Ulisses Pereira dos Santos

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/4948996070053567
  • Última atualização do currículo em 13/12/2018


Doutor em Economia (área de concentração em economia regional e urbana) pelo Centro de Desenvolvimento e Planejamento Regional da Universidade Federal de Minas Gerais, com período de doutorado sanduíche no Georgia Institute of Technology, em Atlanta (US). É mestre em Economia pela UFMG e graduado em Ciências Econômicas pela mesma universidade. É Professor do Departamento de Economia da UFMG, lecionando principalmente nos cursos de Ciências Econômicas e Relações Econômicas Internacionais. Também leciona no Programa de Pós-graduação em Economia do CEDEPLAR e no Programa de Mestrado Profissional em Inovação Tecnológica e Propriedade Intelectual da UFMG. Integra do Grupo de Pesquisa em Economia da Ciência e Tecnologia do CEDEPLAR/FACE/UFMG, pesquisando em áreas relativas aos Sistemas de Inovação, às Redes Globais de Produção e Inovação, à Economia Regional e ao Desenvolvimento Econômico e Regional. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Ulisses Pereira dos Santos
Nome em citações bibliográficas
SANTOS, U. P.;DOS SANTOS, U. P.;DOS SANTOS, U

Endereço


Endereço Profissional
Universidade Federal de Minas Gerais, Centro de Desenvolvimento e Planejamento Regional - CEDEPLAR.
Av Antonio Carlos, 6627
Campus UFMG Pampulha
31270901 - Belo Horizonte, MG - Brasil
Telefone: (31) 34097191
URL da Homepage: www.cedeplar.ufmg.br


Formação acadêmica/titulação


2011 - 2014
Doutorado em Economia.
Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Brasil.
com período sanduíche em Georgia Institute of Technology (Orientador: Susan Cozzens).
Título: A Dimensão Espacial do Sistema Nacional de Inovação e seus Impactos Regionais na Economia Brasileira, Ano de obtenção: 2014.
Orientador: Eduardo da Motta e Albuquerque.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas
Grande Área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Economia / Subárea: Desenvolvimento Econômico / Especialidade: Sistemas de Inovação.
Grande Área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Economia / Subárea: Economia Regional.
2007 - 2009
Mestrado em Economia.
Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Brasil.
Título: Ambiente Institucional e Inovação na Siderurgia de Minas Gerais,Ano de Obtenção: 2009.
Orientador: Clélio Campolina Diniz.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Palavras-chave: Inovação; Siderurgia; Minas Gerais.
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas
Grande Área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Economia / Subárea: Desenvolvimento Econômico / Especialidade: Sistemas de Inovação.
2002 - 2006
Graduação em Ciências Econômicas.
Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Brasil.
Título: A Evolução do Mercado Interno no Brasil: uma análise a partir dos argumentos estruturalistas.
Orientador: Francisco Horácio Pereira de Oliveira.
Bolsista do(a): Secretaria de Educação Superior, SESU/PET, Brasil.


Pós-doutorado


2014 - 2016
Pós-Doutorado.
Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Brasil.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas


Atuação Profissional



Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Brasil.
Vínculo institucional

2016 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Adjunto A, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Aprovado em concurso público de provas e títulos realizado entre os dias 30/05 e 02/06/2015 2015 (DOU -3 28/10/2015, p.76; DOU-2, 25/02/2016, p. 24).

Vínculo institucional

2013 - 2014
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Professor Substituto, Carga horária: 40
Outras informações
Aprovado em Concurso Homologado no DOU- 3 de 21/03/2013, pg. 66.

Vínculo institucional

2012 - 2012
Vínculo: Estágio Docente, Enquadramento Funcional: Professor Voluntário, Carga horária: 20

Vínculo institucional

2010 - 2011
Vínculo: Pesquisador, Enquadramento Funcional: Assistente de Pesquisa, Carga horária: 20
Outras informações
Grupo de Pesquisa em Economia da Ciência e Tecnologia

Vínculo institucional

2010 - 2010
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Professor Voluntário, Carga horária: 20

Vínculo institucional

2003 - 2006
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Programa de Educação Tutorial, Carga horária: 20, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

06/2018 - Atual
Direção e administração, Faculdade de Ciências Econômicas, .

Cargo ou função
Sub-coordenador do Colegiado do Curso de Graduação em Ciências Econômicas.
08/2017 - Atual
Ensino, Economia, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Economia da Ciência e Tecnologia (ECN978)
05/2017 - Atual
Outras atividades técnico-científicas , Faculdade de Ciências Econômicas, Faculdade de Ciências Econômicas.

Atividade realizada
Tutor do Sistema de Bolsas do Curso de Relações Econômicas Internacionais FACE/UFMG.
03/2017 - Atual
Ensino, Relações Econômicas Internacionais, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Sistemas Econômicos Comparados (ECN093)
08/2016 - Atual
Ensino, Ciências Econômicas, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
História e Interpretações da Sociedade Contemporânea (ECN215)
08/2016 - Atual
Ensino, Relações Econômicas Internacionais, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Economia Brasileira A (ECN083)
03/2016 - 07/2016
Ensino, Relações Econômicas Internacionais, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Contabilidade Social (ECN205)
Sistemas Econômicos Comparados (ECN093)
03/2016 - 07/2016
Ensino, Ciências Econômicas, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Contabilidade Social
03/2015 - 07/2015
Ensino, Engenharia Química, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Economia para Engenharia (ECN075)
03/2015 - 07/2015
Ensino, Engenharia de Controle e Automação, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Economia para Engenharia (ECN075)
08/2014 - 12/2014
Ensino, Relações Econômicas Internacionais, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Organização Econômica Internacional II (REI014)
Sistemas Econômicos Comparados (REI007)
08/2014 - 12/2014
Ensino, Sistemas de Informação, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Economia AI (ECN101)
02/2014 - 07/2014
Ensino, Relações Econômicas Internacionais, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Organização Econômica Internacional I
02/2014 - 07/2014
Ensino, Controladoria e Finanças, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Macroeconomia I
08/2013 - 12/2013
Ensino, Direito, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Economia A I
08/2013 - 12/2013
Ensino, Administração, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Economia A I
03/2013 - 07/2013
Ensino, Engenharia de Controle e Automação, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Economia para Engenharia
03/2013 - 07/2013
Ensino, Engenharia Química, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Economia Para Engenharia
03/2013 - 07/2013
Ensino, Gestão de Serviços de Saúde, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Introdução à Economia
03/2013 - 07/2013
Ensino, Relações Econômicas Internacionais, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Introdução à Economia
03/2012 - 07/2012
Ensino, Engenharia Civil, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Economia para Engenharia
08/2010 - 12/2010
Ensino, Engenharia de Minas, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Economia para Engenharia
03/2008 - 07/2008
Outras atividades técnico-científicas , Faculdade de Ciências Econômicas, Faculdade de Ciências Econômicas.

