Guilherme Ignácio Franco de Andrade

Bolsista de Doutorado do CNPq

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/0498453507059827
  • Última atualização do currículo em 26/11/2018


Possui graduação em História (Licenciatura) pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná, mestrado pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná. Atualmente é Doutorando em História pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul - PUC/RS. Membro do grupo de Pesquisa História e Poder (Unioeste). Membro de corpo editorial da Revista Oficina do Historiador e membro do corpo editorial da Revista Hominum. Tem experiência na área de História, com ênfase em História Contemporânea e História do Tempo Presente. Atuando principalmente nos seguintes temas: Nazismo, Fascismo, Movimentos e Partidos de Extrema Direita: Front National e Marine Le Pen. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Guilherme Ignácio Franco de Andrade
Nome em citações bibliográficas
FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.;ANDRADE, Guilherme Ignácio Franco de.;ANDRADE, GIF


Formação acadêmica/titulação


2015
Doutorado em andamento em História.
Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, PUCRS, Brasil.
Título: Marine Le Pen, uma nova líder no front: disputas ideológicas e conflitos geracionais no Front National (2002-2014),
Orientador: Helder Volmar Gordim da Silveira.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Palavras-chave: Direita Radical; Front National; História do tempo Presente; Marine Le Pen.
Grande área: Ciências Humanas
2013 - 2015
Mestrado em História, Poder e Práticas Sociais.
Universidade Estadual do Oeste do Paraná, UNIOESTE, Brasil.
Título: Uma nova Frente Nacional? O projeto político de Marine Le Pen,Ano de Obtenção: 2015.
Orientador: Gilberto Grassi Calil.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: Extrema Direita; Século XXI; Front National; Marine Le Pen.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História Imediata.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: Fascismo.
Setores de atividade: Pesquisa e desenvolvimento científico.
2006 - 2012
Graduação em História.
Universidade Estadual do Oeste do Paraná, UNIOESTE, Brasil.
Título: Os movimentos de Extrema Direita no Brasil: O grupo Valhalla 88.
Orientador: Maria José Castelano.




Formação Complementar


2013 - 2013
Organizações Chauvinistas na América Latina. (Carga horária: 8h).
Universidade Estadual de Londrina, UEL, Brasil.


Atuação Profissional



Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, PUCRS, Brasil.
Vínculo institucional

2015 - Atual
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Doutorando, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

01/2015 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Pós Graduação em História, .


Serviço Social do Comércio, SESC, Brasil.
Vínculo institucional

2008 - 2009
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Estágio, Carga horária: 30, Regime: Dedicação exclusiva.


Universidade Estadual do Oeste do Paraná, UNIOESTE, Brasil.
Vínculo institucional

2006 - 2012
Vínculo: Livre, Enquadramento Funcional: Graduando, Carga horária: 40

Atividades

2010 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , UFF, .

2007 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Unioeste, .


Secretaria de Educação do Estado do Paraná, SEED/PR, Brasil.
Vínculo institucional

2018 - Atual
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 10


Geniale Cursos Preparatórios, GENIALE, Brasil.
Vínculo institucional

2017 - 2017
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor



Linhas de pesquisa


1.
Linha de Pesquisa Estado e Poder

Objetivo: A Linha de Pesquisa Estado e Poder reúne pesquisadores que têm como objeto de investigação as práticas sociais relacionadas ao Estado e ao Poder. O Estado é entendido em um sentido amplo, abarcando aspectos diversos das relações estabelecidas entre os agentes sociais. O poder é exercido não apenas no interior da sociedade política, mas também no âmbito das mais variadas organizações e corporações da sociedade civil. O exercício do poder e a produção de hegemonia abrangem, portanto, esferas diversas, como a gestação e a afirmação, a crítica e a contraposição de projetos sociais, as elaborações intelectuais e as políticas partidárias, a organização dos diferentes grupos e classes sociais, a constituição de aparelhos privados de hegemonia, o gerenciamento e a disseminação de ideologias e projetos sociais. Nestes estudos, verifica-se a presença de abordagens sobre o Estado e o Poder, a construção de hegemonia e o exercício do domínio nas esferas e espaços da sociedade civil (corporações privadas) e da sociedade política (no Estado, no governo e nas instituições públicas), a atuação de intelectuais orgânicos e seus vínculos com determinados projetos de Nação e de Estado (sua ação em relação à regulação ou desregulamentação dos direitos sociais, à ampliação e garantia dos direitos políticos, à seguridade social, à política econômica, à inserção da economia nacional no mercado internacional, etc.)...
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: Partidos e Instituições Políticas..
Grande Área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: Atitude e Ideologias Políticas..
Palavras-chave: Hegemonia; Luta de Classes; Estado e Poder; Democracia; História.
2.
História das Direitas e do Autoritarismo

