Pedro Henrique de Moraes Cicero

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/8859880397472253
  • Última atualização do currículo em 29/08/2018


Possuo graduação em Relações Internacionais pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2005) e graduação em Direito pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas (2008). Sou mestre (2010) e doutor (2015) em Ciência Política pela Universidade Estadual de Campinas. Sou professor de Relações Internacionais no Instituto de Economia da Universidade Federal de Uberlândia, bem como do Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais da mesma Universidade (PPGRI/UFU). Atualmente, atuo em Projeto de Colaboração Técnica junto ao Departamento de Estudos Latino-Americanos da Universidade de Brasília (ELA/ICS/UnB).Tenho experiência nas áreas de Ciência Política, Relações Internacionais e Direito e minha agenda de pesquisa está articulada em torno dos estudos sobre as Relações Interamericanas contemporâneas. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Pedro Henrique de Moraes Cicero
Nome em citações bibliográficas
CICERO, P. H. M.;DE MORAES CICERO, PEDRO HENRIQUE


Formação acadêmica/titulação


2011 - 2015
Doutorado em Ciência Política.
Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
Título: O rentismo petroleiro e seus impactos para a política externa venezuelana, Ano de obtenção: 2015.
Orientador: Andréia Galvão.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: America Latina; Petróleo; Política Externa; Venezuela.
Grande área: Ciências Humanas
2008 - 2010
Mestrado em Ciência Política.
Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
Título: Revolução Bolivariana e Lutas Sociais: o Confronto Político nos Primeiros Anos do Governo Hugo Chávez Frías,Ano de Obtenção: 2010.
Orientador: Andréia Galvão.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Palavras-chave: Ciência Política; Movimentos Sociais; Revolução Bolivariana na Venezuela.
Grande área: Ciências Humanas
2004 - 2008
Graduação em direito.
Pontifícia Universidade Católica de Campinas, PUC Campinas, Brasil.
Título: As relações de trabalho nas penitenciárias.
Orientador: Nivaldo Doro Júnior.
2002 - 2005
Graduação em Relações Internacionais.
Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Brasil.
Título: Revolução Bolivariana na Venezuela: perspectivas gramscianas sobre o governo de Hugo Chávez Frías.
Orientador: Rita Biason.




Formação Complementar


2005 - 2006
Extensão universitária em Núcleo Agrário "Terra e Raíz". (Carga horária: 450h).
Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Brasil.
2005 - 2005
Extensão universitária em Processos Políticos na AméricaLatina Contemporânea. (Carga horária: 30h).
Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Brasil.


Atuação Profissional



Universidade Federal da Fronteira Sul, UFFS, Brasil.
Vínculo institucional

2015 - Atual
Vínculo: Membro de Grupo de Pesquisa, Enquadramento Funcional: Pesquisador, Carga horária: 0
Outras informações
Membro do Grupo de Pesquisa "Anticapitalismos e Sociabilidades Emergentes" vinculado ao CNPq


Universidade Federal de Uberlândia, UFU, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Adjunto, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2012 - 2013
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Substituto, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Disciplinas Ministradas: - Relações Econômicas Internacionais - Economia, Política e Desenvolvimento na América Latina - Tópicos em Relações Econômicas Internacionais

Atividades

07/2018 - Atual
Ensino, Relações Internacionais, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Tópicos em Economia Política Internacional
04/2013 - Atual
Direção e administração, Faculdade de Artes, Filosofia e Ciências Sociais, Instituto de Economia.

Cargo ou função
Membro do Conselho do Instituto de Economia (CONSIE).
04/2013 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Faculdade de Artes, Filosofia e Ciências Sociais, Instituto de Economia.

04/2013 - Atual
Ensino, Relações Internacionais, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Economia, Política e Sociedade no Desenvolvimento da América Latina
Relações Econômicas Internacionais
Tópicos em Relações Econômicas Internacionais
História das Relações Internacionais I
07/2015 - 06/2017
Direção e administração, Conselho de Graduação, .

Cargo ou função
Representante do Instituto de Economia no Conselho de Graduação (CONGRAD) da Universidade Federal de Uberlândia.
07/2015 - 06/2017
Direção e administração, Conselho Universitário, .

Cargo ou função
Representante do Instituto de Economia no Conselho Universitário (CONSUN) da Universidade Federal de Uberlândia.
06/2015 - 06/2017
Direção e administração, Faculdade de Artes, Filosofia e Ciências Sociais, Instituto de Economia.

Cargo ou função
Coordenador do Curso de Graduação em Relações Internacionais.

Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - 2011
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Atividade de Docencia Parcial sob Supervisão, Carga horária: 8
Outras informações
Estágio docente na Disciplina HZ 345 A ("Política III - Teorias do Estado"). Programa de Estágio Docente grupo B - Atividade de Docência Parcial sob supervisão. Descrição: Disciplina obrigatória na grade curricular de alunos de graduação em Bacharelado e Licenciatura em Ciências Sociais - Unicamp. Função: Elaborar programa da disciplina, ministrar aulas e orientar alunos quanto a pesquisas, leituras ou seminários. Professor Responsável: Profa. Dra. Andréia Galvão


Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Brasil.
Vínculo institucional

2006 - 2006
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Coordenador do grupo de estagiários, Carga horária: 12
Outras informações
Grupo de estagiários do convênio intitulado "Estágio curricular nas áreas de direito, serviço social, história e Relações Internacionais para alunos da Unesp/Franca", financiado p-elo INCRA/SP e desenvolvido pelo Núcleo Agrário "Terra e Raiz" desde Março de 2006


Centro Universitário das Faculdades Metropolitanas Unidas, FMU, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - 2012
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 8
Outras informações
Disciplinas Ministradas: -Diplomacia e Negociações Internacionais -Teoria das Relações Internacionais - Direito Econômico Internacional


Consejo Latino-Americano de Ciencias Sociales - Argentina, CLACSO, Argentina.
Vínculo institucional

2010 - Atual
Vínculo: Pesquisador, Enquadramento Funcional: Pesquisador
Outras informações
Membro do Grupo de Trabalho CLACSO "Anticapitalismos y Sociabilidades Emergentes"


Universidade de Brasília, UnB, Brasil.
Vínculo institucional

2018 - Atual
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professor em Projeto de Colaboração Técnica, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Professor do Magistério Superior vinculado, por meio de Projeto de Colaboração Técnica, ao Departamento de Estudos Latino-Americanos da Universidade de Brasília (ELA/ICS/UnB)

Atividades

03/2018 - Atual
Ensino, Ciências Sociais, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Processos de Desenvolvimento nas Américas
Pensamento Político e Social Latino-Americano


