Odilon Caldeira Neto

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/8130391522123596
  • Última atualização do currículo em 22/01/2019


Pós-doutorando do Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). Doutor em História pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS, 2016), com estágio de doutoramento (investigador visitante júnior) pelo Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa (ICS-UL). Em Portugal, foi bolsista da Fundação Calouste Gulbenkian e da CAPES, no Brasil. Mestre em História pela Universidade Estadual de Maringá (UEM, 2011), Especialista em História Social e Ensino de História pela Universidade Estadual de Londrina (UEL), Graduado em História (bacharelado e licenciatura) pela Universidade Estadual de Londrina (UEL). Desenvolveu pesquisas de pós-doutorado na Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), atuando como Pesquisador e Professor Colaborador do Programa de Pós-Graduação em História. Autor de "Sob o Signo do Sigma: Integralismo, Neointegralismo e o Antissemitismo" (Editora Universidade Estadual de Maringá, 2014). Tem experiência na área de História, com ênfase em História Contemporânea e História do Tempo Presente, atuando principalmente nos seguintes temas: Radicalismos de Direita, Conservadorismos, Autoritarismos, Nacionalismos, Fascismos, Neofascismos e Antissemitismo. Coordenador e investigador associado da Rede internacional de Investigação "Direitas, História e Memória" (http://direitashistoria.net), Pesquisador Associado ao Grupo de Trabajo "Derechas contemporáneas: dictaduras y democracias" (Consejo Latinoamericano de Ciencias Sociales, CLACSO). Contato: odiloncaldeiraneto@gmail.com | Academia.edu: http://ufsm.academia.edu/OdilonCaldeiraNeto (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Odilon Caldeira Neto
Nome em citações bibliográficas
CALDEIRA NETO, Odilon;NETO, Odilon Caldeira

Endereço


Endereço Profissional
Universidade Federal de Santa Maria, Programa de Pós-Graduação em História.
Universidade Federal de Santa Maria
Camobi
97105900 - Santa Maria, RS - Brasil
Telefone: (55) 32209549
URL da Homepage: http://coral.ufsm.br/ppgh/


Formação acadêmica/titulação


2012 - 2016
Doutorado em História.
Universidade Federal do Rio Grande do Sul, UFRGS, Brasil.
com período sanduíche em Universidade de Lisboa (Orientador: António Costa Pinto).
Título: "Nosso nome é Enéas!": Partido de Reedificação da Ordem Nacional (1989-2006), Ano de obtenção: 2016.
Orientador: Carla Brandalise.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: PRONA; Direita; Neofascismo.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História Moderna e Contemporânea.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: História.
Setores de atividade: Educação.
2009 - 2011
Mestrado em História.
Universidade Estadual de Maringá, UEM, Brasil.
Título: Integralismo, Neointegralismo e Antissemitismo: entre a relativização e o esquecimento,Ano de Obtenção: 2011.
Orientador: João Fábio Bertonha.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: Antissemitismo; Integralismo; Neointegralismo; Memória.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História do Brasil.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História Moderna e Contemporânea.
2007 - 2008
Especialização em História Social e Ensino de História.
Universidade Estadual de Londrina, UEL, Brasil.
Título: Anti-semitismo e Negacionismo nos textos da Revisão Editora.
Orientador: Marco Antônio Neves Soares.
2003 - 2006
Graduação em História.
Universidade Estadual de Londrina, UEL, Brasil.
Título: Um debate historiográfico sobre o Revisionismo do Holocausto no Brasil.
Orientador: Jozimar Paes de Almeida.


Pós-doutorado


2018
Pós-Doutorado.
Universidade Federal de Santa Maria, UFSM, Brasil.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História Comparada.
2017 - 2017
Pós-Doutorado.
Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, PUCRS, Brasil.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História Ibero-americana..
Grande Área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História Transnacional.


Formação Complementar


2007 - 2007
Noções de Arquivística e Org. de Arq. Históricos. (Carga horária: 20h).
Universidade Estadual de Londrina, UEL, Brasil.
2007 - 2007
História Oral e Memória. (Carga horária: 16h).
Universidade Estadual de Londrina, UEL, Brasil.


Atuação Profissional



Universidade Federal de Santa Maria, UFSM, Brasil.
Vínculo institucional

2018 - Atual
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Pós-doutorando, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Pesquisador de Pós-doutorado do Programa de Pós-Graduação em História.

Atividades

09/2018 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Programa de Pós-Graduação em História, .


Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, PUCRS, Brasil.
Vínculo institucional

2017 - 2017
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista Pesquisador PNPD, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2017 - 2017
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Professor colaborador

Atividades

03/2017 - 01/2018
Pesquisa e desenvolvimento , Escola de Humanidades, Programa de Pós-Graduação em História.

03/2017 - 12/2017
Ensino, História, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Culturas Políticas e Historiografia

Universidade Federal do Rio Grande, FURG, Brasil.
Vínculo institucional

2016 - 2017
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor substituto, Carga horária: 40

Atividades

08/2016 - 03/2017
Ensino, História, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
América Pré-Colombiana
Laboratório de Pesquisa
Metodologia do Ensino de História I
08/2016 - 03/2017
Ensino, Arquivologia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Paleografia

Instituto de Ciências Sociais Univ.Lisboa, ICS/UL-Pt, Portugal.
Vínculo institucional

2014 - 2015
Vínculo: Investigador Visitante Júnior, Enquadramento Funcional: Investigador Visitante Júnior, Carga horária: 40
Outras informações
Junior Visiting Fellow junto ao Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa.


Universidade Federal do Rio Grande do Sul, UFRGS, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - 2016
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Discente (Doutorando), Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Professor estagiário no PPG-História/UFRGS. Estágio-docência de doutorado (bolsa CAPES/REUNI). Disciplina: Seminário de Bacharelado (HUM 03107).

Atividades

03/2012 - 03/2016
Pesquisa e desenvolvimento , Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Departamento de História.


Universidad Nacional de General Sarmiento, UNGS, Argentina.
Vínculo institucional

2013 - 2013
Vínculo: Pesquisador Visitante, Enquadramento Funcional: Pesquisador Visitante, Carga horária: 20
Outras informações
Realizou Missão Científica de Curta Duração no Exterior junto ao Instituto de Desarrollo Humano da Universidad Nacional de General Sarmiento (UNGS), localizada na cidade de Los Polvorines, Província de Buenos Aires/Argentina, durante o mês de setembro de 2013. A Missão Científica, com o apoio do Programa de Pós-Graduação em História da UFRGS, foi patrocinada pela CAPES, mediante Pró-Reitoria de Pós-Graduação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) através do Edital 001/2013 - PROPG/UFRGS.


Universidade Estadual de Maringá, UEM, Brasil.
Vínculo institucional

2009 - 2011
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Discente (Mestrando), Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Discente - Mestrado em História

Atividades

03/2009 - 03/2011
Pesquisa e desenvolvimento , Centro de Ciências Humanas Letras e Artes, Departamento de História.


Secretaria de Estado da Educação do Paraná - Núcleo R. de Educação Maringá, SEED, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - 2011
Vínculo: temporário, Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 22, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Professor (regime substituto - PSS) de História no C. E. Dr. Willie Davids, em Londrina (PR).

Vínculo institucional

2008 - 2008
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 30
Outras informações
Professor nas disciplinas História, Sociologia, Filosofia e Ensino Religioso (Ensino Fundamental e Ensino Médio) nos seguintes colégios estaduais: "C. E. Ana Molina Garcia", "C. E. Roseli Piotto Roehrig" e "C. E. Pe. José Anchieta".


Universidade Estadual de Londrina, UEL, Brasil.
Vínculo institucional

2007 - 2008
Vínculo: Outro (pós-graduando), Enquadramento Funcional: Discente



Linhas de pesquisa


1.
Política e Movimentos Sociais
2.
Relações de poder político-institucionais
3.
Sociedade, Urbanização e Imigração
4.
Fronteira, Política e Sociedade


Projetos de pesquisa


2015 - 2016
ESTADO E REPRESENTAÇÃO: AGENTES POLÍTICO-PARTIDÁRIOS NO CONTEXTO HISTÓRICO CONTEMPORÂNEO DO RIO GRANDE DO SUL

Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Carla Brandalise em 23/06/2017.
Descrição: O presente projeto, que integra a linha de pesquisa ?Relações de Poder Político-Institucional? objetiva, através do estudo de trajetórias individuais e coletivas, recuperar as atuações parlamentares de um extrato dos agentes político-institucionais que compõem ou compuseram os órgão de representação partidária do estado do Rio Grande do Sul nas últimas décadas, a exemplo da Assembleia Legislativa, da Câmara dos Deputados, bem como dos cargos do executivo preenchidos por votação popular. Seu objetivo geral é o de explicitar as condições sociais e políticas nas quais esses agentes puderam se mover e as concepções de política em jogo, associadas com os mecanismos da representação. A partir da análise das trajetórias individuais e coletiva daqueles que lograram alcançar posições de poder no Rio Grande do Sul e no Brasil no período em foco (desde 1964), o trabalho deve permitir desvelar a relação entre os resultados por eles almejados e os tipos de recursos com os quais contaram para tal..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.

