Carlos Hugo Studart Corrêa

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/3835781605216735
  • Última atualização do currículo em 11/10/2018


Jornalista profissional, historiador e professor. Graduado em Jornalismo (1983) pela Universidade de Brasília-UnB; mestre (2005) e doutor em História (2014), também pela UnB. Linha de pesquisa em Jornalismo, Direitos Humanos e nos Estudos da Cultura (Memória, Imaginário e Representações) Quatro publicações autorais, sendo a mais reconhecida, o livro A Lei da Selva (Geração, 2006, 283 p.) ? resultado da dissertação de mestrado ?O imaginário dos militares na Guerrilha do Araguaia?. O livro foi agraciado no Prêmio Vladimir Herzog de Direitos Humanos; finalista do Prêmio Jabuti; recebeu Votos de Aplauso do Senado e da Câmara Federal. É a obra mais citada como fonte de referência, em 56 verbetes, do livro oficial do governo brasileiro sobre os mortos e desaparecidos do regime militar, "Direito à Memória e à Verdade", da Presidência da República. O livro foi adquirido por pelo menos 22 bibliotecas de universidades estrangeiras, dentre as quais Harvard, Yale e Princeton, nos Estados Unidos, Cambridge, Inglaterra, e a Fondation Nationale des Sciences Politiques de Paris (Fonte: WorldCat). A tese de doutorado, ?As memórias dos Guerrilheiros do Araguaia?, ganhou o Prêmio UnB de Teses e foi finalista ao Prêmio Capes de melhor tese de História de 2015. Além de estar sendo publicado sob o título "Borboletas e Lobisomens: Vidas, sonhos e mortes dos guerrilheiros do Araguaia (Francisco Alves,2018, 656 p.). Como jornalista, trabalhou como repórter investigativo no Jornal do Brasil, O Estado de S. Paulo e Folha de S. Paulo; como editor político e colunista nas revistas Veja, Manchete e Dinheiro; como diretor e colunista político da IstoÉ; além de editor-chefe da revista Desafios do Desenvolvimento, do Ipea. Colaborou com artigos, colunas, ensaios ou crônicas em veículos como Exame, Imprensa, República, Primeira Leitura, Brasil História; colabora com artigos de opinião para O Estado de S. Paulo e Folha de S. Paulo. Ganhou diversos prêmios de jornalismo, como o Prêmio Esso e o Abril. Como professor, leciona na Universidade de Brasília a disciplina Direitos Humanos: História da ditadura militar e da luta armada no Brasil. Também atua como professor-orientador na Pós-Graduação em Educação em Direitos Humanos da Universidade de Brasília. Lecionou Jornalismo no Instituto de Ensino Superior de Brasília-Iesb, na Fundação Casper Líbero, São Paulo, e na Universidade Católica de Brasília. Representou a UnB, como Ouvidor, no Grupo de Trabalho da Presidência da República que buscou os corpos dos desaparecidos do Araguaia. Atuou como pesquisador da Comissão Nacional da Verdade e da Rede de Pesquisas da Comissão Camponesa da Verdade. Atualmente, é pesquisador do Núcleo de Estudos da Paz e dos Direitos Humanos da UnB. É coordenador de dois projetos de pesquisa em andamento: 1) Fonte de Memória dos Esquecidos, fomentado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Distrito Federal; 2) O desvendar do oculto - Leituras dos documentos secretos da ditadura militar: da Guerrilha do Araguaia para a abertura política, executado pela UnB. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Carlos Hugo Studart Corrêa
Nome em citações bibliográficas
STUDART, H.;Studart, Hugo;STUDART, Hugo


Formação acadêmica/titulação


2009 - 2014
Doutorado em História.
Universidade de Brasília, UnB, Brasil.
Título: Em Algum Lugar das Selvas Amazônicas ? As Memórias dos Guerrilheiros do Araguaia (1966-1974), Ano de obtenção: 2014.
Orientador: Cléria Botêlho Costa.
Palavras-chave: Ditadura; Forças Armadas; Guerrilha Rural; Luta Armada; Partido Comunista do Brasil; PC do B.
2002 - 2005
Mestrado em História.
Universidade de Brasília, UnB, Brasil.
Título: O Imaginário dos Militares na Guerrilha do Araguaia (1972-1974),Ano de Obtenção: 2005.
Orientador: Cléria Botêlho da Costa.
Palavras-chave: Forças Armadas; Guerrilha do Araguaia; Imaginário; Luta Armada; Ditadura; Poder Invisível.
1979 - 1982
Graduação em Jornalismo.
Universidade de Brasília, UnB, Brasil.
Título: As Novas Tecnologias de Comunicações.
Orientador: Profº Dr. Manoel Vilela de Magalhães.
1975 - 1978
Ensino Médio (2º grau).
Colégio Militar do Rio de Janeiro, CMRJ, Brasil.
1966 - 1974
Ensino Fundamental (1º grau).
Colégio Marista de Brasília, CMB, Brasil.




Formação Complementar


2013 - 2013
Extensão universitária em O pensamento de Walter Benjamin. (Carga horária: 32h).
Universidade de Brasília, UnB, Brasil.
2010 - 2010
Extensão universitária em Pós-Colon e Cidadania Global - Boaventura S.Santos. (Carga horária: 120h).
Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra, CES, Portugal.
2010 - 2010
Extensão universitária em Estado, Risco e Cidadania. (Carga horária: 60h).
Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra, CES, Portugal.
2010 - 2010
Extensão universitária em Sem. em Teoria da História, com Fernando Catroga. (Carga horária: 60h).
Instituto de História e Teoria das Ideias da Universidade de Coimbra, UC, Portugal.
2009 - 2009
Leader Training. (Carga horária: 36h).
Leader Training - Consultoria Assessoria e Treinamentos, LEADER TRAINING, Brasil.
2008 - 2008
Curso de Coaching Evolutivo. (Carga horária: 72h).
InCoaching - Instituto Internacional de Coaching, INC, Brasil.
2001 - 2001
Extensão universitária em Sem 4 Hist: Discurso, Imaginário e Cotidiano. (Carga horária: 120h).
Depart. História - Instituto de Ciência Humanas da Universidade de Brasilia, DHIST, Brasil.
1999 - 1999
Empretec II- Eu Empreendedor, Potencializ Caract.. (Carga horária: 36h).
Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas, SEBRAE, Brasil.
1999 - 1999
Empretec 1 - Eu Empreendedor. (Carga horária: 72h).
Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas, SEBRAE, Brasil.
1992 - 1992
Extensão universitária em Teoria Política do Estado. (Carga horária: 60h).
Depart. Ciência Política e Rel. Internacionais da Universidade de Brasília, DCPOL, Brasil.
1992 - 1992
Extensão universitária em Teoria das Organiz Formais - Mestrado Ciência Pol. (Carga horária: 60h).
Depart. Ciência Política e Rel. Internacionais da Universidade de Brasília, DCPOL, Brasil.
1986 - 1986
Extensão universitária em Corporações Transnacionais -Mestrado Ciência Polit. (Carga horária: 64h).
Depart. Ciência Política e Rel. Internacionais da Universidade de Brasília, DCPOL, Brasil.
1986 - 1986
Extensão universitária em Sem Ciência Polit Rel Intern- Mestrado Ciênc Pol. (Carga horária: 32h).
Depart. Ciência Política e Rel. Internacionais da Universidade de Brasília, DCPOL, Brasil.
1986 - 1986
Extensão universitária em Top Espec em Sist Internac- Mestrado Ciência Polit. (Carga horária: 64h).
Depart. Ciência Política e Rel. Internacionais da Universidade de Brasília, DCPOL, Brasil.
1986 - 1986
Extensão universitária em Topic Esp Politica Brasileir- Mestrado Ciênc Polit. (Carga horária: 64h).
Depart. Ciência Política e Rel. Internacionais da Universidade de Brasília, DCPOL, Brasil.
1986 - 1986
Extensão universitária em Metodol Ciência Politic. e Rel.Intern.- Mestrado. (Carga horária: 64h).
Depart. Ciência Política e Rel. Internacionais da Universidade de Brasília, DCPOL, Brasil.
1982 - 1982
Extensão universitária em A prática da diagramação de jornal. (Carga horária: 64h).
Universidade de Brasília, UnB, Brasil.


Atuação Profissional



Instituto Brasileiro de Mercado de Capitais, IBMEC, Brasil.
Vínculo institucional

2015 - 2017
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professor da pós graduação (MBA)

Atividades

07/2015 - Atual
Ensino, MBA em Relações Institucionais, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Módulo de Comunicação

Universidade de Brasília, UnB, Brasil.
Vínculo institucional

2015 - Atual
Vínculo: Pesquisador, Enquadramento Funcional: Pesquisador
Outras informações
Pesquisador colaborador do Centro de Estudos da Paz e dos Direitos Humanos / Centro de Estudos Avançados Multidisciplinares, CEAM, com dois projetos de pesquisa em andamento

Vínculo institucional

1982 - 1982
Vínculo: Estagiário, Enquadramento Funcional: Estagiário do CAMPUS, Jornal Laboratório, Carga horária: 20
Outras informações
Co-autor do projeto editorial do primeiro jornal-laboratório quinzenal da Faculdade de Jornalismo da UnB, o CAMPUS, elaborado no primeiro semestre de 1982, sob a supervisão do Professor Carlos Chagas; no segundo semestre fez parte da primeira turma de estagiários do jornal, sob a orientação do professor Murilo César Ramos.

Atividades

10/2015 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Centro de Estudos Avançados Multidisciplinares, Núcleo de Estudos para a Paz e os Direitos Humanos.

Linhas de pesquisa
Direitos Humanos
1982 - 1983
Estágios , Jornal Campus, .

Estágio realizado
Atuou como repórter e editor de Cultura da primeira turma de estagiários do Jornal Campus.

Universidade Católica de Brasília, UCB/DF, Brasil.
Vínculo institucional

2015 - Atual
Vínculo: Professor Pesquisador, Enquadramento Funcional: Pesquisador

Vínculo institucional

2013 - 2016
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 14
Outras informações
Professor do curso de Jornalismo

Vínculo institucional

2002 - 2003
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 12

Atividades

12/2015 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa, .

2/2013 - Atual
Ensino, Comunicação Social, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Jornalismo Político e Econômico
Metodologia da Pesquisa em Comunicação
Jornalismo Especializado I (Cotidiano e Cidadania)
Jornalismo Especializado II (Meio Ambiente, Cultura, etc)
Realidade Brasileira e Regional
Técnicas de Produção Jornalística II (Jornalismo Interpretativo)
Técnicas de Produção Jornalística III (Jornalismo Opinativo)
3/2002 - 2/2003
Ensino, Jornalismo, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Comunicação Digital
Comunicação e Novas Tecnologias
Planejamento Gráfico e Editoração Eletrônica

Comissão Camponesa da Verdade, CCV, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - Atual
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Pesquisador
Outras informações
Membro efetivo da Rede de Pesquisa da Comissão Camponesa da Verdade, projeto que busca a reconstrução da memória dos trabalhadores rurais que sofreram repressão política ou foram vítimas de atos de violência no campo praticados por agentes do Estado brasileiro no período de 1946-1988, em apoio às pesquisas da Comissão Nacional da Verdade.

Atividades

7/2013 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, Rede de Pesquisa, .

Cargo ou função
Membro efetivo.

Revista Desafios do Desenvolvimento, DD, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - 2014
Vínculo: Jornalista-Responsável, Enquadramento Funcional: Editor-Chefe, Carga horária: 20
Outras informações
Jornalista-Responsável e Editor-Chefe da revista Desafios do Desenvolvimento, veículo do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada, Ipea, vinculado à Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República, em contrato de parceria com o Instituto Brasileiro de Administração Pública, Ibap


Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - 2013
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Pesquisador-bolsista, Carga horária: 20
Outras informações
Pesquisador da Comissão Nacional da Verdade (CNV), em projeto de pesquisa de campo e documental da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e vínculo institucional com a Universidade Católica de Brasília


Faculdade Cásper Líbero, FCL, Brasil.
Vínculo institucional

2010 - 2011
Vínculo: Celetista formal, Enquadramento Funcional: Professor Colaborador, Carga horária: 8
Outras informações
Professor de Jornalismo Disciplinas ministradas: 1. Jornalismo Básico III ? Edição Jornalística 2. Criação e co-fundação da Revista-Laboratório Digital Paulista900.


Centro de Documentação 25 de Abril, Universidade de Coimbra, CD25A, Portugal.
Vínculo institucional

2009 - 2010
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Pesquisador em mobilid do CES, Carga horária: 8
Outras informações
Projeto de organização, digitalização e classificação de documentos, mapas e fotografias encontrados nos arquivos secretos do regime militar brasileiro (1964-1985), relacionados em sua maior parte à Guerrilha do Araguaia


Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra, CES, Portugal.
Vínculo institucional

2009 - 2010
Vínculo: Pesquisador em Mobilidade, Enquadramento Funcional: Pesquisador em Mobilidade, Carga horária: 16
Outras informações
Atividades: 1 - Estágio doutoral junto ao Centro de Estudos Sociais (CES), no qual ministrou oficina de pesquisa sobre história política brasileira, sob a orientação do professor-doutor Rui Bebiano; 2 - Projeto de Pesquisa junto ao Centro de Documentação 25 de Abril (CD25a), da Universidade de Coimbra, dirigido pelo professor-doutor boaventura de Sousa Santos: organização, digitaliza e sistematização de acervo com documentos secretos do regime militar brasileiro sobre a guerrilha rural do Araguaia; 3 - Cursos de Extensão (Seminários), a nível de doutorado, como aluno-ouvinte: 3.1 - Profº-Dr. Boaventura de Sousa Santos - "Pós-Colonialismos e Cidadania Global", no Centro de Estudos Sociais da UC; 3.2 - Profº-Drs. José Manoel Mendes e Pedro Araújo - "Estado, Risco e Cidadania", na Faculdade de Economia/Centro de Estudos Sociais da UC; 3.3 - Profº-Dr. Fernando Catroga - "Teoria da História", no Instituto de História e Teoria da Ideias da UC.


Editora Conteúdo Digital, EC, Brasil.
Vínculo institucional

2008 - 2011
Vínculo: Sócio-Diretor, Enquadramento Funcional: Consultor, Carga horária: 40
Outras informações
Consultor: Comunicação Digital e Posicionamento de Imagem Principais Clientes: 1. Grupo São Jorge: reposicionamento da imagem (2008). 2. Confederação Nacional da Agricultura: Planejamento do portal Canal do Produtor; planejamento e implantaçao do Projeto de Inclusão Digital Rural (2008-2009). 3. Universidade São Marcos: Criação do Projeto de Ensino à Distância (2008); Projeto de expansão pelo ?Modelo Flex? ? semi-presencial (2010-.2012).

Atividades

05/2008 - Atual
Direção e administração, Editor, Consultoria.

Cargo ou função
Direção e Consultoria em projetos editoriais digitais. Clientes: Confederação Nacional da Agricultura; redes sociais Direito.com.br e Curitiba.com.br.

Revista ISTOÉ, IS, Brasil.
Vínculo institucional

2006 - 2008
Vínculo: Contrato Prestação de Serviços, Enquadramento Funcional: Diretor da Sucursal da Editora Três/ IstoÉ, Carga horária: 44, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Atividades: 1 - Responsabilidade sobre o conteúdo editorial e jornalístico produzido pelas equipes de Brasília das revistas IstoÉ, IstoÉ-Dinheiro e Dinheiro-Rural; 2 - Titular da coluna política de notas "Brasil Confidencial"; 3 - Relações Institucionais da Editora 4 - Direção administrativa da Sucursal

Atividades

03/2006 - 02/2008
Direção e administração, Editora Três, Sucursal de Brasilia, .

Cargo ou função
Direção administrativa da Sucursal; responsabilidade sobre o conteúdo jornalístico produzido pelas equipes de Brasilia das revistas IstoÉ, IstoÉ-Dinheiro e Dinheiro Rural; titular da coluna política.

Revista ISTOÉ DINHEIRO, ISD, Brasil.
Vínculo institucional

2002 - 2006
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Chefe da Sucursal, Carga horária: 44, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

04/2002 - 03/2006
Direção e administração, Sucursal Brasília, .

Cargo ou função
Chefe da Sucursal de Brasília, titular da coluna "Poder" e responsável pelo conteúdo jornalístico produzido pela equipe da sucursal.

