Renata Hessmann Dalaqua

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/2288587935896200
  • Última atualização do currículo em 12/10/2018


Renata é Doutora em História, Política e Bens Culturais (CPDOC/FGV). Possui Bacharelado em Ciência Política e Licenciatura em Ciências Sociais pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) e Mestrado em Política e Segurança Internacional na University College London (UCL). Atua como Pesquisadora Residente do Instituto das Nações Unidas para Pesquisa em Desarmamento (UNIDIR), em Genebra, Suíça. Anteriormente, trabalhou como Superintendente de Projetos do Centro Brasileiro de Relações Internacionais (CEBRI) e como consultora do Programa de Medidas de Implementação Nacional da VERTIC (UK). Ao longo de seus estudos, pesquisou tópicos relevantes à cooperação internacional em segurança, com ênfase nas dinâmicas de controle de armas e desarmamento. Suas principais áreas de interesse são: teorias de segurança, cooperação internacional, não-proliferação e desarmamento nuclear, política nuclear brasileira, mineração de urânio, estudos CTS. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Renata Hessmann Dalaqua
Nome em citações bibliográficas
DALAQUA, R. H.

Endereço


Endereço Profissional
United Nations Institute for Disarmament Research.
Palais des Nations, 1211
Nations
Geneva, - Suiça
Telefone: (041) 766472467
URL da Homepage: http://unidir.org/


Formação acadêmica/titulação


2013 - 2017
Doutorado em História, Política e Bens Culturais.
Fundação Getúlio Vargas, FGV, Brasil.
Título: Átomos e democracia no Brasil: a formulação de políticas e os controles democráticos para o ciclo do combustível nuclear no período pós-1988, Ano de obtenção: 2017.
Orientador: Matias Spektor.
Palavras-chave: Política nuclear; Energia Nuclear; Política energética.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Paz e Segurança.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Política Internacional / Especialidade: Relações Internacionais, Bilaterais e Multilaterais.
2009 - 2011
Mestrado em IMESS Politics and Security.
University College London, UCL, Grã-Bretanha.
Título: "Securing our Survival (SOS)": Non-state actors and the Campaign for a Nuclear Weapons Convention through the prism of the securitisation theory,Ano de Obtenção: 2011.
Orientador: Matthieu Chillaud.
Bolsista do(a): European Union, EU, Grã-Bretanha.
Palavras-chave: international relations; securitisation theory; nuclear disarmament.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Política Internacional / Especialidade: Integração Internacional, Conflito, Guerra e Paz.
2005 - 2008
Graduação em Bacharelado em Ciência Política.
Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
Título: O debate no interior da New Left: a controvérsia entre Perry Anderson e E.P. Thompson.
Orientador: Eduardo Barros Mariutti.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.
2005 - 2008
Graduação em Licenciatura em Ciências Sociais.
Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.




Formação Complementar


2017 - 2017
Boosting the advance of women on peace-related issues. (Carga horária: 30h).
University for Peace, UPEACE, Costa Rica.
2014 - 2014
Summer School NPIHP - Nuclear History Boot Camp.
Università degli Studi Roma Tre, UNIROMA, Itália.


Atuação Profissional



Centro Brasileiro de Relações Internacionais, CEBRI, Brasil.
Vínculo institucional

2014 - 2015
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Pesquisadora Associada
Outras informações
Como Pesquisadora Associada, represento o CEBRI na iniciativa On Think Tanks Exchange, que incentiva e apoia o intercâmbio entre think tanks com o objetivo de facilitar novas parcerias, promovendo a colaboração em projetos de pesquisa e de fortalecimento institucional.

Vínculo institucional

2011 - 2014
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Coordenadora de Projetos, Carga horária: 40
Outras informações
Como Coordenadora de Projetos, as minhas responsabilidades incluem a concepção e implementação de projetos relacionados com questões internacionais e a política externa brasileira. Além de colaborar com importantes figuras políticas e executivos seniores, eu também supervisiono o trabalho de estagiários e assistentes de projetos. Ainda, eu lido com os aspectos financeiros de projetos, como captação de recursos e prestação de contas.