Linhas de pesquisa


1.
Núcleo de Estudos e Pesquisas em Relações Internacionais


Projetos de pesquisa


2015 - Atual
Grupo de Pesquisa "Anticapitalismos e Sociabilidades Emergentes" (CNPq)
Descrição: Este grupo de pesquisa surge à luz da experiência acumulada junto ao Grupo de Trabalho "Anticapitalismos e Sociabilidades Emergentes", do Conselho Latinoamericano de Ciências Sociais (CLACSO), grupo que reúne 15 pesquisadores de pós-graduação de 7 países latinoamericanos (Cuba, Argentina, México, Brasil, Guatemala, Nicarágua e Venezuela). Ao redor do conceito de sociabilidades emergentes buscamos interpretar um conjunto de "novos" processos e dinâmicas, manifestados especialmente no âmbito da vida cotidiana, mas não exclusivos a ele, de atores inseridos no bojo de diversos movimentos e processos sociais que traduzem certas modalidades de (re)criação de laços, vínculos e relações sociais baseados nos princípios e práticas da horizontalidade, do apoio mútuo, da solidariedade, da apropriação do valor de uso, da cooperação, da auto-organização, do igualitarismo, da tolerância e da liberdade, conduzidos potencialmente na direção da reconstituição de experiências sociais e/ou comunitárias que negam ou problematizam a lógica de reprodução do mundo material e imaginário segundo os princípios hegemônicos da mercantilização/instrumentalização capitalista..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (15) / Mestrado acadêmico: (4) / Doutorado: (14) .
Integrantes: Pedro Henrique de Moraes Cicero - Integrante / Cassio Soares - Coordenador / Daniel Francisco de Bem - Integrante / Alexander Maximilian Hilsenbeck Filho - Integrante / Danilo Henrique Martuscelli - Integrante.
2010 - 2015
Neoliberalismo e relações de classe no Brasil
Descrição: Este grupo investiga as relações da política e das lutas sociais com a estrutura de classes característica do capitalismo neoliberal brasileiro. Possui, juntamente com colegas vinculados a outro grupo de pesquisa, um Projeto Temático, intitulado Política e classes sociais no capitalismo neoliberal, financiado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp). O projeto geral do grupo está subdividido em quatro linhas de pesquisa: 1. burguesia, Estado e dependência; 2. trabalhadores, movimento sindical e política; 3. movimentos sociais de classe média e 4. campesinato e movimentos sociais de urgência. O grupo está sediado no Centro de Estudos Marxistas (Cemarx) da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e é coordenado pelos professores Armando Boito Jr. e Andréia Galvão. O grupo é antigo, numeroso, de composição heterogênea ? já que incorpora pesquisadores em diferentes níveis de carreira e de formação ? e apresenta uma estrutura dinâmica. Criado no ano de 2000 e, desde então, funcionando regularmente, o grupo conta, atualmente, com 29 integrantes ativos, que são professores, estagiários de pós-doutorado, doutorandos, mestrandos e graduandos. Cada um dos seus integrantes desenvolve um projeto individual de pesquisa, inserido no projeto geral do grupo e previamente discutido e aprovado nos seus seminários. Na sua primeira fase de existência, entre 2000 e 2006, o grupo desenvolveu o Projeto Integrado, financiado pelo CNPq, intitulado Neoliberalismo e Trabalhadores no Brasil: Política, Ideologia e Movimentos Sociais, projeto que resultou em diversos trabalhos e publicações: monografias, dissertações, teses, livros e artigos publicados em periódicos. Desde o ano de 2007, o grupo entrou numa segunda fase. Decidiu ampliar o tema do projeto original, inserindo o estudo da burguesia brasileira e da dependência no período de vigência do capitalismo neoliberal no Brasil..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2010 - Atual
Anticapitalismos y Sociabilidades Emergentes
Descrição: Grupo de Trabalho vinculado ao "Conselho Latino-Americano de Ciências Sociais" (CLACSO). Nuestra propuesta busca interpelar, a tono con los desafíos que afrontan las ciencias sociales latinoamericanas y caribeñas, la realidad continental, a la vez que promueve una perspectiva transdisciplinaria con aportes desde la sociología, la ciencia política, la historia social y política, la antropología, los estudios culturales y otras disciplinas. Al momento, dos publicaciones colectivas (Chaguaceda y Brancaleone, 2012; Fernández, Camara, Chaguaceda y Puente, 2015) dan testimonio de los intercambios producidos en torno a la caracterización de lo que hemos denominado ?luchas anticapitalistas? en el período 2010-2015, analizadas a partir de dos ejes analíticos complementarios: la descripción de estas experiencias ?hacia adentro? (labor que implicó en cada caso una reflexión acerca de los proyectos y prácticas políticas existentes ?desde abajo? y más allá de la institucionalidad dominante); y el análisis de las disputas contrahegemónicas que enfrentaron estas experiencias tanto en contra del sistema mundo capitalista moderno/colonial, como ante el Estado en sus más heterogéneas conceptualizaciones (principalmente desde perspectivas marxistas y anarquistas) y caracterizaciones coyunturales..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Pedro Henrique de Moraes Cicero - Integrante / Cassio Soares - Coordenador.Financiador(es): Consejo Latino-Americano de Ciencias Sociales - Argentina - Outra.
2004 - 2014
Grupo de Estudos e Pesquisa para Alternativas em Relações Internacionais
Descrição: O Grupo de Estudos e Pesquisa para Alternativas em Relações Internacionais (GARI) surgiu em 2004, a partir da demanda dos alunos da Universidade Estadual Paulista, campus Franca, em aprofundar e buscar outras formas de compreensão das Relações Internacionais. O grupo procura, através de seus estudos e pesquisa, outros olhares para além do Estado, visto muitas vezes como única perspectiva das Relações Internacionais. A necessidade de estudar temas marginalizados nas Relações Internacionais, como os movimentos sociais, por exemplo, surge da constatação das contínuas agressões que a sociedade contemporânea sofre por parte do neoliberalismo agressões que resultam no total descrédito da política institucional. É nesse contexto de desmantelamento do Estado nas regiões periféricas que os movimentos populares encontram sua razão de ser as ações políticas desses grupos constituem a alternativa mais viável para real transformação da sociedade. O grupo voltou sua pesquisa para tais movimentos durante os últimos anos, com foco na América Latina por ser a região do planeta em que ideia da agressão neoliberal encontra mais eco atualmente. O resultado desse ciclo foi a reafirmação do papel de destaque desses atores na construção de um cenário alternativo para a sociedade internacional..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Política Internacional.
2.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política.


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Francês
Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
CICERO, P. H. M.2017CICERO, P. H. M.. Política externa bolivariana: a inserção internacional da Venezuela ao longo dos dois primeiros mandatos de Hugo Chávez Frías (1999-2007). Austral Brazilian Journal of Strategy & International Relations, v. 5, p. 252, 2017.

2.
DE MORAES CICERO, PEDRO HENRIQUE2016DE MORAES CICERO, PEDRO HENRIQUE. -Unidade cívico-militar- como fundamento da doutrina de defesa nacional bolivariana | -Civil-military Integration- as the foundation of the bolivarian nacional defence doctrine. Mural Internacional (Online), v. 6, p. 202-215, 2016.

3.
CICERO, P. H. M.2016CICERO, P. H. M.. A burguesia brasileira e a política externa nos governos FHC e Lula (Resenha). CRITICA MARXISTA (SÃO PAULO), v. 43, p. 191-193, 2016.

4.
CICERO, P. H. M.;DE MORAES CICERO, PEDRO HENRIQUE2015CICERO, P. H. M.. A Hipótese Comunista (Resenha). Cadernos do Cemarx, v. n. 8, p. 167-170, 2015.