Objetivo: Estudo da Direita, suas representações e significados conceituais, das ideologias, das práticas e das relações que permeiam os movimentos com características autoritárias..
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História do Brasil / Especialidade: História do Brasil República.
Palavras-chave: História; Movimentos de Extrema Direita.
3.
Sociedade, Urbanização e Imigração


Projetos de pesquisa


2015 - Atual
Front National: o reorganizador da direita radical na Europa e principal liderança dos europartidos European Alliance for Freedom e Alliance of European National Movements
Descrição: O presente projeto tem como intenção investigar o partido francês de direita radical Front National (FN) e seu papel como reorganizador da direita radical na Europa e sua liderança nos Europartidos que compõem o Parlamento Europeu, a European Alliance for Freedom (EAF) e a Alliance of European National Movements (AEMN). Desde a ascensão política de Marine Le Pen no FN e enquanto eurodeputada, ela tem trabalhado para ?desdiabolizar? seu partido, procurando remodelar a imagem de sua organização política para conseguir ter maior respeitabilidade e avançar com seu projeto político na França. O projeto de Marine Le Pen busca focar seus esforços em três vertentes: o primeiro seria a formação de um grande bloco político, representado pelos partidos de direita radical, para combater a maciça imigração muçulmana para os países ocidentais europeus. O segundo ponto seria um bloco político para destruir a União Europeia e devolver as nações sua autonomia política e econômica. E em terceiro lugar uma aliança entre os partidos de direita radical para combater os partidos socialistas e os partidos de direita tradicionais, considerados os principais responsáveis pelos agravamentos sociais e da crise econômica da Europa..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Doutorado: (1) .

Integrantes: Guilherme Ignácio Franco de Andrade - Coordenador.
2013 - 2015
A Frente Nacional Francesa de Jean Marie Le Pen (2002) a Marine Le Pen (2012
Descrição: O projeto a seguir tem a intenção de analisar, investigar e problematizar o crescimento dos movimentos de extrema direita na Europa e a radicalização do pensamento político, em particular o partido francês Frente Nacional. O recorte da pesquisa é desde o processo que envolve o período da eleição de 2002, até os acontecimentos recentes, as eleições para presidência da França em 2012. Em sua ascensão a liderança do partido Marine Le Pen, em seu programa político, a nova líder do partido tem tentado se aproximar das massas e ter progresso eleitoral entre as classes trabalhadoras. A importância de se investigar o crescimento dos grupos autoritários, principalmente a Frente Nacional, é por se tratar de um fenômeno inerente à atual conjuntura da política francesa. Pode ser elucidado em seu rendimento nas últimas eleições na Europa, que têm revelado ao mundo motivos para se preocupar e abrir os olhos para um fenômeno político em crescimento. Tal fato representa o crescimento expressivo dos partidos de extrema direita no continente. Podemos observar que nas últimas eleições esses partidos têm recebido um número considerável de votos e consequentemente, conseguindo colocar seus representantes no parlamento, proporcionando assim seu crescimento no cenário político europeu..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.

Integrantes: Guilherme Ignácio Franco de Andrade - Integrante / Gilberto Grassi Calil - Coordenador.
2008 - 2009
O Novo Integralismo: As Disputas pelo Comando
Descrição: A pesquisa tem como objetivo, investigar as novas organizações integralistas no Brasil. Quais são esses novos grupos, suas diferenças, seus conflitos, as contradições e a concepção da sociedade atual. Dentre os novos grupos serão pesquisados os principais movimentos considerados neointegralistas, que atualmente procuram se reorganizando para constituição de um novo partido. Os novos grupos integralistas têm como base ideológica, raízes ligadas no integralismo clássico, porém com algumas diferenças do partido de Plínio Salgado, devido os diferentes processos históricos que o envolvem. As transformações que ocorreram no mundo e principalmente as mudanças sociais no Brasil, tais como o desenvolvimento das políticas neoliberais e a globalização. Tal transformação do cenário político obrigou os grupos a fazerem uma nova leitura da ideologia e procurar readaptar a mesma para os novos problemas por eles entendidos na conjuntura política atual. Essa transformação também é resultado de um rejuvenescimento nos integrantes do grupo, que procuram transformar seu discurso em algo mais plausível e aceitável pelos jovens. Com a necessidade de uma renovação, em 2004 os diferentes grupos integralistas espalhados pelo Brasil, organizaram um congresso nacional com a intenção de unificar todos os grupos que se diziam integralistas. Dos grupos presentes, três deles se destacavam; a Frente Integralista Brasileira, o Movimento Integralista Linearista do Brasil e a Ação Integralista Revolucionária. No final do Congresso, por diversos problemas teóricos e ideológicos, se iniciou uma grande disputa entre os principais grupos, que acabaram rompendo e desfazendo os acordos que o Congresso propunha. As diferenças ideológicas entre os grupos e a vontade de liderar o movimento, desarticularam as ambições de uma organização partidária. Novamente os grupos tentam uma nova reorganização e desse novo congresso o Partido Integralista pode voltar a cena política Brasileira..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.

