Cristiane Oliveira da Silva

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/3748304954673148
  • Última atualização do currículo em 05/11/2018


Pesquisadora do projeto Linguística para a Educação Básica, coordenado pelos professores Marcus Maia e Aniela Improta França. Assistente de coordenação e pesquisadora do projeto "Elaboração de Programa Linguístico-Pedagógico para curso de graduação na Universidade Massey - NZ". Doutora em Linguística pelo Programa de Pós-Graduação em Linguística da UFRJ (bolsista FAPERJ, cota aluno nota 10), com o trabalho intitulado "O Processamento do Numeral Reduplicado Distributivo Sohoji-Sohoji". Atuou como professora substituta no departamento de Linguística e Filologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) entre 2016 e 2018. Foi pesquisadora visitante (CAPES, cota doutorado sanduíche) e professora assistente (lecture) no Departamento de Línguas, Literaturas e Culturas da Universidade de Massachusetts, Amherst, durante o ano acadêmico de 2014. Coordenou o Projeto de Documentação da Língua e Cultura Karajá e o Projeto Gramática Pedagógica da Língua Karajá (Unesco/FUNAI). É Mestre em linguística pela UFRJ, com o trabalho intitulado "O Processamento da dêixis em Karajá". Tem experiência nas áreas de sintaxe, psicolinguística, neurolinguística, linguística aplicada e documentação de línguas indígenas brasileiras. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Cristiane Oliveira da Silva
Nome em citações bibliográficas
OLIVEIRA, C;SILVA, CRISTIANE OLIVEIRA DA

Endereço


Endereço Profissional
UFRJ, Programa de Pós-Graduação em Lingüística.
Av. Horácio Macedo
21941-917 - Rio de Janeiro, RJ - Brasil


Formação acadêmica/titulação


2012 - 2016
Doutorado em Doutorado em Lingüística.
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
com período sanduíche em University of Massachusetts Amherst (Orientador: Luiz Amaral).
Título: O processamento da distributividade em Karajá, Ano de obtenção: 2016.
Orientador: Marcus Antonio Resende Maia.
Coorientador: Aniela Improta França.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
2008 - 2010
Mestrado em Lingüística.
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
Título: O Processamento da Dêixis em Karajá,Ano de Obtenção: 2010.
Orientador: Marcus Maia.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Palavras-chave: Processamento; Karajá; dêixis.
Grande área: Lingüística, Letras e Artes
Grande Área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Lingüística.
Grande Área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Letras.
2008 - 2010
Graduação em licenciatura em letras - Português / Francês.
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
Orientador: Marcus Maia.
2004 - 2008
Graduação em Bacharelado em letras - Português / Francês.
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
Orientador: Marcus Maia.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.




Formação Complementar


2013 - 2013
Adult Sentence Processing. (Carga horária: 15h).
Associação Brasileira de Lingüística, ABRALIN, Brasil.
2011 - 2011
3ª Oficina de Documentação de Línguas Indígenas. (Carga horária: 36h).
Museu do Índio/FUNAI, FUNAI, Brasil.
2009 - 2009
Processamento da Linguagem. (Carga horária: 12h).
UFRJ, UFRJ, Brasil.
2009 - 2009
2ª Oficina de Documentação de Línguas Indígenas. (Carga horária: 35h).
Museu do Índio/FUNAI, FUNAI, Brasil.
2008 - 2008
Línguas indígenas brasileiras: a língua Kuikuiro. (Carga horária: 10h).
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.


Atuação Profissional



University of Massachusetts Amherst, UMass Amherst, Estados Unidos.
Vínculo institucional

2013 - 2014
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Lecture in Portuguese, Carga horária: 20

Vínculo institucional

2013 - 2014
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Pesquisadora Visitante, Carga horária: 20
Outras informações
Pesquisadora visitante do grupo de pesquisa sobre aquisição em segunda língua do departamento de espanhol e português da UMass_Amherst.


Museu do Índio/FUNAI, FUNAI, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - 2011
Vínculo: Conttrato, Enquadramento Funcional: Roteirista e coordenadora de conteúdo, Carga horária: 20
Outras informações
Roteiro e seleção de conteúdo para 7 filmes curta-metragem, modelo sala de exposição, produto do Projeto Índio no Museu| Iny Mahadu.


