Anete Souza Mecenas

Bolsista de Doutorado do CNPq

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/7336948708247550
  • Última atualização do currículo em 18/09/2018


Nutricionista formada pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (2011). Atualmente é Doutoranda em Bioquímica pela UFRJ com ênfase em química dos alimentos, nutracêuticos, antioxidantes e biocatálise enzimática (aprovada em primeiro lugar). Mestre em Ciências Farmacêuticas pela UFRJ, na qual também foi aprovada na seleção em primeiro lugar. A sua dissertação tinha como ênfase química dos alimentos. Atuou como professora contratada da UERJ na disciplina de Tecnologia de Alimentos. Especialista em Alimentos Funcionais e Nutrigenômica na prática clínica e esportiva pela Estácio de Sá, atuou como Nutricionista clínica da Rede Dor coordenando a equipe de nutrição clínica e no Hospital Balbino como nutricionista clínica atuando na pediatria, UTI pediátrico, adultos e cardiologia. Experiência em atendimento clínico obstétrico, pediátrico, adulto, idosos e praticantes de atividade física, atuando na prevenção de doenças como a Diabetes mellitus e Hipertensão arterial. Atuou como estagiária interna de Tecnologia de Alimentos, Bromatologia e Química de alimentos na EMBRAPA atuando nas seguintes linhas de pesquisa: Antioxidantes; Análise sensorial; Análise de alimentos; Filtração em membranas; Cromatografia Líquida de Alta Eficiência; Reaproveitamento de alimentos. Atuou como estagiaria voluntária do laboratório de Tecnologia de Alimentos da UERJ bem como estagiária de iniciação científica na área experimental do Laboratório de Morfometria, Metabolismo e Doenças cardiovasculares no Hospital Universitário Pedro Ernesto (HUPE)/UERJ nas seguintes linhas de pesquisa: Dieta de alta densidade energética; desmame e alterações morfológicas e metabólicas. Atuou 4 anos como estagiária de iniciação científica do Laboratório de Pesquisas Clínicas e Experimentais em Biologia Vascular (BIOVASC) nas seguintes linhas: Estresse oxidativo; Antioxidantes; Envelhecimento;Diabetes; Obesidade; Síndrome metabólica; Menopausa; Testes de fármacos e Interação de fármacos com a Obesidade, Hipertensão e Patologias endócrinas; Atuou como estagiária de iniciação científica do ambulatório de nutrição e nefrologia do HUPE nas seguintes linhas de pesquisa: Acompanhamento nutricional de portadores de doença renal crônica na fase não-dialítica e adesão a dieta hipopróteica; estresse oxidativo; doenças cardiovasculares;antioxidantes e educação nutricional. Atuou como bolsista de nutrição social em projetos ligados a Universidade Aberta da Terceira Idade. Atuou no ambulatório de Hipertensão na UERJ participando de pesquisas ligadas a avaliação vascular e antioxidantes; Atuou em projetos de extensão como estagiária voluntária da Policlínica Américo Piquet Carneiro com as seguintes linhas de pesquisas: Estímulo ao aleitamento materno; Acolhimento de gestantes e lactentes; Atuou como estagiária em Marketing da empresa Hortifruti e controle de qualidade das empresas Mrs Ôpi e Parmê. Publicou artigos em revistas internacionais (Menopause e Microvascular Research) e nacionais (Atenção Primária em Saúde e Ceres:nutrição em saúde do Instituto de Nutrição da UERJ). Participou de congressos internacionais e nacionais. Atuou como profissional de nutrição convidada para palestrar por teleconferência para o Projeto Nacional de Telessaúde, recebeu menção honrosa pelo trabalho de doutorado na Semana de Iniciação científica da UFRJ e também pela orientação do trabalho da Pós-graduação em Ciência da Performance UFRJ. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Anete Souza Mecenas
Nome em citações bibliográficas
MECENAS, Anete Souza;MECENAS, ANETE S.;Gonçalves, A. S. M;GONÇALVES, ANETE SOUZA MECENAS;Anete de Souza Mecenas;Mecenas, Anete de Souza


Formação acadêmica/titulação


2014
Doutorado em andamento em Bioquímica.
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
Título: Avaliação do potencial biológico de produtos de esterificação de flavonóides e de extratos de Pilosocereus arrabidae catalisados por lipases,
Orientador: Denise Maria Guimarães Freire.
Coorientador: Ivana Correa Ramos Leal.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
2012 - 2014
Mestrado em Ciências Farmacêuticas.
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
Título: Caracterização Física, físico-química, química e antioxidante de frutos de Pilosocereus arrabidae e Opuntia Monacantha,Ano de Obtenção: 2014.
Orientador: Ivana Correa Ramos Leal.
Coorientador: Naomi Kato Simas.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
2014 - 2015
Especialização em ESPECIALIZAÇÃO EM NUTRIÇÃO CLÍNICA, ALIMENTOS FUNCIONAIS E NUTRIGENÔMICA. (Carga Horária: 360h).
Universidade Estácio de Sá, UNESA, Brasil.
Título: RESVERATROL E A SUA AÇÃO NA HIPERTENSÃO ARTERIAL SISTÊMICA E DOENÇA RENAL CRÔNICA: UMA REVISÃO.
Orientador: Professora Ms. Elke Lima Trigo.
2006 - 2011
Graduação em Nutrição.
Universidade do Estado do Rio de Janeiro, UERJ, Brasil.




Formação Complementar


2017 - 2017
Espectrometria de massas. (Carga horária: 540h).
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
2016 - 2016
Molecular strategies to unravel the phytochemical potential of plants. (Carga horária: 15h).
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
2016 - 2016
Capacitação técnica e operacional no reator de microondas. (Carga horária: 6h).
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
2013 - 2013
PLANTAS MEDICINAIS E FITOTERÁPICOS. (Carga horária: 4h).
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.


Atuação Profissional



Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional:


Centro médico Home Clinic, CHM, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - 2013
Vínculo: Nutricionista, Enquadramento Funcional: Nutricionista Clínica e esportivo, Carga horária: 16
Outras informações
Atuação como Nutricionista Clínica em atendimento ambulatorial com crianças, gestantes, adultos e idosos.


Hospital Balbino, HB, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - 2012
Vínculo: Nutricionista, Enquadramento Funcional: Nutricionista Clínica, Carga horária: 20
Outras informações
Atuação como Nutricionista clínica na pediatria, UTI pediátrica, UTI neonatal, CTI adulto, clínica médica e clínica cirúrgica.


Universidade do Estado do Rio de Janeiro, UERJ, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - 2013
Vínculo: Professor contratado, Enquadramento Funcional: Professor do Instituto de Nutrição, Carga horária: 8
Outras informações
Atuei como professora contratada do Instituto de Nutrição da UERJ lecionando a disciplina de tecnologia de alimentos e supervisionando estágios, também desenvolvendo projetos de pesquisa no Laboratório de tecnologia de alimentos.


Rede Dor, DOR, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - 2011
Vínculo: Nutricionista clínica, Enquadramento Funcional: Nutricionista clínica, Carga horária: 50
Outras informações
Responsável pela coordenação de toda equipe de nutrição clínica. Implantação dos protocolos de avaliação nutricional e prescrição nutricional para acreditação. Atuação como nutricionista clínica no CTI, Clínica médica, cirúrgica com pacientes adultos, adolescentes e idosos.

Atividades

03/2011 - 05/2011
Direção e administração, Rede Dor, .

Cargo ou função
Responsável pela coordenação da equipe de nutrição clínica.

