Isabel Cristina Hentz

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/1323630596938286
  • Última atualização do currículo em 05/11/2018


Professora de História no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Catarinense, Câmpus Luzerna. Mestra em História pelo Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal de Santa Catarina, com bolsa REUNI/CAPES. Sua dissertação intitula-se "A honra e a vida: debates jurídicos sobre aborto e infanticídio nas primeiras décadas do Brasil Republicano (1890-1940)". Bacharel e licenciada em História pela Universidade Federal de Santa Catarina. Foi bolsista PIBIC/CNPq por três anos, orientada pela Profa. Dra. Joana Maria Pedro, junto ao Laboratório de Estudos de Gênero e História da UFSC. Nesta pesquisa, atuou principalmente nos seguintes temas: feminismo, ditaduras no Cone Sul, relações entre feminismo e esquerda, trajetórias de identificação com o feminismo, trajetórias políticas de mulheres. Seu Trabalho de Conclusão de Curso, orientado pelo Prof. Dr. Henrique Espada Rodrigues Lima Filho, discorreu sobre temas relacionados à ciência e aos homens de ciência em contos de Machado de Assis (1870-1884). (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Isabel Cristina Hentz
Nome em citações bibliográficas
HENTZ, I. C.

Endereço


Endereço Profissional
Instituto Federal Catarinense, Campus Luzerna.
Rua São Roque, 41
Centro
89609000 - Luzerna, SC - Brasil
Telefone: (49) 35234300
URL da Homepage: http://www.luzerna.ifc.edu.br/


Formação acadêmica/titulação


2011 - 2013
Mestrado em História.
Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.
Título: A HONRA E A VIDA: DEBATES JURÍDICOS SOBRE ABORTO E INFANTICÍDIO NAS PRIMEIRAS DÉCADAS DO BRASIL REPUBLICANO (1890-1940),Ano de Obtenção: 2013.
Orientador: Henrique Espada Rodrigues Lima Filho.
Coorientador: Paulo Pinheiro Machado.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
2006 - 2010
Graduação em HISTÓRIA.
Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.
Título: FILHOS LEGÍTIMOS DA CIÊNCIA: A CIÊNCIA E OS HOMENS DE CIÊNCIA NOS CONTOS DE MACHADO DE ASSIS (1870-1884).
Orientador: HENRIQUE ESPADA RODRIGUES LIMA FILHO.
2003 - 2005
Ensino Médio (2º grau).
Instituto Federal de Santa Catarina, IFSC, Brasil.
1995 - 2002
Ensino Fundamental (1º grau).
ESCOLA DE EDUCAÇÃO BÁSICA PRESIDENTE JUSCELINO KUBITSCHECK, EEBPJK, Brasil.




Formação Complementar


2014
Extensão universitária em ?Formação de Professores: História da África-NEAB. (Carga horária: 180h).
Universidade do Estado de Santa Catarina, UDESC, Brasil.
2018 - 2018
Curso de Formação Presencial da 10 Olimpíada Nacional em História do Brasil. (Carga horária: 30h).
Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
2016 - 2016
Ciclo de Debates sobre o Currículo Integrado. (Carga horária: 8h).
Instituto Federal de Santa Catarina, IFSC, Brasil.
2016 - 2016
Curso de capacitação de elaboradores e revisores de questões. (Carga horária: 8h).
Instituto Federal Catarinense, IFC, Brasil.
2016 - 2016
III Ciclo de Formação. (Carga horária: 28h).
Instituto Federal Catarinense, IFC, Brasil.
2013 - 2013
Extensão universitária em História dos Índios no Brasil. (Carga horária: 120h).
Universidade do Estado de Santa Catarina, UDESC, Brasil.
2013 - 2013
Extensão universitária em Ensino de História da África na Escola. (Carga horária: 20h).
Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.
2010 - 2010
3º Curso de História Comparativa no Cone Sul. (Carga horária: 60h).
Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.
2009 - 2009
MINI-CURSO: HISTÓRIA DA SAÚDE NO BRASIL. (Carga horária: 8h).
Universidade Federal do Ceará, UFC, Brasil.
2009 - 2009
HISTÓRIA COMPARATIVA NO CONE SUL. (Carga horária: 50h).
Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.
2009 - 2009
2º CURSO DE HISTÓRIA COMPARATIVA NO CONE SUL. (Carga horária: 50h).
Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.
2009 - 2009
CURSO DE CURTA DURAÇÃO EM GÊNERO E FEMINISMO. (Carga horária: 40h).
Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.
2008 - 2008
HISTÓRIA, MEMÓRIA E RELAÇÕES DE GÊNERO NO CONE SUL. (Carga horária: 40h).
Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.
2008 - 2008
RELAÇÕES DE GÊNERO E DITADURA NO CONE SUL. (Carga horária: 40h).
Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.
2000 - 2004
INGLÊS.
Instituto Estadual de Educação de Santa Catarina, IEE, Brasil.


Atuação Profissional



Prefeitura Municipal de São José, PMSJ, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - 2013
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Admitido em Caráter Temporário, Carga horária: 26


Instituto Federal Catarinense, IF-Catarinense, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professora, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

02/2014 - Atual
Ensino, Engenharia de Controle e Automação, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Metodologia Científica
02/2014 - 02/2015
Direção e administração, Campus Luzerna, .

