Mariana Bonat Trevisan

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/2133032033796460
  • Última atualização do currículo em 26/10/2018


Doutora em História pelo PPGH-UFF (2012-2016), com período "sanduíche" na Universidade de Coimbra (2015). Trabalhando as relações entre Gênero e Política, bem como as recentes discussões da História da Família, discutiu o projeto de construção de uma propaganda e memória exemplares para a primeira geração da Dinastia de Avis na primeira metade do século XV. Concluiu em 2012 o mestrado em História pelo PPGH-UFF, trabalhando as relações conjugais da realeza portuguesa e a criação de identidades de gênero para seus membros a partir da cronística régia, no contexto de afirmação política da dinastia de Avis no século XV. Possui graduação em História (Licenciatura e Bacharelado) pela UFPR (Universidade Federal do Paraná), onde também foi bolsista de iniciação científica do Programa de Educação Tutorial (PET/MEC-SESU), no qual desenvolveu projetos de pesquisa coletivos e individuais na área de História em diferentes temáticas e períodos históricos. É filiada ao Scriptorium (Laboratório de Estudos Medievais e Ibéricos da UFF), onde desenvolve pesquisas sobre as interações entre representações de gênero, família e política na Baixa Idade Média portuguesa. Atualmente é Professora Adjunta do curso de Licenciatura em História do Centro Universitário Campus de Andrade (Uniandrade) e Professora de Ensino Superior dos cursos de Licenciatura em História e Pedagogia do Centro Universitário Internacional (UNINTER). (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Mariana Bonat Trevisan
Nome em citações bibliográficas
TREVISAN, Mariana Bonat.

Endereço


Endereço Profissional
Centro Universitário Internacional.
Rua Treze de Maio - de 471/472 ao fim
São Francisco
80510030 - Curitiba, PR - Brasil
Telefone: (41) 21023300
URL da Homepage: www.uninter.com


Formação acadêmica/titulação


2012 - 2016
Doutorado em História.
Universidade Federal Fluminense, UFF, Brasil.
com período sanduíche em Universidade de Coimbra (Orientador: Maria Helena da Cruz Coelho).
Título: A primeira geração de Avis: Uma família 'exemplar', Ano de obtenção: 2016.
Orientador: Vânia Leite Fróes.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
2010 - 2012
Mestrado em História.
Universidade Federal Fluminense, UFF, Brasil.
Título: Construção de identidades de gênero e afirmação régia: Os casais da realeza portuguesa entre os séculos XIV e XV a partir das crônicas de Fernão Lopes,Ano de Obtenção: 2012.
Orientador: Vânia Leite Fróes.
Grande área: Ciências Humanas
2005 - 2009
Graduação em História.
Universidade Federal do Paraná, UFPR, Brasil.
Título: As aias Inês de Castro e Maria de Padilha nas crônicas de Pero Lopez de Ayala e Fernão Lopes (séculos XIV e XV).
Orientador: Marcella Lopes Guimarães.
Bolsista do(a): Secretaria de Educação Superior, SESU, Brasil.
2002 - 2004
Ensino Médio (2º grau).
Universidade Tecnológica Federal do Paraná, UTFPR, Brasil.




Formação Complementar


2011 - 2011
Extensão universitária em Oficina: A música nas cortes medievais portuguesas. (Carga horária: 4h).
Universidade Federal Fluminense, UFF, Brasil.
2011 - 2011
A cidade medieval: problemas e questões. (Carga horária: 8h).
Universidade Federal Fluminense, UFF, Brasil.
2011 - 2011
História e Literatura na Idade Média. (Carga horária: 8h).
Universidade Federal Fluminense, UFF, Brasil.
2006 - 2009
Extensão universitária em Programa de Educação Tutorial (PET História).
Universidade Federal do Paraná, UFPR, Brasil.
2008 - 2008
Extensão universitária em Fontes Históricas: Métodos e Tipologias. (Carga horária: 15h).
Universidade Federal do Paraná, UFPR, Brasil.
2007 - 2007
Extensão universitária em A História no Cinema. (Carga horária: 8h).
Universidade Federal do Paraná, UFPR, Brasil.
2007 - 2007
Extensão universitária em Cinema e Literatura. (Carga horária: 20h).
Universidade Federal do Paraná, UFPR, Brasil.
2007 - 2007
Cultura Material/Escrita: Epigrafia e Arqueologia. (Carga horária: 12h).
Universidade Federal do Paraná, UFPR, Brasil.


Atuação Profissional



Centro Universitário Internacional, UNINTER, Brasil.
Vínculo institucional

2016 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professora de Ensino Superior III, Carga horária: 30
Outras informações
Docente e tutora do curso de Licenciatura em História. Membro do NDE. Docente do curso de Pedagogia.

Atividades

08/2016 - Atual
Ensino, História, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
História - Teoria e Prática de Ensino (Presencial)
História e Historiografia da Antiguidade Clássica (Semipresencial)
História Medieval (Semipresencial e EAD)
Metodologia do Ensino de História (Semipresencial)
Prática Profissional: Leitura e Interpretação de Textos Historiográficos (Semipresencial)
Tutoria de diversas disciplinas da grade do curso de Licenciatura em História
História e Historiografia Medieval do Oriente(Semipresencial)

Centro Universitário Campos de Andrade, UNIANDRADE, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - Atual
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor Adjunto, Carga horária: 6
Outras informações
Docente do curso de Licenciatura em História, leciona diferentes disciplinas da grade curricular e orienta trabalhos de conclusão de curso. Membro do NDE (Núcleo Docente Estruturante).

Atividades

07/2013 - Atual
Ensino, História, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Filosofia da Educação
História do Brasil Imperial
História Medieval I (Ocidente)
História Medieval II (Oriente)
História Regional
Tópicos Especiais em História
História das Sociedades Africanas

Colégio Nossa Senhora do Sagrado Coração, CNSS, Brasil.
Vínculo institucional

2016 - 2016
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professora de História, Carga horária: 14
Outras informações
Professora das disciplinas de História e Empreendedorismo para o Ensino Fundamental e Médio.


Curso Pré-Vestibular ONG Formação Solidária, FS-ONG, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - 2015
Vínculo: Docente Voluntário, Enquadramento Funcional: Professora de História Antiga e Medieval, Carga horária: 1


Laboratório de Estudos Medievais e Ibéricos da UFF, SCRIPTORIUM UFF, Brasil.
Vínculo institucional

2016 - Atual
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Pesquisadora colaboradora

Vínculo institucional

2012 - 2016
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Pesquisadora estagiária doutoranda

Vínculo institucional

2010 - 2012
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Pesquisadora estagiária mestranda, Regime: Dedicação exclusiva.


Universidade Federal do Paraná, UFPR, Brasil.
Vínculo institucional

2006 - 2009
Vínculo: Livre, Enquadramento Funcional: Pesquisador bolsista PET/ SESU, Carga horária: 20, Regime: Dedicação exclusiva.


