André Gustavo de Melo Araújo

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/3706282491068280
  • Última atualização do currículo em 12/12/2018


Professor adjunto de História Moderna na Universidade de Brasília. Doutor pela Universidade de Witten/Herdecke (2011) na Alemanha e mestre em História pela Universidade de São Paulo (2005). Foi junior fellow do Instituto de Estudos Avançados em Humanidades (KWI, Essen) e pesquisador visitante da Herzog August Bibliothek (Biblioteca nacional para a Idade Moderna, Alemanha). Áreas de atuação: História Moderna, História do Livro, Imagem e História, Materialidade e Interpretação de Manuscritos e Impressos. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
André Gustavo de Melo Araújo
Nome em citações bibliográficas
ARAÚJO, André de Melo;ARAÚJO, ANDRÉ DE MELO;ARAÚJO, ANDRÉ

Endereço


Endereço Profissional
Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Humanas.
Campus Darcy Ribeiro, ICC ? Norte
Asa Norte
70910900 - Brasília, DF - Brasil
Telefone: (61) 31077521
URL da Homepage: http://www.his.unb.br/


Formação acadêmica/titulação


2007 - 2011
Doutorado em História.
Universität Witten/Herdecke, UWH, Alemanha.
Título: Vielfalt im Zusammenhang. Weltgeschichte und Anthropologie in Göttingen, 1756-1815, Ano de obtenção: 2011.
Orientador: Jörn Rüsen.
Bolsista do(a): Deutscher Akademischer Austausch Dienst, DAAD, Alemanha.
Palavras-chave: História da Historiografia; História Moderna; Iluminismo.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: Teoria e Filosofia da História.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História Moderna e Contemporânea.
2002 - 2005
Mestrado em História Econômica.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Título: A atualidade do acontecer. Contribuição à leitura do projeto dialógico de mediação histórica na hermenêutica filosófica de Hans-Georg Gadamer.,Ano de Obtenção: 2005.
Orientador: Prof. Dr. Jorge Luís da Silva Grespan.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.
Grande área: Ciências Humanas
2001 - 2004
Graduação em Licenciatura em História.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
1998 - 2001
Graduação em História.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.
1993 - 1996
Graduação em Comunicação Social.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.


Pós-doutorado


2011 - 2013
Pós-Doutorado.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.
Grande área: Ciências Humanas


Formação Complementar


2010 - 2010
Doktorandenschule ?Laboratorium Aufklärung?.
Friedrich-Schiller Universität Jena, FSU JENA, Alemanha.
2008 - 2008
Hermeneutiken in der Frühen Neuzeit.
Herzog August Bibliothek, HAB, Alemanha.
2004 - 2004
Deutschlandkundlicher Winterkurs. (Carga horária: 140h).
Universität Freiburg, UNI FREIBURG, Alemanha.


Atuação Profissional



Universidade de Brasília, UnB, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor adjunto, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

03/2017 - Atual
Direção e administração, Instituto de Ciências Humanas, .

Cargo ou função
Coordenador do Programa de Pós-Graduação em História.
08/2015 - Atual
Ensino, História, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Estágio Docente em História (2016/1)
Ideias, Historiografia e Teoria 1 - História e Imagem (2016/2)
Ideias, Historiografia e Teoria 2 - História e Antiquarianismo (2017/2)
Seminário de Pesquisa (2015/2) (2018/1)
08/2012 - Atual
Ensino, História, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
História Moderna I (2012/2; 2013/2; 2014/2; 2015/2; 2016/2; 2018/2)
História Moderna II (2014/1 2014/2; 2015/1; 2016/1; 2017/1)
Introdução ao Estudo da História (2012/2; 2013/1; 2014/1)
Tópico Especial em História Moderna 2 (2016/1): A Cultura Impressa na Idade Moderna Europeia
Tópico Especial em História Moderna 5 (2013/1): O Século das Luzes: Redes de Consumo, Redes de Informação
02/2016 - 03/2017
Direção e administração, Instituto de Ciências Humanas, .

Cargo ou função
Vice-coordenador do Programa de Pós-Graduação em História.
08/2015 - 12/2016
Conselhos, Comissões e Consultoria, Instituto de Ciências Humanas, .

Cargo ou função
Representante do Departamento de História no Conselho do Instituto de Ciências Humanas.
11/2014 - 11/2014
Extensão universitária , Reitoria, Biblioteca Central.

Atividade de extensão realizada
Ministrou duas oficinas de extensão: ?O inicio da cultura impressa na Idade Moderna europeia?.

Pontificia Universidad Católica de Chile, PUCC, Chile.
Vínculo institucional

2017 - 2017
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professor Visitante

Atividades

10/2017 - 10/2017
Ensino, História, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Imágenes de la historia en el conocimiento histórico moderno

Universidade Federal Fluminense, UFF, Brasil.
Vínculo institucional

2018 - 2018
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professor Visitante

Atividades

03/2018 - 07/2018
Ensino, História, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Cultura escrita e visual na Época Moderna: interpretação e materialidade dos documentos

Instituto de Estudos Avançados em Humanidades, KWI, Alemanha.
Vínculo institucional

2007 - 2009
Vínculo: Junior Fellow, Enquadramento Funcional: Pesquisador, Regime: Dedicação exclusiva.


Universität Witten/Herdecke, UWH, Alemanha.
Vínculo institucional

2007 - 2011
Vínculo: Pesquisador, Enquadramento Funcional: Pesquisador, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Coordenação do seminário de doutorandos em História. Catédra de História Geral e Cultura histórica. Período: 4 semestres letivos: 04/2008 ? 03/2010.


