Benedito Rodrigues da Silva Neto

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/5082780010357040
  • Última atualização do currículo em 22/10/2018


Possui graduação em Ciências Biológicas pela Universidade do Estado de Mato Grosso (2005). Em 2006 se especializou em Educação no Instituto Araguaia de Pós graduação Pesquisa e Extensão. Obteve seu Mestrado em Biologia Celular e Molecular pelo Instituto de Ciências Biológicas (2009) e o Doutorado em Medicina Tropical e Saúde Pública pelo Instituto de Patologia Tropical e Saúde Pública (2013) da Universidade Federal de Goiás. Pós-Doutorado em Genética Molecular com concentração em Proteômica e Bioinformática, e aperfeiçoamento no Institute of Transfusion Medicine at the Hospital Universitatsklinikum Essen, Germany (2015). Possui experiência nas áreas de Biotecnologia aplicada a Genômica, Engenharia Genética e Proteômica, Bioinformática, Bioquímica, Biologia Molecular, Genética e Microbiologia. Sócio fundador da Sociedade Brasileira de Ciências aplicadas à Saúde (SBCSaúde) onde exerce o cargo de Diretor Executivo. Atualmente realiza seu segundo Pós doutoramento no Programa de Pós- Graduação Stricto Sensu em Ciências Aplicadas a Produtos para a Saúde, da Universidade Estadual de Goiás, onde desenvolve o projeto Análise Global da Genômica Funcional do Fungo Trichoderma Harzianum. Atua como Pesquisador consultor da Fundação de Amparo e Pesquisa do Estado de Goiás - FAPEG. Professor Doutor de Tutoria e Habilidades Profissionais da Faculdade de Medicina Alfredo Nasser (FAMED-UNIFAN); Biotecnologia, Fisiologia Humana, Biologia Celular, Biologia Molecular, Micologia e Bacteriologia nos cursos de Biomedicina, Fisioterapia e Enfermagem na Sociedade Goiana de Educação e Cultura (Faculdade Padrão). Professor substituto de Microbiologia/Micologia junto ao Departamento de Microbiologia, Parasitologia, Imunologia e Patologia do Instituto de Patologia Tropical e Saúde Pública (IPTSP) da Universidade Federal de Goiás. Coordenador do curso de Especialização em Medicina Genômica e Coordenador do curso de Biotecnologia e Inovações em Saúde no Instituto Nacional de Cursos. Contato: dr.neto@ufg.br ou neto@doctor.com (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Benedito Rodrigues da Silva Neto
Nome em citações bibliográficas
NETO, B. R. S.;da Silva Neto, B.R.;DA SILVA NETO, BENEDITO RODRIGUES;NETO, BENEDITO RODRIGUES DA SILVA;DA SILVA NETO, BENEDITO;DA S NETO, BENEDITO R


Formação acadêmica/titulação


2009 - 2013
Doutorado em Medicina Tropical.
Universidade Federal de Goiás, UFG, Brasil.
Título: Perfil Transcricional e Proteômico de Paracoccidioides em Resposta à Itraconazol e Anfotericina B e Identificação de Compostos com Potencial Antifúngico., Ano de obtenção: 2013.
Orientador: Maristela Pereira.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Palavras-chave: Paracoccidioides brasiliensis.
Grande área: Ciências da Saúde
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Bioquímica.
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Microbiologia.
Setores de atividade: Saúde e Serviços Sociais.
2007 - 2009
Mestrado em CIÊNCIAS BIOLÓGICAS.
Universidade Federal de Goiás, UFG, Brasil.
Título: The Malate Synthase of Paracoccidioides brasiliensis is a cell surface protein and participate of fungus adhesion.,Ano de Obtenção: 2009.
Orientador: Maristela Pereira.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: Malato Sintase; Paracoccidioides brasiliensis.
Grande área: Ciências Biológicas
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Microbiologia.
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Bioquímica / Subárea: Biologia Molecular.
2015 - 2018
Especialização em Análises Clínicas e Microbiologia. (Carga Horária: 495h).
Universidade Candido Mendes, UCAM, Brasil.
Título: Interações proteicas como estratégia para estudos microbiológicos e desenvolvimento de novas abordagens para análises clínicas..
Orientador: Mônica de Fátima Oliveira Jacob.
2005 - 2006
Especialização em Educação Ambiental. (Carga Horária: 400h).
Instituto Araguaia de Pós Graduação Pesquisa e Extenção, IAPPE, Brasil.
Título: Levantamento de daodos referentes à percepção dos alunos de uma escola particular sobre Educação Ambiental.
Orientador: Patrícia Maria Martins Nápolis Rossete.
2002 - 2005
Graduação em Ciências Biológicas.
Universidade do Estado de Mato Grosso, UNEMAT, Brasil.
Título: Estudo Hematológico da Incidência de Anemia no Município de Nova Xavantina - MT.
Orientador: Maria Eloiza Pereira Leite Ramos.


Pós-doutorado


2018
Pós-Doutorado.
Universidade Federal de Goiás, UFG, Brasil.
Grande área: Ciências Biológicas
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Biotecnologia / Subárea: Microbiologia.
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Biotecnologia / Subárea: Micologia.
2014 - 2015
Pós-Doutorado.
Universidade Estadual de Goiás, UEG, Brasil.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Grande área: Ciências Biológicas
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Bioquímica / Subárea: Enzimologia.
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Bioquímica / Subárea: Proteômica.
2013 - 2014
Pós-Doutorado.
Universidade Federal de Goiás, UFG, Brasil.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Grande área: Ciências Biológicas
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Bioquímica / Subárea: Biologia Molecular.


Formação Complementar


2017 - 2017
Introdução à Gestão da Qualidade em Laboratórios Analíticos. (Carga horária: 6h).
Universidade Federal de Goiás, UFG, Brasil.
2017 - 2017
Atualização em Imunologia (Linfócitos da Imunidade Inata e Adquirida). (Carga horária: 12h).
Universidade Federal de Goiás, UFG, Brasil.
2017 - 2017
Capacitação em Metodologias Ativas. (Carga horária: 6h).
Faculdades Alfredo Nasser, UNIFAN, Brasil.
2015 - 2016
Análises Clínicas. (Carga horária: 320h).
Universidade Federal de Goiás, UFG, Brasil.
2015 - 2015
Atualização em Micologia: Visão Molecular e Morfológica de Fungos Patogênic. (Carga horária: 10h).
Sociedade Brasileira de Microbiologia, SBM, Brasil.
2015 - 2015
Visita Técnica. (Carga horária: 10h).
Genolab Biologia Molecular Apoio a Laboratórios, GENOLAB, Brasil.
2014 - 2014
Extensão universitária em Formação Continuada em Língua Brasileira. (Carga horária: 20h).
Faculdade Padrão, FP, Brasil.
2013 - 2013
Espectrometria de massas associada à proteômica. (Carga horária: 3h).
Sociedade Brasileira de Genética, SBG, Brasil.
2010 - 2010
Farmacogenômica. (Carga horária: 3h).
Sociedade Brasileira de Genética, SBG, Brasil.
2006 - 2006
Microbiologia e Biologia Molecular. (Carga horária: 300h).
Universidade Federal de Goiás, UFG, Brasil.


Atuação Profissional



Fundação de Amparo a Pesquisa do Estado de Goiás, FAPEG/GO, Brasil.
Vínculo institucional

2015 - 2015
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Avaliador de Projetos
Outras informações
Consultor ad hoc da Avaliação de Projetos de Pesquisa submetidos na Chamada Pública No 03/2015 ? PROGRAMA PRIMEIROS PROJETOS PPP da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Goiás ? FAPEG.

Vínculo institucional

2015 - 2015
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Avaliador de Projetos
Outras informações
Consultor ad hoc da Avaliação de Projetos de Pesquisa submetidos na Chamada Pública No 03/2015 ? PROGRAMA PRIMEIROS PROJETOS PPP da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Goiás ? FAPEG.

Vínculo institucional

2015 - 2015
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Avaliador de Projetos
Outras informações
Consultor ad hoc da Avaliação de Projetos de Pesquisa submetidos na Chamada Pública No 03/2015 ? PROGRAMA PRIMEIROS PROJETOS PPP da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Goiás ? FAPEG.


Universidade Federal de Goiás, UFG, Brasil.
Vínculo institucional

2017 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Substituto, Carga horária: 40
Outras informações
Professor Substituto, em regime de 40 (quarenta) horas semanais, com a remuneração equivalente ao padrão inicial da classe de Professor Assistente A, tendo em vista o disposto no Art. 2o, da ON no 5/MP, publicada no D.O.U. de 29/09/09, para prestar serviços no INSTITUTO DE PATOLOGIA TROPICAL E SAÚDE PÚBLICA DEPARTAMENTO DE MICROBIOLOGIA, IMUNOLOGIA, PARASITOLOGIA E PATOLOGIA - IPTSP. Área/Disciplina: Microbiologia.

Vínculo institucional

2017 - 2017
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Substituto, Carga horária: 40
Outras informações
Palestra no Programa de Pós-Graduação em Biologia da Relação Parasito-Hospedeiro. Disciplina: Biotecnologia Aplicada ao Desenvolvimento de kit para detecção de patógenos. Tema: Biotecnologia aplicada ao desenvolvimento de kit comerciais utilizados para a detecção de fungos.

Vínculo institucional

2014 - 2015
Vínculo: Professor Doutor (UAB-UFG), Enquadramento Funcional: Professor Orientador, Carga horária: 20
Outras informações
Professor orientador da área de Bioquímica, Genética e Meio Ambiente do Programa de Pós-graduação em Tecnologias Aplicadas ao Ensino de Biologia (Especialização ETAEB), vinculado ao Departamento de Morfologia (DMORF) do Instituto de Ciências Biológicas da Universidade Federal de Goiás (ICB-UFG). Professor Bolsista da Diretoria de Educação á Distância (DED-CAPES) da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Número: 0000120669).

Vínculo institucional

2013 - 2014
Vínculo: Pesquisador, Enquadramento Funcional: Pós-Doutorado, Carga horária: 40
Outras informações
Pós- Doutorando do Departamento de Bioquímica(ICB2) do Instituto de Ciências Biológicas da Universidade Federal de Goiás (Campus: Goiânia-GO). Pós-Doutorado realizado nas áreas de: Bioquímica, Biologia Molecular, Proteômica e Bioinformática, vinculado ao Programa de Pós-graduação em Biologia (Bioquímica e Genética) e desenvolvido no Laboratório de Biologia Molecular, sob supervisão e coordenação da Prof. Dra. Maristela Pereira. Projeto de Pós-Doutorado: Ação Antifúngica de Tiossemicarbazidas e Tiossemicarbazonas derivadas dos monoterpenoslimoneno e canfeno: Quimiogenômica e Quimioproteômica no Estudo do Mecanismo de Ação, Abordagens in vitro e in vivo. Auxílio número: 230387011/2010-79.

Vínculo institucional

2009 - 2009
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Professor substituto no Departamento de Morfologia da Disciplina Anatomia Humana.

Vínculo institucional

2007 - 2007
Vínculo: Estágio Docência, Enquadramento Funcional: Pesquisador Bolsista, Carga horária: 30, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Disciplina de Bioquímica ministrada ao curso de Engenharia de Alimentos.

Vínculo institucional

2005 - 2006
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Pesquisador, Carga horária: 40

Atividades

04/2012 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Instituto de Ciências Biológicas, .

02/2010 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Instituto de Ciências Biológicas, .

01/2007 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Instituto de Ciências Biológicas, .

10/2017 - 12/2017
Ensino, Medicina Veterinária, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Microbiologia Veterinária - 96h/a
08/2017 - 12/2017
Ensino, Ciências Biológicas, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Biologia de Microrganismos - 80h/a
08/2017 - 12/2017
Ensino, Ciências Biológicas, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Biologia de Microrganismos - 80h/a
08/2017 - 12/2017
Ensino, Medicina, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Microbiologia Médica - 64h/a
08/2017 - 10/2017
Ensino, Medicina Veterinária, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Microbiologia Veterinária - 96h/a
05/2017 - 07/2017
Ensino, Programa de Pós-Graduação em Biologia da Relação Parasito-Hospedeiro, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Bases da Relação Parasita-Hospedeiro - 80h/a
05/2017 - 07/2017
Ensino, Biotecnologia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Biotecnologia Aplicada à Microbiologia - 96 h/a
05/2017 - 07/2017
Ensino, Medicina, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Microbiologia Médica - 64h/a
05/2017 - 07/2017
Ensino, Medicina Veterinária, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Microbiologia Veterinária - 96h/a
08/2009 - 09/2009
Ensino, Programa de Pós-Graduação em Biologia, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Disciplina Introdução à Genômica
08/2009 - 09/2009
Ensino, CIÊNCIAS BIOLÓGICAS, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Introdução à Genomica
02/2009 - 06/2009
Ensino, Abi - Ciências Biológicas, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Anatomia Humana
10/2007 - 11/2007
Estágios , Universidade Federal de Goiás, .

Estágio realizado
Disciplina de Bioquímica ministrada ao curso de Engenharia de Alimentos.
09/2005 - 11/2006
Estágios , Instituto de Ciências Biológicas, .

Estágio realizado
Laboratório de Biologia Molecular.

Universidade Estadual de Goiás, UEG, Brasil.
Vínculo institucional

2015 - 2015
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professor Visitante, Carga horária: 10
Outras informações
Disciplina ministrada no Mestrado em Ciências Aplicadas a Produtos para a Saúde do Campus Anápolis de Ciências Exatas e Tecnológicas - Henrique Santillo, da Universidade Estadual de Goiás.

Vínculo institucional

2015 - 2015
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professor Visitante, Carga horária: 10
Outras informações
Disciplina ministrada no Mestrado em Ciências Aplicadas a Produtos para a Saúde do Campus Anápolis de Ciências Exatas e Tecnológicas - Henrique Santillo, da Universidade Estadual de Goiás.

Atividades

11/2014 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Universidade Estadual de Goiás, .


Universitätsklinikum Essen, -, Alemanha.
Vínculo institucional

2015 - 2015
Vínculo: Estágio, Enquadramento Funcional: Professor Visitante, Carga horária: 6


Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - 2012
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Pesquisador, Carga horária: 40

Vínculo institucional

2008 - 2008
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Pesquisador, Carga horária: 40


Fundação Oswaldo Cruz, FIOCRUZ, Brasil.
Vínculo institucional

2007 - 2007
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Pesquisador, Carga horária: 8, Regime: Dedicação exclusiva.


Faculdades Alfredo Nasser, UNIFAN, Brasil.
Vínculo institucional

2016 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professor Doutor, Carga horária: 20
Outras informações
Professor Doutor contratado pela Associação Aparecidense de Educação, para atuação nos cursos de Medicina (Método de Aprendizagem Baseada em Problemas (PBL)) e Habilidades Profissionais I e II do Instituto de Ciências da Saúde (ICS) da UNIFAN. Tutoria dos módulos: (UC1) Introdução ao Estudo da Medicina; (UC2) Concepção e Formação do Ser Humano (Embriologia Clínica); (UC3) Metabolismo (Bioquímica Médica); (UC4) Funções Biológicas (Fisiologia Humana); (UC5) Mecanismos de Agressão e Defesa (Patologia, Imunologia, Microbiologia e Parasitologia); (UC6) Abrangência das Ações de Saúde (SUS e Epidemiologia).

Atividades

8/2016 - Atual
Ensino, Medicina, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
(UC1) Introdução ao Estudo da Medicina (98 horas/aula)
(UC2) Concepção e Formação do Ser Humano (Embriologia Clínica) (98 horas/aula)
(UC3) Metabolismo (Bioquímica Médica) (98 horas/aula)
(UC4) Funções Biológicas (Fisiologia Humana) (98 horas/aula)
(UC5) Mecanismos de Agressão e Defesa (Patologia, Imunologia, Microbiologia e Parasitologia) (98 horas/aula)
(UC6) Abrangência das Ações de Saúde (SUS e Epidemiologia) (98 horas/aula)
8/2016 - Atual
Ensino, Medicina, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Habilidades Profissionais em Informática Médica I (Metodologia de Pesquisa) (96 horas/aula)
Habilidades Profissionais em Informática Médica II (Bioestatística Médica) (192 horas/aula)
3/2016 - 7/2016
Ensino, Medicina, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Aceleração - Metabolismo/Bioquímica Médica (Sistema PBL) (8 horas/aula)
(UC1) Introdução ao Estudo da Medicina (98 horas/aula)
(UC2) Concepção e Formação do Ser Humano (Embriologia Clínica) (98 horas/aula)
(UC3) Metabolismo (Bioquímica Médica) (98 horas/aula)
(UC4) Funções Biológicas (Fisiologia Humana) (98 horas/aula)
(UC5) Mecanismos de Agressão e Defesa (Patologia, Imunologia, Microbiologia e Parasitologia) (98 horas/aula)
(UC6) Abrangência das Ações de Saúde (SUS e Epidemiologia) (98 horas/aula)

Faculdade Padrão, FP, Brasil.
Vínculo institucional

2016 - Atual
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor Doutor
Outras informações
Professor das disciplinas de Biotecnologia, Fisiologia I e II, Trabalho de Conclusão de Curso - TCCI e TCCII e Saúde e Meio Ambiente no curso de Biomedicina do Departamento da Saúde da Faculdade Padrão.

Vínculo institucional

2011 - Atual
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor Titlar I, Carga horária: 20
Outras informações
Professor Doutor contratado pela Sociedade de Educação e Cultura de Goiânia , para atuação nos cursos de Biomedicina, Fisioterapia e Enfermagem do Departamento da Saúde da Faculdade Padrão.

Vínculo institucional

2017 - 2017
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor titular, Carga horária: 12
Outras informações
Docente responsável pelas disciplinas: - Responsabilidade Social e Meio Ambiente (30 h/a); - Micologia e Bacteriologia (45 h/a); - Biotecnologia (60 h/a); - Fisiologia Geral (60 h/a).

Vínculo institucional

2014 - 2017
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor titular, Carga horária: 4
Outras informações
Coordenação do Programa de Iniciação Científica (PIC), portaria número 30/2014 de 01 de agosto de 2014.