Laboratório de Pesquisas Clínica e Experimentais em Biologia Vascular, BIOVASC, Brasil.
Vínculo institucional

2006 - 2010
Vínculo: INICIANTE CIENTÍFICO, Enquadramento Funcional: Estagiário de iniciação científica, Carga horária: 30
Outras informações
Responsável por integrar os projetos de pesquisa nas seguintes linhas: Obesidade; síndrome metabólica; estresse oxidativo; antioxidantes; envelhecimento e menopausa; Atuando na execução do exame de videocapilaroscopia de leito periungueal e as análises dos dados.


Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, SNT, Brasil.
Vínculo institucional

2010 - 2010
Vínculo: Interno de nutrição, Enquadramento Funcional: Interno de Tecnologia de alimentos, Carga horária: 30
Outras informações
Atuação e desenvolvimento de projetos nas seguintes linhas de pesquisa: Antioxidantes; filtração de membranas; análise sensorial e reaproveitamento de nutrientes. Sendo responsável por executar as análises físicos-químicas; desenvolvimento de novos produtos para o mercado consumidor enriquecido com fibras e antioxidantes; realização de análises por cromatografia.


Eletrobrás Termonuclear, EN, Brasil.
Vínculo institucional

2010 - 2010
Vínculo: Estágio curricular, Enquadramento Funcional: Estágio de nutrição em produção, Carga horária: 30
Outras informações
Responsável por auxiliar no controle de qualidade; compras, custos e projetos ligados a redução do custo com sobras alimentares da produção de 500 refeições.


Hupe- Ambulatório de nefrologia, HUPE, Brasil.
Vínculo institucional

2009 - 2010
Vínculo: Iniciante científico, Enquadramento Funcional: Iniciante científico, Carga horária: 20
Outras informações
Atuação em projetos nas seguintes linhas de pesquisa: Avaliação do estado nutricional longitudinal de portadores de doença renal crônica na fase não-dialítica e Avaliação da adesão a dieta hipoproteica por portadores de doença renal crônica na fase não-dialítica. Educação nutricional; Promoção da saúde; estresse oxidativo e antioxidantes (resveratrol).


Hortigil Hortifruti, HORTIFRUTI, Brasil.
Vínculo institucional

2008 - 2008
Vínculo: Nutrição em Marketing, Enquadramento Funcional: Marketing e controle de qualidade, Carga horária: 30


Laboratório de Tecnologia de alimentos- UERJ, LAB TEC, Brasil.
Vínculo institucional

2009 - 2010
Vínculo: Estagiário, Enquadramento Funcional: Tec. alimentos, Carga horária: 20


Mrs Ôpi, ÔPI, Brasil.
Vínculo institucional

2009 - 2009
Vínculo: Controle de qualidade, Enquadramento Funcional: Controle de qualidade e produção, Carga horária: 30


Parmê- Restaurantes e pizzarias, PARMÊ, Brasil.
Vínculo institucional

2009 - 2009
Vínculo: Estágio extracurricular, Enquadramento Funcional: Estágio de controle de qualidade, Carga horária: 30
Outras informações
Responsável pela supervisão do controle de qualidade de 21 lojas da empresa. Implantação do manual de boas práticas. Treinamentos para os funcionários.


Espaço de Nutrição clínica, ENC, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - 2013
Vínculo: Nutricionista clínica, Enquadramento Funcional: Nutricionista Clínica, Carga horária: 18
Outras informações
Experiência em atendimento nutricional de gestantes, crianças, adolescentes, idosos e adultos.


Universidade Estácio de Sá, UNESA, Brasil.
Vínculo institucional

2018 - Atual
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor Auxiliar, Carga horária: 30