Cargo ou função
Coordenadora de Extensão.
09/2013 - 12/2013
Direção e administração, Campus Luzerna, .

Cargo ou função
Gestora Local do Programa Mulheres Mil.

SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO, SED, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - 2011
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: ADMITIDO EM CARÁTER TEMPORÁRIO, Carga horária: 20


Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.
Vínculo institucional

2009 - 2010
Vínculo: Bolsista Iniciação Científica, Enquadramento Funcional: Livre, Carga horária: 20, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Bolsista de Iniciação Científica (CNPq), orientada pela prof. Joana Maria Pedro, no projeto "Do feminismo ao gênero - circulação de teorias e apropriações no Cone Sul (1960-2008)"

Vínculo institucional

2008 - 2009
Vínculo: Bolsista Iniciação Científica, Enquadramento Funcional: Livre, Carga horária: 20, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Bolsista de Iniciação Científica (CNPq), orientada pela prof. Joana Maria Pedro, no projeto "Movimento de Mulheres e Feminismos em tempos de ditadura militar no Cone Sul (1964-1989)"

Vínculo institucional

2007 - 2008
Vínculo: Bolsista Iniciação Científica, Enquadramento Funcional: Livre, Carga horária: 20, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Bolsista de Iniciação Científica (CNPq), orientada pela prof. Joana Maria Pedro, no projeto "Movimento de Mulheres e Feminismos em tempos de ditadura militar no Cone Sul (1964-1989)"



Projetos de pesquisa


2014 - Atual
A inciência de acidentes de trabalho na região de Joaçaba, Santa Catarina no período entre 2003 e 2013
Descrição: O objetivo desta pesquisa é levantar dados sobre a incidência de acidentes de trabalho na região da Delegacia do Trabalho de Joaçaba no Estado de Santa Catarina por meio de um estudo descritivo de série temporal. O estudo será realizado a partir das informações obtidas no Banco de Dados do Sistema da Previdência Social e outras fontes subsidiarias permitindo o estudo da evolução no período entre 2003 a 2013..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2010 - 2010
Do feminismo ao gênero - circulação de teorias e apropriações no Cone Sul (1960-2008)
Descrição: Investigar a maneira como circularam as teorias do feminismo nos países do Cone Sul, a forma como as categorias de análise Mulher , Mulheres , Feminismo e Relações de Gênero foram apropriadas e re-significadas e, muitas vezes, instrumentalizadas pelas militantes na sua relação com o Estado, com a academia e com os organismos financiadores internacionais. Para tanto, pretendemos ampliar o tempo da pesquisa para 2008, data em que concluímos a maioria das entrevistas desta pesquisa. Com esta ampliação, iremos abranger não somente o período da ditadura militar, como, também, a fase da democratização. Estenderemos esta investigação para as trajetórias das militantes, para os movimentos de mulheres que só recentemente passaram a se autodenominar feministas e, também, para o uso de mídias alternativas atuais de divulgação de suas ações...
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (7) .
Integrantes: Isabel Cristina Hentz - Integrante / Joana Maria Pedro - Coordenador.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.
2007 - 2010
Movimento de Mulheres e Feminismos em tempos de ditadura militar no Cone Sul (1964-1989)
Descrição: Entre as narrativas do feminismo que se desenvolveram no Brasil, encontra-se aquela que mostra um percurso iniciado com grupos de consciência, articulados em meio à ditadura militar e apontado como a única maneira de fazer militância, em vista da dificuldade de manifestações e outras formas de atividade política. Apontam, ainda, o ano de 1975 como o grande deflagrador da movimentação feminista, em vista do Ano Internacional da Mulher que, decretado pela ONU, teria proporcionado espaço legítimo e protegido, não somente para as mulheres, mas, também, para os diversos grupos políticos que lutavam contra a ditadura militar; além destes, alguns lutavam por mudança legislativa, entendendo que a igualdade passava por esta transformação. Além disso, tem sido afirmado que as lutas específicas das mulheres, que foram a tônica da Segunda Onda do feminismo, não tiveram espaço na América Latina. Algumas autoras afirmam que, na América Latina, especialmente nos países que enfrentaram ditaduras, muitas vezes foi a resistência a estas e a luta pelos direitos humanos que acabaram por reunir mulheres, cujos grupos, mais tarde e nem sempre, assumiram algumas das bandeiras feministas. Observando-se a narrativa do feminismo na Argentina, nota-se que, neste país, o feminismo começou com grupos de consciência, justamente no intervalo democrático, formado por dois períodos alternados de ditaduras militares, ou seja, entre 1973 e 1976. Entretanto, no Brasil, grupos de consciência surgiram no período mais duro da ditadura, ou seja, em 1972. Assim, o que pretendemos é investigar a maneira como os vários feminismos e movimentos de mulheres se constituíram no Cone Sul, no período de 1964 a 1989, observando a forma como as pessoas narram identificação com o feminismo, a maneira como se organizaram e atuaram, comparando com o que ocorreu no Brasil..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Mestrado acadêmico: (5) / Doutorado: (5) .
Integrantes: Isabel Cristina Hentz - Integrante / Joana Maria Pedro - Coordenador.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.