Atividade realizada
Monitoria da Disciplina Economia Regional e Urbana, nível graduação.
08/2007 - 07/2008
Conselhos, Comissões e Consultoria, CEDEPLAR, .

Cargo ou função
Representante discente no Colegiado de Pós-graduação em Economia (suplente).

Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais, CEFET/MG, Brasil.
Vínculo institucional

2009 - 2010
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Professor Substituto, Carga horária: 40
Outras informações
Aprovado em Concurso Homologado no DOU- 3 de 05/03/2009, pg. 22.

Atividades

03/2009 - 12/2010
Ensino, Administração, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Economia Brasileira
Macroeconomia
Microeconomia


Projetos de pesquisa


2017 - 2018
Spillovers espaciais de conhecimento e inovação tecnológica no Brasil
Descrição: Esta pesquisa objetiva observar se as instituições de pesquisa do sistema brasileiro de inovação influenciam a atividade tecnológica de empresas localizadas no seu entorno e, consequentemente, no desenvolvimento econômico local. Em termos metodológicos, propõe-se, portanto, a realização de uma análise considerando as 558 microrregiões brasileiras, segundo a definição do IBGE. Serão utilizados dados referentes à estrutura de ensino e pesquisa, como o número de artigos científicos publicados por residentes nas localidades avaliadas, o número de pesquisadores, docentes e discentes em cursos de pós-graduação stricto senso e a existência de interações universidade-empresas. Além disso, serão utilizados dados referentes aos depósitos de patentes junto ao INPI, que servirão como proxy para a atividade tecnológica microrregional. A partir do uso destes dados serão avaliadas as possíveis evidências acerca da existências de transbordamentos de conhecimento das universidades e instituições de pesquisa sobre as atividades produtivas do seu entorno..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .
Integrantes: Ulisses Pereira dos Santos - Coordenador.Financiador(es): Fundação de Desenvolvimento da Pesquisa - Bolsa.Número de orientações: 2
2017 - Atual
Revoluções tecnológicas, sistemas de inovação e a dinâmica centro-periferia (Edital Universal 2016,CNPq, Projeto 401054/2016-0)

Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Eduardo da Motta e Albuquerque em 12/12/2017.
Descrição: Cada revolução tecnológica no centro (Freeman e Louçã, 2001) reformulou o panorama econômico e industrial na periferia, com uma nova dinâmica de avanço e declínio de setores que redefiniram economias periféricas. Neste processo, a natureza e o grau de industrialização alcançados eram, em si, fontes de diferenciação dentro da periferia: uma diferenciação entre o resto e o resíduo de acordo com a Alice Amsden (2001). Furtado sugere uma diferenciação entre os níveis de subdesenvolvimento, com uma categoria de ?países subdesenvolvidos de alto nível?: países como a Índia, México e Brasil, por exemplo, que foram capazes de internalizar parte da indústria de bens de capital entre os anos 1950 e os anos 1980 (Furtado, 1986). A heterogeneidade era tão ampla, que dois países - Coréia do Sul e Taiwan - foram capazes de superar o subdesenvolvimento, de acordo com Celso Furtado (1992). No pós-guerra, países na África (África do Sul, Egito), na Ásia (Índia, China, Coréia do Sul, Taiwan) e na América Latina (México, Argentina, Brasil) construíram pelo menos uma parte das instituições dos sistemas nacionais de inovação (Freeman, 1995). Na medida em que os países periféricos começaram a desenvolver as capacidades de absorção para lidar com as revoluções tecnológicas que emanam do centro e de juntar-se aos fluxos internacionais de ciência e tecnologia, os sistemas de inovação na periferia foram responsáveis por uma nova etapa na dinâmica centro-periferia. Essas novas capacidades científicas e tecnológicas (uma nova fonte de heterogeneidade dentro dos países periféricos), agora localizadas em alguns, mas não todos os países da periferia, com seus impactos sobre a criação de universidades e outras instituições de ensino superior, influenciam novas mudanças na divisão internacional do trabalho. É importante destacar que nestas mudanças parte da iniciativa originou-se na periferia. Esta linha de pesquisa busca sistematizar esses impactos das sucessivas revoluções tecnológicas, para investigar como a existência de diferentes níveis de progresso tecnológico em um único país, combinado com mudanças na divisão internacional de trabalho estão associadas com a emergência de maior heterogeneidade e diferenciação no interior da periferia do capitalismo global.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (5) .
Integrantes: Ulisses Pereira dos Santos - Integrante / Eduardo da Motta Albuquerque - Coordenador / Gustavo Britto - Integrante / Márcia Rapini - Integrante.
2017 - Atual
Determinantes Regionais para a Inserção em Redes Globais de Inovação: uma análise para as microrregiões brasileiras (Edital Universal FAPEMIG 2017 - APQ-00577-17)
Descrição: As Redes Globais de Produção e Inovação (GINs), compostas por grandes empresas multinacionais (matrizes e subsidiárias) e empresas locais de menor porte atreladas à sua cadeia produtiva, resultam do recente aprofundamento da globalização da produção. A partir dessas redes, regiões subnacionais localizadas em diferentes países passaram a se conectar por meio de canais relativos à produção ao longo de cadeias produtivas internacionalizadas. Esse processo origina uma divisão do trabalho em que cada elo das cadeias se responsabiliza por etapas específicas da produção e da inovação. No entanto, o papel dos integrantes dessas redes no processo de inovação, em especial, dependeria das capacitações locais presentes nas regiões em que se localizam. Logo, a participação de atores produtivos nas GINs seria influenciada pelo grau de desenvolvimento dos sistemas regionalizados de inovação em que se localizam. Gozar de uma avançada estrutura regional de C,T&I figura, então, como um determinante central para que subsidiárias de multinacionais e fornecedores locais possam participar do desenvolvimento tecnológico nas cadeias das quais são parte. Frente a essa perspectiva, propõe-se uma avaliação da participação de regiões subnacionais brasileiras nas GINs e a identificação dos principais determinantes para tal, com foco, no grau de desenvolvimento de seus SRIs. Para cumprir com tais objetivos, pretende-se utilizar dados da Pesquisa de Inovação (PINTEC), para o período entre 2000 e 2014, além de dados regionais para caracterizar as estruturas de C,T&I presentes nas microrregiões do país. Propõe-se a realização de análise exploratória de dados e a estimação de um modelo econométrico visando a observar como as estruturas microrregionais de C,T&I favorecem a integração de empresas brasileiras em GINs. Espera-se, com essa pesquisa, mapear a participação das regiões brasileiras no sistema global de produção e inovação, identificando os principais determinantes microrregionais para tal..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .
Integrantes: Ulisses Pereira dos Santos - Coordenador / Eduardo da Motta Albuquerque - Integrante / Gustavo Britto - Integrante / Rosa Lívia Montenegro - Integrante / Philipe Scherrer Mendes - Integrante / Thiago Caliari - Integrante / Leonardo Costa Ribeiro - Integrante.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Auxílio financeiro.
2013 - 2016
Sondagem Trimestral da Inovação Tecnológica no Brasil
Descrição: Pesquisa que pretende avaliar o processo de inovação tecnológico das empresas do ramo extrativo e de transformação no Brasil, de forma a subsidiar as políticas públicas de incentivo aos investimentos em tecnologia. Projeto contratado pela Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial - ABDI, em parceria com o IPEAD/CEDEPLAR-UFMG.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2013 - 2013
PDE - ANPEC/ BNDES - Inovação e empresas multinacionais em países emergentes: padrões e potencial de diversificação produtiva e tecnológica
Descrição: O objetivo principal da pesquisa é realizar uma análise exploratória dos padrões de inovação de empresas multinacionais em países em desenvolvimento. Para tanto, são analisados setores com distintos graus de intensidade tecnológica (agroindústria, automotivo e tecnologia da informação), para uma amostra de países em desenvolvimento selecionados composta por África do Sul, Brasil, China e Índia..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Doutorado: (2) .
Integrantes: Ulisses Pereira dos Santos - Integrante / Eduardo da Motta Albuquerque - Integrante / Gustavo Britto - Coordenador / Rosa Lívia Montenegro - Integrante.Financiador(es): Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social - Remuneração.
2011 - 2014
Metamorfoses do capitalismo e processos de catch up (Edital Universal CNPq 2011 - Projeto 471866/2011-3)
Descrição: O objetivo deste projeto é ampliar a compreensão das precondições para processos de catch up no século XXI - a efetiva superação do subdesenvolvimento. Para compreender essas precondições, é necessário por um lado compreender como as mudanças no centro dinâmico da economia capitalista transformam a natureza do processo de desenvolvimento na periferia, recolocando as metas e os objetivos do conjunto do processo. Por outro lado, é necessário investigar como esses desafios, que se transformam dinamicamente, podem ser respondidos na periferia, que deve pensar em respostas institucionais distintas, a partir de processos internos mas interligados a processos globais de inovação institucional. O projeto é dividido em seis linhas de pesquisa: 1- uma caracterização da conjuntura atual: catch up em tempos de turbulência sistêmica; 2- lições da história Japão, Coréia do Sul e Taiwan, China; 3- metamorfoses do estado: implicações para a natureza democrática do catch up; 4- modelagem evolucionária; 5- agenda para uma economia política dos processos de catch up; 6- política industrial e tecnológica no século XXI..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Doutorado: (6) .
Integrantes: Ulisses Pereira dos Santos - Integrante / Eduardo da Motta Albuquerque - Coordenador.
2010 - 2011
INGINEUS (Impact of Networks, Globalisation, and their INteraction with EU Strategies)
Descrição: Descrição: INGINEUS (Impact of Networks, Globalisation, and their INteraction with EU Strategies, 2009-2011) is a research project sponsored by the 7th Framework Programme (FP7) of the European Commission. The project addresses the impact of globalisation and the rapid growth of selected emerging economies in the world on the competitiveness and strategies of European Union firms, industries and regions. It focuses particularly on the evolution of global production networks (GPNs) into global innovation networks (GINs) and the impact that this new process of global capitalism has on knowledge intensive activities in the EU.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2010 - 2011
AGENDA PARA O DESENVOLVIMENTO DA CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO EM MINAS GERAIS: 2010-2030
Descrição: O objetivo principal é subsidiar a estruturação de um Plano Estratégico Plurianual para os próximos 20 anos, voltado às áreas de ciência, tecnologia, inovação e ensino superior em Minas Gerais. Os objetivos específicos são os seguintes: 1) Prospectar as principais tendências científicas, tecnológicas e do processo da inovação contemporâneas; 2) Identificar as vantagens comparativas, a capacidade instalada do Estado para a apropriação e o desenvolvimento de setores estratégicos do desenvolvimento científico e tecnológico, da inovação e do ensino superior; 3) Propor um arranjo institucional do aparato legal que garanta segurança jurídica e dotação de fonte de recursos para o desenvolvimento científico, tecnológico, do ensino superior e do processo de inovação de Minas Gerais..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.


Membro de corpo editorial


2005 - 2007
Periódico: Revista Multiface


Revisor de periódico


2011 - Atual
Periódico: Nova Economia (UFMG. Impresso)
2012 - 2012
Periódico: Revista de Economia Contemporânea (Impresso)
2016 - Atual
Periódico: Revista de Desenvolvimento e Políticas Públicas (REDEPP)
2016 - Atual
Periódico: Revista Brasileira de Estudos Urbanos e Regionais (ANPUR)
2016 - 2016
Periódico: BRAZILIAN KEYNESIAN REVIEW
2018 - Atual
Periódico: Revista Brasileira de Inovação
2018 - 2018
Periódico: Leituras de Economia Política LEP


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Economia / Subárea: Desenvolvimento Econômico.
2.
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Economia / Subárea: Desenvolvimento Econômico/Especialidade: Sistemas de Inovação.
3.
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Economia / Subárea: Multinacionais e Internacionalização do Capital.
4.
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Economia / Subárea: Desenvolvimento Regional.


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.


