Marcello José Gomes Loureiro

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/3108999053034006
  • Última atualização do currículo em 28/10/2018


Doutor em História Social pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (PPGHIS-UFRJ) e doutor em Histoire et Civilisation pela École des Hautes Études en Sciences Sociales (EHESS - Paris), com estágio sanduíche de 10 meses na Universidade de Lisboa (2014). Pós-doutorando pelo Programa de Pós-graduação em História da Universidade Federal Fluminense. É mestre em História Social também pelo PPGHIS-UFRJ (2010). É bacharel e licenciado em História pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (2006) e bacharel em Administração pela Escola Naval (2004). Concluiu cursos de especialização (lato sensu) nas áreas de História do Brasil (UFF-2008); História Militar (UNIRIO-2011); História da Arte Francesa (Sorbonne-2013); História do Direito e Ciência Política (Universidade de Lisboa-2014); e Economia e Administração do Setor Público (Marinha - 2012, 2007 e 2004). É autor do livro "A Gestão no Labirinto. Circulação de informações no Império Ultramarino Português, formação de interesses e construção da política lusa para o Prata (1640-1705)", resultado de sua dissertação de mestrado, publicada pela Editora Apicuri, em 2012. Foi editor da Revista Navigator (Qualis B2) entre 2008 e 2012, permanecendo atualmente em seu conselho editorial. No doutorado, estudou as relações entre os Conselhos Superiores da monarquia portuguesa (Conselho de Estado, Conselho de Guerra, Conselho da Fazenda e Conselho Ultramarino), destacando o papel central desses tribunais na construção de dispositivos de negociação e de coesão entre as partes dessa monarquia. Em suma, a tese explicitou como esses Conselhos contribuíam para a tessitura de pactos entre o rei e as elites locais; o período escolhido foi a conjuntura crítica da Restauração (1640-1668). Tem interesse especial em História Moderna, História do Brasil, História da Arte, História Militar-Naval, com ênfase no século XVII, atuando principalmente nos seguintes temas: conselhos superiores da monarquia portuguesa e poder polissinodal; Guerra da Restauração portuguesa (1640-1668); política portuguesa para o Rio da Prata; cultura política da segunda escolástica; representações da guerra e da civilização. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Marcello José Gomes Loureiro
Nome em citações bibliográficas
LOUREIRO, M. J. G.;GOMES LOUREIRO, MARCELLO JOSÉ;LOUREIRO, MARCELLO JOSÉ GOMES

Endereço


Endereço Profissional
Escola Naval, Centro de Ciências Sociais/ Coordenação de Formação Humanística.
Avenida Almirante Sílvio de Noronha
Centro
20021010 - Rio de Janeiro, RJ - Brasil
Telefone: (21) 39741572
URL da Homepage: https://www.marinha.mil.br/en/


Formação acadêmica/titulação


2011 - 2014
Doutorado em Histoire et Civilisation.
Ecole des Hautes Études en Sciences Sociales, EHESS, França.
com período co-tutela em Universidade Federal do Rio de Janeiro (Orientador: João Luís Ribeiro Fragoso).
Título: Iustitiam Dare: A Gestão da Monarquia Pluricontinental. Conselhos Superiores, pactos, articulações e o governo da monarquia portuguesa (1640-1668). PERÍODO SANDUÍCHE na Universidade de Lisboa (Orientador: Nuno Gonçalo Monteiro), Ano de obtenção: 2014.
Orientador: Jean-Frédéric Schaub.
Coorientador: João Luís Ribeiro Fragoso.
Palavras-chave: Conselhos Superiores; Restauração; Contratualismo; Segunda Escolástica.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História do Império Português.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História do Brasil / Especialidade: História do Brasil Colônia.
Setores de atividade: Educação.
2010 - 2014
Doutorado em História Social.
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
com período co-tutela em Ecole des Hautes Études en Sciences Sociales (Orientador: Jean-Frédéric Schaub).
Título: Iustitiam Dare: A Gestão da Monarquia Pluricontinental. Conselhos Superiores, pactos, articulações e o governo da monarquia portuguesa (1640-1668), Ano de obtenção: 2014.
Orientador: João Luís Ribeiro Fragoso.
Coorientador: Jean-Frédéric Schaub.
Palavras-chave: Monarquia portuguesa; Conselhos Superiores; Restauração; Contratualismo; Segunda Escolástica.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História Moderna.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História do Brasil Colônia.
Setores de atividade: Educação.
2013
Mestrado em andamento em Filosofia.
Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, FLUL, Portugal.
Título: Em andamento,Orientador: Pedro Calafate.
Palavras-chave: Padre Antônio Vieira; Providencialismo; Livre arbítrio; Segunda Escolástica.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Filosofia / Subárea: Filosofia ibérica.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Filosofia / Subárea: História da Filosofia.
Setores de atividade: Educação.
2008 - 2010
Mestrado em História Social.
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
Título: A Gestão no Labirinto. Circulação de informações no Império Ultramarino Português, formação de interesses e a construção da política lusa para o Prata (1640-1705),Ano de Obtenção: 2010.
Orientador: João Luís Ribeiro Fragoso.
Palavras-chave: Rio da Prata; Império Português; Política Ultramarina; Antigo Regime; Estado Moderno; Gestão.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História Moderna e Contemporânea.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Estado e Governo / Especialidade: Estrutura e Transformação do Estado.
Setores de atividade: Educação Superior; Educação.
2013 - 2014
Especialização em Ética, História do Direito e Pensamento Político. (Carga Horária: 360h).
Universidade de Lisboa, UL, Portugal.
Título: "A Fonte da Sabedoria": pensamento escolástico e governo régio.
Orientador: José Duarte Nogueira.
2012 - 2013
Especialização em Civilisation Française (Histoire, Art et Langue). (Carga Horária: 420h).
Université Paris-Sorbonne, PARIS 4, França.
Título: La lumière dans la peinture du XVIIème siècle: le cas de Georges de La Tour.
Orientador: Philippe Pantet.
2009 - 2011
Especialização em História Militar Brasileira. (Carga Horária: 510h).
Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, UNIRIO, Brasil.
Título: A Gestão da Guerra no Portugal do Antigo Regime: Concepções, Organização e Prática (1640-1668).
Orientador: Marcos Guimarães Sanches.
2006 - 2008
Especialização em História do Brasil. (Carga Horária: 390h).
Universidade Federal Fluminense, UFF, Brasil.
Título: Portugal no Labirinto. A crise portuguesa da década de 1640 e a construção de caminhos para a gestão do Prata (1640-1680).
Orientador: Maria Fernanda Baptista Bicalho.
2000 - 2006
Graduação em História (Licenciatura).
Universidade do Estado do Rio de Janeiro, UERJ, Brasil.
2000 - 2006
Graduação em História (Bacharelado).
Universidade do Estado do Rio de Janeiro, UERJ, Brasil.
Título: A Gestão do Imprevisível: A Política Portuguesa para o Prata e as Malhas Mercantis do Atlântico Sul (Séculos XVI e XVII).
Orientador: Luiz Edmundo Tavares.
2000 - 2004
Graduação em Ciências Navais, com Habilitação em Administração.
Escola Naval, MM/EN, Brasil.


Pós-doutorado


2017
Pós-Doutorado.
Universidade Federal Fluminense, UFF, Brasil.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História das Monarquias Ibéricas.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História do Brasil-Colônia.


Formação Complementar


2015 - 2016
Extensão universitária em Louis XIV à Versailles. (Carga horária: 60h).
Centre de Recherche du Château de Versailles, CRCV, França.
2013 - 2013
Extensão universitária em Formation aux métiers de l'histoire à Versailles. (Carga horária: 25h).
Centre de Recherche du Château de Versailles, CRCV, França.
2013 - 2013
Le XVIIe siècle en Europe. (Carga horária: 8h).
Musée du Louvre, LOUVRE, França.
2013 - 2013
Construire une exposition au musée. (Carga horária: 15h).
Musée du Louvre, LOUVRE, França.
2013 - 2013
La Renaissance au Château de Fontainebleau. (Carga horária: 6h).
Château de Fontainebleau, FONTAINEBLEAU, França.
2013 - 2013
Le monde medieval. (Carga horária: 9h).
Musée de Cluny - Musée National du Moyen Âge, MUSÉE DE CLUNY, França.
2013 - 2013
Rois, Princes, Seigneurs: le pouvoir au Moyen Âge. (Carga horária: 8h).
Musée du Louvre, LOUVRE, França.
2013 - 2013
Le corps et le mouvement XVe-XXe. (Carga horária: 8h).
Musée du Louvre, LOUVRE, França.
2013 - 2013
Histoire du Louvre: du château au musée. (Carga horária: 8h).
Musée du Louvre, LOUVRE, França.
2013 - 2013
Une ville, un siècle en Italie (XVIe - XVIIIe). (Carga horária: 5h).
Musée du Louvre, LOUVRE, França.
2013 - 2013
Velázquez y la cultura cortesana (1650-1660). (Carga horária: 20h).
Museo Nacional del Prado, PRADO, Espanha.
2013 - 2013
Les Peintres "Phares" du XVIIe siècle. (Carga horária: 5h).
Musée du Louvre, LOUVRE, França.
2013 - 2013
La peinture venitienne du XVe au XVIIIe siècle. (Carga horária: 5h).
Musée du Louvre, LOUVRE, França.
2013 - 2013
Le Portrait du Roi. (Carga horária: 5h).
Musée du Louvre, LOUVRE, França.
2013 - 2013
La cour à Versailles: gouvernement et politique. (Carga horária: 14h).
Château de Versailles, VERSAILLES, França.
2012 - 2012
Affirmation du pouvoir absolu par Louis XIV. (Carga horária: 4h).
Château de Versailles, VERSAILLES, França.
2012 - 2012
Curso de Especialização em Ciências Navais. (Carga horária: 500h).
Escola de Guerra Naval, EGN, Brasil.
2011 - 2011
"História e Literatura na Idade Média". (Carga horária: 8h).
Universidade Federal Fluminense, UFF, Brasil.
2011 - 2011
"A Cidade Medieval: problemas e questões". (Carga horária: 8h).
Universidade Federal Fluminense, UFF, Brasil.
2011 - 2011
"A música nas cortes medievais portuguesas". (Carga horária: 4h).
Universidade Federal Fluminense, UFF, Brasil.
2010 - 2010
"Bizâncio: Cultura e Poder". (Carga horária: 18h).
Núcleo de Estudos da Antigüidade (UERJ), NEIA, Brasil.
2010 - 2010
"História do Pensamento Econômico Brasileiro". (Carga horária: 10h).
Associação Nacional de História (ANPUH) - Seção RJ, ANPUH, Brasil.
2009 - 2009
"As Narrativas Imaginárias na Idade Média". (Carga horária: 10h).
Universidade Federal Fluminense, UFF, Brasil.
2009 - 2009
"Sexualidade no Mundo Antigo". (Carga horária: 18h).
Núcleo de Estudos da Antigüidade (UERJ), NEIA, Brasil.
2009 - 2009
"Cronótopos: alguns casos reais e extremos". (Carga horária: 6h).
Universidade Federal de Ouro Preto, UFOP, Brasil.
2009 - 2009
Arquitetura e Iconografia Sagrada no Egito Antigo. (Carga horária: 18h).
Núcleo de Estudos da Antigüidade (UERJ), NEIA-UERJ, Brasil.
2007 - 2009
Extensão universitária em Geografia. (Carga horária: 120h).
Fundação CECIERJ, CECIERJ, Brasil.
2008 - 2008
As Elites nas Ilhas Atlânticas (séculos XV-XVIII). (Carga horária: 9h).
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
2008 - 2008
"Os Poderes Locais na Monarquia Portuguesa". (Carga horária: 9h).
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
2007 - 2007
"Mito e Razão: perspectivas de análise". (Carga horária: 6h).
Centro de Estudos Interdisciplinares da Antigüidade, CEIA/UFF, Brasil.
2007 - 2007
"Direito e Religião no Egito Romano". (Carga horária: 6h).
Centro de Estudos Interdisciplinares da Antigüidade, CEIA/UFF, Brasil.
2007 - 2007
"Mitos Celto-Germânicos: do Chaos ao Apocalipse". (Carga horária: 18h).
Núcleo de Estudos da Antigüidade (UERJ), NEIA, Brasil.
2007 - 2007
Curso de Especialização em Logística, Economia e Finanças Públicas. (Carga horária: 1680h).
Marinha do Brasil (Centro de Instrução Almirante Wandenkolk), MB, Brasil.
2006 - 2006
"Relações Internacionais no Pós-Guerra Fria". (Carga horária: 8h).
Associação Nacional de História - Seção RJ (RJ), ANPUH, Brasil.
2006 - 2006
"Cultura e Imaginário na Idade Média Francesa". (Carga horária: 12h).
Universidade Federal Fluminense, UFF, Brasil.
2002 - 2005
Curso Avançado de Inglês. (Carga horária: 360h).
Cultural Norte Americano, CNA, Brasil.
2004 - 2004
Curso de Especialização em Administração Pública. (Carga horária: 560h).
Marinha do Brasil (Centro de Instrução Almirante Wandenkolk), MB, Brasil.


Atuação Profissional



Universidade Federal Fluminense, UFF, Brasil.
Vínculo institucional

2017 - Atual
Vínculo: Pós-doutorando, Enquadramento Funcional: Pós-doutorado, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Pós-doutorado sob a supervisão de Maria Fernanda Bicalho: 1) Professor, em co-participação, com Maria Fernanda Bicalho, da disciplina (Stricto Sensu) "Governar as Monarquias Ibéricas: reis, conselhos, secretários, juristas e vassalos nos labirintos da política, no Curso Seminário de "Poder e Sociedade Moderna I" - 1° semestre de 2017. Resumo: As monarquias ibéricas dos séculos XVI ao XVIII guardavam, como características comuns, processos de deliberação afiançados por consultas a tribunais especializados. Tecnologias de governação, conservadas como primaciais para o exercício da política por longo tempo, as consultas congregavam diversos interesses, de distintas escalas, desde as demandas locais, até as lógicas cortesãs. Nessa lógica, os conselhos figuravam como espaços privilegiados de negociação e pactuação, cristalizando-se como instrumentos nevrálgicos para a construção da política e do governo. Não eram os únicos, contudo, já que é preciso ponderar a interferência do rei, de secretários, de juntas, de juristas e até dos simples vassalos. O curso pretende apresentar a complexidade das estruturas polissinodais das monarquias ibéricas e examinar os processos de deliberação política dessas monarquias. 2) Professor, em co-participação, com Maria Fernanda Bicalho, da disciplina (graduação) "Formas de Composição: as Monarquias Ibéricas e seus Impérios Ultramarinos" Resumo: O curso visa a discutir as teses e alguns conceitos de historiadores contemporâneos sobre as formas de constituição, organização e legitimação das monarquias europeias entre os séculos XV e XVIII. Propõe-se a analisar o estatuto político dos territórios, as relações entre centros e localidades, a ideia de negociação na formação das monarquias compósitas e dos impérios ultramarinos, discutir as redes de poder; a experiência de administrar à distância etc. 3) Projeto de pesquisa: Consentida ou pactuada. A monarquia portuguesa, o ideário neoescolástico e a legitimação de seus domínios (1640-1689

Atividades

08/2018 - Atual
Ensino, Abi - História, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
História e Imagem: representações imagéticas dos Tempos Modernos (sécs. XVI-XIX)
03/2018 - 07/2018
Ensino, Abi - História, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
História do Poder e da Política no Mundo Ibérico
08/2017 - 12/2017
Ensino, Abi - História, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
História da Relação entre Estado e Sociedade nos Tempos Modernos
03/2017 - 07/2017
Ensino, História, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Governar as Monarquias Ibéricas: reis, governos, secretários, juristas e vassalos nos labirintos da política

Escola Naval, EN, Brasil.
Vínculo institucional

2018 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 20

Vínculo institucional

2007 - 2012
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 5

Atividades

08/2018 - Atual
Ensino, Ciências Navais, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
História do Pensamento Humano (História da Filosofia)
História Naval
02/2018 - 06/2018
Ensino, Ciências Navais, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
História Naval
03/2007 - 09/2012
Ensino, Ciências Navais, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
História Naval

Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, UNIRIO, Brasil.
Vínculo institucional

2016 - Atual
Vínculo: Professor Colaborador, Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 4
Outras informações
Professor das disciplinas do Curso de Especialização em História Militar: Teoria e metodologia da História; História Moderna; e História do "Brasil-colônia".

Atividades

03/2018 - Atual
Ensino, Curso de Especialização em História Militar Brasileira, Nível: Especialização

Disciplinas ministradas
História Militar na Época Moderna
História Militar no Brasil-Colônia
08/2017 - 12/2017
Ensino, Curso de Especialização em História Militar Brasileira, Nível: Especialização

Disciplinas ministradas
Teoria e Metodologia da História Militar
08/2016 - 12/2016
Ensino, Curso de Especialização em História Militar Brasileira, Nível: Especialização

Disciplinas ministradas
História Militar na Época Moderna
História Militar no Brasil-Colônia
03/2016 - 06/2016
Ensino, Curso de Especialização em História Militar Brasileira, Nível: Especialização

Disciplinas ministradas
Teoria e Metodologia da História Militar
Introdução à História e aos Estudos Militares

Diretoria de Patrimônio Histórico e Documentação da Marinha, DPHDM, Brasil.
Vínculo institucional

2008 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Servidor Público, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Foi o editor da Revista Navigator: subsídios para a História Marítima do Brasil, entre dezembro de 2008 e junho de 2012, um periódico semestral da Diretoria do Patrimônio Histórico e Documentação da Marinha, com tiragem de 1.500 exemplares, que publica trabalhos inéditos voltados para temas diversos, como história naval, instituições militares, história do comércio marítimo, representações do mar, etc. Está avaliada no Qualis da Capes. Destacam-se os dossiês organizados "Império, Guerra e Poder Naval no Antigo Regime", "Tomada de Caiena", "Poder Naval, Guerra e Comércio nos Oitocentos", "Iconografia e cartografia no medievo e na modernidade", "Engenharia militar, guerra e representações cartográficas nas Américas dos séculos XVI a XVIII" e "Território, defesa e atuação militar na América portuguesa", que evidenciam como historiadores renomados tem escolhido a Navigator para divulgar suas pesquisas. Mais informações em www.revistanavigator.com.br. Além disso, foi um dos professores do Projeto "Uma Aula no Museu", entre 2010 e 2012, que tem por propósito maior estimular o interesse de estudantes em relação ao Museu Naval, a partir de uma aula que apresenta a história do Brasil, com ênfase na importância do mar para a formação do país. A metodologia das aulas está pautada em uma narrativa tecida a partir do uso de imagens, documentos, ambientações e acervo museológico da coleção da Marinha do Brasil. Para as escolas e alunos, a possibilidade de participar de uma aula dentro do Museu é dinamizar a produção e o consumo dos saberes acadêmicos, por meio de uma aula viva, dinâmica e interativa, pautada sobretudo na análise iconográfica e nas diversas sensibilidades provocadas pelas formas discursivas e estéticas do Museu Naval. Em síntese, pode-se dizer que a cena semiológica é perfeita. Desnecessário registrar ainda que, em uma sociedade extremamente imagética, como a atual, a pertinência de tais aulas se torna mais contundente.

Atividades

12/2008 - Atual
Direção e administração, Departamento de História, .

Cargo ou função
Membro do Conselho Editorial da Revista Navigator: subsídios para a história marítima do Brasil.
12/2008 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Departamento de História, .

Linhas de pesquisa
História Naval Brasileira
12/2008 - 06/2012
Direção e administração, Departamento de História, .

Cargo ou função
Editor da Revista Navigator: Subsídios para a História Marítima do Brasil.

