Mariana Oliveira Arantes

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/2747808944989560
  • Última atualização do currículo em 10/11/2018


Doutora em História pelo Programa de Pós-Graduação em História da UNESP/Franca -2014 (Bolsista FAPESP e CAPES). Possui os títulos de Mestre (2009, Bolsista FAPESP e CAPES), Bacharel e Licenciada em História pela UNESP/Franca - 2006. Pós-Doutorado em História na Universidade Estadual Paulista - UNESP, com bolsa da FAPESP. Foi Pesquisadora Visitante junto à Temple University (2016), vinculada ao Departamento de Sociologia do College of Liberal Arts, na Filadélfia, Estados Unidos. Atuando principalmente em estudos interdisciplinares envolvendo as relações entre História, Música e Política nas Américas; Identidades; Folclore; Direitos Civis. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Mariana Oliveira Arantes
Nome em citações bibliográficas
ARANTES, M. O.


Formação acadêmica/titulação


2010 - 2014
Doutorado em Historia.
Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Brasil.
Título: Canto em marcha: música folk e direitos civis nos Estados Unidos (1945-1960), Ano de obtenção: 2014.
Orientador: Tânia da Costa Garcia.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.
Palavras-chave: História da América; Música Popular; Direitos Civis.
Grande área: Ciências Humanas
2007 - 2009
Mestrado em História.
Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Brasil.
Título: Representação Sonora da Cultura Jovem no Chile (1964-1970),Ano de Obtenção: 2009.
Orientador: Tânia da Costa Garcia.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.
Palavras-chave: História da América; Chile; Música Popular; Tradição; Modernidade.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História da América.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História da América / Especialidade: História Latino-Americana.
Setores de atividade: Educação Superior.
2003 - 2006
Graduação em História.
Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Brasil.
Título: O Engajamento Politico da Nova Cançao Chilena.
Orientador: Tânia da Costa Garcia.


Pós-doutorado


2015 - 2017
Pós-Doutorado.
Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Brasil.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.
Grande área: Ciências Humanas
2016 - 2016
Pós-Doutorado.
Temple University, TEMPLE, Estados Unidos.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.
Grande área: Ciências Humanas


Formação Complementar


2018 - 2018
Indigenismo e Pensamento Decolonial na América do Sul. (Carga horária: 6h).
Associação Nacional de Pesquisadores e Professores de História das Américas, ANPHLAC, Brasil.
2008 - 2008
Redes de Circulação na Argentina no século XIX. (Carga horária: 8h).
Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Brasil.
2007 - 2007
A Revista Como Fonte de Pesquisa. (Carga horária: 8h).
Associação Nacional de História, ANPUH, Brasil.
2005 - 2005
Extensão universitária em Fontes de Pesquisa Histórica: Políticas Públicas e Tratamento Técnico. (Carga horária: 48h).
Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Brasil.
1996 - 1998
Teclado Popular. (Carga horária: 288h).
Escola de Música Vanglau, VANGLAU, Brasil.


Atuação Profissional



Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK, UFVJM, Brasil.
Vínculo institucional

2018 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Substituto, Carga horária: 40

Atividades

04/2018 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Departamento de História, .

04/2018 - Atual
Ensino, Humanidades, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
História da América
História Moderna

Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Brasil.
Vínculo institucional

2015 - 2017
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Pós-Doutorado, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2010 - 2014
Vínculo: Aluno- Discente, Enquadramento Funcional: Aluno de Pós-Graduação/Doutorado, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Doutoranda em História.

Vínculo institucional

2007 - 2009
Vínculo: Aluno - Discente, Enquadramento Funcional: Aluno de Pós-Graduação/ Mestrado, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Título de Mestre em História.

Vínculo institucional

2003 - 2006
Vínculo: Aluno - Discente, Enquadramento Funcional: Aluno de Graduação, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Bacharel em História e Licenciatura em História.

Atividades

03/2011 - 07/2011
Ensino, História, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Estágio Docência- Norma/ Resolução CAPES na disciplina História da América III
05/2011 - 05/2011
Ensino, História, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Aula ministrada: Folk Music e Direitos Civis nos Estados Unidos no Curso de Extensão "História e Música" promovido pelo Departamento de História. Carga horária: 4h.
09/2009 - 09/2009
Ensino, História, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Aula ministrada na disciplina obrigatória: História da América oferecida pela Profª Dra. Tânia da Costa Garcia - responsável pela disciplina. Carga horária: 16h.
05/2009 - 05/2009
Ensino, História, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Aula ministrada na disciplina optativa: História da Arte oferecida pela Profª Dra. Tânia da Costa Garcia - responsável pela disciplina. Carga horária: 12h.

Temple University, TEMPLE, Estados Unidos.
Vínculo institucional

2016 - 2016
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Visiting Research Scholar, Carga horária: 25, Regime: Dedicação exclusiva.


Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.
Vínculo institucional

2015 - 2017
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista Pós-Doutorado, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2011 - 2014
Vínculo: Bolsista de Doutorado, Enquadramento Funcional: Bolsista de Doutorado, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2008 - 2009
Vínculo: Bolsista de Mestrado, Enquadramento Funcional: Bolsista de Mestrado, Regime: Dedicação exclusiva.


Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Vínculo institucional

2010 - 2011
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Aluno de Pós-Graduação/Bolsista, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2007 - 2008
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Aluno de Pós-Graduação/Bolsista, Regime: Dedicação exclusiva.


Governo do Estado de São Paulo, GOVERNO/SP, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - 2011
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Educação Básica II, Carga horária: 14


Prefeitura Municipal de Franca, PMF, Brasil.
Vínculo institucional

2005 - 2006
Vínculo: Estagiário, Enquadramento Funcional: Estagiário, Carga horária: 20

Atividades

02/2005 - 12/2006
Estágios , Secretaria Municipal de Educação, .

Estágio realizado
Setor de realização do estágio: Observatório Astrônomico Municipal de Franca-SP.


Linhas de pesquisa


1.
História da América
2.
História Contemporânea
3.
História dos Estados Unidos
4.
Raça e Etnia
5.
História e Música


Projetos de pesquisa


2015 - 2017
Folclore e Engajamento na Produção Musical de Violeta Parra e Woody Guthrie: Chile e Estados Unidos em perspectiva.
Descrição: A bibliografia sobre a canção popular americana, especificamente sobre os movimentos de renovação do repertório folclórico ocorridos na segunda metade do século XX em países da América Latina, destaca como uma das principais características dessas tendências a defesa do repertório nacional e/ou regional frente ao ?imperialismo? estadunidense. Todavia, ao longo dessa trajetória acadêmica, minhas pesquisas evidenciaram uma circulação de ideias nas Américas que se manifestou sobremaneira na música popular de diversos países. Há um grupo de personagens ligados à música folk estadunidense alinhado às mesmas questões levantadas pelos músicos ligados ao repertório folclórico chileno, e mais ainda, latino-americano. Defendo que em uma construção da História das Américas, sobretudo uma história da canção americana, os Estados Unidos não devem ser vistos como um bloco monolítico de pessoas e posições político-ideológicas. Assim, faz-se importante ampliar o campo de estudos sobre História e Música nas Américas, atentando para os processos de circularidade cultural no continente, que apontam para trocas culturais de mão dupla entre todas as regiões que o compõem. Objetivando salientar possíveis circulações culturais foram elencados dois objetos de estudo e dois contextos político-sociais que deverão nortear a presente pesquisa. Faz-se importante comparar as obras sonoras de dois personagens de grande relevo nas histórias do Chile e dos Estados Unidos e que apresentam diversas semelhanças em suas trajetórias: os compositores, intérpretes, instrumentistas e artistas plásticos Violeta Parra e Woody Guthrie. O foco central da abordagem estará nas temáticas das obras sonoras, atentando para o lugar do folclore na produção musical de ambos e a relação de suas obras sonoras com as discussões sociais, políticas e estéticas em pauta ao longo de suas vidas..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Doutorado: (1) .
Integrantes: Mariana Oliveira Arantes - Coordenador.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Bolsa.
2010 - 2014
Folk Music e Direitos Civis nos Estados Unidos (1945-1960)
Descrição: Ao longo do século XX, compositores e intérpretes de música folclórica dos Estados Unidos desenvolveram um repertório de temática variada que ia desde histórias humoradas, desastres no mundo do trabalho, assassinatos e heróis legendários nas canções baseadas na tradição européia trazida pelos imigrantes, até músicas de trabalho e adaptações de hinos protestantes realizadas por afro americanos. Por meio de apresentações ao vivo, gravações e publicações, tais artistas inseriram no repertório questões sociais como o trabalho, bem como expressaram um posicionamento político marcado por aproximações às lutas por igualdade e direitos civis de determinados grupos sociais, envolvendo os artistas nas discussões raciais e trabalhistas que marcaram a sociedade estadunidense. Após a emergência dos Estados Unidos como a nação hegemônica entre os países do Ocidente, com o fim da Segunda Grande Guerra, o movimento pelos direitos civis tornou-se evidente nos espaços públicos e meios de comunicação. Apesar do discurso democrático propagado, internamente, a democracia mostrava-se restrita em uma sociedade marcada pela segregação racial e demais formas de desigualdade social. Particularmente esse período pós-guerra é central ao nosso trabalho, deste modo, nosso recorte temporal estende-se de 1945 até 1960. A presente proposta de pesquisa objetiva analisar as relações dos atores sociais envolvidos na criação e divulgação do repertório folclórico com o movimento pelos direitos civis. Como documentação utilizaremos os exemplares de duas revistas dedicadas a difundir as canções e intérpretes da Folk Music: People?s Song e Sing Out!; publicados entre os anos de 1945 e 1960, escritos de representantes da Folk Music como Woody Guthrie e Pete Seeger, bem como um corpus documental sonoro, composto por discos lançados pelo selo discográfico FolkWays Records no período..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Doutorado: (1) .
Integrantes: Mariana Oliveira Arantes - Coordenador / Tânia da Costa Garcia - Integrante.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Bolsa.
2007 - 2009
Tradição e Modernidade na Canção Popular Chilena.
Descrição: Após a vitória dos Aliados na Segunda Guerra Mundial configurou-se uma nova ordem político-econômica internacional sob a hegemonia dos Estados Unidos. Nos diversos países que mantinham relações econômicas com esta nação, como o Chile, emergiram partidos políticos com ideais progressistas e reformistas. Na década de 1950 os governos chilenos seguiam a idéia de um desenvolvimento industrial e da modernização do país contando com investimento externo. A implementação de tais mudanças expressas nas novas tecnologias, na urbanização, na emergência das camadas médias e dos setores populares, trouxe também a massificação do consumo e a entrada maciça no país de produções culturais externas. Desta maneira, como forma de contrapor-se e defender a produção nacional, realçaram-se os debates em torno da identidade nacional. Devido ao seu caráter de mediadora nas relações de poder, advindo de sua capacidade de difusão e mobilização, a música popular conteve as tensões em torno da identidade nacional. Assim sendo, o presente projeto de pesquisa tem por objetivo estudar as apropriações de elementos tradicionais e da modernidade nas representações veiculadas pelos conjuntos do fenômeno musical denominado Neofolclore Chileno, no período de 1958 a 1970..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Mariana Oliveira Arantes - Coordenador.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Bolsa.
2006 - 2013
Cultura e Política nas Américas: Circulação de Idéias e Configuração de Identidades (séculos XIX e XX)
Descrição: O projeto temático Cultura e política nas Américas: circulação de idéias e configuração de identidades (séculos XIX e XX) pretende desenvolver uma extensa gama de atividades de pesquisas em torno de problemas fundamentalmente referidos à circulação de idéias e saberes e à construção de identidades culturais e políticas nas Américas dos séculos XIX e XX. As pesquisas apresentadas neste projeto se inserem no cruzamento dos campos da história política renovada e da história intelectual em constante diálogo com a história da cultura. Três grandes núcleos temáticos compõem este projeto: a) Culturas imperiais e circulação de idéias nas Américas (século XIX); b) Identidades culturais e projetos políticos no mundo americano e ibérico; c) Artistas, intelectuais e identidades na América Latina Contemporânea. Os integrantes deste projeto são docentes que pertencem ao Departamento de História da FFLCH da USP - onde o projeto será alocado - e aos Departamentos de História da UNESP ? campi de Assis e Franca..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (16) / Mestrado acadêmico: (25) / Doutorado: (12) .
Integrantes: Mariana Oliveira Arantes - Integrante / Maria Lígia Coelho Prado - Coordenador / Maria Helena Rolim Capelato - Integrante / Mary Anne Junqueira - Integrante / Tânia da Costa Garcia - Integrante / Carlos Alberto Sampaio Barbosa - Integrante / Gabriela Pellegrino Soares - Integrante / José Luís Bendicho Beired - Integrante / Stella Maris Scatena Franco Vilardaga - Integrante.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Auxílio financeiro.