Vínculo institucional

2016 - 2016
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor Doutor, Carga horária: 12
Outras informações
Professor das disciplinas de Biologia Celular, Fisiologia I e II, Trabalho de Conclusão de Curso - TCCI, e Saúde e Meio Ambiente no curso de Biomedicina do Departamento da Saúde da Faculdade Padrão.

Vínculo institucional

2015 - 2015
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor Doutor, Carga horária: 14
Outras informações
Professor das disciplinas de Biotecnologia, Biologia Celular, Fisiologia I, Trabalho de Conclusão de Curso - TCCI, Bacteriologia, Micologia e Saúde e Meio Ambiente no curso de Biomedicina do Departamento da Saúde da Faculdade Padrão.

Vínculo institucional

2015 - 2015
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor Doutor, Carga horária: 12
Outras informações
Professor das disciplinas de Biotecnologia, Fisiologia II, Trabalho de Conclusão de Curso - TCCI e TCCII e Saúde e Meio Ambiente no curso de Biomedicina do Departamento da Saúde da Faculdade Padrão.

Vínculo institucional

2014 - 2014
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor Doutor, Carga horária: 20
Outras informações
Professor das disciplinas de Biotecnologia, Biologia Celular, Biologia Molecular, Fisiologia I, Trabalho de Conclusão de Curso - TCCI, Bacteriologia, Micologia e Saúde e Meio Ambiente no curso de Biomedicina do Departamento da Saúde da Faculdade Padrão.

Vínculo institucional

2014 - 2014
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor Doutor, Carga horária: 18
Outras informações
Professor das disciplinas de Biotecnologia, Biologia Molecular, Fisiologia I, Trabalho de Conclusão de Curso - TCCI, Bacteriologia, Micologia e Saúde e Meio Ambiente no curso de Biomedicina do Departamento da Saúde da Faculdade Padrão.

Vínculo institucional

2011 - 2014
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor titular, Carga horária: 4
Outras informações
Atuação como membro titular do Núcleo Docente Estruturante da Sociedade de Educação e Cultura de Goiânia conforme portaria número 29/2011, exercendo atividades no PPC e PDI da IES.

Vínculo institucional

2013 - 2013
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor Doutor, Carga horária: 16
Outras informações
Professor das disciplinas de Biologia Celular, Biologia Molecular, Fisiologia I, Trabalho de Conclusão de Curso - TCCI, Bacteriologia, Micologia e Saúde e Meio Ambiente no curso de Biomedicina do Departamento da Saúde da Faculdade Padrão.

Vínculo institucional

2013 - 2013
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor Doutor, Carga horária: 20
Outras informações
Professor das disciplinas de Biologia Molecular, Biologia Celular, Fisiologia I, Trabalho de Conclusão de Curso - TCCI e TCCII , Bacteriologia e Micologia e Saúde e Meio Ambiente no curso de Biomedicina do Departamento da Saúde da Faculdade Padrão.

Vínculo institucional

2012 - 2012
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor Doutor, Carga horária: 16
Outras informações
Professor das disciplinas de Biologia Molecular, Fisiologia I, Trabalho de Conclusão de Curso - TCCI, Bacteriologia, Micologia e Saúde e Meio Ambiente no curso de Biomedicina do Departamento da Saúde da Faculdade Padrão.

Vínculo institucional

2012 - 2012
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor Doutor, Carga horária: 20
Outras informações
Professor das disciplinas de Biologia Molecular, Fisiologia I, Trabalho de Conclusão de Curso - TCCI e TCCII, Bacteriologia e Micologia e Saúde e Meio Ambiente no curso de Biomedicina do Departamento da Saúde da Faculdade Padrão.

Vínculo institucional

2011 - 2011
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor Doutor, Carga horária: 10
Outras informações
Professor das disciplinas de Fisiologia Geral, Trabalho de Conclusão de Curso - TCCI, Micologia e Saúde e Meio Ambiente no curso de Biomedicina do Departamento da Saúde da Faculdade Padrão.

Atividades

2/2014 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, Departamento da Saúde, .

Cargo ou função
Membro do Conselho Superior - CONSUP.
01/2014 - 07/2017
Pesquisa e desenvolvimento , INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO PADRÃO, .

08/2011 - 12/2014
Direção e administração, INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO PADRÃO, .

Cargo ou função
Membro do Núcleo Docente Estruturante com atividades no PPC e PDI..

Instituto Nacional de Cursos, INCURSOS, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - Atual
Vínculo: Coordenador, Enquadramento Funcional: Coordenador
Outras informações
Coordenador da especialização em Medicina Genômica.

Vínculo institucional

2013 - Atual
Vínculo: Coordenador, Enquadramento Funcional: Coordenador, Carga horária: 4
Outras informações
Coordenador do curso de Especialização em Biotecnologia e Inovações em Saúde.

Vínculo institucional

2018 - 2018
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professor Doutor, Carga horária: 20
Outras informações
Professor Doutor responsável pela disciplina de Polimorfismos Genéticos Humanos e Mutagênese: do perfil de genotipagem à análise estatística. Carga horária total de 20 horas/aula.

Vínculo institucional

2018 - 2018
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professor Doutor, Carga horária: 20
Outras informações
Ministrante do módulo METODOLOGIA DA PESQUISA CIENTÍFICA, realizado de 21/09/2018 a 23/09/2018, com carga horária de 20 h/a, no curso de PÓS-GRADUAÇÃO - ESPECIALIZAÇÃO - SAÚDE ESTÉTICA INTERDISCIPLINAR AVANÇADA (10a TURMA), realizado pelo INSTITUTO NACIONAL DE CURSOS, PROJETOS E PESQUISAS LTDA., na cidade de Goiânia, GO.

Vínculo institucional

2018 - 2018
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professor Doutor, Carga horária: 20
Outras informações
Responsável pelo módulo de METODOLOGIA DA PESQUISA CIENTÍFICA, realizado de 17/08/2018 a 19/08/2018, com carga horária de 20 h/a, no curso de PÓS-GRADUAÇÃO - ESPECIALIZAÇÃO - SAÚDE ESTÉTICA INTERDISCIPLINAR AVANÇADA (4a TURMA), realizado pelo INSTITUTO NACIONAL DE CURSOS, PROJETOS E PESQUISAS LTDA., na cidade de Brasília, DF.

Vínculo institucional

2018 - 2018
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professor Doutor, Carga horária: 20
Outras informações
Responsável pelo módulo de IMUNOLOGIA APLICADA E ESTRATÉGIAS DE DIAGNÓSTICO, realizado de 19/10/2018 a 21/10/2018, com carga horária de 20 h/a, no curso de PÓS-GRADUAÇÃO - ESPECIALIZAÇÃO - MEDICINA GENÔMICA, BIOTECNOLOGIA E INOVAÇÕES EM SAÚDE "DUPLA CERTIFICAÇÃO" (1a TURMA), realizado pelo INSTITUTO NACIONAL DE CURSOS, PROJETOS E PESQUISAS LTDA., na cidade de Goiânia, GO.

Vínculo institucional

2018 - 2018
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professor Doutor, Carga horária: 20
Outras informações
Ministrante do módulo: BIOMARCADORES MOLECULARES, TESTES GENÉTICOS E CÁLCULO DE RISCO GENÉTICO, realizado de 08/06/2018 a 10/06/2018, com carga horária de 20 h/a, no curso de PÓS-GRADUAÇÃO - ESPECIALIZAÇÃO - MEDICINA GENÔMICA, BIOTECNOLOGIA E INOVAÇÕES EM SAÚDE "DUPLA CERTIFICAÇÃO" (1a TURMA), realizado pelo INSTITUTO NACIONAL DE CURSOS, PROJETOS E PESQUISAS LTDA., na cidade de Goiânia, GO.

Vínculo institucional

2017 - 2017
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professor Doutor, Carga horária: 20
Outras informações
Docente responsável pela disciplina de Metodologia Científica com carga horária de 20 horas na Especialização em Medicina Genômica, Biotecnologia e Inovações em Saúde.

Vínculo institucional

2017 - 2017
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professor Doutor, Carga horária: 20
Outras informações
Docente responsável pela disciplina de Instrumentação em Biologia Molecular e Aconselhamento Genético com carga horária de 20 horas na Especialização em Medicina Genômica, Biotecnologia e Inovações em Saúde.

Vínculo institucional

2017 - 2017
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professor Doutor, Carga horária: 20
Outras informações
Docente responsável pela disciplina de Modelagem de Proteínas e Redes de Regulação Gênica com carga horária de 20 horas na Especialização em Medicina Genômica, Biotecnologia e Inovações em Saúde.

Vínculo institucional

2017 - 2017
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professor Doutor, Carga horária: 20
Outras informações
Docente responsável pela disciplina de Microrganismos de Importância Biotecnológica com carga horária de 20 horas na Especialização em Medicina Genômica, Biotecnologia e Inovações em Saúde.

Vínculo institucional

2017 - 2017
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professor Doutor, Carga horária: 20
Outras informações
Docente responsável pela disciplina de "Farmacogenômica: Conceitos de Farmacologia, Farmacocinética e Farmacodinâmica", com carga horária de 20 horas na Especialização em Microbiologia Aplicada ao Laboratório Clínico.

Vínculo institucional

2017 - 2017
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Professor Doutor, Carga horária: 20
Outras informações
Docente responsável pela disciplina de "Genética de Microrganismos", com carga horária de 20 horas na Especialização em Medicina Genômica, Biotecnologia e Inovações em Saúde.

Vínculo institucional

2016 - 2016
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professor Doutor, Carga horária: 20
Outras informações
Ministraste da disciplina de " Introdução à Medicina Genômica e Técnicas Biotecnológicas" no curso de pós - graduação em Medicina Genômica.

Vínculo institucional

2016 - 2016
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professor Doutor, Carga horária: 20
Outras informações
Ministrante da disciplina de " Metodologia Científica" no curso de pós - graduação em Estética Aplicada na cidade de Goiânia.

Vínculo institucional

2016 - 2016
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professor Doutor, Carga horária: 20
Outras informações
Ministrante da disciplina de " Diagnóstico Molecular em Hematologia" no curso de pós - graduação em Hematologia Clínica e Banco de Sangue na cidade de Teresina - PI.

Vínculo institucional

2016 - 2016
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professor Doutor, Carga horária: 20
Outras informações
Ministrante da disciplina de " Diagnóstico Molecular em Hematologia" no curso de pós - graduação em Hematologia Clínica e Banco de Sangue na cidade de Goiânia - GO.

Vínculo institucional

2016 - 2016
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professor Doutor, Carga horária: 20
Outras informações
Ministrante da disciplina de " Engenharia Genética e Terapia Gênica" no curso de pós - graduação em Medicina Genômica na cidade de Goiânia - GO.

Vínculo institucional

2016 - 2016
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professor Doutor, Carga horária: 20
Outras informações
Ministrante da disciplina de " Diagnóstico Molecular em Hematologia" no curso de pós - graduação em Hematologia Clínica e Banco de Sangue na cidade de São Luís - MA.

Vínculo institucional

2015 - 2015
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Docente, Carga horária: 20
Outras informações
Ministrante do módulo de Genética de Microrganismos,com carga horária de 20h/a na Especialização em Microbiologia, na cidade de Goiânia - GO.

Vínculo institucional

2015 - 2015
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Docente, Carga horária: 20
Outras informações
Ministrante do módulo de Genética de Microrganismos,com carga horária de 20h/a na Especialização em Microbiologia, na cidade de Teresina - PI.

Vínculo institucional

2015 - 2015
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Docente, Carga horária: 20
Outras informações
Ministrante do módulo de Diagnósticos Moleculares,com carga horária de 20h/a na Especialização em Hematologia e Banco de Sangue, na cidade de Brasília - DF.

Vínculo institucional

2014 - 2014
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Docente, Carga horária: 20
Outras informações
Ministrante do módulo de Genética de Microrganismos,com carga horária de 20h/a na Especialização em Microbiologia, na cidade de Goiânia - GO.

Vínculo institucional

2014 - 2014
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Docente, Carga horária: 20
Outras informações
Ministrante do módulo de Genética de Microrganismos,com carga horária de 20h/a na Especialização em Microbiologia, na cidade de Teresina - PI.


Sociedade Brasileira de Ciências aplicadas à Saúde, SBCSAÚDE, Brasil.
Vínculo institucional

2016 - Atual
Vínculo: Sócio Fundador, Enquadramento Funcional: Diretor Executivo, Carga horária: 8
Outras informações
Sócio Fundador da Sociedade Brasileira de Ciências aplicadas à Saúde (SBCSaúde) inscrita no CNPJ 25.344.635/0001-37, ocupando atualmente o cargo de Diretor Executivo.

Vínculo institucional

2016 - Atual
Vínculo: Sócio Fundador, Enquadramento Funcional: Sócio Fundador
Outras informações
Associado da Sociedade Brasileira de Ciências aplicadas à Saúde - SBCSaúde, na categoria de Sócio Fundador, de forma a exercer plenamente suas atividades como pesquisador no âmbito regional e nacional, de acordo com os direitos e deveres regidos pelo Estatuto da Instituição.

Atividades

11/2016 - 11/2016
Direção e administração, SBCSaúde, .

Cargo ou função
Representação da presidência da Entidade SBCSaúde durante o II Congresso Internacional de Saúde Pública do Delta do Parnaíba..

Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Vínculo institucional

2009 - 2013
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Pós Graduação (Doutorado), Carga horária: 40
Outras informações
Bolsista de Doutorado (Processo: 142746/2009-6) do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), uma agência do Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT) destinada ao fomento da pesquisa científica e tecnológica e à formação de recursos humanos para a pesquisa no país. Toda a pesquisa financiada pela bolsa foi desenvolvida no Laboratório de Bioquímica e Biologia Molecular da Universidade Federal de Goiás, sob orientação da Dra. Maristela Pereira pesquisadora do CNPq. Projeto de Doutorado - 2009/06 Perfil Transcricional e Proteômico de Paracoccidioides em Resposta à Itraconazol e Anfotericina B.


Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia, CENARGEN, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - 2012
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Estudante de pós graduação, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Realização de análises de Peptídeos por meio de espectrometria de massa MALDI-TOF/TOF em um equipamento UltraFlex III. Dentre os métodos de aquisição destacaram - se a aquisição de dados por meio do modo de operação refletido e LIFT (manual e automático).


Pontifícia Universidade Católica de Goiás, PUC GOIÁS, Brasil.
Vínculo institucional

2008 - 2010
Vínculo: Professor, Enquadramento Funcional: Professor Contratado pelo IPES-PUC-GO
Outras informações
Professor convidado para ministrar aulas no curso "Meio Ambiente e Saúde" e "Meio Ambiente e Sociedade" para graduandos do curso de Bacharelado em Fisioterapia da Pontifícia Universidade Católica de Goiás. Curso de Extensão promovido pelo Instituto de Planejamento e Administração de Ensino (IPES) e Coordenação Geral de Estágio e Extensão / PROEX, sob a coordenação do Programa Permanente de Cursos de Extensão - PPCE/ETG/PROEX/PUC-GO (chancela da Pontifícia Universidade Católica de Goiás).


Faculdade Araguaia, FARA, Brasil.
Vínculo institucional

2014 - 2014
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professor de Fisiologia Humana, Carga horária: 4
Outras informações
Professor da disciplina de Fisiologia Humana no curso de graduação em Ciências Biológicas.

Vínculo institucional

2014 - 2014
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professor Titular de Fisiologia do Exercício, Carga horária: 6


Universidade Estadual Vale do Acaraú, UVA-CE, Brasil.
Vínculo institucional

2009 - 2009
Vínculo: Professor vistante, Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 20
Outras informações
Ministrante da disciplina Biologia Molecular e Biotecnologia.

Vínculo institucional

2008 - 2008
Vínculo: Professor vistante, Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 20
Outras informações
Ministrante da disciplina Biologia dos Microrganismos.

Vínculo institucional

2008 - 2008
Vínculo: Professor vistante, Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 20
Outras informações
Ministrante da disciplina Fundamentos de Biologia.


Centro Educacional Geração 2000, CEG, Brasil.
Vínculo institucional

2004 - 2005
Vínculo: Professor, Enquadramento Funcional: Professor Efetivo, Carga horária: 30

Atividades

02/2004 - 12/2005
Ensino,

Disciplinas ministradas
Ciências

Secretaria Municipal de Saúde de Nova Xavantina, LMNX-MT, Brasil.
Vínculo institucional

2005 - 2005
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Estagiário, Carga horária: 10

Atividades

06/2005 - 09/2005
Estágios , Secretaria Municipal de Saúde de Nova Xavantina, .

Estágio realizado
Análises Clínicas.
06/2005 - 08/2005
Pesquisa e desenvolvimento , Secretaria Municipal de Saúde de Nova Xavantina, .

Linhas de pesquisa
Análises Clínicas

M F Reginato Paisagismo Me, MFRP, Brasil.
Vínculo institucional

2006 - 2006
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Pesquisador, Carga horária: 40

Atividades

05/2006 - 09/2006
Pesquisa e desenvolvimento , M F Reginato Paisagismo Me, .

Linhas de pesquisa
Saneamento Ambiental


Linhas de pesquisa


1.
Análises Clínicas

Objetivo: Estudo hematológico da incidência de Anemia no Município de Nova Xavantina, Mato Grosso, Brasil..
Grande área: Ciências da Saúde
Setores de atividade: Saúde e Serviços Sociais.
2.
Saneamento Ambiental

Objetivo: A percepção de que a maior parte das doenças são transmitidas principalmente através do contato com a água poluída e esgotos não tratados nos leva a procurar as soluções integrando várias áreas da administração pública. O Saneamento Ambiental diminui a incidência de doenças e internações hospitalares e evita o comprometimento dos recursos hídricos do município..
Grande área: Ciências Biológicas
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Parasitologia.
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Ecologia.
Setores de atividade: Saúde e Serviços Sociais.
3.
Genomas estruturais e funcionais, Transcriptomas, Farmacogenômica e Proteomas.