Ecole des Hautes Études en Sciences Sociales, EHESS, França.
Vínculo institucional

2012 - 2014
Vínculo: Aluno de Doutorado, Enquadramento Funcional: Doutorando, Carga horária: 12


Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
Vínculo institucional

2010 - 2014
Vínculo: Doutorando, Enquadramento Funcional: Aluno de Doutorado

Vínculo institucional

2008 - 2010
Vínculo: Mestrando, Enquadramento Funcional: Aluno de Mestrado

Atividades

01/2008 - 11/2014
Pesquisa e desenvolvimento , Programa de Pós-graduação em História Social, .


Instituto de Ciências Sociais Univ.Lisboa, ICS/UL-Pt, Portugal.
Vínculo institucional

2013 - 2014
Vínculo: Investigador visitante, Enquadramento Funcional: Doutorando, Carga horária: 4


Centro de História d'Aquém e d'Além-Mar, CHAM - Universidade Nova de Lisboa, CHAM, Portugal.
Vínculo institucional

2013 - 2014
Vínculo: Investigador visitante, Enquadramento Funcional: Doutorando, Carga horária: 4


Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, FLUL, Portugal.
Vínculo institucional

2013 - Atual
Vínculo: Mestrando em Filosofia, Enquadramento Funcional: Aluno de mestrado, Carga horária: 8


Marinha do Brasil, MB, Brasil.
Vínculo institucional

1997 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Administrador Público, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

01/2015 - 02/2017
Direção e administração, Diretoria do Patrimônio Histórico e Documentação da Marinha, .

Cargo ou função
Gestor de contas públicas.
01/2010 - 05/2012
Extensão universitária , Escola de Guerra Naval, .

Atividade de extensão realizada
Curso de Especialização em Ciências Navais (500h).
01/2008 - 12/2011
Direção e administração, Diretoria do Patrimônio Histórico e Documentação da Marinha, .

Cargo ou função
Gestor de contas públicas.
02/2007 - 12/2007
Extensão universitária , Centro de Instrução Almirante Wandenkolk, .

Atividade de extensão realizada
Curso de Especialização em Logística, Economia e Finanças Públicas (1680h).
11/2004 - 12/2006
Direção e administração, Base do Rio Meriti, .

Cargo ou função
Gestor de contas públicas.
01/2004 - 06/2004
Extensão universitária , Centro de Instrução Almirante Wandenkolk, .

Atividade de extensão realizada
Curso de Especialização em Administração Pública (580h).

Instituto de Geografia e História Militar do Brasil, IGHMB, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - Atual
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Pesquisador, Carga horária: 0
Outras informações
Pesquisador do Núcleo de Estudos e Pesquisas em História Militar (NEPHIM).


Navio-Escola Brasil, Brasil.
Vínculo institucional

2004 - 2004
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Aluno, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Viagem de Instrução realizada a bordo do Navio-Escola Brasil, como pré-requisito para conclusão do curso de graduação na Escola Naval, visitando os seguintes países: Porto Rico, Estados Unidos, Irlanda, Inglaterra, Bélgica, Alemanha, França, Espanha, Itália e Portugal, totalizando cem dias no exterior.

Atividades

06/2004 - 11/2004
Estágios , Navio-Escola Brasil, .

Estágio realizado
Viagem de Instrução.

Instituito de Aplicação Fernando Rodrigues da Silveira, CAP-UERJ, Brasil.
Vínculo institucional

2006 - 2006
Vínculo: Estagiário, Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 3

Vínculo institucional

2006 - 2006
Vínculo: Estagiário, Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 3
Outras informações
As aulas ministradas aos alunos do 1º no do Ensino Médio objetivaram explicitar os distintos processos de formação, peculiaridades, realidades, negociações sociais, práticas discursivas e representações do poder nos Estados Modernos europeus dos séculos XVI-XVIII.

Atividades

08/2006 - 12/2006
Estágios , Instituito de Aplicação Fernando Rodrigues da Silveira, .

Estágio realizado
Os Estados Absolutos: realidades, negociações, práticas discursivas e representações (Ensino Médio).
03/2006 - 08/2006
Estágios , Instituito de Aplicação Fernando Rodrigues da Silveira, .

Estágio realizado
Os Estados Absolutos: realidades, negociações, práticas discursivas e representações (Ensino Médio).


Linhas de pesquisa


1.
História Naval Brasileira

Objetivo: A pesquisa se desenvolve em duas dimensões que se articulam. Primeiro, estudo as formas de produção da história militar e naval, a partir do que atualmente se tem escrito sobre o tema. Em segundo lugar, estudo as concepções, organização e prática das guerras navais brasileiras, com ênfase no período colonial, observando-se, ainda, as relações entre Portugal e seu Império; as alianças locais necessárias para a viabilidade das guerras; os modos de gestão dos conflitos; as estratégias para recebimento de mercês, etc..
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História Moderna e Contemporânea.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: Teoria e Filosofia da História.
Setores de atividade: Educação; Pesquisa e desenvolvimento científico.
Palavras-chave: História Militar; História Naval; Antigo Regime.
2.
História Política e Social do Antigo Regime Português

Objetivo: Estudo que busca verificar as formas de deliberação e de gestão da Monarquia portuguesa, retendo atenção nos diálogos estabelecidos entre os conselheiros dos Tribunais Superiores da Coroa (Conselho Ultramarino, Conselho da Fazenda, Conselho de Guerra e Conselho de Estado) para a construção da política ultramarina portuguesa, no período compreendido entre 1640-1668..
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História do Brasil / Especialidade: História do Brasil Colônia.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Estado e Governo / Especialidade: Estrutura e Transformação do Estado.
Setores de atividade: Educação; Pesquisa e desenvolvimento científico.
Palavras-chave: Antigo Regime; Estado Moderno; Império Português.
3.
Ideário escolástico, política e governação

Objetivo: Pesquisa tem por propósito identificar os aspectos gerais do ideário político da Segunda Escolástica em Portugal no contexto crítico do pós-Restauração..
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História do Brasil / Especialidade: História do Brasil Colônia.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: Teoria e Filosofia da História.
Setores de atividade: Educação; Pesquisa e desenvolvimento científico.
Palavras-chave: Antigo Regime; Segunda Escolástica; Restauração.
4.
Economia e Sociedade

Objetivo: Trata-se de um estudo cujo objetivo central é verificar e compreender as formas de interação entre os indivíduos e a sociedade, analisando o papel de cada uma dessas instâncias na conformação da outra, de modo que seja possível contribuir também para a historiografia que se debruça sobre as relações entre evento e estrutura. Autores como Georg Simmel, Norbert Elias, Marshall Sahlins, Fredrik Barth, Edward Thompson, Lawrence Stone, Edoardo Grendi, Giovanni Levi e Carlo Ginzburg são o ponto de partida para as investigações..
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História Moderna e Contemporânea.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: Teoria e Filosofia da História.
Setores de atividade: Educação; Pesquisa e desenvolvimento científico.
Palavras-chave: Antigo Regime; Estado Moderno; Microhistória.


Projetos de pesquisa


2017 - Atual
A Gestão da Monarquia Portuguesa. A formulação política portuguesa e suas articulações com as conquistas do Brasil (1640-1705)
Descrição: Projeto financiado graças à bolsa de pesquisa do CNPq (Chamada Universal - Edital 01/2016), tem por propósito investigar a dinâmica dos Conselhos Superiores da Monarquia portuguesa, sobretudo do Conselho de Guerra, Conselho da Fazenda, Conselho Ultramarino e Conselho de Estado, bem como analisar o delineamento da formulação política a partir do posicionamento político desses mesmos órgãos de consulta acerca das principais questões ultramarinas no contexto crítico do pós-Restauração, em que os sentimentos de pertença e de lealdade precisavam ser redefinidos. Não se pode esquece de que tais órgãos tomavam suas decisões com base nas narrativas e representações que chegavam dos espaços locais, por exemplo, sob a forma de arbítrios, dispositivos discursivos e de representação pelos quais os vassalos interferiam na pauta política deliberativa. Além disso, é plausível que alguns desses conselheiros tivessem interesses ou estivessem inseridos em redes sociais que alcançassem as periferias dessa monarquia. Isso significa que, de alguma forma, as elites locais, para além de negociarem seus interesses com esses mesmos tribunais, participavam (indiretamente) dos circuitos decisórios da alta política..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2012 - 2015
O Bom Governo das Gentes: hierarquias sociais e representação segundo a política católica, do século XVI ao XVIII
Descrição: Este projeto visa à constituição de uma rede, de modo a consolidar os conhecimentos em torno de um campo de pesquisas históricas que vem ganhando importância teórica e empírica nos últimos anos. Trata-se de estudos sobre as autoridades negociadas entre as sociedades ditas coloniais do Novo Mundo e as metrópoles européias, na época moderna; no caso da América lusa, os estudos referem-se ao auto-governo das Conquistas, através dos municípios e mais às suas relações com a monarquia pluricontinental portuguesa..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Mestrado acadêmico: (4) / Doutorado: (5) .
Integrantes: Marcello José Gomes Loureiro - Integrante / João Luis Ribeiro Fragoso - Integrante / Antônio Carlos Jucá de Sampaio - Integrante / Francisco Carlos Cosentino - Integrante / Jean-Frédéric Schaub - Coordenador / Simona Cerutti - Integrante / Roberto Guedes Ferreira - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.
2009 - 2012
A Monarquia e seus Idiomas: corte, governos ultramarinos, negociantes, régulos e escravos no mundo português (sécs. XVI-XIX)
Descrição: Estudo das formas de comunicação e da dinâmica das relações entre centro e periferias no império luso no Atlântico, entre 1550 e 1850, considerando dois aspectos em particular: 1- as relações hierárquicas entre as câmaras municipais ultramarinas (América e África) com os conselhos palacianos da Monarquia lusa, com o intuito de aferir o grau de negociação entre centro e poderes locais em um cenário que comporta o Antigo Regime e a escravidão; 2- Comparar a dinâmica das hierarquias sociais e econômicas das sociedades escravistas do Atlântico português: Salvador (BA), Olinda (PE), Rio de Janeiro e, na África, Luanda e São Tomé. Sociedades estas que, em graus diferentes, foram construídas a partir da interação entre ibéricos e africanos (i.e. jolofos, cassanzes ); ou, o que é o mesmo, resultaram da interação entre a concepção corporativa da sociedade (Antigo Regime) e da presente nas sociedades africanas estratificadas e baseadas em relações de dependência, como a escravidão. Nesta perspectiva, o cativo na plantação americana ou de S. Tomé é entendido como agente social. Considera-se a noção de monarquia pluricontinental como instrumento de análise das relações entre centro e periferia. Além de entidade geopolítica, ela é compreendida como resultado de jogos políticos que envolvem elites de distintos cantos do império. Isto é, a expressão pluricontinental destaca a dimensão política, relacionada ao processo decisório no império. Parte-se do pressuposto de que a monarquia lusa, em razão de sua natureza poli-sinodal, compreendia negociações entre segmentos sociais situados em diferentes partes do império, cada qual com seus recursos e dispostos numa estratificação cuja cabeça era o rei. Trata-se de rever, com ênfase na pesquisa empírica, as relações entre centro e periferias sob outro ângulo, isto é, não mais tendo como base a finada teoria da dependência, mas a idéia compartilhada por todos os contemporâneos segundo a qual o mundo era naturalmente hierarquizado.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Marcello José Gomes Loureiro - Integrante / João Luis Ribeiro Fragoso - Coordenador / Antônio Carlos Jucá de Sampaio - Integrante / Maria de Fátima Silva Gouvêa - Integrante.Financiador(es): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Auxílio financeiro.
2008 - 2011
Economia política das redes comerciais entre o Rio de Janeiro e a Nova Colônia do Sacramento, 1690 -1750
Descrição: Este projeto é parte de uma pesquisa mais ampla, intitulada "Nas Franjas dos Impérios: dinâmicas de expansão e ocupação territorial na região platina, 1580-1808". De âmbito internacional, financiada pela Fundação para a Ciência e Tecnologia (Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior de Portugal) e pelo Instituto Camões, por meio do Programa Lusitânia, é realizada sob a coordenação do Prof. Dr. Nuno Gonçalo Monteiro, e desenvolvida por um grupo de professores e pesquisadores de universidades portuguesas (Lisboa e Évora) e brasileiras (UFRJ, UFF e UFRGS). Visa a analisar a expansão, delimitação e fluidez das fronteiras - espaciais, sociais, econômicas e culturais - entre os impérios português e espanhol no sul do continente americano, entre os séculos XVII e XIX. O projeto pressupõe a articulação de três dimensões que se conjugam. Por um lado, pretende-se caracterizar o esforço desenvolvido pelas monarquias ibéricas para controlar remotos espaços confinantes. Por outro, as lógicas de sobrevivência e adaptação das populações locais em face das transformações em curso. Finalmente, procura-se compreender as dinâmicas de grupos sociais na Bacia do Prata. Não custa sublinhar que tais dinâmicas se articulavam de forma complexa e não necessariamente eram coincidentes com as lógicas dos poderes centrais da monarquia. Assim, a difícil e intrincada articulação dos interesses e das lógicas de afirmação das monarquias, reguladas por diversos organismos administrativos; por negociações diplomáticas na Europa; e por recorrentes movimentações de militares, era freqüentemente interceptada por múltiplas e diversificadas dinâmicas de grupos, que atuavam de forma autônoma nos espaços locais, nem sempre de forma institucionalmente tipificada.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Marcello José Gomes Loureiro - Integrante / Maria Fernanda Baptista Bicalho - Coordenador / João Luis Ribeiro Fragoso - Integrante / Antônio Carlos Jucá de Sampaio - Integrante.Financiador(es): Universidade Federal do Rio de Janeiro - Cooperação / Universidade Federal Fluminense - Cooperação / Universidade Federal do Rio Grande do Sul - Cooperação.


Membro de corpo editorial


2016 - Atual
Periódico: Revista Brasileira de História Militar
2008 - Atual
Periódico: Navigator: Subsídios para a História Marítima do Brasil


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História do Brasil/Especialidade: História do Brasil Colônia.
2.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História Moderna e Contemporânea.
3.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História Militar/Especialidade: História Naval.
4.
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Administração / Subárea: Administração Pública.
5.
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Administração / Subárea: Administração Pública/Especialidade: Contabilidade e Finanças Públicas.


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Pouco.
Francês
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.


Prêmios e títulos


2018
Membro titular do Internacional Council of Museums, ICOM.
2017
Bolsa de Pesquisa Chamada Universal 01/2016, CNPq (Edital 01/2016 - Processo 425900/2016-9), Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico.
2017
Paraninfo da Sétima Turma do Curso de Especialização Lato Sensu em História Militar Brasileira, Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO).
2017
Medalha, como reconhecimento aos bons serviços prestados na Marinha por mais de vinte anos, Marinha do Brasil.
2014
Tese de Doutorado aprovada pela Banca Examinadora com a menção Très Honorable, École des Hautes Études en Sciences Sociales (EHESS - Paris).
2014
Tese de Doutorado "aprovada com louvor", tendo ainda a Banca Examinadora recomendado a sua publicação, Universidade Federal do Rio de Janeiro (PPGHIS-UFRJ).
2011
Sócio Titular, Instituto de Geografia e História Militar (IGHMB).
2011
Medalha Mérito Força Expedicionária Brasileira, Associação dos Ex-Combatentes do Brasil.
2010
Dissertação de Mestrado "aprovada com louvor", tendo ainda a Banca Examinadora recomendado a sua publicação, Universidade Federal do Rio de Janeiro (PPGHIS-UFRJ).
2010
Sócio Honorário, Sociedade Acadêmica Phoenix Naval (História) - Escola Naval.
2009
Aprovado em 1º lugar no exame de seleção para ingresso no curso de Doutorado em História Social, Universidade Federal do Rio de Janeiro.
2007
Medalha, como reconhecimento aos bons serviços prestados na Marinha por mais de dez anos, Marinha do Brasil.
2003
Prêmio "Liderança", com o trabalho "Compromissos de Lealdade no Cenário Pós-moderno: análise e perspectivas da liderança militar nesse início de século", Clube Naval.
2002
1ª Colocação Geral no "II Simpósio O Uso do Mar e sua Proteção - 500 Anos da Baía de Guanabara", com o trabalho "Guanabara, Angola e o Prata: Uma Conexão Estratégica nos Séculos XVI e XVII", Escola Naval.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
11LOUREIRO, M. J. G.2018LOUREIRO, M. J. G.; ALBUQUERQUE, F. D. . Um Neogótico para a Guanabara: natureza, paisagem e civilização na edificação da Ilha Fiscal. REVISTA MARÍTIMA BRASILEIRA, v. 138, p. 202-217, 2018.

2.
LOUREIRO, MARCELLO JOSÉ GOMES2018LOUREIRO, MARCELLO JOSÉ GOMES. Dispositio, celeritas et optima disciplina: aproximações semânticas em torno de atributos que sugerem qualidade. Revista PAGMAR (Online), v. 6, p. 6-12, 2018.

3.
ALBUQUERQUE, F. D.2018ALBUQUERQUE, F. D. ; LOUREIRO, M. J. G. . 'Não havia um coração que não fosse presa dos mais desencontrados sentimentos': a Passagem de Humaitá, projetos de nação e representações da guerra. NAVIGATOR (RIO DE JANEIRO), v. 14, p. 58-72, 2018.

4.
34LOUREIRO, MARCELLO JOSÉ GOMES2017LOUREIRO, MARCELLO JOSÉ GOMES. Uma das mais sensíveis Organizações Militares da Marinha : a Pagadoria de Pessoal da Marinha, esboço de sua história. Revista PAGMAR (Online), v. 5, p. 6-9, 2017.

5.
LOUREIRO, M. J. G.2017 LOUREIRO, M. J. G.. Para o 'crédito e reputação do governo': circuitos de deliberação e a governação por conselhos superiores na monarquia pluricontinental portuguesa no contexto da pós-Restauração (1640-1688). REVISTA DO INSTITUTO HISTÓRICO E GEOGRAPHICO BRAZILEIRO, v. único, p. 315-328, 2017.

6.
9LOUREIRO, M. J. G.2015LOUREIRO, M. J. G.. Rio de Janeiro, 'uma das mais ricas e poderosas cidades do Brasil' - a construção de sua centralidade. Revista Marítima Brasileira, v. 135, p. 8-34, 2015.

7.
2LOUREIRO, M. J. G.2015LOUREIRO, M. J. G.. O Pagamento no 'Brasil-Colônial': algumas dificuldades e problemas. Revista PAGMAR, v. 3, p. 72-79, 2015.

8.
3LOUREIRO, M. J. G.2014LOUREIRO, M. J. G.. 'A pedra fundamental deste edifício': o governo por Conselhos na monarquia portuguesa do pós-Restauração. 7 Mares, v. 3, p. 43-57, 2014.

9.
6LOUREIRO, M. J. G.2014LOUREIRO, M. J. G.. 'Doces Tributos': Antônio Vieira e o pacto da Restauração. Revista Angelus Novus, v. V, p. 11, 2014.

10.
1LOUREIRO, M. J. G.2013LOUREIRO, M. J. G.. O Conselho Ultramarino e sua pauta: aspectos da comunicação política da monarquia pluricontinental (1640-1668) - notas de pesquisa. Nuevo Mundo-Mundos Nuevos, p. 3, 2013.

11.
7RESTIER JUNIOR, Renato J. P.2012RESTIER JUNIOR, Renato J. P. ; LOUREIRO, M. J. G. . História Política, História Social e História Militar: três histórias em busca de um eixo teórico e metodológico comum. Revista Brasileira de História Militar, v. III, p. 92, 2012.

12.
10BITTENCOURT, A. S.2012BITTENCOURT, A. S. ; LOUREIRO, M. J. G. . Patrimônio histórico, educação e consciência marítima. Revista Marítima Brasileira, v. 132, p. 9-22, 2012.

13.
17LOUREIRO, M. J. G.;GOMES LOUREIRO, MARCELLO JOSÉ;LOUREIRO, MARCELLO JOSÉ GOMES2011LOUREIRO, M. J. G.. "Se pode intentar a conquista do Rio da Prata": o Conselho de Guerra, o Conselho Ultramarino e os alvitres para a invasão de Buenos Aires (1640-1648). Revista Brasileira de História Militar, v. II, p. 1-24, 2011.

