011.
Orientador: Alessandro Pinzani.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: Karl Marx; O Capital; Crítica ao capitalismo; Fetichismo da mercadoria; Tempo livre.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Filosofia / Subárea: Filosofia Política.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Filosofia / Subárea: Filosofia Política / Especialidade: Teoria Crítica.
Setores de atividade: Educação.
2004 - 2008
Graduação em Filosofia.
Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.
Título: Um estudo sobre os conceitos de ideologia e fetichismo em Karl Marx.
Orientador: Alessandro Pinzani.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.


Pós-doutorado


2017 - 2018
Pós-Doutorado.
Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Brasil.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Grande área: Ciências Humanas


Atuação Profissional



Universidade Federal de Lavras, UFLA, Brasil.
Vínculo institucional

2015 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professor Adjunto A, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

08/2018 - 12/2018
Ensino, Filosofia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Filosofia Política I
Metodologia do Ensino de Filosofia I
Introdução à Filosofia
Estágio Supervisionado III
Trabalho de Conclusão de Curso
01/2018 - 07/2018
Ensino, Administração Pública, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Introdução à filosofia
01/2018 - 07/2018
Ensino, Filosofia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Filosofia Política I
Metodologia do Ensino de Filosofia
Estágio Supervisionado I
Trabalho de Conclusão de Curso I, II, III e IV
07/2016 - 12/2016
Ensino, Filosofia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Ética I
Tópicos Especiais em Filosofia Contemporânea
Estágio Supervisionado II e IV
Trabalho de Conclusão de Curso I e II
01/2016 - 07/2016
Ensino, Filosofia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Filosofia Política II
Estudos Dirigidos de Textos Filosóficos I
Estágio Supervisionado I e III
Trabalho de Conclusão de Curso I, II e IV
07/2015 - 12/2015
Ensino, Direito, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Introdução à Filosofia
07/2015 - 12/2015
Ensino, Filosofia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Estágio Supervisionado de Filosofia I e II
Filosofia Política I
Trabalho de Conclusão de Curso I e III
05/2015 - 07/2015
Ensino, Administração, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Introdução à Filosofia
05/2015 - 07/2015
Ensino, Filosofia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Estudos Dirigidos I


Projetos de pesquisa


2017 - Atual
Os Contratualismos e suas críticas
Descrição: A presente pesquisa tem por objetivo analisar a relação entre as teorias contratualistas modernas e suas críticas e as teorias neocontratualistas contemporâneas e suas críticas. Deste modo, a investigação a ser levada a cabo pode ser dividida em quatro etapas: 1) A análise da função do contrato social na fundamentação do Estado nas teorias contratualistas clássicas (como as de Hobbes, Locke, Rousseau e Kant); 2) O exame das críticas feitas a tal projeto de fundamentação (como as de Hume, Burke, Fichte, Schelling e Hegel); 3) O estudo acerca das funções do contrato social na proposição de princípios de justiça ou de vínculos societários nas teorias neocontratualistas contemporâneas (Rawls, Nozick, Gauthier, Pettit); 4) A apreciação das críticas feitas às diversas funções que poderiam ser desempenhadas pelo contrato social nas teorias neocontratualistas (seja pelo marxismo analítico, pelos comunitaristas, pelas feministas, pelos multiculturalistas, ou mesmo por versões não contratualistas do liberalismo ou do republicanismo). Acerca desta relação da filosofia política clássica com a filosofia política contemporânea, indaga-se, em especial: I) Sobre a concepção de sociedade presente nestas teorias (se há semelhanças ? e, em caso positivo, quais são elas ? entre os traços comuns nas distintas concepções de sociedade presentes no contratualismo moderno e no neocontratualismo contemporâneo (por exemplo: se os neocontratualismos, que não pretendem fundamentar o Estado, partilham de certos traços presentes nas visões contratualistas da sociedade, como o fato de a associação política ter apenas um papel instrumental para a obtenção de finalidades já decididas antes do momento em que ocorre tal associação ? seja histórica ou ficticiamente); assim como se há ? e quais seriam ? os traços comuns nas visões de sociedade não contratualistas. II) Sobre a concepção de indivíduo contida nestas teorias (isto é, sobre o quanto seria correto falar de uma concepção de indivíduo pré-social nas teorias contratualistas e neocontratualistas, frente a uma concepção supostamente intersubjetiva de indivíduo nas teorias que recusam o recurso ao contrato)..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.