The Verification Research, Training and Information Centre, VERTIC, Grã-Bretanha.
Vínculo institucional

2011 - 2015
Vínculo: Pro Bono, Enquadramento Funcional: Consultora do Programa NIM
Outras informações
Como consultora do programa National Implementation Measures, o meu trabalho envolve: pesquisar e escrever relatórios sobre a legislação que direta ou indiretamente implementa acordos de controle de armas nos membros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP); mediar o contato entre a VERTIC e oficiais lusófonos; organizar visitas de assistência técnica aos países da CPLP; traduzir documentos do português para o inglês e vice-versa.

Vínculo institucional

2010 - 2010
Vínculo: Internship, Enquadramento Funcional: Intern, Carga horária: 40
Outras informações
Durante o estágio, as minhas responsabilidades incluíam: pesquisar e escrever relatórios sobre a legislação que direta ou indiretamente implementa a Convenção para Armas Biológicas no Brasil e em Angola; preparar a correspondência escrita entre VERTIC e oficiais Brasileiros e Angolanos; traduzir a ?Lei Modelo para a Implementação Nacional da Convenção para Armas Biológicas? do idioma inglês para o português.


Instituto Universitário de Pesquisas do Rio de Janeiro, IUPERJ, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - 2012
Vínculo: Professor de Curso de Extensão, Enquadramento Funcional: Professor de Curso de Extensão
Outras informações
Curso de extensão "Os estudos de segurança e a Escola de Copenhague". Carga horária: 8h.


Comprehensive Nuclear-Test-Ban Treaty Organization, CTBTO, Austria.
Vínculo institucional

2010 - 2010
Vínculo: Internship, Enquadramento Funcional: Intern, Carga horária: 40
Outras informações
Durante o estágio, as minhas responsabilidades incluíam: pesquisar e produzir materiais de informação sobre o Tratado para a Proibição Completa dos Testes Nucleares (CTBT, em inglês) e o sistema de verificação por ele estabelecido; organizar atividades relacionadas ao aniversário do bombardeio de Hiroshima (06/08) e ao 1.o Dia Internacional Contra Testes Nucleares (29/08); contribuir com a produção de produtos multimídia, como pacotes de áudio e vídeo para jornalistas; escrever artigos para a página do CTBTO na Internet.


Escola Técnica Estadual Conselheiro Antônio Prado, ETECAP, Brasil.
Vínculo institucional

2008 - 2008
Vínculo: Estágio, Enquadramento Funcional: Estágio obrigatório



Linhas de pesquisa


1.
Relações Internacionais

Objetivo: Esta linha de pesquisa privilegia temas de política internacional, política externa brasileira e história global..
Grande área: Ciências Humanas