14.
4LOUREIRO, M. J. G.;GOMES LOUREIRO, MARCELLO JOSÉ;LOUREIRO, MARCELLO JOSÉ GOMES2011LOUREIRO, M. J. G.. The Complex History of Colonial American Brazil: Trends and Strains. International Bibliography if Military History, v. 31, p. 220-230, 2011.

15.
13BITTENCOURT, A. S.2011BITTENCOURT, A. S. ; LOUREIRO, M. J. G. ; RESTIER JUNIOR, Renato J. P. . Jerônimo de Albuquerque e o comando da força naval contra os franceses no Maranhão. Navigator (Rio de Janeiro), v. 6, p. 76-87, 2011.

16.
8LOUREIRO, M. J. G.;GOMES LOUREIRO, MARCELLO JOSÉ;LOUREIRO, MARCELLO JOSÉ GOMES2011LOUREIRO, M. J. G.. Mercês e cartografia no governo do Império Marítimo Português: o caso de João Teixeira. Navigator (Rio de Janeiro), v. 7, p. 32-45, 2011.

17.
19LOUREIRO, M. J. G.;GOMES LOUREIRO, MARCELLO JOSÉ;LOUREIRO, MARCELLO JOSÉ GOMES2011LOUREIRO, M. J. G.. "A Marinha vale o que valem os homens que a integram": Serviço de Seleção do Pessoal da Marinha, há 60 anos selecionando o maior patrimônio da Marinha. Revista Psicologia em Destaque, v. 11, p. 4-11, 2011.

18.
16LOUREIRO, M. J. G.;GOMES LOUREIRO, MARCELLO JOSÉ;LOUREIRO, MARCELLO JOSÉ GOMES2011LOUREIRO, M. J. G.. Portugal e a guerra contra os holandeses: diplomacia, economia e estratégias. A Defesa Nacional, v. XCVI, p. 69-75, 2011.

19.
12LOUREIRO, M. J. G.;GOMES LOUREIRO, MARCELLO JOSÉ;LOUREIRO, MARCELLO JOSÉ GOMES2011LOUREIRO, M. J. G.. A Segunda Escolástica e a Legitimação do Poder no Portugal Restaurado (1640-1650). Caderno Caminhos da História (Universidade Severino Sombra), v. 7, p. 123-130, 2011.

20.
15LOUREIRO, M. J. G.;GOMES LOUREIRO, MARCELLO JOSÉ;LOUREIRO, MARCELLO JOSÉ GOMES2011LOUREIRO, M. J. G.. Portugal e a gestão dos conflitos com os holandeses no Pós-restauração (1640-1648). A Defesa Nacional, v. 96, p. 39-53, 2011.

21.
14LOUREIRO, M. J. G.;GOMES LOUREIRO, MARCELLO JOSÉ;LOUREIRO, MARCELLO JOSÉ GOMES2011LOUREIRO, M. J. G.. O Atlas de João Teixeira e as fortificações da Baía de Guanabara no século XVII. Arquivos do Museu de Historia Natural, v. XX, p. 41-62, 2011.

22.
18LOUREIRO, M. J. G.;GOMES LOUREIRO, MARCELLO JOSÉ;LOUREIRO, MARCELLO JOSÉ GOMES2010LOUREIRO, M. J. G.. O Império em Guerra: os Conselhos Superiores e a gestão dos conflitos contra os holandeses no pós-Restauração (1640-1648). Revista Brasileira de História Militar, v. I, p. 1-20, 2010.

23.
21LOUREIRO, M. J. G.;GOMES LOUREIRO, MARCELLO JOSÉ;LOUREIRO, MARCELLO JOSÉ GOMES2010LOUREIRO, M. J. G.. O binômio "Guerra" e "Sociedade" e a produção da História Militar recente. Idéias em Destaque, v. 33, p. 94-97, 2010.

24.
20LOUREIRO, M. J. G.;GOMES LOUREIRO, MARCELLO JOSÉ;LOUREIRO, MARCELLO JOSÉ GOMES2010LOUREIRO, M. J. G.. "Do idealismo de seus predecessores à contínua busca pela excelência" - A missão da Odontoclínica Central da Marinha sob os aspectos de sua história. Revista Naval de Odontologia (Rio de Janeiro), v. 37, p. 06-20, 2010.

25.
5LOUREIRO, M. J. G.;GOMES LOUREIRO, MARCELLO JOSÉ;LOUREIRO, MARCELLO JOSÉ GOMES2010 LOUREIRO, M. J. G.. 'Tão exausto de gente e de cabedal': a crise do pós-Restauração e a gestão do Atlântico Sul por uma monarquia polissinodal (1640-1668). REVISTA DO INSTITUTO HISTÓRICO E GEOGRAPHICO BRAZILEIRO, v. 447, p. 47-74, 2010.

26.
25LOUREIRO, M. J. G.;GOMES LOUREIRO, MARCELLO JOSÉ;LOUREIRO, MARCELLO JOSÉ GOMES2009LOUREIRO, M. J. G.. Persistências de um Antigo Regime nos Trópicos: reflexões acerca das possibilidades de uma "Sociedade de Corte" no Brasil Monárquico. Navigator (Rio de Janeiro), v. 5, p. 75-80, 2009.

27.
24LOUREIRO, M. J. G.;GOMES LOUREIRO, MARCELLO JOSÉ;LOUREIRO, MARCELLO JOSÉ GOMES2009LOUREIRO, M. J. G.; MOREIRA, L. G. S. . Livros didáticos brasileiros e as abordagens da História colonial: problemas e possibilidades na reflexão sobre a cidadania. Revista Solta a Voz, v. 20, p. 232-246, 2009.

28.
22LOUREIRO, M. J. G.;GOMES LOUREIRO, MARCELLO JOSÉ;LOUREIRO, MARCELLO JOSÉ GOMES2009LOUREIRO, M. J. G.. Domínio da Navegação, Domínio do Império: considerações sobre o conhecimento náutico no Portugal do Antigo Regime (Resenha de "Norte dos Pilotos Guia dos Curiosos: um livro de marinharia do século XVIII", de autoria de José Manuel Malhão Pereira). Navigator (Rio de Janeiro), v. 5, p. 124-126, 2009.

29.
23RESTIER JUNIOR, Renato J. P.2009RESTIER JUNIOR, Renato J. P. ; LOUREIRO, M. J. G. . História política, história social e história militar: três histórias em busca de um eixo teórico-metodológico comum. Revista do Instituto de Geografia e Historia Militar do Brasil, v. 68, p. 19-39, 2009.

30.
28LOUREIRO, M. J. G.;GOMES LOUREIRO, MARCELLO JOSÉ;LOUREIRO, MARCELLO JOSÉ GOMES2008LOUREIRO, M. J. G.. Reconectando o Império: mercês e interesses mercantis na força naval de Salvador de Sá que reconquistou Angola. Navigator (Rio de Janeiro), v. 4, p. 35-47, 2008.

31.
27LOUREIRO, M. J. G.;GOMES LOUREIRO, MARCELLO JOSÉ;LOUREIRO, MARCELLO JOSÉ GOMES2008LOUREIRO, M. J. G.. Entre tensões e disputas: a institucionalização das Forças Armadas no Brasil, 1889-1945 (Resenha de Forças Armadas e Política no Brasil, de José Murilo de Carvalho). Navigator (Rio de Janeiro), v. 4, p. 107-110, 2008.

32.
26LOUREIRO, M. J. G.;GOMES LOUREIRO, MARCELLO JOSÉ;LOUREIRO, MARCELLO JOSÉ GOMES2008LOUREIRO, M. J. G.. A Monarquia Portuguesa e a gestão dos conflitos contra os holandeses no Pós-Restauração. Revista do Instituto de Geografia e Historia Militar do Brasil, v. 66, p. 18-27, 2008.

33.
29LOUREIRO, M. J. G.;GOMES LOUREIRO, MARCELLO JOSÉ;LOUREIRO, MARCELLO JOSÉ GOMES2007LOUREIRO, M. J. G.. Garantindo o Bom Governo do Rei: a construção de bases teóricas e simbólicas para uma governabilidade eficaz no Estado Moderno - uma proposta de oficina em sala de aula. História & Ensino (UEL), v. 13, p. 157-176, 2007.

34.
33LOUREIRO, M. J. G.;GOMES LOUREIRO, MARCELLO JOSÉ;LOUREIRO, MARCELLO JOSÉ GOMES2004LOUREIRO, M. J. G.; ALBUQUERQUE, A. L. P. E. ; TRISCIUZZI NETO, L. . Liderança e Historicismo - Comentários. Revista Marítima Brasileira, v. 124, p. 219-225, 2004.

35.
30LOUREIRO, M. J. G.;GOMES LOUREIRO, MARCELLO JOSÉ;LOUREIRO, MARCELLO JOSÉ GOMES2003LOUREIRO, M. J. G.. Liderança e Historicismo. Revista Marítima Brasileira, v. 123, p. 201-207, 2003.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
CARNEIRO, L. C. ; RESTIER JUNIOR, Renato J. P. ; LOUREIRO, M. J. G. ; CHAGAS, F. M. S. . A Guerra e a Formação dos Estados Nacionais Contemporâneos. Apresentação: Francisco Carlos Teixeira da Silva. Prefácio: Francisco Doratioto. 1a. ed. Rio de Janeiro: Multifoco, 2013. v. 1. 244p .

2.
LOUREIRO, M. J. G.. A Gestão no Labirinto. Circulação de informações no Império Ultramarino Português, formação de interesses e a construção da política lusa para o Prata (1640-1705). Apresentação de João Fragoso. Prefácio de Nuno Gonçalo Monteiro. 1a. ed. Rio de Janeiro: Editora Apicuri, 2012.

Capítulos de livros publicados
1.
LOUREIRO, M. J. G.. Pactuar a monarquia portuguesa: ideário (neo)escolástico e formulação discursiva na conjuntura crítica do pós-Restauração. In: Maria Isabel Siqueira; Helena Trindade de Sá; Valter Lenine; Victor Hugo Abril. (Org.). A colônia em perspectiva: pesquisas e análises sobre o Brasil (XVI-XIX). 1ed.Jundiaí (SP): Paco Editorial, 2017, v. Único, p. 237-256.

2.
LOUREIRO, M. J. G.. Guerra e mercês na pauta política do Conselho Ultramarino: algumas aproximações (1640-1668). In: José Inaldo Chaves Jr.; Renan Birro; Valter Lenine; Victor Hugo. (Org.). Colonialidades: governo, gentes e territórios na América Ibérica (séculos XVII-XIX). 1ed.Curitiba: Prismas, 2016, v. único, p. 1-14.

3.
RESTIER JUNIOR, Renato J. P. ; LOUREIRO, M. J. G. . Guerra e Estado: articulações possíveis na formação do Estado alemão. In: Luiz Carlos Carneiro; Renato Paranhos Restier; Marcello Gomes Loureiro; e Fabíola Maria Chagas. (Org.). A Guerra e a Formação dos Estados Nacionais Contemporâneos. Apresentação: Francisco Carlos Teixeira da Silva. Prefácio: Francisco Doratioto. 1aed.Rio de Janeiro: Multifoco, 2013, v. Único, p. 69-87.

4.
MOREIRA, L. G. S. ; LOUREIRO, M. J. G. . A nova história militar e a América portuguesa: balanço historiográfico. In: Paulo Possamai. (Org.). Conquistar e defender: Portugal, Países Baixos e Brasil. Estudos de História Militar na Idade Moderna. 1ed.São Leopoldo: Oikos Editora, 2012, v. Único, p. 13-31.

5.
LOUREIRO, M. J. G.. 'Em miserável estado': Portugal, as guerras de restauração e o governo do Império (1640-1654). In: Paulo Possamai. (Org.). Conquistar e defender: Portugal, Países Baixos e Brasil. Estudos de História Militar na Idade Moderna. 1ed.São Leopoldo: Oikos Editora, 2012, v. Único, p. 195-214.

6.
LOUREIRO, M. J. G.. Guerra na Europa, guerra no ultramar. Portugal e a conservação de seu Império Marítimo na conjuntura crítica do pós-Restauração (1640-1668). In: Marcello Felipe Duarte; Márcio dos Santos Balbino; e Rosa Maria Cardoso dos Santos. (Org.). Entre Saberes e Práticas: estudos interdisciplinares do Colégio Naval. 1aed.Rio de Janeiro: Serviço de Documentação da Marinha, 2012, v. Único, p. 137-159.

7.
BITTENCOURT, A. S. ; LOUREIRO, M. J. G. . Museus: do enciclopedismo às modernas abordagens multifocadas. In: Leandro Garcia Rodrigues. (Org.). Esperança da Armada: Estudos Interdisciplinares do Colégio Naval. 1ed.Rio de Janeiro: Serviço de Documentação da Marinha, 2011, v. , p. 197-218.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
LOUREIRO, M. J. G.. Ao Tempo, estou obrigado: a Mundividência (Homenagem ao Diretor do Patrimônio Histórico e Documentação da Marinha, Vice-Almirante (EN) Armando de Senna Bittencourt). Revista Marítima Brasileira, Brasil, p. 178 - 179, 01 jul. 2016.

2.
RESTIER JUNIOR, Renato J. P. ; LOUREIRO, M. J. G. . História Política, História Social e História Militar: três histórias em busca de um eixo teórico e metodológico comum. Seção "Assuntos Estratégicos e Militares", http://www.reservaer.com.br/es, 10 jan. 2012.

3.
LOUREIRO, M. J. G.. "O seu sorriso é a nossa vitória": 75 anos da Odontoclínica Central da Marinha. Revista do Clube Naval, Rio de Janeiro, p. 38 - 43, 01 jul. 2011.

4.
LOUREIRO, M. J. G.. O binômio "Guerra" e "Sociedade" e a produção da história militar recente. Seção "Assuntos Estratégicos e Militares", http://www.reservaer.com.br/, 26 nov. 2009.

5.
LOUREIRO, M. J. G.. A Compreensão Humana de Deus na Passagem da Transcêndência à Imanência. Revista Nova Visão, Rio Bonito/RJ, , v. 6, p. 17 - 18, 01 fev. 2004.

6.
LOUREIRO, M. J. G.. Compromissos de Lealdade no Cenário Pós-moderno: análise e perspectivas da liderança militar nesse início de século. Revista do Clube Naval, Rio de Janeiro/RJ, , v. 328, p. 48 - 57, 01 dez. 2003.

7.
LOUREIRO, M. J. G.. O Estado Minimalista Neoliberal: Origens e Decorrências Sociais. Revista Nova Visão, Rio Bonito/RJ, p. 5 - 5, 01 nov. 2003.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
LOUREIRO, M. J. G.. O governo por Conselhos na monarquia portuguesa do pós - Restauração: algumas notas de pesquisa. In: XXVIII Simpósio Nacional de História (SNH 2015): Lugares dos historiadores, velhos e novos desafios, 2015, Florianópolis. Anais eletrônicos do XXVIII Simpósio Nacional de História (SNH 2015): Lugares dos historiadores, velhos e novos desafios. Florianópolis: ANPUH, 2015. p. 1-9.

2.
LOUREIRO, M. J. G.. 'O príncipe que melhor sabe se conservar é o que maior opinião adquire no mundo': o padre Vieira e a gestão da monarquia pluricontinental portuguesa no contexto do pós-Restauração (1640-1648). In: Simpósio temático Religião, Igreja e Sociedade nos Domínios Lusitanos (séculos XVI-XVIII), realizado por ocasião do XV Encontro Regional de História Ofício do Historiador: Ensino e Pesquisa (ANPUH-Rio 2012), 2012, São Gonçalo. Anais (textos completos). São Gonçalo: Universidade do Estado do Rio de Janeiro, 2012. v. Único. p. 1-11.

3.
LOUREIRO, M. J. G.. A gestão da monarquia pluricontinental portuguesa (1640-1668): notas de pesquisa. In: IV Encontro Internacional de História Colonial, 2012, Belém. Anais do IV Encontro Internacional de História Colonial. Belém: PPHIST-UFPA, 2012. v. 6. p. 157-170.

4.
LOUREIRO, M. J. G.. 'É de minha conquista e cabe debaixo de minha demarcação': o Prata na gestão da monarquia portuguesa (1640-1680). In: Mesa redonda 'O Rio de Janeiro e a expansão em direção ao sul: a configuração da fronteira no Prata, por ocasião do IV Encontro Internacional de História Colonial, 2012, Belém. Anais do IV Encontro Internacional de História Colonial. Belém: PPHIST-UFPA, 2012. v. 1. p. 59-71.

5.
LOUREIRO, M. J. G.. "Poliédrico, ambivalente, negociado e indeciso": o Governo do Império e seus Conselhos Superiores (1640-1668). In: Simpósio Temático "A monarquia e seus idiomas: governos ultramarinos, negociantes e escravos no mundo português", realizado por ocasião do XXVI Simpósio Nacional de História: ANPUH 50 Anos, 2011, São Paulo. Anais eletrônicos. São Paulo: Universidade de São Paulo (USP), 2011. v. Único. p. 1-16.

6.
LOUREIRO, M. J. G.. A Monarquia polissinodal portuguesa e o debate em torno da região do Prata (1640-1661). In: Simpósio Temático "Dinâmica Imperial no Antigo Regime Português: Séculos XVI-XVIII", realizado por ocasião do XIV Encontro Regional de História: Memória e Patrimônio (ANPUH-Rio 2010), 2010, Rio de Janeiro. Anais ANPUH-Rio 2010. Rio de Janeiro: Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO), 2010. v. Único. p. 1-7.

7.
LOUREIRO, M. J. G.. O Conselho Ultramarino e o Governo do Império: jurisdição, prestígio e historiografia (1640-1668). In: III Seminário Nacional de Pós-graduandos em História das Instituições: Historiografia e Instituições - caminhos possíveis de investigação, 2010, Rio de Janeiro. Anais do 3o Seminário Nacional de Pós-Graduandos em História das Instituições. Rio de Janeiro: Núcleo de documentação, história e memória-NUMEM, 2010. v. Único. p. 1-11.

8.
LOUREIRO, M. J. G.. A produção da História Militar recente: desafios e perspectivas. In: III Seminário de Estudos: Poder Aerospacial e Estudos de Defesa, 2010, Rio de Janeiro. Anais. Rio de Janeiro: UNIFA, 2010. v. I. p. 110-120.

9.
LOUREIRO, M. J. G.. "Em tempo de tantos apertos": gestão e polissinodia na monarquia pluricontinental portuguesa (1640-1648). In: 3º Encontro Internacional de História Colonial : cultura, poderes e sociabilidades no mundo atlântico (séculos XV-XVIII), 2010, Recife. Anais do 3º Encontro Internacional de História Colonial : cultura, poderes e sociabilidades no mundo atlântico (séculos XV-XVIII). Recife: Universidade Federal de Pernambuco, 2010. v. Único. p. 491-497.

10.
LOUREIRO, M. J. G.. "Que albarroe as portas da cobissa holandeza": disponibilidade de recursos e projetos para a compra do nordeste. In: V Semana de História Política/II Seminário Nacional de História: Política e Cultura & Política e Sociedade, 2010, Rio de Janeiro. Textos Comunicações. Rio de Janeiro: PPGH/UERJ, 2010. v. único. p. 253-261.

11.
LOUREIRO, M. J. G.; MOREIRA, L. G. S. . Resgatando indivíduos, revisitando sociedades: contribuições da micro-análise italiana para a compreensão da construção da política portuguesa para o Prata na segunda metade do século XVII. In: 3º Seminário Nacional de História da Historiografia: aprender com a história?, 2009, Mariana (MG). Anais. Mariana: Universidade Federal de Ouro Preto, 2009. v. I. p. 1-9.

12.
LOUREIRO, M. J. G.. Por "Cadeias de Papel": aspectos da gestão do Atlântico sul pela monarquia barroca portuguesa (1640-1661). In: IV Semana de História Política/ I Seminário Nacional de História: Política e Cultura & Política e Sociedade, 2009, Rio de Janeiro. Anais Eletrônicos. Rio de Janeiro: PPGH-UERJ, 2009. v. Único. p. 1-11.