Projetos de pesquisa


2014 - Atual
Avaliação da atividade antioxidante de produtos de esterificação de flavonóides e de extratos de frutos de Pilosocereus arrabidae catalisados por lipases
Descrição: Obtenção de diversos produtos de esterificação de flavonóides com o objetivo de aumentar o seu potencial antioxidante e metabolização..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) Doutorado: (1) .
Integrantes: Anete Souza Mecenas - Integrante / IVANA CORREA RAMOS LEAL - Coordenador.
2012 - 2014
Caracterização física, físico-química e investigação fitoquímica e antioxidante de frutos de Pilosocereus arrabidae e Opuntia monacantha
Descrição: Caracterização dos componentes antioxidantes presentes nos frutos por diferentes técnicas cromatográficas e ensaios antioxidantes. Detalhamento da composição nutricional..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Anete Souza Mecenas - Integrante / IVANA RAMOS CORREA LEAL - Coordenador / NAOMI KATO SIMAS - Integrante.
2011 - Atual
Perfil nutricional de praticantes de atividade física e atletas do Centro Médico Home Clinic
Descrição: O projeto visa avaliar o perfil nutricional de praticantes de atividade física e atletas assistidos pela nutrição. Com proposta de suplementação e controle funcional..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2010 - 2010
CARACTERIZAÇÃO FÍSICO-QUÍMICA DE CAJÁ-MANGA (Spondias dulcis) EM DOIS ESTÁDIOS DE MATURAÇÃO
Descrição: O cajá-manga é uma fruta amplamente distribuída na zona da mata, no agreste e nas serras úmidas do Nordeste. Pertencente ao gênero Spondias, que abrange cerca de 15 espécies, sendo uma das menos estudadas, tem sua produção comercial destinada exclusivamente para o mercado de frutas frescas. Apresenta em sua composição fibras, sais minerais (magnésio, potássio, zinco, cobre e ferro) e algumas vitaminas (A, B1, B6 e C). Para agregação de valor a esta fruta e ampliação do seu mercado, é importante o maior conhecimento das suas características. Este trabalho teve como objetivo avaliar as características físico-químicas de frutos de cajá-manga em dois estádios de maturação, verde e maduro, colhidos no mês de maio, em Janaúba, Minas Gerais. Foram selecionados dezenove cajás de tamanho médio, sendo dez verdes e nove maduros, dos quais foram determinadas suas dimensões (comprimento e largura). As frutas foram descascadas e a polpa foi retirada manualmente, sendo homogeneizada em liquidificador, para obtenção de uma amostra uniforme. As amostras foram avaliadas quanto ao teor de sólidos solúveis (ºBrix), acidez titulável e pH. Foram determinados, ainda, os teores de vitamina C por método titulométrico e de carotenóides totais por espectrofotometria. O tamanho médio dos frutos maduros foi de 5,1 cm de comprimento e 3,2 cm de largura; já os frutos verdes apresentaram, em média, 5,7 cm de comprimento e 2,8 cm de largura. Os valores determinados para os frutos no estádio de maturação verde foram: sólidos solúveis de 12,3ºBrix, pH de 3,27, acidez (expressa em ácido cítrico) de 0,72 g/100g, carotenóides totais de 137,45 µg/100g e vitamina C de 13,1 mg/100 g. Os teores de sólidos solúveis, acidez e pH praticamente não se alteraram nos frutos maduros, sendo verificados valores de 12,8ºBrix, pH de 3,28 e 0,70 mg/100g de acidez. Com relação aos compostos bioativos, entretanto, foi observado um aumento dos teores com a maturação, com.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2010 - 2010
AVALIAÇÃO SENSORIAL DE DOCE DE BANANA COM FIBRA DE ABACAXI SEM AÇÚCAR ADICIONADO
Descrição: O Brasil é um dos três maiores produtores de frutas do mundo. Sua produção superou quarenta e três milhões de toneladas em 2007, representando 5% da produção mundial. É o segundo maior produtor de banana com, aproximadamente, 11,2% da produção mundial. Ainda em 2007 produziu 3,5 milhões de toneladas de abacaxi. O abacaxi destaca-se pelo seu valor energético, em função da sua composição em açúcares, e valor nutritivo pela presença de sais minerais como cálcio, magnésio, fósforo, potássio, sódio, cobre e iodo. A banana é uma das frutas mais consumidas no mundo e apresenta uma composição rica em fibras, açúcar, potássio e pequenas quantidades de vitaminas C e A. Nas últimas décadas, além do consumo crescente de produtos à base de frutas, verifica-se, também, a tendência de aproveitamento integral dos alimentos, tais como as partes comestíveis que seriam descartadas na indústria de sucos de frutas. Este trabalho teve como objetivo elaborar e avaliar a aceitação de um doce em pasta utilizando uma mistura de banana e das fibras oriundas do processamento de suco de abacaxi. Este doce deveria conter apenas o açúcar proveniente dessas frutas, a fim de atender a uma demanda crescente da população por alimentos saudáveis e com calorias reduzidas. Os doces foram formulados a partir de proporções pré-definidas de polpa de banana (70%) e fibra de abacaxi (30%), adicionando-se ácido cítrico (0,2%) e cloreto de cálcio (10% da pectina), nas concentrações recomendadas para doces sem adição de sacarose. A essa mistura foram ainda adicionadas carragena refinada e pectina de baixa metoxilação em diferentes concentrações (0%; 0,5%; 1%). Todos os ensaios foram realizados em duplicata. A aceitabilidade quanto ao sabor e textura das formulações foi determinada, utilizando-se escala hedônica de nove pontos, por 30 consumidores que consumiam abacaxi e doces de frutas em pasta. Desses consumidores, 36,7% consumiam raramente doces de fruta.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2010 - 2010
CONCENTRAÇÃO DE CAROTENÓIDES DA POLPA DE CAJÁ (SPONDIAS LUTEA L.) POR PROCESSOS COM MEMBRANAS
Descrição: O taperebá ou cajá é um fruto bastante comercializado nas regiões Norte e Nordeste do Brasil, que são, provavelmente, zonas de dispersão natural do fruto, e cuja produção é praticamente toda extrativista. O fruto é rico em compostos voláteis que caracterizam o seu agradável sabor e aroma agridoce. Além disso, contém um teor elevado de carotenóides, os quais conferem a sua cor alaranjada, e que podem atuar como substâncias antioxidantes, o que vem despertando o interesse pelo fruto. Este trabalho teve como objetivo avaliar a concentração dos carotenóides de suco de cajá obtido pelos processos de microfiltração e/ou ultrafiltração. Utilizou-se como matéria-prima polpa de cajá congelada comercial adquirida diretamente da indústria produtora, localizada no estado da Bahia. Foram testadas membranas tubulares cerâmicas de microfiltração (0,1 um) e ultrafiltração (20 kDa). As polpas foram submetidas a um pré-tratamento enzimático a 35 o C por 30 minutos utilizando o complexo enzimático Rapidase TF, da DSM. Os processos foram conduzidos em regime de batelada, a 35 o C e pressão aplicada à membrana de 3 bar para a microfiltração e de 6 bar para a ultrafiltração, até que um fator de concentração volumétrico em torno de 2,0 fosse atingido. As três correntes de processo (alimentação, permeado e retido) foram analisadas quanto aos teores de carotenóides totais por método espectrofotométrico. O teor de carotenóides da polpa original foi de 2476,9 µg/100g. Nas frações retidas foram determinados teores médios de 5186,5 µg/100g e 4567,2 µg/100g para os processos de microfiltração (MF) e ultrafiltração (UF), respectivamente, enquanto que nas frações permeadas os teores foram baixos, de 15,6 µg/100g para a MF e de 17,9 µg/100g para a UF, evidenciando que houve uma concentração dessas substâncias. Observa-se que o nível de concentração foi de 2,1 vezes para a microfiltração e de 1,8 vezes para ultrafiltração. Considerando-se.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2009 - 2011
AVALIAÇÃO DO IMPACTO DE UM PROGRAMA DE EDUCAÇÃO NUTRICIONAL SOBRE A ADESÃO À DIETA HIPOPROTEICA E HIPOSSÓDICA EM PACIENTES COM DOENÇA RENAL CRÔNICA NA FASE NÃO-DIALÍTICA
Descrição: Avaliação do impacto de programa de educação nutricional sobre a adesão à dieta hipoprotéica e hipossódica em pacientes com doença renal crônica na fase não dialítica. A doença renal crônica (DRC) é uma condição clínica, caracterizada por perda lenta, progressiva e irreversível das funções renais. Pacientes em estágios 3 a 5 da DRC devem seguir o Tratamento Conservador. As manipulações dietéticas mais empregadas compreendem as restrições de proteína e de sódio, que contribuem com a atenuação dos sintomas urêmicos, controle da pressão arterial, redução da proteinúria e melhora da acidose metabólica. Estudos nacionais e internacionais mostram que a adesão a essa dieta tem sido baixa e difícil de ser mantida, pois requer mudanças importantes no hábito alimentar. Avaliar o impacto de um programa de educação nutricional sobre a adesão à dieta hipoprotéica e hipossódica em pacientes com DRC na fase não dialítica. Trata-se de um ensaio clínico randomizado, prospectivo com duração de 4 meses. O estudo acontecerá no Ambulatório de Nutrição e Doenças Renais do Hospital Universitário Pedro Ernesto e os pacientes selecionados para o estudo serão divididos de forma aleatória em dois grupos: Intervenção e Controle. Os pacientes do grupo intervenção serão submetidos ao programa de educação nutricional, além das consultas com a nutrição e os pacientes do grupo controle serão submetidos apenas à consulta de nutrição. Todos os participantes de ambos os grupos serão orientados a seguir uma dieta hipoprotéica e hipossódica. A avaliação da adesão será feita a partir da estimativa do consumo de proteína por recordatório alimentar de 24 horas e pelo equivalente protéico do aparecimento de nitrogênio, por meio da excreção de nitrogênio uréico da urina de 24 horas. A avaliação nutricional e laboratorial será feita no início e ao término do estudo. As medidas antropométricas avaliadas serão peso corporal, estatura, dobras cutâneas do tríceps, bíceps, subescapular e suprailíaca, circunfer.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2009 - 2010
AVALIAÇÃO LONGITUDINAL DO ESTADO NUTRICIONAL DE PACIENTES COM DOENÇA RENAL CRÔNICA NA FASE NÃO DIALÍTICA QUE INGRESSAM NO AMBULATÓRIO DE NUTRIÇÃO E DOENÇAS RENAIS
Descrição: Este projeto teve como objetivo avaliar prospectivamente o estado nutricional e a composição corporal de pacientes portadores de Doença Renal Crônica (DRC) nos estágios 4 e 5 da DRC, desde a primeira consulta até a entrada do paciente em terapia renal substitutiva. Dessa forma, buscou-se determinar o diagnóstico nutricional, avaliar longitudinalmente o estado nutricional ao longo da progressão da doença, além de avaliar o impacto das orientações nutricionais sobre o estado nutricional e os marcadores laboratoriais da DRC..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .
Integrantes: Anete Souza Mecenas - Integrante / Carla Avesani - Coordenador / Thaís Barcellos Cortes Barbosa - Integrante.
2009 - 2010
CARACTERÍSTICAS FÍSICAS E QUÍMICAS DE FRAÇÕES DA COUVE-FLOR
Descrição: Análises físicas e químicas das frações da couve-flor com intuito de promover de forma integral o reaproveitamento de toda a matéria-prima..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Anete Souza Mecenas - Integrante / Mathilde Pumar - Coordenador.
2009 - 2009
ESTUDO AVALIATIVO DA SAÚDE DO HOMEM SOB O ENFOQUE DA POLÍTICA NACIONAL DE SAÚDE DO HOMEM
Descrição: Projeto visa coletar dados sobre a saúde do homem de forma a prevenir os agravos a saúde desta população..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2009 - 2009
PROJETO PARA ELABORAÇÃO DE UM RELATÓRIO DO PLANO TÉCNICO DE ARTICULAÇÃO DE REDE DE PROMOÇÃO DO DIREITO A PESSOA IDOSA PROMOVIDO PELA SECRETARIA NACIONAL DE DIREITOS HUMANOS EM PARCERIA COM A UNIVERSIDADE ABERTA DA TERCEIRA IDADE DA UNATI/UERJ
Descrição: Projeto em parceria com a secretaria de direitos humanos com intuito de promover uma rede interligada de atendimento humanizado para o idoso..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2009 - Atual