Instituto de Educação Superior de Brasília, IESB, Brasil.
Vínculo institucional

2000 - 2001
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor do Laboratório de Jornalismo, Carga horária: 20

Atividades

02/2000 - 12/2001
Ensino, Jornalismo, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Agência de Jornalismo (Jornal-Laboratório "O Informe")
Mídia, Redação e Criação
Jornalismo On-line

Direito.com.br, DCB, Brasil.
Vínculo institucional

1999 - 2002
Vínculo: Sócio fundador, Enquadramento Funcional: Editor-responsável, Carga horária: 44, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
O site Direito.com.br foi o primeiro portal jurídico da internet brasileira, especializando-se em serviços de informações jurídicas e na publicação de artigos, com ênfase na defesa dos Direitos Fundamentais

Atividades

1999 - 2002
Direção e administração, Edição, .

Cargo ou função
Responsável pela publicação de informações, disponibilização de serviços, conteúdos, desenvolvimento e expansão do site (sistema, arquitetura e design)..

Rede Omega Internet, ROI, Brasil.
Vínculo institucional

1998 - 1999
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Diretor de Conteúdo, Carga horária: 44, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Participou da fundação e da viabilização da primeira empresa de internet de alta-velocidade sem fio (wireless) do País

Atividades

1998 - 1999
Direção e administração, Comunicação, .

Cargo ou função
Responsável pela implantação da área de conteúdo institucional da empresa, com a criação, publicação e manutenção de sites e conteúdo informativo.

TV Distrital, TVD, Brasil.
Vínculo institucional

1998 - 1998
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Diretor-Executivo, Carga horária: 44, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

1998 - 1998
Direção e administração, Comunicação interna, .

Cargo ou função
Diretor-Executivo do Canal TV Distrital, da Assembléia Legislativa do Distrito Federal, produzido pela Universidade de Brasília. Responsável pela criação, implantação e programação do canal..

Revista Manchete, MA, Brasil.
Vínculo institucional

1997 - 1998
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Chefe da Sucursal em Brasília, Carga horária: 44, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

1997 - 1998
Direção e administração, Sucursal Brasília, .

Cargo ou função
Chefe da Sucursal de Brasília da revista Manchete. Responsável pela administração e pela produção jornalística da equipe de repórteres.

Revista Interview, IN, Brasil.
Vínculo institucional

1992 - 1996
Vínculo: Terceirizado, Enquadramento Funcional: Repórter especial

Atividades

1992 - 1996
Serviços técnicos especializados , Redação, .

Serviço realizado
Produção de reportagens, entrevistas e perfis sobre personalidades políticas e empresariais..

Revista Imprensa, IM, Brasil.
Vínculo institucional

1994 - 1998
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Colunista

Atividades

1994 - 1998
Serviços técnicos especializados , Redação, .

Serviço realizado
Titular da coluna "Copa & Cozinha", com informações sobre os meios de comunicação. Repórter especial em Brasília.

Folha de S Paulo, FDSP, Brasil.
Vínculo institucional

1990 - 1992
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Repórter Especial da secretaria de redação, Carga horária: 44, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Começou como Repórter Especial da Secretaria de Redação na sede em São Paulo; transferiu-se para a Sucursal de Brasília, onde foi Repórter Especial para as editorias de Política e Economia.

Atividades

02/1992 - 08/1992
Serviços técnicos especializados , Sucursal Brasília, .

Serviço realizado
Repórter Especial da Sucursal de Brasília: análises e reportagens políticas e econômicas.
02/1990 - 01/1992
Serviços técnicos especializados , Sede São Paulo, .

Serviço realizado
Repórter Especial da secretaria de redação em São Paulo: análises e reportagens especiais políticas, econômicas, culturais e críticas de artes plásticas.

Veja, V, Brasil.
Vínculo institucional

1987 - 1991
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Editor de Política e Assuntos Nacionais, Carga horária: 48, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Começou como Repórter especial da editoria de Assuntos Nacionais; promovido a subeditor de Política; promovido a editor de Política e Assuntos Nacionais.

Atividades

10/1987 - 02/1991
Serviços técnicos especializados , Nacional, .

Serviço realizado
Reportagens sobre temas políticos e assuntos nacionais; coordenação de equipe; texto final e edição de conteúdo jornalístico.

O Estado de S. Paulo, OESP, Brasil.
Vínculo institucional

1985 - 1987
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Repórter, Carga horária: 48
Outras informações
Começou como Repórter de Economia na Sucursal de Brasília; transferiu-se para a sede em São Paulo, onde foi repórter de Política.

Atividades

1986 - 1987
Serviços técnicos especializados , Sede São Paulo - Editoria de Política, .

Serviço realizado
Repórter de Política na Sede em São Paulo. Cobertura: eleições, política estadual e nacional.
1985 - 1986
Serviços técnicos especializados , Sucursal Brasília - Editoria de Economia, .

Serviço realizado
Repórter de Economia em Brasília, especializado na cobertura dos seguintes temas: Ciência e Tecnologia, Indústria e Relações Exteriores.

Jornal do Brasil S/A, JB, Brasil.
Vínculo institucional

1983 - 1985
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Repórter na Sucursal de Brasilia, Carga horária: 48, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

1983 - 1985
Serviços técnicos especializados , Editoria de Economia, .

Serviço realizado
Repórter de economia e de política na sucursal de Brasília, atuando como setorista, sucessivamente, nos Ministérios do Trabalho, da Indústria e Comércio, da Fazenda, e no Palácio do Planalto, efetuando a cobertura das viagens presidenciais.

Correio Braziliense, CB, Brasil.
Vínculo institucional

1979 - 1980
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Estagiário e Repórter de Cidades, Carga horária: 20
Outras informações
Começou como estagiário da editoria de Cidades; contratado dois meses depois como repórter de Cidades.

Atividades

1979 - 1980
Serviços técnicos especializados , Redação, .

Serviço realizado
Reportagem para a editoria de Cidades, com atuação nas editorias de Polícia e Cultura.

Editora Sou & Estou, ESE, Brasil.
Vínculo institucional

1980 - 1981
Vínculo: Jornalista, Enquadramento Funcional: Editor de Cultura, Carga horária: 20


Navégus, N, Brasil.
Vínculo institucional

1979 - 1980
Vínculo: Estagiário, Enquadramento Funcional: Repórter e co-editor-responsável
Outras informações
Revista mensal para a divulgação da arte e da cultura alternativa de Brasilia, produzida e editada por um grupo de seis acadêmicos de jornalismo da Universidade de Brasília. Foram editadas 13 revistas e 15 livros de poesia das Edições Navégus.

Atividades

1979 - 1980
Direção e administração, Editoria, .

Cargo ou função
Editor co-responsável e repórter de Cultura.


Linhas de pesquisa


1.
Direitos Humanos

Objetivo: Núcleo de Estudos da Paz e dos Direitos Humanos (NEP), do Centro de Estudos Avançados Multidisciplinares (CEAM) da Universidade de Brasília, UnB, propõe-se a de produzir conhecimento novo sobre a paz e os direitos humanos, reunindo investigadores de diferentes campos científicos, num esforço interdisciplinar. Suas pesquisas desdobram-se na realização de cursos de extensão, eventos e intercâmbio com centros congêneres. O NEP/Ceam/UnB também integra a Rede UPAZ Brasil (rede brasileira de universidades vinculadas à Universidade para a Paz ? ONU).
Grande área: Ciências Humanas
Palavras-chave: Acesso à informação; Documentos secretos; Ditadura militar; Luta Armada; Guerrilha do Araguaia.
2.
Jornalismo e Memória: Processos Comunicacionais na Cultura Mediática

Objetivo: A linha de pesquisa Processos Comunicacionais na Cultura Mediática analisa criticamente as questões da linguagem e do sentido no campo da produção cultural mediadas pelas novas tecnologias da informação e da comunicação, sob a ótica dos paradigmas comunicacionais que orientam a produção, a circulação e a recepção. Procura-se investigar as relações entre comunicação e cultura, as teorias da cultura mediática, a partir da observação dos rituais contemporâneos da comunicação, dos imaginários e das representações sociais e culturais da visualidade, da oralidade, da gestualidade e dos territórios simbólicos, das mediações sociais envolvidas nos processos comunicacionais contemporâneos, além dos desdobramentos da interculturalidade e da complexidade. Também focamos as pesquisas sobre as novas configurações da mídia na sociedade, marcadas pela convergência de técnicas, meios, linguagens, narrativas e representações..
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas
Palavras-chave: Jornalismo; Memória; Narrativa; Identidades; Cultura Midiática; Excluídos.


Projetos de pesquisa


2016 - Atual
O desvendar do oculto - Leituras dos documentos secretos da ditadura militar: da Guerrilha do Araguaia para a abertura política
Descrição: Coordenador - O projeto se propõe a catalogar e inventariar o acervo de corpus documental, com cerca de 20 mil páginas de documentos, mapas e fotografias remanescentes dos arquivos secretos da ditadura militar brasileira, documentos estes produzidos no período entre 1964 e 1989, a fim de constituir e coordenar um grupo de pesquisa com foco na investigação de objetos decorrentes do inventário. Pesquisa executada dentro do Núcleo de Estudos da Paz e dos Direitos Humanos (NEP), do Centro de Estudos Avançados Multidisciplinares (CEAM) da Universidade de Brasília, UnB.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2016 - Atual
Fonte de Memória dos Esquecidos
Descrição: Coordenador - Com financiamento da Fundação de Amparo à Pesquisa do Distrito Federal, FAPDF. Esta pesquisa tem como objetivo final criar um banco de informações, fonte (no jargão jornalístico), que fomente estudos acadêmicos e a prática de um Jornalismo que busque resgatar as memórias de excluídos, pequenos, anônimos, invisíveis, indesejados, perdedores, renegados e minorias, enfim, daqueles que o pensador Walter Benjamin definiu por esquecidos. A pesquisa será implementada em duas frentes paralelas e complementares. 1ª) Acadêmica, a ser desenvolvida por professores e pesquisadores, propõe-se a catalogar, resenhar e disponibilizar referencial teórico e metodológico sobre os estudos da memória, oralidade, narrativa, cidadania e direitos fundamentais. 2ª) Pesquisa de campo, a ser desenvolvida por estudantes de Jornalismo, sob orientação dos professores, tem por objetivo prospectar, identificar, inventariar e registrar as memórias de personagens, de movimentos políticos e de entidades sociais do Distrito Federal que possam suscitar estudos acadêmicos ou pautas jornalísticas com potencial de resgatar as memórias desses sujeitos. Os resultados das duas frentes de trabalho serão inseridos em um banco de dados e disponibilizados na internet, em um site colaborativo e georreferenciado. Esse site, por sua vez, tem por objetivo final tornar-se fonte de consulta para pesquisadores, estudantes, jornalistas ou ativistas sociais. A proposta epistemológica é pelas ciências pós-modernas, na linha dos estudos da cultura e centrado nas teorias da cultura midiática. O diálogo teórico e metodológico dar-se-á com autores como Boaventura de Sousa Santos, Edgar Morin, Paul Ricoeur, Pierre Lévy e Walter Benjamin..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (8) .
Integrantes: Carlos Hugo Studart Corrêa - Coordenador / Cléria Botelho Costa - Integrante / Mariana Mastrangelo - Integrante / Pablo Alejandro Pozzi - Integrante.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Distrito Federal - Cooperação.
2013 - 2015
Comissão Camponesa da Verdade
Descrição: Membro efetivo da Rede de Pesquisa da Comissão Camponesa da Verdade, projeto que busca a reconstrução da memória dos trabalhadores rurais que sofreram repressão política ou foram vítimas de atos de violência no campo praticados por agentes do Estado brasileiro no período de 1946-1988, em apoio às pesquisas da Comissão Nacional da Verdade..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2012 - 2013
Comissão Nacional da Verdade
Descrição: Descrição da atividade: "Localização e coleta de acervos documentais, localização de fontes para coleta de depoimentos orais e redação de relatórios a respeito da atuação das forças armadas no combate à Guerrilha do Araguaia. Os produtos a serem entregues se constituem em documentos técnicos, onde se apresentam os resultados obtidos, anexos os documentos que embasem as informações contidas".
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2012 - Atual
Dançando com a Memória: nos espaços da cultura e da política
Descrição: Pesquisador - Este projeto objetiva a reconstrução de memórias em espaços da cultura e da política bem como da oralidade e da escrita em diferentes temporalidades. Abriga diferentes sub projetos os quais tem como ponto comum à temática. Tem como objetivos: - incentivar e formação de pesquisadores no tema proposto; problematizar a relação entre cultura, política e memórias; refletir sobre a cultura enquanto produção humana, compartilhada, mas desigual e diversificada na qual diferentes poderes, em disputa buscam a hegemonia e a política enquanto uma experiência também coletiva, com micro poderes em disputa e que objetiva a liberdade como propõe Hannah Arendt..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (2) Doutorado: (4) .
Integrantes: Carlos Hugo Studart Corrêa - Integrante / Cléria Botelho da Costa - Coordenador / Eloisa Pereira Barroso - Integrante / Anna Maria Costa - Integrante / Clerismar Longo - Integrante / Marina Procopio - Integrante / Maria Helenice Barroso - Integrante / Jan Louis Dantas - Integrante.
2009 - 2010
Documentos Secretos da Guerrilha do Araguaia
Descrição: Projeto de organização, digitalização e classificação de documentos encontrados nos arquivos secretos do regime militar brasileiro (1964-1985). São cerca de 5 mil documentos, mapas e fotografias produzidas por militares, por guerrilheiros ou pelo Partido Comunista do Brasil, relacionados em sua maior parte à Guerrilha do Araguaia (1966-1974).
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Carlos Hugo Studart Corrêa - Coordenador / Natércia Coimbra - Integrante / Filomena Calhindro - Integrante.


Projetos de desenvolvimento


2011 - 2012
Revista Digital PAULISTA900
Descrição: Laboratório em revista digital, para os estudantes da Faculdade Casper Líbero, com periodicidade semanal, e tendo por foco editorial a cobertura jornalística da Região da Avenida Paulista. O projeto é uma experiência multidisciplinar elaborada pelos professores Hugo Studart, responsável pela disciplina Jornalismo Básico III - Técnicas e Gêneros Jornalísticos, e pela professora Daniela Osvald Ramos, da disciplina Novas Tecnologias da Comunicação, com a colaboração do professor Walter Lima Jr. O projeto inclui todos os 203 alunos do 3º ano de Jornalismo. Além da cobertura em temas tradicionais relacionados à Política, Economia, Cultura e Cotidiano, o Paulista900 pretende inovar na cobertura com a introdução de novas questões em ascensão na sociedade pós-moderna, como empreendedorismo e economia informal; movimentos sociais, ONGs, experiências de inclusão social, racial e de gênero; mudanças climáticas e seus reflexos na ?ecologia cinza? (reciclagem, transporte urbano e poluição do ar) e na ?ecologia verde? (biodiversidade, desmatamento); novas tecnologias de comunicação e de informação, biotecnologia e robótica; ética, cidadania e filantropia; etc. Por ser hiperlocal, o projeto focaliza assuntos de interesse pautados pela comunidade da Avenida Paulista, composta por empresários, trabalhadores e moradores. Para isso, o projeto abrirá espaço para sugestão de temas pelos usuários..
Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento.
Alunos envolvidos: Graduação: (99) .
Integrantes: Carlos Hugo Studart Corrêa - Coordenador / Daniela Osvald Ramos - Integrante / Walter Lima Jr. - Integrante.
2001 - 2004
O INFORME - Jornal-Laboratório do curso de Jornalismo do IESB
Descrição: Elaboração do projeto e implementação do jornal-laboratório do curso de Jornalismo do Instituto de Educação Superior de Brasília, IESB. Criado em formato digital (website) e com conteúdo multidisciplinar, o jornal-laboratório teve como objetivo abrigar a turma do oitavo semestre do curso de Jornalismo, em grade completa, de segunda a sexta-feira, produzindo reportagens, fotografias e ilustrações, editando e publicando no website. Envolveu as disciplinas de Reportagem, Fotografia, Editoração e Edição Jornalística.
Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento.
Alunos envolvidos: Graduação: (50) .
Integrantes: Carlos Hugo Studart Corrêa - Coordenador / Daniela Goulart - Integrante / Fernando Grossi - Integrante.
1982 - 1983
CAMPUS, Jornal Laboratório do Departamento de Comunicação da UnB
Descrição: Articulação política e elaboração do projeto editorial para o relançamento do jornal-laboratório Campus, do Departamento de Comunicação da Universidade de Brasília. O jornal estava semi-desativado, com edições semestrais ou anuais. Na condição de diretor de Assuntos Acadêmicos do Centro Acadêmico da Comunicação, fiquei responsável pelas articulações junto ao Departamento e junto à Reitoria para o relançamento de um jornal laboratório com periodicidade semanal ou quinzenal. Aprovado um jornal quinzenal pela Reitoria, coordenei a equipe de três estudantes que elaboraram o projeto editorial. Por fim, integrei a primeira turma que fundou o Novo Campus, no segundo semestre de 2002..
Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento.
Alunos envolvidos: Graduação: (20) .
Integrantes: Carlos Hugo Studart Corrêa - Coordenador.