United Nations Educational, Scientific And Cultural Organization, UNESCO, França.
Vínculo institucional

2013 - 2015
Vínculo: Contrato de trabalho, Enquadramento Funcional: Coordenadora e pesquiasdora de projeto, Carga horária: 20
Outras informações
Coordenadora e pesquisadora do Projeto Gramática Pedagógica da Língua Karajá

Vínculo institucional

2009 - 2012
Vínculo: Contrato, Enquadramento Funcional: Coordenadora e pesquiasdora de projeto, Carga horária: 20
Outras informações
Coordenadora e pesquisadora da equipe Karajá do Projeto de Documentação de Línguas e Culturas Indígenas (PRODOCLIN)


Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
Vínculo institucional

2016 - 2018
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professora de Linguística, Carga horária: 20

Vínculo institucional

2005 - 2007
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Estagiária, Carga horária: 20
Outras informações
Estagiária do Programa de Pós-Graduação em Lingüística

Atividades

03/2005 - 10/2007
Estágios , Programa de Pós-Graduação em Lingüística, .

Estágio realizado
Trabalhos administrativos junto à Coordenação.

FAPERJ, F_FORN, Brasil.
Vínculo institucional

2018 - 2018
Vínculo: Pesquisadora, Enquadramento Funcional: Pesquisadora, Carga horária: 10
Outras informações
Desenvolvimento e implementação de oficinas sobre prosódia e leitura no âmbito do projeto ?O processamento da Recursividade e da Complexidade Estrutural: Aportes para a Psicolinguística Teórica e Educacional?.



Projetos de pesquisa


2018 - Atual
Elaboração de Programa Linguístico-Pedagógico para curso de graduação na Universidade Massey - NZ

Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Daniela Cid de Garcia em 04/08/2018.
Descrição: Nos termos do convênio estabelecido pela Massey University (Nova Zelândia) com a Universidade Federal do Rio de Janeiro em 08 de março de 2017 (Diário Oficial da União, N 46, seção 3, página 67), este projeto tem por objetivo prestar consultoria Linguístico-Pedagógica para a elaboração de um curso de língua portuguesa na Massey University (Introductory Portuguese Language I), a ser oferecido pelo College of Humanities and Social Sciences (http://soh.massey.ac.nz) a partir do primeiro semestre de 2019. A consultoria, que envolverá também elaboração de material didático, tem por fim criar um curso linguisticamente informado por teorias de aquisição de segunda língua, abordando literatura e cultura brasileiras, especificamente voltado para estudantes neozelandeses. O conteúdo do curso Introductory Portuguese Language I deverá abranger estrutura linguística do português, literatura e cultura brasileiras. Este projeto tem o mérito de ser uma iniciativa de internacionalização da Faculdade de Letras, viabilizada pelo Programa de Pós-graduação em Linguística e pelo Departamento de Anglo-germânicas, servindo como oportunidade para formação de estudantes de graduação e de pós-graduação da Faculdade. A ação envolverá o desenvolvimento de um projeto de pesquisa em aquisição de segunda língua e metodologias de ensino de línguas adicionais..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.

Integrantes: Cristiane Oliveira da Silva - Integrante / DANIELA CID DE GARCIA - Coordenador / Marcus Maia - Integrante / Sabrina Lopes dos Santos - Integrante / Paulo Maia - Integrante.
2015 - Atual
Linguística para a Educação Básica: fomentando a capacidade científica através da linguagem
Descrição: Descrição: A proposta central do projeto é a de ampliar e redirecionar os recursos humanos e materiais do Laboratório de Eletroencefalografia e Rastreamento Ocular da Linguagem ? LER (UFRJ), conjugando esforços com pesquisadores de duas outras instituições de ensino superior do Rio de Janeiro (UERJ e CEFET-Rio), para desenvolver um programa de pesquisa translacional que propulsione a fertilização entre a Linguística Teórica, a Psicolinguística, a Neurociência da Linguagem e a Educação em prol de um problema nacional: o fracasso da educação básica do Brasil (cf. resultados exames PISA, ENEM, etc). Usando ferramentas de pesquisa de ponta, como o rastreador ocular e a eletrofisiologia (EEG-ERP), o projeto busca tornar o conhecimento de linguagem em ferramenta propulsora da capacidade de teorização científica sobre o mundo. Sendo a linguagem resultante de um sistema de cognições inatas, desenvolvidas no curso da evolução humana, e que permite à espécie a construção de conhecimento teórico e de estratégias de resolução de problemas a partir de evidências limitadas, essa capacidade tem que ser ativada nos alunos, bastando para isso que a cognição de linguagem seja usada explicitamente como ferramenta epistêmica, fundadora e estruturadora de categorias. No primeiro ano, a partir de um programa-piloto incluindo uma Oficina do Período e uma Oficina do Verbete, aplicado a duas escolas de níveis fundamental e médio ? uma nas cercanias da comunidade da Maré, no Rio e outra em um comunidade indígena no Mato Grosso ? pretende-se que a transferência social dos resultados do projeto venha a impactar definitivamente a capacidade redacional e de leitura do aluno, promovendo, em última análise, sua criatividade, independência intelectual, auto-estima e cidadania...
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.

