Anelise Rodrigues Machado de Araujo

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/0757373791994171
  • Última atualização do currículo em 04/03/2018


Doutoranda em História pela Universidade Federal Fluminense (UFF). Possui Mestrado em História pela Universidade do Estado de Santa Catarina, UDESC (2013). Graduada em História, com habilitação em Bacharelado e Licenciatura, pela UDESC (2010). Temas principais: História e imprensa; História do Tempo Presente; História e Culturas Políticas; História das Relações Interamericanas; História Social da Família, da Infância e das Relações de Gênero. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Anelise Rodrigues Machado de Araujo
Nome em citações bibliográficas
ARAUJO, A. R. M.

Endereço


Endereço Profissional
Universidade do Estado de Santa Catarina, Centro de Ciências da Educação.
Av Madre Benvenuta, 2007
Santa Monica
88035-001 - Florianopolis, SC - Brasil


Formação acadêmica/titulação


2014
Doutorado em andamento em História.
Universidade Federal Fluminense, UFF, Brasil.
Título: Notícias das relações Brasil-Estados Unidos: as políticas de controle da natalidade nas revistas TIME e VEJA (1960-1979),
Orientador: Cecília da Silva Azevedo.
Palavras-chave: História e Imprensa; História das Relações Interamericanas; História da Família e das Relações de Gênero.
Grande área: Ciências Humanas
2011 - 2013
Mestrado em História.
Universidade do Estado de Santa Catarina, UDESC, Brasil.
Título: A revista Veja nos tempos da redemocratização: um olhar sobre a infância (1979-1990),Ano de Obtenção: 2013.
Orientador: Silvia Maria Fávero Arend.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: História e Imprensa; História da Infância; História e Direitos.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Comunicação.
2006 - 2010
Graduação em História.
Universidade do Estado de Santa Catarina, UDESC, Brasil.
Título: Vítimas do descaso, objetos da ilegalidade: o tráfico de crianças para adoção através das páginas do jornal Diário Catarinense (1985-1990).
Orientador: Silvia Maria Fávero Arend.




Formação Complementar


2009 - 2012
Inglês.
Olé Idiomas, OLÉ, Brasil.
2007 - 2012
Francês.
Aliança Francesa, ALF, Brasil.


Atuação Profissional



Colégio Visão, CV, Brasil.
Vínculo institucional

2014 - 2015
Vínculo: Professora, Enquadramento Funcional: Professora, Carga horária: 8


Universidade Federal Fluminense, UFF, Brasil.
Vínculo institucional

2014 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional:


Universidade do Estado de Santa Catarina, UDESC, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - Atual
Vínculo: Pesquisadora, Enquadramento Funcional: Pesquisadora Associada
Outras informações
Pesquisadora associada ao Laboratório de Relações de Gênero e Família - LABGEF/UDESC

Vínculo institucional

2011 - 2013
Vínculo: Bolsa CAPES, Enquadramento Funcional: Bolsista, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2011 - 2011
Vínculo: Bolsista PROMOP, Enquadramento Funcional: Bolsista, Carga horária: 20

Vínculo institucional

2009 - 2009
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Monitoria, Carga horária: 12
Outras informações
Monitoria da disciplina de História do Brasil III (60 h/a - 4a fase) Ementa: O imaginário republicano. Oligarquias e regionalismos. A economia: relações entre o mercado externo e as estruturas internas. Modernidade conservadora. Movimentos e negociações sociais: grupos populares e classe operária. Modernismos e vanguardas. Revoluções de 1930.