Projetos de pesquisa


2015 - 2017
Transformações da profissão militar no Brasil e na Argentina: a perspectiva das Ciências Sociais
Descrição: Descrição: O objetivo do projeto é examinar, na perspectiva das Ciências Sociais, as principais transformações da profissão militar no Brasil e na Argentina, em particular nas últimas três décadas fazendo, no entanto, regressões temporais de forma a iluminar a gênese de elementos ainda presentes nas Forças Armadas na atualidade, bem como facilitar uma perspectiva processual e comparativa. Projeto aprovado no Edital nº 32/2014 - Programa Centros Associados para o Fortalecimento da Pós-Graduação Brasil-Argentina (CAFP-BA).
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2013 - Atual
Brazil in Global Nuclear Order
Descrição: Este projeto responde a quatro questões fundamentais sobre a trajetória da política nuclear Brasileira, a saber: (1) Por que o Brasil é o único país dos BRICS que nunca desenvolveu um programa para a construção de um explosivo nuclear; (2) Qual foi a dinâmica de negociação do programa nuclear brasileiro diante da política de não-proliferação dos Estados Unidos; (3) Qual foi a dinâmica de competição no campo nuclear entre Brasil e Argentina; (4) Por que, apesar de ser membro pleno do regime de não-proliferação nuclear, o Brasil do século XXI continua sendo um de seus principais críticos? As respostas a essas perguntas serão apresentadas numa série de dossiês eletrônicos, artigos acadêmicos e num livro assinado pelo coordenador do projeto..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) Doutorado: (2) .
Integrantes: Renata Hessmann Dalaqua - Integrante / Matias Spektor - Coordenador.
2009 - 2011
"Securing our Survival (SOS)": Non-state Actors and the Campaign for a Nuclear Weapons Convention through the prism of the Securitisation Theory
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Renata Hessmann Dalaqua - Integrante / Matthieu Chillaud - Coordenador.Financiador(es): European Union - Bolsa.
2007 - 2008
O debate no interior da New Left: a controvérsia entre Perry Anderson e E.P. Thompson
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Renata Hessmann Dalaqua - Coordenador / Eduardo Barros Mariutti - Integrante.Financiador(es): Universidade Estadual de Campinas - Bolsa / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Bolsa.


Revisor de periódico


2018 - Atual
Periódico: Revista Brasileira de Politica Internacional


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Política Internacional.
2.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Paz e Segurança.
3.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Controle de Armas e Desarmamento.


Idiomas


Alemão
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Razoavelmente, Escreve Razoavelmente.
Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Estoniano
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Razoavelmente, Escreve Razoavelmente.
Português
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.


Prêmios e títulos


2015
On Think Tanks Exchange, On Think Tanks.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
DALAQUA, R. H.2015DALAQUA, R. H.. Sociologia em movimento: Beck e as questões globais. Resenha do livro Twenty observations on a world in turmoi, de Ulrich Beck.. CTS. Ciencia, Tecnología y Sociedad, v. 10, p. 01, 2015.

2.
DALAQUA, R. H.2015DALAQUA, R. H.. A obrigação internacional de desarmamento nuclear. Mundorama, v. 96, p. -, 2015.

3.
3DALAQUA, R. H.2014DALAQUA, R. H.. International law and arms control: Soviet Union and Russia?s stance on nuclear test ban treaties. Meridiano 47 (UnB), v. 15, p. 36-42, 2014.

4.
1DALAQUA, R. H.2013DALAQUA, R. H.. Brazil and the Prague Agenda: convergence and conflict between Brasilia and Washington?s views on achieving nuclear disarmament and curbing nuclear proliferation. CEBRI Artigos, v. 1, p. 5-26, 2013.

5.
2DALAQUA, R. H.2013DALAQUA, R. H.. 'Securing our survival (SOS)': non-state actors and the campaign for a nuclear weapons convention through the prism of securitisation theory. Brazilian Political Science Review, v. 7, p. 90, 2013.

6.
4DALAQUA, R. H.2012DALAQUA, R. H.; CASTRO NEVES, L. A. . De Estocolmo72 à Rio+20: uma análise sobre a atuação brasileira nas principais conferências internacionais sobre meio ambiente e desenvolvimento. Cadernos ADENAUER (São Paulo), v. 1, p. 13, 2012.

7.
5DALAQUA, R. H.2009DALAQUA, R. H.. O debate no interior da New Left britânica: o significado da controvérsia entre Perry Anderson e E.P. Thompson. História Social (UNICAMP), v. 1, p. 209-225, 2009.

Capítulos de livros publicados
1.
DALAQUA, R. H.. Brazil?s Contribution to Nuclear Non-Proliferation and Disarmament: An Overview of Binational, Regional and Global Efforts. In: Odilon Antonio Marcuzzo do Canto. (Org.). O Modelo ABACC: Um marco no desenvolvimento das relações entre Brasil e Argentina. 1ed.Santa Marias: Editora UFSM, 2016, v. , p. 1-240.