Integrantes: Guilherme Ignácio Franco de Andrade - Integrante / Gilberto Grassi Calil - Coordenador.
2007 - 2008
A utilização da internet na difusão dos movimentos de extrema direita no Brasil
Descrição: O objetivo dessa pesquisa é mostrar a trajetória dos movimentos de extrema direita no Brasil, desde o surgimento do Integralismo na década de 30, mas dando ênfase ao processo histórico do surgimento do neonazismo, quais as formas de divulgação do neonazismo através da internet e do movimento revisionista e negacionistas no Brasil. O artigo pretende fazer um balanço geral da questão, não tendo a pretensão de se aprofundar sistematicamente em apenas um recorte historiográfico. Pois podemos perceber que no Brasil tanto o neonazismo como o próprio integralismo são movimentos heterogêneos, em que cada grupo, existe diferentes interpretações da realidade do país e diversas abordagens ideológicas. Os grupos de extrema direita apresentam diversas contradições quando investigamos sua estrutura, a base ideológica e principalmente seus integrantes. O crescimento da Extrema Direita no mundo tem chamado atenção da sociedade e, inclusive, da academia. No Brasil, percebemos que, em cada grupo, existem diferentes interpretações da realidade do país e diversas abordagens ideológicas. O estudo do grupo Valhalla 88 pretende investigar as questões raciais presentes na ideologia nacional socialista professada. O nazismo em sua estrutura tem como principal questão o arianismo (eugenia), a ?purificação da raça?, pois apenas o ?povo escolhido? teria ?direito? a governar o mundo por sua ?superioridade racial?, assim entendida por Adolf Hitler. O neonazismo no Brasil apresenta diversas contradições quando investigamos sua estrutura, a base ideológica e principalmente seus integrantes. A ideologia difundida pelo grupo Valhalla 88 procura tornar o Nacional Socialismo acessível a todas as pessoas, fazendo uma leitura que visa manipular e adaptar tais ideias, para que elas se apresentem como alternativa para a juventude brasileira sem perspectivas..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.

Integrantes: Guilherme Ignácio Franco de Andrade - Integrante / Gilberto Grassi Calil - Coordenador.


Membro de corpo editorial


2015 - Atual
Periódico: Oficina do Historiador
2013 - Atual
Periódico: Revista Homium


Revisor de periódico


2013 - Atual
Periódico: Revista Homium
2015 - Atual
Periódico: Oficina do Historiador


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: Fascismo.
2.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: Nacional-Socialismo.
3.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: Direita Radical.
4.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: Movimentos de Extrema Direita.


Idiomas


Português
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Francês
Compreende Bem, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Pouco.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.2018FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.; GONÇALVES, Leandro Pereira ; CALDEIRA NETO, O. . the extreme right during redemocratization: the paths of neonazism in Brazil and latin america.. BEREGINYA 777 SOVA, v. 1, p. 256-265, 2018.

2.
FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.2017FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.; BOTTON, R. R. . A extrema direita e o etnonacionalismo na Europa contemporanea -o caso da Aurora Dourada. CADERNOS DO TEMPO PRESENTE, v. 27, p. 1-11, 2017.

3.
FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.2017FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.; GONÇALVES, Leandro Pereira . Neonazismo e transição democrática: A experiencia Brasileira. Anuario IEHS, v. 32, p. 220-241, 2017.

4.
FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.;ANDRADE, Guilherme Ignácio Franco de.;ANDRADE, GIF2017FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.; HECK, Diana M. . El grupo Valhalla 88 - la construccuión de un movimiento nacional-socialismo en Brasil. PACARINA DEL SUR, v. 1, p. 01-20, 2017.

5.
FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.2016FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.. Valhalla 88: O nacional socialismo brasileiro e sua ideologia política. Contemporâneos. Revista de Artes e Humanidades, v. 1, p. 1-12, 2016.

6.
FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.2016FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.. A Organização Armada Secreta - a participação da extrema direita francesa na luta armada durante a Guerra da Argélia (1954 - 1962). Revista Contemporânea, v. 2, p. 1-28, 2016.

7.
FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.2016FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.. Colaboracionistas, Terroristas e Exilados Políticos - A Extrema Direita Francesa e a Fundação Do Front National (1945 ? 1972). Projeto História (Online), v. 52, p. 295-306, 2016.

8.
FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.2015 FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.. O desenvolvimento da extrema direita na França e a formação da Frente Nacional (National Front). Temporalidades, v. v. 6,, p. 50-67, 2015.