13.
LOUREIRO, M. J. G.. O Atlas de João Teixeira e as Fortificações de Defesa da Baía de Guanabara no Século XVII. In: III Simpósio Luso Brasileiro de Cartografia Histórica: Passado & Presente para o Futuro, 2009, Ouro Preto. Anais do III Simpósio Luso-Brasileiro de Cartografia Histórica: Passado & Presente para o Futuro. Belo Horizonte: Centro de Referência em Cartografia Histórica - Universidade Federal de Minas Gerais, 2009. v. Único. p. 1-15.

14.
LOUREIRO, M. J. G.. A Segunda Escolástica, a Monarquia Barroca e a Idiografia do Prata no Século XVII. In: Simpósio Temático "Dinâmica Imperial no Antigo Regime Português: Séculos XVI-XVIII", realizado por ocasião do XXV Simpósio Nacional de História: História e Ética (ANPUH 2009), 2009, Fortaleza. Anais do ... Simpósio Nacional de História. Fortaleza: Universidade Federal do Ceará, 2009. v. Único. p. 1-9.

15.
LOUREIRO, M. J. G.. Poderes e governabilidade régia na monarquia pluricontinental (1640-1648). In: II Encontro Memorial do Instituto de Ciências Humanas e Sociais da Universidade Federal de Ouro Preto, 2009, Mariana. Anais eletrônicos. Mariana: UFOP, 2009. v. Único. p. 1-12.

16.
LOUREIRO, M. J. G.. A Dinâmica Imperial e a Construção da Política Ultramarina para o Prata no Reinado de D. João IV. In: IV Jornada de História do Programa de Pós-graduação em História Social da Universidade Federal do Rio de Janeiro, 2009, Rio de Janeiro. Arshistorica - Revista de História (Anais da IV Jornada de História do Programa de Pós-graduação em História Social da Universidade Federal do Rio de Janeiro). Rio de Janeiro: PPGHIS-UFRJ, 2009. v. Único. p. 1-11.

17.
LOUREIRO, M. J. G.. Circulação de Informações no Império Ultramarino Português e a Construção da Política Lusa para o Prata (1668-1724). In: Diálogos & Aproximações: Seminário de Pesquisa de Pós-graduação em História da UFRJ, 2008, Rio de Janeiro. Diálogos & Aproximações. Rio de Janeiro: UFRJ, 2008. p. 1-15.

18.
LOUREIRO, M. J. G.. Resignificando o "Sistema Colonial": do Dualismo Econômico à Abordagem Multifocada. In: III Semana de História Política do Programa de Pós-graduação em História da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, 2008, Rio de Janeiro. III Semana de História Política do Programa de Pós-graduação em História da UERJ. Rio de Janeiro: UERJ, 2008. p. 1-20.

19.
LOUREIRO, M. J. G.. A Questão do Prata no Império Português: Perspectivas de Investigação (1668-1724). In: XVI Encontro Regional de História - ANPUH Minas Gerais, 2008, Belo Horizonte. Simpósio Temático Sociedade, Poder e Região no Império Português e no Brasil nos séculos XVIII e XIX (ANPUH Minas Gerais). Belo Horizonte: UFMG, 2008. p. 1-10.

20.
LOUREIRO, M. J. G.. A Gestão do Imprevisível: Circulação de Informações no Império Ultramarino Português, Formação de Interesses e a Construção da Política Lusa para o Prata (1668-1724). In: Simpósio Temático, 2008, Rio de Janeiro. Anais Eletrônicos. Rio de Janeiro: ANPU-Rio, 2008. p. 1-8.

21.
LOUREIRO, M. J. G.. "Pro Bono Communis": a monarquia portuguesa e a crise monetária da América na segunda metade do século XVII. In: I Seminário Nacional de Pós-graduandos em História das Instituições: Instituições, Cultura e Poder (UNIRIO), 2008, Rio de Janeiro. Textos Completos. Rio de Janeiro: NUMEM, 2008. p. 1-18.

22.
LOUREIRO, M. J. G.; MOREIRA, L. G. S. . Uma proposta de investigação micro-analítica para a crise monetária na América portuguesa da segunda metade do século XVII. In: Microhistoria e os Caminhos da História Social, 2008, Juiz de Fora. Anais do II Colóquio do Laboratório de História Econômica e Social (LAHES). Juiz de Fora: Clio Edições, 2008. p. 1-16.

23.
LOUREIRO, M. J. G.. A Gestão de Políticas em Monarquias Corporativas: Projetos Hispânicos e Portugueses para o Prata (1580-1668). In: IV Simpósio Internacional de Estudos sobre América Colonial - CASO, 2008, Belo Horizonte. Anais Eletrônicos. Belo Horizonte: Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), 2008. p. 1-11.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
LOUREIRO, M. J. G.. A Geopolítica do Contrabando no Mercantilismo Português - Séculos XVI e XVII. In: II Simpósio O Uso do Mar e sua Proteção - 500 Anos da Baía de Guanabara, 2005, Rio de Janeiro. Revista Marítima Brasileira. Rio de Janeiro: Serviço de Documentação da Marinha, 2005. v. 123. p. 228-229.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
LOUREIRO, M. J. G.. 'Em espaço breve, a grandeza e a superfície da terra e do mar': representações políticas no espaço cartografado. In: Anpuh-Rio 2018, 2018, Niteroi. Caderno de Resumos do Encontro Internacional e XVIII Encontro de História da Anpuh-Rio: História e Parcerias. Rio de Janeiro: Anpuh-Rio, 2018. v. Único. p. 176-176.

2.
LOUREIRO, M. J. G.. Territórios em concorrência: hierarquização e legitimação de territórios ultramarinos na monarquia portuguesa pós-restaurada. In: XIII Semana de História Política - Quando a imaginação toma o poder: democracias e representatividades / X Seminário Nacional de História Política, Cultura e Sociedade, 2018, Rio de Janeiro. Caderno de Resumos. Rio de Janeiro: Programa de Pós-graduação em História - Universidade do Estado do Rio de Janeiro, 2018. v. Único. p. 171-171.

3.
LOUREIRO, M. J. G.. Nas ocasiões de guerra somente: Salvador Correia de Sá e Benevides, o Conselho Ultramarino, e a autonomia jurisdicional do Rio de Janeiro. Resumo publicado nos Anais do Simpósio Temático Impérios Ibéricos no Antigo Regime: política, sociedade e cultura, realizado por ocasião do XXIX Simpósio Nacional de de História (ANPUH Nacional 2017). In: XXIX Simpósio Nacional de de História (ANPUH Nacional 2017), 2017, Brasília. Anais do XXIX Simpósio Nacional de de História (ANPUH Nacional 2017). Brasília: UNB/ ANPUH, 2017. v. Único. p. 1-1.

4.
LOUREIRO, M. J. G.. Nações, soberania e direito natural: expectativas de legitimação do império português na tratadística da segunda escolástica. In: XIII Jornadas Internacionais de Estudos das Monarquias Ibéricas, Nações em Movimento. Índios, africanos e cristãos-novos nos impérios ibéricos ultramarinos, 2017, Rio de Janeiro. Caderno de Resumos das XIII Jornadas Internacionais de Estudos das Monarquias Ibéricas da Red Columnaria, Nações em Movimento. Índios, africanos e cristãos-novos nos impérios ibéricos ultramarinos. Niteroi: Cia das Índias/ UFF, 2017. v. Único. p. 29-30.

5.
LOUREIRO, M. J. G.. 'Se armam os direitos contra aquele que desarma as leis': reflexões sobre o direito de resistência na cultura política da segunda escolástica ibérica (séculos XVI e XVII). Comunicação realizada por ocasião da XII Semana de História Política da UERJ. In: XII Semana de História Política da UERJ | IX Seminário Nacional de História: Política, Cultura & Sociedade., 2017, Rio de Janeiro. Caderno de Resumos da XII Semana de História Política da UERJ | IX Seminário Nacional de História: Política, Cultura & Sociedade.. Rio de Janeiro: UERJ, 2017. v. Único. p. 269-269.

6.
LOUREIRO, M. J. G.. 'Vassalos que despendem com tanta liberdade pelo seu rei o que tem e o que não tem não são povo, mas nobreza': diálogos entre guerra e sociedade na monarquia portuguesa pós-restaurada (1640-1705). In: I Simpósio Nacional de História Militar, 2016, Rio de Janeiro. Caderno de Resumos. Londrina: UEL, 2016. v. único. p. 32-32.

7.
LOUREIRO, M. J. G.. 'O labirinto mais intrincado das consciências': política e Conselhos Superiores na monarquia portuguesa do pós-Restauração (1640-1656). In: VI Encontro Internacional de História Colonial (VI EIHC): Mundos coloniais comparados: poder, fronteiras e identidades, 2016, Salvador. Caderno de Resumos do VI Encontro Internacional de História Colonial (VI EIHC): Mundos coloniais comparados: poder, fronteiras e identidades. Salvador: EDUNEB, 2016. v. Único. p. 191-191.

8.
LOUREIRO, M. J. G.. 'Uma conquista por conquistar': o Maranhão na monarquia pluricontinental portuguesa (1640-1680). In: XVII Encontro de História da ANPUH-Rio: entre o local e o global, 2016, Nova Iguaçu/ RJ. Caderno de Resumos do XVII Encontro de História da ANPUH-Rio: entre o local e o global. Nova Iguaçu/RJ: UFRRJ, 2016. v. Único. p. 392-392.

9.
LOUREIRO, M. J. G.. O governo por Conselhos na monarquia portuguesa do pós - Restauração: algumas notas de pesquisa. In: XXVIII Simpósio Nacional de História (SNH 2015): Lugares dos historiadores, velhos e novos desafios, 2015, Florianópolis. Caderno de Resumos do XXVIII Simpósio Nacional de História (SNH 2015): Lugares dos historiadores, velhos e novos desafios. Florianópolis: ANPUH/UFSC, 2015. v. Único. p. 1286-1286.

10.
LOUREIRO, M. J. G.. Circuitos de deliberação e legitimidade decisória na monarquia portuguesa do pós-Restauração (1640-1668). In: X Semana de História Política: Minorias Étnicas, de Gênero e Religiosas/ VII Seminário Nacional de História: Política,Cultura e Sociedade, 2015, Rio de Janeiro. Caderno de Resumos da X Semana de História Política da UERJ. Rio de Janeiro: PPGH-UERJ, 2015. v. Único. p. 315-315.

11.
LOUREIRO, M. J. G.. 'Importa pouco o ter tomado, se se não conservar o que se tomou': os arbítrios e a conservação da monarquia pluricontinental portuguesa no contexto do pós-Restauração (1640-1648). In: XVIII Encontro Regional (ANPUH-MG) 'Dimensões do Poder na História', 2012, Mariana. Caderno de Resumos. Mariana: Universidade Federal de Ouro Preto, 2012. v. Único. p. 44-45.

12.
LOUREIRO, M. J. G.. 'O príncipe que melhor se sabe conservar é o que maior opinião adquire no mundo': o padre Vieira e a gestão da monarquia pluricontinental portuguesa no contexto do pós-Restauração (1640-1648). In: Simpósio temático Religião, Igreja e Sociedade nos Domínios Lusitanos (séculos XVI-XVIII), realizado por ocasião do XV Encontro Regional de História 'Ofício do Historiador: Ensino e Pesquisa' (ANPUH-Rio 2012), 2012, São Gonçalo. Caderno de Resumos. São Gonçalo: Universidade do Estado do Rio de Janeiro, 2012. v. Único. p. 299-300.

13.
LOUREIRO, M. J. G.. A gestão da monarquia pluricontinental portuguesa (1640-1668): notas de pesquisa. In: IV Encontro Internacional de História Colonial, 2012, Belém. Caderno de Resumos. Belém: Editora Paka-Tatu, 2012. v. Único. p. 101-101.

14.
LOUREIRO, M. J. G.. 'É de minha conquista e cabe debaixo de minha demarcação': o Prata na gestão da monarquia portuguesa (1640-1668). In: Mesa redonda 'O Rio de Janeiro e a expansão em direção ao sul: a configuração da fronteira no Prata, por ocasião do IV Encontro Internacional de História Colonial, 2012, Belém. Caderno de Resumos. Belém: Editora Paka-Tatu, 2012. v. Único. p. 38-38.

15.
Possamai, P.C ; MOREIRA, L. G. S. ; LOUREIRO, M. J. G. . O Rio de Janeiro e a expansão em direção ao sul: a configuração da fronteira no Prata. In: Mesa redonda no IV Encontro Inernacional de História Colonial, 2012, Belém. Caderno de Resumos. Belém: Editora Paka-Tatu, 2012. v. Único. p. 37-38.

16.
LOUREIRO, M. J. G.. A segunda escolástica e a comunicação política na monarquia pluricontinental portuguesa no contexto do pós-Restauração (1640-1668). In: Entre a História e o Direito. Homenagem a António Manuel Hespanha, 2012, Lisboa. Caderno de Resumos. Lisboa: Universidade Nova de Lisboa; Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa, 2012. v. Único. p. 28-28.

17.
LOUREIRO, M. J. G.. ?Poliédrico, ambivalente, negociado e indeciso?: o Governo do Império e seus Conselhos Superiores (1640-1668). In: Simpósio Temático "A monarquia e seus idiomas: governos ultramarinos, negociantes e escravos no mundo português", realizado por ocasião do XXVI Simpósio Nacional de História: ANPUH 50 Anos, 2011, São Paulo. Anais. São Paulo: Universidade de São Paulo (USP), 2011. v. Único. p. 1-1.

18.
LOUREIRO, M. J. G.. O governo polissinodal no Portugal Restaurado: articulações e tensões (1640-1668). In: VI Semana de História Política/III Seminário Nacional de História: Política, Cultura e Sociedade, 2011, Rio de Janeiro. Caderno de Resumos (Semana de História Política, Seminário Nacional de História Política). Rio de Janeiro: Programa de Pós-graduação em História Política da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), 2011. v. Único. p. 103-103.

19.
LOUREIRO, M. J. G.. Cartografia a Serviço de Sua Majestade: o caso dos Teixeiras. In: IV Simpósio Luso-Brasileiro de Cartografia Histórica, 2011, Porto (Portugal). Anais. Porto: Universidade do Porto, 2011. v. Único. p. 1-1.

20.
LOUREIRO, M. J. G.. A Monarquia polissinodal portuguesa e o debate em torno da região do Prata (1640-1661). In: Simpósio Temático "Dinâmica Imperial no Antigo Regime Português: Séculos XVI-XVIII", realizado por ocasião do XIV Encontro Regional de História: Memória e Patrimônio (ANPUH-Rio 2010), 2010, Rio de Janeiro. Caderno de Resumos ANPUH-Rio 2010. Rio de Janeiro: Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO), 2010. v. Único.

21.
LOUREIRO, M. J. G.. A produção da História Militar recente: desafios e perspectivas. In: III Seminário de Estudos: Poder Aerospacial e Estudos de Defesa, 2010, Rio de Janeiro. Resumos. Rio de Janeiro: UNIFA, 2010. p. 1-1.

22.
LOUREIRO, M. J. G.. "Em tempo de tantos apertos": gestão e polissinodia na monarquia pluricontinental portuguesa (1640-1648). In: III Encontro Internacional de História Colonial: Cultura, Poderes e Sociabilidades no Mundo Atlântico (Séculos XV-XVIII), 2010, Recife. Caderno de Resumos. Recife: Editora Universitária UFPE, 2010. v. Único. p. 68-68.

23.
LOUREIRO, M. J. G.. "Que albarroe as portas da cobissa holandeza": disponibilidade de recursos e projetos para a compra do nordeste. In: V Semana de História Política/II Seminário Nacional de História: Política e Cultura & Política e Sociedade, 2010, Rio de Janeiro. Caderno de Resumos (Semana de História Política, Seminário Nacional de História Política). Rio de Janeiro: UERJ, 2010. v. Único. p. 65-65.

24.
LOUREIRO, M. J. G.. O arbítrio de Manuel Fernandes Cruz e a gestão da monarquia pluricontinental (1640-1661). In: V Jornada de História do Programa de Pós-graduação em História Social da Universidade Federal do Rio de Janeiro, 2010, Rio de Janeiro. Arshistorica - Revista de História (Anais da V Jornada de História do Programa de Pós-graduação em História Social da Universidade Federal do Rio de Janeiro). Rio de Janeiro: PPGHIS-UFRJ, 2010. v. Único. p. 1-1.

25.
LOUREIRO, M. J. G.. A Segunda Escolástica, a Monarquia Barroca e a Idiografia do Prata no Século XVII. In: Simpósio Temático "Dinâmica Imperial no Antigo Regime Português: Séculos XVI-XVIII", realizado por ocasião do XXV Simpósio Nacional de História: História e Ética (ANPUH 2009), 2009, Fortaleza. História e ética: simpósios temáticos e resumos do XXV Simpósio Nacional de História. Fortaleza: Universidade Federal do Ceará. v. I. p. 67-67.

26.
LOUREIRO, M. J. G.; MOREIRA, L. G. S. . Resgatando indivíduos, revisitando sociedades: contribuições da micro-análise italiana para a compreensão da construção da política portuguesa para o Prata na segunda metade do século XVII. In: 3º Seminário Nacional de História da Historiografia: aprender com a história?, 2009, Mariana (MG). Anais. Mariana: Universidade Federal de Ouro Preto, 2009. v. I. p. 1-1.

27.
LOUREIRO, M. J. G.. Por "Cadeias de Papel": aspectos da gestão do Atlântico sul pela monarquia barroca portuguesa (1640-1661). In: IV Semana de História Política/ I Seminário Nacional de História: Política e Cultura & Política e Sociedade, 2009, Rio de Janeiro. Caderno de Resumos (Semana de História Política, Seminário Nacional de História Política). Rio de Janeiro: UERJ-PPGH, 2009. v. Único. p. 74-75.

28.
LOUREIRO, M. J. G.. Poderes e governabilidade régia na monarquia pluricontinental (1640-1648). In: II Encontro Memorial do Instituto de Ciências Humanas e Sociais da Universidade Federal de Ouro Preto, 2009, Mariana. Anais eletrônicos. Mariana: UFOP, 2009.

29.
LOUREIRO, M. J. G.. O Atlas de João Teixeira e as Fortificações de Defesa da Baía de Guanabara no Século XVII. In: III Simpósio Luso Brasileiro de Cartografia Histórica: Passado & Presente para o Futuro, 2009, Ouro Preto. Anais do III Simpósio Luso-Brasileiro de Cartografia Histórica: Passado & Presente para o Futuro - Resumos. Belo Horizonte: Centro de Referência em Cartografia Histórica - Universidade Federal de Minas Gerais, 2009. v. Único. p. 54-54.

30.
LOUREIRO, M. J. G.. O Conselho de Guerra, o Conselho Ultramarino e o debate em torno das alternativas para a Coroa na gestão dos conflitos pós-Restauração (1640-1648). In: II Seminário Nacional de Pós-graduandos em História das Instituições - Sociedades: culturas e poderes, 2009, Rio de Janeiro. Caderno de Resumos. Rio de Janeiro: Programa de Pós-graduação em HIstória, 2009. v. Único. p. 52-52.

31.
LOUREIRO, M. J. G.. A Dinâmica Imperial e a Construção da Política Ultramarina para o Prata no Reinado de D. João IV. In: IV Jornada de História do Programa de Pós-graduação em História Social da Universidade Federal do Rio de Janeiro, 2009, Rio de Janeiro. Arshistorica - Revista de História (Anais da IV Jornada de História do Programa de Pós-graduação em História Social da Universidade Federal do Rio de Janeiro). Rio de Janeiro: PPGHIS-UFRJ, 2009. v. Único. p. 1-1.