Prêmios e títulos


2018
Paraninfo da turma de formandos do curso de Relações Econômicas Internacionais 2017/2, UFMG.
2011
1º Lugar XV Prêmio BNB de Economia Regional: Categoria dissertação de mestrado, Banco do Nordeste do Brasil.


Produções



Produção bibliográfica
Citações

Web of Science
Total de trabalhos:2
Total de citações:6
Fator H:2
dos Santos, Ulisses P  Data: 25/07/2018

SCOPUS
Total de trabalhos:5
Total de citações:7
Dos Santos, U. P.  Data: 13/12/2018

Outras
Total de trabalhos:36
Total de citações:62
GOOGLE ACADÊMICO: Ulisses Pereira dos Santos  Data: 13/12/2018

Artigos completos publicados em periódicos

1.
SANTOS, U. P.2018SANTOS, U. P.; MENDES, P. S. . A localização dos atores do sistema de inovação brasileiro e seus impactos regionais na década de 2000. EURE Revista Latinoamericana de Estudios Urbano Regionales (ISI - JCR Social Sciences, 29/29 Urban Studies, FI = 0.057 em 2006, quando foi submetido), v. 44, p. 153-181, 2018.

2.
SANTOS, U. P.2017 SANTOS, U. P.. Distribución espacial de los entes del sistema nacional de innovación brasileño: análisis de la década de 2000. REVISTA DE LA CEPAL (ONLINE), v. 122, p. 235-253, 2017.

3.
SANTOS, U. P.2017 SANTOS, U. P.. Regional distribution of the National System of Innovation actors and economic development: an international comparison. REVISTA DE ECONOMIA POLÍTICA (IMPRESSO), v. 37, p. 850-869, 2017.

4.
CALIARI, T.2016CALIARI, T. ; SANTOS, U. P. ; MENDES, P. S. . Geração de Tecnologia em Universidades/Institutos de Pesquisa e a Importância da Interação com Empresas: Constatações através da Base de Dados dos Grupos de Pesquisa do CNPQ.. Análise Econômica (UFRGS), v. 34, p. 285-312, 2016.

5.
SANTOS, U. P.2016SANTOS, U. P.. ASPECTOS REGIONAIS DA ATIVIDADE TECNOLÓGICA DE EMPRESAS MULTINACIONAIS NO BRASIL. Revista de Desenvolvimento Econômico (Impresso), v. 3, p. 954-984, 2016.

6.
BRITTO, G.2015 BRITTO, G. ; SANTOS, U. P. ; KRUSS, G. ; ALBUQUERQUE, E. M. . Global innovation networks and university-firm interactions: an exploratory survey analysis. Revista Brasileira de Inovação, v. 14, p. 163, 2015.

7.
SANTOS, U. P.2014SANTOS, U. P.. A crise do planejamento, a economia da inovação e o desenvolvimento regional. Revista Econômica do Nordeste, v. 45, p. 17-34, 2014.

8.
SILVA NETO, F. C. C.2013 SILVA NETO, F. C. C. ; SANTOS, U. P. ; OLIVEIRA, V. C. P. ; CASTRO, P. G. ; FRANCO, L ; DE NEGRI . Patterns of interaction between national and multinational corporations and Brazilian universities/public research institutes. Science & Public Policy (Print), v. 40, p. 281-292, 2013.

9.
SANTOS, U. P.2013 SANTOS, U. P.; Diniz, C. C. . A interação universidade-empresa na siderurgia de Minas Gerais. Nova Economia (UFMG. Impresso), v. 23, p. 279-306, 2013.

10.
SANTOS, U. P.2012SANTOS, U. P.; CALIARI, T. . Distribuição espacial das estruturas de apoio às atividades tecnológicas no Brasil: uma análise multivariada para as cinquenta maiores microrregiões do País. Revista Economia da ANPEC, v. 13, p. 759-783, 2012.

11.
SILVA NETO, F. C. C.2011SILVA NETO, F. C. C. ; SANTOS, U. P. ; OLIVEIRA, V. C. P. ; CASTRO, P. G. ; FRANCO, L. T. M. ; NEGRI, F. . A interação universidades/institutos públicos de pesquisa e empresas no Brasil: resultados comparativos entre o relacionamento com empresas nacionais e multinacionais. Revista de Economia (Curitiba), v. 37, p. 117-140, 2011.

12.
SANTOS, U. P.2008SANTOS, U. P.. Uma Classificação dos Municípios de Minas Gerais Segundo o Grau de Avanço de seus Sistemas de Inovação. RDE. Revista de Desenvolvimento Econômico, v. 18, p. 144-155, 2008.

13.
SANTOS, U. P.2008SANTOS, U. P.; OLIVEIRA, F. H. P. . Três fases da Teoria Cepalina: uma análise de suas principais contribuições ao pensamento econômico latino-americano. Análise (PUCRS), v. 19, p. 4-17, 2008.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
SANTOS, U. P.. Ambiente institucional e inovação na siderurgia de Minas Gerais. 1. ed. Fortaleza: Banco do Nordeste, 2012. 153p .

Capítulos de livros publicados
1.
SANTOS, U. P.. Reestruturação industrial e inovação no Brasil: possibilidades para a retomada do crescimento e do desenvolvimento. In: Mônica Viegas; Eduardo Albuquerque. (Org.). Alternativas para uma crise de múltiplas dimensões. 1ed.Belo Horizonte: CEDEPLAR/UFMG, 2018, v. 1, p. 391-408.

2.
RAPINI, M. ; CHIARINI, T. ; SANTOS, U. P. . Interação de grandes empresas com universidades no Brasil: Evidências a partir da Pesquisa ?Sondagem da Inovação?. In: Renato Garcia, Márcia Rapini, Sílvio Cário. (Org.). Estudos de caso da interação universidadeempresa no Brasil. 1ed.Belo Horizonte: CEDEPLAR/UFMG, 2018, v. , p. 326-354.

3.
SANTOS, U. P.. A distribuição espacial das atividades de ciência, tecnologia e inovação e o desenvolvimento econômico: notas sobre o caso brasileiro. In: Eduardo da Motta e Albuquerque. (Org.). Metamorfoses do capitalismo e processos de catch-up. 1ed.Belo Horizonte: Editora UFMG, 2017, v. , p. 199-232.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
SANTOS, U. P.; GOUVEA, R. R. ; CRUZ, W. M. S. ; SILVA, N C . Meio século do Sistema de Bolsas. Boletim UFMG, Belo Horizonte, p. 2 - 2, 11 nov. 2004.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
SANTOS, U. P.; RAPINI, M. ; MENDES, P. S. . Impactos dos Incentivos Fiscais na Inovação de Grandes Empresas: uma avaliação a partir da pesquisa Sondagem de Inovação da ABDI. In: III Encontro Nacional de Economia Industrial e da Inovação, 2018, Uberlândia. Anais do III ENEI, 2018.

