Amintas Lopes da Silva Junior

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/2046703075961806
  • Última atualização do currículo em 12/08/2018


Professor da Faculdade de Educação do Campo, do Instituto de Ciências Humanas, da Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará. Tem experiência na área de assessoria técnica a projetos comunitários, com ênfase em produção agroecológica, atuando principalmente nos seguintes temas: agricultura familiar na Amazônia, agroecologia, manejo de agroecossistemas e geração participativa de tecnologias. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Amintas Lopes da Silva Junior
Nome em citações bibliográficas
SILVA JUNIOR, A. L.

Endereço


Endereço Profissional
Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará, Faculdade de Educação do Campo.
Quadra Sete (Fl.31), Lote Especial s/n, Campus 1
Nova Marabá
68507590 - Marabá, PA - Brasil
Telefone: (94) 21017100
Ramal: 7170
URL da Homepage: http://www.unifesspa.edu.br/


Formação acadêmica/titulação


2010 - 2012
Mestrado em AGRICULTURAS AMAZÔNICAS.
Universidade Federal do Pará, UFPA, Brasil.
Título: Quando os paus de fruta da mata viram plantas: o amálgama entre agricultura e floresta na Resex Arióca Pruanã, Oeiras do Pará,Ano de Obtenção: 2012.
Orientador: Maria das Graças Pires Sablayrolles.
Coorientador: Sônia Maria Simões Barbosa Magalhães Santos.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: Coleta de frutas silvestres; Alimentação; Floresta; Agricultura; Manejo.
2007 - 2010
Graduação em Bacharelado em Ciências Biológicas.
Universidade Federal do Pará, UFPA, Brasil.
Título: Impactos socioambientais da Revolução Verde e as possíveis contribuições dos biólogos para a promoção de uma agricultura sustentável.
Orientador: Marco Antônio Menezes Neto.




Formação Complementar


2009 - 2009
Curso Internacional de Tecnologias Agroflorestais. (Carga horária: 144h).
Embrapa Amazônia Oriental, EMBRAPA, Brasil.
2008 - 2008
Curso de Ecologia de Campo. (Carga horária: 68h).
Universidade Federal do Pará, UFPA, Brasil.
2000 - 2000
Permacultura - Design e Consultoria. (Carga horária: 90h).
Instituto de Permacultura e Ecovilas do Cerrado, IPEC, Brasil.


Atuação Profissional



Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará, UNIFESSPA, Brasil.
Vínculo institucional

2014 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor assistente, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

08/2017 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, Pró-Reitoria de Extensão e Assuntos Estudantis, .

Cargo ou função
Membro da Comissão de Acompanhamento e Avaliação do Planejamento e Execução dos Gastos de Recursos PNAES.
10/2017 - 05/2018
Conselhos, Comissões e Consultoria, Comissão Própria de Avaliação, .

Cargo ou função
Representante docente da Pró-Reitoria de Extensão e Assuntos Estudantis.
03/2017 - 05/2018
Direção e administração, Pró-Reitoria de Extensão e Assuntos Estudantis, .

Cargo ou função
Diretor de Ação Intercultural.
01/2018 - 02/2018
Ensino, Educação do Campo, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Agricultura e Sistemas Agroecológicos de Produção
Metodologia Científica VII - Ciências Agrárias e da Natureza
Pesquisa VI
Socialização Tempo-Espaço-Localidade VI
Tecnologias Agroecológicas
03/2017 - 03/2017
Ensino, Educação do Campo, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Energia e Agricultura
03/2015 - 03/2017
Conselhos, Comissões e Consultoria, Instituto de Ciências Humanas, .

Cargo ou função
Membro da Comissão de Ensino e Extensão.
01/2017 - 02/2017
Ensino, Educação do Campo, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Energia e Agricultura
Fundamentos de Física
Metodologia Científica V - Ciências Agrárias e da Natureza
Pesquisa IV
Socialização Tempo-Espaço-Localidade IV
07/2016 - 08/2016
Ensino, Educação do Campo, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Epistemologia Geral
Fundamentos de Física
Metodologia Científica IV - Ciências Agrárias e da Natureza
Tecnologias Agroecológicas
01/2016 - 02/2016
Ensino, Educação do Campo, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Agricultura e Sistemas Agroecológicos de Produção
Epistemologia das Ciências Agrárias e da Natureza
Pesquisa I
Socialização Tempo-Espaço-Localidade I
01/2015 - 02/2015
Ensino, Educação do Campo, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Energia e Agricultura
Epistemologia das Ciências Agrárias e da Natureza
Tecnologias Agroecológicas
Botânica e Zoologia dos Ecossistemas Amazônicos
07/2014 - 08/2014
Ensino, Educação do Campo, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Campo, Territorialidade e Sustentabilidade
Fundamentos de Física
Manejo Agroecológico de Agroecossistemas
Agricultura e Sistemas Agroecológicos de Produção
04/2014 - 06/2014
Ensino, Educação do Campo, Agroecologia e Questão Agrária na Amazônia, Nível: Especialização

Disciplinas ministradas
Tópicos Avançados em Questão Agrária, Desenvolvimento Rural e Agroecologia I
Pesquisa Diagnóstico em Comunidades Rurais
Seminário de Preparação Tempo Comunidade II

Embrapa Amazônia Oriental, EMBRAPA, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - 2013
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Pesquisador, Carga horária: 40
Outras informações
Pesquisador no projeto "Sistematização de experiências e formação de profissionais para apoiar as catadoras e o extrativismo sustentável no Norte e Nordeste do Brasil".


Universidade Federal do Pará, UFPA, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - 2014
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Pesquisador, Carga horária: 40
Outras informações
Pesquisador no projeto "Programa de Aquisição de Alimentos: possibilidade de autonomia para mulheres extrativistas no Norte e Nordeste do Brasil?".

Vínculo institucional

2011 - 2012
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Professor

Atividades

05/2012 - 05/2012
Ensino, Educação do Campo, Agroecologia e Questão Agrária na Amazônia, Nível: Especialização

Disciplinas ministradas
Agroecologia e Permacultura
10/2011 - 10/2011
Ensino, Educação do Campo, Agroecologia e Questão Agrária na Amazônia, Nível: Especialização

Disciplinas ministradas
Agroecologia e Permacultura

Natura Inovação e Tecnologia de Produtos, NATURA, Brasil.
Vínculo institucional

2009 - 2010
Vínculo: Consultor, Enquadramento Funcional: Extensionista
Outras informações
Acompanhamento do plantio e extrativismo de plantas aromáticas nas comunidades de Boa Vista, município de Acará ? PA; Campo Limpo, município de Santo Antônio do Tauá ? PA; e Cotijuba, município de Belém ? PA. Elaboração de manuais de cultivo da priprioca e do estoraque; e de manejo e extrativismo do capitiú e da pataqueira, a partir do itinerário técnico seguido pelos produtores nas referidas comunidades. Levantamento de parâmetros agronômicos e produtivos das plantas aromáticas supracitadas, nas referidas comunidades. Levantamento dos custos de produção das plantas aromáticas supracitadas, nas referidas comunidades.


