José Renato Sant'Anna Porto

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/7581001152372839
  • Última atualização do currículo em 19/01/2018


Atualmente é professor adjunto do Instituto de Educação de Angra dos Reis, da Universidade Federal Fluminense (IEAR/UFF), no curso de Políticas Públicas. É doutor pelo Programa de Pós-Graduação de Ciências Sociais em Desenvolvimento, Agricultura e Sociedade da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (CPDA/UFRRJ) e graduado em Gestão de Políticas Públicas pela Universidade de São Paulo (USP). É membro do Observatório de Políticas Públicas para Agricultura (OPPA/CPDA/UFRRJ), onde participa de pesquisas sobre mundo rural e agricultura familiar. Possui experiência em sociologia e antropologia, tendo como foco estudos sobre Estado e políticas públicas e tem se dedicado a pesquisas sobre agricultura familiar, Unidades de Conservação, gestão de territórios, comunidades tradicionais e agroecologia. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
José Renato Sant'Anna Porto
Nome em citações bibliográficas
PORTO

Endereço


Endereço Profissional
Universidade Federal Fluminense, Instituto de Educação de Angra dos Reis.
Avenida do Trabalhador
Verolme
23914360 - Angra dos Reis, RJ - Brasil
Telefone: (24) 33651642
URL da Homepage: http://www.iear.uff.br/


Formação acadêmica/titulação


2012 - 2016
Doutorado em Programa de Pós-Graduaçao em Desenvolvimento, Agricultura e Sociedade.
Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, UFRRJ, Brasil.
Título: PODER E TERRITÓRIO NO BAIXO SUL DA BAHIA: OS DISCURSOS E OS ARRANJOS POLÍTICOS DE DESENVOLVIMENTO, Ano de obtenção: 2016.
Orientador: Claudia Job Schmitt.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: Discursos; Poder; Políticas Públicas; território.
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Sociologia / Subárea: Sociologia do Desenvolvimento.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Antropologia / Subárea: Antropologia do Estado.
2007 - 2010
Graduação em Gestão de Políticas Públicas.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Título: Tecnologia Apropriada: Aproximações ao conceito. Um método para identificação e análise.
Orientador: Eduardo de Lima Caldas.
2005 interrompida
Graduação interrompida em 2005 em Engenharia Agrônomica.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Ano de interrupção: 2005




Formação Complementar


2017 - 2017
Etnobotânica: conceitos, métodos e aplicação. (Carga horária: 30h).
Instituto de Pesquisa Jardim Botânico do Rio de Janeiro, IP/JBRJ, Brasil.
2017 - 2017
Etnobotânica: conceitos, métodos e aplicação. (Carga horária: 30h).
Instituto de Pesquisa Jardim Botânico do Rio de Janeiro, IP/JBRJ, Brasil.
2015 - 2015
Capacitação Básica em Quantum GIS. (Carga horária: 20h).
Observatório de Políticas Públicas para Agricultura, OPPA, Brasil.
2010 - 2010
Fundamentação em Agroecologia e Antropologia. (Carga horária: 40h).
Instituto Casa da Floresta, ICF, Brasil.
2010 - 2010
Elaboração e Gestão de Projetos no Plano de Bacia. (Carga horária: 80h).
Fundação Agência da Bacia Hidrográfica do Alto Tietê, FABHAT, Brasil.


Atuação Profissional



Universidade Federal Fluminense, UFF, Brasil.
Vínculo institucional

2016 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professor Adjunto, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

08/2017 - 12/2017
Ensino, Políticas Públicas, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Meio Ambiente e Políticas Públicas
Tópicos especiais (Comunidades Tradicionais e Unidades de Conservação)
03/2017 - 07/2017
Ensino, Políticas Públicas, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Metodologia de Pesquisa
08/2016 - 12/2016
Ensino, Políticas Públicas, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Meio Ambiente e Políticas Públicas
Administração Pública

Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, UFRRJ, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - 2016
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Estudante de Doutorado, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Realizou passagem direta para o Doutorado após banca de qualificação de mestrado, realizada em abril de 2012

Vínculo institucional

2014 - 2014
Vínculo: Estágio Docente, Enquadramento Funcional: Professor (Doutorando), Carga horária: 10
Outras informações
Disciplina ministrada: História Econômica (TH 510)

Vínculo institucional

2013 - 2013
Vínculo: Estágio Docente, Enquadramento Funcional: Professor (Doutorando), Carga horária: 10
Outras informações
Disciplina ministrada: Introdução a Sociologia das Sociedades Agrárias (ISSA - IH 513)


Observatório de Políticas Públicas para Agricultura, OPPA, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - Atual
Vínculo: Pesquisador, Enquadramento Funcional: Pesquisador, Carga horária: 20
Outras informações
O Observatório de Políticas Públicas para a Agricultura (OPPA) constitui-se num grupo de pesquisa integrado ao Programa de Pós-Graduação de Ciências Sociais em Desenvolvimento, Agricultura e Sociedade (CPDA) da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ). O Observatório foi criado em agosto de 2005 por professores pertencentes ao quadro do CPDA com o objetivo de acompanhar, analisar e debater um conjunto de políticas públicas e programas governamentais direcionados ao meio rural brasileiro. Entre as atividades desenvolvidas pelo Observatório, encontram-se a realização de estudos específicos; a promoção de eventos (debates, workshops e seminários especializados); a publicação de boletins mensais de análise de políticas públicas, além de outras publicações, e o clipping e sistematização de notícias da grande imprensa sobre os temas abordados pelo grupo. http://oppa.net.br/


Fundação Oswaldo Cruz, FIOCRUZ, Brasil.
Vínculo institucional

2015 - 2015
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Pesquisador Colaborador, Carga horária: 10
Outras informações
Trabalhei por dois meses como pesquisador no projeto "Mapa de Conflitos envolvendo injustiça ambiental e Saúde no Brasil", desenvolvido em conjunto pela Fiocruz e pela FASE, com o apoio do Departamento de Saúde Ambiental e Saúde do Trabalhador do Ministério da Saúde. O objetivo do projeto é realizar um mapeamento dos casos de conflito e apoiar a luta de inúmeras populações e grupos atingidos/as em seus territórios por projetos e políticas baseadas numa visão de desenvolvimento considerada insustentável e prejudicial à saúde por tais populações. Participei desta iniciativa para a produção de pesquisas sobre conflitos nas comunidades quilombolas do Baixo Sul da Bahia.