Integrantes: Odilon Caldeira Neto - Integrante / Carla Brandalise - Coordenador.
2014 - 2015
Novas Direitas no Brasil e em Portugal: Prona (Partido de Reedificação da Ordem Nacional) e PNR (Partido Nacional Renovador)
Descrição: O projeto de pesquisa objetiva averiguar as similaridades e dissonâncias nos projetos políticos, estratégias eleitorais, propagandas partidárias e demais elementos possíveis, entre duas organizações recentes e representantes da direita radical no Brasil e em Portugal. Ao estabelecer os procedimentos de pesquisa em perspectiva comparativa, objetiva-se não somente a comparação restrita entre os dois limites apresentados (Prona e PNR), mas todavia o histórico estabelecido no processo de fragmentação das direitas radicais e extremistas nos dois países (embora causados aparentemente por razões diversas e dissonantes) no bojo e reminiscências dos processos de redemocratização. Além disso, almeja analisar os métodos e procedimentos pelos quais as demais organizações de direita radical e extrema-direita, nos dois países, buscaram influenciar, participar ou disputar espaço e poderio político com essas duas agremiações partidárias. Ademais, o trabalho em desenvolvimento busca analisar as razões do arrefecimento das circularidades e cooperações de ideias, atores, intelectuais e ?instituições? de direita entre Portugal e Brasil, após intensos fluxos e cooperações nas décadas precedentes. Dessa maneira, essa análise auxiliará a iluminar a compreensão sobre o estado de marginalidade desses dois projetos políticos autônomos, todavia entrelaçados (em razão de similaridades no tocante à família política), no âmbito das direitas radicais em língua portuguesa na história recente..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Doutorado: (1) .

Integrantes: Odilon Caldeira Neto - Coordenador.
Financiador(es): Fundação Calouste Gulbenkian - Auxílio financeiro.
2014 - Atual
Humor, Memória e Autoritarismo: Imprensa Ilustrada, Política e Sociedade em Perspectiva Transnacional

Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Leandro Pereira Gonçalves em 15/06/2017.
Descrição: Percebendo a charge como uma ação política específica, com importância e efeito no campo público, político e social da aparência (Arendt), é intentada com esta pesquisa a reflexão sobre as diferentes formas de humor, de violência e de discursos que as charges apresentam em diferentes ambientes autoritários, em diferentes campos e grupos urbanos, buscando, dessa forma, reconstruir uma memória ligada ao Autoritarismo em diferentes contextos. Para tanto, quatro lugares de produção foram escolhidos: a Argentina, onde a revista Clarinada com sua vertente abertamente nazista foi impressa, a Alemanha, local de produção do semanário Der Stürmer, parte importante da máquina propagandística nazista, Portugal, onde o bissemanário Os Ridículos atravessou todo o período salazarista, e o Brasil, onde a revista Careta é tomada como caso de estudo. Visando uma análise mais aguçada de conceitos, imagens e ideias chaves, como o próprio Autoritarismo, a Democracia e a imagem do ?outro?, dentre os quais se destacam ?o judeu? e ?o imigrante?, opta-se pelo estudo dos periódicos listados no período da Segunda Guerra. Com o auxílio do Método Documentário (Bohnsack), pautado por um norte reconstrutivo, e tendo os diferentes contextos autoritários como foco, intenta-se compreender as estruturas que transpassam essas imagens, as relações transnacionais que podem ser nelas observadas em relação a seus pares, bem como as dinâmicas internas que se operam nas charges..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.

Integrantes: Odilon Caldeira Neto - Integrante / Leandro Pereira Gonçalves - Coordenador.
Financiador(es): CAPES - Centro Anhanguera de Promoção e Educação Social - Bolsa.
2012 - 2016
Partido de Reedificação da Ordem Nacional: múltiplas trajetórias de um partido de direita radical no Brasil
Descrição: Projeto de Pesquisa individual, desenvolvido junto ao Programa de Pós-graduação em História da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, sob orientação da Prof. Dr. Carla Brandalise. O objetivo principal da pesquisa foi analisar a trajetória do Partido de Reedificação da Ordem Nacional (Prona, 1989-2006) em torno da rearticulação da direita brasileira nos capítulos finais da transição democrática. Assim, além do resgate da história da própria organização, a pesquisa contemplou o estudo sobre as redes de interação entre tendências conservadoras, autoritárias e neofascistas do campo político brasileiro e internacional, em torno do projeto partidário liderado por Enéas Carneiro. Foram utilizadas fontes de diversas ordem, disponíveis em meios físicos e virtuais. A pesquisa foi defendida sob o título "«Nosso nome é Enéas!»: Partido de Reedificação da Ordem Nacional (1989-2006)"..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Doutorado: (1) .

Integrantes: Odilon Caldeira Neto - Coordenador.
Financiador(es): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Bolsa.
2012 - 2016
A experiência democrática no Rio Grande do Sul e a radicalização do Partido Trabalhista Brasileiro na década de 1960

Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Carla Brandalise em 17/06/2017.
Descrição: O tema dessa pesquisa, que se insere dentro da linha de pesquisa de ?Relações de Poder Político-Institucional?, é a radicalização do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB) na década de 1960, convergindo a análise para a organização dos Comandos Nacionalistas, também designados na época por Grupos dos Onze Companheiros. Constituíram-se em um movimento político desencadeado no ano de 1963, em meio ao clima de insegurança e instabilidade que cercava o Governo João Goulart. Organizados sob comando do então deputado federal, Leonel de Moura Brizola, sua natureza e seu alcance ainda são objetos de controvérsias, sendo interpretados ora como formações paramilitares com objetivos revolucionários, ora como arremedos mal organizados de possível resistência ao golpe civil- militar que se delineava no horizonte.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.

Integrantes: Odilon Caldeira Neto - Integrante / Carla Brandalise - Coordenador.
2011 - Atual
Exploração, Organização e Catalogação do Acervo Documental AIB/PRP - DELFOS-PUCRS

Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Leandro Pereira Gonçalves em 23/09/2017.
Descrição: A intenção deste projeto é explorar o acervo documental do AIB/PRP-DELFOS-PUCRS, depositado no Espaço de Documentação e Memória Cultural da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. O Centro de Documentação sobre Ação Integralista Brasileira e Partido de Representação Popular (CD-AIB/PRP) foi criado em 1996 e é formado por milhares de documentos sobre o integralismo. São livros, revistas, panfletos, cartazes, correspondências, recortes de jornal e fotografias, além de um programa de história oral, com políticos das mais diferentes tendências. Em maio de 2010, o Centro de Documentação foi doado à PUCRS e está no DELFOS, sob a denominação de "Documentos Ação Integralista Brasileira-Partido de Representação Popular" e através do acervo, busca-se a organização, catalogação e identificação de elementos voltados para pesquisa, criando assim formas capazes de promover a análise do processo de criação nacionalista do integralismo brasileiro. Este é um projeto guarda-chuva que abriga projetos de Iniciação Científica, estudos avançados e investigações stricto sensu: Uma Memória Visual do Integralismo ? Imagens Fotográficas do Acervo de Documentação da AIB-PRP (PIBIC - 2015/2016); Sigma - Jornais Reunidos: sistematização e analise dos ideais conservadores no Acervo Documental AIB/PRP ? Acervo Benno Mentz - DELFOS-PUCRS (PIBIC - 2016/2017); Revista Anauê! Síntese da imprensa integralista ? ?exploração do Acervo Documental AIB/PRP-DELFOS-PUCRS? (BPA/PUCRS 2015); Apoio Técnico e Cultural ao Acervo de Documentação da Ação Integralista Brasileira ? Partido de Representação Popular (BPA/PUCRS 2015); A imprensa como trunfo: sistematização e analise dos ideais conservadores no Sigma - Jornais Reunidos (Acervo Documental AIB/PRP ? Acervo Benno Mentz - DELFOS-PUCRS) (PROBIC - 2016/2017).
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.