5.
CICERO, P. H. M.;DE MORAES CICERO, PEDRO HENRIQUE2013CICERO, P. H. M.. O contexto político na Venezuela contemporânea a partir das reflexões sobre os conceitos de 'sociedade civil' e 'espaço público'. Historia & Perspectivas (UFU), v. 48, p. 335-366, 2013.

6.
CICERO, P. H. M.;DE MORAES CICERO, PEDRO HENRIQUE2013CICERO, P. H. M.. O Pluralismo e seu espaço nas relações sociais: contribuições do pensamento jurídico e político. O Direito Alternativo, v. 2, p. 25-38, 2013.

7.
CICERO, P. H. M.;DE MORAES CICERO, PEDRO HENRIQUE2012CICERO, P. H. M.. Os Círculos Bolivarianos à luz da Teoria dos Movimentos Sociais: uma análise [parcial] da organização popular na Venezuela contemporânea. Revista CEMOP, v. 3, p. 41-68, 2012.

8.
CICERO, P. H. M.;DE MORAES CICERO, PEDRO HENRIQUE2012CICERO, P. H. M.. Participação Eleitoral na Venezuela Contemporânea: uma [breve] problematização à teoria institucionalista da Escolha Racional. Textos e Debates (UFRR), v. 18, p. 19-37, 2012.

9.
CICERO, P. H. M.;DE MORAES CICERO, PEDRO HENRIQUE2012CICERO, P. H. M.. Venezuela contemporânea: reflexões críticas a partir de um estudo de caso. Pensamento Plural (UFPEL), v. 05, p. 07-22, 2012.

10.
CICERO, P. H. M.;DE MORAES CICERO, PEDRO HENRIQUE2011CICERO, P. H. M.; HIRATA, F. . Apontamentos Críticos às Teorias dos Novos Movimentos Sociais a parir de uma Perspectiva de Classe: Vidas Secas e os muitos ?Fabianos?. Ideias (UNICAMP), v. 1, p. 151-173, 2011.

11.
CICERO, P. H. M.;DE MORAES CICERO, PEDRO HENRIQUE2011CICERO, P. H. M.. Transformar o gigante num pigmeu: as desventuras do projeto neoliberal na Venezuela (1989-1998). Anos 90 (Online) (Porto Alegre), v. 17, p. 137-157, 2011.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
CICERO, P. H. M.; CAMARA, P. ; CHAGUACEDA, A. ; FERNANDEZ, B. S. ; PUENTE, F. . Prefigurar lo político. Disputas contrahegemónicas en América Latina. 1. ed. Buenos Aires: CLACSO; Último Recurso; El Colectivo, 2015. v. 1. 450p .

Capítulos de livros publicados
1.
CICERO, P. H. M.. Ensaio sobre os ?Consejos Comunales? e a participação política na Venezuela Bolivariana a partir de um olhar luxemburguista. In: Cicero, P.H.C. Camara, P. [et.al.]. (Org.). Prefigurar lo político. Disputas contrahegemónicas en América Latina. 1ed.Buenos Aires: CLACSO; Último Recurso; El Colectivo, 2015, v. 1, p. 101-116.

2.
CICERO, P. H. M.. Círculos Bolivarianos e participação política nos primeiros anos da V República venezuelana. In: Chaguaceda, Armando; Brancaleone, Cássio. (Org.). SOCIABILIDADES EMERGENTES Y MOVILIZACIONES SOCIALES EN AMÉRICA LATINA. 1ed.Buenos Aires: Biblioteca virtual de CLACSO, 2012, v. 01, p. 249-268.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
FRANCA, L. T. ; DE MORAES CICERO, PEDRO HENRIQUE . CONTRIBUIÇÕES À DESCOLONIZAÇÃO DA ECONOMIA POLÍTICA INTERNACIONAL EM DIÁLOGO COM AS DIÁSPORAS NEGRAS LATINO-AMERICANAS. In: 3º Encontro de Pesquisa em Relações Internacionais - EPRI, 2018, Marília. Anais do 3º Encontro de Pesquisa em Relações Internacionais, 2018.

2.
CICERO, P. H. M.; NAVES, M. M. . Desigualdade e Desenvolvimento na Venezuela: uma análise histórico contemporânea. In: II Simpósio Internacional Pensar e Repensar a América Latina, 2016, São Paulo. Anais do II Simpósio Internacional Pensar e Repensar a América Latina, 2016.

3.
CICERO, P. H. M.. Ensaio sobre os ?Consejos Comunales? e a participação política na Venezuela Bolivariana a partir de um olhar luxemburguista. In: VII Colóqui Internacional Marx e Engels, 2012, Campinas. CEMARX - VII Cóloqui Internacional Marx e Engels - Anais, 2012. v. 01.