2.
SANTOS, U. P.; MENDES, P. S. . A LOCALIZAÇÃO DOS ATORES DO SISTEMA DE INOVAÇÃO BRASILEIRO E SEUS IMPACTOS REGIONAIS NA DÉCADA DE 2000. In: II Encontro Nacional de Economia Industrial e Inovação, 2017, Rio de Janeiro. Anais, 2017.

3.
LIBANIO, G. A. ; Fernades, G ; DIAS, A. V. C. ; SANTOS, U. P. ; LONDE, A. . INOVAÇÃO NA INDÚSTRIA BRASILEIRA: UMA ANÁLISE A PARTIR DOS DADOS DE UM PAINEL DE EMPRESAS DA SONDAGEM DE INOVAÇÃO. In: XVII Seminário sobre Economia Mineira, 2016, Diamantina (MG). Anais, 2016.

4.
Libânio, G. ; Fernades, G ; DIAS, A. ; SANTOS, U. P. ; ALENCAR, D. ; LONDE, A. . Inovação na indústria de Minas Gerais e do Brasil: uma análise comparativa a partir dos dados da Sondagem de Inovação 2010-2013. In: XVI Seminário sobre a Economia Mineira, 2014, Diamantina. Anais, 2014.

5.
Mendes, P. ; CALIARI, T. ; SANTOS, U. P. . Geração de tecnologia em universidades/institutos de pesquisa e a importância da interação com empresas: constatações através da base de dados dos grupos de pesquisa do cnpq. In: XLI Encontro Nacional de Economia (ANPEC), 2013, Foz do Iguaçu. Anais, 2013.

6.
BRITTO, G. ; SANTOS, U. P. ; ALBUQUERQUE, E. M. ; KRUSS, G. . Global Innovation Networks and Interactions Between Firms And Universities: evidences for Minas Gerais? automotive sector. In: XV Seminário Sobre Economia Mineira, 2012, Diamantina. Anais, 2012.

7.
SANTOS, U. P.; BRITTO, G. ; ALBUQUERQUE, E. M. . Global interactions between universities and companies: An evaluation based on the multiple correspondence analysis method.. In: 9th Globelics International Conference, 2011, Buenos Aires - Argentina. Anais. Buenos Aires, 2011.

8.
NETO, F. ; SANTOS, U. P. ; PARREIRAS, V. ; CASTRO, P ; FRANCO, L ; DE NEGRI . Padrões de Interação de Empresas Nacionais e Multinacionais com Universidades e Institutos Públicos de Pesquisa Brasileiros. In: XVI Encontro Nacional de Economia Politica, 2011, Uberlândia. Anais do XVI Encontro Nacional de Economia Politica, 2011.

9.
SANTOS, U. P.; DINIZ, C. C. . O Sistema Regional de Inovação Minero-Metalúrgico de Minas Gerais e seus Efeitos sobre a Siderurgia Local. In: XIV Seminário sobre a Economia Mineira, 2010, Diamantina. Anais do XIV Seminário sobre a Economia Mineira. Belo Horizonte: CEDEPLAR-UFMG, 2010.

10.
CALIARI, T. ; SANTOS, U. P. ; RUIZ, R. M. . Sistemas Regionais de Inovação em Saúde: uma proposta de quantificação dos atores relevantes. In: VIII Encontro Nacional da Associação de Estudos Regionais e Urbanos ? ENABER., 2010, Juiz de Fora. Anais do VIII ENABER. Juiz de Fora, 2010.

11.
SANTOS, U. P.; Diniz, C. C. . Ambiente Institucional e Inovação na Siderurgia de Minas Gerais: o papel da universidade no Sistema Regional de Inovação. In: VIII Encontro Nacional da Associação de Estudos Regionais e Urbanos ? ENABER., 2010, Juiz de Fora. Anais do VIII ENABER. Juiz de Fora, 2010.

12.
SANTOS, U. P.; CALIARI, T. . Distribuição Espacial Das Estruturas De Apoio Às Atividades Tecnológicas No Brasil: Uma Análise Multivariada Para As Cinquenta Maiores Microrregiões Do País. In: XXXVIII Encontro Nacional de Economia, 2010, Salvador. Anais do XXXVIII Encontro Nacional de Economia, 2010.

13.
VIANA, F. D. F. ; SANTOS, U. P. ; CALIARI, T. . Sistemas de Inovação no Nordeste Brasileiro: uma avaliação da estrutura tecnológica de suas microrregiões. In: XIV Encontro Regional de Economia, 2009, Fortaleza - CE. Anais do XIV Encontro Regional de Economia, 2009.

14.
SANTOS, U. P.. Uma Classificação dos Municípios de Minas Gerais Segundo o Grau de Avanço de seus Sistemas de Inovação. In: VI Encontro Nacional da Associação Brasileira de Estudos Regionais, 2008, Aracajú. Anais do ... Encontro Nacional da Associação Brasileira de Estudos Regionais e Urbanos, 2008.

15.
SANTOS, U. P.. Uma classificação dos municípios de Minas Gerais segundo o grau de avanço de seus sistemas de inovação. In: XXXVI Encontro Nacional de Economia da ANPEC, 2008, Salvador-BA. Anais, 2008.

Artigos aceitos para publicação
1.
CHAVES, C. ; RIBEIRO, L. C. ; SANTOS, U. P. ; ALBUQUERQUE, E. M. . SISTEMAS DE INOVAÇÃO E MUDANÇAS NA DIVISÃO CENTRO-PERIFERIA: notas sobre uma metodologia para identificar trajetórias de países a partir de estatísticas de ciência e tecnologia. REVISTA DE LA CEPAL (IMPRESA), 2019.