ESTUDO DA MICROCIRCULAÇÃO EM MUCOSA SUBLINGUAL NA SÍNDROME DA FRAGILIDADE EM IDOSOS
Descrição: A Síndrome da Fragilidade, através de diversos sistemas fisiológicos comprometidos, pode ter modificações importantes na microcirculação, estrutura que envolve os vasos sanguíneos com os menores diâmetros do sistema cardiovascular responsável pela sobrevivência das células. Constitui importante sistema regulatório determinante do padrão de aporte sangüíneo celular em resposta ao exercício, à isquemia, à termorregulação e ao stress mental. Alterações na reatividade vascular podem preceder ou predizer desordens circulatórias. Mudanças na microvasculatura cutânea antecedem em anos o aparecimento de sintomas de doenças microvasculares (10). No entanto, a maioria das doenças, em algum momento de suas histórias, terá alterações fisiopatológicas visíveis na microcirculação. Assim, é provável que alterações morfo-funcionais da microcirculação sejam associadas à ocorrência de fragilidade, podendo ser um dos marcadores biológicos. A microcirculação capilar é avaliada por diferentes técnicas, destacando-se a vídeo capilaroscopia. Dentre as técnicas de avaliação direta da microcirculação podem ser citadas a videocapilaroscopia do leito periungueal e Sidestream Dark Field Imaging (SDF) incorporada ao aparelho portátil chamado Microscan (Microvision Medical, Inc, Amsterdam, The Netherlands). Outra análise pode ser realizada, indiretamente, por inferência da função endotelial nos vasos de resistência pela pletismografia de oclusão venosa. O presente estudo tem por objetivo identificar a associação entre a síndrome da fragilidade em idosos, segundo os critérios de Fried, e a presença de alterações na microcirculação através do microscan na mucosa sublingual. Também serão avaliados marcadores inflamatórios (Interleucinas1 e 6 ) e de estresse oxidativo (Isoprostanos)..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Anete Souza Mecenas - Integrante / Daniel Bottino - Integrante / Eliete Bouskela - Integrante / Flávia Gomes Lopes - Coordenador.
2009 - Atual
ESTUDO DA MICROCIRCULAÇÃO, DA REATIVIDADE VASCULAR E DA SÍNDROME DA FRAGILIDADE EM IDOSOS
Descrição: O aumento progressivo da longevidade humana vem acarretando o envelhecimento da população em escala mundial. Estima-se que em 2025 o Brasil terá 32 milhões de idosos. O crescimento desta faixa populacional demanda grandes desafios sociais e econômicos, destacando-se a área da saúde, em função do aumento das doenças crônico-degenerativas e suas conseqüências, em especial no que diz respeito a custos, suporte e redução da qualidade de vida. O conceito de Fragilidade surgiu a partir da década de 80, quando os países do primeiro mundo voltaram-se para a identificação de sub-populações de indivíduos idosos com maior risco de morbi-mortalidade. O modelo, a definição e os critérios que caracterizam a Síndrome da Fragilidade ainda são discutidos, não havendo um padrão de diagnóstico universalmente aceito. Os determinantes da Síndrome da Fragilidade podem ser investigados a partir da definição de modelos de avaliação abordando diferentes dimensões: biológica, social, clínica, psicológica e ambiental. Do ponto de vista biológico, a Fragilidade vem sendo definida como uma redução da complexidade de diferentes sistemas fisiológicos, com diminuição da alostase, a capacidade de aumentar ou diminuir funções vitais para obtenção de controle regulatório. Diversos marcadores da carga alostática foram propostos, não havendo relatos na literatura de avaliação da microcirculação e da reatividade vascular neste grupo de pacientes. A microcirculação é a base para a sobrevivência do organismo constituindo importante sistema regulatório através do controle vasomotor e interações com hormônios e/ou células. A perda da homeostase vascular está ainda relacionada diretamente à ocorrência de doenças cardiovasculares. O presente projeto de pesquisa tem como hipótese que a presença de alterações nos padrões de comportamento morfológico e/ou funcional da microcirculação em idosos é um marcador biológico da Síndrome da Fragilidade, e que mudanças fisiopatológicas da microcirculação podem ser.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Anete Souza Mecenas - Integrante / Daniel Bottino - Coordenador / Eliete Bouskela - Integrante / Flávia Gomes Lopes - Integrante.
2008 - 2009
OBTENÇÃO DE MODELOS EXPERIMENTAIS COM RISCO DE DOENÇA CARDIOVASCULAR COM APLICAÇÃO DE FÁRMACOS (Diabetes Tipo 2)
Descrição: Doenças cardiovasculares continuam sendo a principal causa de morte na maioria dos países desenvolvidos. O aumento do risco de doenças cardiovasculares está associado à disfunção endotelial, o marcador mais precoce conhecido hoje para aterosclerose e à diminuição do recrutamento capilar na pele, sugerindo que a função microvascular na pele é um modelo válido para estudar as relações entre os fatores de risco cardiovascular e a função microvascular. No entanto, são necessários vários estudos para testar a utilidade destes exames na clínica médica demonstrando valor prognóstico, segurança e reprodutibilidade. Nosso grupo, no Laboratório de Pesquisas em Microcirculação do Centro Biomédico, Universidade do Estado do Rio de Janeiro, investiga a hipótese que, nas doenças cardiovasculares, as disfunções microvascular e endotelial ocorrem simultaneamente e precedem a doença macrovascular. Os objetivos deste projeto são a obtenção de modelos experimentais de 1. obesidade, 2. resistência à insulina e 3. dislipidemia em pequenos roedores que podem ser facilmente mantidos em biotério. Foram avaliados o uso de fármacos para prevenção dos agravos..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2008 - 2009
ABORDAGEM MULTIDISCIPLINAR AO PACIENTE PORTADOR DE DOENÇA ARTERIAL OBSTRUTIVA CRÔNICA
Descrição: A doença arterial obstrutiva periférica (DAOP) e a claudicação intermitente (CI) são a expressão da aterosclerose (AEO) nas artérias dos membros inferiores. No entanto, na evolução natural da doença, menos de 10% dos pacientes irá apresentar isquemia crítica dos membros acometidos, enquanto metade apresentará doença coronariana ou cérebro-vascular associada a uma mortalidade significativa. O entendimento atual da fisiopatologia da AEO envolve vários fatores que interagem de maneira complexa. Duas síndromes ocupam lugar de destaque dentro desta fisiopatologia de caráter metabólico, a síndrome metabólica (SM) e o Diabetes. O tabagismo também merece destaque entre os fatores mais importantes associados à doença aterosclerótica e sua evolução. A fumaça do cigarro causa vasoconstricção periférica, disfunção endotelial e elevação da atividade pró-trombótica do sangue, um efeito reconhecidamente aterogênico. A SM tem como componentes essenciais intolerância à glicose, obesidade, hipertenção e dislepidemia, fatores de risco bem conhecidos para a AEO sistêmica. Sua prevalência aumenta com o envelhecimento e está associada ao risco para o diabetes tipo 2 (DM2) e doenças cardiovasculares. As consequências do Diabetes no longo prazo incluem falência de vários órgãos. Suas complicações se confundem com a evolução da AEO sistêmica: doença isquêmica, acidente vascular cerebral e isquemia dos membros inferiores. A metodologia consiste em selecionar 160 pacientes e submetê-los a (1) avaliação clínica com história, exame físico, princiapais medias antropométricas, avaliação laboratorial, com dosagens bioquímicas do sangue e urina e de marcadores inflamatórios; (2) avaliação morfofuncional do sistema vascular, com ecoDopplercardiograma, fluximetria dos membros inferiores, ultrassom vascular de carótidas, renais e artérias dos membros inferiores e videocapilaroscopia/Cytoscan. partindo do paciente com DAOP, através de um olhar multidisciplinar.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2008 - 2009
ATENDIMENTO NUTRICIONAL DE GESTANTES
Descrição: Atendimento Nutricional de gestantes e orientação sobre o aleitamento materno na Policlínica Píquet Carneiro..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2008 - 2008
NUTRIÇÃO NA PEDIATRIA : PESQUISA NACIONAL E VI PESQUISA MUNICIPAL SOBRE PRÁTICAS ALIMENTARES NO PRIMEIRO ANO DE VIDA
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2007 - 2008
AVALIAÇÃO CLÍNICA, CARDIOVASCULAR E METABÓLICA EM JOVENS COM SOBREPESO E OBESIDADE
Descrição: Os fatores de risco para a doença cardiovascular do adulto (hipertensão, dislipidemia, intolerância à glicose, hiperinsulinemia e obesidade) estão presentes já na adolescência e associados à aterosclerose. Existem dados na literatura que relacionam fatores de risco com disfunçãoi vascular em adultos, mas muito poucos mostrando essa relação em adolescentes e adultos jovens. O objetivo do projeto de estruturação do Centro de Doenças Cardiometabólicas (CDCM) é de viabilizar uma estrutura física e de exames complementares que permitam avaliar precocemente os riscos cardiovasculares, respiratórios e renais de uma população entre 12-30 anos com excesso de adiposidade corporal, com técnicas não ou minimamente invasivas e que detectem alterações precoces do processo aterosclerótico, bem como disponibilizar uma equipe multidisciplinar de especialistas para o atendimento e acompanhamento desta população estudada, com intuito de intervir precocemente nos fatores de risco com possível redução da morbi-mortalidade. Objetiva-se também a capacitação multidisciplinar de recursos humanos, em graduação e pós-graduação, em doenças cardiometabólicas e suas complicações relacionadas à obesidade...
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2006 - 2009
Avaliação da microcirculação de pacientes menopausadas com uso do fármaco B-estradiol com aplicação sublingual
Descrição: O trabalho avaliou mulheres menopausadas e a interação com o fármaco B-estradiol com o objetivo de analisar a microcirculação e predizer possíveis riscos cardiovasculares..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2006 - 2007
DIETA DE ALTA DENSIDADE ENERGÉTICA NEOATAL E PÓS NATAL E ALTERAÇÕES CARDÍACAS E RENAIS EM RATOS WISTAR.
Descrição: Introdução: O ambiente nutricional pré-natal adverso está intimamente relacionado à ocorrência de alterações metabólicas na vida adulta e a ingestão de dieta hiperlipídica durante períodos críticos do desenvolvimento pode programar a prole para doenças cardiovasculares. Objetivo: Avaliar os efeitos de dieta hiperlipídica perinatal e dieta com alta densidade energética (ADE) após o desmame sobre a massa corporal da prole. Metodologia: Utilizaram-se fêmeas Wistar, primíparas aos 3 meses de idade, que foram divididas em 2 grupos nutricionais: Grupo CON (dieta Controle Rhoster®, com 16% lipídio) e Grupo HL (dieta Hiperlipídica Rhoster®, com 42% de lipídio), ambos seguindo as recomendações da AIN-93. As dietas foram administradas durante todo período gestacional e metade da lactação. Ao desmame, os filhotes foram separados de suas respectivas mães e subdivididos em 8 grupos (n=6 cada): a) macho CON-C (dieta controle pós-natal); b) fêmea CON-C; c) macho CON-ADE (dieta de alta densidade energética pós-natal); d) fêmea CON-ADE, e) macho HL-C (dieta controle pós-natal); f) fêmea HL-C; g) macho HL-ADE (dieta de alta densidade energética pós-natal) e h) fêmea HL-ADE. A massa corporal dos animais foi aferida semanalmente. Os filhotes serão acompanhados até o 6º mês de vida, momento em que ocorrerá a eutanásia e posterior análise estereológica cardíaca. Para fins estatísticos, utilizou-se análise de variância e teste de comparações múltiplas de Bonferroni..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (1) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Anete Souza Mecenas - Integrante / Lyana Barbosa Parente - Coordenador / Márcia Barbosa Águila - Integrante / Carlos Alberto Mandarim de Lacerda - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro / Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro.


