Dayse Andrade Bispo Silva

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/4645127824250567
  • Última atualização do currículo em 21/06/2018


Psicóloga formada pela Universidade Federal de Sergipe (2006), Doutora em Psicologia Social pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (2017), Mestre em Psicologia Social pela PUC-SP (2012) e Psicodramatista pela SOPSP/PUC-SP (2015). Possui certificação em Coaching pelo International Coaching Certification (2014). Trabalha como psicóloga e coach, docente e supervisora de Serviço Residencial Terapêutico. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Dayse Andrade Bispo Silva
Nome em citações bibliográficas
SILVA, D. A. B.;SILVA, DAYSE ANDRADE BISPO


Formação acadêmica/titulação


2013 - 2017
Doutorado em Psicologia (Psicologia Social).
Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, PUC/SP, Brasil.
Título: Pesquisa Participativa e Produção de Conhecimento: ferramentas da reabilitação psicossocial no cotidiano das residências terapêuticas, Ano de obtenção: 2017.
Orientador: Maria Cristina Vicentin.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: pesquisa participativa; Residência Terapêutica; reabilitação psicossocial.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Psicologia / Subárea: Saúde Mental.
2010 - 2012
Mestrado em Psicologia (Psicologia Social).
Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, PUC/SP, Brasil.
Título: Cotidiano das Residências Terapêuticas,Ano de Obtenção: 2012.
Orientador: Maria Cristina Gonçalves Vicentin.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Palavras-chave: Residência Terapêutica; Cotidiano; Produção de Subjetividade.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Saúde Coletiva / Subárea: Saúde Mental.
2015
Especialização em andamento em Educação Continuada: Níveis II e III em Psicodrama. (Carga Horária: 264h).
Sociedade de Psicodrama de São Paulo, SOPSP, Brasil.
2011 - 2015
Especialização em Formação em Psicodrama.
Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, PUC/SP, Brasil.
Título: Clínica Grupal em um Serviço de Saúde Mental em Crise.
Orientador: Pedro Mascarenhas.
2002 - 2006
Graduação em Psicologia Licenciatura.
Universidade Federal de Sergipe, UFS, Brasil.
2002 - 2006
Graduação em Psicologia Habilitação de Psicólogo.
Universidade Federal de Sergipe, UFS, Brasil.
Título: A Institucionalização do Movimento da Reforma Psiquiátrica.
Orientador: Prof Dr Manoel Mendonça Filho.




Formação Complementar


2013 - 2013
Strengthening Families Programme 10-14. (Carga horária: 40h).
Oxford Brookes University, BROOKES, Inglaterra.
2013 - 2013
Coaching. (Carga horária: 80h).
International Coaching Certification, ICC, Brasil.
2008 - 2008
Going Webby: learning tools and communities. (Carga horária: 20h).
Cultura Inglesa de Sergipe, CULTURA INGLESA, Brasil.
2008 - 2008
ACTIVPRIMARY ADVANCED SKILLS.
Promethean, PROMETHEAN, Inglaterra.
2007 - 2007
Activboard and Activprimary Software.
Promethean, PROMETHEAN, Inglaterra.
2005 - 2005
Extensão universitária em Esquizoanálise e Micropolítica.
Universidade Federal do Espírito Santo, UFES, Brasil.
2005 - 2005
Extensão universitária em Luta Antimanicomial.
Universidade Federal do Espírito Santo, UFES, Brasil.
2005 - 2005
Certificate in Advanced English.
University of Cambridge, CAM, Inglaterra.
2004 - 2004
Teacher Training Course. (Carga horária: 80h).
Cultura Inglesa de Sergipe, CULTURA INGLESA, Brasil.
2003 - 2003
Extensão universitária em Psicologia e Direitos Humanos. (Carga horária: 4h).
Universidade Federal de Sergipe, UFS, Brasil.
1994 - 2003
Curso de Inglês. (Carga horária: 720h).
Cultura Inglesa de Sergipe, CULTURA INGLESA, Brasil.
2002 - 2002
First Certificate in English.
University of Cambridge, CAM, Inglaterra.
1995 - 1995
Qualificação em Microinformática com Windows. (Carga horária: 120h).
TSI Informática, TSI, Brasil.