Objetivo: A regulação da expressão gênica é vital para todos os organismos e é especialmente requerida pelos fungos, para que eles se adaptem rapidamente às condições de estresse celular como, por exemplo, quando infectam o hospedeiro ou quando são submetidos a drogas antifúngicas. Estes mecanismos adaptativos são extremamente complexos e a maioria deles não está completamente esclarecida. O objetivo dessa linha de pesquisa é elucidar as vias metabólicas ou processos celulares que permitem aos fungos sobreviverem em condições adversas, identificando genes que estejam envolvidos na patogenicidade e portanto possam se tornar alvos para o desenvolvimento de novas drogas. Os conhecimentos adquiridos contribuirão para o entendimento dos mecanismos moleculares que dificultam a terapia e o desenvolvimento de novas drogas antifúngicas..
Grande área: Ciências Biológicas
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Bioquímica.
Palavras-chave: Genômica; Proteômica.
4.
Genômica Estrutural e Funcional

Objetivo: Sob a supervisão da Dra. Maristela Pereira coordenei a infra-estrutura de bioinformática existente no Laboratório de Biologia Molecular. O Laboratório de Biologia Molecular integrou o Projeto Genoma Brasileiro e a Rede Nacional de Proteoma, tendo obtido uma infra estrutura para sequenciamento de DNA e proteínas. A estrutura foi posteriormente ampliada com a participação no Projeto Genoma Centro-Oeste (Genoma Funcional de Paracoccidioides brasiliensis), implantação de estrutura em bioinformática e do Núcleo de Proteômica. Toda a infra estrutura tem possibilitado o desenvolvimento de novos projetos genoma específicos, bem como a interação com vários grupos do país no sequenciamento de DNA em outros projetos genoma de interesse dos grupos, assim como projetos envolvendo análises proteômicas..
Grande área: Ciências Biológicas
Palavras-chave: Biologia Molecular; Bioinformática; Proteômica.
5.
Identificação, clonagem e expressão heteróloga de genes selecionados como alvos para drogas do fungo patogênico P. brasiliensis

Objetivo: O objetivo da linha é caracterizar genes do fungo dimórfico Paracoccidioides brasiliensis, os quais estejam associadas à interação fungo-hospedeiro. Neste contexto estão sendo utilizadas ferramentas de genoma e proteoma, visando a caracterização de genes/proteinas e seu papel funcional na interação do fungo com o hospedeiro..
Grande área: Ciências Biológicas
Palavras-chave: Paracoccidioides brasiliensis; Biologia Molecular; Biotecnologia.
6.
Análise Global da Genômica Funcional do Fungo Trichoderma Harzianum

Objetivo: O interesse pelo estudo dos microrganismos presentes no solo é cada vez maior, uma vez que esses representam papel crucial na regulação e funcionamento dos ecossistemas. Além disso, esses microrganismos também podem apresentar valores biotecnológicos e econômicos, representando uma grande fonte de produtos farmacêuticos, corantes, enzimas, ácidos orgânicos e muitos outros recursos ainda inexplorados. No entanto, apesar de sua importância, o solo tem sido considerado um dos habitats menos estudados do planeta. O recolhimento de amostras de microorganismos selvagens da natureza levou descoberta de novas espécies e novas vias metabólicas, o que contribui em muito, tanto para a ciência básica quanto para perspectivas mais práticas..
Grande área: Ciências Biológicas
Palavras-chave: Trichoderma Harzianum; Genômica; Proteômica.
7.
Coordenador do Programa de Iniciação Científica (PIC)


Projetos de pesquisa


2018 - Atual
Bioinformática estrutural aplicada à estudos de descoberta de novos agentes antifúngicos
Descrição: Os fungos, de grande ocorrência na natureza, são cada vez mais reconhecidos como importantes patógenos, causando desde infecções superficiais até sistêmicas. Diversos fatores contribuem para o aumento de infecções fúngicas, como a utilização de agentes antineoplásicos e imunossupressores, antibióticos de largo espectro, próteses, enxertos e cirurgias. Outras condições, como queimaduras, neutropenia, infecção pelo vírus da imunodeficiência adquirida também predispõem os pacientes ao aparecimento de infecções fúngicas. A elevada incidência e taxa de mortalidade por infeções fúngicas despertam o interesse pela busca por fármacos mais eficazes e menos tóxicos para o tratamento dessas infecções. O objetivo será identificar possíveis inibidores, focando as simulações de docking molecular no sítio de ligação da enzima (in silico) e em seguida realizar a suceptibilidade (in vitro) padronizando o método Alamar Blue (Resazurin). O programa usado nas simulações de bioinformática será o Molegro Virtual Docker e a interação proteína-ligante será testada em estruturas cristalográficas obtidas no ensaio de pré- docking e logo após, será escolhido um protocolo de docking a partir de valores de RMSD abaixo de 2Å. O método será validado usando o melhor protocolo de re-docking no Virtual Screening através do Fator de Enriquecimento. O presente protocolo de docking será aplicado em estruturas moleculares de compostos obtidos em parceria com a Faculdade de Farmácia da instituição. Na análise das interações intermoleculares entre a enzima e os ligantes serão identificadas características estruturais responsáveis pela afinidade da ligação pelo ligante que consequentemente podem eleger os compostos com maior afinidade para os testes de inibição do crescimento fúngico em placas..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Doutorado: (2) .
Integrantes: Benedito Rodrigues da Silva Neto - Coordenador / Maria do Rosário Rodrigues Silva - Integrante / Carolina Rodrigues Costa - Integrante / ANDRESSA SANTANA SANTOS - Integrante / VIVIANNY APARECIDA QUEIROZ FREITAS - Integrante / MATHEUS FERREIRA GONÇALVES - Integrante / BRUNA OLIVEIRA ANDRADE - Integrante / LARISSA CRYSTHINE AGUIAR BRASIL - Integrante / LUCAS VAZ PEIXOTO - Integrante.
2018 - Atual
Ocorrência de candidíase orofaríngea e candidemia em indivíduos atendidos em hospital de referência de Goiânia-GO
Descrição: As leveduras do gênero Candida englobam um grande número de espécies, e aproximadamente 20 delas estão relacionadas a micoses humanas. Candida albicans é a espécie mais comum, porém, Candida não albicans como C. parapsilosis, C. tropicalis, C. glabrata, C. krusei, C. guilliermondii, C. pseudotropicalis, C. stellatoidea e C. auris estão surgindo como emergentes. A candidíase é uma infecção fúngica comum em indivíduos imunocomprometidos. Candidíase orofaríngea é frequente em indivíduos infectados com o vírus da imunodeficiência humana (HIV), chegando a acometer cerca de 90% desses, causando desconforto na mucosa oral e afetando a qualidade de vida dos indivíduos. Candidemia é considerada como causa significativa de morte em indivíduos hospitalizados e imunocomprometidos. O potencial patogênico das espécies de Candida é observado pela presença de fatores de virulência relacionados ao microrganismo ou, ainda, a fatores do hospedeiro, incluindo principalmente, a imunossupressão. No presente estudo, será investigada a epidemiologia das espécies de Candida envolvidas em candidíase orofaríngea e candidemia, a suscetibilidade in vitro a medicamentos que, usualmente, fazem parte da terapia para essas infecções e, ainda, serão avaliados os principais fatores de virulência dessas leveduras..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Doutorado: (1) .
Integrantes: Benedito Rodrigues da Silva Neto - Integrante / Maria do Rosário Rodrigues Silva - Coordenador / Carolina Rodrigues Costa - Integrante / ANDRESSA SANTANA SANTOS - Integrante / VIVIANNY APARECIDA QUEIROZ FREITAS - Integrante.
2018 - Atual
Mecanismos de resistência de espécies de Candida aos derivados azólicos
Descrição: A candidíase invasiva representa um problema de saúde pública relevante, que corrobora para o aumento nos índices de mortalidade e morbidade, sendo que a candidemia é a condição mais comum e grave. Embora fluconazol seja o fármaco mais utilizado no tratamento de candidíase, muitas espécies emergentes tem demonstrado resistência a este medicamento. A resistência aos antifúngicos pode ocorrer naturalmente sem exposição prévia ao fármaco que é chamada de intrínseca, ou adquirida pela exposição prévia ao medicamento, podendo resultar de alterações da expressão gênica. A principal forma de resistência das espécies de Candida é a superexpressão de bombas de efluxo, proteínas que atuam na membrana celular expulsando o fármaco do meio intracelular. A redução da atividade dos derivados azólicos ou resistência é proporcionada ainda por mutações ou superexpressão do gene ERG 11 (Ergostherol biosynthesis gene 11). Esse gene pode aumentar a produção da enzima lanosterol 14-  demetilase ou alterar sua afinidade pelo fármaco, não impedindo a síntese do ergosterol. A análise proteômica das espécies de Candida é instrumento importante para elucidar os mecanismos de virulência como dimorfismo e produção de biofilme bem como os processos envolvidos com a resistência aos fármacos. As proteínas são os principais alvos de substâncias terapêuticas. A evolução das técnicas proteômicas reveste-se de grande importância para a pesquisa e desenvolvimento de novos fármacos. Com base nestes dados o trabalho se propõe a determinar os mecanismos de resistência das espécies de Candida isoladas de mucosas oral e vaginal e de sangue frente aos derivados azólicos, fluconazol, itraconazol e voriconazol. Para alcançar tais objetivos, primeiramente serão realizados testes de suscetibilidade in vitro de espécies de Candida aos antifúngicos, fluconazol (Pfizer)®, itraconazol (Janssen-Pharmaceuticals) ® e voriconazol (Pfizer) ®, pelo método de microdiluição em caldo..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Doutorado: (1) .
Integrantes: Benedito Rodrigues da Silva Neto - Coordenador / Maria do Rosário Rodrigues Silva - Integrante / Carolina Rodrigues Costa - Integrante / ANDRESSA SANTANA SANTOS - Integrante / VIVIANNY APARECIDA QUEIROZ FREITAS - Integrante.
2014 - Atual
Ação Antifúngica de Tiossemicarbazidas e Tiossemicarbazonas derivadas dos monoterpenos limoneno e canfeno: Quimiogenômica e Quimioproteômica no Estudo do Mecanismo de Ação, Abordagens in vitro e in vivo
Descrição: Os poucos agentes antifúngicos disponíveis apresentam limitações em relação à eficácia e toxicidade. A necessidade por estratégias alternativas no tratamento de infecções fúngicas tem aumentado com o surgimento de novos patógenos fúngicos e o desenvolvimento de resistência a antifúngicos. Nesse sentido, nosso grupo tem investido esforços na identificação e caracterização de novos alvos para drogas antifúngicas em Paracoccidioides brasiliensis, bem como na busca de novos compostos antifúngicos obtidos de fontes naturais ou através de síntese química (Zambuzzi et al., 2009; da Silva Neto, 2009; Santos et al., 2007; Bonfim et al., 2006; Tomazett et al., 2005; Amaral et al., 2005; Felipe et al., 2005; Pereira et al., in press; Tomazett et al., submetido; Santana et al., submetido; Silva-Cruz et al., em preparação). Entre os compostos sob investigação está oenoteína B, obtido a partir de bioensaio utilizando frações da planta Eugenia uniflora, a qual apresenta efeito antiproliferativo em P. brasiliensis. Oenoteína B inibe a expressão do transcrito de 1,3--glicana sintase (PbFKS1), e induz alterações morfológicas no fungo (Santos et al., 2007). Outro composto, argentilactona, obtido a partir da planta Hyptis ovalifolia, inibiu a atividade da enzima isocitrato liase de P. brasiliensis (PbICL) nativa e recombinante. PbICL, enzima chave do ciclo do glioxilato, presente em fungos e ausente em humanos, é induzida em P. brasiliensis durante o processo infectivo (Costa et al., 2007) e durante transição de micélio para levedura (Bastos et al., 2007). Argentilactona também inibiu a transição de micélio para a fase de levedura, processo necessário para o estabelecimento da infecção. Outros estudos estão sendo realizados visando investigar em qual região de PbICL a argentilactona se liga, bem como o mecanismo de inibição da enzima. Entre os compostos promissores está tiossemicarbazida derivada do canfeno, a qual inibiu consideravelmente o crescimento de P. brasiliensis..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2014 - Atual
Análise Global da Genômica Funcional do Fungo Trichoderma Harzianum: Análise proteômica da interação entre Trichoderma spp., e o fitopátogeno Sclerotinia sclerotiorum
Descrição: Sclerotinia sclerotiorum é um fungo de ampla ocorrência em todo o mundo, com pelo menos 408 espécies de plantas hospedeiras (Boland & Hall, 1994) e seus danos manifestam-se com maior severidade em áreas com clima úmido, associado à alta umidade relativa. S. sclerotiorum é o fungo causador do mofo branco, e é considerado um dos patógenos mais importantes no mundo e está distribuído em todas as regiões produtoras, sejam elas temperadas, subtropicais ou tropicais. Atualmente, o combate desses patógenos é realizado através de aplicações de fungicidas, um processo eficiente, mas oneroso para os produtores agrícolas, tóxico ao homem e extremamente poluente (Punja & Utkhede, 2003). Uma das alternativas à aplicação de fungicidas químicos é o controle biológico, através da utilização de organismos biologicamente ativos que atuem contra o organismo patogênico evitando seu estabelecimento na planta hospedeira. O controle biológico pode ocorrer através de diferentes mecanismos dependendo do agente de biocontrole empregado. Fungos como os do gênero Trichoderma possuem um grande número de mecanismos para sobrevivência e proliferação, incluindo ataque físico a outros fungos, degradação e utilização de carboidratos complexos. Este gênero compreende fungos saprófitas componentes ativos da microflora do solo, que são amplamente utilizados como agentes de controle biológico (Harman et al., 2004). Os mecanismos gerais do biocontrole das espécies de Trichoderma podem ser divididos em efeitos diretos e indiretos. Efeitos diretos incluem competição por nutrientes ou espaço, produção de antibióticos voláteis e não voláteis e enzimas líticas, inativação de enzimas de patógenos e parasitismo. O micoparasitismo ocorre em várias etapas que vão desde o reconhecimento, aproximação, enovelamento e estrangulamento da hifa do fungo hospedeiro. Os efeitos indiretos incluem todos os aspectos que produzem mudanças morfológicas e bioquímicas na planta hospedeira tais como tolerância ao stress, solubili..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2011 - Atual
Bioprospecção in vitro e in silico de moléculas inibidoras de enzimas de patógenos humanos candidatas a alvos quimioterápicos: varredura molecular e mecanismos de ação

Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Maristela Pereira em 25/11/2013.
Descrição: Descrição: A proposta do projeto é Identificar e desenvolver inibidores de enzimas-alvo essenciais para os patógenos, como biofármaco para utilização na profilaxia e/ou terapêutica de doenças fúngicas e parasitárias. Serão abordados o fungo P. brasiliensis, e os parasitas L. brasiliensis, T. cruzi e Plasmodium, causadores da Paracoccidioidomicose, Leishmanioses, Doença de Chagas e Malária, respectivamente. Serão realizados: i)Bioprospecção de novos fatores de virulência identificados como alvos de drogas para quimioterapia de infecções fúngicas e parasitárias; ii) Bioprospecção de novos compostos com potencial de inibição das enzimas-alvo de drogas dos patógenos; iii) Bioprospecção de alvos/mecanismos tóxicos de peptídeos oriundos de anuros e de saliva de barbeiros (obtidos no sub-projeto II) sobre os patógenos em estudo nesta proposta; iv) Construção de um portal para integrar todos os resultados obtidos no projeto. Serão avaliados os peptídeos obtidos de secreções salivares de artrópodes e venenos de anfíbios obtidos no Sub-projeto 2 de Rede. Em adição, serão avaliados compostos provenientes de extratos de plantas, bem como aqueles já isolados e identificados. As estruturas dos novos compostos obtidos serão elucidadas. Os peptídeos e compostos serão avaliados quanto à capacidade inibitória de enzimas recombinantes, já identificadas como sendo relevantes para o desenvolvimento de fármacos. Os compostos selecionados serão submetidos a ensaios de docking, modelagem e dinâmica molecular com as proteínas-alvo visando identificar compostos derivados mais potencializados. Em adição, será realizado o Screening virtual em bancos de compostos, os quais serão adquiridos e testados nas proteínas recombinantes. Serão determinados os parâmetros cinéticos das enzimas na presença dos inibidores selecionados. A citolocalização das enzimas será realizada através de técnicas de microscopia. O mecanismo de ação global dos peptídeos e compostos inibidores será realizado através de análises prote..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2010 - 2011
Desenvolvimento de fármacos visando o tratamento de micoses.
Descrição: Os poucos agentes antifúngicos disponíveis apresentam limitações em relação à eficácia e toxicidade. A necessidade por estratégias alternativas no tratamento de infecções fúngicas tem aumentado com o surgimento de novos patógenos fúngicos e o desenvolvimento de resistência a antifúngicos. Nesse sentido, nosso grupo tem investido esforços na identificação e caracterização de novos alvos para drogas antifúngicas em Paracoccidioides brasiliensis, bem como na busca de novos compostos antifúngicos obtidos de fontes naturais ou através de síntese química (Zambuzzi et al., 2009; da Silva Neto, 2009; Santos et al., 2007; Bonfim et al., 2006; Tomazett et al., 2005; Amaral et al., 2005; Felipe et al., 2005; Pereira et al., 2010; Tomazett et al., 2010; Santana et al., submetido; Silva-Cruz et al., em preparação). Entre os alvos identificados estão isocitrato liase (ICL) e malato sintase (MLS), enzimas chave do ciclo do glioxalato, as quais têm sido estudadas em P. brasiliensis, sendo importantes durante o processo de diferenciação celular e infecção. Dentre os compostos sob investigação está oenoteína B, obtido a partir de bioensaio utilizando frações da planta Eugenia uniflora, a qual apresenta efeito antiproliferativo em P. brasiliensis. Oenoteína B inibe a expressão do transcrito de 1,3--glicana sintase (PbFKS1), e induz alterações morfológicas no fungo (Santos et al., 2007). Estudos de transcriptoma indicam que oenoteína B induz a alteração da expressão de genes relacionados à síntese de polímeros de carboidratos da parede celular e causa estresse osmótico em P. brasiliensis (Zambuzzi-carvalho et al., em preparação). Outro composto, argentilactona, obtido a partir da planta Hyptis ovalifolia, inibiu a atividade da enzima ICL de P. brasiliensis nativa e recombinante. ICL, enzima chave do ciclo do glioxilato, presente em fungos e ausente em humanos, é induzida em P. brasiliensis durante o processo infectivo (Costa et al., 2007) e durante transição de micélio para lev.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2009 - 2012
Estratégias Genômicas e Proteômicas na elucidação do perfil transcricional de Paracoccidioides brasiliensis em resposta à Itraconazol, Sulfametoxazol e Anfotericina B.
Descrição: Os poucos agentes antifúngicos disponíveis apresentam limitações em relação à eficácia e toxicidade. A necessidade por estratégias alternativas no tratamento de infecções fúngicas tem aumentado com o surgimento de novos patógenos fúngicos e o desenvolvimento de resistência a antifúngicos. Desta forma, novas abordagens para identificar alvos para drogas antifúngicas únicos são necessárias. Em adição, um maior entendimento do mecanismo de ação de agentes antifúngicos disponíveis auxiliaria nesse esforço. Um dos caminhos pelos quais as células se ajustam a mudanças ambientais é através da alteração do padrão de expressão de genes. Assim, a medida de mudanças no padrão de expressão de genes sob exposição a drogas pode ajudar a determinar como as drogas e candidatos a drogas trabalham em células e organismos. Nesse sentido, alterações no perfil de expressão de genes de fungos têm sido estudadas. Entretanto, estudos comparativos têm demonstrado a importância da realização desses estudos em outros fungos de relevância. A alta prevalência de infecções por P. brasiliensis e o conhecimento dos genes obtidos através dos genomas estruturais e funcionais já realizados, elegem P. brasiliensis como um bom modelo para estudos..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2009 - Atual
Rede Nacional de Proteoma do Estado de Goiás.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2008 - Atual
Resposta transcricional a dano transiente na parede celular de Paracoccidioides brasiliensis
Descrição: A parede celular de fungos não pode ser uma estrutura estática, pois o microrganismo necessita se adaptar a diferentes ambientes, aumentando seu volume celular ou remodelando durante os processos morfogenéticos. Em adição, na tentativa de sobrevivência, a parede celular pode alterar em composição e/ou estrutura em resposta ao estresse ambiental. A existência dessa resposta celular, a qual tem sido denominada de mecanismo compensatório, ilustra claramente a natureza dinâmica da parede celular. Em Saccharomyces cerevisiae, essa resposta de recuperação da parede celular envolve o aumento no conteúdo de quitina, alterações na associação entre polímeros da parede celular, aumento do número de proteínas na parede celular, e redistribuição transiente do complexo de β-1,3-glicana sintase por toda a célula. Embora o programa de resposta a estresse ambiental seja iniciado em resposta a diversas condições, o nível preciso e o tempo de expressão de genes é diferenciado, sugerindo uma condição de regulação gênica muito específica desse programa, envolvendo a participação de diferentes vias de sinalização. A via de integridade da parede celular é ativada sob tratamento com compostos perturbadores da parede celular tais como calcofluor white (CFW), congo red, e caspofungina. A ativação dessa via leva à indução de genes envolvidos na biogênese, manutenção, e remodelamento da parede celular. Embora alguns aspectos da regulação da construção da parede celular tenham sido elucidados, ainda não é conhecido o mecanismo exato pelo qual todos esses processos são regulados. Como em outros fungos patogênicos, as condições de cultivo influenciam a composição da parede celular e morfologia de P. brasiliensis, o fungo patogênico humano causador da Paracoccidioidomicose (PCM)..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2008 - Atual
Perfil transcricional de Paracoccidioides brasiliensis em resposta a itraconazol, sulfametoxazol e anfotericina B
Descrição: Os poucos agentes antifúngicos disponíveis apresentam limitações em relação à eficácia e toxicidade. A necessidade por estratégias alternativas no tratamento de infecções fúngicas tem aumentado com o surgimento de novos patógenos fúngicos e o desenvolvimento de resistência a antifúngicos. Desta forma, novas abordagens para identificar alvos para drogas antifúngicas únicos são necessárias. Em adição, um maior entendimento do mecanismo de ação de agentes antifúngicos disponíveis auxiliaria nesse esforço. Nesse sentido, nosso grupo tem investido esforços na identificação e caracterização de novos alvos para drogas antifúngicas em Paracoccidioides brasiliensis, bem como na busca de novos compostos antifúngicos obtidos de fontes naturais ou através de síntese química. Os agentes antifúngicos exercem sua atividade através de uma variedade de mecanismos, alguns dos quais são pouco entendidos. Novas abordagens para caracterizar o mecanismo de ação desses agentes são úteis no processo de desenvolvimento de drogas antifúngicas. Um dos caminhos pelos quais as células se ajustam a mudanças ambientais é através da alteração do padrão de expressão de genes. Assim, a medida de mudanças no padrão de expressão de genes sob exposição a drogas pode ajudar a determinar como as drogas e candidatos a drogas trabalham em células e organismos. Nesse sentido, alterações no perfil de expressão de genes de fungos têm sido estudadas. Entretanto, estudos comparativos têm demonstrado a importância da realização desses estudos em outros fungos de relevância. A alta prevalência de infecções por P. brasiliensis e o conhecimento dos genes obtidos através dos genomas estruturais e funcionais já realizados, elegem P. brasiliensis como um bom modelo para estudos..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2008 - Atual
Paracoccidioides brasiliensis: Clonagem molecular de cDNAs, expressão heteróloga e análise da atividade enzimática de proteínas cognatas visando a seleção de antifúngicos atóxicos para o homem.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2007 - 2010
Paracoccidioides brasiliensis: Vias metabólicas fungo-específicas para o desenho racional de antifungicos
Descrição: A Paracoccidioidomicose (PCM) é uma micose humana causada pelo fungo P. brasiliensis, sendo a principal causa de incapacidade e morte entre os trabalhadores rurais durante a idade mais produtiva. A alta freqüência de seqüelas e o índice de mortalidade em PCM são fortemente influenciados por condições econômicas e sociais da população alvo, a maioria representada por trabalhadores rurais de baixa renda e com limitado acesso ao sistema de saúde. Ambos os aspectos contribuem para prejudicar a resposta do hospedeiro à infecção e detecção pelo sistema de saúde de pacientes infectados nos estágios iniciais da doença (Travassos et al., 2008). O trabalho agrícola é a atividade mais importante nos Estados de Goiás, Mato Grosso, e Mato Grosso do Sul, na região do Cerrado, onde o número de casos tem aumentado (Paniago et al., 2007; 2003)..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2007 - 2008
Clonagem, caracterização e expressão heteróloga da Malato Sintase de Paracoccidioides bresiliensis.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2007 - Atual
Estratégias proteomicas para o estudo da parede celular e membrana de Paracoccidioides brasiliensis
Descrição: Em ungos a forma celular é determinada pela presença de uma rígida parede celular, a qual separa a célula do meio extracelular. Essa estrutura, altamente dinâmica, é essencial para a manutenção da integridade celular e é involvida em vários fenômenos, tais como adesão e patogenicidade..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2007 - Atual
Estratégias Genômicas e Proteômicas no estudo da expressão de fatores de virulência em Paracoccidioides brasiliensis e Cryptococcus neoformans
Descrição: Paracoccidioides brasiliensis e Cryptococcus neoformans são fungos de importancia médica. Para a colonização esses fungos devem aderir a tecidos alvo e obter micro nutrientes. A adesão a tecidos alvo do hospedeiro é considerado um fator de virulência, pois mutantes para adesinas, e apresentam menor capacidade de invasão e de estabelecer a infecção. A aquisição de micro nutrientes essenciais nos tecidos do hospedeiro também é requerida para o crescimento invasivo..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2007 - Atual
Perfis de expressão gênica em Paracoccidioides brasiliensis: Alterações induzidas por Oenoteína B, um potencial agente antifúngico obtido da planta Eugenia uiflora proveniente do cerrado brasileiro.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2007 - Atual
Regulação Nicho-específica de processos metabólicos no patógeno Paracoccidioides brasiliensis.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2006 - Atual
Rede Goiana de Pesquisa em interação patógeno-hospedeiro.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2006 - Atual
Potencial Antifúngico de bioproduto do cerrado sobre proteínas patógeno-específicas.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.


Projetos de extensão


2018 - 2018
Projeto FAPEG: III Congresso Nacional Multidisciplinar da Saúde
Descrição: A terceira edição do projeto de extensão CoNMSaúde, reuniu nomes de referência da pesquisa regional, nacional e internacional com o intuito de discutir sobre saúde e pesquisa no centro do país, revelando o que há de mais atual nas áreas de saúde, ciência e tecnologia, tratando os desafios, oportunidades, tecnologias e perspectivas na Saúde Brasileira. A 3a edição do evento aconteceu entre os dias 17 a 19 de maio de 2018, como tema: ?Perspectivas para a saúde: sustentabilidade, gestão e tecnologia?, e baseado no fato de que a saúde, ciência e tecnologia do Brasil conseguiram nas últimas décadas uma posição significativa no cenário internacional foram discutidas em cada área o que tem sido realizado no país, assim como o que há de mais promissor para nosso futuro. Com o principal objetivo de transferir conhecimento, o projeto assumiu conotações expressivas entre a comunidade acadêmica por contribuir para a expansão das áreas da saúde agregando qualidade efetiva à qualificação dos participantes. Em 2018 o congresso inovou com quatro eventos satélites interdisciplinares ocorrendo simultaneamente à programação, atraindo 698 congressistas entre alunos de graduação, pós-graduação e profissionais. Ao todo 122 palestrantes trabalharam temas transversais em forma de palestras, mesas, workshops e conferências. A logística do evento contou com 7 empresas expositoras, 3 patrocinadoras, 1 apoio a nível do governo estadual e cobertura de mídia por TV aberta com sinal analógico para todo estado e sinal digital para todo o país. (Valor do Fomento: R$ 10.000,00 - Beneficiário e Coordenador do Fomento: Dr. Benedito Rodrigues da Silva Neto)..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (50) / Especialização: (2) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Benedito Rodrigues da Silva Neto - Coordenador / Mônica de Oliveira Santos - Integrante / ALINE RAQUEL VOLTAN - Integrante / LUCAS SILVA DE OLIVEIRA - Integrante.Financiador(es): Fundação de Amparo a Pesquisa do Estado de Goiás - Auxílio financeiro.
2018 - Atual
CURSO DE VERÃO EM BIOCIÊNCIAS E TECNOLOGIA (CV BIOTEC)
Descrição: Os Programas de Pós-Graduação do Instituto de Patologia Tropical e Saúde Pública (IPTSP) da Universidade Federal de Goiás (UFG) são comprometidos com a formação multidisciplinar de pesquisadores e professores em Ciências Básicas e Aplicadas em áreas da Saúde e Biotecnologia. Nesse sentido, o presente projeto de extensão visa implementar o I Curso de Verão em Biociências e Tecnologia da UFG (CV BIOTEC UFG), o qual será organizado de modo coletivo e participativo por docentes e discentes dos Programa de Pós-Graduação em Biologia da Relação Parasito-Hospedeiro (PPGBRPH), Programa de Pós-Graduação em Medicina Tropical e saúde Pública (PPGMTSP) e Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia e Biodiversidade (PPGBB). O evento permitirá a divulgação dos Programas de Pós-graduação do IPTSP e suas respectivas linhas de pesquisas e produção científica, bem como promover a interação do IPTSP e a UFG com diversos setores da sociedade, tal como estudantes de outras instituições de ensino superior e profissionais da área da saúde..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (10) Doutorado: (10) .
Integrantes: Benedito Rodrigues da Silva Neto - Integrante / Thiago Lopes Rocha - Coordenador / Helioswilton Sales de Campos - Integrante / José Clecildo Barreto Bezerra - Integrante.
2017 - 2017
Projeto FAPEG: II Congresso Nacional Multidisciplinar da Saúde - CoNMSaúde
Descrição: A proposta do CoNMSaúde, é propiciar a discussão em todas as suas interfaces do Lema: ?Saúde no coração do Brasil? para isso serão reunidos nomes de referência da pesquisa regional, nacional e internacional com o intuito de discutir sobre saúde e pesquisa no centro do país, revelando o que há de mais atual nas áreas de saúde, ciência e tecnologia, tratando os desafios, oportunidades, tecnologias e perspectivas na Saúde Brasileira. A 2a edição do evento aconteceu entre os dias 25 a 27 de maio de 2017, como tema: ?Pesquisa científica e inovação?, e baseado no fato de que a saúde, ciência e tecnologia do Brasil conseguiram nas últimas décadas uma posição significativa no cenário internacional foram discutidas em cada área o que tem sido realizado no país, assim como o que há de mais promissor para nosso futuro. Com o principal objetivo de transferir conhecimento, o projeto assumiu conotações expressivas entre a comunidade acadêmica por contribuir para a expansão das áreas da saúde agregando qualidade efetiva à qualificação dos participantes. Em 2017 o evento reuniu congressistas de 13 estados diferentes do país, além de Goiás e Distrito Federal. Tomando desta forma expressão nacional. Ao todo 614 congressistas participaram das atividades científicas que contabilizaram 70 palestrantes nacionais e 2 internacionais, 4 conferências, 2 Simpósios, 8 mesas redondas e exposições de trabalhos científicos de graduação e pós-graduação. Por sua vez, a logística do evento contou com 7 empresas expositoras, 3 patrocinadoras, 1 apoio a nível do governo estadual e cobertura de mídia por TV aberta com sinal analógico para todo estado e sinal digital para todo o país. (Valor do Fomento: R$ 10.000,00 - Beneficiário e Coordenador do Fomento: Dr. Benedito Rodrigues da Silva Neto)..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (40) / Especialização: (4) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Benedito Rodrigues da Silva Neto - Coordenador / Patrícia Fernanda Zambuzzi Carvalho - Integrante / Mônica de Oliveira Santos - Integrante / ALINE RAQUEL VOLTAN - Integrante / LUCAS SILVA DE OLIVEIRA - Integrante.Financiador(es): Fundação de Amparo a Pesquisa do Estado de Goiás - Auxílio financeiro.
2016 - 2016
Projeto FAPEG: Congresso Nacional Multidisciplinar da Saúde - CoNMSaúde
Descrição: A proposta do CoNMSaúde, é propiciar a discussão em todas as suas interfaces do Lema: ?Saúde no coração do Brasil? para isso serão reunidos nomes de referência da pesquisa regional, nacional e internacional com o intuito de discutir sobre saúde e pesquisa no centro do país, revelando o que há de mais atual nas áreas de saúde, ciência e tecnologia, tratando os desafios, oportunidades, tecnologias e perspectivas na Saúde Brasileira. A 1a edição do evento aconteceu entre os dias 19 a 22 de maio de 2016, como tema: ?Desafios e Tecnologias na Saúde Brasileira?, e baseado no fato de que a saúde, ciência e tecnologia do Brasil conseguiram nas últimas décadas uma posição significativa no cenário internacional foram discutidas em cada área o que tem sido realizado no país, assim como o que há de mais promissor para nosso futuro. Com o principal objetivo de transferir conhecimento, o projeto assumiu conotações expressivas entre a comunidade acadêmica por contribuir para a expansão das áreas da saúde agregando qualidade efetiva à qualificação dos participantes. Sua primeira edição realizada em maio de 2016 contou com 512 participantes dentre alunos de graduação e pós graduação, profissionais e empreendedores do ramo da pesquisa em saúde. A parte científica contou ao todo com 68 palestrantes nacionais e 3 internacionais envolvidos em 4 Conferências, 2 Simpósios, 4 Mesas-redondas e 40 palestras. Por sua vez, a logística do evento contou com 7 empresas expositoras, 3 patrocinadoras, 1 apoio a nível do governo estadual e cobertura de mídia por TV aberta com sinal analógico para todo estado e sinal digital para todo o país, gerando nas redes sociais cerca de 20 mil seguidores. (Valor do Fomento: R$ 12.000,00 - Beneficiário e Coordenador do Fomento: Dr. Benedito Rodrigues da Silva Neto)..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (30) .
Integrantes: Benedito Rodrigues da Silva Neto - Coordenador / Patrícia Fernanda Zambuzzi Carvalho - Integrante.Financiador(es): Fundação de Amparo a Pesquisa do Estado de Goiás - Auxílio financeiro.
2016 - Atual
COMTexto - Seminário de Ensino em Saúde
Descrição: A educação, ciência e tecnologia do Brasil conseguiram nas últimas décadas uma posição significativa no cenário internacional, com organização bem estruturada e desenvolvida. Consequentemente o ensino em Saúde tem também sido influenciado pelas inovações no campo da ciência. As diferentes abordagens, novas metodologias devem ser dialogadas e debatidas para que efetivamente todos, desde docentes a docentes se beneficiem. Como o ensino de um modo geral, pouco tem considerado a expansão dos recursos tecnológicos e que fazem parte da realidade das pessoas, em especial dos nossos alunos, que são os futuros profissionais em formação, propomos uma vez ao ano pensar e debater o Ensino na Área da Saúde, reunindo importantes nomes da pesquisa regional, que trarão para o evento o que há de mais atual nas áreas de educação, ciência e tecnologia, de modo a promover um evento de atualização e aprendizagem aos discentes e docentes do Estado e do país..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (30) / Especialização: (10) .
Integrantes: Benedito Rodrigues da Silva Neto - Coordenador / Patrícia Fernanda Zambuzzi Carvalho - Integrante / VOLTAN, ALINE RAQUEL - Integrante / SILVA, LÍVIA DO CARMO - Integrante.
2016 - Atual
COMCiência
Descrição: O projeto CoMciência faz parte de uma das metas de discussão de temas da saúde relevantes a sociedade Goiana. A SBCsaúde visa a promoção do conhecimento entre profissionais da saúde e graduandos desta área. Portanto o CoMciência tem o interesse de divulgar conhecimento em áreas da saúde entre as instituições de ensino superior e empresas privadas, promovendo por meio de palestras, simpósios, conferências a discussão de temais atuais relevantes a saúde. Justificativa: A contribuição da pesquisa científica e tecnológica para o avanço da sociedade é fundamental. A pesquisa básica contribui a curto, médio e longo prazo, seja na formação do profissional ou no retorno a nível de desenvolvimento para a população. Sabe-se que nem toda comunidade tem acesso a informação de qualidade mesmo diante da evolução digital, e que há uma necessidade nas instituições públicas ou privadas de eventos extracurriculares e que propiciem ferramentas para o conhecimento. Deste modo o Projeto COMCiência idealizado pela Sociedade Brasileira de Ciências aplicadas à Saúde (SBCSaúde) visa promover, divulgar, integrar e fomentar as discussões científicas voltadas para a saúde com o intuito de qualificar e formar acadêmicos, técnicos e profissionais da saúde do estado de Goiás, além de agir no âmbito social de forma prática e substancial. Objetivos específicos: Propagar conhecimento científico de qualidade por intermédio de palestras e simpósios interdisciplinares; Estabelecer parcerias com Instituições de Ensino Superior do Estado de Goiás visando qualidade na formação do profissional da saúde; Estabelecer parcerias com Centros de Pesquisa e Institutos de pós ? graduação; Formar parcerias com Empresas privadas da área da saúde promovendo qualificação profissional; Divulgar eventos científicos de âmbito multidisciplinar com foco em saúde e educação; Certificar por intermédio da SBCSaúde alunos e profissionais contribuindo na formação acadêmica e intelectual; Contribuir com a comunidade no âmbito social e cultural;.
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (10) .
Integrantes: Benedito Rodrigues da Silva Neto - Coordenador / Patrícia Fernanda Zambuzzi Carvalho - Integrante / VOLTAN, ALINE RAQUEL - Integrante / SILVA, LÍVIA DO CARMO - Integrante.
2016 - Atual
CONectar - Simpósio de Ligas Acadêmicas
Descrição: A qualificação e formação do profissional são essenciais para a sociedade. Neste aspecto, profissionais da área da saúde influenciam diretamente o bem estar da população. Muitas instituições de ensino visam à promoção do conhecimento, formação de líderes, organização de eventos, através de ligas acadêmicas. A SBCSaúde visa a divulgação e promoção do conhecimento sobre temas da saúde. Portanto a SCBSaúde apoia as ligas acadêmicas e visa estabelecer parcerias com estas ligas e suas instituições de ensino para discussão de temas da saúde. Além disso, a SBCSaúde tem como meta promover o crescimento profissional de membros de ligas acadêmicas associadas a SBCSaúde. Por meio de palestras, simpósios, publicação de artigos na revista da SBCSaúde. Nossa sociedade é formada por mestres e doutores em áreas da saúde que irão promover a discussão de temais atuais da saúde relevantes para a formação do profissional desta área. Justificativa: Tendo em vista as barreiras que se estabelecem durante o período de formação acadêmica e científica dos jovens da área da saúde, oportunidades que apoiem e minimizem as dificuldades ou que auxiliem motivando os mesmos a prosseguirem sua jornada tornam-se extremamente relevantes. Deste modo um projeto que vise auxiliar e apoiar alunos filiados a Ligas acadêmicas ativas irão influenciar na formação do profissional e qualificação, além disso, a discussão de temais da saúde é de extrema importância para graduandos que posteriormente serão os profissionais da saúde. Objetivos específicos: Estabelecer parcerias com as Ligas Acadêmicas das Instituições de Ensino Superior do Estado de Goiás; Propagar conhecimento científico de qualidade por intermédio de eventos e simpósios interdisciplinares ligados as Ligas Acadêmicas das instituições públicas e provadas do estado; Estabelecer parcerias com membros filiados as ligas acadêmicas das IES do estado oferecendo benefícios dentro da Sociedade Brasileira de Ciências aplicadas à Saúde (SBCSaúde); Apoiar eventos científicos de âmbito multidisciplinar com foco em saúde e educação; Certificar por intermédio da SBCSaúde eventos promovidos por Ligas Acadêmicas contribuindo na formação acadêmica e intelectual; Oferecer benefícios exclusivos para as ligas acadêmicas associadas à SBCSaúde; Patrocinar eventos científicos de Ligas Acadêmicas mediante concorrência idônea via edital; Desenvolver projetos científicos que colaborem diretamente com as Ligas acadêmicas e com suas respectivas faculdades e universidades..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (50) .
Integrantes: Benedito Rodrigues da Silva Neto - Coordenador / Patrícia Fernanda Zambuzzi Carvalho - Integrante / SILVA, LÍVIA DO CARMO - Integrante.