Grupo de Assessoria em Agroecologia na Amazônia, GTNA, Brasil.
Vínculo institucional

2009 - 2009
Vínculo: Consultor, Enquadramento Funcional: Extensionista
Outras informações
Sistematização de experiências agroecológicas desenvolvidas por grupos organizados de mulheres na Amazônia brasileira, com atividades realizadas nos municípios de Santa Luzia ? PA e Mazagão ? AP.


Casa Civil da Governadoria do Estado do Pará, CASA CIVIL - PA, Brasil.
Vínculo institucional

2008 - 2009
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Assessor, Carga horária: 40
Outras informações
Coordenação e supervisão dos monitores das turmas de estudantes universitários participantes do Programa de Vivência Estudantil-Camponesa, em sua segunda edição, em Belém ? PA.


Centro de Apoio a Projetos de Ação Comunitária, CEAPAC, Brasil.
Vínculo institucional

2006 - 2007
Vínculo: Consultor, Enquadramento Funcional: Extensionista
Outras informações
Sistematização de experiências de produção agroecológica desenvolvidas por produtores rurais das comunidades de Anã, município de Santarém ? PA; Santo Antônio do Taumataí, município de Prainha ? PA; e Capitão, município de Juruti ? PA. Facilitação da proposição participativa de novos experimentos produtivos nas referidas comunidades. Acompanhamento técnico dos novos experimentos implementados nas referidas comunidades.


Instituto de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá, IDSM-OS, Brasil.
Vínculo institucional

2004 - 2006
Vínculo: Funcionário, Enquadramento Funcional: Extensionista, Carga horária: 40
Outras informações
Diagnóstico participativo de agroecossistemas em comunidades da Reserva de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá, em Maraã ? AM. Coordenação das linhas de ação em financiamento e capacitação dos agricultores, do Programa de Agricultura Familiar, em Tefé ? AM. Assessoria técnica para pequenos agricultores das comunidades localizadas nas Reservas de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá e Amanã, nos municípios de Uarini e Maraã ? AM. Assessoria às associações comunitárias da Reserva de Desenvolvimento Sustentável Amanã, no município de Maraã ? AM.

Vínculo institucional

2004 - 2004
Vínculo: Estagiário, Enquadramento Funcional: Extensionista, Carga horária: 20
Outras informações
Acompanhamento técnico de sistemas de criação de animais financiados pelo Programa de Microcrédito do Instituto Mamirauá, nas Reservas de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá e Amanã, nos municípios de Uarini e Maraã ? AM.


Instituto de Permacultura e Ecovilas do Cerrado, IPEC, Brasil.
Vínculo institucional

2002 - 2003
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Instrutor, Carga horária: 40
Outras informações
Instrutor do Programa Piloto de Capacitação de Jovens para Formação de Lideranças Comunitárias, no Centro de Estudos Sustentáveis Bill Molison do Ecocentro IPEC, em Pirenópolis ? GO. Coordenação do programa de trabalho em agricultura, criação de animais, recuperação de áreas degradadas e biorremediação de efluentes (Coordenação de Sistemas Vivos) no Ecocentro, em Pirenópolis ? GO. Elaboração de estratégias para regeneração ambiental, tratamento de água cinza e dejetos humanos, produção de fertilizantes naturais (biofertilizante, composto, húmus de minhoca), produção orgânica de alimentos (roças, agroflorestas, hortas, apicultura, meliponicultura e criação de animais) e cultivo de plantas medicinais no Ecocentro, em Pirenópolis ? GO. Supervisão da equipe do referido programa no Ecocentro, em Pirenópolis ? GO.



Projetos de pesquisa


2014 - Atual
Integração da Agricultura Familiar na Produção do dendê no Pará: Possibilidade de Inclusão Social?

Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Dalva Maria da Mota em 13/03/2017.
Descrição: Neste projeto nos interessa analisar a inclusão social de agricultores familiares na região de expansão do dendezeiro no Estado do Pará, no escopo do Programa Nacional de Produção de Biodiesel (PNPB). Segundo documentos oficiais, o PNPB foi criado pelo governo federal em 2004 e prevê a produção de oleaginosas com a possibilidade de envolvimento da agricultura familiar com a conservação da floresta. No mesmo ano, foi criado o Selo Combustível Social que oferece vantagens financeiras e operacionais às empresas certificadas desde que atendam aos critérios legais concernentes, dentre os quais a aquisição de 15% da produção proveniente da agricultura familiar. ?O Selo confere ao seu possuidor o caráter de promotor de inclusão social dos agricultores familiares enquadrados no Pronaf? (MDA, 2014). Apesar da previsão da produção de biodiesel, a produção do dendê no Pará é exclusivamente direcionada à agroindústria de alimentos. Estima-se que, em 2013, aproximadamente 900 estabelecimentos familiares estejam diretamente integrados à agroindústria, objeto de intenso debate nos anos 80 (SORJ, 1986; COSTA, 1993; ANJOS, 1995; NOGUEIRA; JESUS, 2013) e que outros agricultores vivenciam os reflexos da expansão da cultura na região. Estudos recentes sobre o tema têm apontado tendências contraditórias. Alguns destacam que impactos sociais e ambientais se evidenciam (SHIRAISHI NETO, 2011; VIEIRA; MAGALHÃES, 2013; CASTRO, 2012; REPÓRTER BRASIL, 2013). Outros constatam a melhoria de vida dos agricultores em estudos de caso (ALVES, 2011; REBELLO, 2012; MONTEIRO, 2013), mesmo que reconheçam dificuldades no quadro institucional da execução do modelo. Nos nossos diálogos com agricultores e lideranças, constatamos os seus temores quanto à insegurança alimentar, à produção de uma única commodity, à dependência de poucas processadoras do dendê e às transformações na vida comunitária. Além disso, ainda não se registra estudos mais sistemáticos sobre a inclusão social dos diferentes tipos de agricultores e suas famílias. Tendo em conta este quadro, o objetivo do projeto é analisar a inclusão social dos agricultores familiares na região de expansão da cultura do dendê no Estado do Pará, segundo indicadores definidos por meio do diálogo entre agricultores familiares e pesquisadores. Pretendemos com isto, redimensionar o debate sobre a inclusão social, categoria histórica e ainda em definição no Brasil, habitualmente tomada a partir de indicadores urbanos nem sempre significativos para a especificidade dos que vivem no espaço rural. A metodologia de trabalho será qualitativa e quantitativa e constará das seguintes fases: caracterização da expansão da dendeicultura, construção participativa de indicadores de inclusão social com atores-chave (individual e coletivamente), pesquisa de campo sobre a inclusão social, análise de dados e contínua socialização dos avanços do projeto. Os procedimentos serão revisão da bibliografia científica e documentos oficiais, observações, entrevistas, oficinas e seminário. As escalas de pesquisa serão a região produtora de dendê no Estado do Pará (09 municípios) e os estabelecimentos familiares (10% dos integrados somados ao mesmo número de não integrados, totalizando 180 agricultores familiares). Quatro tipos de resultados estão previstos: i) a intensificação do diálogo com os atores locais diretamente envolvidos na produção do dendê e suas representações; ii) caracterização da noção de inclusão social a partir do diálogo entre agricultores e pesquisadores; iii) identificação dos níveis de inclusão social dos agricultores familiares; e iv) subsídios às ações do movimento social, da academia, da pesquisa e das políticas públicas..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (3) .