4.
CICERO, P. H. M.. Círculos Bolivarianos y Teorias de los Movimientos Sociales: Aproximaciones y Distanciamientos. In: II Congreso Latinoamericano y Caribeño de Ciencias Sociales, 2010, Cidade do México. Anales del II Congreso Latinoamericano y Caribeño de Ciencias Sociales, 2010.

5.
CICERO, P. H. M.. As relações trabalhistas no cárcere e a super-exploração do sentenciado no sistema penal brasileiro. In: V Congreso Latinoamericano de Ciencia Politica (ALACIP), 2010, Buenos Aires. Integración, Diversidad y Democracia en tiempos del Bicentenario. Buenos Aires: BRAPACK S.A., 2010.

6.
CICERO, P. H. M.. "Socialismo do Século XXI" ou Rentismo Repaginado: Economia e Política na Venezuela Pós 2004. In: IV Simpósio Lutas Sociais na América Latina, 2010, Londrina. Caderno de Resumos do IV Simpósio Lutas Sociais na América Latina. Londrina: Gráfica da UEL, 2010.

7.
CICERO, P. H. M.; HIRATA, F. . VIDAS SECAS E OS MUITOS "FABIANOS": UMA BREVE PROBLEMATIZAÇÃO DAS TEORIAS DOS NOVOS MOVIMENTOS SOCIAIS APARTIR DE UMA PERSPECTIVA DE CLASSE. In: 6º Colóquio Marx Engels, 2009, Campinas. Anais do 6º Colóquio Marx e Engels, 2009.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
CICERO, P. H. M.. A ?CLASSE SOCIAL? COMO COTEGORIA INDISPENSÁVEL PARA A ANÁLISE DA AÇÃO COLETIVA NA VENEZUELA BOLIVARINA. In: III Seminário Científico: Teoria Política do Socialismo - György Lukács e a emancipação humana., 2009, Marília. György Lukács e a emancipação humana: coletânia de textos do III Seminário Científico - Teoria Política do socialismo. Marilia: Oficina Universitária Unesp, 2009.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
CICERO, P. H. M.. 'Consejos Comunales' e participação política na Venezuela contemporânea. In: III Congreso Latinoamericano y Caribeño de Ciencias Sociales, 2015, Quito. Aneles del "III Congreso Latinoamericano y Caribeño de Ciencias Sociales". Quito: Editora FLACSO, 2015.

2.
CICERO, P. H. M.; NAVES, M. M. . Violência e pobreza: paradoxos na Venezuela contemporânea. In: IV Jornadas Internacionais de Problemas Latino-Americanos, 2014, Foz do Iguaçu. Cuadernos de Resumos, 2014.

Apresentações de Trabalho
1.
CICERO, P. H. M.. Os Consejos Comunales Bolivarianos à luz dos escritos teóricos de Rosa Luxemburgo. 2011. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

2.
CICERO, P. H. M.. Consejos Comunales e Revolução Bolivariana: fundamentos e propostas da organização popular 'de cima para baixo' na Venezuela chavista. 2010. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

Outras produções bibliográficas
1.
CICERO, P. H. M.. As relações de trabalho nas penitenciárias 2008 (Trabalho de Conclusão de Curso).

2.
CICERO, P. H. M.. "Revolução Bolivariana na Venezuela: perspectivas gramscianas sobre o governo de Hugo Chávez Frías. Franca: Disponível na biblioteca da Universidade EstaduaL Paulista, 2005 (Trabalho de Conclusão de Curso).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
MENDONCA, F. A. P.; DE MORAES CICERO, PEDRO HENRIQUE; COELHO, J.. Participação em banca de Bruna Aguiar de Almeida e Silva. Governança Global, Revolução Passiva e G-20: um olhar para a Ásia. 2018. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Universidade Federal de Uberlândia.

2.
MENDONCA, F. A. P.; SOARES, Cassio; CICERO, P. H. M.. Participação em banca de Davi Matias Marra Demunier. ?O movimento Zapatista e a Solidariedade de Classe Transnacional: Uma análise da luta de classe na globalização. 2017. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Universidade Federal de Uberlândia.

3.
COELHO, J.; OURIQUES, N.; CASTELAN, D.; CICERO, P. H. M.. Participação em banca de Mariana Davi Ferreira. A Política Externa Venezuelana para a Integração Regional (2004-2012): Entre a Dependência Estrutural e a Unidade Latino-Americana. 2016. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Teses de doutorado
1.
NEGRI, C.; TAVOLARO, L. G. M.; LEAL, S. A. G.; DE MORAES CICERO, PEDRO HENRIQUE. Participação em banca de ARQUIMEDES BELO PAIVA. A EMERGÊNCIA DA POLÍTICA DE FOMENTO INTERDISCIPLINAR EM CIÊNCIAS SOCIAIS NA AMÉRICA LATINA: AS EXPERIÊNCIAS DO BRASIL (CNPq/CAPES) E DO MÉXICO (CONACYT). 2018. Tese (Doutorado em Estudos Comparados Sobre As Américas) - Universidade de Brasília.