Herzog August Bibliothek, HAB, Alemanha.
Vínculo institucional

2010 - 2010
Vínculo: Pesquisador, Enquadramento Funcional: Pesquisador Convidado, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2009 - 2009
Vínculo: Pesquisador, Enquadramento Funcional: Pesquisador Convidado, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Bolsista da Rolf und Ursula Schneider-Stiftung


Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - 2012
Vínculo: Pós-Doutorado, Enquadramento Funcional: Pesquisador, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Professor do programa de pós-graduação de História Social, Disciplina FLH 5301 ? O Conhecimento Histórico na Época do Iluminismo Europeu (2012/01)



Projetos de pesquisa


2017 - Atual
Informação visual e conhecimento histórico no Iluminismo alemão
Descrição: Este projeto de pesquisa se apóia no impulso historiográfico contemporâneo dos estudos da cultura impressa ? que valorizam tanto os elementos formais, quanto os aspectos materiais das obras impressas ? para investigar as relações que podem ser estabelecidas entre a informação textual e aquela de ordem visual nos contextos de produção e circulação do conhecimento histórico à época do Iluminismo tardio alemão. Parte-se da premissa segundo a qual as possibilidades de construção científica do conhecimento histórico na segunda metade do século XVIII encontram-se fortemente vinculadas aos modos de composição gráfica do texto e de distribuição dos elementos textuais e visuais na página impressa..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.


Membro de corpo editorial


2016 - Atual
Periódico: História Histórias
2015 - Atual
Periódico: Revista Angelus Novus


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História.
2.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: Teoria e Filosofia da História.
3.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História Moderna e Contemporânea.


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Alemão
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Francês
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Latim
Lê Pouco.


Prêmios e títulos


2002
Prêmio da Pró-Reitoria de Graduação e Pesquisa, Universidade de São Paulo.
2001
Menção Honrosa (Iniciação Científica), Universidade de São Paulo.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
ARAÚJO, ANDRÉ2018ARAÚJO, ANDRÉ. Tradução Ilustrada: Imagens da História Universal inglesa e de suas edições europeias no século XVIII. HISTÓRIA DA HISTORIOGRAFIA, v. 1, p. 69-100, 2018.

2.
ARAÚJO, André de Melo2018ARAÚJO, André de Melo. Informação visual e conhecimento histórico. A integração sistemática entre texto e imagem no Liber Chronicarum (1493). REVISTA DE HISTÓRIA, v. 177, p. 1-43, 2018.

3.
1ARAÚJO, André de Melo2017ARAÚJO, André de Melo. Visibilidade e visualização. Intelligere. Revista de História Intelectual, v. 3, p. 47-53, 2017.

4.
5ARAÚJO, ANDRÉ DE MELO2015ARAÚJO, ANDRÉ DE MELO. Sobre o futuro da filosofia da história. História da Historiografia, v. 17, p. 280-283, 2015.

5.
3ARAÚJO, ANDRÉ DE MELO2015 ARAÚJO, ANDRÉ DE MELO. A verdade da crítica: o método histórico-crítico de August Ludwig (von) Schlözer e o padrão histórico dos juízos. História da Historiografia, v. 18, p. 93-109, 2015.

6.
4ARAÚJO, André de Melo2015ARAÚJO, André de Melo. Resenha: Arnke/Schepers, Zu wißen und kundt sey hiemit... Neue Erkenntnisse zur Osnabrücker Landes- und Stadtgeschichte aus studentischen Forschungen. História, histórias, v. 1, p. 221-222, 2015.

7.
2ARAÚJO, André de Melo2015 ARAÚJO, André de Melo. Imagens da simultaneidade e os impasses da narrativa. O caso da Synopsis historiae universalis (1766) de Johann Christoph Gatterer. Tempo (Niterói. Online), v. 21, p. 1-24, 2015.

8.
7ARAÚJO, André de Melo;ARAÚJO, ANDRÉ DE MELO;ARAÚJO, ANDRÉ2010ARAÚJO, André de Melo. Resenha: Robert Darnton, The Case for Books: Past, Present and Future. Revista Brasileira de História (Impresso), v. 30, p. 269-273, 2010.

9.
6ARAÚJO, André de Melo;ARAÚJO, ANDRÉ DE MELO;ARAÚJO, ANDRÉ2010ARAÚJO, André de Melo. Resenha: Annette Meyer, Von der Wahrheit zur Wahrscheinlichkeit. Die Wissenschaft vom Menschen in der schottischen und deutschen Aufklärung. Das Achtzehnte Jahrhundert, v. 34, p. 264-266, 2010.

10.
8ARAÚJO, André de Melo;ARAÚJO, ANDRÉ DE MELO;ARAÚJO, ANDRÉ2005ARAÚJO, André de Melo. Os pólos do tempo. Crop (FFLCH/USP) (Cessou em 2006), v. 11, p. 25-47, 2005.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
ARAÚJO, André de Melo; ASSIS, A. A. (Org.) ; MATA, S. (Org.) . Entre Filosofia, História e Relações Internacionais. Escritos em homenagem a Estevão de Rezende Martins. 1. ed. São Paulo: LiberArs/SBTHH, 2017.

2.
ARAÚJO, André de Melo. Weltgeschichte in Göttingen. Eine Studie über das spätaufklärerische universalhistorische Denken, 1756-1815 [Nova edição: E-Book]. 2. ed. , 2014.

3.
ARAÚJO, André de Melo. Weltgeschichte in Göttingen. Eine Studie über das spätaufklärerische universalhistorische Denken, 1756-1815. Bielefeld: Transcript, 2012.