Escola Húnika, EH, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - 2013
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professora de Geografia, Carga horária: 12



Projetos de pesquisa


2008 - 2009
Projeto individual PET- História UFPR/ Sesu: As aias Inês de Castro e Maria de Padilha nas crônicas de Pero Lopez de Ayala e Fernão Lopes (séculos XIV-XV.)
Descrição: Realizado durante o ano de 2008 e o primeiro semestre de 2009, este projeto teve por objetivo analisar a construção de duas personagens femininas em crônicas régias do final da Idade Média na Península Ibérica. O mundo das cortes aparentemente se constituía de um espaço masculino, no entanto, a historiografia atenta para a presença feminina neste meio em um mesmo propósito de estabilidade e proximidades aos reis. Neste sentido, ressaltamos duas figuras destacadas até hoje na cultura ibérica, com reverberações no Brasil, principalmente através da literatura: as aias Inês de Castro (1325-1355) e Maria de Padilha (1335-1361). A primeira se estabeleceu em Portugal e se tornou amante do rei Pedro I, o Cru (1320-1367); já a segunda, em Castela, envolveu-se com o rei Pedro, o Cruel (1334-1369). Inês e Maria tiveram suas imagens construídas nas crônicas do português Fernão Lopes (1380-1459) e do castelhano Pero Lopez de Ayala (1332-1407). A visão expressada por estes partia de um ponto de vista masculino e político, visto que ambos escreveram crônicas para justificar e legitimar dinastias régias às quais serviam. Porém, suas obras contêm a subjetividade inerente a todo discurso, bem como a complexidade que envolve a relação entre obra e indivíduo. Partindo destes pressupostos, buscamos realizar nosso trabalho sobre as fontes, a Crônica de Dom Pedro I, de Fernão Lopes, e Crônica del Rey D. Pedro, de Ayala. No primeiro semestre de 2009 a pesquisa resultou em nossa monografia de conclusão de curso, discutindo aspectos referentes à história das mulheres, a relação entre cultura e poder, bem como o diálogo entre história e literatura..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Mariana Bonat Trevisan - Integrante / Marcella Lopes Guimarães - Coordenador.Financiador(es): asdfasd - Bolsa.
2008 - 2008
Projeto Coletivo PET - História UFPR/Sesu- Memórias e Narrativas da experiência do cinema na cidade de Curitiba
Descrição: Este projeto se deu em continuidade à pesquisa iniciada em 2007, mas aqui o interesse se voltou especificamente para a experiência do cinema na cidade de Curitiba a partir das memórias dos freqüentadores das salas de cinema. O objetivo foi articular o levantamento das fontes, realizado durante no ano anterior, com as narrativas individuais de pessoas que eram consumidoras deste tipo de lazer e que freqüentaram os cinemas de Curitiba entre as décadas de 1930 e 1960. O enfoque sobre a memória foi privilegiado neste momento e para tanto dividimos o projeto em duas etapas. Na primeira nos debruçamos sobre as relações entre história e memória e sobre a metodologia da história oral. Foram discutidos textos de autores que problematizaram questões teóricas e metodológicas sobre a memória, o relato oral, as técnicas de entrevista, as formas de coleta dos relatos orais e também de arquivo do material gravado. Na segunda etapa, foram entrevistados freqüentadores de cinemas e também cinéfilos, acima de 50 anos. Esta etapa foi fundamental para a prática de pesquisa com fontes orais, algo que dificilmente os alunos têm experiência ao longo do curso de graduação em História. Existe ainda o interesse em publicar uma seleção das transcrições junto com um ensaio teórico-metodológico do resultado desta pesquisa coletiva. A publicação será no formato de um caderno e também estará disponível na página do PET História na Internet para livre consulta..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (18) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Mariana Bonat Trevisan - Integrante / Ana Paula Vosne Martins - Coordenador / Alexandre Frasato Bastos - Integrante / Dayane Rúbila Lobo Hessmann - Integrante / Juliana H. Amorim - Integrante / Fernando B. Botton - Integrante / Virgínia Damas Novello - Integrante / Davi Pradi - Integrante / Bárbara Zanirato - Integrante / Jorge Paulo Lamur - Integrante / Fernanda C. dos Santos - Integrante / Pérola de P. Sanfelice - Integrante.Financiador(es): asdfasd - Bolsa.
2007 - 2008
Projeto Coletivo PET- História UFPR/ Sesu: Arquivos e fontes para a história da experiência do Cinema na cidade de Curitiba
Descrição: Esta pesquisa se mostrou como um desdobramento da discussão anterior sobre a produção do discurso histórico pelo cinema. Neste projeto, planejado para 2 anos de duração, direcionamos nosso objetivo para a compreensão da experiência do cinema na cidade de Curitiba. Experiência foi entendida aqui como um conceito que articula tanto a prática de assistir filmes e freqüentar as salas de cinema, quanto a reflexão produzida pela crítica, ou crônica, e a memória dos freqüentadores de cinema. A pesquisa consistiu na discussão de bibliografia específica sobre cinema e modernidade, bem como da escassa bibliografia sobre o cinema em Curitiba. Em seguida, os bolsistas realizaram um levantamento exaustivo em museus, arquivos e bibliotecas dos tipos de fontes existentes sobre o cinema na cidade (escritas, impressas, fotografias, filmes, cartazes) e fizeram a descrição das mesmas em fichas apropriadas. Em seguida estas fichas foram disponibilizadas endereço eletrônico do PET-História (http://pethistoria.vilabol.uol.com.br). Acreditamos que a pesquisa de levantamento de fontes é importante não só para os objetivos do grupo PET, mas por disponibilizar a outros alunos e pesquisadores um conjunto de fontes que poderão suscitar outras pesquisas, até mesmo no nível de pós-graduação..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (18) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Mariana Bonat Trevisan - Integrante / Ana Paula Vosne Martins - Coordenador / Maristela Dagostim - Integrante / Daniele Starck - Integrante / Pérola de Paula Sanfelice - Integrante / Fernanda Cássia dos Santos - Integrante / Alexandre Frasato Bastos - Integrante / Natália de Santanna Guerellus - Integrante / Dayane Rúbila Lobo Hessmann - Integrante / Juliana H. Amorim - Integrante / Fernando B. Botton - Integrante / Ana Paula Z.i Koslinski - Integrante / Daniele S. de Souza - Integrante / Virgínia Damas Novello - Integrante / Daniel A. Orta - Integrante / Luiz H. Bozzo Moreira - Integrante / Sandro Aramis R. Gomes - Integrante / Jorge Paulo Lamur - Integrante / Mariana Silveira - Integrante.Financiador(es): asdfasd - Bolsa.
2006 - 2008
Projeto Individual PET-História UFPR/ Sesu: Tácito e a Revolta de Boudica- uma visão dos bretões do ponto de vista de um historiador romano
Descrição: Objetivamos com este projeto de pesquisa individual analisar o discurso que o historiador romano Públio Cornélio Tácito (que viveu no século I d.C.) produziu a respeito de um episódio ocorrido na província romana da Bretanha em 60 d.C.: a Revolta de Boudica. Em suas obras Agrícola e Anais, Tácito relata este episódio, o qual teria sido um levante bretão comandado pela rainha Boudica contra os abusos cometidos pelos romanos. A escolha dessas fontes e sua análise, assim como de uma bibliografia a respeito do autor, suas obras e seu estilo de escrita, além de leituras específicas sobre a Revolta e sobre a relação romano-bretão no período, permitiram o desenvolvimento do trabalho, ancorado em uma perspectiva de história cultural e política. No ano de 2007 demos continuidade à pesquisa, realizando um aprofundamento do estudo sobre o autor romano, bem como uma análise crítica da bibliografia que utilizamos. Isto permitiu perceber a forma como Tácito vem sendo tratado pela historiografia e pelos classicistas em geral: desde as permanências de visões tradicionais até os avanços de novos estudos preocupados com questões fundamentais referentes à interpretação dos escritos taciteanos como discursos imbuídos de subjetividade e marcados pela condição do meio em que o historiador se inseria, a aristocracia senatorial. A partir destes estudos foi realizada uma análise das fontes Vida de Agrícola e Anais..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Mariana Bonat Trevisan - Integrante / Renata Senna Garraffoni - Coordenador.Financiador(es): asdfasd - Bolsa.
2006 - 2007
Projeto coletivo PET-História UFPR/ Sesu: A História no Cinema- a problematização do passado pelo cinema
Descrição: Neste projeto, o grupo PET-História teve como objetivo discutir as formas através das quais o cinema aborda o passado, bem como analisar a construção do discurso histórico através das imagens e da narrativa cinematográficas. O PET quis discutir como se dá tal construção no cinema, tendo em vista tratar-se de uma forma de produção cultural de massas e de grande inserção social. Entendemos que o cinema desempenha um importante papel nos imaginários coletivos, mas também na produção de subjetividades. Destacamos o cinema histórico, que desde o início do século XX vem dando origem a filmes que tratam de eventos e personagens ditos históricos, criando um discurso sobre uma determinada época e/ou acontecimentos. Interessou-nos compreender a linguagem fílmica e seus aspectos técnicos, mas principalmente a relação entre esta linguagem e seus métodos de narrar uma história, bem como as escolhas referentes aos eventos narrados e o que poderíamos chamar de resultado daquele conjunto de imagens, ou seja, o discurso histórico sobre o passado, com seus desdobramentos ideológicos e políticos. Para esta atividade coletiva fizemos leituras teóricas a respeito da imagem e sobre as relações entre cinema e história. Em seguida fizemos a análise e discussão dos filmes que foram selecionados a partir de dois eixos: filmes históricos e filmes com temáticas históricas. O resultado final deste projeto foi a criação de um instrumento didático, destinado a auxiliar professores do Ensino Médio na abordagem do cinema em sala de aula.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (14) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Mariana Bonat Trevisan - Integrante / Cristina Allegretti - Integrante / Ana Paula Vosne Martins - Coordenador / Maristela Dagostim - Integrante / Leandro Meira - Integrante / Pérola de Paula Sanfelice - Integrante / Fernanda Cássia dos Santos - Integrante / Natália de Santanna Guerellus - Integrante / Dayane Rúbila Lobo Hessmann - Integrante / Rogério Pereira da Cunha - Integrante / Daniel A. Orta - Integrante / Thiago Estevão C. de Castro - Integrante.Financiador(es): asdfasd - Bolsa.