Integrantes: Cristiane Oliveira da Silva - Integrante / DANIELA CID DE GARCIA - Integrante / Chang Whan - Integrante / Aniela Improta França - Integrante / Aline Gesualdi - Integrante / Juliana Novo Gomes - Integrante / Katharine Freitas - Integrante / Aleria Lage - Integrante / Marije Soto - Integrante / Thiago Oliveira Sampaio Motta - Integrante / Katia Nazareth Moura de Abreu - Integrante / Sara Ribeiro - Integrante / Marcus Antonio Resende Maia - Coordenador.
2011 - 2015
Sintaxe e Semântica Experimentais: curso temporal e subespecificação no processamento de palavras e frases
Descrição: Descrição: Embora os métodos informais de julgamento, do tipo Hey Sally , utilizados amplamente durante décadas na linguística gerativa, possam não ter levado à postulação de teorias inválidas, não se pode garantir que fenômenos que poderiam ter sido observados com técnicas mais precisas e criteriosas não tenham sido, de fato, observados, em função da metodologia inadequada. A ausência de evidência não é evidência da ausência. Por essa razão, duas novas especialidades linguísticas vem emergindo há alguns anos, chamadas, respectivamente SINTAXE EXPERIMENTAL e SEMÂNTICA EXPERIMENTAL, que adotam criteriosamente o MÉTODO EXPERIMENTAL, já usado em PSICOLINGUÍSTICA há décadas, não só trazendo evidências mais precisas e seguras para a constituição da teoria linguística, como também permitindo refinar o diálogo entre o estudo da competência e o estudo do desempenho da linguagem. O presente projeto pretende contribuir para o desenvolvimento dessas duas especialidades, procurando investigar questões sintáticas e semânticas em estreita interação com a Psicolinguística Experimental, utilizando metodologias on-line, tais como a técnica de rastreamento ocular e a leitura/audição automonitoradas, que acessam o curso temporal do processamento, sendo, portanto, aptas a identificar fatores estruturais, isolando-os de fatores semânticos e contextuais. Essas metodologias teriam, por isso mesmo, o potencial de contribuir para questões centrais sobre a arquitetura da gramática, podendo comparar modelos teóricos em termos de sua realidade psicológica. Nesse sentido, determinar com maior precisão as condições do conhecimento subespecificado no acesso lexical, no processamento sintático e no processamento semântico é fundamental para avançarmos nosso entendimento de questões relacionadas à representação e ao processamento, permitindo a proposição de arquiteturas linguísticas e psicolinguísticas adequadas. Este projeto pretende, portanto, identificar, experimentalmente, o curso temporal de dif. Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (4) / Doutorado: (2) .