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História.
2.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História da América.
3.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História da América/Especialidade: História Latino-Americana.
4.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História da América/Especialidade: História dos Estados Unidos.
5.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História Moderna e Contemporânea.


Idiomas


Espanhol
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Português
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Francês
Compreende Pouco, Fala Pouco, Lê Pouco, Escreve Pouco.


Prêmios e títulos


2014
Doutora em História, UNESP - Campus de Franca.
2009
Mestre em História, UNESP - Campus de Franca.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
1ARANTES, M. O.2017ARANTES, M. O.. ?Música folk? nos Estados Unidos: demarcações e definições de um gênero. ArtCultura_Revista de História, Cultura e Arte Uberlândia, v. 19, p. 27-38, 2017.

2.
2ARANTES, M. O.2015ARANTES, M. O.. O disco We Shall Overcome e a propagação de canções pró-direitos civis nos Estados Unidos.. Música Popular em Revista, v. 1, p. 85-101, 2015.

3.
3ARANTES, M. O.2014ARANTES, M. O.. A MÚSICA COMO ARMA DE LUTA POLÍTICA: PONTES ENTRE A REVISTA PEOPLE?S SONG, SINDICATOS E O PARTIDO COMUNISTA DOS ESTADOS UNIDOS.. ESPAÇO PLURAL (MARECHAL CÂNDIDO RONDON. ONLINE), v. 15, p. 107-127, 2014.

4.
4ARANTES, M. O.2011ARANTES, M. O.. Sonoridades Urbanas e Engajamento Juvenil no Chile dos anos 1960.. Tempos Históricos (EDUNIOESTE), v. 15, p. 216-239, 2011.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
ARANTES, M. O.. Canto em Marcha: música folk e direitos civis nos Estados Unidos (1945-1960). 1. ed. São Paulo: Alameda, 2016. v. 1. 247p .

Capítulos de livros publicados
1.
ARANTES, M. O.. Multiculturalismo na "enciclopédia do som" de Moses Asch.. In: Tânia da Costa Garcia; José Adriano Fenerick.. (Org.). Música popular: história, memória e identidades.. 1ed.São Paulo: Alameda, 2015, v. 1, p. 59-81.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
ARANTES, M. O.. Considerações sobre a subalternidade na produção musical de Violeta Parra e Woody Guthrie. In: XII Congreso de la Rama Latinoamericana da IASPM, 2017, Havana/ Cuba. Visões da América, Sonoridades da América. Atas do XII Congresso da IASPM-AL.. São Paulo: IASPM/ Letra e Voz, 2016. p. 191-196.