Vínculo institucional

2007 - 2009
Vínculo: Bolsista PIVIC, Enquadramento Funcional: Bolsista, Carga horária: 12
Outras informações
Projeto de Pesquisa: Relações de Trabalho Infanto-juvenis: experiências masculinas e femininas no mundo urbano (1980-2005)



Projetos de pesquisa


2014 - Atual
Notícias das relações Brasil-Estados Unidos: as políticas de controle da natalidade nas revistas TIME e VEJA (1960-1979)
Descrição: Este trabalho pretende analisar as reportagens veiculadas pela revista norte-americana TIME (1960-1979) e pela revista brasileira VEJA (1968-1979) quando os debates acerca do "problema populacional" estamparam capas e ganharam espaço na pauta midiática em ambos países. A explosão demográfica dos anos 1950 é frequentemente mencionada pelas fontes documentais na condição de principal responsável pelo cenário "caótico" de crescimento populacional. Contudo, as demandas de controle desse crescimento foram remetidas, por governantes e especialistas na questão, aos países considerados de Terceiro Mundo, revelando-se então os conteúdos geopolítico, social e econômico dos debates. Foram analisadas as edições semanais das revistas publicadas nas décadas de 1960 e 1970, compreendendo-as como produtos de sujeitos da época e produtoras de práticas discursivas e representações sociais a partir das diferentes apropriações que suscitam..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Doutorado: (1) .
Integrantes: Anelise Rodrigues Machado de Araujo - Coordenador / Cecilia da Silva Azevedo - Integrante.
2012 - 2014
Um país impresso: entre culturas políticas e sociabilidades revistas semanais, projetos sociais e memória histórica no Brasil (1964-1990)
Descrição: Este projeto de pesquisa problematiza a construção de representações sociais relativas às adesões de amplas camadas da população brasileira a formas de poder político, práticas coletivas e individuais, imaginários e simbolismos. Parte-se do pressuposto de que tais representações sociais, que conformaram imagens e discursos, são imprescindíveis para a compreensão histórica do papel dos meios de comunicação na produção de efeitos de verdade e difusão de relações de força através de imagens e discursos. O objetivo é o de problematizar representações e memórias em disputa sobre a sociedade brasileira, desde o período que marca o início do regime ditatorial no país, em 1964, até a redemocratização, ao final da década de 1980. Entende-se que esta longa trajetória marcou experiências individuais e coletivas através de permanências, rupturas e tensões em relação aos marcos históricos reconhecidos no Brasil e que atuaram até a primeira metade do século XX..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2011 - 2013
Desvendando um olhar sobre a infância: a revista Veja nos tempos da redemocratização (1979-1990)
Descrição: O público alvo das revistas e jornais periódicos, geralmente homens adultos das classes urbanas mais abastadas, determinou por décadas boa parte da pauta midiática, voltando-a para o perfil do leitor. As revistas direcionadas para o público feminino, grande novidade da segunda metade do século XX, sinalizaram um princípio de mudanças desse contexto. Contudo, a dedicação da imprensa periódica a questões relacionadas à infância é ainda mais recente. Historicizar a difusão dessa presença é fundamental para analisar os discursos que incidiam sobre ela e que, sobretudo, caracterizaram os modos como a sociedade lidou com o denominado ?problema dos menores? (que, mais tarde, passou a ser chamado de ?questões das crianças e dos adolescentes?). Por isso, este trabalho pretende incitar o debate sobre uma faceta desse processo de introdução e veiculação do ideário de infância, a partir do qual a sociedade brasileira reconheceu crianças e adolescentes como sujeitos de Direito e as tomou como alvos centrais de diversas políticas de assistência, ao mesmo passo em que passou a midiatizar as questões da infância. O projeto visa analisar os discursos presentes na revista Veja acerca da legislação e das políticas sociais para a infância brasileira no período compreendido entre 1979 e 1990. O periódico escolhido foi a revista Veja por ter sido criada no final dos anos 1960 e, rapidamente, ter se tornado a revista mais lida do país..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2007 - 2009
Relações de Trabalho Infanto-juvenis: experiências masculinas e femininas no mundo urbanho (1980-2005)
Descrição: Na sociedade brasileira, durante o século XX, determinadas atividades ou profissões infanto juvenis passaram ser consideradas legítimas, enquanto outras se tornaram ilegítimas. O atual cenário vigente no país é produto de embates entre os interesses das famílias pobres, dos representantes do Estado brasileiro, dos patrões e dos próprios infantes. Dentre as profissões consideradas legítimas destacam-se a de jogador de futebol, a de modelo, a de ?boy? e a de empregada doméstica. Entre as atividades percebidas como ilegítimas encontram-se a prostituição feminina e o comércio de entorpecentes realizado pelos menores do sexo masculino. Nessa pesquisa pretende-se analisar as experiências vivenciadas por crianças e jovens ao trabalharem nas profissões legítimas e nas atividades ilegítimas no período compreendido entre 1980 e 2005. Para a obtenção dos dados utilizar-se-á como fonte documental a história oral e, em termos metodológicos, entrevistas que contemplem trajetórias de vida. Essa investigação contribuirá para a ampliação do saber histórico acerca das relações de trabalho infanto-juvenil no Brasil, bem como na produção de conhecimentos no âmbito do teórico que possam auxiliar a formulação de políticas sociais..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (5) .
Integrantes: Anelise Rodrigues Machado de Araujo - Integrante / Eduardo Maricato Riciardi - Integrante / Larissa Alves Ripardo - Integrante / Camila Serafim Daminelli - Integrante / Giovana Moraes Suzin - Integrante / Silvia Maria Favero Arend - Coordenador.