Integrantes: Amintas Lopes da Silva Junior - Integrante / Dalva Maria da Mota - Coordenador / Heribert Schmitz - Integrante / Maria Grings Batista - Integrante / Maria do Socorro Gonçalves Ferreira - Integrante / Flavio Bezerra Barros - Integrante / Lívia de Freitas Navegante Alves - Integrante / Jorge Lucas de Souza das Neves - Integrante / Emilie Suzanne Coudel - Integrante / Ana Laura dos Santos Sena - Integrante / Ana Laura Silva de Lima - Integrante / Elizete do Socorro Rocha Moreira Sousa - Integrante / Jair Carvalho dos Santos - Integrante / Laiane Bezerra Ribeiro - Integrante / Liza Glaucilene Castelo Barros - Integrante / Mazilene Borges de Sousa - Integrante / Márcia Coutinho Caetano - Integrante / Ronaldo de Lima Ramos - Integrante / Suellen Suzy de Souza Costa - Integrante / Edfranklin Moreira dos Santos - Integrante / Myrla da Silva Franco Antunes - Integrante / Diocélia Antônia Soares do Nascimento - Integrante.
2013 - 2015
Influência do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) para a Persistência das Mulheres Extrativistas e do Extrativismo no Norte e Nordeste do Brasil
Descrição: O tema do projeto é a influência do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) nas condições de reprodução social de mulheres extrativistas de produtos vegetais e animais em comunidades rurais no Nordeste e Norte do Brasil. Predominantemente negras e caboclas, pobres e com baixo nível de escolaridade, estas mulheres se dedicam a diversas atividades. Na sua maioria, são excluídas da posse da terra e seu modo de vida encontra-se ameaçado em decorrência do acesso cada vez mais restrito aos recursos naturais nas terras devolutas e privadas nas quais praticam o extrativismo. Apenas recentemente estas trabalhadoras começaram a ser reconhecidas como sujeitos de direitos específicos e a participar de programas para a melhoria das suas condições de vida, dentre os quais, destaca-se o PAA. Considerado uma iniciativa pioneira da ação do Estado para grupos de base familiar que vivem no espaço rural, o PAA tem sido objeto de análise de vários estudiosos. O referido programa foi instituído pelo artigo 19 da Lei nº 10.696, de 2 de julho de 2003 e regulamentado pelo Decreto nº 4.772, de 2 de julho de 2003, como uma das ações estruturantes do Programa Fome Zero, do Governo Federal. O PAA visa garantir o acesso aos alimentos às populações em situação de insegurança alimentar e nutricional e fortalecer a agricultura familiar. Neste sentido, o programa apoia simultaneamente a compra e venda de alimentos dos agricultores familiares por meio da aquisição direta dos produtos com dispensa de licitação para a doação a instituições e pessoas em situação de insegurança alimentar e nutricional ou para a formação de estoques para o abastecimento do mercado institucional de alimentos. Em decorrência, o programa permite aos agricultores familiares que estoquem seus produtos de forma a comercializá-los a preços mais justos. Passada mais de uma década após a criação do PAA, analistas tecem considerações sobre o programa a partir de diferentes perspectivas, que incluem desde os processos de construção dos arranjos institucionais que garantiram a elaboração e execução do programa até as implicações do mesmo no trabalho e na vida das mulheres agricultoras participantes do mesmo, passando pelas repercussões do programa no desenvolvimento local e impactos sociais do PAA na agricultura familiar..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (2) .

Integrantes: Amintas Lopes da Silva Junior - Integrante / Dalva Maria da Mota - Integrante / Heribert Schmitz - Coordenador / Josué Francisco da Silva Júnior - Integrante / Raquel Fernandes de Araújo Rodrigues - Integrante / Emanuel Oliveira Pereira - Integrante / Ketiane dos Santos Alves - Integrante / Liliane Freitas Costa Barros - Integrante / Glaucia Macedo Sousa - Integrante / Regiara Croelhas Modesto - Integrante / Moisés Cordeiro Mourão de Oliveira Junior - Integrante / Jamille Ferreira Guimarães - Integrante.
Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.
2012 - 2016
Grupos Domésticos e Trabalho no Espaço Rural Amazônia: quais as novas evidências?
Descrição: O interesse pelo tema deste projeto foi estimulado pela interconexão do debate em dois campos: o da elaboração e objetivação das políticas públicas e o acadêmico. No primeiro, sobressai a valorização da produção de caráter familiar no espaço rural, não obstante o questionamento da participação de alguns dos seus membros (jovens e crianças) na mesma. No segundo campo, persiste o interesse dos intelectuais na produção do conhecimento sobre o tema, mas a concentração recai no estudo em separado dos membros da família, estimulando Paulilo (2004) a afirmar que o trabalho familiar é uma categoria de análise esquecida. Tendo em conta este quadro, o nosso objetivo neste projeto é analisar a relação entre os membros do grupo doméstico e o trabalho por meio de um estudo em quatro localidades rurais na Amazônia brasileira, problematizando os aspectos que influenciam na sua configuração atual. A hipótese que nos orienta é que a residência e o parentesco coincidem nos grupos domésticos em análise. Entretanto, residência e trabalho familiar coincidem apenas para os membros mais idosos havendo um desencontro entre a unidade de produção e a de consumo. A abordagem metodológica será comparativa e as unidades de análise primordiais serão os grupos domésticos e as localidades, contrastados inter e intra si. Os principais procedimentos serão observações da rotina dos membros dos grupos domésticos, entrevistas por meio de questionário fechado em todas as residências com um membro autoidentificado como o responsável e realização de entrevistas abertas com atores-chave (mulheres e homens: idosos, adultos e jovens). Os resultados serão sistematizados e analisados à luz do debate sobre grupo doméstico e trabalho no espaço rural e os principais autores mobilizados serão Paulilo (2004), Neves (1999, 2005), Afonso (2000), Goddard (1996), Smart (2004, 2006), Brydon e Chant (1989), Cheal (2002), Sarmento e Stropasolas (2010). Espera-se com este projeto, aportar uma contribuição científica ao explicitar as variações nos modelos de grupos domésticos na sua relação com o trabalho no espaço rural, questionando a idealização que parece ter cristalizado a relação direta entre a família e o trabalho no debate das últimas duas décadas. Ademais, os resultados trarão uma contribuição imediata aos que executam programas de inovação para produtores familiares no espaço rural em virtude da disponibilização de dados científicos quanto ao perfil dos grupos domésticos e dos seus membros..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (4) .