2.
ARANTES, M. O.. A Revista Sing Out! e as Lutas por Legitimidade na Música Folclórica dos Estados Unidos.. In: II Congreso de la Asociación Chilena de Estudios en Música Popular - ASEMPCh, 2016, Santiago do Chile. II Congreso de la Asociación Chilena de Estudios en Música Popular. Direcciones y convergencias para la resignificación en la investigación musical.. Santiago do Chile: ASEMPCh, 2014. v. 01. p. 292-299.

3.
ARANTES, M. O.. Um Estudo da Caracterização de 'Povo' na Música Folclórica Americana. In: XI Congreso IASPM-AL, 2015, Salvador. Música y territorialidades: los sonidos de los lugares y sus contextos socioculturales. Actas del XI Congreso de la IASPM-AL.. São Paulo: Letra e Voz, 2014. v. 1. p. 498-503.

4.
ARANTES, M. O.. Folkways Records:espaço de atuação político-musical da folk music.. In: X Congreso de la Rama Latinoamericana de la IASPM. Enfoques Interdisciplinarios sobre músicas populares en Latinoamérica:Retrospectivas, perspectivas, críticas y propuestas., 2012, Córdoba/ Argentina. Enfoques Interdisciplinarios sobre músicas populares en Latinoamérica:Retrospectivas, perspectivas, críticas y propuestas. Actas del X Congreso de la Rama Latinoamericana de la IASPM.. Córdoba/ Argentina: IASPM-AL/ CIAMEN, 2012. p. 242-253.

5.
ARANTES, M. O.. Sonoridades Rurais na Cidade: A Atuação de Intérpretes e Compositores de Música Folclórica nos Estados Unidos dos anos de 1940 e 1950.. In: XXVI Simpósio Nacional da ANPUH- Associação Nacional de História, 2011, São Paulo. Anais do XXVI Simpósio Nacional da ANPUH - Associação Nacional de História. São Paulo: ANPUH-SP, 2011. p. 1-8.

6.
ARANTES, M. O.. O Movimento Pelos Direitos Civis nos Estados Unidos Através da Música Folclórica (1945-1960).. In: V Congresso Internacional de História. Populações, ideias e movimentos sociais na História., 2011, Maringá. Anais. Textos Completos do V Congresso Internacional de História.. Maringá: Universidade Estadual de Maringá., 2011. p. 737-748.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
ARANTES, M. O.. Considerações Sobre a Subalternidade na Produção Musical de Violeta Parra e Woody Guthrie.. In: XII Congreso de la IASPM - AL. Visiones de América, Sonoridades de América., 2016, Havana - Cuba. XII Congreso de la IASPM - AL. Visiones de América, Sonoridades de América.. Havana: IASPM, 2016. p. 75-76.

2.
ARANTES, M. O.. A Revista Sing Out! e as Lutas por Legitimidade na Música Folclórica dos Estados Unidos.. In: II Congreso Chileno de Estudios en Música Popular., 2014, Santiago - Chile. II Congreso Chileno de Estudios en Música Popular. Direcciones y Convergencias para la Resignificación en la Investigación Musical.. Santiago: ASEMPCH, 2014. p. 95-95.

3.
ARANTES, M. O.. Redes de Engajamento em Prol dos Direitos Civis nos Estados Unidos: a Canção Como Arma Política.. In: XI Encontro Internacional da ANPHLAC., 2014, Niterói - Rio de Janeiro. XI Encontro Internacional da ANPHLAC.. Niterói: ANPHLAC, 2014. p. 203-203.

4.
ARANTES, M. O.. Discursos Engajados de Músicos Folclóricos na Revista People's Song.. In: XXVII Simpósio Nacional de História. Conhecimento histórico e diálogo social., 2013, Natal/RN.. XXVII Simpósio Nacional de História. Conhecimento Histórico e Diálogo Social. Caderno de Resumos.. Natal/RN.: ANPUH, 2013. p. 415-416.

5.
ARANTES, M. O.. Folkways Records: Espaço de Atuação Político-Musical da Folk Music.. In: X Congreso de la Asociación Internacional Para el Estudio de la Música Popular, 2012, Córdoba- Argentina. X Congreso de la Asociación Internacional Para el Estudio de la Música Popular Rama Latinoamericana.. Córdoba: IASPM. p. 91-91.

6.
ARANTES, M. O.. O Disco Como Suporte Para o Discurso Político-Musical nos Estados Unidos dos Anos 1950.. In: X Encontro Internacional da ANPHLAC., 2012, São Paulo. X Encontro Internacional da ANPHLAC.. São Paulo: ANPHLAC, 2012. p. 174-174.