Integrantes: Odilon Caldeira Neto - Integrante / Leandro Pereira Gonçalves - Coordenador.
Financiador(es): Programa de Bolsa/Pesquisa para alunos da PUCRS - Bolsa - Bolsa.
2009 - 2011
O anti-semitismo de Gustavo Barroso no Integralismo e Neo-integralismo: Permanências e mudanças
Descrição: Pesquisa individual de Mestrado, desenvolvida durante o Mestrado em História na Universidade Estadual de Maringá (PR), sob orientação do Prof. Dr. João Fábio Bertonha. Descrição: análise do processo histórico de retomada e reformulação do Integralismo na contemporaneidade, i. e., o «Neointegralismo», com especial enfoque na questão antissemita. Partido da análise do antissemitismo integralista na década de 1930, a pesquisa abordou a reescrita de uma memória coletiva integralista, sobretudo no processo de esquecimento/silenciamento dos referenciais do radicalismo antissemita. A pesquisa, defendida sob o título "Integralismo, Neointegralismo e Antissemitismo: entre a relativização e o esquecimento", foi indicada para publicação em livro ("Sob o Signo do Sigma: Integralismo, Neointegralismo e o Antissemitismo" - Eduem, 2014)..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) .

Integrantes: Odilon Caldeira Neto - Coordenador.
Financiador(es): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Bolsa.
Número de produções C, T & A: 11
2007 - 2008
Anti-semitismo e Negacionismo nos textos da Revisão Editora
Descrição: Pesquisa individual, desenvolvida junto à Especialização em História Social e Ensino de História, na Universidade Estadual de Londrina, sob orientação do Prof. Dr. Marco Antonio Neves Soares. Descrição: destinado a analisar o caráter, constituição e estratégias de disseminação de textos, artigos e livros provenientes do auto-intulado revisionismo do Holocausto (negacionismo) em língua portuguesa, no Brasil. Para tal, foi levantado um histórico da formação de determinado fenômeno e o consequente impacto que causado na grande impressa, meios jurídicos, assim como no campo historiográfico. Além disso, foi empreendida uma análise crítica de algumas das obras mais importantes do principal órgão negacionista no Brasil: a Revisão Editora..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.

Integrantes: Odilon Caldeira Neto - Coordenador.


Membro de corpo editorial


2017 - 2018
Periódico: Estudos Ibero-Americanos
2013 - 2013
Periódico: Aedos: Revista do Corpo Discente do Programa de Pós-Graduação em História d


Revisor de periódico


2014 - Atual
Periódico: Revista Eletrônica Espaço Acadêmico (Online)


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História Moderna e Contemporânea.


Idiomas


Espanhol
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Inglês
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.


Prêmios e títulos


2014
Aprovação em seleção internacional (Bolsa de Investigação), Fundação Calouste Gulbenkian.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
GONCALVES, Leandro Pereira2017GONCALVES, Leandro Pereira ; CALDEIRA NETO, Odilon ; ANDRADE, G. I. F. . Neonazismo e transição democrática: a experiência brasileira. Anuario IEHS, v. 32, p. 221-240, 2017.

2.
CALDEIRA NETO, Odilon2017CALDEIRA NETO, Odilon. Neonazismo no Brasil: uma leitura e algumas hipóteses. COMCIÊNCIA (UNICAMP), v. 1, p. 1, 2017.

3.
CALDEIRA NETO, Odilon2016CALDEIRA NETO, Odilon. Um debate sobre a -nova direita- brasileira. ESTUDOS IBERO-AMERICANOS, v. 42, p. 773, 2016.

4.
GONCALVES, Leandro Pereira2016GONCALVES, Leandro Pereira ; CALDEIRA NETO, Odilon . Brazilian Integralism and the Corporatist Intellectual Triad. PORTUGUESE STUDIES, v. 32, p. 225, 2016.

5.
CALDEIRA NETO, Odilon2016CALDEIRA NETO, Odilon. НЕО)ФАШИЗМ И ДИКТАТУРЫ В СТРАНАХ ЛАТИНОАМЕРИКАНСКОГО ЮЖНОГО. BEREGINYA 777 SOVA, v. 31, p. 246-255, 2016.

6.
GONCALVES, Leandro Pereira2016GONCALVES, Leandro Pereira ; CALDEIRA NETO, Odilon ; ANDRADE, G. I. F. . Бразильские ультраправые в период восстановления демократии. BEREGINYA 777 SOVA, v. 31, p. 256-265, 2016.

7.
CALDEIRA NETO, Odilon2016CALDEIRA NETO, Odilon. Frente Nacionalismo, neofascismo e 'novas direitas' no Brasil. FACES DE CLIO, v. 2, p. 20-36, 2016.

8.
CALDEIRA NETO, Odilon2016CALDEIRA NETO, Odilon. A ?direita envergonhada? e a fundação do Partido de Reedificação da Ordem Nacional. Historiæ, v. 7, p. 79-102, 2016.

9.
CALDEIRA NETO, Odilon2015CALDEIRA NETO, Odilon; BERTONHA, J. F. . Fascismos e fascistas em comparação: Gustavo Barroso, Adrien Arcand e o antissemitismo no Brasil e no Canadá. História & Perspectivas (Online), v. 53, p. 371-400, 2015.

10.
CALDEIRA NETO, Odilon2014CALDEIRA NETO, Odilon. AS ORIGENS IDEOLÓGICAS DA GUERRA SUJA NA ARGENTINA. Oficina do Historiador, v. 7, p. 247, 2014.

11.
CALDEIRA NETO, Odilon2013CALDEIRA NETO, Odilon. A direita que se (re)cria: AIB, Arena e PRONA. Boletim Tempo Presente (UFRJ), v. 1, p. 13, 2013.

12.
CALDEIRA NETO, Odilon2013CALDEIRA NETO, Odilon. Gustavo Barroso e o esquecimento: integralismo, antissemitismo e escrita de si. CADERNOS DO TEMPO PRESENTE, v. -, p. x-x, 2013.

13.
CALDEIRA NETO, Odilon2012CALDEIRA NETO, Odilon. Neointegralismo e as direitas brasileiras: entre aproximações e distanciamentos. Locus (UFJF), v. 18, p. 147-165, 2012.

14.
CALDEIRA NETO, Odilon2011CALDEIRA NETO, Odilon. O Neointegralismo e a questão da organização partidária. Boletim tempo presente (UFRJ), v. 18, p. 01-10, 2011.

15.
CALDEIRA NETO, Odilon2011CALDEIRA NETO, Odilon. Galinhas Verdes ou Galos de Briga? Neointegralistas, memória militante e o uso da charge como estratégia política. Domínios da imagem (UEL), v. 5, p. 95-105, 2011.

16.
CALDEIRA NETO, Odilon2011CALDEIRA NETO, Odilon. Miguel Reale e o integralismo: entre a memória militante e as disputas políticas. Revista Espaço Acadêmico (UEM), v. 126, p. 01-10, 2011.

17.
CALDEIRA NETO, Odilon2010CALDEIRA NETO, Odilon. Entre a web, os textos e as ruas: práticas antissemitas no Brasil contemporâneo. Akrópolis (UNIPAR), v. 18, p. 3, 2010.

18.
CALDEIRA NETO, Odilon2009CALDEIRA NETO, Odilon. Memória e HQ: a representação do anti-semitismo nas Histórias em Quadrinhos. História, Imagem e Narrativas, v. 8, p. 01-15, 2009.

19.
CALDEIRA NETO, Odilon2009CALDEIRA NETO, Odilon. Intolerância e Negacionismo: Sérgio Oliveira e Revisão Editora. História e-História, v. 00, p. 00-00, 2009.

20.
CALDEIRA NETO, Odilon2009CALDEIRA NETO, Odilon. Breves reflexões sobre o uso da Internet em pesquisas historiográficas. Boletim tempo presente (UFRJ), v. 20, p. 01-10, 2009.

21.
CALDEIRA NETO, Odilon2009CALDEIRA NETO, Odilon. Memória e justiça: o negacionismo e a falsificação da história. Antíteses (Londrina), v. 02, p. 01-27, 2009.