Projetos de extensão


2008 - Atual
PROJETO DE ACOLHIMENTO DE GESTANTES, NUTRIZES E LACTENTES
Descrição: Trabalho de incentivo ao aleitamento materno até aos 6 meses de idade sendo promovido atendimento a população acolhida na sala de espera com diagnóstico nutriicional às crianças assistidas e orientações para as nutrizes..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
2006 - 2008
PROJETO DE EDUCAÇÃO NUTRICIONAL PARA IDOSOS GRUPO RODA DA SAÚDE
Descrição: Projeto multiprofissional com proposta de promoção da saúde através de educação nutricional..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .
Integrantes: Anete Souza Mecenas - Integrante / Fátima menezes - Coordenador / RIBEIRO, DAE - Integrante / Helena Bernardo - Integrante.


Revisor de periódico


2018 - Atual
Periódico: Biotechnology Research & Innovation


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Química / Subárea: Química Orgânica/Especialidade: Química dos Produtos Naturais.
2.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Química dos alimentos.
3.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Farmácia / Subárea: Antioxidantes.


Idiomas


Inglês
Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Bem.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Bem.


Prêmios e títulos


2017
MENÇÃO HONROSA: Prêmio Allan Carlo: Pela orientação do Trabalho da Pós-graduação em Ciência da Performance: Efeito da suplementação de glutamina no exercício físico moderado e intenso., UFRJ. Escola de Educação Física e Desportos..
2017
Menção Honrosa (Química de alimentos): Isolamento e Identificação de Derivados Acilados de Flavonoides Obtidos por Reações de Transesterificação Catalisados por Lipase, UFRJ.
2013
MENÇÃO HONROSA PELA APRESENTAÇÃO ORAL DO TRABALHO CARACTERIZAÇÃO FÍSICO-QUÍMICA DE FRUTOS DE PILOSOCEREUS ARRABIDAE NO IV SIMPÓSIO INTERNO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO DA FACULDADE DE FARMÁCIA, UFRJ.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
MECENAS, Anete Souza;MECENAS, ANETE S.;Gonçalves, A. S. M;GONÇALVES, ANETE SOUZA MECENAS;Anete de Souza Mecenas;Mecenas, Anete de Souza2018MECENAS, Anete Souza; MALAFAIA, C. A. ; SIMAS, D. ; Machado, T.B. ; AMARAL, A. C. F. ; SANTOS, A. ; FREIRE, D. G. ; LEAL, I. C. R. . Rutin derivatives obtained by transesterification reactions catalyzed by Novozym 435: antioxidant properties and absence of toxicity in mammalian cells. PLoS One, v. asap, p. asap, 2018.