Observatório dos Conflitos Rurais de São Paulo, OCSP, Brasil.
Vínculo institucional

2014 - 2015
Vínculo: Pesquisador, Enquadramento Funcional: Pesquisador Colaborador, Carga horária: 10
Outras informações
O projeto buscou conciliar pesquisa e extensão no contexto da atual configuração agrária/fundiária do estado de São Paulo, marcada por uma grande diversidade de conflitos e violações de direitos. Neste contexto, os projetos desenvolvidos pelo Observatório objetivaram promover o registro e o monitoramento dos 'conflitos rurais', assim como uma reflexão sobre o avanço do agronegócio e suas relações com o Estado no contexto paulista. Minha atuação no como pesquisador colaborador esteve relacionada ao acompanhamento de casos de conflitos envolvendo assentamentos da Reforma Agrária na região Sudoeste Paulista e no Vale do Ribeira.


Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, MDS, Brasil.
Vínculo institucional

2014 - 2014
Vínculo: Contrato de Consultoria, Enquadramento Funcional: Consultoria em Análise de Políticas Públicas, Carga horária: 12
Outras informações
Esta consultoria consistiu em uma pesquisa sobre os resultados do Programa de Fomento às Atividades Produtivas Rurais, instituído no âmbito das ações de inclusão produtiva rural do Plano de Superação da Extrema Pobreza. O trabalho se voltou para o mapeamento da percepção e do grau de satisfação dos beneficiários e dos técnicos de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater), agregando essas informações a uma análise dos principais elementos do desenho e da implementação desse Programa. Para isso foi realizada uma analise qualitativa e descritiva das experiências de implementação do Programa em quatro estados (BA, PE, CE e AL), especificamente na região do Semiárido. O Produto Final deste trabalho apresenta um esforço analítico e reflexivo desta política pública, com apontamentos sobre os limites e possibilidades do Programa.


Agência de Análise e Cooperação em Políticas Públicas, AGENDA PUBLICA, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - 2014
Vínculo: Consultor, Enquadramento Funcional: Consultoria em Políticas Públicas, Carga horária: 10
Outras informações
A Agenda Pública é uma organização da sociedade civil de interesse público (OSCIP), sem fins lucrativos, criada por um grupo de profissionais ligados à universidade e ao setor público, com o intuito de aprimorar a gestão pública, a governança democrática e incentivar a participação social. O trabalho realizado consistiu em uma consultoria para o fortalecimento da gestão de políticas públicas voltadas para a Agricultura Familiar, que culminou nas atividades de Planejamento Estratégico para Agricultura Familiar em municípios do estado de Goiás.


Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura, IICA, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - 2013
Vínculo: Consultor, Enquadramento Funcional: Consultoria em Desenvolvimento Territorial, Carga horária: 10
Outras informações
Consultoria realizada na preparação e organização da quinta edição do Curso de Atualização Conceitual em Políticas Públicas de Desenvolvimento Territorial, realizado pelo IICA em Recife - PE. O trabalho também incluiu atividades de organização e sistematização do VIII Fórum Internacional de Desenvolvimento Territorial, realizado em Campina Grande (PB) sob o tema: "Ruralidade, Diversidade e Políticas Diferenciadas".


Ecology and Environmental do Brasil, EEB, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - 2013
Vínculo: Consultor, Enquadramento Funcional: Consultorias em Desenvolvimento Rural, Carga horária: 10
Outras informações
Durante o período de 2011 a 2013, realizei duas consultorias na área de educação do campo e agricultura familiar pela Ecology and Environmental do Brasil, em ações de Licenciamento Ambiental nos estados de Rondônia e Rio Grande do Norte.


Instituto de Estudos, Formação e Assessoria em Políticas Sociais, POLIS, Brasil.
Vínculo institucional

2009 - 2009
Vínculo: Estágiário, Enquadramento Funcional: Assistente Pedagógico - Escola da Cidadania, Carga horária: 20
Outras informações
Atuei na equipe da Escola da Cidadania do Instituto Pólis na elaboração, implementação e avaliação das atividades formativas voltadas ao fortalecimento do diálogo entre movimentos sociais e instrumentos de políticas públicas. Dentre as principais iniciativas que participei nessa instituição estão: ? Elaboração e desenvolvimento de cursos e oficinas baseados nos princípios da Educação Popular; ? Ciclo de Seminários referente às temáticas de desenvolvimento, sustentabilidade, novos paradigmas de consumo, equidade e políticas públicas; ? Formação permanente para movimentos sociais em processos de Planejamento e Orçamento Público (PPA); ? Elaboração do Ciclo de Oficinas Participativas; ? Colaboração no Curso de Regularização Fundiária; ? Assistência aos movimentos sociais; ? Participação nos encontros de fóruns e conselhos de políticas públicas


Centro de Estudos e Pesquisas em Políticas Sociais e Qualidade de Vida, CEPPS, Brasil.
Vínculo institucional

2008 - 2011
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Desenvolvimento e Políticas Públicas, Carga horária: 30
Outras informações
Durante 2008 e 2010 participei do grupo de estudantes da EACH/USP que colaborou com p CEPPS, uma ONG que acompanhava políticas públicas, com ênfase na área socioambiental e na gestão participativa na região do Alto Tiete e na Zona Leste de São Paulo. Participei também da coordenação do Projeto Ponto de Cultura Jeca Tatu e demais projetos de extensão universitária em conjunto com a EACH/USP, além do Grupo de Estudos e Pesquisas Socioambientais, no eixo temático de Desenvolvimento Rural e Políticas Públicas.