7.
ARANTES, M. O.. O Movimento Pelos Direitos Civis nos Estados Unidos Através da Música Folclórica (1945-1960).. In: V Congresso Internacional de História, 2011, Maringá - Paraná. Caderno de Resumos e Programação do V Congresso Internacional de História. Maringá- Paraná: Clichetec, 2011. v. 1. p. 107-108.

8.
ARANTES, M. O.. A Folk Song estadunidense no período pós-Segunda Grande Guerra. In: XX Encontro Regional de História - História e Liberdade, 2010, Franca/SP. ANPUH-São Paulo, Anais XX Encontro Regional de História, História e Liberdade.. Franca/SP: UNESP/Franca, 2010. p. 55-56.

9.
ARANTES, M. O.. O Neofolclore chileno e sua relação com a cultura jovem. In: XXV Simpósio Nacional de História, 2009, Fortaleza. XXV Simpósio Nacional de História. História e Ética.. Fortaleza: editora, 2009. p. 97-97.

10.
ARANTES, M. O.. Os debates em torno da canção popular chilena na Revista El Musiquero durante os anos de 1964 e 1970. In: XIX Encontro Regional de História, 2008, São Paulo. XIX Encontro Regional de História:Poder, exclusão e violência. São Paulo: Associação Nacional de História - Seção São Paulo, 2008. p. 247-247.

11.
ARANTES, M. O.. O tradicional e o moderno no cenário musical chileno dos anos de 1960.. In: VIII Encontro Internacional da ANPHLAC, 2008, Vitória/ES. Programação e Caderno de Resumos. Vitória/ES: ANPHLAC, 2008. p. 64-64.

12.
ARANTES, M. O.. A Nova Canção Chilena no Governo da Unidade Popular. In: XXIV Simpósio Nacional de HIstória. História e Multidisciplinaridade: territórios e deslocamentos., 2007, São Leopoldo. História e Multidisciplinaridade: territórios e deslocamentos: Caderno de Resumos [do] 24º Simpósio Internacional de História. São Leopoldo: Oikos, 2007. p. 205-205.

13.
ARANTES, M. O.. O Papel da Discoteca del Cantar Popular Para a Nova Canção Chilena.. In: XVI Semana de História. História Repensada., 2006, Franca - São Paulo. XVI Semana de História. História Repensada.. Franca: UNESP, 2006. p. 27-27.

Apresentações de Trabalho
1.
ARANTES, M. O.. Canção Folclórica no Chile e nos Estados Unidos: um estudo das trajetórias de Violeta Parra e Woody Guthrie. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
ARANTES, M. O.. Retratos de mulheres chilenas: uma análise das representações femininas na produção sonora e escrita de Violeta Parra.. 2018. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

3.
ARANTES, M. O.. Guy Carawan, música folk estadunidense e o movimento pelos direitos civis: vida e música por uma causa.. 2018. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

4.
ARANTES, M. O.. Música Folk e direitos civis nos Estados Unidos.. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

5.
ARANTES, M. O.. Canto em marcha: música folk e direitos civis nos Estados Unidos. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

6.
ARANTES, M. O.. Desmistificação de um 'herói nacional': um estudo da trajetória de Woody Guthrie.. 2017. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

7.
ARANTES, M. O.. The legacy of Violeta Parra in Brazil: from a singer to an example of woman.. 2017. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

8.
ARANTES, M. O.. Considerações Sobre a Subalternidade na Produção Musical de Violeta Parra e Woody Guthrie.. 2016. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

9.
ARANTES, M. O.. Os suportes musicais como fontes históricas: uma abordagem metodológica. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

10.
ARANTES, M. O.. Música Folclórica, Engajamento e Nacionalismo nas Américas na Segunda Metade do Século XX.. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

11.
ARANTES, M. O.. O Aspecto Educativo nas Canções de Violeta Parra e Woody Guthrie.. 2016. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

12.
ARANTES, M. O.. Engajamento ou Militância? Música Folclórica no Chile e nos Estados Unidos (século XX). 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

13.
ARANTES, M. O.; SCHMIEDECKE, N. A. . O Campo na Cidade: Neofolklore e Nova Canção Chilena. 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

14.
ARANTES, M. O.. Folclore e Engajamento na Produção Artística de Violeta Parra e Woody Guthrie. 2015. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

15.
ARANTES, M. O.. A revista Sing Out! e as lutas por legitimidade na música folclórica dos Estados Unidos.. 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

16.
ARANTES, M. O.. Redes de Engajamento em Prol dos Direitos Civis nos Estados Unidos: a Canção Como Arma Política.. 2014. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

17.
ARANTES, M. O.. Um estudo da caracterização de 'povo' na música folclórica americana.. 2014. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

18.
ARANTES, M. O.. Engajamento e Nacionalismo na Música Folclórica dos Estados Unidos nos Anos da Depressão.. 2013. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

19.
ARANTES, M. O.. Música Folclórica nos Estados Unidos: (des) caminhos rumo às grandes cidades (1945-1960).. 2013. (Apresentação de Trabalho/Outra).