Projetos de extensão


2015 - 2017
Cinestória
Descrição: O projeto Cinestória tem por objetivo exibir e debater obras cinematográficas que possibilitem reflexão sobre a sociedade. As atividades do Cinestória iniciaram em 2015 e desde então já exibimos 16 filmes nos ciclos regulares, participamos de um debate na Semana da Segurança do Trabalho, ministramos três edições de minicurso na SECITEC, organizamos duas exibições do documentário catarinense ?Terra Cabocla?, com a participação dos diretores do filme e de renomados pesquisadores sobre o Contestado e fomos convidados a realizar exibição e debate em Catanduvas. Além disso, mantemos um blog cujo objetivo é divulgar as atividades do projeto e publicar os textos produzidos pela equipe. Em 2017, pretendemos continuar as ações do projeto, nos aprofundando nas discussões sobre cinema. Nesse sentido, o ciclo de exibição e debates do Cinestória em 2017 será composto de dez obras cinematográficas, que foram vencedoras ou indicadas ao Oscar nas seguintes categorias: Roteiro, Trilha sonora, Efeitos visuais, Fotografia, Montagem, Ator/Atriz, Direção, Animação, Documentário e Filme estrangeiro. Nas exibições, além de discutir sobre o filme e sobre as questões relativas à sociedade que a obra suscita, também abordaremos as diferentes dimensões do cinema. Além disso, como forma de melhorar a divulgação do projeto e de conquistar um maior público para as nossas ações, o projeto Cinestória contará uma página no Facebook..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
2014 - 2014
IFC Luzerna na escola, escola no IFC Luzerna
Descrição: O presente projeto pretende construir dois movimentos simultâneos e complementares: a presença do IFC Luzerna nas escolas de sua região de abrangência e a presença dessas escolas no espaço do IFC Luzerna. Para isso, serão ministradas palestras em escolas de Ensino Básico sobre temas atuais e pertinentes para o público adolescente: planejamento financeiro pessoal, etiqueta na internet e economia na atualidade. Além disso, com o intuito de apresentar a instituição para o público-alvo desse projeto, serão realizadas palestras sobre os cursos regulares oferecidos pela nossa instituição federal de ensino: Engenheria de Controle e Automação, Engenharia Mecânica, Técnico em Automação Industrial (subsequente e integrado), Técnico em Mecânica (subsequente), Técnico em Segurança do Trabalho (integrado). Como ponto alto do projeto, será realizada a visita das escolas parceiras à III SECITEC, Semana de Ciência e Tecnologia do IFC Luzerna, realizada em outubro de 2014, onde serão expostos trabalhos de professores e estudantes de todos os cursos do câmpus. A SECITEC é um momento privilegiado de contato com a comunidade externa, especialmente com o público escolar, no qual o espaço do IFC Luzerna é aberto à visitação e tem seu trabalho conhecido e reconhecido na área do ensino, da pesquisa e da extensão..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Isabel Cristina Hentz - Coordenador / Camila de Carli - Integrante / Ewerton Luiz Silva - Integrante / Ezequiel Steckling Müller - Integrante / Ricardo Antonello - Integrante / Muana Biava - Integrante.
2014 - 2014
Recicla IFC
Descrição: A coleta seletiva de resíduos é uma medida que corrobora para a preservação do meio ambiente, uma vez que incentiva a reutilização e reciclagem de materiais, bem como a destinação daqueles que não são passíveis de reaproveitamento a locais apropriados. Dessa forma, evita-se o aumento do número de lixões e de depósitos de lixo em locais inapropriados. Mesmo com a Lei 12.305 que determina a criação da Política Nacional dos Resíduos Sólidos pelo Ministério do Meio Ambiente, o município de Luzerna ainda não apresenta um plano para coleta seletiva dos descartes. Visando a sustentabilidade e a preservação dos recursos naturais da região, o objetivo deste projeto é implementar, em parceria com a Secretaria da Agricultura e Meio Ambiente, a separação dos resíduos produzidos no câmpus e destiná-los a locais de coleta e deposição adequados. Os resíduos de alimentos serão utilizados para a construção de uma composteira nas imediações do câmpus. Inicialmente, o projeto irá contemplar os alunos e os servidores do IFC Luzerna. No entanto, espera-se que o projeto seja expandido para a comunidade a partir da conscientização dos envolvidos por meio de palestras e oficinas, e dessa forma, disseminar a ideia em suas casas e locais de convívio. Em um segundo momento, se buscará contato com as instituições públicas da região de forma a implementar a coleta seletiva no município de Luzerna..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
2014 - 2014
IFCultural
Descrição: Possibilitar a integração através de atividades práticas multiculturais no ambiente escolar é o objetivo deste projeto. Destina-se a docentes, discentes, técnicos-administrativos e comunidade em geral e visa à realização de apresentações de cunho artístico/estético (musical, teatral, poético, coreográfico, cinematográfico, visual). Essas atividades serão realizadas quinzenalmente, durante o intervalo do almoço e/ou entre o período vespertino e noturno, em locais definidos pelo coordenador e colaboradores do projeto..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
2014 - 2014
III Ciclo de Formação Continuada
Descrição: Na educação brasileira, urge a necessidade em melhorarmos a formação docente. Com o objetivo de apresentar possibilidades de ação e de promover mais integração entre o IFC e as instituições ligadas à educação básica, organizamos o III Ciclo de Formação Continuada. A formação continuada apresenta-se como possibilidade de melhoria da qualidade da educação, uma vez que permite discussões tanto dos problemas vivenciados na educação básica como também dos problemas existentes nos próprios cursos de formação. A formação de professores exige um grande compromisso das instituições formadoras, pois ações de docentes ou de grupos de docentes existem, porém são ações isoladas, com as quais teríamos um tempo extremamente longo para as mudanças necessárias. Considerando-se que a extensão, dentro das instituições de ensino superior, não deva se restringir à prestação de serviços, podemos e devemos nos sentir responsáveis pela problemática do ensino e estender nosso trabalho às demais instituições da área, com as quais convivemos. As ações conjuntas podem criar soluções mais viáveis e trazer benefícios a todos os envolvidos, uma vez que os professores da educação básica têm uma discussão mediada pelo Instituto e o Instituto tem a possibilidade de contato direto com o mundo do trabalho para o qual forma seus alunos..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.