Integrantes: Cristiane Oliveira da Silva - Integrante / Marcus Maia - Coordenador.
2008 - 2015
Pesquisa de Campo Experimental com Línguas Indígenas Brasileiras
Descrição: O presente projeto tem por objetivo coletar e analisar dados de compreensão e produção oral e escrita obtidos através de pesquisa experimental junto a falantes de línguas indígenas brasileiras. A especialidade da Psicolingüística conhecida como Processamento da Linguagem constitui um campo de pesquisas extremamente produtivo, embora ainda relativamente pouco praticado no Brasil. O objetivo central das teorias de processamento de frases é o de identificar os procedimentos psicologicamente reais que colocamos em jogo ao produzir e compreender palavras e frases. O projeto pretende avaliar a compreensão escrita e oral de (i) palavras polimorfêmicas e (ii) de construções frasais com impacto na periferia esquerda da oração, tais como estruturas contendo palavras QU, sintagmas de tópico, foco, elementos evidenciais, dêiticos, bem como construções com encaixe, além de (iii) estruturas co-referenciais e (iv) a grade argumental de núcleos de predicados verbais, por parte de falantes nativos das línguas Karajá (Macro-Jê) e Xavante (Macro-Jê). A metodologia adotada na pesquisa inclui procedimentos cronométricos aplicados através de tarefas experimentais desenvolvidas na plataforma Psyscope para computador Apple Macintosh (leitura auto-monitorada, decisão lexical, julgamento imediato de compatibilidade/gramaticalidade, priming) e, pioneiramente, empregando a técnica de rastreamento ocular de textos e imagens (eye-tracking). Essas técnicas, ora em uso com falantes de português, no laboratório LAPEX (UFRJ/CNPq), poderão ser estendidas a falantes de línguas indígenas brasileiras, cujas línguas ainda não foram adequadamente estudadas no Brasil do ponto de vista do processamento da linguagem. Por seu ineditismo, os resultados desta pesquisa poderão revelar fatos de grande impacto teórico no que se refere à pesquisa sobre os processos cognitivos da análise morfológica e sintática..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (2) / Mestrado acadêmico: (3) .

Integrantes: Cristiane Oliveira da Silva - Integrante / Marcus Maia - Coordenador / ROSANA COSTA DE OLIVEIRA - Integrante / HELOISA MACEDO COELHO - Integrante / MARCELA FERREIRA TEIXEIRA - Integrante / SILVIA SIQUEIRA PEREIRA - Integrante.
2006 - 2006
O Processamento nas Interfaces Sintaxe/Semântica e Sintaxe/Prosódia
Descrição: Um dos debates mais importantes da Lingüística nas últimas décadas diz respeito à caracterização da faculdade da linguagem em relação a outros sistemas cognitivos e à caracterização dos subcomponentes do conhecimento lingüístico, a saber, a sintaxe, a semântica, a pragmática e o componente fonético/fonológico. Trata-se de saber em que medida a linguagem é um componente cognitivo autônomo em relação a outras faculdades mentais e de que forma os subcomponentes da faculdade da linguagem interagem entre si. No quadro teórico do Programa Minimalista (Chomsky 1991, 1992, 1995, 1998, 2000), que assume basicamente a abordagem de Princípios e Parâmetros (Chomsky 1981, 1982, 1986; Chomsky & Lasnik, 1993), mas introduz princípios de economia que têm como conseqüência uma reestruturação do modelo da gramática, os níveis de representação lingüística são reduzidos àqueles "conceptualmente necessários": a forma fonética (FF) e a forma lógica (FL). Ao contrário dos níveis de representação da estrutura profunda (EP) e da estrutura superficial (ES), que só poderiam ser postulados com base em justificativas empíricas fortes, FF e FL têm uma justificação teórica resultante do fato de que a faculdade de linguagem tem interfaces necessárias com um sistema articulatório/perceptual e com um sistema conceptual/intencional. O presente projeto pretende continuar a investigar a relação entre esses níveis de representação do conhecimento lingüístico no que diz respeito ao acesso a esses sistemas durante o processamento on-line de frases em línguas naturais. O estudo dos processos psicolingüísticos da análise sintática propicia que se explorem as interfaces entre os dois sistemas que, segundo Chomsky (1995: 2), constituem a faculdade humana de linguagem: o sistema cognitivo de representacão do conhecimento e o sistema de desempenho que acessa e utiliza a informação lingüística, podendo contribuir para caracterizar, além dos processos de acesso, a própria forma da gramática..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Especialização: (2) / Mestrado acadêmico: (3) / Doutorado: (1) .

Integrantes: Cristiane Oliveira da Silva - Integrante / Marcus Maia - Coordenador / DANIELA CID DE GARCIA - Integrante / ANTONIO JOAO CARVALHO RIBEIRO - Integrante / HELOISA MACEDO COELHO - Integrante / MARCELA FERREIRA TEIXEIRA - Integrante / Mauro Simões de Santana - Integrante / SABRINA LOPES DOS SANTOS - Integrante / WENDY BARILE - Integrante / FERNANDO LÚCIO DE OLIVEIRA - Integrante / Paula Luegi - Integrante.
2002 - 2008
A Periferia Esquerda da Oração em Línguas Indígenas Brasileiras
Descrição: O objetivo geral deste projeto de pesquisa é o de investigar aspectos da morfologia e da sintaxe de línguas indígenas brasileiras , com especial atenção para a estrutura da periferia esquerda da frase (cf. Rizzi, 1997), visando à descrição e à análise dessas estruturas gramaticais com base na teoria de Princípios e Parâmetros (Chomsky 1981, 1982, 1986; Chomsky & Lasnik, 1993) e em seu desdobramento mais recente, o Programa Minimalista (Chomsky, 1995, 1998 e 1999), com a finalidade de tornar essas línguas transparentes à teoria gramatical mais recente, de forma a avaliar como elas refletem aspectos da faculdade humana da linguagem e a integrá-las ao programa de pesquisa lingüístico que visa ao estabelecimento das propriedades da Gramática Universal;.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Doutorado: (1) .