4.
ARAÚJO, André de Melo. A atualidade do acontecer. O projeto dialógico de mediação histórica na hermenêutica filosófica de Hans-Georg Gadamer. São Paulo: Humanitas, 2008.

Capítulos de livros publicados
1.
ARAÚJO, André de Melo. Gatterer e a cientifização do conhecimento histórico. In: André de Melo Araújo;Arthur Alfaix Assis;Sérgio da Mata. (Org.). Entre Filosofia, História e Relações Internacionais. Escritos em homenagem a Estevão de Rezende Martins. 1ed.São Paulo: LiberArs/SBTHH, 2017, v. 1, p. 121-137.

2.
ARAÚJO, André de Melo. La verdad de la crítica: El método histórico-crítico de August Ludwig (von) Schlözer y el patrón histórico de los juicios. In: Paola Corti; José Luis Widow; Rodrigo Moreno. (Org.). La verdad en la historia. Inventio, creatio, imaginatio. 1ed.Santiago: RIL editores, 2017, v. 1, p. 199-214.

3.
ARAÚJO, André de Melo. Visuelle Evidenz. Materielle Zeugnisse und Visualisierungsstrategien als wissenschaftliche Grundlage des weltumfassenden historischen Denkens im Göttingen der Spätaufklärung. In: BREMER, Thomas. (Org.). Materialitätsdiskurse der Aufklärung. Bücher, Dinge, Praxen. 1ed.Halle: Universitätsverlag Halle-Wittenberg, 2016, v. , p. 187-217.

4.
ARAÚJO, André de Melo. Leopold von Ranke (1795-1886). In: Maurício Parada. (Org.). Os Historiadores: Clássicos da História. 1ed.Petrópolis, RJ: Vozes/PUC-Rio, 2013, v. 2, p. 73-94.

5.
ARAÚJO, André de Melo. Hans-Georg Gadamer, Wahrheit und Methode. In: Claus Leggewie/Darius Zifonun/Anne Lang/Marcel Siepmann/Johanna Hoppen. (Org.). Schlüsselwerke der Kulturwissenschaften. 1ed.Bielefeld: transcript, 2012, v. , p. 198-201.

6.
ARAÚJO, André de Melo. Der andere Dialog: Diskussionsbericht zum Workshop ?Identitäten, Wissenschaftsstile, Kommunikationsrhythmen: Dialoge der Kulturen in den Geisteswissenschaften?. In: Dietrich, René; Similovski, Daniel; Nünning, Ansgar. (Org.). Lost or found in Translation? Interkulturelle/Internationale Perspektiven der Geistes- und Kulturwissenschaften. Trier: WVT, 2011, v. , p. 279-281.

7.
ARAÚJO, André de Melo. Gerüste der Bestimmbarkeit von Kulturen. In: Kremberg, Bettina; Pelka, Artur; Schildt, Judith. (Org.). Übersetzbarkeit zwischen den Kulturen. Sprachliche Vermittlungspfade. Mediale Parameter. Europäische Perspektiven. Frankfurt am Main: Peter Lang, 2010, v. , p. 47-66.

8.
ARAÚJO, André de Melo. Was kann noch alles aus ihnen werden? Menschheit als historische Kategorie in der Universalgeschichtsschreibung August Ludwig Schlözers. In: Rebane, Gala; Bendels, Katja; Riedler, Nina. (Org.). Humanismus polyphon. Menschlichkeit im Zeitalter der Globalisierung. Bielefeld: Transcript, 2009, v. , p. 125-143.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
ARAÚJO, André de Melo. História e Interpretação II. O Jornal, Maceió, p. B4 - B5, 31 maio 2009.

2.
ARAÚJO, André de Melo. História e Interpretação I. O Jornal, Maceió, p. B4 - B5, 24 maio 2009.

3.
ARAÚJO, André de Melo; HUSSEINI, Shadia . Cairo, uma cidade de tensão e negociação. Mundo. Geografia e política internacional, São Paulo, p. 12 - 12, 01 mar. 2009.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
ARAÚJO, André de Melo. Tradução Ilustrada. In: XXVIII Simpósio Nacional de História. Lugares dos historiadores: velhos e novos desafios, 2015, Florianópolis. Simpósio Nacional de História (28. : 2015 : Florianópolis, SC). Lugares dos historiadores : velhos e novos desafios, 2015. v. 1. p. 1608-1609.

2.
ARAÚJO, André de Melo. Visual Knowledge in Gatterer's Synopsis Historiae Universalis (1766). In: The Future of the Theory and Philosophy of History, 2013, Ghent. The Future of the Theory and Philosophy of History, 2013. v. 1. p. 22-22.

3.
ARAÚJO, André de Melo. Tempo e Discurso. A compreensão do acontecimento temporal na hermenêutica de Hans-Georg Gadamer. In: XXII Simpósio Nacional de História - ANPUH, 2003, João Pessoa. XXII Simpósio Nacional de História - ANPUH, 2003.

4.
ARAÚJO, André de Melo. A consciência histórica na hermenêutica de Hans-Georg Gadamer. In: 54 Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência, 2002, Goiânia. 54 Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência, 2002.

5.
ARAÚJO, André de Melo. A consciência histórica e o problema da verdade na hermenêutica de Hans-Georg Gadamer. In: Simpósio Internacional de Iniciação Científica da Universidade de São Paulo, 2001, São Paulo. 9 Simpósio de Iniciação Científica da Universidade de São Paulo, 2001.