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História Antiga e Medieval.
2.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História Antiga e Medieval/Especialidade: História Política e Cultural.
3.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: Estudos de Gênero.
4.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História da Família.
5.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: historiografia medieval.


Idiomas


Espanhol
Compreende RazoavelmenteLê Bem.
Francês
Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Inglês
Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Latim
Lê Pouco.


Prêmios e títulos


2016
Aprovação e classificação na seleção para professor de Ensino Superior III, UNINTER.
2014
Aprovação em 3o lugar no concurso para Docente em História do IFPR- Campus Colombo, IFPR.
2013
Aprovação em 9o lugar no concurso da Secretaria de Educação do Espírito Santo para o cargo de professor de História na cidade de Serra, SEDU-ES.
2011
Indicação de progressão direta do mestrado ao doutorado, UFF.
2009
Classificação em 1o lugar com o maior coeficiente de rendimento acadêmico da Turma História 2009-2, Universidade Federal do Paraná.
2006
Aprovação na seleção para bolsista de iniciação científica PET (Programa de Educação Tutorial) História UFPR, MEC/SESU.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
TREVISAN, Mariana Bonat.2018 TREVISAN, Mariana Bonat.; SENKO, Elaine Cristina . Diálogo identitário sobre a sexualidade medieval entre Oriente e Ocidente - séculos XIV e XV. MOSAICO (GOIÂNIA), v. 11, p. 144-158, 2018.

2.
TREVISAN, Mariana Bonat.2016 TREVISAN, Mariana Bonat.. A guarda da esposa e a obediência ao marido: a reciprocidade dos deveres conjugais masculinos e femininos nos tratados do rei D. Duarte e de Christine de Pisan (séc. XV). Revista Diálogos Mediterrânicos, v. 11, p. 194-214, 2016.

3.
TREVISAN, Mariana Bonat.2015TREVISAN, Mariana Bonat.; SENKO, Elaine Cristina . Perspectivas acerca da escrita da História no medievo por Ibn Khaldun (1332-1406) e Fernão Lopes (1378-1459): Oriente e Ocidente. Roda da Fortuna. Revista Eletrônica sobre Antiguidade e Medievo, v. 4, p. 340-360, 2015.

4.
TREVISAN, Mariana Bonat.2014TREVISAN, Mariana Bonat.. D. Pedro I & D. Inês de Castro, D. Fernando & D. Leonor Teles: Os contra-modelos conjugais da cronística legitimadora de Avis (Portugal, Século XV). De Medio Aevo, v. 1, p. 43-66, 2014.

5.
TREVISAN, Mariana Bonat.2013TREVISAN, Mariana Bonat.. Gênero, poder e morte no espaço da corte régia portuguesa: dois exemplos no período fernandino (sécs. XIV ?XV). Plêthos, v. 3, p. 81-87, 2013.

6.
TREVISAN, Mariana Bonat.2012TREVISAN, Mariana Bonat.. Cêrimônias régias, gênero e mundo urbano medieval: O traslado do corpo de Inês de Castro para o Mosteiro de Alcobaça. Revista Litteris, v. 10, p. 121-140, 2012.

7.
TREVISAN, Mariana Bonat.2012TREVISAN, Mariana Bonat.. A cidade 'genderizada': Lisboa e o contexto de afirmação política da dinastia de Avis no século XV. Historiae: revista de história da Universidade Federal do Rio Grande, v. 3, p. 213-226, 2012.

8.
TREVISAN, Mariana Bonat.2011TREVISAN, Mariana Bonat.. As crônicas de Fernão Lopes e as representações do feminino no Baixo Medievo Ibérico. Aedos: Revista do Corpo Discente do Programa de Pós-Graduação em História da UFRGS (Online), v. 3, p. 76-84, 2011.

9.
TREVISAN, Mariana Bonat.2010TREVISAN, Mariana Bonat.. O silêncio de Inês de Castro e a voz de Leonor Teles: representações femininas nas crônicas de Fernão Lopes (Portugal - sécs. XIV e XV). Revista tempo de conquista, v. 7, p. 1-21, 2010.

10.
TREVISAN, Mariana Bonat.2010TREVISAN, Mariana Bonat.. O cronista e a dama: facetas da aia Inês de Castro na crônica de Fernão Lopes. Cadernos de Clio, v. 1, p. 18-25, 2010.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
TREVISAN, Mariana Bonat.; SCARPIM, Fabio Augusto . História e Memória: Diálogos e Tensões. 1. ed. Curitiba: Intersaberes, 2018. 324p .

2.
CAMPOS, Carlos Eduardo da C. (Org.) ; BIRRO, Renan Marques (Org.) ; COELHO, Liliane Cristina (Org.) ; TREVISAN, Mariana Bonat. (Org.) . Relações de Poder: da Antiguidade ao Medievo - Relations of Power: from Antiquity to the Middle Ages . Alumni: História e Literatura Antiga e Medieval. 1. ed. Vitória: Agbook/ DLL UFES, 2013. v. 1. 676p .

Capítulos de livros publicados
1.
TREVISAN, Mariana Bonat.; LIMA, Douglas Mota X. de . O Sonho de Pedro I e a salvação do reino: D. João I e o destino régio nas crônicas de Fernão Lopes (séc. XV). In: COSTA, Ricardo da.. (Org.). Os Sonhos na História. 1ed.Alicante/Madrid: Editorial IVRITA Poliglota, 2014, v. , p. 111-126.

2.
TREVISAN, Mariana Bonat.. A legitimação da eleição de D. João I no Portugal do século XV: As virtudes do Mestre de Avis e os atributos do ofício régio. In: Renan M. Birro; Carlos Eduardo da Costa Campos. (Org.). Relações de Poder: Antiguidade e Medievo / Relations of Power: from Antiquity to the Middle Ages. Alumni - História e Literatura Antiga e Medieval.. 1ed.Vitória: Agbook/ DLL UFES, 2013, v. 1, p. 565-608.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
TREVISAN, Mariana Bonat.. Os filhos da primeira geração de Avis e o mito dos 'Ínclitos Infantes'. Portal BlueOak, Portugal, 19 out. 2017.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
TREVISAN, Mariana Bonat.. Relações adélficas na realeza portuguesa do século XV: os infantes de Avis entre a hierarquia fraternal e a obediência régia. In: 13th Women's Worlds & Fazendo Gênero 11, 2018, Florianópolis, SC. Anais eletrônicos do 13th Women's Worlds & Fazendo Gênero 11. Florianópolis: UFSC, 2017. p. 1-12.