22.
CALDEIRA NETO, Odilon2008CALDEIRA NETO, Odilon. Negacionismo e Anti-Semitismo nos textos da Editora Revisão. Literatura e Autoritarismo (UFSM), v. 11, p. 05, 2008.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
GRECCO, Gabriela de Lima (Org.) ; CALDEIRA NETO, Odilon (Org.) . Autoritarismo em foco: política, cultura e controle social. 1. ed. Rio de Janeiro, Recife, Madrid: Autografia, Editora Universidade Estadual de Pernambuco, Ediciones Autónoma de Madrid, 2019. v. 1. 338p .

2.
CALDEIRA NETO, Odilon. Sob o Signo do Sigma: Integralismo, Neointegralismo e o Antissemitismo. 01. ed. Maringá: Editora da Universidade Estadual de Maringá, 2014. 234p .

Capítulos de livros publicados
1.
CALDEIRA NETO, Odilon. Nação, História e Direita Radical: Partido Nacional Renovador (PNR, Portugal) e Partido de Reedificação da Ordem Nacional (Prona, Brasil) em comparação. In: Érica Sarmiento; Leandro Pereira Gonçalves. (Org.). Abordagens cruzadas no mundo atlântico: relações contemporâneas entre a Península Ibérica e a América. 1ed.Rio de Janeiro, Recife: Autografia, Editora Universidade de Pernambuco, 2019, v. 1, p. 111-112.

2.
GONCALVES, Leandro Pereira ; CALDEIRA NETO, Odilon ; ANDRADE, G. I. F. . Novos caminhos? O neofascismo brasileiro e a redemocratização. In: André Ricardo Salata; Teresa Cristina Schneider Marques; Fabrício Pontin. (Org.). 30 anos de democracia no Brasil: avanços e contradições. 135ed.Porto Alegre: ediPUCRS, 2018, v. , p. 01-111.

3.
CALDEIRA NETO, Odilon. Em defesa da nação, da pátria e da família: uma análise sobre o Prona na Câmara dos Deputados (2000-2006) - no prelo. In: Rodrigo Jurucê; Marcos Vinicius Ribeiro; Guilherme Ignácio Andrade. (Org.). Tempos conservadores: estudos críticos sobre as direitas. 1ed.Goiânia: Gárgula, 2018, v. 2, p. 160-185.

4.
CALDEIRA NETO, Odilon; GONCALVES, Leandro Pereira . Os capítulos finais da transição democrática no jornal «Ombro a Ombro». In: Jefferson Rodrigues Barbosa, Leandro Pereira Gonçalves, Marly Viana, Paulo Ribeiro da Cunha. (Org.). Militares e Política no Brasil. 1ed.São Paulo: Expressão Popular, 2018, v. , p. 480-495.

5.
CALDEIRA NETO, Odilon; ALMEIDA, F. C. . Neointegralismo e novas mídias: uma análise sobre a «Ação dos Blogs Integralistas». In: Leandro Pereira Gonçalves; Renata Duarte Simões. (Org.). Entre tipos e recortes: histórias da imprensa integralista. 2ed.Porto Alegre: EDIPUCRS, 2018, v. 2, p. 473-493.

6.
CALDEIRA NETO, Odilon. Em busca da nação soberana: Bautista Vidal, Enéas Carneiro e o Prona. In: Leandro Pereira Gonçalves; Marçal de Menezes Paredes. (Org.). Diálogos entre autoritarismo e democracia no mundo Ibero-americano. 1ed.Porto Alegre: EDIPUCRS, 2017, v. 1, p. 215-236.

7.
CALDEIRA NETO, Odilon. A Direita que se (re)cria: AIB, Arena e PRONA. In: Karl Schuster; Igor Lapsky; Francisco Carlos Teixeira da Silva; Giselda Brito Silva. (Org.). Velhas e Novas Direitas: a atualidade de uma polêmica. 1ed.Recife: Editora Universidade de Pernambuco, 2014, v. 1, p. 302-313.

8.
CALDEIRA NETO, Odilon. Integralismo contemporâneo ou Neointegralismo? Sobre a viabilidade e possibilidades de uma definição. In: Ernesto Bohoslavsky; Olga Echeverría. (Org.). Las derechas en el cono sur, siglo XX. 1ed.Los Polvorines: Instituto del Desarrollo Humano, Universidad Nacional de General Sarmiento, 2014, v. -, p. 82-113.

9.
CALDEIRA NETO, Odilon. O Sigma na rede: a utilização da internet pelos grupos neointegralistas. In: João Fábio Bertonha. (Org.). Sombras autoritárias e totalitárias no Brasil: integralismo, fascismos e repressão política. Ied.Maringá: Editora da Universidade Estadual de Maringá, 2013, v. , p. 153-174.

10.
CALDEIRA NETO, Odilon; ALMEIDA, F. C. . Neointegralismo e novas mídias: uma análise sobre a ?Ação dos Blogs Integralistas?. In: Leandro Pereira Gonçalves; Renata Duarte Simões. (Org.). Entre tipos e recortes: histórias da Imprensa integralista. 01ed.Guaíba: Sob medida, 2012, v. 02, p. 419-439.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
CALDEIRA NETO, Odilon. Plinio Salgado: entre o integralismo e o conservadorismo. Correio do Povo, p. 6 - 6, 16 dez. 2017.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
CALDEIRA NETO, Odilon. Partido de Reedificação da Ordem Nacional: entre a direita radical e a extrema-direita. In: III Congresso Internacional do Núcleo de Estudos das Américas, 2012, Rio de Janeiro. Anais do III Congresso Internacional do Núcleo de Estudos das Américas, 2012.

2.
CALDEIRA NETO, Odilon. Entre a ressignificação e o apagamento: Neointegralismo e o Antissemitismo. In: XXVI Simpósio Nacional de História, 2011, São Paulo. Anais do XXVI simpósio nacional da ANPUH - Associação Nacional de História. São Paulo: ANPUH-SP, 2011. p. 01-09.

3.
CALDEIRA NETO, Odilon. O PRONA e a direita grupuscular pós-ditadura. In: V Seminário de Pesquisa do PPGHS - UEL, 2011, Londrina. Anais do V Seminário de Pesquisa do Programa de Pós-graduação em História Social - UEL, 2011. p. 01-15.

4.
CALDEIRA NETO, Odilon. Entre a Conservação, o Apagamento e a Diversidade: aspectos da construção de memória em Gustavo Barroso. In: IV Encontro Nacional de Pesquisadores do Integralismo, 2010, Juiz de Fora. Anais do IV Encontro Nacional de Pesquisadores do Integralismo, 2010. p. 294-304.

5.
CALDEIRA NETO, Odilon. Miguel Reale, Escrita de Si e a problemática da retomada integralista. In: IV Seminário de Pesquisa do Programa de Pós-graduação em História Social da Universidade Estadual de Londrina, 2010, Londrina. Anais do IV Seminário de Pesquisa, 2010. v. 0. p. 216-226.

6.
CALDEIRA NETO, Odilon. Quando no integralismo está o problema: dificuldades "internas" à retomada do Sigma. In: V Fórum de Pesquisa de Pós-graduação em História / XVI Semana de História (UEM), 2010, Maringá. Anais do V Fórum de Pesquisa e Pós-Graduação em História / XVI Semana de História da UEM, 2010. p. 559-570.

7.
CALDEIRA NETO, Odilon. Negacionismo nas obras de Sérgio Oliveira (Revisão Editora). In: XXI Semana de História da UENP, 2009, Jacarezinho. Revista Anais Semana de História da UENP, 2009. p. 115-120.

8.
CALDEIRA NETO, Odilon. Práticas Integralistas na contemporaneidade. In: IV Congresso Internacional de História, 2009, Maringá. Anais do Congresso Internacional de História (CD-Rom), 2009. p. 1253-1262.

9.
CALDEIRA NETO, Odilon. O neo-integralismo: entre novas práticas e velhos elementos. In: IV Semana de História Política / I Seminário Nacional de História: Política e Cultura & Política e Sociedade, 2009, Rio de Janeiro. Anais eletrônicos da IV Semana de História Política / I Seminário Nacional de História: Política e Cultura & Política e Sociedade. Rio de Janeiro: Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ), 2009. p. 01-11.