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História.
2.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História do Brasil.
3.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História da Família e da Infância.


Idiomas


Espanhol
Compreende RazoavelmenteLê Razoavelmente.
Francês
Compreende RazoavelmenteLê Razoavelmente.
Português
Compreende BemLê Bem.
Inglês
Compreende RazoavelmenteLê Razoavelmente.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
ARAUJO, A. R. M.2014ARAUJO, A. R. M.. As crianças estão nos noticiários: a imprensa escrita periódica na construção da História da Infância (Jornal Diário Catarinense, 1986-1990). Fronteiras (Florianópolis), v. 22, p. 74-90, 2014.

2.
ARAUJO, A. R. M.2014ARAUJO, A. R. M.. 'O direito de evitar': planejamento familiar nas páginas da Revista Veja (década de 1980). Percursos (Florianópolis. Online), v. 15, p. 376-389, 2014.

3.
ARAUJO, A. R. M.2013ARAUJO, A. R. M.; FAVERO, T. R. . Contrapesos do presente, entretempos da redemocratização: desafios de uma História do Tempo Presente através da imprensa escrita (1984). Cadernos de História (UFOP. Mariana), v. 7, p. 36-50, 2013.

4.
ARAUJO, A. R. M.2012ARAUJO, A. R. M.; DAMINELLI, C. S. . O mercado do sexo urbano na contemporaneidade: uma contribuição da historiografia catarinense. Revista Brasileira de História & Ciências Sociais, v. 4, p. 183-189, 2012.

5.
ARAUJO, A. R. M.2012ARAUJO, A. R. M.; MACHIESKI, E. S. . 'Historias de Abandono'. Tempos Históricos (EDUNIOESTE), v. 16, p. 175-177, 2012.

6.
ARAUJO, A. R. M.2012ARAUJO, A. R. M.. 'Tirando as crianças da escola': o discurso da mídia impressa acerca do labor infantojuvenil. Historia & Perspectivas (UFU), v. 25, p. 257-280, 2012.

Capítulos de livros publicados
1.
ARAUJO, A. R. M.; AREND, S. M. F. . Já nas bancas: Meninos e meninas nas páginas de uma revista semanal (Brasil, década de 1990).. In: MOREIRA, Rosemeri; KLANOVICZ, Luciana R. F.; WENDEL, Hertez. (Org.). O Gênero e os Meios: imprensa, televisão e cinema. 1ed.Londrina: Syntagma, 2014, v. , p. 67-77.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
ARAUJO, A. R. M.; RIPARDO, L. A. ; RICIARDI, E. M. . A trajetória brasileira dos direitos das crianças e dos adolescentes no século XX. Revista História Catarina, p. 19 - 22.