Apresentações de Trabalho
1.
ARAÚJO, André de Melo. Von Fröschen und Altaren im Druck. Neue Forschungsperspektiven auf die frühneuzeitliche Historiographiegeschichte. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
ARAÚJO, André de Melo. The Quill and the Burin, or how evidentiary authority was provided in the 18th Century to images of the Past. 2018. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

3.
ARAÚJO, André de Melo. Materialidade e interpretação: Do manuscrito ao impresso na Época Moderna. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

4.
ARAÚJO, André de Melo. A configuração visual da informação histórica à época do iluminismo alemão. 2018. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

5.
ARAÚJO, André de Melo. História, Genealogia e Diplomática na Época das Luzes. 2018. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

6.
ARAÚJO, André de Melo. Visualizing historical evidence in the German Late Enlightenment. 2018. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

7.
ARAÚJO, André de Melo. Por amor à verdade. Sobre a utilidade da ciência histórica na sociedade iluminista. 2017. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

8.
ARAÚJO, André de Melo. A representação visual do passado na ciência histórica iluminista. 2017. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

9.
ARAÚJO, André de Melo. Palestra em Escola Pública do DF. 2017. (Apresentação de Trabalho/Outra).

10.
ARAÚJO, André de Melo. Translating images in the Eighteenth-Century Book Market. 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

11.
ARAÚJO, André de Melo. Translating Images. The Case of the English Universal History (1735-1744) and the German Uebersetzung der Algemeinen Welthistorie (1744-1814). 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

12.
ARAÚJO, André de Melo. Tradução Ilustrada. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

13.
ARAÚJO, André de Melo. A verdade da crítica. O método histórico-crítico de August Ludwig (von) Schlözer e o padrão histórico dos juízos. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

14.
ARAÚJO, André de Melo. Seeing Books in History. Teaching and Researching the Eighteenth Century Using a Functional Typology of Visual Elements in Early Modern Books. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

15.
ARAÚJO, André de Melo. Materielle Zeugnisse als wissenschaftliche Grundlage des spätaufklärerischen universalhistorischen Denkens. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

16.
ARAÚJO, André de Melo. Visual Knowledge in Gatterer's Synopsis Historiae Universalis (1766). 2013. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

17.
ARAÚJO, André de Melo. Johann Christoph Gatterer e a representação da simultaneidade no conhecimento histórico. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

18.
ARAÚJO, André de Melo. A crítica histórica e a narrativa evidente do Iluminismo tardio alemão. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

19.
ARAÚJO, André de Melo. Narrativa e sincronia no Iluminismo tardio alemão. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

20.
ARAÚJO, André de Melo. Imagem e verdade. A cientifização do conhecimento histórico no Iluminismo tardio alemão. 2011. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

21.
ARAÚJO, André de Melo. Die Natur der Menschheit. Konzepte von der Natur des Menschen und der Gesamtheit aller Menschen in der Göttinger spätaufklärerischen Universalgeschichtsschreibung, 1752?1810. 2010. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

22.
ARAÚJO, André de Melo. Du Brésil à l'Allemagne: Comment réussir son séjour de recherche à l?étranger?. 2010. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

23.
ARAÚJO, André de Melo. Die Augen der Menschheit. 2009. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

24.
ARAÚJO, André de Melo. Drei Thesen über die spätaufklärerische Geschichte der Menschheit. 2009. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

25.
ARAÚJO, André de Melo. Gliederung einer Geschichte der Menschheit am Beispiel August Ludwig Schlözers und Christoph Meiners. 2009. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

26.
ARAÚJO, André de Melo. Die Hexe und die Menschheit. 2009. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

27.
ARAÚJO, André de Melo. Über die alte Zukunft, die der neuen Vergangenheit zugeschrieben wurde. 2008. (Apresentação de Trabalho/Outra).

28.
ARAÚJO, André de Melo. Hermeneutik und Geschichtswissenschaft. 2008. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

29.
ARAÚJO, André de Melo. Was ist Geschichtswissenschaft?. 2008. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

30.
ARAÚJO, André de Melo. Gerüste der Übersetzbarkeit von Kulturen am Beispiel der deutschen Spätaufklärung. 2008. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

31.
ARAÚJO, André de Melo. Der Mensch der Menschheit, die Menschheit des Menschen. 2008. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

32.
ARAÚJO, André de Melo. Kommentar zu Chin-hung Chens Vortrag ?Der griechische Ursprung der europäischen Kultur: Bildungskonzept und europäisches Selbstverständnis bei J. G. Droysen und J. Burckhardt?. 2008. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

33.
ARAÚJO, André de Melo. Spuren der Menschheit in der deutschen Spätaufklärung. 2008. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

34.
ARAÚJO, André de Melo. Wie Pest und Pocken: Die Ansteckungsfähigkeit der Kultur. 2007. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

35.
ARAÚJO, André de Melo. Was ist Geschichtswissenschaft?. 2007. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

36.
ARAÚJO, André de Melo. Tempo e Discurso. A compreensão do acontecimento temporal na hermenêutica de Hans-Georg Gadamer. 2003. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

37.
ARAÚJO, André de Melo. A consciência histórica e o problema da verdade na hermenêutica de Hans-Georg Gadamer. 2001. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

Outras produções bibliográficas
1.
ARAÚJO, André de Melo. Sobre a evidência na historiografia, 2017. (Tradução/Artigo).

2.
ARAÚJO, André de Melo. Sobre o plano histórico e sobre a composição das narrativas baseadas nesse plano, 2017. (Tradução/Artigo).

3.
ARAÚJO, André de Melo. ?Formen des Nichtwissens der Aufklärung?, Exzellenznetzwerk ?Aufklärung ? Religion ? Wissen? 2008 (Resenha de Evento).