2.
DALAQUA, R. H.. ?Securing our Survival (SOS)? : les acteurs non-étatiques et la campagne pour une convention sur les armes nucléaires à l?aune de la théorie sur la sécuritisation. In: Georges-Henri Soutou. (Org.). Stratégique - Maitrîse des armements et désarmement. 1ed.Paris: Institut de Stratégie Comparée, 2015, v. 108, p. 153-177.

3.
DALAQUA, R. H.; CASTRO NEVES, L. A. . Da Estocolmo72 à Rio+20: uma análise sobre a atuação brasileira nas principais conferências internacionais sobre meio ambiente e desenvolvimento. In: Leonardo Paz. (Org.). O CEBRI e as relações internacionais no Brasil. 1ed.São Paulo: Senac, 2013, v. 1, p. 1-.

4.
DALAQUA, R. H.; CHILLAUD, M. . Disarmament. In: Karmo Tüür. (Org.). Russian Federation 2011: short-term prognosis. 1ed.Tartu: Tartu University Press, 2011, v. , p. 193-.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
DALAQUA, R. H.; CASTRO NEVES, L. A. . ?Von Stockholm 72 zu Rio+20: die Positionen Brasiliens?. Rio+20 ? Nachhaltige Entwicklung global gestalten.

2.
DALAQUA, R. H.; BERARDINELLI, F. ; MAXNUCK, A. ; PAZ, L. ; QUEIROZ, A. . Brazil as a global trading partner: does being in BRICS help?. BRICS: New Delhi Summit 2012.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
DALAQUA, R. H.. Átomos e Democracia no Brasil. In: 9º Congresso Latino-americano de Ciência Política - ALACIP, 2017, Montevideu. 9º Congresso Latino-americano de Ciência Política - ALACIP, 2017.

2.
DALAQUA, R. H.. Dealing with Challenges from within the NPT Regime: The Case of Brazil. In: Fresh Ideas for the Future: Symposium on the NPT Nuclear Disarmament, Non-proliferation, and Energy, 2015, Nova York. Fresh Ideas for the Future: Symposium on the NPT Nuclear Disarmament, Non-proliferation, and Energy, 2015.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
DALAQUA, R. H.. 'Natureza de classe do Estado Absolutista no Ocidente e Revolução Burguesa: a controvérsia entre Perry Anderson e E.P. Thompson. In: XVI Congresso Interno de Iniciação Científica - UNICAMP, 2008, Campinas. Caderno de resumos do XVI Congresso Interno de Iniciação Científica, UNICAMP, 24 e 25 de setembro de 2008, 2008.

Apresentações de Trabalho
1.
DALAQUA, R. H.. Dealing with challenges from within the NPT regime: the case of Brazil. 2015. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

2.
DALAQUA, R. H.. Civil Society and Nuclear Power. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

Outras produções bibliográficas
1.
DALAQUA, R. H.. Article VI and beyond: Finding ways to strengthen the obligation to nuclear disarmament. Rio de Janeiro: CEBRI, 2015 (Opinion piece - 70th anniversary of the atomic bombings of Hiroshima and Nagasaki).

2.
DALAQUA, R. H.. Apresentação. Rio de Janeiro, 2015. (Prefácio, Pósfacio/Apresentação)>.

3.
DALAQUA, R. H.. Apresentação. Rio de Janeiro, 2015. (Prefácio, Pósfacio/Apresentação)>.

4.
DALAQUA, R. H.; BERARDINELLI, F. . Introdução. Rio de Janeiro, 2012. (Prefácio, Pósfacio/Introdução)>.

5.
DALAQUA, R. H.. 'Securing our Survival (SOS)': Non-state Actors and the Campaign for a Nuclear Weapons Convention through the prism of the Securitisation Theory 2011 (Dissertação de Mestrado).