Atuação Profissional



UNIFESP Baixada Santista, UNIFESP, Brasil.
Vínculo institucional

2014 - 2015
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Pesquisadora, Carga horária: 4
Outras informações
Participação do grupo de extensão "Trajetórias em Saúde Mental" coordenada pela Profa Dra Maria Inês Badaró.


Centro de Estudos de Saúde Coletiva da Faculdade de Medicina do ABC, CESCO/ABC, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - 2014
Vínculo: Contrato Temporário, Enquadramento Funcional: Tutora no Curso de Especia. em Saúde Mental
Outras informações
Curso de Especialização em Saúde Mental aos profissionais da Rede de São Bernardo do Campo (SP) e Mauá (SP). Parceria entre Faculdade de Medicina do ABC, PUC-SP e UNESP Baixada Santista.


Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime, UNODC, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - 2013
Vínculo: Colaboradora, Enquadramento Funcional: Colaboradora da Área Técnica da Saúde Mental, Carga horária: 24
Outras informações
Direção da Ofinica de Formação e Manejo de Grupo para os facilitadores/multiplicadores do Programa de Fortalecimento Familiar (10-14 anos).


CAPS Prof Luis da Rocha Cerqueira, CAPS ITAPEVA, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - 2013
Vínculo: Voluntário, Enquadramento Funcional: Voluntário, Carga horária: 1
Outras informações
Oficina de Psicodrama e Foto-Imagem para os usuários do CAPS

Vínculo institucional

2012 - 2012
Vínculo: Voluntário, Enquadramento Funcional: Voluntária, Carga horária: 1
Outras informações
Em 2012 participação como Ego Auxiliar da Oficina Teatro Espontâneo e Máscaras, dirigido pela Melissa Oliveira.


Secretaria de Estado da Saúde de Sergipe, SES, Brasil.
Vínculo institucional

2008 - 2009
Vínculo: Contrato Temporário, Enquadramento Funcional: Psicóloga, Carga horária: 30
Outras informações
Atuação no Hospital de Urgências de Sergipe Governador João Alves Filho (HUSE). Referência da Psicologia na Unidade de Tratamento de Queimados (UTQ).


Universidade Federal de Sergipe, UFS, Brasil.
Vínculo institucional

2006 - 2007
Vínculo: Livre, Enquadramento Funcional: Estagiária de Psicóloga Clínica, Carga horária: 8
Outras informações
Estágio curricular em Psicologia Clínica realizado no Serviço de Psicologia Aplicada. Enfoque Psicanalítico. Supervisor Prf Dr Eduardo Leal.

Vínculo institucional

2006 - 2007
Vínculo: Livre, Enquadramento Funcional: Estagiária de Psicologia, Carga horária: 10
Outras informações
Estágio curricular em Psicologia Institucional. Realizado no Centro de Atenção Psicossocial Liberdade "Wilson Rocha". Supervisor acadêmico Profa Dra Liliana da Escóssia. Supervisora local Psicóloga Simone Barbosa.

Vínculo institucional

2004 - 2005
Vínculo: Livre, Enquadramento Funcional: Estagiária de Psicologia, Carga horária: 6
Outras informações
Estágio curricular de Prática de Ensino em Psicologia. Realizado no Colégio de Aplicação/CODAP. São Cristóvão-SE. Supervisor Prof José Marcos Cruz

Atividades

07/2006 - 03/2007
Outras atividades técnico-científicas , Centro de Educação de Ciências Humanas, Centro de Educação de Ciências Humanas.

Atividade realizada
Atividade de Participação do GEPEC: Grupo de Estudos e Pesquisas sobre Exclusão, Diretos Humanos e Cidadania. Comissão de Direitos Humanos..

Sociedade de Psicodrama de São Paulo, SOPSP, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - Atual
Vínculo: Voluntário, Enquadramento Funcional: Psicólogo
Outras informações
Atendimento psicoterapico para crianças, adolescentes e adultos.


Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, PUC/SP, Brasil.
Vínculo institucional

2015 - 2015
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Estágio Docente, Carga horária: 4
Outras informações
Estágio Docência na disciplina do curso de graduação em Psicologia da PUC-SP chamada de "Introdução à Esquizoanálise", ministrada pela Professora Dra Maria Cristina Vicentin.