4.
ARAÚJO, André de Melo; RIEDLER, N. ; JACINTO, L. . Genese und Profil des europäische Humanismus im 18. Jahrhundert 2007 (Resenha de Evento).

5.
ARAÚJO, André de Melo. Versão para a língua inglesa dos Contos Literários do Projeto "História local nos processos de alfabetização de crianças, jovens e adultos no município de Diadema", 2001. (Tradução/Outra).


Produção técnica
Assessoria e consultoria
1.
ARAÚJO, André de Melo. Consultoria técnica, História, Editora Abril. 2005.

Trabalhos técnicos
1.
ARAÚJO, André de Melo. Parecer ad-hoc para a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. 2018.

2.
ARAÚJO, André de Melo. Parecer ad-hoc para a Revista CLIO. 2018.

3.
ARAÚJO, André de Melo. Parecer ad-hoc para a revista Kriterium. 2018.

4.
ARAÚJO, André de Melo. Parecer ad-hoc para a revista CLIO. 2018.

5.
ARAÚJO, André de Melo. Parecer ad-hoc para a editora UFPR. 2018.

6.
ARAÚJO, André de Melo. Parecer ad-hoc para a Revista Varia História. 2018.

7.
ARAÚJO, André de Melo. Parecer ad-hoc para a Revista Topói. 2018.

8.
ARAÚJO, André de Melo. Parecer ad-hoc para a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. 2017.

9.
ARAÚJO, André de Melo. Parecer ad-hoc para a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. 2017.

10.
ARAÚJO, André de Melo. Parece ad-hoc para a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP). 2017.

11.
ARAÚJO, André de Melo. Parecer ad-hoc para a revista Expedições: Teoria da História e Historiografia. 2017.

12.
ARAÚJO, André de Melo. Parecer ad-hoc para a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (1). 2016.

13.
ARAÚJO, André de Melo. Parecer ad-hoc para a Revista Topói UFRJ. 2015.

14.
ARAÚJO, André de Melo. Parecer ad-hoc para a Revista Angelus Novus. 2015.

15.
ARAÚJO, André de Melo. Parecer ad-hoc para a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (2). 2015.

16.
ARAÚJO, André de Melo. Parecer ad-hoc para a Revista História da Historiografia. 2015.

17.
ARAÚJO, André de Melo. Pareceres ad-hoc para a Revista História da Historiografia (3). 2013.

18.
ARAÚJO, André de Melo. Pareceres ad-hoc para a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (3). 2013.

19.
ARAÚJO, André de Melo. Parecer ad-hoc para a Revista História da Historiografia. 2012.

20.
ARAÚJO, André de Melo. Parecer ad-hoc para a Revista História, Histórias. 2012.

21.
ARAÚJO, André de Melo. Parecer ad-hoc para a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. 2012.

22.
ARAÚJO, André de Melo. Parecer ad hoc para a revista História da Historiografia. ISSN: 19839928.. 2011.

23.
ARAÚJO, André de Melo. Parecer ad hoc para a Editora Globo. 2005.

Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
ARAÚJO, André de Melo. Material impresso ajuda a preservar história, diz professor. 2017. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).


Demais tipos de produção técnica


Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
RUST, L. D.; ARAÚJO, André de Melo; REIS, A. R.. Participação em banca de Allan Regis da Silva. A papisa mimética: Mito político e rivalidades religiosas em Pope Ioan: A dialogue between a protestant and a papist de Alexander Cooke (1610). 2018. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal de Mato Grosso.

2.
RODRIGUES, N. B.; ARAÚJO, André de Melo; SELA, E. M.; BALABAN, M.. Participação em banca de Maíra Guimarães Duarte Pôrto. Para inglês ver. Uma análise de Journal of a Voyage to Brazil, de Maria Graham. 2017. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade de Brasília.

3.
ARAÚJO, André de Melo; GIULI, M.; LIEBEL, S. R.. Participação em banca de Victória Carvalho Junqueira. Crime, mulheres e ilegitimidade. O assassinato de crianças recém-nascidas bastardas na cidade de Londres e no condado de Middlesex (1674-1803). 2017. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade de Brasília.

4.
COELHO, M. F. P. C.; TEIXEIRA, I. S.; ARAÚJO, André de Melo. Participação em banca de Clarice Machado Aguiar. Com a permissão de Deus. O papel do diabo em narrativas de milagres (Península Ibérica, Séculos XIII e XIV). 2017. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade de Brasília.

5.
MARTINS, E. C. R.; ARAÚJO, André de Melo; CALDAS, P. S. P.. Participação em banca de Walkíria Oliveira Silva. Alemanha secreta: biografia e história no Círculo de Stefan George (1918-1933). 2013. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade de Brasília.

Teses de doutorado
1.
COELHO, M. F. P. C.; MORIN, A.; MACEDO, J. R.; ARAÚJO, André de Melo. Participação em banca de Magda Rita Ribeiro De Almeida Duarte. Roma locuta, causa finita? A construção da plenitude de poder e as estratégias políticas aristocráticas no Languedoc (séc. XII e XIII). 2018. Tese (Doutorado em História) - Universidade de Brasília.

2.
SILVA, L. S. D.; VALLE, U.; BERBERT JUNIOR, C. O.; ARAÚJO, André de Melo; LOPES, A. P. L.. Participação em banca de Rodrigo Oliveira Marquez. Pragmática: A função do passado nas teorias da história de Hayden White, Frank Ankersmit e Keith Jenkins. 2017. Tese (Doutorado em História) - Universidade Federal de Goiás.