Centro de Estudos e Pesquisas em Administração Municipal, CEPAM, Brasil.
Vínculo institucional

2010 - 2010
Vínculo: Estagiário, Enquadramento Funcional: Assistente de Projetos e Políticas Sociais, Carga horária: 30
Outras informações
As principais atividades realizadas nessa instituição compreenderam: (i) o acompanhamento de atividades de elaboração de projetos de desenvolvimento e de políticas públicas para os municípios do Estado de São Paulo, (ii) a orientação de gestores municipais no aperfeiçoamento de instrumentos de desenvolvimento local, na gestão eficaz dos recursos, na descentralização e regionalização das políticas públicas e no fortalecimento da gestão cidadã; e (iii) o auxílio no desenvolvimento de metodologia para a melhoria de processos administrativos.


Escola Técnica Electra, ETE, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - 2012
Vínculo: Consultor, Enquadramento Funcional: Professor autor e parecerista, Carga horária: 10
Outras informações
Elaboração de material didático para curso técnico em disciplinas relacionadas às grandes áreas de Mundo Rural, Políticas Públicas e Meio Ambiente. Atuou também como professor parecerista do conjunto de disciplinas na área de Meio Ambiente.


Universidade de São Paulo - Reitoria, USP, Brasil.
Vínculo institucional

2010 - 2011
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Monitor Estágio Docência, Carga horária: 12
Outras informações
Monitor da disciplina de Governança no Setor Público, sob orientação do Prof. Dr. Eduardo de Lima Caldas, no curso de Graduação em Gestão de Políticas Públicas. Realizou atividades de apoio acadêmico junto ao docente; organização e monitoramento do material bibliográfico do curso; assistência aos alunos na realização dos projetos de conclusão da disciplina; e revisão do conteúdo bibliográfico para o aprimoramento da disciplina.

Vínculo institucional

2007 - 2008
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Extensão Universitária, Carga horária: 20
Outras informações
Estagiário do Projeto de Extensão Universitária ? Programa Permanente de Convivência Universitária. Realizou projetos comunitários com bairros próximos a universidade; promoção de atividades educativas e socioculturais; produção de ferramentas de comunicação social e integração entre a comunidade acadêmica.

Vínculo institucional

2007 - 2007
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Assistencia Pedagógica - Ciclo Básico, Carga horária: 12
Outras informações
Monitor pedagógico do Ciclo Básico (Formação multidisciplinar inicial na EACH). Desenvolveu atividades de assistência estudantil; Tabulação de dados das avaliações dos alunos em relação à qualidade de cada disciplina e realização de outras atividades administrativas e de assistência pedagógica interdisciplinar.


Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Vínculo institucional

2009 - 2010
Vínculo: , Enquadramento Funcional:



Projetos de pesquisa


2017 - Atual
Agroecologia na Costa Verde: experiências nas comunidades tradicionais e o papel da Universidade.
Descrição: Este projeto tem como proposta desenvolver atividades de pesquisas que fortaleçam o tema da Agroecologia no Instituto de Educação de Angra dos Reis, da Universidade Federal Fluminense (IEAR/UFF). As ações do projeto foram desenhadas de modo a promover um exercício de sistematização de experiências das organizações, comunidades e movimentos sociais que já vêm construindo iniciativas agroecológicas na região da Costa Verde, como, por exemplo, o Observatório de Territórios Saudáveis e Sustentáveis ? FIOCRUZ, a Articulação de Agroecologia do Rio de Janeiro (AARJ) e o Fórum de Comunidades Tradicionais de Angra dos Reis, Paraty e Ubatuba. O projeto de pesquisa está organizado em dois eixos: (i) mapeamento e sistematização das experiências agroecológicas em diálogo com a rede de atores do território; (ii) construção de um planejamento agroecológico para o campus do IEAR/UFF, identificando o potencial de implantação da Agroecologia dentro do ambiente universitário. Espera-se como resultado da pesquisa que a sistematização de experiências possa contribuir para construção coletiva do conhecimento agroecológico, inserindo a Universidade na rede de atores que trabalham a partir da Agroecologia na Costa Verde. De modo complementar, o projeto contribuirá para fortalecer o tema da Agroecologia dentro do IEAR/UFF, em diálogo com outras experiências de pesquisa e extensão já em andamento no âmbito do Instituto.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .
Integrantes: José Renato Sant'Anna Porto - Coordenador.
2016 - Atual
Núcleo de Estudos em Agroecologia das Comunidades Tradicionais da Baía da Ilha Grande
Descrição: Este projeto tem como proposta constituir um Núcleo de Pesquisa e Extensão em Agroecologia no Instituto de Educação de Angra dos Reis, da Universidade Federal Fluminense (IEAR/UFF). A proposta está estruturada com base na cooperação entre instituições atuam com agroecologia no território da Baía da Ilha Grande, sendo este um território com marcante presença de comunidades tradicionais, localizadas em uma das principais áreas remanescentes do bioma Mata Atlântica no Brasil. As comunidades tradicionais (caiçaras, indígenas, camponeses e quilombolas) da região enfrentam há décadas processos de expropriação de seus territórios, seja com relação à expansão da atividade turística, seja em função da demarcação de Unidades de Conservação nas áreas onde habitam. Há, portanto, um movimento histórico de exclusão dessas populações e de negação de seus saberes e fazeres tradicionais, concebidos com base em uma relação intrínseca com a natureza. Entretanto, algumas dessas comunidades vêm resistindo a essas formas de submissão, recriando experiências onde a agroecologia tem sido peça chave para a manutenção de uma relação harmoniosa entre produção de alimentos e conservação da natureza. Nesse sentido, este projeto tem como proposta fomentar a agroecologia já existente nesses territórios como estratégia para fortalecer a cultura tradicional, os agroecossistemas das comunidades tradicionais e as práticas de etnoconservação da natureza. Cabe salientar que, desde o início dos anos 2000, um conjunto importante de experiências em agroecologia vêm sendo realizado na região, e será a partir dessas iniciativas que a presente proposta procurará organizar suas atividades. Metodologicamente, o projeto está organizado em dois eixos de ações, que se relacionam de modo complementar: i) realização de atividades coletivas de sistematização de experiências agroecológicas existentes no território, de modo a organizar, detalhar e analisar as principais práticas e conhecimentos agroecológicos e de etnoconservação praticados pelas comunidades tradicionais; ii) tradução desse conhecimento agroecológico em propostas de intervenção, no sentido de ampliar as práticas agroecológicas no território através das parcerias com atores da sociedade civil e instituições do poder público. Dessa forma, a execução do projeto está calcada em um arranjo organizacional que objetiva não só a construção coletiva e participativa dos conhecimentos agroecológicos, mas também a partilha e a ampliação desses conteúdos no contexto local do território da Baía da Ilha Grande.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) .
Integrantes: José Renato Sant'Anna Porto - Coordenador / Anderson Mululo Sato - Integrante / Mara Edilara Batista Oliveira - Integrante / José Rafael Ribeiro - Integrante / Ademilson Ressureição - Integrante / José Ferreira - Integrante.
2016 - Atual
Parceria ou privatização? Os dilemas da nova proposta de gestão público-privada na Baía da Ilha Grande
Descrição: Consiste em um projeto de pesquisa em desenvolvimento, cuja proposta abrange uma análise da história e da atualidade das iniciativas do poder público em estabelecer regimes de gestão privada do território da Baía da Ilha Grande. Desde meados da década de 1970, durante a ditadura militar, com os primeiros intentos do projeto Turis, há movimentações políticas no sentido de intensificação da atividade turística, em padrões elitizados, no litoral da Costa Verde. Na década de 2000, outros projetos (como, por exemplo, a revisão do Plano de Manejo da APA Tamoios, com episódios em 2009 e em 2012) patrocinados pelo governo do estado do Rio de Janeiro tiveram também como objetivo a flexibilização das Unidades de Conservação (UC) da região no sentido de conceder novas áreas para a instalação de equipamentos turísticos de grande porte. Todos esses intentos vêm sendo questionados e, na medida do possível, freados pela intensa articulação das organizações da sociedade civil local. Ocorre que, no ano de 2016, surge mais uma iniciativa no sentido de privatização da gestão do território da Ilha Grande, novamente patrocinada pelo governo estadual. Este projeto de pesquisa propõe um acompanhamento desse processo, atuando em diálogo e parceria com as entidades que compõe o Fórum Contra a Privatização da Baia da Ilha Grande. Esta pesquisa procura interpelar esse objeto (PPP da Ilha Grande) acionando algumas categorias analíticas que já venho trabalhando deste minha tese de doutorado, como, por exemplo, território, poder, conflitos e políticas públicas, privilegiando a análise (i) do processo de formação e elaboração das propostas de gestão (público-privada) e de controle do território, e (ii) acompanhamento dos movimentos de resistência e contestação que se organizam localmente para se contrapor aos grandes projetos de desenvolvimento. Cabe ressaltar também uma terceira dimensão que consiste (iii) na observação crítica das experiências de participação social, as quais vem se mostrando como instrumentos insuficientes para a construção democrática no território em questão, funcionando, por vezes, apenas como ?cenas participativas?, sem poder real de influência..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2015 - 2016
Bioenergia, Agricultura Familiar e Políticas de Desenvolvimento. Impacto Socioeconômico da Produção de Biodiesel nas Regiões de Influência da Petrobras - II Fase
Descrição: Vencida a primeira fase da pesquisa, onde a caracterização socioeconômica dos beneficiários do programa e dos seus estabelecimentos agropecuários forneceu a base para a análise dos impactos internos e externos da política desenvolvida pela PBio na região semiárida, a segunda fase busca avançar sobre esse contexto, privilegiando uma abordagem que trate o processo de implementação do novo modelo que estrutura o programa da empresa propriamente dito, compreendendo os processos de integração com os agricultores familiares à luz das mudanças que marcaram a reorientação da atuação da Petrobras. Neste sentido, questões alusivas à assistência técnica, contratualização, seleção dos agricultores, modelo de referência do padrão tecnológico perseguido, práticas produtivas e geração de renda nas propriedades familiares, ganharão especial destaque para pensar os limites, os avanços e os desafios da política em curso, bem como para analisar as condições de sustentabilidade socioeconômica e técnica do modelo de integração proposto.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Doutorado: (2) .
Integrantes: José Renato Sant'Anna Porto - Integrante / Sergio Pereira Leite - Integrante / Nelson Delgado - Coordenador / Alberto Di Sabbato - Integrante / Karina Kato - Integrante / Georges Flexor - Integrante / Carina Machado - Integrante.Financiador(es): Centro de Pesquisa e Desenvolvimento Leopoldo Américo Miguêz de Mello - Cooperação.
2013 - 2017