2.
6BOTTINO, DANIEL ALEXANDRE2015BOTTINO, DANIEL ALEXANDRE ; LOPES, FLÁVIA GOMES ; DE OLIVEIRA, FRANCISCO JOSÉ ; Mecenas, Anete de Souza ; CLAPAUCH, Ruth ; BOUSKELA, ELIETE . Relationship between biomarkers of inflammation, oxidative stress and endothelial/microcirculatory function in successful aging versus healthy youth: a transversal study. BMC Geriatrics, v. 15, p. 15-41, 2015.

3.
8GONÇALVES, ANETE SOUZA MECENAS2014 GONÇALVES, ANETE SOUZA MECENAS; PEIXE, ROBERTA GUERRA ; SATO, ALICE ; MUZITANO, MICHELLE FRAZÃO ; DE SOUZA, RODRIGO OCTAVIO MENDONÇA A. ; DE BARROS MACHADO, THELMA ; AMARAL, ANA CLAUDIA FERNANDES ; MOURA, MIRIAN RIBEIRO LEITE ; SIMAS, NAOMI KATO ; LEAL, IVANA CORREA RAMOS . Pilosocereus arrabidae (Byles & Rowley) of the Grumari Sandbank, RJ, Brazil: Physical, chemical characterizations and antioxidant activities correlated to detection of flavonoids. FOOD RESEARCH INTERNATIONAL, v. 66, p. FRIN5521, 2014.

4.
7CLAPAUCH, Ruth2014CLAPAUCH, Ruth ; MOURÃO, ANDRÉ FELIPE ; MECENAS, ANETE S. ; MARANHÃO, PRISCILA A. ; ROSSINI, ANA ; BOUSKELA, ELIETE . Endothelial Function and Insulin Resistance in Early Postmenopausal Women with Cardiovascular Risk Factors: Importance of ESR1 and NOS3 Polymorphisms. PLoS One, v. 9, p. e103444, 2014.

5.
9Lopes FG2013 Lopes FG ; BOTTINO, Daniel A ; Oliveira FJ ; MECENAS, Anete Souza ; CLAPAUCH, Ruth ; BOUSKELA, E. ; BOUSKELA, E. . In elderly women moderate hypercholesterolemia is associated to endothelial and microvascular dysfunction. MICROVASCULAR RESEARCH, v. 85, p. 99-103, 2013.

6.
1Clapauch, R2012Clapauch, R ; MECENAS, Anete Souza ; MARANHÃO, P. A. ; BOUSKELA, E. . Early postmenopausal women with cardiovascular risk factors improve microvascular dysfunction after acute estradiol administration.. MENOPAUSE-THE JOURNAL OF THE NORTH AMERICAN MENOPAUSE SOCIETY, v. 19, p. 672-679, 2012.

7.
4Barbosa, T2010Barbosa, T ; MECENAS, Anete Souza ; GIGLIO, J. ; Barreto, MI ; Bregman, R ; Avesani, C . Avaliação longitudinal do estado nutricional de pacientes com doença renal crônica na fase não-dialítica. REVISTA CERES, v. 5, p. 127-137, 2010.

8.
2CLAPAUCH, R.2010 CLAPAUCH, R. ; MECENAS, Anete Souza ; MARANHAO, P. A ; BOUSKELA, E. . Endothelial-mediated microcirculatory responses to an acute estradiol test are influenced by time since menopause, cumulative hormone exposure and vasomotor symptom. MENOPAUSE-THE JOURNAL OF THE NORTH AMERICAN MENOPAUSE SOCIETY, v. 17, p. 749-757, 2010.

9.
5BERNARDO, MHJ2009BERNARDO, MHJ ; MENEZES, F. ; assis, M ; PACHECO, LC ; MECENAS, Anete Souza . A saúde no diálogo com a vida cotidiana: a experiência do trabalho educativo com idosos no grupo roda da saúde. REVISTA DE APS (ONLINE), v. 12, p. 504-509, 2009.

10.
3CLAPAUCH R2009 CLAPAUCH R ; MECENAS, Anete Souza ; MARANHAO, P. A ; BOUSKELA, E. . Microcirculatory function in postmenopausal women: role of aging, hormonal exposure and metabolic syndrome.. MICROVASCULAR RESEARCH, v. 78, p. 405-412, 2009.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
MENEZES, F. ; BERNARDO, MHJ ; PACHECO, LC ; ASSIS, M ; MECENAS, Anete Souza ; RIBEIRO, DAE . Educação em saúde com idosos na UnATI/UERJ: A experiência do grupo Roda da Saúde. In: XVI Congresso Brasileiro de Geriatria e Gerontologia, 2008, Rio Grande Do Sul. Geriatria & Gerontologia. Fortaleza: Geriatria e gerontologia, 2008. v. 2. p. 4-477.

Apresentações de Trabalho
1.
MECENAS, Anete Souza; MOURA, M. ; PEIXE, R. ; SIMAS, N. K. ; LEAL, I. C. R. . Pilosocereus arrabidae FROM THE GRUMARI SHOAL OF RIO DE JANEIRO, BRAZIL: CHEMICAL CHARACTERIZATION AND ANTIOXIDANT ACTIVITY EVALUATION. 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

2.
MECENAS, Anete Souza; PEIXE, R. ; MOURA, M. ; SIMAS, N. K. ; LEAL, I. R. C. . IV Brazilian Conference on Natural Products. 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

3.
MECENAS, Anete Souza; PEIXE, R. ; MOURA, M. ; KATO, N. ; LEAL, I. C. R. . CARACTERIZAÇÃO FÍSICO-QUÍMICA, INVESTIGAÇÃO FITOQUÍMICA E ANTIOXIDANTE DE FRUTOS DE PILOSOCEREUS ARRABIDAE. 2013. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

4.
GIGLIO, J. ; Barreto, MI ; MECENAS, Anete Souza ; Bregman, R ; Avesani, C . Avaliação do Impacto de um programa de educação nutricional sobre a melhora da adesão à dieta hipoprotéica em pacientes com DRC na fase não-dialítica. 2011. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

5.
MECENAS, Anete Souza; MATTA, VIRGINIA . AVALIAÇÃO SENSORIAL DE DOCE DE BANANA COM FIBRA DE ABACAXI SEM AÇÚCAR R ADICIONADO. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

6.
Puma. M ; MECENAS, Anete Souza . Características Físico-químicas da couve-flor e suas frações. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

7.
CLAPAUCH, R. ; MECENAS, Anete Souza ; MARANHAO, P. A ; BOUSKELA, E. . IMPAIRED MICROVASCULAR ENDOTHELIAL FUNCTION AND WALL STIFFNESS IN SIMULTANEOUSLY DIABETIC AND HYPERTENSIVE POSTMENOPAUSAL WOMEN COMPARED TO CONTROLS: RESPONSES TO ACUTE ESTRADIOL. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

8.
Lopes, Flávia ; MECENAS, Anete Souza ; BOTTINO, D. ; BOUSKELA, E. . AGED RELATED MICROCIRCULATORY IMPAIRMENT REVEALED BY NAILFOLD VIDEOCAPILLAROSCOPY. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

9.
MECENAS, Anete Souza. Avaliação longitudinal do estado nutricional de pacientes com doença renal crônica. 2010. (Apresentação de Trabalho/Outra).

