João Roberto Caixeta

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/4070068577821111
  • Última atualização do currículo em 21/11/2016


Professor de Educação Básica, Técnica e Tecnológica no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sul de Minas Gerais - IFSULDEMINAS - Câmpus Machado MG. Graduado em Língua Portuguesa, Inglês e suas Literaturas pela Fundação Educacional de Machado, além de Pedagogia (Supervisão Escolar) e Especialização em Metodologia do Ensino pela mesma Instituição. É Mestre em Letras - Linguagem, Cultura e Discurso pela UNINCOR - Universidade Vale do Rio Verde, com ênfase em discurso e produção de sentido. Desenvolve atividades relacionadas ao ensino de Língua Portuguesa, Literatura e Redação. Atualmente, é doutorando pela Universidade Vale do Sapucaí - UNIVAS, matriculado no Programa de Pós Graduação em Ciências da Linguagem. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
João Roberto Caixeta
Nome em citações bibliográficas
CAIXETA, J. R.;CAIXETA, JOÃO

Endereço


Endereço Profissional
Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sul de Minas Gerais, Campus Machado.
Rodovia Machado/Paraguaçú Km 03
Santo Antônio
37750000 - Machado, MG - Brasil - Caixa-postal: 49
Telefone: (35) 32959700
Ramal: 224
Fax: (35) 32959709
URL da Homepage: www.eafmachado.gov.br


Formação acadêmica/titulação


2008 - 2011
Mestrado em Letras.
Universidade Vale do Rio Verde de Três Corações, UNINCOR, Brasil.
Título: Poder e saber nos editoriais do Monitor Sul-Mineiro de 1872,Ano de Obtenção: 2011.
Orientador: Paulo Roberto Almeida.
Palavras-chave: Análise do Discurso.
Grande área: Lingüística, Letras e Artes
Setores de atividade: Educação.
1993 - 1993
Especialização em Metodologia do Ensino. (Carga Horária: 390h).
Fundação Educacional de Machado, FEM, Brasil.
Título: A Matemática Como fator de evasão e reprovação.
Orientador: josé maria do amaral rezende.
1998 - 2000
Graduação em pedagogia.
Fundação Educacional de Machado, FEM, Brasil.
1987 - 1990
Graduação em letras.
Fundação Educacional de Machado, FEM, Brasil.
1980 - 1982
Ensino Médio (2º grau).
Escola Agrotécnica Federal de Machado MG, EAFM, Brasil.




Formação Complementar


2008 - 2008
Literatura e histórias: desafios contemporâneos.
Universidade Vale do Rio Verde de Três Corações, UNINCOR, Brasil.
2003 - 2003
Aprender a Empreender.
SEBRAE MG, SEBRAE, Brasil.
2000 - 2001
Extensão universitária em Formação Empreendedora na Educação Profissional. (Carga horária: 180h).
Universidade do Estado de Santa Catarina, UDESC, Brasil.
1999 - 1999
Educação, Ciência e Tecnologia. (Carga horária: 30h).
Escola Agrotécnica Federal de Machado MG, EAFM, Brasil.
1996 - 1996
Atualização Professores Ensino Fundamental e Médio. (Carga horária: 40h).
Hospital Universitário Alzira Velano, HUAV/FETA, Brasil.
1996 - 1996
Aperfeiçoamento Professores de Língua Portuguesa. (Carga horária: 12h).
Superintendência Regional de Ensino de Varginha MG, 41º SRE, Brasil.


Atuação Profissional



Universidade do Vale do Sapucaí, UNIVÁS, Brasil.
Vínculo institucional

2014 - Atual
Vínculo: Outro, Enquadramento Funcional: DISCENTE DOUTORADO PPGCL
Outras informações
Tese referente à "A violência urbana no Brasil, o discurso de segurança pública e os seus efeitos de sentido", onde se propõe uma análise do funcionamento da linguagem, visando à compreensão do discurso de segurança pública e suas formas de produção de sentido.

Atividades

03/2014 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Programa de Pós-Graduação em Ciências da Linguagem, .