Entre continuidades, mudanças e novas institucionalidades: políticas públicas e meio rural brasileiro (2003-2013)
Descrição: Nas últimas décadas observa-se no Brasil a existência de um conjunto relativamente amplo de programas e políticas voltados para o rural. Porém, apesar do número expressivo de políticas, da variedade de atores envolvidos e da diversidade de arenas onde os mesmos interagem, ainda temos pouco conhecimento a respeito das dinâmicas e processos dessas ações públicas. O esforço que se pretende realizar, derivado da experiência acumulada pelo Observatório de Políticas Públicas para a Agricultura (OPPA), do CPDA/UFRRJ, além de explicitar a complexidade do caso em si, busca contribuir para uma compreensão mais acurada do papel dos gestores, do contexto institucional e do processo de elaboração e implementação das políticas para o meio rural a partir do exame da forma de ação do Estado e dos instrumentos ativados pelos programas governamentais no período 2003/2013. Para alcançar esses objetivos são propostos dois níveis de abordagem e listados alguns programas de interesse direto da equipe. O primeiro nível Mapeamento das transformações nos dispositivos jurídicos, estruturas de governança e instituições relacionadas às políticas agrícola e agrária implica num tratamento mais histórico, vislumbrando continuidades e descontinuidades dos governos Lula e Dilma em relação à era FHC, contextualizando os gestores e seu campo de ação, bem como o ambiente macroeconômico, político e internacional no qual se inserem as políticas setoriais. O segundo nível, relativo aos atores, propõe os gestores como ponto de entrada, levando em conta suas distintas posições nesse mapeamento mais geral das estruturas de governança e instituições, mas considerando também seus campos de relação, para além do Estado. Algumas políticas mereceriam nossa particular atenção: Pronaf, PAA, PNAE, SEAF, Pronat, PTC, PBSM-Rural, PNATER, SNCR, Política Nacional de Agroecologia e Produção Orgânica, Política Nacional de Povos e Populações Tradicionais, PNRA, PNCF, PNPB..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (3) Doutorado: (4) .
Integrantes: José Renato Sant'Anna Porto - Integrante / Sergio Pereira Leite - Coordenador / Renato Maluf - Integrante / Leonilde Medeiros - Integrante / Silvia Zimmerman - Integrante / Catia Grisa - Integrante / Georges Flexor - Integrante / Jorge Osvaldo Romano - Integrante / Andrey Cordeiro Ferreira - Integrante.Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.
2013 - 2016
Território, pobreza e políticas públicas: uma abordagem pela territorialização
Descrição: O objetivo principal do projeto consiste no aprofundamento e no compartilhamento do conhecimento dos processos de territorialização da pobreza e das ações visando sua redução. Por territorialização, faz-se referência ao processo de valorização - ou desvalorização ? dos espaços pelas instituições através das ações públicas que se inscrevem no tempo longo e aos processos de construção de representações sócio-espaciais coletivas que estruturam as relações entre os indivíduos. Sobre o primeiro ponto, a territorialização está relacionada, por um lado, à forma como as ações públicas ou coletivas são mobilizadas (participação), aplicadas, interpretadas e eventualmente modificadas pelos atores territoriais atingidos pela pobreza e pela exclusão; e, por outro lado, aos efeitos de sua aplicação sobre a evolução do território de ação. Com relação ao segundo ponto, a territorialização se refere ao processo de construção social da pobreza e aos efeitos de lugar na construção das representações e das normas sociais de legitimação da pobreza. Esse objetivo geral se desdobra em quatro objetivos específicos: a) Criação de conhecimento sobre o enlace território ? pobreza/exclusão, a partir da construção de um quadro teórico e metodológico próprio, ilustrando-o com observações realizadas no Brasil e na França; b) Complementação da formação de estudantes de alto nível (mestrandos, doutorandos, pós-doutorandos) e reforço das competências de jovens pesquisadores em matéria de análise dos processos de territorialização da pobreza e da exclusão; c) Publicação de trabalhos sobre o tema da relação entre territorialização, pobreza e políticas públicas; d) Consolidação de um programa de pesquisa a partir da identificação de questões e de hipóteses de pesquisa e de conceitos operacionais...
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (4) Doutorado: (9) .
Integrantes: José Renato Sant'Anna Porto - Integrante / Sergio Pereira Leite - Coordenador / Renato Maluf - Integrante / Nelson Delgado - Integrante / Leonilde Medeiros - Integrante / Ademir Cazella - Integrante / Eric Sabourin - Integrante / Silvia Zimmerman - Integrante / Catia Grisa - Integrante / Philippe Bonnal - Integrante / Lauro Mattei - Integrante / Catherine Sélimanovski - Integrante / Christian Poncet - Integrante / David Giband - Integrante / Geneviève Cortes - Integrante / Gilles Massardier - Integrante / Isabelle Berry-Chikhaoui - Integrante / Lucile Medina - Integrante.Financiador(es): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Auxílio financeiro / COFECUB - Auxílio financeiro.
2011 - 2014
Bioenergia, agricultura familiar e políticas de desenvolvimento: impactos socioeconômicos da produção de biodiesel nas regiões de influência da Petrobras
Descrição: A pesquisa teve como objetivo caracterizar, analisar e dimensionar os impactos sociais, econômicos e institucionais da instalação e da operacionalização, pela Petrobras Biocombustível, de unidades de produção industrial de biodiesel e da criação de uma cadeia produtiva correspondente, a partir da implantação de suas usinas em três estados do país: Bahia, Ceará e Minas Gerais. Na investigação, os impactos ambientais foram objeto de tratamento, embora a ênfase principal recaiu nos aspectos socioeconômicos e institucionais dos impactos decorrentes da existência da cadeia produtiva organizada pela PBio..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Doutorado: (3) .
Integrantes: José Renato Sant'Anna Porto - Integrante / Sergio Pereira Leite - Coordenador / Nelson Delgado - Integrante / Alberto Di Sabbato - Integrante / Karina Kato - Integrante / Georges Flexor - Integrante / Maria do Socorro Lima - Integrante.Financiador(es): Centro de Pesquisa e Desenvolvimento Leopoldo Américo Miguêz de Mello - Auxílio financeiro.
2010 - 2012
Políticas em rede: uma análise das interdependências entre o Programa de Aquisição de Alimentos e as redes associativas na Bahia
Descrição: O projeto tem como objeto de investigação as redes de organizações sociais envolvidas na implementação do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) no estado da Bahia, focalizando as relações que se estabelecem entre organizações da sociedade civil e agentes governamentais na implantação de programas e ações de políticas públicas. Busca analisar o modo como determinados instrumentos de políticas públicas e seu processo de implementação provocam mudanças no tecido relacional no qual as organizações da sociedade civil estão inseridas, afetando sua capacidade de mobilização de recursos e influenciando seus repertórios de ação. Partindo do argumento de que existe uma interdependência entre processos organizativos societários e configurações político-institucionais, a pesquisa deverá analisar como a introdução do PAA e o consequente envolvimento das organizações sociais produziu alterações na estrutura e funcionamento das redes associativas locais, ao mesmo tempo em que características contextuais destas redes associativas imprimiram suas marcas na operacionalização local do Programa..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Doutorado: (2) .
Integrantes: José Renato Sant'Anna Porto - Integrante / Jorge Osvaldo Romano - Integrante / Claudia Job Schmitt - Coordenador / Marcelo Kunrath Silva - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.
2009 - 2010
Uso de Tecnologias Apropriadas nos Projetos de Desenvolvimento Local
Descrição: Esta pesquisa consiste na revisão da literatura sobre tecnologia apropriada a partir de três debates: um sobre as diferenças entre processos de produção, apropriação e disseminação de tecnologias convencionais e alternativas; outro sobre as diferenças conceituais entre os processos de apropriação das tecnologias; outro sobre as diferentes denominações dos referidos processos no campo das "tecnologias alternativas". Essa pesquisa consiste também na observação dos usos de tecnologias apropriadas em ambientes urbanos, periurbanos e rurais...
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: José Renato Sant'Anna Porto - Integrante / Eduardo de Lima Caldas - Coordenador.