Qualificações de Mestrado
1.
DE MORAES CICERO, PEDRO HENRIQUE; SILVA, C. G. R. S.; PRADO, D. F. M.. Participação em banca de Júlia Machado Dias. Construindo o Caminho: A Resistência Das Mulheres Zapatistas Frente ao Capitalismo Patriarcal. 2018. Exame de qualificação (Mestrando em Relações Internacionais) - Universidade Federal de Uberlândia.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Concurso público
1.
CARDOZO, S. A.; DE MORAES CICERO, PEDRO HENRIQUE; MENDES, C.. Concurso Público para Contratação de Professor Efetivo na área de Instituições Internacionais para o IERI-UFU. 2017. Universidade Federal de Uberlândia.

2.
FERREIRA, M. M. A.; CICERO, P. H. M.; JUNQUEIRA, C. G. B.. Processo Seletivo Simplificado para Contratação de Professores Substitutos do IEUFU. 2015. Universidade Federal de Uberlândia.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
O Golpe de 2016 e o futuro da democracia no Brasil.A conjuntura internacional do Golpe. 2018. (Simpósio).

2.
VIII Simpósio de Questão Agrária do Núcleo Agrário Terra e Raiz.MOVIMENTOS SOCIAIS NA AMÉRICA LATINA E NO MUNDO. 2017. (Simpósio).

3.
Seminário América Latina: Cultura, História e Política.Governos de esquerda na América Latina: avanços e limites. 2015. (Seminário).

4.
VII Semana Acadêmica de Relações Internacionais.Apresentação do livro "Prefigurar lo político: disputas contrahegemónicas en América Latina". 2015. (Simpósio).

5.
VII Semana Acadêmica de Relações Internacionais.A internacionalização das lutas sociais no contexto latino americano. 2015. (Simpósio).

6.
VII Semana Acadêmica de Relações Internacionais.EUA, terrorismo e as Relações Internacionais contemporâneas. 2015. (Simpósio).

7.
VI Semana Acadêmica de Relações Internacionais da Universidade Federal de Uberlândia.As Relações Interamericanas. 2014. (Simpósio).

8.
Descobrindo a Venezuela e suas transformações.Venezuela em transição?. 2013. (Encontro).

9.
Temas e Agendas de pesquisa em Relações Internacionais.Agenda de pesquisa. 2013. (Encontro).

10.
V Semana Acadêmica de Relações Internacionais da Universidade Federal de Uberlândia.Recursos Naturais e suas Repercussões na Agenda Bilateral Brasil - Bolívia. 2013. (Simpósio).

11.
A Revolução Russa e a construção do socialismo hoje.Formas de organização dos trabalhadores: Rosa Luxemburgo. 2012. (Encontro).

12.
Brazil and the Challenges on the International Relations Field. Social Struggles in Latin America: a view from the International Relations Theory. 2012. (Congresso).

13.
VII Colóquio Internacional Marx e Engels.Ensaio sobre os ?Consejos Comunales? e a participação política na Venezuela Bolivariana a partir de um olhar luxemburguista. 2012. (Outra).

14.
XIII Seminário de Economia e IV Semana de Relações Internacionais.Processos Políticos Contemporâneos na América Latina. 2012. (Seminário).

15.
II Simpósio do Grupo de Pesquisa para Alternativas em Relações Internacionais (GARI).As Lutas Sociais na Venezuela Bolivariana. 2011. (Simpósio).

16.
XXVIII Congresso Internacional da Associação Latino-Americana de Sociologia. Fórum Temático "Anticapitalismos e Sociabilidades Emergentes". 2011. (Congresso).

17.
II Congreso Latinoamericano y Caribeño de Ciencias Sociales. Circulos Bolivarianos y Teorias de los Movimientos Sociales: Aproximaciones y Distanciamientos. 2010. (Congresso).

18.
IV Simpósio Lutas Sociais na América Latina."Socialismo do Século XXI" ou Rentismo Repaginado: Economia e Política na Venezuela Pós 2004. 2010. (Simpósio).

19.
Primera Reunión del Grupo de Trabajo "Anticapitalismos y Sociabilidades Emergentes".Consejos Comunales e Revolução Bolivariana: fundamentos e propostas da organização popular 'de cima para baixo' na Venezuela chavista. 2010. (Encontro).

20.
V Congreso Latinoamericano de Ciencia Politica (ALACIP). As relações trabalhistas no cárcere e a super-exploração do sentenciado no sistema penal brasileiro. 2010. (Congresso).