Apresentações de Trabalho
1.
SANTOS, U. P.. A expansão territorial do sistema nacional de inovação e o desenvolvimento regional no Brasil. 2017. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

2.
SANTOS, U. P.; MENDES, P. S. . A localização dos atores do sistema de inovação brasileiro e seus impactos regionais na década de 2000. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

3.
SANTOS, U. P.; BRITTO, G. ; ALBUQUERQUE, E. M. . Global interactions between universities and companies: An evaluation based on the multiple correspondence analysis method.. 2011. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

4.
SANTOS, U. P.; DINIZ, C. C. . O Sistema de Inovação Mínero-Metalúrgico de Minas Gerais e seus Efeitos sobre a Siderurgia Local. 2010. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

5.
SANTOS, U. P.; DINIZ, C. C. . Ambiente Institucional e Inovação na Siderurgia de Minas Gerais: o papel da universidade no Sistema Regional de Inovação. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

6.
SANTOS, U. P.; CALIARI, T. . Distribuição Espacial Das Estruturas De Apoio Às Atividades Tecnológicas No Brasil: Uma Análise Multivariada Para As Cinquenta Maiores Microrregiões Do País. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

7.
CALIARI, T. ; SANTOS, U. P. ; RUIZ, R. M. . Sistemas Regionais de Inovação em Saúde: uma proposta de quantificação dos atores relevantes. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

8.
VIANA, F. D. F. ; SANTOS, U. P. ; CALIARI, T. . Sistemas de Inovação no Nordeste Brasileiro: uma avaliação da estrutura tecnológica de suas microrregiões. 2009. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

9.
SANTOS, U. P.. A Teoria do Subdesenvolvimento Econômico: as contribuições da CEPAL e de Celso Furtado. 2005. (Apresentação de Trabalho/Outra).

10.
SANTOS, U. P.. A Evolução das Relações entre o Fundo Monetário Internacional e o Brasil. 2004. (Apresentação de Trabalho/Outra).

Outras produções bibliográficas
1.
SANTOS, U. P.. Relatos sobre a origem e a trajetória da Revista Multiface. Revista Multiface, 2017 (Texto).

2.
SANTOS, U. P.. A Teoria do Subdesenvolvimento Econômico: as contribuições da Cepal e de Celso Furtado 2006 (Monografia).

3.
SANTOS, U. P.. JK, o FMI e o Desenvolvimento Econômico Brasileiro: uma abordagem histórica do rompimento entre o Brasil e o Fundo Monetário Internacional 2005 (Monografia).


Demais tipos de produção técnica
1.
RAPINI, M. ; SANTOS, U. P. ; CALIARI, T. . Transferência de Metodologias de Análise Regional e Desenvolvimento em Minas Gerais - Módulo: Técnologia e Inovação. 2016. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

2.
NETO, F. ; SANTOS, U. P. ; PARREIRAS, V. ; CASTRO, P ; DE NEGRI . Interaction between national and multinational firms and Brazilian universities (chapter 5). 2011. (Relatório de pesquisa).

3.
SANTOS, U. P.; BRITTO, G. . An Analysis Of The Ingineus Survey: Interactions, Sectors And Countries. 2011. (Relatório de pesquisa).

4.
CUNHA, A. ; FERREIRA, A. ; HERSKOVIC, B. ; ALBUQUERQUE, E. M. ; NETO, F. ; SOUZA, P. ; BARROS, R. ; CARVALHO, S. ; SANTOS, U. P. ; GUEDES, V. ; PARREIRAS, V. . Relatório - Agenda Para o Desenvolvimento em Ciência, Tecnologia, Inovação e Ensino Superior de Minas Gerais - Módulo II. 2010. (Relatório de pesquisa).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
SANTOS, U. P.; RAPINI, M.; SILVA, G.. Participação em banca de Clemente de Ávila Silveira. Inovar Auto e a Cadeia Automotiva Brasileira: Análise de formulação e impacto de políticas públicas para o setor automotivo, através do método de Diagrama de Blocos. 2018. Dissertação (Mestrado em Mestrado Profissional em Inovação Tecnológica e Propriedade Intelectual) - Universidade Federal de Minas Gerais.

2.
PAIVA, F. D.; RIBEIRO, L. M. P.; SANTOS, U. P.. Participação em banca de Marcília Júnia de Andrade Oliveira. A relevância do custo do congestionamento na cidade de Belo Horizonte no processo de decisão de investimentos públicos. 2018. Dissertação (Mestrado em Administração) - Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais.

3.
RAPINI, M.; SILVA, L. A.; SANTOS, U. P.. Participação em banca de Érika Heyden Neves. Gargalos para Transferência d eTecnologia: uma análise dos Institutos Senai de Inovação em Minas Gerais. 2018. Dissertação (Mestrado em Mestrado Profissional em Inovação Tecnológica e Propriedade Intelectual) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Teses de doutorado
1.
MACHADO, A. F.; SATYRO, N. G. D.; DINIZ, S.; ALVES, E. P. M.; SILVA, J. L. F.; SANTOS, U. P.. Participação em banca de RODRIGO CAVALCANTE MICHEL. Música, Redes e Tecnologia na Periferia: Um Estudo Acerca dos Impactos Tecnológicos na Produção de Rap na Zona Sul de São Paulo. 2018. Tese (Doutorado em Economia) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Qualificações de Mestrado
1.
PAIVA, F. D.; RIBEIRO, L. M. P.; SANTOS, U. P.. Participação em banca de Marcília Júnia de Andrade Oliveira. Deseconomias do congestionamento em Belo Horizonte. 2017. Exame de qualificação (Mestrando em Administração) - Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
SANTOS, U. P.; DIAS, A. V. C.; PEREIRA, B. B.. Participação em banca de Guilherme Alves Soares e Henrique Alves Soares.Avaliação de Práticas para Participação em Programas de Aceleração e Incubação: Estudo de caso no ecossistema empreendedor de Belo Horizonte. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia de Produção) - Universidade Federal de Minas Gerais.

2.
SANTOS, U. P.. Participação em banca de Rafael Barroso de Oliveira.A inovação na Economia Criativa em uma Perspectiva Evolucionária. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Econômicas) - Universidade Federal de Minas Gerais.

3.
SANTOS, U. P.. Participação em banca de Camila Borges Ruas Lopes.Planos de estabilização macroeconômicos no Brasil e na Argentina: uma análise sobre a corrente de comércio na década de 1990. 2017. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Econômicas) - Universidade Federal de Minas Gerais.