2.
TREVISAN, Mariana Bonat.; LIMA, Douglas Mota X. de . Uma Idade Média 2.0: Parcerias virtuais para o Ensino de História Medieval no Brasil. In: Encontro internacional e XVIII Encontro de História da Anpuh-Rio: História e Parcerias, 2018, Niterói-RJ. Anais do Encontro internacional e XVIII Encontro de História da Anpuh-Rio: História e Parcerias, 2018. p. 1-9.

3.
TREVISAN, Mariana Bonat.. Narrar uma ?história de família? no século XV: A memória da primeira geração de Avis por D. Duarte e os cronistas avisinos. In: X Encontro Internacional de Estudos Medievais (EIEM) da Associação Brasileira de Estudos Medievais (ABREM) ? Diálogos Ibero-americanos, 2014, Brasília, DF. Atas do X Encontro Internacional de Estudos Medievais (EIEM) da Associação Brasileira de Estudos Medievais (ABREM) ? Diálogos Ibero-americanos., 2014. p. 207-214.

4.
TREVISAN, Mariana Bonat.. A construção de saberes e valores da família régia da primeira geração de Avis no Portugal do século XV. In: XVI Encontro Regional de História da Anpuh-Rio : Saberes e Práticas Científicas, 2014, Rio de Janeiro. Anais do XVI Encontro Regional de História da Anpuh-Rio: Saberes e Práticas Científicas, 2014. p. 1-8.

5.
TREVISAN, Mariana Bonat.. Ser rei, ser pai: a exemplaridade de D. João I na criação dos infantes da Ínclita Geração (Portugal século XV). In: Seminário Internacional Fazendo Gênero 10 - Desafios atuais dos Feminismos, 2013, Florianópolis. Seminário Internacional Fazendo Gênero 10 (Anais Eletrônicos), 2013. p. 1-12.

6.
TREVISAN, Mariana Bonat.. A dinastia de Avis e um novo começo para a História de Portugal no século XV: Fernão Lopes e a Sétima Idade. In: IX Simpósio de História: Fins e recomeços da História em religiões, mitos e ideologias, 2012, São Gonçalo. Anais do VI Simpósio de História: Revoluções, Repúblicas e Utopias, 2012. p. 123-130.

7.
TREVISAN, Mariana Bonat.. D. Pedro I de Portugal: variações e contradições da masculinidade régia nas crônicas de Fernão Lopes (século XV). In: IX Semana de Estudos Medievais, 2012, Rio de Janeiro. Atas da IX Semana de Estudos Medievais, 2011. p. 480-487.

8.
TREVISAN, Mariana Bonat.. A construção de identidades de gênero para a realeza portuguesa e a afirmação política de Avis a partir das crônicas de Fernão Lopes (Portugal ? sécs. XIV e XV). In: XXVI Simpósio Nacional de História - Anpuh: 50 anos, 2011, São Paulo. Anais do XXVI simpósio nacional da ANPUH - Associação Nacional de História. São Paulo: ANPUH-SP, 2011. v. 1.

9.
TREVISAN, Mariana Bonat.. História, memória, escrita e poder: Fernão Lopes e a crônica régia na Baixa Idade Média portuguesa. In: VI Semana de História Política da UERJ/ III Seminário Nacional de História: Política, Cultura e Sociedade, 2011, Rio de Janeiro. Anais da VI Semana de História Política da UERJ/ III Seminário Nacional de História: Política, Cultura e Sociedade, 2011. p. 1248-1256.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
TREVISAN, Mariana Bonat.. Kings and Fathers: The Monarchical Protection Function and Fathering Function in Avis' Dynastic Discourses (Portugal - 15th Century). In: Kings & Queens IV: Dynastic Changes and Legitimacy, 2015, Lisboa. Kings & Queens 4 ? Royal Studies Network Lisbon, 23rd-27th June 2015 - Book of Abstracts, 2015. p. 64-65.

2.
TREVISAN, Mariana Bonat.. A construção de saberes e valores da família régia da primeira geração de Avis no Portugal do século XV. In: XVI Encontro Regional de História da Anpuh-Rio : Saberes e Práticas Científicas, 2014, Rio de Janeiro. Caderno de Resumos XVI Encontro Regional de História da Anpuh RIo: Saberes e práticas científicas. Rio de Janeiro: Editora ANPUH-RIO, 2014.

3.
TREVISAN, Mariana Bonat.. Narrar uma ?História de Família? no século XV: a memória da primeira geração de Avis por d. Duarte e os cronistas avisinos. In: X Encontro Internacional dos Estudos Medievais ? EIEM: Diálogos Ibero-Americanos, 2013, Brasília, DF. Cadernos de Resumos do X Encontro Internacional dos Estudos Medievais ? EIEM: Diálogos Ibero-Americanos, 2013. v. 1. p. 52-53.

4.
TREVISAN, Mariana Bonat.. Ser rei, ser pai: a exemplaridade de D. João I na criação dos infantes da Ínclita Geração (Portugal ? século XV). In: Seminário Internacional Fazendo Gênero 10 - Desafios atuais dos Feminismos, 2013, Florianópolis. Resumos das Comunicações Orais, 2013. v. 1. p. 120-121.

5.
TREVISAN, Mariana Bonat.. A dimensão familiar da vida dos reis e a representação exemplar da primeira geração de Avis (Portugal - séc. XV). In: III Colóquio Internacional de Estudos Medievais - Imagem, Ritual e Morte nas Narrativas Medievais & II Encontro de Pós-Graduandos da UFF - Projeto CAPES/Cofecub, 2012, Niterói. III Colóquio Internacional de Estudos Medievais - Imagem, Ritual e Morte nas Narrativas Medievais & II Encontro de Pós-Graduandos da UFF - Projeto CAPES/Cofecub, 2012. p. 19.

6.
TREVISAN, Mariana Bonat.. Representações de gênero e a afirmação política de Avis: os casais da realeza portuguesa nas crônicas de Fernão Lopes (séculos XIV e XV). In: Colóquio de Pesquisadores e Pós-Graduandos em História Medieval: Perspectivas de Investigação e Colaboração Científica, 2011, Niterói. Colóquio de Pesquisadores e Pós-Graduandos em História Medieval - Caderno de Resumos, 2011. p. 34-34.

7.
TREVISAN, Mariana Bonat.. A construção de identidades de gênero para a realeza portuguesa e a afirmação de Avis a partir das crônicas de Fernão Lopes (Portugal - sécs. XIV e XV). In: XXVI Simpósio Nacional de História: Anpuh 50 anos, 2011, São Paulo. Simpósio Temático 081: Igreja, sociedade e relações de Poder na Idade Média, 2011.

8.
TREVISAN, Mariana Bonat.. D. Pedro I de Portugal: variações e contradições da masculinidade régia nas crônicas de Fernão Lopes (século XV). In: IX Semana de Estudos Medievais, 2011, Rio de Janeiro. Caderno de Resumos da IX Semana de Estudos Medievais, 2011.

9.
TREVISAN, Mariana Bonat.. História, memória, escrita e poder: Fernão Lopes e a crônica régia na Baixa Idade Média portuguesa. In: VI Semana de História Política da UERJ/ III Seminário Nacional de História: Política e Cultura & Política e Sociedade, 2011, Rio de Janeiro. Caderno de Resumos (Semana de História Política, Seminário Nacional de História Política). Rio de Janeiro: UERJ, 2011.

10.
TREVISAN, Mariana Bonat.. As crônicas de Fernão Lopes e as representações do feminino no baixo medievo ibérico. In: V Encontro Luso-brasileiro de História Medieval: a Idade Média portuguesa e o Brasil - reminiscências, transformações, ressignificações, 2010, Porto Alegre. V Encontro Luso-brasileiro de História Medieval: a Idade Média portuguesa e o Brasil - reminiscências, transformações, ressignificações. Cadernos de Resumos, 2010.

11.
TREVISAN, Mariana Bonat.. Amantes e/ou espiãs: um paralelo entre as aias Inês de Castro e Maria de Padilha através das crônicas de Fernão Lopes e Pero Lopez de Ayala. In: 16o Evento de Iniciação Científica (EVINCI), 2008, Curitiba. Livro de Resumos dos 16o EVINCI. Curitiba: Editora UFPR, 2008. p. 505.