32.
LOUREIRO, M. J. G.. Circulação de Informações no Império Ultramarino Português e a Construção da Política Lusa para o Prata (1668-1724). In: Diálogos & Aproximações: Seminário de Pesquisa de Pós-Graduação em História da UFRJ, 2008, Rio de Janeiro. Diálogos & Aproximações. Rio de Janeiro: UFRJ, 2008.

33.
LOUREIRO, M. J. G.. Resignificando o "Sistema Colonial": do Dualismo Econômico à Abordagem Multifocada. In: III Semana de História Política do Programa de Pós-graduação em História da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, 2008, Rio de Janeiro. Caderno de Resumos: III Semana de História Política - PPGH/UERJ. Rio de Janeiro: UERJ, 2008. p. 53-53.

34.
LOUREIRO, M. J. G.. A Questão do Prata no Império Português: Perspectivas de Investigação (1668-1724). In: XVI Encontro Regional de História - ANPUH Minas Gerais, 2008, Belo Horizonte. Caderno de Resumos do XVI Encontro Regional de História - ANPUH Minas Gerais. Belo Horizonte: UFMG, 2008.

35.
LOUREIRO, M. J. G.. A Gestão do Imprevisível: Circulação de Informações no Império Ultramarino Português, Formação de Interesses, e a Construção da Política Lusa para o Prata (1668-1724). In: XIII Encontro de História ANPUH-Rio: Identidades, 2008, Rio de Janeiro. Caderno de Resumos e Programação. Rio de Janeiro: Armazém das Letras, 2008. p. 63-63.

36.
LOUREIRO, M. J. G.; MOREIRA, L. G. S. . Uma proposta de investigação micro-analítica para a crise monetária na América portuguesa da segunda metade do século XVII. In: II Colóquio do Laboratório de História Econômica e Social "Micro História e os Caminhos da História Social", 2008, Juiz de Fora. II Colóquio do LAHES Caderno de Resumos e Programação. Juiz de Fora (MG): Clio Edições, 2008. v. I. p. 53-53.

37.
LOUREIRO, M. J. G.. A Gestão de Políticas em Monarquias Corporativas: Projetos Hispânicos e Portugueses para o Prata (1580-1668). In: IV Simpósio Internacional de Estudos sobre América Colonial - CASO, 2008, Belo Horizonte. Caderno de Resumos e Programação. Belo Horizonte: Universidade Federal do Minas Gerais, 2008. p. 95-96.

38.
LOUREIRO, M. J. G.. "Pro Bono Communis": a monarquia portuguesa e a crise monetária da América na segunda metade do século XVII. In: I Seminário Nacional de Pós-graduandos em História das Instituições: Instituições, Cultura e Poder (UNIRIO), 2008, Rio de Janeiro. Caderno de Resumos. Rio de Janeiro: NUMEM, 2008. p. 30-30.

Artigos aceitos para publicação
1.
LOUREIRO, M. J. G.. 'Como poderemos restaurar depois de perdido, senão fazendo Justiça?' O Conselho Ultramarino e o diálogo com as conquistas em tempos de incerteza (1640-1656). LOCUS (UFJF), 2018.

2.
ALBUQUERQUE, F. D. ; LOUREIRO, M. J. G. . 'E a lua era tão triste': Edoardo De Martino e a representação da civilização na pintura de paisagem e de guerra. ANAIS DO MUSEU HISTÓRICO NACIONAL, 2018.

Apresentações de Trabalho
1.
LOUREIRO, M. J. G.. A Participação da Marinha do Brasil na Segunda Guerra Mundial. O desafio da guerra antissubmarino. Palestra realizada na Escola Preparatória de Cadetes do Exército. 2018. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

2.
LOUREIRO, M. J. G.. 'Em espaço breve, a grandeza e a superfície da terra e do mar': representações políticas no espaço cartografado (séculos XV-XVII), comunicação realizada no Simpósio Temático 'Entre caminhos, trajetórias, vilas e cidades': Políticas e tramas de ocupação e representação das conquistas e territórios portugueses no ultramar (Anpuh-Rio 2018, Universidade Federal Fluminense). 2018. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

3.
ALBUQUERQUE, F. D. ; LOUREIRO, M. J. G. . Entre armas e pinceis: Edoardo De Martino e as representações da civilização na Guerra do Paraguai. Comunicação apresentada no Simpósio Temático História Militar: teoria, metodologia e fontes de pesquisa, realizado por ocasião do III Simpósio Nacional de História Militar (III SNHM). 2018. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

4.
LOUREIRO, M. J. G.. 'Na perda da opinião, arrisca-se um reino': guerra, imagens e opinião coletiva na Europa do Antigo Regime. Comunicação realizada na Mesa redonda Guerra e Cultura Midiática, mediada por José Miguel de Arias Neto, por ocasião do III Simpósio Nacional de História Militar. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

5.
LOUREIRO, M. J. G.. Territórios em concorrência: hierarquização e legitimação de territórios ultramarinos na monarquia portuguesa pós-restaurada. Comunicação realizada na XIII Semana de História Política da Universidade do Estado do Rio de Janeiro/ X Semana Nacional de História Política, Cultura e Sociedade. 2018. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

6.
LOUREIRO, M. J. G.; ALBUQUERQUE, F. D. . 'De ferro e fogo': Edoardo De Martino, as representações da civilização e a Guerra do Paraguai. Comunicação realizada na Comissão de Estudos e Pesquisas Históricas do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro (IHGB). 2018. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

7.
LOUREIRO, M. J. G.. Nas ocasiões de guerra somente: Salvador Correia de Sá e Benevides, o Conselho Ultramarino, e a autonomia jurisdicional do Rio de Janeiro. Comunicação realizada na Universidade Nacional de Brasília, no Simpósio Temático Impérios Ibéricos no Antigo Regime: política, sociedade e cultura, realizado por ocasião do XXIX Simpósio Nacional de de História (ANPUH Nacional 2017). 2017. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

8.
LOUREIRO, M. J. G.. Nações, soberania e direito natural: expectativas de legitimação do império português na tratadística da segunda escolástica. Comunicação apresentada nas XIII Jornadas Internacionais de Estudos das Monarquias Ibéricas, Nações em Movimento. Índios, africanos e cristãos-novos nos impérios ibéricos ultramarinos (Red Columnaria), no Museu Histórico Nacional. 2017. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

9.
LOUREIRO, M. J. G.. Comentários aos participantes da mesa Império Português e Conexões Imperiais, realizada por ocasião da XII Jornada de Estudos Históricos Professor Manuel Salgado - Programa de Pós-graduação em História Social - UFRJ. 2017. (Apresentação de Trabalho/Outra).

10.
LOUREIRO, M. J. G.. 'Tempo de Guerra, mentiras por mar e por terra': opinião, murmuração e tumultos em torno dos acordos de paz entre Portugal e Holanda (1648). Comunicação apresentada no II Simpósio Nacional de História Militar (UNIRIO). 2017. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

11.
LOUREIRO, M. J. G.. 'Se armam os direitos contra aquele que desarma as leis': reflexões sobre o direito de resistência na cultura política da segunda escolástica ibérica (séculos XVI e XVII). Comunicação realizada na XII Semana de História Política da UERJ. 2017. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

12.
LOUREIRO, M. J. G.. Nobreza da Terra: Governação e Gestão Ultramarina (séculos XVI-XVIII). Aula realizada na Pós-graduação Lato Sensu do Colégio D. Pedro II. 2017. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

13.
LOUREIRO, M. J. G.. 'Para o crédito e reputação do governo': circuitos de deliberação e a governação por conselhos superiores na monarquia pluricontinental portuguesa no contexto do pós-Restauração (1640-1668). Palestra realizada na Sessão de 13 de abril de 2016 na Comissão de Estudos e Pesquisas Históricas (CEPHAS), do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro (IHGB). 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

14.
LOUREIRO, M. J. G.. 'Vassalos que despendem com liberdade pelo seu rei o que tem e o que não tem não são povo, mas nobreza': diálogos entre guerra e sociedade na monarquia portuguesa pós-restaurada (1640-1705). Comunicação apresentada no I Simpósio Nacional de História Militar. 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

15.
LOUREIRO, M. J. G.. O labirinto mais intrincado das consciências: política e conselhos superiores na monarquia portuguesa do pós-Restauração (1640-1656). Comunicação realizada no simpósio temático 'Impérios Ibéricos no Antigo Regime: política, sociedade e cultura', por ocasião do VI Encontro Internacional de História Colonial, na Universidade Católica de Salvador (UCSal). 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

16.
LOUREIRO, M. J. G.. 'Uma conquista por conquistar': o Maranhão na monarquia pluricontinental portuguesa (1640-1680). Comunicação realizada na Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

17.
LOUREIRO, M. J. G.. O governo por Conselhos na monarquia portuguesa do pós-Restauração: algumas notas de pesquisa. Comunicação realizada no XXVIII Simpósio Nacional de História (SNH 2015): Lugares dos historiadores, velhos e novos desafios. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

18.
LOUREIRO, M. J. G.. Circuitos de deliberação e legitimidade decisória na monarquia portuguesa do pós-Restauração (1640-1668). Comunicação realizada na Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

19.
LOUREIRO, M. J. G.. Guerra e Sociedade na Monarquia Portuguesa no Século XVII. Comunicação realizada na Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO). 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

20.
LOUREIRO, M. J. G.. Deliberação política e circuitos decisórios na monarquia portuguesa (1640-1668). Comunicação realizada no seminário permanente 'Le Brésil d Ancien Régime. Institutions impériales, société coloniale', da École des Hautes Études en Sciences Sociales (EHESS). 2014. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

21.
LOUREIRO, M. J. G.. Circuito de decisões na monarquia pluricontinental. Comunicação realizada no colóquio internacional Le « bon gouvernement des peuples »: une recherche collaborative et son contexte historiographique. Colóquio realizado na Universidade Nova de Lisboa. Coordenação de Pedro Cardim, João Fragoso e Jean-Frédéric Schaub. 2013. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

22.
LOUREIRO, M. J. G.. A Guerra na gestão da monarquia pluricontinental portuguesa (1640-1668): notas de pesquisa. Palestra realizada por ocasião do II Ciclo de Estudos e Pesquisas em História Militar, do Instituto de Geografia e História Militar do Brasil: "Guerra e Impérios Ultramarinos nos séculos XVI a XVIII". 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

23.
LOUREIRO, M. J. G.. O Governo da Guerra: portugueses e holandeses na disputa pelo Atlântico Sul (1640-1654). Conferência realizada no Colégio Naval. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

24.
LOUREIRO, M. J. G.. Conselhos Superiores, arbítrios e governo na monarquia pluricontinental portuguesa. Comunicação apresentada na Sessão de 27 de junho de 2012 da Comissão de Estudos e Pesquisas Históricas (CEPHAS) do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro (IHGB). 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

25.
LOUREIRO, M. J. G.. Gestão de Projetos Culturais: a Diretoria do Patrimônio Histórico e Documentação da Marinha. Palestra realizada na Faculdade de Administração e Finanças da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

26.
LOUREIRO, M. J. G.. 'Importa pouco o ter tomado, se se não conservar o que se tomou': os arbítrios e a conservação da monarquia pluricontinental portuguesa no contexto do pós-Restauração (1640-1648). Comunicação realizada na Universidade Federal de Ouro Preto. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

27.
LOUREIRO, M. J. G.. 'O príncipe que melhor sabe se conservar é o que maior opinião adquire no mundo': o padre Vieira e a gestão da monarquia pluricontinental portuguesa no contexto do pós-Restauração (1640-1648). Comunicação realizada na Universidade do Estado do Rio de Janeiro. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

28.
LOUREIRO, M. J. G.. Pedro Calmon, historiador. Palestra realizada no Instituto de Geografia e História Militar do Brasil. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

29.
LOUREIRO, M. J. G.. Cartografia, ascensão social e mercês no Antigo Regime Português. Comunicação realizada no Centro de Referência em Cartografia Histórica da Universidade Federal de Minas Gerais. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

30.
LOUREIRO, M. J. G.. 'É de minha conquista e cabe debaixo de minha demarcação': o Prata na gestão da monarquia portuguesa (1640-1668). Palestra realizada na mesa redonda 'O Rio de Janeiro e a expansão em direção ao sul: a configuração da fronteira no Prata', no âmbito do IV Encontro Internacional de História Colonial, realizado na Universidade Federal do Pará. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

31.
LOUREIRO, M. J. G.. A gestão da monarquia pluricontinental portuguesa (1640-1668): notas de pesquisa. Comunicação realizada no IV Encontro Internacional de História Colonial, realizado na Universidade Federal do Pará. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

32.
LOUREIRO, M. J. G.. A segunda escolástica e a comunicação política na monarquia pluricontinental portuguesa no contexto do pós-Restauração (1640-1668). 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

33.
LOUREIRO, M. J. G.. A organização do governo português na segunda metade do século XVII: notas de pesquisa. Palestra realizada no auditório do Museu Naval.. 2011. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

34.
LOUREIRO, M. J. G.. O Poder Naval na Formação do Brasil. Palestra realizada no auditório do Museu Naval. 2011. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

35.
LOUREIRO, M. J. G.. O movimento civil-militar de 1964: História e Historiografia. Palestra realizada na Escola Naval. 2011. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

36.
LOUREIRO, M. J. G.. Diplomacia e cartografia a serviço e utilidade de Sua Majestade: a pretensão de Portugal no Prata (1529-1704). Palestra realizada no Instituto de Geografia e História Militar do Brasil (IGHMB). 2011. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

37.
LOUREIRO, M. J. G.. ?Poliédrico, ambivalente, negociado e indeciso?: o Governo do Império e seus Conselhos Superiores (1640-1668). Comunicação apresentada na ANPUH nacional, realizada na Universidade de São Paulo (USP). 2011. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

38.
LOUREIRO, M. J. G.. O governo Polissinodal no Portugal Restaurado: articulações e tensões (1640-1648). Comunicação realizada em seminário na Universidade do Estado do Rio de Janeiro. 2011. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

39.
LOUREIRO, M. J. G.; RESTIER JUNIOR, Renato J. P. . Formação e desenvolvimento da Aviação Naval no Brasil entre 1916 e 1941. Comunicação realizada na Universidade da Força Aérea. 2011. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

40.
LOUREIRO, M. J. G.. Cultura Política e Consagração do Poder no Portugal Restaurado (1640-1650). Comunicação realizada na Universidade Federal do Rio de Janeiro. 2011. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

41.
LOUREIRO, M. J. G.. A Segunda Escolástica e a legitimação do poder no Portugal Restaurado (1640-1650). Comunicação realizada na Universidade Severino Sombra. 2011. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

42.
RESTIER JUNIOR, Renato J. P. ; LOUREIRO, M. J. G. . A Guerra no pensamento de Charles Tilly e a formação do Estado alemão. Palestra realizada por ocasião do I Ciclo de Estudos e Pesquisas em História Militar, do Instituto de Geografia e História Militar do Brasil. 2011. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

43.
LOUREIRO, M. J. G.. "Sistema Colonial ou "Império Português"? Batalhas Historiográficas e História Militar. Comunicação apresentada em painel historiográfico no XXXVII Congresso Internacional de História Militar. 2011. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

44.
LOUREIRO, M. J. G.; RABELLO, C. F. C. . Projeto "Uma Aula no Museu". Comunicação realizada aos professores do Colégio Marista São José. 2011. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

45.
LOUREIRO, M. J. G.. Mentalidade Marítima Brasileira. Nossa História. Comunicação apresentada na Mesa Redonda "Educação Marítima Brasileira", por ocasião do Seminário "Dia Internacional dos Oceanos ", realizado na Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ-FFP). 2010. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

46.
LOUREIRO, M. J. G.. A Produção da História Militar recente: desafios e perspectivas. Comunicação apresentada na Mesa redonda "História Militar no Brasil", por ocasião de seminário realizado na Universidade da Força Aérea (UNIFA). 2010. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

47.
LOUREIRO, M. J. G.. Liderança e Pós-modernidade. Palestra realizada no Museu Naval. 2010. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

48.
LOUREIRO, M. J. G.. A Monarquia polissinodal portuguesa e o debate em torno da região do Prata (1640-1661). Comunicação realizada na Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO/ANPUH-Rio 2010). 2010. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

49.
LOUREIRO, M. J. G.. A Campanha da Cisplatina e a Formação da República Oriental do Uruguai (1808-1828). Palestra realizada no 2° Simpósio de História da Escola Naval. 2010. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

50.
LOUREIRO, M. J. G.. O Estado monárquico português no pós-Restauração: estrutura administrativa e governabiblidade. Palestra realizada no VIII Congresso de História da Região dos Lagos, organizado pela Universidade Veiga de Almeida. 2010. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

51.
LOUREIRO, M. J. G.. "Em tempo de tantos apertos": gestão e polissinodia na monarquia pluricontinental portuguesa (1640-1648). Comunicação realizada em congresso internacional realizado na Universidade Federal de Pernambuco. 2010. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

52.
LOUREIRO, M. J. G.. O arbítrio de Manuel Fernandes Cruz e a gestão da monarquia pluricontinental (1640-1661). Comunicação apresentada no seminário de Pós-graduação em História Social da Universidade Federal do Rio de Janeiro. 2010. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

53.
LOUREIRO, M. J. G.. "Do idealismo de seus predecessores à contínua busca pela excelência" - A missão da Odontoclínica Central da Marinha sob os aspectos de sua história. Conferência de abertura da XXXI Jornada Científica da Odontoclínica Central da Marinha, realizada no Clube Naval. 2010. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

54.
LOUREIRO, M. J. G.. O Conselho Ultramarino e o Governo do Império: jurisdição, prestígio e historiografia. Comunicação apresentada em seminário na Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO). 2010. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

55.
LOUREIRO, M. J. G.. "Que albarroe as portas da cobissa holandeza": disponibilidade de recursos e projetos para a compra do nordeste (1648-1650). Comunicação realizada em seminário na Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). 2010. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

56.
LOUREIRO, M. J. G.. "Em tempo de tantos apertos": a crise do pós-Restauração e a gestão do Império português por uma monarquia polissinodal (1640-1648). Comunicação apresentada na Sessão de 12 de maio de 2010 da Comissão de Estudos e Pesquisas Históricas (CEPHAS) do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro (IHGB). 2010. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

57.
LOUREIRO, M. J. G.. A Segunda Escolástica, a Monarquia Barroca e a Idiografia do Prata no Século XVII. Comunicação apresentada na ANPUH nacional, realizada na Universidade Federal do Ceará (UFC). 2009. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

58.
LOUREIRO, M. J. G.; RESTIER JUNIOR, Renato J. P. . História Política, História Social e História Militar: três histórias em busca de um eixo teórico e metodológico comum. Palestra realizada no Instituto de Geografia e História Militar do Brasil (IGHMB). 2009. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

59.
LOUREIRO, M. J. G.; MOREIRA, L. G. S. . Resgatando indivíduos, revisitando sociedades: contribuições da micro-análise italiana para a compreensão da construção da política ultramarina portuguesa para o Prata na segunda metade do século XVII. Comunicação apresentada em seminário na Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP). 2009. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

60.
LOUREIRO, M. J. G.. Por "Cadeias de Papel": aspectos da gestão do Atlântico sul pela monarquia barroca portuguesa (1640-1661). Comunicação realizada em seminário na Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). 2009. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

61.
LOUREIRO, M. J. G.. Pandemia, Saúde Pública e Comportamento Social: reflexões historiográficas acerca de uma doença desconhecida em sociedades pós-modernas. Palestra realizada no Museu Naval. 2009. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

62.
LOUREIRO, M. J. G.. A Dinâmica Imperial e a Construção da Política Ultramarina para o Prata no Reinado de D. João IV. Comunicação apresentada em seminário na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). 2009. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

63.
LOUREIRO, M. J. G.. Guerra no Atlântico Sul: conexões entre a América Portuguesa, Angola e o Prata em uma conjuntura crítica (1640-1661). Palestra realizada em simpósio na Escola Naval. 2009. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

64.
LOUREIRO, M. J. G.. ?Tão exausto de gente e de cabedal?: Portugal e a guerra contra holandeses e castelhanos na crise do pós-Restauração. Palestra realizada no Colégio Naval (CN). 2009. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