Projetos de extensão


2016 - Atual
Interações Agroecológicas na Costa Verde: Horta Comunitária, troca de saberes e alimentação saudável
Descrição: O projeto tem como proposta desenvolver atividades de formação e de intercâmbio, fortalecendo o tema da Agroecologia no Instituto de Educação de Angra dos Reis (IEAR), da Universidade Federal Fluminense (UFF). As ações foram estruturadas de modo a promover articulações em rede com instituições que já vêm construindo iniciativas agroecológicas, tanto na Costa Verde, quanto no âmbito estadual, estabelecendo parcerias com a Articulação de Agroecologia do Rio de Janeiro (AARJ) e com demais grupos universitários que desenvolvem extensão e pesquisa em Agroecologia. Dentre as atividades propostas no âmbito deste projeto, cabe destaque para a estruturação de um espaço de vivência agroecológica no IEAR/UFF,materializado, sobretudo, na horta agroecológica que está sendo implantada na instituição. É nesse espaço em que o grupo gestor do projeto vem promovendo atividades de formação para o público da universidade e de seu entorno, abordando temáticas direta e indiretamente atreladas ao tema da agroecologia, como, por exemplo: alimentação saudável, saúde ambiental, plantas e ervas medicinais, políticas públicas de produção e consumo sustentável de alimentos, direito à terra e ao território, conhecimentos tradicionais e diálogos de saberes. Fruto desse processo de construção, foi criado o ?Ecomuna ? Coletivo de Agroecologia do IEAR/UFF?, formado por docentes, discentes e funcionários que vem construindo as atividades de maneira colaborativa, em especial, no processo de implantação da Horta Comunitária..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .
Integrantes: José Renato Sant'Anna Porto - Coordenador / Mara Edilara Batista de Oliveira - Integrante / Anderson Mululo Sato - Integrante / Frederico Policarpo de Mendonça Filho - Integrante / Amanda Passos Peixoto - Integrante / Roberta Rocha Bastianini - Integrante.
2015 - 2015
História e atualidade dos conflitos rurais no Estado de São Paulo: olhares e experiências em perspectiva
Descrição: A proposta desta ACIEPE (atividade curricular de integração ensino-pesquisa-extensão) é oferecer à toda comunidade acadêmica da UFSCar, Campus de São Carlos, a discussão sobre as diversas problemáticas conflitivas presentes nos espaços rurais paulistas na atualidade. Discutiremos os diversos conflitos sociais que envolvem assentados, agricultores familiars, comunidades indígenas, quilombolas, organizações sindicais rurais e demais setores da sociedade civil no Estado de São Paulo, principalmente no que se refere ao acesso aos direitos sociais básicos, como por exemplo, a posse e uso da terra. A proposta será executada através de 10 encontros presenciais, complementados com atividades não presenciais, totalizando 60 horas de atividades. Cada encontro presencial contará com a exposição conjunta de representantes e lideranças rurais, representantes de órgãos públicos e pesquisadores da temática, oportunamente selecionados e convidados durante o planejamento das aulas. As atividades não presenciais envolverão sugestões de filmes e reportagens jornalísticas, complementando os debates realizados em sala de aula...
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Doutorado: (6) .
Integrantes: José Renato Sant'Anna Porto - Integrante / Gabriel Pereira da Silva Teixeira - Integrante / Ellen Gallerani Corrêa - Integrante / Cassius Marcelus Cruz - Integrante / Beatriz Medeiros de Melo - Integrante / Leonardo Ferreira Reis - Integrante / Rodrigo Constante Martins - Coordenador.
2015 - 2015
Conflitos em áreas rurais no Estado de São Paulo: registros a partir de trabalhos acadêmicos e material audiovisual
Descrição: Este projeto é uma iniciativa do Observatório de Conflitos Rurais do Estado de São Paulo, um projeto de extensão interinstitucional constituído por professores e pesquisadores da UFSCar, UNESP, UNICAMP, e UFABC, que se propõe a fortalecer os elos entre universidade, movimentos sociais e agências do Estado para a reflexão crítica/tratamento de conflitos rurais que atingem diferentes comunidades rurais (assalariados rurais, quilombolas, pescadores, pequenos agricultores, assentados, e outras comunidades tradicionais). Neste Edital, particularmente, solicitamos auxílio financeiro e concessão de bolsas de extensão que possibilitarão a composição de uma parte do acervo documental sobre a temática: a) teses, dissertações e monografias; b) material audiovisual (filmes históricos, documentários, notícias em vídeo). Os registros de conflitos reconhecidos através desse material comporão um banco de dados históricos sobre conflitos rurais. Ademais, o material recolhido será sistematizado, analisado e disponibilizado no site do Observatório (em fase final de elaboração), na fanpage do facebook (canal de ampla eficácia na transmissão da informação) e enviado em formato impresso a agências estatais, a universidades públicas e privadas e às instituições da sociedade civil que representam a população que vive/trabalha no campo. Os resultados do trabalho também serão apresentados à comunidade (UFSCar) e à sociedade civil, ao final do segundo semestre, numa mesa de debate entre representantes de movimentos sociais, do Estado e estudiosos da temática, a realizar na UFSCar-São Carlos...
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Doutorado: (6) .
Integrantes: José Renato Sant'Anna Porto - Integrante / Gabriel Pereira da Silva Teixeira - Integrante / Ellen Gallerani Corrêa - Integrante / Cassius Marcelus Cruz - Integrante / Beatriz Medeiros de Melo - Integrante / Leonardo Ferreira Reis - Integrante / Rodrigo Constante Martins - Coordenador.
2009 - 2011
Da Pedagogia à Tecnologia: a experiência do Programa USP-Recicla aplicada em Escolas Públicas do Alto Tietê
Descrição: Este projeto tem os seguintes objetivos: apresentar e discutir o conceito dos 3R - reduzir, reutilizar e reciclar, articulando-o com o uso das tecnologias apropriadas que permitem aumentar a eficiência no uso dos recursos nas escolas. Para alcançar os objetivos são propostas, dentre outras, as seguintes atividades: realizar o diagnóstico do lixo; realizar Diagnóstico Rápido Participativo na escola e em seu entorno; identificar os fatores de produção existentes na escola e no entorno bem como o uso dos referentes fatores na própria unidade escolar; apresentar um repertório de tecnologias apropriadas; criar o Comitê Gestor Ambiental Escolar.
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) .
Integrantes: José Renato Sant'Anna Porto - Integrante / SOUZA, Natália Almeida - Integrante / Ramon - Integrante / Eduardo de Lima Caldas - Coordenador.
2009 - 2011
USP-Recicla (EACH)
Descrição: O Programa USP-Recicla é permanente para assuntos relativos à Educação Ambiental e Gestão Compartilhada de Resíduos na Universidade de São Paulo. Por meio de iniciativas educativas, informativas e de gestão integradas no campo dos resíduos sólidos busca-se transformar a Universidade em uma referência de consumo responsável e de destinação adequada dos resíduos sólidos. Este projeto tem caráter de extensão universitária na unidade EACH e atividades articuladas em unidades escolares no município de Suzano..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) .
Integrantes: José Renato Sant'Anna Porto - Integrante / SOUZA, Natália Almeida - Integrante / Ramon - Integrante / Eduardo de Lima Caldas - Coordenador.