10.
GIGLIO, J. ; Barreto, MI ; MECENAS, Anete Souza ; Barbosa, T ; Bregman, R ; Avesani, C . Avaliação do Impacto de um programa de educação nutricional sobre a melhora da adesão à dieta hipoprotéica em pacientes com DRC na fase não-dialítica. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

11.
MECENAS, Anete Souza; MATTA, VIRGINIA . CARACTERIZAÇÃO FÍSICO-QUÍMICA DE CAJÁ-MANGA (Spondias dulcis) EM DOIS ESTÁDIOS DE MATURAÇÃO. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

12.
MECENAS, Anete Souza. Nutrição e terceira idade. 2009. (Apresentação de Trabalho/Outra).

13.
MECENAS, Anete Souza. Nutrição e terceira idade. 2008. (Apresentação de Trabalho/Outra).

14.
MECENAS, Anete Souza. PIZZA PORTUGUESA FONTE DE FIBRA:CASO DE ESTUDO. 2008. (Apresentação de Trabalho/Outra).

15.
MECENAS, Anete Souza. Efeitos agudos microvasculares do estradiol em mulheres saudáveis hipogonáticas. 2008. (Apresentação de Trabalho/Outra).

16.
Bernardo, H ; PACHECO, LC ; assis, M ; MECENAS, Anete Souza . EDUCAÇÃO EM SAÚDE COM IDOSOS NA UNATI/UERJ:A EXPERIÊNCIA DO GRUPO RODA DA SAÚDE. 2008. (Apresentação de Trabalho/Congresso).


Demais tipos de produção técnica
1.
MECENAS, Anete Souza. Telenutrição: Alimentação do idoso. 2009. (Curso de curta duração ministrado/Outra).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
LEAL, I. C. R.; Mecenas, Anete de Souza; BARTH, T.. Participação em banca de Adriana Rocha Dutra.?Extração de metabólitos de Humiria balsamifera por micro-ondas: um rápido e eficiente método para obtenção de substâncias antioxidantes?. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Farmácia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Outras participações
1.
CUNHA, A. R.; Gonçalves, A. S. M. SUPERVISÃO DE ESTÁGIO EM NUTRIÇÃO CLÍNICA: Análise de trabalhos de conclusão do estágio de supervisão em Nutrição clínica. 2016. Universidade Estácio de Sá.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
Fórum Docente da Estácio de Sá. 2018. (Encontro).

2.
Promoção da Saúde.Flavonoides na performance física. 2018. (Encontro).

3.
6th Brazilian Conference on Natural products and XXXII RESEM. Rutin esterification by Novozym 435 as a strategy for obtaining bioactive derivatives. 2017. (Congresso).

4.
6th Brazilian Conference on Natural products and XXXII RESEM. Rutin derivatives obtained by transesterification reactions catalyzed by Novozym 435: antioxidant properties and absence of toxicity in mammalian cells. 2017. (Congresso).

5.
Encontro de Mulheres PIB Niterói.Alimentação e Saúde da mulher. 2017. (Encontro).

6.
IV Simposio Faculdade de Farmácia/UFRJ. 2017. (Simpósio).

7.
I Workshop Profissional Especializado na Pesquisa, Indústria e Análises de Alimentos: Tecnologias Atuais e Novas Tendências do Mercado. 2017. (Simpósio).

8.
MOVA.Novos Paradigmas da Nutrição. 2017. (Encontro).

9.
Pierre Fabre, SIPAT.Comida de Verdade, o que é isso?. 2017. (Encontro).

10.
Semana de Iniciação Científica UFRJ.Purificação de produtos de acetilação do flavonoide rutina catalisado por lipase. 2017. (Encontro).

11.
VI Simpósio da Faculdade de Farmácia/UFRJ.Avaliação do potencial antioxidante de produtos de esterificação de flavonoides. 2017. (Simpósio).

12.
XI Jornada de Nutrição.Antioxidantes e melhora da performance física. 2017. (Encontro).

13.
ENZITEC 2016.Avaliação do Potencial Antioxidante de Produtos de Esterificação de Flavonóides por Lipases. 2016. (Seminário).

14.
III JORNADA FLUMINENSE DE PRODUTOS NATURAIS.?Avaliação da composição química e atividade antioxidante de extratos e frações da espécie vegetal Ocotea notata (Ness) Mez (Lauraceae)?. 2016. (Outra).

15.
23rd International Congress of the IUBMB and 44th Annual Meeting of the Brazilian Society for Biochemistry and Molecular Biology (SBBq). CHEMICAL PROFILE OF APOLAR EXTRACTS OF OPUNTIA MONACANTHA HAW. FRUITS, CACTACEAE. 2015. (Congresso).

16.
5th Brazilian Conference on Natural Products - BCNP. Evaluation of the chemical composition and antioxidant activity extracts and fractions from the vegetal species Ocotea notata (Ness) Mez (LAURACEAE). 2015. (Congresso).

17.
VII Workshop on Biocatalysis and Biotransformations. Endophytic fungi from Humiria balsamifera with potential for the enantioselective biocatalysis of rac-1-phenylethylamine. 2015. (Congresso).

18.
14th World Congress on Antioxidants. Pilosocereus arrabidae FROM THE GRUMARI SHOAL OF RIO DE JANEIRO, BRAZIL: CHEMICAL CHARACTERIZATION AND ANTIOXIDANT ACTIVITY EVALUATION. 2014. (Congresso).

19.
Conferência de Nutrição esportiva. 2014. (Encontro).

20.
XXVII Congresso Internacional. de Prática Ortomolecular. Envelhecimento Saudável, Nutrição e Nutrigenômica. 2014. (Congresso).

21.
I Simpósio Internacional de Bromatologia em Saúde.Caracterização física, físico-química, dosagem de flavonóides e investigação antioxidante dos frutos Pilosocereus arrabidae e Opuntia monocantha. 2013. (Simpósio).

22.
IV Brazilian Conference on Natural Products. 2013. (Congresso).

23.
IV Brazilian Conference on Natural Products. Physicochemical, phytochemical and antioxidant investigations of the fruits of Pilosocereus arrabidae from Grumari Shoal. 2013. (Congresso).

24.
IV SIMPÓSIO INTERNO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO DA FACULDADE DE FARMÁCIA UFRJ.CARACTERIZAÇÃO FÍSICO-QUÍMICA, INVESTIGAÇÃO FITOQUÍMICA E ANTIOXIDANTE DE FRUTOS DE PILOSOCEREUS ARRABIDAE. 2013. (Simpósio).

25.
IV SIMPÓSIO INTERNO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO DA FACULDADE DE FARMÁCIA UFRJ.CARACTERIZAÇÃO FÍSICO-QUÍMICA, INVESTIGAÇÃO FITOQUÍMICA E ANTIOXIDANTE DE FRUTOS DE PILOSOCEREUS ARRABIDAE. 2013. (Simpósio).

26.
Semana de busca de qualidade de vida.Lanchar ou Jantar? Buscando um equilíbrio nutricional. 2013. (Outra).

27.
Simpósio de Nutrição aplicada ao esporte.Alimentação na prática de atividade física. 2013. (Simpósio).

28.
Ciclo de palestras do Núcleo da guarda.Alimentos funcionais e suplementação na prática de atividade física. 2012. (Outra).

29.
I Fórum da Sociedade Brasileira de Processamento de Frutas e Hortaliças.Utilização integral de frutas e hortaliças. 2012. (Outra).