Projetos de desenvolvimento


2006 - 2009
Changes in Paracoccidioides brasiliensis gene expression induced by oenothein B, a potential antifungal agent from the Brazilian cerrado plant Eugenia uniflora
Descrição: Paracoccidioides brasiliensis is the causative agent of paracoccidioidomycosis (PCM), a human systemic, chronic and progressive mycosis. Treatment is lengthy, the drugs may have undesirable side effects, and some are costly. Occasional resistant strains have been reported. Therefore, the search for more selective and efficient antifungals to treat this and others mycosis continues. The diverse range of biosynthetic pathways in plants has provided an array of lead structures that have been used in drug development. Actually, it has been suggested the multidisciplinary approach of ethnobotanical research for developing bioactive compounds. We have compared the transcriptome of P. brasiliensis with human database searching for fungus-specific genes. Our aim is search natural-products inhibitors of those genes/enzymes. We have isolated oenothein B, a macrocyclic dimeric ellagitannin compound from E. uniflora by bioassays. To investigate the action of oenothein B on P. brasiliensis transcripts accumulation, we analysed P. brasiliensis specific-targets genes. Oenothein B was able to inhibit the accumulation of 1,3-b-glucan synthase (Pbfks1) transcripts in P. brasiliensis selectively, and produced alterations on the morphology of the yeast cells, producing hallmark effects in cellular shape, which is consistent with cell wall defects. Our data indicate that oenotein B could be a good candidate to antifungal agent. Here, in the second IFS project, we are proposing a strategy to elucidate the mechanism of action of the oenothein B. By using Application of Representational Difference (RDA) technique, ESTs sequencing, Bioinformatics Programs, Semi-quantitative RT-PCR and Northern blot, we will know which genes could be regulated in the presence of oenotheinB. This study will facilitate the design and synthesis of related compounds with enhanced pharmacological profiles..
Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Benedito Rodrigues da Silva Neto - Integrante / Maristela Pereira - Coordenador / Patrícia Fernanda Zambuzzi Carvalho - Integrante.
2006 - 2008
Perfis de expressão gênica em Paracoccidioides brasiliensis: Alterações induzidas por oenoteina B, um potencial agente antifúngico obtido da planta Eugenia uniflora proveniente do Cerrado Brasileiro
Descrição: O Cerrado, segunda maior fonte de biodiversidade Brasileira, é uma das regiões mais mal tratadas do planeta, sendo substituída por grãos e pastagens. Muitas plantas do Cerrado são usadas na medicina natural para o tratamento de doenças tropicais. Eugenia uniflora é uma planta Mirtaceae original do Brasil a qual é amplamente distribuída nas regiões tropical e subtropical. Esta planta é bem conhecida na medicina do Cerrado Brasileiro e tem sido usada na medicina popular no tratamento de diversas doenças, inclusive como antifúngico. A Paracoccidioidomicose, causada pelo fungo Paracoccidioides brasiliensis, é a oitava causa de mortalidade entre as doenças infecciosas e parasitárias, apresentando a maior taxa de morte entre as micoses sistêmicas. A doença afeta principalmente trabalhadores rurais; o trabalho agrícola é a atividade mais importante nos Estados de Goiás, Mato Grosso, e Mato Grosso do Sul, na região do Cerrado, onde o número de casos tem aumentado. O prolongado tempo de administração e o custo dos medicamentos causam a freqüente desistência do tratamento. Em adição, a alta toxicidade das drogas, e o aparecimento de isolados resistentes tem complicado o tratamento de pacientes e imposto a necessidade pela pesquisa e desenvolvimento de novas abordagens terapêuticas. Plantas superiores produzem centenas de compostos químicos com diferentes atividades biológicas. É esperado que esses compostos possam influenciar outras moléculas-alvo que não aquelas correntemente usadas pelos antibióticos, bem como serem ativas contra patógenos resistentes a drogas. Nós temos trabalhado no sentido de identificar alvos específicos de P. brasiliensis com o objetivo de pesquisar inibidores para esses alvos em plantas do Cerrado através de bio- ensaios. Desde que esses alvos não existem em células de mamíferos, os compostos inibidores são considerados potenciais drogas antifúngicas sem toxicidade para humanos. Nesse sentido, 1,3-β-glucana sintase (Pbfks1), quitinase (Pbcts1)..
Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (3) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Benedito Rodrigues da Silva Neto - Integrante / Maristela Pereira - Coordenador / Patrícia Fernanda Zambuzzi Carvalho - Integrante.


Membro de corpo editorial


2016 - Atual
Periódico: Saúde & Ciência em Ação
2015 - Atual
Periódico: Revista Científica Ciência e Cultura


Revisor de periódico


2015 - Atual
Periódico: Revista Brasileira Ciências da Saúde
2015 - Atual
Periódico: Saúde e Pesquisa
2015 - Atual
Periódico: Saúde e Pesquisa (Online)
2015 - Atual
Periódico: Ciência & Saúde Coletiva (Online)
2015 - Atual
Periódico: Unopar Científica Ciências Biológicas e da Saúde


Revisor de projeto de fomento


2015 - 2015
Agência de fomento: Fundação de Amparo a Pesquisa do Estado de Goiás


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Biotecnologia / Subárea: Biotecnologia.
2.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Biotecnologia / Subárea: Biologia Celular e Molecular.
3.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Biotecnologia / Subárea: Proteômica.
4.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Biotecnologia / Subárea: Bioquímica.
5.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Bioquímica / Subárea: Medicina Genômica.
6.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Bioquímica / Subárea: Microbiologia.


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.


Prêmios e títulos


2016
Membro da Sociedade Brasileira de Ciências aplicadas à Saúde, SBCSaúde.
2015
Prêmio Viagem Internacional (Auxílio Financeiro - Evento Científico) para participação no 6th Congress of European Microbiologists, 2015., CAPES - AEX, Processo: AEX 3648/15-0 - Programa de Auxílio a Eventos no Exterior - AEX.
2014
Membro da Sociedade Brasileira de Genética, SBG.
2013
Título de Doutor em Medicina Tropical e Saúde Pública,, Outorgado pela Universidade Federal de Goiás (UFG) - Instituto de Patologia Tropical e Saúde Pública.
2012
Menção Honrosa no prêmio de pós graduação, Sociedade Brasileira de Genética.
2011
Menção Honrosa: Representante dos Alunos do Curso de Doutorado em Medicina Tropical, Eleito pelos Discentes do Programa de Pós-Graduação por Votação Direta, Instituto de Patologia Tropical e Saúde Pública - Universidade Federal de Goiás.
2009
Menção Honrosa, Federação de Sociedades de Biologia Experimental - FeSBE.
2009
Título de Mestre em Biologia Celular e Molecular,, Instituto de Ciências Biológicas da Universidade Federal de Goiás, (UFG)..
2006
Título de Especialista em Educação Ambiental, Instituto Araguaia de Pós Graduação Pesquisa e Extenção, IAPPE, Brasil.
2005
Título de Licenciado Pleno em Ciências Biológicas, outorgado pelo Universidade do Estado de Mato Grosso, UNEMAT.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
7NAUOM, STEPHANIE2018NAUOM, STEPHANIE ; DA SILVA NETO, BENEDITO RODRIGUES ; RIBEIRO, MARCELA SURIANI ; PEDERSOLI, WELLINGTON RAMOS ; ULHOA, CIRANO JOSÉ ; SILVA, ROBERTO N. ; MONTEIRO, VALDIRENE NEVES . Biochemical and Molecular Study of Trichoderma harzianum Enriched Secretome Protein Profiles Using Lectin Affinity Chromatography. APPLIED BIOCHEMISTRY AND BIOTECHNOLOGY, v. 185, p. 1-13, 2018.

2.
9PIRES, R. F. S.2018PIRES, R. F. S. ; NETO, BENEDITO RODRIGUES DA SILVA . Evaluation of the water treatment process of the Jaime Câmara de Goiânia - GO stage by means of microbiological analysis. REVISTA ELETRÔNICA DE EDUCAÇÃO DA FACULDADE ARAGUAIA - RENEFARA, v. 13, p. 68-82, 2018.

3.
8E SILVA, KLEBER SF2018E SILVA, KLEBER SF ; DA S NETO, BENEDITO R ; ZAMBUZZI-CARVALHO, PATRÍCIA F ; DE OLIVEIRA, CECÍLIA MA ; PIRES, LUDMILA B ; KATO, LUCILIA ; BAILÃO, ALEXANDRE M ; PARENTE-ROCHA, JULIANA A ; HERNÁNDEZ, ORVILLE ; OCHOA, JUAN GM ; DE A SOARES, CÉLIA M ; PEREIRA, MARISTELA . Response of Paracoccidioides lutzii to the antifungal camphene thiosemicarbazide determined by proteomic analysis. Future Microbiology, v. 1, p. fmb-2018-0176, 2018.

4.
16M., D. C.2017M., D. C. ; VARGAS, D. P. ; DA, T. C. ; NETO, BENEDITO RODRIGUES DA SILVA . A PREVALÊNCIA DA SÍFILIS CONGÊNITA NO BRASIL: uma breve revisão. Saúde & Ciência em Ação, v. 3, p. 1-10, 2017.

5.
6ARAÚJO, FELIPE SOUTO2016ARAÚJO, FELIPE SOUTO ; COELHO, LUCIENE MELO ; SILVA, LÍVIA DO CARMO ; DA SILVA NETO, BENEDITO RODRIGUES ; PARENTE-ROCHA, JULIANA ALVES ; BAILÃO, ALEXANDRE MELO ; DE OLIVEIRA, CECÍLIA MARIA ALVES ; FERNANDES, GABRIEL DA ROCHA ; HERNÁNDEZ, ORVILLE ; OCHOA, JUAN GUILLERMO MCEWEN ; SOARES, CÉLIA MARIA DE ALMEIDA ; PEREIRA, MARISTELA . Effects of Argentilactone on the Transcriptional Profile, Cell Wall and Oxidative Stress of Paracoccidioides spp.. PLoS Neglected Tropical Diseases (Online), v. 10, p. e0004309, 2016.

6.
2COSTA, FAUSTO GUIMARAES2015COSTA, FAUSTO GUIMARAES ; NETO, BENEDITO RODRIGUES DA SILVA ; GONÇALVES, RICARDO LEMES ; DA SILVA, ROOSEVELT ALVES ; DE OLIVEIRA, CECÍLIA MARIA ALVES ; KATO, LUCÍLIA ; FREITAS, CARLA DOS SANTOS ; GIANNINI, MARIA JOSÉ SOARES MENDES ; DA SILVA, JULHIANY DE FÁTIMA ; SOARES, CÉLIA MARIA DE ALMEIDA ; PEREIRA, MARISTELA . Alkaloids as Inhibitors of Malate Synthase from Paracoccidioides spp.: Receptor-Ligand Interaction-Based Virtual Screening and Molecular Docking Studies, Antifungal Activity, and the Adhesion Process. Antimicrobial Agents and Chemotherapy (Print), v. 59, p. 5581-5594, 2015.

7.
10FERREIRA, A. M.2015FERREIRA, A. M. ; Nunes, AS ; VILELLA, B. R. ; REIS, MCS ; VASCONCELOS JUNIOR ; DA ROCHA, IM ; NETO, B. R. S. . Aplicações da Biologia Molecular no Diagnóstico da Anemia Falciforme. Revista Científica Ciência e Cultura, v. 1, p. 93-114, 2015.

8.
11SILVESTRE, AFL2015SILVESTRE, AFL ; REIS, ARS ; LIMA, EM ; MATTOS, SA ; ZANON, VOM ; NETO, B. R. S. . Estudo de Caso Sobre Endolftalmite Fúngica no Hospital Santa Terezinha em Goiânia - GO. Revista Científica Ciência e Cultura, v. 1, p. 115, 2015.

9.
14CARVALHO, D. N. G.2015CARVALHO, D. N. G. ; ROCHA, D. S. ; RODRIGUES, L. O. ; NETO, B. R. S. . Uma análise integrada dos desafios e perspectivas da atuação na biologia forense.. Revista Científica Ciência e Cultura, v. 1, p. 327, 2015.

10.
13COSTA, A. S.2015COSTA, A. S. ; CHAGAS, A. R. S. ; FERREIRA, R. F. ; RIBEIRO, W. A. ; NETO, B. R. S. . Micoses Sistêmicas: Manifestações clínicas e diagnóstico laboratorial. Revista Científica Ciência e Cultura, v. 1, p. 290, 2015.

11.
12GUIMARAES, I. M.2015GUIMARAES, I. M. ; SOUSA, D. A. ; ALMEIDA, G. T. S. ; MATIAS, S. B. ; MARQUES, W. L. S. ; NETO, B. R. S. . Levantamento de dados sobre o conhecimento de gestantes com relação ao HPV no hospital e maternidade Dona Iris. Revista Científica Ciência e Cultura, v. 1, p. 68, 2015.

12.
4DE FREITAS, CARLA2014DE FREITAS, CARLA ; KATO, LUCILIA ; DE OLIVEIRA, CECÍLIA ; QUEIROZ, LUIZ ; SANTANA, MÁBIO ; SCHUQUEL, IVÂNIA ; DELPRETE, PIERO ; DA SILVA, ROOSEVELT ; QUINTINO, GO ; NETO, B. R. S. ; SOARES, CÉLIA ; PEREIRA, MARISTELA . β-Carboline Alkaloids from Galianthe ramosa Inhibit Malate Synthase from Paracoccidioides spp.. Planta Medica, v. 80, p. 1746-1752, 2014.

13.
3NETO, BENEDITO RODRIGUES DA SILVA2014NETO, BENEDITO RODRIGUES DA SILVA; CARVALHO, PATRÍCIA FERNANDA ; BAILÃO, ALEXANDRE ; MARTINS, WELLINGTON ; DE ALMEIDA SOARES, CÉLIA ; PEREIRA, MARISTELA . Transcriptional profile of Paracoccidioides spp. in response to itraconazole. BMC Genomics, v. 15, p. 254, 2014.