Integrantes: Amaro de Oliveira Fleck - Integrante / Emanuele Tredanaro - Coordenador / João Geraldo Martins da Cunha - Integrante.
2017 - Atual
Teoria Crítica e Psicanálise
Descrição: Desde seus primórdios, a teoria crítica da sociedade considerou a psicanálise como um campo do conhecimento imprescindível para a compreensão das tendências sociais, isto é, para a construção de um diagnóstico do tempo presente, sobretudo pela sua capacidade de mostrar o quanto estão interiorizadas as coações sociais. O presente projeto de pesquisa articula-se em dois momentos principais: por um lado, visa reconstruir a trajetória das pesquisas psicanalíticas no interior da teoria crítica da sociedade, inquirindo tanto sobre os distintos diagnósticos acerca das tendências subjetivas (isto é, sobre as transformações no âmbito da subjetividade ou da própria constituição subjetiva ao longo do desenvolvimento do capitalismo tardio) quanto sobre as funções desempenhadas pela psicanálise em cada fase histórica da teoria crítica (buscando compreender o que leva as assim chamadas segunda e terceira geração de teóricos críticos a buscarem inspiração antes na psicologia do desenvolvimento, nas teorias de autores como Mead ou Piaget, do que na psicanálise freudiana, caso da primeira geração); por outro, busca aprofundar discussões entre a filosofia e a psicanálise, em especial pela análise da obra freudiana em seus conceitos, teses e argumentações (especialmente na metapsicologia e na teoria da cultura); pela consideração da leitura de cunho antipsicologista promovida por J. Lacan e de seu alcance para uma reflexão sobre os fenômenos sociais; e, por fim, pelo estudo das influências filosóficas tanto na constituição da teoria crítica quanto na da psicanálise..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.

Integrantes: Amaro de Oliveira Fleck - Coordenador / Léa Silveira - Integrante / Alessandro Pinzani - Integrante.
2015 - Atual
A Crítica da economia na teoria crítica da sociedade
Descrição: As transformações da esfera econômica sempre estiveram no centro das reflexões dos pensadores vinculados ao projeto da teoria crítica da sociedade. No entanto, não só variam os diagnósticos de época acerca de tais transformações como também a própria consideração das funções desempenhadas pela economia e pela dominação econômica em cada período. O presente projeto tem por pretensão analisar as distintas etapas da crítica da economia no interior da teoria crítica da sociedade e o impacto das mudanças de diagnóstico dentro do próprio projeto de teoria crítica..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.

Integrantes: Amaro de Oliveira Fleck - Coordenador.

Número de produções C, T & A: 3


Membro de corpo editorial


2011 - 2017
Periódico: PERI


Revisor de periódico


2018 - Atual
Periódico: Constelaciones: Revista de Teoria Crítica


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Filosofia / Subárea: Filosofia Política.
2.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Filosofia / Subárea: Filosofia Política/Especialidade: Teoria Crítica.


Idiomas


Espanhol
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Francês
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Pouco.
Alemão
Compreende Pouco, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.
Inglês
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Pouco.


Prêmios e títulos


2016
Prêmio CAPES de Tese 2016 - Área Filosofia/Teologia, CAPES.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
FLECK, Amaro2018FLECK, Amaro. A Possibilidade da crítica no capitalismo tardio. Sobre os remetentes e os destinatários da teoria crítica tardia de Theodor W. Adorno. TRANS/FORM/AÇÃO (UNESP. MARÍLIA. ON LINE), v. 41, p. 145-168, 2018.

2.
FLECK, Amaro2017FLECK, Amaro. Resignação? Práxis e política na teoria crítica tardia de Theodor W.. KRITERION (UFMG. IMPRESSO), v. 58, p. 467-490, 2017.

3.
FLECK, Amaro2017FLECK, Amaro. Afinal de contas, o que é teoria crítica? [After all, what is critical theory?]. PRINCIPIOS, v. 24, p. 97-127, 2017.

4.
FLECK, Amaro2016 FLECK, Amaro. Da Crítica imanente à Crítica do Sofrimento: A justificação normativa na obra tardia de Adorno. Ethic@ (UFSC), v. 15, p. 65-84, 2016.