10.
CALDEIRA NETO, Odilon. A Negação da História: o caso da editora Revisão. In: X Semana de História - História em movimento: caminhos, culturas e fronteiras, 2007, Três Lagoas. Anais da X Semana de História. Três Lagoas: Editora UFMS, 2007. p. 260-272.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
CALDEIRA NETO, Odilon. Nacionalismo e identidade: o caso do Partido Nacional Renovador Português. In: XXVIII Simpósio Nacional de História, 2015, Florianópolis, SC. Caderno de Resumos do XXVIII Simpósio Nacional de História. Florianopolis: ANPUH, 2015. v. 1. p. 579-579.

2.
CALDEIRA NETO, Odilon. Civilização dos trópicos? A presença dos ideais de Bautista Vidal no Partido de Reedificação da Ordem Nacional (Prona). In: X Congresso Internacional de Estudos Ibero-Americanos, 2015, Porto Alegre. Caderno de resumos e programação : X Congresso Internacional de Estudos Ibero-Americanos : Portugal 1975 : 40 anos depois. Porto Alegre: EdiPUCRS, 2015. v. 1. p. x-x.

3.
CALDEIRA NETO, Odilon. Partido de Reedificação da Ordem Nacional: entre a direita radical e a extrema-direita. In: III Congresso Internacional do Núcleo de Estudos das Américas, 2012, Rio de Janeiro. Livro de Resumos do III Congresso Internacional do Núcleo de Estudos das Américas, 2012. p. 210-210.

4.
CALDEIRA NETO, Odilon. O PRONA e a direita grupuscular pós-ditadura. In: V Seminário de Pesquisa - PPGHS - UEL, 2011, Londrina, PR. Caderno de Resumos - V Seminário de Pesquisa - PPGHS - UEL. Londrina: UEL, 2011. v. 1. p. 14-15.

5.
CALDEIRA NETO, Odilon. Quando no integralismo está o problema: dificuldades "internas" à retomada do Sigma. In: V Fórum de Pesquisa de Pós-graduação em História / XVI Semana de História (UEM), 2010, Maringá. Caderno de resumos e programação do V Fórum de Pesquisa e Pós-Graduação em História (UEM). Maringá: Clichetec, 2010. p. 80-80.

6.
CALDEIRA NETO, Odilon. Entre a conservação, o apagamento e a diversidade: aspectos da construção de memória em Gustavo Barroso. In: IV Encontro Nacional de Pesquisadores do Integralismo, 2010, Juiz de Fora, MG. Ideias e experiências autoritárias no Brasil contemporâneo. Juiz de Fora: LAPHIS, 2010. v. 1. p. 22-22.

7.
CALDEIRA NETO, Odilon. Negacionismo nas obras de Sérgio Oliveira (Revisão Editora). In: XXI Semana de História da UENP, 2009, Jacarezinho. Revista Anais Semana de História da UENP, 2009. v. 1. p. 94-94.

8.
CALDEIRA NETO, Odilon. Práticas Integralistas na contemporaneidade. In: IV Congresso Internacional de História, 2009, Maringá. V CONGRESSO INTERNACIONAL DE HISTÓRIA. Maringá: Clichetec, 2009. p. 114-114.

9.
CALDEIRA NETO, Odilon. O neo-integralismo: entre novas práticas e velhos elementos. In: IV Semana de História Política / I Seminário Nacional de História: Política e Cultura & Política e Sociedade, 2009, Rio de Janeiro. Caderno de Resumos (Semana de História Política, Seminário Nacional de História Política). Rio de Janeiro: UERJ / PPGH, 2009. p. 80-80.

10.
CALDEIRA NETO, Odilon. A negação da História: o caso da editora revisão. In: X Semana de História - História em movimento: caminhos, culturas e fronteiras, 2007, Três Lagoas. Programas e Resumos, 2007. v. 0. p. 23-24.

Apresentações de Trabalho
1.
SILVA, Francisco Carlos Teixeira da. ; GONCALVES, Leandro Pereira ; CALDEIRA NETO, Odilon . A atualidade do fascismo: história e historiografia. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
CALDEIRA NETO, Odilon. Intolerância política: Neofascismo(s) e transição democrática. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

3.
CALDEIRA NETO, Odilon. Neofascismo e «Nova República». 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

4.
CALDEIRA NETO, Odilon. As apropriação do passado pela «Nova Direita». 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

5.
CALDEIRA NETO, Odilon. 'Anauê!': Apresentação e discussão do documentário. 2018. (Apresentação de Trabalho/Outra).

6.
CALDEIRA NETO, Odilon. Ação Integralista Brasileira: a fascitização brasileira. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

7.
CALDEIRA NETO, Odilon. O Anticomunismo e a busca do autoritarismo. 2017. (Apresentação de Trabalho/Outra).

8.
CALDEIRA NETO, Odilon. O fascismo no Pós-Guerra: o Partido de Representação Popular. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

9.
CALDEIRA NETO, Odilon. ?A Nova Direita e o conservadorismo brasileiro?. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

10.
CALDEIRA NETO, Odilon. A Extrema-direita brasileira na atualidade: histórico e aspectos de organização. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

11.
CALDEIRA NETO, Odilon. Militares da Reserva e o Prona: um estudo sobre o jornal «Ombro a Ombro». 2017. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

12.
CALDEIRA NETO, Odilon. Fascismo e Historiografia. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

13.
CALDEIRA NETO, Odilon. O Estado Novo: interpretações historiográficas. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

14.
CALDEIRA NETO, Odilon. A participação feminina na construção do golpe civil-militar. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

15.
CALDEIRA NETO, Odilon. As mulheres e a esquerda armada contra o regime militar. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

16.
CALDEIRA NETO, Odilon. O fascismo no Brasil. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

17.
CALDEIRA NETO, Odilon. A ação política do bode expiatório (Arena). 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

18.
CALDEIRA NETO, Odilon. O golpe civil-militar de 1964. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

19.
CALDEIRA NETO, Odilon. 'Adeus, Verde esperança!': A morte de Plínio Salgado na imprensa integralista. 2017. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

20.
CALDEIRA NETO, Odilon. O «papel das mulheres» e a direita radical: Partido de Reedificação da Ordem Nacional (Prona, Brasil) e Partido Nacional Renovador (PNR, Portugal).. 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

21.
CALDEIRA NETO, Odilon. Extrema-direita brasileira na atualidade: histórico e aspectos de organização. 2016. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

22.
CALDEIRA NETO, Odilon. Análise documental AIB-PRP (Delfos) - «Neointegralismo»: Agendas de Pesquisa. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

23.
CALDEIRA NETO, Odilon. «Neointegralismo»: agendas de pesquisa. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

24.
CALDEIRA NETO, Odilon; ALMEIDA, F. C. . Internet e História do Tempo Presente: limites e possibilidades. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

25.
CALDEIRA NETO, Odilon. Direita Contemporânea no Brasil e Península Ibérica (século XXI). 2015. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

26.
CALDEIRA NETO, Odilon. Civilização dos trópicos? A presença dos ideais de Bautista Vidal no Partido de Reedificação da Ordem Nacional (Prona). 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

27.
CALDEIRA NETO, Odilon. Nacionalismo e Identidade: o caso do Partido Nacional Renovador português. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

28.
CALDEIRA NETO, Odilon. Metapolítica à brasileira: a atuação da ?Nova Direita? no Brasil. 2014. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

29.
CALDEIRA NETO, Odilon. ?Fontes Digitais e Escrita da História?. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

30.
CALDEIRA NETO, Odilon. ?Fontes Digitais e Escrita da História?. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

31.
CALDEIRA NETO, Odilon. Nacionalistas e (a)partidários? As estratégias de movimentação política dos skinheads brasileiros.. 2014. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

32.
CALDEIRA NETO, Odilon. Da colaboração à tentativa de inserção: a participação dos integralistas na construção da ditadura civil-militar. 2014. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

33.
CALDEIRA NETO, Odilon. Neointegralismo e Skinheads: operariado e intolerância. 2013. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

34.
CALDEIRA NETO, Odilon. A Literatura integralista de Plínio Salgado. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

35.
CALDEIRA NETO, Odilon. Neofascismo, Neointegralismo ou Integralismo revisitado? O paradoxo do Integralismo brasileiro pós-1975 e suas relações com a direita brasileira. 2013. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

36.
CALDEIRA NETO, Odilon. Autoritarismo e conspiração: atuação das organizações LaRouche no Brasil e na Argentina. 2013. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