Integrantes: Amintas Lopes da Silva Junior - Integrante / Bianca Ferreira Lima - Integrante / Dalva Maria da Mota - Integrante / Heribert Schmitz - Coordenador / Ketiane dos Santos Alves - Integrante / Glaucia Macedo Sousa - Integrante / Maria Margarette Lisboa Rocha - Integrante / Luiza Antunes Gomes Silva - Integrante / Elineuza do Socorro Farias Pessoa - Integrante / Nashira Remigio da Mota - Integrante.
Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.
2011 - 2014
Sistematização de experiências e formação de profissionais para apoiar as catadoras e o extrativismo sustentável de mangaba no norte e nordeste do Brasil
Descrição: Após oito anos de atuação juntamente com as catadoras da mangaba, uma equipe interinstitucional e interdisciplinar no Nordeste e Norte do Brasil mapeou as áreas extrativistas, escreveu sobre a importância das suas práticas para à conservação da biodiversidade e da cultura, apoiou a fundação do Movimento das Catadoras de Mangaba (MCM), capacitou lideranças das catadoras e sistematizou conhecimentos essenciais à compreensão dos seus modos de vida. Além disso, elaborou com elas cartas às instituições, solicitações de participação das suas representações em diferentes fóruns (Comissão Nacional de Desenvolvimento Sustentável de Povos e Comunidades Tradicionais-CNPCT) e documentos para diferentes interlocutores com argumentos visando o impedimento do cortes das plantas, dentre os quais, o Ministério Público Federal em Sergipe. Por último, assessorou à elaboração do Projeto de Lei nº 051 do Estado de Sergipe. Mais recentemente, face às ameaças de expropriação que as catadoras têm enfrentado com a persistência do corte das plantas e expansão das infraestruturas turísticas, novos tipos de alternativas têm sido reivindicadas, dentre as quais: o acesso à terra em lotes em que têm plantas nativas e o acesso coletivo em áreas de uso comum secularmente utilizadas. Em qualquer um dos casos, a continuação da condição de catadoras, a conservação das plantas nativas em áreas de uso comum e privadas e a agregação de valor ao fruto constituem as suas principais demandas e, como tal, representam um desafio aos serviços convencionais de assistência técnica e extensão historicamente marcados pelo atendimento a um público que pratica a agricultura. No Brasil, apenas recentemente, um conjunto de iniciativas valorizam a ação de grupos locais com os recursos naturais num dado território (extrativismo) e os novos modos de fazer a agricultura (a agroecologia, a agricultura orgânica, etc.). Neste sentido, urge formar profissionais para a atuação com populações extrativistas valorizando a perspectiva étnica, a rentabilização do saber, a conservação dos recursos ambientais e culturais e a conservação da biodiversidade. Tendo em conta esta problemática, o objetivo deste projeto é formar profissionais para atuar com e para as catadoras de mangaba no que concerne: i) exercício da atividade extrativista com maior volume e qualidade dos frutos, paralelo à conservação das plantas mantendo áreas de grande interesse ambiental protegidas; ii) a agregação de valor ao fruto pela produção de balas, biscoitos, bombons; polpas e licores; iii) comercialização dos produtos extrativistas (Programa de Aquisição de Alimentos do Governo Federal - PAA e mercado local e regional); e iv) participação nos espaços de diálogo e decisão sobre iniciativas que lhes dizem respeito visando o seu reconhecimento como grupo étnico, a garantia do acesso aos recursos que conformam os seus modos de trabalho e vida e a conservação da biodiversidade. A importância desta iniciativa justifica-se pelo fato das catadoras hoje constituírem um segmento reconhecido e demandado a opinar sobre as ações que lhes dizem respeito nacionalmente..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .

Integrantes: Amintas Lopes da Silva Junior - Integrante / Dalva Maria da Mota - Coordenador / Heribert Schmitz - Integrante / Josué Francisco da Silva Júnior - Integrante / Raquel Fernandes de Araújo Rodrigues - Integrante / Emanuel Oliveira Pereira - Integrante / Luiza Antunes Gomes Silva - Integrante.
Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.


Projetos de extensão


2018 - Atual
Núcleo Interdisciplinar de Agroecologia e Educação do Campo - NAEC: valorizando as sementes tradicionais para garantir soberania alimentar na Amazônia
Descrição: Este projeto almeja consolidar o trabalho de pesquisa e extensão com sementes tradicionais amazônicas que vem sendo realizado pelo Núcleo Interdisciplinar de Agroecologia e Educação do Campo (NAEC/UNIFESSPA) em parceria com o Instituto de Agroecologia Latino-Americano (IALA Amazônico). O objetivo deste trabalho é valorizar a utilização de sementes tradicionais pelos agricultores familiares assentados na região Sudeste Paraense por meio de três eixos de ação: o resgate de sementes tradicionais utilizadas, o manejo e armazenamento dessas sementes, a circulação e difusão dessas sementes e de informações sobre os sistemas de produção agroecológicos em que estão inseridas. O projeto pretende envolver estudantes dos cursos de Licenciatura em Educação do Campo e de Agronomia, na pesquisa voltada à identificação de agricultores que utilizam sementes tradicionais e à caracterização das plantas por elas geradas, bem como dos sistemas de cultivo e de armazenamento/conservação utilizados por estes agricultores. Pretende-se também promover a interação dialógica entre os mesmos, a equipe de ATER do IALA Amazônico e educadores/pesquisadores e estudantes da universidade, no sentido de aprimorar técnicas de armazenamento e conservação das sementes tradicionais e melhorar ou desenvolver sistemas de produção agroecológicos para o cultivo dessas sementes. A inclusão dessa temática nas ações de ensino se dará por meio de mutirões agroecológicos, dias de campo/visitas técnicas e pesquisas nas áreas dos agricultores, atividades que irão subsidiar a produção de trabalhos acadêmicos e materiais de divulgação pelos estudantes. Serão ainda realizadas duas feiras de troca de sementes e venda de produtos agroecológicos, que se constituirão em espaços privilegiados de convergência de todo o público envolvido direta ou indiretamente com o projeto. Nestas ocasiões, serão realizados seminários temáticos e mostras de fotos e materiais coletados em campo, além de apresentados trabalhos acadêmicos de pesquisa e extensão..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .

Integrantes: Amintas Lopes da Silva Junior - Coordenador / Fernando Michelotti - Integrante / Ayala Lindabeth Dias Ferreira - Integrante / Diego de Macedo Rodrigues - Integrante / Fábio Reis Araújo - Integrante / Ailce Margarida Negreiros Alves - Integrante / Rodrigo de Almeida Muniz - Integrante / Mattheus Costa Silva - Integrante / Valtecio da Silva Moreira - Integrante / Weliton Pereira Marçal - Integrante.
Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.
2015 - 2016
Apoio ao Projeto de Reestruturação do Currículo para e com As Escolas do Município de Marabá
Descrição: Entre os anos de 2015 e 2016, a Prefeitura Municipal de Marabá empreendeu esforços no sentido de reestruturar o currículo das escolas do campo do município, a partir de um diagnóstico inicial, seguido de seminários propositivos. As experiências socializadas e discussões empreendidas ao longo do processo foram sistematizadas, de forma a subsidiar a elaboração de um documento de referência para a nova matriz curricular das escolas do campo de Marabá. Os docentes da Faculdade de Educação do Campo assessoraram os técnicos da Secretaria Municipal de Educação na mediação das atividades desenvolvidas junto aos diversos segmentos atuantes na Educação do Campo em todas as etapas do processo..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.

Integrantes: Amintas Lopes da Silva Junior - Coordenador / Glaucia de Sousa Moreno - Integrante / Rita de Cássia Pereira Costa - Integrante / Ailce Margarida Negreiros Alves - Integrante / Maura Pereira dos Anjos - Integrante / Maria Célia Vieira da Silva - Integrante / Cristiane Vieira da Cunha - Integrante / Rodrigo de Almeida Muniz - Integrante / Paola Giraldo-Herrera - Integrante / José Sávio Bicho de Oliveira - Integrante / Evandro Costa de Medeiros - Integrante.
2013 - 2016
Consolidação do Núcleo Interdisciplinar de Agroecologia e Educação do Campo - NAEC: valorização de sementes tradicionais para garantia da soberania alimentar na Amazônia
Descrição: O projeto visa identificar agricultores e indígenas no Sudeste do Pará que utilizam sementes tradicionais. Uma vez identificados, seus sistemas de produção serão estudados e acompanhados. Além disso, serão implantadas Unidades de Produção com as sementes tradicionais coletadas. Essa produção será armazenada em Casas de Sementes, para distribuição a outros agricultores e indígenas interessados. Atividades e eventos de intercâmbio de conhecimentos, ideias e sementes serão realizados..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (1) .

Integrantes: Amintas Lopes da Silva Junior - Coordenador / Fernando Michelotti - Integrante / Ayala Lindabeth Dias Ferreira - Integrante / Maria Suely Ferreira Gomes - Integrante / Simone Alves Martins - Integrante / Regina Rodrigues da Costa - Integrante / Glauco Brito Filho - Integrante / Haroldo Souza - Integrante / Diego de Macedo Rodrigues - Integrante / Fábio Reis Araújo - Integrante / Andréa Hentz de Mello - Integrante / Ribamar Ribeiro Junior - Integrante / Carlos Eduardo Soares Rodrigues - Integrante / William Bruno Silva Araújo - Integrante / Murilo da Serra Silva - Integrante.
Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Agrárias / Área: Agronomia / Subárea: Agroecologia.
2.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Educação / Subárea: Educação do Campo.
3.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Educação / Subárea: Extensão Rural.


Idiomas


Inglês
Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Razoavelmente, Escreve Razoavelmente.
Espanhol
Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.


Prêmios e títulos


2002
Prêmio PAL 2002 - Permacultor do Ano - Honra ao Mérito, Permacultura América Latina.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
MOTA, Dalva Maria da2016MOTA, Dalva Maria da ; SCHMITZ, Heribert ; SILVA JUNIOR, A. L. ; PEREIRA, Emanuel Oliveira . Expropriação e trabalho de mulheres extrativistas em Sergipe. POLÍTICA & TRABALHO (UFPB. IMPRESSO), v. 45, p. 155-173, 2016.

2.
MOTA, D. M.2015MOTA, D. M. ; SCHMITZ, H. ; SILVA JUNIOR, A. L. . (Des)acordos quanto ao uso dos recursos naturais em um contexto de transformação fundiária em Sergipe. Ambiente & Sociedade (Online), v. 18, p. 43-60, 2015.

3.
SILVA JUNIOR, A. L.2013SILVA JUNIOR, A. L.; SANTOS, S. M. S. B. M. ; SABLAYROLLES, M. G. P. . O Amálgama floresta e agricultura na Reserva Extrativista Arióca Pruanã. Novos Cadernos NAEA, v. 16, p. 181-201, 2013.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
SILVA JUNIOR, A. L.; FERREIRA, A. L. D. (Org.) ; RIBEIRO, B. M. F. (Org.) ; MALHEIRO, B. C. (Org.) ; MICHELOTTI, F. (Org.) ; MORENO, G. S. (Org.) ; SOUZA, H. (Org.) . Educação do Campo, Agroecologia e Questão Agrária: a experiência do Curso de Residência Agrária na construção do IALA Amazônico. 1ª. ed. Marabá, PA: iGuana, 2018. v. 1. 472p .

Capítulos de livros publicados
1.
MICHELOTTI, F. ; MORENO, G. S. ; SILVA JUNIOR, A. L. ; SOUZA, H. . Agroecologia, campesinato e disputas por terra e território. In: SILVA JUNIOR, A. L.; FERREIRA, A. L. D.; RIBEIRO, B. M. F.; MALHEIRO, B. C.; MICHELOTTI, F.; MORENO, G. S.; SOUZA, H.. (Org.). Educação do Campo, Agroecologia e Questão Agrária: a experiência do Curso de Residência Agrária na construção do IALA Amazônico. 1ªed.Marabá, PA: iGuana, 2018, v. , p. 79-105.

2.
SILVA, A. B. ; SILVA JUNIOR, A. L. . IALA Amazônico e Acampamento Frei Henri - MST: diálogo de saberes e referência mútua. In: SILVA JUNIOR, A. L.; FERREIRA, A. L. D.; RIBEIRO, B. M. F.; MALHEIRO, B. C.; MICHELOTTI, F.; MORENO, G. S.; SOUZA, H.. (Org.). Educação do Campo, Agroecologia e Questão Agrária: a experiência do Curso de Residência Agrária na construção do IALA Amazônico. 1ªed.Marabá, PA: iGuana, 2018, v. , p. 375-387.

3.
SILVA, A. J. ; SILVA JUNIOR, A. L. . Construções alternativas e conhecimentos camponeses: o que há por trás de um galinheiro?. In: SILVA JUNIOR, A. L.; FERREIRA, A. L. D.; RIBEIRO, B. M. F.; MALHEIRO, B. C.; MICHELOTTI, F.; MORENO, G. S.; SOUZA, H.. (Org.). Educação do Campo, Agroecologia e Questão Agrária: a experiência do Curso de Residência Agrária na construção do IALA Amazônico. 1ªed.Marabá, PA: iGuana, 2018, v. , p. 449-457.