21.
6º Colóquio Marx Engels.Vidas Secas e muitos ?Fabianos?: uma breve problematização das Teorias dos Novos Movimentos Sociais a partir de uma perspectiva de classe. 2009. (Outra).

22.
A construção do curso de Relações Internacionais de Franca: o papel do estudante.A primeira turma de Relações Internacionais da Unesp-Franca. 2009. (Encontro).

23.
III Seminário Científico: Teoria Política do Socialismo: György Lukács e a emancipação humana.A ´classe social´como categoria indispensável para a análise da ação coletiva na Venezuela Bolivariana. 2009. (Seminário).

24.
III Congresso Latino-Americano de Ciência Política. 2006. (Congresso).

25.
Curso de Extensão Universitária "Processos Políticos na América Latina".Curso de Extensão Universitária. 2005. (Outra).

26.
I Encontro de Direito e Cultura Latino-americanos: Diversidade, Identidade e Emancipação". 2005. (Encontro).

27.
XXXIV Semana de estudos jurídicos "Temas atuais da Ciência Criminal". 2005. (Simpósio).

28.
Congresso Nacional de Direito Alternativo de Franca. 2004. (Congresso).

29.
I Simpósio de Questão Agrária "A importância da luta pela terra". 2003. (Simpósio).

30.
VI Americas Model United Nations.Delegado da República do México na simulação do Conselho de Segurança da ONU. 2003. (Outra).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
SANTANNA, R. ; DE MORAES CICERO, PEDRO HENRIQUE . VIII Simpósio de Questão Agrária do Núcleo Agrário Terra e Raiz. 2017. (Congresso).

2.
CICERO, P. H. M.. Dia Internacional D´África na UFU. 2014. (Outro).

3.
BOITO JUNIOR, A. ; OLIVEIRA, N. ; MUSSI, D. ; CICERO, P. H. M. . VII Colóqui Internacional Marx e Engels. 2012. (Outro).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Dissertação de mestrado
1.
Carolina Palhares. A definir.. Início: 2018. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Universidade Federal de Uberlândia. (Orientador).

2.
Júlia Machado Dias. Construindo o Caminho: A Resistência Das Mulheres Zapatistas Frente ao Capitalismo Patriarcal. Início: 2017. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Universidade Federal de Uberlândia. (Orientador).

Iniciação científica
1.
Lúcia de Toledo França Bueno. OS FEMINISMOS EM RELAÇÕES INTERNACIONAIS: DECOLONIALISMO E NEGRITUDE. Início: 2017. Iniciação científica (Graduando em Relações Internacionais) - Universidade Federal de Uberlândia, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Fernanda Cristina Alvarenga Ferreira. Mudança na trajetória política uruguaia: um debate sobre a ascensão da Frente Ampla e a legalização do aborto. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Relações Internacionais) - Universidade Federal de Uberlândia. Orientador: Pedro Henrique de Moraes Cicero.

2.
Mônica Martins Naves. Desenvolvimento e dependência na Venezuela entre os anos 2000-2012: uma análise à luz das teorias econômico-políticas latino-americanas. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Relações Internacionais) - Universidade Federal de Uberlândia. Orientador: Pedro Henrique de Moraes Cicero.

3.
Ana Carolina Lima Gomes. A ascensão reacionária junto à Revolução Bolivariana: o surgimento da Mesa de la Unidad Democratica (MUD) e seus desdobramentos para a democracia na Venezuela. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Relações Internacionais) - Universidade Federal de Uberlândia. Orientador: Pedro Henrique de Moraes Cicero.

4.
Ana Flávia Silva. A inserção comercial brasileira no Mercosul. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Relações Internacionais) - Universidade Federal de Uberlândia. Orientador: Pedro Henrique de Moraes Cicero.

5.
Jordana Eugênia Cândido Reis. O uso do esporte como instrumento da política externa brasileira. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Relações Internacionais) - Universidade Federal de Uberlândia. Orientador: Pedro Henrique de Moraes Cicero.

6.
Ana Paula Dias de Oliveira Troiano. O PRÉ-SAL BRASILEIRO E SUA RELEVÂNCIA PARA A SEGURANÇA ENERGÉTICA NACIONAL. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Relações Internacionais) - Universidade Federal de Uberlândia. Orientador: Pedro Henrique de Moraes Cicero.

7.
Gabriel Ramos Saad. O Desenvolvimentismo em dois tempos: nuances sobre a política econômica de Kubitschek (1956-1961) e Lula (2006-2010 ). 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Relações Internacionais) - Universidade Federal de Uberlândia. Orientador: Pedro Henrique de Moraes Cicero.

8.
Gabriella Gomes Lemes. MÍDIA, POPULISMO E POLITICA: A influência dos meios de comunicação na politica de Vargas.. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Relações Internacionais) - Universidade Federal de Uberlândia. Orientador: Pedro Henrique de Moraes Cicero.