9.
FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.2015FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.. Le ?nouveau? Front National: Etude de la nouvelle ligne du parti à travers le discours de Marine Le Pen.. Vozes, Pretérito & Devir, v. IV, p. 158-163, 2015.

10.
FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.2015FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.; BOTTON, R. R. . A influência do pensamento autoritário da ação francesa no governo provisório de vichy. CADERNOS DO TEMPO PRESENTE, v. 20, p. 52-66, 2015.

11.
FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.2014FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.. A crise política do proletariado: O crescimento de popularidade da Frente Nacional Francesa entre os trabalhadores. Revista Eletronica Discente História.com, v. 1, p. 131-142, 2014.

12.
FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.2014FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.. A ideologia racial do grupo neonazista Valhalla 88 e a influência da teoria racial de Adolf Hitler. Revista Homium, v. 01, p. 169-179, 2014.

13.
FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.2014 FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.. O nacional-socialismo do grupo Valhalla 88: a construção de um movimento nazista no Brasil. Mediações - Revista de Ciências Sociais, v. 19, p. 18-40, 2014.

14.
FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.2014FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.. O Governo provisório de Vichy - A criação do estado fascista francês e a perseguição aos judeus. Revista Brasileira de História Militar, v. 1, p. 36-53, 2014.

15.
FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.2014FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.. Neonazismo, racismo e supremacia racial: a ideologia racial do Valhalla 88. Revista Escrita da História, v. 1, p. 63-79, 2014.

16.
FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.2013FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.. Le monde vu de la plus extrême droite : Du fascisme au nationalisme-révolutionnaire. CADERNOS DO TEMPO PRESENTE, v. 12, p. 1-3, 2013.

17.
FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.2013FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.. François Duprat, l'homme qui inventa le Front National. Aedos: Revista do Corpo Discente do Programa de Pós-Graduação em História da UFRGS (Online), v. 5, p. 290-294, 2013.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.; GONCALVES, R. J. M. (Org.) ; RIBEIRO, M. V. (Org.) . Tempos conservadores: estudos críticos sobre as direitas. Volume 2: Direitas no Cone Sul. 1. ed. Goias: Editora Gárgula, 2018. 260p .

2.
FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.. Uma nova Frente Nacional? O projeto político de Marine Le Pen. 1ª. ed. Porto Alegre: Edipuc, 2017. 228p .

Capítulos de livros publicados
1.
FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.; GONÇALVES, Leandro Pereira . Novos caminhos? O neofascismo brasileiro e a redemocratização (no prelo).. In: André Salata.. (Org.). Centro Brasileiro de Pesquisas em Democracia. 1ed.Porto Alegre: PUCRS, 2018, v. I, p. 1-15.

2.
FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.; FELINI, C. R. G. . O crescimento do neoconservadorismo e da extrema direita Nos Estados Unidos Da Ámerica no século XXI (2001 ? 2009). V Simpósio de Pesquisa Estado e Poder. 1ed.: , 2016, v. 1, p. 15-25.

3.
FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.. A voz do povo o espirito da França - Uma análise sobre a ascensão da nova líder do Front National Marine Le Pen (2007- 2012). In: Lucas Patschiki; Jefferson Barbosa; Marcos Smaniotto. (Org.). Tempos Conservadores: Estudos críticos sobre as Direitas. 1ed.Goiania: Gárgula, 2016, v. , p. 1-16.

4.
FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.. A nova extrema direita francesa - Uma análise comparativa entre Jean-Marie Le Pen e Marine Le Pen. EPHIS. 197ed.Porto Alegre: EPHIS, 2015, v. 1, p. 1356-1372.

5.
FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.. A formação da Frente Nacional Francesa: Aspectos históricos e políticos para consolidação de uma frente partidária unificada. IV Simpósio de Pesquisa Estado e Poder. 1ed.Marechal Cândido Rondon: Unioeste, 2014, v. 1, p. 184-192.

6.
FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.. Frente Integralista Brasileira - Manifesto Guanabara. II Simpósio de Pesquisa Estado e Poder. 1ªed.Marechal Cândido Rondon: Unioeste, 2009, v. 1, p. 133-143.

7.
FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.. Neonazismo e o Arianismo no Brasil. I Simpósio de Pesquisa Estado e Poder. 1ed.Marechal Cândido Rondon: Edunioeste, 2007, v. 1, p. 159-167.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.. O desafio teorico metodologico do uso do conceito de fascismo e de extrema direita. In: XI SEMANA ACADÊMICA DE HISTÓRIA, 2014, Marechal Cândido Rondon. XI SEMANA ACADÊMICA DE HISTÓRIA, 2014.