Membro de corpo editorial


2012 - 2012
Periódico: Revista Santa Catarina em História


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Espanhol
Compreende RazoavelmenteLê Razoavelmente.
Português
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.


Prêmios e títulos


2010
DESTAQUE ENTRE OS PÔSTERES APRESENTADOS DURANTE O SEMINÁRIO INTERNACIONAL FAZENDO GÊNERO 9: DIÁSPORAS, DIVERSIDADES, DESLOCAMENTOS, INSTITUTO DE ESTUDOS DE GÊNERO / UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA.
2010
MÉRITO ESTUDANTIL, UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
HENTZ, I. C.2009HENTZ, I. C.; FREITAS, L. V. M. ; Sena, P. C. . O olhar de Cláudio Rodrigues da Silveira sobre a história serrana. Revista Santa Catarina em História, v. 1, p. 79-82, 2009.

2.
HENTZ, I. C.2008 HENTZ, I. C.. ?A morte do jornalista mártir?: reflexões sobre a repercussão do atentado a Crispim Mira. Revista Santa Catarina em História, v. 1, p. 01-17, 2008.

Capítulos de livros publicados
1.
HENTZ, I. C.; VEIGA, A.M. . ENTRE O FEMINISMO E A ESQUERDA: CONTRADIÇÕES E EMBATES DA DUPLA MILITÂNCIA. In: JOANA MARIA PEDRO; CRISTINA SCHEIBE WOLFF; ANA MARIA VEIGA. (Org.). RESISTÊNCIAS, GÊNERO E FEMINISMOS CONTRA AS DITADURAS NO CONE SUL. FLORIANÓPOLIS: MULHERES, 2011, v. , p. 145-163.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
HENTZ, I. C.. A honra e a vida: legislação e debates jurídicos sobre aborto e infanticídio no início da República no Brasil (1890-1940). In: Seminário Internacional Fazendo Gênero 10: Desafios Atuais dos Feminismos, 2013, Florianópolis. Anais eletrônicos: Fazendo Gênero 10, 2013.

2.
HENTZ, I. C.. Legislação criminal sobre aborto e infanticídio na passagem do Império para a República: revisitando E. P. Thompson para uma pesquisa historiográfica atual. In: XIV Encontro Estadual de História: Tempo, memórias e expectativas, 2012, Florianópolis. Anais do XIV Encontro Estadual de História: Tempo, memórias e expectativas, 2012.

3.
HENTZ, I. C.. FILHOS LEGÍTIMOS DA CIÊNCIA: OS HOMENS DE CIÊNCIA NOS CONTOS DE MACHADO DE ASSIS (1870-1884). In: XXVI SIMPÓSIO NACIONAL DE HISTÓRIA, 2011, São Paulo. Anais do XXVI simpósio nacional da ANPUH - Associação Nacional de História. São Paulo: ANPUH-SP, 2011. p. 1-17.

4.
HENTZ, I. C.. Feminismo como forma de participação política: trajetórias de mulheres políticas. In: XII ENCONTRO ESTADUAL DE HISTÓRIA, 2010, CHAPECÓ. ANAIS DO XIII ENCONTRO ESTADUAL DE HISTÓRIA - HISTÓRIA: DESAFIOS PARA O TEMPO PRESENTE. Florianópolis; Chapecó: ANPUH Seção SC; UNOCHAPECÓ, 2010. p. 1-15.

5.
Sena, P. C. ; HENTZ, I. C. . DITADURAS E EXÍLIO: UMA HISTÓRIA DA IDENTIFICAÇÃO COM O FEMINISMO. In: COLÓQUIO INTERNACIONAL GÊNERO, FEMINISMOS E DITADURAS NO CONE SUL, 2009, FLORIANÓPOLIS. ANAIS ELETRÔNICOS DO COLÓQUIO INTERNACIONAL GÊNERO, FEMINISMOS E DITADURAS NO CONE SUL, 2009.

6.
HENTZ, I. C.. RESSENTIMENTOS DAS DUPLAS-MILITANTES DAS DITADURAS NO CONE SUL. In: IV ENCONTRO REGIONAL SUL DE HISTÓRIA ORAL: CULTURAS, IDENTIDADES E MEMÓRIAS, 2007, FLORIANÓPOLIS. IV Encontro Regional Sul de História Oral - anais eletrônicos - Nº 01 / 2007, 2007.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
HENTZ, I. C.; BIAZOTTO, S. C. . PROGRAMA MULHERES MIL A experiência do IF Catarinense ? Câmpus Luzerna. In: II Seminário Integrado de Ensino, Pesquisa e Extensão, 2014, Camboriú. Anais Eletrônicos do II Seminário Integrado de Ensino, Pesquisa e Extensão ? II SIEPE, 2014.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
HENTZ, I. C.. A honra e a vida: legislação e debates jurídicos sobre aborto e infanticídio no início da República no Brasil (1890-1940). In: Seminário Internacional Fazendo Gênero 10: Desafios Atuais dos Feminismos, 2013, Florianópolis. Anais eletrônicos: Fazendo Gênero 10, 2013.