12.
BOTTON, F. ; AMORIM, J. H. ; BASTOS, A. F. ; DAGOSTIM, M. ; GOMES, S. A. R. ; HESSMANN., D. L. R. ; KOSLINSKI, A. P. Z. ; LAMUR, J. P. ; MARTINS, A. P. V. ; MOREIRA, L. H. B. ; NOVELLO, V. D. ; SANFELICE, P. de P. ; SANTOS, F. C. dos ; SILVEIRA, M. ; SOUZA, D. S. de ; TREVISAN, Mariana Bonat. . Arquivos e Fontes para a História da Experiência do Cinema na Cidade de Curitiba. In: 16o Evento de Iniciação Científica da UFPR (EVINCI), 2008, Curitiba. Livro de Resumos do 16o EVINCI. Curitiba: Editora UFPR, 2008. p. 498.

13.
TREVISAN, Mariana Bonat.. Tácito e a Revolta de Boudica - uma visão dos bretões do ponto de vista de um historiador romano. In: 15o Evento de Iniciação Científica (EVINCI), 2007, Curitiba. Livro de Resumos do 15o EVINCI. Curitiba: Editora UFPR, 2007. p. 379.

14.
SANFELICE, P. de P. ; BASTOS, A. F. ; DAGOSTIM, M. ; GOMES, S. A. R. ; GUERELLUS, N. S. ; HESSMANN., D. L. R. ; KOSLINSKI, A. P. Z. ; MARTINS, Ana Paula Vosne ; MOREIRA, L. H. B. ; NOVELLO, V. D. ; ORTA, D. A. ; POLHMANN, J. F. ; S., F. C. dos ; SOUZA, D. S. de ; STARCK, D. ; TREVISAN, Mariana Bonat. . A História no Cinema: a problematização do passado pelo cinema. In: 15o Evento de Iniciação Científica (EVINCI), 2007, Curitiba. Livro de Resumos do 15o EVINCI. Curitiba: Editora UFPR, 2007. p. 381.

15.
TREVISAN, Mariana Bonat.; ALLEGRETTI, C. ; CASTRO, T. E. C. de ; CUNHA, R. P. da ; DAGOSTIM, M. ; GUERELLUS, N. S. ; HESSMANN., D. L. R. ; MEIRA, L. ; MARTINS, A. P. V. ; ORTA, D. A. ; SANFELICE, P. ; STARCK, D. . A História no Cinema: a problematização do passado pelo cinema. In: 14o EVINCI- Evento de Iniciação Científica da UFPR, 2006, Curitiba. Livro de Resumos do 14o EVINCI. Curitiba: Editora UFPR, 2006, 2006. p. 330.

Apresentações de Trabalho
1.
TREVISAN, Mariana Bonat.. Família, Parentesco e Mulheres no Ocidente Medieval. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
TREVISAN, Mariana Bonat.. Dois irmãos e duas visões distintas do passado: os infantes D. Henrique e D. Pedro nas crônicas régias tardo medievais portuguesas. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

3.
TREVISAN, Mariana Bonat.; LIMA, Douglas Mota X. de . Uma Idade Média 2.0: parcerias virtuais para o Ensino de História Medieval no Brasil. 2018. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

4.
TREVISAN, Mariana Bonat.. Leonor de Aragão, rainha de Portugal (1405-1445): uma mulher entre a família, o patrimônio e o poder. 2017. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

5.
TREVISAN, Mariana Bonat.. Relações adélficas na realeza portuguesa do século XV: Os infantes de Avis entre a obediência régia e a hierarquia entre irmãos. 2017. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

6.
TREVISAN, Mariana Bonat.. Comunicação e Interação Social na prática docente. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

7.
TREVISAN, Mariana Bonat.. Kings and Fathers: The Monarchical Protection Function and Fathering Function in Avis' Dynastic Discourses (Portugal - 15th Century). 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

8.
TREVISAN, Mariana Bonat.. O registro histórico no mundo medieval: Uma ?crônica? de outros tempos. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

9.
TREVISAN, Mariana Bonat.. Coordenação da Mesa de Comunicações: Poderes e Representações nos Tempos de Avis. 2013. (Apresentação de Trabalho/Outra).

10.
TREVISAN, Mariana Bonat.. Estudo de fontes medievais: o caso das crônicas régias portuguesas. Mesa Redonda II: A História por meio da Iconografia, das Crônicas e da Comparação.. 2013. (Apresentação de Trabalho/Outra).

11.
TREVISAN, Mariana Bonat.. Ser rei, ser pai: a exemplaridade de D. João I na criação dos infantes da Ínclita Geração (Portugal ? século XV). 2013. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

12.
TREVISAN, Mariana Bonat.. Narrar uma ?história de família? no século XV: A memória da primeira geração de Avis por D. Duarte e os cronistas avisinos. 2013. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

13.
TREVISAN, Mariana Bonat.. A dinastia de Avis e um novo começo para a História de Portugal no século XV: Fernão Lopes e a Sétima Idade. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

14.
TREVISAN, Mariana Bonat.. Corporações e Confrarias na Idade Média: Concepções gerais e relações de gênero no mundo corporativo medieval. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

15.
TREVISAN, Mariana Bonat.. Gênero, poder e morte no espaço da corte régia portuguesa: dois exemplos no período fernandino (séculos XIV e XV). 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

16.
TREVISAN, Mariana Bonat.. A dimensão familiar da vida dos reis e a representação exemplar da primeira geração de Avis (Portugal - séc. XV). 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

17.
TREVISAN, Mariana Bonat.. Representações de gênero e a afirmação política de Avis: os casais da realeza portuguesa nas crônicas de Fernão Lopes (séculos XIV e XV). 2011. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

18.
TREVISAN, Mariana Bonat.. A construção de identidades de gênero para a realeza portuguesa e a afirmação de Avis a partir das crônicas de Fernão Lopes (Portugal - sécs. XIV e XV). 2011. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

19.
TREVISAN, Mariana Bonat.. História, memória, escrita e poder: Fernão Lopes e a crônica régia na Baixa Idade Média portuguesa. 2011. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

20.
TREVISAN, Mariana Bonat.. D. Pedro I de Portugal: variações e contradições da masculinidade régia nas crônicas de Fernão Lopes (século XV). 2011. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

21.
TREVISAN, Mariana Bonat.. As crônicas de Fernão Lopes e as representações do feminino no baixo medievo ibérico. 2010. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

22.
TREVISAN, Mariana Bonat.. A figura da morte no filme "O Sétimo Selo". 2010. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

23.
TREVISAN, Mariana Bonat.. O imaginário na cidade medieval. 2010. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

24.
TREVISAN, Mariana Bonat.. As representações das aias Inês de Castro e Maria de Padilha nas crônicas de Fernão Lopes e Pero Lopez de Ayala (Península Ibérica, séculos XIV e XV). 2009. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

25.
TREVISAN, Mariana Bonat.. Amantes e/ou espiãs - Um paralelo entre as aias Inês de Castro e Maria de Padilha através das crônicas de Fernão Lopes e Pero Lopez de Ayala. 2008. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

26.
TREVISAN, Mariana Bonat.. Tácito e a Revolta de Boudica - Uma visão dos bretões do ponto de vista de um historiador romano. 2007. (Apresentação de Trabalho/Outra).

27.
TREVISAN, Mariana Bonat.. As leituras de Tácito a partir da história e da literatura. 2007. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

28.
TREVISAN, Mariana Bonat.. Tácito e a Revolta de Boudica: uma visão dos bretões do ponto de vista de um historiador romano. 2007. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

29.
TREVISAN, Mariana Bonat.. A História no Cinema: a Problematização do passado pelo cinema. 2006. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).


Produção técnica
Trabalhos técnicos
1.
TREVISAN, Mariana Bonat.. Parecer ad hoc para publicação de artigos científicos na área de Educação na Revista Intersaberes (ISSN 1809-7286). 2018.