Outros Projetos


1980 - 1981
Revista Sou & Estou
Descrição: Sócio e co-editor da revista mensal de política, editado por jornalistas independentes. Durou quatro números. Tiragem: 10.000 exemplares. Partipação no projeto: projeto gráfico, produção editorial, repórter. Editor-responsável: Dilson Ribeiro..
Situação: Desativado; Natureza: Outra.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Carlos Hugo Studart Corrêa - Coordenador.
1979 - 1980
Navégus, Jornal de Arte Candanga
Descrição: Criação, edição, produção e distribuição de jornal alternativo mensal, elaborado por estudantes da Universidade de Brasilia. Iniciativa dos próprios estudantes, sem vínculo direto com a direção da universidade. Foram publicados nove edições do jornal e 13 livros de poesia alternativa, pelas Edições Navégus. O jornal descobriu vários talentos, como Renato Manfredini Jr (mais tarde Renato Russo), que chegou a ser repórter-colaborador. Editores-Responsáveis: Anand Rao, Hugo Studart, Humberto Adami, João Régis Magalhãe e Josué Benitz.
Situação: Desativado; Natureza: Outra.
Alunos envolvidos: Graduação: (5) .
Integrantes: Carlos Hugo Studart Corrêa - Coordenador / Anand Rao - Integrante / Humberto Adami - Integrante / João Regis Magalhães - Integrante / Josué Benitz - Integrante.


Membro de corpo editorial


2015 - Atual
Periódico: Comunicologia - Revista de Comunicação e Epistemologia da UCB
2013 - 2015
Periódico: Desafios do Desenvolvimento
2012 - 2013
Periódico: Em Tempo de Histórias
2006 - 2007
Periódico: IstoÉ
1999 - 2002
Periódico: Direito.com.br
1979 - 1980
Periódico: Navégus


Revisor de periódico


2015 - Atual
Periódico: Comunicologia - Revista de Comunicação e Epistemologia da UCB


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Comunicação / Subárea: Jornalismo e Editoração.
2.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História Cultural.
3.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: Nova História Política.
4.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: Teoria e Filosofia da História.


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Bem.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.


Prêmios e títulos


2015
Padrinho da Turma do 2º Semestre de 2014 do Curso Comunicação Social/Jornalismo da Universidade Católica de Brasilia, Universidade Católica de Brasilia.
2006
Voto de Aplauso do Senado pela publicação do livro A Lei da Selva, Senado Federal.
2006
XXVIII Prêmio Jornalístico Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos - 2006, menção honrosa, pelo livro A Lei da Selva, Geração Editorial, Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo, FENAJ, ABI, OAB-SP, Arquidiocese SP.
2006
Voto de Aplauso do Senado pela obtenção do Prêmio Herzog de Anistia e Direitos Humanos, com o livro A Lei da Selva, Senado Federal.
2006
Voto de Aplauso do Plenário da Câmara dos Deputados pela publicação do livro A Lei da Selva, Câmara dos Deputados.
2001
Medalha do Mérito Alvorada, em reconhecimento ao modo relevante com o qual contribuiu para o progresso do Distrito Federal, Governo do Distrito Federal.
2000
Conselho de Honra da Associação das Nações Unidas, A-ONU, sendo membro convidado pelo trabalho desenvolvido em defesa dos Direitos Fundamentais no site Direito.com.br, Associação das Nações Unidas A-ONU, entidade presidida por Kofi Annan.
1999
Prêmio Empresa Recriar, 1º Lugar do Workshop em Empreendedorismo Empretec 2 - Sebrae, Sebrae.
1990
XV Prêmio Abril de Jornalismo 1990, pelo trabalho Uma ideia que deu certo, publicado na revista Veja nº 45 de 15/11/89, Editora Abril.
1990
Prêmio Esso de Jornalismo Político, pelo conjunto de reportagens Collor Chega à Praia, publicadas pela revista Veja, Esso do Brasil.
1989
Grande Prêmio Líbero Badaró de Jornalismo, finalista, com a reportagem A Tragédia de Volta Redonda publicado na revista Veja, Revista Imprensa.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
2STUDART, H.2015 STUDART, H.. Arcana imperii e o desvendar do oculto: o acessar das memórias dos sobreviventes da Guerrilha Rural no Brasil. TESTIMONIOS: Revista de la Asociación de Historia Oral de la República Argentina, v. 4, p. 87-108, 2015.

2.
1STUDART, Hugo2015 STUDART, Hugo. O pensamento de Benjamin como método para um jornalismo mais integrado à cidadania. Revista Passagens, v. 5, p. 78-93, 2015.

3.
3STUDART, Hugo2015 STUDART, Hugo. O conceito de heteronomia para a compreensão das violações dos Direitos Humanos durante repressão à luta armada no Brasil. Hegemonia (Brasília), v. 17, p. 174-204, 2015.

4.
4STUDART, H.2014STUDART, H.; ISMAIL, K. . Diálogo entre a dialética de Walter Benjamin, que propõe restaurar a justiça aos perdedores e esquecidos, a proposta de Paul Ricoeur de considerar os mitos e símbolos como objeto da narrativa histórica. C&M, v. 2, p. 21-36, 2014.

5.
5STUDART, H.2014STUDART, H.; TRAD, A. . O Brasil no Compasso do Quatro: Sete acontecimentos históricos cruciais dos últimos 70 anos, todos ocorridos em anos terminados em 4 e relembrados em 2014, mostram uma longa caminhada do país rumo à institucionalização da democracia e à consolidação de um processo de desenvolvimento econômico com inclusão social (Ensaio). Desafios do Desenvolvimento, v. 10, p. 80-86, 2014.

6.
6STUDART, H.2012STUDART, H.. Em busca das memórias perdidas: o acessar aos arquivos secretos da ditadura sobre a Guerrilha do Araguaia. Em Tempo de Histórias, v. 20, p. 9-30, 2012.

7.
7STUDART, H.2001STUDART, H.. 1984, O primeiro clássico do século XXI - No capítulo Teoria e Prática do Coletivismo Oligárquico, George Orwell apresenta um pequeno tratado de ciência política sobre como um grupo organizado pode tomar de assalto um Estado (Ensaio). República (São Paulo), v. 1, p. 105-109, 2001.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
STUDART, Hugo. Borboletas e Lobisomens: Vidas, sonhos e mortes dos guerrilheiros do Araguaia. 1. ed. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 2018. v. 1. 656p .

2.
STUDART, H.. A lei da selva - estratégia, imaginário e discurso dos militares sobre a Guerrilha do Araguaia. 1. ed. São Paulo: Geração Editorial, 2006. 383p .

3.
STUDART, H.; LAMOUNIER, B. ; NASSIF, L. ; NUNES, A. . Os Presidenciáveis: vida, obra e promessas dos candidatos ao Palácio do Planalto. 1. ed. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 1994. 312p .

Capítulos de livros publicados
1.
STUDART, Hugo. Uma breve história da Guerrilha do Araguaia. In: XAVIER, Lidia de Oliveira; ÁVILA, Carlos Federico Dominguez. (Org.). Cidadania, Direitos Humanos e Políticas Públicas no Brasil. 1ed.Curitiba: CRV, 2016, v. 1, p. 345-374.

2.
STUDART, H.; BULCAO, A. . Pensar dói: entrevista com Eudoro de Souza. In: Eudoro Souza. (Org.). Origem da Poesia e da Mitologia e outros ensaios dispersos. 1ed.Lisboa: Imprensa Nacional Casa da moeda, 2000, v. , p. 369-373.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
STUDART, H.. Sonata para Carmen: Carmen acalenta a esperança de ouvir a canção que Hélio lhe compôs antes de desaparecer, quando partiu para a guerrilha do Araguaia; será a sua sonata [Artigo pag. Opinião]. Folha de S. Paulo, São Paulo, p. 3 - 3, 23 dez. 2011.

2.
STUDART, H.. WikiLeaks para a ditadura: só uma política de ampla, geral e irrestrita transparência dos documentos será capaz de resgatar nossa memória; devemos colocá-los na internet [Artigo pag. Opinião]. Folha de S. Paulo, São Paulo, p. 3 - 3, 07 jun. 2011.

3.
STUDART, H.. Por que João ainda encanta? Ainda que se discorde de suas ideias, há que admitir que o papa foi um titã da humanidade [Artigo pag. Opinião]. O Estado de São Paulo, São Paulo, p. 2 - 2, 30 abr. 2011.

4.
STUDART, H.. Devolvam os corpos dos desaparecidos: há brasileiros deixados para trás e só os militares sabem onde estão [Artigo pag. Opinião]. O Estado de S. Paulo, São Paulo, p. 2 - 2, 21 set. 2009.

5.
STUDART, H.. A guerra acabou: os mortos do Araguaia se levantam e pedem sepultura [Artigo pag. Opinião]. O Estado de S. Paulo, São Paulo, p. 1 - 1, 06 jul. 2009.

6.
STUDART, H.. Raoni high tech (Coluna Brasil Confidencial). ISTOÉ, São Paulo, p. 26 - 27, 19 dez. 2007.

7.
STUDART, H.. A batalha do rio Madeira (Coluna Economia & Negócios). ISTOÉ, São Paulo, p. 92 - 93, 19 dez. 2007.

8.
STUDART, H.; RODRIGUES, A. ; MARQUES, H. ; LAGO, R. ; PARDELLAS, S. . Tolerãncia zero (Coluna Brasil Confidencial). ISTOÉ, São Paulo, p. 34 - 35, 12 dez. 2007.

9.
STUDART, H.. Capa: Brasileiro do ano 2007 - Economia. ISTOÉ, São Paulo, 12 dez. 2007.

10.
STUDART, H.; LAGO, R. ; PARDELLAS, S. . O novo jogo eleitoral de Lula (Coluna Brasil Confidencial). ISTOÉ, São Paulo, p. 32 - 33, 05 dez. 2007.

11.
STUDART, H.; MARQUES, H. . Devassa fiscal nas empresas de Walfrido (Coluna Brasil). ISTOÉ, São Paulo, p. 40 - 42, 05 dez. 2007.

12.
STUDART, H.. Capa: Lula mira o 3º mandato, o Brasil não. ISTOÉ, São Paulo, p. 28 - 32, 07 nov. 2007.

13.
STUDART, H.; MARQUES, H. ; LAGO, R. ; PARDELLAS, S. . Onde estaria o corpo de JK? (Coluna Brasil Confidencial). ISTOÉ, São Paulo, p. 26 - 27, 07 nov. 2007.

14.
STUDART, H.. Entrevista: Cézar Britto - 'Terceiro mandato de Lula é golpe'. ISTOÉ, São Paulo, p. 7 - 11, 31 out. 2007.

15.
STUDART, H.. A multinacional do ensino (Coluna Brasil Confidencial). ISTOÉ, São Paulo, p. 26 - 27, 31 out. 2007.

16.
STUDART, H.; LAGO, R. ; PARDELLAS, S. . Serra não pede dinehrio a deputado (Coluna Brasil Confidencial). ISTOÉ, São Paulo, p. 26 - 27, 24 out. 2007.

17.
STUDART, H.; MARQUES, H. . Armada espanhola (Coluna Brasil Confidencial). ISTOÉ, São Paulo, p. 26 - 27, 17 out. 2007.

18.
STUDART, H.. A reconquista da África (Coluna Brasil). ISTOÉ, São Paulo, p. 40 - 40, 17 out. 2007.

19.
STUDART, H.; MARQUES, H. . Surpresas de ACM (Coluna Brasil Confidencial). ISTOÉ, São Paulo, p. 26 - 27, 10 out. 2007.

20.
STUDART, H.. A revanche de Sarney (Coluna Brasil). ISTOÉ, São Paulo, p. 28 - 30, 10 out. 2007.

21.
STUDART, H.. Dilma e o Cardeal (Coluna Brasil). ISTOÉ, São Paulo, p. 36 - 37, 10 out. 2007.

22.
STUDART, H.; SILVA, C. ; MARQUES, H. ; LAGO, R. . Saída arriscada pela esquerda (Coluna Brasil Confidencial). ISTOÉ, São Paulo, p. 26 - 27, 03 out. 2007.

23.
STUDART, Hugo; LAGO, R. . Itaú quer o BMG e o consignado (Coluna Brasil Confidencial). ISTOÉ, São Paulo, p. 26 - 27, 26 set. 2007.

24.
Studart, Hugo. A reação de Aécio. ISTOÉ, São Paulo, p. 39 - 39, 26 set. 2007.

25.
Studart, Hugo. A força de Jobim (Coluna Brasil). ISTOÉ, São Paulo, p. 42 - 43, 26 set. 2007.

26.
STUDART, Hugo. Entrevista: Guido Mantega - 'A locomotiva do mundo é a China'. ISTOÉ, São Paulo, p. 7 - 11, 19 set. 2007.

27.
STUDART, Hugo; MARQUES, H. ; RANGEL, R. ; LAGO, R. . Os negócios de Teotônio Vivlela (Coluna Brasil Confidencial). ISTOÉ, São Paulo, p. 26 - 27, 19 set. 2007.

28.
STUDART, Hugo; MARQUES, H. ; RANGEL, R. ; LAGO, R. . O novo operador de Lula (Coluna Brasil Confidencial). ISTOÉ, São Paulo, p. 26 - 27, 12 set. 2007.

29.
STUDART, Hugo. Chauí barrada na ética (Coluna Brasil Confidencial). ISTOÉ, São Paulo, p. 26 - 27, 05 set. 2007.

30.
STUDART, Hugo. A escolha de Direito (Coluna Brasil). ISTOÉ, São Paulo, p. 36 - 37, 05 set. 2007.

31.
STUDART, Hugo. O livro da ditadura (Coluna Brasil/Memória). ISTOÉ, São Paulo, p. 40 - 42, 05 set. 2007.

32.
STUDART, Hugo. A invasão dos astecas (Coluna Brasil Confidencial). ISTOÉ, São Paulo, p. 26 - 27, 29 ago. 2007.

33.
STUDART, Hugo; CAMARGO, C. ; LOBATO, E. . Por que o Brasil precisa de defesa. ISTOÉ, São Paulo, p. 44 - 48, 29 ago. 2007.

34.
STUDART, Hugo; RABELO, C. ; RANGEL, R. ; LAGO, R. . A chapa café com leite (Coluna Brasil Confidencial). ISTOÉ, São Paulo, p. 26 - 27, 22 ago. 2007.

35.
STUDART, Hugo; MARQUES, H. ; LAGO, R. . Onde estava Mangabeira Unger? (Coluna Brasil Confidencial). ISTOÉ, São Paulo, p. 28 - 29, 15 ago. 2007.

36.
STUDART, Hugo. Canteiro de intrigas. As empreiteiras estão em pé de guerra pela disputa das obras do Programa de Aceleração do Crescimento, uma bolada de R$ 100 bilhões (Coluna Brasil). ISTOÉ, São Paulo, p. 30 - 32, 15 ago. 2007.

37.
STUDART, Hugo; FURTADO, J. . O espiritismo cinco anos depois da morte de Chico Xavier. ISTOÉ, São Paulo, p. 56 - 57, 15 ago. 2007.

38.
STUDART, Hugo. PREVI declara guerra na Bombril (Coluna Brasil Confidencial). ISTOÉ, São Paulo, p. 26 - 27, 08 ago. 2007.

39.
STUDART, Hugo. Os ministros sumiram. Após a tragédia do Airbus, auxiliares diretos do presidente Lula retraem e buscam o máximo de discrição (Coluna Brasil). ISTOÉ, São Paulo, p. 38 - 39, 08 ago. 2007.

40.
STUDART, Hugo. Banquete das aves de rapina (Coluna Brasil Confidencial). ISTOÉ, São Paulo, p. 26 - 27, 01 ago. 2007.

41.
STUDART, Hugo. Burocratas na berlinda. A tragédia expôs a incompetência da Anac, agência reguladora acusada de defender as grandes empresas aéreas (Especial um Brasil indignado). ISTOÉ, São Paulo, p. 54 - 55, 01 ago. 2007.

42.
STUDART, Hugo. Contos de Congonhas. Dinheiro, São Paulo, p. 78 - 78, 01 ago. 2007.

43.
STUDART, Hugo. Devassa na ONG de d. Ruth (Coluna Brasil Confidencial). ISTOÉ, São Paulo, p. 26 - 27, 25 jul. 2007.

44.
STUDART, Hugo. O último coronel. Aos 79 anos, morre o senador Antônio Carlos Magalhães, que permaneceu no poder por cinco décadas e em três regimes políticos (Coluna Memória). ISTOÉ, São Paulo, p. 62 - 66, 25 jul. 2007.