2.
HENTZ, I. C.. Legislação criminal sobre aborto e infanticídio na passagem do Império para a República: revisitando E. P. Thompson para uma pesquisa historiográfica atual. In: XIV Encontro Estadual de História: Tempo, memórias e expectativas, 2012, Florianópolis. Anais do XIV Encontro Estadual de História: Tempo, memórias e expectativas, 2012.

3.
HENTZ, I. C.. FILHOS LEGÍTIMOS DA CIÊNCIA: OS HOMENS DE CIÊNCIA NOS CONTOS DE MACHADO DE ASSIS (1870-1884). In: XXVI SIMPÓSIO NACIONAL DE HISTÓRIA, 2011. SIMPÓSIOS TEMÁTICOS (PROGRAMAÇÃO), 2011.

4.
HENTZ, I. C.. MEMÓRIAS DE MULHERES POLÍTICAS: DITADURA MILITAR E FEMINISMO EM TRAJETÓRIAS NO CONE SUL. In: X ENCONTRO NACIONAL DE HISTÓRIA ORAL: TESTEMUNHOS: HISTÓRIA E POLÍTICA, 2010, RECIFE. TESTEMUNHOS: HISTÓRIA E POLÍTICA: X ENCONTRO NACIONAL DE HISTÓRIA ORAL - CADERNO DE RESUMO. RECIFE: EDITORA UNIVERSITÁRIA - UFPE, 2010.

5.
HENTZ, I. C.. FEMINISMO COMO FORMA DE PARTICIPAÇÃO POLÍTICA: TRAJETÓRIAS DE MULHERES POLÍTICAS. In: XIII ENCONTRO ESTADUAL DE HISTÓRIA, IV ENCONTRO ESTADUAL DO GT GÊNERO DE SANTA CATARINA E I ENCONTRO ESTADUAL DO GT ESTUDOS AFRICANOS E DA DIÁSPORA, 2010, CHAPECÓ. HISTÓRIA: DESAFIOS PARA O TEMPO PRESENTE - CADERNO DE RESUMOS, 2010. p. 14-14.

6.
HENTZ, I. C.. TRAJETÓRIAS FEMINISTAS: PARTICIPAÇÃO POLÍTICA DE MULHERES DO CONE SUL. In: 20º SEMINÁRIO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA, 2010, FLORIANÓPOLIS. 20º SEMINÁRIO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA, 2010.

7.
Sena, P. C. ; HENTZ, I. C. . DITADURAS E EXÍLIO: UMA HISTÓRIA DA IDENTIFICAÇÃO COM O FEMINISMO. In: COLÓQUIO INTERNACIONAL GÊNERO, FEMINISMOS E DITADURAS NO CONE SUL, 2009, FLORIANÓPOLIS. CADERNO DE RESUMOS E PROGRAMAÇÃO: COLÓQUIO INTERNACIONAL GÊNERO, FEMINISMOS E DITADURAS NO CONE SUL. FLORIANÓPOLIS: UFSC, 2009. p. 79-79.

8.
HENTZ, I. C.. PERCURSOS FEMINISTAS: TRAJETÓRIAS DE IDENTIFICAÇÃO NAS DITADURAS MILITARES (BOLÍVIA, PARAGUAI E URUGUAI). In: XXV SIMPÓSIO NACIONAL DE HISTÓRIA: HISTÓRIA E ÉTICA, 2009, FORTALEZA. LIVRO DE PÔSTERES: XXV SIMPÓSIO NACIONAL DE HISTÓRIA: HISTÓRIA E ÉTICA. FORTALEZA: UFC, 2009. p. 105-105.

9.
HENTZ, I. C.. FEMINISMO E TRAJETÓRIAS DE IDENTIFICAÇÃO PELA ESQUERDA: BOLÍVIA, PARAGUAI E URUGUAI NO PERÍODO DAS DITADURAS MILITARES. In: 19º SEMINÁRIO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA, 2009, FLORIANÓPOLIS. 19º SEMINÁRIO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA: RESUMOS INSCRITOS, 2009.

10.
HENTZ, I. C.. LIBERTAÇÃO DAS MULHERES OU REVOLUÇÃO SOCIALISTA? EMBATES ENTRE FEMINISMO E ESQUERDA NO PERÍODO DAS DITADURAS DO CONE SUL. In: XII ENCONTRO ESTADUAL DE HISTÓRIA: HISTÓRIA ENSINO E PESQUISA, 2008, CRICIÚMA / SC. CADERNO DE RESUMOS DO XII ENCONTRO ESTADUAL DE HISTÓRIA. CRICIÚMA: UNESC, 2008. p. 119-120.

