Erika Marques de Santana

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/4873694782558406
  • Última atualização do currículo em 16/11/2018


Sou doutora em ecologia pela Universidade de São Paulo. Realizei meu mestrado em ecologia pela pela Universidade de São Paulo e tenho formação em ciências biológicas (licenciatura e bacharelado), com ênfases em meio ambiente e em biotecnologia, pela Universidade Católica de Santos. Tenho interesse em comportamento animal, seleção sexual, ecologia e evolução. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Erika Marques de Santana
Nome em citações bibliográficas
Santana, E. M.

Endereço


Endereço Profissional
Universidade de São Paulo, Instituto de Biociências, Departamento de Ecologia Geral.
Rua do Matão, Travessa 14, n. 321
Butantã
05508090 - São Paulo, SP - Brasil
Telefone: (11) 30910969


Formação acadêmica/titulação


2014 - 2018
Doutorado em Ecologia.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
com período sanduíche em University of New South Wales (Orientador: Michael Kasumovic).
Título: Causas e consequências da poliandria, Ano de obtenção: 2018.
Orientador: Glauco Machado.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Grande área: Ciências Biológicas
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Zoologia / Subárea: Comportamento Animal.
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Biologia Geral / Subárea: Evolução.
2011 - 2013
Mestrado em Ecologia.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Título: Efeito da poluição industrial de Cubatão sobre anuros (Amphibia) da Mata Atlântica,Ano de Obtenção: 2013.
Orientador: Marcio Roberto Costa Martins.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Grande área: Ciências Biológicas
Setores de atividade: Pesquisa e desenvolvimento científico.
2005 - 2009
Graduação em Ciências Biológicas.
Universidade Católica de Santos, UNISANTOS, Brasil.
Título: Anurofauna do Forte dos Andradas, Guarujá, São Paulo, Brasil..
Orientador: Flavio Aparecido Baldisseri Junior.
2002 - 2004
Curso técnico/profissionalizante em Informática com Ênfase em Sistemas Informação.
Colégio Santa Cecília, CSC, Brasil.




Formação Complementar


2017 - 2017
Online teaching and learning and how to develop MOOCs - by Barbara Oakley. (Carga horária: 7h).
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
2015 - 2015
Phylogenetic Comparative Methods in R. (Carga horária: 40h).
University of Massachusetts Boston, UMass Boston, Estados Unidos.
2014 - 2014
Origem e Evolução do Sexo. (Carga horária: 12h).
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
2011 - 2011
Produção Escrita em Inglês. (Carga horária: 24h).
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
2011 - 2011
Programa de Aperfeiçoamento de Ensino. (Carga horária: 15h).
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
2009 - 2009
Metodologias para o estudo comportamental em Anura. (Carga horária: 10h).
Sociedade Brasileira de Herpetologia, SBH, Brasil.
2008 - 2008
Etologia-evolução comportamental,qualidade de vida. (Carga horária: 9h).
Universidade Santa Cecília, UNISANTA, Brasil.
2006 - 2006
Biologia, ecologia e conservação de tartarugas. (Carga horária: 8h).
Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Brasil.
2006 - 2006
Ecologia Aplicada à Saúde. (Carga horária: 4h).
Universidade Santa Cecília, UNISANTA, Brasil.
2006 - 2006
Mamíferos: As ordens desconhecidas. (Carga horária: 6h).
Universidade Católica de Santos, UNISANTOS, Brasil.
2005 - 2005
Biologia da Conservação. (Carga horária: 6h).
Universidade Católica de Santos, UNISANTOS, Brasil.
2005 - 2005
Manguezal: Biologia e Conservação. (Carga horária: 4h).
Universidade Católica de Santos, UNISANTOS, Brasil.


Atuação Profissional



Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Vínculo institucional

2014 - Atual
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Aluna de doutorado, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2016 - 2016
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Monitora, Carga horária: 6
Outras informações
Monitoria na disciplina Bie212 - Ecologia

Vínculo institucional

2011 - 2013
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Aluna de Mestrado, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2012 - 2012
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Monitora, Carga horária: 6
Outras informações
Monitora da disciplina 0410109 - Fauna, Flora e Ambiente


Prefeitura Municipal de São Vicente, PMSV, Brasil.
Vínculo institucional

2008 - 2008
Vínculo: Estagiária, Enquadramento Funcional: Monitoria, meio ambiente e educação ambiental, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Estágio no Zoológico do Horto Municipal de São Vicente.

Vínculo institucional

2007 - 2008
Vínculo: Estagiária, Enquadramento Funcional: Monitoria, meio ambiente e educação ambiental, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Estágio no Museu de História Natual "Museu da Praia" - JOBAS.