4.
SANTOS, U. P.. Participação em banca de Davi Varella da Cruz Baptista.New Investiment Path?. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Econômicas) - Universidade Federal de Minas Gerais.

5.
RAPINI, M.; CAMPOS, R.; SANTOS, U. P.. Participação em banca de Anna Clara Otero e Mariana Assunção Ferreira de Jesus.Análise dos fatores e variáveis determinantes para precificação em serviços de inovação com enfoque social: um estudo de caso de um dispositivo de segurança feminina. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia de Produção) - Universidade Federal de Minas Gerais.

6.
SANTOS, U. P.. Participação em banca de Gabriel Augusto de Carvalho.Transferência de Tecnologias: Estudo de Valoração no Contexto da UFMG. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Econômicas) - Universidade Federal de Minas Gerais.

7.
SANTOS, U. P.. Participação em banca de Alan Senra Cheib.A Importância do Empreendedorismo para o Processo de Inovação Tecnológica e Para o Desenvolvimento de Economias Locais. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Econômicas) - Universidade Federal de Minas Gerais.

8.
SANTOS, U. P.. Participação em banca de Guilherme Augusto Medeiros Freitas.Zona do Euro: Análise das razões econômicas da não-adesão britânica ao modelo de zona monetária. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Relações Econômicas Internacionais) - Universidade Federal de Minas Gerais.

9.
SANTOS, U. P.. Participação em banca de Luíza Wehbe Sabino.O tráfico internacional de mulheres brasileiras para fins sexuais na espanha e as políticas e planos de enfrentamento pós-protocolo de palermo. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Relações Econômicas Internacionais) - Universidade Federal de Minas Gerais.

10.
SANTOS, U. P.. Participação em banca de João Pedro Figueira Amorim Parga.BNDES e Balança Comercial: Estudo dos Impactos do Crédito sobre as Exportações Brasileiras. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Econômicas) - Universidade Federal de Minas Gerais.

11.
SANTOS, U. P.. Participação em banca de Matheus Lopes Nascimento.Investimento público e crescimento econômico no Brasil. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Econômicas) - Universidade Federal de Minas Gerais.

12.
SANTOS, U. P.. Participação em banca de Gabriela Fernandes Gontijo.O quinto alargamento da União Europeia: os desdobramentos da entradas dos países do leste europeu na UE. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Relações Econômicas Internacionais) - Universidade Federal de Minas Gerais.

13.
SANTOS, U. P.. Participação em banca de Pollyanna dos Santos.Inovações Ambientais: uma análise comparativa das empresas brasileiras e europeias. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Relações Econômicas Internacionais) - Universidade Federal de Minas Gerais.

14.
SANTOS, U. P.. Participação em banca de Paulo Moreira Coelho Barroso.Cachaça de Alambique: fontes e determinantes da inovação. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Econômicas) - Universidade Federal de Minas Gerais.

15.
SANTOS, U. P.. Participação em banca de Ivana Villefort de Bessa Porto.Crowdfunding: Uma fonte alternativa de financiamento ao microcrédito. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Econômicas) - Universidade Federal de Minas Gerais.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Outras participações
1.
SANTOS, U. P.; DIAS, A. V. C.; BAGNO, R.. Banca Examinadora do Processo Seletivo do Mestrado Profissional em Inovação Tecnológica e Propriedade Intelectual. 2018. Universidade Federal de Minas Gerais.

2.
RAPINI, M.; DINIZ, S.; SANTOS, U. P.. Processo seletivo Programa de Educação Tutorial Ciências Econômicas UFMG. 2018. Universidade Federal de Minas Gerais.

3.
SANTOS, U. P.. Comissão Científica II Encontro de Economia Aplicada do Sergipe. 2017. Universidade Federal de Sergipe.

4.
RAPINI, M.; CARDOSO, D.; SANTOS, U. P.. Processo seletivo Sistema de Bolsas do curso de Relações Econômicas Internacionais FACE/UFMG. 2017. Universidade Federal de Minas Gerais.

5.
Cavalcante, A; CIMINI, F.; MAGALHAES, A.; MISSIO, F.; SANTOS, U. P.. Comissão Científica do XVII Semiário de Economia Mineira. 2016. Universidade Federal de Minas Gerais.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
XVII Seminário Sobre Economia Mineira.SPP 4: Planejamento Urbano e Metropolitano. 2016. (Seminário).

2.
Seminário Metamorfoses do Capitalismo e processos de Catch upe.A dimensão espacial do sistema de inovação no Brasil. 2014. (Seminário).

3.
XVI Seminário sobre a Economia Mineira.Inovação na indústria de Minas Gerais e do Brasil: uma análise comparativa a partir dos dados da Sondagem de Inovação (2010-2013). 2014. (Seminário).

4.
9th Globelics International Conference. Global interactions between universities and companies: An evaluation based on the multiple correspondence analysis method.. 2011. (Congresso).

5.
XVI Encontro Regional de Economia. 2011. (Encontro).

6.
VIII - Encontro Nacional da Associação Brasileira de Estudos Regionais - ENABER.Ambiente Institucional e Inovação na Siderurgia de Minas Gerais: o papel da universidade no Sistema Regional de Inovação. 2010. (Encontro).

7.
VIII Encontro Nacional da Associação de Estudos Regionais e Urbanos ? ENABER..Sistemas Regionais de Inovação em Saúde: uma proposta de quantificação dos atores relevantes. 2010. (Encontro).

8.
XIV Seminário Sobre Economia Mineira.O Sistema de Inovação Mínero-Metalúrgico de Minas Gerais e seus Efeitos Sobre a Siderurgia Local. 2010. (Seminário).

9.
XXXVIII Encontro Nacional de Economia.Distribuição Espacial Das Estruturas De Apoio Às Atividades Tecnológicas No Brasil: Uma Análise Multivariada Para As Cinquenta Maiores Microrregiões Do País. 2010. (Encontro).

10.
XIV Encontro Regional de Economia.Sistemas de Inovação no Nordeste Brasileiro: Uma avaliação da estrutura tecnológica de suas microrregiões. 2009. (Encontro).

11.
XIII Seminário sobre a Economia Mineira. 2008. (Seminário).

12.
XXXVI Encontro Nacional de Economia.Uma classificação dos municípios de Minas Gerais segundo o grau de avanço de seus sistemas de inovação. 2008. (Encontro).