2.
TREVISAN, Mariana Bonat.. Parecer ad hoc para a Revista Diálogos Mediterrânicos, n. 14, 1o semestre 2018 (ISSN: 2237-6585). 2018.

3.
TREVISAN, Mariana Bonat.. Parecer ad hoc para o volume 6, n. 2 (2017/2) da Revista Roda da Fortuna (ISSN 2014-7430). 2017.

4.
TREVISAN, Mariana Bonat.. Parecer para o volume 5, número 2 (2016) da Revista Roda da Fortuna (ISSN 2014-7430). 2016.

Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
TREVISAN, Mariana Bonat.; GERONASSO, Marlus ; CAVAZZANI, André Luiz. . Programa Eureka TV Educativa. 2017. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).


Demais tipos de produção técnica
1.
TREVISAN, Mariana Bonat.. Moderação da Oficina Inserção Pedagógica das TIC: Comunicação e Interação Social. 2016. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

2.
TREVISAN, Mariana Bonat.. Banco de questões para a disciplina Identidade e Comunidade Africana, curso de Especialização em História e Cultura Afro-brasileira e Indígena da Uninter. 2016. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Banco de questões).

3.
TREVISAN, Mariana Bonat.. Banco de questões para a disciplina de História Medieval, para o curso de História, ofertado pelo Centro Universitário Internacional. 2016. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Banco de questões).

4.
TREVISAN, Mariana Bonat.. Videoaulas para a disciplina de História Medieval do curso de Licenciatura em História da UNINTER (EAD). 2016. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - material didático).

5.
TREVISAN, Mariana Bonat.. Oficina - A escrita da História na Idade Média: uma 'crônica' de outros tempos. In: IV Colóquio Internacional de Estudos Medievais. Imagem, Texto e Oralidade: diálogos possíveis. 2013. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

6.
TREVISAN, Mariana Bonat.. Uma ?família exemplar?: As representações das relações familiares no sistema de legitimação da Casa de Avis (Portugal ? Século XV). 2012. (Relatório de pesquisa).

7.
TREVISAN, Mariana Bonat.. Amantes e/ou espiãs? Um paralelo entre as aias Inês de Castro e Maria de Padilha através da visão dos cronistas Fernão Lopes e Pero Lopez de Ayala. 2009. (Relatório de pesquisa).

8.
TREVISAN, Mariana Bonat.. Oficina de Extensão Universitária. História: Ampliando Horizontes. A diversidade dos papéis e da condição feminina ao longo da História . Módulo: A Idade Média. 2008. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

9.
TREVISAN, Mariana Bonat.; MARTINS, A. P. V. ; BASTOS, A. F. ; DAGOSTIM, M. ; GOMES, S. A. R. ; GUERELLUS, N. S. ; HESSMANN., D. L. R. ; KOSLINSKI, A. P. Z. ; MOREIRA, L. H. B. ; POLHMANN, J. F. ; SANFELICE, P. de P. ; SANTOS, F. C. dos . Grupo PET História 2006-2008. O cinema na sala de aula: uma abordagem didática.. 2008. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Manual Didático).

10.
TREVISAN, Mariana Bonat.. Tácito e sua interpretação dos bretões: o caso da Revolta de Boudica. 2007. (Relatório de pesquisa).

11.
TREVISAN, Mariana Bonat.; HESSMANN., D. L. R. ; SANTOS, F. C. dos . Debatedora do filme "Cabra marcado para morrer". 2007. (I Semana Acadêmica de História da UFPR: A Ditadura Militar e a Abertura dos Arquivos.).

12.
TREVISAN, Mariana Bonat.. Tácito e a revolta de Boudica: uma visão dos bretões do ponto de vista de um historiador romano. 2006. (Relatório de pesquisa).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
TREVISAN, Mariana Bonat.; FRANZ, Marcelo; GUIMARÃES, Marcella Lopes. Participação em banca de Gabrieu de Queiros Souza. A construção narrativa da santidade da princesa Joana de Portugal (1452-1490). 2017. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal do Paraná.

Teses de doutorado
1.
TREVISAN, Mariana Bonat.; DORÈ, Andréa Carla; GUYOT-BACHY, Isabelle; GARCIA, Charles; GUIMARÃES, Marcella Lopes; BOISSELLIER, Sthepane. Participação em banca de Carmem Lucia Druciak. A escrita da História na França de 1380-1404: as representações discursivas sobre o cavaleiro Bertrand de Guesclin (1380). 2018. Tese (Doutorado em História) - Universidade Federal do Paraná.

2.
TREVISAN, Mariana Bonat.; GUIMARÃES, Marcella Lopes; FERNANDES, Fátima Regina; FRIGHETTO, Renan; MARCHI, Euclides. Participação em banca de André Luiz de Siqueira. OSTENDANT SE GAUDENTES ET HILARES: As relações entre alegria e riso na formação do imaginário franciscano medieval (séc. XIII). 2017. Tese (Doutorado em História) - Universidade Federal do Paraná.

Qualificações de Mestrado
1.
COSER, Miriam Cabral; TREVISAN, Mariana Bonat.; NASCIMENTO, Denize da Silva M. do. Participação em banca de Suzane Mayer Varela da Silva. A construção da imagem de Lisboa como metáfora do feminino e o feminino na cidade: uma análise da cronística lopesiana (Portugal - século XV). 2017.

2.
TREVISAN, Mariana Bonat.; FRANZ, Marcelo; GUIMARÃES, Marcella Lopes. Participação em banca de Gabrieu de Queiros Souza. De Princesa a Santa: A construção da natureza mística de Dona Joana de Portugal (1452-1490). 2016.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
TREVISAN, Mariana Bonat.; COELHO, Liliane Cristina; KATO, Allan. Participação em banca de Vandievelin Valente dos Santos.Magia negra em Curitiba na década de 1930 no discurso do Diário da Tarde. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Centro Universitário Campos de Andrade.

2.
TREVISAN, Mariana Bonat.; KATO, Allan; COELHO, Liliane Cristina. Participação em banca de Andressa de Lima.As simbologias tumulares do cemitério São Francisco de Paula, Curitiba-PR. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Centro Universitário Campos de Andrade.

3.
TREVISAN, Mariana Bonat.; COELHO, Liliane Cristina; KATO, Allan. Participação em banca de Rodrigo Rethka.Juventude Hitlerista: doutrinação, violência e poder na memória de Alons Heck. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Centro Universitário Campos de Andrade.

4.
DAVID JOÂO, Maria Thereza; HAAG, Fernanda Ribeiro; TREVISAN, Mariana Bonat.. Participação em banca de Vanessa Alves Kaluzny.Estado Islâmico. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Centro Universitário Internacional.

5.
GUIMARÃES, Marcella Lopes; TREVISAN, Mariana Bonat.; DONADA, Jaqueline. Participação em banca de Clara Luisa de Oliveira Almeida Prado Pohl.A Reverberação de Ricardo III na Literatura, no Cinema e no Drama Shakesperiano. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História - Memória e Imagem) - Universidade Federal do Paraná.

6.
MIRANDA, Anadir dos Reis; TREVISAN, Mariana Bonat.; COELHO, Liliane Cristina. Participação em banca de Isis Muller Krambeck.Freaks (1932): A inversão de valores e o humano na figura do monstro. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Centro Universitário Campos de Andrade.

7.
TREVISAN, Mariana Bonat.; FERNANDES, Fátima Regina; GUIMARÃES, Marcella Lopes. Participação em banca de Juliana Alves.Arte Mudéjar: permanências e rupturas no Real Alcazar de Sevilha. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História - Memória e Imagem) - Universidade Federal do Paraná.

8.
TREVISAN, Mariana Bonat.; SANTOS, M. E.; COELHO, Liliane Cristina. Participação em banca de Shara Lorena Gritten Mello.Amuletos, práticas mágicas e funerárias no Egito Antigo. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Centro Universitário Campos de Andrade.