30.
II JORNADA FLUMINENSE DE PRODUTOS NATURAIS. 2012. (Outra).

31.
II Simpósio Flora das Restingas Fluminense. 2012. (Simpósio).

32.
I Jornada integrada a Pós-graduação de fármacia da UFRJ. 2012. (Encontro).

33.
XVI CONGRESSO PAULISTA DE NEFROLOGIA. Avaliação do Impacto de um Programa de Educação Nutricional sobre a Adesão à Dieta Hipoprotéica e Hipossódica em Pacientes com Doença Renal Crônica na Fase Não Dialítica. 2011. (Congresso).

34.
14 th WORLD CONGRESS OF GYNECOLOGICAL ENDOCRINOLOGY. IMPAIRED MICROVASCULAR ENDOTHELIAL FUNCTION AND WALL STIFFNESS IN SIMULTANEOUSLY DIABETIC AND HYPERTENSIVE POSTMENOPAUSAL WOMEN COMPARED TO CONTROLS: RESPONSES TO ACUTE ESTRADIOL. 2010. (Congresso).

35.
9 th WORLD CONGRESS FOR MICROCIRCULATION. AGED RELATED MICROCIRCULATORY IMPAIRMENT REVEALED BY NAILFOLD VIDEOCAPILLAROSCOPY. 2010. (Congresso).

36.
Grupo de idosos reviver.Alimentação do idoso ( Palestrante). 2010. (Encontro).

37.
I SEMINÁRIO EM INOVAÇÃO E TECNOLOGIA NA ÁREA DE ALIMENTOS. 2010. (Seminário).

38.
Palestra Nutrição no pré e pós operatório: Quando iniciar? Estratégias para redução do íleo pós-operatório. 2010. (Encontro).

39.
XIX SEMANA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA.Avaliação longitudinal do estado nutricional de pacientes com doença renal crônica. 2010. (Encontro).

40.
XXI CONGRESSO BRASILEIRO DE NUTRIÇÃO; I CONGRESSO IBERO-AMERICANO DE NUTRIÇÃO ; I SIMPÓSIO LATINO-AMERICANO DE NUTRIÇAO ESPORTIVA. Características físico e químicas da couve-flor e suas frações. 2010. (Congresso).

41.
XXII CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE ALIMENTOS. Caracterização físico-química de cajá manga em dois estádios de maturação. 2010. (Congresso).

42.
XXV CONGRESSO BRASILEIRO DE NEFROLOGIA. Avaliação do Impacto de um Programa de Educação Nutricional sobre a Adesão à Dieta Hipoprotéica e Hipossódica em Pacientes com Doença Renal Crônica na Fase Não Dialítica. 2010. (Congresso).

43.
Efeito da suplementação com ácido linoléico conjugado na composição corporal e no perfil bioquímico de indivíduos com excesso de peso corporal fisicamente ativos e sedentários. 2009. (Encontro).

44.
Nutrição aplicada ao portador de deficiência física. 2009. (Encontro).

45.
Palestra: Metabolismo da vitamina D na doença renal crônica. 2009. (Encontro).

46.
Segurança e tecnologia de alimentos e bebidas. 2009. (Seminário).

47.
Semana de promoção de vida saudável.Semana de promoção de vida saudável em comemoração ao dia do nutricionista. 2009. (Oficina).

48.
Telenutrição.Alimentação do idoso. 2009. (Encontro).

49.
Tríade da mulher atleta. 2009. (Encontro).

50.
8° SEMANA DE GRADUAÇÃO.PROJETO DE AVALIAÇÃO DAS FIBRAS DE UMA PIZZA PORTUGUESA.. 2008. (Encontro).

51.
Encontro de integração e expressão da mulher na instituição religiosa perfect liberty.A influência da modernidade nos hábitos alimentares. 2008. (Seminário).

52.
XI ENCONTRO DE NUTRIÇÃO DO INSTITUTO FERNANDES FIGUEIRA. 2008. (Encontro).

53.
XIX UERJ SEM MUROS.Nutrição e terceira idade. 2008. (Seminário).

54.
XVI Congresso Brasileiro de Geriatria e Gerontologia, Geriatria & Gerontologia : Geriatria & Gerontologia, v. 2. p. 347-347.. Educação em Saúde com idosos na UnATI/UERJ: a experiência do Grupo Roda da Saúde.. 2008. (Congresso).

55.
XVII SEMANA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA.Efeitos agudos microvasculares do estradiol em mulheres saudáveis hipogonáticas. 2008. (Seminário).

56.
XVIII UERJ SEM MUROS.Nutrição e terceira idade. 2006. (Seminário).

57.
XV SEMANA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA.DIETA HIPPERLÍPIDICA PERINATAL ASSOCIADO COM DIETA COM ALTA DENSIDADE ENERGÉTICA. 2006. (Seminário).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
MECENAS, ANETE S.. Dia do Nutricionista. 2018. (Outro).

2.
Mecenas, Anete de Souza. Oficina Culinária. 2017. (Outro).

3.
MECENAS, Anete Souza; MENEZES, F. ; SANTOS, D. . Influência da modernidade nos hábitos alimentares. 2008. (Exposição).

4.
MECENAS, Anete Souza; MENEZES, F. ; SANTOS, D. . Pesquisa nutrição, saúde e Envelhecimento. 2007. (Outro).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Monografias de conclusão de curso de aperfeiçoamento/especialização
1.
Amanda Medeiros. Ação de flavonoides na melhora da performance física. Início: 2017. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Ciência da Performance) - Universidade Federal do Rio de Janeiro. (Orientador).

2.
Hilana Moreira. Uso de alimentos protéicos e blends na melhora da Performance Física de atletas. Início: 2017. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Ciência da Performance) - Universidade Federal do Rio de Janeiro. (Orientador).

Iniciação científica
1.
Rafaela Machado Nunes. Avaliação do potencial antioxidante e composição nutricional de frutos de Inga laurina. Início: 2018. Iniciação científica (Graduando em Nutrição) - Universidade Estácio de Sá. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Monografia de conclusão de curso de aperfeiçoamento/especialização
1.
Rayana Gonçalves. O efeito da glutamina na performance de atletas. 2016. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Pós-graduação em Ciência da Performance) - Universidade Federal do Rio de Janeiro. Orientador: Anete Souza Mecenas.

Iniciação científica
1.
Roberta Peixe. Análise da composição nutricional, atividade antibacteriana e antioxidante de extratos do fruto Pilosocereus Arabidae. 2013. Iniciação Científica. (Graduando em Farmácia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro. Orientador: Anete Souza Mecenas.



Inovação



Projetos de pesquisa


Educação e Popularização de C & T



Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
Mecenas, Anete de Souza. Oficina Culinária. 2017. (Outro).



Outras informações relevantes


Anete Mecenas foi aprovada em Primeiro lugar na seleção do Mestrado em Ciências Farmacêuticas da UFRJ e também foi aprovada em primeiro lugar na seleção de Doutorado da Pós-graduação em Bioquímica da UFRJ. Além disso, foi aprovada em primeiro na seleção para Professor da Universidade Estácio de Sá para lecionar a disciplina de Bioquímica para os cursos de Nutrição e Enfermagem. Aprovada em Segundo lugar para Professor Substituto da disciplina de Tecnologia de alimentos, Bromatologia e Química dos alimentos do curso de Nutrição da UFRJ/Macaé. Aprovada em Quinto lugar para Professor Substituto da disciplina de Bromatologia, Química e Análise de alimentos do curso de Farmácia da UFRJ.



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 22/10/2018 às 11:29:07