Integrantes: Cristiane Oliveira da Silva - Integrante / Marcus Maia - Coordenador / ROSANA COSTA DE OLIVEIRA - Integrante / DANIELA CID DE GARCIA - Integrante / HELENA DE MESQUITA DA SILVA - Integrante / RAFAEL TAVARES BRITO - Integrante / CINTIA QUINTANS RIBEIRO BASTOS - Integrante.


Revisor de periódico


2013 - 2013
Periódico: Revista Linguística Rio
2018 - 2018
Periódico: REVISTA LINGUÍSTICA


Áreas de atuação


1.
Grande área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Lingüística.
2.
Grande área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Lingüística / Subárea: Psicolingüística.


Idiomas


Francês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Espanhol
Compreende Razoavelmente, Lê Bem.
Inglês
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Bem.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
SILVA, CRISTIANE OLIVEIRA DA2017 SILVA, CRISTIANE OLIVEIRA DA. O processamento do numeral reduplicado sohoji-sohoji em Karaj?: uma averigua??o de ERP durante a compreens?o de senten?as. REVISTA DE ESTUDOS DA LINGUAGEM, v. 25, p. 1647-1684, 2017.

2.
3OLIVEIRA, C;SILVA, CRISTIANE OLIVEIRA DA2014 OLIVEIRA, C; AMARAL, L. ; Marcus Maia . Palavras ?bo em Karajá: como transmutar análises linguístcas formais em material pedagógico. Cadernos de Educação Escolar Indígena, v. 11, p. 69-86, 2014.

3.
4OLIVEIRA, C;SILVA, CRISTIANE OLIVEIRA DA2014OLIVEIRA, C. Quantificação nominal em Karajá: Estudo experimental do distributivo sohoji-sohoji. Revista Linguística Rio, v. 1, p. 42-51, 2014.

4.
2Marcus Maia2012 Marcus Maia ; DANIELA CID DE GARCIA ; OLIVEIRA, C . THE PROCESSING OF CONCEPTUAL ANAPHORS AND FULLY SPECIFIED PRONOUNS IN INTRA-SENTENTIAL CONTEXTS IN BRAZILIAN PORTUGUESE. REVISTA VIRTUAL DE ESTUDOS DA LINGUAGEM, v. 6, p. 200, 2012.

5.
1OLIVEIRA, C;SILVA, CRISTIANE OLIVEIRA DA2011 OLIVEIRA, C; Marcus Maia . O processamento da dêixis e da correferência em Karajá. VEREDAS - REVISTA DE ESTUDOS LINGUÍSTICOS, v. 1, p. 351-366, 2011.

Capítulos de livros publicados
1.
MAIA, M. ; FRANCA, A. ; GESUALDI, A. ; LAGE, A. ; SILVA, CRISTIANE OLIVEIRA DA ; SOTO, M. ; GOMES, J. . The processing of PP embedding and coordination in Karajá and in Portuguese. In: Luiz Amaral; Marcus Maia; Andrew Nevins; Tom Roeper. (Org.). Recursion across Domains. 1ed.Cambridge: Cambridge University Express, 2018, v. 1, p. 334-356.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
Marcus Maia ; FRANCA, A. I. ; Aleria Lage ; GESUALDI, A. ; OLIVEIRA, C . The Processing of PP embedding and coordination in Karaja and in Portuguese. In: Recursion in Brazilian Languages & Beyond, 2013, Rio de Janeiro. Recursion in Brazilian Languages & Beyond, 2013. p. 91-95.