Escola Agrotécnica Federal de Machado MG, EAFM, Brasil.
Vínculo institucional

2004 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional: estatutário, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Professor Linguagem, Códigos e suas Tecnologias Ensino Médio Técnico e Tecnológico - IFSULDEMINAS - Câmpus Machado MG Ministrando aulas de Língua Portuguesa, Redação e Literatura Concursado, com efetivo exercício nessa Instituição de Ensino, a partir da nomeação de 30/12/2003; e posse em 02/02/2004, exercendo atualmente o cargo supracitado. Nessa mesma Instituição, ministrou aulas de "Português Instrumental", no Curso Superior de Tecnologia em Cafeicultura Empresarial, no período de 01/02/2005 a 31/12/2006


Escola Estadual José Bonifácio, EEJB, Brasil.
Vínculo institucional

2002 - 2003
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: estatutário, Carga horária: 20
Outras informações
Professor de Língua Portuguesa - de 25/07/2002 a 31/12/2003 Poço Fundo MG


Escola Estadual São Marcos, EESM, Brasil.
Vínculo institucional

2002 - 2003
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: estatutário, Carga horária: 20
Outras informações
Efetivo exercício na Escola Estadual São Marcos, no Município de Poço Fundo MG, exercendo o cargo de Especialista de Educação/ Supervisor Pedagógico, atuando nos níveis de Ensino Fundamental e Médio, no período de 10/07/2002 a 31/12/03.


Escola Estadual João de Paula Caproni 2, EEJPC2, Brasil.
Vínculo institucional

2000 - 2000
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: estatutário, Carga horária: 20
Outras informações
Professor Ensino Médio Ministrando aula Língua Inglesa De 01/02/2000 a 31/08/2000 Carvalhópolis MG


Escola Municipal Laura Muniz de Vilhena, EMLMV, Brasil.
Vínculo institucional

1999 - 1999
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: estatutário, Carga horária: 20
Outras informações
Professor de Literatura - Ensino Médio Período de Atuação: Fevereiro de 1999 a Dezembro de 1999, Escola Municipal Laura Muniz de Vilhena, Município de São João da Mata MG.


Escola Agrotécnica federal de Machado 1, EAFM1, Brasil.
Vínculo institucional

1998 - 2002
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: estatutário, Carga horária: 20
Outras informações
Professor Ensino Médio Linguagem, Códigos e suas Tecnologias Ministrando aulas de Língua Portuguesa, Literatura e Redação Designado para prestação de serviço em educação


Prefeitura Municipal de Carvalhópolis, PMC, Brasil.
Vínculo institucional

1998 - 2002
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: estatutário, Carga horária: 20
Outras informações
Concursado e empossado como Especialista de Educação, atuando como Supervisor Pedagógico na Escola Municipal Maria Caproni de Oliveira, Ensino fundamental, no Município de Carvalhópolis MG, no período de 02/02/1998 a 09/07/2002.


escola estadual iracema rodrigues, EEIR, Brasil.
Vínculo institucional

1997 - 1998
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: estatutário, Carga horária: 20
Outras informações
Professor de Língua Portuguesa e Literatura Designado como professor substituto, no Ensino Médio, de Fevereiro de 1998 a Abril de 1998. E.E. Iracema Rodrigues, Município de Machado, MG.


Escola Estadual João de Paula Caproni, EEJPC, Brasil.
Vínculo institucional

1993 - 1998
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: estatutário, Carga horária: 20
Outras informações
Professor de Língua Portuguesa, no período de 01/09/93 a 31/01/98, na referida Escola, no Município de Carvalhópolis, MG.


Escola Estadual de Douradinho-Machado/MG, EED, Brasil.
Vínculo institucional

1991 - 1993
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: estatutário, Carga horária: 20
Outras informações
Professor de Língua Portuguesa Exercício do cargo no período de 15/04/1991 a 10/08/1993, na Escola Estadual de Douradinho, município de Machado MG.



Linhas de pesquisa


1.
Análise de Discurso

Objetivo: Pretende-se dar uma formação específica em Análise de Discurso, voltada para a compreensão do funcionamento da linguagem, pensando-se a relação da língua com sua exterioridade (sujeito, situação e memória constitutiva). Desse modo trabalhar-se-ão os processos de significação e os sujeitos em suas relações, levando o mestrando à compreensão de como qualquer objeto de linguagem produz sentidos. Sendo os textos as unidades de análise, visa-se familiarizar o aluno com os modos como o discurso se textualiza, como as formas lingüísticas se articulam, funcionando na produção de efeitos de sentidos. Explicita-se assim a relação da forma como a língua é a matéria específica do discurso e este da ideologia e como isto está presente em qualquer fragmento de linguagem (seja verbal, não-verbal, seja explícito, ou implícito). Objetiva-se preparar este pesquisador, seja ele da área de linguagem ou de outras áreas de conhecimento, a compreender diferentes formas de discurso em seu modo de existência e funcionamento na sociedade..
2.
Linguagem, conhecimento e suas tecnologias