9.
Arthur Canival Grande. A IMPORTÂNCIA DO PETRÓLEO NA POLÍTICA EXTERNA DA VENEZUELA NO GOVERNO HUGO CHÁVEZ. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Relações Internacionais) - Universidade Federal de Uberlândia. Orientador: Pedro Henrique de Moraes Cicero.

10.
Kauwai Lucchesi Teles Nobre. A América Latina enquanto ponto de desencontro: Bolívar e Marx. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Relações Internacionais) - Universidade Federal de Uberlândia. Orientador: Pedro Henrique de Moraes Cicero.

11.
Isabela Carolina Souza Silva. O papel da política externa venezuelana para o processo de integração energética no Mercosul. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Relações Internacionais) - Universidade Federal de Uberlândia. Orientador: Pedro Henrique de Moraes Cicero.

12.
Lucas Silva Martins. A industrialização americana e o consequente fluxo de imigrantes: uma análise a partir da perspectiva transcendentalista de H.D. Thoreau. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Relações Internacionais) - Universidade Federal de Uberlândia. Orientador: Pedro Henrique de Moraes Cicero.

13.
Isabela Boaventura Oliveira. Desafios para a cooperação militar no âmbito do Conselho de Defesa Sul-Americano: enfoque no caso colombiano e ingerência dos EUA. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Relações Internacionais) - Universidade Federal de Uberlândia. Orientador: Pedro Henrique de Moraes Cicero.

14.
Bruna Aguiar de Almeida e Silva. A democracia participativa na Venezuela de Hugo Chávez: autonomia ou cooptação das organizações sociais?. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Relações Internacionais) - Universidade Federal de Uberlândia. Orientador: Pedro Henrique de Moraes Cicero.

15.
Jade Nyassa Felipe. Análise dos Impactos do Paradigma Neodesenvolvimentista na Política Externa Brasileira no Período 2003-2010. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Relações Internacionais) - Universidade Federal de Uberlândia. Orientador: Pedro Henrique de Moraes Cicero.

16.
Shanti de França Nogueira. Unidade Cívico-Militar: fundamentos da defesa nacional na Venezuela Bolivariana. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Relações Internacionais) - Universidade Federal de Uberlândia. Orientador: Pedro Henrique de Moraes Cicero.

17.
Pollyana Mendonça Sampaio Chaves. A internacionalização das Políticas de Segurança Alimentar no Brasil: a influência do Fome Zero. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Relações Internacionais) - Universidade Federal de Uberlândia. Orientador: Pedro Henrique de Moraes Cicero.

18.
Davi Matias Marra Demuner. Uma perspectiva gramsciana sobre os impactos das Mídias Radicais Alternativas na resistência mundial ao Neoliberalismo. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Relações Internacionais) - Universidade Federal de Uberlândia. Orientador: Pedro Henrique de Moraes Cicero.

19.
Luíza Fernandes de Rezende. A evolução da CEPAL pela análise da relação da Comissão com o Brasil (1948-1990). 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Relações Internacionais) - Universidade Federal de Uberlândia. Orientador: Pedro Henrique de Moraes Cicero.

20.
Mariana Rodovalho. A entrada da Venezuela no Mercosul e os impactos dessa inserção no bloco. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Relações Internacionais) - Universidade Federal de Uberlândia. Orientador: Pedro Henrique de Moraes Cicero.

21.
Danielle Brígida Carvalho. A CEPAL e suas propostas de integração regional para os países Latino-americanos. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Relações Internacionais) - Universidade Federal de Uberlândia. Orientador: Pedro Henrique de Moraes Cicero.

Iniciação científica
1.
Camila Cristina da Costa Moreira. Bolivarianismo e Movimentos Sociais: Alternativas frente ao Neoliberalismo e o Capital internacional na Venezuela. 2017. Iniciação Científica. (Graduando em Relações Internacionais) - Universidade Federal de Uberlândia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Pedro Henrique de Moraes Cicero.

2.
Gabriel Bes da Rosa. DO NEOLIBERALISMO AO NEODESENVOLVIMENTISMO: AS CLASSES SOCIAIS NA ANÁLISE DA POLÍTICA EXTERNA BRASILEIRA AO LONGO DOS GOVERNOS FERNANDO HENRIQUE CARDOSO E LULA DA SILVA. 2016. Iniciação Científica. (Graduando em Relações Internacionais) - Universidade Federal de Uberlândia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Pedro Henrique de Moraes Cicero.

3.
Mônica Martins Naves. Um olhar sobre o fenômeno da violência na Venezuela contemporânea. 2014. Iniciação Científica. (Graduando em Relações Internacionais) - Universidade Federal de Uberlândia. Orientador: Pedro Henrique de Moraes Cicero.




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 17/10/2018 às 1:02:22