2.
FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.. A extrema direita na França na década de 50: o movimento poujadista e a guerra da Argélia.. In: XIV ENCONTRO REGIONAL DE HISTÓRIA:1964-2014: 50 anos do Golpe Militar no Brasil., 2014, Campo Mourão. XIV ENCONTRO REGIONAL DE HISTÓRIA, 2014.

3.
FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.. A Mentira do Século: A Editora Revisão e a abstração da memória na negação do holocausto. In: X Semana Acadêmica de História - História e as Crises do Capital, 2013, Marechal Cândido Rondon. X Semana Acadêmica de História - História e as Crises do Capital, 2013.

4.
FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.. A trajetória da extrema direita no Brasil: integralismo, neonazismo e revisionismo histórico (1930 - 2012). In: V SIMPÓSIO INTERNACIONAL LUTAS SOCIAIS NA AMÉRICA LATINA, 2013, Londrina. V SIMPÓSIO INTERNACIONAL LUTAS SOCIAIS NA AMÉRICA LATINA - "Revoluções nas Américas: passado, presente e futuro", 2013.

5.
FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.. A Disputa pelo direito a Cidadania: A Frente Nacional e a batalha contra o direito a nacionalidade francesa aos imigrantes. In: VI Congresso Internacional de História, 2013, Maringá. VI Congresso Internacional de História, 2013.

6.
FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.. Neo Integralismo - Disputas Hegemônicas. In: VI Semana Acadêmica de História, 2009, Marechal Cândido Rondon. VI Semana Acadêmica de História, 2009.

7.
FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.. A Utilização da Internet na difusão dos Movimentos de Extrema Direita no Brasil. In: IV Congresso Internacional de História, 2009, Maringá. Anais do ... Congresso Internacional de História (Online), 2009. p. 1229-1243.

8.
FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.. Neonazismo Virtual. In: XIII Encontro Paranaense de Estudantes de Geografia Fronteiras: Territórios em Conflitos, 2008, Marechal Cândido Rondon. XIII Encontro Paranaense de Estudantes de Geografia, 2008.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.. INTERNET MUNDO SEM FRONTEIRAS. In: XIII Encontro Paranaense de Estudantes de Geografia Fronteiras: Territórios em Conflitos, 2008, Marechal Cândido Rondon. XIII Encontro Paranaense de Estudantes de Geografia, 2008.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.. O nacionalismo e o papel do estado: usos e adaptações conceituais pelo partido de extrema direita Front National. In: VI Simpósio de Pesquisa Estado e Poder, 2017, Marechal Candido Rondon. VI Simpósio de Pesquisa Estado e Poder, 2017. v. 1.

2.
FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.. Extrema Direita: Uma revisão sobre conceitos dos partidos extremistas. In: IV Encontro de Pesquisas Históricas da PUCRS, 2017, Porto Alegre. IV Encontro de Pesquisas Históricas da PUCRS, 2017.

3.
FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.. O Projeto Econômico do Front National: Jean-Marie Le Pen e a Defesa do Ultraliberalismo (1980 ? 1995). In: Congresso Internacional Brasil/Portugal: Ditaduras, Transições e Democracias, 2015, Santa Maria - RS. Congresso Internacional Brasil/Portugal: Ditaduras, Transições e Democracias, 2015.

4.
FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.. A nova extrema direita francesa - Uma análise comparativa entre Jean-Marie Le Pen e Marine Le Pen. In: II Encontro de Pesquisas Históricas da PUCRS, 2015, Porto Alegre. II Encontro de Pesquisas Históricas da PUCRS, 2015. v. 1. p. 97-97.

5.
FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.. ?A voz do povo o espirito da França?: Uma análise sobre a ascensão da nova líder do Front National Marine Le Pen (2011- 2014). In: XXVIII Simpósio Nacional de História., 2015, Florianopolis. XXVIII Simpósio Nacional de História., 2015. v. 1. p. 579-580.

6.
FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.; FELINI, C. R. G. . O crescimento do neoconservadorismo e da extrema direita Nos Estados Unidos Da Ámerica no século XXI (2001 ? 2009). In: V Simpósio de Estado e Poder, 2015, Marechal Cândido Rondon. V Simpósio de Estado e Poder, 2015. v. 1. p. 1.

7.
FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.; OLIVEIRA, A. L. . A Action Française : seus ecos no Integralismo Lusitano e na Ação Integralista Brasileira. In: X Congresso Internacional de Estudos Ibero-Americanos, 2015, Porto Alegre. X Congresso Internacional de Estudos Ibero-Americanos, 2015.

8.
FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.. O desafio teorico metodologico do uso do conceito de fascismo e de extrema direita. In: XI SEMANA ACADÊMICA DE HISTÓRIA, 2014, Marechal Cândido Rondon. XI SEMANA ACADÊMICA DE HISTÓRIA, 2014.