4.
GRACA, D. S. ; COELHO, R. F. R. ; SILVA JUNIOR, A. L. . Assistência técnica e extensão rural: um estudo de caso na comunidade Mamangal, Igarapé-Miri - Pará. In: SILVA JUNIOR, A. L.; FERREIRA, A. L. D.; RIBEIRO, B. M. F.; MALHEIRO, B. C.; MICHELOTTI, F.; MORENO, G. S.; SOUZA, H.. (Org.). Educação do Campo, Agroecologia e Questão Agrária: a experiência do Curso de Residência Agrária na construção do IALA Amazônico. 1ªed.Marabá, PA: iGuana, 2018, v. , p. 389-400.

5.
SILVA JUNIOR, A. L.; SILVA, A. J. ; SILVA, D. A. ; GRACA, D. S. ; NETTO, E. R. ; FARIAS, M. J. N. ; LIMA, M. S. . A implantação de um sistema agroflorestal no IALA Amazônico. In: MOREIRA, E. M.; CEVA, J. T.; JANATA, N. E.; MICHELOTTI, F.; NEUMANN, P. S.; MOLINA, M. C.; ARELARO, L.; WOLFF, E. A.. (Org.). Residência Agrária em Debate: movimentos sociais e universidades públicas na construção de territórios camponeses no Brasil. 1ªed.Rio de Janeiro: Bonecker, 2017, v. 1, p. 397-414.

6.
MOTA, D. M. ; SCHMITZ, H. ; SILVA JUNIOR, J. F. ; RODRIGUES, R. F. A. ; SILVA JUNIOR, A. L. . Estranhamentos e familiaridades no intercâmbio entre mulheres agroextrativistas do Norte e Nordeste do Brasil. In: DIAS, T.; EIDT, J. S.; UDRY, C.. (Org.). Diálogos de saberes: relatos da Embrapa. 1ªed.Brasília, DF: Embrapa, 2016, v. 2, p. 263-273.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
SILVA JUNIOR, A. L.. Sansão-do-campo. Permacultura Brasil: Soluções Ecológicas, Pirenópolis - GO, p. 21 - 21, 15 mar. 2003.

2.
SILVA JUNIOR, A. L.. Goiabeira e candiúva: elementos para seu design. Permacultura Brasil: Soluções Ecológicas, Pirenópolis - GO, p. 22 - 23, 15 set. 2002.

3.
SILVA JUNIOR, A. L.. Buriti. Permacultura Brasil: Soluções Ecológicas, Pirenópolis - GO, , v. 8, p. 22 - 22, 15 jan. 2002.

4.
SILVA JUNIOR, A. L.. Mutamba, embira, fruta-de-macaco. Permacultura Brasil: Soluções Ecológicas, Pirenópolis - GO, , v. 07, p. 21 - 21, 15 out. 2001.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
MOTA, D. M. ; SILVA JUNIOR, A. L. ; SCHMITZ, H. ; CARDOSO, L. F. C. E. ; PORRO, N. M. . Uso dos recursos naturais pelas catadoras de mangaba em contexto de transformação fundiária em Sergipe. In: II Seminário Internacional Ruralidades, Trabalho e Meio Ambiente, 2013, São Carlos - SP. Anais do II Seminário Internacional Ruralidades, Trabalho e Meio Ambiente, 2013.

2.
MOTA, D. M. ; SCHMITZ, H. ; SILVA JUNIOR, A. L. . Transformações no acesso aos recursos naturais e nas relações de trabalho. In: XII Encontro Nacional da ABET, 2013, Curitiba. Anais do XIII Encontro Nacional da ABET, 2013.

3.
SILVA JUNIOR, A. L.; SANTOS, S. M. S. B. M. . O amálgama entre florestas e agricultura na Reserva Extrativista Arióca Pruanã. In: II Congresso Amazônico de Desenvolvimento Sustentável, 2012, Palmas - TO. Políticas Públicas e Desenvolvimento Sustentável, 2012.

4.
ARAUJO, A. L. O. ; MARINHO, J. ; LIMA, B. F. ; AGUIAR, J. ; SILVA JUNIOR, A. L. . Os direitos sociais do agricultor ribeirinho: Uma experiência de extensão em ?Educação para Cidadania? nas Reservas de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá e Amanã, Amazonas. In: III Simpósio Nacional de Geografia Agrária e II Simpósio Internacional de Geografia Agrária, 2005, Presidente Prudente. Anais do III Simpósio Nacional de Geografia Agrária e II Simpósio Internacional de Geografia Agrária, 2005.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
CONCEIÇÃO, E. C. ; GARCIA, T. B. ; CASTRO, L. R. S. ; SILVA JUNIOR, A. L. ; DIAS, S. S. ; LIMA, K. V. B. ; GUTIÉRREZ, A. H. . Avaliação do conteúdo de micologia em livros didáticos do ensino fundamental e elaboração de cartilha lúdico-educativa. In: 25º Congresso Brasileiro de Microbiologia, 2009, Porto de Galinhas. Anais do XXV Congresso Brasileiro de Microbiologia, 2009.

2.
SILVA JUNIOR, A. L.; LIMA, B. F. ; AGUIAR, J. ; SILVA, M. A. ; REIS, R. S. ; ARAUJO, A. L. O. ; SAKAGAWA, S. . O enfoque metodológico adotado pelo Programa de Agricultura Familiar do Instituto de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá. In: III Congresso Brasileiro de Agroecologia, 2005, Florianópolis. Anais do III Congresso Brasileiro de Agroecologia, 2005.

3.
SILVA JUNIOR, A. L.; LIMA, B. F. ; NAPOLITANO, J. E. ; PEREIRA, K. J. C. ; ROENICK, S. A. W. . Taxa de Conversão de Habitat: O Monitoramento de Agroecossistemas na Reserva de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá. In: II Congresso Brasileiro de Agroecologia, 2004, Porto Alegre - RS. Anais do II Congresso Brasileiro de Agroecologia, 2004.

4.
PEREIRA, K. J. C. ; VEASEY, E. A. ; REIS, R. S. ; LIMA, B. F. ; PEREIRA, D. A. ; SILVA JUNIOR, A. L. . Agricultura Familiar na Reserva de Desenvolvimento Sustentável Amanã, Amazonas. In: II Congresso Brasileiro de Agroecologia, 2004, Porto Alegre - RS. Anais do II Congresso Brasileiro de Agroecologia, 2004.