Vínculo institucional

2014 - 2014
Vínculo: Contrato Temporário, Enquadramento Funcional: Tutora Educacional, Carga horária: 15
Outras informações
Tutora Educacional do Pró-Saúde II SP (PUC-SP - Região Fó/Brasilândia. Produção do e-book com as experiências dos estágios da PUC-SP no território da Zona Norte Fó/Brasilândia do Município de São Paulo.

Vínculo institucional

2013 - 2013
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Estágio Docente, Carga horária: 4
Outras informações
Estágio Docência na disciplina do curso de graduação em Psicologia da PUC-SP chada de "Introdução à Esquizoanálise", ministrada pelas Professoras Dra Maria Cristina Vicentin e Dra. Suely Rolnik.

Vínculo institucional

2011 - 2011
Vínculo: Estágio, Enquadramento Funcional: Estágio Docente, Carga horária: 3

Atividades

08/2013 - 12/2013
Estágios , Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia Social, .

Estágio realizado
Estágio docência da disciplina INTRODUÇÃO A ESQUIZOANÁLISE, ministrada pelas Professoras Maria Cristina G. Vicentin e Suely Rolnik. Parte da grade eletiva dos alunos do terceiro ano da graduação do curso de PSICOLOGIA da FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANA.
02/2011 - 06/2011
Estágios , Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia Social, .

Estágio realizado
Estágio docência da disciplina PSICOLOGIA INSTITUCIONAL, ministrada pela Professora Maria Cristina G. Vicentin. Tal disciplina é parte da grade obrigatória dos alunos do terceiro ano da graduação do curso de PSICOLOGIA da FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANA.

Cultura Inglesa de Sergipe, CULTURA INGLESA, Brasil.
Vínculo institucional

2005 - 2008
Vínculo: Contratada, Enquadramento Funcional: Professora, Carga horária: 15

Atividades

02/2005 - 12/2008
Ensino,

Disciplinas ministradas
Vários níveis para Crianças, Jovens e Adultos

Secretaria Municipal de Saúde de Aracaju, SMS, Brasil.
Vínculo institucional

2007 - 2007
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Consultora Técnica, Carga horária: 8
Outras informações
Prestação de serviços de apoio em consultoria técninca à Secretaria Municipal de Saúde de Aracaju.

Atividades

05/2007 - 11/2007
Conselhos, Comissões e Consultoria, Coordenação de Saúde Mental, .

Cargo ou função
Consultora técnica.

University College of London - Division of Psychiatric, UCL, Inglaterra.
Vínculo institucional

2016 - 2016
Vínculo: Associate Staff, Enquadramento Funcional: Research Visitor, Carga horária: 8
Outras informações
Visita à pesquisa QuEST (Quality and Effectiveness of Supported Tenancies for people with mental health problems. Tradução do QuIRC-SA (Quality Indicator for Reabilitative Care - Supported Accommodation) para português brasileiro.


Associação Saúde da Família, ASF, Brasil.
Vínculo institucional

2017 - Atual
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Supervisora de Serviço Residencial Terapêutic, Carga horária: 20
Outras informações
SRT Parelheiros II