6.
DALAQUA, R. H.. On the information front 2010 (Youth & Nuclear Disarmament).


Demais tipos de produção técnica
1.
DALAQUA, R. H.. Learning Together: Performance Self Assessments for Think Tanks. 2016. (Relatório de pesquisa).

2.
DALAQUA, R. H.. Missão de estudos para Argentina, relacionada ao projeto 'Transformações da Profissão Militar no Brasil e na Argentina: a perspectiva das Ciências Sociais'. 2016. (Missão ao exterior).

3.
DALAQUA, R. H.. Achieving nuclear zero: Brazil?s contribution to the international efforts against nuclear weapons. 2015. (Relatório de pesquisa).

4.
DALAQUA, R. H.. The role of Non-Nuclear Weapon States in breaking the disarmament deadlock: Policy recommendations from a Brazilian perspective. 2015. (Relatório de pesquisa).

5.
DALAQUA, R. H.. Fact Sheet on nuclear expenditure in Brazil (2004-2014). 2015. (Relatório de pesquisa).

6.
DALAQUA, R. H.. Os estudos de segurança e a Escola de Copenhague. 2012. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
50 Anos do Tratado de Não-Proliferação de Armas Nucleares: Impasses e perspectivas.O TNP e a Segurança Internacional: impasses e perspectivas. 2018. (Seminário).

2.
IV Simpósio sobre Segurança Regional Europa ? América do Sul.Combate ao Narcotráfico e Ilícitos Transnacionais Correlatos. 2018. (Simpósio).

3.
9º Congresso Latino Americano de Ciência Política -ALACIP. Políticas públicas y gobiernos subnacionales. 2017. (Congresso).

4.
9º Congresso Latino Americano de Ciência Política - ALACIP. Átomos e democracia no Brasil: análise comparativa sobre os principais atores e processos envolvidos na formulação de políticas para o ciclo do combustível nuclear. 2017. (Congresso).

5.
A Elaboração do Orçamento da Defesa em Tempos de Crise. 2017. (Seminário).

6.
La presencia de Argentina en Haití. Contexto global, regional y experiencia militar (2004-2015). 2017. (Simpósio).

7.
Pesquisando os militares brasileiros: experiências de cientistas sociais. 2017. (Simpósio).

8.
25 aniversario de la Agencia Brasileño-Argentina de Contabilidad y Control de Materiales Nucleares (ABACC). 2016. (Seminário).

9.
Conferencia América Latina como Zona de Paz - 25 años de la creación de ABACC. 2016. (Seminário).

10.
OCDE: la Agencia de Energía Nuclear y el ingreso de la Argentina. 2016. (Seminário).

11.
XI Jornadas Latino americanas de Estudos Sociais da Ciência e da Tecnologia, Esocite 20. 2016. (Congresso).

12.
Fresh Ideas for the Future: Symposium on the NPT Nuclear Disarmament, Non-proliferation, and Energy.Dealing with challenges from within the NPT regime: the case of Brazil. 2015. (Simpósio).

13.
Global Governance, Nuclear Policies and the Insertion of Brazil. 2015. (Seminário).

14.
Mesa-Redonda Energia Consciente."Energia e Sociedade". 2015. (Seminário).

15.
Reunião de Coordenação do Programa Álvaro Alberto de Indução à Pesquisa em Segurança Internacional e Defesa Nacional.As Relações Internacionais Do Brasil Nuclear. 2015. (Oficina).

16.
Conference on the Humanitarian Impact of Nuclear Weapons. 2014. (Outra).

17.
Ditchley Foundation Conference: Brazil's place in the world.Brazil's place in the world. 2014. (Oficina).

18.
ICAN Civil Society Forum. 2014. (Encontro).

19.
Seminário Não Proliferação e Desarmamento Nuclear.Perspectivas sobre a ordem nuclear global. 2014. (Seminário).

20.
2013 Carnegie International Nuclear Policy Conference. 2013. (Congresso).