3.
CARNEIRO, H. S.; ARAÚJO, André de Melo; MOTA, A.; CLEMESHA, A. E.; ALBIERI, S.. Participação em banca de Marina Juliana de Oliveira Soares. O harém ao rés do chão. Imaginário europeu e representações médicas sobre o lugar-segredo, 1599-1791. 2015. Tese (Doutorado em História Social) - Universidade de São Paulo.

4.
MARTINS, E. C. R.; ARAÚJO, André de Melo; ASSIS, A. A.; SILVA, L. S. D.; BERBERT JR., C. O.. Participação em banca de Ana Carolina Barbosa Pereira. Na transversal do tempo. 2013. Tese (Doutorado em História) - Universidade de Brasília.

Qualificações de Doutorado
1.
COELHO, M. F. P. C.; ARAÚJO, André de Melo; RUST, L.. Participação em banca de Michele de Araújo. Em nome da fé: as heresias políticas em Portugal e Castela (séc. XIV e XV). 2017. Exame de qualificação (Doutorando em História) - Universidade de Brasília.

2.
MARTINS, E. C. R.; ASSIS, A. A.; ARAÚJO, André de Melo. Participação em banca de Walkiria Oliveira Silva. O historiador é o protetor da Bildung. Friedrich Gundolf e a função formativa da História. 2015. Exame de qualificação (Doutorando em História) - Universidade de Brasília.

3.
ALMEIDA, J.; NEVES, G. P. C. P.; ARAÚJO, André de Melo. Participação em banca de Flávio Rey de Carvalho. Entre ?luzes? e ?trevas?. A ?questão estatutária? na Universidade de Coimbra (1771-1772). 2014. Exame de qualificação (Doutorando em História) - Universidade de Brasília.

Qualificações de Mestrado
1.
BALABAN, M.; ARAÚJO, André de Melo; RODRIGUES, N. B.. Participação em banca de Vanessa de Jesus Queiroz. Ameça e Prevenção: Cholera morbus e higiene pública na Gazeta Médica da Bahia, 1866-1868. 2017. Exame de qualificação (Mestrando em História) - Universidade de Brasília.

2.
SANTANNA, H. M.; ARAÚJO, André de Melo; LOPES, R. P. N.. Participação em banca de Beatriz Aires Fernandes Cunha. Aos diádocos o que é de Alexandre: A fragmentação do império macedônio entre acordos políticos e seus rompimentos violentos (323-301 a.C). 2017. Exame de qualificação (Mestrando em História) - Universidade de Brasília.

3.
RUST, L. D.; ARAÚJO, André de Melo; REIS, A. R.. Participação em banca de Allan Regis da Silva. Trazendo à Luz a Sombra da Morte: O Mito da Papisa Joana no início da Inglaterra Jacobita (1603 - 1610). 2017. Exame de qualificação (Mestrando em História) - Universidade Federal de Mato Grosso.

4.
COELHO, M. F. P. C.; ARAÚJO, André de Melo; TEIXEIRA, I. S.. Participação em banca de Clarice Machado Aguiar. Com a permissão de Deus: O papel do Diabo nas narrativas de milagres (Castela e Itália, Século XIII). 2016. Exame de qualificação (Mestrando em História) - Universidade de Brasília.

5.
BALABAN, M.; ARAÚJO, André de Melo; RODRIGUES, N. B.. Participação em banca de Maíra Guimarães Duarte Porto. Aventureiras do além-mar: Olhares femininos sobre o Brasil Império. 2016. Exame de qualificação (Mestrando em História) - Universidade de Brasília.

6.
FARIA, D.; BALABAN, M.; ARAÚJO, André de Melo. Participação em banca de Layra de Soura Cruz Sarmento. Narrativas de Cordel: O Diabo e o Cangaço. 2016. Exame de qualificação (Mestrando em História) - Universidade de Brasília.

7.
ASSIS, A. A.; KIRSCHNER, T. C.; ARAÚJO, André de Melo. Participação em banca de Eduardo José Antunes Netto Carreira. La terreur à l?ordre du jour. Sobre o renascimento do conceito de terrorismo durante a Revolução Francesa. 2015. Exame de qualificação (Mestrando em História) - Universidade de Brasília.

8.
MARTINS, E. C. R.; ASSIS, A. A.; ARAÚJO, André de Melo. Participação em banca de Walkíria Oliveira Silva. A Alemanha Secreta: biografia e história do Círculo de Stefan George. 2013. Exame de qualificação (Mestrando em História) - Universidade de Brasília.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
LEMOS, T. T.; BAIRRAL, A.; ARAÚJO, André de Melo. Participação em banca de Herivelto Paiano Nascimento.La risata final: O Falstaff der Giuseppe Verdi como síntese da ópera do século XIX e como abertura para o século XX. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Universidade de Brasília.

2.
ARAÚJO, André de Melo; COELHO, M. F. P. C.; RUST, L.. Participação em banca de Thalyta Valéria Castro de Oliveira Lucena.As intervenções editoriais nas Examinações de Anne Askew. 2017.

3.
HONOR, A. C.; BROCHADO, C. C.; ARAÚJO, André de Melo. Participação em banca de Helena Mila Polizelli.A pintura seiscentista de Josefa de Óbidos: Uma análise iconológica da representação do casamento místico nos painéis de Santa Teresa D'Ávila. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Universidade de Brasília.

4.
ARAÚJO, André de Melo; COELHO, M. F. P. C.; GIULI, M.. Participação em banca de Érico Saad Campos.A santa, a bruxa e a falsa devota: O Julgamento de Marie Bucaille na Normandia do Século XVII. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Universidade de Brasília.

5.
SANTANNA, H. M.; CORNELLI, G.; ARAÚJO, André de Melo. Participação em banca de Fernanda Álvares Freire.Ptolomeu Soter e a fundação da dinastia Lágida. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Universidade de Brasília.