11.
HENTZ, I. C.; FREITAS, L. V. M. ; Sena, P. C. . "MASCULINIZAÇÃO" DAS MULHERES: RESISTÊNCIA ÀS DITADURAS MILITARES NO CONE SUL. In: SEMINÁRIO INTERNACIONAL FAZENDO GÊNERO 8: CORPO, VIOLÊNCIA E PODER, 2008, FLORIANÓPOLIS. SEMINÁRIO INTERNACIONAL FAZENDO GÊNERO 8: CORPO, VIOLÊNCIA E PODER. FLORIANÓPOLIS: EDITORA MULHERES, 2008.

12.
HENTZ, I. C.. FEMINISMO E ESQUERDA DURANTE AS DITADURAS NO CONE SUL (1960-1980). In: 18º SEMINÁRIO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA, 2008, FLORIANÓPOLIS. 18º SEMINÁRIO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA. FLORIANÓPOLIS: UFSC, 2008.

13.
HENTZ, I. C.. RESSENTIMENTOS DAS DUPLAS-MILITANTES DAS DITADURAS NO CONE SUL. In: IV ENCONTRO REGIONAL SUL DE HISTÓRIA ORAL: CULTURAS, IDENTIDADES E MEMÓRIAS, 2007, FLORIANÓPOLIS. IV ENCONTRO REGIONAL SUL DE HISTÓRIA ORAL: CULTURAS, IDENTIDADES E MEMÓRIAS - CADERNO DE PROGRAMAÇÃO E RESUMOS. FLORIANÓPOLIS: UFSC, 2007. p. 102-102.

14.
Liz, L. L. ; Freitas e Silva, E. M. ; HENTZ, I. C. ; Lopes, G. S. ; Macena, F. E. . RESULTADO DA PRÁTICA DE REDAÇÃO. In: 6ª SEMANA DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO - SEPEX, 2007, FLORIANÓPOLIS. ANAIS DA 6ª SEMANA DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO. FLORIANÓPOLIS: UFSC, 2007.

Apresentações de Trabalho
1.
HENTZ, I. C.; TRAMONTINI, L. . Seminário da Sexualidade: empoderamento feminino e combate à violência contra a mulher. 2016. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

2.
HENTZ, I. C.. Sexismo e Questões Atuais. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

3.
HENTZ, I. C.; BIAZOTTO, S. C. . PROGRAMA MULHERES MIL A experiência do IF Catarinense ? Câmpus Luzerna. 2014. (Apresentação de Trabalho/Outra).

4.
HENTZ, I. C.. Revolução Industrial. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

5.
HENTZ, I. C.. A honra e a vida: legislação e debates jurídicos sobre aborto e infanticídio no início da República no Brasil (1890-1940). 2013. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

6.
HENTZ, I. C.. Aborto e infanticídio na passagem do Império para a República. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

7.
HENTZ, I. C.. Legislação criminal sobre aborto e infanticídio na passagem do Império para a República: revisitando E. P. Thompson para uma pesquisa historiográfica atual. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

8.
HENTZ, I. C.. FILHOS LEGÍTIMOS DA CIÊNCIA: OS HOMENS DE CIÊNCIA NOS CONTOS DE MACHADO DE ASSIS (1870-1884). 2011. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

9.
HENTZ, I. C.. MEMÓRIAS DE MULHERES POLÍTICAS: DITADURA MILITAR E FEMINISMO EM TRAJETÓRIAS NO CONE SUL. 2010. (Apresentação de Trabalho/Outra).

10.
HENTZ, I. C.. FEMINISMO COMO FORMA DE PARTICIPAÇÃO POLÍTICA: TRAJETÓRIAS DE MULHERES POLÍTICAS. 2010. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

11.
HENTZ, I. C.; Sena, P. C. . DITADURAS E EXÍLIO: UMA HISTÓRIA DA IDENTIFICAÇÃO COM O FEMINISMO. 2009. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

12.
HENTZ, I. C.. PERCURSOS FEMINISTAS: TRAJETÓRIAS DE IDENTIFICAÇÃO NAS DITADURAS MILITARES (BOLÍVIA, PARAGUAI E URUGUAI). 2009. (Apresentação de Trabalho/Outra).

13.
HENTZ, I. C.. FEMINISMO E TRAJETÓRIAS DE IDENTIFICAÇÃO PELA ESQUERDA: BOLÍVIA, PARAGUAI E URUGUAI NO PERÍODO DAS DITADURAS MILITARES. 2009. (Apresentação de Trabalho/Outra).

14.
HENTZ, I. C.. FEMINISMO E TRAJETÓRIAS DE IDENTIFICAÇÃO PELA ESQUERDA: BOLÍVIA, PARAGUAI E URUGUAI NO PERÍODO DAS DITADURAS MILITARES. 2009. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

15.
HENTZ, I. C.. LIBERTAÇÃO DAS MULHERES OU REVOLUÇÃO SOCIALISTA? EMBATES ENTRE FEMINISMO E ESQUERDA NO PERÍODO DAS DITADURAS DO CONE SUL. 2008. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

16.
HENTZ, I. C.; FREITAS, L. V. M. ; Sena, P. C. . "MASCULINIZAÇÃO" DAS MULHERES: RESISTÊNCIA ÀS DITADURAS MILITARES NO CONE SUL. 2008. (Apresentação de Trabalho/Outra).

17.
HENTZ, I. C.. FEMINISMO E ESQUERDA DURANTE AS DITADURAS NO CONE SUL (1960-1980). 2008. (Apresentação de Trabalho/Outra).