13.
XXXV Encontro Nacional de Economia ANPEC. 2007. (Encontro).

14.
XI Encontro Nacional de Economia Política. 2006. (Encontro).

15.
IX Semana da Graduação UFMG.A Teoria do Subdesenvolvimento Econômico: as contribuições da CEPAL e de Celso Furtado. 2005. (Outra).

16.
VIII Semana da Graduação UFMG.A Evolução das Relações Entre o Fundo Monetário Internacional e o Brasil: do rompimento à dependência. 2004. (Outra).

17.
XI Seminário sobre a Economia Mineira. 2004. (Seminário).

18.
XXXI Encontro Nacional de Economia ANPEC. 2003. (Encontro).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Iniciação científica
1.
Thalita Cristine Freitas Silva. Determinantes Regionais para a Inserção em Redes Globais de Inovação: uma análise para as microrregiões brasileiras. Início: 2018. Iniciação científica (Graduando em Ciências Econômicas) - Universidade Federal de Minas Gerais, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais. (Orientador).

2.
José Carlos Miranda da Silva. Determinantes Regionais para a Inserção em Redes Globais de Inovação: uma análise para as microrregiões brasileiras. Início: 2018. Iniciação científica (Graduando em Relações Econômicas Internacionais) - Universidade Federal de Minas Gerais, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Dissertação de mestrado
1.
Clemente de Ávila Silveira. Inovar Auto e a Cadeia Automotiva Brasileira: Análise de formulação e impacto de políticas públicas para o setor automotivo, através do método de Diagrama de Blocos. 2018. Dissertação (Mestrado em Mestrado Profissional em Inovação Tecnológica e Propriedade Intelectual) - Universidade Federal de Minas Gerais, . Orientador: Ulisses Pereira dos Santos.

Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Pedro Guerra Vieira de Sousa. O DESENVOLVIMENTO DA AGRICULTURA BRASILEIRA: o processo de mecanização do campo nas décadas 1960 a 1980. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Relações Econômicas Internacionais) - Universidade Federal de Minas Gerais. Orientador: Ulisses Pereira dos Santos.

2.
Victor Hugo Lage Ambrósio. Reformas econômicas chinesas de 1978 a 1993 e seus impactos no fluxo de IED para a China. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Econômicas) - Universidade Federal de Minas Gerais. Orientador: Ulisses Pereira dos Santos.

3.
Matheus Oliveira Azzi. PERCEPÇÃO DE SUCESSO EM EMPRESAS DE BASE TECNOLÓGICA DE BIOTECNOLOGIA: UMA ANÁLISE DO SETOR NO ESTADO DE MINAS GERAIS. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Relações Econômicas Internacionais) - Universidade Federal de Minas Gerais. Orientador: Ulisses Pereira dos Santos.

4.
Fernanda Milagres Bedê. A ARMADILHA DA RENDA MÉDIA: A ANÁLISE DE CATCHING-UP DA CORÉIA DO SUL COMPARADA AO "FALLING BEHIND" BRASILEIRO. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Econômicas) - Universidade Federal de Minas Gerais. Orientador: Ulisses Pereira dos Santos.

5.
Gabriela Custodio Hervella Machado. Trajetória do sistema de ensino e pesquisa no Brasil de 2000-2014: contribuições para o Sistema Nacional de Inovação Brasileiro e os impactos no sistema produtivo. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Econômicas) - Universidade Federal de Minas Gerais. Orientador: Ulisses Pereira dos Santos.

Iniciação científica
1.
Thalita Cristine Freitas Silva. Spillovers espaciais de conhecimento e inovação tecnológica no Brasil. 2017. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Econômicas) - Universidade Federal de Minas Gerais. Orientador: Ulisses Pereira dos Santos.

2.
Paulo Alves da Rocha Jr. Spillovers espaciais de conhecimento e inovação tecnológica no Brasil. 2017. Iniciação Científica. (Graduando em Relações Econômicas Internacionais) - Universidade Federal de Minas Gerais, Fundação de Desenvolvimento da Pesquisa. Orientador: Ulisses Pereira dos Santos.

Orientações de outra natureza
1.
Josiel Gomes Costa. DETERMINANTES HISTÓRICOS DO ATUAL ESTÁGIO DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO DO VALE DO MUCURI (MG). 2017. Orientação de outra natureza. (Ciências Econômicas) - Universidade Federal de Minas Gerais, Secretária de Educação Superior - Programa de Educação Tutorial. Orientador: Ulisses Pereira dos Santos.

2.
Andréia Cristina dos Anjos Gonçalves. O MERCADO DE COMMODITIES ENTRE MINAS GERAIS E CHINA: UMA ANÁLISE DOS EFEITOS NO SETOR MÍNERO-METALÚRGICO ENTRE 2006 A 2016.. 2017. Orientação de outra natureza. (Relações Econômicas Internacionais) - Universidade Federal de Minas Gerais, Pró-reitoria de Graduação UFMG. Orientador: Ulisses Pereira dos Santos.

3.
Vítor Lopes de Souza Alves. Programa de Monitoria de Graduação. 2016. Orientação de outra natureza. (Ciências Econômicas) - Universidade Federal de Minas Gerais. Orientador: Ulisses Pereira dos Santos.

4.
Andréia Cristina Gonçalves. O ESTUDO DO DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO CHINÊS ENTRE 1949-1978. 2016. Orientação de outra natureza. (Relações Econômicas Internacionais) - Universidade Federal de Minas Gerais. Orientador: Ulisses Pereira dos Santos.

5.
Marcos Paulo Dias Leite Resende. Monitoria da Disciplina Sistemas Econômicos Comparados. 2014. Orientação de outra natureza. (Relações Econômicas Internacionais) - Universidade Federal de Minas Gerais. Orientador: Ulisses Pereira dos Santos.

6.
Helena Mara Nonato Souza. Monitoria da Disciplina Introdução à Economia. 2013. Orientação de outra natureza. (Ciências Econômicas) - Universidade Federal de Minas Gerais. Orientador: Ulisses Pereira dos Santos.



Educação e Popularização de C & T



Cursos de curta duração ministrados
1.
RAPINI, M. ; SANTOS, U. P. ; CALIARI, T. . Transferência de Metodologias de Análise Regional e Desenvolvimento em Minas Gerais - Módulo: Técnologia e Inovação. 2016. (Curso de curta duração ministrado/Outra).




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 16/01/2019 às 23:33:10