9.
TREVISAN, Mariana Bonat.; HAAG, Fernanda Ribeiro; COELHO, Liliane Cristina. Participação em banca de Luana Pereira do Amaral.Memórias de Rafael Greca de Macedo e as práticas para fortalecer identidades e representações sociais e coletivas por meio da política cultural. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Centro Universitário Campos de Andrade.

10.
TREVISAN, Mariana Bonat.; SANTOS, M. E.; COELHO, Liliane Cristina. Participação em banca de Eder Bueno Lemes.Egiptomania: o antigo Egito nas propagandas da Palmolive no início do século XX. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Centro Universitário Campos de Andrade.

11.
TREVISAN, Mariana Bonat.; COELHO, Liliane Cristina; SANTOS, M. E.. Participação em banca de Lucas Cesar Gritten Mello.Os murais de Bonampak e o sacrifício humano entre os maias. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Centro Universitário Campos de Andrade.

12.
COELHO, Liliane Cristina; TREVISAN, Mariana Bonat.; SOKOLOWSKI, Mateus. Participação em banca de Morgana Fonseca da Conceição.A luta da mulher israelita para construir seu nome através da maternidade durante período de Juízes (1200 a.C. - 1000 a.C.). 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Centro Universitário Campos de Andrade.

13.
TREVISAN, Mariana Bonat.; COELHO, Liliane Cristina; SANTOS, M. E.. Participação em banca de Nara Cordeiro Lacerda.O museu vai às escolas levando Educação Patrimonial. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Centro Universitário Campos de Andrade.

14.
COELHO, Liliane Cristina; TREVISAN, Mariana Bonat.; SANTOS, M. E.. Participação em banca de Jeferson Fernando Nabosni.A estrutura social egípcia: uma análise da titulatura presente em estelas funerárias do Reino Médio (c. 2040-1640 a.C). 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Centro Universitário Campos de Andrade.

15.
TREVISAN, Mariana Bonat.; COELHO, Liliane Cristina; SANTOS, M. E.. Participação em banca de Guilherme HIancki Monteiro.Medinet Habu: A iconografia bélica como propaganda e defesa contra o caos: Egito, 1190 a.C.. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Centro Universitário Campos de Andrade.

16.
COELHO, Liliane Cristina; TREVISAN, Mariana Bonat.; SCARPIM, Fabio Augusto. Participação em banca de Fabio Antonio de Oliveira.Emancipação política paranaense. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Centro Universitário Campos de Andrade.

17.
TREVISAN, Mariana Bonat.; COELHO, Liliane Cristina; SCARPIM, Fabio Augusto. Participação em banca de Manoel Alves Santos.Lugares de Memória em alguns dos Espaços Físicos onde Ocorreu a Guerra do Contestado. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Centro Universitário Campos de Andrade.

18.
MIRANDA, Anadir dos Reis; TREVISAN, Mariana Bonat.; COELHO, L. F. A. G.. Participação em banca de Gabriel de Melo Guilen.Reflexões sobre gênero na produção iconográfica renascentista. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Centro Universitário Campos de Andrade.




Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
Colóquio D. Filipa e o seu tempo: arte, ciência e cultura. 2015. (Outra).

2.
Kings & Queens IV: Dynastic Changes and Legitimacy. Kings and Fathers: The Monarchical Protection Function and Fathering Function in Avis' Dynastic Discourses (Portugal - 15th Century).. 2015. (Congresso).

3.
O Infante D. Pedro e o Ducado de Coimbra: 600 anos de História e Identidade,. 2015. (Simpósio).

4.
IV Colóquio Internacional de Estudos Medievais.A escrita da história na Idade Média: uma" crônica" de outros tempos. 2013. (Outra).

5.
Seminário Internacional Fazendo Gênero 10.Ser rei, ser pai: a exemplaridade de D. João I na criação dos infantes da Ínclita Geração (Portugal século XV). 2013. (Seminário).

6.
X Encontro Internacional dos Estudos Medievais ( X EIEM).Narrar uma História de Família no século XV: a memória da primeira geração de Avis por d. Duarte e os cronistas avisinos. 2013. (Encontro).

7.
II Encontro Discente de História Antiga e Medieval da UFF.Gênero, poder e morte no espaço da corte régia portuguesa: dois exemplos no período fernandino (séculos XIV e XV). 2012. (Encontro).

8.
III Colóquio Internacional de Estudos Medievais - Imagem, Ritual e Morte nas Narrativas Medievais & II Encontro de Pós-Graduandos da UFF - Projeto CAPES/Cofecub.Coordenação da mesa de comunicações: Poderes e Representações nos tempos de Avis. 2012. (Outra).

9.
III Colóquio Internacional de Estudos Medievais - Imagem, Ritual e Morte nas Narrativas Medievais & II Encontro de Pós-Graduandos da UFF - Projeto CAPES/Cofecub.A dimensão familiar da vida dos reis e a representação exemplar da primeira geração de Avis (Portugal - séc. XV). 2012. (Outra).

10.
Colóquio de Pesquisadores e Pós-Graduandos em História Medieval: Perspectivas de Investigação e Colaboração Científica.Representações de gênero e a afirmação política de Avis: os casais da realeza portuguesa nas crônicas de Fernão Lopes (séculos XIV e XV). 2011. (Outra).

11.
XXVI Simpósio Nacional de História: Anpuh 50 anos.A construção de identidades de gênero para a realeza portuguesa e a afirmação de Avis a partir das crônicas de Fernão Lopes (Portugal - sécs. XIV e XV). 2011. (Simpósio).

12.
I Jornada do NIEP-PréK. 2010. (Outra).

13.
Seminário Internacional Fazendo Gênero 9: Diásporas, Diversidades, Deslocamentos. 2010. (Seminário).

14.
V Encontro Luso-Brasileiro de História Medieval: a Idade Média portuguesa e o Brasil - reminiscências, transformações, ressignificações..As crônicas de Fernão Lopes e as representações do feminino no baixo medievo ibérico. 2010. (Encontro).

15.
III Diálogos do PET- A Produção Científica dos PETs Ciências Sociais, Direito, Filosofia e História da UFPR.As representações das aias Inês de Castro e Maria de Padilha nas crônicas de Fernão Lopes e Pero Lopez de Ayala - Peninsula Ibérica (séculos XIV e XV). Mesa redonda: Sujeitos e Subjetividades. 2009. (Encontro).

16.
16o Evento de Iniciação Científica (16o EVINCI) da Universidade Federal do Paraná. Amantes e/ou espiãs- um paralelo entre as aias Inês de Castro e Maria de Padilha através das crônicas de Fernão Lopes e Pero Lopez de Ayala. 2008. (Congresso).

17.
Evento de Extensão em Pesquisa Histórica: Fontes Históricas - Métodos e Tipologias. 2008. (Outra).

18.
Evento de Extensão Universitária:.A diversidade dos papéis e da condição feminina ao longo da História: módulo - A Idade Média. 2008. (Oficina).

19.
Evento de Extensão Universitária Café com HIstória. 2008. (Outra).

20.
UFPR: Cursos e Profissões - Uma feira de idéias para o seu futuro.O curso de história e a atuação profissional na área. 2008. (Outra).

21.
15o Evento de Iniciação Científica (15o EVINCI) da Universidade Federal do Paraná. Tácito e a Revolta de Boudica: uma visão dos bretões do ponto de vista de um historiador romano. 2007. (Congresso).

22.
A História no Cinema. 2007. (Seminário).

23.
Cinema e Literatura. 2007. (Seminário).

24.
Hannah Arendt na História: da amizade, da felicidade e do amor. 2007. (Simpósio).

25.
I Colóquio Internacional Figurações do Outro na História. 2007. (Congresso).

26.
I Diálogos do PET: A produção científica do PET's História e Ciências Sociais.Tácito e a Revolta de Boudica: uma visão dos bretões do ponto de vista de um historiador romano. 2007. (Encontro).

27.
II Jornada Paranaense dos Grupos PET - Conhecimento em Debate. "Educação tutorial para formação científica e humanitária". 2007. (Encontro).