65.
LOUREIRO, M. J. G.. Poderes e Governabilidade Régia na Monarquia Pluricontinental (1640-1648). Comunicação apresentada em seminário realizado na Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP). 2009. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

66.
LOUREIRO, M. J. G.. O Atlas de João Teixeira e as Fortificações de Defesa da Baía de Guanabara no Século XVII. Comunicação apresentada em simpósio internacional realizado na Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP). 2009. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

67.
LOUREIRO, M. J. G.. A Monarquia Portuguesa e a Gestão dos Conflitos contra os Holandeses no pós-Restauração (1640-1661). Palestra realizada no Instituto de Geografia e História Militar do Brasil (IGHMB). 2009. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

68.
LOUREIRO, M. J. G.. O Conselho de Guerra, o Conselho Ultramarino e o debate em torno das alternativas para a Coroa na gestão dos conflitos pós-Restauração. Cominicação apresentada em seminário realizado na Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO). 2009. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

69.
LOUREIRO, M. J. G.. Guerra, Estado e Sociedade. Comunicação apresentada em seminário na Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro. 2009. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

70.
LOUREIRO, M. J. G.. Circulação de Informações no Império Ultramarino Português e a Construção da Política Lusa para o Prata (1668-1724). Comunicação apresentada em seminário realizado na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). 2008. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

71.
LOUREIRO, M. J. G.. A Crise do "Estado-Nação": Diálogos entre a Teoria e a Realidade. Palestra realizada na Escola Naval (EN). 2008. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

72.
LOUREIRO, M. J. G.. A Questão do Prata no Império Português: Perspectivas de Investigação (1668-1724). Comunicação apresentada na ANPUH-MG, realizada na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). 2008. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

73.
LOUREIRO, M. J. G.. Resignificando o "Sistema Colonial": do Dualismo Econômico à Abordagem Multifocada. Comunicação apresentada em seminário realizado na Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). 2008. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

74.
LOUREIRO, M. J. G.. A Gestão do Imprevisível: Circulação de Informações no Império Ultramarino Português, Formação de Interesses e a Construção da Política Lusa para o Prata (1668-1724). Comunicação apresentada na ANPUH-Rio, realizada na Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ). 2008. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

75.
LOUREIRO, M. J. G.; MOREIRA, L. G. S. . Uma proposta de investigação micro-analítica para a crise monetária na América portuguesa da segunda metade do século XVII. Comunicação apresentada em colóquio na Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF). 2008. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

76.
LOUREIRO, M. J. G.. "Pro Bono Communis": a monarquia portuguesa e a crise monetária da América na segunda metade do século XVII. Comunicação apresentada em seminário na Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO). 2008. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

77.
LOUREIRO, M. J. G.. A Gestão de Políticas em Monarquias Corporativas: Projetos Hispânicos e Portugueses para o Prata (1580-1668). Comunicação apresentada em simpósio internacional realizado na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). 2008. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

78.
LOUREIRO, M. J. G.. A Liderança de Joana D'Arc. Palestra realizada no Centro de Instrução Almirante Wandenkolk (CIAW). 2007. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

79.
LOUREIRO, M. J. G.. O Perfil do Poder: a configuração político-partidária do Congresso Nacional na legislatura 2006-2010. Palestra realizada no Centro de Instrução Almirante Wandenkolk (CIAW). 2007. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

80.
LOUREIRO, M. J. G.. Da Al Andaluz Medieval ao Franquismo: Panorama de Doze Séculos de História Espanhola. Palestra realizada no Navio-Escola Brasil (NE Brasil). 2004. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

81.
LOUREIRO, M. J. G.. Guanabara, Angola e Prata: Uma Conexão Estratégica nos Séculos XVI e XVII. Apresentação de trabalho em Simpósio realizado na Escola Naval (EN). 2002. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

Outras produções bibliográficas
1.
LOUREIRO, M. J. G.. Apresentação da Edição de junho de 2014 da Revista Navigator (Dossiê 'Defesa, Política, Trajetórias Sociais e Fluxos Mercantis no Antigo Regime'). Rio de Janeiro, 2014. (Prefácio, Pósfacio/Prefácio)>.

2.
LOUREIRO, M. J. G.. Prefácio do livro 'Conversando sobre Liderança', de autoria de Márcio Pinheiro Vasconcellos. Rio de Janeiro, 2014. (Prefácio, Pósfacio/Prefácio)>.

3.
LOUREIRO, M. J. G.. Prefácio do livro 'Uma História das Guerras Navais. O desenvolvimento tecnológico das belonaves e o emprego do poder naval ao longo dos tempos', de autoria de William Carmo Cesar. Rio de Janeiro, 2013. (Prefácio, Pósfacio/Prefácio)>.

4.
LOUREIRO, M. J. G.. Entrevista concedida a Editora Apicuri sobre o livro "A Gestão no Labirinto. Circulação de informações no Império Ultramarino Português, formação de interesses e construção da política lusa para o Prata (1640-1705). Rio de Janeiro: Apicuri, 2012 (Entrevista).

5.
LOUREIRO, M. J. G.. Apresentação da Edição de junho de 2012 da Revista Navigator (Dossiê 'Território, defesa e atuação militar na América portuguesa'). Rio de Janeiro, 2012. (Prefácio, Pósfacio/Apresentação)>.

6.
LOUREIRO, M. J. G.. "Orelha" do livro "Esperança da Armada: Estudos Interdisciplinares do Colégio Naval", organizado por Leandro Garcia Rodrigues. Rio de Janeiro, 2011. (Prefácio, Pósfacio/Apresentação)>.

7.
LOUREIRO, M. J. G.. Apresentação da Edição de junho de 2011 da Revista Navigator (Dossiê "Iconografia e cartografia no medievo e na modernidade"). Rio de Janeiro, 2011. (Prefácio, Pósfacio/Apresentação)>.

8.
LOUREIRO, M. J. G.. Apresentação da Edição de dezembro de 2011 da Revista Navigator (Dossiê "Engenharia militar, guerra e representações cartográficas nas Américas dos séculos XVI a XIX"). Rio de Janeiro, 2011. (Prefácio, Pósfacio/Apresentação)>.

9.
LOUREIRO, M. J. G.. "Orelha" do livro "Os Índios na História de São Pedro de Cabo Frio - Séculos XVII-XIX", de autoria de Luiz Guilherme Moreira e Janderson Bax Carneiro. Rio de Janeiro, 2010. (Prefácio, Pósfacio/Apresentação)>.

10.
LOUREIRO, M. J. G.. Apresentação da Edição de Junho de 2010 da Revista Navigator (Dossiê Tomada de Caiena). Rio de Janeiro, 2010. (Prefácio, Pósfacio/Apresentação)>.

11.
LOUREIRO, M. J. G.; RESTIER JUNIOR, Renato J. P. . Apresentação da Edição de dezembro de 2010 da Revista Navigator (Dossiê "Poder Naval, Comércio e Instituições Militares no Brasil Oitocentista"). Rio de Janeiro, 2010. (Prefácio, Pósfacio/Apresentação)>.

12.
LOUREIRO, M. J. G.. Apresentação da Edição de Junho de 2009 da Revista Navigator (Dossiê Visconde de Inhaúma). Rio de Janeiro, 2009. (Prefácio, Pósfacio/Apresentação)>.

13.
LOUREIRO, M. J. G.. Apresentação da Edição de Dezembro de 2009 da Revista Navigator (Dossiê "Império, Guerra e Poder Naval no Antigo Regime"). Rio de Janeiro, 2009. (Prefácio, Pósfacio/Apresentação)>.


Produção técnica
Assessoria e consultoria
1.
LOUREIRO, M. J. G.. Comissão Científica do I Simpósio Nacional de História Militar. 2016.

2.
BITTENCOURT, A. S. ; LOUREIRO, M. J. G. ; RESTIER JUNIOR, Renato J. P. . Assessoria de Pesquisa sobre Jerônimo de Albuquerque Maranhão (1548-1618). 2011.

3.
LOUREIRO, M. J. G.. Pesquisa histórica para elaboração do livro comemorativo dos sessenta anos do Serviço de Seleção do Pessoal da Marinha. 2011.

4.
LOUREIRO, M. J. G.. Visita Técnica ao Museu Salles da Cunha para elaboração da exposição museológica "A Odontoclínica Central da Marinha - um meio tão essencial para a conservação da saúde". Exposição realizada por ocasião das comemorações dos setenta e cinco anos da Odontoclínica Central da Marinha. 2010.

5.
LOUREIRO, M. J. G.. Assessoria para a elaboração da exposição museológica "A Odontoclínica Central da Marinha - um meio tão essencial para a conservação da saúde". Exposição realizada por ocasião das comemorações dos setenta e cinco anos da Odontoclínica Central da Marinha. 2010.

6.
LOUREIRO, M. J. G.; GUSMAO, D. M. ; VASCONCELOS, L. F. R. . Assessoria de Pesquisa para Elaboração de Livro Biográfico dos ex-Diretores da Diretoria de Administração da Marinha. 2008.

Trabalhos técnicos
1.
LOUREIRO, M. J. G.. Parecer ad hoc para a Revista Maracanan, do Programa de Pós-graduação em História da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (PPGH-UERJ). 2018.

2.
LOUREIRO, M. J. G.. Parecer ad hoc para a Revista Nova Economia, Departamento de Ciências Econômicas da UFMG. 2018.

3.
LOUREIRO, M. J. G.. Parecer ad hoc para a Revista Clio: Revista de Pesquisa Histórica (PPGH-UFPE). 2018.

4.
LOUREIRO, M. J. G.. Parecer ad hoc para a Revista Clio (UFPE). 2018.

5.
LOUREIRO, M. J. G.. Parecer Ad Hoc para a Revista Antíteses (UEL). 2017.

6.
LOUREIRO, M. J. G.. Parecer Ad Hoc para a Revista da Escola de Guerra Naval. 2017.

7.
LOUREIRO, M. J. G.. Parecer ad hoc para a Revista Antíteses da Universidade Federal de Londrina. 2017.

8.
LOUREIRO, M. J. G.. Parecer ad hoc para a Revista Antíteses (UEL). 2017.

9.
LOUREIRO, M. J. G.. Parecer ad hoc para a Revista Antíteses (Universidade Federal de Londrina). 2017.

10.
LOUREIRO, M. J. G.. Parecer Ad Hoc para a Revista da Universidade da Força Aérea - UNIFA (Parecer 01/2012)). 2012.

11.
RABELLO, C. F. C. ; BITTENCOURT, A. S. ; LOUREIRO, M. J. G. . Projeto Educacional "Uma Aula no Museu". Projeto destinado a alunos do Ensino Fundamental e Médio de Escolas do Rio de Janeiro. 2011.

12.
RABELLO, C. F. C. ; BITTENCOURT, A. S. ; LOUREIRO, M. J. G. . Projeto Educacional "Conhecendo a História Naval Brasileira no Museu Naval". 2010.

13.
LOUREIRO, M. J. G.. Parecer Ad Hoc para a Revista Navigator (Parecer n° 03/2010). 2010.

14.
LOUREIRO, M. J. G.. Parecer Ad Hoc para Revista Navigator (Parecer n° 8/2009). 2009.

Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
BITTENCOURT, A. S. ; LOUREIRO, M. J. G. . Conhecendo Museus. Programa exibido na TV Brasil. 2012. (Programa de rádio ou TV/Outra).

2.
LOUREIRO, M. J. G.. Entrevista ao vivo concedida ao Programa "Brasil-Nação", da Rádio Livre (1440 AM), sobre o livro "A Gestão no Labirinto: circulação de informações no Império Ultramarino Português, formação de interesses e construção da política lusa para o Prata (1640-1705)". 2012. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).


Demais tipos de produção técnica
1.
LOUREIRO, M. J. G.. Arte e Política nos séculos XV a XVIII: representações do poder nas monarquias católicas da Europa do Sul. 2017. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

2.
LOUREIRO, M. J. G.. 'Ideias de Estado, Direito, Guerra e Paz na cultura escolástico-ibérica dos séculos XVI-XVII'. 2016. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

3.
LOUREIRO, M. J. G.. 'Deliberação política e governo na monarquia portuguesa pós-Restaurada: dinâmicas entre Reino e conquistas (1640-1668)'. 2016. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

4.
BITTENCOURT, A. S. ; LOUREIRO, M. J. G. . Embarcando na Marinha. 2015. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Materialdidático(Apostila)).

5.
LOUREIRO, M. J. G.; RESTIER JUNIOR, Renato J. P. ; BITTENCOURT, A. S. . Organização do material didático "Aprendendo no Museu Naval", destinado aos alunos que participarem do Projeto educacional "Uma Aula no Museu". 2012. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Material didático (Apostila)).

6.
LOUREIRO, M. J. G.. Revista Navigator: Subsídios para a História Marítima do Brasil (Edição de Junho de 2012 - Dossiê 'Território, defesa e atuação militar na América portuguesa'). 2012. (Editoração/Periódico).

7.
LOUREIRO, M. J. G.; BITTENCOURT, A. S. . Revista Navigator: Subsídios para a História Marítima do Brasil (Edição de junho de 2011 - "Iconografia e Cartografia no medievo e na modernidade "). 2011. (Editoração/Periódico).

8.
LOUREIRO, M. J. G.; BITTENCOURT, A. S. . Revista Navigator: Subsídios para a História Marítima do Brasil (Edição de dezembro de 2011 - "Engenharia militar, guerra e representações cartográficas nas Américas dos séculos XVI a XIX". 2011. (Editoração/Periódico).

9.
LOUREIRO, M. J. G.; MOREIRA, L. G. S. . "A Gestão da Guerra na América Portuguesa do pós-Restauração". Mini-curso ministrado no III Encontro Internacional de História Colonial: Cultura, Poderes e Sociabilidades (Séculos XV-XVIII), em Recife (UFPE). 2010. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

10.
LOUREIRO, M. J. G.; RESTIER JUNIOR, Renato J. P. ; CHAGAS, F. M. S. . "Conhecendo a História Naval Brasileira no Museu Naval". 2010. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

11.
LOUREIRO, M. J. G.. "História das Relações Internacionais: da Paz de Vestfália aos Dias Atuais". 2010. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

12.
LOUREIRO, M. J. G.; RESTIER JUNIOR, Renato J. P. . Participação na elaboração e gravação do filme institucional "Conhecendo o Complexo Cultural da Marinha e a História Naval Brasileira". 2010. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Vídeo Institucional).

13.
LOUREIRO, M. J. G.; BITTENCOURT, A. S. ; GUSMAO, D. M. . Revista Navigator: Subsídios para a História Marítima do Brasil (Edição de Junho de 2010 - Dossiê "Tomada de Caiena"). 2010. (Editoração/Periódico).

14.
LOUREIRO, M. J. G.. Revista da Intendência. 2010. (Editoração/Periódico).

15.
LOUREIRO, M. J. G.; BITTENCOURT, A. S. ; RESTIER JUNIOR, Renato J. P. . Revista Navigator: Subsídios para a História Marítima do Brasil (Edição de Dezembro de 2010 - Dossiê "Poder Naval, Comércio e Instituições Militares no Brasil Oitocentista"). 2010. (Editoração/Periódico).

16.
LOUREIRO, M. J. G.. "Pensamento e Representação no Ocidente - do Medieval ao Barroco". 2009. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

17.
LOUREIRO, M. J. G.; BITTENCOURT, A. S. . Revista Navigator: Subsídios para a História Marítima do Brasil (Edição de Junho de 2009 - Dossiê "Visconde de Inhaúma"). 2009. (Editoração/Periódico).

18.
LOUREIRO, M. J. G.; BITTENCOURT, A. S. . Revista Navigator: Subsídios para a História Marítima do Brasil (Edição de Dezembro de 2009 - Dossiê "Império, Guerra e Poder Naval no Antigo Regime"). 2009. (Editoração/Periódico).

19.
LOUREIRO, M. J. G.. "A Historiografia dos Estados Modernos". 2008. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

20.
LOUREIRO, M. J. G.; BITTENCOURT, A. S. . Revista Navigator: Subsídios para a História Marítima do Brasil (Edição de Dezembro de 2008 - Edição especial. 2008. (Editoração/Periódico).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
THIESEN, I.; WEHLING, A.; PARENTE, P. A. L; LOUREIRO, MARCELLO JOSÉ GOMES. Participação em banca de Andre Luis Cardoso Azoubel Zulli. Guarda Real da Polícia do Rio de Janeiro: Um estudo sobre as atribuições da primeira instituição policial ostensiva brasileira (1809 - 1831). 2018. Dissertação (Mestrado em Historia) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro.

2.
ALMEIDA, F. E. A.; CABRAL, R. P.; GOMES LOUREIRO, MARCELLO JOSÉ. Participação em banca de Caroline Malveira Pinto Alves. Plano de mobilização de embarcações do apoio marítimo: uma proposta inicial. 2018. Dissertação (Mestrado em Mestrado Profissional em Estudos Marítimos) - Escola de Guerra Naval.

3.
GRANATO, Marcus; LOUREIRO, MARCELLO JOSÉ GOMES; SÁ, I. C. Participação em banca de Miriam Benevenute Santos. Os objetos de Ciência e Tecnologia nas coleções da Marinha: por mares nunca dantes navegados. 2018. Dissertação (Mestrado em Museologia e Patrimönio) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro.

4.
ALMEIDA, F. E. A.; CABRAL, R. P.; ARIAS NETO, J. M.; LOUREIRO, MARCELLO JOSÉ GOMES. Participação em banca de Edina Laura Costa Nogueira da Gama. A historiografia naval brasileira e o pioneirismo de Theotonio Meirelles da Silva (1876-1884). 2017. Dissertação (Mestrado em Mestrado Profissional em Estudos Marítimos) - Escola de Guerra Naval.

5.
RODRIGUES, C. M.; ALMEIDA, F. E. A.; SUAREZ, M. A. G.; MEDEIROS, Sabrina Evangelista; LOUREIRO, MARCELLO JOSÉ GOMES. Participação em banca de Jéssica de Freitas e Gonzaga da Silva. 'Na paz cumpre-se preparar para a guerra': a Armada Imperial e a defesa da fronteira do Mato Grosso contra a República do Paraguai (1852-1865). 2017. Dissertação (Mestrado em Mestrado Profissional em Estudos Marítimos) - Escola de Guerra Naval.

6.
ALMEIDA, F. E. A.; MOURA, J. A. A.; RODRIGUES, F. S.; LOUREIRO, MARCELLO JOSÉ GOMES. Participação em banca de Rodney Alfredo Pinto Lisboa. As farpas letais do tridente: procedimentos de lançamento/recolhimento de mergulhadores de combate considerando o emprego dos futuros submarinos convencionais (S-BR) e nucleares (S-BR) da Marinha do Brasil. 2016. Dissertação (Mestrado em Mestrado Profissional em Estudos Marítimos) - Escola de Guerra Naval.

7.
ALMEIDA, F. E. A.; CABRAL, R. P.; ROCHA, M.; RODRIGUES, C. M.; LOUREIRO, MARCELLO JOSÉ GOMES. Participação em banca de Eduardo Ítalo Pesce. Navios-aeródromo e aviação embarcada na estratégia naval brasileira. 2016. Dissertação (Mestrado em Mestrado Profissional em Estudos Marítimos) - Escola de Guerra Naval.

8.
MEDEIROS, P. Y.; Axelson, P.; LOUREIRO, M. J. G.. Participação em banca de Carlos Fernando Corbage Rabello. Um Estudo sobre o consumidor de museus no Rio de Janeiro - Quem são e o que esperam?. 2015. Dissertação (Mestrado em Economia) - Faculdades Ibmec.

Qualificações de Mestrado
1.
CABRAL, R. P.; ALMEIDA, F. E. A.; LOUREIRO, MARCELLO JOSÉ GOMES. Participação em banca de Claudeniz Fernandes Guimarães. O desfio tecnológico da Marinha do Brasil entre a Guerra do Paraguai (1864) e o início do período republicano (1910) por meio de análises de artigos publicanos na Revista Marítima Brasileira. 2018. Exame de qualificação (Mestrando em Mestrado Profissional em Estudos Marítimos) - Escola de Guerra Naval.