14.
5DE OLIVEIRA, KARINE MARTINS2013DE OLIVEIRA, KARINE MARTINS ; DA SILVA NETO, BENEDITO RODRIGUES ; PARENTE, JULIANA ALVES ; DA SILVA, ROOSEVELT ALVES ; QUINTINO, GUILHERME OLIVEIRA ; VOLTAN, ALINE RAQUEL ; MENDES-GIANNINI, MARIA JOSÉ ; DE ALMEIDA SOARES, CÉLIA MARIA ; PEREIRA, MARISTELA . Intermolecular interactions of the malate synthase of Paracoccidioides spp. BMC Microbiology (Online), v. 13, p. 107, 2013.

15.
1NETO, B. R. S.2009 NETO, B. R. S.; de Fátima da Silva J, ; Mendes-Giannini, M.J.S ; Lenzi, H.L. ; Soares, C.M.A. ; Pereira, M. . The malate synthase of Paracoccidioides brasiliensis is a linked surface protein that behaves as an anchorless adhesin. BMC Microbiology (Online), v. 9, p. 1-12, 2009.

16.
15NETO, B. R. S.2009NETO, B. R. S.; PEREIRA, MARISTELA . Malato Sintase de Paracoccidioides brasiliensis é uma proteína de superfície celular e está relacionada com a adesão do fungo à matrix extracelular e interação com a célula. Revista de Biologia Neotropical, v. 6, p. 85, 2009.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
NETO, BENEDITO RODRIGUES DA SILVA; Pereira, M. . A malato sintase de Paracoccidioides brasiliensis é uma proteína de superfície celular e está relacionada com a adesão do fungo à matriz extracelular e interação com a célula (Abstracts - ICB - UFG). Revista de Biologia Neotropical, Goiânia, p. 85 - 86, 01 out. 2009.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
da Silva Neto, B.R.; Zambuzzi-Carvalho ; Soares, C.M.A. ; Pereira, M. . Transcriptional profile of paracoccidioides brasiliensis in response to itraconazole.. In: 27° Reunião de Genética de Microrganismos, 2010, Guarujá - SP. 27° Reunião de Genética de Microrganismos, 2010.

2.
da Silva Neto, B.R.; Soares, C.M.A. ; Pereira, M. . Paracoccidioides brasiliensis: transcriptional profile in response to itraconazole.. In: VIII Seminário de Patologia Tropical e Saúde Pública & I Semana de Biotecnologia, 2010, Goiânia. VIII Seminário em Patologia Tropical e Saúde Pública, 2010.

3.
NETO, B. R. S.; Mendes-Giannini, M.J.S ; Lenzi, H.L. ; Soares, C.M.A. ; Pereira, M. . A Malato Sintase de Paracoccidioides brasiliensis é uma proteína de superfície celular e está relacionada com a adesão do fungo a componentes de matriz extracelular.. In: IV Reunião Regional da Federação de Soiciedades de Biologia Experimental - FeSBE, 2009, Goiânia. IV Reunião Regional da Federação de Sociedades de Biologia Experimental - FeSBE, 2009.

4.
NETO, B. R. S.; Mendes-Giannini, M.J.S ; Lenzi, H.L. ; Soares, C.M.A. ; Pereira, M. . THE MALATE SYNTHASE OF PARACOCCIDIOIDES BRASILIENSIS IS A LINKED SURFACE PROTEIN THAT BEHAVES AS AN ANCHORLESS ADHESIN. In: 25° Congresso Brasileiro de Microbiologia, 2009, Porto de Galinhas - PE. Microbiologia in foco, 2009.

5.
Prado, R. S. ; NETO, B. R. S. ; Pereira, M. ; Soares, C.M.A. . Capacidade Inibitória da Argentilactonae seus Análogos sobre o Fungo Patogênico Humano Paracoccidioides brasiliensis. In: 25° Congresso Brasileiro de Microbiologia, 2009, Porto de Galinhas - PE. Microbiologia In Foco, 2009.

Artigos aceitos para publicação
1.
Pires, R. F. de S. ; MORAIS, R. L. ; NETO, B. R. S. . AVALIAÇÃO DO PROCESSO DE TRATAMENTO DE ÁGUA DA ESTAÇÃO JAIME CÂMARA DE GOIÂNIA - GO ATRAVÉS DE ANÁLISES MICROBIOLÓGICAS. Revista Eletrônica de Educação da Faculdade Araguaia - RENEFARA, 2016.

2.
MATINADA, J. J. S. ; NETO, B. R. S. . INFLUÊNCIA DO PAPILOMAVÍRUS HUMANO NA GÊNESE DO CÂNCER DE COLO DO ÚTERO E ESTUDO EPIDEMIOLÓGICO DO NÚMERO DE CASOS REGISTRADOS NO HOSPITAL ARAÚJO JORGE (GOIÂNIA).. Revista Eletrônica de Educação da Faculdade Araguaia - RENEFARA, 2016.

Apresentações de Trabalho
1.
NETO, BENEDITO RODRIGUES DA SILVA. Engenharia Genética. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
NETO, B. R. S.. Células Tronco. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

3.
da Silva Neto, B.R.; Zambuzzi-Carvalho ; Soares, C.M.A. ; Pereira, M. . Paracoccidioides brasiliensis: transcriptional profile in response to itraconazole.. 2010. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

4.
NETO, B. R. S.; Soares, C.M.A. ; Pereira, M. . Transcriptional profile of paracoccidioides brasiliensis in response to itraconazole.. 2010. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

5.
castro, S.V.C. ; da Silva Neto, B.R. ; Soares, C.M.A. ; Pereira, M. . Avaliação da atividade antifúngica de compostos sintéticos psoralênicos em Paracoccidioides brasiliensis.. 2010. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

6.
Zambuzzi-Carvalho ; da Silva Neto, B.R. ; Soares, C.M.A. ; Pereira, M. . Mechanism of action of oenothein B in the fungus Paracoccidioides brasiliensis. 2010. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

7.
da Silva Neto, B.R.. Técnicas em Biologia Molecular. 2010. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

8.
gregorim-fernandes, A ; da Silva Neto, B.R. ; Soares, C.M.A. ; Pereira, M. . Elucidação do perfil transcricional de Paracoccidioides brasiliensis em resposta a Sulfametoxazol. 2010. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

9.
NETO, B. R. S.; Rogério Fraga Troian ; Soares, C.M.A. ; Pereira, M. . Heterologous Expression and Purification of the Recombinant Malate Synthase of the Fungus Paracoccidioides brasiliensis. 2008. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

10.
Rogério Fraga Troian ; NETO, B. R. S. ; Pereira, M. ; Soares, C.M.A. . CARACTERIZAÇÃO ENZIMÁTICA DA ISOCITRATO LIASE DO FUNGO PATOGÊNICO Paracoccidioides brasiliensis.. 2008. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

11.
NETO, B. R. S.. Levantamento Herptológico Preliminar do Médio Rio Pindaíba, Leste do Mato Grosso, Fazenda Nova Canaã Araguaiana - MT.. 2006. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

Outras produções bibliográficas
1.
NETO, B. R. S.. Biotecnologia e Desenvolvimento Sustentável: Uma revisão conceitual e sistemática. 2016 (Portfólio).

2.
Nauom, S. ; NETO, B. R. S. ; Ribeiro, M. S ; PEDERSOLPedersoliI, W. R. ; ULHOA, C. J. ; SILVA, R. N. . The N-glycosylated secretome analysis from Trichoderma harzianum during interaction with cell wall of soilborne plant pathogens fungi. Biological Control, 2016 (Artigo Científico Submetido).


Produção técnica
Assessoria e consultoria
1.
NETO, B. R. S.. Planejamento e Engenharia Consultiva para o Saneamento Ambiental nos Bairros São Mateus, Cristo Rei, Paula II e Icaraí.. 2006.

Trabalhos técnicos
Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
NETO, BENEDITO RODRIGUES DA SILVA. Pesquisa Científica e Multidisciplinaridade na Saúde Brasileira.. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

Redes sociais, websites e blogs
1.
NETO, BENEDITO RODRIGUES DA SILVA. Dr. Neto. 2016; Tema: Ciência e Informação. (Rede social).

2.
NETO, BENEDITO RODRIGUES DA SILVA. Sociedade Brasileira de Ciências aplicadas à Saúde. 2016; Tema: Ciências aplicadas à Saúde. (Site).

3.
NETO, BENEDITO RODRIGUES DA SILVA. Congresso Nacional Multidisciplinar da Saúde. 2015; Tema: Congresso Científico. (Site).

4.
NETO, B. R. S.. Dr. Neto. 2015; Tema: Saúde, Ciência e Tecnologia. (Rede social).


Demais tipos de produção técnica
1.
NETO, BENEDITO RODRIGUES DA SILVA. Aplicações da Genômica e Proteômica no Estudo de Microrganismos Patogênicos.. 2018. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

2.
NETO, BENEDITO RODRIGUES DA SILVA. Saúde e Sustentabilidade: Fundamentos e Aplicações. 2017. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

3.
NETO, BENEDITO RODRIGUES DA SILVA. Genômica e Proteômica no estudo de microrganismos patogênicos.. 2017. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

4.
NETO, B. R. S.. Universo Celular - Genoma e Engenharia Genética.. 2016. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

5.
da Silva Neto, B.R.. Pesquisa Científica e Tecnologias Aplicadas ao Estudo de Doenças de Interesse para a Saúde Pública. 2016. .

6.
NETO, B. R. S.. Revista Científica Ciência e Cultura - ISSN2447-0988. 2016. (Editoração/Periódico).

7.
NETO, B. R. S.. Técnicas Genômicas e Biotecnológicas. 2015. .

8.
NETO, B. R. S.. Revista Científica Ciência e Cultura - ISSN 2447-0988. 2015. (Editoração/Periódico).

9.
NETO, B. R. S.; Monteiro, V. N . Análise da resposta de Trichoderma harzianum ALL42 e o o fitopatógeno Sclerotinea sclerotiorum utilizando as plataformas da proteômica gel free. 2015. (Relatório de pesquisa).

10.
da Silva Neto, B.R.. Meio Ambiente e Sociedade. 2010. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

11.
da Silva Neto, B.R.. Administração em serviços hospitalares e clínicos. 2010. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

12.
NETO, B. R. S.. Meio Ambiente e Sociedade. 2010. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

13.
NETO, B. R. S.. Administração em Serviços Hospitalares e Clínicos. 2010. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

14.
NETO, B. R. S.. Saneamento Hospitalar. 2009. .

15.
NETO, B. R. S.. Biossegurança e Controle de Qualidade. 2009. .

16.
NETO, B. R. S.. Biologia Molecular do Câncer. 2009. .

17.
NETO, B. R. S.. Meio Ambiente e Sociedade: Epidemiologia/ Vigilância Sanitária/ Biotecnologia/ Virologia e Bacteriologia/ SUS/ Parasitas/ Doenças infecciosas/ Fundamentos da ecologia/ Impacto ambiental/ Saúde e Meio Ambiente no Brasil. 2009. .

18.
NETO, B. R. S.. Introdução à Proteômica. 2009. .

19.
da Silva Neto, B.R.. Administração em serviços hospitalares e clínicos. 2009. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

20.
NETO, B. R. S.. Saneamento Clínico-hospitalar. 2008. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

21.
NETO, B. R. S.. Ética Hospitalar. 2008. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

22.
NETO, B. R. S.. Saúde e Meio Ambiente. 2008. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

23.
NETO, B. R. S.. Conceitos, Estrutura e Modelo de Vigilância Ambiental na Saúde. 2008. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

24.
NETO, B. R. S.. Epidemiologia e Meio Ambiente. 2008. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

25.
NETO, B. R. S.. Genética, Genoma e Biotecnologia.. 2008. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

26.
NETO, B. R. S.. Administração em Serviços Hospitalares e Clínicos: Epidemiologia. 2008. .

27.
NETO, B. R. S.. Administração em Serviços Hospitalares e Clínicos: Saneamento Hospitalar e Laboratório de Análises Clínicas. 2008. .

28.
NETO, B. R. S.. Administração em Serviços Hospitalares e Clínicos: Bioética. 2008. .

29.
NETO, B. R. S.. Administração em Serviços Hospitalares e Clínicos: Biologia Molecular. 2008. .

30.
NETO, B. R. S.. Administração em Serviços Hospitalares e Clínicos: Infecção Hospitalar. 2008. .

31.
NETO, B. R. S.. Administração em Serviços Hospitalares e Clínicos: SUS Sistema Único de Saúde. 2008. .

32.
NETO, B. R. S.. Administração em Serviços Hospitalares e Clínicos:Biossegurança e Controle de Qualidade.. 2008. .

33.
NETO, B. R. S.. Administração em Serviços Hospitalares e Clínicos: Vigilância Sanitária. 2008. .

34.
NETO, B. R. S.. Meio Ambiente e Sociedade: Conceitos, Estrutura e Modelo de Vigilância Ambiental na Saúde. 2008. .

35.
NETO, B. R. S.. Meio Ambiente e Sociedade: Biologia Molecular do Câncer.. 2008. .

36.
NETO, B. R. S.. Meio Ambiente e Sociedade: Saneamento Hospitalar. 2008. .



Patentes e registros



Patente

A Confirmação do status de um pedido de patentes poderá ser solicitada à Diretoria de Patentes (DIRPA) por meio de uma Certidão de atos relativos aos processos
1.
 NETO, BENEDITO RODRIGUES DA SILVA; SOARES, CÉLIA MARIA DE ALMEIDA ; MENDES-GIANNINI, MARIA JOSÉ ; DE OLIVEIRA, CECÍLIA MARIA ALVES ; KATO, LUCÍLIA ; DA SILVA, ROOSEVELT ALVES ; DA SILVA, JULHIANY DE FÁTIMA ; FREITAS, CARLA DOS SANTOS ; GONÇALVES, RICARDO LEMES ; COSTA, FAUSTO GUIMARAES . UTILIZAÇÃO DE COMPOSTOS NATURAIS NO TRATAMENTO DE MICOSES. 2017, Brasil.
Patente: Privilégio de Inovação. Número do registro: BR1020170074498, título: "UTILIZAÇÃO DE COMPOSTOS NATURAIS NO TRATAMENTO DE MICOSES" , Instituição de registro: INPI - Instituto Nacional da Propriedade Industrial. Depósito: 11/04/2017



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
Hasimoto e Souza; NETO, BENEDITO RODRIGUES DA SILVA; Fernandes O de F L. Participação em banca de Lucas Daniel Quinteiro de Oliveira. Influência dos óleos essenciais de Cinnamomum cassia (canela da china) e Cymbopogon flexuosus (capim limão) sobre a suscetibilidade e fatores de virulência em leveduras do complexo Cryptococcus neoformans. 2017. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduação em Biologia da Relação Parasito-Hospedeiro) - Universidade Federal de Goiás.

2.
Silva, M.R.R.; JESUINO, R. S. A.; ATAIDES, F. S.; DA SILVA NETO, BENEDITO. Participação em banca de Andressa Santana Santos. Caracterização e isolamento de espécies de Candida provenientes da mucosa vulvovaginal de mulheres atendidas no Hospital das Clínicas em Goiânia-GO. 2017. Dissertação (Mestrado em Medicina Tropical) - Universidade Federal de Goiás.

3.
NETO, B. R. S.. Participação em banca de Karine Martins de Oliveira. Interações intermoleculares da malato sintase de Paracoccidioides. 2013. Dissertação (Mestrado em CIÊNCIAS BIOLÓGICAS) - Universidade Federal de Goiás.

Teses de doutorado
1.
Silva, M.R.R.; Oliveira, V.; Espíndola, L.S.; Costa, C.R.; Bara, M. T. F.; NETO, BENEDITO RODRIGUES DA SILVA. Participação em banca de Thaísa Cristina Silva. Atividade biológica da punicalagina sobre leveduras do complexo Cryptococcus neoformans e de espécies de Candida. 2017. Tese (Doutorado em Programa de Pós-Graduação em Medicina Tropical) - Universidade Federal de Goiás.

Qualificações de Doutorado
1.
Borges C.L.; NETO, BENEDITO RODRIGUES DA SILVA; Buhrer, S; Fonseca, S. G.. Participação em banca de André Luís Elias Moreira. Identificação e classificação de exoantígenos presentes em isolados de Paracoccidioides app., com potencial aplicação no diagnóstico e terapia da micose sistêmica humana Paracoccidioidomicose. 2017. Exame de qualificação (Doutorando em Programa de Pós-Graduação em Medicina Tropical) - Universidade Federal de Goiás.

Qualificações de Mestrado
1.
NETO, B. R. S.; Borges C.L.; PARENTE, JULIANA ALVES. Participação em banca de Lívia do Carmo Silva. Resposta de Paracoccidioides a compostos candidatos a antifúngico: Ensaios in vivo e in vitro. 2013. Exame de qualificação (Mestrando em Medicina Tropical) - Universidade Federal de Goiás.

Monografias de cursos de aperfeiçoamento/especialização
1.
NETO, B. R. S.; Lima, P. S.; Santos, R. da S.. Participação em banca de Erik Nelson de Paiva Melo. Dominó Bioquímico: uma ferramenta pedagógica para o ensino de respiração celular.. 2014. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Tecnologias aplicadas ao ensino de biologia) - Universidade Federal de Goiás.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
ZANON, VOM; NETO, B. R. S.; D'Alessandro W.B.. Participação em banca de Liliane Cristina do Couto Lopes.Prevalência de Enteroparasitoses em crianças de um conjunto habitacional do município de Senador Canedo, GO, Brasil. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Biomedicina) - Faculdade Padrão.

2.
NETO, B. R. S.. Participação em banca de Clara Conceição M. de Souza.Trichomonas vaginalis: Uma revisão bibliográfica. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Biomedicina) - Faculdade Padrão.

3.
NETO, B. R. S.. Participação em banca de Jaqueliny Pires Ferreira.Infecção urinária na gestação. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Biomedicina) - Faculdade Padrão.

4.
NETO, B. R. S.. Participação em banca de Joislainy Braga Gomides.Teníase e Cisticercose - Revisão da literatura. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Biomedicina) - Faculdade Padrão.