20.
ARANTES, M. O.. Discursos Engajados de Músicos Folclóricos na Revista People's Song.. 2013. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

21.
ARANTES, M. O.. Folkways Records: Espaço de Atuação Político-Musical da Folk Music.. 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

22.
ARANTES, M. O.. O Disco como Suporte para o Discurso Político-Musical nos Estados Unidos dos anos 1950.. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

23.
ARANTES, M. O.. Sonoridades Rurais na Cidade: A Atuação de Intérpretes e Compositores de Música Folclórica nos Estados Unidos dos Anos de 1940 e 1950. 2011. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

24.
ARANTES, M. O.. O Movimento Pelos Direitos Civis nos Estados Unidos Através da Música Folclórica (1945-1960).. 2011. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

25.
ARANTES, M. O.. Rhythm and Blues e Bluegrass: Os Caminhos do Blues até a Cidade.. 2011. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

26.
ARANTES, M. O.. Folk Song: Uma Análise das Tradições Nacionais dos Estados Unidos (1945-1960).. 2010. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

27.
ARANTES, M. O.. A Folk Song estadunidense no período pós-Segunda Grande Guerra.. 2010. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

28.
ARANTES, M. O.. A Canção Popular Chilena nas Revistas El Musiquero e Ritmo de la Juventud.. 2009. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

29.
ARANTES, M. O.. O Neofolclore chileno e sua relação com a cultura jovem. 2009. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

30.
ARANTES, M. O.. O tradicional e o moderno no cenário musical chileno dos anos de 1960.. 2008. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

31.
ARANTES, M. O.. Os debates em torno da canção popular chilena na Revista El Musiquero durante os anos de 1964 e 1970. 2008. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

32.
ARANTES, M. O.. A canção popular chilena nas revistas El Musiquero e Ritmo de la Juventud (1964-1970). 2008. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

33.
ARANTES, M. O.. A Nova Canção Chilena no governo da Unidade Popular. 2007. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

34.
ARANTES, M. O.. A Canção Popular Chilena Relacionada à Identidade Nacional. 2007. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

35.
ARANTES, M. O.. Misturando Música e História - Brasil e Chile. 2007. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

36.
ARANTES, M. O.. O Papel da Discoteca del Cantar Popular para a Nova Canção Chilena. 2006. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

37.
ARANTES, M. O.. A Música como forma de propaganda do Partido Comunista Chileno de 1968-1973.. 2006. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

Outras produções bibliográficas
1.
ARANTES, M. O.. A Nova Canção Chilena revisitada: distintas indagações sobre um mesmo objeto.. Uberlândia: Revista ArtCultura, Revista de História, Cultura e Arte, 2017 (Resenha).

2.
PAPA, H. A. ; ARANTES, M. O. . Novas Pesquisas Sobre o Período Inicial da História Moderna Francesa. Curitiba - Paraná: Prismas, 2017. (Tradução/Artigo).

3.
ARANTES, M. O.; CONTI, L. N. . Apresentação do Dossiê História e Música. Franca: Revista História e Cultura, 2013 (Apresentação).


Produção técnica
Assessoria e consultoria
1.
ARANTES, M. O.. Parecer para a Revista Eletrônica da ANPHLAC (ISSN 1679-1061). 2018.

2.
ARANTES, M. O.. Parecer para revista História e Cultura (ISSN 2238-6270). 2018.

3.
ARANTES, M. O.. Parecer para a revista Idéias (ISSN 2179-5525). 2017.

4.
ARANTES, M. O.. Parecer para a Revista Eletrônica da ANPHLAC (ISSN 1679-1061). 2017.

5.
ARANTES, M. O.. Parecer para a revista Epígrafe (ISSN: 2318-8855). 2016.

6.
ARANTES, M. O.. Comentador de comunicações no ciclo de pesquisas históricas da PUC/SP.. 2015.

7.
ARANTES, M. O.. Parecer para revista História e Cultura (ISSN 2238-6270). 2013.

8.
ARANTES, M. O.. A História do Rock. 2009.

Trabalhos técnicos
1.
ARANTES, M. O.; CONTI, L. N. . Organizadora do dossiê História e Música para a revista História e Cultura, v. 2, n. 1- ISSN= 2238-6270. 2013.

Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
ARANTES, M. O.. Entrevista com David Treece.. 2013. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).


Demais tipos de produção técnica
1.
ARANTES, M. O.. Os suportes musicais como fonte histórica.. 2018. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

2.
ARANTES, M. O.. Relatório de Pesquisa Final- Bolsa de Pós-Doutorado FAPESP. 2018. (Relatório de pesquisa).

3.
ARANTES, M. O.; SCHMIEDECKE, N. A. . Imprensa e Música Popular: questões metodológicas.. 2017. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