37.
CALDEIRA NETO, Odilon. História recente: História do Tempo Presente e implicações teórico-metodológicas. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

38.
CALDEIRA NETO, Odilon. ?História recente: História do Tempo Presente e implicações teórico-metodológicas?. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

39.
CALDEIRA NETO, Odilon. ?História e Quadrinhos: metodologia de trabalho?. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

40.
CALDEIRA NETO, Odilon. ?História e Quadrinhos: metodologia de trabalho?. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

41.
CALDEIRA NETO, Odilon. Partido de Reedificação da Ordem Nacional: entre a direita radical e a extrema-direita. 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

42.
CALDEIRA NETO, Odilon. Historiografia, Internet e Fontes Digitais. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

43.
CALDEIRA NETO, Odilon. História e representações gráficas: Histórias em Quadrinhos. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

44.
CALDEIRA NETO, Odilon. Fascismo, Neofascismo e Representações. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

45.
CALDEIRA NETO, Odilon. Entre a ressignificação e o apagamento: Neointegralismo e o Antissemitismo. 2011. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

46.
CALDEIRA NETO, Odilon. Neointegralismo, direita brasileira pós 1988 e a questão partidária. 2011. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

47.
CALDEIRA NETO, Odilon. O PRONA e a direita grupuscular pós-ditadura. 2011. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

48.
CALDEIRA NETO, Odilon. Entre a Conservação, o Apagamento e a Diversidade: aspectos da construção de memória em Gustavo Barroso. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

49.
CALDEIRA NETO, Odilon. Miguel Reale, Escrita de Si e a problemática da retomada integralista. 2010. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

50.
CALDEIRA NETO, Odilon. Negacionismo nas obras de Sérgio Oliveira (Revisão Editora). 2009. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

51.
CALDEIRA NETO, Odilon. Práticas Integralistas na contemporaneidade. 2009. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

52.
CALDEIRA NETO, Odilon. O neo-integralismo: entre novas práticas e velhos elementos. 2009. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

53.
CALDEIRA NETO, Odilon. Comentários sobre o documentário "Soldado de Deus" (Sérgio Sanz/ 2004). 2009. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

54.
CALDEIRA NETO, Odilon. A Negação da História: o caso da editora Revisão. 2007. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

Outras produções bibliográficas
1.
GONCALVES, Leandro Pereira ; CALDEIRA NETO, Odilon . O cotidiano autoritário sob o prisma historiográfico. Porto Alegre: EdiPUCRS, 2017 (Editorial - Revista Estudos Ibero-americanos).

2.
CALDEIRA NETO, Odilon; GONCALVES, Leandro Pereira ; MARCHI, R. . Radicalismos Políticos (Revista Oficina do Historiador, PUCRS/Porto Alegre). Porto Alegre 2016 (Organização de dossiê temático).

3.
CALDEIRA NETO, Odilon; LIEBEL, V. . Autoritarismo e Conservadorismos Políticos (Revista História e Cultura, Unesp/Franca) 2016 (Organização de dossiê temático).

4.
CALDEIRA NETO, Odilon; GONCALVES, Leandro Pereira ; MARCHI, R. . Radicalismos Políticos (Oficina do Historiador, PUCRS/Porto Alegre). Porto Alegre, 2016. (Prefácio, Pósfacio/Apresentação)>.

5.
CALDEIRA NETO, Odilon; LIEBEL, V. . Autoritarismo e Conservadorismos Políticos (Revista História e Cultura, Unesp/Franca), 2016. (Prefácio, Pósfacio/Apresentação)>.

6.
CALDEIRA NETO, Odilon; LIEBEL, V. ; UMLAND, A. . Uma Visão do Leste: Autoritarismo e Conservadorismo na Ucrânia e na Rússia (Apresentação: Entrevista), 2016. (Prefácio, Pósfacio/Apresentação)>.

7.
CALDEIRA NETO, Odilon; GONCALVES, Leandro Pereira ; MARCHI, R. . Apresentação: Entrevista 'Radicalismos na Política'. Porto Alegre, 2016. (Prefácio, Pósfacio/Apresentação)>.


Produção técnica
Trabalhos técnicos
1.
CALDEIRA NETO, Odilon. Parecer ad hoc (rev. Política Hoje - UFPE). 2018.

2.
CALDEIRA NETO, Odilon. Parecer ad hoc (rev. Tempo - UFF). 2018.

3.
CALDEIRA NETO, Odilon. Parecer ad hoc (rev. Latino Americana de História - UNISINOS ). 2018.

4.
CALDEIRA NETO, Odilon. Parecer ad hoc (rev. Espaço Acadêmico - UEM ). 2018.

5.
CALDEIRA NETO, Odilon. Parecer ad hoc (rev. Territórios & Fronteiras - UFMT). 2018.

6.
CALDEIRA NETO, Odilon. Parecer ad hoc (rev. Cantareira - UFF). 2018.

7.
CALDEIRA NETO, Odilon. Parecer ad hoc (rev. Diálogos - UEM). 2018.

8.
CALDEIRA NETO, Odilon. Parecer ad hoc (rev. Estudos Ibero-Americanos - PUCRS). 2018.

9.
CALDEIRA NETO, Odilon. Parecer ad hoc (rev. Anos 90 - UFRGS). 2018.

10.
CALDEIRA NETO, Odilon. Parecer ad hoc (rev. Relaciones Internacionales - UAM). 2018.

11.
CALDEIRA NETO, Odilon. Parecer ad hoc (rev. Espaço Acadêmico, UEM). 2017.

12.
CALDEIRA NETO, Odilon. Parecer ad hoc (rev. Espaço Acadêmico - UEM). 2017.

13.
CALDEIRA NETO, Odilon. Parecer ad hoc (rev. Historiæ - Universidade Federal do Rio Grande). 2017.

14.
CALDEIRA NETO, Odilon. Parecer ad hoc (rev. Antíteses - Universidade Estadual de Londrina). 2017.

15.
CALDEIRA NETO, Odilon. Parecer ad hoc (rev. Oficina do Historiador, PUCRS). 2017.

16.
CALDEIRA NETO, Odilon. Parecer ad hoc (rev. Estudos Ibero-Americanos, PUCRS). 2017.

17.
CALDEIRA NETO, Odilon. Parecer ad hoc (rev. Temporalidades - UFMG). 2017.

18.
CALDEIRA NETO, Odilon. Avaliador ad hoc de Projeto de Pesquisa submetido à Universidade Federal da Fronteira Sul. 2017.

19.
CALDEIRA NETO, Odilon. Parecer ad hoc (rev. Tempos Históricos - UNIOESTE). 2017.

20.
CALDEIRA NETO, Odilon. Parecer ad hoc (rev. Esboços - Universidade Federal de Santa Catarina). 2017.

21.
CALDEIRA NETO, Odilon. Parecer ad hoc (rev. História, Universidade Católica de Pernambuco). 2017.

22.
CALDEIRA NETO, Odilon. Parecer ad hoc (rev. Anos 90 - Universidade Federal do Rio Grande do Sul). 2017.

23.
CALDEIRA NETO, Odilon. Parecer ad hoc (rev. Diálogos - Universidade Estadual de Maringá). 2017.

24.
CALDEIRA NETO, Odilon. Parecer ad hoc (rev. Diálogos - Universidade Estadual de Maringá). 2017.

25.
CALDEIRA NETO, Odilon. Parecer ad hoc (rev. Faces de Clio - Universidade Federal de Juiz de Fora). 2017.

26.
CALDEIRA NETO, Odilon. Consultor ad hoc (rev. Análise Social - Universidade de Lisboa). 2017.

27.
CALDEIRA NETO, Odilon. Parecer ad hoc (rev. Cadernos de História - PUC Minas). 2017.

28.
CALDEIRA NETO, Odilon. Parecer ad hoc (rev. Espaço Acadêmico - UEM). 2016.

29.
CALDEIRA NETO, Odilon. Parecer ad hoc (rev. Estudo Ibero-Americanos - PUCRS). 2016.

30.
CALDEIRA NETO, Odilon. Parecer ad hoc (rev. Antíteses - UEL). 2016.

31.
CALDEIRA NETO, Odilon. Parecer ad hoc (rev. Oficina do Historiador - PUCRS). 2016.

32.
CALDEIRA NETO, Odilon. Parecer ad hoc (rev. Oficina do Historiador - PUCRS). 2016.

33.
CALDEIRA NETO, Odilon. Parecer ad hoc (rev. Espaço Acadêmico, UEM). 2016.

34.
CALDEIRA NETO, Odilon. Parecer ad hoc (rev. Oficina do Historiador - PUCRS). 2016.

35.
CALDEIRA NETO, Odilon. Parecerista do e-Dossier IHC/Universidade Nova de Lisboa ('Europa e América Latina: visões do conservadorismo político'). 2015.