Instituto de Pesca, IP, Brasil.
Vínculo institucional

2007 - 2007
Vínculo: Livre, Enquadramento Funcional: Estagiária, Carga horária: 20, Regime: Dedicação exclusiva.



Projetos de pesquisa


2014 - 2018
Causas e consequências da poliandria
Descrição: De acordo com o paradigma Darwin-Bateman, fêmeas não ganham benefícios em copular com múltiplos machos (i.e., poliandria), dado que seu sucesso reprodutivo depende principalmente da qualidade dos seus parceiros sexuais. Porém, a poliandria é um comportamento amplamente encontrado nas espécies com reprodução sexuada. O objetivo central deste projeto foi explorar as possíveis causas e consequências da poliandria. Na primeira parte deste projeto, utilizamos experimentos em laboratório para investigar como a experiência social antes e depois da maturação influencia o grau de poliandria. A espécie estudada foi o grilo australiano Teleogryllus commodus, para a qual o ambiente acústico antes da maturação determina o comportamento reprodutivo das fêmeas após a maturação. Na segunda parte deste projeto, utilizamos métodos comparativos para testar se o risco de competição espermática promovido pela poliandria determina a evolução de características masculinas relacionadas à monopolização de fêmeas. Nosso modelo de estudo foram rãs da subfamília Leptodactylinae, cujas espécies podem depositar ovos na água (onde o risco de competição espermática é alto) ou dentro de tocas na terra (onde o risco de competição espermática é baixo). Os resultados estão prontos, e os artigos oriundos deste projeto em breve estarão publicados..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Doutorado: (1) .
Integrantes: Erika Marques de Santana - Coordenador / Glauco Machado - Integrante.
2011 - 2013
Efeitos da poluição industrial sobre anuros (Amphibia) da Mata Atlântica
Descrição: A contaminação gerada pelas indústrias da cidade de Cubatão, no litoral do estado de São Paulo, vem causando danos à estrutura da Mata Atlântica circundante ao longo das últimas décadas. A Mata Atlântica abriga uma alta diversidade de anfíbios e estes podem ser bons indicadores ambientais. O objetivo deste estudo foi detectar possíveis efeitos desta contaminação em anfíbios anuros. A nossa hipótese é que existe um gradiente de contaminação à medida que aumenta a distância entre as populações de anfíbios estudadas e a fonte de poluição. Além disso, levantamos a hipótese de que espécies especialistas, restritas a ambientes específicos e, portanto, consideradas mais suscetíveis à perturbação antrópica, seriam mais afetadas pela contaminação do que espécies generalistas. Populações de Cycloramphus dubius (especialista em habitat) e Rhinella ornata (generalista de habitat) foram amostradas nas localidades aqui chamadas de Mogi, Quilombo e Itatinga, localizadas em distâncias cada vez maiores de Cubatão. Cada indivíduo capturado foi submetido a medições, tais como a massa corporal e comprimento, utilizados para calcular o índice corporal (estimativa da condição corporal do indivíduo), além de medições da massa relativa de órgãos e de carga de parasitas no pulmão e no intestino. Essas variáveis foram comparadas entre populações das diferentes áreas amostradas. Amostras de tecido dos indivíduos e amostras de solo foram testados para a presença de contaminantes. No Mogi, o local mais próximo de Cubatão, os indivíduos de C. dubius e R. ornata apresentaram maior massa de fígado e corpos gordurosos para um mesmo índice corpóreo. Em C. dubius, a população do Quilombo, o local intermediário em relação à distância da fonte de contaminantes, apresentaram menores massas de fígado e de corpos gordurosos e cargas maiores de parasitas pulmonares. Em R. ornata, a população do Mogi apresentou maior massa do fígado, do rim e de corpos gordurosos, bem como a maior massa do baço, para a mesma carga de parasita. A localidade onde a contaminação dos tecidos e do solo foi maior variou com o tipo de contaminante. Este trabalho apresentou resultados conflitantes com relação à hipótese de relação entre os efeitos de contaminação e a distância das fontes de contaminantes. Talvez o fluxo constante de água no habitat de C. dubius não permita que poluentes se acumulem, e as diferenças encontradas no Quilombo pode estar relacionadas a outros aspectos da ecologia da espécie. Para R. ornata, talvez diferenças encontradas no Mogi reflitam contaminação por fontes locais. Finalmente, talvez as análises de contaminantes realizados não tenham sido suficientes para demonstrar as diferenças de contaminação das populações entre as localidades. Diferentemente do esperado, a espécie generalista parece ser mais afetada pela contaminação, mostrando a importância de considerar a ecologia das espécies nesse tipo de estudo..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Erika Marques de Santana - Coordenador / MARCIO ROBERTO COSTA MARTINS - Integrante / Luis Cesar Schiesari - Integrante / Fernando Ribeiro Gomes - Integrante.
2010 - 2012
Padrões de história natural e distribuição de anfíbios e répteis como base para estudos de ecologia, evolução e conservação
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2007 - 2008
Anurofauna do Forte dos Andradas, Guarujá, São Paulo, Brasil.
Descrição: Anfíbios são os animais que representam os primeiros vertebrados a ocuparem ambientes terrestres. A Classe Amphibia possui três ordens, das quais a Ordem Anura possui a maior variabilidade de espécies. Anuros possuem ampla distribuição geográfica, já que desenvolveram adaptações que possibilitaram a ocupação de todos os ambientes terrestres. Algumas características de sua fisiologia e ecologia fazem dos anuros animais vulneráveis, caracterizando-os como bioindicadores. Nas últimas décadas, devido às alterações nos ecossistemas, muitas populações de anfíbios anuros vêm sofrendo declínio, algumas chegando à extinção. Apesar do crescente aumento de estudos na área, ainda existem poucas informações a respeito da distribuição e ecologia de anfíbios anuros. No Brasil, grandes áreas ainda necessitam de inventários iniciais, enquanto muitas das localidades já investigadas foram sub-amostradas. O Brasil é o país com maior biodiversidade de anuros, com 808 espécies e taxa de endemismo de 65,1%. A Mata Atlântica, segundo maior ecossistema do mundo, é o bioma brasileiro que abriga a maior diversidade de espécies. Apesar da criação de reservas e estipulação de leis de proteção ambiental, o crescente desmatamento, a ocupação ilegal e a ausência de fiscalização nas áreas protegidas ameaçam a rica biodiversidade da Mata Atlântica. Um dos principais fatores para a alta diversidade de espécies e famílias de anuros encontrada na Mata Atlântica é a grande disponibilidade de variados tipos de microambientes úmidos. Este trabalho teve como objetivos o levantamento da anurofauna e microambientes do Forte dos Andradas, área militar localizada no Município de Guarujá, São Paulo, Brasil. Outro objetivo foi auxiliar no estabelecimento e organização da Coleção de Referência dos Anuros da Baixada Santista, depositada na Universidade Católica de Santos. O levantamento de dados foi realizado no período de maio de 2007 a setembro de 2008. Foram selecionados 5 pontos principais de coleta com visita.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Erika Marques de Santana - Integrante / Flavio Aparecido Baldisseri Junior - Coordenador.