5.
RAMALHO, A. L. M. ; SILVA JUNIOR, A. L. ; LIMA, B. F. ; PEREIRA, D. A. ; FAGGIN, J. M. ; NAPOLITANO, J. E. ; PEREIRA, K. J. C. ; ROENICK, S. A. W. . Monitoramento Participativo de Sistemas Agroflorestais: Estudo de Caso na Reserva de Desenvolvimento Sustentável Amanã e na Reserva de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá. In: V Congresso Brasileiro de Sistemas Agroflorestais, 2004, Curitiba - PR. Anais do V Congresso Brasileiro de Sistemas Agroflorestais. Colombo - PR: Embrapa Florestas, 2004. p. 345-347.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
COSTA, C. R. ; SILVA JUNIOR, A. L. ; SILVA, P. V. S. E. ; POCA, R. R. ; PINHEIRO, S. L. T. ; SIMOES, A. V. . Novas estratégias de reprodução social a jusante da barragem de Tucuruí: O caso da Ilha Jacaré Xingu/PA. In: III Encontro Latinoamericano de Ciências Sociais e Barragens, 2010, Belém - PA. Livro de Programação e Resumos, 2010.

2.
POCA, R. R. ; SILVA JUNIOR, A. L. ; COSTA, C. R. ; SILVA, P. V. S. E. ; PINHEIRO, S. L. T. ; SIMOES, A. V. . Influência da criação de projeto agroextrativista na recomposição dos modos de vida dos ribeirinhos: O caso da Ilha Jacaré Xingu ? PA. In: III Encontro Latinoamericano de Ciências Sociais e Barragens, 2010, Belém - PA. Livro de Programação e Resumos, 2010.

3.
SILVA JUNIOR, A. L.; FANELLI, L. ; MILEO, P. ; CARDOSO, H. . Saberes agrícolas da comunidade de Santo Antônio do Taumataí. In: VII Simpósio Brasileiro de Etnobiologia e Etnoecologia, 2008, Belém. Livro de Resumos do VII Simpósio Brasileiro de Etnobiologia e Etnoecologia, 2008.

4.
PEREIRA, K. J. C. ; REIS, R. S. ; LIMA, B. F. ; VEASEY, E. A. ; AGUIAR, J. ; SILVA JUNIOR, A. L. ; SILVA, M. A. . Agricultores ou pescadores? Identidades, formas de produzir e suas implicações na gestão participativa de unidades de conservação na Amazônia Central. In: VI Simpósio Brasileiro de Etnobiologia e Etnoecologia, 2006, Porto Alegre. Anais do VI Simpósio Brasileiro de Etnobiologia e Etnoecologia, 2006.

5.
SILVA JUNIOR, A. L.; LIMA, B. F. ; PEREIRA, K. J. C. ; REIS, R. S. ; AGUIAR, J. . Criação de Pequenos Animais nas Reservas de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá e Amanã. In: 57ª Reunião Anual da SBPC, 2005, Fortaleza - CE. Anais da 57ª Reunião Anual da SBPC, 2005. v. 1.

6.
LIMA, B. F. ; SILVA JUNIOR, A. L. ; AGUIAR, J. ; PEREIRA, K. J. C. ; SILVA, M. A. ; MARINHO, J. . Organização dos(as) Produtores(as) Agrícolas das Reservas de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá e Amanã - Contribuições para o Fortalecimento da Agricultura Familiar Ribeirinha. In: 57ª Reunião Anual da SBPC, 2005, Fortaleza - CE. Anais da 57ª Reunião Anual da SBPC, 2005. v. 1.

7.
AGUIAR, J. ; PEREIRA, K. J. C. ; REIS, R. S. ; LIMA, B. F. ; SILVA JUNIOR, A. L. . Caracterização dos Sistemas de Produção de Farinha de Mandioca da Reserva de Desenvolvimento Sustentável Amanã (RDSA), Amazonas. In: 57ª Reunião Anual da SBPC, 2005, Fortaleza - CE. Anais da 57ª Reunião Anual da SBPC, 2005. v. 1.

8.
PEREIRA, K. J. C. ; VEASEY, E. A. ; REIS, R. S. ; LIMA, B. F. ; SILVA JUNIOR, A. L. ; AGUIAR, J. . Sobre a Necessidade de (Re)Produzir e Conservar: Agricultura, Ambiente e Sociedade na Reserva de Desenvolvimento Sustentável Amanã, Amazonas. In: 57ª Reunião Anual da SBPC, 2005, Fortaleza - CE. Anais da 57ª Reunião Anual da SBPC, 2005. v. 1.

Apresentações de Trabalho
1.
SILVA JUNIOR, A. L.; AGUIAR, J. . O Trabalho do Programa de Agricultura Familiar do Instituto de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá nas RDSM e RDSA. 2004. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).


Produção técnica
Assessoria e consultoria
1.
SILVA JUNIOR, A. L.. Manual de boas práticas de cultivo e colheita da priprioca. 2009.

2.
SILVA JUNIOR, A. L.. Manual de boas práticas de cultivo e colheita do estoraque. 2009.

3.
SILVA JUNIOR, A. L.. Estímulo à experimentação agroecológica na comunidade de Capitão no município de Juruti - PA. 2006.

4.
SILVA JUNIOR, A. L.. Estímulo à experimentação agroecológica na comunidade de Santo Antônio no município de Prainha - PA. 2006.

Trabalhos técnicos
1.
SILVA JUNIOR, A. L.. Diagnóstico preliminar de agroecossistemas das comunidades do Setor Boa União. 2005.



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Monografias de cursos de aperfeiçoamento/especialização
1.
SILVA JUNIOR, A. L.; SOUZA, H.. Participação em banca de Alexandre Júnior da Silva. Construções alternativas e conhecimentos camponeses: o que há por trás de um galinheiro?. 2015. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Educação do Campo, Agroecologia e Questão Agrária na Amazônia) - Universidade Federal do Pará.

2.
SILVA JUNIOR, A. L.; MORENO, G. S.. Participação em banca de Antônia Borges da Silva. IALA Amazônico e Acampamento Frei Henri - MST: diálogo de saberes e referência mútua. 2015. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Educação do Campo, Agroecologia e Questão Agrária na Amazônia) - Universidade Federal do Pará.

3.
SILVA JUNIOR, A. L.; SOUZA, H.. Participação em banca de Daniella Alves da Silva. Sistemas agroflorestais: agroecossistemas que melhoram a qualidade de vida. 2015. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Educação do Campo, Agroecologia e Questão Agrária na Amazônia) - Universidade Federal do Pará.

4.
SILVA JUNIOR, A. L.; MICHELOTTI, F.. Participação em banca de Denise da Silva Graça. Assistência técnica e extensão rural: um estudo de caso na comunidade Mamangal, Igarapé-Miri - Pará. 2015. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Educação do Campo, Agroecologia e Questão Agrária na Amazônia) - Universidade Federal do Pará.

5.
ALVES, A. M. N.; SILVA JUNIOR, A. L.. Participação em banca de Maria Abadia Gomes de Oliveira. A experiência da Associação de Mulheres Organizadas da Reforma Agrária - AMORA, no Assentamento 1º de Março no sudeste do Pará. 2015. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Educação do Campo, Agroecologia e Questão Agrária na Amazônia) - Universidade Federal do Pará.