Membro de corpo editorial


2012 - 2013
Periódico: Revista IDEAS


Revisor de periódico


2015 - Atual
Periódico: Revista dos Alunos de Pós Graduação em Ciências Sociais da UNIFESP


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Políticas Públicas.
2.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Antropologia / Subárea: Sociologia Rural.
3.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Antropologia / Subárea: Sociologia.
4.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Antropologia / Subárea: Antropologia do Estado.


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Pouco.


Prêmios e títulos


2011
Concurso de Monografias: Sustentabilidade no Campo (1º Colocado - Categoria Graduação), Instituto Souza Cruz.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
PORTO2017PORTO. Notas sobre os efeitos e a ideia de Estado. AGENDA POLÍTICA, v. 5, p. 171-194, 2017.

2.
PORTO2016PORTO. Projetos políticos de desenvolvimento territorial: territorialidades, significados e o campo de disputas no Sudoeste Paulista. Revista IDEAS (Online), v. 8, p. 8-60, 2016.

3.
PORTO2015 PORTO. Conexões, apropriações e exclusões no discurso do desenvolvimento territorial no Brasil. Revista Novos Cadernos NAEA, v. 18, p. 145-168, 2015.

4.
PORTO2014 PORTO. Uma analítica do poder para as políticas públicas: Foucault e a contribuição da Anthropology of Public Policy. Estudos Sociedade e Agricultura (UFRRJ), v. 22, p. 360-385, 2014.

5.
PORTO2014 PORTO. O discurso do agronegócio: modernidade, poder e ?verdade?. Revista NERA (UNESP), v. 17, p. 24-46, 2014.

6.
PORTO2013PORTO. Relações de Poder e organização social no território: o que incide no curso de uma iniciativa de desenvolvimento territorial?. Cadernos do Desenvolvimento, v. 8, p. 127-141, 2013.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
PORTO. A questão agrária no contexto neodesenvolvimentista: neutralização, política social e a reaparição do debate sobre a terra. In: XVII Congresso Brasileiro de Sociologia, 2015, Porto Alegre. Congresso Brasileiro de Sociologia, 2015. v. 1.

2.
PORTO. Conexões, apropriações e exclusões no discurso do desenvolvimento territorial no Brasil. In: IV Encontro da Rede de Estudos Rurais. Desigualdade, Exclusão e Conflitos nos Espaços Rurais, 2014, Campinas - SP. Anais do VI Encontro da Rede de Estudos Rurais, 2014.

3.
PORTO. Relações de poder e organização social no território: o que incide no curso de uma iniciativa de desenvolvimento territorial?. In: Encuentro 2012 - Territorio rurales en movimiento, 2012, Quito. Encuentro 2012 Territorios en Movimiento, 2012.

4.
PORTO; SOUZA, Natália Almeida . Pluriatividade e Turismo Rural: do experimentalismo difuso ao refinamento de um conceito. In: I Seminári Internacional Ruralidades, Trabalho e Meio AMbiente, 2011, São Carlos. Anais do I Seminário Internacional Ruralidades, Trabalho e Meio AMbiente, 2011. v. 1.