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Ecologia.
2.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Zoologia / Subárea: Comportamento Animal.


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Espanhol
Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Pouco.
Português
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.


Produções



Produção bibliográfica
Resumos publicados em anais de congressos
1.
Santana, E. M.; KASUMOVIC, M. M. ; MACHADO, G. . Social environment as a mediator of females? mating behavior in the Australian field cricket. In: ISBE 2018: meeting of the International Society for Behavioral Ecology, 2018, Minneapolis, Minnesota, USA. Social environment as a mediator of females? mating behavior in the Australian field cricket, 2018.

2.
Santana, E. M.; BALDISSERI JUNIOR, F. A. . Anuran fauna of Andradas Fort, Guaruja, Sao Paulo, Brazil. In: IV Congresso Brasileiro de Herpetologia, 2009, Pirenópolis. Anuran fauna of Andradas Fort, Guaruja, Sao Paulo, Brazil, 2009.

3.
CASTRO, R. S. de ; TOMAS, A. R. G. ; Santana, E. M. ; MASSUNO, J. A. Y. ; ÁVILA-DA-SILVA, A. O ; SOUZA, M. R. de . Estrutura populacional do polvo-comum Octopus Vulgaris na pescaria de arrasto de portas do Estado de São Paulo. In: 2º Seminário de Iniciação Científica do Instituto de Pesca (SICIP), 2007, São Paulo. 2º Seminário de Iniciação Científica do Instituto de Pesca (SICIP), 2007.

4.
TOMAS, A. R. G. ; ÁVILA-DA-SILVA, A. O ; SOUZA, M. R. de ; Santana, E. M. ; MASSUNO, J. A. Y. ; CASTRO, R. S. de . Comparação da estrutura populacional do polvo-comum Octopus vulgaris nas pescarias de arrasto e de potes do Estado de São Paulo, Brasil.. In: XX Encontro Brasileiro de Malacologia, 2007, Rio de Janeiro. XX Encontro Brasileiro de Malacologia, 2007.