45.
STUDART, Hugo; RANGEL, R. . O apartamento de Mônica I (Coluna Brasil Confidencial). ISTOÉ, São Paulo, p. 26 - 27, 18 jul. 2007.

46.
MARQUES, H. ; STUDART, Hugo . A casa do espanto. Está nas mãos dos senadores o desafio de resgatar a respeitabilidade do senado... Federal, que tem um quinto de seus 81 integrantes com problemas na justiça (Coluna Brasil). ISTOÉ, São Paulo, p. 28 - 32, 18 jul. 2007.

47.
STUDART, Hugo; CASTELON, L. ; RANGEL, R. . Quem vai substituir Waldir Pires? (Coluna Brasil Confidencial). ISTOÉ, São Paulo, p. 26 - 27, 11 jul. 2007.

48.
Studart, Hugo; MARQUES, H. . O suplente é por que o titular. O senador Gim Argello, que assume no lugar de Roriz, também é acusado de corrupção e responde a processos por superfaturamento, grilagem e crime contra o sistema financeiro (Coluna Brasil). ISTOÉ, São Paulo, p. 34 - 36, 11 jul. 2007.

49.
STUDART, Hugo. O novo Plano Garcia (Coluna Brasil Confidencial). ISTOÉ, São Paulo, p. 26 - 27, 04 jul. 2007.

50.
STUDART, Hugo; CAMARGO, C. . O plano nuclear de Lula. Depois de muita protelação, o governo retoma as obras de Angra III e coloca o Brasil no caminho de obter a auto-suficiência nuclear (Coluna Brasil). ISTOÉ, São Paulo, p. 28 - 31, 04 jul. 2007.

51.
STUDART, Hugo. Roteiros dos sonhos. Operadores criam pacotes com atrações inusitadas e abrem as portas mais exclusivas para aqueles que não se contentam apenas em viajar (Coluna Estilo). ISTOÉ Dinheiro, São Paulo, p. 78 - 79, 04 jul. 2007.

52.
STUDART, Hugo; ALVES FILHO, F. ; LOBATO, E. ; LAGO, R. . O plano de vôo dos tucanos (Coluna Brasil Confidencial). ISTOÉ, São Paulo, p. 28 - 29, 27 jun. 2007.

53.
MARQUES, H. ; STUDART, Hugo . O Brasil quer voar e eles não ajudam. Em meio ao enésimo caos nos aeroportos, os brasileiros assistem atônitos, a um festival de barbaridades verbais das autoridades. Não há soluções à vista nem comandante para encontrar o rumo (Coluna Brasil). ISTOÉ, São Paulo, p. 30 - 33, 27 jun. 2007.

54.
STUDART, Hugo; LAGO, R. . Entrevista: Jarbas Passarinho - Faria tudo de novo. O ex-ministro diz que não se arrepende de ter assinado o AI-5 e que há cinco desaparecidos do Araguaia que estão vivos. ISTOÉ, São Paulo, p. 7 - 9, 20 jun. 2007.

55.
STUDART, Hugo; RODRIGUES, A. ; MARQUES, H. . O Pingüim pede socorro (Coluna Brasil Confidencial). ISTOÉ, São Paulo, p. 28 - 29, 20 jun. 2007.

56.
STUDART, Hugo. Por que JK construiu Brasília (Coluna Brasil Confidencial). ISTOÉ, São Paulo, p. 26 - 27, 13 jun. 2007.

57.
STUDART, Hugo; LAGO, R. . Entrevista: Fernando Gabeira - Toda greve tem seus limites. O deputado critica a ocupação da USP, o movimento no Ibama, a invasão de Tucuruí e modera o discurso sobre liberação da maconha. ISTOÉ, São Paulo, p. 7 - 9, 06 jun. 2007.

58.
STUDART, Hugo; NICACIO, A. ; RODRIGUES, A. ; MARQUES, H. . O novo guardião da chave do cofre (Coluna Brasil Confidencial). ISTOÉ, São Paulo, p. 26 - 27, 06 jun. 2007.

59.
MARQUES, H. ; STUDART, Hugo . Outro braço do mensalão? A construtora ARG, de Belo Horizonte, sacou R$ 102 milhões em dinheiro vivo do Banco Rural e documento do Ministério Público a vincula ao mensalão. ISTOÉ, São Paulo, p. 38 - 39, 06 jun. 2007.

60.
STUDART, Hugo. Entrevista: Tarso Genro - O governo não controla a PF. Ministro da Justiça diz que a Operação Navalha não está orientada contra nenhum partido e que mais empreiteiras serão investigadas. ISTOÉ, São Paulo, p. 7 - 9, 30 maio 2007.

61.
STUDART, Hugo; SUASSUNA, L. ; LOBATO, E. ; RANGEL, R. . O avanço de Mr. Hyundai (Coluna Brasil Confidencial). ISTOÉ, São Paulo, p. 25 - 26, 30 maio 2007.

62.
STUDART, Hugo. Entrevista: Arlindo Chinaglia - Pressão não me intimida. ISTOÉ, São Paulo, p. 7 - 9, 02 maio 2007.

63.
STUDART, Hugo. Duda Mendonça reage (Coluna Brasil Confidencial). ISTOÉ, São Paulo, p. 26 - 27, 02 maio 2007.

64.
RANGEL, R. ; STUDART, Hugo . Quem educa cresce? Disposto a colocar o país na rota de desenvolvimento sustentável, Lula descobre que sem educação nenhum projeto seu vai para a frente e decide, agora, lançar um PAC que coloca dinheiro na escola (Coluna Brasil). ISTOÉ, São Paulo, p. 48 - 49, 02 maio 2007.

65.
STUDART, Hugo. Diplomacia selvagem (Opinião & Ideias). ISTOÉ, São Paulo, p. 51 - 51, 02 maio 2007.

66.
STUDART, Hugo. Os deuses do vinho... Como os pequenos produtores da Serra Gaúcha estão reescrevendo, com tecnologia, a história da vinicultura brasileira (Coluna Estilo no Campo). Dinheiro Rural, São Paulo, p. 70 - 72, 30 abr. 2007.

67.
STUDART, Hugo; LOBATO, E. ; RANGEL, R. . O retorno do comandante (Coluna Brasil Confidencial). ISTOÉ, São Paulo, p. 32 - 33, 25 abr. 2007.

68.
STUDART, Hugo. O livro negro da ditadura: com 996 páginas e dois volumes, texto dos militares, que se mantinha em sigilo até agora, dá a versão oficial das Forças Armadas para os anos de chumbo (Coluna Brasil). ISTOÉ, São Paulo, p. 54 - 56, 25 abr. 2007.

69.
STUDART, Hugo. 300 mil empregos dos alemães (Coluna Brasil Confidencial). ISTOÉ, São Paulo, p. 26 - 27, 18 abr. 2007.

70.
CAMARGO, C. ; ALVES FILHO, F. ; STUDART, Hugo . Para que serve o Ministério da Defesa? (Coluna Brasil/Política). ISTOÉ, São Paulo, 18 abr. 2007.

71.
STUDART, Hugo. Delfim aceita o BNDES (Coluna Brasil Confidencial). ISTOÉ, São Paulo, p. 26 - 27, 11 abr. 2007.

72.
Studart, Hugo; RANGEL, R. . Como nasceu o MOTIM. A cadeia da desordem: insubordinados, os controladores de vôo desobedecem aos oficiais, que não respeitam a ordem do presidente, que desrespeita a hierarquia militar e recua. ISTOÉ, São Paulo, SP, p. 32 - 33, 11 abr. 2007.

73.
STUDART, Hugo. Visita burocrática (Coluna Brasil Confidencial). ISTOÉ, São Paulo, p. 26 - 27, 04 abr. 2007.

74.
STUDART, Hugo. E ele tomou posse. Apesar das denúncias, Alfredo Nascimento rejeita sugestão de Lula, cobra do presidente compromisso assumido há um ano, é criticado por deputados e volta ao governo (Brasil). ISTOÉ, São Paulo, p. 36 - 37, 04 abr. 2007.

75.
STUDART, Hugo; RODRIGUES, A. ; CORTES, C. ; LOBATO, E. ; MARQUES, H. . O PT vai querer mais (Coluna Brasil Confidencial). ISTOÉ, São Paulo, p. 26 - 27, 28 mar. 2007.

76.
LAGO, R. ; STUDART, Hugo . Capa: MInistro sob suspeita: Alfredo Nascimento, ex-titular dos Transportes, é acusado de comprar votos, usar CNPJ falso e comandar obras superfaturadas. Mesmo assim, pode voltar ao governo. ISTOÉ, São Paulo, p. 36 - 41, 28 mar. 2007.

77.
MARQUES, H. ; STUDART, Hugo ; RANGEL, R. . Por dentro da caixa-preta da Infraero (Coluna Brasil). ISTOÉ, São Paulo, p. 44 - 47, 28 mar. 2007.

78.
STUDART, Hugo. Entra Miguel... sai Furlan. Depois de ouvir muitos nãos, Lula recorre a um hábil negociador para assumir o Desenvolvimento e ressuscitar as câmaras setoriais (Brasil). ISTOÉ, São Paulo, p. 51, 28 mar. 2007.

79.
STUDART, Hugo; LAGO, R. ; MARQUES, H. . Índios e diamantes (Coluna Brasil Confidencial). ISTOÉ, São Paulo, p. 26 - 27, 21 mar. 2007.

80.
STUDART, Hugo. O governo precisa de uma TV? O Brasil já gasta R$ 500 milhões em 219 emissoras públicas. Mas Lula quer criar uma nova rede estatal (Coluna Brasil). ISTOÉ, São Paulo, p. 38 - 40, 21 mar. 2007.

81.
STUDART, Hugo; LAGO, R. . O novo ninho do mensalão? PFL denuncia esquema no Ministério dos Transportes para atrair deputados para a base do governo no Congresso (Coluna Brasil). ISTOÉ, São Paulo, p. 42 - 42, 21 mar. 2007.

82.
STUDART, Hugo; LAGO, R. . Entrevista: Cristovam Buarque - Precisamos incluir os excluídos. O pacote da educação é insuficiente e esquece dos 82% de jovens que não terminam o segundo grau, critica o senador. ISTOÉ, São Paulo, p. 7 - 11, 14 mar. 2007.

83.
STUDART, Hugo. A frustração de bastos (Coluna Brasil Confidencial). ISTOÉ, São Paulo, p. 26 - 27, 14 mar. 2007.

84.
STUDART, Hugo. O duplo mortal de Lula (Coluna Brasil Confidencial). ISTOÉ, São Paulo, p. 26 - 27, 07 mar. 2007.

85.
STUDART, Hugo. Capa: O que Bush quer do Brasil?: Ele quer tudo e não vai dar nada em troca. O presidente americano vem a São Paulo no momento em que os dois países nunca estiveram tão distantes comercialmente. Seu alvo maior: o etanol brasileiro. Vai levar. ISTOÉ, São Paulo, p. 28 - 32, 07 mar. 2007.

86.
STUDART, Hugo. Os bons conselhos de Bush-pai. Quando esteve com Collor em 1992, o então Presidente dos EUA se mostrava preocupado com o meio ambiente, tema que o filho despreza totalmente (Brasil). ISTOÉ, São Paulo, p. 34 - 35, 07 mar. 2007.

87.
STUDART, Hugo. O plano do PT: partido já discute às claras uma estratégia de eternizar Lula no poder pela adoção do parlamentarismo (Brasil). ISTOÉ, São Paulo, p. 38 - 40, 07 mar. 2007.

88.
STUDART, H.. Diário Secreto do Araguaia: documento revela o dia-a-dia dos combates entre guerrilheiros e militares. BR História, p. 14 - 27, 01 mar. 2007.

89.
STUDART, H.. Exclusivo: O guerrilheiro apaixonado: as cartas escritas pelo capitão Carlos Lamarca à sua amada Iara Iavelberg dias antes das trágicas mortes de ambos, em 1971, revelam o lado passional do revolucionário implacável [Capa]. Revista ISTOÉ, São Paulo, p. 36 - 41, 28 fev. 2007.

90.
STUDART, Hugo. Capa: Exclusivo O diário amoroso de Carlos Lamarca o capitão da guerrilha do Brasil. ISTOÉ, São Paulo, SP, p. 36 - 41, 28 fev. 2007.

91.
MARQUES, H. ; STUDART, Hugo . Entrevista: Paulo Salim Maluf - Lula Malufou: Agora como deputado, o velho político diz que o presidente está à sua direita e promete brigar com o Ministério Público. ISTOÉ, São Paulo, SP, p. 7 - 11, 28 fev. 2007.

92.
STUDART, Hugo. Portelinha amplia a crise do Metrô (Coluna Brasil Confidencial). ISTOÉ, São Paulo, p. 26 - 27, 28 fev. 2007.

93.
STUDART, Hugo. Devolvam os corpos dos desaparecidos (Opinião & Ideias). ISTOÉ, São Paulo, p. 44 - 44, 28 fev. 2007.

94.
STUDART, Hugo; MARQUES, H. ; DAMIANI, M. ; RANGEL, R. . Mitall vem investir no biodiesel (Coluna Brasil Confidencial). ISTOÉ, São Paulo, p. 26 - 27, 21 fev. 2007.

95.
STUDART, Hugo; MARQUES, H. ; RANGEL, R. ; LAGO, R. . Dossiê do Quem Indica (Coluna Brasil Confidencial). ISTOÉ, São Paulo, p. 26 - 27, 14 fev. 2007.

96.
STUDART, Hugo; LAGO, R. ; RANGEL, R. ; MARQUES, H. . O discreto poder de José Dirceu (Coluna Brasil). ISTOÉ, São Paulo, p. 28 - 32, 14 fev. 2007.

97.
STUDART, Hugo; RANGEL, R. ; MARQUES, H. . Pendenga ambiental (Coluna Brasil Confidencial). ISTOÉ, São Paulo, p. 20 - 21, 31 jan. 2007.

98.
STUDART, Hugo. A missão de Afif (Coluna Brasil Confidencial). ISTOÉ, São Paulo, p. 20 - 21, 17 jan. 2007.

99.
STUDART, Hugo; GOMES, J. . A oratória de Lulismo (Coluna Brasil Confidencial). ISTOÉ, São Paulo, p. 24 - 25, 17 jan. 2007.

100.
STUDART, Hugo; MARQUES, H. ; LAGO, R. ; RANGEL, R. . O projeto de Ciro (Coluna Brasil Confidencial). ISTOÉ, São Paulo, SP, p. 26 - 27, 10 jan. 2007.

101.
LAGO, R. ; STUDART, Hugo ; RANGEL, R. ; MARQUES, H. ; GOMES, J. . O novo rumo de Lula: segunda posse enfatiza crescimento em lugar de apenas assistencialismo (Coluna Brasil/Política). ISTOÉ, São Paulo, SP, , v. 1941, p. 34 - 36, 10 jan. 2007.

102.
STUDART, H.. O Plano de Governo: poucas e grandes obras devem marcar o segundo mandato de Lula, que quer um crescimento de 5% ao ano [Capa]. Revista Istoé, São Paulo, p. 50 - 51, 08 nov. 2006.

103.
STUDART, H.. A arma popular de Lula: dono do voto dos pobres e líder nas pesquisas, o presidente tem uma crise a superar antes de chegar às urnas. Ele ganhará no primeiro turno?. Revista Istoé, São Paulo, p. 54 - 58, 20 set. 2006.

104.
STUDART, H.. Pimentinha em campanha: como, com a língua afiada, Heloísa Helena tem conquistado eleitores específicos pelo país afora. Revista Istoé, São Paulo, p. 36 - 40, 13 set. 2006.

105.
STUDART, H.; LAGO, R. . O que eles querem fazer neste lugar: com R$ 15,5 bilhões para investir em 2007 e poder para nomear 18 mil cargos de confiança, quem conseguir a cadeira da Presidência da República terá desafios por todos os lados. Conheça agora as idéias deles para comandar o País e resolver os dilemas que freiam o crescimento econômico [Capa]. Revista Istoé, São Paulo, p. 28 - 33, 23 ago. 2006.

106.
STUDART, H.. Um peixe fora d´água: na solidão do Palácio, Lembo diz que é governador por acaso e sonha voltar para o Bexiga. Revista Istoé, São Paulo, p. 32 - 33, 26 jul. 2006.

107.
STUDART, Hugo. Imperador da indústria (Coluna Brasil Confidencial). ISTOÉ, São Paulo, p. 26 - 27, 12 jul. 2006.

108.
STUDART, Hugo. De onde vem o dinheiro? Apesar do temor dos empresários em fazer doações após o mensalão, candidatos quase dobram projeção de gastos para suas campanhas (Brasil). ISTOÉ, São Paulo, p. 28 - 31, 12 jul. 2006.