6.
KIRSCHNER, T. C.; ARAÚJO, André de Melo; ASSIS, A. A.. Participação em banca de Pedro Eduardo Batista Ferreira da Silva.O republicanismo cívico na Inglaterra: James Harrington e Henry Vane. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Universidade de Brasília.

7.
COELHO, M. F. P. C.; ARAÚJO, André de Melo; BROCHADO, C. C.. Participação em banca de Clarice Machado Aguiar.O Diabo: vítima, ou algoz? A representação do Diabo nas Cantigas de Santa Maria (séc. XIII). 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Universidade de Brasília.

8.
ARAÚJO, André de Melo; AUBERT, E. H.; CASTELO, D. F. C.. Participação em banca de Thiago Alvino Cury.Bon goût. Problematização sobre a música francesa na obra de Jacques-Martin Hotteterre Le Romain. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Universidade de Brasília.

9.
KIRSCHNER, T. C.; ARAÚJO, André de Melo; PEREIRA, M. A. P.. Participação em banca de José Lourenço de Sant'anna Filho.Inimigos da Luz. A anti-filosofia no jornal brasileiro A Voz da Religião. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Universidade de Brasília.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Concurso público
1.
ARAÚJO, André de Melo; PEREIRA, M. A. P.; BALABAN, M.. Processo de seleção simplificada para provimento de vaga de Professor Substituto em História Moderna. 2017. Universidade de Brasília.

2.
MARTINS, E. C. R.; ASSIS, A. A.; ARAÚJO, André de Melo. Processo de seleção simplificada para provimento de vaga de Professor Substituto em Teoria e Metodologia da História. 2016. Universidade de Brasília.



Eventos



Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
ARAÚJO, André de Melo; MONTEIRO, R. B. . Materialidade e interpretação de manuscritos e impressos na Época Moderna. 2018. (Congresso).

2.
ARAÚJO, André de Melo; AUBERT, E. H. . Ciclo de Palestras: Fato e Narrativa. 2012. (Congresso).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Dissertação de mestrado
1.
Thalyta Valéria Castro de Oliveira Lucena. As intervenções editoriais nas Examinações de Anne Askew. Início: 2018. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. (Orientador).

2.
Rebeca Mylena Gouveia de Lima. O Livro dos Mártires e seu paratexto: transformações de 1563 a 1684. Início: 2018. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. (Orientador).

3.
Érico Saad Campos. A morte, a transfiguração e a vida: a reversão da pena capital de uma bruxa normanda no século XVII. Início: 2018. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. (Orientador).

4.
Ana Paula Muniz da Silva. Representação da América e dos americanos nas revistas ingleses durante a Guerra dos Sete Anos e Independência dos EUA. Início: 2018. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade de Brasília. (Orientador).

5.
Joana Rios Ribeiro Maia Carbonesi. Os Gordon riots e a cultura impressa. A construção de narrativas acerca dos motins ingleses de 1780 em panfletos de crime e livros na Inglaterra do século XVIII. Início: 2016. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade de Brasília. (Orientador).

Tese de doutorado
1.
José Willem Carneiro Paiva. A revolta dos eleitos contra o domínio dos condenados: a reforma teológico-política de Thomas Müntzer e a Guerra dos Camponeses na Alemanha (1520-1525). Início: 2018. Tese (Doutorado em História) - Universidade de Brasília. (Orientador).

Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Rodrigo Ruperto Souza Xavier. Histórias de perdão em baladas inglesas do século XVII. Início: 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Universidade de Brasília. (Orientador).

2.
Ana Luísa Costa Trindade. John Lambe e a bruxaria masculina no século XVII inglês. Início: 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Universidade de Brasília. (Orientador).

Iniciação científica
1.
Ana Luísa Costa Trindade. O bruxo impresso. O caso de John Lambe no século XVII inglês. Início: 2018. Iniciação científica (Graduando em História) - Universidade de Brasília. (Orientador).

2.
Amanda Gomes Fernandes. A África descrita. Uma análise das descrições verbais e visuais dos povos e do continente africano nas obras de Samuel Clarck (1671) e John Ogilby (1670). Início: 2018. Iniciação científica (Graduando em História) - Universidade de Brasília. (Orientador).

3.
Gabriel Ribeiro Coutinho Moreira. Representações visuais políticas de Carlos V à época da Reforma Protestante. Início: 2018. Iniciação científica (Graduando em História) - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Dissertação de mestrado
1.
Pryscilla Torres Magalhães de Oliveira. Observação e matematização nos escritos de navegação marítima de John Wallis e Edmond Halley. A construção de uma investigação de filosofia natural no século XVII inglês. 2018. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade de Brasília, . Orientador: André Gustavo de Melo Araújo.

2.
Gabriel Araújo Feitosa. Uma história para a nova nação. George Wrong (1860-1948) e o estabelecimento da história crítica no Canadá. 2018. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: André Gustavo de Melo Araújo.

3.
Victoria Carvalho Junqueira. Crime, mulheres e ilegitimidade. O assassinato de crianças recém-nascidas bastardas na cidade de Londres e no condado de Middlesex (1674-1803). 2017. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: André Gustavo de Melo Araújo.

Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Osny Zaniboni Neto. Histórias exemplares. Representações do suicídio em baladas inglesas (1641-1797). 2018. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em História) - Universidade de Brasília. Orientador: André Gustavo de Melo Araújo.

2.
Amanda Ferrari Vasconcellos. Lutero biografado: Indivíduo e Sociedade nas biografias de Heinz Schilling e Lyndal Roper. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em História) - Universidade de Brasília. Orientador: André Gustavo de Melo Araújo.