36.
CALDEIRA NETO, Odilon. Parecer ad hoc (rev. Aedos - UFRGS). 2015.

37.
CALDEIRA NETO, Odilon. Parecer ad hoc (rev. Espaço Acadêmico - UEM). 2015.

38.
CALDEIRA NETO, Odilon. Parecer ad hoc (Editora Universidade Federal do Amapá, UNIFAP). 2015.

39.
CALDEIRA NETO, Odilon. Parecer ad hoc (rev. Aedos - UFRGS). 2015.

40.
CALDEIRA NETO, Odilon. Parecer ad hoc (rev. Oficina do Historiador - PUCRS). 2015.

41.
CALDEIRA NETO, Odilon. Parecer ad hoc (rev. Espaço Acadêmico, ISSN: 1519-6186). 2014.

42.
CALDEIRA NETO, Odilon. Parecer ad hoc (rev. Oficina do Historiador - PUCRS). 2014.

43.
CALDEIRA NETO, Odilon. Parecer ad hoc (Temporalidades - rev. discente do PPGH/UFMG). 2013.

Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
CALDEIRA NETO, Odilon. Mesmo minoria, fascistas podem impor agenda. 2018. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

2.
CALDEIRA NETO, Odilon; GONCALVES, Leandro Pereira . A extrema direita ?não é uma anomalia? na trajetória política Brasileira, dizem pesquisadores. 2018. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

3.
CALDEIRA NETO, Odilon. Brésil : le fascisme tropical de Jair Bolsonaro. 2018. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

4.
CALDEIRA NETO, Odilon. Governo Bolsonaro é miscelânea de ultraliberais, conservadores, fascistas e autoritários. 2018. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

5.
CALDEIRA NETO, Odilon. O retorno de Enéas, ícone da extrema-direita e 'herói' de Bolsonaro. 2017. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

6.
CALDEIRA NETO, Odilon. Cerco aos neonazis gaúchos. 2017. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

7.
CALDEIRA NETO, Odilon. O neonazismo também fala português. 2017. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

8.
CALDEIRA NETO, Odilon. Nazismo no Brasil. 2017. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

9.
SEIXAS, X. M. N. ; CALDEIRA NETO, Odilon ; ANDRADE, G. I. F. ; GONCALVES, L. P. . Nacionalismo, Xenofobia e Racismo na Europa.. 2015. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

10.
CALDEIRA NETO, Odilon. A Frente Nacionalista pode ser a nova face do neofascismo brasileiro. 2015. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

11.
CALDEIRA NETO, Odilon. Corrupção, crise e populismo: esquerda latino-americana enfrenta desafios para se manter no poder. 2015. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

12.
CALDEIRA NETO, Odilon. Corações, Mentes e Joinhas de Facebook: uma Conversa Sobre a Direita Radical no Brasil. 2013. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).


Demais tipos de produção técnica
1.
CALDEIRA NETO, Odilon. História em Tempos Digitais: Limites e Possibilidades. 2015. (Curso de curta duração ministrado/Outra).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Teses de doutorado
1.
BRANDALISE, Carla; GERTZ, René E.; NEMI, Ana Lúcia Lana; GONCALVES, Leandro Pereira; CALDEIRA NETO, Odilon. Participação em banca de Arthur Luís de Oliveira Torquato. O espetáculo do Império Eterno: as relações entre cultura, política e propaganda no contexto dos Centenários de 1940 em Portugal. 2017. Tese (Doutorado em Programa de Pós-Graduação em História UFRGS) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Qualificações de Doutorado
1.
CALDEIRA NETO, Odilon; BRANDALISE, Carla; GONCALVES, Leandro Pereira. Participação em banca de Guilherme Ignácio Franco de Andrade. Disputas e Conflitos Geracionais no Front National (2002-2017). 2018. Exame de qualificação (Doutorando em História) - Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul.

2.
BRANDALISE, Carla; TRINDADE, Hélgio; GERTZ, René E.; CALDEIRA NETO, Odilon. Participação em banca de Clayton Hackenhaar. A Revolução em Marcha: integralistas, liberais, republicanos e o golpe de 10 de março de 1938 em Santa Catarina. 2018. Exame de qualificação (Doutorando em Programa de Pós-Graduação em História UFRGS) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

3.
GONCALVES, Leandro Pereira; BRANDALISE, Carla; CALDEIRA NETO, Odilon. Participação em banca de Guilherme Ignácio Franco de Andrade. Disputas e Conflitos Geracionais no Front National (2002-2017). 2017. Exame de qualificação (Doutorando em História) - Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul.

Monografias de cursos de aperfeiçoamento/especialização
1.
BERTONHA, J. F.; CALDEIRA NETO, Odilon; SENTINELO, J. T.. Participação em banca de Daniela Moraes de Almeida. Laços de hispanidade: as relações entre o fascismo argentino e a Falange Espanhola durante a década de 1930. 2016. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em História e Humanidades) - Universidade Estadual de Maringá.

2.
BERTONHA, J. F.; SENTINELO, J. T.; CALDEIRA NETO, Odilon. Participação em banca de Victor Raoni de Assis Marques. O integralismo e a juventude nas páginas do jornal A Offensiva na década de 1930. 2016. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em História e Humanidades) - Universidade Estadual de Maringá.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
SANTOS, Rita de Cássia Grecco dos; CALDEIRA NETO, Odilon; OLIVEIRA, Rodrigo Santos de.. Participação em banca de Michelle Vasconcelos Oliveira do Nascimento.Novas Cartas Portuguesas: a insurgência feminista contra o Estado Novo em Portugal (1972). 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Universidade Federal do Rio Grande.

2.
CALDEIRA NETO, Odilon; QUADROS, M. P. R.; PREISS, J. L. S.. Participação em banca de Bruno Augustini.As redes sociais e a mobilização política: estudo sobre a Revolução Egípcia de 2011. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Relações Internacionais) - Faculdade América Latina - Caxias do Sul.

3.
BRANDALISE, Carla; CALDEIRA NETO, Odilon; DOMINGOS, C. S. M.. Participação em banca de Denise de Oliveira Barreiro.A partilha da Palestina e a criação de Israel (1947-1948) na imprensa brasileira. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

4.
BRANDALISE, Carla; GRIJÓ, L. A.; CALDEIRA NETO, Odilon. Participação em banca de Anderson Vargas Torres.Petebismo, radicalização política e reformismo social em Canoas/RS (1961-1964). 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Outras participações
1.
CALDEIRA NETO, Odilon. Seminário Interno de Avaliação de Iniciação Científica CNPq/FAPERGS. 2017. Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul.

2.
CALDEIRA NETO, Odilon. XI MOCITEC - IFSul (Charqueadas). 2017. Instituto Federal Sul-Rio-Grandense.

3.
CALDEIRA NETO, Odilon. 18º Salão de Iniciação Científica da PUCRS. 2017. Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul.

4.
CALDEIRA NETO, Odilon. VIII Salão de Ensino (UFRGS). 2012. Universidade Federal do Rio Grande do Sul.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
XVIII Encontro de História da ANPUH-Rio. Fascismos e Política: um debate atual. 2018. (Congresso).

2.
II Simpósio Internacional História, Cultura e Relações de Poder."Adeus, Verde esperança!": A morte de Plínio Salgado na imprensa integralista. 2017. (Simpósio).

3.
II Simpósio Internacional História, Cultura e Relações de Poderr.Qual circularidade? A direita radical em perspectiva (Portugal e Brasil, 1980-2000). 2017. (Simpósio).

4.
XXIX Simpósio Nacional de História.Militares da Reserva e o Prona: um estudo sobre o jornal «Ombro a Ombro». 2017. (Seminário).

5.
I Simpósio Internacional História, Cultura e Relações de Poder.O ?papel das mulheres? e a direita radical: Partido de Reedificação da Ordem Nacional (Prona, Brasil) e Partido Nacional Renovador (PNR, Portugal). 2016. (Simpósio).