5.
FLECK, Amaro2016 FLECK, Amaro. Necessária, mas não suficiente: sobre a função da crítica da economia na teoria crítica tardia de Theodor W. Adorno. Cadernos de Filosofia Alemã, v. 21, p. 13-29, 2016.

6.
FLECK, Amaro2015FLECK, Amaro. De meios que se tornam fins. O Conceito de fetichismo na obra de Theodor W. Adorno. Revista Dissertatio de Filosofia, v. 42, p. 45-61, 2015.

7.
FLECK, Amaro2014FLECK, Amaro. Revisitar Polanyi? Notas sobre uma tentativa de atualização crítica. Principios, v. 21, p. 295-316, 2014.

8.
FLECK, Amaro2013FLECK, Amaro. Sobre os conceitos de justiça e liberdade nas obras de Sen e Fraser. Revista Dissertatio de Filosofia, v. 37, p. 117-138, 2013.

9.
FLECK, Amaro2012 FLECK, Amaro. A emancipação ociosa, ou, o que nos propõe a teoria crítica de Marx?. Trans/Form/Ação (UNESP. Marília. Impresso), v. 35, p. 73-88, 2012.

10.
FLECK, Amaro2012 FLECK, Amaro. O conceito de fetichismo na obra marxiana: uma tentativa de interpretação. Ethic@ (UFSC), v. 11, p. 141-158, 2012.

11.
FLECK, Amaro2012FLECK, Amaro. Do conceito de propriedade no Segundo tratado sobre o governo de John Locke. Peri, v. 4, p. 79-91, 2012.

12.
FLECK, Amaro2011 FLECK, Amaro. Sobre a estrutura expositiva de \. Peri, v. 03, p. 29-60, 2011.

13.
FLECK, Amaro2011FLECK, Amaro. A permanência da filosofia na obra adorniana. Um estudo sobre o significado da filosofia após sua não-realização.. Cadernos de Filosofia Alemã, v. 18, p. 59-76, 2011.

14.
Consani, C.F.2010Consani, C.F. ; Coelho, F. ; FLECK, Amaro . Introdução aos Fragmentos sobre as instituições republicanas de Saint-Just. Ethic@ (UFSC), v. 9, p. 289-297, 2010.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
FLECK, Amaro; REICH, Evânia (Org.) ; MUNIZ, Jordan M. (Org.) . Crise da democracia?. 1. ed. Florianópolis: Nefipo, 2015. v. 1. 297p .

2.
FLECK, Amaro. Tópicos em filosofia política: Introdução ao pensamento de Marx (Guia de estudos EaD). 01. ed. Lavras: UFLA, 2015. v. 01. 94p .

3.
FLECK, Amaro; CONSANI, C. F. (Org.) . Escritos Político-constitucionais. 1. ed. Campinas: Editora da Unicamp, 2013. 208p .

4.
RAMOS, D. (Org.) ; FLECK, Amaro (Org.) . A racionalidade do real: estudos sobre a filosofia hegeliana do direito. 1. ed. Florianópolis: Nefiponline, 2011. v. 1. 218p .

Capítulos de livros publicados
1.
FLECK, Amaro. Filosofia e teoria crítica: conflito ou complemento?. In: Marta Nunes da Costa. (Org.). Razões, paixões, utopias: Democracia em questão. 1ed.São Paulo: LiberArs, 2018, v. 1, p. 134-144.

2.
FLECK, Amaro. O problema da normatividade em Hayek. In: CUNHA, Ivan Ferreira da; ARENHART, Jonas Rafael Becker; MORTARI, Cezar Augusto.. (Org.). Justiça e democracia. 1ed.Florianópolis: Nefiponline, 2018, v. 01, p. 11-20.

3.
FLECK, Amaro. Marx: da crítica da religião à crítica da economia política. In: Joel T. Klein; Cinara Nahra e Antônio Basílio N. T. Menezes.. (Org.). A Religião em Questão: Temas de ética e filosofia política. 1ed.Rio de Janeiro: Lumen Juris, 2017, v. , p. 157-171.

4.
FLECK, Amaro; MICHEL-MUNIZ, J. . Redemocratização desdemocratizante: a democracia brasileira sob a dominação econômica. In: Hélio Alexandre da Silva. (Org.). Sob os olhos da crítica: reflexões sobre democracia, capitalismo e movimentos sociais. 01ed.Macapá: UNIFAP, 2017, v. , p. 117-155.