Projetos de pesquisa


2013 - 2017
Pesquisa Participativa e Produção de Conhecimento: ferramentas da reabilitação psicossocial no cotidiano das residências terapêuticas
Descrição: A Residência Terapêutica é uma das principais estratégias para a redução dos leitos psiquiátricos no Sistema Único de Saúde. São casas para sujeitos com transtornos mentais ou uso abusivo de álcool e outras drogas para os quais a falta de moradia e de rede social são questões prioritárias no seu projeto de vida. Recebem principalmente ex-internos dos hospitais psiquiátricos. Pensando na importância desse equipamento para o Movimento da Reforma Psiquiátrica e na estrutura de rede que São Bernardo do Campo possui hoje, este estudo teve como interesse pesquisar os processos de reabilitação psicossocial realizados no cotidiano dessas casas/serviços, a partir de uma metodologia que privilegiasse a produção de conhecimento de forma coletiva e participativa entre o pesquisador e os sujeitos envolvidos no campo-tema. Construímos, desta forma, um dispositivo grupal participativo que contou com as pistas teóricas e metodológicas das pesquisas participativas, Psicodrama e Análise Institucional. Nosso trabalho é composto por linhas de experimentações, movimentações e composições de multiplicidades a partir dos encontros com o território de SBC. Iniciamos a tese contextualizando as RTs em SBC. Em seguida, apresentamos os elementos que foram se constituindo como nossa caixa de ferramentas de pesquisa para a construção da intervenção: o sentido da participação nas pesquisas-ação, intervenção e cartografia, e de suas pistas ético-político- metodológicas; nossa experiência acompanhando uma pesquisa participativa na UNIFESP-Baixada Santista; a contribuição teórica e metodológica do Psicodrama e nossa articulação com os três grandes temas desta tese: participação, protagonista e protagonismo. A noção de dispositivo grupal; a Multiplicação Dramática e seu processamento e a processualidade da intervenção no território. Dedicamos em seguida ao que foi produzido com o Grupo de pesquisa. Organizamos nosso material em duas partes. A primeira, a partir de saberes e afetos nas práticas de saúde, onde discutiremos sobre as ferramentas da reabilitação psicossocial elegidas pelo Grupo Participativo em cinco vetores: vínculo a partir do encontro entre trabalhadores de saúde mental e moradores, limiares do encontro ? turbulência e crises nas RTs, alegria de conviver, responsabilização e modificação subjetiva do trabalhador com o encontro com a RT. Discutiremos também sobre os efeitos do híbrido de ser casa-serviço que a RT provoca e suas multi-implicações. Nossa principal hipótese é que esse hibridismo provoque uma outra noção de cuidado na Saúde Mental, longe da formas de produção de subjetividade serializadas dos hospitais psiquiátricos. Colocando, assim, o trabalhador que está ligado a esse equipamento numa experimentação de múltiplos papéis ? trabalhador/gestão, materno/paterno/fraterno. A segunda parte é sobre a inseparabilidade entre modos de gestão e modos de atenção, discutindo assim sobre carga-horária dos Acompanhantes Terapêuticos (cuidadores), função de coordenador nas RTs, referências terapêuticas dos moradores, corresponsabilização do cuidado e Projeto Terapêutico Singular. Por fim, apresentaremos um caso do território que atravessa todos os analisadores produzidos na nossa pesquisa e leva ao limite os posicionamentos ético-político-clínicos da Reforma Psiquiátrica. Conclui.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2010 - 2012
Cotidiano da Rsidência Terapêutica
Descrição: As Residências Terapêuticas são um dos principais instrumentos de inserção do tema da loucura na sociedade, pois são casas onde moram (principalmente) sujeitos egressos dos hospitais psiquiátricos. Esta pesquisa se propôs a olhar como o cotidiano dos moradores de uma RT enseja vetores de produção de subjetividade. Para tanto, inicialmente, trazemos a história do morar da loucura no Ocidente, desde seus movimentos mais ?livres? na sociedade até o enclausuramento do louco, seguindo com a trajetória brasileira, suas experiências e os movimentos políticos que construíram a nossa atual Política de Saúde Mental, até a história e o cenário atual das RTs, focando mais especialmente o município de São Paulo. Para a discussão sobre o cotidiano, valemo-nos dos aportes de Pichon-Rivière e Micheal de Certeau e com Felix Guattari tematizamos a produção de subjetividade. A Observação Participante foi nosso instrumento metodológico no período de seis meses numa RT masculina no município de São Paulo. Esta observação se deu no cotidiano da casa e também no acompanhamento das saídas dos moradores para suas atividades. Utilizamos como referencial metodológico a Análise Institucional que nos permitiu acompanhar e desenhar alguns recortes do cotidiano desta RT por meio de cenas-analisadoras. Tais cenas foram analisadas a partir de alguns vetores de subjetivação, mais especificamente aqueles sinalizados pela perspectiva da reabilitação psicossocial, na ótica de F. Rotelli e B. Saraceno: a reconstrução dos sentidos/valores, do tempo, da responsabilização e o reingresso ao corpo social. As noções do morar e habitar também foram acionadas como operadores de análise. Esta experiência singular apontou para reflexões importantes quanto as RTs: o valor das mesmas na reabilitação psicossocial, principalmente na circulação social, na promoção da autonomia, e na produção de novos sentidos para o viver. Cabe ainda destacar as dificuldades para a ampliação dessa casa/serviço derivadas pelo baixo envolvimento do gestor local associados aos entraves financeiros que a montagem desse serviço requer e a falta de uma campanha nacional sobre as mudanças na saúde mental..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Dayse Andrade Bispo Silva - Coordenador.