2.
ARAUJO, A. R. M.. O tráfico de bebês para adoção internacional. Revista História Catarina, p. 57 - 61.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
ARAUJO, A. R. M.. Revista VEJA e ditadura militar: convergentes ou divergentes?. In: XIV Encontro Estadual de História: tempo, memórias e expectativas, 2012, Florianópolis - SC. nais do XIV Encontro Estadual de História: tempo, memórias e expectativas, 2012.

2.
ARAUJO, A. R. M.. Maternidades, no plural: uma análise acerca do mito do amor materno. In: III Semana Acadêmica de História, 2012, Florianópolis - SC. Anais da III Semana Acadêmica de História, 2012. v. 1. p. 1-11.

3.
ARAUJO, A. R. M.. Um olhar sobre as crianças: a construção da infância a partir da revista Veja (1968-1988). In: XXVI Simpósio Nacional de História, 2011, São Paulo. Anais on-line, 2011.

4.
ARAUJO, A. R. M.. O tráfico de crianças no sul do Brasil: discursos que culpam as mães. In: Seminário Internacional Corpo, Gênero e Sexualidade, 2011, Rio Grande. Ebook, 2011.

5.
ARAUJO, A. R. M.. ?A consagrada família?: a revista 'Veja' e a construção de lugares tradicionais de gênero, família e infância. In: Seminário Internacional História do Tempo Presente, 2011, Florianópolis. Anais do Seminário Internacional História do Tempo Presente, 2011. p. 2042-2057.

6.
ARAUJO, A. R. M.. Tornar ilegal e coibir com rigor: a legislação brasileira no combate à venda de crianças para adoção. In: V Congresso Internacional de História, 2011, Maringá. Anais do V Congresso Internacional de História, 2011.

7.
ARAUJO, A. R. M.. O tráfico de crianças e a construção discursiva da infância: nas redes da ilegalidade (Diário Catarinense, 1985-1990). In: I Encuentro de las Ciencias Humanas y Tecnológicas, 2011, Pelotas. I Encuentro de las Ciencias Humanas y Tecnológicas, 2011.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
ARAUJO, A. R. M.. Políticas de Planejamento Familiar: reflexões iniciais sobre uma História das Relações entre Brasil e Estados Unidos. In: XI Encontro da ANPHLAC, 2014, Niterói. Caderno de Resumos, 2014.

2.
ARAUJO, A. R. M.. Da intimidade dos lares à política internacional: práticas contraceptivas e planejamento familiar em pauta nas revistas O Cruzeiro e Time (1950-1970). In: II Seminário Internacional História do Tempo Presente, 2014, Florianópolis. Caderno de resumos, 2014.

3.
ARAUJO, A. R. M.. Debates sobre as representações sociais de gênero: reflexões a partir de uma experiência no espaço escolar. In: II Simpósio Nacional Gênero e Interdisciplinaridades, 2011, Catalão, GO. Caderno de resumos, 2011. p. 44.

4.
ARAUJO, A. R. M.. Histórias de meninas e meninos no mundo do trabalho: os desafios metodológicos da história oral (1980-2010). In: VI Encontro Regional Sul de História Oral, 2011, Pelotas. Caderno de Resumos, 2011.

5.
ARAUJO, A. R. M.. O discurso jornalístico sobre o comércio ilegal de crianças e as relações de gênero (1985-1990). In: Fazendo Gênero 9, 2010, Florianópolis. Livro de Programação e Resumos, 2010.

6.
ARAUJO, A. R. M.. Vítimas impressas: o discurso jornalístico sobre o universo infanto-juvenil (Florianópolis, década de 1980). In: XXV Simpósio Nacional de História, 2009, Fortaleza. Caderno de trabalhos e resumos, 2009.

7.
AREND, S. M. F. ; ARAUJO, A. R. M. . O "sexo dos anjos": a criança idealizada no discurso da impresa brasileira (Florianópolis 1940-1950).. In: XII Encontro Estadual de História: História, Ensino e Pesquisa, 2008, Criciúma. Caderno de resumos do XII Encontro Estadual de História, 2008. v. 1. p. 124-125.