4.
ARANTES, M. O.. Relatório de Pesquisa Parcial 01- Bolsa de Pós-Doutorado FAPESP. 2017. (Relatório de pesquisa).

5.
ARANTES, M. O.. Relatório de Pesquisa Final- Bolsa de Doutorado FAPESP (DR-2). 2014. (Relatório de pesquisa).

6.
ARANTES, M. O.. Relatório de Pesquisa Parcial 02- Bolsa de Doutorado FAPESP (DR-2). 2013. (Relatório de pesquisa).

7.
ARANTES, M. O.. Relatório de Pesquisa Parcial 03- Bolsa de Doutorado FAPESP (DR-2). 2013. (Relatório de pesquisa).

8.
ARANTES, M. O.. Relatório de Pesquisa Parcial- Bolsa de Doutorado FAPESP (DR-2). 2012. (Relatório de pesquisa).

9.
ARANTES, M. O.. Relatório de Pesquisa Parcial - Bolsa de Doutorado - CAPES. 2011. (Relatório de pesquisa).

10.
ARANTES, M. O.. Relatório de Pesquisa Parcial-Bolsa de Mestrado FAPESP (MS-1). 2009. (Relatório de pesquisa).

11.
ARANTES, M. O.. Relatório de Pesquisa Final-Bolsa de Mestrado FAPESP (MS-2). 2009. (Relatório de pesquisa).

12.
ARANTES, M. O.. Relatório de Pesquisa Parcial - Bolsa de Mestrado - CAPES. 2008. (Relatório de pesquisa).


Produção artística/cultural
Artes Cênicas
1.
ARANTES, M. O.. O rock e a democratização: a geração dos anos 80.. 2010. Outra.



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Qualificações de Mestrado
1.
PORTO, C. Q.; ARANTES, M. O.; PEREIRA, L. M.. Participação em banca de Rubens de Brito Ferreira Teixeira. Sepultura: a dinâmica do Thrash metal na retórica do mundo tecnocrático.. 2018. Exame de qualificação (Mestrando em Historia) - Universidade Estadual de Montes Claros.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
ARANTES, M. O.; FAZIO, A. H. P.; PORTO, C. Q.. Participação em banca de Gustavo Martins Mota.I am Kunta Kinte: evidência afro-americana e repercussão midiática na série Roots (1977-1990).. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK.




Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
XIII Encontro Internacional da ANPHLAC.Retratos de mulheres chilenas: uma análise das representações femininas na produção sonora e escrita de Violeta Parra.. 2018. (Encontro).

2.
XXI Encontro Regional de História da ANPUH-MG.Guy Carawan, música folk estadunidense e movimento pelos direitos civis: vida e música por uma causa.. 2018. (Encontro).

3.
XXI Encontro Regional de História da ANPUH-MG.Mídias na História e História nas Mídias. 2018. (Encontro).

4.
Colóquio Internacional Violeta Parra.The legacy of Violeta Parra in Brazil: from a singer to an example of woman.. 2017. (Outra).

5.
XXIX Simpósio Nacional de História - Contra os Preconceitos.Desmistificação de um "herói nacional": um estudo da trajetória de Woody Guthrie.. 2017. (Simpósio).

6.
XII Congreso de la IASPM-AL. Visiones de América, sonoridades de América.. Considerações Sobre a Subalternidade na Produção Musical de Violeta Parra e Woody Guthrie.. 2016. (Congresso).

7.
XXXIV International Congress of the Latin American Studies Association. O Aspecto Educativo nas Canções de Violeta Parra e Woody Guthrie.. 2016. (Congresso).

8.
XXVIII Simpósio Nacional de HIstória.Folclore e Engajamento na Produção Artística de Violeta Parra e Woody Guthrie. 2015. (Simpósio).

9.
II Congreso Chileno de Estudios en Música Popular. "Direcciones y convergencias para la resignificación en la investigación musical".. A revista Sing Out! e as lutas por legitimidade na música folclórica dos Estados Unidos.. 2014. (Congresso).

10.
XI Congreso de la IASPM-AL. Música y territorialidades: los sonidos de los lugares y sus contextos socioculturales.. Um Estudo da Caracterização de "Povo" na Música Folclórica Americana.. 2014. (Congresso).

11.
XI Encontro Internacional da ANPHLAC.Redes de Engajamento em Prol dos Direitos Civis nos Estados Unidos: a Canção Como Arma Política.. 2014. (Encontro).

12.
II Colóquio Internacional de História e Música.Música Popular e Narrativas Identitárias.. 2013. (Outra).

13.
II Colóquio Internacional de História e Música "Música Popular: História, Memória e Identidades"..Engajamento e Nacionalismo na Música Folclórica dos Estados Unidos nos Anos da Depressão.. 2013. (Outra).

14.
Seminário do Laboratório de Estudos das Américas - LEHA.Música Folclórica nos Estados Unidos: (des) caminhos rumo às grandes cidades (1945-1960). 2013. (Seminário).

15.
XXVII Simpósio Nacional de História. Conhecimento histórico e diálogo social..Discursos Engajados de Músicos Folclóricos na Revista People's Song.. 2013. (Simpósio).

16.
X Congreso de la Asociación Internacional para el Estudio de la Música Popular Rama Latinoamericana. Folkways Records: Espaço de Atuação Político-Musical da Folk Music.. 2012. (Congresso).

17.
X Encontro Internacional da ANPHLAC..O Disco como Suporte para o Discurso Político-Musical nos Estados Unidos dos anos 1950.. 2012. (Encontro).