18.
HENTZ, I. C.. RESSENTIMENTOS DAS DUPLAS-MILITANTES DAS DITADURAS NO CONE SUL. 2007. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

19.
Liz, L. L. ; Lopes, G. S. ; Macena, F. E. ; HENTZ, I. C. ; Freitas e Silva, E. M. . RESULTADO DA PRÁTICA DE REDAÇÃO. 2007. (Apresentação de Trabalho/Outra).

Outras produções bibliográficas
1.
HENTZ, I. C.. Infanticídio, batismo, alma: traduzindo sentidos. Florianópolis: EdUFSC, 2011 (Resenha).


Demais tipos de produção técnica
1.
HENTZ, I. C.; TRAMONTINI, L. . Botica da Natureza. 2016. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

2.
HENTZ, I. C.; ORIO, L. H. . 'De gravata e unha vermelha': debate sobre gênero e sexualidade. 2016. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

3.
HENTZ, I. C.; IMMIANOVSKY, C. . O negro na arte brasileira do século XIX: da lei 10.639 à sala de aula. 2014. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

4.
HENTZ, I. C.. FEMINISMO COMO FORMA DE PARTICIPAÇÃO POLÍTICA: TRAJETÓRIAS DE MULHERES POLÍTICAS. 2010. (Relatório de pesquisa).

5.
HENTZ, I. C.. FAZENDO GÊNERO 9 - DIÁSPORAS, DIVERSIDADES, DESLOCAMENTOS. 2010. (Monitoria).

6.
HENTZ, I. C.. 3º CURSO DE CURTA DURAÇÃO EM GÊNERO E FEMINISMO. 2010. (Monitoria).

7.
HENTZ, I. C.. SEMANA DE ENSINO PESQUISA E EXTENSÃO - SEPEX. 2010. (Monitoria).

8.
HENTZ, I. C.. MOVIMENTO DE MULHERES E FEMINISTAS E OS GRUPOS DE RESISTÊNCIA ÀS DITADURAS E GRUPOS DE ESQUERDA NA BOLÍVIA, PARAGUAI E URUGUAI. 2009. (Relatório de pesquisa).

9.
HENTZ, I. C.. COLÓQUIO INTERNACIONAL GÊNERO, FEMINISMOS E DITADURAS NO CONE SUL. 2009. (Monitoria).

10.
HENTZ, I. C.. DISPUTAS, CONFLITOS E TENSÕES: RELAÇÕES FEMINISMO ? ESQUERDA NAS DITADURAS NO CONE SUL (1960-1980). 2008. (Relatório de pesquisa).

11.
HENTZ, I. C.. SEMINÁRIO INTERNACIONAL FAZENDO GÊNERO 8: CORPO, VIOLÊNCIA E PODER. 2008. (Monitoria).

12.
HENTZ, I. C.. IV ENCONTRO REGIONAL SUL DE HISTÓRIA ORAL: CULTURAS, IDENTIDADES E MEMÓRIAS. 2007. (Monitoria).


Produção artística/cultural
Artes Visuais
1.
HENTZ, I. C.; IMMIANOVSKY, C. . Luzerna em memórias. 2015. Instalação.

Outras produções artísticas/culturais
1.
HENTZ, I. C.. COLÓQUIO INTERNACIONAL GÊNERO, FEMINISMOS E DITADURAS NO CONE SUL. 2009 (Comissão Cultural).



Bancas




Participação em bancas de comissões julgadoras
Outras participações
1.
HENTZ, I. C.. VIII Mostra Nacional de Iniciação Científica e Tecnológica Interdisciplinar. 2015. Instituto Federal Catarinense.

2.
HENTZ, I. C.. III SECITEC - Semana de Ciência e Tecnologia. 2014. Instituto Federal Catarinense.

3.
HENTZ, I. C.. IV Mostra Científica e Cultural. 2014. Escola de Educação Básica Padre Nóbrega.

4.
HENTZ, I. C.. Comissão de Pôsteres do Seminário Internacional Fazendo Gênero 10. 2013. Universidade Federal de Santa Catarina.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
II Seminário Integrado de Ensino, Pesquisa e Extensão do IFC.PROGRAMA MULHERES MIL: A experiência do IF Catarinense ? Câmpus Luzerna. 2014. (Seminário).

2.
I Semana do Curso Técnico em Segurança do Trabalho: alusão ao dia 28 de abril ?Dia Internacional em Memória às Vítimas de Acidentes e Doenças do Trabalho?. 2014. (Outra).

3.
Fazendo Gênero 10: Desafios atuais do Feminismo.A HONRA E A VIDA: LEGISLAÇÃO E DEBATES JURÍDICOS SOBRE ABORTO E INFANTICÍDIO NO INÍCIO DA REPÚBLICA NO BRASIL (1890-1940). 2013. (Seminário).

4.
IV Encontro Escravidão e Liberdade no Brasil Meridional. 2013. (Encontro).

5.
XIV Encontro Estadual de História: Tempo, memórias e expectativas.Legislação criminal sobre aborto e infanticídio na passagem do Império para a República: revisitando E. P. Thompson para uma pesquisa historiográfica atual. 2012. (Encontro).

6.
XXVI SIMPÓSIO NACIONAL DE HISTÓRIA.FILHOS LEGÍTIMOS DA CIÊNCIA: OS HOMENS DE CIÊNCIA NOS CONTOS DE MACHADO DE ASSIS (1870-1884). 2011. (Simpósio).