Apresentações de Trabalho
1.
LIMA, S. O. ; OLIVEIRA, C . Value and quantity in the evaluation of bare singulars in Brazilian Portuguese. 2018. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

2.
VLCEK, N. ; OLIVEIRA, C . Experiências de produção de dicionários Tuyuka e Karajá: a importância do diálogo e da contrapartida na colheita de dados primários e na análise linguística. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

3.
OLIVEIRA, C; Chang Whan . Abordagem epilinguística na construção de gramática pedagógica da língua indígena Karajá. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

4.
OLIVEIRA, C. Ensino de línguas indígenas e produção de materiais didáticos: a experiência em Karajá. 2017. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

5.
OLIVEIRA, C. Abordagem epilinguistica na construção de gramática pedagógica da língua indígena Karajá. 2017. (Apresentação de Trabalho/Outra).

6.
OLIVEIRA, C; Marcus Maia ; FRANCA, A. I. ; Aleria Lage ; Juliana Gomes ; DANIELA CID DE GARCIA . O processamento do numeral distributivo sohoji-sohoji: um estudo de ERP. 2016. (Apresentação de Trabalho/Outra).

7.
OLIVEIRA, C; Marcus Maia ; FRANCA, A. I. ; Aleria Lage ; Juliana Gomes ; DANIELA CID DE GARCIA . An ERP study of the Karaja distributive Sohoji-Sohoji. 2015. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

8.
OLIVEIRA, C; Marcus Maia ; FRANCA, A. I. ; Aleria Lage ; Juliana Gomes ; DANIELA CID DE GARCIA . Reduplicação numeral distributiva em Karajá: evidências experimentais. 2015. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

9.
OLIVEIRA, C. Literatura indígena: Conceitos e tipologia. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

10.
OLIVEIRA, C; Chang Whan . Documentando uma língua indígena: o processo de coparticipação da equipe de trabalho Karajá. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

11.
OLIVEIRA, C; AMARAL, L. . bo-words in Karajá: from a formal perspective to a pedagocial approach. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

12.
Marcus Maia ; FRANCA, A. I. ; Aleria Lage ; GESUALDI, A. ; OLIVEIRA, C . The Comprehension of local PP embedding and PP coordination in Brazil portuguese and in Karaja. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

13.
OLIVEIRA, C. Quantificação nominal em Karajá: estudo experimental do distributivo sohoji-sohoji. 2014. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

14.
OLIVEIRA, C. Quantificadores em Karaja. 2014. (Apresentação de Trabalho/Outra).

15.
OLIVEIRA, C. Quantificação em Karajá. 2013. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

16.
OLIVEIRA, C. Teoria da Ligação em Karajá: Três Princípios Universais. 2013. (Apresentação de Trabalho/Outra).

17.
OLIVEIRA, C. The processing of PP embedding and coordination in Karaja and in Portuguese. 2013. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

18.
OLIVEIRA, C. Elementos quantificadores em Karajá. 2012. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

19.
OLIVEIRA, C. Morfologia dêitica em Karajá: um recurso de recuperação de referência. 2011. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

20.
OLIVEIRA, C. Os Quantificadores em Karajá. 2011. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

21.
OLIVEIRA, C; Marcus Maia . How tapping fast thought can reveal interactions between cognitive modules: empathetic deixis and co-reference assignment in Karaja.. 2010. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

22.
OLIVEIRA, C. O Processamento da Dêixis em Karajá. 2010. (Apresentação de Trabalho/Outra).

23.
OLIVEIRA, C. O Processamento da espacialidade e empatia em Karajá. 2009. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

24.
OLIVEIRA, C. Processamento em línguas indígenas: um estudo da dêixis em Karajá. 2009. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

25.
OLIVEIRA, C; MARCELA FERREIRA TEIXEIRA . Documentação e análise de narrativas orais Karajá: A mulher que namorou o Jacaré. 2009. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

26.
OLIVEIRA, C. O processamento on-line da dêixis espacial e empática em Karajá. 2008. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

27.
OLIVEIRA, C. Documentação e Análise de Narrativas Orais e Cânticos Karajá: O Mito do Fim do Mundo. 2007. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

28.
OLIVEIRA, C. A Dêixis Espacial em Karajá: um Fenômeno (também) Empático. 2006. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).


Produção técnica
Trabalhos técnicos
1.
OLIVEIRA, C; Marcus Maia ; Chang Whan ; Aleria Lage ; FRANCA, A. I. ; Juliana Gomes ; DANIELA CID DE GARCIA . Trabalho de Campo nas aldeias Karajá Hawãlò e Btõiry (TO, Brasil). 2014.