8.
ARAUJO, A. R. M.. Crianças, violência e relações de gênero: a infância nas páginas policiais do jornal Diário Catarinense (SC, 1980). In: Fazendo Gênero 8, 2008, Florianópolis. Caderno de resumos, 2008. v. 1. p. 94-94.

9.
ARAUJO, A. R. M.. Da vigilância à proteção: representações sociais acerca da infância e juventude no Brasil na década de 1980. In: IV Simpósio Nacional de História Cultural, 2008, Goiânia. Caderno de resumos, 2008.

10.
ARAUJO, A. R. M.; DAMINELLI, C. S. ; RICIARDI, E. M. ; RIPARDO, L. A. ; SUZIN, G. M. . Relações de trabalho infanto-juvenis: experiências masculinas e femininas no mundo urbano (1980-2005). In: IX Encontro Nacional de História Oral, 2008, São Leopoldo - RS. Caderno de anais e resumos, 2008.

11.
ARAUJO, A. R. M.; AREND, S. M. F. ; DAMINELLI, C. S. ; RIPARDO, L. A. ; SUZIN, G. M. . Relações de trabalho infanto-juvenis e a história oral: desafios metodológicos. In: IV Encontro Regional Sul de História Oral ? ABHO, 2007, Florianópolis. Caderno de Programação e Resumos, 2007. v. 1. p. 149-150.

Apresentações de Trabalho
1.
ARAUJO, A. R. M.. ?População, o problema do nosso tempo?: controle da natalidade, culturas políticas e relações de gênero (Estados Unidos/Brasil, décadas de 1960 e 1970). 2015. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

2.
ARAUJO, A. R. M.. Políticas de Planejamento Familiar: reflexões iniciais sobre uma História das relações entre Brasil e Estados Unidos. 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

3.
ARAUJO, A. R. M.. Da intimidade dos lares à política internacional: práticas contraceptivas e planejamento familiar em pauta nas revistas O Cruzeiro e Time (1950-1970). 2014. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

4.
ARAUJO, A. R. M.. Infância, problema social: debates nas páginas da revista Veja (1979-1990). 2013. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

5.
ARAUJO, A. R. M.. Revista VEJA e ditadura militar: convergentes ou divergentes?. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

6.
ARAUJO, A. R. M.. Maternidades, no plural: uma análise acerca do mito do amor materno. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

7.
ARAUJO, A. R. M.. O tráfico de crianças e a construção discursiva da infância: nas redes da ilegalidade (Diário Catarinense, 1985-1990). 2011. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

8.
ARAUJO, A. R. M.. Histórias de meninas e meninos no mundo do trabalho: os desafios metodológicos da história oral (1980-2010). 2011. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

9.
ARAUJO, A. R. M.. Um olhar sobre as crianças: a construção da infância a partir da revista Veja (1968-1988). 2011. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

10.
ARAUJO, A. R. M.. O tráfico de crianças no sul do Brasil: discursos que culpam as mães. 2011. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

11.
ARAUJO, A. R. M.. ?A consagrada família?: a revista 'Veja' e a construção de lugares tradicionais de gênero, família e infância. 2011. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

12.
ARAUJO, A. R. M.. Quando VEJA chega às bancas: revista como fonte e objeto de pesquisa histórica. 2011. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

13.
ARAUJO, A. R. M.; RICIARDI, E. M. ; UEMURA, K. K. . Construção do conhecimento histórico: experiências com fontes documentais em sala de aula.. 2009. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

14.
ARAUJO, A. R. M.. Relações de trabalho infanto-juvenis: experiências masculinas e femininas no mundo urbano (1980-2005).. 2009. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

15.
ARAUJO, A. R. M.. Vítimas impressas: o discurso jornalistico sobre o universo infanto-juvenil (Florianópolis, década de 1980).. 2009. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