5.
FLECK, Amaro. Persistências e rupturas da dialética de Hegel em Adorno. In: Souza, R. T.; Caires, F.; Messerschmidt, M.; Guadagnin, R.; Savi Neto, P.; Santos, M. L.; Perius, O.. (Org.). Theodor W. Adorno: a atualidade da crítica. 1ed.Porto Alegre: Editora Fi, 2017, v. 2, p. 37-46.

6.
FLECK, Amaro. O caráter enigmático e o efeito imprevisível: crônica de junho de 2013 e seus desdobramentos. In: Franco Rodríguez. (Org.). O Junho Brasileiro e seus desdobramentos. 1ed.Florianópolis: Insular, 2016, v. , p. 77-89.

7.
FLECK, Amaro. A Crise da democracia e o esgotamento das energias utópicas. In: Fleck, Amaro; Reich, Evânia; Muniz, Jordan M.. (Org.). Crise da democracia?. 1ed.Florianópolis: Nefipo, 2015, v. 1, p. 47-56.

8.
FLECK, Amaro. Crítica da ideologia ou crítica do sofrimento? Sobre o problema da justificação normativa na teoria crítica de Adorno. In: Marcelo Carvalho. (Org.). Teoria Crítica. 1ed.São Paulo: ANPOF, 2015, v. 1, p. 274-281.

9.
FLECK, Amaro. A crítica social na Dialética negativa de Adorno: crítica do capitalismo ou crítica da racionalidade instrumental?. In: Agemir Bavaresco; Nythamar de Oliveira; Paulo Roberto Konzen. (Org.). Justiça, Direito e Ética aplicada: VI Simpósio Internacional sobre a Justiça. 1ed.Porto Alegre: Editora Fi, 2013, v. , p. 12-22.

10.
FLECK, Amaro. Princípio de troca e pensamento identitário no pensamento adorniano. In: Marcelo Carvalho; Vinícius Figueiredo. (Org.). Filosofia contemporânea: ética e política contemporânea. 1ed.São Paulo: ANPOF, 2013, v. , p. 87-92.

11.
FLECK, Amaro. Sobre o conceito de propriedade na filosofia hegeliana do direito. In: FLECK, Amaro; RAMOS, Diogo.. (Org.). A racionalidade do real: estudos sobre a filosofia hegeliana do direito. 1ed.Florianópolis: Nefiponline, 2011, v. 1, p. 45-58.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
FLECK, Amaro. Resignação? Notas sobre práxis e política na teoria crítica tardia de Adorno. In: IX Congresso Internacional de Teoria Crítica, 2014, Piracicaba. Anais do Congresso, 2014. v. 1. p. 44-50.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
FLECK, Amaro. A liberdade por vir: notas sobre o primeiro modelo da Dialética Negativa de Adorno. In: VIII Simpósio Internacional Principia, 2013, Florianópolis - SC. Caderno de Resumos, 2013.

2.
FLECK, Amaro. A modernidade arcaica: notas sobre a compreensão do moderno em Marx e Adorno. In: XV Encontro Nacional de Filosofia da ANPOF, 2012, Curitiba, PR. Anais de resumos do XV Encontro Nacional de Filosofia da ANPOF, 2012.

3.
FLECK, Amaro. Um Mundo ao Revés: A crítica marxiana ao fetichismo da mercadoria. In: XIV ANPOF, 2010, Águas de Lindóia - SP. Atas do XIV Encontro Nacional de Filosofia, 2010. p. 32-33.

Artigos aceitos para publicação
1.
FLECK, Amaro. Notas sobre a crítica ao planejamento em Law, Legislation and Liberty, de F.A. von Hayek. REVISTA DISSERTATIO DE FILOSOFIA, 2018.

Apresentações de Trabalho
1.
FLECK, Amaro. 68, e agora?. 2018. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

2.
FLECK, Amaro. Teoria crítica e democracia. 2018. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

3.
FLECK, Amaro. Marx: de Frankfurt a Chicago. 2018. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

4.
FLECK, Amaro. A dialética em Hegel e Adorno: continuidade ou ruptura?. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

5.
FLECK, Amaro. Há futuro para o trabalho?. 2018. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

6.
FLECK, Amaro. A constituição de 88 e a democracia brasileira. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

7.
FLECK, Amaro. O que é a teoria crítica?. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

8.
FLECK, Amaro. O Problema da normatividade em Hayek. 2017. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

9.
FLECK, Amaro. Persistências e rupturas da dialética de Hegel em Adorno. 2017. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