18.
I Colóquio Internacional de História e Música. Música e Política: um olhar transdisciplinar. 2011. (Outra).

19.
V Congresso Internacional de História. Populações, ideias e movimentos sociais na História.. Movimentos Sociais: Urbanos e Rurais.. 2011. (Congresso).

20.
V Congresso Internacional de História. Populações, ideias e movimentos sociais na História.. O Movimento Pelos Direitos Civis nos Estados Unidos Através da Música Folclórica (1945-1960).. 2011. (Congresso).

21.
XVIII Semana de História. Linguagens da História.Rhythm and Blues e Bluegrass: Os Caminhos do Blues até a Cidade.. 2011. (Outra).

22.
XXVI Simpósio Nacional de História. Anpuh: 50 anos.Sonoridades Rurais na Cidade: A Atuação de Intérpretes e Compositores de Música Folclórica nos Estados Unidos dos Anos de 1940 e 1950. 2011. (Simpósio).

23.
Seminário Interno do Projeto Temático Cultura e Política nas Américas: Circulação de Idéias e Configuração de Identidades (século XIX e XX).Folk Song: Uma Análise das Tradições Nacionais dos Estados Unidos (1945-1960). 2010. (Seminário).

24.
XX Encontro Regional de História. História e Liberdade.A Folk Song Estadunidense no Período Pós-Segunda Grande Guerra. 2010. (Encontro).

25.
Seminário Interno do Projeto Temático Cultura e Política nas Américas: Circulação de Idéias e Configuração de Identidades (século XIX e XX).A canção popular chilena nas revistas El Musiquero e Ritmo de la Juventud. 2009. (Seminário).

26.
XXV Simpósio Nacional de História.O Neofolclore chileno e sua relação com a cultura jovem. 2009. (Simpósio).

27.
Colóquio Internacional Consumo e Abastecimento na História. 2008. (Outra).

28.
Seminário Internacional Intercâmbios Políticos e Mediações Culturais nas Américas. 2008. (Seminário).

29.
Seminário Interno do Projeto Temático Cultura e Política nas Américas: Circulação de Idéias e Configuração de Identidades (século XIX e XX).A Canção Popular Chilena nas Revistas El Musiquero e Ritmo de la Juventud (1964-1970). 2008. (Seminário).

30.
VIII Encontro Internacional da ANPHLAC.O tradicional e o moderno no cenário musical chileno dos anos de 1960.. 2008. (Encontro).

31.
XIX Encontro Regional de História Poder, Exclusão e Violência.Os debates em torno da canção popular chilena na Revista El Musiquero durante os anos de 1964 e 1970.. 2008. (Encontro).

32.
V Fórum de Debates.A Canção Popular Chilena Relacionada à Identidade Nacional. 2007. (Outra).

33.
XIX Congresso de Iniciação Científica da UNESP. 2007. (Congresso).

34.
XXIV Simpósio Nacional de História- História e Multidisciplinaridade: territórios e deslocamentos..A Nova Canção Chilena no Governo da Unidade Popular. 2007. (Simpósio).

35.
14° Simpósio Internacional de Iniciação Científica da USP.A Música Como Forma de Propaganda do Partido Comunista Chileno de 1968-1973. 2006. (Simpósio).

36.
I Mostra de Filmes: Brasil Despedaçado. 2006. (Outra).

37.
Representações e Aproximações: o ofício do historiador. 2006. (Outra).

38.
XVI Semana de História: História Repensada.O Papel da Discoteca del Cantar Popular Para a Nova Canção Chilena. 2006. (Outra).

39.
Ciclo de Conferêrencias e Debates: A Escrita da História. 2005. (Outra).

40.
Seminário do Observatório Social das Relações de Consumo. 2005. (Seminário).

41.
X Semana de Educação. 2005. (Outra).

42.
9 Encontro Nacional de Universitarios Catolicos Carismaticos. 2004. (Outra).

43.
Ciclo de palestras: A Monarquia e o sagrado durante a Idade Média. 2003. (Outra).



Educação e Popularização de C & T



Apresentações de Trabalho
1.
ARANTES, M. O.. Os suportes musicais como fontes históricas: uma abordagem metodológica. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
ARANTES, M. O.. Engajamento ou Militância? Música Folclórica no Chile e nos Estados Unidos (século XX). 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).



Outras informações relevantes


1) Integrante do Grupo de Pesquisa "História e Música" do CNPq.
2) Pesquisa realizada na cidade de Santiago, no Chile, entre 25/03/2008 e 25/04/2008, no Arquivo de Música Popular do Instituto de Música da Universidade Católica do Chile e na Biblioteca Nacional do Chile, com o apoio financeiro da FAPESP- Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo ao projeto de mestrado intitulado "O Tradicional e o Moderno na Canção Popular Chilena"; 
3) Pesquisa realizada nas cidades de Nova Iorque/NY e Bethlehem/PA, nos Estados Unidos, entre 15/06/2012 e 05/07/2012, na Biblioteca Pública de Nova Iorque e no Sing Out Resource Center, com o apoio financeiro da FAPESP ao projeto de doutorado intitulado "Folk Music e Direitos Civis nos Estados Unidos (1945-1960)".



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 18/11/2018 às 8:51:29