6.
Oficina: Análise documental AIB/PRP - Delfos.«Neointegralismo»: agendas de pesquisa. 2016. (Oficina).

7.
Seminário de História do Brasil.Extrema-direita brasileira na atualidade: histórico e aspectos de organização. 2016. (Seminário).

8.
II Encontro de Pesquisas Históricas - PUCRS.Internet e História do Tempo Presente: limites e possibilidades. 2015. (Encontro).

9.
Seminário: Direita Contemporânea no Brasil e Península Ibérica (século XXI).Direita Contemporânea no Brasil e Península Ibérica (século XXI). 2015. (Seminário).

10.
Seminário de História do Brasil.Diálogos Contemporâneos entre Brasil e Portugal. 2015. (Outra).

11.
X Congresso Internacional de Estudos Ibero-Americanos. Civilização dos trópicos? A presença dos ideais de Bautista Vidal no Partido de Reedificação da Ordem Nacional (Prona). 2015. (Congresso).

12.
XXVIII Simpósio Nacional de História.Nacionalismo e Identidade: o caso do Partido Nacional Renovador português. 2015. (Simpósio).

13.
As faces do radicalismo contemporâneo entre península ibérica e Brasil. Nacionalistas e (a)partidários? As estratégias de movimentação política dos skinheads brasileiros. 2014. (Congresso).

14.
Para não esquecer 1964 e a ditadura brasileira.Da colaboração à tentativa de inserção: a participação dos integralistas na construção da ditadura civil-militar. 2014. (Simpósio).

15.
Seminário Internacional - Nacionalismo e Política: Brasil e Portugal.Metapolítica à brasileira: a atuação da ?Nova Direita? no Brasil. 2014. (Seminário).

16.
IX Congresso Internacional de Estudos Ibero-americanos - IX CIEIA. Autoritarismo e conspiração: atuação das organizações LaRouche no Brasil e na Argentina. 2013. (Congresso).

17.
V Taller - Las derechas en el cono sur, siglo XX.Neofascismo, Neointegralismo ou Integralismo revisitado? O paradoxo do Integralismo brasileiro pós-1975 e suas relações com a direita brasileira. 2013. (Simpósio).

18.
XII Semana de História: "Tempo, História e Mundo da Vida".Neointegralismo e Skinheads: operariado e intolerância. 2013. (Seminário).

19.
III Congresso Internacional do Núcleo de Estudos das Américas. Partido de Reedificação da Ordem Nacional: entre a direita radical e a extrema-direita. 2012. (Congresso).

20.
Colóquio: Os Extremismo Políticos de Direita.Neointegralismo, direita brasileira pós 1988 e a questão partidária. 2011. (Outra).

21.
V Seminário de Pesquisa - Programa de Pós-Graduação em História Social.O PRONA e a direita grupuscular pós-ditadura. 2011. (Seminário).

22.
XXVI Simpósio Nacional de História.Entre a ressignificação e o apagamento: Neointegralismo e o Antissemitismo. 2011. (Simpósio).

23.
IV Encontro Nacional de Pesquisadores do Integralismo. Entre a Conservação, o Apagamento e a Diversidade: aspectos da construção de memória em Gustavo Barroso. 2010. (Congresso).

24.
IV Seminário de Pesquisa do Programa de Pós-graduação em História Social da Universidade Estadual de Londrina.Miguel Reale, Escrita de Si e a problemática da retomada integralista. 2010. (Seminário).

25.
V Fórum de Pesquisa de Pós-graduação em História / XVI Semana de História (UEM). Quando no integralismo está o problema: dificuldades "internas" à retomada do Sigma. 2010. (Congresso).

26.
III Seminário de Pesquisa do Programa de Pós-graduação em História Social.Comentários sobre o documentário "Soldado de Deus" (Sérgio Sanz / 2004). 2009. (Seminário).

27.
IV Congresso Internacional de História. Práticas Integralistas na contemporaneidade. 2009. (Congresso).

28.
IV Semana de História Política/ I Seminário Nacional de História: Política e Cultura & Política e Sociedade.O neo-integralismo: entre novas práticas e velhos elementos. 2009. (Seminário).

29.
XXI Semana de História da UENP.Negacionismo nas obras de Sérgio Oliveira (Revisão Editora). 2009. (Outra).

30.
X Semana de História - História em movimento.A Negação da História: o caso da Editora Revisão. 2007. (Simpósio).

31.
?XIII Simpósio Nacional de História ? História: Guerra e Paz?. 2005. (Simpósio).

32.
?Semana de Filosofia?. 2004. (Encontro).

33.
Seminários de Filosofia Contemporânea. 2004. (Seminário).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
SANTUCCI, N ; GONCALVES, Leandro Pereira ; CALDEIRA NETO, Odilon . Redes Sociais para a vida acadêmica e outros recursos digitais. 2017. (Outro).

2.
CORDEIRO, Janaína Martins ; CALDEIRA NETO, Odilon . Simpósio Temático «Direitas, História e Memória» (XXIX Simpósio Nacional de História). 2017. (Outro).

3.
CALDEIRA NETO, Odilon; ALMEIDA, F. C. . Simpósio Temático «Esquerdas e direitas no mundo lusófono». 2017. (Congresso).

4.
CALDEIRA NETO, Odilon; MARCHI, R. . As faces do radicalismo contemporâneo entre península ibérica e o Brasil. 2014. (Outro).

5.
CALDEIRA NETO, Odilon; MUNDIM, L. F. C. . Simpósio Temático "Mundos do Trabalhos, Mundos dos Fascismos". 2013. (Outro).



Educação e Popularização de C & T



Apresentações de Trabalho
1.
CALDEIRA NETO, Odilon. A Literatura integralista de Plínio Salgado. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
CALDEIRA NETO, Odilon. História recente: História do Tempo Presente e implicações teórico-metodológicas. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

3.
CALDEIRA NETO, Odilon. ?História recente: História do Tempo Presente e implicações teórico-metodológicas?. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

4.
CALDEIRA NETO, Odilon. ?História e Quadrinhos: metodologia de trabalho?. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

5.
CALDEIRA NETO, Odilon. ?História e Quadrinhos: metodologia de trabalho?. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

6.
CALDEIRA NETO, Odilon. ?Fontes Digitais e Escrita da História?. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

7.
CALDEIRA NETO, Odilon. ?Fontes Digitais e Escrita da História?. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

8.
CALDEIRA NETO, Odilon. Direita Contemporânea no Brasil e Península Ibérica (século XXI). 2015. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

9.
CALDEIRA NETO, Odilon. Extrema-direita brasileira na atualidade: histórico e aspectos de organização. 2016. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

10.
CALDEIRA NETO, Odilon. Análise documental AIB-PRP (Delfos) - «Neointegralismo»: Agendas de Pesquisa. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

11.
CALDEIRA NETO, Odilon. Ação Integralista Brasileira: a fascitização brasileira. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

12.
CALDEIRA NETO, Odilon. O Anticomunismo e a busca do autoritarismo. 2017. (Apresentação de Trabalho/Outra).

13.
CALDEIRA NETO, Odilon. O fascismo no Pós-Guerra: o Partido de Representação Popular. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

14.
CALDEIRA NETO, Odilon. A Extrema-direita brasileira na atualidade: histórico e aspectos de organização. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).


Cursos de curta duração ministrados
1.
CALDEIRA NETO, Odilon. História em Tempos Digitais: Limites e Possibilidades. 2015. (Curso de curta duração ministrado/Outra).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
SANTUCCI, N ; GONCALVES, Leandro Pereira ; CALDEIRA NETO, Odilon . Redes Sociais para a vida acadêmica e outros recursos digitais. 2017. (Outro).



Outras informações relevantes


Coordenador Geral e investigador associado da Rede de Investigação Direitas, História e Memória (direitashistoria.net) [2014-atual]; Secretário do Grupo de Trabalho Nacional "Direitas, História e Memória" (Associação Nacional de História, ANPUH, biênio 2015-2017); Coordenador do Grupo de Trabalho "Direitas, História e Memória" (ANPUH, Seção Rio Grande do Sul, biênio 2015-2017); Vice-coordenação do GT Direitas... (ANPUH, Seção Rio Grande do Sul, biênio 2014-2015); Pesquisador Associado ao Grupo de Trabalho "Derechas contemporáneas: dictaduras y democracias" (Consejo Latinoamericano de Ciencias Sociales, CLACSO).



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 17/02/2019 às 22:08:59