2005 - 2006
Mapeando a Transição do Modelo Asilar para o Modelo de Atenção Psicossocial na Saúde Pública do município de Aracaju
Descrição: Numa revisão literária sobre o processo histórico da Reforma Psiquiátrica encontram-se materiais sobre este movimento num âmbito internacional e nacional, porém há uma escassez com relação aos fatos que preconizaram a implementação da Rede de Atenção Psicossocial no município de Aracaju. Desta forma, a presente pesquisa tem como objetivo mapear a transição do o asilar para de atenção psicossocial na saúde pública do município de Aracaju. Para alcançá-lo realizou-se uma revisão da bibliografia sobre o assunto incluindo discussões acerca do nascimento da Psiquiatria, do processo da Reforma Psiquiátrica nos âmbitos mundial e nacional, juntamente com conceito importantes do o de atenção e gestão da saúde mental; assim como uma análise de documentos oficiais ? leis, programas e diretrizes políticas ? e entrevista com protagonista do movimento no município. A partir da coleta de dados, a pesquisa apresenta uma discussão acerca do início da assistência psiquiátrica em Aracaju, a desospitalização do Adauto Botelho (antigo hospital psiquiátrico), o surgimento e a materialização da Reforma Psiquiátrica através da implementação dos serviços substitutivos e como a rede de atenção psicossocial está estruturada em Aracaju. Essa pesquisa, mesmo sendo histórica, faz parte de um movimento para que a luta antimanicomial não se cristalize, mantendo discussões pertinentes à história e aos conceitos que norteiam a prática de saúde mental, pois ter uma rede estruturada com bons equipamentos de saúde não garante por si que os princípios da Reforma Psiquiátrica e da Luta Antimanicomial se presentifiquem no cotidiano das práticas, acreditando também que é preciso forçar a continuidade desse movimento questionador para além de uma política de governo..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2005 - 2006
Produção de Saúde e Produção de Subejtividade: cartografando as práticas dos psicólogos da rede de atenção psicossocial SUS-Aracaju
Descrição: A pesquisa ?Produção de saúde e de subjetividade: cartografando as práticas dos psicólogos na rede de atenção psicossocial do SUS-Aracaju? tem como objetivo geral o desenvolvimento de uma investigação sobre as práticas do profissional de Psicologia nessa área da saúde coletiva. Produção de saúde e produção de subjetividade são os conceitos centrais na presente pesquisa e a metodologia adotada para o seu desenvolvimento é a cartografia. Nesta etapa da pesquisa realizou-se uma revisão da literatura dividida em dois eixos: um teórico-conceitual e outro teórico-metodológico..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (5) .
Integrantes: Dayse Andrade Bispo Silva - Integrante / Aline Morschel - Integrante / Taylanne Araújo - Integrante / Liliana da Escóssia - Integrante / Maurício Mangueira - Coordenador / Karen Gomes - Integrante / Isis Tavares - Integrante.
2005 - 2005
Projeto CLINAMEN: oficinas de clínica e política em saúde mental.
Descrição: A partir dos resultados do primeiro ano de pesquisa "Produção de Subjetividade e Produção de Saúde: cartografando as práticas dos psicólogos na rede de atenção psicossocial do SUS - Aracaju" foi desenvolvida uma metodologia de conhecer/intervir sob a forma de oficinas políticas que tinham como objetivo criar espaços de discussão sobre os saberes e as práticas dos profissionais da rede de atenção, utilizando a técnica de grupos focais. Com o apoio do Conselho Regional de Psicologia-03, o "Projeto CLINAMEN: oficinas de clínica e política em saúde mental" realizou quatro oficinas. A primeira teve como elemento disparador os resultados do relatório do primeiro ano de pesquisa. Em seguida as temáticas eram formuladas e desenvolvidas coletivamente, destacando-se "a questão clínica no contexto da saúde mental", sendo que a última oficina teve a participação de convidados da Universidade Federal Fluminense (RJ). Destaca-se nesta primeira fase do projeto a necessidade de discutir sobre a prática clínica e sua relação com campo e núcleo, o número reduzido dos psicólogos e a participação de estudantes. Essas constatações provocam reflexões acerca desses espaços, sua metodologia e da possibilidade de criação de outras formas de investigação/participação da pesquisa na rede de atenção psicossocial..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (5) .
Integrantes: Dayse Andrade Bispo Silva - Integrante / Aline Morschel - Integrante / Taylanne Araújo - Integrante / Graziela Gatto - Integrante / Liliana da Escóssia - Integrante / Maurício Mangueira - Coordenador / Karen Gomes - Integrante / Aline Belém - Integrante.