109.
STUDART, Hugo. O amigo oculto da Varig (Coluna Brasil Confidencial). ISTOÉ, São Paulo, p. 26 - 27, 05 jul. 2006.

110.
STUDART, Hugo; LAGO, R. . Candidato Lula. Olhando para os pobres, atacando os adverários e manipulando a caneta das verbas sociais, presidente sai em campanha (Brasil). ISTOÉ, São Paulo, p. 28 - 31, 05 jul. 2006.

111.
STUDART, Hugo. Sinal de alerta (Coluna Brasil Confidencial). ISTOÉ, São Paulo, p. 28 - 29, 28 jun. 2006.

112.
LAGO, R. ; STUDART, Hugo . De quem é a culpa? Aplicação milionária que se perdeu na falência do Banco Santos provoca troca de acusações no Maranhão (Brasil). ISTOÉ, São Paulo, p. 38, 28 jun. 2006.

113.
STUDART, Hugo. Cabeça a cabeça (Coluna Brasil Confidencial). ISTOÉ, São Paulo, p. 26 - 27, 21 jun. 2006.

114.
STUDART, Hugo; LAGO, R. . José Alencar pronto para dizer sim. Um a um os candidatos a vice na chapa do presidente Lula vão caindo pelo caminho. Sem perder por esperar o atual vice vê suas chances crescerem. E conta seus planos (Brasil Política). ISTOÉ, São Paulo, p. 28 - 30, 21 jun. 2006.

115.
STUDART, Hugo; MARQUES, H. . O plano secreto do exército para fabricar armas (Brasil). ISTOÉ, São Paulo, p. 38 - 40, 21 jun. 2006.

116.
STUDART, Hugo; LAGO, R. . Entrevista com Arthur Virgílio Neto: O candidato deveria ser José Serra: Líder do PSDB no Senado diz que Geraldo Alckmin 'não é carismático' e que ex-prefeito teria mais chances de ganhar. ISTOÉ, São Paulo, p. 7 - 11, 14 jun. 2006.

117.
STUDART, Hugo; SILVA, C. . O analista de Bush (Coluna Brasil Confidencial). ISTOÉ, São Paulo, p. 26 - 27, 14 jun. 2006.

118.
STUDART, Hugo. O candidato dos empresários (Coluna Brasil Confidencial). ISTOÉ, São Paulo, p. 28 - 29, 07 jun. 2006.

119.
STUDART, Hugo. Tasso no ataque (Coluna Brasil Confidencial). ISTOÉ, São Paulo, p. 26 - 27, 31 maio 2006.

120.
STUDART, Hugo. O pacificador Simon (Coluna Brasil Confidencial). ISTOÉ, São Paulo, p. 28 - 29, 24 maio 2006.

121.
STUDART, Hugo. Tenor dos seguros (Coluna Brasil Confidencial). ISTOÉ, p. 26 - 27, 17 maio 2006.

122.
GAMEZ, M. ; STUDART, Hugo . A disputa do trem-bala (Economia & Negócios - Ferrovias). ISTOÉ, São Paulo, p. 90 - 91, 17 maio 2006.

123.
STUDART, H.. Tic, Tac, Tic...Buum! Explodiu o nacionalismo populista de Evo Morales: num golpe de caneta, ele nacionalizou o gás, o petróleo, expropriou a Petrobras e humilhou Lula [Capa]. Revista Istoé, São Paulo, p. 98 - 104, 10 maio 2006.

124.
STUDART, Hugo. Prefeito Meirelles (Coluna Brasil Confidencial). ISTOÉ, São Paulo, p. 26 - 27, 10 maio 2006.

125.
STUDART, Hugo. Juros baixos e desenvolvimento é o plano de Mantega: o ministro da fazenda diz que representa o pensamento do presidente e afirma que chegou a hora de os bancos darem sua contribuição (Brasil). ISTOÉ, São Paulo, p. 28 - 31, 10 maio 2006.

126.
ALVES FILHO, F. ; STUDART, Hugo . Capa: Evo Morales: O homem que pode parar o Brasil: com militares, ele tomou conta de um complexo de US$ 1,5 bilhão da Petrobras, humilhou a diplomacia de Lula e trouxe de volta o fantasma do desaastecimento de um item vital: o gás. ISTOÉ, São Paulo, p. 98 - 104, 10 maio 2006.

127.
STUDART, Hugo. O jogo de Lula (Coluna Brasil Confidencial). ISTOÉ, São Paulo, p. 26 - 27, 03 maio 2006.

128.
LAGO, R. ; STUDART, Hugo . Remodelando Alckmin: marqueteiros do tucano planejam um novo figurino de ação (Brasil - Eleições). ISTOÉ, São Paulo, p. 32 - 34, 03 maio 2006.

129.
GAMEZ, M. ; STUDART, Hugo . Governo acorda para a Varig: Pressão da sociedade faz o governo se mexer e surge um novo plano: a empresa pode ser dividida em duas (Economia & Negócios - Aviação). ISTOÉ, São Paulo, p. 104 - 106, 03 maio 2006.

130.
STUDART, Hugo. Embaixador Dirceu (Coluna Brasil Confidencial). ISTOÉ, São Paulo, p. 26 - 27, 26 abr. 2006.

131.
STUDART, Hugo. O novo endereço de Jobim (Coluna Brasil Confidencial). ISTOÉ, São Paulo, p. 26 - 27, 19 abr. 2006.

132.
STUDART, Hugo. Washinto aguarda Mantega: Ministro da Fazenda estréia no FMI com dívida paga e bons indicadores (Finanças Globais - Personagem). ISTOÉ, São Paulo, p. 40 - 41, 19 abr. 2006.

133.
STUDART, Hugo. A proprina da carne (Coluna Brasil Confidencial). ISTOÉ, São Paulo, p. 36 - 37, 12 abr. 2006.

134.
STUDART, Hugo; FALCAO, M. . Capa: Delcídio contra a aftosa. Dinheiro Rural, São Paulo, p. 20 - 23, 01 mar. 2006.

135.
STUDART, H.. O pouso forçado da Embraer: como o governo americano proibiu a empresa brasileira de vender 36 aviões para a Venezuela, num negócio de US$ 470 milhões. Isto é Dinheiro, São Paulo, p. 30 - 33, 18 jan. 2006.

136.
STUDART, H.. Palocci, Bingo & Caixa 2 - As perigosas ligações do ministro com os jogos e a arrecadação ilegal do PT. Isto é Dinheiro, São Paulo, p. 38 - 42, 16 nov. 2005.

137.
STUDART, H.. A Farsa dos Empréstimos de Valério - Cai por terra a tese de que o publicitário tomou financiamentos para alimentar o caixa dois do PT. O que houve foi desvio de dinheiro público, com ajuda da Visanet. Isto é Dinheiro, São Paulo, p. 96 - 99, 09 nov. 2005.

138.
STUDART, H.. O Controvertido Poder de Daniel Dantas - O que faz do dono do Opportunity um empresário capaz de colecionar ódios e lucros em grandes proporções. Isto é Dinheiro, São Paulo, p. 34 - 39, 28 set. 2005.

139.
STUDART, H.. A depressão de Conceição: a economista mais influente do País desaba diante das denúncias contra o governo que ela ajudou a pôr de pé. Isto é Dinheiro, São Paulo, p. 30 - 33, 07 set. 2005.

140.
STUDART, H.. Saques em Dinheiro Vivo no Governo - Tribunal de Contas da União investiga uso de cartões corporativos para retiradas em espécie por funcionários da Presidência da República. Isto é Dinheiro, São Paulo, p. 36 - 41, 24 ago. 2005.

141.
STUDART, H.. O Duelo de Pistolas - Por que o governo brasileiro está trocando as armas Taurus pelas austríacas Glock. Isto é Dinheiro, São Paulo, p. 44 - 45, 17 ago. 2005.

142.
STUDART, H.. Os Ricos Sentem a Pressão - Terror explode quatro bombas em Londres e lança contra as nações ricas o ressentimento radical dos pobres. Isto é Dinheiro, São Paulo, p. 42 - 43, 13 jul. 2005.

143.
STUDART, H.. Fortuna no Exterior - Relatório do Banco Central mostra que os brasileiros têm US$ 100 bilhões lá fora. Isto é Dinheiro, São Paulo, p. 44 - 45, 29 jun. 2005.

144.
STUDART, H.. Mordomia Fardada - Você sabia que os escritórios das Forças Armadas no Exterior custam R$ 1,4 bilhão por ano? É mais do que gasta o Itamaraty. Isto é Dinheiro, São Paulo, p. 42 - 43, 22 jun. 2005.

145.
STUDART, H.. Amazônia: querem tomar essa riqueza - Por trás da histeria ecológica há interesses econômicos escusos. Isto é Dinheiro, São Paulo, p. 28 - 31, 01 jun. 2005.

146.
STUDART, H.. Tucanos na Varig - Conheça os bastidores da negociação que colocou o PSDB no comando da empresa e a lançou em rota de colisão com o governo federal. Isto é Dinheiro, São Paulo, p. 92 - 95, 18 maio 2005.

147.
STUDART, H.. Dirceu Volta ao Inferno - O fracasso da reforma ministerial fez do ex-superministro o gerente de um balcão das miudezas. Isto é Dinheiro, São Paulo, p. 40 - 41, 06 abr. 2005.

148.
STUDART, H.. Farra do Supérfluo - Agora é oficial: em 2004, proporção entre gastos de custeio e investimentos foi a pior em 20 anos. Isto é Dinheiro, São Paulo, p. 26 - 27, 16 mar. 2005.

149.
STUDART, H.. O Testamento de Lessa - Ex-presidente do BNDES antecipa trechos do livro em que ataca política econômica e revela bastidores do poder. Isto é Dinheiro, São Paulo, p. 20 - 23, 09 fev. 2005.

150.
STUDART, H.. A Pobreza em Davos - O medo dos pobres abre agenda dos ricos para a insegurança econômica e cria cenário à pregação de Lula contra a fome. Isto é Dinheiro, São Paulo, p. 20 - 23, 02 fev. 2005.

151.
STUDART, H.. Os documentos do Araguaia - Em relatórios que o ministro da Defesa e as Forças Armadas insistem em esconder, militares que estiveram em combate revelam segredos da operação que aniquilou a guerrilha e dizem que o número de insurgentes mortos é maior do que o até hoje conhecido. Istoé, São Paulo, p. 28 - 36, 03 nov. 2004.

152.
STUDART, Hugo; GANTOIS, G. ; EVARISTO, T. . Lula apela ao Papa (Coluna Poder). Isto É Dinheiro, São Paulo, p. 14, 07 jul. 2004.

153.
STUDART, Hugo; GANTOIS, G. ; EVARISTO, T. . O haras da filha de FHC (Coluna Poder). Isto É Dinheiro, São Paulo, p. 16, 30 jun. 2004.

154.
STUDART, Hugo; GANTOIS, G. ; EVARISTO, T. . 'Você será demitido' (Coluna Poder). Isto É Dinheiro, São Paulo, p. 16, 23 jun. 2004.

155.
TEIXEIRA, A. ; STUDART, Hugo . Sayad está no BID (Coluna Finanças). Isto É Dinheiro, São Paulo, p. 110 - 111, 23 jun. 2004.

156.
STUDART, Hugo. Onde Viegas errou (Coluna Economia). Isto É Dinheiro, São Paulo, p. 40 - 41, 23 jun. 2004.

157.
STUDART, Hugo; GANTOIS, G. ; EVARISTO, T. . Defesa aberta (Coluna Poder). Isto É Dinheiro, São Paulo, p. 16, 16 jun. 2004.

158.
STUDART, Hugo. Aldo abre o cofre (Coluna Economia). Isto É Dinheiro, São Paulo, p. 46 - 47, 16 jun. 2004.

159.
Studart, Hugo; GANTOIS, G. ; EVARISTO, T. . O protecionismo de Bush e Kerry (Coluna Poder). Isto É Dinheiro, São Paulo, p. 18, 09 jun. 2004.

160.
STUDART, Hugo. Naya fala da prisão (Coluna Exclusivo). Isto É Dinheiro, São Paulo, p. 32 - 35, 09 jun. 2004.

161.
STUDART, Hugo. Jobim dá as cartas (Coluna Economia). Isto É Dinheiro, São Paulo, p. 48 - 49, 09 jun. 2004.

162.
STUDART, Hugo. O novo amigo da Turma. Isto É Dinheiro, São Paulo, p. 67, 09 jun. 2004.

163.
Studart, Hugo; CEOLIN, A. ; GANTOIS, G. . Revolução petista no Cade (Coluna Poder). Isto É Dinheiro, São Paulo, p. 16, 02 jun. 2004.

164.
Studart, Hugo. Entrevista: Tasso Jereissati - 'O Banco Central está atrapalhando o governo'. Isto É Dinheiro, São Paulo, p. 20 - 22, 02 jun. 2004.

165.
Studart, Hugo. O mar não está pra Alca. Isto É Dinheiro, São Paulo, p. 43, 02 jun. 2004.

166.
Studart, Hugo; CEOLIN, A. ; GANTOIS, G. . Mais um tucano (Coluna Poder). Isto É Dinheiro, São Paulo, p. 14, 26 maio 2004.

167.
Studart, Hugo. Eunício na linha (Coluna Economia). Isto É Dinheiro, São Paulo, p. 44 - 46, 26 maio 2004.

168.
Studart, Hugo; CEOLIN, A. ; GANTOIS, G. . O pequeno notável (Coluna Poder). Isto É Dinheiro, São Paulo, p. 16, 19 maio 2004.

169.
Studart, Hugo; ALTMAN, F. . Por que Lula fez isso? (Coluna Economia). Isto É Dinheiro, São Paulo, p. 32 - 34, 19 maio 2004.

170.
ATTUCH, L. ; Studart, Hugo . Silas, o novo presidente da Eletrobrás (Coluna Economia). Isto É Dinheiro, São Paulo, p. 36 - 38, 19 maio 2004.

171.
Studart, Hugo; CEOLIN, A. ; GANTOIS, G. . Lando encontra soluções para o esqueleto (Coluna Poder). Isto É Dinheiro, São Paulo, p. 15, 12 maio 2004.

172.
Studart, Hugo; CEOLIN, A. . O czar Palocci (Coluna Economia). Isto É Dinheiro, São Paulo, p. 28 - 30, 12 maio 2004.

173.
Studart, Hugo; CEOLIN, A. ; GANTOIS, G. . Fundos sob investigação (Coluna Poder). Isto É Dinheiro, São Paulo, p. 12, 05 maio 2004.

174.
Studart, Hugo; GANTOIS, G. . Quem vai pagar a conta é Lula (Coluna Economia). Isto É Dinheiro, São Paulo, p. 26 - 28, 05 maio 2004.

175.
Studart, Hugo. Na jaula do leão (Coluna Impostos). Isto É Dinheiro, São Paulo, p. 33, 05 maio 2004.

176.
STEFANO, F. ; Studart, Hugo . A vitória do algodão (Coluna Negócios). Isto É Dinheiro, São Paulo, p. 52 - 53, 05 maio 2004.

177.
STUDART, Hugo; CEOLIN, A. ; GANTOIS, G. . Ciro versus Levy (Coluna Poder). Isto É Dinheiro, São Paulo, p. 12, 28 abr. 2004.

178.
STUDART, Hugo; CEOLIN, A. ; GANTOIS, G. . O filé das rodovias (Coluna Poder). Isto É Dinheiro, São Paulo, p. 15, 21 abr. 2004.

179.
STUDART, Hugo. Pode esse homem conter o MST? (Coluna Economia). Isto É Dinheiro, São Paulo, p. 44 - 46, 21 abr. 2004.

180.
STUDART, Hugo. Capa: O livro de Abilio. Isto É Dinheiro, São Paulo, 21 abr. 2004.

181.
STUDART, Hugo. A aposta perdida do Unibanco (Coluna Exclusiva). Isto É Dinheiro, São Paulo, p. 80 - 82, 21 abr. 2004.

182.
STUDART, Hugo; GANTOIS, G. . O peregrino das verbas (Coluna Poder). Isto É Dinheiro, São Paulo, p. 11, 14 abr. 2004.

183.
STUDART, Hugo; ANTONELLI, T. . A nova face da Justiça (Coluna Economia). Isto É Dinheiro, São Paulo, p. 34 - 36, 14 abr. 2004.

184.
STUDART, Hugo. A obra privada de Lessa (Coluna Finanças). Isto É Dinheiro, São Paulo, p. 74 - 75, 14 abr. 2004.

185.
STUDART, Hugo; GANTOIS, G. . É a economia, diz Skidmore (Coluna Poder). Isto É Dinheiro, São Paulo, p. 13, 07 abr. 2004.

186.
STUDART, Hugo. Entrevista: Jorge Bornhausen - 'Palocci não comanda a economia'. Isto É Dinheiro, São Paulo, p. 22 - 24, 07 abr. 2004.