Objetivo: A linha de pesquisa Linguagem, Conhecimento e suas Tecnologias tem como objetivo a compreensão das novas tecnologias e mídias digitais da sociedade contemporânea, considerando a produção de(das) tecnologia(s) em diferentes momentos da história, de outras formações sociais e da cultura. As investigações, propostas nesta linha de pesquisa, estão inseridas em uma perspectiva em que diferentes teorias da linguagem podem se dedicar ao estudo da tecnologia e da automatização de seus modelos que funciona heuristicamente para interrogar o funcionamento das diferentes linguagens em diferentes materialidades. Historicamente, as tecnologias constituem artefatos necessários que têm modificado não só a relação do homem com a natureza e a sociedade, mas também ? e principalmente ? a relação do homem com a máquina, o que retorna para a relação do homem com o homem. Assim, com a efervescência das novas tecnologias, assiste-se ao nascimento de novas formas de significar as relações do sujeito consigo mesmo, com a linguagem, com a sociedade e também com o conhecimento. Sendo nossa sociedade uma sociedade do conhecimento, e da informação, isto é de suma relevância. Ao tomar essas questões como objeto de estudo e pesquisa, a linha Linguagem, Conhecimento e suas Tecnologias instiga reflexões sobre o papel da tecnologia ? não esqueçamos que, como aprendemos, um dicionário, uma gramática, é uma tecnologia ? na sociedade. Interessa, assim, procurar compreender os diferentes deslocamentos que se produzem a partir das novas tecnologias, a saber, as novas formas de ensino-aprendizagem, de textualidade, de autoria, de efeitos-leitor, de produção e circulação do conhecimento e de relações sociais que daí derivam. Desse modo, os efeitos da entrada das tecnologias sobre o sujeito e sobre a relação do sujeito com a sociedade ocupa uma posição central nas reflexões e pesquisas propostas nesta linha..


Projetos de pesquisa


2015 - Atual
Discurso e Silêncio: política, ciência e arte
Descrição: Descrição: Compreender a relação estabelecida entre linguagem e sua exterioridade face ao processo de significação implica considerar que todo dizer está ligado com o não-dizer, ou seja, que o discurso é atravessado pelo silêncio, pois, de acordo com Orlandi (1992), "quando dizemos que há silêncio nas palavras, estamos dizendo que: elas são atravessadas de silêncio; elas produzem silêncio; o silêncio fala por elas; elas silenciam" (p. 14). Nesta direção, observa-se que há formas de o silêncio funcionar na produção de efeitos de sentidos tendo em vista que ele ao mesmo tempo está nas palavras, está entre as palavras, ou significa por elas. O silêncio, então, movimenta(-se) (n)o discurso. Está nele, o constitui e assim se significa. Faz parte do processo discursivo, porque, para dizer é preciso não-dizer, pois o sentido sempre pode ser outro. Em sua teorização sobre o silêncio, Orlandi (idem) distingue duas formas de silêncio: 1) o silêncio fundador e 2) o silenciamento, que faz parte da política do silêncio. A autora explica que a "diferença entre o silêncio fundador e a política do silêncio é que a política do silêncio produz um recorte entre o que se diz e o que não se diz, enquanto o silêncio fundador não estabelece nenhuma divisão: ele significa em (por) si mesmo" (ORLANDI, 1992: p. 75). Trata-se, portanto, de uma distinção que aponta para o caráter fundador e contínuo do silêncio, e assevera o fato de ele residir na produção de efeitos de sentido, em qualquer prática discursiva, em qualquer objeto simbólico. E, ainda, para o fato de que ao se dizer algo, apagam-se ou silenciam-se outros possíveis sentidos, e esse gesto significa numa determinada conjuntura sócio-histórica seja na constituição do que é dito, seja na interdição de um dizer. É partindo dessa compreensão de silêncio que esse projeto de pesquisa - no âmbito do Convênio de Cooperação Científica e Cultural estabelecido entre a Universidad Central Marta Abreu de las Villas, de Cuba, e o Programa de Pós-Graduação em Ciências da Linguagem da Universidade do Vale do Sapucaí, do Brasil - almeja investigar como as formas do silêncio funcionam em determinadas produções artístico-literárias de modo a engendrar sentidos sobre o Brasil, por um lado; e, por outro, como uma obra literária cubana, considerada ora como diário de viagem, ora como um romance, é atravessada pelo silêncio e assim constrói em sua narrativa o sujeito Outro. Com esse trabalho, esperamos estabelecer um diálogo científico entre as duas IES envolvidas bem como estreitar os trabalhos realizados no domínio das Ciências da Linguagem na América Latina. Para tanto, inicialmente, selecionamos três materiais para procedermos à análise em nossa pesquisa: 1) a obra Portinari devora Hans Staden, 2) o romance Os Sertões e 3) e a peça narrativa Un verano en Tenerife...
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) Doutorado: (1) .
Integrantes: João Roberto Caixeta - Integrante / Profª. Drª. Greciely Cristina da Costa - Coordenador / Eni de Lourdes Puccinelli Orlandi - Integrante / Débora Raquel Hettwer Massmann - Integrante / Ana Cláudia Fernandes Ferreira - Integrante / Telma Domingues da Silva - Integrante / Renata Chrystina Bianchi de Barros - Integrante / Paula Chiaretti - Integrante / Gustavo Faria - Integrante.