9.
FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.. A extrema direita na França na década de 50: o movimento poujadista e a guerra da Argélia.. In: XIV ENCONTRO REGIONAL DE HISTÓRIA:1964-2014: 50 anos do Golpe Militar no Brasil., 2014, Campo Mourão. XIV ENCONTRO REGIONAL DE HISTÓRIA, 2014.

10.
FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.. A formação da Frente Nacional Francesa: Aspectos históricos e políticos para consolidação de uma frente partidária unificada.. In: IV Simpósio de Pesquisa Estado e Poder - Ditaduras e Democracias, 2013. IV Simpósio de Pesquisa Estado e Poder - Ditaduras e Democracias, 2013.

11.
FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.. A trajetória da extrema direita no Brasil: integralismo, neonazismo e revisionismo histórico (1930 - 2012). In: V SIMPÓSIO INTERNACIONAL LUTAS SOCIAIS NA AMÉRICA LATINA - 'Revoluções nas Américas: passado, presente e futuro', 2013. V SIMPÓSIO INTERNACIONAL LUTAS SOCIAIS NA AMÉRICA LATINA - "Revoluções nas Américas: passado, presente e futuro", 2013.

12.
FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.. A Disputa pelo direito a Cidadania: A Frente Nacional e a batalha contra o direito a nacionalidade francesa aos imigrantes. In: VI Congresso Internacional de História, 2013. VI Congresso Internacional de História, 2013.

13.
FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.. A ideologia racial do grupo neonazista Valhalla 88 e a influência da teoria racial de Adolf Hitler. In: XXVII Simpósio Nacional de História - ANPUH, 2013. XXVII Simpósio Nacional de História - ANPUH, 2013.

14.
FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.. A Mentira do Século: A Editora Revisão e a abstração da memória na negação do holocausto. In: X Semana Acadêmica de História - História e as Crises do Capital, 2013. X Semana Acadêmica de História - História e as Crises do Capital, 2013.

15.
FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.. A Utilização da Internet na difusão dos Movimentos de Extrema Direita no Brasil. In: IV Congresso Internacional de História, 2009. IV Congresso Internacional de História, 2009.

16.
FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.. Frente Integralista Brasileira - Manifesto Guanabara. In: II SIMPÓSIO DE PESQUISA ESTADO E PODER : A hegemonia em questão, 2009. II SIMPÓSIO DE PESQUISA ESTADO E PODER : A hegemonia em questão, 2009.

17.
FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.. Neo Integralismo - Disputas Hegemônicas.. In: VI Semana Acadêmica de História, 2009, Marechal Cândido Rondon. VI Semana Acadêmica de História, 2009.

18.
FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.. Neonazismo Virtual. In: XIII Encontro Paranaense de Estudantes de Geografia Fronteiras: Territórios em Conflitos, 2008, Marechal Cândido Rondon. XIII Encontro Paranaense de Estudantes de Geografia Fronteiras: Territórios em Conflitos, 2008.

19.
FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.. Neonazismo e o Arianismo no Brasil. In: I Simpósio de Pesquisa Estado e Poder, 2007, Marechal Cândido Rondon. Anais de Simpósio, 2007.

Apresentações de Trabalho
1.
FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.. Extrema Direita: Uma revisão s obre con ceitos dos partidos extremistas. 2017. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

2.
FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.. O nacionalismo e o papel do estado: usos e adaptações conceituais pelo partido de extrema direita Front National. 2017. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

3.
FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.. Sangue Françês: Análise sobre a extrema direita na França. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

4.
FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.. A Ação Integralista Brasileira em Porto Alegre. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

5.
FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.. O Projeto Econômico do Front National: Jean-Marie Le Pen e a Defesa do Ultraliberalismo (1980 ? 1995). 2015. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

6.
FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.. Integralismo e Extrema Direita. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

7.
FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.. A nova extrema direita francesa - Uma análise comparativa entre Jean-Marie Le Pen e Marine Le Pen. 2015. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

8.
FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.; OLIVEIRA, A. L. . O Partido de Representação Nacional. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

9.
FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.; FELINI, C. R. G. . O crescimento do neoconservadorismo e da extrema direita Nos Estados Unidos Da Ámerica no século XXI (2001 ? 2009). 2015. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

10.
FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.; OLIVEIRA, A. L. . A Action Française : seus ecos no Integralismo Lusitano e na Ação Integralista Brasileira. 2015. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

11.
FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.; GONÇALVES, Leandro Pereira . A direita radical no Brasil: O surgimento do neonazismo (1985 - 1995). 2015. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

12.
FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.. O Projeto Partidário de Marine Le Pen para construção de uma nova Frente Nacional (2011 - 2014). 2014. (Apresentação de Trabalho/Outra).