16.
ARAUJO, A. R. M.; RICIARDI, E. M. ; RIPARDO, L. A. . Um acervo para o IPESC: criação de um lugar de memória para a Previdência em Santa Catarina. 2008. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

17.
ARAUJO, A. R. M.. A representação social da infância no jornal Diário Catarinense (1986-1987). 2008. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

18.
ARAUJO, A. R. M.. Crianças, violência e relações de gênero: a infância nas páginas policiais do jornal Diário Catarinense (SC, 1980).. 2008. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

19.
ARAUJO, A. R. M.. Da vigilância à proteção: representações sociais acerca da infância e juventude no Brasil na década de 1980.. 2008. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

20.
ARAUJO, A. R. M.; DAMINELLI, C. S. ; RIPARDO, L. A. ; SUZIN, G. M. . Relaçoes de trabalho infanto-juvenis no Brasil - experiencias masculinas e femininas no mundo urbano (1980-2005).. 2008. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

21.
AREND, S. M. F. ; ARAUJO, A. R. M. . O ?sexo dos anjos?: a criança idealizada no discurso da imprensa brasileira (Florianópolis, 1940-1950). 2008. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

22.
ARAUJO, A. R. M.; AREND, S. M. F. ; DAMINELLI, C. S. ; RIPARDO, L. A. ; SUZIN, G. M. . Relações de trabalho infanto-juvenis e a história oral - desafios metodológicos. 2007. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

Outras produções bibliográficas
1.
ARAUJO, A. R. M.. A revista Veja nos tempos da redemocratização: um olhar sobre a infância (1979-1990) 2013 (Dissertação).

2.
ARAUJO, A. R. M.. Vítimas do descaso, objetos da ilegalidade: o tráfico de crianças para adoção através das páginas do jornal Diário Catarinense (1985-1990) 2010 (Trabalho de Conclusão de Curso).

3.
ARAUJO, A. R. M.; RICIARDI, E. M. ; RIPARDO, L. A. . Desafios da memória : criação de um acervo histórico para a previdência em Santa Catarina 2008 (Relatório de Estágio).


Demais tipos de produção técnica
1.
ARAUJO, A. R. M.; RICIARDI, E. M. ; RIPARDO, L. A. . Um lugar de memória para a Previdência em Santa Catarina.. 2008. (Home Page).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
ARAUJO, A. R. M.; AREND, S. M. F.; HAGEMEYER, R. R.. Participação em banca de Jessica Cristina Back.Veja só esses jovens: juventude brasileira em pauta na revista Veja (1968-1979). 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Universidade do Estado de Santa Catarina.




Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
Seminário Internacional Fazendo Gênero 10.Infância, problema social: debates nas páginas da revista Veja (1979-1990). 2013. (Seminário).

2.
Seminário Vamos acabar com o Trabalho Infantil. 2013. (Seminário).

3.
III Semana Acadêmica de História.Maternidades, no plural: uma análise acerca do mito do amor materno. 2012. (Outra).

4.
XIV Encontro Estadual de História: tempo, memórias e expectativas.Revista VEJA e ditadura militar: convergentes ou divergentes?. 2012. (Encontro).

5.
Feminismo e Maternidade. 2011. (Outra).

6.
I Encuentro de las Ciencias Humanas y Tecnologicas para la integración en el Conosur.O tráfico de crianças e a construção discursiva da infância: nas redes da ilegalidade (Diário Catarinense, 1985-1990). 2011. (Encontro).

7.
II Semana Acadêmica de História.Quando VEJA chega às bancas: revista como fonte e objeto de pesquisa histórica. 2011. (Encontro).

8.
I Seminário Internacional Corpo, Gênero e Sexualidade.O tráfico de crianças no sul do Brasil: discursos que culpam as mães. 2011. (Seminário).

9.
I Seminário Internacional História do Tempo Presente.?A consagrada família?: a revista 'Veja' e a construção de lugares tradicionais de gênero, família e infância. 2011. (Seminário).