10.
FLECK, Amaro. Teoria crítica: impasses e rupturas. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

11.
FLECK, Amaro. É possível, e como, fazer teoria crítica a partir da filosofia?. 2017. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

12.
FLECK, Amaro. Sobre algumas dificuldades de se fazer teoria crítica hoje. 2017. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

13.
FLECK, Amaro. Marx: Novas Leituras. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

14.
FLECK, Amaro. Os usos das críticas imanentes na teoria crítica de Adorno. 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

15.
FLECK, Amaro. Por que ler Marx hoje?. 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

16.
FLECK, Amaro. A Teoria crítica como crítica imanente. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

17.
FLECK, Amaro. Resignação? Sobre a obra tardia de Adorno. 2014. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

18.
FLECK, Amaro. Crítica da ideologia ou crítica do sofrimento?. 2014. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

19.
FLECK, Amaro. O que seria, para Adorno, uma sociedade emancipada?. 2014. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

20.
FLECK, Amaro. A liberdade por vir: notas sobre o primeiro modelo da Dialética Negativa de Adorno. 2013. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

21.
FLECK, Amaro. A crítica da vida falsa na Dialética Negativa de Adorno. 2013. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

22.
FLECK, Amaro. A modernidade arcaica: notas sobre a compreensão do moderno em Marx e Adorno. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

23.
FLECK, Amaro. A emancipação ociosa, ou, o que nos propõe a teoria crítica de Marx?. 2011. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

24.
FLECK, Amaro. Um Mundo ao Revés: A crítica marxiana ao fetichismo da mercadoria. 2010. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

Outras produções bibliográficas
1.
FLECK, Amaro. A Esquerda, o mundo e suas aporias. Sobre Caminhos de esquerda, de Ruy Fausto [In: Revista Campo Aberto] 2017 (Resenha).

2.
FLECK, Amaro. Interpretando a Reinterpretação. Sobre Tempo, trabalho e dominação social, de Moishe Postone. [In: Estudos Avançados, vol. 29, n. 85, p. 379-383]] 2015 (Resenha).

3.
FLECK, Amaro. BASCHET, Jérôme. Adieux au capitalisme.Autonomie, société du bien vivre et multiplicité des mondes. [In: Cadernos CRH, vol. 28, n. 74, p. 427-429] 2015 (Resenha).

4.
FLECK, Amaro. Freyenhagen, Fabian: Adorno's Practical Philosophy: Living Less Wrongly [In: Constelaciones, n. 05, p. 424-427] ] 2014 (Resenha).

5.
FLECK, Amaro. Marx e Habermas: Teoria crítica e os sentidos da emancipação, de Rúrion Melo [In: Cadernos de Filosofia Alemã, n. 19, v. 02, p. 165-181] 2014 (Resenha).

6.
FLECK, Amaro; CONSANI, C. F. . Apresentação. Campinas: Ed. da Unicamp, 2013 (Apresentação).

7.
FLECK, Amaro. Teoría Crítica y Justicia Social. Porto Alegre - RS: Evangraf, 2013. (Tradução/Artigo).

8.
FLECK, Amaro; CONSANI, C. F. . Escritos Político-constitucionais. Campinas: Ed. da Unicamp, 2013. (Tradução/Livro).

9.
FLECK, Amaro. Fredric Jameson: Representing Capital [In: Filosofia Unisinos, vol. 13, n.1, p. 90-94] 2012 (Resenha).

10.
Consani, C.F. ; Coelho, F. ; FLECK, Amaro . Fragmentos sobre as instituições republicanas. Florianópolis - SC: Ethic@, 2010. (Tradução/Artigo).

11.
FLECK, Amaro. Slavoj Zizek: Violence [In: Ethic@, vol. 8, n. 2, p. 291-295] 2009 (Resenha).

12.
FLECK, Amaro. Göran Therborn: From Marxism to Post-Marxism? [In: Ethic@, vol. 8, n. 1, p. 151-155] 2009 (Resenha).


Produção técnica
Trabalhos técnicos
1.
FLECK, Amaro. Parecer para o periódico: Cadernos de Filosofia Alemã.. 2018.