5.
SOUZA, Natália Almeida ; PORTO . Fazer juntos para aprender juntos. Um dialogo entre a Aprendizagem Social e a Educação do Campo.. In: V Simpósio Internacional de Geografia Agrária, 2011, Belém - PA. V Simpósio Internacional de Geografia Agrária. Questões Agrarias na Panamazô no Século XXI: Usos e abusos do Territórioia, 2011. v. 1.

Apresentações de Trabalho
1.
PORTO. O impacto dos agrotóxicos e a perspectiva da agroecologia (Instituto de Nutrição - UERJ). 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
PORTO. O Avanço do Agronegócio no Sudoeste Paulista (Encontro Regional do MST). 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

3.
PORTO. Políticas Públicas de Desenvolvimento Territorial: Limites e Possibilidades (Curso de Educação na Gestão Pública da Biodiversidade: fundamentos e estratégias de processos formativos da Gestão Socioambiental - ICMBio). 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).


Produção técnica
Assessoria e consultoria
1.
PORTO; SILVA, E. J. M. . Principais elementos da expansão da soja no Brasil: dimensões sociais, ambientais, políticas e econômicas do contexto atual. 2016.

2.
PORTO; WESZ JUNIOR, W. J. . Relatoria do Fórum 'Ruralidade, Diversidade e Políticas Diferenciadas'.. 2014.

3.
PORTO. Referências para uma pesquisa qualitativa em políticas públicas. Instrumentos e estratégias de avaliação do Programa de Fomento às Atividades Produtivas Rurais. 2014.

4.
PORTO. A experiência como categoria de análise de políticas públicas. Reflexões e análises a partir do Programa de Fomento à Ativdades Produtivas Rurais. 2014.

5.
PORTO. Narrativas de Um Brasil Sem Miséria. Caderno de Experiências dp Programa de Fomento às Atividades Produtivas Rurais.. 2014.

6.
PORTO; SOUZA, Natália Almeida ; OLIVEIRA, Ramon Zago . Jeca Tatu ? Diálogos entre a Cultura Popular e os desafios Socioambientais,. 2009.

Trabalhos técnicos

Demais tipos de produção técnica
1.
PORTO; SOUZA, Natália Almeida . Na Trilha do Jeca Tatu: Expedção Agroecologica de Cunha-SP. 2010. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Audio-visual).

2.
PORTO; SOUZA, Natália Almeida ; OLIVEIRA, Ramon Zago . Relatório Ponto de Cultura Jeca Tatu - CEPPS. 2010. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Relatório de Projeto).

3.
PORTO; OLIVEIRA, Ramon Zago ; SOUZA, Natália Almeida ; SILVA, Andréia Cristina . Do Outro Lado do Rio - Análise crítica sobre os processos de elaboração do Protocolo em Defesa da Recuperação Socioambiental da Sub-bacia Tietê-Cabeceiras. 2010. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Relatório).

4.
PORTO. Boletim Informativo - CEPPS. 2010. (Editoração/Periódico).


Produção artística/cultural
Artes Visuais
1.
PORTO. Conflito da Comunidade de Graciosa no Baixo Sul da Bahia. 2016. Vídeo.



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
FLEXOR, G.; CASTRO, B. S.; PORTO. Participação em banca de Fabíola Vieira Pinto. Programa Nacional de Alimentação Escolar: um estudo do desempenho de resultados na implementação. 2017. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós Graduação de Ciências Sociais em Desenvolvimento Agricultur) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

Teses de doutorado
1.
DELGADO, N.; CAZELLA, A.; PORTO; ROMANO, J. O.; KATO, K.. Participação em banca de Andréia Tecchio. Pobreza e Ação Pública no Território Meio Oeste Contestado, SC. 2017. Tese (Doutorado em Programa de Pós Graduação de Ciências Sociais em Desenvolvimento Agricultur) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Concurso público
1.
CALDAS, E. L.; FLEXOR, G.; PORTO; FERREIRA, M. O. L.; CAMPOS, M. M.. Concurso para Professor Efetivo do Curso de Políticas Públicas. Área Economia do Setor Público e Macroeconomia. Departamento de Geografia e Políticas Públicas, Instituto de Educação de Angra dos Reis. 2017. Universidade Federal Fluminense.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
Seminário dos Alunos do PPGAS/MN/UFRJ.Debatedor na Mesa "Estado, poder e mobilização social". 2017. (Seminário).

2.
I Fórum Tecnologia Social: ferramenta para construir outra sociedade. 2010. (Seminário).

3.
Semana Nacional de Ciência e Tecnologia.Tecnologias Apropriadas: uma aproximação ao conceito. 2010. (Seminário).

4.
Políticas Públicas, Estado e Desenvolvimento. 2009. (Seminário).

5.
VII ENEAP Encontro Nacional dos Estudantes de Administração Pública. 2008. (Encontro).

6.
V Simpósio de Psicologia Política. 2008. (Simpósio).

7.
VI ENEAP - Encontro Nacional dos Estudantes de Administração Pública. 2007. (Encontro).

8.
VI Seminário de Integração de Gestão Ambiental (SIGA). 2007. (Seminário).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
PORTO. IV Encontro Estadual de Agroecologia do Rio de Janeiro. 2017. (Outro).

2.
CAZELLA, A. ; CORTES, G. ; PORTO ; BONNAL, P. ; MALUF, R. ; LEITE, S. P. . Seminário Internacional Políticas Territoriais no Campo e na Cidade. 2014. (Outro).

3.
PORTO. VII Semana Acadêmica do Programa de Pós-Graduação de Ciências Sociais, Desenvolvimento, Agricultura e Sociedade do CPDA/UFRRJ - Projetos políticos de desenvolvimento rural e o papel do Brasil no contexto internacional: que desenvolvimento é esse?. 2013. (Outro).



Outras informações relevantes


1. Passagem direta ao Doutorado, após recomendação da banca de qualificação de mestrado. 2. Gratificado com a Bolsa Nota 10 da FAPERJ, pelo bom desempenho acadêmico.



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 19/11/2018 às 12:30:55