Projetos de extensão


2014 - Atual
Encontro de Escrita
Descrição: São planejadas oficinas direcionadas à produção de texto, as quais são voltadas às especificidades dos alunos do Sistema Anglo de Ensino..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.


Áreas de atuação


1.
Grande área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Lingüística.


Idiomas


Inglês
Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Razoavelmente.
Espanhol
Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Razoavelmente.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
CAIXETA, JOÃO2016 CAIXETA, JOÃO. DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO À CONSTRUÇÃO DE UM CONCEITO DE SEGURANÇA. Entremeios, v. 13, p. 231-247, 2016.



Bancas




Participação em bancas de comissões julgadoras
Professor titular
1.
CAIXETA, J. R.. Processo Seletivo professor 1º e 2º graus. 2006. Escola Agrotécnica Federal de Muzambinho.

Concurso público
1.
CAIXETA, J. R.. Processo Seletivo professor 1º e 2º graus. 2006. Escola Agrotécnica Federal de Machado MG.

2.
CAIXETA, J. R.. Processo Seletivo professor 1º e 2º graus. 2006. Escola Agrotécnica Federal de Machado MG.

3.
CAIXETA, J. R.. Processo Seletivo professor 1º e 2º graus. 2006. Escola Agrotécnica Federal de Machado MG.

4.
CAIXETA, J. R.. Processo Seletivo professor 1º e 2º graus. 2005. Escola Agrotécnica Federal de Machado MG.

5.
CAIXETA, J. R.. Processo Seletivo professor 1º e 2º graus. 2005. Escola Agrotécnica Federal de Machado MG.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
Seminário Integrado de Monografias, Dissertações e Teses. 2016. (Seminário).

2.
ENELIN. A violência urbana no Brasil, o discurso de segurança pública e os seus efeitos de sentido. 2015. (Congresso).

3.
V Seminário de alunos do PPGCL.A violência urbana no Brasil, o discurso de segurança pública e os seus efeitos de sentido. 2015. (Seminário).

4.
?O DESCOBRIMENTO": HISTÓRIA DE UMA INVENÇÃO SEMÂNTICA. 2014. (Seminário).

5.
?RETÓRICA, DISCURSO E ARGUMENTAÇÃO: HORIZONTES DE PESQUISA?. 2014. (Seminário).

6.
Discurso Cientifico e Intepretação. 2014. (Seminário).

7.
III Jornada Nacional Tecnologia, Novas Mídias e o Ensino em suas redes discursivas. 2014. (Simpósio).

8.
Simpósio Internacional de Letras.Imprensa: espaço de construção do pensamento nas diferentes épocas e paradigmas. 2009. (Simpósio).

9.
1º Simpósio Internacional de Letras.Língua: a identidade pelo discurso. 2008. (Simpósio).

10.
Encontro de Aprendizagem e Currículo no Ensino Médio. 2001. (Congresso).

11.
Seminário de Educação no Contexto de Ciclo de Formação Humana. 2000. (Seminário).

12.
Encontro de Atualização Capacitação de professores. 1998. (Oficina).

13.
Encontro de professores de Língua Portuguesa. 1996. (Seminário).

14.
Seminário Regional: 5º Série em Destaque. 1996. (Seminário).

15.
Encontro de Professores de Língua Portuguesa. 1995. (Encontro).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
CAIXETA, J. R.. SIMDT - Seminário Integrado de Monografias, Dissertações e Teses. 2016. (Congresso).

2.
CAIXETA, J. R.. III Seminário Integrado de Monografias, Dissertações e Teses. 2014. (Congresso).

3.
CAIXETA, J. R.. Simpósio Internacional de Letras - Fronteiras do Contemporâneo - Linguagem, Espaço e Máquina. 2009. (Congresso).



Educação e Popularização de C & T



Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
CAIXETA, J. R.. Simpósio Internacional de Letras - Fronteiras do Contemporâneo - Linguagem, Espaço e Máquina. 2009. (Congresso).




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 16/01/2019 às 23:30:37