2.
FLECK, Amaro. Parecer para o periódico: Artefilosofia. 2018.

3.
FLECK, Amaro. Parecer para o periódico: Síntese. 2018.

4.
FLECK, Amaro. Parecer para o periódico: Em Curso. 2018.

5.
FLECK, Amaro. Parecer para o periódico: Em Curso. 2018.

6.
FLECK, Amaro. Parecer para o periódico: Peri. 2018.

7.
FLECK, Amaro. Parecer para o periódico: Educação e Filosofia. 2018.

8.
FLECK, Amaro. Parecer para o periódico: Kriterion. 2018.

9.
FLECK, Amaro. Parecer para o periódico: Sapere Aude. 2018.

10.
FLECK, Amaro. Parecer para o periódico: Kínesis. 2018.

11.
FLECK, Amaro. Parecer para o periódico: Princípios. 2018.

12.
FLECK, Amaro. Parecer para o periódico: Constelaciones. 2017.

13.
FLECK, Amaro. Parecer para o periódico: Em Curso. 2017.

14.
FLECK, Amaro. Parecer para o periódico: Educação & Realidade. 2017.

15.
FLECK, Amaro. Parecer para o periódico: Cadernos de Filosofia Alemã. 2017.

16.
FLECK, Amaro. Parecer para o periódico: Kriterion. 2017.

17.
FLECK, Amaro. Parecer para o periódico: Controvérsia. 2017.

18.
FLECK, Amaro. Parecer para o periódico: Constelaciones. 2017.

19.
FLECK, Amaro. Parecer para o periódico: Educação & Realidade. 2016.

20.
FLECK, Amaro. Parecer para o periódico: Ethic@. 2016.

21.
FLECK, Amaro. Parecer para o periódico: Dissonância. 2016.

22.
FLECK, Amaro. Parecer para o periódico: Cadernos de Filosofia Alemã. 2015.


Demais tipos de produção técnica
1.
FLECK, Amaro. Teoria Estética em Adorno. 2015. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

2.
FLECK, Amaro. A mercadoria, introdução a O Capital de Karl Marx. 2009. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
VAZ, A. F.; BASSANI, J. J.; GAMBAROTTA, E. M.; BRUNETTA, A. A.; FLECK, Amaro. Participação em banca de Bruna Avila da Silva. Experiência, política, semiformação: Theodor W. Adorno e a crítica do contemporâneo. 2015. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Teses de doutorado
1.
SILVA, E. S. N.; DUARTE, R. A. P.; FLECK, Amaro; ALVES JUNIOR, D. G.; AMARAL, I. V.. Participação em banca de Francisco Luciano Teixeira Filho. Ressemantização da fundamentação em Theodor W. Adorno. 2018. Tese (Doutorado em Filosofia) - Universidade Federal de Minas Gerais.

2.
VAZ, A. F.; GAMBAROTTA, E. M.; MÜLLER, M.; FLECK, Amaro; BASSANI, J.; SOARES, C. L.. Participação em banca de Raumar Rodríguez Giménez. Saber do corpo: entre o político e a política. 2016. Tese (Doutorado em Curso de Pós-Graduação Interdisciplinar em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Qualificações de Doutorado
1.
SILVA, E. S. N.; REPA, L. S.; FLECK, Amaro. Participação em banca de Luiz Philipe Rolla de Caux. O social e a imanência da crítica: Estudo sobre modelos de teoria crítica da sociedade. 2018. Exame de qualificação (Doutorando em Filosofia) - Universidade Federal de Minas Gerais.

2.
VAZ, A. F.; FLECK, Amaro; DUTRA, D.; CASTRO, Edgardo.. Participação em banca de Ceilia Seré Quintero. La Propiedad del cuerpo: derecho, trabajo, lenguage. 2016. Exame de qualificação (Doutorando em Curso de Pós-Graduação interdisciplinar em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
FLECK, Amaro; MOREIRA, Marcelo Sevaybricker; TREDANARO, E.. Participação em banca de Meliane de Fátima Cabral Melo.A questão da manutenção do poder em O Príncipe de Maquiavel. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Filosofia) - Universidade Federal de Lavras.

2.
SOUZA, A. C. F.; FLECK, Amaro; VIEIRA, Roney Wagner. Participação em banca de Carla Cristina Rodrigues.Discurso sobre a origem e os fundamentos da desigualdade entre os homens: da harmonia à dependência. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Filosofia) - Universidade Federal de Lavras.