10.
VI Encontro Regional Sul de História Oral: Narrativas, Fronteiras e Identidades.Histórias de meninas e meninos no mundo do trabalho: os desafios metodológicos da história oral (1980-2010). 2011. (Encontro).

11.
XXVI Simpósio Nacional de História.Um olhar sobre as crianças: a construção da infância a partir da revista Veja (1968-1988). 2011. (Simpósio).

12.
19º Seminário de Iniciação Científica.Relações de trabalho infanto-juvenis: experiências masculinas e femininas no mundo urbano (1980-2005). 2009. (Seminário).

13.
Seminário Final de Estágios 2009/2.Construção do conhecimento histórico: experiências com fontes documentais em sala de aula. 2009. (Seminário).

14.
XXV Simpósio Nacional de História.Vítimas impressas: o discurso jornalistico sobre o universo infanto-juvenil (Florianópolis, década de 1980). 2009. (Simpósio).

15.
Crianças ou pequenos adultos: experiencias infanto-juvenis no Brasil no Tempo Presente. 2008. (Outra).

16.
Encontro de Extensao da FAED. 2008. (Encontro).

17.
Fazendo Gênero 8: Corpo, violência e poder.Crianças, violência e relações de gênero: a infância nas páginas policiais do jornal Diário Catarinense (SC, 1980). 2008. (Seminário).

18.
IV Simpósio Nacional de História Cultural.Da vigilância à proteção: representações sociais acerca da infância e juventude no Brasil na década de 1980.. 2008. (Simpósio).

19.
IX Encontro Nacional de Historia Oral - Testemunhos e conhecimentos.Relaçoes de trabalho infanto-juvenis no Brasil - experiencias masculinas e femininas no mundo urbano (1980-2005). 2008. (Encontro).

20.
Seminário Final de Estágios.Um acervo para o IPESC: criação de um lugar de memória para a Previdência em Santa Catarina. 2008. (Seminário).

21.
XII Encontro Estadual de História.O ?sexo dos anjos?: a criança idealizada no discurso da imprensa brasileira (Florianópolis, 1940-1950). 2008. (Encontro).

22.
XVIII Seminário de Inciação Científica.A representação social da infância no jornal Diário Catarinense (1986-1987). 2008. (Seminário).

23.
A Realidade Cubana. 2007. (Outra).

24.
Cinema e Mitologia - Cinco Vezes Orfeu. 2007. (Oficina).

25.
Edição de Vídeo: Utilizando o software Windows Movie Maker.Desembarque na Normandia - 1944. 2007. (Oficina).

26.
I Encontro Linguagens e Representação - Florianópolis, imagens da cidade em movimento. 2007. (Encontro).

27.
IV Encontro Regional Sul de Historia Oral - Culturas, identidades e memorias.Relaçoes de trabalho infanto-juvenis e a historia oral - desafios metodologicos. 2007. (Encontro).

28.
III Simpósio Nacional de História Cultural. 2006. (Simpósio).

29.
Pela Paz! Nunca mais Hiroshima, nunca mais Nagasaki. 2006. (Seminário).

30.
XXVI Encontro Nacional dos Estudantes de História. 2006. (Encontro).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
AREND, S. M. F. ; ARAUJO, A. R. M. ; DAMINELLI, C. S. ; RICIARDI, E. M. ; RIPARDO, L. A. ; SUZIN, G. M. . Crianças ou pequenos adultos: experiencias infanto-juvenis no Brasil no Tempo Presente. 2008. (Outro).



Outras informações relevantes


Representante dos Discentes de Graduação do Centro de Ciências Humanas e da Educação no Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão da UDESC, com mandato de 06 de outubro de 2008 a 05 de outubro de 2009.
Representante dos Discentes de Graduação da Universidade do Estado de Santa Catarina no Comitê de Ética em Pesquisa envolvendo Seres Humanos, no ano de 2008.
Representante dos Discentes de Graduação em História no Departamento de História no ano de 2009.



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 18/11/2018 às 8:52:34