Projetos de extensão


2015 - Atual
Trajetórias: protagonismo de usuários de serviços de saúde mental nas ações de ensino-aprendizagem em saúde
Descrição: O projeto TRAJETÓRIAS nasceu como resultado da inserção de usuários de diferentes serviços de saúde mental em projeto de pesquisa participativa-emancipatória com processo formativo em Cidadania e Saúde Mental. O trabalho revelou os diversos direitos fundamentais que lhes estavam sendo negados ou retirados. Com isto, os usuários-colaboradores puderam emprestar seu olhar sobre a rede psicossocial e sobre os desafios de inserção social a que estão submetidos no cotidiano e também mostraram a possibilidade de contribuir na promoção de espaço de produção de conhecimento e debate sobre os desafios atuais do cotidiano de pessoas que vivenciam situação de sofrimento psíquico intenso. Os próprios usuários-colaboradores deflagraram o processo de construção deste projeto de extensão que está sendo apresentado em elaboração coletiva com demais participantes do grupo. O projeto conta com a participação de 12 usuários-colaboradores de diferentes Centros de Atenção Psicossocial (CAPS), dois destes serviços se localizam na cidade de Santos e um dos serviços está localizado na cidade de São Vicente. Profissionais de diferentes serviços da Cidade de Santos, Diadema e São Paulo. Além de alunos da graduação e pós-graduação. Este grupo de colaboradores vão conduzir as atividades durante o biênio proposto. Seguindo este caminho coletivo e colaborativo, os encontros semanais tem como temática a vida cotidiana destas pessoas e os desafios que vem enfrentando no que concerne a relações sociais, convívio e trocas, direitos humanos e cidadania, acolhimento em diferentes serviços e equipamentos sociais, abordagem em situação de crises, hospitalidade, plano terapêutico singular, apoio à família, apoio da família, rede afetiva, apoio social, cotidiano na comunidade, dentre outros assuntos. Estes temas são fruto de temas levantados pelos próprios usuários que participaram de projeto anterior e que mais chamaram a atenção deste grupo com destaque para os desafios atuais ..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Mestrado acadêmico: (2) / Mestrado profissional: (2) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Dayse Andrade Bispo Silva - Coordenador / Maria Inês Badaró Moreira - Integrante / Bárbara Souza Rodriguez Covelo - Integrante / Luiza Maria Escardoveli Alcantara - Integrante / Laís França - Integrante / Carlos Eduardo Pedroso - Integrante / Eliana Rocha - Integrante / Arthemis Pavoni - Integrante.


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Psicologia / Subárea: Psicologia Social.
2.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Saúde Coletiva / Subárea: Saúde Mental.
3.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Psicologia / Subárea: PSICODRAMA.
4.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Psicologia / Subárea: Life Coaching.


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Pouco.
Francês
Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
SILVA, DAYSE ANDRADE BISPO2017 SILVA, DAYSE ANDRADE BISPO; VICENTIN, MARIA CRISTINA GONÇALVES . Cotidiano de uma residência terapêutica e a produção de subjetividade. REVISTA DISTURBIOS DA COMUNICAÇÃO, v. 29, p. 197-207, 2017.