2.
OLIVEIRA, C. Trabalho de Campo nas aldeias Btõiry e Hãwalò (TO, Brasil). 2013.

3.
OLIVEIRA, C. Trabalho de Campo nas aldeias Btõiry, Krehawa e Hãwalò (TO, MT, Brasil). 2012.

4.
OLIVEIRA, C. Trabalho de Campo nas aldeias Btõiry e Hãwalò (TO, Brasil). 2010.

5.
OLIVEIRA, C. Trabalho de Campo nas aldeias Btõiry e Hãwalò (TO, Brasil). 2009.

6.
OLIVEIRA, C. Trabalho de Campo na aldeia Hãwalò (TO, Brasil). 2008.

Redes sociais, websites e blogs
1.
OLIVEIRA, C; Chang Whan . Karajá|Iny. 2013; Tema: Língua e cultura Karajá. (Blog).


Demais tipos de produção técnica
1.
OLIVEIRA, C. EXTENSÃO REVITALIZAÇÃO E PRESERVAÇÃO DE LÍNGUAS. 2016. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

2.
Marcus Maia ; FRANCA, A. I. ; Aleria Lage ; OLIVEIRA, C ; DANIELA CID DE GARCIA ; Juliana Gomes ; SAMPAIO, T. . Linguística Educacional: Pensando Linguisticamente na Escola. 2015. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

3.
LIMA, S. O. ; OLIVEIRA, C ; DANIELA CID DE GARCIA . Revitalização e preservação de línguas. 2015. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

4.
OLIVEIRA, C; Chang Whan . Dicionário Multimídia da Língua Karajá. 2013. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Dicionário Multimídia).

5.
OLIVEIRA, C; Chang Whan . Dicionário enciclopédico da língua Karajá. 2013. (Relatório de pesquisa).

6.
OLIVEIRA, C; Chang Whan . Relatório final - etapa III. 2013. (Relatório de pesquisa).

7.
Marcus Maia ; OLIVEIRA, C ; SILVIA SIQUEIRA PEREIRA ; Marcia Nascimento . Título do curso: Karajá, Kaingang, Maxakalí: três línguas Macro-Jê. 2012. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

8.
OLIVEIRA, C. Gramática Descritiva da língua Karajá. 2012. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Gramática descritiva).

9.
OLIVEIRA, C; Chang Whan . Relatório oficina de capacitação. 2012. (Relatório de pesquisa).

10.
OLIVEIRA, C; Chang Whan . Relatório final - etapa II. 2012. (Relatório de pesquisa).

11.
OLIVEIRA, C; Chang Whan . Relatório de Campo II. 2012. (Relatório de pesquisa).

12.
Kristine Stenzel ; OLIVEIRA, C ; SILVIA SIQUEIRA PEREIRA . Pesquisa na área de línguas indígenas. 2011. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

13.
OLIVEIRA, C; SILVIA SIQUEIRA PEREIRA ; MARCELA FERREIRA TEIXEIRA ; Marcus Maia . Pesquisa de Campo Experimental em Línguas Indígenas Brasileiras. 2010. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

14.
Chang Whan ; OLIVEIRA, C . Bibliografia comentada de trabalhos sobre língua e cultura Karajá. 2010. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Bibliografia comentada por áreas temáticas).

15.
OLIVEIRA, C; Chang Whan . Relatório de Oficina de Capacitação. 2010. (Relatório de pesquisa).

16.
OLIVEIRA, C; Chang Whan . Relatório Oficina de capacitação. 2010. (Relatório de pesquisa).

17.
OLIVEIRA, C; Chang Whan . Diagnóstico Sociolinguístico das aldeias Hãwalò e Btoiry. 2010. (Relatório de pesquisa).

18.
OLIVEIRA, C; Chang Whan . Relatório de Anuência. 2010. (Relatório de pesquisa).

19.
ANTONIO JOAO CARVALHO RIBEIRO ; DANIELA CID DE GARCIA ; Marcus Maia ; Mauro Simões de Santana ; WENDY BARILE ; OLIVEIRA, C . Processamento da Linguagem em Línguas Indígenas Brasileiras. 2009. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
XXIII SEPLA ? Seminário de Pesquisas Linguísticas em Andamento.RELAÇÕES INFERENCIAIS E O PAPEL DOS CONECTIVOS: UM ESTUDO DO PROCESSAMENTO DA LEITURA. 2018. (Seminário).