6.
SILVA JUNIOR, A. L.; MICHELOTTI, F.. Participação em banca de Meirian da Silva Lima. A utilização de plantas medicinais em comunidades rurais. 2015. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Educação do Campo, Agroecologia e Questão Agrária na Amazônia) - Universidade Federal do Pará.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
CUNHA, C. V.; MELO, L. S.; SILVA, P. R.; SILVA JUNIOR, A. L.. Participação em banca de Kiara Gerseli de Lima Costa.Construção participativa do conhecimento para a produção de material didático: a pesca e os pescadores das comunidades Santa Teresinha do Tauari e Santo Antoninho, Itupiranga, Pará, Brasil. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Educação do Campo) - Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará.

2.
SILVA JUNIOR, A. L.; MUNIZ, R. A.; CUNHA, C. V.. Participação em banca de Antonio Simão Ramos Rocha.Transformações na agricultura no PA Pimenteira em São João do Araguaia - PA. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Educação do Campo) - Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará.

3.
SILVA JUNIOR, A. L.; MORENO, G. S.; SILVA, M. C. V.. Participação em banca de Marly Gonçalves dos Santos Rodrigues.Sementes crioulas como elemento da resistência camponesa no PA João Vaz. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Educação do Campo) - Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará.

4.
MIRANDA, R. R.; POSSAS, H. M.; SILVA JUNIOR, A. L.. Participação em banca de Aldenora da Silva Pinheiro.O mercado de terra em área de reforma agrária: formação e mudanças da Gleba Itacaiúnas: loteamento "Caranhas" no município de Marabá. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Educação do Campo) - Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará.

5.
COSTA, R. C. P.; ALVES, A. M. N.; SILVA JUNIOR, A. L.. Participação em banca de Francisco de Oliveira Araújo.Projeto de Assentamento Jacaré: histórico e dinâmicas sociais. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Educação do Campo) - Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará.

6.
SILVA, I. S.; SILVA, J. S. E.; SILVA JUNIOR, A. L.. Participação em banca de Idelmar Silva dos Santos.A moralidade econômica como ética camponesa: a campesinidade como experiência e projeto na perspectiva de duas famílias no Assentamento 26 de Março, Marabá/PA. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Educação do Campo) - Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará.

7.
ANJOS, M. P.; SILVA, M. C. V.; SILVA JUNIOR, A. L.. Participação em banca de Cristiane de Oliveira Pinto.Juventude camponesa: que projetos para o futuro?. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Educação do Campo) - Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará.

8.
SILVA JUNIOR, A. L.; MICHELOTTI, F.; RODRIGUES, D. M.. Participação em banca de Thiago Paixão da Silva.Valorização dos agricultores guardiões das sementes tradicionais de milho, suas práticas e conhecimentos: casos do sudeste paraense. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Agronomia) - Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará.

9.
ANJOS, M. P.; MORENO, G. S.; SILVA JUNIOR, A. L.. Participação em banca de Nevilson Ferreira de Oliveira Filho.As metodologias utilizadas no ensino de ciências naturais nas turmas do 6º anona Escola José Inocente Junior - Vila Cruzeiro do Sul - Itupiranga - Pará. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Educação do Campo) - Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará.

10.
MORENO, G. S.; SILVA JUNIOR, A. L.; ANJOS, M. P.. Participação em banca de Edinaldo Lopes da Silva.Recursos naturais no Assentamento Gameleira I e sua relação com os conteúdos do ensino de ciências trabalhados na Escola Jerusalém. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Educação do Campo) - Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará.




Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
II Congresso Amazônico de Desenvolvimento Sustentável. O amálgama entre florestas e agricultura na Reserva Extrativista Arióca Pruanã. 2012. (Congresso).

2.
Seminário de Cooperação Acadêmica para o Desenvolvimento Rural de Sul a Norte do Brasil. 2010. (Seminário).

3.
VII Simpósio Brasileiro de Etnobiologia e Etnoecologia.Saberes Agrícolas da Comunidade de Santo Antõnio do Taumataí, Prainha, Pará. 2008. (Simpósio).

4.
Oficina de Sistematização de Experiências Metodológicas em Agroecologia na Amazônia. 2007. (Oficina).

5.
II Encontro Nacional de Agroecologia. 2006. (Encontro).

6.
57ª Reunião Anual da SBPC.Criação de Pequenos Animais nas Reservas de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá e Amanã. 2005. (Outra).

7.
I Semana Nacional de Ciências e Tecnologia.O Trabalho do Programa de Agricultura Familiar do Instituto de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá nas RDSM e RDSA. 2004. (Outra).



Orientações



Orientações e supervisões concluídas
Monografia de conclusão de curso de aperfeiçoamento/especialização
1.
Alexandre Júnior da Silva. Construções alternativas e conhecimentos camponeses: o que há por trás de um galinheiro?. 2015. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Educação do Campo, Agroecologia e Questão Agrária na Amazônia) - Universidade Federal do Pará, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Amintas Lopes da Silva Junior.

2.
Antônia Borges da Silva. IALA Amazônico e Acampamento Frei Henri - MST: diálogo de saberes e referência mútua. 2015. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Educação do Campo, Agroecologia e Questão Agrária na Amazônia) - Universidade Federal do Pará, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Amintas Lopes da Silva Junior.

3.
Daniella Alves da Silva. Sistemas agroflorestais: agroecossistemas que melhoram a qualidade de vida. 2015. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Educação do Campo, Agroecologia e Questão Agrária na Amazônia) - Universidade Federal do Pará, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Amintas Lopes da Silva Junior.

4.
Meirian da Silva Lima. A utilização de plantas medicinais em comunidades rurais. 2015. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Educação do Campo, Agroecologia e Questão Agrária na Amazônia) - Universidade Federal do Pará, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Amintas Lopes da Silva Junior.

5.
Denise da Silva Graça. Assistência técnica e extensão rural: um estudo de caso na comunidade Mamangal, Igarapé-Miri - Pará. 2015. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Educação do Campo, Agroecologia e Questão Agrária na Amazônia) - Universidade Federal do Pará, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Amintas Lopes da Silva Junior.

Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Marly Gonçalves dos Santos Rodrigues. Sementes crioulas como elemento da resistência camponesa no PA João Vaz. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Educação do Campo) - Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará. Orientador: Amintas Lopes da Silva Junior.

2.
Antonio Simão Ramos Rocha. Transformações na agricultura no PA Pimenteira em São João do Araguaia - PA. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Educação do Campo) - Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará. Orientador: Amintas Lopes da Silva Junior.

3.
Thiago Paixão da Silva. Valorização dos agricultores guardiões das sementes tradicionais de milho, suas práticas e conhecimentos: casos do sudeste paraense. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Agronomia) - Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará. Orientador: Amintas Lopes da Silva Junior.




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 19/02/2019 às 23:40:50