21.
Aula Magna de Relações Internacionais com Stephen Walt. 2013. (Simpósio).

22.
Carnegie Emerging Powers Seminar.Brazil and Emerging Powers. 2013. (Seminário).

23.
Nuclear Choices: Global Perspectives.Civil Society and Nuclear Power. 2013. (Oficina).

24.
UNSCR 1540 Civil Society Forum - Opportunities for Engagement.Meeting the Objectives of UN Security Council Resolution 1540: The Role of Civil Society. 2013. (Outra).

25.
VI Dia Internacional da Democracia.Nuclear Power. 2013. (Oficina).

26.
Workshop on Emerging Powers and the Global Nuclear Order.Emerging Powers and the Global Nuclear Order. 2013. (Oficina).

27.
?Brazil and the Global Nuclear Order?. 2012. (Oficina).

28.
As Agendas dos BRICS para a Cúpula de Nova Déli. 2012. (Outra).

29.
Brasil-Argentina: a construção de uma estratégia conjunta. 2012. (Seminário).

30.
CEBRI Debate: O Mundo Volta a Crescer - e o Brasil?. 2012. (Outra).

31.
CEBRI Debate: O Papel dos Países Emergentes em Direitos Humanos e Democracia. 2012. (Outra).

32.
CEBRI Tese: Soluções Institucionais para Desafios de Política Industrial - um estudo de caso sobre o BNDES. 2012. (Outra).

33.
Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável Rio+20. 2012. (Outra).

34.
Da ECO92 à Rio+20: caminhos percorridos e rumos para o futuro. 2012. (Outra).

35.
Economias Verdes e Cidades Inteligentes. 2012. (Seminário).

36.
Georgia successful case of social transformation. 2012. (Outra).

37.
IFSD put into Practice: Setting-up a Sustainable Development Council.United Nations Conference on Sustainable Development (UNSD) RIO+20. 2012. (Seminário).

38.
Integração Física da América do Sul: avanços e desafios. 2012. (Outra).

39.
IX Conferência do Forte de Copacabana / Segurança Internacional. 2012. (Simpósio).

40.
Managing Global Governance.Global Partnerships, Emerging Economies and Managing Global Governance. 2012. (Oficina).

41.
Mesa Redonda Brasil e o Mundo em 2030. 2012. (Outra).

42.
Workshop on Brazil and the Global Nuclear Order.Brazil and the Global Nuclear Order. 2012. (Oficina).

43.
Seminário em Comemoração aos 20 anos da ABACC. 2011. (Seminário).

44.
VIII Conferência de Segurança Internacional do Forte de Copacabana. 2011. (Outra).

45.
Workshop on the Baltic Nation and Small State Deployment Experience. 2011. (Oficina).

46.
1.o. Seminário Interno de Iniciação Científica do Instituto de Economia da UNICAMP."Natureza de classe do Estado Absolutista no Ocidente e Revolução Burguesa: a controvérsia entre Perry Anderson e E.P. Thompson". 2008. (Seminário).

47.
XVI Congresso Interno de Iniciação Científica - UNICAMP. "Natureza de classe do Estado Absolutista no Ocidente e Revolução Burguesa: a controvérsia entre Perry Anderson e E.P. Thompson". 2008. (Congresso).

48.
XXI Encontro Nacional dos Estudantes de Ciências Socias - ENECS. 2006. (Encontro).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
DALAQUA, R. H.. Mesa redonda 'Caminhos para o Futuro que Queremos'. 2013. (Outro).

2.
DALAQUA, R. H.. Seminário "O Brasil e a Agenda da Sustentabilidade". 2012. (Outro).

3.
DALAQUA, R. H.. 3.o. Congresso Latino Americano de Ciência Política. 2006. (Congresso).



Educação e Popularização de C & T



Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
DALAQUA, R. H.. Mesa redonda 'Caminhos para o Futuro que Queremos'. 2013. (Outro).




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 17/01/2019 às 1:39:36