5.
NETO, B. R. S.. Participação em banca de Alessandro da Silva Calaça.Controle de qualidade em laboratórios de análises clínicas. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Biomedicina) - Faculdade Padrão.

6.
NETO, B. R. S.. Participação em banca de Aleandra Romirez de Araújo Cabral.Tricomoníase no estado de Goiás. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Biomedicina) - Faculdade Padrão.

7.
NETO, B. R. S.. Participação em banca de Anderson Cabral de Moura.Tuberculose: um problema de saúde pública. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Biomedicina) - Faculdade Padrão.

8.
NETO, B. R. S.; D'Alessandro W.B.; DA ROCHA, IM. Participação em banca de Indiara Gomes de Freitas.Frequência de parasitos intestinais em crianças de idade escolar no município de Damolândia - Goiás. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Biomedicina) - Faculdade Padrão.

9.
NETO, B. R. S.. Participação em banca de Cintia Souza Dias.Toxoplasmose na gestação: uma revisão da literatura. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Biomedicina) - Faculdade Padrão.

10.
da Silva Neto, B.R.. Participação em banca de Cristhian Chagas Ribeiro.Isolamento, identificação e perfil de suscetibilidade de microsganismos encontrados em catracas dos terminais e plataformas do transporte coletivo da cidade de Goiânia. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Biomedicina) - Faculdade Padrão.

11.
da Silva Neto, B.R.. Participação em banca de Alessandra de Oliveira Deus.Expressão do fator de crescimento endotelial vascular do tipo C (VEGF-C) na linfangiogênese. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Biomedicina) - Faculdade Padrão.

12.
da Silva Neto, B.R.. Participação em banca de Lidiane de Oliveira Machado Pinto.Isolamento, identificação e perfil de suscetibilidade de microrganismos de ônibus do transporte coletivo da cidade de Goiânia. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Biomedicina) - Faculdade Padrão.

13.
da Silva Neto, B.R.. Participação em banca de Adryenne Callegaris Coutinho Lopes.O uso indiscriminado dos antimicrobianos na resistência bacteriana - Uma revisão bibliográfica. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Biomedicina) - Faculdade Padrão.

14.
NETO, B. R. S.. Participação em banca de Ana Paula Lopes dos Reis.Diagnóstico laboratorial do vírus da imunodeficiência humana através do Western blot: uma revisão bibiliográfica. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Biomedicina) - Faculdade Padrão.

15.
NETO, B. R. S.. Participação em banca de Denivaldo Tereza Neves.A importância dos marcadores sorológicos e moleculares no diagnóstico laboratorial do vírus da hepatite C: uma revisão literária. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Biomedicina) - Faculdade Padrão.

16.
Pereira, M.; NETO, B. R. S.; Prado, R. S.. Participação em banca de Karine Martins de Oliveira.CARACTERIZAÇÃO DA ISOCITRATO LIASE RECOMBINANTE DO FUNGO PARACOCCIDIOIDES BRASILIENSIS. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Biomedicina) - Universidade Federal de Goiás.

17.
Pereira, M.; NETO, B. R. S.; Prado, R. S.. Participação em banca de Symone Vitoriano da Conceição Castro.AVALIAÇÃO DA ATIVIDADE INIBITÓRIA DE ARGENTILACTONA E ANÁLOGOS SOBRE A ENZIMA ISOCITRATO LIASE NATIVA E RECOMBINATE DO FUNGO PARACOCCIDIOIDES BRASILIENSIS. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Biomedicina) - Universidade Federal de Goiás.

18.
NETO, B. R. S.. Participação em banca de Leydmar Wagner de Sousa Gonçalves.Usina Hidroelétrica de Corumbá IV: Perspectivas para eco-turismo no município de Alexânia ? GO.. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Biologia) - Universidade Estadual Vale do Acaraú.

19.
NETO, B. R. S.. Participação em banca de Gleidna Leila dos Reis de Jesus.Levantamento dos casos confirmados de dengue no período de 2005 a 2007 e nível de informação dos moradores do município de Alexânia ? GO.. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Biologia) - Universidade Estadual Vale do Acaraú.

20.
NETO, B. R. S.. Participação em banca de Eleusa Elena da Silva.Aves do Cerrado: Estudo Sistemático da Cariama cristata no município de Alexânia ? GO.. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Biologia) - Universidade Estadual Vale do Acaraú.

21.
NETO, B. R. S.. Participação em banca de Eloiza Souza Soares.Destino do Lixo Escolar no município de Alexânia ? GO.. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Biologia) - Universidade Estadual Vale do Acaraú.

22.
NETO, B. R. S.. Participação em banca de Carleusa Moreira Farias.Usina Hidroelétrica de Corumbá IV: Área de Preservação Permanente no município de Alexânia ? GO.. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Biologia) - Universidade Estadual Vale do Acaraú.

23.
NETO, B. R. S.. Participação em banca de Daiany de Faria Maia.Pesca no Lago da Usina Hidroelétrica Corumbá IV no município de Alexânia ? GO.. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Biologia) - Universidade Estadual Vale do Acaraú.

24.
NETO, B. R. S.. Participação em banca de Eliane Inocêncio Gomes.Dislexia: Dificuldades no diagnóstico e auxílio aos alunos das escolas do município de Alexânia ? GO.. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Biologia) - Universidade Estadual Vale do Acaraú.

25.
NETO, B. R. S.. Participação em banca de Laurinda de Oliveira Rabello.Destinação do lixo hospitalar recolhido em clínicas e hospitais do município de Alexânia ? GO.. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Biologia) - Universidade Estadual Vale do Acaraú.

26.
NETO, B. R. S.. Participação em banca de Arnaldo Pereira Rosa.Estado de Conservação das Nascentes no Perímetro Urbano do Município de Alexânia ? GO.. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Biologia) - Universidade Estadual Vale do Acaraú.

27.
NETO, B. R. S.. Participação em banca de Lucelena Gomes Caixeta Pereira.Educação Alimentar nas escolas do município de Alexânia ? GO.. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Biologia) - Universidade Estadual Vale do Acaraú.

28.
NETO, B. R. S.. Participação em banca de Cleide Gomes Batista.Levantamento a respeito da informação sobre alimentação saudável em escolas do município de Alexânia ? GO.. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Biologia) - Universidade Estadual Vale do Acaraú.

29.
NETO, B. R. S.. Participação em banca de Leila Hilário Ribeiro Caixeta.A Utilização das Tecnologias nas escolas públicas e particulares do Município de Alexânia ? GO.. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Biologia) - Universidade Estadual Vale do Acaraú.

30.
NETO, B. R. S.. Participação em banca de Kelly Gouveia de Souza.Avaliação da Qualidade da água consumida pela população do Município de Alexânia ? GO.. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Biologia) - Universidade Estadual Vale do Acaraú.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Outras participações
1.
DA SILVA NETO, BENEDITO; Fernandes O de F L; Costa, C.R.. Banca para seleção de monitores da Disciplina de Micologia 2018/2.. 2018. Universidade Federal de Goiás.

2.
NETO, BENEDITO RODRIGUES DA SILVA. XV Seminário de Patologia Tropical e Saúde Pública & VIII Semana de Biotecnologia. 2017. Universidade Federal de Goiás.

3.
NETO, B. R. S.. Comunicações Orais do I Simpósio de Educação, Ciência e Tecnologia. 2014. Faculdade Araguaia.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
II Encontro de Ligas Acadêmicas de Farmácia.Mesa Diretiva do Encontro Acadêmico de Farmácia. 2018. (Encontro).

2.
Circuito de Palestras - SEBRAE. 2017. (Encontro).

3.
Congresso Goiano de Infectologia & Encontro de Ligas Acadêmicas de Infectologia. Perfil de Suscetibilidade in vitro de espécies de Candida isoladas da mucosa vaginal aos antifúngicos fluconazol e nistatina.. 2017. (Congresso).

4.
Congresso Goiano de Infectologia & Encontro de Ligas Acadêmicas de Infectologia. Espécies de Candida isoladas da mucosa vulvovaginal de mulheres atendidas em um hospital terciário de Goiânia - GO.. 2017. (Congresso).

5.
Dia do Empreendedorismo na UFG. 2017. (Encontro).

6.
Encontro de Editores Científicos. 2017. (Encontro).

7.
EnTenda Saúde - Encontro de vida, reflexões e transformações. 2017. (Congresso).

8.
I Congresso Internacional de Estudantes e Profissionais da Saúde - DELTA SAÚDE. Fórum: Sociedade Brasileira de Ciências aplicadas à Saúde - SBCSaúde. 2017. (Congresso).

9.
I Congresso Internacional de Estudantes e Profissionais da Saúde - DELTA SAÚDE. Medicina Tropical: Biotecnologias aplicadas às doenças negligenciadas. 2017. (Congresso).

10.
I Fórum de Avaliação de Tecnologias em Saúde HC-UFG/EBSERH. 2017. (Encontro).

11.
International Symposium on Fungal Stress.Standardization and optimization of high throughput activity of the key enzymes of the glyoxylate cycle malate synthase and isocitrate lyase.. 2017. (Simpósio).

12.
I Simpósio de Imunologia do Centro-Oeste (SICO). 2017. (Simpósio).

13.
I Simpósio de Nanotecnologia e Saúde Ambiental. 2017. (Simpósio).

14.
O novo marco legal da Ciência, Tecnologia e Inovação. 2017. (Seminário).

15.
Programa de Formação em Inovação. 2017. (Seminário).

16.
Programa de Formação em Pesquisa. 2017. (Oficina).

17.
Programa de Formação em Pesquisa. 2017. (Outra).

18.
Programa de Formação em Pesquisa: O que (não) significa o P-valor? Vantagens, limites e alternativas ao teste de hipótese nula.. 2017. (Outra).

19.
Propriedade Intelectual: o papel e o processo de patenteamento na área da saúde. 2017. (Outra).

20.
VII Reunião Anual de Usuários do LabMic. 2017. (Encontro).

21.
Workshop - O papel da ANVISA na regulação de produtos para a saúde. 2017. (Oficina).

22.
XV Seminário de Patologia Tropical e Saúde Pública. 2017. (Seminário).

23.
II Congresso Internacional de Saúde Pública do Delta do Parnaíba. Saúde Pública no Brasil. 2016. (Congresso).

24.
II Semana da Saúde e Bem Estar."Genômica e Proteômica". 2016. (Outra).

25.
Jornada Científica do Instituto de Ciências da Saúde."Genômica e Proteômica". 2016. (Outra).

26.
VI Congresso Piauiense de Saúde Pública. 2016. (Congresso).

27.
VI Seminário de Ensino na Saúde. 2016. (Seminário).

28.
28 Congresso Brasileiro de Microbiologia. Alkaloids as Inhibitors of Malate Synthase from Paracoccidioides spp.: Receptor-Ligand Interaction-Based Virtual Screening and Molecular Docking Studies, Antifungal Activity, and the Adhesion Process. 2015. (Congresso).

29.
6th Congress of European Microbiologists. Analysis of the profile of paracoccidioides app in response to the drug by transcriptional/ proteomic approaches and identification of compounds with anti fungal potential. 2015. (Congresso).

30.
II Encontro Científico da Faculdade Padrão.Comunicação científica: Tecnologias aplicadas à Bioquímica e Biologia Molecular. 2015. (Encontro).

31.
II Encontro Científico da Faculdade Padrão.Aplicações da Genômica. 2015. (Encontro).

32.
II Encontro Científico da Faculdade Padrão.A pesquisa como agente transformador do ensino.. 2015. (Encontro).

33.
Simpósio Interdisciplinar da Saúde.Universo Celular - Genoma, Engenharia Genética e Célula Tronco.. 2015. (Simpósio).

34.
29 REGEM - Reunião de Genética de Microrganismos. 2014. (Encontro).

35.
60° Congresso Brasileiro de Genética. 2014. (Congresso).

36.
60° Congresso Brasileiro de Genética. Transcriptional and proteomic profile of Paracoccidioides spp. in response to drugs and identification of compounds with antifungal potential.. 2014. (Congresso).

37.
I Simpósio de Educação Ciência e Tecnologia.Educação, Ciência e Tecnologia. 2014. (Simpósio).

38.
VI Jornada Científica da Faculdade Padrão: Inovações e Sustentabilidade.Inovações Tecnológicas Versus Meio Ambiente. 2014. (Seminário).

39.
27º Congresso Brasileiro de Microbiologia. ARGENTILACTONE INHIBITS ADHESION OF ISOCITRATE LYASE OF PARACOCCIDIOIDES SPP LOCALIZED ON CELL WALL. 2013. (Congresso).

40.
59° Congresso Brasileiro de Genética. Virtual screening and natural products in inhibiting malate synthase of paracoccidioides spp. 2013. (Congresso).

41.
II Simpósio de Biomedicina da Faculdade Padrão.Medicina Genômica e Biotecnologia. 2013. (Simpósio).

42.
I Seminário de implantação do estudo da Paracoccidioidomicose no estado de Goiás. 2013. (Seminário).

43.
VI Jornada Científica da Faculdade Padrão.Parecerista de Bancas de projetos de Pesquisa. 2013. (Encontro).

44.
V Jornada Científica.Avanços e Inovações na Pesquisa Científica. 2013. (Encontro).

45.
28° Reunião de Genética de Microrganismos. Proteomic profile of Paracoccidioides Lutzii exposed to itraconazole. 2012. (Congresso).

46.
58° Congresso Brasileiro de Genética. Indol Alkaloids with potential inhibitory effect of the enzyme malate synthase of Paracoccidioides Lutzii. 2012. (Congresso).

47.
8th International conference of the brasilian association for bioinformatics and computationanal biology. Intermolecular interactions of the malate synthase of Paracoccidioides sp: a study by molecular dynamics and molecular docking. 2012. (Congresso).

48.
14° Encontro Nacional de Biomedicina.Análise Transcricional de Paracoccidioides brasiliensis após exposição à Itraconazol. 2011. (Encontro).

49.
63° Reunião Anual da SBPC. Transcriptional Response to Itraconazole in the Human Pathogenic Fungus Paracoccidioides brasiliensis. 2011. (Congresso).

50.
IX Seminário de Patologia Tropical e Saúde Pública e II Semana de Biotecnologia.Transcriptional Response to Itraconazole in the Human Pathogenic Fungus Paracoccidioides brasiliensis. 2011. (Seminário).

51.
VIII Congresso de Pesquisa, Ensino e Extenção. Resposta Transcricional à Itraconazol no fungo Patogênico Humano Paracoccidioides brasiliensis. 2011. (Congresso).

52.
XI International Meeting on Paracoccidioidomicosis.Transcriptional analysis of Paracoccidioides brasiliensis after exposition to itraconazole. 2011. (Encontro).

53.
XVII Semana Científica Farmacêutica e III Encontro Nacional de Farmácias Universitárias.Análise Transcricional e Proteômica do Fungo Paracoccidioides brasiliensis em resposta ao antifúngico Itraconazol. 2011. (Encontro).

54.
2° Congresso de Genética do Centro-Oeste. Palestrante: Técnicas em Biologia Molecular. 2010. (Congresso).

55.
27° Reunião de Genética de Microrganismos.Mechanism of the action of Oenothein B in the fungus Paracoccidioides brasiliensis. 2010. (Outra).

56.
27° Reunião de Genética de Microrganismos.Elucidação do Perfil Transcricional de Paracoccidioides brasiliensis em resposta à Sulfametoxazol. 2010. (Outra).

57.
27° Reunião de Genética de Microrganismos.Avaliação da atividade antifungica de compostos sintéticos psoralênicos em Paracoccidioides brasiliensis. 2010. (Outra).

58.
27° Reunião de Genética de Microrganismos..Transcriptional profile of paracoccidioides brasiliensis in response to itraconazole.. 2010. (Encontro).

59.
56° Congresso Brasileiro de Genética. 2010. (Congresso).

60.
VII Congresso de Pesquisa, Ensino e Extenção. 2010. (Congresso).

61.
VIII Seminário de Patologia Tropical e Saúde Púbica e I Semana de Biotecnologia.Paracoccidioides brasiliensis: transcriptional profile in response to itraconazole.. 2010. (Seminário).

62.
25° Congresso Brasileiro de Microbiologia. Capacidade Inibitória da Argentilactona e seus Análogos sobre o Fungo Patogênico Humano Paracoccidioides brasiliensis. 2009. (Congresso).

63.
25° Congresso Brasileiro de Microbiologia. THE MALATE SYNTHASE OF PARACOCCIDIOIDES BRASILIENSIS IS A LINKED SURFACE PROTEIN THAT BEHAVES AS AN ANCHORLESS ADHESIN. 2009. (Congresso).

64.
IV Reunião Regional da Federação de Soiciedades de Biologia Experimental - FeSBE. A Malato Sintase de Paracoccidioides brasiliensis é uma proteína de superfície celular e está relacionada com a adesão do fungo à componentes de matriz extracelular.. 2009. (Congresso).

65.
IV Reunião Regional da Federação de Soiciedades de Biologia Experimental - FeSBE. A Malato Sintase de Paracoccidioides brasiliensis é uma proteína de superfície celular e está relacionada com a adesão do fungo à componentes de matriz extracelular.. 2009. (Congresso).

66.
VI CONGRESSO BRASILEIRO DE PESQUISA ENSINO E EXTENSÃO. 2009. (Congresso).

67.
Congresso de Pesquisa, Ensino e Extensão. 2008. (Congresso).

68.
Reunião de Genética de Microrganismos. Heterologous Expression and Purification of the Recombinant Malate Synthase of the Fungus Paracoccidioides brasiliensis.. 2008. (Congresso).

69.
1° Seminário de Biotecnologia. 2006. (Seminário).

70.
Ciclo de Palestras e Mesas-Redondas da XVII Semana do ICB. 2006. (Encontro).

71.
V Seminário em Patologia Tropical e Saúde Pública. 2006. (Seminário).

72.
V Simpósio Brasileiro de Etnobiologia e Etnoecologia..Levantamento Herptológico Preliminar do Médio Rio Pindaíba, Leste do Mato Grosso, Fazenda Nova Canaã Araguaiana-MT.. 2004. (Simpósio).

73.
IV Semana da Biologia. 2002. (Encontro).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
NETO, BENEDITO RODRIGUES DA SILVA. I Congresso Internacional de Estudantes e Profissionais da Saúde - DELTA SAÚDE. 2017. (Congresso).