Capítulos de livros publicados
1.
SILVA, D. A. B.; ISHIDA, R. ; JOIA, J. H. ; TRENCHE, M. C. B. . Implementação da rede de saúde na região da Freguesia do Ó e Brasilândia. In: VICENTIN, M. C. G.; TRENCHE, C. B.; KAHHALE, E. P.; ALMEIDA, I. S. da. (Org.). Saúde Mental, Reabilitação e Atenção Básica: encontros entre universidade e serviços de saúde. 1ed.São Paulo: , 2016, v. , p. 33-52.

2.
ROSA, E. Z. ; PINTO, R. S. ; VICENTIN, M. C. G. ; SILVA, D. A. B. . O Território Sanitário da Freguesia do Ó/Brasilândia e o lugar do território na integração ensino-serviço. In: VICENTIN, M. C. G.; TRENCHE, C. B.; KAHHALE, E. P.; ALMEIDA, I. S. da. (Org.). Saúde Mental, Reabilitação e Atenção Básica: encontros entre universidade e serviços de saúde. 1ed.São Paulo: , 2016, v. , p. 53-78.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
MORSCHEL, A. ; ESCOSSIA, L. ; MANGUEIRA, M. ; SILVA, D. A. B. ; ARAUJO, T. ; GOMES, K. ; BELEM, A. . A clínica-política na construção da Saúde Mental Coletiva: a importância de espaços intecessores.. In: V Congresso Norte Nordeste de Psicologia, 2007, Maceió. Anais, 2007.

2.
GOMES, K. ; ESCOSSIA, L. ; MANGUEIRA, M. ; SILVA, D. A. B. ; ARAUJO, T. ; BELEM, A. ; MORSCHEL, A. . Projeto CLINAMEN: desdobramentos de uma pesquisa em Saúde Mental.. In: V Congresso Norte Nordeste de Psicologia, 2007, Maceió. Anais, 2007.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
ESCOSSIA, L. ; MANGUEIRA, M. ; SILVA, D. A. B. ; MORSCHEL, A. ; ARAUJO, T. ; BELEM, A. ; GOMES, K. . Produção de Saúde e Subjetividade: cartografando as práticas dos psicólogos da rede de atenção psicossocial SUS-Aracaju.. In: 11° Congresso Mundial de Saúde Pública e 8° Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva., 2006, Rio de Janeiro. Ciência & Saúde Coletiva, 2006.

Outras produções bibliográficas
1.
SILVA, D. A. B.. A Institucionalização do Movimento da Reforma Psiquiátrica 2007 (Monografia).


Produção artística/cultural
Artes Visuais
1.
SILVA, D. A. B.; SANTOS, A. . Semana em Defesa da Luta Antimanicomial 2007. 2007. Vídeo.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
V Seminário Internacional de Pesquisa e Estudos Qualitativos ? SIPEQ.Pesquisa Qualitativa em Psicodrama. 2018. (Seminário).

2.
15o Encontro Nacional de Professores e Supervisores FEBRAP. 2017. (Encontro).

3.
20 COngresso Brasileiro de Psicodrama. Contexto Institucional: reflexões contemporâneas sobre contextos no Psicodrama. 2016. (Congresso).

4.
20 COngresso Brasileiro de Psicodrama. Psicodrama e Pesquisa: aproximações com as metodologias participativas. 2016. (Congresso).

5.
The Power of Vulnerability. 2016. (Oficina).

6.
1o Internúcleos 2015 "Homofobia: impasses e enodamentos na contemporaneidade. 2015. (Outra).

7.
Análise Institucional e Práticas de Pesquisa: dialogando com Reneé Lourau. 2015. (Seminário).

8.
XII Encontro Regional ABRAPSO São Paulo.Produzindo Conhecimento com os Trabalhadores de Saúde Mental. 2015. (Encontro).

9.
19o Congresso Brasileiro de Psicodrama. 2014. (Congresso).

10.
Palestra: Estratégia, momentos e desafios da produção de dados da pesquisa-interevenção. 2014. (Outra).

11.
IX Congreso Iberoamericano de Psicodrama. 2013. (Congresso).

12.
18 Congresso Brasileiro de Psicodrama. 2012. (Congresso).

13.
Seminário Metodologias para o Trabalho e a Formação em Saúde: a Função Apoio. 2012. (Seminário).

14.
16 Encontro Nacional de Psicologia Social da ABRAPSO.Serviços Residenciais Terapêuticos: que inclusão estamos falando?. 2011. (Encontro).