2.
GRANATO, Marcus; LOUREIRO, MARCELLO JOSÉ GOMES; SÁ, I. C. Participação em banca de Miriam Benevenute Santos. Os objetos de ciência e tecnologia nas coleções da Marinha: por mares nunca dantes navegados. 2017. Exame de qualificação (Mestrando em Museologia e Patrimönio) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro.

3.
ALMEIDA, F. E. A.; MEDEIROS, Sabrina Evangelista; LOUREIRO, MARCELLO JOSÉ GOMES. Participação em banca de Caroline Malveira Pinto Alves. Plano de Mobilização de embarcações do apoio marítimo da bacia de Campos. 2017. Exame de qualificação (Mestrando em Mestrado Profissional em Estudos Marítimos) - Escola de Guerra Naval.

Monografias de cursos de aperfeiçoamento/especialização
1.
GUERRA, C. B.; FERNANDES, G. C.; LOUREIRO, MARCELLO JOSÉ GOMES; BITTENCOURT, A. S.. Participação em banca de Sérgio Willian de Castro Oliveira Filho. "La Jornada Gloriosa del 11 de Junio". A Batalha Naval do Riachuelo como propaganda de guerra nos periódicos paraguaios. 2017. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Curso de Especialização em História Militar Brasileira) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro.

2.
PARENTE, P. A. L; PEDROSA, F. G. V.; LOUREIRO, MARCELLO JOSÉ GOMES; CABRAL, R. P.. Participação em banca de Luiz Claudio Espírito Santo de Oliveira. Saltando na Zona de Lançamento da Eternidade. O Bosque dos Campeões e a Construção da Memória na Tropa Paraquedista. 2017. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em História Militar Brasileira) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro.

3.
LOUREIRO, MARCELLO JOSÉ GOMES; MONTEIRO, L. N.; LOPES, C. A.. Participação em banca de Maria Angela Gomes Gonçalves. De escravo a marinheiro: a Marinha de Guerra brasileira como caminho de escravos fugidos para alcançar a liberdade durante o século XIX. 2017. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em História Militar Brasileira) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro.

4.
LOUREIRO, MARCELLO JOSÉ GOMES; ROCHA, A. C. S. M.; CABRAL, R. P.; BITTENCOURT, A. S.. Participação em banca de Carlos Alexandre de Almeida Costa. O Bombardeio de Manaus (1910): o impacto para além da Política dos Estados. O interesse oligárquico que mobilizou Forças Federais com propósitos particulares. 2017. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em História Militar Brasileira) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro.

5.
LOUREIRO, MARCELLO JOSÉ GOMES; CABECEIRAS, M. R. V.; CABRAL, R. P.. Participação em banca de Fernando Luiz Velasco Gomes. O Governo do Estado do Brasil na Guerra aos Holandeses (1624-1640). 2017. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em História Militar Brasileira) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro.

6.
SANCHES, M. G.; LOUREIRO, MARCELLO JOSÉ GOMES; POLLIG, J. V.. Participação em banca de Cláudio Luiz de Oliveira. Os voluntários da Pátria na Guerra da Tríplice Aliança - Os corpos de polícia do Rio de Janeiro. 2017. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em História Militar Brasileira) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro.

7.
GOMES LOUREIRO, MARCELLO JOSÉ; CABECEIRAS, M. R. V.; CABRAL, R. P.. Participação em banca de Almir Francisco das Neves. A Brigada Real da Marinha Portuguesa: origem do Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil?. 2017. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em História Militar Brasileira) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro.

8.
MORAES, N. A.; LOUREIRO, MARCELLO JOSÉ GOMES; BAIA, L. C. S.. Participação em banca de Flávia do Carmo Pereira. O Patrimônio Histórico e Cultural do Exército: a história revelada nas fortificações e museus do Exército Brasileiro. 2017. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em História Militar Brasileira) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro.

9.
CABECEIRAS, M. R. V.; LOUREIRO, MARCELLO JOSÉ GOMES; PARENTE, P. A. L. Participação em banca de Luiz Ricardo Silva Ferreira. A construção da competência judicante e administrativa no Brasil: do Conselho Supremo Militar e de Justiça de 1808 ao Superior Tribunal de Justiça de 1829. 2017. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em História Militar Brasileira) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro.

10.
PARENTE, P. A. L; CABECEIRAS, M. R. V.; LOUREIRO, MARCELLO JOSÉ GOMES. Participação em banca de Thiago Aires Vieira. Introdução à cultura organizacional do Exército Brasileiro: uma abordagem dos artefatos culturais e identificáveis como parâmetros de da cultura organizacional da instituição. 2017. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em História Militar Brasileira) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro.

11.
MORAES, N. A.; LOUREIRO, MARCELLO JOSÉ GOMES; BAIA, L. C. S.. Participação em banca de Israel Lino Quintela de Araújo. A sentinela esquecida: resgate da história do Forte de Nossa Senhora da Glória (Forte de Campinho). 2017. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em História Militar Brasileira) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
LOUREIRO, M. J. G.; FERREIRA, Leonardo da Costa. Participação em banca de Arthur Pedretti Lofeudo Marinho Fernandes.A Força Expedicionária Brasileira e a participação do Brasil na Segunda Guerra Mundial. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Navais) - Escola Naval.

2.
LOUREIRO, M. J. G.; FERREIRA, Leonardo da Costa. Participação em banca de João Barros de Souza Júnior.A batalha de Midway e sua importância para o desenvolvimento da guerra aeronaval. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Navais) - Escola Naval.

3.
LOUREIRO, M. J. G.; FERREIRA, Leonardo da Costa. Participação em banca de William Douglas Saboia Eloy.A evolução tecnológica dos submarinos e o emprego durante a história. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Bacharelado em Ciências Navais) - Escola Naval.

4.
LOUREIRO, M. J. G.; FERREIRA, Leonardo da Costa. Participação em banca de Leonardo Silva Costa.As ações essenciais para a vitória na batalha naval do Riachuelo. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Navais) - Escola Naval.

5.
LOUREIRO, M. J. G.; FERREIRA, Leonardo da Costa. Participação em banca de Albertini Luiz de Souza Rodrigues.As reações da Marinha do Brasil diante dos ataques dos submarinos alemães na Segunda Guerra Mundial. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Bacharelado em Ciências Navais) - Escola Naval.

6.
LOUREIRO, M. J. G.; CIRILO, R.. Participação em banca de Monique Dias Pereira.A consolidação da logística através da análise dos tratados de guerra e seus legados para a Marinha do Brasil. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Navais) - Escola Naval.

7.
LOUREIRO, M. J. G.; FERREIRA, Leonardo da Costa. Participação em banca de Pedro Eugênio Beta Casal dos Santos.A concorrência entre os impérios: a importância do mar para as potências dos séculos XV-XVII. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Bacharelado em Ciências Navais) - Escola Naval.

8.
LOUREIRO, MARCELLO JOSÉ GOMES; FERREIRA, Leonardo da Costa. Participação em banca de José Lucas Ferreira de Oliveira Jales.Entre o mar e a terra: uma análise comparativa das teorias de Mahan e Mackinder. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Navais) - Escola Naval.

9.
LOPES JUNIOR, N.; LOUREIRO, M. J. G.. Participação em banca de Igor Lima Pereira.Villegagnon e a epopeia da Guanabara. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Bacharelado em Ciências Navais) - Escola Naval.

10.
MONTEIRO, Odilon Lugão; LOUREIRO, MARCELLO JOSÉ GOMES. Participação em banca de Luiz Guilherme Oliveira Tosta Montez.O Atlântico Sul e a crise no Golfo da Guiné: desafios e oportunidades para o Brasil. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Bacharelado em Ciências Navais) - Escola Naval.

11.
LOUREIRO, M. J. G.; PEDROZO, J.. Participação em banca de Leonardo Cardozo Pereira.Análise dos investimentos da Marinha Imperial brasileira em meios navais. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Bacharelado em Ciências Navais) - Escola Naval.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Concurso público
1.
LOUREIRO, MARCELLO JOSÉ GOMES; OLIVEIRA FILHO, Sérgio Willian de Castro; SANTOS, A. R. S. C. Concurso Público para Professor Adjunto do Magistério Superior da Marinha. 2017. Escola Naval.

Outras participações
1.
ALMEIDA, F. E. A.; LOUREIRO, M. J. G.; RODRIGUES, F. S.. Comissão examinadora da Banca do Processo Seletivo Discente 2017 do Curso de Especialização em História Militar Brasileira (Edital 08). 2017. Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro.

2.
BELLINTANI, A. I.; CABRAL, R. P.; LOUREIRO, M. J. G.. Comissão examinadora da Banca do Processo Seletivo Discente 2015 do Curso de Especialização em História Militar Brasileira (Edital 07). 2015. Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro.

3.
BITTENCOURT, A. S.; ASSIS, A. F.; LOUREIRO, M. J. G.. Concurso "História do Brasil". 2011. Clube Naval.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
Comissão de Estudos e Pesquisas Históricas (CEPHAS) do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro (IHGB).'De ferro e fogo': Edoardo De Martino, as representações da civilização e a Guerra do Paraguai. 2018. (Encontro).

2.
Encontro Internacional e XVIII Encontro de História da Anpuh-Rio: História e Parcerias (Anpuh-Rio 2018, Universidade Federal Fluminense).'Em espaço breve, a grandeza e a superfície da terra e do mar': representações políticas no espaço cartografado (séculos XV-XVII), comunicação realizada na Anpuh-Rio 2018. 2018. (Simpósio).

3.
III Simpósio Nacional de História Militar.'Na perda da opinião, arrisca-se um reino': guerra, imagens e opinião coletiva na Europa do Antigo Regime. Comunicação realizada na Mesa redonda Guerra e Cultura Midiática, por ocasião do III Simpósio Nacional de História Militar. 2018. (Simpósio).

4.
III Simpósio Nacional de História Militar.Entre armas e pinceis: Edoardo De Martino e as representações da civilização na Guerra do Paraguai. Comunicação realizada por ocasião do III Simpósio Nacional de História Militar. 2018. (Simpósio).

5.
Palestra realizada na Escola Preparatória de Cadetes do Exército, por ocasião de evento concernente ao envio da Força Expedicionária Brasileira (FEB) à Itália.A Participação da Marinha do Brasil na Segunda Guerra Mundial. O desafio da guerra antissubmarino. Palestra realizada na Escola Preparatória de Cadetes do Exército. 2018. (Encontro).

6.
Seminário alusivo aos 150 anos da passagem de Humaitá: história, memória e representações. Seminário realizado no Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro (IHGB). 2018. (Seminário).

7.
Simpósio Temático História Colonial Brasileira: novas abordagens, por ocasião da XIII Semana de História Política da UERJ/ X Seminário Nacional de História Política..Territórios em concorrência: hierarquização e legitimação de territórios ultramarinos na monarquia portuguesa pós-restaurada. 2018. (Seminário).

8.
II Simpósio Nacional de História Militar. Simpósio realizado na Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro.'Tempo de Guerra, mentiras por mar e por terra': opinião, murmuração e tumultos em torno dos acordos de paz entre Portugal e Holanda (1648). 2017. (Simpósio).

9.
Nações em Movimento. Índios, africanos e cristãos novos nos impérios ibéricos ultramarinos.Nações, soberania e direito natural: expectativas de legitimação do império português na tratadística da segunda escolástica. Comunicação realizada nas XIII Jornadas Internacionais de Estudos das Monaqruias Ibéricas (Red Columnaria). 2017. (Seminário).

10.
Sessão-aula História da América Portuguesa, realizada na Pós-graduação Lato Sensu do Colégio D. Pedro II.Nobreza da Terra: Governação e Gestão Ultramarina (séculos XVI-XVIII). 2017. (Encontro).

11.
Simpósio Temático Impérios Ibéricos no Antigo Regime: política, sociedade e cultura, realizado por ocasião do XXIX Simpósio Nacional de de História (ANPUH Nacional 2017): contra os preconceitos - História e Democracia. Nas ocasiões de guerra somente: Salvador Correia de Sá e Benevides, o Conselho Ultramarino, e a autonomia jurisdicional do Rio de Janeiro. Comunicação realizada no Simpósio Temático Impérios Ibéricos no Antigo Regime (ANPUH 2017 - UNB). 2017. (Congresso).

12.
XII Jornada de Estudos Históricos Professor Manoel Salgado - Programa de Pós-graduação em História Social da UFRJ.Coordenação e debate da mesa Império Português e Conexões Imperiais. 2017. (Simpósio).

13.
XII Semana de História Política da UERJ | IX Seminário Nacional de História: Política, Cultura & Sociedade..'Se armam os direitos contra aquele que desarma as leis': reflexões sobre o direito de resistência na cultura política da segunda escolástica ibérica (séculos XVI e XVII). 2017. (Simpósio).

14.
I Simpósio Nacional de História Militar."Vassalos que despendem com tanta liberdade pelo seu rei o que tem e o que não tem não são povo, mas nobreza": diálogos entre guerra e sociedade na monarquia portuguesa pós-restaurada (1640-1705). 2016. (Simpósio).

15.
Sessão de 13 de abril de 2016 da Comissão de Estudos e Pesquisas HIstóricas (CEPHAS) do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro (IHGB)."Para o crédito e reputação do governo": circuitos de deliberação e a governação por conselhos superiores na monarquia pluricontinental portuguesa no contexto do Pós-Restauração (1640-1668). 2016. (Encontro).

16.
VI Encontro Internacional de História Colonial (VI EIHC). Mundos coloniais comparados: poder, fronteiras e identidades. Encontro internacional realizado na Universidade Católica da Bahia.O labirinto mais intrincado das consciências: política e conselhos superiores na monarquia portuguesa do pós-Restauração (1640-1656).. 2016. (Seminário).

17.
XVII Encontro de História da ANPUH-Rio: entre o local e o global. Encontro realizado na Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro."Uma conquista por conquistar": o Maranhão na monarquia pluricontinental portuguesa (1640-1680). 2016. (Encontro).

18.
VI Jornada de História Militar da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO). Seminário realizado na na Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO).Guerra e Sociedade na Monarquia Portuguesa no Século XVII. 2015. (Seminário).

19.
X Semana de História Política.Seminário 'Aspectos Políticos da História Colonial Brasileira', realizado por ocasião da X Semana de História Política da UERJ. Circuitos de deliberação e legitimidade decisória na monarquia portuguesa do pós-Restauração (1640-1668). 2015. (Seminário).

20.
XXVIII Simpósio Nacional de História (SNH 2015): lugares dos historiadores, velhos e novos desafios. Simpósio realizado na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).O governo por Conselhos na monarquia portuguesa do pós - Restauração: algumas notas de pesquisa. 2015. (Simpósio).

21.
Le Brésil d Ancien Régime. Institutions impériales, société coloniale.Deliberação política e circuitos decisórios na monarquia portuguesa (1640-1668). Seminário permanente realizado na École des Hautes Études en Sciences Sociales (EHESS). 2014. (Seminário).

22.
L?expérience historiographique. Autour de Jacques Revel. Colóquio internacional realizado no Reid Hall. 2013. (Simpósio).

23.
L?Unité du genre humain. Race et histoire à la Renaissance. Colóquio internacional realizado na Maison de la Recherche de Paris-Sorbonne. 2013. (Congresso).

24.
Lectures croisées à l'Institut de la Révolution Française. Colóquio realizado na Université Panthéon- Sorbonne - Paris 1. Organização de Jean-Luc Chappey, Jean Hébrard, Frédéric Régent, Jean-Frédéric Schaub et Pierre Serna. 2013. (Simpósio).

25.
Les clergés de cour en Europe (fin Xve ? XVIII siècle) ? service religieux et service politique dans les systèmes curiaux. Colóquio internacional realizado no Château de Versailles. 2013. (Congresso).

26.
A Cartografia de Minas Gerais nos Acervos do Arquivo Histórico do Exército. Colóquio realizado na Universidade Federal de Minas Gerais.Cartografia, ascensão social e mercês no Antigo Regime Português. 2012. (Simpósio).

27.
Comissão de Estudos e Pesquisas Históricas - CEPHAS, do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro.Conselhos Superiores, arbítrios e governo na monarquia pluricontinental portuguesa. 2012. (Encontro).

28.
Entre a História e o Direito. Homenagem a António Manuel Hespanha.A segunda escolástica e a comunicação política na monarquia pluricontinental portuguesa no contexto do pós-Restauração (1640-1668). 2012. (Seminário).

29.
II Ciclo de Estudos e Pesquisas em História Militar do Instituto de Geografia e História Militar do Brasil: Guerra e Impérios Ultramarinos (séculos XVI a XVIII).A Guerra na gestão da monarquia pluricontinental portuguesa (1640-1668): notas de pesquisa. 2012. (Simpósio).

30.
Mesa redonda "O Rio de Janeiro e a expansão em direção ao sul: a configuração da fronteira no Prata, realizada por ocasião do IV Encontro Internacional de História Colonial, na Universidade Federal do Pará. "É de minha conquista e cabe debaixo de miha demarcação: o Prata na gestão da monarquia portuguesa (1640-1668). 2012. (Congresso).

31.
Sessão do Instituto de Geografia e História Militar do Brasil.Pedro Calmon, historiador. 2012. (Encontro).

32.
Simpósio temático "Dinâmica do Império Português no Antigo Regime", realizado por ocasião do XVIII Encontro Regional de História "Dimensões do Poder na História" (ANPUH-MG 2012)."Importa pouco o ter tomado, se se não conservar o que se tomou": os arbítrios e a conservação da monarquia pluricontinental portuguesa no contexto do pós-Restauração (1640-1648). 2012. (Simpósio).

33.
Simpósio Temático "Dinâmica Imperial no Antigo Regime Português: séculos XVI-XVIII", realizado por ocasião do IV Encontro Internacional de História Colonial (UFPA). A gestão da monarquia pluricontinental portuguesa (1640-1668): notas de pesquisa. 2012. (Congresso).

34.
Simpósio temático Religião, Igreja e Sociedade nos Domínios Lusitanos (séculos XVI-XVIII), realizado por ocasião do XV Encontro Regional de História 'Ofício do Historiador: Ensino e Pesquisa' (ANPUH-Rio 2012)."O príncipe que melhor sabe se conservar é o que melhor opinião adquire no mundo": o padre Viiera e a gestão da monarquia pluricontinental portuguesa no contexto do pós-Restauração (1640-1648). 2012. (Simpósio).

35.
XVIII Encontro Regional (ANPUH-MG) 'Dimensões do Poder na História'. 2012. (Encontro).

36.
1° Simpósio Brasileiro de Cartografia Histórica. Passado e Presente nos Velhos Mapas: Conhecimento e Poder. Simpósio realizado pela Universidade Federal de Minas Gerais em Paraty.. 2011. (Simpósio).

37.
Bancos de dados e geoprocessamento na análise histórica. Seminário realizado pelo Grupo de Pesquisa "Antigo Regime nos Trópicos", na Universidade Federal do Rio de Janeiro. 2011. (Encontro).

38.
Colóquio de Pesquisadores e Pós-graduandos em História Medieval: Perspectivas de Investigação e Colaboração Científica. Colóquio realizado na Universidade Federal Fluminense. 2011. (Simpósio).

39.
Formação Continuada no Colégio Marista São José.Projeto "Uma Aula no Museu". Comunicação realizada aos professores do Colégio Marista São José. 2011. (Encontro).

40.
I Ciclo de Estudos e Pesquisas em História Militar do Instituto de Geografia e História Militar do Brasil.A Guerra no Pensamento de Charles Tilly e a formação do Estado alemão. 2011. (Seminário).

41.
I Simpósio de pós-graduandos em História Social da Universidade Severino Sombra..A Segunda Escolástica e a legitimação do poder no Portugal Restaurado (1640-1650). Comunicação realizada na Universidade Severino Sombra. 2011. (Simpósio).