2.
NETO, B. R. S.. Congresso Nacional Multidisciplinar da Saúde. 2016. (Congresso).

3.
NETO, B. R. S.; LACERDA, E. P. S. ; BICUDO, L. A. R. ; Pereira, M. . IV Congresso De Genética Do Centro-Oeste. 2016. (Congresso).

4.
NETO, B. R. S.. II Encontro Científico da Faculdade Padrão. 2015. (Congresso).

5.
NETO, B. R. S.. Simpósio Interdisciplinar da Saúde. 2015. (Outro).

6.
NETO, B. R. S.. VI Jornada Científica da Faculdade Padrão. 2014. (Outro).

7.
NETO, B. R. S.. II Simpósio de Biomedicina da Faculdade Padrão. 2013. (Outro).

8.
NETO, B. R. S.. V Semana da Saúde - Tecnologia e Saúde. 2012. (Congresso).

9.
NETO, B. R. S.. I Simpósio de Biomedicina da Faculdade Padrão. 2012. (Exposição).

10.
NETO, B. R. S.. Congresso de Biomedicina da Faculdade Padrão. 2012. (Congresso).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Monografias de conclusão de curso de aperfeiçoamento/especialização
1.
Lucas Lopes Lima. Revisão sistematica e metanálise metabólica dos principais tipos de câncer infanto-juvenil. Início: 2017. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Medicina Genômica, Biotecnologia e Inovações em Saúde) - Instituto Nacional de Cursos. (Orientador).

2.
Reginaldo Ramos de Lima. Genômica funcional para análise de estudos em planárias como modelo de regeneração do Sistema Nervoso. Início: 2017. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Medicina Genômica, Biotecnologia e Inovações em Saúde) - Instituto Nacional de Cursos. (Orientador).

3.
Amanda Fernandes Costa. Cienciometria aplicada à Análise quantitativa de artigos científicos sobre Paracoccidioides brasiliensis. Início: 2017. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Medicina Genômica, Biotecnologia e Inovações em Saúde) - Instituto Nacional de Cursos. (Orientador).

4.
Lucas Antônio da Silva Cerqueira. Estudo Genômico Funcional e Estrutural da Vitamina D: uma Revisão Literária. Início: 2017. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Medicina Genômica, Biotecnologia e Inovações em Saúde) - Instituto Nacional de Cursos. (Orientador).

5.
Bhruna Kamilla dos Santos. AVALIAÇÃO DO PERFIL PROTEÔMICO DO EXTRATO DAS FOLHAS DE Guazuma ulmifolia (MUTAMBA) POR ESPECTROMETRIA DE MASSA E SUA CONCENTRAÇÃO INIBITÓRIA MÍNIMA CONTRA PATÓGENOS. Início: 2017. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Medicina Genômica, Biotecnologia e Inovações em Saúde) - Instituto Nacional de Cursos. (Orientador).

6.
Renato Ferreira Rodrigues. EPIGENÉTICA: UMA REVISÃO SISTEMÁTICA DA ABORDAGEM MULTIDICIPLINAR. Início: 2017. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Medicina Genômica, Biotecnologia e Inovações em Saúde) - Instituto Nacional de Cursos. (Orientador).

7.
Jamila Fernandes Queiroz. Uma visão genômica dos marcadores moleculares das doenças cardiovasculares e as principais tecnologias envolvida no diagnóstico. Início: 2017. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Medicina Genômica, Biotecnologia e Inovações em Saúde) - Instituto Nacional de Cursos. (Orientador).

8.
Rassan Dyego Romão Silva. Redes de interação proteina-proteina da malato sintase e predição computacional para genes do Paracoccidioides. Início: 2017. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Medicina Genômica, Biotecnologia e Inovações em Saúde) - Instituto Nacional de Cursos. (Orientador).

9.
Marilia Silva Marques. BIOENGENHARIA DE TECIDOS E ESTRATEGIAS BIOTENOLOGICAS NA MEDICINA REGENERATIVA: UMA METANÁLISE. Início: 2017. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Medicina Genômica, Biotecnologia e Inovações em Saúde) - Instituto Nacional de Cursos. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Dissertação de mestrado
1.
Stephanie Naoun. Análise das proteínas glicosiladas secretadas pelo isolado trichoderma harzianum (all-42) induzidas por parede celular de fitopatógenos. 2016. Dissertação (Mestrado em Ciências Aplicadas a Produtos para Saúde) - Universidade Estadual de Goiás, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Coorientador: Benedito Rodrigues da Silva Neto.

Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Ismael dos Passos C. Pinheiro Júnior. Análise Comparativa do Nível de Cortisol Sérico Matinal Como Marcador de Estresse, por Amostragem em um Grupo de Pacientes do Laboratório São Camilo, Goiânia - GO. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Biomedicina) - Faculdade Padrão. Orientador: Benedito Rodrigues da Silva Neto.

2.
Iasmyn Moreira Alexandre. Análise Molecular do Melanoma: uma Revisão Bibliográfica.. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Biomedicina) - Faculdade Padrão. Orientador: Benedito Rodrigues da Silva Neto.

3.
Edson Souza dos Santos. Inovações biotecnológicas e métodos de engenharia genética usadas no controle de casos de dengue no Brasil. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Biomedicina) - Faculdade Padrão. Orientador: Benedito Rodrigues da Silva Neto.

4.
Andrielle Andréia Gonçalves da Silva Duarte. Estratégias de biologia molecular aplicadas ao diagnóstico da candidíase. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Biomedicina) - Faculdade Padrão. Orientador: Benedito Rodrigues da Silva Neto.

5.
Andreza da Silva Costa;. Micoses Sistêmicas: Manifestações Clínicas e Diagnóstico Laboratorial. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Biomedicina) - Faculdade Padrão. Orientador: Benedito Rodrigues da Silva Neto.

6.
Dayane Alves de Sousa. Levantamento de Dados do Conhecimento de Mulheres Gestantes Sobre HPV no Município de Goiânia - GO. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Biomedicina) - Faculdade Padrão. Orientador: Benedito Rodrigues da Silva Neto.

7.
Jéssica Amanda Ribeiro. Leucemia Mielóide Crônica: Aspectos Genéticos e Moleculares. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Biomedicina) - Faculdade Padrão. Orientador: Benedito Rodrigues da Silva Neto.

8.
Daniel do Carmo M. Pinheiro. Sífilis Congênita no Brasil: Uma Revisão Bibliográfica. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Biomedicina) - Faculdade Padrão. Orientador: Benedito Rodrigues da Silva Neto.

9.
Ana Paula Martins Lima. A Importância dos Exames de PSA e Toque Retal no Diagnóstico Precoce do Câncer de Próstata. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Biomedicina) - Faculdade Padrão. Orientador: Benedito Rodrigues da Silva Neto.

10.
Adriano Mendes Braga Lacerda. Leishmaniose Visceral no Município de Pirenópolis, Estado de Goiás. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Biomedicina) - Faculdade Padrão. Orientador: Benedito Rodrigues da Silva Neto.

11.
Raquel Ferreira de Sousa Pires. Avaliação do Processo de Tratamento de Água da Estação Jaime Câmara de Goiânia - GO Através de Análises Microbiológicas. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Biológicas) - Faculdade Araguaia. Orientador: Benedito Rodrigues da Silva Neto.

12.
Jeniffer Julie da Silva Matinada. Associação de Fatores Genéticos e a Influência do Papilomavírus Humano (HPV) na Determinação do Câncer do Colo do Útero.. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Biológicas) - Faculdade Araguaia. Orientador: Benedito Rodrigues da Silva Neto.

13.
Darylha Euripa Silva Hugues. Correlação entre obesidade infantil e alimentação oferecida nas escolas de nível fundamental em Goiânia - GO. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Biológicas) - Faculdade Araguaia. Orientador: Benedito Rodrigues da Silva Neto.

14.
Douglas Soares da Rocha. Os desafios e perspectivas do biomédico na biologia forense. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Biomedicina) - Faculdade Padrão. Orientador: Benedito Rodrigues da Silva Neto.

15.
Adara Francielle Lima Silvestre. Estudo de caso sobre: Endoftalmite fúngica no hospital Santa Terezinha em Goiânia-GO. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Biomedicina) - Faculdade Padrão. Orientador: Benedito Rodrigues da Silva Neto.

16.
Amanda Matias Ferreira. Aplicações da Biologia Molecular no diagnóstico da anemia falciforme. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Biomedicina) - Faculdade Padrão. Orientador: Benedito Rodrigues da Silva Neto.

17.
Nayche Santiago Pacheco de Santana. Confirmação da Alteração de Expressão Gênica de Paracoccidioides isolado Pb-01-like em Exposição à Itraconazol. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Biomedicina) - Universidade Federal de Goiás. Orientador: Benedito Rodrigues da Silva Neto.

Iniciação científica
1.
Anaisa Mamede de Lima Rezende. Levantamento de dados e análise de estudo retrospectivo referente ao Hospital Municipal José Rezende na cidade de Bom Jesus - GO.. 2017. Iniciação Científica. (Graduando em Medicina) - Faculdades Alfredo Nasser. Orientador: Benedito Rodrigues da Silva Neto.

2.
Mariana Queiroz Borges. Estudo de Meta-Análise da Tuberculose e Principais Coinfecções Sistêmicas.. 2017. Iniciação Científica. (Graduando em Medicina) - Faculdades Alfredo Nasser. Orientador: Benedito Rodrigues da Silva Neto.

3.
Herik Jansen de Souza Pimentel. Estudo Transversal de Base Molecular sobre Zika Vírus: Novos conceitos e capacitações ao profissional da medicina.. 2017. Iniciação Científica. (Graduando em Medicina) - Faculdades Alfredo Nasser. Orientador: Benedito Rodrigues da Silva Neto.

4.
Ana Clara Sant'ana Moraes. Revisão Sistemática e Ciênciometria Aplicada ao Estudo da Hanseníase.. 2017. Iniciação Científica. (Graduando em Medicina) - Faculdades Alfredo Nasser. Orientador: Benedito Rodrigues da Silva Neto.

5.
Brenda Pereira Campos. Ciênciometria Aplicada ao Estudo das Micoses Superficiais Estritas e Cutâneo-Mucosas Causadoras de Doenças Tropicais.. 2017. Iniciação Científica. (Graduando em Medicina) - Faculdades Alfredo Nasser. Orientador: Benedito Rodrigues da Silva Neto.

6.
Augusto Monteiro Nascente Borges. Patologia Molecular e Estudos Metabólicos Aplicados ao Estudo Sistemático de Paracoccidioides app. uma Revisão Bibliográfica.. 2017. Iniciação Científica. (Graduando em Medicina) - Faculdades Alfredo Nasser. Orientador: Benedito Rodrigues da Silva Neto.

7.
Ismael dos Passos C. Pinheiro Júnior. Análise Comparativa do Nível de Cortisol Sérico Matinal Como Marcador de Estresse, por Amostragem em um Grupo de Pacientes do Laboratório São Camilo, Goiânia - GO. 2016. Iniciação Científica. (Graduando em Biomedicina) - Faculdade Padrão. Orientador: Benedito Rodrigues da Silva Neto.

8.
Iasmyn Moreira Alexandre. Análise Molecular aplicada à Oncologia. 2016. Iniciação Científica. (Graduando em Biomedicina) - Faculdade Padrão. Orientador: Benedito Rodrigues da Silva Neto.

9.
Jéssica Soares Bárbara. AVALIAÇÃO DAS PROTEASES PRODUZIDAS POR TRICHODERMA HARZIANUN EM DIFERENTES PAREDES DE FITOPATÓGENOS. 2016. Iniciação Científica. (Graduando em Farmácia) - Universidade Estadual de Goiás. Orientador: Benedito Rodrigues da Silva Neto.

10.
Tallys Alberto Souza Lopes. Biotecnologia e Sustentabilidade. 2015. Iniciação Científica. (Graduando em Biomedicina) - Faculdade Padrão. Orientador: Benedito Rodrigues da Silva Neto.

11.
Elaine Barbosa de Souza. Biologia molecular aplicada a estudos de doenças hereditárias. 2015. Iniciação Científica. (Graduando em Biomedicina) - Faculdade Padrão. Orientador: Benedito Rodrigues da Silva Neto.

12.
Andrielle Andréia Gonçalves da Silva Duarte. Biologia Molecular com ferramenta para diagnóstico. 2015. Iniciação Científica. (Graduando em Biomedicina) - Faculdade Padrão. Orientador: Benedito Rodrigues da Silva Neto.

13.
Edson Souza dos Santos. Inovações biotecnológicas e métodos de engenharia genética usadas no controle de casos de dengue.. 2015. Iniciação Científica. (Graduando em Biomedicina) - Faculdade Padrão. Orientador: Benedito Rodrigues da Silva Neto.

14.
Rafael Mendes Limeira. Engenharia Genética: aplicações na medicina tropical. 2015. Iniciação Científica. (Graduando em Biomedicina) - Faculdade Padrão. Orientador: Benedito Rodrigues da Silva Neto.

15.
Liliane Cristina do Couto Lopes. Sustentabilidade - O que eu preciso saber?. 2014. Iniciação Científica. (Graduando em Biomedicina) - Faculdade Padrão. Orientador: Benedito Rodrigues da Silva Neto.

16.
Antônio Rayson Silva das Chagas. Estudos Retrospectivos de Micoses no município de Goiânia - GO. 2014. Iniciação Científica. (Graduando em Biomedicina) - Faculdade Padrão. Orientador: Benedito Rodrigues da Silva Neto.

17.
Cristiano Modesto da Silva. Estudos epidemiológicos de micoses no município de Aparecida de Goiânia - GO. 2014. Iniciação Científica. (Graduando em Biomedicina) - Faculdade Padrão. Orientador: Benedito Rodrigues da Silva Neto.

18.
Wellegnta Alexandre Ribeiro. Análise em bancos de dados científicos de estudos moleculares de micoses. 2014. Iniciação Científica. (Graduando em Biomedicina) - Faculdade Padrão. Orientador: Benedito Rodrigues da Silva Neto.

19.
Amanda Matias Ferreira. Biologia Molecular como ferramenta para diagnóstico. 2013. Iniciação Científica. (Graduando em Biomedicina) - Faculdade Padrão. Orientador: Benedito Rodrigues da Silva Neto.

20.
Adara Francielle Lima Silvestre. Endoftalmite fúngica, aspectos epidemiológicos. 2012. Iniciação Científica. (Graduando em Biomedicina) - Faculdade Padrão. Orientador: Benedito Rodrigues da Silva Neto.



Inovação



Patente
1.
 NETO, BENEDITO RODRIGUES DA SILVA; SOARES, CÉLIA MARIA DE ALMEIDA ; MENDES-GIANNINI, MARIA JOSÉ ; DE OLIVEIRA, CECÍLIA MARIA ALVES ; KATO, LUCÍLIA ; DA SILVA, ROOSEVELT ALVES ; DA SILVA, JULHIANY DE FÁTIMA ; FREITAS, CARLA DOS SANTOS ; GONÇALVES, RICARDO LEMES ; COSTA, FAUSTO GUIMARAES . UTILIZAÇÃO DE COMPOSTOS NATURAIS NO TRATAMENTO DE MICOSES. 2017, Brasil.
Patente: Privilégio de Inovação. Número do registro: BR1020170074498, título: "UTILIZAÇÃO DE COMPOSTOS NATURAIS NO TRATAMENTO DE MICOSES" , Instituição de registro: INPI - Instituto Nacional da Propriedade Industrial. Depósito: 11/04/2017


Projetos de pesquisa

Projeto de desenvolvimento tecnológico

Projeto de extensão


Educação e Popularização de C & T



Artigos
Artigos completos publicados em periódicos
1.
2COSTA, FAUSTO GUIMARAES2015COSTA, FAUSTO GUIMARAES ; NETO, BENEDITO RODRIGUES DA SILVA ; GONÇALVES, RICARDO LEMES ; DA SILVA, ROOSEVELT ALVES ; DE OLIVEIRA, CECÍLIA MARIA ALVES ; KATO, LUCÍLIA ; FREITAS, CARLA DOS SANTOS ; GIANNINI, MARIA JOSÉ SOARES MENDES ; DA SILVA, JULHIANY DE FÁTIMA ; SOARES, CÉLIA MARIA DE ALMEIDA ; PEREIRA, MARISTELA . Alkaloids as Inhibitors of Malate Synthase from Paracoccidioides spp.: Receptor-Ligand Interaction-Based Virtual Screening and Molecular Docking Studies, Antifungal Activity, and the Adhesion Process. Antimicrobial Agents and Chemotherapy (Print), v. 59, p. 5581-5594, 2015.


Apresentações de Trabalho
1.
NETO, BENEDITO RODRIGUES DA SILVA. Engenharia Genética. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).


Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
NETO, BENEDITO RODRIGUES DA SILVA. Pesquisa Científica e Multidisciplinaridade na Saúde Brasileira.. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
NETO, B. R. S.. V Semana da Saúde - Tecnologia e Saúde. 2012. (Congresso).


Redes sociais, websites e blogs
1.
NETO, BENEDITO RODRIGUES DA SILVA. Dr. Neto. 2016; Tema: Ciência e Informação. (Rede social).

2.
NETO, BENEDITO RODRIGUES DA SILVA. Sociedade Brasileira de Ciências aplicadas à Saúde. 2016; Tema: Ciências aplicadas à Saúde. (Site).

3.
NETO, BENEDITO RODRIGUES DA SILVA. Congresso Nacional Multidisciplinar da Saúde. 2015; Tema: Congresso Científico. (Site).



Outras informações relevantes


* Aprovação em Concursos:
1 - Aprovação em primeiro lugar no concursso para Professor de Microbiologia/Micologia no Instituto de Patologia Tropical e Saúde Pública da Universidade Federal de Goiás, IPTSP - UFG em maio de 2017.
2 - Aprovação em primeiro lugar no concursso para Professor de Anatomia Humana ICB, UFG em abril de 2009.
3 - Aprovação no Concurso para Professor de Educação Ambiental, SENAC GO em novembro de 2007.



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 23/10/2018 às 4:18:42