3.
FLECK, Amaro; TREDANARO, E.; SOUZA, A. C. F.. Participação em banca de Juliano de Carvalho.As desigualdades podem ser justas? Um estudo sobre Uma Teoria da Justiça de John Rawls. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Filosofia) - Universidade Federal de Lavras.

4.
SILVEIRA, Léa; FLECK, Amaro; MOREIRA, Marcelo Sevaybricker. Participação em banca de Isabela Betina Ferreira.O lugar do conceito de sentimento de culpa em O Mal-Estar na Cultura. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Filosofia) - Universidade Federal de Lavras.

5.
FLECK, Amaro; SILVEIRA, Léa; VIEIRA, Roney Wagner. Participação em banca de Heloísa Maria Batista Vitorino.Educação contra a barbárie em Adorno. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Filosofia) - Universidade Federal de Lavras.

6.
VIEIRA, Roney Wagner; SANTOS, O. A. R.; FLECK, Amaro. Participação em banca de Patricio Alberto Pérez Pinto.Construção do eu moral em Nietzsche. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Filosofia) - Universidade Federal de Lavras.

7.
FLECK, Amaro; TREDANARO, E.; SELL, J. A.. Participação em banca de Cliciele Rosa Santos.O conceito de pobreza na teoria de Amartya Sen. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Filosofia) - Universidade Federal de Lavras.

8.
TREDANARO, E.; CUNHA, João Geraldo Martins da; FLECK, Amaro. Participação em banca de Leandro Luiz Freire.O Pacto justo como fundamento teórico do contratualismo em Rousseau. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Filosofia) - Universidade Federal de Lavras.

9.
FLECK, Amaro; TREDANARO, E.; MOREIRA, Marcelo Sevaybricker. Participação em banca de Eiros Aparecido Basílio.A Finalidade da manutenção do poder na obra O Príncipe. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Filosofia) - Universidade Federal de Lavras.

10.
FLECK, Amaro; CUNHA, João Geraldo Martins da; VIEIRA, Roney Wagner. Participação em banca de Diego Rodrigo da Silva.A Teoria do Mais-Valor em O Capital de Marx. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Filosofia) - Universidade Federal de Lavras.

11.
TREDANARO, E.; FLECK, Amaro; MOREIRA, Marcelo Sevaybricker. Participação em banca de Leonardo Alexandre de Andrade.A Tirania do terror: O medo no Leviatã de Thomas Hobbes. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Filosofia) - Universidade Federal de Lavras.

12.
ALVES, I. S.; FLECK, Amaro; TREDANARO, E.. Participação em banca de Humberta Gomes Machado Porto.O Papel do Estado na teoria hobbesiana. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Filosofia) - Universidade Federal de Lavras.

13.
VIEIRA, Roney Wagner; FLECK, Amaro; SANTOS, O. A. R.. Participação em banca de Glauber Klay Carreiro Fidelis.Ideologia alemã: da consciência crítica à subversão do capitalismo. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Filosofia) - Universidade Federal de Lavras.

14.
MOREIRA, Marcelo Sevaybricker; FLECK, Amaro; CAMPOS, H. S. N.. Participação em banca de Eneas Rodrigues de Leão Filho.A razão humana: Análise da obra Discurso sobre a origem e os fundamentos da desigualdade entre os homens, de Jean-Jacques Rousseau. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Filosofia) - Universidade Federal de Lavras.

15.
SILVEIRA, Léa; MILENE, Magali; FLECK, Amaro. Participação em banca de Petra Bastone Torga.O Papel da censura no trabalho do sonho em A Interpretação dos sonhos. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Filosofia) - Universidade Federal de Lavras.

16.
SILVEIRA, Léa; MILENE, Magali; FLECK, Amaro. Participação em banca de Leandro José Maria Silva.O Totemismo e o desamparo psíquico como fontes da religião em O Futuro de uma ilusão. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Filosofia) - Universidade Federal de Lavras.

17.
FLECK, Amaro; BELO, Renato dos Santos; MOREIRA, Marcelo Sevaybricker. Participação em banca de Laíssa Cristine de Oliveira Ferreira.Maquiavel e a autonomia da política. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Filosofia) - Universidade Federal de Lavras.

18.
FLECK, Amaro; VIEIRA, Roney Wagner; CUNHA, João Geraldo Martins da. Participação em banca de Adauto Meireles da Luz.Adorno: O Temor da repetição de Auschwitz e o educar em um mundo administrado. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Filosofia) - Universidade Federal de Lavras.