2.
X CONGRESSO INTERNACIONAL DA ABRALIN. 2017. (Congresso).

3.
Segunda Oficina de Produção de Gramáticas Pedagógicas para Línguas Indígenas Brasileiras. 2014. (Oficina).

4.
Primeira Oficina de Produção de Gramáticas Pedagógicas para Línguas Indígenas Brasileiras. 2013. (Oficina).

5.
Terceira Oficina de Documentação de Línguas Indígenas Brasileiras. 2011. (Oficina).

6.
Segunda Oficina de Documentação de Línguas Indígenas Brasileiras. 2010. (Oficina).

7.
XVII Congresso Brasileiro dos Professores de Francês. 2009. (Congresso).

8.
A Socialização das Elites Femininas no Brasil. 2008. (Congresso).

9.
IV ISBRA - 2008 IBRO School of Neuroscience in Brazil: Neuroscience of Language Section. 2008. (Congresso).

10.
XXVII ENEL - Encontro Nacional dos Estudantes de Letras.XXVII ENEL - Encontro Nacional dos Estudantes de Letras. 2006. (Encontro).

11.
XXVI ENEL - Encontro Nacional dos Estudantes de Letras.XXVI ENEL- Encontro Nacional dos Estudantes de Letras. 2005. (Encontro).

12.
XXIV Semana de Estudos Cássicos da UFRJ. 2004. (Congresso).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
OLIVEIRA, C. COLÓQUIO SOBRE A LEITURA E ESCRITA EM EDUCAÇÃO E PSICOLINGUÍSTICA. 2017. (Outro).

2.
OLIVEIRA, C; Chang Whan . Segunda Oficina para Produção de Unidades da Primeira Gramática Pedagógica Karajá. 2015. (Outro).

3.
OLIVEIRA, C; Chang Whan . Terceira Oficina para Produção de Unidades da Primeira Gramática Pedagógica Karajá. 2014. (Outro).

4.
Marcus Maia ; ROEPER, T. ; AMARAL, L. ; OLIVEIRA, C ; LUCENA, N. ; FREITAS, K. . Recursion in Brazilian Languages & Beyond. 2013. (Congresso).

5.
OLIVEIRA, C; Marcus Maia ; AMARAL, L. ; Chang Whan . Oficina de Produção de Material Didático para Ensino de Língua Karajá|Iny. 2012. (Outro).

6.
OLIVEIRA, C. V Seminário de Teses e Dissertações do Programa de Pós-Graduação em Linguística. 2006. (Congresso).

7.
OLIVEIRA, C. IV SEMINÁRIO DE TESES E DISSERTAÇÕES DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM LINGUÍSTICA. 2005. (Outro).



Orientações



Orientações e supervisões concluídas
Iniciação científica
1.
Victor Silva de Queiroz. Estatuto da classe ADJ em Karajá. 2012. Iniciação Científica. (Graduando em Abi - Letras - Português - Ingles) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Cristiane Oliveira da Silva.

2.
Sabrina Gama dos Santos. Estatuto da classe ADJ em Karajá. 2012. Iniciação Científica. (Graduando em Abi - Letras Português - Alemão) - Universidade Federal do Rio de Janeiro. Orientador: Cristiane Oliveira da Silva.



Educação e Popularização de C & T



Artigos
Artigos completos publicados em periódicos
1.
3OLIVEIRA, C;SILVA, CRISTIANE OLIVEIRA DA2014 OLIVEIRA, C; AMARAL, L. ; Marcus Maia . Palavras ?bo em Karajá: como transmutar análises linguístcas formais em material pedagógico. Cadernos de Educação Escolar Indígena, v. 11, p. 69-86, 2014.


Apresentações de Trabalho
1.
OLIVEIRA, C; AMARAL, L. . bo-words in Karajá: from a formal perspective to a pedagocial approach. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
OLIVEIRA, C; Chang Whan . Abordagem epilinguística na construção de gramática pedagógica da língua indígena Karajá. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).


Desenvolvimento de material didático ou instrucional
1.
OLIVEIRA, C; Chang Whan . Dicionário Multimídia da Língua Karajá. 2013. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Dicionário Multimídia).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
OLIVEIRA, C; Chang Whan . Terceira Oficina para Produção de Unidades da Primeira Gramática Pedagógica Karajá. 2014. (Outro).




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 19/02/2019 às 11:01:34