13.
FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.. O desafio teorico metodologico do uso do conceito de fascismo e de extrema direita. 2014. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

14.
FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.. A extrema direita na França na década de 50: o movimento poujadista e a guerra da Argélia.. 2014. (Apresentação de Trabalho/Outra).

15.
FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.. A Mentira do Século: A Editora Revisão e a abstração da memória na negação do holocausto. 2013. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

16.
FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.. A formação da Frente Nacional Francesa: Aspectos históricos e políticos para consolidação de uma frente partidária unificada.. 2013. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

17.
FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.. A trajetória da extrema direita no Brasil: integralismo, neonazismo e revisionismo histórico (1930 - 2012). 2013. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

18.
FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.. A Disputa pelo direito a Cidadania: A Frente Nacional e a batalha contra o direito a nacionalidade francesa aos imigrantes. 2013. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

19.
FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.. O Novo Integralismo. 2009. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

20.
FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.. Neo-Integralismo - Disputas Hegemônicas. 2009. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

21.
FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.. Frente Integralista Brasileira - Manifesto Guanabara. 2009. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

22.
FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.. A Utilização da Internet na difusão dos Movimentos de Extrema Direita no Brasil. 2009. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

23.
FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.. Internet Mundo Sem Fronteiras. 2008. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

24.
FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.. Movimentos de extrema direita: O Neonazismo no Brasil. 2008. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

25.
FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.. Neonazismo Virtual. 2008. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

26.
FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.. Neonazismo e o Arianismo no Brasil. 2007. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).


Produção técnica
Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.. Racistas e xenófobos? Hora de desfazer preconceitos e conhecer o eleitorado de Le Pen. 2017. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

2.
FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.; GONÇALVES, Leandro Pereira ; CALDEIRA NETO, Odilon ; SEIXAS, Xosé. M. N. . Nacionalismo, Racismo e Xenofobia. 2015. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).


Demais tipos de produção técnica
1.
FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.; KOREN, J. C. ; PATSCHIKI, L. . Estado, Fascismo e Extrema Direita. 2014. (Oficina).

2.
FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.; HECK, D. M. . Movimentos Autoritários, Terrorismo e Conservadorismo no século XXI. 2013. (Oficina).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.; GONÇALVES, Leandro Pereira; LIEBEL, V.. Participação em banca de Bianca de Quadros Onófrio.O movimento Tea Party: Surgimento, composição e Ideologia. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul.




Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
IV Encontro de Pesquisas Históricas da PUCRS.Extrema Direita: Uma revisão s obre con ceitos dos partidos extremistas. 2017. (Encontro).

2.
VI Simpósio de Pesquisa Estado e Poder.O nacionalismo e o papel do estado: usos e adaptações conceituais pelo partido de extrema direita Front National. 2017. (Simpósio).

3.
Congresso Internacional Brasil/Portugal: Ditaduras, Transições e Democracias. O Projeto Econômico do Front National: Jean-Mari Le Pen e a Defesa do Ultraliberalismo (1980 ? 1995). 2015. (Congresso).

4.
Galiza e a emigración: Unha identidade diaspórica?. 2015. (Outra).

5.
II Encontro de Pesquisas Históricas da PUCRS.A nova extrema direita francesa - Uma análise comparativa entre Jean-Marie Le Pen e Marine Le Pen (Em Prelo). 2015. (Encontro).

6.
I Seminário Temático do CBPD: 30 anos de Democracia no Brasil.A direita radical no Brasil: O surgimento do neonazismo (1985 - 1995). 2015. (Seminário).

7.
Porto Alegre: Múltiplas histórias e múltiplos olhares através de documentos, sons, imagens e da cultura material?.A Ação Integralista Brasileira em Porto Alegre. 2015. (Outra).

8.
V Simpósio de Estado e Poder.O crescimento do neoconservadorismo e da extrema direita Nos Estados Unidos Da Ámerica no século XXI (2001 ? 2009). 2015. (Simpósio).

9.
X Congresso Internacional de Estudos Ibero-Americanos. A Action Française : seus ecos no Integralismo Lusitano e na Ação Integralista Brasileira. 2015. (Congresso).

10.
Colóquio de Pós-Graduação de História, Poder e Práticas Sociais - PPGH - Unioeste.O Projeto Partidário de Marine Le Pen para construção de uma nova Frente Nacional (2011 - 20140. 2014. (Outra).

11.
XI SEMANA ACADÊMICA DE HISTÓRIA.O desafio teorico metodologico do uso do conceito de fascismo e de extrema direita. 2014. (Outra).

12.
XIV ENCONTRO REGIONAL DE HISTÓRIA:1964-2014: 50 anos do Golpe Militar no Brasil.A extrema direita na França na década de 50: o movimento poujadista e a guerra da Argélia.. 2014. (Encontro).