15.
16 Encontro Nacional de Psicologia Social da ABRAPSO.Cotidiano das Residências Terapêuticas. 2011. (Encontro).

16.
16 Encontro Nacional de Psicologia Social da ABRAPSO.Pensando Políticas de Inclusão: algumas experiências brasileiras. 2011. (Encontro).

17.
VII Colóquio Internacional Michael Foucault. 2011. (Outra).

18.
XVI Jornada da SOPSP - Psicodrama e Ética. 2011. (Outra).

19.
III Congresso Brasileiro Psicologia: Ciência e Profissão. 2010. (Congresso).

20.
Memória e Verdade:o direito a denuncia do terrorismo de Estado. 2010. (Encontro).

21.
Semana de Atividades de Integração da Faculdade de Ciências Humanas e de Saúde - Curso de Psicologia-PUC/SP. 2010. (Outra).

22.
Seminário Infância e Política com Jens Qvortrup. 2010. (Seminário).

23.
Sábado da Dor. 2009. (Outra).

24.
III Encontro de Psicologia da UFS.Exibição do Filme e Debate: A Luta Antimanicomial. 2008. (Encontro).

25.
Políticas Públicas em Saúde Mental e a prática do Psicólogo nos CAPS - Pesquisa CREPOP.Políticas Públicas e Saúde Mental. 2007. (Outra).

26.
SALT Launch Event. 2007. (Encontro).

27.
SALT Specials - Teacher Development, led by George Pickering. 2007. (Seminário).

28.
SALT - Teaching with Passion. 2007. (Outra).

29.
V Congresso Norte-Nordeste. Projeto CLINAMEN: desdobramentos de uma pesquisa em Saúde Mental.. 2007. (Congresso).

30.
X Congresso da Associação Latino Americano de Medicina Social e XIV COngresso da Associação Internacional de Política de Saúde.. Produção de Saúde e de Subjetividade: uma experiência de construção coletiva.. 2007. (Congresso).

31.
11° Congresso Mundial de Saúde Pública e 8° Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva. Produção de Saúde e Subjetividade: cartografando as práticas dos psicólogos da rede de atenção psicossocial SUS-Aracaju. 2006. (Congresso).

32.
II Encontro de Psicologia. 2006. (Encontro).

33.
XVI Encontro de Iniciação Científica - UFS/CNPq e II Encontro de Pós-Graduação - UFS/CNPq.Mapeando a Transição do Modelo Asilar para o Modelo de Atenção Psicossocial na Saúde Pública no Município de Aracaju. 2006. (Encontro).

34.
2nd Teacher's Convention of the Association Northeastern Culturas Inglesas (ACINE). 2005. (Congresso).

35.
XIX Encontro Nacional dos Estudantes de Psicologia. 2005. (Encontro).

36.
First ELT Fórum. 2004. (Outra).

37.
I Jornada de Psicologia Jurídica. 2004. (Outra).

38.
18° Encontro Nacional de Estudantes de Psicologia. 2003. (Encontro).

39.
IV Jornada de Psicanálise de Aracaju e III Encontro de Psicanálise da Criança e do Adolescente. 2003. (Outra).

40.
Palestra "Teoria da Identidade". 2003. (Outra).

41.
I Congresso Brasileiro Psicologia: ciência e profissão. 2002. (Congresso).

42.
II Ciclo de Palestras sobre Psicodrama. 2002. (Outra).

43.
III Semana Acadêmica de Psicologia. 2002. (Seminário).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
VICENTIN, M. C. G. ; VIEIRA, N. ; SILVA, D. A. B. . Diálogos com Jean-Claude Polack. 2013. (Outro).



Educação e Popularização de C & T



Artigos
Artigos completos publicados em periódicos
1.
SILVA, DAYSE ANDRADE BISPO2017 SILVA, DAYSE ANDRADE BISPO; VICENTIN, MARIA CRISTINA GONÇALVES . Cotidiano de uma residência terapêutica e a produção de subjetividade. REVISTA DISTURBIOS DA COMUNICAÇÃO, v. 29, p. 197-207, 2017.




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 18/10/2018 às 20:19:13