187.
ATTUCH, L. ; STUDART, Hugo . Gushiken foi sócio de Waldomiro (Coluna Exclusivo). Isto É Dinheiro, São Paulo, p. 28 - 33, 07 abr. 2004.

188.
STUDART, Hugo; GANTOIS, G. . A empreiteira do poder (Coluna Economia). Isto É Dinheiro, São Paulo, p. 42 - 43, 07 abr. 2004.

189.
STUDART, Hugo. Os argumentos de Genoíno (Coluna Poder). Isto É Dinheiro, São Paulo, p. 16, 31 mar. 2004.

190.
MARTINS, I. ; STUDART, Hugo . Procura-se um governo (Coluna Economia). Isto É Dinheiro, São Paulo, p. 28 - 31, 31 mar. 2004.

191.
GANTOIS, G. ; STUDART, Hugo . O inferno de Lando (Coluna Previdência). Isto É Dinheiro, São Paulo, p. 34 - 36, 31 mar. 2004.

192.
STUDART, Hugo. Rachid fatura com o Banestado (Coluna Poder). Isto É Dinheiro, São Paulo, p. 14, 24 mar. 2004.

193.
STUDART, Hugo. Enquanto Brasília dormia (Coluna Economia). Isto É Dinheiro, São Paulo, p. 42 - 44, 24 mar. 2004.

194.
ATTUCH, L. ; GRINBAUM, R. ; STUDART, Hugo . A guerra das ações da Ambev (Coluna Mercado). Isto É Dinheiro, São Paulo, p. 90 - 92, 24 mar. 2004.

195.
STUDART, Hugo. Pagamento à Airbus (Coluna Poder). Isto É Dinheiro, São Paulo, p. 11, 17 mar. 2004.

196.
STUDART, Hugo. O plano industrial de Furlan (Coluna Política Econômica). Isto É Dinheiro, São Paulo, , v. 341, p. 20 - 22, 17 mar. 2004.

197.
OLIVEIRA, D. ; STUDART, Hugo . A força da Camargo (Coluna Negócios). Isto É Dinheiro, São Paulo, p. 54 - 55, 17 mar. 2004.

198.
Studart, Hugo. Previ mede cotas raciais (Coluna Poder). Isto É Dinheiro, São Paulo, p. 17 - 17, 10 mar. 2004.

199.
Studart, Hugo; STEFANO, F. . Palocci no paredão (Coluna Economia). Isto É Dinheiro, São Paulo, p. 28 - 31, 10 mar. 2004.

200.
Studart, Hugo; STEFANO, F. . O pacote da construção (Coluna Habitação). Isto É Dinheiro, São Paulo, p. 67 - 67, 10 mar. 2004.

201.
Studart, Hugo. A grande fraude no INSS (Coluna Poder). Isto É Dinheiro, São Paulo, p. 11, 03 mar. 2004.

202.
Studart, Hugo. Para onde vai Ciro? (Coluna Exclusivo). Isto É Dinheiro, São Paulo, p. 20 - 22, 03 mar. 2004.

203.
Studart, Hugo. O esquema Dom Puppy. Isto É Dinheiro, São Paulo, p. 33, 03 mar. 2004.

204.
Studart, Hugo; FREIRE, F. ; SPEGIORIN, C. . A próxima vítima do Cade (Coluna Poder). Isto É Dinheiro, São Paulo, p. 11, 25 fev. 2004.

205.
STEFANO, F. ; Studart, Hugo . Todos contra Dilma (Coluna Energia). Isto É Dinheiro, São Paulo, p. 26 - 28, 25 fev. 2004.

206.
Studart, Hugo. Vem aí o vale faculdade. Isto É Dinheiro, São Paulo, p. 29 - 29, 25 fev. 2004.

207.
Studart, Hugo; FREIRE, F. ; SPEGIORIN, C. . Renda mínima vai para o freezer (Coluna Poder). Isto É Dinheiro, São Paulo, p. 9 - 9, 18 fev. 2004.

208.
Studart, Hugo; STEFANO, F. . Super safra de boas notícias. Isto É Dinheiro, São Paulo, p. 18 - 21, 18 fev. 2004.

209.
Studart, Hugo; FREIRE, F. ; SPEGIORIN, C. . O Lulômetro (Coluna Poder). Isto É Dinheiro, São Paulo, , v. 336, p. 13, 11 fev. 2004.

210.
Studart, Hugo. O outro lado empresarial de JK (Coluna Especial). Isto É Dinheiro, São Paulo, p. 34 - 37, 11 fev. 2004.

211.
OLIVEIRA, D. ; Studart, Hugo . Parmalat afogada no escândalo (Coluna Crise). Isto É Dinheiro, São Paulo, p. 50 - 53, 11 fev. 2004.

212.
STUDART, H.; FREIRE, F. ; SPEGIORIN, C. . A transposição de US$ 6 bilhões (Coluna Poder). Isto É Dinheiro, São Paulo, p. 10 - 11, 04 fev. 2004.

213.
STUDART, H.; FREIRE, F. . Proer do leite (Coluna Empresa). Isto É Dinheiro, São Paulo, p. 30 - 31, 04 fev. 2004.

214.
STUDART, H.; FREIRE, F. ; SPEGIORIN, C. . Meirelles governador? (Coluna Poder). Isto É Dinheiro, São Paulo, p. 14 - 14, 28 jan. 2004.

215.
STUDART, H.. Dirceu versus Palocci (Coluna Impasse). Isto É Dinheiro, São Paulo, p. 36 - 37, 28 jan. 2004.

216.
STUDART, H.; FREIRE, F. ; SPEGIORIN, C. . A microeconomia de Appy (Coluna Poder). Isto É Dinheiro, São Paulo, p. 12, 21 jan. 2004.

217.
STUDART, H.. Nas nuvens com Alencar (Coluna Exclusivo). Isto É Dinheiro, São Paulo, p. 28 - 30, 21 jan. 2004.

218.
STUDART, H.; FREIRE, F. ; SPEGIORIN, C. . BB-DTVM chega aos R$ 100 bi (Coluna Poder). Isto É Dinheiro, São Paulo, p. 12 - 13, 14 jan. 2004.

219.
STUDART, H.. Brasil 100% (Coluna Economia). Isto É Dinheiro, São Paulo, p. 28 - 29, 14 jan. 2004.

220.
STUDART, H.; ATTUCH, L. . Ligação cortada (Coluna Telefonia). Isto É Dinheiro, São Paulo, p. 30 - 31, 14 jan. 2004.

221.
STUDART, H.. Como se faz um Mártir - A morte do brasileiro Sérgio Vieira de Mello no atentado em Bagdá ilumina o perfil de um corajoso defensor dos direitos humanos e expõe a fragilidade da ONU no cenário internacional. Isto é Dinheiro, São Paulo, p. 28 - 31, 27 ago. 2003.

222.
STUDART, H.. O Brasileiro da Paz - Diplomata José Maurício Bustani, que inspecionou armas químicas e foi derrubado pelos EUA, pode ganhar o Nobel. Isto é Dinheiro, São Paulo, p. 31, 14 maio 2003.

223.
STUDART, H.. O Cerco Final - O avanço americano seguiu avassalador. Conquistou Bagdá, mas a cidade foi tomada pelo caos econômico, saques e anarquia social. Isto é Dinheiro, São Paulo, p. 48 - 51, 16 abr. 2003.

224.
STUDART, H.. Um banho do Euro no Dólar - Moeda americana é recusada na Europa e perde a hegemonia no comércio internacional. Isto é Dinheiro, São Paulo, p. 36 - 37, 12 mar. 2003.

225.
STUDART, H.. FGV sem licitação - Diretores da FGV usaram empresas próprias para atuar em contratos que a entidade ganhou sem concorrência e viram alvo de investigação. Isto é Dinheiro, São Paulo, p. 28 - 31, 26 fev. 2003.

226.
STUDART, H.. O esquema de defesa brasileiro - Ministério ficou com o maior orçamento da Esplanada: US$ 10 bilhões até 2012, que serão gastos na compra de caças, cargueiros, tanques de guerra, softwares e radares para reaparelhar as Forças Armadas. Isto é Dinheiro, São Paulo, p. 38 - 39, 05 fev. 2003.

227.
STUDART, H.. Henrique e a cruzada contra o dólar - Novo presidente do BC quer trocar títulos cambiais por papéis em reais e restaurar a confiança externa. Isto é Dinheiro, São Paulo, p. 30 - 33, 25 dez. 2002.

228.
STUDART, H.. O novo dono do BC - Henrique Meirelles, o brasileiro mais bem-sucedido nas finanças globais, diz ter a receita para reduzir os juros e fazer o Brasil voltar a crescer. Isto é Dinheiro, São Paulo, p. 30 - 33, 18 dez. 2002.

229.
STUDART, H.. O delicado front externo - A política comercial será o foco de maior tensão do governo. O Brasil enfrenta batalhas contra americanos e europeus e terá que negociar a Alca. Isto é Dinheiro, São Paulo, p. 42 - 43, 09 out. 2002.

230.
STUDART, H.. Duelo das Américas - Conflito da adesão à Alca acontece em fevereiro, logo após a posse do novo governo. Isto é Dinheiro, São Paulo, p. 31 - 33, 11 set. 2002.

231.
STUDART, H.. Porta-aviões a preço de banana - Navio Minas Gerais, símbolo da era JK, é vendido por US$ 2 milhões e vira parque na China. Isto é Dinheiro, São Paulo, p. 34 - 35, 31 jul. 2002.

232.
STUDART, H.. A fome dos militares - Forças Armadas rebelam-se contra equipe econômica, demitem 44 mil soldados e congelam salários e promoções. Isto é Dinheiro, São Paulo, p. 38 - 39, 24 jul. 2002.

233.
STUDART, H.. Paixão na Guerrilha - Militar de alta patente divulga cartas que revelam o quanto o capitão da guerrilha amava sua musa. Revista Manchete, São Paulo, p. 22 - 23, 17 jan. 1998.

234.
STUDART, H.. A Lição de Estratégia - Presidente usa tática do bode na sala, cede em alguns pontos mas consegue manter o objetivo de arrecadar R$ 20 bilhões para impedir que o país sofra com ataques especulativos. Revista Manchete, São Paulo, p. 12 - 13, 06 dez. 1997.

235.
STUDART, H.. Medidas duras para evitar a fuga de capital - Preocupado com a estabilidade do real, o governo resolve cortar seus gastos, demitir servidores, aumentar as tarifas públicas e o imposto de renda. Revista Manchete, São Paulo, p. 22 - 23, 15 nov. 1997.

236.
STUDART, H.. Os olhos e os ouvidos do papa - Dom Eugênio, o antimarxista, é pioneiro das obras sociais e já ajudou comunistas. Revista República, São Paulo, p. 66 - 68, 01 out. 1997.

237.
STUDART, H.. Seresta à JK - Cidade mineira onde nasceu o ex-presidente revitaliza suas tradições musicais para virar uma das portas de entrada do turismo brasileiro. Revista Manchete, São Paulo, p. 19 - 20, 26 jul. 1997.

238.
STUDART, H.. ACM, o Maquiavel do Terreiro - Em um país onde a falsidade é tratada como esperteza e a dissimulação dos políticos chamada de arte, o senador baiano contraria todas as regras e encarna o poder há décadas com a autenticidade escancarada e a truculência de Toninho Malvadeza. Revista República, São Paulo, p. 50 - 59, 01 jun. 1997.

239.
STUDART, H.. O Príncipe Aventureiro - As histórias do cidadão brasileiro Dom Joãozinho de Orleans, que, além de príncipe herdeiro imperial, é, também, um obstinado fotógrafo-ecologista à caça de grandes imagens da natureza. Revista Caminhos da Terra, Rio de Janeiro, p. 64 - 69, 01 maio 1997.

240.
STUDART, H.. O Homem da Pedra - As aventuras de Carlos Perez-Gomar Pucurull, o cinqüentão que já subiu mais de 300 vezes a Pedra da Gávea, no Rio de Janeiro, e luta sozinho pela preservação da lendária montanha. Revista Caminhos da Terra, Rio de Janeiro, p. 20 - 26, 01 jan. 1997.

241.
STUDART, H.. Eu Sou o Poder - Em 40 anos de política, Antônio Carlos Magalhães teve tempo e oportunidades para exercitar seus dois personagens.. Revista Interview, São Paulo, p. 64 - 71, 01 jul. 1995.

242.
STUDART, H.. Sanctus Satanas - Elevado a cardeal com o título de São Gregório VII, o Sanctus Satanas, Dom Eugênio Sales nõ deixa por menos: enfrenta com fé cega todas as ameaças à Igreja, ao Santo Padre e ao seu rebanho. Revista Interview, São Paulo, p. 114 - 122, 01 set. 1994.

243.
STUDART, H.. Tele-catch (nada) Diplonático - Nem tudo é caviar e champagne no templo das Relações Exteriores brasileiras.. Revista Interview, São Paulo, p. 140 - 146, 01 ago. 1994.

244.
STUDART, H.. Pastor sem Rebanho - Leonel Brizola, o político com uma das mais ricas biografias do país já não assusta os adversários nem empolga os aliados.. Revista Interview, São Paulo, p. 38 - 45, 01 maio 1994.

245.
STUDART, H.. Os negócios (quase) honestos do PC - Antes de partir para o crime, ele até que tentou triunfar dentro da lei. Meteu-se em inúmeras trapalhadas, e em todas fracassou. Revista Playboy, São Paulo, p. 110 - 115, 01 dez. 1992.

246.
STUDART, H.. O Paladino da República - Com ar de pastor luterano, Aristides Junqueira serviu sob medida como herói na tragédia política que vive o país.. Revista Interview, São Paulo, p. 82 - 85, 06 nov. 1992.

247.
STUDART, H.. Chico Mendes - O Julgamento: O julgamento dos acusados da morte de Chico Mendes transforma Xapuri, um vilarejo de 28 ruas no Acre, num centro de atenção internacional [Capa]. Revista Veja, São Paulo, p. 30 - 37, 12 dez. 1990.

248.
STUDART, H.. Trinta anos depois, Brizola está aí - Perseguido por todos os governos pós-64, Leonel Brizola lança, enfim, sua campanha à Presidência da República. Revista Veja, p. 42 - 49, 28 jun. 1989.

249.
STUDART, H.. Os tiros aquecem o fogo das greves - No calor da onda de greves, tropas invadem a usina de Volta Redonda e matam três metalúrgicos [Capa]. Revista Veja, São Paulo, p. 32 - 47, 16 nov. 1988.

250.
STUDART, H.. Computador faz Justiça - O projeto Infopen vai beneficiar 700 detentos do Distrito Federal e poderá ser adotado por outros Estados brasileiros. Revista Dados e Idéias, p. 37 - 37, 01 ago. 1985.

Apresentações de Trabalho
1.
STUDART, H.. Quem manda no Brasil: como 30 grandes grupos econômicos tomaram conta da política e do Estado brasileiro. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
STUDART, Hugo. A dialética de Benjamin como referencial teórico para um jornalismo que dê vez e voz aos pequenos, aos derrotados e aos esquecidos. 2015. (Apresentação de Trabalho/Outra).

3.
Studart, Hugo. O pensamento de Benjamin como método para um jornalismo mais integrado à cidadania. 2015. (Apresentação de Trabalho/Outra).

4.
Studart, Hugo. Brasil e os Cenários Internacionais: Em busca de um sentido histórico para a articulação dos BRICS. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

5.
STUDART, H.. Censuras judiciais e liberdade de imprensa na cobertura política. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

6.
STUDART, H.. Ecologia como Direito Fundamental: entre o imaginário do progresso sem fim e os direitos das futuras gerações. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

7.
STUDART, H.. De algum lugar das selvas amazônicas: as memórias da Guerrilha do Araguaia. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

8.
STUDART, H.. Em busca das memórias perdidas: metodologias de acesso aos arquivos militares secretos e o desvendar das lembranças dos sobreviventesda Guerrilha do Araguaia ? combatentes, guerrilheiros e camponeses. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

9.
STUDART, H.. Em busca das memórias perdidas: o desvendar dos documentos secretos remanescentes da Ditadura Militar e das lembranças dos guerrilheiros e camponeses sobreviventes da Guerrilha do Araguaia. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

10.
STUDART, H.. Guerrilha do Araguaia - do sonho ao pesadelo. 2011. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

11.
STUDART, H.. Prometeu no Século XXI: o modelo económico e o imaginário do progresso diante da iminência do colapso global dos recursos naturais. 2010. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

12.
STUDART, H.. Arcana Imperri e o Despertar do Oculto: o caso da guerrilha rural e os arquivos secretos da ditadura militar brasileira. 2010. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

13.
STUDART, H.. Os militares na Guerrilha do Araguaia. 2008. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

14.
STUDART, H.. A Guerrilha do Araguaia. 2006. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

15.
STUDART, H.. A Metodologia Histórica e sua Aplicação no seu Estudo sobre a Guerrilha do Araguaia. 2006. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

16.
STUDART, H.. Acesso e cobertura das informações públicas: dificuldades e expectativas. 2006. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

17.
STUDART, H.. Mercado de Trabalho para Jornalistas. 2006. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

18.
STUDART, H.. A Versão dos Militares sobre a Guerrilha do Araguaia. 2005. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

19.
STUDART, H.. Como um educador pode sobreviver na era digital. 2000. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

Outras produções bibliográficas
1.
SERRA, Luiz ; STUDART, Hugo . Uma nova maneira de seguir a História. Belo Horizonte, 2016. (Prefácio, Pósfacio/Prefácio)>.