28.
I Semana Acadêmica de HIstória UFPR- A Ditadura Militar e a Abertura dos Arquivos.Mostra de filmes sobre a Ditadura Militar: Debate sobre o filme "Cabra marcado para morrer". 2007. (Outra).

29.
I Seminário Brasil-Argentina-Chile de História Antiga e Medieval "Instituições, Poderes e Jurisdições". 2007. (Seminário).

30.
I Simpósio Antigos e Modernos - UFPR:.As leituras de Tácito a partir da história e da literatura. Mesa-redonda: Literatura, história e arqueologia: abordagens interdisciplinares.. 2007. (Simpósio).

31.
I Simpósio Antigos e Modernos - UFPR: "Encruzilhadas entre história e literatura". 2007. (Simpósio).

32.
I Simpósio Antigos e Modernos- UFPR: "Encruzilhadas entre história e literatura". Mini- curso: "Cultura Material e escrita: desafios da epigrafia e da arqueologia". 2007. (Simpósio).

33.
14o Evento de Iniciação Científica (14o EVINCI) da Universidade Federal do Paraná. A História no Cinema: A Problematização do Passado pelo Cinema. 2006. (Congresso).

34.
Facetas do Império na História. 2006. (Simpósio).

35.
UFPR: Cursos e Profissões - Uma feira de idéias para o seu futuro.O curso de História e a atuação profissional na área. 2006. (Outra).

36.
Atuação Profissional do Historiador. 2005. (Seminário).

37.
VI Jornada Setecentista. 2005. (Congresso).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
TREVISAN, Mariana Bonat.; SCARPIM, F. ; MIRANDA, Anadir dos Reis ; COELHO, Liliane Cristina ; KATO, Allan ; GONCALVES, E. . V Semana Acadêmica de História da UNIANDRADE: "Gênero, violência e história das mulheres". 2016. (Outro).

2.
TREVISAN, Mariana Bonat.; COELHO, Liliane Cristina ; SANTOS, M. E. ; MIRANDA, Anadir dos Reis ; COELHO, L. F. A. G. ; GONÇALVES, Ely . III Semana Acadêmica de História da Uniandrade: "Fontes, Metodologias e reflexões sobre a História". 2013. (Outro).

3.
TREVISAN, Mariana Bonat.; COELHO, Liliane Cristina ; COELHO, Luiz Filipe A. G. ; MIRANDA, Anadir dos Reis ; SCARPIM, Fabio Augusto ; SANTOS, M. E. ; GONÇALVES, Ely . I Semana de Iniciação CIentífica do Curso de História da Uniandrade. 2013. (Outro).

4.
FRÓES, Vânia Leite ; MELO, Ieda Avênia ; LIMA, Douglas Mota X. de ; TREVISAN, Mariana Bonat. ; JESUZ, Viviane Azevedo de. ; AMARAL, Clínio de Oliveira . Colóquio de Pesquisadores e Pós-Graduandos em História Medieval - Perspectivas de Investigação e Colaboração Científica. 2011. (Outro).

5.
TREVISAN, Mariana Bonat.. UFPR Cursos e Profissões - Uma feira de idéias para seu futuro (O curso de História e a atuação profissional na área). 2008. (Exposição).

6.
TREVISAN, Mariana Bonat.. UFPR Cursos e Profissões - Uma feira de idéias para seu futuro (O curso de História e a atuação profissional na área). 2007. (Exposição).

7.
TREVISAN, Mariana Bonat.. UFPR Cursos e Profissões - Uma feira de idéias para seu futuro (O curso de História e a atuação profissional na área). 2006. (Exposição).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Ghyslaine Pires de Moraes. O rei e a moral conjugal: As Ordenações Afonsinas e a normatização da vida conjugal dos súditos (Portugal ? século XV). Início: 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Centro Universitário Campos de Andrade. (Orientador).

2.
Márcio Roberto Cordeiro dos Santos. Construções de memória a respeito do Duque de Caxias no Brasil durante o século XX: uma análise historiográfica e documental. Início: 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Centro Universitário Campos de Andrade. (Orientador).

3.
Luiz Gustavo Genu. Visões sobre a Idade Média no Ensino Básico: uma experiência no município de São José dos Pinhais ? PR. Início: 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Centro Universitário Campos de Andrade. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Mateus Eduardo Araújo da Silva. Um olhar cristão sobre o Extremo Oriente: Pe. João Giram e o Japão entre os séculos XVI e XVII. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em História) - Centro Universitário Campos de Andrade. Orientador: Mariana Bonat Trevisan.

2.
Lucas Henrique Santos Barros. RPG e o Ensino de História Medieval: Repensando os Vikings. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em História) - Centro Universitário Campos de Andrade. Orientador: Mariana Bonat Trevisan.

3.
Flaviane Silva. O reinado de D. Manuel I (1495-1521) e os fatores envolvidos na expulsão dos judeus de Portugal. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em História) - Centro Universitário Campos de Andrade. Orientador: Mariana Bonat Trevisan.

4.
Amanda Schitz. O rei e a criação de suas filhas: as prescrições do 'Espelho de Principes' de Egídio Romano segundo a glosa de Juan de Castrojeríz (Séc. XIV). 2016. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em História) - Centro Universitário Campos de Andrade. Orientador: Mariana Bonat Trevisan.

5.
Thiago Martins. A representação do mouro no contexto da expansão portuguesa: comparações entre a Crónica da Tomada de Ceuta e o Tratado do Infante Santo. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em História) - Centro Universitário Campos de Andrade. Orientador: Mariana Bonat Trevisan.

6.
Eliane Batista. As representações do Diabo e do Mal nas Cantigas de Santa Maria do rei Afonso X, o Sábio (1252-1254). 2016. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em História) - Centro Universitário Campos de Andrade. Orientador: Mariana Bonat Trevisan.

7.
João Carlos Niehues Neto. O cavaleiro ideal ou impressões da cavalaria: Os ideais cavaleirescos na Baixa Idade Média nos poemas ingleses Sir Gawain e o Cavaleiro Verde e O Conto do Cavaleiro. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em História) - Centro Universitário Campos de Andrade. Orientador: Mariana Bonat Trevisan.

8.
Diego Roggenbach. A atualização do imaginário português em torno da busca do Preste João no reinado de D. João II (1481-1495). 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em História) - Centro Universitário Campos de Andrade. Orientador: Mariana Bonat Trevisan.



Educação e Popularização de C & T



Artigos
Artigos completos publicados em periódicos
1.
TREVISAN, Mariana Bonat.2015TREVISAN, Mariana Bonat.; SENKO, Elaine Cristina . Perspectivas acerca da escrita da História no medievo por Ibn Khaldun (1332-1406) e Fernão Lopes (1378-1459): Oriente e Ocidente. Roda da Fortuna. Revista Eletrônica sobre Antiguidade e Medievo, v. 4, p. 340-360, 2015.


Livros e capítulos
1.
TREVISAN, Mariana Bonat.. A legitimação da eleição de D. João I no Portugal do século XV: As virtudes do Mestre de Avis e os atributos do ofício régio. In: Renan M. Birro; Carlos Eduardo da Costa Campos. (Org.). Relações de Poder: Antiguidade e Medievo / Relations of Power: from Antiquity to the Middle Ages. Alumni - História e Literatura Antiga e Medieval.. 1ed.Vitória: Agbook/ DLL UFES, 2013, v. 1, p. 565-608.



Outras informações relevantes


No exame de qualificação de mestrado (em 31 de agosto de 2011) a banca examinadora - composta pelas professoras doutoras Andréia Lopes Frazão da Silva (UFRJ), Miriam Cabral Coser (UNIRIO) e Vânia Leite Fróes (UFF) - indicou o trabalho apresentado para a progressão (passagem direta do mestrado ao doutorado). Na defesa da dissertação de mestrado, em março de 2012, a banca indicou o trabalho apresentado para publicação. Na defesa da tese de doutorado, em abril de 2016, a banca indicou o trabalho apresentado para publicação.



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 12/12/2018 às 6:27:47