5.
GOMES, A. P. S. ; Santana, E. M. . Contrato pedagógico sobre a fauna encontrada nos canais de Santos. In: XIII Semana Fafiana, 2007, Santos. XIII Semana Fafiana, 2007.

Apresentações de Trabalho
1.
Santana, E. M.. Seleção sexual. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
Santana, E. M.; MACHADO, G. . Polyandry, breeding sites, and the evolution of male weaponry in a clade of Neotropical frogs. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

3.
Santana, E. M.; PRADO, C. P. A. ; MACHADO, G. . Consequences of terrestrialization on male weaponry evolution in a clade of Neotropical anurans. 2015. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

4.
Santana, E. M.. Seleção sexual: da competição entre machos à poliandria das fêmeas. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

5.
Santana, E. M.; BALDISSERI JUNIOR, F. A. . Anuran fauna of Andradas Fort, Guaruja, Sao Paulo, Brazil. 2009. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

6.
Santana, E. M.; TOMAS, A. R. G. ; ÁVILA-DA-SILVA, A. O ; SOUZA, M. R. de ; MASSUNO, J. A. Y. ; CASTRO, R. S. de . Estrutura populacional do polvo-comum Octopus Vulgaris na pescaria de potes do Estado de São Paulo. 2007. (Apresentação de Trabalho/Seminário).


Demais tipos de produção técnica
1.
Santana, E. M.; VIRGA, R. . Quem são os vertebrados ? - Baleia mama? Pingüim é ave? Mamífero põe ovo? Conheça mais sobre os vertebrados.. 2007. (Curso de curta duração ministrado/Outra).



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
Evolution Meeting. Consequences of terrestrialization on male weaponry evolution in a clade of Neotropical anurans. 2015. (Congresso).

2.
17ª Semana Temática da Biologia. 2014. (Simpósio).

3.
IV Workshop e I Simpósio de Ecotoxicologia. 2011. (Simpósio).

4.
IV Congresso Brasileiro de Herpetologia. Anuran fauna of Andradas Fort, Guaruja, Sao Paulo, Brazil. 2009. (Congresso).

5.
11º Simpósio de Biologia Marinha. 2008. (Simpósio).

6.
XXVII Congresso Brasileiro de Zoologia. 2008. (Congresso).

7.
2º Seminário de Iniciação Científica do Instituto de Pesca (SICIP).Estrutura populacional do polvo-comum Octopus Vulgaris na pescaria de potes do Estado de São Paulo. 2007. (Seminário).

8.
XIII Semana Fafiana.Contrato pedagógico sobre a fauna encontrada nos canais de Santos. 2007. (Encontro).

9.
XX Encontro Brasileiro de Malacologia.Comparação da Estrutura Populacional do Polvo-comum Octopus vulgaris nas Pescarias de Arrasto e de Potes do Estado de São Paulo. 2007. (Encontro).

10.
17º Encontro de Biólogos do CRBio-1. 2006. (Encontro).

11.
I Jornada Integrada de Biologia e Geografia. 2006. (Congresso).

12.
IV Semana da Biologia Marinha e Gerenciamento Costeiro. 2006. (Congresso).

13.
V Semana da Biologia. 2005. (Congresso).

14.
XII Semana Fafiana - Meio Século Mudando a História. 2005. (Congresso).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
Martins, A.B. ; Rios, V.P. ; Santana, E. M. ; Hohlenwerger, C.C. ; Santos, J.F. ; Travassos-de-Britto, B. . 2ª EcoEscola: Escola de Ecologia da USP. 2015. (Outro).

2.
Santana, E. M.; Koffler, S. ; Lemos da Costa, P. ; Duarte, M. ; Azevedo, T.N. ; Millan, C.H. . EcoEncontros - Seminários do Depto de Ecologia. 2012. (Outro).



Educação e Popularização de C & T



Apresentações de Trabalho
1.
Santana, E. M.. Seleção sexual: da competição entre machos à poliandria das fêmeas. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
Santana, E. M.. Seleção sexual. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

3.
Santana, E. M.; MACHADO, G. . Polyandry, breeding sites, and the evolution of male weaponry in a clade of Neotropical frogs. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
Martins, A.B. ; Rios, V.P. ; Santana, E. M. ; Hohlenwerger, C.C. ; Santos, J.F. ; Travassos-de-Britto, B. . 2ª EcoEscola: Escola de Ecologia da USP. 2015. (Outro).



Outras informações relevantes


Participações no Dia da Cidadania (2005 e 2008) promovido pelo Núcleo de Extensão Comunitária da UNISANTOS.

Obtenção do certificado de Proficiência em Inglês: "Reading" da União Cultural Brasil-Estados Unidos, 2009.



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 10/12/2018 às 9:48:09