3.
Bruna Brandi Sobreiro. Melancolia e Histeria: Dilemas das Enfermidades entre Thomas Willis e Thomas Sydenham na Inglaterra da Restauração. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em História) - Universidade de Brasília. Orientador: André Gustavo de Melo Araújo.

4.
Érico Saad Campos. A santa, a bruxa e a falsa devota: O Julgamento de Marie Bucaille na Normandia do Século XVII. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em História) - Universidade de Brasília. Orientador: André Gustavo de Melo Araújo.

5.
Thalyta Valéria Castro de Oliveira Lucena. As intervenções editoriais nas Examinações de Anne Askew. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em História) - Universidade de Brasília. Orientador: André Gustavo de Melo Araújo.

6.
Marcos Marinho Fernandes. Ayuntamiento de Reyes. Representações políticas do matrimônio de Juana e Felipe de Castela (Séculos XV-XVI). 2015. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em História) - Universidade de Brasília. Orientador: André Gustavo de Melo Araújo.

7.
Thiago Alvino Cury. Bon goût. Problematização sobre a música francesa na obra de Jacques-Martin Hotteterre Le Romain. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em História) - Universidade de Brasília. Orientador: André Gustavo de Melo Araújo.

Iniciação científica
1.
Érico Saad Campos. Arte Mágica e Operação do Diabo: O caso de Marie Bucaille (1657-1704) e a bruxaria na Cultura Impressa. 2017. Iniciação Científica. (Graduando em História) - Universidade de Brasília. Orientador: André Gustavo de Melo Araújo.

2.
Osny Zaniboni Neto. Representações do suicídio nas baladas inglesas (1641-1797). 2017. Iniciação Científica. (Graduando em História) - Universidade de Brasília. Orientador: André Gustavo de Melo Araújo.

3.
Rodrigo Ruperto Souza Xavier. Deus, receba minha alma. A súplica pela redenção nos discursos de morte ingleses do século XVII. 2017. Iniciação Científica. (Graduando em História) - Universidade de Brasília. Orientador: André Gustavo de Melo Araújo.

4.
Gabriel Ribeiro Coutinho Moreira. Representações visuais políticas dos príncipes eleitores do Sacro Império Romano Germânico. 2017. Iniciação Científica. (Graduando em História) - Universidade de Brasília. Orientador: André Gustavo de Melo Araújo.

5.
Rebeca Mylena Gouveia de Lima. Folha de rosto e ilustrações em obras históricas da Idade Moderna europeia. 2017. Iniciação Científica. (Graduando em História) - Universidade de Brasília. Orientador: André Gustavo de Melo Araújo.

6.
Rebeca Mylena Gouveia de Lima. John Foxe e o Livro dos Mártires (1563-1684). 2017. Iniciação Científica. (Graduando em História) - Universidade de Brasília. Orientador: André Gustavo de Melo Araújo.

7.
Isabela Gomes Parucker. A cultura impressa: Panfletos ingleses sobre bruxaria (1566-1621). 2015. Iniciação Científica. (Graduando em História) - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: André Gustavo de Melo Araújo.

8.
Camila Cardoso dos Santos. Morfologia dos incunábulos (1460-1485): Funções e variações dos elementos visuais. 2015. Iniciação Científica. (Graduando em História) - Universidade de Brasília. Orientador: André Gustavo de Melo Araújo.

9.
Joana Rios Ribeiro Maia Carbonesi. Motins impressos. Os panfletos ingleses de crime (1674-1800) no contexto da cultura impressa europeia. 2015. Iniciação Científica. (Graduando em História) - Universidade de Brasília. Orientador: André Gustavo de Melo Araújo.

10.
Thalyta Valéria Castro de Oliveira Lucena. Morfologia dos incunábulos (1486-1500): Funções e variações dos elementos visuais. 2015. Iniciação Científica. (Graduando em História) - Universidade de Brasília. Orientador: André Gustavo de Melo Araújo.



Educação e Popularização de C & T



Livros e capítulos
1.
ARAÚJO, André de Melo. Hans-Georg Gadamer, Wahrheit und Methode. In: Claus Leggewie/Darius Zifonun/Anne Lang/Marcel Siepmann/Johanna Hoppen. (Org.). Schlüsselwerke der Kulturwissenschaften. 1ed.Bielefeld: transcript, 2012, v. , p. 198-201.


Apresentações de Trabalho
1.
ARAÚJO, André de Melo. Palestra em Escola Pública do DF. 2017. (Apresentação de Trabalho/Outra).



Outras informações relevantes


Membro efetivo das seguintes instituições de pesquisa:
- International Society for Eighteenth-Century Studies, ISECS (desde 2009);
- Deutsche Gesellschaft für die Erforschung des 18. Jahrhunderts (desde 2009);
- The American Society for Eighteenth-Century Studies (desde 2009);
- Canadian Society for Eighteenth-Century Studies (desde 2015);
- Sociedade Brasileira de Teoria e História da Historiografia (desde 2011).
- Sócio da Associação Nacional de História (ANPUH-DF)
Pesquisador-membro do Laboratório de Teoria e de História da Imagem e da Música Medievais (LATHIMM/USP) (desde 2011).
Bolsista da Berendel Foundation (Londres, UK) (2011).
- Líder desde 2018, juntamente com Rodrigo Bentes Monteiro (UFF), do Grupo de Pesquisa do CNPq: Metamorphose | Materialidade e interpretação de manuscritos e impressos da Época Moderna.



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 21/01/2019 às 6:33:07