19.
TREDANARO, E.; TAKAYAMA, L. R.; FLECK, Amaro. Participação em banca de Juliana da Silva Lopes.Paixões, razão e liberdade no Discurso sobre a origem e os fundamentos da desigualdade entre os homens de Jean-Jacques Rousseau. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Filosofia) - Universidade Federal de Lavras.

20.
ASSMANN, S.; VAZ, A. F.; FLECK, Amaro. Participação em banca de Carolina Silva de Souza Cruz.O conceito de fetiche da mercadoria em "A Indústria cultural". 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Catarina.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Outras participações
1.
SOUZA, T.; SILVA, C.; CANDIOTTO, C.; FLECK, Amaro. Prêmio Capes de Tese, Área Filosofia. 2017. Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior.



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Aleph Campos da Silveira. Filosofia e ficção científica: A filosofia de Carl Schmitt na literatura de Robert Heilein. Início: 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Filosofia) - Universidade Federal de Lavras. (Orientador).

2.
Luiz Fernando Mantovani Gois. Das liberdades natural e civil e seus entrelaçamentos. O estado natural e a passagem para o estado civil em J.J. Rosseau. Início: 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Filosofia) - Universidade Federal de Lavras. (Orientador).

3.
Mateus Sábato Romano. Angelus Novus. Início: 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Filosofia) - Universidade Federal de Lavras. (Orientador).

Iniciação científica
1.
Felipe Arriel Xavier. Esquerda e direita na filosofia política contemporânea. Início: 2018. Iniciação científica (Graduando em Filosofia) - Universidade Federal de Lavras. (Orientador).

2.
Artur Wilson Dias. Mais-valor e exploração do trabalho em O Capital de Marx. Início: 2018. Iniciação científica (Graduando em Filosofia) - Universidade Federal de Lavras. (Orientador).

3.
Amanda Caroline Vieira Costa. Intersecções da dominação: raça, classe e gênero. Início: 2018. Iniciação científica (Graduando em Filosofia) - Universidade Federal de Lavras. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Juliano de Carvalho. As desigualdades podem ser justas? Um estudo sobre Uma Teoria da Justiça de John Rawls. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Filosofia) - Universidade Federal de Lavras. Orientador: Amaro de Oliveira Fleck.

2.
Meliane de Fátma Cabral Melo. A questão da manutenção do poder em O Príncipe de Maquiavel. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Filosofia) - Universidade Federal de Lavras. Orientador: Amaro de Oliveira Fleck.

3.
Diego Rodrigo da Silva. A Teoria do mais-valor em O Capital de Marx. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Filosofia) - Universidade Federal de Lavras. Orientador: Amaro de Oliveira Fleck.

4.
Cliciele Rosa Santos. O Conceito de Pobreza na teoria de Amartya Sen. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Filosofia) - Universidade Federal de Lavras. Orientador: Amaro de Oliveira Fleck.

5.
Eiros Aparecido Basílio. A Finalidade da manutenção do poder na obra O Príncipe. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Filosofia) - Universidade Federal de Lavras. Orientador: Amaro de Oliveira Fleck.

6.
Laíssa Cristine de Oliveira Ferreira. Maquiavel e a autonomia da política. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Filosofia) - Universidade Federal de Lavras. Orientador: Amaro de Oliveira Fleck.

7.
Adauto Meireles da Luz. Adorno: O Temor da repetição de Auschwitz e o educar em um mundo administrado. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Filosofia) - Universidade Federal de Lavras. Orientador: Amaro de Oliveira Fleck.

8.
Heloísa Maria Batista Vitorino. Educação contra a barbárie em Adorno. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Filosofia) - Universidade Federal de Lavras. Orientador: Amaro de Oliveira Fleck.

Iniciação científica
1.
Luiz Fernando Mantovani Góis. Os diferentes conceitos de liberdade em Rousseau. 2017. Iniciação Científica. (Graduando em Filosofia) - Universidade Federal de Lavras, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Amaro de Oliveira Fleck.

2.
Juliano de Carvalho. Desigualdades sociais em Rawls. 2016. Iniciação Científica. (Graduando em Filosofia) - Universidade Federal de Lavras, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Amaro de Oliveira Fleck.




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 19/02/2019 às 19:04:01