7.
SEMINÁRIO INTERNACIONAL FAZENDO GÊNERO 9: DIÁSPORAS, DIVERSIDADES, DESLOCAMENTOS.MEMÓRIAS DE MULHERES POLÍTICAS: DITADURA MILITAR E FEMINISMO EM TRAJETÓRIAS NO CONE SUL. 2010. (Seminário).

8.
XIII ENCONTRO ESTADUAL DE HISTÓRIA, IV ENCONTRO ESTADUAL DO GT GÊNERO DE SANTA CATARINA E I ENCONTRO ESTADUAL DO GT ESTUDOS AFRICANOS E DA DIÁSPORA.FEMINISMO COMO FORMA DE PARTICIPAÇÃO POLÍTICA: TRAJETÓRIAS DE MULHERES POLÍTICAS. 2010. (Encontro).

9.
19º SEMINÁRIO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA.FEMINISMO E TRAJETÓRIAS DE IDENTIFICAÇÃO PELA ESQUERDA: BOLÍVIA, PARAGUAI E URUGUAI NO PERÍODO DAS DITADURAS MILITARES. 2009. (Seminário).

10.
19º SEMINÁRIO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA.FEMINISMO E TRAJETÓRIAS DE IDENTIFICAÇÃO PELA ESQUERDA: BOLÍVIA, PARAGUAI E URUGUAI NO PERÍODO DAS DITADURAS MILITARES. 2009. (Seminário).

11.
AS MULHERES E A PARTICIPAÇÃO POLÍTICA: DEMOCRATIZANDO A DEMOCRACIA. 2009. (Outra).

12.
COLÓQUIO INTERNACIONAL GÊNERO, FEMINISMOS E DITADURAS NO CONE SUL.DITADURAS E EXÍLIO: UMA HISTÓRIA DA IDENTIFICAÇÃO COM O FEMINISMO. 2009. (Outra).

13.
XXV SIMPÓSIO NACIONAL DE HISTÓRIA: HISTÓRIA E ÉTICA.PERCURSOS FEMINISTAS: TRAJETÓRIAS DE IDENTIFICAÇÃO NAS DITADURAS MILITARES (BOLÍVIA, PARAGUAI E URUGUAI). 2009. (Simpósio).

14.
18º SEMINÁRIO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA.FEMINISMO E ESQUERDA DURANTE AS DITADURAS NO CONE SUL (1960-1980). 2008. (Seminário).

15.
SEMINÁRIO INTERNACIONAL FAZENDO GÊNERO 8: CORPO, VIOLÊNCIA E PODER."MASCULINIZAÇÃO" DAS MULHERES: RESISTÊNCIA ÀS DITADURAS MILITARES NO CONE SUL. 2008. (Seminário).

16.
XII ENCONTRO ESTADUAL DE HISTÓRIA: HISTÓRIA ENSINO E PESQUISA.LIBERTAÇÃO DAS MULHERES OU REVOLUÇÃO SOCIALISTA? EMBATES ENTRE FEMINISMO E ESQUERDA NO PERÍODO DAS DITADURAS DO CONE SUL. 2008. (Encontro).

17.
6ª SEMANA DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO - SEPEX.RESULTADO DA PRÁTICA DE REDAÇÃO. 2007. (Outra).

18.
COLÓQUIO 15 ANOS DA REVISTA ESTUDOS FEMINISTAS. 2007. (Outra).

19.
II CONFERÊNCIA MUNICIPAL DE POLÍTICAS PARA AS MULHERES DE FLORIANÓPOLIS. 2007. (Outra).

20.
IV ENCONTRO REGIONAL SUL DE HISTÓRIA ORAL: CULTURAS, IDENTIDADES E MEMÓRIAS.RESSENTIMENTOS DAS DUPLAS-MILITANTES DAS DITADURAS NO CONE SUL. 2007. (Encontro).

21.
IV ENCONTRO REGIONAL SUL DE HISTÓRIA ORAL: CULTURAS, MEMÓRIAS E IDENTIDADES. 2007. (Encontro).

22.
III SIMPÓSIO NACIONAL DE HISTÓRIA CULTURAL. 2006. (Simpósio).

23.
II SEMANA DE INTEGRAÇÃO CFH E CURSO DE PEDAGOGIA / CED: INCLUSÃO / EXCLUSÃO. 2006. (Outra).

24.
II SIMPÓSIO NACIONAL E I INTERNACIONAL DE ESTUDOS CELTAS E GERMÂNICOS. 2006. (Simpósio).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
SARAIVA, I. Z. ; HENTZ, I. C. ; WOLFART JUNIOR, M. . III SECITEC - Semana de Ciência e Tecnologia. 2014. (Outro).

2.
PEDRO, J. M. ; WOLFF, C. S. ; HENTZ, I. C. . Colóqui Internacional Gênero, Feminismos e Ditadura no Cone Sul. 2009. (Outro).



Outras informações relevantes


Atividades de monitoria na disciplina INTRODUÇÃO AOS ESTUDOS HISTÓRICOS (HST 7101), ministrada pela professora doutora Joana Maria Pedro, no Departamento de HISTÓRIA, da UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA, no período de 01/04/2007 a 23/07/2007.



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 14/12/2018 às 11:18:57