42.
I Simpósio de pós-graduandos em História Social da Universidade Severino Sombra..Coordenador, em conjunto com Luiz Guilherme Scaldaferri Moreira, da mesa temática "Instituições, comércio e tensões políticas: abordagens do Brasil Colonial". 2011. (Simpósio).

43.
IV Seminário de Estudos: O pensamento político-estratégico brasileiro de 1906 a 1941 - influências na formação e no desenvolvimento da Aviação Militar brasileira.Formação e desenvolvimento da Aviação Naval no Brasil entre 1916 e 1941. Comunicação realizada na Universidade da Força Aérea. 2011. (Seminário).

44.
Sessão Ordinária do Instituto de Geografia e História Militar do Brasil - IGHMB (05 de julho de 2011).Diplomacia e cartografia a serviço de Sua Majestade: a pretensão de Portugal no Prata (1529-1704). 2011. (Encontro).

45.
Simpósio Temático "A monarquia e seus idiomas: governos ultramarinos, negociantes e escravos no mundo português". Simpósio realizado por ocasião do XXVI Simpósio Nacional de História: ANPUH 50 Anos (ANPUH-2011 - USP).?Poliédrico, ambivalente, negociado e indeciso?: o Governo do Império e seus Conselhos Superiores (1640-1668). 2011. (Simpósio).

46.
VI Jornada de Estudos Históricos do Programa de Pós-graduação em História Social.Cultura Política e Consagração do Poder no Portugal Restaurado (1640-1650). Comunicação realizada na Universidade Federal do Rio de Janeiro. 2011. (Simpósio).

47.
VI Semana de História Política/III Seminário Nacional de História: Política e Cultura & Política e Sociedade.O governo polissinodal no Portugal Restaurado: articulações e tensões (1640-1648). 2011. (Seminário).

48.
XXXVII Congresso Internacional de História Militar. "Sistema Colonial" ou "Império Português"? Batalhas Historiográficas e História Militar. Comunicação apresentada em painel historiográfico no XXXVII Congresso Internacional de História Militar. 2011. (Congresso).

49.
2° Simpósio do Grêmio de História da Escola Naval. Simpósio realizado na Escola Naval.A Campanha da Cisplatina e a Formação da República Oriental do Uruguai (1808-1828). 2010. (Simpósio).

50.
Dia Internacional dos Oceanos. Seminário realizado na Universidade do Estado do Rio de Janeiro.Mesa Redonda Educação Marítima Brasileira. 'Mentalidade Marítima Brasileira. Nossa História'. 2010. (Encontro).

51.
Encerramento do Ano Cultural da Escola Naval.Entrega de Diploma de Distinção. 2010. (Encontro).

52.
III Encontro Internacional de História Colonial - Cultura, Poderes e Sociabilidades no Mundo Atlântico (Séculos XV-XVIII). Congresso Internacional realizado na Universidade Federal de Pernambuco. "Em tempo de tantos apertos": gestão e polissinodia na monarquia pluricontinental portuguesa (1640-1648). 2010. (Congresso).

53.
III Seminário de Estudos: Poder Aeroespacial & Estudos de Defesa. Seminário realizado na Universidade da Força Aérea.A Produção da História Militar recente: desafios e perspectivas (Mesa Redonda História Militar no Brasil). 2010. (Seminário).

54.
III Seminário Nacional de Pós-graduandos em História das Instituições: Historiografia e Instutuições - caminhos possíveis de investigação. Seminário realizado na Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro.O Conselho Ultramarino e o Governo do Império: jurisdição, prestígio e historiografia (1640-1668). 2010. (Seminário).

55.
I Seminário Interno do Grupo de Pesquisa do CNPq - Antigo Regime nos Trópicos. Seminário realizado na Universidade Federal do Rio de Janeiro. 2010. (Seminário).

56.
IV Jornada de História Militar Brasileira da UNIRIO e do IGHMB: Direito, Justiça e História Militar. Encontro realizado no Centro Cultural da Justiça Federal. 2010. (Encontro).

57.
Sessão de 12 de maio de 2010 da Comissão de Estudos e Pesquisas Históricas (CEPHAS) do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro (IHGB)."Em tempo de tantos apertos": a crise do pós-Restauração e a gestão do Império português por uma monarquia polissinodal (1640-1648). 2010. (Encontro).

58.
Simpósio Temático "Dinâmica Imperial no Antigo Regime Português: Séculos XVI-XVIII". Simpósio realizado por ocasião do XIV Encontro Regional de História: Memória e Patrimônio, promovido pela Associação Nacional de História - Seção RJ - (ANPUH-Rio 2010).A Monarquia polissinodal portuguesa e o debate em torno da região do Prata (1640-1661). 2010. (Seminário).

59.
VIII Congresso de História da Região dos Lagos. Congresso realizado na Universidade Veiga de Almeida. O Estado monárquico português no pós-Restauração: estrutura administrativa e governabiblidade.. 2010. (Congresso).

60.
V Jornada de Estudos Históricos do Programa de Pós-graduação em História Social da Universidade Federal do Rio de Janeiro (PPGHIS-UFRJ). Seminário realizado na UFRJ.O arbítrio de Manuel Fernandes Cruz e a gestão da monarquia pluricontinental (1640-1661). 2010. (Encontro).

61.
V Semana de História Política/II Seminário Nacional de História: Política e Cultura & Política e Sociedade. Seminário realizado na Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ)."Que albarroe as portas da cobissa holandeza": disponibilidade de recursos e projetos para a compra do nordeste (1648-1650). 2010. (Seminário).

62.
XXXI Jornada Científica da Odontoclínica Central da Marinha. Congresso realizado no Clube Naval. "Do idealismo de seus predecessores à contínua busca pela excelência" - A missão da Odontoclínica Central da Marinha sob os aspectos de sua história. 2010. (Congresso).

63.
3° Seminário Nacional de História da Historiografia: aprender com a história? Seminário realizado na Universidade Federal de Ouro Preto.Resgatando indivíduos, revisitando sociedades: contribuições da micro-análise italiana para a compreensão da construção da política ultramarina portuguesa para o Prata na segunda metade do século XVII. 2009. (Seminário).

64.
Colóquio "Ler, Escrever e Narrar na Idade Média". Colóquio realizado na Universidade Federal Fluminense. 2009. (Congresso).

65.
II Encontro Memorial do Instituto de Ciências Humanas e Sociais da Universidade Federal de Ouro Preto. Encontro na Universidade Federal de Ouro Preto.Poderes e Governabilidade Régia na Monarquia Pluricontinental (1640-1648). 2009. (Encontro).

66.
III Colóquio Internacional "Raízes do Privilégio: hierarquia e mobilidade social no mundo ibérico do Antigo Regime". Colóquio organizado pela Universidade Federal Fluminense e realizado no Hotel Novo Mundo. 2009. (Congresso).

67.
III Jornada de História Militar da UNIRIO e do IGHMB: A Arte da Guerra na História Militar - dimensões teóricas e novas abordagens historiográficas. Seminário realizado na Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro.Guerra, Estado e Sociedade. 2009. (Seminário).

68.
III Simpósio Luso Brasileiro de Cartografia Histórica: Passado & Presente para o Futuro. Simpósio Internacional realizado na Universidade Federal de Ouro Preto.O Atlas de João Teixeira e as Fortificações de Defesa da Baía de Guanabara no Século XVII. 2009. (Simpósio).

69.
II Seminário Internacional do CEO/PRONEX. Seminário na Universidade Federal do Rio de Janeiro. 2009. (Seminário).

70.
II Seminário Nacional de Pós-graduandos em História das Instituições - Sociedades: culturas e poderes. Seminário realizado na Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO).O Conselho de Guerra, o Conselho Ultramarino e o debate em torno das alternativas para a Coroa na gestão dos conflitos pós-Restauração (1640-1648). 2009. (Seminário).

71.
I Simpósio de História da Escola Naval: Guerra no Antigo Regime: holandeses e portugueses na disputa pelo Império Ultramarino. Simpósio realizado na Escola Naval.Guerra no Atlântico Sul: conexões entre a América Portuguesa, Angola e o Prata em uma conjuntura crítica (1640-1661). 2009. (Simpósio).

72.
IV Jornada de Estudos Históricos do PPGHIS-UFRJ. Seminário realizado na Universidade Federal do Rio de Janeiro.A Dinâmica Imperial e a Construção da Política Ultramarina para o Prata no Reinado de D. João IV. 2009. (Seminário).

73.
IV Semana de História Política/ I Seminário Nacional de História: Política e Cultura & Política e Sociedade. Seminário realizado na Universidade do Estado do Rio de Janeiro.Por "Cadeias de Papel": aspectos da gestão do Atlântico Sul pela monarquia barroca portuguesa (1640-1661). 2009. (Seminário).

74.
Seminário Internacional História e Indivíduo. Seminário Internacional realizado na Universidade Federal do Rio de Janeiro. 2009. (Seminário).

75.
Sessão Ordinária do Instituto de Geografia e História Militar do Brasil - IGHMB (11 de agosto).História Política, História Social e História Militar: três histórias em busca de um eixo teórico e metodológico comum. 2009. (Encontro).

76.
Sessão Ordinária do Instituto de Geografia e História Militar do Brasil - IGHMB (17 de novembro).A Monarquia Portuguesa e a Gestão dos Conflitos contra os Holandeses no pós-Restauração (1640-1661). 2009. (Encontro).

77.
Simpósio Temático "Dinâmica Imperial no Antigo Regime Português: Séculos XVI-XVIII". Simpósio realizado por ocasião do XXV Simpósio Nacional de História: História e Ética, promovido pela Associação Nacional de História (ANPUH 2009).A Segunda Escolástica, a Monarquia Barroca e a Idiografia do Prata no Século XVII. 2009. (Simpósio).

78.
XXV Simpósio Nacional de História: História e ética. Simpósio realizado na Universidade Federal do Ceará. 2009. (Simpósio).

79.
Congresso Internacional "1808: A Corte no Brasil". Congresso na Universidade Federal Fluminense. 2008. (Congresso).

80.
Diálogos & Aproximações: Seminário na Universidade Federal do Rio de Janeiro.Circulação de Informações no Império Ultramarino Português e a Construção da Política Lusa para o Prata (1668-1724). 2008. (Seminário).

81.
II Colóquio do Laboratório de História Econômica e Social "Micro História e os Caminhos da História Social". Colóquio na Universidade Federal de Juiz de Fora.Uma proposta de investigação micro-analítica para a crise monetária da América portuguesa na segunda metade do século XVII. 2008. (Seminário).

82.
III Semana de História Política do Programa de Pós-graduação em História da Universidade do Estado do Rio de Janeiro.Resignificando o "Sistema Colonial": do Dualismo Econômico à Abordagem Multifocada. 2008. (Seminário).

83.
I Seminário Nacional em História das Instituições: Instituições, Cultura e Poder. Seminário realizado na Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro."Pro Bono Communis": a monarquia portuguesa e a crise monetária da América na segunda metade do século XVII. 2008. (Seminário).

84.
IV Simpósio Internacional de Estudos sobre América Colonial (CASO). Simpósio Internacional realizado na Universidade Federal de Minas Gerais.A Gestão de Políticas em Monarquias Corporativas: Projetos Hispânicos e Portugueses para o Prata (1580-1668). 2008. (Seminário).

85.
Seminário Internacional "1968 - 40 Anos Depois: Memória e História". Seminário na Universidade Federal do Rio de Janeiro. 2008. (Seminário).

86.
Simpósio Comemorativo do Bicentenário do Visconde de Inahúma. Simpósio no Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro. 2008. (Simpósio).

87.
XIII Encontro de História ANPUH-Rio: Identidades. Encontro na Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.A Gestão do Imprevisível: Circulação de Informações no Império Ultramarino Português, Formação de Interesses e a Construção da Política Lusa para o Prata (1668-1724). 2008. (Simpósio).

88.
XVI Encontro Regional de História - ANPUH Minas Gerais. Encontro realizado na Universidade Federal de Minas Gerais.A Questão do Prata no Império Português: Perspectivas de Investigação (1668-1724). 2008. (Seminário).

89.
II Colóquio Internacional "Império de Várias Faces - Dinâmicas e Representações do Poder no Mundo Ibérico da Época Moderna". Colóquio na Universidade Federal Fluminense. 2007. (Congresso).

90.
II Semana de História Política do Programa de Pós-graduação em História da Universidade do Estado do Rio de Janeiro. 2007. (Seminário).

91.
IX Jornada de Estudos da Antigüidade. Simpósio na Universidade Federal Fluminense. 2007. (Simpósio).

92.
Seminário Internacional "Nas Franjas do Império: Dinâmicas de Expansão e Ocupação Territorial na Região Platina, 1668-1808". Seminário na Universidade Federal do Rio de Janeiro. 2007. (Seminário).

93.
Simpósio Comemorativo do Bicentenário do Almirante Tamandaré. Simpósio realizado no IHGB. 2007. (Simpósio).

94.
VI Seminário do Mestrado em Ciências Contábeis da Universidade Federal do Rio de Janeiro. 2007. (Seminário).

95.
Nação e Cidadania no Oitocentos. Seminário na Universidade do Estado do Rio de Janeiro. 2006. (Seminário).

96.
XII Encontro Regional de História ANPUH-RIO: Usos do Passado. Encontro na Universidade Federal Fluminense. 2006. (Encontro).

97.
II Seminário de Liderança das Escolas Militares. Seminário na Escola Naval. 2005. (Seminário).

98.
I Seminário de História Militar das Escolas Militares. Seminário na Escola Naval. 2005. (Seminário).

99.
II Simpósio "O Uso do Mar e sua Proteção - 500 Anos da Baía de Guanabara". Simpósio na Escola Naval.Guanabara, Angola e Prata: Uma Conexão Estratégica nos Séculos XVI e XVII. 2002. (Simpósio).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
ARIAS NETO, J. M. ; PARENTE, P. A. L ; LOUREIRO, M. J. G. . II Simpósio Nacional de História Militar. Simpósio realizado na UNIRIO - IISNHM. 2017. (Congresso).

2.
FERRAZ, Francisco C. A. ; LOUREIRO, M. J. G. . Simpósio temático: História e historiografia militar, no I Simpósio Nacional de História Militar. Simpósio realizado no Museu Naval. 2016. (Congresso).

3.
LOUREIRO, M. J. G.; RESTIER JUNIOR, Renato J. P. ; CHAGAS, F. M. S. ; CARNEIRO, L. C. . II Ciclo de Estudos e Pesquisas em História Militar: "Guerra e Impérios Ultramarinos nos séculos XVI a XVIII". Ciclo de estudos realizado no Instituto de Geografia e História Militar do Brasil (IGHMB). 2012. (Congresso).

4.
RESTIER JUNIOR, Renato J. P. ; LOUREIRO, M. J. G. ; CHAGAS, F. M. S. ; CARNEIRO, L. C. ; MOURA, A. P. . I Ciclo de Estudos e Pesquisas em História Militar: "A guerra e a formação dos Estados Nacionais contemporâneos". Ciclo de estudos realizado por três meses no Instituto de Geografia e História Militar do Brasil (IGHMB). 2011. (Congresso).

5.
LOUREIRO, M. J. G.. Os Processos de Independência na América Latina. Simpósio realizado na Escola Naval. 2010. (Congresso).

6.
BITTENCOURT, A. S. ; GUIMARAES, R. S. ; LOUREIRO, M. J. G. . Seminário Mulher na Carreira Militar. Seminário realizado no IHGB. 2010. (Congresso).

7.
BITTENCOURT, A. S. ; LOPES, C. A. ; LOUREIRO, M. J. G. . Seminário Comemorativo do Bicentenário da Tomada de Caiena. Seminário realizado no IHGB. 2009. (Congresso).

8.
BITTENCOURT, A. S. ; MOITREL, M. H. O. ; LOUREIRO, M. J. G. . Congresso Internacional de Museus Militares. Congresso Internacional realizado na Escola de Guerra Naval. 2008. (Congresso).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Monografias de conclusão de curso de aperfeiçoamento/especialização
1.
Priscila Alves. A atuação da Guarda Nacional na Província do Mato Grosso (1831-1850). Início: 2018. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em História Militar Brasileira) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro. (Orientador).

2.
Maristela da Silva Ferreira. Diálogos entre história e literatura: A Retirada de Laguna, de Alfredo d'Escragnolle Taynay. Início: 2018. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em História Militar Brasileira) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Monografia de conclusão de curso de aperfeiçoamento/especialização
1.
Fernando Luiz Velasco Gomes. O Governo do Estado do Brasil na Guerra aos Holandeses (1624-1640). 2017. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em História Militar Brasileira) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro. Orientador: Marcello José Gomes Loureiro.

2.
Maria Angela Gomes Gonçalves. De escravo a marinheiro: a Marinha de Guerra brasileira como caminho de escravos fugidos para alcançar a liberdade durante o século XIX. 2017. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em História Militar Brasileira) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro. Orientador: Marcello José Gomes Loureiro.

3.
Carlos Alexandre de Almeida Costa. O Bombardeio de Manaus (1910): O impacto para além da Política dos Estados. O interesse oligárquico que mobilizou Forças Federais com propósitos particulares. 2017. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em História Militar Brasileira) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro. Orientador: Marcello José Gomes Loureiro.

4.
Almir Francisco das Neves. A Brigada Real da Marinha Portuguesa: origem do Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil?. 2017. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em História Militar Brasileira) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro. Orientador: Marcello José Gomes Loureiro.

Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Caroline de Oliveira Gomes. Influências da Segunda Guerra Mundial na evolução do pensamento logístico brasileiro. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Navais) - Escola Naval. Orientador: Marcello José Gomes Loureiro.

2.
José Lucas Ferreira de Oliveira Jales. Entre o mar e a terra: uma análise comparativa das teorias de Mahan e Mackinder. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Navais) - Escola Naval. Orientador: Marcello José Gomes Loureiro.

3.
Leonardo Cardozo Pereira. Análise dos investimentos da Marinha Imperial Brasileira em meios navais. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Navais) - Escola Naval. Orientador: Marcello José Gomes Loureiro.

4.
Pedro Eugênio Beta Casal dos Santos. A concorrência entre impérios: a importância do mar para as potências dos séculos XV-XVII. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Navais) - Escola Naval. Orientador: Marcello José Gomes Loureiro.

5.
Monique Dias Pereira. A consolidação da logística através da análise dos tratados de guerra e seus legados para a Marinha do Brasil. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Navais) - Escola Naval. Orientador: Marcello José Gomes Loureiro.

6.
Albertini Luiz de Souza Rodrigues. As reações da Marinha do Brasil diante dos ataques dos submarinos alemães na Segunda Guerra Mundial. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Bacharelado em Ciências Navais) - Escola Naval. Orientador: Marcello José Gomes Loureiro.

7.
Luiz Guilherme Oliveira Tosta Montez. O Atlântico Sul e a crise no Golfo da Guiné: desafios e oportunidades para o Brasil. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Bacharelado em Ciências Navais) - Escola Naval. Orientador: Marcello José Gomes Loureiro.

8.
Igor Lima Pereira. Villegagnon e a epopeia da Guanabara. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Navais) - Escola Naval. Orientador: Marcello José Gomes Loureiro.



Educação e Popularização de C & T



Artigos
Artigos completos publicados em periódicos
1.
2LOUREIRO, M. J. G.2015LOUREIRO, M. J. G.. O Pagamento no 'Brasil-Colônial': algumas dificuldades e problemas. Revista PAGMAR, v. 3, p. 72-79, 2015.


Cursos de curta duração ministrados
1.
LOUREIRO, M. J. G.. 'Ideias de Estado, Direito, Guerra e Paz na cultura escolástico-ibérica dos séculos XVI-XVII'. 2016. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

2.
LOUREIRO, M. J. G.. Arte e Política nos séculos XV a XVIII: representações do poder nas monarquias católicas da Europa do Sul. 2017. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 19/11/2018 às 23:06:28