13.
IV Simpósio de Pesquisa Estado e Poder - Ditaduras e Democracias.A formação da Frente Nacional Francesa: Aspectos históricos e políticos para consolidação de uma frente partidária unificada.. 2013. (Simpósio).

14.
VI Congresso Internacional de História. A Disputa pelo direito a Cidadania: A Frente Nacional e a batalha contra o direito a nacionalidade francesa aos imigrantes. 2013. (Congresso).

15.
V SIMPÓSIO INTERNACIONAL LUTAS SOCIAIS NA AMÉRICA LATINA.A trajetória da extrema direita no Brasil: integralismo, neonazismo e revisionismo histórico (1930 - 2012). 2013. (Simpósio).

16.
X Semana Acadêmica de História - História e as Crises do Capital.A Mentira do Século: A Editora Revisão e a abstração da memória na negação do holocausto. 2013. (Outra).

17.
II SIMPÓSIO DE PESQUISA ESTADO E PODER : A hegemonia em questão.Frente Integralista Brasileira - Manifesto Guanabara. 2009. (Simpósio).

18.
IV Congresso Internacional de História. A Utilização da Internet na difusão dos Movimentos de Extrema Direita no Brasil. 2009. (Congresso).

19.
V Encontro Regional Sul de História Oral "Desigualdades e Diferenças". 2009. (Encontro).

20.
VI Semana Acadêmica de História.Neo-Integralismo - Disputas Hegemônicas. 2009. (Outra).

21.
XI Encontro Regional de Estudantes de História.O Novo Integralismo. 2009. (Encontro).

22.
IX Simpósio Em História e I SImpósio Nacional e História "Trabalho, Cultura e Poder". 2008. (Simpósio).

23.
XIII Encontro Paranaense de Estudantes de Geografia - Fronteiras: Territórios em Conflitos.Neonazismo Virtual e Internet Mundo sem Fronteiras.. 2008. (Encontro).

24.
XXVIII Encontro Nacional de Estudantes de História.Movimentos de Extrema Direita: O Neonazismo no Brasil. 2008. (Encontro).

25.
I Seminário de Pesquisa Práticas Culturais e Identidades. 2007. (Seminário).

26.
I Simpósio de Pesquisa de Estado e Poder.Neonazismo e o Arianismo no Brasil. 2007. (Simpósio).

27.
Oficina de História e Cinema, ministrada por Cristiano Viteck ( I Seminário de Pesquisas e Práticas Culturais e Identidade). 2007. (Oficina).

28.
Oficina de História e Radiodifusão, ministrada por Marcos Fernando de Souza ( I Seminário de Pesquisas e Práticas Culturais e Identidade). 2007. (Oficina).

29.
XXVII Encontro Nacional de Estudantes de História. 2007. (Congresso).

30.
I SIMPÓSIO NACIONAL EM CIÊNCIAS HUMANAS (Unioeste). 2006. (Simpósio).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.; Calil . VI Simpósio de Pesquisa Estado e Poder. 2017. (Congresso).

2.
FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.; GONÇALVES, Leandro Pereira ; MARTINS, L. C. P. . A crise do Império Romano no século III: Um balanço historiográfico.. 2015. (Outro).

3.
FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.; Calil . V Simpósio de Pesquisa Estado e Poder. 2015. (Congresso).

4.
FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.; GONÇALVES, Leandro Pereira ; LIEBEL, V. ; MARTINS, L. C. P. . X Congresso Internacional de Estudos Ibero-Americanos. 2015. (Congresso).

5.
FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.. XI SEMANA ACADÊMICA DE HISTÓRIA. 2014. (Outro).

6.
FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.; Calil . IV Simpósio de Pesquisa Estado e Poder: Ditaduras e Democracias. 2013. (Outro).

7.
FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.; Calil . II Simpósio de Pesquisa Estado e Poder. 2009. (Outro).

8.
FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.. IX Simpósio em Histórie e I Simpósio Nacional em História "Trabalho, Cultura e Poder. 2008. (Outro).

9.
FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.. V Semana Acadêmica de História "Mundo Contemporâneo: Desafios, Dilemas e Reflexos ". 2008. (Outro).

10.
FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.. I Seminário de Pesquisa Práticas Culturais e Identidades. 2007. (Outro).

11.
FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.; Calil . I Simpósio de Pesquisa Estado e Poder. 2007. (Outro).



Educação e Popularização de C & T



Apresentações de Trabalho
1.
FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.. A Ação Integralista Brasileira em Porto Alegre. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).


Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
FRANCO DE ANDRADE, Guilherme I.; GONÇALVES, Leandro Pereira ; CALDEIRA NETO, Odilon ; SEIXAS, Xosé. M. N. . Nacionalismo, Racismo e Xenofobia. 2015. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 18/02/2019 às 14:34:30