2.
MAGALHAES, Régis ; STUDART, Hugo . A alegoria como expressão do pensamento. São Paulo, 2016. (Prefácio, Pósfacio/Prefácio)>.

3.
STUDART, H.. A oratória do Lulismo - No linguajar simplório do presidente, muitas promessas e poucas realizações. São Paulo: Revista Istoé, 2007 (Ensaio).

4.
STUDART, H.; LAGO, R. . Candidato Lula - Olhando para os pobres, atacando os adversários e manipulando a caneta das verbas sociais, presidente sai em campanha. São Paulo: Revista Istoé, 2006 (Ensaio).

5.
STUDART, H.. Henrique Meirelles - Ele conduziu a estabilidade num ano sacudido por eleições e incertezas. O presidente do Banco Central é o Brasileiro do Ano na Economia. São Paulo: Revista Istoé - Edição Brasileiros do Ano, 2006 (Ensaio).

6.
STUDART, H.. A economia mudou - A Fazenda que Guido Mantega assumiu não é a mesma da era Palocci. E vem mais por aí. São Paulo: Revista Istoé Dinheiro, 2005 (Ensaio).

7.
STUDART, H.. As Mil Faces de João de Deus - O pontífice foi o líder mais fotografado do século. Mesmo alquebrado pela série de doenças que o acometeu, não perdeu a aura do líder. São Paulo: Revista Istoé Dinheiro, 2005 (Ensaio).

8.
STUDART, H.. O Papa da Globalização - Ele percorreu o mundo com seu objetivo: levar a Igreja Católica mesmo a países de outras crenças religiosas. São Paulo: Revista Istoé Dinheiro ? capa, 2005 (Ensaio).

9.
STUDART, H.. Deu Errado, Dr. Palocci - O PIB desaba e coloca o Brasil na lanterna global. Será o fim da linha para a política de arrocho do chefe da Fazenda?. São Paulo: Revista Istoé Dinheiro ? capa, 2005 (Ensaio).

10.
STUDART, H.. O Rei do Imposto - Lula alcança um patamar insustentável de arrecadação. O apetite da máquina leva País à beira da desobediência civil. São Paulo: Revista Istoé Dinheiro ? capa, 2005 (Ensaio).

11.
STUDART, H.. 40 Anos de BC - O que foi feito da instituição que encanta os mercados, assusta a indústria e ainda não encontrou o ponto de equilíbrio. São Paulo: Revista Istoé Dinheiro, 2005 (Ensaio).

12.
STUDART, H.. Mais Palavras que Trabalho - Jacques Wagner acabou se tornando uma figura periférica na Esplanada, que aparece mais pelos tropeços do que, propriamente, pela consistência das propostas. São Paulo: Revista Istoé Dinheiro, 2003 (Artigo).

13.
STUDART, H.. Festa na Côrte dos Diplomatas - Sentado numa bergère na entrada de seu palacete, o embaixador Paulo Tarso Flecha de Lima encarna a figura de seu personagem predileto, dom Vito Corleone, de Poderoso Chefão. São Paulo: Revista Istoé Dinheiro, 2003 (Crônica).

14.
STUDART, H.. O Estilo FHC - Charme e bom humor marcaram sua passagem pela Presidência. E deram o tom de uma era. São Paulo: Revista Istoé Dinheiro, 2003 (Ensaio).

15.
STUDART, H.. Uma Davos democrática - O encontro dos maiores financistas do planeta mudou. No palco agora estão as vozes que pregam a globalização solidária. Aqueles que protestavam do lado de fora viraram as estrelas da festa. São Paulo: Revista Istoé Dinheiro, 2003 (Ensaio).

16.
STUDART, H.. A nova face da diplomacia - Itamaraty abre-se para uma jovem geração de diplomatas negros. São Paulo: Revista Istoé Dinheiro, 2002 (Ensaio).

17.
STUDART, H.. Dicionário do Malanismo - Nos discursos do ministro, a palavra crescimento é rara. Mas corte de gastos, ajuste e FMI estão sempre lá. São Paulo: Revista Istoé Dinheiro, 2002 (Ensaio).

18.
STUDART, H.. Lamarca, o antidialético da lira - Surgem trechos inéditos do diário atribuído a Carlos Lamarca, em que o líder guerrilheiro declara com igual fervor tanto sua crença na revolução como o seu amor por Iara Iavalberg. São Paulo: Revista República, 2002 (Ensaio).

19.
STUDART, H.. Na Terra como no Céu - João Paulo 2º assumiu uma igreja cindida, em crise e mergulhada no descrédito; restituiu-lhe a importância política e a dignidade apostólica. Na reta final, enfrenta novos desafios. São Paulo: Revista Primeira Leitura, 2002 (Ensaio).

20.
STUDART, H.. WWF Pra Não Dizer que Não Falei das Flores - Comandantes do capitalismo armam trincheiras na ONG de maior prestígio no mundo a fim de pregar o desenvolvimento sustentável. São Paulo: Revista Istoé Dinheiro, 2002 (Ensaio).

21.
STUDART, H.. O Profeta do Capital: A vida, o pensamento e os muitos pecados de Roberto Campos, Bob Fields. São Paulo: Revista do Insituto Liberal de São Paulo - Idéias Liberais - Roberto Campos: um liberal, 2001 (Separata).

22.
STUDART, H.. 1984 - O primeiro clássico do século XXI - Teoria e Prática do Coletivismo Oligárquico é um pequeno tratado de ciência política, ou de geopolítica, dependendo do ponto de vista, um manual sobre como um grupo organizado pode tomar de assalto um Estado. São Paulo: Revista República, 2001 (Ensaio).

23.
STUDART, H.. Ainda e até quando? A república de Bob Fields versus a República de Roberto Campos. São Paulo: Revista República, 2001 (Ensaio).

24.
STUDART, H.. Raposas, macaquices e foquices - Quando o jornalismo fast-food prefere versar sobre o adultério de uma macaca às lições de sabedoria das raposas humanistas. São Paulo: Revista Imprensa, 1998 (Ensaio).

25.
STUDART, H.. Apóstolo do Mundo Novo - Talvez, pelo que diga, ou por sua conduta pessoal, não há entre os vivos nenhum outro líder político ou religioso que emane tanta autoridade moral. São Paulo: Revista Manchete, capa, 1997 (Ensaio).

26.
STUDART, H.. Quando Deus chama o poeta - Bruno Tolentino, que encarnou a peste da inteligência brasileira estabelecida, encara a morte. Como um kamikaze. São Paulo: Revista República, 1997 (Ensaio).

27.
STUDART, H.. O caso dos negrinhos - O que farão os vigilantes quatrocentões quando algum negro um dia vier a ser o manda-chuva de São Paulo?. São Paulo: The São Paulo Journal, 1996 (Ensaio).

28.
STUDART, H.. O profeta do capital - O liberalismo tem na figura de Roberto Campos um de seus principais pensadores. Crucificado pela esquerda nas últimas décadas, o senador viu-se diante de uma situação inusitada com a queda do Muro de Berlim: suas teorias consideradas direitistas passaram a fazer sentido. São Paulo: Revista Interview, 1995 (Ensaio).

29.
STUDART, H.. As maquininhas que mudaram o mundo - A chegada da internet expõe os multicentros de poder e abre um mercado no profano dos microcomputadores. São Paulo: Revista Imprensa, 1995 (Ensaio).

30.
STUDART, H.. É preciso eficiência - Honestos, Hitler e Khomeini também eram. Também se exigem boas idéias dos políticos. São Paulo: Revista Veja, Ponto de Vista, 1990 (Artigo).

31.
STUDART, H.. Questões de Estado - Uma série de obras difunde no país as idéias de Bobbio, astro do pensamento liberal europeu (Resenha crítica). São Paulo: Abril - revista Veja, 1988 (Artigo).


Produção técnica
Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
BELÉM, E. F. ; STUDART, H. . Pelo Colegiado de História da UnB: Tese de Hugo Studart sobre a Guerrilha do Araguaia foi eleita como a melhor de 2014 (Imprensa). 2015. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

2.
DIAS, R. ; STUDART, Hugo . Anos de Chumbo (1972-1975): a ordem era matar (Política & Justiça). 2015. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

3.
BELÉM, E. F. ; STUDART, Hugo . Capa: Remontando a história do combate à Guerrilha - Doutor pela UnB revela a cadeia de comando militar que combateu a Guerrilha do Araguai. 2015. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

4.
BELEM, E. F. ; STUDART, H. . A lista dos camponeses que foram mortos na Guerrilha do Araguaia. 2014. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

5.
CARVALHO, C. ; STUDART, H. . Número de camponeses mortos no Araguaia pode chegar a 31: Pesquisador aponta que 76 pegaram em armas ou apoiaram guerrilheiros (Brasil). 2014. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

6.
STUDART, H.; MENEZES, G. ; CARDOSO, G. . Repórter Brasil: debate de avaliação do primeiro ano de trabalho da Comissão Nacional da Verdade. 2013. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

7.
STUDART, H.; CONTI, M. S. ; NALINI, J. R. ; SILVA, F. B. E. ; MACEDO, F. ; BERGAMO, M. . Roda Viva - Entrevista com Cabo Anselmo (TV Cultura). 2011.

8.
SARKIS, O. ; STUDART, H. . Entrevista sobre o livro A Lei da Selva, no Programa Fala Brasília. 2006. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

9.
CUNHA, J. P. ; STUDART, H. . Entrevista sobre o livro A Lei da Selva, no Programa Comitê da Imprensa. 2006. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

10.
DRUMMOND, A. ; STUDART, H. . Entrevista sobre o livro A Lei da Selva, no Programa Motivação e Sucesso. 2006. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

11.
PIERO, G. ; STUDART, H. . Entrevista sobre o livro A Lei da Selva, no Programa do Giba Um. 2006. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

12.
CORREA, F. ; STUDART, H. . Entrevista sobre o livro A Lei da Selva, no Programa Sala Vip. 2006. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

13.
TOGNOLLI, C. J. ; STUDART, H. . Jornalista mostra versão dos militares da Guerrilha do Araguaia. 2006. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

14.
STUDART, H.; KONDER, R. ; KOTSCHO, R. ; TRAMONTINA, C. ; PINTO, T. G. ; MARTINS, L. ; ANDRADE, J. P. . Roda Viva, com João Santana (TV Cultura). 1990.


Demais tipos de produção técnica
1.
STUDART, Hugo. Walter Benjamin Aplicado ao Jornalismo: eoria e Prática para o protagonismo dos pequenos, esquecidos e excluídos. 2015. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

2.
STUDART, H.. O fazer da história: o literário, o musical, a imagem e o virtual. 2002. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

3.
STUDART, H.. II Oficina de Webjornalismo - Como apurar técnicas de texto na Web? ? PUC-RS, Porto Alegre. 2001. .

4.
STUDART, H.. I Oficina de Webjornalismo - Como apurar técnicas de texto na Web? - Universidade Positivo, Curitiba, PR. 2001. .

5.
STUDART, H.. I Oficina de Webjornalismo - Como ganhar dinheiro com a Internet? - Universidade Positivo, Curitiba, PR. 2001. .

6.
STUDART, H.. I Oficina de Webjornalismo - O Futuro Digital - Universidade Positivo, Curitiba, PR. 2001. .

7.
STUDART, H.. II Oficina de Webjornalismo - O Futuro Digital ? PUC-RS, Porto Alegre. 2001. .

8.
STUDART, H.. II Oficina de Webjornalismo - Como ganhar dinheiro com a Internet? ? PUC-RS, Porto Alegre. 2001. .

9.
STUDART, H.. Apostila de WebJornalismo: 1.Técnicas de Apuração Online, 2. Como ganhar dinheiro na Web, 3.O Futuro Digital (Oficinas de Webjornalismo da revista Imprensa). 2001. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Apostila).

10.
STUDART, H.. O que é jornalismo.com. 2000. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Apostila).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Qualificações de Doutorado
1.
STUDART, Hugo. Participação em banca de João Francisco Schramm. As forças armadas do Brasil e a investigação acerca de objetos desconhecidos. 2018. Exame de qualificação (Doutorando em Programa de Pós-Graduação em História) - Universidade de Brasília.

Monografias de cursos de aperfeiçoamento/especialização
1.
RAMOS, P. C. C.; STUDART, H.. Participação em banca de Diogo Spínola Sodré. Operacionalização da Lei 10.639/03, sobre o ensino de história e cultura afro-brasileira, em uma turma de um colégio estadual de Salvador, Bahia. 2015. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Educação em e para os Direitos Humanos) - Universidade de Brasília.

2.
RAMOS, P. C. C.; STUDART, H.. Participação em banca de Etelvina Soares da Cunha dos Santos. O Bullyng: a expressão da violência em uma turma de 6º ano de uma escola pública da cidade de Carinhanha. 2015. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Educação em e para os Direitos Humanos) - Universidade de Brasília.

3.
RAMOS, P. C. C.; STUDART, H.. Participação em banca de Pamela Sousa de Jesus. Bullying na escola e suas causas, consequências e soluções na vivência escolar. 2015. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Educação em e para os Direitos Humanos) - Universidade de Brasília.

4.
RAMOS, P. C. C.; STUDART, H.. Participação em banca de Cláudia Tavares Ribeiro de Angelis. Pensando os direitos humanos a partir das diferenças e do preconceito no ambiente escolar. 2015. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Educação em e para os Direitos Humanos) - Universidade de Brasília.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
VIDIGAL, A. R. S.; STUDART, H.; DRAVET, F. M.. Participação em banca de Marina Maria Silva Santos.A Casa dos Loucos - História de internações psiquiátricas. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Comunicação Social - Jornalismo) - Universidade Católica de Brasília.

2.
MACEDO, M.; STUDART, H.. Participação em banca de Bruno Moreira França Santana.A identidade cultural de Brasília e os meios de comunicação de massa. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Comunicação Social) - Universidade Católica de Brasília.

3.
MILETTO, A. C. M.; STUDART, H.; MALVINA, M.. Participação em banca de Adriele Vieira Rolim.A moda no poder: análise de conteúdo da cobertura jornalística da moda no poder. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Comunicação Social) - Universidade Católica de Brasília.

4.
MILETTO, A. C. M.; GALDINO, S. L. G.; STUDART, H.. Participação em banca de Jussara Santos Rodrigues.Pela lembrança: um radiodocumentário sobre Abelardo Rausch, vitima da Ditadura Militar. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Comunicação Social) - Universidade Católica de Brasília.

5.
CLAVELIN, I. C.; BRAGUINI JUNIOR, L.; STUDART, H.. Participação em banca de Renata de Paulo Laurindo.O discurso do jornalismo político na TV, sobre as manifestações de julho de 2013. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Comunicação Social) - Universidade Católica de Brasília.

6.
KIELING, A. S.; BARBOSA, K. G.; STUDART, H.. Participação em banca de Douglas Furtado.Programa sobre Investimento. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Comunicação Social) - Universidade Católica de Brasília.

7.
DALMORO, J. L. C.; FORESTI, J. A.; STUDART, H.. Participação em banca de Gabriela Cristina Vinhal Costa.A voz do Brasil para o Brasil: a democratização da informação e da radiodifusão. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Comunicação Social) - Universidade Católica de Brasília.

8.
MILETTO, A. C. M.; DALMORO, J. L. C.; STUDART, H.. Participação em banca de Ludmila Rodrigues Costa.Resgate da memória: a história de Honestino Monteiro Guimarães, desaparecido. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Comunicação Social) - Universidade Católica de Brasília.

9.
GALDINO, S. L. G.; DALMORO, J. L. C.; STUDART, H.. Participação em banca de Quessia Fernanda Tavares Maia.Narrativa esportiva na TV: análise de discurso a partir da linguagem utilizada nas transmissões de futebol. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Comunicação Social) - Universidade Católica de Brasília.

10.
ZANFORLIN, S. C.; MARQUES, A.; STUDART, H.. Participação em banca de Nelson Guilherme de Andrade Araujo.Jornalismo econômico: alinhamento ideológico dos cadernos de economia e o Estado de São Paulo e O Globo. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Comunicação Social) - Universidade Católica de Brasília.

11.
KIELING, A. S.; BARBOSA, K. G.; STUDART, H.. Participação em banca de Orlando Fiorillo.Programa sobre Investimento. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Comunicação Social) - Universidade Católica de Brasília.

12.
MILETTO, A. C. M.; DALMORO, J. L. C.; STUDART, H.. Participação em banca de Jussara Santos Rodrigues.Pela lembrança: um documentário a respeito de Abelardo Rauch, vítima da ditadura militar. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Comunicação Social) - Universidade Católica de Brasília.

13.
KIELING, A. S.; BARBOSA, K. G.; STUDART, H.. Participação em banca de Bianca de Medeiros Lima.O papel do jornalista no cenário de convergência digital: como a Universidade Católica de Brasília tem estimulado ações. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Comunicação Social) - Universidade Católica de Brasília.

14.
FERREIRA, F. V.; CLAVELIN, I. C.; STUDART, H.. Participação em banca de Rayna Fernandes de Oliveira.Vítimas merecedoras e não merecedoras de notícias: análise dos valores - notícias nas matérias no Correio Braziliense. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Comunicação Social) - Universidade Católica de Brasília.

15.
STUDART, H.; CHARAO, C.; QUIROGA, A.. Participação em banca de Marcel Buono; V. Valêncio; V. Victorino; V. Lombardi.Sí, Yo Puedo! O sonho boliviano em São Paulo. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Jornalismo) - Faculdade Cásper Líbero.

16.
STUDART, H.; FUSER, I.; PINTO, A. E. S.. Participação em banca de Debora Zanelato.Os Bastidores da Cobertura - Acidente com o voo 3054 e as chuvas na região serrana do RJ. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Jornalismo) - Faculdade Cásper Líbero.

17.
STUDART, H.; BATISTA, A. L. M.; CURVELLO, J. J. A.. Participação em banca de Márcio Vinicius Almeida Falcão.Eu, robô, e a notícia - as relações entre o repórter e o jornalismo virtual. 2006. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Jornalismo) - Universidade Católica de Brasília.

18.
STUDART, H.; CURVELLO, J. J. A.; GONCALVES, M.. Participação em banca de Marcelo Freitas.O baixo clero do Congresso Nacional. 2004. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Jornalismo) - Universidade Católica de Brasília.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Outras participações
1.
STUDART, H.. Comissão Julgadora do Prêmio CNT de Jornalismo 2006. 2006. Confederação Nacional do Transporte.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
10º Encontro Nacional de História da Mídia - Alcar 2015.A dialética de Benjamin como referencial teórico para um jornalismo que dê vez e voz aos pequenos, aos derrotados e aos esquecidos. 2015. (Encontro).

2.
10º Encontro Nacional de História da Mídia - Alcar 2015. 2015. (Encontro).

3.
I Ciclo Internacional Praxis no Jornalismo. 2015. (Outra).

4.
Mesa de Debates sobre Comunicação e Democracia: Pra Que Regular a Mídia?.Palestrante. 2015. (Outra).

5.
Seminário Internacional Pensar e Fazer o Jornalismo, evento componente do I Ciclo Internacional Praxis no Jornalismo.O pensamento de Benjamin como método para um jornalismo mais integrado à cidadania. 2015. (Outra).

6.
XIV Symposium Internacional de Historia: De Los Absolutismos a Las Democracias (1815-2015).El encuentro de Hiram Abiff con Benjamin en la casa de Ricoeur : Diálogo entre la dialéctica de Walter Benjamin, que propone restaurar la justícia a los perdedores y olvidados; y la propuesta de Paul Ric?ur de considerar los mitos y símbolos. 2015. (Simpósio).

7.
Debate Comunicação, Internet e Eleições.Comentarista. 2014. (Outra).

8.
Semana da Comunicação: Cobertura de Guerras e Conflitos Internacionais, palestrante convidado Klester Cavalcanti.Mediador. 2014. (Outra).

9.
Semana da Comunicação: Jornalismo Politico, palestrante convidado Laerte Rimoli.Mediador. 2014. (Outra).

10.
Semana da Comunicação: Jornalismo Politico, palestrante convidado Luis Fernando Emediato.Mediador. 2014. (Outra).

11.
Semana da Volta às Aulas: Jornalismo Politico e Investigativo, palestrantes convidados Rudolfo Lago e Leandro Mazzini.Mediador. 2014. (Outra).

12.
XVI Congresso de Ciências da Comunicação na Região Centro-Oeste. Coordenador das Discussões Temáticas sobre Comunicação, Espaço e Cidadania. 2014. (Congresso).

13.
Forum Liberdade de Expressão & Democracia.A Censura Judicial e a Cobertura Política. 2013. (Simpósio).

14.
Seminário Direitos Humanos.Entre o imaginário do progresso sem fim e os Direitos Fundamentais das Futuras Gerações. 2013. (Seminário).

15.
Paulista900 - Lançamento do Laboratório em Revista Digital, Fundação Casper Líbero.Lançamento do Laboratório em Revista Digital Paulista900, da Faculdade de Comunicação Casper Líbero. 2011. (Outra).

16.
Guerrilha do Araguaia: do Sonho ao Pesadelo, aos estudantes de cinco escolas públicas de Xambioá.Guerrilha do Araguaia: do Sonho ao Pesadelo. 2010. (Encontro).

17.
Oficina: Educação Popular e movimentos sociais a reinvenção de outras pedagogias, por Miguel Gonzalez Arroyo. 2010. (Oficina).

18.
Oficina: Trabalhadores Sem Terra e (não) Criminalização do Movimento. 2010. (Oficina).

19.
Painel Imprensa versus Sigilo, Faculdade Euro-Americana.Direito de acesso a documentos públicos. 2007. (Encontro).

20.
Seminário Nacional Memória da Luta pelos Direitos Humanos no Brasil.Segurança Pública, Terrorismo e Tortura. 2007. (Seminário).

21.
6º Seminário de Direito para Jornalistas.Acesso e cobertura das informações públicas (dificuldades e expectativas). 2006. (Seminário).

22.
Congresso de História Oral de Goiás: Fronteiras, Migrações e Cultura. 2002. (Congresso).

23.
II Workshop Empretec - Workshop vivencial do Sebrae sobre técnicas de empreendedorismo. 1999. (Oficina).

24.
I Workshop Empretec - Workshop vivencial do Sebrae sobre técnicas de empreendedorismo. 1999. (Oficina).

25.
V Encontro Internacional de Empreendedores, VIII Encontro Latino-Americano do Projeto EMPRETEC. 1999. (Encontro).

26.
XI Congresso Brasileiro de Comunicação - Comunicação e Direitos Humanos. 1982. (Congresso).

27.
XV Congresso Nacional de Informática. 1982. (Congresso).

28.
Seminário: A informática no Direito. 1981. (Seminário).

29.
Seminário Gellner na UnB. 1981. (Seminário).

30.
Seminário sobre Affonso Arinos na UnB. 1981. (Seminário).

31.
X Congresso Brasileiro de Comunicação - Alternativas de Comunicação. 1981. (Congresso).

32.
Segunda Semana de Publicidade e Propaganda. 1980. (Outra).

33.
Semana Galbraith. 1980. (Outra).

34.
Seminário Internacional sobre Gilberto Freyre. 1980. (Seminário).

35.
XIII Congresso Nacional de Processamento de Dados. 1980. (Congresso).

36.
XXXIV Congresso da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência - SBPC. 1980. (Congresso).

37.
Seminário Modelos do Pensamento Político Brasileiro. 1979. (Seminário).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
COSTA, C. B. ; BICALHO, N. ; NEVES, L. A. ; STUDART, H. . Simpósio UnB 50 anos: pelos caminhos da memória - esquecimentos e lembranças da Ditadura Militar na Unversidade de Brasília. 2012. (Congresso).

2.
STUDART, H.; FUSER, I. ; LIMA JR., W. T. ; RAMOS, Daniela Osvald . Paulista900: Lançamento da Revista Laboratório Digital. 2011. (Outro).

3.
STUDART, H.; GAMA, A. ; Dayrell ; CARVALHO, R. . II Ciclo IESB de Comunicação Social. 2001. (Outro).

4.
STUDART, H.. Oficina de Webjornalismo, Curitiba-PR. 2001. (Outro).

5.
STUDART, H.. Oficina de Webjornalismo, Porto Alegre-RS. 2001. (Outro).

6.
STUDART, H.. Primeira Conferência Internacional de Direito da Internet e da Informática, São Paulo-SP. 2000. (Outro).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Monografias de conclusão de curso de aperfeiçoamento/especialização
1.
Mariana Cordeiro Bastos. Facebook: aliado ou alienador no Centro de Ensino Educacional 619 de Samambaia. Início: 2015. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Educação em e para os Direitos Humanos) - Universidade de Brasília. (Orientador).

2.
Juliana Ferreira Gaspar de Carvalho. Os Direitos Humanos segundo a diversidade de olhares de adolescentes residentes no Distrito Federal, dentro e fora das grades do sistema socioeducativo. Início: 2015. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Educação em e para os Direitos Humanos) - Universidade de Brasília. (Orientador).

3.
Cristiano Porfirio da Silva. Beatriz Alves. A utilização da energia núclear para fins pacíficos e bélicos. Início: 2015. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Educação em e para os Direitos Humanos) - Universidade de Brasília. (Orientador).

Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Marina Maria Silva. Bichos de Sete Cabeças: histórias de sujeitos indesejados internados em manicômios. Início: 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Jornalismo) - Universidade Católica de Brasília. (Orientador).

2.
Isabella Costa Coelho. Pelas lentes de Gegê: histórias e imagens de Gervásio Batista, o fotógrafo que conviveu por 60 anos anos à sombra do poder. Início: 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Jornalismo) - Universidade Católica de Brasília. (Orientador).

3.
Filipe Nóbrega Brito Cardoso. Pelas lentes de Gegê: histórias e imagens de Gervásio Batista, o fotógrafo que conviveu por 60 anos anos à sombra do poder. Início: 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Jornalismo) - Universidade Católica de Brasília. (Orientador).

4.
Allan Viríssimo dos Santos. Como as novas tecnologias revolucionaram o acesso à informação - Wikileaks, um estudo de caso. Início: 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Jornalismo) - Universidade Católica de Brasília. (Orientador).

5.
Samuel Henrique Germano. O efeito Félix: o papel dos meios de comunicação na redução do preconceito aos homossexuais. Início: 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Jornalismo) - Universidade Católica de Brasília. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Monografia de conclusão de curso de aperfeiçoamento/especialização
1.
Darlan dos Santos Pereira. A relação entre a educação escolar e o adolescente em conflito com a lei na percepção dos professores em uma Unidade de Internação Provisória São Sebastião. 2015. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Educação em e para os Direitos Humanos) - Universidade de Brasília. Orientador: Carlos Hugo Studart Corrêa.

2.
Gessika de Almeida Brandão Xavier. O bullying e suas manifestações no ambiente escolar ? O trabalho para o desenvolvimento de uma postura humanística. 2015. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Educação em e para os Direitos Humanos) - Universidade de Brasília. Orientador: Carlos Hugo Studart Corrêa.

Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Narayane Caroline da Silva. O último reduto da capital da esperança: invasão de realidade em Brasilia. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Jornalismo) - Universidade Católica de Brasília. Orientador: Carlos Hugo Studart Corrêa.

2.
Ana Karoline Medeiros Lustosa. Tragicomédia: a narrativa utilizada por Marcelo Rezende no programa Cidade Alerta. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Jornalismo) - Universidade Católica de Brasília. Orientador: Carlos Hugo Studart Corrêa.

3.
Alessandra Vanessa de Oliveira. Site Quem Banca: a influência de oligopólios na doação para as campanhas políticas nas eleições de 2014. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Jornalismo) - Universidade Católica de Brasília. Orientador: Carlos Hugo Studart Corrêa.

4.
Nayara Viana Alves dos Santos. Jogo de Guerra: livro-reportagem fotográfica sobre Airsoft, a prática desportiva que simula combates reais. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Jornalismo) - Universidade Católica de Brasília. Orientador: Carlos Hugo Studart Corrêa.

5.
Giovana Carolina Gomes. A Júlia de Orwell: a liberdade sexual e a afetividade como símbolos da resistência política feminina. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Jornalismo) - Universidade Católica de Brasília. Orientador: Carlos Hugo Studart Corrêa.

6.
Gustavo Goes Boaventura. Ética Aplicada ao Jornalismo Investigativo: Um inventário de fontes e opiniões. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Jornalismo) - Universidade Católica de Brasília. Orientador: Carlos Hugo Studart Corrêa.

7.
Augusto Soares de Melo e Souza. Quando o Tweet vira notícia: o Twiter como fonte de informação no julgamento do mensalão pelo jornal O Globo. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Jornalismo) - Universidade Católica de Brasília. Orientador: Carlos Hugo Studart Corrêa.

8.
Susana Soares Senna. Entre lobas e piriguetes: a luta pela emancipação da mulher e as mulheres como objeto sexual. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Jornalismo) - Universidade Católica de Brasília. Orientador: Carlos Hugo Studart Corrêa.

9.
Jacira Evely Leão de Andrade. Faro de Perdigueiro: o que pensam e como trabalham os jornalistas investigativos no Brasil. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Jornalismo) - Universidade Católica de Brasília. Orientador: Carlos Hugo Studart Corrêa.

10.
Santos, PF; Marini, GT; Veras, L; Ferraz, MS; Campoy, T.. Ipê - Revista mensal sobre sustentabilidade. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Jornalismo) - Faculdade Cásper Líbero. Orientador: Carlos Hugo Studart Corrêa.



Inovação



Projetos de pesquisa


Educação e Popularização de C & T



Livros e capítulos
1.
STUDART, Hugo. Borboletas e Lobisomens: Vidas, sonhos e mortes dos guerrilheiros do Araguaia. 1. ed. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 2018. v. 1. 656p .

1.
STUDART, Hugo. Uma breve história da Guerrilha do Araguaia. In: XAVIER, Lidia de Oliveira; ÁVILA, Carlos Federico Dominguez. (Org.). Cidadania, Direitos Humanos e Políticas Públicas no Brasil. 1ed.Curitiba: CRV, 2016, v. 1, p. 345-374.


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
STUDART, H.; FUSER, I. ; LIMA JR., W. T. ; RAMOS, Daniela Osvald . Paulista900: Lançamento da Revista Laboratório Digital. 2011. (Outro).

2.
COSTA, C. B. ; BICALHO, N. ; NEVES, L. A. ; STUDART, H. . Simpósio UnB 50 anos: pelos caminhos da memória - esquecimentos e lembranças da Ditadura Militar na Unversidade de Brasília. 2012. (Congresso).



Outras informações relevantes


1) A dissertação de mestrado, "O Imaginário dos Militares na Guerrilha do Araguaia" (2005) foi publicada em livro sob o título "A Lei da Selva", que foi tema de cinco entrevistas em redes de televisão e de 19 resenhas-críticas ou artigos na imprensa, como na IstoÉ, Valor Econômico, Dinheiro, O Globo, Correio Braziliense, Caros Amigos e Primeira Leitura. O livro foi agraciado no Prêmio Herzog de Direitos Humanos 2006, e foi finalista do Prêmio Jabuti 2007, Melhor Livro do Ano, concedido pela Câmara Brasileira do Livro. Também foi agraciado com um pronunciamento no Senado, outro na Câmara dos Deputados e dois Votos de Aplauso do Senado e um na Câmara dos Deputados. Por fim, o livro serviu de fonte-referência em 56 verbetes do documento oficial do governo sobre os mortos e desaparecidos políticos da ditadura militar, ?Direito à Verdade e à Justiça? (2007), organizado e publicado pela Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República.
2) A tese de doutorado, Em Algum Lugar das Selvas Amazônicas: as Memórias dos Guerrilheiros do Araguaia (1966-1974), foi defendida em fevereiro de 2014 com recomendação para publicação registrada em ata, por unanimidade, da banca examinadora. Também foi objeto de reportagem do jornal O Globo (12/02/2014) e de artigos publicados nas revistas científicas Testimonios, da Asociación de Historia Oral de la Argentina (Abr 2015) e Passagens, da Universidade Federal do Ceará (Ago 2015). Trecho da tese será publicada como capítulo no livro Engrenagens Dinâmicas da Política Internacional (ed Ithala).
3) A tese foi aceita para publicação em livro, sob o título "Borboletas e Lobisomens - Vidas, sonhos e mortes dos guerrilheiros do Araguaia" (Ed Geração), com lançamento previsto para o primeiro semestre de 2016.



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 09/12/2018 às 20:50:19